Luana Andrade Mendes Santos

Graduada em Farmácia pela Universidade Federal da Bahia (2010). Mestre em Biociências pela Universidade Federal da Bahia - Campus Anísio Teixeira / Vitória da Conquista - BA (2019). Habilitada em Análises Clínicas e Saúde Pública pela Universidade Federal da Bahia (2012). Pós Graduada em Atenção Farmacêutica e Farmacoterapia Clínica pelo Instituto de Pós Graduação (IPOG) - 2012. Experiência na área de Farmácia, com ênfase em Docência do Ensino Superior, Gestão Farmacêutica, Farmácia Comunitária, Farmácia Hospitalar e Clínica, Farmácia Bioquímica.

Informações coletadas do Lattes em 23/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Biociências

2017 - 2019

Universidade Federal da Bahia
Título: Identificação, caracterização de resistência e patogenicidade de Enterococcus spp. isolados em amostras de leite coletadas no Banco de Leite Humano do Hospital Municipal Esaú Matos em Vitória da Conquista (BA).,Ano de Obtenção: 2019
Orientador: Márcio Vasconcelos Oliveira
Palavras-chave: Microbiologia; Enterococcus spp.; Leite Materno.Grande área: Ciências da SaúdeGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Análises Clínicas. Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Microbiologia Clínica.

Especialização em Atenção Farmacêutica e Farmacoterapia Clínica

2010 - 2012

Instituto de Pós-Graduação e Graduação
Título: Eficácia e Segurança das Terapias com Fluoruracil, Imiquimod,Terapia Fotodinâmica e Protetor Solar no tratamento das lesões acometidas em indivíduos albinos.

Graduação em Farmácia

2006 - 2010

Universidade Federal da Bahia
Título: Estudo Fitoquímico da espécie Metrodorea mollis: Presença de Cumarinas no extrato das folhas.
Orientador: Eudes da Silva Velozo

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2011 - 2012

Extensão universitária em Habilitação em Análises Clínicas e Saúde Pública. (Carga horária: 1071h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Farmácia clínica, assistência e atenção farmacêuticas.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Análises Clínicas.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Microbiologia Clínica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

1° Simpósio Regional de Microbiologia.Identificação, caracterização de resistência e patogenicidade de Enterococcus spp. em amostras de doadoras do banco de leite humano do hospital municipal Esáu Matos em Vitória da Conquista - BA.. 2018. (Simpósio).

II Congresso Baiano de Assistência Farmacêutica. 2016. (Congresso).

27° Congresso Brasileiro de Microbiologia. Apresentação de Poster por Clarissa Leal: Avaliação do Papel do Estrógeno na Fisiopatologia da Sepse induzida por Staphylococcus aureus.. 2013. (Congresso).

Palestra na Disciplina Introdução à Ciências Farmacêuticas.O Farmacêutico e a Farmácia Comunitária. 2013. (Outra).

XXVIII Seminário Estudantil de Pesquisa e IX Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação..Estudo Fitoquímico da espécie Metrodorea molis. 2009. (Seminário).

VII EREF (Encontro Regional dos Estudantes de Farmácia):. 2008. (Encontro).

XXVII Seminário Estudantil de Pesquisa e IX Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação..Estudo Fitoquímico da espécie Metrodorea molis. 2008. (Seminário).

I Encontro de Farmacêuticos do Recôncavo Baiano. 2007. (Encontro).

Seminário A Implantação da Fitoterapia no SUS e Atendimento Farmacêutico em Fitoterapia. 2007. (Seminário).

XXX Encontro Nacional dos Estudantes de Farmacia. 2007. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Laryana Borges Garcia

RUELA, A. L. M.;SANTANA, L. A. M.. Desenvolvimento de Sistemas Nanoestruturados contendo extrato glicólico de Theobroma cacao com potencial atividade fotoprotetora.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Raiana Santos Figueiredo

SILVA, K. O.;SANTANA, L. A. M.. Critérios de seleção de pacientes para atendimento clínico farmacêutico ambulatorial.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Ana Rosália Santos Sousa

SOUSA, A. R. S.; SILVA, K. O.; CASTRO, P. R.;SANTANA, L. A. M.. O Papel do Farmacêutico na orientação do uso de contraceptivos de emergência por adolescentes,. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Edimilson Pereira Silva Júnior

SILVA JÚNIOR, E. P.; SILVA, K. O.; CASTRO, P. R.;SANTANA, L. A. M.. Critérios de Seleção de Pacientes para Atendimento Clínico Farmacêutico. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Geomar Rego Figueiredo

FIGUEIREDO, G. R.; SANTOS, M. S.;SANTANA, L. A. M.; MENEZES, A. P. O.. Perfil Epidemiológico da Meningite Viral no município de Vitória da Conquista - Bahia, período de 2008 a 2014.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Romario Soares de Magalhães

MAGALHÃES, R. S.; SANTOS, M. S.;SANTANA, L. A. M.. Perfil Epidemiológico da Meningite Bacteriana no Município de Vitória da Conquista - Bahia, no período de 2008 a 2015.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Eudes da Silva Velozo

ESTUDO FITOQUÍMICO DA ESPÉCIE METRODOREA MOLLIS: PRESENÇA DE CUMARINAS NO EXTRATO DAS FOLHAS; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia; Orientador: Eudes da Silva Velozo;

Eudes da Silva Velozo

EStudo fitoquímico de espécies de Rutaceae; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Eudes da Silva Velozo;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SANTANA, L. A. M. ; SANTOS, M. S. ; FIGUEIREDO, G. R. ; MENEZES, A. P. O. . PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA MENINGITE VIRAL NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA, BRASIL, 2008-2014.. FG Ciência , v. 3, p. 32-44-44, 2018.

  • SANTANA, L. A. M. ; LOUREIRO, S. O. . O Farmacêutico e a Farmácia Comunitária.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SANTANA, L. A. M. ; ANDRADE, N. N. N. ; SANTANA, F. A. F. . Diagnóstico Clínico e Laboratorial de infecções do trato urinário.. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2019

    Identificação, caracterização de resistência e patogenicidade de Enterococcus spp. e Enterobactérias em amostras de doadoras do Banco de Leite Humano do Hospital Municipal Esaú Matos em Vitória da Conquista (BA)., Descrição: O leite humano é a primeira opção alimentar para recém-nascidos lactentes nos primeiros meses de vida. Estudos comprovam que o leite humano é uma fonte de micro-organismos para a colonização inicial da microbiota do recém-nascido. A microbiota do leite humano é constituída por bactérias comensais dos grupos Sthaphylococcus, Streptococcus, Corynebacteria, Bifidobacteria, que são frequentemente encontradas do mamilo, auréola e tecidos adjacentes, bem como dutos lactíferos que foram colonizados. Quando os recém-nascidos prematuros não dispõem de forças para sugar o leite materno ou quando algumas mães, por algum problema fisiológico ou emocional, não conseguem o produzir, os recém-nascidos podem ser alimentados com leite obtido em Bancos de Leite Humano. O leite humano ordenhado (LHO) pode ser um ótimo meio de cultura para o desenvolvimento de vários microrganismos, pois não dispõe de nenhuma barreira física que impeça a penetração de microrganismos contaminantes. Diante disso, um dos problemas mais importantes nos BLHs é o controle microbiológico do leite doado, pois este pode ser um excelente meio de cultura para vários tipos de microrganismos. Microrganismos pertencentes ao gênero Enterococcus e espécies de bactérias da família Enterobacteriacea como Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae e Enterobacter spp. podem colonizar principalmente o trato gastrointestinal de doadoras de LHO saudáveis e contaminar o LHO. Essas espécies podem ser patogênicas para os recém-nascidos com imunidade comprometida e precisam, portanto, ser efetivamente inativados pelo processo de pasteurização realizado no BLH. Enterococcus ssp. são micro-organismos comensais, mas que podem atuar como patógenos oportunistas principalmente em pacientes imunocomprometidos, ou com imunidade baixa como os recém-nascidos. Do mesmo modo, Enterobacteriaceae constituem um grande grupo heterogêneo de bacilos entéricos gram-negativos cujo habitat natural é o trato gastro-intestinal de seres humanos, comensais em sua maioria, podendo, portanto, algumas espécies estar entre as bactérias mais comuns que causam doenças. A presença dessas bactérias no leite humano indica que o mesmo entrou em contato, de forma direta ou indireta, com material de origem fecal, na maioria das vezes devido à realização de ordenha sem os critérios higiênico-sanitários recomendados, comprometendo a qualidade do LHO. Por isso, cabe ao BLH realizar processos adequados para desinfecção do LHO através da pasteurização. Caso o processo de pasteurização não seja executado corretamente, cepas bacterianas podem se apresentar viáveis no LHO a ser consumido por RNs, que em sua maioria são de UTI, pré-maturos e altamente vulneráveis, podendo levar a infecções bacterianas de branda a grave. As altas taxas de infecções hospitalares entre recém-nascidos são uma grande preocupação na área de saúde, pois fatores críticos mostraram estar associados com este problema, incluindo os alimentos, como o leite humano. Desta forma, a utilização de leite humano ordenhado precisa de cuidados em todas as etapas, desde a coleta pelas doadoras até o momento da distrubuição, pois mesmo com desinfecção adequada o LHO pode ser recontaminado por micro-organismos provenientes dos manipuladores ou de espécimes da microbiota hospitalar, em que também são muito comuns espécies de Enterococcus e Enterobactérias. Diante da importância de Enterococcus ssp., e Enterobacteriaceae em patologias humanas, sobretudo em neonatos, o presente estudo pretende avaliar, descrever a toxigenicidade e dispersão destes micro-organismos, os fatores de patogenicidade e virulência, utilizando técnicas de tipagem molecular para a identificação dos microrganismos presentes nas amostras de leite humano cru, pasteurizado e de amostras das mãos e da região auréolo-mamiolar de doadoras ligadas ao BLH do Hospital Esaú Matos, em Vitória da Conquista.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (2) . , Integrantes: Luana Andrade Mendes Santana - Integrante / Nivea Nara Novais Andrade - Integrante / Márcio Vasconcelos Oliveira - Coordenador / Cláudio Lima Souza - Integrante.

  • 2015 - 2016

    Admissão Hospitalar por Reação Adversa Grave no Estado da Bahia., Descrição: Projeto de Coleta de Dados, realizado entre Outubro/2015 e Fevereiro/2016 na Unidade de Saúde Santa Casa de Misericórdia, Hospital São Vicente de Paulo em Vitória da Conquista (BA), em parceria com o Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos (HUPES), sobre supervisão da farmacêutica Gláucia Noblat de Carvalho Santos e Coordenação do Dr. Antonio Carlos Beisl Noblat para produção do Artigo "Admissão Hospitalar por Reação Adversa Grave no Estado da Bahia.".. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Especialização: (2) Doutorado: (1) . , Integrantes: Luana Andrade Mendes Santana - Integrante / Gláucia Noblat de Carvalho Santos - Integrante / Antonio Carlos Beisl Noblat - Coordenador.

  • 2007 - 2009

    Estudo Fitoquímico da espécie Metrodorea mollis: Presença de Cumarinas no extrato das folhas., Descrição: Pesquisa Fitoquímica em extratos vegetais Metrodorea molis. Purificação de cumarinas para posteriores testes de atividades neuroprotetoras. Ênfase na espécia Metrodorea molis.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Luana Andrade Mendes Santana - Integrante / Eudes da Silva Velozo - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional