Alexandre Sabino do Nascimento

Professor Adjunto de Geografia do Departamento de Geociências - Universidade Federal da Paraíba - Campus I. Doutor em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Pernambuco (2015), Mestre em Geografia pela Universidade Federal do Ceará (2008), Bacharel e Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (2003/2005). Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Urbana, Regional e Econômica, atuando principalmente nos seguintes temas: Produção do Espaço Urbano e Financeirização da Economia; Relações entre o Público-Privado na Produção do Espaço; Estado e Organizações Multilaterais na Produção do Espaço; Reestruturação, Reescalonamento e Desenvolvimento Urbano-Regional; Grandes Projetos de Desenvolvimento Urbano e seus impactos urbanos e regionais, e Sustentabilidade Urbana X Direito à Cidade. Pesquisador do INCT Observatório das Metrópoles - Núcleo Paraíba e do Grupo de Estudos Urbanos - GeUrb, da Universidade Federal da Paraíba. Colabora também com a Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias (ReCiMe) através do Grupo de Estudos Urbanos (GEURB) - UFPB, e com o Grupo de Pesquisa em Inovação, Tecnologia e Território ? GRITT/UFPE.

Informações coletadas do Lattes em 28/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Geografia

2012 - 2015

Universidade Federal de Pernambuco
Título: DO FIXO AO FLUXO: EXPRESSÕES DA ACUMULAÇÃO RENTISTA-PATRIMONIAL AMPLIADA NA PRODUÇÃO DO ESPAÇO DA METRÓPOLE DE RECIFE
ANA CRISTINA A. FERNANDES. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, FACEPE, Brasil. Palavras-chave: Acumulação Rentista-Patrimonial Ampliada; produção do espaço; Grandes Projetos; estado; Parcerias Público-Privadas; METRÓPOLE. Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Urbana. Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Econômica. Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico; Administração pública, defesa e seguridade social; Obras de infra-estrutura.

Mestrado em Geografia

2006 - 2008

Universidade Federal do Ceará
Título: A Produção do Espaço no/do Maciço de Baturité-CE: Reflexões sobre o papel do Estado na formulação de desenvolvimento urbano-regional,Ano de Obtenção: 2008
José Borzacchiello da Silva.Bolsista do(a): Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, FUNCAP, Brasil. Palavras-chave: planejamento urbano-regional; produção do espaço; desenvolvimento urbano-regional; políticas públicas.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Regional / Especialidade: Análise Regional. Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Regional / Especialidade: Regionalização.

Graduação em Licenciatura em Geografia

2004 - 2005

Universidade Estadual do Ceará

Graduação em Bacharelado em Geografia

1999 - 2003

Universidade Estadual do Ceará

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2010 - 2010

Extensão universitária em Programa de Capacitação Profissional do Concurso... (Carga horária: 180h). , CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS, CESPE/UNB, Brasil.

2006 - 2007

Extensão universitária em Formação de Professores do Projovem em Fortaleza. (Carga horária: 320h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2005 - 2005

Extensão universitária em ? Curso de Gestão dos Recursos Hídricos e Aplicaçã. (Carga horária: 30h). , Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará, COGERH/CE, Brasil.

2003 - 2003

Extensão universitária em Extensão universitária em Ecologia de Ecossistemas. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2003 - 2003

? Curso de Planejamento Urbano e Pesquisa Popular. (Carga horária: 28h). , Centro de Estudos Articulação e Referência sobre Assentamentos Humanos, CEARAH PERIFERIA, Brasil.

2002 - 2002

Extensão universitária em Extensão universitária em Capacitação do Programa. (Carga horária: 120h). , Universidade Estadual do Ceará, UECE, Brasil.

2002 - 2002

Extensão universitária em Extensão universitária em EIA-RIMA. (Carga horária: 40h). , Universidade Estadual do Ceará, UECE, Brasil.

2000 - 2002

Extensão universitária em Curso Básico de Lingua Hispânica. , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2000 - 2000

Extensão universitária em ? Informática ? Windows, Word, Excel, CorelDraw, A. (Carga horária: 159h). , SOS Computadores, SOS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geografia Urbana.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Econômica.

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Desenvolvimento Urbano e Regional.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Teoria e Método.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FERNANDES, A. C. A. ; COSTA, J. P. ; NASCIMENTO, A. S. . III Simpósio de Geografia do Conhecimento e da Inovação.. 2019. (Congresso).

MAIA , D. S. ; NASCIMENTO, A. S. . I Workshop Urbanização Contemporânea - ReCime. 2019. (Outro).

LACERDA, E. G. ; NASCIMENTO, A. S. . III ENCONTRO RORAIMENSE DE GEOGRAFIA. 2018. (Outro).

NASCIMENTO, A. S. ; SOUSA, R. A. D. ; SANTOS, A. M. . II ENCONTRO DE GEOGRAFIA DO VALE DO SÃO FRANCISCO. 2016. (Congresso).

NASCIMENTO, A. S. . I Seminário Internacional de Turismo Sustentável. 2003. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II ENCONTRO DE GEOGRAFIA DO VALE DO SÃO FRANCISCO.Trabalho de Campo: Agronegócio e Conflito por Terras. 2016. (Encontro).

II Conferência Internacional Megaeventos e a Cidade.O JOGO, O TIJOLO E O BALÃO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE CAPITAL FINANCEIRO E MEGAEVENTOS E SUA CONSEQUENTE PRODUÇÃO DO ESPAÇO DA/NA METRÓPOLE. 2014. (Outra).

XIII Simpósio Nacional de Geografia Urbana.A DIFUSÃO DE GRANDES PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO URBANO COMO INOVAÇÕES ESPACIAS E SEU PAPEL NO PROCESSO DE ACUMULAÇÃO E EXPANSÃO GEOGRÁFICA DO CAPITAL. 2013. (Simpósio).

XV Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional.Megaeventos e expansão geográfica do capital na metrópole o caso de São Lourenço da Mata - PE. 2013. (Encontro).

III Seminário Nacional do Laboratório de Estudos Sobre Espaço, Cultura e Política.Fortaleza e sua (Re)produção como Território do Espetáculo: entre políticas de preservação do patrimônio cultural urbano e a criação de grandes equipamentos públicos de lazer, serviços e entretenimento. 2012. (Seminário).

SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA URBANA.CULTURA, POLÍTICA E COMPETIÇÃO DA/NA METRÓPLE: A REQUALIFICAÇÃO DOS BAIRROS CENTRO E PRAIA DE IRACEMA E A (RE)PRODUÇÃO DO ESPAÇO PARA O CONSUMO EM FORTALEZA. 2011. (Simpósio).

XVI ENCONTRO NACIONAL DE GEÓGRAFOS.PRODUÇÃO DO ESPAÇO E EMPREENDEDORISMO URBANO PARA O TURISMO NO MACIÇO DE BATURITÉ - CE: NOVAS ESTRATÉGIAS E VELHOS LIMITES. 2010. (Encontro).

XV Encontro Nacional de Geógrafos.A PRODUÇÃO DO ESPAÇO NO/DO MACIÇO DE BATURITÉ: REFLEXÕES SOBRE O PAPEL DO ESTADO NA FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO URBANO-REGIONAL. 2008. (Encontro).

II SEMINÁRIO NACIONAL METRÓPOLE: GOVERNO, SOCIEDADE E TERRITÓRIO Participação social e dinâmicas espaciais & COLÓQUIO INTERNACIONAL METRÓPOLES EM PERSPECTIVAS Globalização, território e conflitos na produção urbano-metropolitana.O FRENESI DAS RELAÇÕES DE CLASSES NA PRODUÇÃO DO ESPAÇO DA METRÓPÓLE. 2007. (Seminário).

I Seminário Internacional de Turismo Sustentável.I Seminário Internacional de Turismo Sustentável. 2003. (Seminário).

Seminário: ?Nordeste(s), Novos Desafios: Políticas Públicas e Dinâmicas Institucionais.Seminário: Nordeste(s), Novos Desafios: Políticas Públicas e Dinâmicas Institucionais. 2003. (Seminário).

Seminário: ?Paradigmas da Agricultura Cearense?.Paradigmas da Agricultura Cearense. 2002. (Seminário).

VII Semana Universitária da UECE.VII Semana Universitária da Universidade Estadual do Ceará. 2002. (Outra).

V Seminário do Mestrado Acadêmico em Geografia ? MAG-UECE.V Seminário do Mestrado Acadêmico em Geografia ? MAG-UECE. 2002. (Seminário).

II Encontro Cearense de Turismo Municipal..II Encontro Cearense de Turismo Municipal.. 2002. (Encontro).

XIX Encontro Regional dos Estudantes de Geografia do NE ? EREGENE.XIX Encontro Regional dos Estudantes de Geografia do NE ? EREGENE. 2002. (Encontro).

IV Congresso Estadual de Profissionais: Ética e Valorização Profissional ? Projeto Brasil. IV Congresso Estadual de Profissionais: Ética e Valorização Profissional ? Projeto Brasil. 2001. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Yohanne Aguiar Costa

MACIEL, C. A.;NASCIMENTO, A. S.; COZIC, B. R.. . AS TEMPORALIDADES DE FLUXO NO TERMINAL DO CAIS DE SANTA RITA A PARTIR DOS SEUS USUÁRIOS E DAS ARTICULAÇÕES ESTABELECIDAS NA REDE DE TRANSPORTES DURANTE A MADRUGADA. 2016. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Alexandre José de Oliveira

FERNANDES, A. C. A.;NASCIMENTO, A. S.; BITOUN, J.; SA, V. C.; LEITE, D. M.. A GESTÃO DA QUALIDADE EM PERSPECTIVA TERRITORIAL: UM ESTUDO COM EMPRESAS CERTIFICADAS ISO 9001, FORNECEDORAS DA PETROBRAS NA CIDADE DE MOSSORÓ-RN. 2019. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Renata Sibéria de Oliveira

OLIVEIRA, R. S.; SANTOS, J. L.; RAMOS FILHO, E. S.; VARGAS, M. A. M.; OLIVEIRA, V. D.;NASCIMENTO, A. S.. A CENTRALIDADE DA POBREZA NA TRAMA DO CAPITAL FINANCEIRO: POLÍTICAS DE MICROCRÉDITO PRODUTIVO NO ESTADO DE PERNAMBUCO. 2018. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Sergipe.

Aluno: Marília Colares Mendes

COSTA, A. A.;NASCIMENTO, A. S.; VALENCA, M. M.; GOMES, R. C. C.; HOLANDA, V. C. C.. OS VENTOS QUE MOVEM AS VELAS DO MERCADO: Intervenções urbanas em frentes de água no contexto da produção do espado da cidade de Fortaleza ? CE. 2018. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Igor de Vasconcellos César

MITIDIERO JUNIOR, M. A.; MAIA , D. S.;NASCIMENTO, A. S.. DA SUBVERSÃO DO CAPITAL AO ORDENAMENTO TERRITORIAL NO BAIRRO JACARÉ, CABEDELO-PB. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Isabelle Kellen Silva Monteiro

MIRANDA, L. I. B.;NASCIMENTO, A. S.; CUNHA, L. H. H.. O PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO CAMPINA GRANDE 2035 SOB A PERSPECTIVA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E DO DESENVOLVIMENTO LOCAL E REGIONAL. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Desenvolvimento Regional) - Universidade Estadual da Paraíba.

Aluno: Uliane Raimunda Nunes Sá

NASCIMENTO, A. S.. O uso de práticas de campo no ensino do semiárido na Escola Municipal Dr. Scipião Torres - Curaça - BA. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Ensino de Geografia) - Universidade de Pernambuco Campus PETROLINA.

Aluno: Adalberto Alencar de Amorim

SIBERIA, Renata; BEZERRA, J. E.;NASCIMENTO, A. S.. MOVIMENTOS SOCIAIS URBANOS EM PETROLINA-PE E A CONTRIBUIÇÃO DO ENSINO DE GEOGRAFIA NA FORMAÇÃO CIDADÃ. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ?LATO SENSU? EM ENSINO DE GEOGRAFIA) - Universidade de Pernambuco.

Aluno: Liciene Aurea de Brito

NASCIMENTO, A. S.; SIBERIA, Renata; CALDEIRA, S.. POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS: contribuições do Programa Bolsa Família como possibilidade de permanência na Escola Municipal Maria Soledade Alves no município de Petrolina-PE. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ?LATO SENSU? EM ENSINO DE GEOGRAFIA) - Universidade de Pernambuco.

Aluno: Jose Batista da Silva

NASCIMENTO, A. S.; DE ASSIS, ANA CLÁUDIA; SILVA, R. dos Santos. ORÇAMENTO PÚBLICO: UM INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: MARIA DOS REMÉDIOS ALVES DA SILVA

NASCIMENTO, A. S.; SILVA, R. dos Santos; BATAGLIA, TILSO RODRIGO. O DIAGNÓSTICO DA PRODUÇÃO E BENEFICIAMENTO DO MEL, COM ÊNFASE NA LOGÍSTICA: UM ESTUDO DE CASO NA ASSOCIAÇÃO DE APICULTORES DO ICÓ-CE. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Camila Bezerra Costa da Silva

DE ASSIS, ANA CLÁUDIA;NASCIMENTO, A. S.; SILVA, R. dos Santos. GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS - UM ESTUDO DE CASO NA EEFC EDUCACIONAL EPITÁCIO PESSOA NO MUNICÍPIO DE ORÓS-CE. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: MARIA ELIDIANA ALMEIDA SALES PIANCO

SILVA, R. dos Santos; BATAGLIA, TILSO RODRIGO;NASCIMENTO, A. S.. MERENDA ESCOLAR NO MUNICÍPIO DE ACOPIARA-CE. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Josenildo Clemente Custódio

SILVA, R. dos Santos;NASCIMENTO, A. S.; DE ASSIS, ANA CLÁUDIA. LICITAÇÃO PÚBLICA - MUDANÇAS E CONTRIBUIÇÕES DA LEI PARA A GESTÃO PÚBLICA. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Maria Socorro Maia

NASCIMENTO, A. S.; FREITAS, MARCOS PAULO MARTINS DE; HOLANDA, FRANCISCO CARLOS BANDEIRA. GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO MUNICÍPIO DE QUIXELÔ-CEARÁ: UM ESTUDO DE CASO. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Francisco Jessé Carneiro Lima

NASCIMENTO, A. S.; BATAGLIA, TILSO RODRIGO; SILVA, R. dos Santos. A Estrutura Urbana Iguatuense e a Problemática da Falta de Saneamento Básico: um problema social e/ou político. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Evaldo César Lima Vidal

NASCIMENTO, A. S.; BATAGLIA, TILSO RODRIGO; DE ASSIS, ANA CLÁUDIA. CENTRO DE ESPECIALIDADES PARA A MULHER - CEM. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Hugo Caetano de Resende

PADUA, R. F.;NASCIMENTO, A. S.; SILVA, R. C. N.. A URBANIZAÇÃO E O PAPEL DAS PEQUENAS CONSTRUTORAS: O BAIRRO DO PARATIBE EM JOÃO PESSOA. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: RANNIERE CHAGAS DE OLIVEIRA

VIANNA, P. C. G.; LINHARES, F. M.;NASCIMENTO, A. S.. VIOLÊNCIA NO CAMPO OCASIONADA PELO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NA ZONA RURAL NO MUNICÍPIO DE ALHANDRA. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Everaldo Batista da Silva

ALONSO, S. F.; SOUZA, B. I.;NASCIMENTO, A. S.. TRILHA DOS CINCO RIOS: AS TRANSFORMAÇÕES E AS PRINCIPAIS DEGRADAÇÕES DO MAIOR PARQUE URBANO DE JOÃO PESSOA-PB. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Mayrink Lima de Araújo

MAIA , D. S.;NASCIMENTO, A. S.; SA, N. L. A. R.. A TRANSFORMAÇÃO DA AVENIDA JOSEFA TAVEIRA. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: MARCO HENRIQUE CUNHA DA SILVA

NASCIMENTO, A. S.; PADUA, R. F.; ARAUJO, C. M.. O BAIRRO DO VARJÃO ONTEM E HOJE: UMA ANÁLISE SOBRE A VULNERABILIDADE E SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: LAURINDO FABIAN FERREIRA VIEIRA

NASCIMENTO, A. S.; SOUZA, B. I.; BOTELHO, I. S.. O AGRONEGÓCIO NO BRASIL: UMA VISÃO GEO-ECONÔMICA SOBRE O AVANÇO DO COMMODITIE SOJA NA REGIÃO DO MATOPIBA. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Daniel David Fernandes Dantas

MAIA , D. S.;NASCIMENTO, A. S.; DIEB, P.. Os vazios urbanos na cidade de João Pessoa ? PB. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Aline Kelly Martins

PADUA, R. F.;NASCIMENTO, A. S.; SA, N. L. A. R.. Comércio de rua no contexto urbano de João Pessoa: ocupação, conflitos e incertezas.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Harisson Benicio de Melo

PADUA, R. F.;NASCIMENTO, A. S.; SA, N. L. A. R.. TRANSFORMAÇÕES E CONTRADIÇÕES DA URBANIZAÇÃO EM JOÃO PESSOA: O LOTEAMENTO PARQUE DO SOL (GRAMAME).. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: JONILDA ALVEZ BEZERRA

RODRIGUES, M. F. F.;NASCIMENTO, A. S.; MARQUES, A. C. N.. Desenvolvimento e degradação na aldeia Coqueirinho. Marcação - PB. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Rafaela Silva do Nascimento

NASCIMENTO, A. S.; PADUA, R. F.; LOURENCO, E. R. C.. ASPECTOS SOCIOCULTURAIS E ECONÔMICOS DA FESTA DAS NEVES NA CIDADE DE JOÃO PESSOA-PB NO ANO DE 2017. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: José Sandro da Silva Filho

PADUA, R. F.;NASCIMENTO, A. S.; MELLO, S.. O espaço urbano e o transporte público: conflitos e contradições no Loteamento Parque do Sol.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Marilene Xavier Lucas

NASCIMENTO, A. S.; SIBERIA, Renata. A MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA E O ACESSO DESIGUAL ÀS TECNOLOGIAS: um estudo do perímetro irrigado Mandacaru em Juazeiro-BA. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade de Pernambuco.

Aluno: THAMIRES MACHADO PESSOA

BAIMA, ZENILDE;NASCIMENTO, A. S.. A EXPANSÃO DA VERTICALIZAÇÃO PARA ZONA OESTE DE FORTALEZA: A AVENIDA BEZERRA DE MENEZES COMO EIXO AGLUTINADOR. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Samary dos Santos Costa

NASCIMENTO, A. S.; COLARES, MARÍLIA; GRANGEIRO, C. M. M.. O Conceito de Periferia no Ensino Fundamental: uma análise da escola pública. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Klayton da Silveira Silva

SILVA, K. S.;NASCIMENTO, A. S.; SENA, D. B. A.. A IMPORTÂNCIA DA GEOGRAFIA DO CEARÁ NO ENSINO MÉDIO: O CASO DO SERTÃO CEARENSE. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: THIAGO SILVEIRA DE ALENCAR

THIAGO SILVEIRA DE ALENCAR; GRANGEIRO, C. M. M.;NASCIMENTO, A. S.. MOVIMENTOS PENDULARES DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA-RMF: PACAJÚS NO CONTEXTO. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: FÁBIO JUNIOR SILVA SOUZA

NASCIMENTO, A. S.; GRANGEIRO, C. M. M.; TELES, GLAUCIANA A.. A INTERFERÊNCIA DA CENTRALIDADE DE FORTALEZA NA IDENTIDADE DE MORADORES DA ZONA LIMÍTROFE: O CASO PARTICULAR DE ESTUDANTES DA ZONA LIMÍTROFE FORTALEZA/MARACANAÚ. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Evilene Abreu Silva

SILVA, E. A.; FREIRE, L. M.;NASCIMENTO, A. S.. O CONCEITO DE PAISAGEM NA GEOGRAFIA ESCOLAR: UMA ANÁLISE NO 6 ANO DAS ESCOLAS PÚBLICAS ESTADUAIS. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Janaina Meneses Lima Barbosa

BARBOSA, J. M. L.; GRANGEIRO, C. M. M.;NASCIMENTO, A. S.. O SABER GEOGRÁFICO NO ENSINO MÉDIO: ANÁLISE DO PROJETO "PRIMEIRO APRENDER". 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Inácio Ribeiro Pessoa Neto

NASCIMENTO, A. S.; GRANGEIRO, C. M. M.. O ESTÁGIO SUPERVISIONADO COMO POSSIBILIDADE DE EXERCÍCIO DA UNIDADE TEORIA-PRÁTICA NA FORMAÇÃO DOS LICENCIADOS EM GEOGRAFIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

NASCIMENTO, A. S.; SOUSA, R. A. D.; NOBREGA, P. R. C.. Concurso Publico para professor adjunto - Portaria Conjunta SAD/UPE n 67, de 06 de junho de 2016. 2016. Universidade de Pernambuco.

NASCIMENTO, A. S.; NEGREIROS, G. H.; BARBOSA, A. G.. Concurso Público para Professor Efetivo, Edital N 33. 2015. Universidade Federal do Vale do São Francisco.

NASCIMENTO, A. S.. SELEÇÃO DE DOUTORADO 2018/2019 - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA. 2019. Universidade Federal da Paraíba.

NASCIMENTO, A. S.. Programa de Iniciação Científica da Universidade Federal da Paraíba. 2018. Universidade Federal da Paraíba.

NASCIMENTO, A. S.. Processo Seletivo para Contrtação por Temo Determinado de Professor de Cursos de Graduação. 2017. Universidade de Pernambuco Campus PETROLINA.

NASCIMENTO, A. S.. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq). 2017. Universidade Estadual Vale do Acaraú.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Ana Maria Matos Araujo

SILVA, J. B.; AMORA, Z. B.;ARAÚJO, A. M. M.. Desenvolvimento Regional e Empreendedorismo no Maciço de Baturité. 2007. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

Joao Policarpo Rodrigues Lima

FERNANDES, A. C.LIMA, J. P. R.; COZIC, B. R. G.; Gonçalves, N. L.; BIENENSTEIN, G.. Do Fixo ao Fluxo: Expressões da acumulação rentista-patrimonial ampliada na produção do espaço da metrópole de Recife.. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

NORMA LACERDA GONCALVES

FERNANDES, A. C.;LACERDA, NORMA; COZIC, B. R. G.; LIMA, J. P. R.; BIENENSTEIN, G.. Do Fixo ao fluxo: expressões da acumulação rentista-patrimonial ampliada da produção do espaço da metrópole do Recife. 2015. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

NORMA LACERDA GONCALVES

FERNANDES, A. C.;LACERDA, NORMA; COZIC, B. R. G.. Do fixo ao fluxo: uma análise da produção do espaço da metrópole de Recife a partir da acumulação rentista-patrimonial ampliada entre Estado e capital. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Luiz Cruz Lima

SILVA, José Borzacchiello da;LIMA, L. C.; MEIRELES, A. J. A.. Produção do espaço no Maciço de Baturité - Ce. 2009. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Ceará.

Glauco Bienenstein

FERNANDES, A. C. A.; COZIC, B. R. G.; GONCALVES, N. L.; LIMA, J. P. R.;BIENENSTEIN, G.. Do Fixo ao Fluxo: expressões da acumulação rentista-patrimonial ampliada na produção do espaço da metrópole de Recife. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Bertrand Roger Guillaume COZIC

Ana Cristina Fernandes; BIENENSTEIN, G.;COZIC, BERTRAND; GONCALVES, N. L.; LIMA, J. P. R.. do fixo ao fluxo: expressões da acumulação rentista-patrimonial ampliada na produção do espaço da metropole de recife-PE. 2015. Tese (Doutorado em pos-graduaçao em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Renata Honório

A resistência das comunidades tradicionais do Território de Areia Grande - Casa Nova: uma análise das relações de poder no espaço; Início: 2017; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade de Pernambuco; (Orientador);

Cleoneide Souza

Mudanças socioespaciais no município de Sobradinho: uma análise da situação dos atingidos por barragens; ; Início: 2017; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade de Pernambuco; (Orientador);

Claudio Antonio da Silva

Loteamento Recife e a produção desigual e contraditória do espaço; Início: 2016; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade de Pernambuco; (Orientador);

DANIEL AUGUSTO PROCOPIO COSTA BASTOS

Plano Estratégico de Desenvolvimento para Campina Grande 2035 e Municípios de seu Entorno: uma análise das intervenções do Estado via planejamento urbano estratégico na cidade de Campina Grande; Início: 2020; Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba; (Orientador);

Elen Mayara de Sousa Batista

Plano de Ação João Pessoa Sustentável: uma análise das intervenções do Estado na dinâmica socioespacial e reestruturação urbana da ZEIS do bairro do São José - João Pessoa; Início: 2020; Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Lenin Maia Cardoso

Plano de Ação João Pessoa Sustentável: uma análise das intervenções do Estado via planejamento urbano sustentável e estratégico na cidade de João Pessoa; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Davidson Matheus Felix Pereira

FORDISMO E PÓS-FORDISMO, DUAS FACES DA CIDADE MÉDIA: UMA CRÍTICA DA ECONOMIA POLÍTICA DE CAMPINA GRANDE; 2019; Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba,; Coorientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Francisco Jessé Carneiro Lima

A Estrutura Urbana Iguatuense e a Problemática da Falta de Saneamento Básico: um problema social e/ou político; 2012; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Evaldo César Lima Vidal

A REALIDADE DA SAÚDE DA MULHER NO MUNICÍPIO DE ORÓS ? UMA QUESTÃO DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL; 2012; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Jean Wagner Beserra Ferreira

PLANO DIRETOR COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO PARTICIPATIVA: ESTUDO DO MUNICÍPIO DE ORÓS ? CE; 2012; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Maria Socorro Maia

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA GESTÃO PÚBLICA EM CIDADES DE PEQUENO PORTE: O CASO DE QUIXELÔ; 2012; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Pública Municipal) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

MARCO HENRIQUE CUNHA DA SILVA

O BAIRRO DO VARJÃO ONTEM E HOJE: UMA ANÁLISE SOBRE A VULNERABILIDADE E SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

LAURINDO FABIAN FERREIRA VIEIRA

O AGRONEGÓCIO NO BRASIL: UMA VISÃO GEO-ECONÔMICA SOBRE O AVANÇO DO COMMODITIE SOJA NA REGIÃO DO MATOPIBA; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

João Paulo Pereira dos Santos

A Produção do Espaço Urbano no ?Bairro Cidade dos Colibris?: do Início aos dias atuais em João Pessoa ? Paraíba; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

PEDRO TRAJANO DA ROCHA NETO

AS CONTRIBUIÇÕES DO ENSINO DE GEOGRAFIA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS ? EJA: ALGUMAS APROXIMAÇÕES; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Rafaela Silva do Nascimento

ASPECTOS SOCIOCULTURAIS E ECONÔMICOS DA FESTA DAS NEVES NA CIDADE DE JOÃO PESSOA-PB NO ANO DE 2017; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

ZAUNAY GOMES VARJÃO

DÉFICIT E PRECARIZAÇÃO DE MORADIAS EM UMA SOCIEDADE CAPITALISTA: UMA ANÁLISE DA COMUNIDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA ? PETROLINA-PE; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade de Pernambuco; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Flávio Roberto Carvalho Barros

PROJETO DE IRRIGAÇÃO DE BEBEDOURO: uma história de sucesso?; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade de Pernambuco; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Diogo Lopes

O Sertão como um qualificativo do semiárido brasileiro; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade de Pernambuco; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Fernanda Araújo

As instituições de ensino superior nas cidades de Juazeiro e Petrolina e a redefinição das relações entre estas duas cidades e as cidades da região do submédio São Francisco; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade de Pernambuco; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Samary dos Santos Costa

O Conceito de Periferia no Ensino Fundamental: uma análise da escola pública; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

FÁBIO JUNIOR SILVA SOUZA

A INTERFERÊNCIA DA CENTRALIDADE DE FORTALEZA NA IDENTIDADE DE MORADORES DA ZONA LIMÍTROFE: O CASO PARTICULAR DE ESRUDANTES DA ZONA LIMÍTROFE FORTALEZA/MARACANAÚ; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

ANTONIA GENILSA PINHEIRO

A GEOGRAFIA DAS INDÚSTRIAS NO ENSINO MÉDIO: UMA ANÁLISE CRÍTICA SOBRE A PROPOSTA DIDÁTICA; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Clenio Kleber Lucas Martins

AS DESIGUALDADES REGIONAIS DO CONTINENTE AMERICANO À LUZ DO CONTEÚDO DO LIVRO DIDÁTICO DE GEOGRAFIA DO 8 ANO: CONSTRUINDO O ESPAÇO; ; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Inácio Ribeiro Pessoa Neto

O ESTÁGIO SUPERVISIONADO COMO POSSIBILIDADE DE EXERCÍCIO DA UNIDADE TEORIA-PRÁTICA NA FORMAÇÃO DOS LICENCIADOS EM GEOGRAFIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Vanessa de Goes Oliveira

O CONCEITO DE TERRITÓRIO NOS PCNs DE GEOGRAFIA: UMA COMPREENSÃO DA PREPARAÇÃO E DA TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Elen Mayara de Sousa Batista

Plano de Ação João Pessoa Sustentável: uma análise das intervenções do Estado via planejamento urbano sustentável e estratégico na cidade de João Pessoa; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Lenin Maia Cardoso

?O planejamento urbano estratégico e suas relações com os processos de reestruturação e reescalonamento da questão urbana: uma análise das cidades de João Pessoa e Campina Grande ? Paraíba/Brasil?; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Carla Silva de Oliveira

IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS MÚLTIPLOS USOS E CONFLITOS EM TORNO DOS RECURSOS HÍDRICOS NO SUBMÉDIO DO RIO SÃO FRANCISCO: PROJETOS PONTAL E NILO COELHO UM ESTUDO DE CASO; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Geografia) - Universidade de Pernambuco; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Leticia Lino de Souza

PROJETO PONTAL: UMA ANÁLISE DAS MUDANÇAS NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO E GESTÃO DOS PERÍMETROS IRRIGADOS NO VALE DO SÃO FRANCISCO; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Geografia) - Universidade de Pernambuco; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

José Viturino dos Santos Neto

Diálogos e Práticas pelo Direito à Cidade; 2019; Orientação de outra natureza; (Geografia) - Universidade Federal da Paraíba, PROEX-UFPB; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Carla Silva de Oliveira

Monitoria acadêmica e o processo de ensino-aprendizagem: as possíveis contribuições do monitor para aprimoramento no processo de ensino-aprendizagem e melhoria da qualidade do ensino na disciplina Geografia da População; ; 2016; Orientação de outra natureza; (Geografia) - Universidade de Pernambuco, Universidade de Pernambuco; Orientador: Alexandre Sabino do Nascimento;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ana Cristina de Almeida Fernandes

Globalização e fragmentação: os megaeventos esportivos e a produção do espaço nas metrópoles de Fortaleza e Recife; 2015; Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Ana Cristina de Almeida Fernandes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • NASCIMENTO, A. S. . Brasil e a nova construção interrompida: uma análise do atual desmonte do BNDES e do financiamento público para a produção de infraestruturas. BOLETÍN GEOCRÍTICA LATINOAMERICANA , v. N°3, p. 33-44, 2019.

  • NASCIMENTO, A. S. . Recife, a noiva da revolução: entre os circuitos espaciais da inclusão/exclusão e a resistência urbana contemporânea. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR) , v. 17, p. 49-67, 2015.

  • NASCIMENTO, A. S. . A metrópole e as perfídias do capital: uma análise da relação entre Estado, megaeventos esportivos e grandes projetos de desenvolvimento urbano na (re)produção do capital e da cidade contemporânea. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR) , v. 16, p. 27-44, 2014.

  • NASCIMENTO, A. S. . O NOVO RECIFE?: Identidade, espaço e cultura e as tramas do processo de requalificação e gentrificação de sua área central. e-metropolis: Revista eletrônica de Estudos Urbanos e Regionais , v. 19, p. 38-46, 2014.

  • OLIVEIRA ; NASCIMENTO, A. S. ; OUTROS, . Turismo e Modernização dos Santuários Cearenses A lógica Mítica do Espetáculo. Revista Eletrônica de Turismo Cultural (USP) , v. 1, p. 1-26, 2007.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

NASCIMENTO, A. S. ; BATISTA, E. M. S. . Plano de Ação João Pessoa Sustentável: uma análise das intervenções do Estado via planejamento urbano sustentável e estratégico na cidade de João Pessoa. 2019. (Relatório de pesquisa).

NASCIMENTO, A. S. ; ARAÚJO, Caline Mendes de . PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM GEOGRAFIA: A IMPORTÂNCIA DOS MÉTODOS E TÉCNICAS NESSE PROCESSO. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

MIRANDA, L. I. B. ; NASCIMENTO, A. S. . Fortalecendo Capacidades pelo Direito à Cidade. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

NASCIMENTO, A. S. . A QUESTÃO ESCALAR NO PROCESSO DE EXPANSÃO DO CAPITALISMO ? A REGIÃO NORDESTE/SEMIÁRIDO EM DEBAT. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

NASCIMENTO, A. S. ; SOUSA, R. A. D. . BOLETIM DE GEOGRAFIA DO VALE DO SÃO FRANCISCO. 2015. (Editoração/Periódico).

NASCIMENTO, A. S. ; Coriolano ; LIMA ; OUTROS, . I Seminário Internacional de Turismo Sustentável. 2003 (Seminário).

NASCIMENTO, A. S. . IX Semanas da Geografia da Universidade estadual do Ceará ? UECE. 2003 (Organização de Eventos).

NASCIMENTO, A. S. ; LIMA ; Coriolano ; OUTROS, . ? II Encontro Cearense de Turismo Municipal, ?O Turismo e o Desenvolvimento Local?. 2002 (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    35 ANOS DA POLÍTICA DE INFORMÁTICA (1984-2019) UMA VISÃO CRÍTICA DA "MODERNIZAÇÃO SEM MUDANÇA" NO PAÍS DA DESIGUALDADE, Descrição: O progresso técnico traz consigo perigos inerentes que põem em risco a própria reprodução da humanidade e da natureza (a exemplo das tecnologias da guerra, entre tantas outras). Sua ?naturalização" por ideologias positivistas no mundo contemporâneo requer, portanto, o enfrentamento do fenômeno numa perspectiva crítica, para a qual as contribuições das ciências humanas são necessárias. O presente projeto objetiva realizar uma reflexão nesta perspectiva crítica, tomando como estudo de caso a chamada Política Nacional de Informática, criada originalmente em 1984, mas que vem, desde então sendo objeto de diversas alterações que expressam adequação não apenas a mudanças no contexto da globalização desde os anos 1990, mas também a interesses de atores nacionais e estrangeiros que dela se beneficiam. O estudo tem como objetivos específicos construir arcabouço teórico a partir do diálogo entre diferentes contribuições do pensamento nas ciências humanas; caracterizar o contexto espaço-temporal em que ocorre a emergência da política e suas alterações; identificar os principais atores envolvidos, seus interesses e percepções com relação à política de informática brasileira, de modo a levantar neles uma problematização que permita inspirar contribuições ao seu aperfeiçoamento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Integrante / Ana Cristina A. Fernandes - Coordenador / NORMA LACERDA GONÇALVES - Integrante / LIVIA IZABEL BEZERRA MIRANDA - Integrante / Jan Bitoun - Integrante / Douglas Viana - Integrante / Marcelo Pinho - Integrante.

  • 2019 - Atual

    URBANIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA: Reestruturação e desigualdades socioespaciais, Descrição: A pesquisa tem como propósito central analisar a influência dos processos de reestruturação das cidades estudadas no agravamento das desigualdades socioespaciais. O foco incide no estudo das cidades médias, sem se restringir a estas, nem tampouco considerar seja possível compreendê-las em si. No processo de urbanização contemporâneo, as assim denominadas vêm recebendo as influências da presença de novos agentes econômicos que trazem com eles novas práticas e formas de atuação e expressam a incorporação dos territórios ao capitalismo de ponta, constituindo pois, parte do movimento de mudança da posição na divisão territorial do trabalho. A pesquisa será desenvolvida de forma integrada, reunindo pesquisadores de diferentes instituições que compõem a Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias (ReCiMe). A proposta visa com a concretização da pesquisa o fortalecimento da rede, tornando-a um Núcleo de Excelência tendo como sede a Universidade Federal da Paraíba que se soma à Universidade Federal de Campina Grande, a instituições federais e estaduais do território brasileiro, e ainda, a instituições da Argentina, do Chile e da Espanha. Assim, dentre as metas centrais destaca-se a maior cooperação acadêmico-científica com vistas a parcerias, convênios, publicações, atividades de ensino, bem como ações diretas junto à sociedade que contribuam com o exercício da cidadania, participação efetiva no planejamento urbano. A pesquisa propõe-se a dar continuidade aos estudos desenvolvidos pela rede em cidades brasileiras, argentina e chilenas, ampliando o recorte espacial com a inclusão de mais 11 cidades, sendo dez nacionais, de diferentes unidades federativas e uma da Espanha. Tal decisão representa o resultado dos trabalhos até realizados, bem como a capacidade da ReCiMe em reunir pesquisadores de instituições consolidadas e das que estão se iniciando. Destaca-se a necessidade em dar continuidade a pesquisa que tem contribuído para o avanço do conhecimento científico. Os resultados das pesquisas empreendidas no total de 20 cidades deverão ser objeto de sistematização, análise e reflexão dos pesquisadores em quatro eixos principais de preocupações que norteiam a metodologia da pesquisa, são eles: Cidade e região; Centro, centralidade e rede urbana; Mercado imobiliário e produção da habitação em cidades médias e Estruturação da cidade, desigualdades e diferenças.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (77) / Mestrado acadêmico: (51) / Doutorado: (24) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Integrante / DORALICE SATYRO MAIA - Coordenador / William Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Encarnação B. Sposito - Integrante / Carlos Augusto de Amorim Cardoso - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Dinâmicas socioespaciais nas Zonas Especiais de Interesse Social em bairros de alto valor imobiliário: estudos em João Pessoa e Campina Grande - PB, Brasil, Descrição: No Brasil, a ZEIS foi instituída pela primeira vez em 1980, no Recife, para vinte e seis (26) assentamentos precários pelo Decreto Municipal 11.670/1980. As ZEIS do Recife tornaramse referência no Brasil, sendo adotadas em diversos municípios com variações nos tipos de assentamentos, abrangendo além das favelas, cortiços, loteamentos irregulares e, também, áreas destinadas à construção de novos empreendimentos habitacionais de interesse social. Esta zona é um instrumento urbanístico-regulatório, incluído no zoneamento da cidade, que incide sobre assentamentos precários ou áreas para a produção de novas moradias para segmentos de baixa renda, com parâmetros urbanísticos específicos que deveriam, por um lado, facilitar a implementação de projetos de regularização urbanística e fundiária e de habitação social e, por outro, inviabilizar os empreendimentos de grande porte voltados para outros grupos de renda. De todos os instrumentos formulados no contexto de redemocratização brasileira nos anos 1980, a ZEIS foi o que teve maior alcance institucional, sendo prevista em 1.682 planos diretores municipais e em 1.189 leis municipais específicas, segundo a Pesquisa de Indicadores Municipais de 2015 do, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Contudo, os processos de financeirização e mercantilização das cidades têm ampliado a pressão e as ameaças sobre estas zonas para que sejam viabilizadas reestruturações urbanas e operações imobiliárias voltadas para segmentos de renda mais alta. A PERGUNTA que norteia esta pesquisa é: Os perfis socioeconômicos dos moradores de ZEIS têm se alterado nas zonas mais consolidadas urbanisticamente e localizadas mais próximas de áreas valorizadas, cujos imóveis apresentam preços mais altos, acessíveis apenas a segmentos de média e alta rendas? A hipótese é que a dinâmica relacionada aos mercados imobiliário informal e formal nas ZEIS com maior grau de urbanização e com acesso a serviços e equipamentos urbanos básicos, localizadas próximas a áreas cujos imóveis tenham preços acessíveis, predominantemente, pelas classes de renda média e alta, venha gerando a mudança do perfil socioeconômico dos moradores de baixa renda face as condições de mercado. Sendo assim, o projeto de pesquisa proposto pretende verificar se a dinâmica imobiliária das Zonas Especiais de Interesse Social ? ZEIS de João Pessoa e Campina Grande - PB, Brasil, consolidadas urbanisticamente e localizadas mais próximas de áreas valorizadas (cujos os preços de imóveis e padrões construtivos sejam mais altos) tem gerado mudanças de padrões de uso e ocupação e do perfil socioeconômico de moradores e usuários. Serão desenvolvidos estudos quantitativos e qualitativos, considerando as relações entre os mercados imobiliários formal e informal e a regulação urbanística, a partir de referências da economia política e outras contribuições sobre a formação de mercados imobiliários. A duas cidades encontramse em estágios diferentes de implantação do instrumento de regulação urbanística inclusiva das ZEIS, possibilitando análises diversas sobre o objeto de estudo e reflexões sobre a metodologia, resultados e sobre potenciais aportes para políticas de regulação, urbanização e posse da terra em assentamentos precários em várias cidades.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Coordenador / LIVIA IZABEL BEZERRA MIRANDA - Integrante / KAINARA LIRA DOS ANJOS - Integrante / DEMÓSTENES ANDRADE DE MORAES - Integrante / ANA CAROLINE AIRES GOMES DE LIMA - Integrante / CALINE MENDES DE ARAÚJO - Integrante.

  • 2018 - Atual

    O planejamento urbano estratégico e suas relações com os processos de reestruturação e reescalonamento da questão urbana: uma análise das cidades de João Pessoa e Campina Grande ? Paraíba/Brasil, Descrição: No atual processo de urbanização planetária nos deparamos com cíclicas ondas de importação dos enfoques elaborados nos países centrais, que vão sendo replicados em nossa muito específica situação subordinada no contexto mundial sem qualquer mediação teórica e histórica. (BRANDÃO; FERNÁNDEZ; RIBEIRO, 2018). Essa pesquisa tem como objetivo geral entender as dimensões e formas de intervenção do Estado em suas diferentes escalas - via planejamento urbano-regional sustentável e estratégico, nas cidades de João Pessoa e Campina Grande, representado nos projetos/planos: Plano de Ação João Pessoa Sustentável e o Planejamento Estratégico Campina Grande 2035, como estratégias ligadas ao neoliberalismo e os processos de reestruturação e reescalonamento da questão urbana. Nas cidades de região Nordeste espaços com carências históricas de infraestruturas urbanas, passa-se, como num toque de mágica, a se valorizar a implementação das mesmas ainda que de forma seletiva e contraditória. Simultaneamente, a essa demanda, vem emergindo uma relação mais próxima entre mercados como o imobiliário e o da construção civil, e sua maior demanda de crédito, via o mercado financeiro, e o surgimento de novos arranjos políticosinstitucionais e espaciais. Busca-se, com apoio de um arcabouço teórico-metodológico atual e clássico, analisar a produção de novos arranjos socioespaciais, ligados aos padrões emergentes de organização e articulação de atores, agentes e sujeitos econômicos e políticos, assim como às formas de existência e regulação do Estado e a formação de novos arranjos políticos-institucionais e econômicos. Quanto a metodologia optou-se por uma pesquisa do tipo qualitativa, quanto ao objetivo da pesquisa a mesma é do tipo explicativa entendendo a mesma com base em Gil (2007) como aquela centrada na preocupação de identificar fatores determinantes ou contributivos ao desencadeamento dos fenômenos. Quanto aos instrumentos de coleta de dados a pesquisa é duplamente bibliográfica e documental. Como recurso metodológico toma-se algumas categorias ou eixos considerados importantes para esta análise: investimentos realizados (públicos e privados); abertura de novas fronteiras imobiliárias e polo de negócios, e a relação entre os projetos com seus entornos e o desenvolvimento do estado. Ainda do ponto de vista metodológico e comparativo o trabalho intentou realizar uma reflexão transdimensional da problemática estudada, buscando articular as dimensões de análise que orientam a pesquisa, que são: política (contexto político, coalizões, divisão de responsabilidades entre entes federados); institucional (investiga os processos decisórios, modos de implementação dos projetos parcerias, inserção de novos dispositivos legais e institucionais, as disputas [políticas, econômicas e simbólicas] nas diversas escalas); dimensão sócio-ambiental: aborda, sobretudo, aspectos relativos ao acesso social e controle público dos equipamentos, as relações entre os espaços públicos e privados, e os conflitos socioambientais possíveis e presentes (MASCARENHAS, BIENENSTEIN & SÁCHEZ, 2011).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Coordenador / DORALICE SATYRO MAIA - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2017 - 2017

    IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS MÚLTIPLOS USOS E CONFLITOS EM TORNO DOS RECURSOS HÍDRICOS NO SUBMÉDIO DO RIO SÃO FRANCISCO: PROJETOS PONTAL E NILO COELHO UM ESTUDO DE CASO, Descrição: Projeto de pesquisa que tem por objetivo geral compreender a relação entre a política de expansão da agricultura irrigada na região do vale do São Francisco e o processo de privatização dos recursos hídricos, via o estudo da cobrança de água no perímetro irrigado Pontal e Nilo Coelho.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Coordenador.

  • 2017 - 2017

    PROJETO PONTAL: UMA ANÁLISE DAS MUDANÇAS NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO E GESTÃO DOS PERÍMETROS IRRIGADOS NO VALE DO SÃO FRANCISCO, Descrição: Tem por objetivo: Investigar as mudanças no processo de construção e gestão dos perímetros irrigados no Vale do São Francisco, através do estudo de caso do Projeto Pontal.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Coordenador.

  • 2016 - 2017

    Estado e Políticas Públicas de Desenvolvimento Territorial: uma análise dos grandes projetos de investimentos no Vale do São Francisco e sua relação com a apropriação dos recursos territoriais, Descrição: Nas últimas décadas, o estado de Pernambuco sua capital, a metrópole Recife, como também algumas de suas regiões dinâmicas como a RIDE São Francisco, procuram assumir um novo papel na divisão social e territorial do trabalho no Brasil. O estado e a região compreendida pela RIDE São Francisco são territórios marcados visivelmente por uma reestruturação econômica e espacial com objetivos claros de inserir-se no circuito da produção e do consumo globalizados. No caso da última, via, principalmente, as atividades ligadas ao agronegócio. Destaca-se, que já nos anos 1980, a região do submédio do rio São Francisco foi pioneira no Nordeste na difusão da agricultura científica e do agronegócio, chegando, hoje, a se constituir em uma importante região produtora de frutas, voltadas especialmente para a exportação. Sobre o polo Petrolina-Juazeiro ou a atual RIDE São Francisco entende-se que é necessário ampliar as análises quanto ao seu atual quadro social, sua (re)estruturação urbana e regional, seus principais setores da economia, assim como sua participação específica na economia do estado, da região Nordeste e do pais. Também observa-se uma demanda quanto a análise dos atuais polos de desenvolvimento e espaços mais dinâmicos, com destaque para os grandes projetos investimento e programas de políticas públicas que recobrem este território dentro do processo de crescimento econômico vigente, e são, altamente, demandantes e concentradores de recursos territoriais (ALMEIDA et al., 2010) Entende-se que os mesmos fazem parte de um sistema territorial de inovações ligado a arranjos institucionais e econômicos, como também espaciais. (NASCIMENTO, 2015). Que se concretizam na forma de grandes projetos e de toda sorte de ações realizados por diferentes agentes estatais e privados. Assim, na região configuram-se estratégias próprias a cada grupo socioeconômico e/ou fração do capital. Os mesmos tanto cooperam entre si, em determinadas conjunturas, como também estabelecem conflitos na medida em que se reivindicam apropriações diferenciadas com relação ao uso dos recursos territoriais. Pretende-se demonstrar como o Estado não é apenas um elemento integral na dominação política de classe, mas também tem seu papel crucial em assegurar importantes condições econômicas e extra-econômicas para a acumulação. (POULANTZAS, 1977; JESSOP, 2009). Observaremos isso analisando o papel dos fundos públicos, créditos subsidiados, incentivos fiscais, construção de perímetros irrigados etc. cedidos para algumas frações do capital. No Brasil, nas primeiras décadas do século XXI, principalmente, foram os grandes grupos econômicos ligados a indústria pesada, ao agronegócio e a construção civil que receberam essa ?ajuda? do Estado. (GARZON, 2013). Concebe-se, nesta pesquisa, os perímetros irrigados como vetores de indução do processo de modernização agrícola (conservadora) na região. Representando arranjos político-institucionais e técnicos que fazem parte de um modelo de desenvolvimento planejado para a região, isso demanda estudos e análises que os situem enquanto estratégia política e econômica, de ação conjugada entre Estado e mercado, com suas lógicas territoriais específicas. Contexto em que conjuga-se a expansão seletiva da fronteira agrícola no semiárido nordestino, e uma processo de destruição criativa. (HARVEY, 2011). Esse contexto também é o do avanço das ideias neoliberais Dentro dessas ideias temos a capacidade do mercado de distorcer e influenciar as intervenções estatais em seu próprio benefício. Assim, cabe analisarmos e refletirmos sobre as mudanças e continuidades no processo de produção dos grandes projetos de infraestrutura viabilizadores do agronegócio na região. Pois existem vários movimentos se realizando nos mesmos, ligados a práticas neoliberais como desestatização dos perímetros irrigados, privatização de recursos territoriais como água e terra,. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Coordenador / RENATA SIBERIA - Integrante.

  • 2016 - 2017

    MUDANÇAS NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO E GESTÃO DOS PERÍMETROS IRRIGADOS NO VALE DO SÃO FRANCISCO E SEUS REFLEXOS NA PRODUÇÃO DO ESPAÇO, Descrição: Entende-se neste estudo a acumulação de capital como o processo de reprodução em escala ampliada do capital, que se dá como efeito da inversão do excedente na produção, que pode se materializar também na produção do ambiente construído. Isso levou, durante a longa história do capitalismo, a uma, também longa, história da destruição criativa sobre a terra que produziu o que alguns chamam de ?segunda natureza?. (HARVEY, 2011). Nesse interim campos são preparados para agricultura, são construídas cidades, estradas e pontes, plantas e animais são domesticados, e mais recentemente tem sua própria genética alterada, terras são irrigadas - via incorporação de investimentos em capital fixo, florestas são cortadas, e rios são represados. Assim a paisagem geográfica da acumulação está em plena evolução. Neste contexto, nas últimas décadas, o estado de Pernambuco sua capital, a metrópole Recife, como também algumas de suas regiões dinâmicas como a RIDE ? Região Integrada de Desenvolvimento do São Francisco procuram assumir um novo papel na divisão social e territorial do trabalho no Brasil. O estado e a região compreendida pela RIDE São Francisco são territórios marcados visivelmente por uma reestruturação econômica e espacial com objetivos claros de inserir-se no circuito da produção e do consumo globalizados. No caso da última, via, principalmente, as atividades ligadas ao agronegócio. Sobre o polo Petrolina-Juazeiro e/ou a atual RIDE São Francisco observa-se uma demanda quanto a análise dos atuais polos de desenvolvimento e espaços mais dinâmicos, com destaque para os grandes projetos investimento e programas de políticas públicas que recobrem este território dentro do processo de crescimento econômico vigente, e são, altamente, demandantes e concentradores de recursos financeiros e territoriais (ALMEIDA et al., 2010) . Entende-se que os mesmos fazem parte de um sistema territorial de inovações ligado a arranjos político-institucionais e econômicos, como também espaciais. (NASCIMENTO, 2015). Que se concretizam na forma de grandes projetos e de toda sorte de ações realizados por diferentes agentes estatais e privados. Assim, na região configuram-se estratégias próprias a cada grupo socioeconômico e/ou fração do capital. Os mesmos tanto cooperam entre si, em determinadas conjunturas, como também estabelecem conflitos na medida em que se reivindicam apropriações diferenciadas com relação ao uso dos recursos territoriais, como os usos múltiplos da água. Entre vários arranjos destacamos nesta pesquisa a construção e gestão dos perímetros irrigados no Vale do São Francisco e seus reflexos na produção do espaço da região. Pretende-se demonstrar o papel crucial do Estado analisando-se suas ações através de uso dos fundos públicos, créditos subsidiados, incentivos fiscais, construção e gestão de perímetros irrigados etc. cedidos para algumas frações do capital. No Brasil, nas primeiras décadas do século XXI, principalmente, foram os grandes grupos econômicos ligados a indústria pesada, ao agronegócio e a construção civil que receberam essa ?ajuda? do Estado. (GARZON, 2013). Concebe-se, nesta pesquisa, os perímetros irrigados como vetores de indução do processo de modernização agrícola (conservadora) na região. Representando arranjos político-institucionais e técnicos que fazem parte de um modelo de desenvolvimento planejado para a região, isso demanda estudos e análises que os situem enquanto estratégia política e econômica, de ação conjugada entre Estado e mercado, com suas lógicas territoriais específicas. Contexto em que conjuga-se a expansão seletiva da fronteira agrícola no semiárido nordestino, e uma processo de destruição criativa. (HARVEY, 2011). Objetivo Geral Investigar as mudanças no processo de construção e gestão dos perímetros irrigados no Vale do São Francisco, através do estudo de caso do Projeto Pontal.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Coordenador.

  • 2015 - 2016

    Água, entre o interesse público e o privado: uma análise das políticas de recursos hídricos e de irrigação a luz do processo de privatização dos usos da água no Vale do São Francisco, Descrição: Atualmente, temos que a produção do espaço passa a ter uma caráter de maior centralidade no momento de crise do atual do sistema, tanto no ambiente urbano com fenômenos como a metropolização e urbanização difusa, como também no campo, por meio de campos preparados para o agronegócio, construção de cidades, estradas e pontes, terras são irrigadas - via incorporação de investimentos em capital fixo, florestas são cortadas, e rios são represados. Assim a paisagem geográfica da acumulação no campo brasileiro está em plena evolução. Destacam-se as ações do Banco Mundial na indução da criação de políticas como a de gerenciamento de recursos hídricos, que veio com a sanção da Lei 9.433, de 08.01.97, que estabeleceu a política nacional de recursos hídricos. (ALMEIDA et al., 2010). No polo Petrolina-Juazeiro e/ou a atual RIDE São Francisco observa-se uma demanda quanto a análise dos atuais polos de desenvolvimento e espaços mais dinâmicos como demandantes e concentradores de recursos financeiros e territoriais (ALMEIDA et al., 2010). Os mesmos tanto cooperam entre si, em determinadas conjunturas, como também estabelecem conflitos na medida em que se reivindicam apropriações diferenciadas com relação ao uso dos recursos territoriais, como os usos múltiplos da água, conflitos que em períodos de escassez como os vivenciados nos últimos anos se tornam mais latentes. Chama-se a atenção para os diversos usos da água nas diversas atividades humanas que possuem consequências diversas sobre o corpo d'água. Destaca-se que o uso da água pode ser mais ou menos consuntivo, isto é, pode resultar em perda elevada, média ou reduzida de água. Onde temos que no abastecimento urbano, descontadas as perdas pela rede de distribuição, o uso consuntivo pode ser considerado baixo, em torno de 10%. Já no abastecimento industrial, o uso consuntivo varia conforme o setor, situando-se em torno de 20%. Todavia, na irrigação, o uso consuntivo é elevado, alcançando 90%. A construção de perímetros irrigados no Vale do São Francisco e seus reflexos na produção do espaço da região fazem parte de dinâmicas de cooperação e conflito por recursos, tanto econômicos ? créditos, isenções, subsídios, como, principalmente, recursos territoriais como terra (solo férteis) e água. Nesta pesquisa pretende-se analisar como são geridos os conflitos em torno da água e de seus múltiplos usos, através de ações de instituições e órgãos, de diferentes escalas, como Comitê de Bacia do Rio São Francisco, CODEVASF, CHESF. Acreditamos aqui que a política de expansão da irrigação funciona como vetor de indução do processo de modernização agrícola (conservadora) na região (ELIAS, 2006). Ligada a um modelo de desenvolvimento planejado para a região, que demanda estudos e análises que a situe enquanto estratégia política e econômica, de ação conjugada entre Estado e mercado. Tudo isso, ocorre em um contexto de expansão seletiva da fronteira agrícola no semiárido nordestino, ligado a um processo de destruição criativa. (HARVEY, 2011). Este processo deve ser alvo de estudos por parte da ciência geográfica, pois estão ligados a produção de espaço em larga escala e a apropriação de recursos territoriais imprescindíveis para toda a sociedade como a terra e a água. Assim, justifica-se pesquisas que procurem analisar os atuais processos de privatização de recursos hídricos num ambiente de recrudescimento da escassez de água, principalmente, em regiões semiáridas como o Vale do São Francisco. Objetivo Geral Compreender a relação entre a política de expansão da agricultura irrigada na região do vale do São Francisco e o processo de privatização dos recursos hídricos, via o estudo da cobrança de água no perímetro irrigado Bebedouro e Nilo Coelho.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Coordenador.

  • 2006 - 2008

    As Cidades do Maciço de Baturité: natureza, paisagem, turismo, imagem, Descrição: O presente projeto objetiva estudar as cidades da Região Administrativa no. 8 do Ceará, na perspectiva de verificar o nível de urbanização, a especialização de atividades, especialmente o desenvolvimento do turismo. A pesquisa integra um projeto mais amplo voltado à proposta de ações capazes de promover o desenvolvimento integrado dos municípios do Maciço ou a ele vinculado por força da divisão regional do Estado do Ceará.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Integrante / CHRISTIAN DENNYS MONTEIRO DE OLIVEIRA - Integrante / José Borzacchiello da Silva - Coordenador / Maria Clélia Lustosa Costa - Integrante.

  • 2004 - 2006

    O Centro de Fortaleza, Descrição: O Centro de Fortaleza incita a elaboração de um projeto de pesquisa visando compreender as transformações por que passa a capital. A partir de uma leitura do Centro, pode-se enveredar na construção de um diagnóstico socioespacial capaz de vislumbrar os problemas existentes nesta zona e apontar possibilidades de novos usos. A contribuição da Geografia Cearense se dá de forma fragmentada, com a realização de estudos versando sobre temários restritos. A junção destes enfoques, com indicação de várias temáticas geográficas a explorar, possibilita: . . Analisar as novas funcionalidades do centro tradicional. . Tratar a questão ambiental no Centro . Compreender as mutações ocorridas no espaço público central. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (4) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Integrante / Eustógio Wanderley Correia Dantas - Integrante / José Borzacchiello da Silva - Coordenador / Maria Clélia Lustosa Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2000 - 2004

    O Turismo Participativo nas Comunidades Turísticas, Descrição: O Litoral e o turismo: os grandes impactos na costa cearense. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Alexandre Sabino do Nascimento - Integrante / Luiz cruz Lima - Integrante / Luzia Neide Menezes Teixeira Coriolano - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2002

Eleito I Representante do Corpo Discente no Conselho Diretor da Fundação Universidade Estadual do Ceará, Fundação Universidade Estadual do Ceará ? FUNECE.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Exatas e da Natureza - Campus I, Departamento de Geociências. , Universidade Federal da Paraíba - Campus I, Castelo Branco, 58051900 - João Pessoa, PB - Brasil, Telefone: (083) 32167750, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2019 - Atual

Universidade Federal de Campina Grande

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2018 - Atual

Universidade Federal da Paraíba

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PROFESSOR ADJUNTO, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2015 - 2017

Universidade de Pernambuco

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PROFESSOR ADJUNTO, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 07/2016

    Direção e administração, COLEGIADO DE GEOGRAFIA - CAMPUS PETROLINA, .,Cargo ou função, Coordenador do Colegiado.

  • 09/2015

    Pesquisa e desenvolvimento , COLEGIADO DE GEOGRAFIA - CAMPUS PETROLINA, .,Linhas de pesquisa

  • 09/2015

    Ensino, Geografia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, GEOGRAFIA ECONÔMICA, GEOGRAFIA DAS INDÚSTRIAS E SERVIÇOS, GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO

2012 - 2015

Universidade Federal de Pernambuco

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: DOUTORANDO

2004 - 2006

Universidade Federal do Ceará

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Discente Autor, Carga horária: 20

2011 - 2012

Universidade Estadual do Ceará

Vínculo: PROFESSOR ORIENTADOR DE TCC, Enquadramento Funcional: PROFESSOR BOLSISTA - UAB/CAPES

Outras informações:
Temas: Plano Diretor e Gestão de Redes Públicas e Cooperação do curso de Especialização em Gestão Pública Municipal

2010 - 2012

Universidade Estadual do Ceará

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSOR SUBSTITUTO, Carga horária: 40

Outras informações:
DISCIPLINAS MINISTRADAS: GEOGRAFIA URBANA, FUNDAMENTOS DE GEOGRAFIA, METODOLOGIA E PRÁTICA DO ENSINO DE GEOGRAFIA I , METODOLOGIA E PRÁTICA DO ENSINO DE GEOGRAFIA II, GEOGRAFIA URBANA, GEOGRAFIA REGIONAL, TERRITÓRIO E REDES, FUNDAMENTOS EM GEOCIÊNCIAS, DIDÁTICA APLICADA À GEOGRAFIA.

2010 - 2011

Universidade Estadual do Ceará

Vínculo: PROFESSOR HORISTA, Enquadramento Funcional: PROFESSOR, Carga horária: 16

Outras informações:
Professor do Curso de Licenciuatura em Geografia do Campus Avançado de Itarema-CE. Curso realizado entre convênio da Universiadade Estadual do Ceará e a prefeitura de Itarema-CE.

2005 - 2006

Universidade Estadual do Ceará

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 0

Outras informações:
Colaborador no Laboratório de Estudos Urbanos e Culturais do Mestrado Acadêmico em Geografia.

2002 - 2005

Universidade Estadual do Ceará

Vínculo: Consellho Diretor, Enquadramento Funcional: Conselheiro

Outras informações:
Menbro Discente do Conselhor Diretor da FUNECE

2002 - 2003

Universidade Estadual do Ceará

Vínculo: Bolsista de Iniciação Científi, Enquadramento Funcional: Bolsiata Iniciação Científica, Carga horária: 0, Regime: Dedicação exclusiva.

2002 - 2003

Universidade Estadual do Ceará

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 12

Outras informações:
Estagiário do PROJETO ECOLÓGICO E CULTURAL ORIENTADORES AMBIENTAIS-PECOA

2001 - 2002

Universidade Estadual do Ceará

Vínculo: Monitor Acadêmico, Enquadramento Funcional: Monitor Acadêmico, Carga horária: 0, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Programa de Monitoria Acadêmica - PROMAC - UECE - Monitor da disciplina de Geologia

Atividades

  • 01/2005 - 01/2006

    Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências e Tecnologia, Departamento de Geociencias.,Linhas de pesquisa

  • 03/2002 - 01/2005

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Diretor da FUNECE, .,Cargo ou função, Conselheiro.

  • 06/2003 - 06/2004

    Estágios , Centro de Humanidades, .,Estágio realizado, Núcleo de Línguas da UECE.

  • 01/2002 - 06/2003

    Estágios , Centro de Ciências e Tecnologia, Departamento de Geociencias.,Estágio realizado, " Estagiário do Projeto Ecológico Cultural de Orientadores Ambientais da UECE - PECOA (Obs. não institucionalizado).

  • 03/2002 - 03/2003

    Direção e administração, Diretório Acadêmico - DCE, .,Cargo ou função, Diretor de Meio Ambiente.

2017 - 2017

Universidade Federal do Vale do São Francisco

Vínculo: Comissão Avaliação de Curso, Enquadramento Funcional: Comissão Permanente de Avaliação do Colegiad

Outras informações:
Membro Externo da Comissão Permanente de Avaliação do Colegiado (CPAC) www.cpa.univasf.edu.br.

2012 - 2014

Universidade Estadual Vale do Acaraú

Vínculo: Professor horista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Outras informações:
Professor das disciplinas de: Metodologia do Ensino de História e Geografia; Ensino de História e Geografia; Metodologia do Trabalho Científico e Educação no Campo

2008 - 2010

Secretaria de Educação do Ceará

Vínculo: PROFESSOR TEMPORÁRIO, Enquadramento Funcional: PROFESSOR DE ENNSINO MÉDIO, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Professor de Geografia do Ensino Médio. Local: Escola Estadual de Educação Profissional Paulo Petrola. Período: 2008/2009.

2007 - 2008

Secretaria de Educação do Ceará

Vínculo: PROFESSOR TEMPORÁRIO, Enquadramento Funcional: PROFESSOR DE ENNSINO MÉDIO, Carga horária: 40

2008 - 2009

Prefeitura Municipal de Fortaleza

Vínculo: PROFESSOR TEMPORÁRIO, Enquadramento Funcional: Professor de Ciências Humanas PROJOVEM URBANO, Carga horária: 40

Outras informações:
Professor de Ciências Humanas do Programa Nacional de Inclusão de Jovens ? PROJOVEM URBANO- Fortaleza. Período: 2008/2009.

2005 - 2007

Prefeitura Municipal de Fortaleza

Vínculo: PROFESSOR TEMPORÁRIO, Enquadramento Funcional: Professor de Ciências Humanas, Carga horária: 40

Outras informações:
Professor de Ciências Humanas do Programa Nacional de Inclusão de Jovens ? PROJOVEM - Fortaleza. Período: 2005/2007.

2003 - 2004

Colégio Anglo

Vínculo: Professor de Geografia, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 30

Atividades

  • 08/2003 - 06/2004

    Ensino,,Disciplinas ministradas, geografia