Flávia Vasques Bittencourt

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais (1989), residência médica em clínica médica (1990-1991) e dermatologia (1994-1996) , mestrado em Medicina (Dermatologia) pela Universidade Federal de Minas Gerais (1998) e doutorado em Medicina (Pediatria) pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002). Fellowship em Melanoma na New York University (1998-1999). Título de especialista em Dermatologia conferido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira e Título de especialista em Clínica Médica conferido pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica e Associação Médica Brasileira. Atualmente é professora Associada da Universidade Federal de Minas Gerais. Coordenadora do Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG. Coordenadora da Residência Médica em Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG. Coordenadora do Ambulatório de Lesões Pigmentadas no Hospital das Clínicas da UFMG. Sócia efetiva da American Academy of Dermatology, sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia, membro do conselho deliberativo da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional de Minas Gerais (2011-2012), 1a Secretária da Sociedade Brasileira de Dermatologia 2019/2020, Vice-presidente do Grupo Brasileiro de Melanoma (2013-2015), Membro da Comissão de Título de Especialista em Dermatologia da Sociedade Brasileira de Dermatologia (2010-2016), sócia efetiva da Associação Médica Brasileira e da International Society of Dermoscopy. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em DERMATOLOGIA clínica, atuando principalmente na área de oncologia cutânea.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Medicina (Pediatria)

1999 - 2002

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: Risco de desenvolvimento de melanoma e melanocitose neutocutânea em pacientes portadores de nevo melanocítico congênito grande
Bernardo Faria Gontijo Assunção.

Mestrado em Medicina (Dermatologia)

1996 - 1998

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: Hipermelanose nevóide linear e espiralada,Ano de Obtenção: 1998
Bernardo Faria Gontijo Assunção.

Especialização - Residência médica

1994 - 1996

Universidade Federal de Minas Gerais
Residência médica em: DermatologiaNúmero do registro: .

Especialização - Residência médica

1990 - 1992

Hospital Alberto Cavalcanti
Residência médica em: Clínica MédicaNúmero do registro: .

Especialização em Fellowship

1998 - 1999

New York University
Título: Melanoma fellowship
Orientador: Alfred Walter Kopf

Graduação em Medicina

1984 - 1989

Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais

Ensino Médio (2º grau)

1977 - 1983

Colégio Santo Antônio

Ensino Fundamental (1º grau)

1975 - 1976

Colégio Santo Antônio

Ensino Fundamental (1º grau)

1973 - 1974

Grupo Escolar Barão do Rio Branco

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2008 - 2008

Fotografia. (Carga horária: 3h). , Sociedade Brasileira de Dermatologia, SBD, Brasil.

1997 - 1997

Monitora da Pós-Graduação da UFMG. , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

1988 - 1988

Acadêmica Voluntária. , Hospital São Lucas, HSL, Brasil.

1987 - 1988

Acadêmica Bolsista. , Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais, FHEMIG, Brasil.

1987 - 1988

Ambulatório de Clínica Médica. , Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, FCMMG, Brasil.

1987 - 1988

Acadêmica Bolsista da Toxicologia. , Hospital João XXIII FHEMIG, HJXXIII, Brasil.

1986 - 1988

Estágio. , Instituto de Ensino e Pesquisa da Santa Casa de Belo Horizonte, IEP-SCBH, Brasil.

1987 - 1987

Acadêmica Voluntária. , Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, FCMMG, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: DERMATOLOGIA.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BITTENCOURT, FLÁVIA V. . 2o Curso de Dermatoscopia do Serviço de Dermatologia do HC-UFMG. 2019. (Outro).

BITTENCOURT, FLÁVIA V. . 41o Dermatrop. 2019. (Outro).

BITTENCOURT, FLÁVIA V. . IV Simpósio de Cabelos e Unhas da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2019. (Outro).

BITTENCOURT, FLÁVIA V. . 11o Teraderm da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2019. (Outro).

BITTENCOURT, FLÁVIA V. . 12o Simpósio de Cosmiatria e Laser da SBD & 2o Simpósio de Envelhecimento. 2019. (Outro).

BITTENCOURT, FLÁVIA V. . VI Jornada Acadêmica da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2018. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . 9o Teraderm da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2017. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . XXIV Jornada Mineira de Dermatologia. 2017. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . 2o Dermagerais. 2017. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . V Jornada Acadêmica de Dermatologia da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2017. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . 2a DermaGeraes. 2017. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Curso de Dermatoscopia do Ambulatório do Hospital das Clínicas /UFMG. 2016. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Membro da Comissão Científica da 11ª Conferência Brasileira sobre Melanoma,. 2015. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Membro da Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos do 66º Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2015. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Coordenadora da sessão Como conduzir um melanoma: abordagem prática - 69 COngresso Brasileiro de Dermatologia. 2014. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Coordenadora do Fórum Dermatoscopia no 26o Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica. 2014. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Presidente da Comissão Científica da X Conferência Nacional sobre Melanoma. 2013. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Membro da Comissão Científica do I Congresso Latinoamericano de Dermatoscopia,. 2013. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Coordenadora do Simpósio: Dermatoscopia - do Básico ao Avançado do 68o Congresso Brasileiro de Dermatologia. 2013. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . XX Jornada Mineira de Dermatologia. 2012. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. ; Gontijo B ; RAMOS, A. M. C. ; Tavares GT ; FREITAS, M. L. P. . Jornada Acadêmica de Dermatologia da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2012. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Regional MG (fevereiro). 2012. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Regional MG (junho). 2012. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional MG (março). 2012. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional MG (agosto). 2012. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Coordenadora do Simpósio de Nevos Melanocíticos no 67º Congresso Brasileiro de Dermatologia. 2012. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. ; GROBB, J. J. . Co-Chair of the Symposium12. Melanocytic nevus. The World Congress on Cancers of the Skin. 2012. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Campanha Nacional contra o Câncer da Pele. 2012. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. ; Gontijo B ; FREITAS, M. L. P. ; Tavares GT . X Jornada de Diagnóstico e Terapêutica. 2012. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . XIX Jornada Mineira de Dermatologia. 2011. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Campanha Nacional contra o Câncer da Pele. 2011. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional MG (fevereiro). 2011. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional MG (abril). 2011. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional MG (agosto). 2011. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional MG (agosto). 2011. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional MG (outubro). 2011. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Coordenadora do Curso Teórico ? Dermatoscopia Básica? do 66º Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2011. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Jornada de Diagnóstico e Terapêutica da Sociedade Brasileira de Dermatologia/ Regional Minas Gerais. 2011. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . 46a Reunião Triangular de Dermatologia. 2010. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Coordenadora do Curso Teórico ? Dermatoscopia e Microscopia Confocal? do 65º Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2010. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Coordenadora do Simpósio Prurido: manejo no diagnóstico e tratamento, do 64º Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2009. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Coordenadora do Simpósio ?Nevos? do 5o Congreso Latinoamericano de Dermatologia Pediátrica. 2009. (Congresso).

Araújo MG ; BITTENCOURT, F. V. ; Aguilar CR ; Café MEM ; Tavares GT ; Vale ECS ; Gontijo B . Jornada de Diagnóstico e Terapêutica. 2008. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. ; Tavares GT ; Aguilar CR ; Araújo MG ; Café MEM ; Gontijo B ; Vale ECS . Campanha Nacional contra o Câncer da Pele. 2008. (Outro).

Araújo MG ; BITTENCOURT, F. V. ; Tavares GT ; Café MEM ; Aguilar CR ; Gontijo B ; Vale ECS . Curso de Genética e Biologia Molecular. 2008. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. ; FIESTA NETO, C. . Simpósio sobre Melanoma. 2008. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Reacciones cutâneas adversa a drogas. 2008. (Congresso).

Araújo MG ; BITTENCOURT, F. V. ; Tavares GT ; Vale ECS ; Aguilar CR ; Café MEM ; Gontijo B . Curso de Imunologia. 2008. (Outro).

Araújo MG ; BITTENCOURT, F. V. ; Aguilar CR ; Café MEM ; Gontijo B ; Tavares GT ; Vale ECS . XVII JOrnada Mineira de Dermatologia. 2008. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Curso de Dermatoscopia do HOspital das Clínicas da UFMG. 2008. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. ; Araújo MG ; Gontijo B ; Vale ECS ; Aguilar CR ; Tavares GT . Curso Prático de Crioterapia. 2008. (Outro).

Araújo MG ; BITTENCOURT, F. V. ; Aguilar CR ; Café MEM ; Gontijo B ; Vale ECS ; Tavares GT . XVI JOrnada MIneira de Dermatologia. 2007. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. ; Araújo MG ; Aguilar CR ; Tavares GT ; Vale ECS ; Café MEM ; Gontijo B . Campanha Nacional contra o Câncer da Pele. 2007. (Outro).

Gontijo B ; Pereira LB ; BITTENCOURT, F. V. ; Silva CMR ; Wandilza FS . 43 a Reunião Triangular de Dermatologia. 2007. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Curso Teórico e Prático de Patologias ungueais. 2007. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . I Seminário de Dermatoscopia Básica. 2006. (Outro).

Gontijo B ; Silva CMR ; Pereira LB ; BITTENCOURT, F. V. ; Café MEM ; Wandilza FS . 3o Curso Internacional de Dermatologia Pediátrica. 2006. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . Curso e Educação Médica a Distância - Doenças SExualmente Transmissíveis. 2005. (Outro).

Gontijo B ; Pereira LB ; Silva CMR ; BITTENCOURT, F. V. ; Wandilza FS ; Café MEM . 2o Curso INternacional de Dermatologia Pediátrica. 2004. (Congresso).

BITTENCOURT, F. V. . II Curso de Terapêutica Dermatológica. 2004. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . XII JOrnada MIneira de Dermatologia. 2003. (Outro).

BITTENCOURT, F. V. . Seminário de Dermatoscopia e melanoma. 2003. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

? 2o Curso de Dermatoscopia do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do HC-UFMG. ? Lesões de Face. 2019. (Congresso).

11o Teraderm da Sociedade Brasileira de Dermatologia,. Nevo de Spitz e lesões spitzoides: o que eu faço?. 2019. (Congresso).

13a Conferência Brasileira sobre melanoma. Casos difíceis apresentados por experts. 2019. (Congresso).

13a Conferência Brasileira sobre melanoma. Melanoma - antes do Diagnóstico. 2019. (Congresso).

13a Conferência Brasileira sobre melanoma. Outros nevos especiais: congênito, halo e azul.. 2019. (Congresso).

19a Edição do Curso de Dermatoscopia do AC Camargo Cancer Center. Pink lesions e padrão vascular. 2019. (Congresso).

19a Edição do Curso de Dermatoscopia do AC Camargo Cancer Center. Abordagem do nevo melanocítico congênito no consultório. 2019. (Congresso).

24a Radesp ? Reunião Anual dos Dermatologistas do Estado de São Paulo. A dermatoscopia e o diagnóstico diferencial das lesões rosadas (?pink lesions?).. 2019. (Congresso).

2o Curso de Dermatoscopia do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do HC-UFMG. Melanoma amelanótico. 2019. (Congresso).

2o Curso de Dermatoscopia do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do HC-UFMG. Lesões ungueais. 2019. (Congresso).

2o Curso de Dermatoscopia do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do HC-UFMG. Lesões azuladas. 2019. (Congresso).

2o Curso de Dermatoscopia do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do HC-UFMG. Dermatoscopia e cirurgia: biópsia, margens e recidiva. 2019. (Congresso).

2o Curso de Dermatoscopia do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do HC-UFMG. Casos clínicos I. 2019. (Congresso).

2o Curso de Dermatoscopia do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do HC-UFMG. Casos clínicos II. 2019. (Congresso).

2o Curso de Dermatoscopia do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do HC-UFMG. Lesões de mucosa. 2019. (Congresso).

3o Congresso Nacional de Oncologia da Associação Presente. Diagnóstico precoce do melanoma. 2019. (Congresso).

74o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Temas em destaque: casos clínicos. 2019. (Congresso).

74o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Avaliação de nevos congênitos. 2019. (Congresso).

74o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevos congênitos: como a dermatoscopia pode ajudar?. 2019. (Congresso).

I Simpósio da Liga Acadêmica de Dermatologia.Nevos melanocíticos. Quando remover?. 2019. (Simpósio).

2o Curso de Dermatoscopia Da SBD, regional Distrito Federal.Lesões melanocíticas: melanoma e melanoma acral. 2018. (Outra).

2o Curso de Dermatoscopia Da SBD, regional Distrito Federal.Lesões Não-melanocíticas: padrões vasculares. 2018. (Outra).

5th World Congress of Dermoscopy. UMBILICAL NEVUS: AN OVERLOOKED SPECIAL SITE NEVUS. 2018. (Congresso).

5th World Congress of Dermoscopy. DERMOSCOPIC FEATURES OF NODULAR HIDRADENOMA. 2018. (Congresso).

5th World Congress of Dermoscopy. DERMOPLASTIC TRICHOEPITHELIOMA IN AN ALBINO PATIENT: DESMOSCOPIC FEATURES. 2018. (Congresso).

5th World Congress of Dermoscopy. ? DERMOSCOPIC FEATURES OF PIGMENTED DERMATOFIBROSARCOMA PROTUBERANS. 2018. (Congresso).

5th World Congress of Dermoscopy. DERMOSCOPIC FEATURES DO ECCRINE POROCARCINOMA. 2018. (Congresso).

5th World Congress of Dermoscopy. DERMOSCOPIC FEATURES OF MELANOMA METASTASES: A TWO-YEAR FOLLOW-UP. 2018. (Congresso).

5th World Congress of Dermoscopy. PIGMENTED FUNGIFORM PAPILLAE OF THE TONGUE: REPORT OF 3 CASES. 2018. (Congresso).

73o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Melanoma: prognóstico. 2018. (Congresso).

Next Frontier to Cure Cancer / AC Camargo Cancer Center. Nevo congênito. 2018. (Congresso).

Next Frontier to Cure Cancer / AC Camargo Cancer Center. Dermatoscopia: Padrões vasculares. 2018. (Congresso).

Second International Educacional Synposium of the World Melanoma Society.Facial melanoma. 2018. (Simpósio).

Simpósio Regional de Melanoma do GBM.Dificuldades no melanoma da infância. 2018. (Simpósio).

Simpósio Regional de Melanoma do GBM.Curso de Dermatoscopia. 2018. (Simpósio).

Simpósio Regional de Melanoma do GBM.Como diagnosticar precocemente o melanoma in situ?. 2018. (Simpósio).

Simpósio Regional de Melanoma do GBM.Dificuldades nas lesões amelanóticas. 2018. (Simpósio).

Simpósio Regional GBM-Norte.MELANOMA: Manifestações clínicas e abordagem inicial. 2018. (Simpósio).

12o Conferência Brasileira de Melanoma. Como abordar o nevo melanocítico congênito gigante. 2017. (Congresso).

72o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevo congênito e melanoma na Infância. 2017. (Congresso).

72o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Casos em que a Dermatoscopia fez a diferença. 2017. (Congresso).

72o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Encontro com o mestre: nevo melanocítico congênito. 2017. (Congresso).

8o Curso Internacional de Dermatoscopia,. Seguimiento dermatoscopico. 2017. (Congresso).

8o Curso Internacional de Dermatoscopia,. Lesiones pigmentadas en nios. 2017. (Congresso).

8o Curso Internacional de Dermatoscopia,. Melanoniquia estriada en los ninos.. Casos de interés clinico-terapéutico. 2017. (Congresso).

8o Curso Internacional de Dermatoscopia,. Detectando o melanoma fino. 2017. (Congresso).

Congresso Mineiro de Cirurgia Oncológica. Desafios no diagnóstico do melanoma diante das tecnologias atuais. 2017. (Congresso).

Curso de Especialização em Cirurgia Oncológica- módulo IV ? lesões pigmentadas. Nevo congênito e melanoma na infância. 2017. (Congresso).

Curso de especialização em dermatologia oncológica/Hospital Sírio LIbanês. Nevo congênito e melanoma na Infância. 2017. (Congresso).

Reunião mensal do Grupo Brasileiro de Melanoma, São Paulo. Melanoma familial. 2017. (Congresso).

Reunião mensal do Grupo Brasileiro de Melanoma, São Paulo.Melanoma familial. 2017. (Encontro).

urso de Especialização em Cirurgia Oncológica-HOspital Sírio Liban^s.Lesões pigmentadas: nevo congênito e melanoma na infância. 2017. (Outra).

V Jornada Acadêmica de Dermatologia da Sociedade Brasileira de Dermatologia.Câncer de Pele. 2017. (Encontro).

XXIV Jornada Mineira de Dermatologia. Conduta no nevo displásico com margem comprometida. 2017. (Congresso).

XXXV REUNIÓN ANUAL DE DERMATÓLOGIS LATINOAMERICANOS. Curso teórico-práctico dermatoscopia para câncer de piel no melanoma.. 2017. (Congresso).

XXXV Reunión Anual de Dermatólogos Latinoamericanos. Carcinoma espinocelular/ Queratosis Actínicas. 2017. (Congresso).

18a reunião Anual de Dermatologistas do Centro-Oeste.Dermatoscopia do básico ao avançado.. 2016. (Encontro).

18a reunião Anual de Dermatologistas do Centro-Oeste.Lentigos e nevos melanocíticos. 2016. (Encontro).

71o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Dermatoscopia de Mucosas.. 2016. (Congresso).

71o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Dermatoscopia na Infância. 2016. (Congresso).

Curso de Atualização em Melanoma Cutâneo e Dermatoscopia.Rastreamento, diagnóstico e abordagem da lesão primária. 2016. (Outra).

Curso de Atualização em Melanoma Cutâneo e Dermatoscopia.Workshop de Dermatoscopia. 2016. (Outra).

Curso de Atualização em Melanoma Cutâneo e Dermatoscopia.Diagnóstico clínico e diferencial do melanoma. 2016. (Outra).

Curso de Atualização em Melanoma Cutâneo e Dermatoscopia.Workshop de Dermatoscopia. 2016. (Outra).

Curso de Dermatoscopia do Ambulatório do Hospital das Clínicas /UFMG. Padrões vasculares de lesões melanocíticas. 2016. (Congresso).

Curso de Dermatoscopia do Ambulatório do Hospital das Clínicas /UFMG. Dermatoscopia da face. 2016. (Congresso).

Curso de Dermatoscopia do Ambulatório do Hospital das Clínicas /UFMG. Dermatoscopia de Mucosas.. 2016. (Congresso).

Curso de Dermatoscopia do Ambulatório do Hospital das Clínicas /UFMG. Aprendendo com casos clínicos. 2016. (Congresso).

Curso de Dermatoscopia do Ambulatório do Hospital das Clínicas /UFMG. Nevos especiais: azul, Spitz e em crescimento. 2016. (Congresso).

Curso de Dermatoscopia do Ambulatório do Hospital das Clínicas /UFMG.Dermatoscopia do melanoma fino. 2016. (Outra).

III Simpósio de Oncologia e Hematologia da UFMG.Câncer de pele. 2016. (Simpósio).

I Simpósio de Imagens da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Melanoma Day. Dermatoscopia: Aprendendo com os experts.. 2016. (Congresso).

I Simpósio de Imagens da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Melanoma Day.Nevo melanocítico congênito e melanoma. 2016. (Simpósio).

I Simpósio de Imagens da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Melanoma Day.Lesões vasculares e lesões de mucosas.. 2016. (Simpósio).

I Simpósio de Imuno-Oncologia.Melanoma: estado da arte do diagnóstico ao tratamento. 2016. (Simpósio).

Jornada Catarinense de Dermatologia. Seguimento dermatoscópico. 2016. (Congresso).

Jornada Catarinense de Dermatologia. Marcadores e precursores de melanoma: atualização. 2016. (Congresso).

Reunião Científica do Grupo Brasileiro de Melanoma.Apresentação de casos clínicos: nevo de Spitz. 2016. (Encontro).

Simpósio de Dermatologia Clínica.Melanoma na infância. 2016. (Simpósio).

Simpósio de Dermatologia Clínica.Melanoma na infância. 2016. (Simpósio).

X JAPA - Jornada Acadêmica de Patologia da UFMG.Abordagem clínica e histopatológica do melanoma.. 2016. (Outra).

XXVIII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica. melanoma de cabeça e pescoço. Como conduzir?. 2016. (Congresso).

XXVIII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica. Nevo melanocítico congênito - aspectos dermatoscópicos. 2016. (Congresso).

XXXIV RADLA (Reunião Anual de Dermatologistas Latino-americanos). Nevo melanocítico congênito. 2016. (Congresso).

XXXIV RADLA (Reunião Anual de Dermatologistas Latino-americanos). Simuladores de melanoma. 2016. (Congresso).

XXXIV RADLA (Reunião Anual de Dermatologistas Latino-americanos). Color violet a azul. 2016. (Congresso).

11ª Conferência Brasileira sobre Melanoma. Em relação aos nevos congênitos médios, Suton, Spitz, Reed e displásicos: remoção ou observação e por quê?. 2015. (Congresso).

11ª Conferência Brasileira sobre Melanoma. Elementos básicos do diagnóstico dermatoscópico de lesões melanocíticas benignas. 2015. (Congresso).

11ª Conferência Brasileira sobre Melanoma. ? Crisálidas (estrias brancas brilhosas) e estruturas de regressão. Qual a sua importância no diagnóstico de melanoma?. 2015. (Congresso).

17ª Reunião Anual dos Dermatologistas do Centro-Oeste. Curso de Dermatoscopia Básica e Avançada.. 2015. (Congresso).

17ª Reunião Anual dos Dermatologistas do Centro-Oeste. Melanoma - atualização. 2015. (Congresso).

32 Jornada de Dermatologia do Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Detectando melanomas finos no consultório. 2015. (Congresso).

32 Jornada de Dermatologia do Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Detectando melanomas finos no consultório. 2015. (Congresso).

32 Jornada de Dermatologia do Hospital das Clínicas de Porto Alegre. ? Em relação aos nevos congênitos médios, Suton, Spitz, Reed e displásicos: remoção ou observação e por quê?. 2015. (Congresso).

4th World Congress of Dermoscopy. The halo phenomenon in non-melanocytic lesions: a report five cases. 2015. (Congresso).

4th World Congress of Dermoscopy. Micrometastases of cutaneous melanoma: contribution of dermoscopy. 2015. (Congresso).

4th World Congress of Dermoscopy. Clinically similar lesions: a contribution of dermatoscopy. 2015. (Congresso).

4 Congresso Mineiro de Cirurgia Oncológica. Presente e Futuro para o Diagnóstico Clínico do Melanoma Primário. 2015. (Congresso).

70 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevos congênitos. Forum: demostração de casos dermatoscópicos. 2015. (Congresso).

70 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevos melanocíticos na infância: quando preocupar?. 2015. (Congresso).

70 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Lesões Pigmentadas das Mucosas.. 2015. (Congresso).

70 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Biópsia de Melanoma: como fazer?. 2015. (Congresso).

I Simpósio de Oncologia Cutânea da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Lesões melanocíticas prcursoras e marcadoras de melanoma: atualização.. 2015. (Congresso).

I Simpósio de Oncologia Cutânea da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Melanoma: ainda nas mãos do dermatologista? Palestra: A importância do diagnóstico precoce do melanoma cutâneo e como fazê-lo?. 2015. (Congresso).

I Simpósio de Oncologia Cutânea da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Lesões melanocíticas prcursoras e marcadoras de melanoma: atualização.. 2015. (Congresso).

I Simpósio de Oncologia Cutânea da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Simpósio entre Dermatologistas ? Melanoma: ainda nas mãos do dermatologista? Palestra: A importância do diagnóstico precoce do melanoma cutâneo e como fazê-lo?. 2015. (Congresso).

Sétimo Teraderm. Melanoma - atualização. 2015. (Congresso).

VII Teraderm. Melanoma. 2015. (Congresso).

XXXIII RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos. Haciendo lo escencial visible a los ojos. Conferencista del tema Lesiones melanocíticas em la zona gris.. 2015. (Congresso).

16a Reunião Anual dos dermatologistas do Centro-Oeste. Curso prático de dermatoscopia de lesões melanocíticas. 2014. (Congresso).

26o Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica. Dermatoscopia para os cirurgiões dermatológicos. 2014. (Congresso).

26o Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica. Fórum: Dermatoscopia.. 2014. (Congresso).

26o Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica. Interpretando estruturas vasculares. 2014. (Congresso).

26o Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica. Dermatoscopia de nevos especiais: em crescimento, recorrente, Spitz e combinado. 2014. (Congresso).

69 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Xeroderma pigmentoso. Simpósio: Fases da vida: diagnosticando o mais comum e o não tão raro. 2014. (Congresso).

69 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Projetos Diretrizes AMB/CFM. Melanoma cutâneo primário.. 2014. (Congresso).

69 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Conduta terapêutica do melanoma.. 2014. (Congresso).

69 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Lesões melanocíticas. Conduta a partir de estruturas vasculares.. 2014. (Congresso).

Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional Minas Gerais. Dermatoscopia do melanoma. 2014. (Congresso).

XII Encontro de ex-residentes da dermatologia e V Jornada de dermatologia pediátrica da FMB. Lesões melanocíticas benignas e malignas na infância.. 2014. (Congresso).

XII Jornada de Diagnóstico e Terapêutica. nevo melanocítico: observar ou excisar. 2014. (Congresso).

XI Jornada Paraense de Dermatologia. Nevos melanocíticos da infância. 2014. (Congresso).

XI Jornada Paraense de Dermatologia. Do nevo ao melanoma. 2014. (Congresso).

XI Jornada Paraense de Dermatologia. Nevos melanocítos: excisar ou observar. 2014. (Congresso).

XXXII RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos. Aspecto clínico do melanoma. 2014. (Congresso).

XXXII RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos),. Lesiones melanocíticas congénitas: necessitamos a la dermatoscopia?. 2014. (Congresso).

5o Teraderm Sociedade Brasileira de Dermatologia. Nevos melanocíticos e melanoma.. 2013. (Congresso).

68o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Simpósio Melanoma: do diagnóstico ao tratamento - Nevo melanocítico: observar ou excisar?. 2013. (Congresso).

68o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Curso de Dermatoscopia de lesões não-melanocíticas. Qual o seu diagnóstico. 2013. (Congresso).

68o Congresso Brasileiro de Dermatologia. A cor azul dentro do âmbito da dermatoscopia. 2013. (Congresso).

68o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Síndrome Sapho associado a liquen amiloidótico: relato de caso. 2013. (Congresso).

68o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Discutindo controvérsias: Biópsia de melanoma. 2013. (Congresso).

71st Annual Meeting of the American Academy of Dermatology. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Malignant melanoma in a patient with nevus of Ota: a case report.. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Depigmentation associated with metastatic melanoma: a case series. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Atypical situation where 5 melanoma?s suspicious lesions were removed and placed at the same vial and one turnout to be T1a melanoma.. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Prognostic factors for metastasis in cutaneous melanoma.. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Which are melanoma patients with late and ultra late recurrence. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. How safe and precise is sentinek lynph node biopsy in outpatient under local anesthesia.. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Late onset melanoma associated with large congenital melanocytic nevus. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Heavily pigmented basal cell carcinomas mimicking malignant melanomas: a case series. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Is there an overall survival different between patients with known and unknown primary melanoma?. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Multiple primary melanoma in a Brazilian cohort. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Familial melanoma in a large Brazilina family with 12 siblings, 6 presenting melanoma with no mutation of CDKN2a and CDK4 genes: a window for a new gene?. 2013. (Congresso).

8th Melanoma World Congress. Is feasible precise performing a lybcitigrafy and sentinel lymph node biopsy at the same region following a previously radical lymph node dissection?. 2013. (Congresso).

Curso de Atualização em melanoma cutâneo e dermatoscopia.Curso de Atualização em melanoma cutâneo e dermatoscopia. 2013. (Seminário).

I Congresso Latinoamericano de Dermatoscopia. Nevo melanocítico congênito: quais acompanhar. 2013. (Congresso).

X Conferência Brasileira sobre o melanoma. Melanoma Essencial: Diagnóstico Clínico. 2013. (Congresso).

X Conferência Brasileira sobre o melanoma. Nevo e Melanoma. 2013. (Congresso).

XIII Curso de Dermatoscopia do Núcleo de Câncer da pele do Hospital AC Camargo. 2013. (Encontro).

XLIX Reunião Triangular de Dermatologia. Facomatose pigmento-ceratósica. 2013. (Congresso).

XLIX Reunião Triangular de Dermatologia. Impacto da dermatoscopia na dermatologia. 2013. (Congresso).

XLIX Reunião Triangular de Dermatologia,. Hipermelanose filoide. 2013. (Congresso).

XXI Jornada Mineira de Dermatologia. Melanoma cutâneo: manifestações clínicas. 2013. (Congresso).

XXXI RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos). Nevus congénitos: la vision y enfoque del dermatólogo. 2013. (Congresso).

XXXI RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos). Dermatomiosite e malignidade. 2013. (Congresso).

XXXI RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos). Eritromelagia primária: relato de caso.. 2013. (Congresso).

20a Jornada Sul Brasileira de Dermatologia. A dermatologia sem a dermatoscopia - impacto da técnica na especialidade. 2012. (Congresso).

67 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevos e Lentigos: diferenças e implicações. 2012. (Congresso).

67 Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Dermatoscopia: princípios e equipamentos: o que é preciso saber para começar;. 2012. (Congresso).

67 Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Aspectos relevantes em dermatoscopia. 2012. (Congresso).

6a dermaRio. COntrovérsias em nevos congênitos. 2012. (Congresso).

6o Curso de Dermatoscopia da UNICAMP.Avaliação das estruturas vasculares na dermatoscopia. 2012. (Outra).

Curso de atualização em dermatologia e dermatoscopia do Grupo Brasileiro de Melanoma,.Impacto da dermatoscopia na dermatologia. 2012. (Simpósio).

Curso de Atualização em Dermatologia Pediátrica.Controvérsias em nevo congênito. 2012. (Encontro).

Curso de Atualização em Dermatologia Pediátrica.Nevo de Spitz. 2012. (Encontro).

JOrnada Acadêmica de Dermatologia.Critérios de remoção de nevos melanocíticos. 2012. (Encontro).

Liga Acadêmica de Dermatiologia.Câncer de pele não-melanoma. 2012. (Outra).

Liga Acadêmica de Dermatologia.Diagnóstico do melanoma. 2012. (Encontro).

Reunião Mensal da SBD-MG, Distrital Juíz de Fora.Abordagem clínica do melanoma. 2012. (Outra).

Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia,:. Abordagem clínica do melanoma. 2012. (Encontro).

Reunião Mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, :. Qual o seu diagnóstico dermatoscópico?. 2012. (Encontro).

XIV The World Congress on Cancers of the Skin. Large Congenital Melanocytic Nevus: Clinical Experience. 2012. (Congresso).

X JOrnada de Terapêutica e Diagnóstico. Lentigos e nevos: diferenças e implicações.. 2012. (Congresso).

XXX RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos),. Como eu trato. 2012. (Congresso).

XXXVII Jornada Gaúcha de Dermatologia. Como diagnosticar um melanoma amelanótico. 2012. (Congresso).

XXXVII Jornada Gaúcha de Dermatologia,. Conduta no nevo melanocítico congênito. 2012. (Congresso).

66o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Dermatoscopia: teste o seu conhecimento. 2011. (Congresso).

66o Congresso Brasileiro de Dermatologia.Qual a sua conduta?. 2011. (Simpósio).

69th Annual Meeting of the American Academy of Dermatology. 2011. (Congresso).

9a Conferência Nacional sobre Melanoma. Avaliação das estruturas vasculares pela dermatoscopia. 2011. (Congresso).

World Congress of Dermatology. CONTRIBUTION OF DERMOSCOPY ON THE DIAGNOSIS OF SEBORRHEIC KERATOSIS THAT SIMULATES MELANOMA. 2011. (Congresso).

World Congress of Dermatology. MEYERSON'S NEVUS: REPORT OF A CASE WITH DERMOSCOPIC OBSERVATION. 2011. (Congresso).

XLV reunião Triangular de Dermatologia. Carcinoma de Merckel. 2011. (Congresso).

XLV reunião Triangular de Dermatologia,. 2011. (Congresso).

? Reunião Clínica do Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG..Padrões dermatoscópicos das ceratoses seborréicas. 2010. (Outra).

46a Reunião Triangular de Dermatologia. Organização. 2010. (Congresso).

65 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Prevalência de teste de contato positivo aos metais cromo, cobalto e níquel em crianças atendidas em um centro de saúde e fatores de risco associados. 2010. (Congresso).

65 Congresso da Sociedade Brasileira da Dermatologia. O melanoma cutâneo no nevo congênito e no nevo atípico. 2010. (Congresso).

65 Congresso da Sociedade Brasileira da Dermatologia. Padrões dermatoscópicos de lesões não-melanocíticas.. 2010. (Congresso).

68th Annual Meeting of the American Academy of Dermatology. 2010. (Oficina).

II Simpósio Nacional de Psoríase. 2010. (Simpósio).

Meeting of the American Dermatological Association. 2010. (Congresso).

Mini-Jornada de Dermatologia. Melanoma: abordagem clínica. 2010. (Congresso).

Reunião Clínica do Serviço de Dermatologia do HC-UFMG.Abordagem do nevos melanocíticos congênitos pequenos e médios. 2010. (Outra).

Reunião Clínica do Serviço de Dermatologia do HC-UFMG.Abordagem do nevos melanocíticos congênitos gigantes. 2010. (Outra).

Sessão Clínica de Integração.Sindrome de Peutz-Jeghers. 2010. (Outra).

VIII Jornada de Diagnóstico e Terapêutica em Dermatologia. 2010. (Congresso).

XVIII Jornada Mineira de Dermatologia. Nevo de Spitz. 2010. (Congresso).

XXVIII Reunion Anual de Dermatologos Latinoamericanos. Ceratoses seborréicas simulando clinicamente melanoma: contribuição da dermatoscopia. 2010. (Congresso).

XXXVIII Congreso Nacional de los dermatólogos argentinos. Lesiones Pigmentadas ? lesiones melanocíticas congénitas de riesgo. 2010. (Congresso).

5 Congreso Latinoamericano de dermatologia. Nevo de Spitz. 2009. (Congresso).

64 CONGRESSO. NEVO DE MEYERSON. 2009. (Congresso).

64 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevo de Meyerson. 2009. (Congresso).

64o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevo atípico: como eu trato. 2009. (Congresso).

64o COngresso Brasileiro de Dermatologia. a. 2009. (Congresso).

64o CONGRESSO BRASILEIRO DE DERMATOLOGIA. NEVO MELANOCÍTICO CONGÊNITO: CONTROVÉRSIAS PROPEDÊUTICAS E TERAPÊUTICAS. 2009. (Congresso).

8a Conferência Nacional sobre o Melanoma. Ceratose seborréica: aspectos clínicos, dermatoscópicos e histopatológicos. 2009. (Congresso).

VII JORNADA DE DIAGNÓSTICO E TERAPÊUTICA EM DERMATOLOGIA. ABORDAGEM DO NEVO MELANOCÍTICO CONGÊNITO. 2009. (Congresso).

XXXVIII Congreso Nacional de los dermatólogos argentinos. Lesiones Pigmentadas ? lesiones melanocíticas congénitas de riesgo. 2009. (Congresso).

63 congresso brasileiro de dermatololgia. a. 2008. (Congresso).

63o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevo azul com satelitose simulando melanoma. 2008. (Congresso).

63o COngresso Brasileiro de Dermatologia. 2008. (Congresso).

63o COngresso Brasileiro de Dermatologia. Elastose dérmica focal. 2008. (Congresso).

63o COngresso Brasileiro de Dermatologia. Dilemas em dermatoscopia. 2008. (Congresso).

64o CONGRESSO BRASILEIRO DE DERMATOLOGIA. SINDROME DO NEVO DE BECKER. 2008. (Congresso).

Curso Prático de Dermatoscopia.Melanoma. 2008. (Outra).

Curso Prático de Dermatoscopia.Exercícios dermatoscópicos. 2008. (Outra).

Curso Prático de Dermatoscopia.Nevos melanocíticos. 2008. (Outra).

Curso Prático de Dermatoscopia.Componentes dermatocópicos. 2008. (Outra).

Reunião Mensal Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Fluminense.Do nevo ao melanoma. 2008. (Outra).

Teleconferência do Grupo Brasileiro de Melanoma.Hipopigmentação e melanoma. 2008. (Outra).

Tertúlia de Dermatologia. 2008. (Encontro).

XLII Reunião Triangular de Dermatologia. 2008. (Outra).

XVII JOrnada MIneira de Dermatologia.Desafios em dermatoscopia. 2008. (Outra).

XXVII Jornada Norte-Nordeste de Dermatologia e XVI Jornada Baiana de Dermatologia. 2008. (Encontro).

XXVII Jornada Norte-Nordeste de Dermatologia e XVI Jornada Baiana de Dermatologia. 2008. (Outra).

XXVII RADLA - Reunião Anual de Dermatologistas Latino-americanos. Síndrome de Wells. 2008. (Congresso).

112 Annual Meeting of the American Dermatological Association. 2007. (Encontro).

127th Anual Meeting of the American Dermatological Association. 2007. (Encontro).

21st World COngress of Dermatology. Halo phenomenon in congenital melanocytic nevus: a case series. 2007. (Congresso).

2a Jornada de Dermatologia Pediátrica da Santa Casa de BH. 2007. (Outra).

43a Reunião Triangular de Dermatologia.Twin spot. 2007. (Outra).

62o Congresso Brasileiro de Dermatologia. Do nevo ao melanoma. 2007. (Congresso).

62o COngresso Brasileiro de Dermatologia. Nevos pigmentados gigantes - conduta e complicações. 2007. (Congresso).

II Jornada de Dermatologia Pediátrica. 2007. (Outra).

II JOrnada SUdeste de Dermatologia. 2007. (Congresso).

IV JOrnada Acadêmica de Dermatoogia.Melanoma. 2007. (Outra).

Reunião Científica Mensal Cirurgia PLástica Hospital Felício Rocho.Diagnóstico diferencial do melanoma. 2007. (Outra).

XVI Jornada MIneira de Dermatologia.DO nevo ao melanoma. 2007. (Outra).

XXVI JOrnada NOrte Nordeste de Dermatologia. 2007. (Outra).

61 o COngresso Brasileiro de Dermatologia. 2006. (Congresso).

Curso de Atualização em melanoma cutâneo e dermatoscopia.Dermatoscopia Workshop. 2006. (Seminário).

Curso de Atualização em melanoma cutâneo e dermatoscopia.Worshop em dermatoscopia. 2006. (Encontro).

I Seminário de Dermatoscopia Básica do Hospital das Clínicas da UFMG.Nevos melanocíticos. 2006. (Seminário).

I Seminário de Dermatoscopia Básica do Hospital das Clínicas da UFMG.Melanoma. 2006. (Seminário).

I Seminário de Dermatoscopia Básica do Hospital das Clínicas da UFMG.Componentes Dermatoscópicos. 2006. (Seminário).

I Seminário de Dermatoscopia Básica do Hospital das Clínicas da UFMG.Qual o seu diagnóstico. 2006. (Seminário).

I Seminário de Dermatoscopia Básica do Hospital das Clínicas da UFMG.Lesões vasculares. 2006. (Seminário).

IV Curso de Terapêutica Dermatológica.Opções no tratamento do melanoma. 2006. (Simpósio).

Reunião mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, seção Distrito Federal.Nevos na infância e adolescência: mitos e realidades. 2006. (Encontro).

XVII Congresso Brasileiro de Cancerologia. Imunoterapia com vacina polipeptídica intra linfonodas em pacientes com tumores ressecados e alto risco de recidiva: um estudo clínico fase I. 2006. (Congresso).

60 Congresso Brasileiro de Dermatologia. 2005. (Congresso).

60 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Tire suas Dúvidas ? Departamento de Medicina Cutânea e Interna. 2005. (Congresso).

63 Annual American Meeting of Dermatology. 2005. (Congresso).

6 Conferência Nacional sobre Melanoma. Nevo melanocítico atípico. 2005. (Congresso).

III Curso de Terapêutica Dermatológica.Avaliação dos nevos adquiridos. 2005. (Simpósio).

III Jornada Acadêmica de Dermatologia.Diagnóstico diferencial das lesões pigmentadas. 2005. (Encontro).

II Jornada Dermatológica Prof. Sebastião Sampaio. 2005. (Outra).

2 Curso Internacional de Dermatologia Pediátrica.Nevos pigmentados: nevo melanocítico adquirido, nevo halo e nevo de Sptiz. 2004. (Simpósio).

40 Reunião Triangular de Dermatologia. 2004. (Outra).

Curso de Fundamentos Neurobiológicos do Processo Ensino-aprendizagem e Concepções de Currículos. 2004. (Outra).

I Seminário Internacional de Dermatite de Contato. 2004. (Seminário).

Jornada Dermatológica Prof Sebastião Sampaio. 2004. (Outra).

VI RADECO - Reunião Anual dos Dermatologistas do Centro-Oeste.Nevo de Spitz e suas variantes. 2004. (Simpósio).

VI RADECO - Reunião Anual dos Dermatologistas do Centro-Oeste.Nevo clinicamente atípico: implicações no paciente pediátrico. 2004. (Simpósio).

57 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Mosaicismo cutâneo - implicações na prática dermatológica. 2003. (Congresso).

58 Congresso Brasileiro de Dermatologia. 2003. (Congresso).

5 Conferência Nacional sobre Melanoma. Nevo melanocítico congênito e melanoma. 2003. (Congresso).

Conferência melanoma e fotoproteçao.Melanoma e fotoproteção. 2003. (Outra).

Jornada de Dermatologia Pediátrica. 2003. (Outra).

RADECO - REUNIÃO ANUAL DOS DERMATOLOGISTAS DO CENTRO-OESTE.Nevo de Spitz e suas variantes. 2003. (Encontro).

Seminário Dermatoscopia e a abordagem atual sobre o melanoma cutâneo. Dermatoscopia do melanoma. 2003. (Congresso).

20th World Congress of Dermatology. 2002. (Congresso).

Curso de nevos melanocíticos e melanoma cutâneo.Dermatoscopia no seguimento dos nevos melanocíticos. 2002. (Encontro).

Curso de nevos melanocíticos e melanoma cutâneo.Nevos melanocíticos - quando removê-los. 2002. (Encontro).

Simpósio Internacional Aventis: Abordagens atuais na terapêutica das doenças alérgicas. 2002. (Simpósio).

XII Jornada Mineira de Dermatologia. 2002. (Outra).

37 Reunião Triangular de Dermatologia.Nevus spilus. 2001. (Encontro).

56 COngresso Brasileiro de Dermatologia. Controvésias na abordagem e terapêutica dos nevos melanocíticos congênitos. 2001. (Congresso).

59th Annual Meeting of Dermatology. 2001. (Congresso).

Curso Internacional de Dermatologia Pediátrica.Abordargem e conduta nos nevos melanocíticos congênitos. 2001. (Encontro).

IX World Congress of Pediatric Dermatology. 2001. (Congresso).

Jornada de Dermatologia: Mercado de Trabalho e Prática Médica. 2001. (Outra).

Reunião Científica mensal da Sociedade Brasileira de Dermatologia - MInas Gerais.Do nevo ao melanoma. 2001. (Encontro).

Simpósio de Atualização em Dermatologia Pediátrica.Abordagem dos nevos melanocíticos congênitos. 2001. (Simpósio).

XXI RADLA - Reunião Anual dos Dermatologistas Latino-Americanos do Cone Sul. 2001. (Congresso).

XX Jornada Norte-nordeste de Dermatologia. 2001. (Outra).

55 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Do nevo ao melanoma. 2000. (Congresso).

55 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Mosaicismo pigmentar. 2000. (Congresso).

55 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Nevo melanocítico congênito: controvérsias propedêuticas e terapêuticas. 2000. (Congresso).

Curso de genodermatoses - Diagnóstico e Terapêutica.Alterações pigmentares por mosaicismo. 2000. (Encontro).

Reunião mensal da urologia do Hospital da Previdência.Dermatoses penianas. 2000. (Outra).

XX RADLA - Reunião Anual de Dermatologistas Latino-Americanos do Cone Sul. 2000. (Congresso).

54 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Risco de malignidade nos nevos melanocíticos congênitos. 1999. (Congresso).

54 Congresso Brasileiro de Dermatologia. Comentadora de mini-casos. 1999. (Congresso).

Curso Internacional de Acne. 1999. (Outra).

XVII tertúlia Stiefel de Professores de Dermatologia.Hipermelanose nevóide linear e espiralada. 1999. (Outra).

XVII Tertúlia Stiefel de Professores de Dermatologia.Risco de malignidade em nevos melanocíticos congênitos. 1999. (Outra).

Advances in Dermatology. 1998. (Outra).

Melanoma workshop: clinical clues to curable melanoma using epiluminescence microscopy. 1998. (Outra).

Section on dermatology. 1998. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Pedro Lobo Alcântara Neves

BRASILEIRO FILHO, G.; NUNES, C. B.;WAINSTEIN, AJA; TOPPA, N. H.; XAVIER, M. A. P.;BITTENCOURT, F. V.. Melanoma cutâneo: aspectos histopatológicos e clínicos dos casos diagnosticados no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais nos anos de 1995 a 2017.. 2018. Dissertação (Mestrado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Andréa Quadros Garrido

WAINSTEIN, AJA; LAGE, A. P.;BITTENCOURT, F. V.. Melanoma cutâneo: conhecimentos e práticas dos médicos da atenção primária em Belo Horizonte. 2018 - Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Aluno: Sílvia Rocha Nakajima

SANTOS, M. N. S.; TALHARI, A. C.;BITTENCOURT, F. V.. Achados dermatoscópicos em pacientes com Leishmaniose Americana atendidos num centro de referência em dermatologia de Manaus. 2017. Dissertação (Mestrado em Medicina Tropical) - Universidade do Estado do Amazonas.

Aluno: Fernanda Cardoso Parreiras

WAINSTEIN, AJA; LAGE, A. P.; AGUIAR, M. A. F.; MELO, A. C.;BITTENCOURT, F. V.. Mecanismos de morte do paciente com melanoma: estudo transversal. 2017 - Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Aluno: Ana Paula Nogueira Behring

BITTENCOURT, F. V.; LABOISSIERRE, R. S.. 1o Encontro de Pesquisa Mestrado Ciências Médicas. 2017 - Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Aluno: Everton Otavio Flores Ferrao

BITTENCOURT, F. V.; LABOISSIERRE, R. S.. 1 ENCONTRO DE PESQUISA MESTRADO CIÊNCIAS MÉDICAS. 2017 - Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Aluno: Walter Ariel Perez Lozada

BITTENCOURT, F. V.; LABOISSIERRE, R. S.. 1 ENCONTRO DE PESQUISA MESTRADO CIÊNCIAS MÉDICAS. 2017.

Aluno: MARCUS HENRIQUE DE SOUSA BRITO XAVIER

WAINSTEIN, AJA; LAGE, A. P.;BITTENCOURT, F. V.; PINTO, J. M.. ANÁLISE DE FATORES ASSOCIADOS AO ATRASO NO DIAGNÓSTICO DO MELANOMA CUTÂNEO DE 211 PACIENTES EM UMA CLÍNICA PRIVADA.. 2016 - Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Aluno: Fernanda Marques Trindade

BITTENCOURT, F. V.; GUEDES, A. C. M.; HIRATA, S. H.. Aspectos dermatoscópicos do melanoma extensivo superficial. 2016. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Letícia Pires Vaz Brandão Teixeira,

BITTENCOURT, F. V.; FARIA, L. C.; GUEDES, A. C. M.. Manifestações dermatológicas associadas ao tratamento da hepatite C crônica com interferon peguilhado, rivavirina e inibidor de protease teleprevir ou boceprevir. 2016. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Michel Silva Fornaciali

LOTUFO, R. A.; VALLE JUNIOR, E. A.;BITTENCOURT, F. V.. Towards Robust Melanoma Screening:a case for ehanced mid-level features. 2015. Dissertação (Mestrado em Faculdade de Eegenharia Elétrica e de Computação) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Nádia Couto Bavoso

SOARES, M. M. S.; PINTO, J. M.;BITTENCOURT, F. V.; BOSCO, A. A.; DINIZ, M. F. H. S.. Psoríase e obesidade: associação mútua?. 2014. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Vanessa Barreto Rocha

BITTENCOURT, F. V.; MACHADO, C. J.; DUARTE, I. A. G.; GONTIJO, BERNARDO;OLIVEIRA JR, A. R.. Alérgenos das baterias de teste de contato brasileiras nos produtos dermatológicos brasileiro. 2014. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Ana Carolina Figueiredo Pereira Cherobin

BITTENCOURT, F. V.WAINSTEIN, AJA; BELFORT, F. A.; GUEDES, A. C. M.. Fatores prognósticos para a metástase do melanoma cutâneo. 2013. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Isabela Guimarães Ribeiro Baeta

BITTENCOURT, F. V.; Araújo MG; ROMITI, R.. Identificação de comorbidades e fatores de risco cardiovascular em pacientes portadores de psoríase. 2013. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Ana Carolina Leite Viana

BITTENCOURT, F. V.; Sanches Jr JA; GUEDES, A. C. M.; GOULART, E. M. A.;Gontijo B. Risco de Desenvolvimento de melanoma em pacientes portadores de nevo melanocítico congênito gigante. 2012. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Ana Francisca Junqueira Ribeiro Pereira

BITTENCOURT, F. V.; FIESTA NETO, C.; GUEDES, A. C. M.;Gontijo B. Melanoma Múltiplo Primário no Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG. 2011. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Flávia Vieira Brandão

BITTENCOURT, F. V.; Sanches Jr JA;WAINSTEIN, AJAGontijo B. Aspectos Epidemiológicos do melanoma no SErviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais 1990-2010. 2011. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Michele Santos Diniz

SOARES, M. M. S.; PINTO, J. M.;LAURIA, M. W.; MAGALHAES, G. M.; FERREIRA, G. A.;BITTENCOURT, F. V.. Avaliação da densidade mineral óssea comparada aos níveis de citocinas pró-inflamatórias e de proteínas do sistema osteoprotegerina-rankl em pacientes com psoríase e controles. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Marcelo Grossi Araújo

GUEDES, A. C. M.; MACHADO, P. R. L.; SEGURADO, A. A. C.;BITTENCOURT, F. V.; GOULART, E. M. A.. OCORRÊNCIA DE DERMATOSES EM INDIVÍDUOS INFECTADOS PELO HTLV-1: REAVALIAÇÃO DA COORTE DO GRUPO INTERDISCIPLINAR DE PESQUISA EM HTLV (GIPH). 2010. Tese (Doutorado em CIÊNCIAS APLICADAS À SAÚDE DO ADULTO) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Michelle dos Santos Diniz

SOARES, M. M. S.; PINTO, J. M.;BITTENCOURT, F. V.LAURIA, M. W.; SILVA, B. C. C.. Avaliação da densidade mineral óssea comparada aos níveis de citocinas pró-inflamatórias e de proteínas do sistema osteoprotegerina-rankl em pacientes com psoríase e controles?. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Fernando Afrânio Palmeira de Oliveira

LANNA, C. C. D.; TELLES, R. W.;BITTENCOURT, F. V.; SANTOS, F. M. M.. QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE, AUTOESTIMA E TRANSTORNOS DO HUMOR EM PACIENTES COM LÚPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO E CICATRIZES DE MANIFESTAÇÕES CUTÂNEAS: AVALIAÇÃO DO USO DA CAMOUFLAGE COSMÉTICA. 2018 - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Sílvia Rocha Nakajima

BITTENCOURT, F. V.; SANTOS, M. N. S.; TALHARI, A. C.. Achados dermatoscópicos em pacientes com Leishmaniose Tegumentar Americana atendidos num centro de referência em dermatologia de Manau. 2016 - Fundação Alfredo da Mata.

Aluno: Fernanda Marques Trindade

BITTENCOURT, F. V.Gontijo B; MAGALHAES, G. M.. Aspectos dermatoscópicos do melanoma extensivo superficial. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Vanessa Barreto Rocha

BITTENCOURT, F. V.; MACHADO, C. J.; GONTIJO, BERNARDO; MAGALHAES, G. M.. Alérgenos das baterias de teste de contato brasileiras nos produtos dermatológicos brasileiro. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Nádia Couto Bavoso

SOARES, M. M. S.; PINTO, J. M.;BITTENCOURT, F. V.; BOSCO, A. A.. Psoríase e obesidade: associação mútua??. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Nádia Ribeiro Baeta

BITTENCOURT, F. V.; LAURIA, M. W.; DINIZ, M. F. H. S.. Psoríase e obesidade: associação mútua. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais.

CABRAL, A. L. S.; AUGUSTO, V. M.; RODRIGUES, M. A. G.;BITTENCOURT, FLÁVIA V.. Concurso para Professor Adjunto do Departamento de Clínica Médica. 2019. Universidade Federal de Minas Gerais.

RIBEIRO, A. L. P.; RODRIGUES, A. N.; SILVA, R. O. S.; ROCHA, G. A.;BITTENCOURT, F. V.. seleção de mestrado do Programa de Pós0Graduação em Saúde da família da UFM. 2017. Universidade Federal de Minas Gerais.

SILVA, L. D.; BELEIGOLI, A. M. R.;BITTENCOURT, F. V.. Seleção de professor substituto do Departamento de Clínica Médica. 2017. Universidade Federal de Minas Gerais.

BITTENCOURT, F. V.; LOPES FILHO, L. L.; CHIACCHIO, N.; ENOKIHARA, M. Y.; GONCALVES, H. S.; BELDA JUNIOR, W.; CARNEIRO, F. R. O.; BARCAUI, C. B.. Presidente do Título de ESpecialista em Dermatologia. 2016. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

ROSELINO, A. M. F.;BITTENCOURT, F. V.; LOPES FILHO, L. L.; CHIACCHIO, N.; ENOKIHARA, M. Y.; BELDA JUNIOR, W.; CARNEIRO, F. R. O.; GONCALVES, H. S.. Comissão de Título de Especialista de Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2015.

VILELA, E. G.;BITTENCOURT, F. V.; BORGES, K. B. G.. Comissão Examinadora do Concurso de seleção de candidatos ao Mestrado para ingresso em 2015/1o do Programa de Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto. 2014. Universidade Federal de Minas Gerais.

ANDRADE, M. V. M.; SILVA, I. N.;BITTENCOURT, F. V.. Comissão Examinadora do Concurso ao Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto. 2014. Universidade Federal de Minas Gerais.

CASTRO, L. C. M.; ROSELINO, A. M. F.;BITTENCOURT, F. V.; LOPES FILHO, L. L.; ENOKIHARA, M. Y.; CHIACCHIO, N.; BELDA JUNIOR, W.; CARNEIRO, F. R. O.. Comissão de Título de Especialista de Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2014.

Sanches Jr JA; ROSELINO, A. M. F.; CASTRO, L. C. M.; ENOKIHARA, M. Y.; LOPES FILHO, L. L.; CHIACCHIO, N.;BITTENCOURT, F. V.. Comissão de Título de Especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2013. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

SILVA, I. N.; FERNANDES, B. S.;BITTENCOURT, F. V.. Comissão avaliadora do estágio probatório final das docentes do Departamento de Pediatria Roberta Maia de Castro Romanelli, Márcia Gomes Penido Machado e Elaine Alvarenga de Almeida Carvalho.. 2013. Universidade Federal de Minas Gerais.

Silva, Rose Mary Ferreira Lisboa; Andrade, Gláucia Manzan Queiroz; ROCHA, A. M. C.; CAMARGOS, P. A. M.;BITTENCOURT, F. V.. Concurso Professor Adjunto do Depto de Clínica Médica. 2012. Universidade Federal de Minas Gerais.

Duarte, AA; MARQUES, S. A.; Sanches Jr JA; CASTRO, L. C. M.; ROSELINO, A. M. F.; SOUZA, E. M.; LOPES FILHO, L. L.;BITTENCOURT, F. V.; CHIACCHIO, N.. COmissão de Título de Especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2012. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

PASSOS, V. M. A.;BITTENCOURT, F. V.; XAVIER, M. A. P.; DINIZ, M. F. H. S.; VIDIGAL, P. G.. COncurso de Seleção de Mestrado do Programa de Pós-Graduação de Ciências aplicadas à Saúde do Adulto. 2011. Universidade Federal de Minas Gerais.

Ferrari, TCA; TORRES, H. G.; SILVA, A. C. S. E.; CARNEIRO, M. M.;BITTENCOURT, F. V.. Concurso para Professor Adjunto do Departamento de Clínica Médica. 2011. Universidade Federal de Minas Gerais.

NOGUEIRA, A. I.; FOSCOLO, R. B.;BITTENCOURT, F. V.. Membro da Banca de Seleção de Professor Temporário para o Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG. 2011. Universidade Federal de Minas Gerais.

Duarte, AA; SOUZA, E. M.;BITTENCOURT, F. V.; Sanches Jr JA; CASTRO, L. C. M.; LOPES FILHO, L. L.; CHIACCHIO, N.. Comissão de Título de Especialista de Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2011. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

TORRES, H. O. G.; MOURAO, T. T. G.;BITTENCOURT, FLÁVIA V.. Comissão de Avaliação Final de Estágio Probatório. 2019. Universidade Federal de Minas Gerais.

BITTENCOURT, FLÁVIA V.. Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos 24a RADESP ? reunião Anual dos Dermatologistas do Estado de São Paulo. 2019. Sociedade Brasileira de Dermatologia - São Paulo.

BITTENCOURT, FLÁVIA V.. Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos da 74o Congresso Brasileiro de Dermatologia. 2019. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, FLÁVIA V.. Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos da 23a RADESP (Reunião Anual dos Dermatologistas de Estado de São Paulo). 2018. Sociedade Brasileira de Dermatologia - São Paulo.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos do 72 Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2017. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos da 22a RADESP. 2017. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

COELHO, L. G. V.; CHAIMOVICZ, F.;BITTENCOURT, F. V.. Comissão de Avaliação Parcial do Estágio Probatório dos docentes em junho de 2017: Helena Duani, Carolina Ferreira de Oliveira, Leonardo Cruz de Souza e Cecília Gomes Ravetti. 2017. Universidade Federal de Minas Gerais.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora dos trabalhos Científicos da XXXIV RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos),. 2016.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos da 21a RADESP (Reunião Anual dos Dermatologistas de Estado de São Paulo. 2016. Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional São Paulo.

BITTENCOURT, F. V.; ENOKIHARA, M. Y.; LOPES FILHO, L. L.; CHIACCHIO, N.; BELDA JUNIOR, W.; CARNEIRO, F. R. O.; GONCALVES, H. S.; BARCAUI, C. B.. Presidente da Comissão de Título de Especialista de Sociedade Brasileira de Dermatologia (2016).. 2016. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora dos trabalhos Científicos do 71o Congresso Brasileiro de Dermatologia. 2016. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora dos trabalhos Científicos da XXXIII RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latino-americanos. 2016.

ROSELINO, A. M. F.;BITTENCOURT, F. V.; LOPES FILHO, L. L.; ENOKIHARA, M. Y.; CHIACCHIO, N.; BELDA JUNIOR, W.; CARNEIRO, F. R. O.; GONCALVES, H. S.. Membro da Comissão da Prova de Residentes dos Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2015.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da COmissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos da 20a RADESP. 2015.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da Comissão Avaliadora dos trabalhos Científicos do 70 Congresso Brasileiro de Dermatologi. 2015.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da Comissão Científica da 11ª Conferência Brasileira sobre Melanoma. 2015.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos da 19ª RADESP (Reunião Anual dos Dermatologistas de Estado de São Paulo). 2014. Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional São Paulo.

ROSELINO, A. M. F.;BITTENCOURT, F. V.; LOPES FILHO, L. L.; ENOKIHARA, M. Y.; CHIACCHIO, N.; BELDA JUNIOR, W.; CARNEIRO, F. R. O.; GONCALVES, H. S.. Membro da Comissão da Prova de Residentes dos Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2014.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos da 18a RADESP (Reunião Anual dos Dermatologistas do Estado de São Paulo). 2013. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Sanches Jr JA; CASTRO, L. C. M.; ROSELINO, A. M. F.; ENOKIHARA, M. Y.; LOPES FILHO, L. L.; CHIACCHIO, N.;BITTENCOURT, F. V.. Comissão da prova para residentes dos serviços de dermatologia credenciados da SBD. 2013. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão avaliadora do estágio probatório parcial da docente do Departamento de Clínica Médica Rosa Weiss Telles.. 2013. Universidade Federal de Minas Gerais.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora dos trabalhos Científicos da XXX RADLA (Reunión Anual de dermatólogos latinoamericanos),. 2012.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da Comissão Avaliadora dos trabalhos Científicos do 67 Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2012. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão avaliadora dos Posters da Liga Acadêmica da Medicina Geral de Adultos. 2012. Universidade Federal de Minas Gerais.

Duarte, AA; Sanches Jr JA; CASTRO, L. C. M.; ROSELINO, A. M. F.; ENOKIHARA, M. Y.; LOPES FILHO, L. L.;BITTENCOURT, F. V.. Comissão da prova para residentes dos serviços de dermatologia credenciados da SBD. 2012. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora dos Trabalhos Científicos da 16a RADESP (Reunião Anual dos Dermatologistas do Estado de São Paulo). 2011. Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional São Paulo.

BITTENCOURT, F. V.. Banca Julgadora dos Melhores trabalhos Científicos do 66 Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2011. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.; Almeida Jr, HL; Proença T. Membro da Comissão Julgadora dos Melhores Trabalhos Científicos do 65 Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2010. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.; Rodrigues, MAG; Oliveira, PR. Comissão Avaliadora dos Trabalhos do XIII Encontro de Extensão da UFMG. 2010. Universidade Federal de Minas Gerais.

BITTENCOURT, F. V.. Comissão Avaliadora de Trabalhos Científicos do 65o Congresso Brasileiro de Dermatologia. 2010. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.; Sanches Jr JA; PINTO, J. M.; LOPES FILHO, L. L.; Duarte, AA; MARQUES, S. A.; CASTRO, L. C. M.; ROSELINO, A. M. F.; SOUZA, E. M.. Membro da Comissão de Título de Especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2010. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da Comissão Avaliadora de Trabalhos CIentíficos do 64o COngresso brasileiro de Dermatologia. 2009. Sociedade Brasileira de Dermatologia - Seção RJ.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da Comissão Avaliadora dos trabalhos Científicos do 63o congresso de Dermatologia. 2008. Sociedade Brasileira de Dermatologia - Seção RJ.

SERGIO, A.; SILUZZIO, F.;BITTENCOURT, F. V.; JACOB, G. G.; CAMPOS, M. H. R.; FREITAS, O. A. P.; TAVARES NETO, R.. Membro de Banca Avaliadora das monografias da Residência Médica em Cirurgia Geral do hospital Universitário São José. 2008. Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

BITTENCOURT, F. V.. Membro da Comissão Avaliadora dos trabalhos cientícos do 61o COngresso Brasileiro de Dermatologia. 2006. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

ANTONIO CARLOS MARTINS GUEDES

ASSUNÇÃO,B.F.G.; GOULART,E.M.A.; RIVITTI,E.; S JÚNIOR,J.A.; LAMOUNIER,J.A.;GUEDES,A.C.M.. Risco de desenvolvimento de melanoma e melanocitose neurocutânea nos pacientes portadores de nevo melanocítico grande.. 2002. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Minas Gerais.

ANTONIO CARLOS MARTINS GUEDES

GUEDES,A.C.M.. Risco de desenvolvimento de melanoma e melanocitose neurocutânea nos pacientes portadores de nevo melanocítico grande.. 2002. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Silmara da Costa Pereira Cestari

CESTARI, S. C. P.. Hipermelanose Nevóide Linear e Espiralada. 1998. Dissertação (Mestrado em Medicina) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Joel Alves Lamounier

BITTENCOURT, F. V.;LAMOUNIER,J.A.. Tese Intitulada: Risco de desenvolvimento de melanoma e melanocitose neurocutânea nos pacientes portadores de nervo melanócito congênito grande.. 2002. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Bernardo Faria Gontijo Assunção

GONTIJO, B; CESTARI, S. C. P.; VALADARES, E. R.. Hipermelanose nevóide linear e espiralada: realto de casos e revisão da literatura. 1998. Dissertação (Mestrado em Medicina (Dermatologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Bernardo Faria Gontijo Assunção

GONTIJO, B. Risco de desenvolvimento de melanoma e melanocitose neurocutânea em pacientes portadores de nevo melanocítico congênito grande. 2002. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Eugenia Ribeiro Valadares

GONTIJO, B.;VALADARES, E.R.. Hipermelanose nevóide linear e espiralada. Relato de casos e revisão da literatura. 1998. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Minas Gerais.

José Antonio Sanches Júnior

GONTIJO, BernardoGOULART, Eugênio Marcos AndradeRIVITTI, Evandro ASANCHES, JA JrGUEDES, Antonio Carlos Martins; LAMOUNIER, Joel Alves. Risco de desenvolvimento de melanoma e melanocitose neurocutânea nos pacientes portadores de nevo melanocítico congênito grande. 2002. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Luciana Baptista Pereira

PEREIRA, L. B.. Hipermelanose Nevoide Linear e Espiralada: relato de casos e revisão da literatura. 1998. Dissertação (Mestrado em Medicina (Dermatologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Nathália Mansur Paz

Risco de desenvolvimento de melanoma em pacientes portadores de nevo melanocítico congênito médio; Início: 2017; Dissertação (Mestrado profissional em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Orientador);

Fernanda Simões Seabra Resende

Nevo associado a melanoma: características clínico-dermatoscópicas; 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

João Renato Vianna Gontijo

Prognóstico e desfecho clínico em pacientes com melanoma in situ e melanoma fino; 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Priscila Jordana Valadares

Características clínicas e dermatoscópicas do carcinoma basocelular nos pacientes de fototipo iV, V e VI; 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Lucas Campos Garcia

Relação entre a incidência de melanoma acral plantar, as áreas de estresse mecânico da superfície plantar, a espessura do tumor e a prevalência do padrão dermatoscópico de cristas paralelas; 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Vanessa Martins Barcelos

ESTUDO CLÍNICO E EPIDEMIOLÓGICO DOS CASOS DE PÊNFIGOS FOLIÁCEO E VULGAR DO AMBULATÓRIO DE DERMATOLOGIA DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG, NO PERÍODO DE 2019 E 2020; 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Pedro Lobo Alcântara Neves

Melanoma cutâneo: aspectos histopatológicos e clínicos dos casos diagnosticados no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais nos anos de 1995 a 2017; 2018; Dissertação (Mestrado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Coorientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Nathália Mansur Paz

Risco de desenvolvimento de melanoma nos pacientes portadores de nevo melanocítico congênito médio; 2018; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Fernanda Marques Trindade

Estudo dermatoscópico do melanoma extensivo superficial; ; 2016; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Vanessa Barreto Rocha

Alérgenos das baterias de teste de contato brasileiras nos produtos dermatológicos brasileiro; 2014; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Isabela Guimarães Ribeiro Baeta

Identificação de comorbidades e fatores de risco cardiovascular em pacientes portadores de psoríase; 2013; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Ana Carolina Pereira Figueiredo Cherobin

Fatores prognósticos para a metástase do melanoma cutâneo; 2013; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Ana Carolina Leite Viana

Risco de desenvolvimento de melanoma em pacientes portadores de nevo melanocítico congênito gigante; 2012; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Ana Francisca Junqueira Pereira Ribeiro

Melanoma múltiplo primário no SErviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG; 2011; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Flávia Vieira Brandão

ASpectos epidemiológicos do Melanoma no SErviço de Dermatologia da UFMG; 2011; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à saúde do adu) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Marilda Helena Toledo Brandão

Prevalência de Alergia de contato aos metais (cromo, cobalto e níquel) em uma popúlação pediátrica; 2009; Dissertação (Mestrado em Pediatria) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Coorientador: Flávia Vasques Bittencourt;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Bernardo Faria Gontijo Assunção

Hipermelanose nevóide linear e espiralada: Relato de casos erevisão da literatura; ; 1998; 0 f; Dissertação (Mestrado em Medicina (Dermatologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Bernardo Faria Gontijo Assunção;

Bernardo Faria Gontijo Assunção

Risco de desenvolvimento de melanoma e melanocitose neurocutânea nos pacientes portadores de nevo melanocítico congênito grande; 2002; Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Bernardo Faria Gontijo Assunção;

Bernardo Faria Gontijo Assunção

Preceptoria de Residência Médica em Dermatologia; 1996; Orientação de outra natureza; (Residência Médica em Dermatologia) - Hospital das Clínicas da UFMG, Ministério da Educação; Orientador: Bernardo Faria Gontijo Assunção;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • VALLE, EDUARDO ; FORNACIALI, MICHEL ; MENEGOLA, AFONSO ; TAVARES, JULIA ; VASQUES BITTENCOURT, FLÁVIA ; LI, LIN TZY ; AVILA, SANDRA . Data, depth, and design: Learning reliable models for skin lesion analysis. NEUROCOMPUTING , v. 383, p. 303-313, 2020.

  • CHEROBIN, ANA CAROLINA FIGUEIREDO PEREIRA ; WAINSTEIN, ALBERTO JULIUS ALVES ; COLOSIMO, ENRICO ANTÔNIO ; GOULART, EUGÊNIO MARCOS ANDRADE ; BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES . Prognostic factors for metastasis in cutaneous melanoma. ANAIS BRASILEIROS DE DERMATOLOGIA (ONLINE) , v. 93, p. 19-26, 2018.

  • BARCAUI, CARLOS BAPTISTA ; BAKOS, RENATO MARCHIORI ; PASCHOAL, FRANCISCO MACEDO CAMARGO ; BITTENCOURT, FLÁVIA VAZQUEZ ; GADENS, GUILHERME AUGUSTO ; HIRATA, SÉRGIO ; NASCIMENTO, MAURÍCIO MENDONÇA ; SÁ, BIANCA COSTA SOARES DE ; MACEIRA, JUAN PIEIRO . Descriptive dermoscopy terminology in Portuguese language in Brazil: a reproducibility analysis of the 3rd consensus of the International Dermoscopy Society. ANAIS BRASILEIROS DE DERMATOLOGIA (ONLINE) , v. 93, p. 852-858, 2018.

  • GONTIJO, JOÃO RENATO VIANNA ; BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES . Wound myiasis: the role of entodermoscopy. ANAIS BRASILEIROS DE DERMATOLOGIA , v. 93, p. 746-748, 2018.

  • ROCHA, VANESSA B. ; MACHADO, CARLA J. ; BITTENCOURT, FLÁVIA V. . Presence of allergens in the vehicles of Brazilian dermatological products. CONTACT DERMATITIS , v. 76, p. 126-128, 2017.

  • VIANA, ANA CAROLINA LEITE ; GOULART, EUGÊNIO MARCOS ANDRADE ; GONTIJO, BERNARDO ; BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES . A prospective study of patients with large congenital melanocytic nevi and the risk of melanoma. ANAIS BRASILEIROS DE DERMATOLOGIA , v. 92, p. 200-205, 2017.

  • VALLE, E. ; FORNACIALI, M. ; MENEGOLA, A. ; TAVARES, J. ; BITTENCOURT, F. V. ; LI, L. T. ; AVILA, S. . Data, Depth, and Design: Learning Reliable Models for Melanoma Screening Eduardo Vall. IEEE Journal of Biomedical and Health Informatics , v. XX, p. 1, 2017.

  • CASTRO, LUIZ GUILHERME MARTINS ; BAKOS, RENATO MARCHIORI ; DUPRAT NETO, JOÃO PEDREIRA ; BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES ; GIACOMO, THAIS HELENA BELLO DI ; SERPA, SÉRGIO SCHRADER ; MESSINA, MARIA CRISTINA DE LORENZO ; LOUREIRO, WALTER REFKALEFSKY ; MACARENCO, RICARDO SILVESTRE E SILVA ; STOLF, HAMILTON OMETTO ; GONTIJO, GABRIEL . Brazilian guidelines for diagnosis, treatment and follow-up of primary cutaneous melanoma - Part II. Anais Brasileiros de Dermatologia (Online) , v. 91, p. 49-58, 2016.

  • ROCHA, VANESSA BARRETO ; MACHADO, CARLA JORGE ; BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES . Program for Contact Allergen Research (PPAC) - a new tool for dermatologists. Anais Brasileiros de Dermatologia (Online) , v. 91, p. 390-392, 2016.

  • CASTRO, LUIZ GUILHERME MARTINS ; MESSINA, MARIA CRISTINA ; LOUREIRO, WALTER ; MACARENCO, RICARDO SILVESTRE ; DUPRAT NETO, JOÃO PEDREIRA ; GIACOMO, THAIS HELENA BELLO DI ; BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES ; BAKOS, RENATO MARCHIORI ; SERPA, SÉRGIO SCHRADER ; STOLF, HAMILTON OMETTO ; GONTIJO, GABRIEL . Guidelines of the Brazilian Dermatology Society for diagnosis, treatment and follow up of primary cutaneous melanoma - Part I. Anais Brasileiros de Dermatologia (Online) , v. 90, p. 851-861, 2015.

  • BAETA, ISABELA GUIMARÃES RIBEIRO ; BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES ; GONTIJO, BERNARDO ; GOULART, EUGÊNIO MARCOS ANDRADE . Comorbidities and cardiovascular risk factors in patients with psoriasis. Anais Brasileiros de Dermatologia (Online) , v. 89, p. 735-744, 2014.

  • BRANDAO, FLAVIA VIEIRA ; PEREIRA, ANA FRANCISCA JUNQUEIRA RIBEIRO ; GONTIJO, BERNARDO ; BITTENCOURT, FLAVIA VASQUES . Epidemiological aspects of melanoma at a university hospital dermatology center over a period of 20 years. Anais Brasileiros de Dermatologia (Online) , v. 88, p. 344-353, 2013.

  • BITTENCOURT F. . How Safe and Precise is Sentinel Lymph Node Biopsy (SLB) in Outpatient Under Local Anesthesia. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 64, 2013.

  • CHEROBIN, A. C. F. P. ; GOULART, E. M. A. ; WAINSTEIN, AJA ; Gontijo B ; BITTENCOURT, F. V. . Prognostic factors for metastasis in cutaneous melanoma.. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 74, 2013.

  • WAINSTEIN, A. ; LACERDA L ; RIBEIRO D ; SANTOS F ; CARVALHO T ; BITTENCOURT F. ; CHEROBIN, A. C. F. P. ; WAINSTEIN, AJA . Which are Melanoma Patients with Late and Ultra Late Recurrence?. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 74, 2013.

  • WAINSTEIN, A. ; BITTENCOURT F. ; BRETAS G ; CHEROBIN, A. C. F. P. ; SANTOS F ; WAINSTEIN, AJA . Is there an Overall Survival Different Between Patients with Known and Unknown Primary Melanoma?. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 76, 2013.

  • BITTENCOURT, F. V. ; STUHR, P. ; GONTIJO, J. R. V. ; Gontijo B ; CHEROBIN, A. C. F. P. ; Viana ACL . Depigmentation Associated with Metastatic Melanoma: a Case Series. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 79, 2013.

  • DUTRA, F. A. R. ; BITTENCOURT, F. V. ; GONTIJO, J. R. V. . Malignant Melanoma in a Patient with Nevus of Ota: a Case Report. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 80, 2013.

  • Viana ACL ; Gontijo B ; WAINSTEIN, AJA ; BITTENCOURT, F. V. . Late Onset Melanoma Associated with Large Congenital Melanocytic Nevus.. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 80, 2013.

  • WAINSTEIN, A. ; KANSAON, M. ; COELHO P ; SANTOS F ; XAVIER P ; BITTENCOURT F. ; WAINSTEIN, AJA . Is Feasible Precise Performing a Lyncitigrafy and Sentinel Lymph Node Biopsy (SLNB) at the Same Region Following a Previously Radical Lymph Node Dissection?. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 81, 2013.

  • WAINSTEIN, A. ; RADD D ; BITTENCOURT F. ; SALOME, M. O. ; KANSAON, M. ; WAINSTEIN, AJA . Atypical Situation Where 5 Melanoma?s Suspicious Lesions were Removed and Placed at the Same Vial and One Turnout to be T1a Melanoma. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 81-81, 2013.

  • WAINSTEIN, A. ; BITTENCOURT F. ; SALOME, M. O. ; LANDMAN, G. ; WAINSTEIN, AJA . Melanoma versus Spitz Nevus: A 4 months Newborn with 30 Mitosis for 10 High Power Fields: What?s THE Best Treatment?. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 84-84, 2013.

  • BITTENCOURT, F. V. ; DUTRA, F. A. R. ; STUHR, P. ; FREITAS, M. L. P. ; BARBOSA, F. N. ; Gontijo B . Heavily pigmented basal cell carcinomas mimicking malignant melanomas: a case series.. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 105-105, 2013.

  • WAINSTEIN, A. ; BITTENCOURT, F. V. ; SALOME, M. O. ; Starling A ; Guelfi D ; OLIVEIRA F ; WAINSTEIN, AJA . Familial melanoma in a large Brazilian family with 12 siblings presenting melanoma wirh mutation of CDKN2A and CDK4 genes: a window for a new gene?. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft (Print) / Journal of the German Society of Dermatology (Print) , v. 11, p. 48-48, 2013.

  • VIANA, ANA CAROLINA LEITE ; GONTIJO, BERNARDO ; BITTENCOURT, FLAVIA VASQUES . Giant congenital melanocytic nevus. Anais Brasileiros de Dermatologia (Online) , v. 88, p. 863-878, 2013.

  • Viana ACL ; BARBOSA, F. N. ; FREITAS, M. L. P. ; FIALHO, E. L. ; GONTIJO, BERNARDO ; GONCALVES, V. P. ; BITTENCOURT, FLAVIA VASQUES . Halo phenomenon in congenital melanocytic nevus: a case series. Applied Cancer Research (Impresso) , v. 33, p. 148-148, 2013.

  • Pereira AFJR ; BRANDAO, F. V. ; Gontijo B ; BITTENCOURT, FLAVIA VASQUES . Multiple primary melanoma in a Brazilian cohort. Applied Cancer Research (Impresso) , v. 33, p. 133-134, 2013.

  • CHEROBIN, A. C. F. P. ; BARBOSA, F. N. ; FREITAS, M. L. P. ; BITTENCOURT, FLAVIA VASQUES . Blue nevus with satellitosis simulating melanoma.. Applied Cancer Research (Impresso) , v. 33, p. 149-149, 2013.

  • CHEROBIN, A. C. F. P. ; BARBOSA, F. N. ; FREITAS, M. L. P. ; BITTENCOURT, FLAVIA VASQUES . Seborrheic keratosis simulating melanoma: contribuition of dermoscopy.. Applied Cancer Research (Impresso) , v. 33, p. 148-149, 2013.

  • COELHO, T. A. O. ; Gontijo B ; BITTENCOURT, F. V. ; Tavares GT ; ROCHA, A. D. O. . Case for diagnosis. Anais Brasileiros de Dermatologia (Impresso) , v. 87, p. 493-494, 2012.

  • ISABELA fUIMARAES RIBEIRO BAETA ; PEREIRA, A. C. F. ; CARLA VILELA VIOTTI ; COSTA JUNIOR, S. R. ; BITTENCOURT, F. V. . Síndrome do Nevo de Becker. Anais Brasileiros de Dermatologia (Impresso) , v. 5, p. 557-560, 2010.

  • Froes GC ; BITTENCOURT, F. V. ; RESENDE, A. C. B. ; BRANDAO, F. V. . Caso para diagnóstico. Anais Brasileiros de Dermatologia , v. 83, p. 90-92, 2008.

  • MIRANDA, P. A. C. ; MIRANDA, S. M. C. ; BITTENCOURT, F. V. ; MACHADO, L. J. C. ; CASTRO, L. P. F. ; LEITE, V. H. ; LAURIA, M. W. ; BRAGA, W. R. C. ; OLIVEIRA JR, A. R. . Histiocitose cutânea não-Langerhans como causa de diabetes insípidus central. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia , v. 51, p. 1018-1022, 2007.

  • Gontijo B ; BITTENCOURT, F. V. ; Lourenço LFS . Manifestações cutâneas decorrentes do uso de drogas ilícitas. Anais Brasileiros de Dermatologia , v. 81, p. 307-317, 2006.

  • Gontijo B ; BITTENCOURT, F. V. . Arsênio - uma revisão histórica. Anais Brasileiros de Dermatologia , v. 80, p. 91-95, 2005.

  • WAINSTEIN, AJA ; JACOB, G. G. ; LAGE, A. P. ; LIMA, RF. ; BITTENCOURT, F. V. ; Oliveira BR ; Pádua CJ . Immunotherapy for high risk recurrence melanoma patients with natural and mimetic peptide based vaccine. Applied Cancer Research. Supplement , v. 1, p. 15-16, 2005.

  • BITTENCOURT, F. V. ; KOPF, A. W. ; Koenig K . Large congenital melanocytic nevi and the risk for development of malignant melanoma and neurocutaneous melanocytosis. Pediatrics (Evanston) , v. 106, p. 736-741, 2001.

  • Ashfaq A Marghoob ; Koenig K ; BITTENCOURT, F. V. ; KOPF, A. W. ; Bart RS . The Breslow thickness and clark level in melanoma. Cancer , v. 88, p. 589-595, 2000.

  • Ashfaq A Marghoob ; BITTENCOURT, F. V. ; KOPF, A. W. . Large congenital melanocytic nevi. Current Problem of Dermatology , v. 12, p. 146-152, 2000.

  • Ashfaq A Marghoob ; KOPF, A. W. ; BITTENCOURT, F. V. . Moles present at birth: their medical significance. Primary Care , v. 20, p. 17-21, 2000.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

BITTENCOURT, F. V. . Núcleo de TeleMedicina da UFMG. 2009.

BITTENCOURT, F. V. . Achados dermatoscópicos na telangiectasia macular eruptiva perstans. 2012.

BITTENCOURT, F. V. . Dermatoscopia da doença de Paget mamária. 2012.

BITTENCOURT, F. V. . Caso para diagnóstico. 2012.

BITTENCOURT, F. V. . Síndrome de Brooke-Spiegler: relato de caso. 2012.

BITTENCOURT, F. V. . Exame dermatoscópico de lesões petequiais num paciente com Dermatite Herpetiforme. 2012.

BITTENCOURT, F. V. . Dermatoscopia da doença de Bowen: variante pigmentada no pênis. 2011.

BITTENCOURT, F. V. . Curso de Dermatoscopia. 2018. .

BITTENCOURT, FLÁVIA V. ; BORGES, A. L. ; NICOLETE, S. ; JAIMES, N. ; DUFRECHOU, L. . Curso teórico-práctico dermatosocpia para câncer de piel no melanoma. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES . Curso Teórico: Dermatoscopia do básico ao avançado. 2016. .

BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES . Curso de Dermatoscopia do Ambulatório do Hospital das Clínicas /UFMG. 2016. .

BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES . Curso de Atualização em Melanoma Cutâneo e Dermatoscopia. 2016. .

BITTENCOURT, FLÁVIA VASQUES . Curso de Atualização em Melanoma Cutâneo e Dermatoscopia. 2016. .

BITTENCOURT, F. V. . Curso prático de dermatoscopia de lesões melanocíticas. 2014. .

CASTRO, L. C. M. ; ROSELINO, A. M. F. ; BITTENCOURT, F. V. ; LOPES FILHO, L. L. ; ENOKIHARA, M. Y. ; CHIACCHIO, N. ; CARNEIRO, F. R. O. ; BELDA JUNIOR, W. . Prova para título de especilista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Prova para título de especilista da Sociedade Brasileira de Dermatologia).

CASTRO, L. C. M. ; ROSELINO, A. M. F. ; BITTENCOURT, F. V. ; LOPES FILHO, L. L. ; ENOKIHARA, M. Y. ; CARNEIRO, F. R. O. ; CHIACCHIO, N. ; BELDA JUNIOR, W. . Prova para Residentes de Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia,. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Prova para Residentes de Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia,).

BITTENCOURT, F. V. . Curso de Atualização em melanoma cutâneo e dermatoscopia. 2013. .

Duarte, AA ; BITTENCOURT, F. V. ; Sanches Jr JA ; LOPES FILHO, L. L. ; CASTRO, L. C. M. ; ROSELINO, A. M. F. ; ENOKIHARA, M. Y. . Prova para título de especilista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Prova para título de especilista da Sociedade Brasileira de Dermatologia).

Sanches Jr JA ; CASTRO, L. C. M. ; ROSELINO, A. M. F. ; BITTENCOURT, F. V. ; LOPES FILHO, L. L. ; ENOKIHARA, M. Y. ; CHIACCHIO, N. . Prova para Residentes de Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia,. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Prova para Residentes de Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia,).

BITTENCOURT, F. V. . Prova de Título de especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Prova para título de especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia).

BITTENCOURT, F. V. ; LOPES FILHO, L. L. ; Duarte, AA ; SOUZA, E. M. ; Sanches Jr JA ; CHIACCHIO, N. ; CASTRO, L. C. M. ; ROSELINO, A. M. F. . Prova de Título de especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Prova de Título de especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia).

Duarte, AA ; Sanches Jr JA ; CASTRO, L. C. M. ; ROSELINO, A. M. F. ; LOPES FILHO, L. L. ; BITTENCOURT, F. V. ; ENOKIHARA, M. Y. ; SOUZA, E. M. . Prova para Residentes de Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia,. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Prova para Residentes de Serviços Credenciados da Sociedade Brasileira de Dermatologia,).

Duarte, AA ; ROSELINO, A. M. F. ; BITTENCOURT, F. V. ; SOUZA, E. M. ; Sanches Jr JA ; LOPES FILHO, L. L. ; CASTRO, L. C. M. ; MARQUES, S. A. . Prova de Título de especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Prova para título de especilista da Sociedade Brasileira de Dermatologia).

BITTENCOURT, F. V. . Curso Prático de Dermatoscopia. 2008. .

BITTENCOURT, F. V. . I Seminário de Dermatoscopia Básica.. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Nevo associado a melanoma: características clínico-dermatoscópicas., Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Fernanda Simões Seabra Resende - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Prognóstico e desfecho clínico em pacientes com melanoma in situ e melanoma fino, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / JOAO RENATO VIANNA GONTIJO - Integrante.

  • 2019 - Atual

    ESTUDO CLÍNICO E EPIDEMIOLÓGICO DOS CASOS DE PÊNFIGOS FOLIÁCEO E VULGAR DO AMBULATÓRIO DE DERMATOLOGIA DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG, NO PERÍODO DE 2019 E 2020, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Everton Carlos Siviero do Vale - Integrante / Vanessa Martins Barcelos - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Correlação dos padrões dermatoscópicos encontrados nos melanomas lentiginosos acrais plantares com a espessura e localização do tumor., Descrição: O melanoma lentiginoso acral (MLA) é um dos cinco subtipos de melanoma categorizados por Clark na década de 1970. Historicamente, esta classificação foi questionada por muitos pesquisadores por não oferecer dados de sobrevida, comportamento clínico ou critérios diagnósticos e histopatológicos distintos entre elas que justificassem essa categorização puramente clínica. Entretanto, com os avanços diagnósticos, em especial devido às técnicas moleculares, o advento da dermatoscopia e a descoberta das mutações e aberrações cromossomiais nos oncogenes como BRAF, NRAS, e KIT, uma nova classificação foi proposta: melanoma da pele cronicamente exposta ao sol, melanoma da pele não exposta cronicamente ao sol, melanoma das plantas, palmas e leitos ungueais (melanomas acrais) e melanoma das membranas mucosas.Os MLA englobam os tumores melanocíticos malignos das palmas, plantas e aparelho ungueal e é o tipo mais prevalente de melanoma em populações não caucasianas. Entre os asiáticos, a incidência pode chegar a 50% de todos os casos de melanoma. Essa proporção pode ser ainda maior entre os negros.4 No Japão, estima-se que 30% dos melanomas acrais afetam a planta dos pés.5,6 Numa amostra da população brasileira, de 3878 casos de melanoma cutâneo, 529 tinham MLA, ou seja, 13,64% dos casos.O diagnóstico clínico e histopatológico precoce dos melanomas acrais plantares ainda permanece um desafio por múltiplos fatores: local de difícil autoexame e pouco examinado na prática clínica convencional, apresentação clínica atípica e dificuldade de confirmação histológica já que a diferenciação com as lesões melanocíticas benignas, os nevos melanocíticos acrais, pode ser tênue. Refletindo esta dificuldade e talvez uma diferença na patogênese, a idade média de diagnóstico do melanoma acral foi de 62,8 anos, mais alta do que a encontrada para as outras formas em geral, 58,5 anos. Dados brasileiros parecem apontar que o diagnóstico na nossa população ocorre ainda mais tardiamente, numa média de idade de 65,41 anos. Talvez como consequência direta desse atraso diagnóstico, apenas 8,9% dos MLA avaliados foram considerados como finos, ou seja, tinham índice de Breslow até 1mm e portanto, melhor prognóstico.A importância do diagnóstico precoce do melanoma já foi apontada em inúmeros estudos.14 Entretanto, a regra do ABCDE descrita para o diagnóstico clínico de lesões pigmentadas tem menor aplicabilidade na região acral devido às suas peculiaridades anatômicas, à marcante ortoqueratose e à presença de sulcos e cristas (dermatóglifos). Ademais, dificultando ainda mais o diagnóstico de melanoma acral é o fato de frequentemente ter uma apresentação clínica que simula outras entidades benignas, com destaque para verrugas plantares e calosidades Objetivo principal: Avaliar os padrões dermatoscópicos mais prevalentes nos melanomas lentiginosos acrais e sua correlação com a espessura e localização do tumor. Objetivos secundários: Avaliar as características epidemiológicas dos pacientes (idade, sexo, características fenotípicas: cor dos cabelos, olhos e pele), e profissão. Avaliar as características clínicas dos pacientes: história pessoal ou familiar de melanoma, pesquisa do linfonodo sentinela, presença de metástases loco-regionais ou à distância, tempo de seguimento, tempo de sobrevida e tratamento realizado. Avaliar as características clínicas do melanoma: localização na região plantar, tamanho, ulceração, nodulações, presença de metástases satélites, sintomas, história de trauma. Avaliar a prevalência do padrão dermatoscópico em cristas paralelas nos casos diagnosticados. Avaliar as subunidades anatômicas com maiores incidências de melanoma plantar e sua relação com sítios mais sujeitos ao estresse mecânico. Avaliar as características histopatológicas do melanoma: índice de Breslow, número de mitoses, presença de infiltrado inflamatório e regressão.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Lucas Campos Garcia - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Características clínicas e dermatoscópicas do carcinoma basocelular nos pacientes de fototipo V e VI., Descrição: Os cânceres de pele são muito frequentes, respondendo por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra cerca de 180 mil novos casos por ano. Os mais frequentes são os carcinomas basocelulares (CBC) e os carcinomas espinocelulares (CEC), que são neoplasias menos agressivas. Por outro lado, o melanoma tem grande importância por ser o tipo mais grave de câncer da pele.A maior parte dos estudos encontrados na literatura aborda caucasianos, e os poucos trabalhos existentes em outras populações mostram que as incidências e as formas de apresentação dos CBCs são bastante distintas nas diferentes etnias (HIGGINS, NAZEMI, et al., 2018) (GLOSTER e NEAL, 2006).Embora mais raro em negros, o CBC representa 12% a 35% dos cânceres de pele em afroamericanos. (GLOSTER e NEAL, 2006) A morbidade é elevada nessas populações. O pior prognóstico provavelmente é multifatorial e agravado por manifestações clínicas atípicas, assim como pelo baixo nível de suspeição, que contribuem para um diagnóstico tardio. (HIGGINS, NAZEMI, et al., 2018).A literatura científica dispõe de poucos trabalhos abordando CBC na pele negra. Sabe-se que nessa população uma porcentagem relativamente grande dos CBC ocorre em regiões fotoprotegidas do tronco e extremidades (MORA e BURRIS, 1981). No estudo dos cânceres de pele, a dermatoscopia se tornou uma ferramenta indispensável nos últimos anos. Inicialmente usada para a avaliação de lesões melanocíticas a fim de melhorar a acurácia do diagnóstico de melanoma, esta ferramenta é hoje de grande importância para auxílio diagnóstico das demais neoplasias cutâneas e de lesões não neoplásicas. (RUSSO, LALLAS, et al., 2017).Nos fototipos altos, os CBC tendem a exibir maior pigmentação. Tais lesões muito pigmentadas exibem a combinação mais desafiadora de características dermatoscópicas e são as mais difíceis de se diferenciar de nevos melanocíticos e melanomas. (ALTAMURA, MENZIES, et al., 2010) Como dito acima, os CBC mostram incidências, prognósticos e apresentações clínicas diferentes a depender da pigmentação da pele. Este é, portanto, um fator importante a ser observado durante a avaliação do paciente. Os diversos tons de pele podem ser classificados em fototipos. A classificação mais usada é a criada em 1976 pelo médico norte-americano Thomas B. Fitzpatrick. Esta escala classifica a pele em fototipos de I a VI, a partir da capacidade da pele de se bronzear, assim como, sensibilidade e vermelhidão quando exposta ao sol. Que seja do nosso conhecimento, não foram publicados ainda trabalhos cujo foco sejam as características dermatoscópicas do CBC na pele negra.III. Objetivos: Objetivo principal: Caracterizar as frequências de ocorrências dos subtipos histológicos mais comuns de CBC, assim como suas diferentes apresentações clínicas e dermatoscópicas, em pacientes de fototipos V e IV. Objetivos secundários: Correlacionar as estruturas dermatoscópicas com o subtipo histopatológico e localização anatômica do tumor. Avaliar as características epidemiológicas dos pacientes. IV. IV. Relevância e justificativa: O projeto de pesquisa se justifica por se tratar da neoplasia cutânea mais comum e com incidência crescente ao longo das décadas. E, ainda, por serem escassos os trabalhos na literatura abordando o CBC em po. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Priscila Jordana Costa Valadares - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Risco de desenvolvimento de melanoma em pacientes portadores de nevo melanocítico congênito médio., Descrição: Dentre os nevos melanocíticos congênitos, os menos estudados são os nevos médios -aqueles que atingem de 1,5 a 20cm na vida adulta, sendo poucos os estudos existentes na literatura. Esta pesquisa tem como Objetivo principal: Avaliar a incidência de melanoma nos pacientes portadores de NMC médio incluídos no estudo; e objetivos secundários, avaliar as características epidemiológicas dos pacientes (idade, sexo, características fenotípicas: como cor dos cabelos, olhos e pele), características clínicas do nevo (tamanho, localização, coloração, rugosidade, nodulações, hipertricose, presença de satélites, sintomas), características dermatoscópicas, características histopatológicas, história familiar (de melanoma, de múltiplos nevos adquiridos e de nevos congênitos), alterações extracutâneas, tempo de seguimento e tratamento realizado. O projeto de pesquisa justifica-se por se tratar de um grupo de NMC pouco estudado e de importância não só pelo risco de complicações, especialmente o melanoma, mas também pelo impacto estético e psicológico para o paciente. Apesar dos nevos médios serem comuns, são poucos os estudos na literatura sobre este grupo específico de nevos. Apenas dois trabalhos (Sahin et al. e Tahima e Koda) abordam exclusivamente o NMC médio, sendo que apenas um deles (Sahin et al.) se concentra na tentativa de quantificar o risco de melanoma nesse grupo de pacientes. A descrição da epidemiologia, das características clínicas, dermatoscópicas e histopatológicas dos NMC médios e a tentativa de uma melhor definição quanto aos riscos de complicações, como o melanoma, propicia uma melhor abordagem dos pacientes. Tipo de estudo: observacional, longitudinal, coorte histórico. Todos os dados são registrados pela equipe de pesquisadores do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do Serviço de Dermatologia do HC-UFMG, respeitando sempre a garantia do sigilo que assegure a privacidade dos pacientes e a continuidade do acompanhamento e do tratamento, independente da sua participação na pesquisa. Para cada paciente serão registradas, em formulário próprio (Anexo 1), informações coletadas em consulta de rotina, prontuário ou através de contato telefônico referentes à idade do paciente na primeira e na última consulta, sexo, características fenotípicas (cor dos cabelos, olhos e pele), características clínicas do nevo (tamanho, localização, coloração, rugosidade, nodulações, hipertricose), presença de satélites, sintomas, características dermatoscópicas, características histopatológicas, história familiar (de melanoma, de múltiplos nevos adquiridos e de nevos congênitos), alterações extracutâneas, tempo de seguimento, tratamento realizado e ocorrência de melanoma cutâneo. Não haverá modificações na rotina de atendimento dos pacientes estudados tanto no HC-UFMG quanto na clínica privada, onde são feitas as visitas periódicas e será obtido o termo de consentimento livre e esclarecido dos mesmos (Anexos 2 e 3). O risco é inerente ao quadro clínico do paciente e não ao estudo propriamente dito. O atendimento do paciente é feito dentro das consultas de rotina e nenhum procedimento será adotado exclusivamente para atender aos objetivos desse estudo. Tal risco provém apenas de biópsias ou outros pequenos procedimentos cirúrgicos que se fizerem necessários durante o seguimento dos pacientes. Local da pesquisa: Anexo de Dermatologia, Hospital das Clínicas (HC) / Faculdade de Medicina (FM) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e clínica privada. Trata-se de projeto de mestrado aprovado no PGCASA.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Nathalia Mansur Paz - Integrante.

  • 2016 - 2018

    ASPECTOS HISTOPATOLÓGICOS DOS CASOS DE MELANOMA DIAGNOSTICADO NO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS NO PERÍODO DE 1990 A 2015, Descrição: Trata-se de um estudo retrospectivo de casos de melanoma diagnosticados no serviço de Dermatologia e Anatomia Patológica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC/UFMG). Tem como objetivos descrever os parâmetros histopatológicos dos melanomas, reclassificá-los quanto aos subtipos histológicos segundo os parâmetros da AJCC de 2009 e descrever os outros parâmetros histológicos relacionados ao prognóstico (nível de Clark, índice de Breslow, índice mitótico, presença de ulceração, fase de crescimento, índice de regressão tumoral, invasões angiolinfática e perineural, satelitose microscópica, infiltrado inflamatório peritumoral e margens cirúrgicas de ressecção). Será realizada também uma correlação com os subtipos histológicos com os aspectos clínicos e o tempo de sobrevida dos pacientes assim como a criação de um protocolo de laudo histopatológico de melanoma para ser aplicado no serviço de Anatomia Patológica do HC/UFMG. O trabalho foi aprovado no Departamento de Patologia e no Programa de Pós-Graduação da Patologia como projeto de Dissertação de Mestrado. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / PEDRO LOBO ALCANTARA NEVES - Integrante / Cristiana Buzelin Nunes - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Screening automático do melanoma, Descrição: Trata-se de um projeto de screening automático de melanoma através da análise de imagens dermatoscópicas. O melanoma é o responsável pela maioria das mortes atribuídas ao câncer de pele sendo o prognóstico diretamente relacionado ao seu diagnóstico precoce. Métodos automáticos de diagnóstico têm sido estudados com o intuito de screening da população e como instrumento de auxílio para uma detecção mais precoce do melanoma por médicos. Apesar de vasta literatura sobre o tema, apenas nos últimos dois anos é que surgiu a Deep Neural Networks como uma proposta de melhora da acurácia destes modelos computatorizados de diagnóstico. O objetivo deste projeto é avançar o estado da arte na triagem automática do melanoma, reduzindo as conseqüências do tratamento tardio, aliviando os sistemas de saúde público e privado, e melhorando a qualidade de vida para o público. A triagem automatizada do melanoma oferece grande potencial. No entanto, as técnicas atuais ainda enfrentam várias barreiras: os modelos de aprendizagem de máquinas são frequentemente opacos, difíceis de entender e impossíveis de interpretar, gerando desconfiança e rejeição entre os profissionais de saúde. Há poucas pesquisas sobre como o rastreio automatizado deve ser incorporado nos procedimentos clínicos existentes ou como esses procedimentos devem ser modificados para acomodar a nova tecnologia. A equipe é multidisciplinar e reune pesquisadores com longa experiência no melanoma, bem como em inteligência artificial. Este trabalho de automatizada do melanoma tem empregado técnicas mais robustas de inteligência artificial, como o deep learning, iluminadas pelo conhecimento mais recente da dermatologia. Este projeto tem sido realizado em parceria com a Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) da Universidade Estadual de Campinas / UNICAMP e Instituto de Computação da UNICAMP. Professor Eduardo Valle e equipe.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Integrante / Eduardo Alves do Valle Júnior - Coordenador / MICHEL FORNACIALI - Integrante / Sandra Ávila - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Projeto internacional de Registro de Nevo congênito Grande e Gigante, Descrição: Descrição do Projeto / Resumo das Atividades no Ano: Introdução Os nevos melanocíticos congênitos grandes e gigantes (NMCG) são tumores benignos com diâmetro estimado na idade adulta de mais de 20 ou 40 cm, respectivamente (PAS- ?Projected adult size?). Desde sua primeira descrição tem sido usado terminologia descritiva como nevo em ?calção de banho, ?nevo em camisa?, ?nevo em estola?. MUitos aspectos relacionados à etiopatogenia desta entidade, prevalência real, indicação e benefício de tratamento, fatores prognósticos, biomarcadores e preditores de complicacyoes, impacto social e psicológico dos pacientes. Para melhorar o conhecimento desta enfermidade foi criado o Projeto Internacional de Registro do Nevo Congênito Grande ou Gigante da Espanha e América Latina, com o apoio Unidad de Melanoma del Hospital Clínic de Barcelona e da Fundación Leo Messi, e em colaboração com o consórcio internacional Nevus Global. Objetivos 1. Criação de uma rede de centros especializados na atenção dos pacientes com nevos grandes ou gigantes de todas as idades (crianças e adultos). 2. Criação de equipes multidisciplinares (dermatología, pediatria, cirurgia, radiologia, oncologia, anatomia patológica e psicologia. 3. Criação de uma ferramenta de base de dados comum, permitindo exportar dados para estudos clínicos multicêntricos. 4. Desenho de protocolos clínicos de diagnóstico e tratamento 5. Investigação clínica e genética da enfermedade Entidade: Data de Início: 2016 Data de Término: 2018 Pesquisa Encomendada (S/N): não Aprovação da Câmara Departamental (campo OBRIGATÓRIO) : Equipe de Trabalho: (Inscrição / Pesquisador) : Coordenador Internacional do Projeto; Josep Malvehy (Espanha) - Unidad de Melanoma del Hospital Clínic de Barcelona Equipe científica Gabriel Salerni y Maria F. Maccario (Argentina) Flavia Vasques Bittencourt (Brasil) Raúl Cabrera (Chile) Natalia Jaimes (Colômbia) Susana Puig, Cristina Carrera (Espanha) Blanca Carlos, y Rodrigo Roldan (México) Alejandra Borges, Miguel Martínez, Javiera Pérez (Uruguai) Allison Bell Smythe (Venezuela). , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Integrante / Alejandra Larre Borges - Integrante / Natalia Jaimes - Integrante / joseph malveph - Coordenador / gabriel salerni - Integrante / suzana puig - Integrante / raul cabrera - Integrante / Blanca Carlos - Integrante.

  • 2013 - 2016

    Estudo dermatoscópico do melanoma extensivo superficial, Descrição: O melanoma cutâneo é o tipo mais grave de câncer de pele, responsável por cerca de 75% de todas as mortes por tumores cutâneos. Tem recebido papel de destaque nas últimas décadas pelo aumento alarmante, até mesmo epidêmico, em sua incidência. Considerando que sua detecção precoce é crucial para a melhor sobrevida, houve necessidade de aprimoramento da acurácia do diagnóstico do melanoma, habitualmente em torno de 60%. Com este objetivo, surgiu na década de 90, um novo método propedêutico não invasivo, conhecido como dermatoscopia. A utilização desta técnica, por profissionais adequadamente treinados, eleva em 20-30% a sensibilidade do diagnóstico do melanoma. Os pesquisadores propõem um estudo dos aspectos dermatoscópicos do melanoma extensivo superficial no serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Maria Luisa Pires Freitas - Integrante / Fernanda Marques Trindade - Integrante.

  • 2012 - 2016

    Alérgenos das baterias de teste de contato brasileiras presentes nos produtos dermatológicos brasileiros., Descrição: Preservativos e fragrâncias são importantes alérgenos presentes em vários produtos dermatológicos. Ainda inexiste em nosso país um banco de dados que classifique os produtos dermatológicos conforme a presença de alérgenos. Assim, o objetivo do trabalho é criar um banco de dados que permita a classificação dos produtos dermatológicos de acordo com a presença de alérgenos constantes das baterias brasileiras de teste de contato. Será analisada, a partir do conteúdo de seus rótulos e/ou bulas, a composição de 722 produtos dermatológicos presentes no mercado brasileiro, divididos em cosmecêuticos (190), hidratantes (76), sabonetes e loções de limpeza (86), xampus (41), medicamentos tópicos (195) e injetáveis (8), e protetores solares (129). A partir desses dados, criar-se-á um programa (software) que permita identificar esses alérgenos nos produtos comerciais. Muitos dos preservativos e fragrâncias com potencial de sensibilização bem conhecido são comumente encontrados nos tipos de produtos examinados. A disponibilização do software para consulta para a classe dermatológica permitirá a pronta identificação dos produtos onde tais alérgenos estão presentes, evitando potenciais iatrogenias a pacientes com dermatite de contato alérgica (DCA).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Bernardo Faria Gontijo Assunção - Integrante / Vanessa Barreto Rocha - Integrante.

  • 2011 - 2014

    Análise de fatores prognósticos para a metástase no melanoma cutâneo, Descrição: O melanoma cutâneo é o tipo mais grave de câncer de pele, responsável por cerca de 90% de todas as mortes por tumores cutâneos. Tem recebido papel de destaque nas últimas décadas pelo aumento alarmante em sua incidência, representando, em alguns países como Austrália e Estados Unidos, um problema de saúde pública. Sua gravidade está relacionada ao potencial de metastatização do tumor, que, se presente, determina uma sobrevida média de 8,5 meses, índice que permanece estável nos últimos anos. O estudo dos fatores prognósticos do melanoma metastático em nossa população é de extrema relevância diante do seu prognóstico reservado. No Brasil, não há trabalhos comparativos para a análise destes fatores de risco para a metástase do melanoma. Os pesquisadores propõem um levantamento de dados epidemiológicos, clínicos, laboratoriais e histopatológicos nos prontuários dos pacientes portadores de melanoma cutâneo que foram atendidos no período de janeiro de 1990 a dezembro de 2010, no Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG (HC/UFMG), no Serviço de Cirurgia do Aparelho Digestivo (GENCAD ? Instituo Alfa de Gastroenterologia) do HC/UFMG e na ONCCAD (Oncologia Cirúrgica e Cirurgia do Aparelho Digestivo), serviço de cirurgia oncológica privado com mais de 420 pacientes em acompanhamento. Serão comparados os dados entre os pacientes portadores de melanoma cutâneo sem metástases e os pacientes portadores de melanoma cutâneo metastático, para avaliar os fatores de risco associados à metastatização. Trabalho em fase de coleta de dados. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Alberto Julius Wainstein - Integrante / EUGENIO MARCOS ANDRADE GOULART - Integrante / Ana Carolina Figueiredo Pereira Cherobin - Integrante.

  • 2011 - 2013

    IDENTIFICAÇÃO DE COMORBIDADES E FATORES DE RISCO CARDIOVASCULARES EM PACIENTES PORTADORES DE PSORÍASE NO SERVIÇO DE DERMATOLOGIA DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / ISABELA GUIMARAES RIBEIRO BAETA - Integrante / EUGENIO MARCOS ANDRADE GOULART - Integrante.

  • 2010 - 2012

    Aspectos epidemiológicos do melanoma cutâneo múltiplo primário no Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG, Descrição: O melanoma cutâneo é o tipo mais grave de câncer de pele, responsável por cerca de 90% de todas as mortes por tumores cutâneos. Tem recebido papel de destaque nas últimas décadas pelo aumento alarmante em sua incidência, representando em alguns países, como Austrália e Estados Unidos, um problema de saúde pública. Em 1935, ocorria em 1:1.500 indivíduos, no ano 2000 em 1:75, e a projeção é de que em 2010, ocorra em 1:50 pessoas. A vasta literatura sobre esta neoplasia, na grande maioria, é proveniente de países do hemisfério norte ou com população majoritariamente caucasiana. Já no Brasil, existem poucos estudos sobre o melanoma, sendo boa parte deles proveniente do sul, região com maior incidência de indivíduos caucasianos em nosso país. Os pesquisadores realizaram um levantamento de dados epidemiológicos nos prontuários dos pacientes portadores de melanoma cutâneo múltiplo primário que foram atendidos no Serviço de Dermatologia do HC- UFMG no período de janeiro de 1990 a dezembro de 2010. Dissertação de mestrado defendida em 28 fevereiro de 2011.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Bernardo Faria Gontijo Assunção - Integrante / Flávia Vieira Brandão - Integrante / Ana Francisca JR Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Risco de desenvolvimento de melanoma em pacientes portadores de nevo melanocítico congênito gigante no SErviço de Dermatologia da UFMG, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Ana Carolina Leite Viana - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aspectos epidemiológicos do melanoma cutâneo no serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFMG, Descrição: O melanoma cutâneo é o tipo mais grave de câncer de pele, responsável por cerca de 90% de todas as mortes por tumores cutâneos. Tem recebido papel de destaque nas últimas décadas pelo aumento alarmante em sua incidência, representando em alguns países, como Austrália e Estados Unidos, um problema de saúde pública. Em 1935, ocorria em 1:1.500 indivíduos, no ano 2000 em 1:75, e a projeção é de que em 2010, ocorra em 1:50 pessoas. A vasta literatura sobre esta neoplasia, na grande maioria, é proveniente de países do hemisfério norte ou com população majoritariamente caucasiana.Já no Brasil, existem poucos estudos sobre o melanoma, sendo boa parte deles proveniente do sul, região com maior incidência de indivíduos caucasianos em nosso país. A pesquisa propõe um levantamento de dados epidemiológicos nos prontuários dos pacientes portadores de melanoma cutâneo que foram atendidos no Serviço de Dermatologia do HC- UFMG no período de janeiro de 1990 a dezembro de 2007. Os pacientes atendidos a partir de janeiro de 2008 serão acompanhados prospectivamente, por um período de 2 anos, pelo grupo do Ambulatório de Lesões Pigmentadas do Anexo de Dermatologia do HC-UFMG.Serão estudadas as seguintes variáveis: idade, sexo, estado civil, profissão, características fenotípicas (cor dos cabelos, olhos e pele), presença de queimadura solar bolhosa na infância, presença de nevos melanocíticos adquiridos comuns e atípicos, história pessoal de câncer de pele não-melanoma, história pessoal de câncer não-cutâneo, história pessoal de melanoma, história familiar de melanoma, local do tumor primário, tipo clínico, tipo histológico, índice de Breslow, nível de Clark, associação com nevo melanocítico, acometimento metastático. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Vasques Bittencourt - Coordenador / Bernardo Faria Gontijo Assunção - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2017

Menção honrosa do trabalho de investigação ?Transfer for melanoma screening with deep learning? na 12a Conferência Nacional sobre o Melanoma, realizada em São Paulo nos dias 10 a 12 de agosto de 201, Grupo Brasileiro de Melanoma.

2017

Google Research Awards for Latin American. Reliable Automated Melanoma Screening for the Real World., .

2016

Professora Homenageada da 139a turma de Medicina da UFMG, UFMG.

2015

Professora Homenageada da 137a turma de Medicina da Faculdade de Medicina da UFMG, UFMG.

2015

Professora homenageada da 138 Turma da Faculdade de Medicina da UFMG, Universidade Federal de Minas Gerais.

2014

Professora Homenageada da 135 turma da Faculdade de Medicina da UFMG, Universidade Federal de Minas Gerais.

2014

Professora Homenageada da 136a turma de Medicina da UFMG, Universidade Federal de Minas Gerais.

2013

Professora homenageada da 133o Turma de Medicina da UFMG, UFMG.

2012

Professora homenageada da 131o Turma de Medicina da UGMF, UFMG.

2011

Professora homenageada da 130a turma de Medicina da UFMG, UFMG.

2011

Melhores dissertações e teses apresentadas no Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia (3o lugar), Sociedade Brasileira de Dermatologia.

2010

Professora homenageada da 128ª turma de Medicina da UFMG, UFMG.

2009

Professora HOmenageada da 127 Turma de Medicina, UFMG.

2008

Professora homenageada da 124 turma de Medicina, Unversidade Federal de MInas Gerais.

2008

Professora HOmenageada da 125 Turma de Medicina da UFMG, Universidade Feeral de Minas Gerais.

2007

Professora homenageada da 122 turma de medicina, Universidade Federal de Minas Gerais.

2005

Professora Homenageada da 119 turma de medicina, Universidade Federal de Minas Gerais.

1997

Título de Especialista em Dermatologia, Sociedade Brasileira de Dermatologica / Associação Médica Brasileira.

1994

Título de Especialista em Clínica Médica, Sociedade Brasileira de Clínica Médica / AMB.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Medicina. , Alameda Álvaro Celso 55, Santa Efigênia, 30150-260 - Belo Horizonte, MG - Brasil, Telefone: (31) 34099561

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2016 - Atual

Fundação de Desenvolvimento da UNICAMP

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2016 - Atual

Hospital Clinic de Barcelona

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2011 - Atual

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Presidente, Enquadramento Funcional: Presidente eleita

Outras informações:
Término em 31/12/2012

2006 - Atual

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Conselho Deliberativo, Enquadramento Funcional: Conselho Deliberativo da Sociedade Brasileira

2007 - 2008

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Vice-Presidente eleita, Enquadramento Funcional: Vice-presidente eleita

2003 - 2004

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Vice-Presidente eleita, Enquadramento Funcional: Vice-presidente eleita

2017 - Atual

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Presidente da Comissão Científica

Outras informações:
Presidente da Comissão Científica da SBD biênio 2017/2018

2017 - Atual

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: 1a Secretária da SBD-MG

2015 - Atual

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro do Conselho Deliberativo

1996 - Atual

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Sócio efetivo, Enquadramento Funcional: Sócioefetivo

2013 - 2014

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro do Conselho Deliberativo

2011 - 2012

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Presidente da Regional Minas Gerais

2007 - 2008

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Conselho Deliberativo, Enquadramento Funcional: Membro do COnselho Deliberativo

2007 - 2008

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: VIce Presidente, Enquadramento Funcional: VIce- Presidente da Regional Minas Gerais

2005 - 2006

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Departamento Medicina Interna, Enquadramento Funcional: Assessora do Departamento de Medicina Interna

2002 - 2003

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Vínculo: Vice-Presidente, Enquadramento Funcional: Vice-Presidente

2003 - Atual

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Associada, Carga horária: 40

2006 - 2008

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Dermatologista da equipe de pesquisa clínica

Outras informações:
Dermatologista da equipe de pesquisa clínica de vacina em melanoma da Instituto Alfa ? HC-UFMG e BIOCANCER

2000 - 2002

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Médica voluntária, Enquadramento Funcional: Médica voluntária

1997 - 1997

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: MOnitoria, Enquadramento Funcional: Monitora da Pós-Graduação

1993 - 1994

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Professora substituta, Enquadramento Funcional: Professora auxiliar substituta

Atividades

  • 02/2003

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Dermatologia optativa, Medicina Geral de Adultos II

  • 02/2003

    Ensino, Dermatologia, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Preceptoria de Residência Médica

2000 - Atual

American Academy Of Dermatology

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Sócio efetivo

2014 - Atual

Grupo Brasileiro Multicêntrico para Estudo do Melanoma

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Vice-presidente

2008 - 2010

Grupo Brasileiro Multicêntrico para Estudo do Melanoma

Vínculo: Delegada de MG, Enquadramento Funcional: Delegada Regional

2002 - 2005

Grupo Brasileiro Multicêntrico para Estudo do Melanoma

Vínculo: Delegada de MG, Enquadramento Funcional: Delegada Regional

1999 - 2002

Grupo Brasileiro Multicêntrico para Estudo do Melanoma

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Sócio efetivo

Atividades

  • 01/2002

    Direção e administração, Grupo Brasileiro multicêntrico para o estudo do melanoma, .,Cargo ou função, Cargo administrativo.

1996 - 2001

Hospital Socor

Vínculo: Autônomo, Enquadramento Funcional: Dermatologista

1996 - 1998

Hospital Vera Cruz

Vínculo: Autônomo, Enquadramento Funcional: Derrmatologista

1995 - 2005

Sociedade Brasileira de Clínica Médica

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Sócio efetivo

1992 - 1994

Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais

Vínculo: Professora auxiliar, Enquadramento Funcional: Professora auxiliar

1992 - 1992

Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais

Vínculo: Professora Colaboradora, Enquadramento Funcional: Professora Colaboradora

1992 - 1994

Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Clínica Geral, Carga horária: 20

1991 - 1992

Hospital Universitário São José

Vínculo: Professora, Enquadramento Funcional: Professora

1990 - Atual

Associação Médica Brasileira

Vínculo: Sócio efetivo, Enquadramento Funcional: Sócio efetivo

2016 - Atual

Hospital das Clínicas - UFMG

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Sub-Coordenadora do Serviço de Dermatologia

2014 - Atual

Hospital das Clínicas - UFMG

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: 40hs

Outras informações:
Coordenadora da Residência Médica em Dermatologia

2014 - Atual

Hospital das Clínicas - UFMG

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora da Residência Médica em Dermatol