Karoline Espíndola

Graduada em Letras Língua Portuguesa e Literaturas - Licenciatura (2018), Bacharelado (2019) pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente, é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com interesse na área de Sociolinguística e Dialetologia, ênfase na linha de pesquisa Variação e Mudança Linguística, com participação no Projeto Atlas Linguístico do Brasil - ALiB.

Informações coletadas do Lattes em 19/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Lingüística

2019 - Atual

Universidade Federal de Santa Catarina
Orientador: Felício Wessling Margotti;

Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Literaturas

2013 - 2018

Universidade Federal de Santa Catarina

Ensino Médio (2º grau)

2007 - 2009

Escola de Educação Básica Irmã Maria Teresa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Conhecendo o Novo Acordo Ortográfico. (Carga horária: 20h). , Instituto Legislativo Brasileiro, ILB, Brasil.

2017 - 2017

Extensão universitária em Curso sobre a Literatura Afro-brasileira no ensino médio: Formação continua. (Carga horária: 126h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2017 - 2017

Grupo de estudos promovido pelo Pet Letras: ?GEPET Pensar e Refletir: Miche. (Carga horária: 25h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2017 - 2017

Conferência sobre a Literatura Afro-brasileira. (Carga horária: 3h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras..

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Sociolingüística e Dialetologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XIII Semana Acadêmica de Letras da UFSC. 2019. (Simpósio).

XI SINPEL - Seminário Integrado de Pesquisas em Linguística. 2019. (Simpósio).

V CIDS - Congresso Internacional de Dialetologia e Sociolinguística. 2018. (Congresso).

Projeto de Iniciação à Docência ? PIBID Psicologia.Ministrante na Oficina ?Produção de texto: compreendendo aspectos fundamentais de textos escritos?.. 2017. (Oficina).

XI Semana Acadêmica de Letras da UFSC. 2017. (Encontro).

X Semana Acadêmica de Letras da UFSC. 2016. (Encontro).

IX Semana Acadêmica de Letras da UFSC. 2015. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

José Ernesto de Vargas

VARGAS, J. E.; Margotti, Felício Wessling; SEARA, I. C.. Variantes lexicais de Manco e Perneta no Nordeste do Brasil - Contribuições do AlíB. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Letras Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Felício Wessling Margotti

Variantes Lexicais de MANCO e PERNETA no Nordeste do Brasil - Contribuições do ALiB; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Letras Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Felício Wessling Margotti;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ESPÍNDOLA, K. ; MARGOTTI, F. W. . VARIANTES LEXICAIS DE PERNETA NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL. 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ESPÍNDOLA, K. ; MARGOTTI, F. W. . VAMOS BRINCAR DE AMARELINHA? ? UM ESTUDO SOBRE VARIAÇÃO LEXICAL NAS REGIÕES NORTE, NORDESTE E CENTRO-OESTE DO BRASIL. 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ESPÍNDOLA, K. ; MARGOTTI, F. W. . VARIANTES LEXICAIS DE AMARELINHA NAS REGIÕES NORTE, NORDESTE E CENTRO-OESTE DO BRASIL. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    VARIANTES LEXICAIS DO PORTUGUÊS DO BRASIL ? CONTRIBUIÇÕES DO ALiB, Descrição: Levantamento e análise dos dados lexicais do ALiB, relativamente às seguintes questões do Questionário Semântico-Lexical (QSL), no campo semântico fauna: 72) Patas dianteiras do cavalo; 73) Crina do pescoço; 74) Crina da cauda; 75) Lombo e 76) Anca/Garupa/Cadeira, nas regiões Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil. Esta pesquisa tem por objetivo principal analisar e cartografar as variantes lexicais existentes no português falado nas regiões acima citadas. Para isso serão analisados áudios e transcrições de todas as entrevistas do ALiB feitas com 1000 informantes, de 250 localidades, divididos em duas faixas etárias: de 18 a 30 anos e de 50 a 65 anos, de ambos os sexos e de ensino fundamental.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Karoline Espíndola - Coordenador / Felício Wessling Margotti - Integrante / Valter Pereira Romano - Integrante.

  • 2018 - 2019

    VARIANTES LEXICAIS DE MANCO E PERNETA NO NORDESTE DO BRASIL ? CONTRIBUIÇÕES DO ALiB, Descrição: O principal objetivo deste trabalho foi apresentar as variantes lexicais para duas perguntas documentadas pelo Atlas Linguístico do Brasil ? ALiB na região Nordeste do Brasil. As variantes lexicais pesquisadas representam as respostas dadas pelos informantes às perguntas de números 114 e 115 do Questionário Semântico-Lexical (QSL), no campo semântico ?Corpo humano?: ?[Como se chama] a pessoa que não tem uma perna?? e ?[Como se chama] a pessoa que puxa de uma perna??, respectivamente. Entre os objetivos deste estudo, buscou-se descrever a realidade linguística do Brasil no que diz respeito às diferenças lexicais, considerando a perspectiva da Geolinguística Pluridimensional (THUN, 1996; CARDOSO, 2010), bem como interpretar melhor as variedades dialetais existentes no Brasil. Além de registrar diferentes denominações para o mesmo referente, também é possível identificar eventuais processos de mudança linguística em curso, considerando as dimensões diassexual e diageracional. Após o levantamento dos dados, foram elaboradas cartas linguísticas, utilizando o programa SGVClin (2014), em que foi possível observar o predomínio das variantes aleijado e deficiente como respostas à pergunta 114 do QSL e manco e coxo para a pergunta 115 também do QSL, na região Nordeste do país.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Karoline Espíndola - Integrante / Felício Wessling Margotti - Coordenador.

  • 2017 - 2018

    VARIANTES LEXICAIS DE AMARELINHA NAS REGIÕES NORTE, NORDESTE E CENTRO-OESTE DO BRASIL, Descrição: Esta pesquisa apresentou as variantes lexicais da brincadeira infantil conhecida por amarelinha, utilizando como corpus as entrevistas do Atlas Linguístico do Brasil ? ALiB, nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. Foram analisados 126 pontos (localidades) e 580 informantes. O item lexical pesquisado foi a pergunta de número 167: ?[Como se chama] a brincadeira em que as crianças riscam uma figura no chão, formada por quadrados numerados, jogam uma pedrinha (mímica) e vão pulando com uma perna só??, do Questionário Semântico-lexical (QSL), no campo semântico jogos e diversões infantis, e teve como resultado 516 registros (respostas válidas). Um dos principais objetivos desta pesquisa foi o de descrever e analisar melhor o português falado no Brasil.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Karoline Espíndola - Integrante / Felício Wessling Margotti - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Santa Catarina. , UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina, Trindade, 88040900 - Florianópolis, SC - Brasil, Telefone: (48) 37219000

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2019 - Atual

Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Professora ACT, Enquadramento Funcional: Professora ACT

2017 - 2018

Universidade Federal de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica (CNPq), Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Atuei como bolsista pelo CNPq, realizando transcrições grafemáticas e fonéticas para o projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALiB). Também foram feitos levantamentos de dados e descrição das variantes lexicais de Amarelinha nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil.

2017 - 2017

Universidade Federal de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Atuei como monitora de Morfologia, atendendo aos alunos presencialmente ou via e-mail, tirando dúvidas referentes à disciplina, principalmente no que concerne aos temas verbais e flexão verbal.