Lucas Felipe da Silva

Estudante de graduação em Comunicação Social - Jornalismo da Universidade Federal Santa Maria (UFSM), colunista em Portal Famosos Brasil e pesquisador (Fapergs), integrante do Grupo de Pesquisa: Comunicação, Identidade e Fronteiras. Possui formação em ensino profissionalizante em curso de Formação de Docentes (2015) pelo Colégio Estadual Rocha Pombo. Publicou cinco artigos em periódicos especializados e quatro trabalhos em anais de eventos, participou de 15 eventos acadêmicos e contribuiu como revisor do livro "Midiatização da tragédia de Santa Maria" (2018). Atuou como professor estagiário no Centro de Educação Infantil Balão Mágico (2015). Foi premiado no Pauta talentos 2016, promovido pela RBS Santa Maria (2016), e recebeu certificado de distinção por seu trabalho de investigação em na XXVI Jornadas de Jóvenes Investigadores de AUGM (2018). Tem experiência na área de Comunicação Social e jornalismo, atuando principalmente nos seguintes temas: mídia e identidade, representações midiáticas, fake news, jornalismo e estudos culturais.

Informações coletadas do Lattes em 29/11/2018

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Periodismo

2018 - Atual

universidade de Santiago de Chile
Orientador: em Universidad de Santiago de Chile ( Sem orientador)
com Bolsista do(a): Asociación de Universidades Grupo Montevideo, AUGM, Uruguai.

Graduação em andamento em Comunicação Social - Jornalismo

2016 - Atual

Universidade Federal de Santa Maria

Curso técnico/profissionalizante em Formação de docentes

2012 - 2015

Colégio Estadual Rocha Pombo E.F.E.M.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Introdução à língua e à cultura italianas para fins acadêmicos. (Carga horária: 32h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Italiano

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Fake News e seus Impactos nas Eleições.Fake News e seus Impactos nas Eleições. 2018. (Encontro).

Seminário Internacional ? América do Sul na Era Nuclear: riscos, desafios e perspectivas.Midiatização, segurança pública e noticiabilidade no CUT BRA-AR-PY. 2018. (Seminário).

VII Seminário Internacional América Platina (VII SIAP).?Robbery of the century?: do assalto milionário no paraguai à marginalização do CUT BRA-AR-PY na cobertura jornalística. 2018. (Seminário).

XIX Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul. ?ROBBERY OF THE CENTURY?: Do assalto milionário no Paraguai à marginalização do CUT BRA-AR-PY na cobertura jornalística. 2018. (Congresso).

XXV Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação Edição 2018. Revista .txt: projeto de jornalismo laboratorial audiodescrito. 2018. (Exposição).

XXV Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação - Edição 2018. Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais?. 2018. (Exposição).

XXVI Jornadas de Jóvenes Investigadores de AUGM. ?Robo Del Siglo?: marginalização do CUT BRA-AR-PY e cobertura jornalística de língua espanhola de assalto no Paraguai. 2018. (Congresso).

32 Jornada Acadêmica Integrada. "ROBBERY OF THE CENTURY": Do assalto milionário no Paraguai à marginalização da fronteira na cobertura jornalística. 2017. (Congresso).

A vida Pública das Emoções. 2017. (Outra).

Colóquio Narrativas Audiovisuais e Informação. 2017. (Encontro).

Gêneros, sexualidades e comunicação: trajetórias em (des)construção. 2017. (Outra).

VIII Semana Acadêmica de Relações Internacionais: Abordagens do Sul. 2017. (Congresso).

XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul. Notícias falsas e sobreposição ao jornalismo confiável: um questionamento de rumor e boato. 2017. (Congresso).

Colóquio 100/20: jornalismo na era da internet - Novas Plataformas, debate público e agendamento na era da internet. 2016. (Encontro).

III Simpósio Interdisciplinas Farroupilha em Santa Maria/RS. 2016. (Oficina).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ada Cristina Machado Silveira

Jornalismo X Midiatização; O questionamento comunicacional da mediação jornalística; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal de Santa Maria, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA, L. F. . A história dos lgbtq+ ao lado das divas pop e as novas representações contemporâneas. Philos, Recife, p. 88 - 91, 31 mar. 2018.

  • SILVA, L. F. ; APPELT, C. S. M. . Ainda somos os mesmo e vivemos como nossos pais?. Fora de Pauta, Santa Maria, p. 42 - 49, 18 jan. 2018.

  • SILVA, L. F. ; GUTIERRES, L. . A herança das ocupações. .txt, Santa Maria, p. 34 - 38, 10 jul. 2017.

  • SILVA, L. F. . Estudantes mostram organização nas ocupações. Diário de Santa Maria, 10 jan. 2017.

  • LAVARDA, S. L. ; ROCHA, B. A. ; SILVA, L. F. ; SILVEIRA, A. C. M. . Notícias falsas e sobreposição ao jornalismo confiável: um questionamento de rumor e boato. In: XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul, 2017, Caxias do Sul. Anais do XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul, 2017.

  • SILVA, L. F. ; SILVEIRA, A. C. M. . 'ROBBERY OF THE CENTURY': Do assalto milionário no Paraguai à marginalização da fronteira na cobertura jornalística. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Midiatização, segurança pública e identidade social no complexos urbanos transfronteiriços, Descrição: A proposta vincula-se a atividades de produção de estudos e pesquisas que, em sua continuidade, sistematicidade e consistência, poderão conceder suporte às políticas e aos serviços públicos, vale dizer, a legislação tocante à transparência pública, promoção da cidadania e atividades de agenda no debate da segurança pública, bem como a formação técnica e superior em atividades de mídia (jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas, editoração, design, sistemas de informação, arquivologia e outras). A proposta aborda o tema das condições de midiatização dos Complexos Urbanos Transfronteiriços (CUTs) com foco na noticiabilidade da segurança pública. A proposta alberga a meta de estudar a comunidade de comunicação constituída nas fronteiras brasileiras a partir da noção de comunicação de proximidade que ali se instaura na cena enunciativa. Pretende-se dar continuidade a estudos anteriores sobre a estrutura de mídia e noticiabilidade nas Tríplices Fronteiras do Brasil e as nações vizinhas (MIN, 2005). Havendo acumulado conhecimento sistematizado de aspectos atinentes à realidade comunicacional midiática, a proposta busca avançar nos elementos constitutivos da progressiva midiatização de seu espaço local. O objetivo geral da proposta é o de estudar a noticiabilidade construída midiaticamente em torno dos CUTs, promovendo o conhecimento sobre agendas locais de interesse nacional nos aspectos concernentes à segurança pública. Sabemos que a midiatização nos CUTs conhece condições muito diversas. A noticiabilidade é entendida como dispositivo que enfeixa um conjunto de condições que abordam a realidade social num contexto de franca midiatização. Entendemos que, a despeito do propósito dos protagonistas dos acontecimentos, a comunicação de proximidade nos CUTs converte muitas vezes a notícia local em interesse nacional ou, ao contrário, constrói uma notícia local desde o ponto de vista do olhar imperante na centralidade nacional. A colonização da fronteira possui agregações peculiares que se mobilizam de acordo com a ordem heterônoma implantada em distintos Estado-nação, articulados em conurbações e em CUTs, entendidos como velhas e novas formas de partilhar um destino comum na distância dos centros políticos e econômicos. A ação da comunicação midiatizada não apenas projeta, mas também se adapta à experiência partilhada, expressando aspectos particulares e características comuns de uma existência em que os sistemas de mídia hegemônica definem como periférica. As narrativas da mídia incidentes sobre as fronteiras internacionais brasileiras estão particularmente influenciadas pelas mídias de referência nacional. Para conhecer a realidade de tais experiências, o estudo do tratamento da mídia concedido às duas fronteiras tríplices mais expressivas do continente americano elegeu-se um CUT na região Amazônica, no Alto Solimões. É a cidade brasileira de Tabatinga / AM, conurbação com a capital de uma província colombiana chamada Leticia, limitada pelo rio Solimões com o Peru na Villa de Santa Rosa, localizada no município de Islandia. O outro CUT está localizado na cidade de Foz do Iguaçu / PR, na fronteira com o Paraguai (Ciudad del Este) e com Argentina (Puerto Iguazú). A proposta pretende estabelecer uma crítica sobre a noticiabilidade construída midiaticamente em torno das fronteiras internacionais brasileiras, promovendo o conhecimento sobre agendas locais de interesse nacional nos aspectos concernentes à identidade social com vistas ao combate a estereótipos e estigmatizações. Busca avaliar o nível de autorreferencialidade da cobertura jornalística local em fronteiras internacionais com vistas a avaliar a qualidade da comunicação de proximidade em favor do diálogo intercultural, promoção da paz e solidariedade entre os povos, ademais da integração do Mercosul.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Lucas Felipe da Silva - Coordenador / Bernardo Abbad da Rocha - Integrante / Ada Cristina Machado Silveira - Integrante / Suelen de Lima Lavarda - Integrante.

  • 2017 - Atual

    O agenciamento midiático do imaginário, Descrição: A proposta trata da análise das condições de agenciamento do imaginário no contexto de vigência do fenômeno da blindagem midiática. Ela tem como hipótese de trabalho que o agenciamento midiático do imaginário pode ser analisado a partir da abordagem da identidade social. A proposta insere-se no projeto guarda-chuva intitulado Blindagem Midiática. A abordagem teórica está detida no estudo da noticiabilidade. Seu aporte metodológico orienta-se pelos estudos da sócio-semiótica e análise de discurso. O corpus de análise detém-se especialmente no noticiário das revistas nacionais de referência do período de 2006 a 2012. A meta da proposta consiste em colaborar para o debate sobre a atividade jornalística sob a perspectiva do desenvolvimento da noticiabilidade de interesse público.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Lucas Felipe da Silva - Coordenador / Bernardo Abbad da Rocha - Integrante / Ada Cristina Machado Silveira - Integrante / Camila Hartmann - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

Pauta talentos 2016, Grupo RBS Santa Maria.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - Atual

    Universidade Federal de Santa Maria

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica (FAPERGS), Carga horária: 20

  • 2017 - 2017

    Universidade Federal de Santa Maria

    Vínculo: Acadêmico, Enquadramento Funcional: Comissão de Planejamento Estratégico, Carga horária: 2

    Outras informações:
    Representante discente

    Atividades

    • 04/2017

      Direção e administração, Departamento de Comunicação Social, .,Cargo ou função, Representante discente do curso de jornalismo.

    • 04/2017

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Comunicação Social, .,Cargo ou função, Representante discente na Comissão de Planejamento Estratégico.

    • 04/2017 - 04/2018

      Direção e administração, DACOM: Diretório Acadêmico da Comunicação Social Mário Quintana, .,Cargo ou função, Comissão de assistência estudantil.

  • 2017 - Atual

    Portal Famosos Brasil

    Vínculo: Redator e colunista, Enquadramento Funcional: Redator e colunista, Carga horária: 10