Georgina Silva dos Santos

Georgina Silva dos Santos graduou-se em História na UFF em 1990. No ano seguinte, ingressou no curso de pós-graduação da mesma instituição, obtendo o grau de mestre, em 1995, com o estudo A Senhora do Paço - o papel da rainha na construção da identidade nacional portuguesa (1282-1557). Doutorou-se em História pela Universidade de São Paulo, em 2002, com a tese Ofício e Sangue - a Irmandade de São Jorge e a Inquisição na Lisboa Moderna, publicada, em 2005, pela Editora Colibri de Lisboa. Ganhou o Prêmio Primeiros Projetos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (FAPERJ) com sua investigação sobre os oficiais mecânicos de Lisboa durante o Antigo Regime. Integra o Departamento de História da UFF desde 1993, no qual lecionou História Medieval durante dez anos. É autora de artigos sobre o imaginário político português nas épocas Medieval e Moderna; a arte de sangrar no Portugal Moderno; as irmandades de ofício na Lisboa quinhentista e outros temas relacionados à história sociocultural lusa. Atualmente, ministra disciplinas de História Moderna na UFF e dedica-se ao estudo do criptojudaísmo nos conventos portugueses durante o século XVII.

Informações coletadas do Lattes em 01/02/2020

Já conhece o escavador?