Caroline Bohnen de Matos

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Pelotas (2011); mestrado em veterinária na Universidade Federal de Pelotas (2014). Doutorado pelo programa de pós-graduação em medicina veterinária pela Universidade Federal de Pelotas, com um período de estágio em Toulouse-França, no ToxAlim sob a co-orientação da Prof. Dra. Isabelle Oswald.

Informações coletadas do Lattes em 30/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Veterinária

2014 - Atual

Universidade Federal de Pelotas
Título: Avaliação in vitro e in vivo da atividade de óleo essencial e do extrato hidroalcoólico de Origanum vulgare frente a fungos do complexo Sporothrix,
Marlete Brum Cleff. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Clínica e Cirurgia Animal / Especialidade: Farmacologia e Terapêutica Animal.

Mestrado em Veterinária

2012 - 2014

Universidade Federal de Pelotas
Título: Eficácia de extratos vegetais na desinfecção de superfícies contaminadas com fungos do complexo Sporothrix schenckii,Ano de Obtenção: 2014
Marlete Brum Cleff.Coorientador: Isabel Martins Madrid. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências Agrárias

Graduação em Medicina Veterinária

2006 - 2010

Universidade Federal de Pelotas

Ensino Médio (2º grau)

2003 - 2005

Colégio Dom Bosco

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2007 - 2009

Proficiency Course in English Language. , TopWay, TOPWAY, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Clínica e Cirurgia Animal/Especialidade: Clínica Veterinária.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Medicina Veterinária Preventiva/Especialidade: Doenças Infecciosas de Animais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MATOS, C.B. . 1° Ciclo de Atualização em Animais de Companhia. 2014. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Congresso MedVep de Especialidades Veterinárias. 2013. (Congresso).

SEMINÁRIO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA EM MEDICINA VETERINÁRIA - MÓDULO BÁSICOIO. 2013. (Seminário).

XV Encontro de Pós-Graduação UFPel. 2013. (Encontro).

SEMINÁRIO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA - MÓDULO AVANÇADO - COMÉRCIO DE PRODUTOS DE USO VETERINÁRIO. 2012. (Seminário).

VI Simpósio Iberoamericano de Plantas Medicinais. 2012. (Simpósio).

XIV ENPOS - Encontro de Pós-Graduação UFPel.ORIGANUM VULGARE FRENTE AO SPOROTHRIX spp COMO ALTERNATIVA A DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES. 2012. (Encontro).

XXII Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil.Ação do extrato hidroalcoólico de Origanum vulgare frente ao Sporothrix schenckii. 2012. (Simpósio).

Seminário Técnico. 2011. (Seminário).

XXVIII Semana Acadêmica da Medicina Veterinária. 2008. (Simpósio).

I Simpósio de Grandes Animais. 2006. (Simpósio).

IX Simpósio em Pequenos Animais da Região Sul. 2006. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Gabriela de Albuquerque

RAFFI, M. B.; CARAPETO, L. P.;MATOS, C. B.. CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS: RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Aluno: Flávia Abentroth

SAMPAIO, L. C.; FERNANDES, C. G.;MATOS, C. B.. CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS: RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Aluno: Gabriel Motta

VENTURA, E.;MATOS, C. B.; MEINERZ, A. R. M.. CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS: RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Aluno: Fábio Bubolz Braga

MEINERZ, A. R. M.; SANTOS, F. C. C.;MATOS, C.B.. CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS: RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Aluno: Amanda Camargo Rodrigues

ROSA, C. S.;CLEFF,M.B.MATOS, C.B.. CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS: RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

João Carlos Maier

MAIER, J. C.. Avaliação de estágio curricular. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Melissa Orzechowski Xavier

XAVIER, M. O.NOBRE, M. O.FARIA, R. O.CLEFF, M. B.. Eficácia de extratos vegetais na desinfecção de superfícies contaminadas com fungos do complexo Sporothrix. 2014. Dissertação (Mestrado em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Renata Osório de Faria

FARIA, R.O.. Eficácia de extratos vegetais na desinfecção de superfícies contaminadas com fungos do complexo Sporothrix.. 2014. Dissertação (Mestrado em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Renata Osório de Faria

FARIA, R.O.; CLEFF, M. B.; FREITAG, R.; SALLIS, E. S. V.. Determinação da atividade de extratos de Origanum vulgare na esporotricose experimental por Sporothrix brasiliensis. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Marlete Brum Cleff

CLEFF,M.B.XAVIER, M. O.FARIA, R. O.NOBRE, M.O.. Eficácia de extratos vegetais na desinfecção de superfícies contaminadas com fungos do complexo Sporothrix?. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Marlete Brum Cleff

Cleff, M.B.; SALLES, E. S. V.; FREITAG, R. A.; GIORDANI, C.;FARIA, R. O.. Utilização de extrato hidroetanólico e óleo essencial de Origanum vulgare com associações no tratamento de esporotricose experimental por Sporothrix brasiliensis. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós/Graduaçao em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Marlete Brum Cleff

Cleff, M.B.FARIA, R. O.; FREITAG, R. A.; SALLIS, E.S.. Determinação da atividade de extratos de Origanum vulgare na esporotricose experimental por Sporothrix brasiliensis. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós/Graduaçao em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

CLAUDIA GIORDANI

FREITAG, R. A.;GIORDANI, C.; CLEFF, M. B.; SALLES, E. S. V.. Utilização de extrto hidroetanólico e óleo essencial de Origanum vulgare com associações no tratamento de esporotricose experimental por Sporothrix brasiliensis. 2018. Tese (Doutorado em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Isabel Martins Madrid

Eficácia de extratos vegetais na desinfecção de diferentes superfícies buscando a eliminação de Sporothrix schenckii; 2014; Dissertação (Mestrado em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas,; Coorientador: Isabel Martins Madrid;

Gilberto D'Ávila Vargas

Estágio Curricular Supervisionado; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas; Orientador: Gilberto D'Avila Vargas;

Marlete Brum Cleff

Eficácia de extratos vegetais na desinfecção de superfícies contaminadas com fungos do complexo Sporothrix; 2014; Dissertação (Mestrado em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marlete Brum Cleff;

Marlete Brum Cleff

Utilização de extrato hidroetanólico e óleo essencial de Origanum vulgare com associações no tratamento de esporotricose experimental por Sporothrix brasiliensis; 2018; Tese (Doutorado em Programa de Pós/Graduaçao em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marlete Brum Cleff;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GUTERRES, KARINA ; SILVA, CRISTINE ; GIORDANI, CLAUDIA ; MATOS, CAROLINE ; ATHAYDE, CRISTIANE ; DILKIN, PAULO ; GRECCO, FABIANE ; CLEFF, MARLETE . Surto de aflatoxicose aguda em cães no município de Pelotas/RS. PESQUISA VETERINÁRIA BRASILEIRA (ONLINE) , v. 37, p. 1281-1286, 2017.

  • MATOS, C.B. ; GUTERRES, K. A. ; GIORDANI, C. ; MADRID, I.M. ; MEIRELES, M. C. A. ; CLEFF, M. B. . ATIVIDADE GERMICIDA DE EXTRATOS VEGETAIS DE Origanum vulgare E Rosmarinus officinalis FRENTE A FUNGOS DO COMPLEXO Sporothrix schenckii. ACTA VETERINARIA BRASILICA (UFERSA) , v. 10, p. 246-252, 2016.

  • CARNEVALI, T. R. ; GIORDANI, C. ; MATOS, C. B. ; GUTERRES, K. A. ; SILVA, C. C. ; CLEFF, M. B. . Situs inversus totalis EM RATO WISTAR. SCIENCE AND ANIMAL HEALTH , v. 4, p. 228-237, 2016.

  • GIORDANI, C. ; MATOS, C. B. ; GUTERRES, K. A. ; SILVA, C. C. ; SANTIN, R. ; SCHUCH, L. F. D. ; CLEFF,M.B. . Plantas com potencial medicinal e tóxico em comunidade atendida pelo Ambulatório Veterinário-UFPel. Revista Brasileira de Ciência Veterinária , v. 23, p. 126-132, 2016.

  • GUTERRES, KARINA AFFELDT ; MATOS, CAROLINE BOHNEN ; GAMA OSÓRIO, LUIZA ; SCHUCH, ISABEL DUARTE ; CLEFF, MARLETE BRUM . The Use of (1-3) β-Glucan Along with Itraconazole Against Canine Refractory Sporotrichosis. Mycopathologia (Dordrecht. Online) , v. 1, p. 1-5, 2014.

  • SANTIN, R. ; GIORDANI, C. ; MADRID, I.M. ; MATOS, C. B. ; FREITAG, R. A. ; MEIRELES, M. C. A. ; CLEFF,M.B. ; MELLO, J. R. B. . Atividade antifúngica do óleo essencial de Origanum vulgare frente a Malassezia pachydermatis. ARQUIVO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINARIA E ZOOTECNIA , v. 66, p. 367-373, 2014.

  • MATOS, C.B. ; GIORDANI, C. ; GUTERRES, K. A. ; GOMES, A. R. ; SANTIN, R. ; CLEFF,M.B. . VALOR DIAGNÓSTICO DO HEMOGRAMA, UROCULTURA E HEMOCULTURA NA CANDIDOSE EXPERIMENTAL SISTÊMICA. Archives of Veterinary Science , v. 19, p. 62-68, 2014.

  • GUTERRES, K. A. ; MATOS, C. B. ; GIORDANI, C. ; LEMOS, C. D. ; GUIM, T. N. ; CLEFF, M. B. . MESOTELIOMA TORÁCICO EM CÃO - RELATO DE CASO. A Hora Veterinária , v. 197, p. 48-50, 2014.

  • LAVADOURO, J. H. B. ; MATOS, C. B. ; LEITE, A. T. M. ; CLEFF, M. B. . Intoxicação por ivermectina em cães. Revista de Ciências Agroveterinárias (UDESC) , v. 13, p. 55-56, 2013.

  • LAVADOURO, J. H. B. ; MATOS, C. B. ; MARCHAND, L. ; CLEFF, M. B. . Hérnia diafragmática traumática em felino. Revista de Ciências Agroveterinárias (UDESC) , v. 13, p. 53-54, 2013.

  • CAPELLA, G. A. ; ATHAYDE, C. ; MATOS, C. B. ; CLEFF, M. B. . Obstrução uretral em felino ? manejo emergencial. Revista de Ciências Agroveterinárias (UDESC) , v. 13, p. 15-16, 2013.

  • CABANA, A.L. ; XAVIER, M.O. ; OSÓRIO, L. G. ; MENDES, J. F. ; MATOS, C. B. ; Meireles, M. C. A. . Aspergilose sinonasal canina.. A HORA VETERINÁRIA , v. 32, p. 36-39, 2012.

  • GOMES, A. R. ; MADRID, I.M. ; MATOS, C. B. ; TELES, A. ; WALLER, S. B. ; NOBRE, M. O. ; Meireles, M. C. A. . DERMATOPATIAS FÚNGICAS: ASPECTOS CLÍNICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS. Acta Veterinaria Brasilica (UFERSA) , v. 6, p. 272-284, 2012.

  • MATOS, C.B. ; MADRID, I.M. ; SANTIN, R. ; AZAMBUJA, R.H. ; SCHUCH, I. ; MEIRELES, M.C.A. ; CLEFF, M.B. . Dermatite multifatorial em um canino. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , v. 64, p. 1478-1482, 2012.

  • LEHMEN, D. ; GUTERRES, KARINA AFFELDT ; GIORDANI, C. ; SILVA, C. C. ; MATOS, C. B. ; CLEFF, M. B. . SENSIBILIDADE DE ISOLADOS CLÍNICOS DE STAPHYLOCOCCUS SP. MULTIRRESISTENTES FRENTE A EXTRATOS VEGETAIS. In: XXV Congresso de Iniciação Científica - UFPel, 2016, PELOTAS. XXV Congresso de Iniciação Científica - UFPel, 2016.

  • LEHMEN, D. ; GUTERRES, KARINA AFFELDT ; SCHEFFLER, A. ; MATOS, CAROLINE BOHNEN ; GIORDANI, C. ; SILVA, C. C. ; LADEIRA, S. ; CLEFF, M. B. . SENSIBILIDADE DE ISOLADOS CLÍNICOS DE E. COLI MULTIRRESISTENTES AO ORIGANUM VULGARE (FAMÍLIA LAMIACEAE). In: 25º Congresso de Iniciação Científica - FURG, 2016, 2016, Rio Grande. 25º Congresso de Iniciação Científica - FURG, 2016.

  • GUTERRES, K. A. ; GIORDANI, C. ; MATOS, C. B. ; SILVA, C. C. ; CLEFF,M.B. . PERFIL DE RESISTÊNCIA DE PSEUDOMONAS SP. ISOLADAS DE LESÕES CUTÂNEAS DE CÃES DO HCV-UFPEL E ATIVIDADE IN VITRO DA FAMÍLIA LAMIACEAE. In: XVII Encontro de Pós-Graduação, 2015, Pelotas. XVII Encontro de Pós-Graduação, 2015.

  • GIORDANI, C. ; GUTERRES, K. A. ; MATOS, C. B. ; SILVA, C. C. ; CLEFF,M.B. . AÇÃO ANTIBACTERIANA DO ÓLEO ESSENCIAL DE PIMENTA-ROSA (SCHINUS TEREBINTHIFOLIUS) SOBRE ISOLADOS CLÍNICOS RESISTENTES. In: XVII Encontro de Pós-Graduação, 2015, Pelotas. XVII Encontro de Pós-Graduação, 2015.

  • BATISTA, M. S. ; LEMOS, C. D. ; GUTERRES, K. A. ; MATOS, C.B. ; MORAES, T. B. ; CLEFF,M.B. ; GIORDANI, C. . LUXAÇÃO VERTEBRAL TRAUMÁTICA EM CÃO. In: 41º Congresso Brasileiro de Veterinária, 2014, Gramado. 41º Congresso Brasileiro de Veterinária, 2014.

  • LAVADOURO, J. H. B. ; MULLER, E. N. ; MATOS, C.B. ; CLEFF,M.B. ; ALBUQUERQUE, G. ; RATSLAFF, K. ; GIORDANI, C. . USO DA COMPRESSÃO TRAQUEAL COMO MÉTODO AUXILIAR NO DIAGNÓSTICO RADIOLÓGICO DE COLAPSO DE TRAQUEIA. In: 41º Congresso Brasileiro de Veterinária, 2014, Gramado. 41º Congresso Brasileiro de Veterinária, 2014.

  • GIORDANI, C. ; GUTERRES, K. A. ; MATOS, C.B. ; SILVA, C. C. ; FARIA, R. O. ; CLEFF,M.B. . AÇÃO DOS EXTRATOS HIDROALCOÓLICOS DE AROEIRA-MANSA E LANCETA FRENTE A SPOROTHRIX BRASILIENSIS. In: XVI Encontro de Pós-Graduação UFPel, 2014, Pelotas. XVI Encontro de Pós-Graduação UFPel, 2014.

  • GUTERRES, K. A. ; GIORDANI, C. ; MATOS, C.B. ; SILVA, C. C. ; MEIRELES, M. C. A. ; CLEFF,M.B. . ATIVIDADE DO EXTRATO HIDROALCOÓLICO DE Bauhinia forficata FRENTE AO Sporothrix brasiliensis. In: XVI Encontro de Pós-Graduação UFPel, 2014, Pelotas. XVI Encontro de Pós-Graduação UFPel, 2014.

  • MATOS, C.B. ; GUTERRES, K. A. ; GIORDANI, C. ; SILVA, C. C. ; AZAMBUJA, R. H. M. ; CLEFF,M.B. . ROSÁRIO ESPOROTRICÓTICO EM FELINO DOMÉSTICO E A IMPORTÂNCIA DA INSTITUIÇÃO DE MEDIDAS PROFILÁTICAS NO CONTROLE DA ENFERMIDADE. In: XVI Encontro de Pós-Graduação UFPel, 2014, Pelotas. XVI Encontro de Pós-Graduação UFPel, 2014.

  • RATSLAFF, K. ; ALBUQUERQUE, G. ; LAVADOURO, J. H. B. ; NAKASU, C. C. T. ; AZAMBUJA, R. H. M. ; CLEFF, M. B. ; MATOS, C. B. . ESPOROTRICOSE FELINA: RELATO DE CASO COM APRESENTAÇÃO DE ROSÁRIO ESPOROTRICÓTICO. In: 41º Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2014, Gramado. 41º Conbravet, 2014.

  • ALBUQUERQUE, G. ; MATOS, C. B. ; CARAPETO, L. P. ; SENHORINHO, M. B. ; RATSLAFF, K. ; LAVADOURO, J. H. B. ; GIORDANI, C. . ASMA FELINA - RELATO DE CASO.. In: 41 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2014, Gramado. 41º Conbravet, 2014.

  • LAVADOURO, J. H. B. ; SILVA, C. C. ; MATOS, C. B. ; GEHVER, C. F. ; ALBUQUERQUE, G. ; MORAES, T. B. ; GUTERRES, K. A. . CARCINOMA DE CÉLULAS DE TRANSIÇÃO EM CÃO AMERICAN PIT BULL TERRIER. In: 41º Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2014, Gramado. 41º Conbravet, 2014.

  • RATSLAFF, K. ; ALBUQUERQUE, G. ; LAVADOURO, J. H. B. ; MATOS, C. B. ; LEMOS, C. D. ; FERNANDES, C. G. ; SILVA, C. C. . ASPECTOS CLÍNICO-PATOLÓGICOS DA DOENÇA RENAL POLICÍSTICA FELINA: RELATO DE CASO. In: 41º Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2014, Gramado. 41º Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2014.

  • LAVADOURO, J. H. B. ; MATOS, C. B. ; Cleff, M.B. ; MARCHAND, L. . Hérnia diafragmática traumática em felino. In: II Simpósio Internacional de Emergências em Pequenos Animais, 2013, Porto Alegre. II Simpósio Internacional de Emergências em Pequenos Animais, 2013.

  • CAPELLA, G. A. ; ATHAYDE, C. ; MATOS, C. B. ; Cleff, M.B. . Obstrução uretral em felino ? Manejo emergencial. In: II Simpósio Internacional de Emergências em Pequenos Animais, 2013, Porto Alegre. II Simpósio Internacional de Emergências em Pequenos Animais, 2013.

  • LAVADOURO, J. H. B. ; MATOS, C. B. ; Cleff, M.B. ; LEITE, A. T. M. . INTOXICAÇÃO POR IVERMECTINA EM CÃES ? RELATO DE CASO. In: II Simpósio Internacional de Emergências em Pequenos Animais, 2013, Porto Alegre. II Simpósio Internacional de Emergências em Pequenos Animais, 2013.

  • MATOS, C. B. ; SENHORINHO, M. B. ; GUTERRES, K. ; GIORDANI, C. ; MADRID, I.M. ; CLEFF,M.B. . AÇÃO DESINFETANTE DE LOÇÃO A BASE DO ÓLEO ESSENCIAL DE ORIGANUM VULGARE FRENTE A FUNGOS DO COMPLEXO SPOROTHRIX. In: XV Encontro de Pós-Graduação, 2013, Pelotas. XV Encontro de Pós-Graduação, 2013.

  • GUTERRES, K. ; MATOS, C. B. ; GIORDANI, C. ; LADEIRA, S. ; SCHRAMM, R. C. ; CLEFF,M.B. . IDENTIFICAÇÃO E PERFIL DE RESISTÊNCIA DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE. In: XV Encontro de Pós-Graduação, 2013, Pelotas. XV Encontro de Pós-Graduação, 2013.

  • SILVA, M. D. A. ; GIORDANI, C. ; GUTERRES, K. ; MATOS, C. B. ; LAVADOURO, J. H. B. ; RATSLAFF, K. ; ALBUQUERQUE, G. ; Cleff, M.B. . Resgate do uso de plantas medicinais. In: XI Jornada Paulista de Plantas Medicinais, 2013, São Paulo. XI Jornada Paulista de Plantas Medicinais, 2013.

  • MORAES, T. B. ; SILVA, M. D. A. ; GUTERRES, K. A. ; MATOS, C.B. ; FARIA, R. O. ; Cleff, M.B. . SPOROTHRIX BRASILIENSIS COMO AGENTE DE ESPOROTRICOSE EM CANINO. In: XXII Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de Pelotas, 2013, Pelotas. XXII Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de Pelotas, 2013.

  • SENHORINHO, M. B. ; GIORDANI, C. ; MATOS, C. B. ; FREITAG, R. A. ; MEIRELES, M. C. A. ; CLEFF, M.B. . ATIVIDADE DE EXTRATOS VEGETAIS FRENTE À Malassezia pachydermatis. In: XXII Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de Pelotas, 2013, Pelotas. XXII Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de Pelotas, 2013.

  • LAVADOURO, J. H. B. ; MATOS, C. B. ; ATHAYDE, C. ; ROSA, C. S. ; CLEFF, M.B. . ENFERMIDADES OCORRENTES EM FELINOS ATENDIDOS NO AMBULATÓRIO CEVAL NO PERÍODO DE 2009-2013. In: XXII Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de Pelotas, 2013, Pelotas. XXII Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de Pelotas, 2013.

  • MATOS, C. B. ; GIORDANI, C. ; MADRID, I.M. ; GOMES, A. R. ; MEIRELES, M.C.A. ; CLEFF, M.B. . ATIVIDADE FUNGICIDA IN VITRO DA TINTURA Origanum vulgare FRENTE AO Sporothrix schenckii. In: VI Simpósio Iberoamericano de Plantas Medicinais, 2012, Ponta Grossa. VI Simpósio Iberoamericano de Plantas Medicinais, 2012.

  • MATOS, C. B. ; MADRID, I.M. ; GIORDANI, C. ; Meireles, M. C. A. ; Cleff, M.B. . Origanum vulgare frente ao Sporothrix spp como alternativa a desinfecção de superfícies. In: XIV ENPOS - Encontro de Pós-Graduação UFPel, 2012, Pelotas. XIV ENPOS - Encontro de Pós-Graduação UFPel, 2012.

  • SEBERINO, G. B. ; MATOS, C. B. ; SANTIN, R. ; Meireles, M. C. A. ; MADRID, I. . RELAÇÃO ENTRE SUSPEITA CLINICA E CONFIRMAÇÃO LABORATORIAL DA ESPOROTRICOSE EM PEQUENOS ANIMAIS. In: 21º Congresso de Iniciação Científica, 2012, Pelotas. 21º Congresso de Iniciação Científica, 2012.

  • WALLER, S.B. ; GOMES, A. R. ; MADRID, I. ; MATOS, C. B. ; OSÓRIO, L. G. ; ALBANO, A. P. ; FARIA, R. O. ; MEIRELES, M.C.A. . Condições Climatológicas como Fator de Risco para Esporotricose Animal. In: VI Simpósio de Microbiologia Aplicada e II Encontro Latino Americano de Microbiologia Aplicada, 2012, Porto Alegre. VI Simpósio de Microbiologia Aplicada e II Encontro Latino Americano de Microbiologia Aplicada, 2012.

  • WALLER, S.B. ; GOMES, A. R. ; Silva, A. L. ; MATOS, C. B. ; FARIA, R. O. ; MEIRELES, M.C.A. . Esporotricose em Pequenos Animais na Região Sul do Rio Grande do Sul no Período de 1980 a 2011.. In: XXI Congresso de Iniciação Científica, 2012, Pelotas. XXI Congresso de Iniciação Científica, 2012.

  • ACOSTA, G. S. ; MATOS, C. B. ; GIORDANI, C. ; BATISTA, M. ; GUTERRES, K. ; CIOATO, C. ; LADEIRA, S. ; MEINERZ, A. R. ; FERREIRA, C. M. ; CLEFF, M.B. . DETERMINAÇÃO DA ATIVIDADE DA INFUSÃO DE BAUHINIA FORFICATA NO TRATAMENTO DE FERIDA ABERTA EM CÃO. In: VI Simpósio Iberoamericano de Plantas Medicinais, 2012, Ponta Grossa. VI Simpósio Iberoamericano de Plantas Medicinais, 2012.

  • MENDES, J. F. ; MARTINS, A. A. ; MATOS, C. B. ; SANTIN, R. ; MEIRELES, M.C.A. . ESPOROTRICOSE CUTÂNEA EXPERIMENTAL: AVALIAÇÃO ANATOMOPATOLÓGICA EM DIFERENTES TRATAMENTOS.. In: XX Congresso de Iniciação Científica, 2011, Pelotas. XX CIC UFPel, 2011, 2011.

  • SILVA, C. C. ; BOTELHO, L. S. ; MATOS, C.B. ; GUTERRES, K. A. ; GIORDANI, C. ; CLEFF, M. B. . CITOTOXICIDADE IN VITRO DO EXTRATO HIDROALCÓOLICO DE BAUHINIA FORFICATA EM CÉLULAS NEOPLÁSICAS E NÃO-NEOPLÁSICAS. In: 2º Congresso Sul Brasileiro da Anclivepa e 1º Encontro do Mercosul de Clínicos Veterinários, 2016, Florianópolis. 2º Congresso Sul Brasileiro da Anclivepa e 1º Encontro do Mercosul de Clínicos Veterinários, 2016.

  • SILVA, M. D. A. ; SANTIN, R. ; GIORDANI, C. ; MATOS, C. B. ; MELLO, J. R. B. ; CLEFF,M.B. . AÇÃO ANTIFÚNGICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Origanum majorana EM LEVEDURAS ISOLADAS DE OTITE EXTERNA CANINA. In: 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013, Rio Grande. 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013.

  • SENHORINHO, M. B. ; CAPELLA, G. A. ; LAVADOURO, J. H. B. ; RATSLAFF, K. ; GIORDANI, C. ; MATOS, C. B. . ESTUDO PRELIMINAR DO POTENCIAL DESINFETANTE DOS EXTRATOS DE R. OFFICINALIS FRENTE AO SPOROTHRIX SCHENCKII. In: 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013, Rio Grande. 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013.

  • CAPELLA, G. A. ; ANANA, D. C. ; SENHORINHO, M. B. ; LAVADOURO, J. H. B. ; GIORDANI, C. ; MATOS, C. B. ; CLEFF,M.B. . CASUÍSTICA DE ECTOPARASITISMO EM CÃES ATENDIDOS NO AMBULATÓRIO VETERINÁRIO CEVAL- UFPEL. In: 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013, Rio Grande. 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013.

  • ALBUQUERQUE, G. ; MADRID, I.M. ; GIORDANI, C. ; SCHUCH, L. F. D. ; CLEFF,M.B. ; MATOS, C. B. . Eficácia do extrato hidroalcoólico de Origanum vulgare na desinfecção de superfícies contaminadas com Sporothrix schenckii. In: 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013, Rio Grande. 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013.

  • D?AVILA, C. A. ; MADRID, I.M. ; MATOS, C. B. ; SEBERINO, G. B. ; CLEFF,M.B. ; WALLER, S. B. . ATIVIDADE IN VITRO DE EXTRATOS HIDROALCOÓLICOS DE PLANTAS MEDICINAIS FRENTE A CEPAS DO COMPLEXO SPOROTHRIX SP. In: 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013, Rio Grande. 12ª Mostra de Produção Universitária, 2013.

  • RATSLAFF, K. ; SANTIN, R. ; MATOS, C. B. ; FARIA, R. O. ; FREITAG, R. A. ; CLEFF, M. B. . SENSIBILIDADE DE MALASSEZIA PACHYDERMATIS A EXTRATOS HIDROALCÓOLICOS DE SCHINUS TEREBINTHIFOLIS, BACCHARIS TRIMERA E POLYGONUM HYDRO PIPEROIDES. In: 12ª MOSTRA DE PRODUÇÃO UNIVERSITÁRIA, 2013, Rio Grande. 12ª MOSTRA DE PRODUÇÃO UNIVERSITÁRIA, 2013.

  • LAVADOURO, J. H. B. ; MATOS, C.B. ; LOPES, D. J. ; BATISTA, M. S. ; ANANA, D. C. ; CAPELLA, G. A. ; CLEFF, M. B. . Dificuldades terapêuticas no tratamento da esporotricose felina. In: 12º Mostra da Produção Universitária, 2013, Rio Grande. 12º Mostra da Produção Universitária, 2013.

  • MATOS, C. B. ; MADRID, I. ; GIORDANI, C. ; Meireles, M. C. A. ; Cleff, M.B. . Ação do extrato hidroalcoólico de Origanum vulgare frente ao Sporothrix schenckii. In: XXII Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil, 2012, Bento Gonçalves. XXII Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil, 2012.

  • D?AVILA, C. A. ; SEBERINO, G. B. ; MATOS, C. B. ; Meireles, M. C. A. ; MADRID, I.M. . ESPOROTRICOSE: UMA MICOSE ZOONÓTICA EMERGENTE NO SUL DO BRASIL. In: 11º Mostra da Produção Universitária, 2012, Rio Grande. 11º Mostra da Produção Universitária, 2012.

  • GIORDANI, C. ; MATOS, C. B. ; MADRID, I.M. ; GOMES, A. R. ; SANTIN, R. ; Meireles, M. C. A. ; Cleff, M.B. . ATIVIDADE ANTIFÚNGICA DE EXTRATOS VEGETAIS EM SPOROTHRIX SCHENCKII. In: XXII Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil, 2012, Bento Gonçalves. XXII Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil, 2012.

  • MATOS, C. B. ; MADRID, I.M. ; SANTIN, R. ; WALLER, S.B. ; MEIRELES, M.C.A. ; CLEFF, M.B. . Sensibility of dimorphic fungus to Origanum vulgare and Rosmarinus officinalis infusions by direct exposure test. In: II International Symposium on Drug Discover, 2011, Araraquara. II International Symposium on Drug Discover, 2011.

  • TELES, A. ; MATOS, C. B. ; SANTIN, R. ; MEIRELES, M.C.A. ; MADRID, I.M. . ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DA ESPOROTRICOSE EM ANIMAIS NO RIO GRANDE DO SUL.. In: Mostra de produção universitária, 2011, Rio Grande. 10 Mostra de produção universitária Furg, 2011., 2011.

  • TELES, A. ; MADRID, I.M. ; CABANA, A.L. ; GOMES, A. R. ; MATOS, C. B. ; MEIRELES, M.C.A. . Casuística da esporotricose transmitida por felinos no sul do Rio Grande do Sul. In: X Fórum de Infecções Fúngicas na Prática Clínica, 2011, São Paulo. X Fórum de Infecções Fúngicas na Prática Clínica, 2011.

  • MADRID, I.M. ; XAVIER, M.O. ; SANTIN, R. ; MATOS, C. B. ; SCHUCH, L.F.D. ; MEIRELES, M.C.A. . ANÁLISE MORFOLÓGICA E TERMOTOLERÂNCIA DE ISOLADOS CLÍNICOS E DO AMBIENTE DE SPOROTHRIX SCHENCKII DO SUL DO BRASIL. In: 26º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2011, Foz do Iguaçu. 26º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2011.

  • MADRID, I.M. ; SANTIN, R. ; MATOS, C. B. ; FREITAG, R. A. ; CLEFF, M. B. ; MEIRELES, M. C. A. . SENSIBILITY OF CLINICAL ISOLATES OF SPOROTHRIX SCHENCKII TO ORIGANUM VULGARE ESSENTIAL OILS. In: XXII SIMPÓSIO DE PLANTAS MEDICINAIS DO BRASIL, 2011, Bento Gonçalves. XXII SIMPÓSIO DE PLANTAS MEDICINAIS DO BRASIL, 2011.

  • GUTERRES, K. A. ; MATOS, C.B. ; GIORDANI, C. ; SILVA, C. C. ; ATHAYDE, C. ; GRECCO, F. B. ; CLEFF, M. B. . Surto de Aflatoxicose aguda em cães no município de Pelotas- RS. Pesquisa Veterinária Brasileira (Online) , 2017.

  • MATOS, C. B. ; MADRID, I.M. ; GIORDANI, C. ; Meireles, M. C. A. ; Cleff, M.B. . Ação do extrato hidroalcoólico de Origanum vulgare frente ao Sporothrix schenckii. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • MATOS, C. B. ; MADRID, I.M. ; GIORDANI, C. ; MEIRELES, M.C.A. ; CLEFF, M.B. . Origanum vulgare frente ao Sporothrix spp como alternativa a desinfecção de superfícies. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MATOS, C. B. ; MARKUS, D. ; Scopel, D. ; Fortes, P. T. . Escabiose Felina. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Zoonoses de importância em saúde pública: Percepção dos tutores de animais de companhia sobre o tema, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: A relação com os animais, incluindo o contato físico, afetivo e emocional tem sido benéfica para o ser humano, melhorando o relacionamento social e a qualidade de vida em geral da população, em contrapartida, a crescente aquisição de cães e gatos como animais de companhia tem aumentado o número de pessoas expostas às doenças zoonóticas. Em virtude disso e, aliado há uma grande casuística de doenças zoonóticas atendidas na rotina hospitalar e ocorrentes da cidade de Pelotas, objetivou-se, a partir do presente projeto, avaliar a percepção dos tutores de cães e gatos que frequentam o Hospital de Clínicas Veterinárias (HCV) e Ambulatório Veterinário, acerca das principais zoonoses. Os dados serão obtidos através de questionários manuscritos com perguntas objetivas e relevantes sobre o tema, sendo que todos os participantes deverão assinar um termo de consentimento livre e esclarecido. Sendo incluidos os tutores/responsáveis pelos animais que passarão por atendimento no HCV e ambulatório veterinário da UFPel, independente de faixa etária, sexo e escolaridade. Posteriormente, ao se definir os principais pontos de carência de informação a respeito das zoonoses abordadas, serão desenvolvidos planos de ação, a fim de preparar os profissionais da área para que possam esclarecer possíveis dúvidas em relação as doenças zoonóticas, assim como promover conscientização da população sobre o tema.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2015 - Atual

    Determinação da atividade antimicrobiana, antineoplásica e toxicidade de extratos vegetais, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: As plantas ganham espaço no tratamentos em humanos e nos animais, devido a almejar-se produtos mais naturais, sem resíduos químicos, além da busca por menores custos no tratamento e a busca por princípios bioativos contra microrganismos patogênicos resistentes, assim como novas opções terapêuticas na terapia do câncer. A seleção microrganismos resistentes vem se destacando como um problema em saúde pública, onde a velocidade de disseminação de resistência é maior que produção de novos fármacos. Em relação a quimioterapia do câncer, são relatados efeitos colaterais durante administração, além dos fármacos não possuirem toxicidade seletiva ao tumor, atingindo as células do paciente, causando danos a tecidos e funções orgânicas. Dessa forma, é necessário a busca de novas opções de terapêuticas, com características aprimoradas. Estima-se que 60% dos pacientes oncológicos, utilizam alguma terapia alternativa ao longo da doença. Porém, nesta realidade surgem preocupações a cerca do uso popular e tradicional sem avaliação toxicológica dos recursos vegetais. Outro aspecto importante é a identificação da composição química destes extratos, já que as atividades antimicrobianas, antinflamatórias, antioxidante, etc, estão associadas a presença de determinadas substâncias. Com relação a plantas medicinais encontradas em Pelotas, RS, destaca-se algumas de uso empírico pela população local como a Eugenia uniflora Polygonum hydropiperoides e Schinus terebinthinfolius, sendo que já existem relatos sobre a atividade antimicrobiana de muitas destas plantas, assim como a planta Bauhinia forficata. A família Lamiaceae vem se destacando, devido as espécies serem ricas em substâncias antioxidantes e por apresentarem baixa toxicidade ao organismo. Muitas espécies dessa família estão sendo amplamente testadas quanto à sua atividade antimicrobiana e vêm apresentando resultados promissores. Os extratos e óleos essenciais obtidos de plantas da família Lamiaceae, já demonstraram ação antiproliferativa frente a diversas linhagens de células tumorais humanas e animais de melanoma, insulinoma, câncer de mama, câncer de colo uterino e fibrossarcoma. A partir disso, a determinação do potencial antimicrobiano, antitumoral e tóxico dos extratos vegetais destas famílias, torna-se de grande importância, tendo em vista a aplicabilidade dos resultados, assim como determinação da toxicidade, que é um dos principais fatores limitantes para que um extrato possa ser indicado como medicinal.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2015 - Atual

    Eficácia de extratos vegetais sobre parasitos de animais de companhia, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: As doenças causadas por helmintos e protozoários são responsáveis pelo aumento da morbidade e da mortalidade, principalmente em cães e gatos debilitados. O papel dos animais de estimação como disseminadores de parasitos com potencial zoonótico deve ser considerado, principalmente em populações com condições sanitárias precárias. Além disso, o contato cada vez mais próximo dos animais com os humanos e a possibilidade de animais assintomáticos eliminarem formas contaminantes de parasitos é um problema de saúde público. Assim, pesquisas tem sido desenvolvidas em busca de plantas bioativas para o controle das parasitoses, sendo que as plantas da família Lamiaceae tem sido alvo de estudos nessa área. Assim, pretende-se determinar a ocorrência de parasitoses em animais de companhia e avaliar a atividade in vitro de extratos vegetais sobre a inibição de ovos destes parasitos. As plantas selecionadas da família Lamiaceae serão utilizadas para a preparação de extratos (aquoso e hidroalcoólico) e óleos essenciais de acordo com a Farmacopéia Brasileira IV (1998). As amostras de fezes e urina serão coletadas de animais atendidos no HCV-UFPel, Ambulatório Ceval e no Canil Municipal de Pelotas. As fezes e urinas coletadas, serão armazenadas em frascos estéreis e mantidas refrigeradas até a análise. Será preenchido questionário no momento da coleta das amostras dos pacientes. As amostras de fezes serão processadas pelas técnicas de FAUST et al. (1938) e de Ziehl-Neelsen modificada por Kinyoun (RIGO; FRANCO, 2002), enquanto as amostras de urina serão processadas pela técnica de centrífugo-sedimentação (THRALL et al., 2007). Para a recuperação dos ovos de D. renale, será feita a centrifugação da água destilada em que os parasitos fêmeas adultos estiverem armazenados. Também será realizada a histerectomia com o objetivo de coletar os ovos diretamente dos parasitos. Os extratos vegetais de plantas serão preparados e analisados no Setor de química orgânica da UFPel. Após preparação, os extratos serão testados em diferentes concentrações, além de um controle positivo com antihelmíntico e de um controle negativo com água destilada. Ao final do trabalho espera-se determinar as concentrações inibitórias dos extratos e óleos essenciais em diferentes parasitas de cães e gatos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2015 - Atual

    Testes com modelos alternativos na avaliação de toxicidade de extratos vegetais, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: Estudos preliminares realizados pelo grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão em Produtos Naturais na Clínica Médica Veterinária (FITOPEET) já demonstraram efetividade de extratos vegetais e óleos essenciais in vitro frente a parasitas, fungos, bactérias e vírus, todos de importância veterinária. Entretanto, apesar dos estudos e dos avanços científicos obtidos na área, várias espécies ainda não possuem avaliação toxicológica. Mediante isso, o projeto tem como objetivo realizar testes de citotoxicidade em cultivo de células MDBK e VERO e atividade hemolítica in vitro de sangue através de uma amostra de sangue de 10 ml coletada de um único animal atendido no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Pelotas que passar por coleta para check up ou exame prévio para cirurgia eletiva cujo proprietário aceitar participar do projeto, e teste de toxicidade em ovos embrionados de codorna (Coturnix coturnix japonica) doados por granja produtora, utilizando extratos vegetais de Eugenia uniflora (pitangueira), Polygonum hydropiperoides (erva-de-bicho), Bauhinia forficata (pata-de-vaca) e Schinus terebinthinfolius (aroreira mansa), e dos óleos essenciais e extratos hidroalcoólicos das plantas das famílias Fabaceae e Lamiaceae, entre elas, Origanum vulgare (orégano), Origanum majorana (manjerona) e Rosmarinus officinalis (alecrim). Espera-se que os extratos vegetais e os óleos essenciais não possuam ou apresentem baixa toxicidade, determinando assim a viabilidade da continuação dos estudos e possível alternativas terapêuticas, após estudos complementares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção com extratos vegetais de plantas da família Lamiaceae e Fabaceae em microrganismos resistentes, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: Com a crescente problemárica envolvendo a resistência desenvolvida por parte dos microorganismos e, principalmente, devido à atividade satisfatória das plantas medicinais que vem sendo testadas, este projeto tem como objetivo avaliar a ação antimicrobiana de extratos vegetais de Bauhinia forficata, Origanum vulgare, Origanum majorana e Rosmarinus officinalis frente a bactérias multirresistentes isoladas de feridas contaminadas de animais e frente ao fungo Sporothrix brasiliensis. Para tal, num primeiro momento será realizado o isolamento e identificação de bactérias provenientes de feridas contaminadas de animais, assim como, análise do perfil de resistência dessas bactérias. Em seguida, será realizada a avaliação da atividade in vitro do extrato hidroalcoólico de Bauhinia forficata e óleo essencial de Origanum vulgare, Origanum majorana e Rosmarinus officinalis frente as bactérias multirresistentes isoladas, através do teste de microdiluição em caldo. Da mesma forma, será realizada a avaliação da atividade in vitro do extrato hidroalcoólico de Bauhinia forficata frente o Sporothrix brasiliensis, também sendo realizado através da técnica de microdiluição em caldo com isolados pertencentes a micoteca do Laboratório de Doenças Infecciosas, Setor de Micologia, da UFPel. Espera-se que ao final do projeto o extrato hidroalcoólico de Bauhinia forficata, assim como os óleos essenciais de Origanum vulgare, Origanum majorana e Rosmarinus officinalis, apresentem atividade antimicrobiana frente aos microrganismos testados, servindo, desta forma, como uma possível nova opção terapêutica, principalmente nos casos de patologias em que os produtos utilizados normalmente para o tratamento não sejam efetivos, necessitando, para isto, futuros testes in vivo, avaliando-se principalmente a toxicidade e citotoxicidade destes produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2014 - 2016

    Prospecção do potencial anti-helmíntico dos óleos essenciais da família Lamiaceae sobre a eclodibilidade de ovos de Ancylostoma spp. na espécie canina, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: Na medicina veterinária é conhecida a problemática acerca do controle e tratamento das parasitoses. Os endo e ectoparasitas acometem rebanhos e levam a grandes perdas econômicas na cadeia produtiva brasileira, sendo que esta também é a realidade quando se trata de animais de companhia, onde se tem uma alta casuística de endoparasitos com maior prevalência para o gênero Ancylostoma spp. na espécie canina. O nematódeo Ancylostoma pertence à família Ancylostomatidae, sendo o agente etiológico mais freqüente causador da Larva Migrans cutânea-LMC no homem. Associado a alta taxa de parasitismo, temos as dificuldades enfrentadas em relação ao tratamento dos animais infectados devido ao fenômeno adaptativo de resistência aos anti-helmínticos. Diante desta realidade tem-se incentivado as pesquisas com novas moléculas e novos métodos de tratamento, destacando-se o uso de óleos essenciais. Assim, nesse estudo pretende-se, como objetivo geral, avaliar in vitro a atividade dos óleos essenciais da família Lamiaceae sobre a eclodibilidade de ovos de Ancylostoma spp. de cães e os específicos: verificar qual dos óleos possui maior poder de inibição da eclodibilidade de ovos, avaliar diferentes concentrações dos óleos essenciais sobre ovos de Ancylostoma spp.,a fim de determinar a melhor concentração ovicida e determinar a composição fitoquímica e os constituintes majoritários dos óleos essenciais através de análise cromatográfica.Com o estudo pretende-se demonstrar que os óleos essenciais podem ser uma boa opção para o tratamento e controle de ancilostomose canina.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2014 - 2015

    Investigação da citotoxicidade e atividade anti-viral dos extratos de plantas da família Lamiaceae, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: Origanum vulgare e Rosmarinus officinalis, são plantas pertencentes a família Lamiaceae, apreciadas por suas propriedades aromáticas. Também são descritas diversas atividades biológicas, dentre elas antifúngica, antibacteriana, e antiviral devido ao potencial dos componentes presentes nos extratos e óleos essenciais. Sendo assim, o presente estudo teve como objetivo identificar a composição química e determinar uma concentração não tóxica dos óleos essenciais, extratos aquoso e etanólico de Origanum vulgare e Rosmarinus officinalis em diferentes linhagens celulares e avaliar a atividade antiviral frente a vírus de importância veterinária. As identificações químicas dos óleos essenciais serão realizadas com o método da cromatografia gasosa com ionização por chama e os compostos dos extratos identificados com cromatográfica líquida de alta eficiência. No ensaio de citotoxicidade serão utilizadas as linhagens celulares MDBK, MDCK, CRFK e RK13, sendo confirmada a viabilidade celular pelo método MTT. A presença de atividades antivirais serão analisadas pelo método de Behrends & Kärber (MAYR, 1982). Após a formação de uma monocamada celular, o meio de crescimento será removido e realizadas titulações dos vírus herpesvírus bovino (BoHV), vírus da diarréia viral bovina (BVDV), vírus da arterite equina (EAV), vírus da influenza equina (EIV), calicivírus felino (FCV), vírus da cinomose canina (CDV), adenovírus canino (CAV) e coronavírus canino (CCoV), na presença ou ausência de cada extrato. As placas serão mantidas em estufa com 5% de CO2 a 37 °C por 72 horas até a realização da leitura, tendo como base a ausência ou presença de efeito citopático. O título será determinado como dose infectante para cultivo celular a 50% (DICC50/100µL). De acordo com os resultados obtidos na determinação da dose não tóxica dos extratos e sua composição química, espera-se definir a concentração dos extratos que apresentam atividade antiviral, para o uso da planta de forma segura eficiente.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2014 - 2015

    Determinação da atividade antifúngica de plantas medicinais encontradas em Pelotas, RS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: A utilização de plantas para tratamento, cura e prevenção de doenças é uma das práticas mais antigas da humanidade. O uso de fitoterápicos pode reduzir os gastos com medicamentos obtendo-se resultados satisfatórios, atuando como sinergistas ou até mesmo substituindo os medicamentos alopáticos, no caso de resistência microbiana. A investigação das propriedades medicinais de espécies vegetais tem demonstrado inúmeras atividades, como ação antimicrobiana, antiulcerogênica, anticancerígena, anti-inflamatória, anti-helmíntica e carrapaticida. Entretanto, muitas plantas são consumidas pela população ou oferecidas aos animais sem nenhuma orientação, expondo-os muitas vezes a riscos, já que várias espécies são potencialmente tóxicas. Na cidade de Pelotas há um grande número de famílias que vivem na periferia em convívio direto com animais doentes. Em vista desta realidade, a realização de estudos avaliando as plantas nesta região, e identificando suas potencialidades como terapêutica torna-se fundamental, visando contribuir com a saúde humana e animal. Assim, este projeto objetiva fazer um resgate de plantas medicinais e tóxicas, e determinação da atividade antifúngica das plantas usadas como medicinais na região de Pelotas-RS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Eficácia de extratos vegetais na desinfecção de superfícies contaminadas com fungos do complexo Sporothrix schenckii, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: A atividade antimicrobiana dos diferentes extratos e óleo essencial do orégano (Origanum vulgare) e do alecrim (Rosmarinus officinalis) vem sendo investigada frente a bactérias e fungos. Os fungos pertencentes ao complexo Sporothrix schenckii são causadores de uma micose denominada esporotricose, de importância em saúde pública pelo fato de acometar tanto os animais quanto ao homem. O isolamento desses fungos do ambiente já é comprovado e favorece a contaminação cruzada, sendo que, no mercado, são escassos os produtos que eliminam efetivamente esses fungos do ambiente. Com isso, pretende-se avaliar a ação antimicrobiana dos extratos hidroalcoólico, aquoso (infusão e decocção) e tintura de Origanum vulgare e Rosmarinus officinalis frente à fase filamentosa de fungos do complexo Sporothrix schenckii, através da técnica de exposição direta e testes de desinfecção de superfícies.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

  • 2011 - 2014

    Potencial antifúngico e toxicidade dos óleos essenciais de Origanum vulgare, Origanum majorana e Rosmarinus officinalis, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marlete Brum Cleff em 11/09/2017., Descrição: Em animais, o estudo de fitoterápicos no tratamento de infecções causadas por leveduras e até mesmo por bactérias ainda são escassos, todavia vem despertando interesse, principalmente por se tratar de fármacos naturais, com custos menores e também por se apresentarem de forma geral com menores efeitos tóxicos, principalmente quando comparados aos antimicrobianos disponíveis para uso. Neste contexto, os vegetais da família Lamiaceae, com destaque para o Origanum vulgare, Origanum majorana e Rosmarinus officinalis vêm sendo avaliados principalmente quanto a sua atividade antimicrobiana, antiinflamatória e quimioterápica demosntrando resultados satisfatórios. A busca por melhor qualidade de vida e, o crescente número de animais de estimação estimula o estudo destas plantas com potencial terapêutico, visto que em humanos esta linha de pesquisa está sendo bem desenvolvida. Assim, a determinação do potencial tóxico dos extratos vegetais a serem utilizados em um estudo, se torna de suma importância, pois a possibilidade de toxicidade pode ser um limitante para a aplicação prática dos fitoterápicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Caroline Bohnen de Matos - Integrante / Marlete Brum Cleff - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional