ANTONIO JOSÉ SARMENTO DA NÓBREGA

Bacharel em Fisioterapia pela Universidade Federal da Paraíba (2013); Especialista em Acupuntura pela Associação Brasileira de Acupuntura (2015); Especialista em Fisioterapia Cardiorrespiratória pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) (2016); Mestre (2016) e Doutor (2018) em Avaliação e Intervenção em Fisioterapia Pneumocardiovascular pela UFRN; Pós-Doutor pela UFRN (2018) e pelo Politecnico di Milano (Itália) (2019) em Avaliação e Intervenção em Fisioterapia Pneumocardiovascular com ênfase em fisiologia e mecânica respiratória. Atualmente é pesquisador colaborador no PneumoCardioVascular Lab da UFRN desenvolvendo trabalhos de colaboração nacional (UFRN, UFPE e UFMG) e internacional [Universidad de Chile (Chile) e Politecnico di Milano (Itália)]. Tem experiência na área de fisioterapia cardiorrespiratória com ênfase em reabilitação cardíaca e respiratória, doença neuromuscular, clearance das vias aéreas, fisiologia e mecânica respiratória além de inferência estatística e tratamento de dados para pesquisa científica.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Fisioterapia

2016 - 2018

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Título: Novas metodologias de avaliação e intervenção em pacientes com Esclerose Lateral Amiotrófica
Orientador: em Politecnico di Milano ( Andrea Aliverti)
com Vanessa Regiane Resqueti. Coorientador: Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Fisioterapia

2014 - 2016

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Título: Benefícios da técnica de Air Stacking em sujeitos com Esclerose Lateral Amiotrófica,Ano de Obtenção: 2016
Armele de Fátima Dornelas de Andrade.Coorientador: Vanessa Regiane Resqueti. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Especialização em Fisioterapia Cardiorrespiratória e Vascular

2014 - 2016

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Título: Efeitos agudos da utilização da técnica de Air Stacking no pico de fluxo de tosse e capacidade inspiratória de sujeitos com Esclerose Lateral Amiotrófica.
Orientador: Vanessa Regiane Resqueti

Especialização em Acupuntura

2013 - 2015

Associação Brasileira de Acupuntura
Título: Pontos utilizados para o tratamento da função coração
Orientador: Ricardo Guedes

Graduação em Fisioterapia

2008 - 2013

Universidade Federal da Paraíba
Título: A utilização de recursos fisioterapêuticos para portadores de fibromialgia: Uma revisão sistemática
Orientador: Antonio Geraldo Cidrão de Carvalho
com

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2018 - 2019

Pós-Doutorado. , Politecnico di Milano, POLIMI, Itália. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências da Saúde, Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Fisiologia e Mecânica Respiratória.

2018 - 2018

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências da Saúde, Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Fisioterapia Cardiorrespiratória. , Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Fisiologia e Mecânica Respiratória.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Atualização e best practices em fisioterapia e DMD. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2015 - 2015

Extensão universitária em Introduction to Health Research Methodology. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

2015 - 2015

Terapia respiratória em doença neuromuscular. (Carga horária: 20h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2014 - 2014

Crâniopuntura. (Carga horária: 30h). , Associação Brasileira de Acupuntura, ABA, Brasil.

2013 - 2013

Microssistema auricular - aspectos teóricos e práticos. (Carga horária: 60h). , Associação Brasileira de Acupuntura, ABA, Brasil.

2013 - 2013

Ventilação mecânica não-invasiva. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

2012 - 2013

Advanced Anatomy. (Carga horária: 156h). , Brandon University, BRANDON, Canadá.

2012 - 2012

English for Academic Purposes IV- Advanced Level. (Carga horária: 325h). , Brandon University, BRANDON, Canadá.

2011 - 2012

Extensão universitária em Inglês V. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

2011 - 2011

Extensão universitária em Inglês IV. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

2010 - 2011

Extensão universitária em Inglês III. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

2010 - 2010

Atenção fisioterapêutica em fibromialgia. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Italiano

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Fisioterapia Cardiorrespiratória.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

PEREIRA, J. F. ; PINHEIRO JUNIOR, J. E. G. ; SARMENTO, A. ; PEDROSA, B. C. S. . Mesa Redonda Fisioterapia: desafios e conquistas. 2011.. 2011. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XVII Simpósio Brasileiro de ELA/DNM.Análise multiparamétrica do teste de pressão inspiratória nasal em sujeitos com esclerose lateral amiotrófica. 2018. (Simpósio).

10° Congresso da Associação Latino Americana de Torax. Benefícios da utilização da técnica de Air Stacking em sujeitos com Esclerose Lateral Amiotrófica. 2016. (Congresso).

European Respiratory Society Congress. 2016. (Outra).

European Respiratory Society Congress. Acute effects of air stacking maneuver on chest wall volumes and peak cough flow of healthy subjects. 2015. (Congresso).

Seminário sobre a doença de Pompe.Técnicas experimentais para o diagnóstico de insuficiência ventilatória em doenças neuromusculares. 2015. (Seminário).

I Oficina de ventilação mecânica não-invasiva. 2013. (Oficina).

II ENCONTRO NORDESTINO DE NEUROCIÊNCIA E COMPORTAMENTO. 2011. (Encontro).

VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA. A EFETIVIDADE DA HIDROCINESIOTERAPIA NA MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DE PORTADORES DE FIBROMIALGIA. 2011. (Congresso).

XIV ENCONTRO DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA.MONITORIA COMO FORMA DE APRENDIZADO: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE ALUNOS MONITORES E NÃO MONITORES DA DISCIPLINA BÁSICA ANATOMIA. 2011. (Encontro).

XIX CONGRESSO BRASILEIRO DE FISIOTERAPIA. Efeitos da hidrocinesioterapia na melhoria da qualidade de vida de usuários fibromiálgicos. 2011. (Congresso).

XIX ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA.Avaliação da qualidade de vida de pacientes portadores de fibromialgia submetidos à intervenção fisioterapêutica. 2011. (Encontro).

8 FÓRUM CIENTÍFICO DE DEBATES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA PARAÍBA.CINESIOTERAPIA APLICADA A PACIENTE COM OSTEOARTRITE ? ESTUDO DE CASO. 2010. (Outra).

FISIOTERAPIA: FORMAÇÃO E MERCADO DE TRABALHO. 2010. (Seminário).

II CONGRESSO INTERDISCIPLINAR DE ODONTOLOGIA E FISIOTERAPIA - COIFI. FRATURA DE CÔNDILO DA MANDÍBULA: UMA ABORDAGEM FISIOTERAPEUTICA. 2010. (Congresso).

I CONGRESSO INTERDISCIPLINAR DE ODONTOLOGIA E FISIOTERAPIA DA PARAÍBA. 2009. (Congresso).

II OFICINA AMPLIADA SOBRE ATENÇÃO BÁSICA: (RE)CONSTRUINDO PRÁTICAS E INTEGRANDO SABERES. 2009. (Oficina).

II SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA UFPB. 2009. (Seminário).

XII ENCONTRO DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA.REVISÃO ANATÔMICA DO TÚNEL DO CARPO E SUA IMPORTÂNCIA NA SAÚDE OCUPACIONAL.. 2009. (Encontro).

XVIII CONSELHO DE ENTIDADES DE FISIOTERAPIA - COREEFI. 2009. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Caroline Ferreira Schon

BRUNO, S. S.;SARMENTO, A.; SA, J. C. F.. Magnitude das mudanças na aptidão cardiorrespiratória em longo prazo após reabilitação cardíaca e seus fatores correlacionados. 2020. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Thiago Bezerra Wanderley e Lima

FREGONEZI, G. A. F.;SARMENTO, A.; SOARES, B. L.. Comportamento fisiológico de músculos respiratórios durante diferentes testes de endurance respiratória em sujeitos saudáveis. 2020. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Jackson Cláudio Costa de Lima

FREGONEZI, G. A. F.; BRUNO, S. S.;SARMENTO, A.. Desenvolvimento e caracterização clínica de nova medida de avaliação de força muscular expiratória: Pressão expiratória nasal (SNEP). 2018. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Amanda Soares Felismino Silveira

BRUNO, S. S.; CRUZ, N. S. O.;SARMENTO, A.; SA, J. C. F.;RESQUETI, V. R.. Efeitos de um programa de reabilitação cardíaca nas variáveis independentes do esforço máximo em pacientes com insuficiência cardíaca crônica.. 2020. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Jéssica Danielle Medeiros da Fonsêca

FREGONEZI, GAF;RESQUETI, V. R.SARMENTO, A.; FLORENCIO, R. B.; BRITTO, R. R.. Efeitos agudos das cargas inspiratórias nos volumes da parede torácica e atividade elétrica dos músculos respiratórios em adultos saudáveis e crianças respiradores orais. 2019. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Nicole Soares Oliver Cruz

BRUNO, S. S.;SARMENTO, A.; CAMPOS, S. L.;RESQUETI, V. R.; SOUZA, G. F.. Comparação do desempenho cardiopulmonar, metabólico, da cinética de oxigênio e ventilatória de mulheres obesas durante protocolos de teste de esforço cardiopulmonar em esteira e bicicleta ergométrica. 2018. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Rêncio Bento Florêncio

FREGONEZI, G. A. F.;RESQUETI, V. R.SARMENTO, ANTONIO; SOUZA, G. F.; SA, J. C. F.. Estudo dos volumes da parede torácica na doença respiratória restritiva e análise de instrumentos para reexpansão pulmonar em sujeitos saudáveis. 2018. Tese (Doutorado em Biotecnologia - RENORBIO) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Catharinne Angélica Carvalho de Farias

FREGONEZI, G. A. F.;RESQUETI, V. R.; SOUZA, G. F.;SARMENTO, A.; CAMPOS, S. L.. Efeitos do treinamento muscular respiratório em diferentes modalidades associado a reabilitação respiratória em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC): Ensaio clínico aleatório e controlado. 2018. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Esther Fernandes Tinôco Volpe

FREGONEZI, G. A. F.; LANZA, D. C. F.; NASCIMENTO, G. C.;SARMENTO, A.; SA, J. C. F.. Desenvolvimento de equipamento de avaliação de parâmetros articulares em indivíduos com insuficiência venosa crônica. 2018. Tese (Doutorado em Biotecnologia - RENORBIO) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Esther Fernandes Tinôco Volpe

LANZA, D. C. F.;RESQUETI, V. R.SARMENTO, A.. Desenvolvimento tecnológico de equipamento de avaliação de parâmetros articulares em indivíduos com insuficiência venosa crônica. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Biotecnologia - RENORBIO) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Rêncio Bento Florêncio

RESQUETI, V. R.; NASCIMENTO, G. C.;SARMENTO, A.. Cinemática respiratória em doenças respiratórias restritivas. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Biotecnologia - RENORBIO) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Thiago Bezerra Wanderley e Lima

Fregonezi, G.A.F.;SARMENTO, A.; SOARES, B. L.. Comportamento fisiológico de músculos respiratórios durante diferentes testes de endurance respiratória em sujeitos saudáveis. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Karen de Medeiros Pondofe

Resqueti VRSARMENTO, A.; RIBEIRO, T. S.. Valores de referência do teste de elevação do calcanhar bipodal cadenciado externamente: Um estudo multicêntrico. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Jackson Cláudio Costa de Lima

FREGONEZI, G. A. F.;RESQUETI, V. R.SARMENTO, A.. Desenvolvimento e caracterização clínica de nova medida de avaliação de força muscular expiratória:pressão expiratória nasal (SNEP). 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Antonio Felipe Lopes Cavalcante

FREGONEZI, G. A. F.; FARIAS, C. A. C.;SARMENTO, A.. Avaliação da viabiliadade da pressão expiratória nasal em indivíduos saudáveis. Possível forma de complementação para mensuração da força da musculatura expiratória. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Cristiane Chaves de Oliveira Lima

FREGONEZI, G. A. F.; FLORENCIO, R. B.;SARMENTO, A.. Variações de volumes da parede torácica durante o uso da válvula do tipo Nickerson & Keens em sujeitos saudáveis. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Marina Lyra Lima Cabral Fagundes

FREGONEZI, G. A. F.; FLORENCIO, R. B.;SARMENTO, A.. Comparação de técnicas de expansão pulmonar a partir da captação dos volumes da parede torácica em sujeitos saudáveis. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Juliana Magda de Araújo Nóbrega

RESQUETI, V. R.SARMENTO, ANTONIO; OLIVEIRA, L. M.. Atividade eletromiográfica dos músculos respiratórios e variações de volume durante o pico de fluxo de tosse em sujeitos saudáveis.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Joherbeth Fernandes Moreira

FREGONEZI, G. A. F.LIMA, I. N. D. F.SARMENTO, A.. Avaliação eletromiográfica dos músculos respiratórios durante a manobra de ventilação voluntária máxima. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Raul de Amorim Felipe

FREGONEZI, G. A.; GUALDI, L. P.;SARMENTO, A.. Avaliação de volume e fluxo da parede torácica durante uso de diferentes intensidades de carga com dispositivo de treinamento muscular respiratório eletrônico.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Stenio Melo Lins da Costa

CARVALHO, A. G. C.; BARROS, M. F. A.;COSTA, S. M. L.. A UTILIZAÇÃO DE RECURSOS FISIOTERAPEUTICOS PARA PORTADORES DE FIBROMIALGIA : UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal da Paraíba.

Vanessa Regiane Resqueti

DORNELAS DE ANDRADE, Armele F.; BRITTO, R. R.; GUALDI, L.;RESQUETI, V. R.. BENEFÍCIOS DA TÉCNICA DE AIR STACKING EM SUJEITOS COM ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA. 2016. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Vanessa Regiane Resqueti

Fregonezi G. A. F:; ALIVERTI, ANDREA;RESQUETI, V. R.; DIAS, F. A. L.; NASCIMENTO, G. C.. NOVAS METODOLOGIAS DE AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO EM PACIENTES COM ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA. 2018. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Vanessa Regiane Resqueti

ZIN, W. A.; DIAS, F. A. L.;Resqueti,Vanessa Regiane. Avaliação da compressão de gás e de volumes pulmonares durante a manobra de air stacking em sujeitos saudáveis e com esclerose lateral amiotrofica.. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Vanessa Regiane Resqueti

DORNELAS DE ANDRADE, Armele F.;RESQUETI, V. R.LIMA, I. N. D. F.. Efeitos agudos da tecnica de Air Stacking no pico de fluxo de tosse e volumes pulmonares em individuos com Esclerose Lateral Amiotrofica.. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi

Aliverti, ADIAS, F. A. L.; NASCIMENTO, G. C.;Fregonezi, Guilherme Augusto de FreitasResqueti, Vanessa Regiane. Novas metodologias de avaliação e intervenção em pacientes com Esclerose Lateral Amiotrófica. 2018. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

George Carlos do Nascimento

DO NASCIMENTO, GEORGE C.; ALIVERTI, ANDREA; DIAS, FERNANDO AUGUSTO LAVEZZO; FREGONEZI, GUILHERME AUGUSTO DE FREITAS; RESQUETI, VANESSA. NOVAS METODOLOGIAS DE AVALIACAO E INTERVENCAO EM PACIENTES COM ESCLEROSE LATERAL AMIOTROFICA. 2018. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Íllia Nadinne Dantas Florentino Lima

RESQUETI, V. R.; BRITTO, R. R.;LIMA, I. N. D. F.. Efeitos agudos da técnica de air stacking no pico de fluxo de tosse e volumes pulmonares em indivíduos com Esclerose Lateral Amiotrófica. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Íllia Nadinne Dantas Florentino Lima

LIMA, I. N. D. F.; Resqueti VR; DORNELAS , A. F.. Efeitos agudos da técnica de air stacking no pico de fluxo de tosse e volumes pulmonares em indivíduos com Esclerose Lateral Amiotrófica. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Lucien Peroni Gualdi

ANDRADE, A. F. D.; BRITTO, R.;GUALDI, L.P.. Benefícios da técnica de air stacking em sujeitos com esclerose lateral amiotrófica. 2016. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Ozana de Fatima Costa Brito

Efeitos da técnica de insuflação-exsuflação mecânica no pico de fluxo de tosse e nos volumes da parede torácica em pacientes com esclerose lateral amiotrófica; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; (Coorientador);

Matías Felipe Otto Yañes

Desenvolvimento tecnologico e validacao de valvula de avaliacao de resistencia respiratoria eletromecanica; ; Início: 2018; Tese (Doutorado em BIOTECNOLOGIA - Rede RENORBIO) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; (Coorientador);

Karen de Medeiros Pondofe

Valores de referência do teste de elevação do calcanhar bipodal cadenciado externamente em adultos saudáveis: um estudo multicêntrico; 2018; Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte,; Coorientador: Antonio José Sarmento da Nóbrega;

Martina Araújo Durán

Air stacking em pacientes com Esclerose Lateral Amiotrófica: uma revisão bibliográfica; 2019; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Fisioterapia Cardiorrespiratória e Vascular) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Antonio José Sarmento da Nóbrega;

Ricelly Felipe da Silva Santiago

Análise eletromiografica dos músculos secundários e primários no exercício de remada baixa com pegada aberta pronada; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Treinamento de força) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Antonio José Sarmento da Nóbrega;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Vanessa Regiane Resqueti

EFEITOS AGUDOS DA TÉCNICA DE AIR STACKING NO PICO DE FLUXO DE TOSSE E VOLUMES PULMONARES EM SUJEITOS COM ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA; 2014; Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Vanessa Regiane Resqueti;

Vanessa Regiane Resqueti

NOVAS METODOLOGIAS DE AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO EM PACIENTES COM ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA; 2016; Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte,; Orientador: Vanessa Regiane Resqueti;

Vanessa Regiane Resqueti

Efeitos agudos da utilização da técnica de Air Stacking no pico de fluxo de tosse e capacidade inspiratória de sujeitos com Esclerose Lateral Amiotrófica; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Fisioterapia Cardiorespiratória) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Vanessa Regiane Resqueti;

Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi

2018; TBM LAB - Politecnico di Milano, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi;

Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi

2018; Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi;

Francisco de Assis Limeira Júnior

Integração e incentivo à formação de docentes e pesquisadores; ; 2010; Orientação de outra natureza; (Fisioterapia) - Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Francisco de Assis Limeira Junior;

Maria de Fátima Alcântara Barros

A utilização de recursos fisioterapêuticos para portadores de fibromialgia: uma revisão sistemática; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Maria de Fátima Alcântara Barros;

Maria de Fátima Alcântara Barros

A percepção da qualidade de vida em pacientes fibromiálgicos submetidos à intervenção fisioterapêutica; ; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Maria de Fátima Alcântara Barros;

Maria de Fátima Alcântara Barros

Avaliação de qualidade de vida de pacientes portadores de fibromialgia submetidos à intervenção fisioterapêutica; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal da Paraíba, UNIVERSIDADE FEDREAL DA PARÍBA; Orientador: Maria de Fátima Alcântara Barros;

Antonio Geraldo Cidrão de Carvalho

Avaliação de qualidade de vida de pacientes portadores de fibromialgia submetidos à intervenção fisioterapêutica; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal da Paraíba; Orientador: Antonio Geraldo Cidrão de Carvalho;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • OLIVEIRA, L. M. ; FREGONEZI, G. A. F. ; SANTOS, P. ; SILVA, A. A. M. ; FONSECA, J. D. M. ; DOURADO JUNIOR, M. E. ; ALIVERTI, ANDREA ; SARMENTO, A. ; RESQUETI, V. R. . Effects of Positioning on Cough Peak Flow and Muscular Electromyographic Activation in Duchenne Muscular Dystrophy. Respiratory Care , v. -, p. respcare.07426--, 2020.

  • OTTO-YANES, M. ; SARMENTO, A. ; TORRES-CASTRO, R. ; ARAUJO, P. ; FARIAS, C. A. C. ; ANDRADE, A. F. D. ; PUPPO, H. ; RESQUETI, V. R. ; FREGONEZI, G. A. F. . Maximal voluntary ventilation should not be estimated from the forced expiratory volume in the first second in healthy people and COPD patients. Frontiers in Physiology , v. 11, p. 537, 2020.

  • LIRA, MARIA ; FREGONEZI, GUILHERME ; MARCELINO, ANA A. ; SARMENTO, ANTONIO ; RESQUETI, VANESSA R. . Normal range of values for contractility and relaxation parameters of inspiratory muscles in healthy children: An exploratory study. PEDIATRIC PULMONOLOGY (ONLINE) , v. 55, p. 1512-1520, 2020.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SARMENTO, A. . Espirometria, Pressões inspiratória e expiratória, SNIP na ELA.Qual melhor?. 2019. (Palestra).

SARMENTO, A. . Análise e interpretação dos dados da Pletismografia Optoeletrônica (Curso ministrado [30hr] - Mestrado em Fisioterapia da UFPE). 2018. .

SARMENTO, A. . Atuações da fisioterapia respiratória em pacientes com doença neuromuscular. 2018. (Palestra).

SARMENTO, A. . Aspectos Funcionais da fisioterapia respiratória e cardiovascular. 2018. (Aula ministrada como professor convidado [30hr] - Mestrado em Fisioterapia da UFPE).

SARMENTO, A. . Atendimento multidisciplinar para a Esclerose Lateral Amiotrófica. 2018. (Palestra).

SARMENTO, A. . Técnicas experimentais para o diagnóstico de insuficiência ventilatória em doenças neuromusculares. 2015. (Palestra).

SARMENTO, A. . Técnicas de reexpansão pulmonar. 2015. (Aula Ministrada - Faculdade Maurício de Nassau).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Evidência científica sobre o uso de pressão positiva contínua nas vias aéreas nasal para distúrbios respiratórios do sono após acidente vascular cerebral, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi em 10/10/2019., Descrição: A apneia obstrutiva do sono é um distúrbio comum que continua a ganhar ampla atenção, principalmente devido às suas consequências relacionadas à saúde, como distúrbios cardiovasculares e cerebrovasculares, e sintomas comórbidos associados, como sonolência diurna e ronco (Ramar 2010; Wright 1998). A adesão relatada do uso de CPAP em pacientes com AVC varia entre 11% e 81% (Bassetti 2006; Bradley 2009); maior adesão está associada a menor número de eventos cardiovasculares (Martínez-García 2009). Esta continua sendo uma limitação para o uso de CPAP nesta população. A apneia obstrutiva do sono não tratada com IAH maior que 15 tem sido fortemente associada a comprometimento neurocognitivo, hipertensão, eventos cardiovasculares fatais e não fatais, risco de mortalidade por câncer, acidente vascular cerebral isquêmico e aumento dos riscos à saúde (Marin 2005; Nieto 2012: Redline 2010) . Existe um grupo de pacientes com AVC com AOS que não recebem tratamento com CPAP devido à fraqueza facial, deterioração do motor e desconforto ao usar uma máscara completa (Hui, 2002; Palombini, 2006). A aplicação do CPAP também pode diminuir o fluxo sangüíneo cerebral quando ele está associado à hipocapnia, e suas conseqüências devem ser mais estudadas (Scala 2003; Scala 2009). Uma revisão sistemática publicada recentemente concluiu que há melhorias na recuperação neurológica, mas como as escalas utilizadas não têm um valor de relevância clínica estabelecido, a significância clínica desses dados não pode ser determinada (Brill 2018). É possível que a adesão ao tratamento com CPAP possa ser melhorada se a terapia demonstrar benefícios claramente demonstrados. Como há aspectos do tratamento com CPAP após o AVC que ainda não foram totalmente explorados, incluindo possíveis efeitos protetores, adesão ao tratamento e segurança do tratamento, uma revisão sistemática poderia abordar essas preocupações. Nosso objetivo é revisar as evidências para o uso de CPAP nasal para o tratamento de pacientes com AVC com distúrbios respiratórios do sono. Os objetivos deste estudo é determinar a eficácia e a segurança do uso de pressão positiva contínua nas vias aéreas nasais (nCPAP) para distúrbios respiratórios do sono após o AVC.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Coordenador / Vanessa Regiane Resqueti - Integrante / Matias Otto-Yáes - Integrante / Rodrigo Torres-Castro - Integrante / Gonzalo Bernardo Rivera Lillo - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Treinamento Muscular Respiratório em Sujeitos com Distrofia Muscular Miotônica e drive inspiratório: um estudo crossover, Descrição: A fraqueza dos músculos inspiratórios, observada na Distrofia Muscular Miotonica (DM1), gera um desequilíbrio entre o trabalho e a geração de força pelo músculo, que, quando suficientemente grave, ocasiona a insuficiência respiratória hipercápnica. Por outro lado, a fraqueza dos músculos expiratórios diminui a eficácia da tosse e da higiene mucociliar e favorece infecções pulmonares e atelectasias. A disfunção desses dois grupos respiratórios comumente antecipa a insuficiência respiratória aguda em pacientes com desordens neuromusculares. A maior duração da doença está associada com uma menor amplitude de potenciais de ação motores que compõem o diafragma, menor capacidade vital e maior prevalência de disparos miotônicos nos músculos intercostais. Quando a musculatura dos membros proximais torna-se fraca, a pressão inspiratória declina acentuadamente e a hipercapnia se torna mais frequente. Alguns estudos prévios como os de Araújo e cols. (2010), mostraram uma redução na força muscular expiratória de sujeitos portadores de DM1, fato corroborado por Evangelista et. al. (2017), que observaram redução na força muscular inspiratória e expiratória, bem como na taxa máxima de relaxamento desse grupo de sujeitos. Visando o incremento da força da musculatura respiratória nesses indivíduos, o treinamento muscular respiratório (TMR) mostrou beneficíos em termos de pressões inspiratórias máximas em pacientes com miastenia grave e pacientes com distrofia muscular de Duchenne (DMD). Fregonezi e cols. (2005) observaram melhorias na força muscular respiratória, na mobilidade da parede torácica, no padrão respiratório e na resistência respiratória de 27 sujeitos com miastenia grave, durante um programa treinamento de 8 semanas . Além disso, o TRM reduziu a sensação de dispneia (medida pela escala visual de Borg) em pacientes com DMD. Na DM1, um protocolo de treinamento muscular respiratório domiciliar de 12 semans, realizado em um indivíduo, promoveu aumento da força muscular respiratória. Porém, o treinamento muscular expiratório não foi eficaz para aumentar a pressão expiratória máxima ou interromper sua perda . Diante da escassez de evidências científicas acerca de treinamento muscular respiratório em portadores de distrofia miotônica (DM) e da relevância de definições de intervenções que repercutam sobre drive inspiratório, justifica-se a realização desse estudo que trará informações pioneiras no sentido de melhorar a qualidade e a expectativa de vida de pacientes com DM1.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Vanessa Regiane Resqueti - Integrante / Mário Emilio Dourado Junior - Integrante / Layana Marques de Oliveira - Integrante / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Coordenador / Morgana de Araújo Evangelista - Integrante / Priscila Santos - Integrante / RAYANE GRAYCE DA SILVA VIEIRa - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Valores de referência da pressão inspiratória nasal em crianças saudáveis: Um estudo multicêntrico, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Vanessa Regiane Resqueti em 15/03/2017., Descrição: Introdução: A pressão inspiratória nasal é um teste fácil de ser realizado, que estima a pressão esofágica e prediz a força muscular pulmonar inspiratória. Este vem sendo realizado adicionalmente às pressões máximas inspiratória e expiratória, complementando avaliações da musculatura pulmonar. Objetivo: Propor equações de predição de pressão inspiratória nasal (SNIP) para crianças saudáveis brasileiras e determinar os valores de referência para essa população. Métodos: Estudo multicêntrico, transversal observacional, onde serão avaliadas crianças saudáveis de 6 a 12 anos de idade incompletos, de ambos os sexos, que não apresentem histórico de doenças respiratória, cardíaca, cerebrovascular e neuromuscular; que não tiveram gripe ou congestão nasal na semana anterior; que não use remédios regularmente para alergia, corticosteróides, depressores; sem desvio de septo e sem cirurgia tóraco-abdominal prévia que envolva abertura torácica ou abdominal. Inicialmente será preenchida uma ficha de avaliação sociodemográfica e antropométrica, seguido pela aferição dos sinais vitais. Após, para excluir qualquer distúrbio ventilatório, será realizada a prova de função pulmonar conhecida como espirometria e por fim realizaremos a prova de mecânica respiratória, a manovacuometria, que consiste em pressão inspiratória máxima, pressão expiratória máxima e a pressão inspiratória nasal (SNIP) que consiste em 20 inspirações rápidas pela narina contralateral à narina ocluída, sendo 10 em cada narina. Análise estatística: Para testar a normalidade dos dados, o teste de Kolmogorov-Smirnov será aplicado, bem como o teste t para testar a relação entre as pressões inspiratória, expiratória e inspiratória nasal com os sexos. Uma ANOVA será realizada para relacionar as pressões e as faixas etárias. A análise de regressão linear será utilizada para se obter equações preditivas para as variáveis independentes que se correlacionarem com a Pressão Inspiratória Nasal.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Vanessa Regiane Resqueti - Coordenador / Armele de Fátima Dornelas de Andrade - Integrante / Jessica Diniz - Integrante / ANA ALINE MARCELINO DA SILVA - Integrante / Layana Marques de Oliveira - Integrante / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Integrante / RAQUEL RODRIGUES BRITTO - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Custo efetividade da reabilitação pulmonar convencional versus reabilitação pulmonar combinado com treinamento muscular respiratório na doença pulmonar obstrutiva crônica - Ensaio clínico aleatório controlado, Descrição: A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é caracterizada pela presença de limitação crônica do fluxo aéreo, em especial ao fluxo expiratório, de forma progressiva e não totalmente reversível. A obstrução esta associado a uma resposta inflamatória, sendo um importante problema de saúde pública em todo o mundo, havendo uma forte relação de sua etiopatogenia com o tabagismo. Apesar de ser atribuída a DPOC a responsabilidade por milhões de internações hospitalares e uma das principais causas de morte em todo mundo, está doença é considerada como evitável e tratável. Adicionalmente ao tratamento farmacológico, recomenda-se que os indivíduos com DPOC, pacientes GOLD classificação espirométrica 1 a 4 participem de programas de Reabilitação Pulmonar, como descrito pelo GOLD e seguindo as recomendações do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica do Ministério da Saúde. Atualmente a Reabilitação Pulmonar é definida como uma intervenção abrangente, baseada na avaliação completa do paciente, seguido por terapias específicas, que incluem, mas não estão limitados, ao treinamento aeróbio, a educação e a mudança de comportamento, os quais visam melhorar a condição física e psicológica das pessoas com doenças respiratórias crônicas, além de promover a adesão e mudanças de comportamento à longo prazo.Este projeto vincula em seus objetivos estabelecer se os benefícios conferidos pelo treinamento muscular respiratório (TMR) associado a reabilitação pulmonar para futura tomada de decisão racional baseado na avaliação econômica dentro de tratamento na perspectiva do Sistema Único de Saúde considerando a PORTARIA N 609, DE 6 DE JUNHO DE 2013 e seu ANEXO, que regulam e aprovam o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, também estabeleceremos qual custo/efetividade das duas modalidades de intervenção na DPOC considerando a utilização ou não do TMR. Em relação a parte clínica, segundo recente publicação em relação aos efeitos do TMR e seus efeitos sobre a capacidade de exercício na DPOC, atualmente é difícil interpretar os resultados da literatura que são limitados em relação ao número de estudos, sem adequado número amostral, controle placebo e realizado com grupos heterogêneos de pacientes.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Vanessa Regiane Resqueti - Coordenador / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Integrante / MARINA LYRA LIMA CABRAL FAGUNDES - Integrante / JÉSSICA DANIELLE MEDEIROS DA FONSÊCA - Integrante / SELMA SOUSA BRUNO - Integrante / CATHARINNE ANGELICA CARVALHO DE FARIAS - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Efeitos agudos de diferentes posturas sobre o pico de fluxo de tosse e atividade elétrica dos músculos respiratórios em pacientes com distrofia muscular de Duchenne, Descrição: Introdução: A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é considerada a distrofia muscular hereditária mais comum da infância e ocorre quase exclusivamente em jovens do sexo masculino. Caracteriza-se pela degeneração progressiva e irreversível da musculatura esquelética, causando fraqueza muscular generalizada, incluindo os músculos respiratórios. Objetivo: Nessa perspectiva o estudo tem como finalidade avaliar os efeitos agudos respiratórios das variações do pico de fluxo de tosse em diferentes posturas sobre os volumes da parede torácica e atividade elétrica dos músculos respiratórios em pacientes com DMD. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional, do tipo transversal. A amostra deste estudo será composta por dois grupos: grupo DMD, composto por pacientes com DMD, encaminhados pelo ambulatório de neurologia do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e pelo grupo controle (GC), formados por crianças e adolescentes auto-relatados saudáveis pareados por idade, gênero e IMC com os pacientes com DMD. Os voluntários selecionados serão submetidos inicialmente à anamnese e exame físico, com aferição dos sinais vitais, medidas antropométricas, avaliação da função pulmonar e da força dos músculos respiratórios. Em seguida será avaliada a cinemática da parede torácica associada à atividade eletromiográfica dos músculos respiratórios, composta por 4 momentos: respiração basal inicial, manobra de capacidade vital lenta, tosse e respiração basal final. Essa avaliação será realizada em três posições supino, supino a 45o e supino a 80o. Por fim, será realizada a avaliação da função motora através do questionário Medida da Função Motora (MFM) nos pacientes do grupo DMD.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Vanessa Regiane Resqueti - Coordenador / ANA ALINE MARCELINO DA SILVA - Integrante / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Integrante / Mário Emilio Dourado Junior - Integrante / Layana Marques de Oliveira - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Valores de referência para os testes de caminhada de dois minutos, seis minutos e teste levanta-senta em crianças e adolescentes saudáveis - PROJETO MULTICÊNTRICO, Descrição: Introdução: O teste de caminhada de dois minutos (TC2) e de seis minutos (TC6) e o teste levanta-senta de cinco repetições (TLS-5rep) são frequentemente utilizados em crianças e adolescentes para avaliação da capacidade funcional tanto na saúde quanto em seus agravos. No entanto, a escassez (TC6) ou ausência (TC2 e TLS- 5rep) de equações de previsão para esses testes em crianças e adolescentes limita sua adequada interpretação. Objetivo: Estabelecer equações de referência para predição da distância caminhada para o TC2, TC6 e tempo gasto no TLS-5rep em crianças e adolescentes saudáveis; secundariamente, testar a reprodutibilidade desses testes, comparar o desempenho entre meninos e meninas e entre diferentes regiões do Brasil. Método: Este é um estudo de delineamento transversal, multicêntrico (quatro centros), no qual, segundo cálculo amostral, serão avaliadas 960 crianças e adolescentes (6 a 17 anos), de ambos os gêneros, sem antecedentes de doenças cardiorrespiratórias, neuromusculares ou musculoesqueléticas. Inicialmente será realizada uma anamnese, o exame de espirometria e aplicação dos questionários: de nível sócio-econômico e de atividade física. Serão aplicados os testes: TC2, TC6, e TLS-5rep que deverão ser realizados em dias diferentes (dois a cinco dias de intervalo) conforme randomização. O teste sorteado será realizado duas vezes no mesmo dia, com intervalo de 30 minutos. A frequência cardíaca (FC), pressão arterial, saturação de pulso de oxigênio (SpO2), sensação de dispnéia e fadiga em membros inferiores serão registradas no início e ao término do teste. Durante o teste serão monitorizadas a FC e a SpO2. As variáveis dependentes serão a melhor distância para o TC2 e TC6 e o menor tempo para realizar o TLS-5rep e as variáveis independentes serão: idade, gênero, peso, altura, índice de massa corpórea, delta de FC (pico ? repouso), comprimento da perna e circunferência da coxa. Resultados esperados: As equações de regressão derivadas deste estudo poderão ser utilizadas para determinar os valores de referência para o TC2, TC6, e TLS-5rep, auxiliando a interpretar se há ou não limitação da capacidade funcional quando esses testes forem utilizados em avaliações de crianças e adolescentes com diversas condições/agravos à saúde. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Vanessa Regiane Resqueti - Coordenador / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Integrante / Simone Dal Corso - Integrante / ANA ALINE MARCELINO DA SILVA - Integrante.

  • 2015 - 2017

    Análise da atividade elétrica de músculos respiratórios e periféricos em asmáticos durante testes de capacidade funcional, Descrição: Nos individuos asmáticos, os fatores como o grau de obstrução da via aérea no repouso, a ocorrência do broncoespasmo induzido pelo exercício, a diminuição da capacidade ventilatória e a maior sensação de dispneia explicam as limitações encontradas em asmáticos na prática de atividades físicas regulares, e dessa forma determinam uma interrupção precoce dessas atividade e um estilo de vida mais sedentário, com consequente diminuição de seus níveis de capacidade física e aumentando, assim, os problemas respiratórios. Os testes de campo de avaliação da capacidade de exercício são capazes de observar a melhora sobre o desempenho nas provas de tolerância ao exercício, o nível de capacidade aeróbica máxima ou submáxima e o estado funcional do paciente respiratório. Os testes considerados submáximos são simples, que consistem comumente em caminhar em terreno plano, ou bem, subir degraus atribuindo uma carga constante ou incremental em função da modalidade do tempo escolhido. Devido as alteraçoes dos musculos respiratórios e periféricos obervados nos sujeitos asmáticos, a Eletromiografia de Superfície (EMGs) tem sido utilizada para avaliação da musculatura respiratória e possui a grande vantagem de permitir uma avaliação não invasiva dos músculos respiratórios e, ainda, uma observação da atividade e desempenho dos diferentes grupos musculares envolvidos no processo da respiração . Diversos estudos têm analisado os benefícios da avaliação da EMGs dos músculos respiratórios. A EMGs pode ser utilizada para a avaliação da fraqueza ou fadiga muscular, da evolução de doenças ou no monitoramento da função muscular durante programas de tratamento. Diante disso, nosso estudo tem como objetivo identificar se há diferença no comportamento da atividade elétrica de músculos respiratórios e periféricos, durante o Incremental Shuttle Walking Test e o Glittre-AVD test, quando comparados sujeitos asmáticos e saudáveis. O presente estudo tem como objetivo analisar o comportamento da atividade elétrica dos músculos respiratórios e periféricos, durante a execução do Incremental Shuttle Walking Test e o Glittre-AVD, em indivíduos asmáticos e saudáveis. Estudo observacional, analítico, de caráter transversal com abordagem quantitativa, realizada na cidade de Natal situada no estado do Rio Grande do Norte (RN). Será conduzida no Laboratório de Desempenho Pneumocardiovascular no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A população participante do estudo serão indivíduos com diagnóstico de Asma e indivíduos saudáveis, composta por individuos asmáticos e indivíduos saudáveis. Sendo os pacientes asmáticos clinicamente estáveis, provenientes dos serviços de assistência hospitalar e ambulatorial do HUOL, e dos serviços de assistência farmacêutica localizados na cidade de Natal RN... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Vanessa Regiane Resqueti - Coordenador / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Integrante / Jessica Diniz - Integrante / Illia Nadinne Dantas Florentino Lima - Integrante / Lucien Peroni Gualdi - Integrante / Neila Alves de Queiroz - Integrante / Nathalie Cortez Bezerra de Medeiros - Integrante.

  • 2014 - 2017

    Efeitos agudos da técnica de Air Stacking no pico de fluxo de tosse e voumes pulmonares em sujeitos com Esclerose Lateral Amiotrófica, Descrição: A Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é uma doença neurodegenerativa caracterizada por fraqueza muscular progressiva. Os músculos participantes da respiração também são afetados fazendo com que o sujeito tenha uma expansibilidade assim como um pico de fluxo de tosse (PFT) diminuídos. Estes dependem das forças de recolhimento pulmonar e da parede torácica e podem ser melhorados através da técnica de Air Stacking. A Pletismografia Optoeletrônica (POE) e a Tomografia de Bioimpedância Elétrica (TIE) são instrumentos de acurácia elevada para obtenção de variações de volumes pulmonares e pico de fluxo de tosse. O presente estudo tem como objetivos comparar os efeitos respiratórios agudos das variações do pico de fluxo de tosse avaliado por meio da Pletismografia Optoeletrônica antes e após a técnica do Air Stacking em sujeitos com Esclerose Lateral Amiotrófica, assim como porcentagem de contribuição dos compartimentos pulmonares e variação de volumes inspiratório e expiratório final. Serão avaliados o PFT , volume corrente (Vt) dos compartimentos da caixa torácica pulmonar (CTp) e abdominal (CTa) e abdome (Ab) antes e após a técnica de Air Stacking através da POE e TIE em 30 sujeitos divididos em dois grupos (Experimental caracterizado por sujeitos com ELA e Controle caracterizado por sujeito saudáveis) posicionados em posição supina com 45 de inclinação de tronco. Espera-se que, através da técnica de Air Stacking, haja uma melhora considerável no pico de fluxo de tosse, recrutamento alveolar, clearance pulmonar e volumes pulmonares que, consequentemente, impactará numa diminuição do número de infecções respiratórias e morbidade dos sujeitos com doenças neuromusculares. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Vanessa Regiane Resqueti - Coordenador / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Integrante / Armele de Fátima Dornelas de Andrade - Integrante / Illia Nadinne Dantas Florentino Lima - Integrante / Lucien Peroni Gualdi - Integrante / Andreza Morais da Silva - Integrante / Neila Alves de Queiroz - Integrante / Rafaela Jordânia de Medeiros - Integrante.

  • 2013 - 2015

    Efeitos Agudos e Crônicos do Alongamento Estático dos Músculos da Caixa Torácica nas Variações de Volume da Parede Toracoabdominal, Atividade Eletromiográfica e Capacidade Funcional de Asmáticos., Descrição: Os programas de fisioterapia respiratória para pacientes asmáticos geralmente incluem dentro da sua abordagem o treinamento muscular respiratório, técnicas de controle da respiração, treinamento físico aeróbico e, dentro desse enfoque, o alongamento muscular que é uma técnica pouco utilizada como parte integrante das intervenções. Atualmente não há estudos sobre os efeitos que a aplicação isolada do alongamento dos músculos da caixa torácica poderia exercer na mecânica ventilatória e atividade elétrica dos músculos respiratórios de pacientes asmáticos. O alongamento muscular parece ser uma técnica potencialmente eficaz para colocar os músculos que atuam sobre a caixa torácica em vantagem mecânica, melhorando assim o seu desempenho. Isso poderia se refletir na melhora na mecânica ventilatória e distribuição dos volumes pulmonares, assim como reduzir a atividade eletromiográfica dos músculos respiratórios acessórios, como constatado em estudos prévios em pacientes com DPOC, os quais compartilham do processo de hiperinsulflação que ocorre nos pacientes asmáticos. Considerando as mudanças funcionais dos músculos respiratórios induzidas pela sobrecarga mecânica intermitente durante as crises de asma e os efeitos crônicos da hiperinsulflação nestes pacientes, bem como as alterações no comprimento do músculo e melhora da capacidade de geração de força pela manutenção da relação comprimento-tensão adequada que o alongamento proporciona, a hipótese do presente estudo é que o alongamento dos músculos respiratórios da caixa torácica promova alterações na distribuição dos volumes pulmonares dinâmicos do compartimento toracoabdominal, atividade eletromiográfica dos músculos respiratórios e desempenho funcional de pacientes asmáticos. Diante disso, o objetivo do presnete estudo é valiar os efeitos agudos e cronicos, de alongamento dos músculos da caixa torácica sobre a variação dos volumes pulmonares dinâmicos do compartimento toracoabdominal, atividade eletromiográfica e funcionalidade de pacientes asmáticos com doença controlada. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Vanessa Regiane Resqueti - Coordenador / Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi - Integrante / Armele de Fátima Dornelas de Andrade - Integrante / KARDEC ALECXANDRO ABRANTES AGUIAR - Integrante / Jessica Diniz - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Influência da pressão positiva nas vias aéreas na magnitude da hipotensão pós-exercício em mulheres hipertensas com apnéia obstrutiva do sono., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / José Heriston de Morais Lima - Coordenador.

  • 2013 - 2014

    Análise do serviço assistencial prestado aos idosos em um hospital-escola do município de João Pessoa - PB., Descrição: O novo perfil epidemiológico brasileiro é ocasionado principalmente pelo envelhecimento populacional do país. Este panorama requer uma rede de serviços de saúde organizada de forma integrada e com abordagem multiprofissional, capaz de compreender os aspectos envolvidos no processo saúde-doença. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo geral analisar a assistência prestada aos idosos usuários de um Hospital-escola,nlocalizado no município de João Pessoa/Paraíba. Trata-se de uma pesquisa empírica de natureza aplicada, com abordagem quanti e qualitativa, documental e descritiva, contudo passando à interpretação dos dados.Para tal fim, os dados serão analisados segundo sua natureza, para isto utilizar-se-á o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS)versão 20.0 e análise segundo Bardin(2006), com a interpretação dos dados(qualitativos) mediante a análise de conteúdo por ategorização temática. Portanto, espera-se que este estudo sirva como embasamento para outras pesquisas,assim como venha contribuir para a melhoria dos serviços ofertados aos idosos usuário do Hospital-escola.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Maria Emília Evaristo Caluête - Coordenador / Erika Valeska da Costa Alves - Integrante / Natanna Lopes de Araújo - Integrante.

  • 2010 - 2013

    Impacto de um programa de atenção fisioterapêutica ao portador de fibromialgia, Descrição: Desenvolve-se um estudo descritivo do tipo transversal para avaliar a qualidade de vida e um protocolo de tratamento hidrocinesioterapêutico + tens para o tratamento de pacientes com fibromialgia.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Antonio José Sarmento da Nóbrega - Integrante / Barros, Maria de Fátima Alcântara - Coordenador / Carvalho, Antonio Geraldo Cidrão de - Integrante / JOSÉ FÉLIX BRITO JÚNIOR - Integrante / Luis Eduardo Ribeiro Oliveira Filho - Integrante / Mayrton Flávio Venâncio dos Santos - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

Menção Honrosa - Prêmio CAPES de Tese - DOU 06/09/2019, Edição 173, Seção 3, Página 122., Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

2018

1° lugar na categoria poster, tema Cuidados respiratórios - 11° Congresso da ALAT - México, (Associação Latinoamericana de Tórax).

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - 2017

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Docência assistida, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Docência Assistida teórico-prática na disciplina Estágio Supervisionado em Fisioterapia Cardiorrespiratória e vascular

  • 2015 - 2015

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Docência Assistida, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Docência Assistida teórico-prática na disciplina Estágio Supervisionado em Fisioterapia Cardiorrespiratória e vascular.

  • 2015 - 2015

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Docência assistida, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Docência Assistida teórico-prática na disciplina Estágio Supervisionado em Fisioterapia Cardiorrespiratória e vascular.

    Atividades

    • 01/2014

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisioterapia.,Linhas de pesquisa

  • 2012 - 2013

    Brandon University

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante - Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Intercâmbista pelo Programa Ciência sem Fronteiras, chamada edital n 120/2012 - Canadá como Estudante - Pesquisador na Brandon University - Curso Health Studies - Faculty of Science. Supervisionado pelo professor Dr. Phillip Goernert. Duração: 1 ano.

    Atividades

    • 08/2012 - 04/2013

      Direção e administração, Brandon University, .,Cargo ou função, Coordenador Geral dos Estudantes Brasileiros na Brandon University - Canadá.

    • 09/2012 - 02/2013

      Estágios , Brandon University, .,Estágio realizado, Atuante como estagiário do curso de fisioterapia na equipe médica do time de basquete da Brandon University - Canadá, os BobCats. Supervisionado pelo Educador Físico Professor Steve Dzubinski..

  • 2018 - 2019

    Politecnico Di Milano

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Pós-Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Pós-Doutorado Sanduíche-CAPES no Laboratorio di Tecnologie Biomediche (TBMLab), Dipartimento di Elettronica, Informazione e Bioingegneria - Polictenico de Milano (Itália) (processo n° 88887.292822/2018-00, vinculado ao projetos de números 23.038.007514/2014-78 e 054/2014; PGCI-CAPES), supervisionado pelo Prof. Dr. Andrea Aliverti. Duração: 7 meses.

  • 2016 - 2017

    Politecnico Di Milano

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Doutorado Sanduíche-CAPES (processo n° 99999.000314/2016-01) no Laboratorio di Tecnologie Biomediche (TBMLab), Dipartimento di Elettronica, Informazione e Bioingegneria - Polictenico di Milano (Itália), vinculado aos projetos de números 23.038.007514/2014-78 e 054/2014 (Programa Geral de Cooperação Internacional [PGCI]-CAPES), supervisionado pelo Prof. Dr. Andrea Aliverti. Duração: 1 ano.

  • 2016 - 2016

    Politecnico Di Milano

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Doutorado Sanduíche-CNPq no Laboratorio di Tecnologie Biomediche (TBMLab), Dipartimento di Elettronica, Informazione e Bioingegneria - Polictenico di Milano (Itália), vinculado ao projeto PVE 400.316/2012-9, supervisionado pelo Prof. Dr. Andrea Aliverti. Duração: 3 meses.