Paloma Vidal

é escritora, tradutora e professora de Teoria Literária da Universidade Federal de São Paulo. Possui graduação em Letras e Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; e mestrado e doutorado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Realizou pós-doutorado na Université Paris 7-Diderot (2016), na Universidade Estadual de Campinas (2007-2009) e na Universidade de Brasília (2006-2007). Ë pesquisadora na área de Teoria Literária e Literatura Latino-americana, dedicando-se, entre outros, aos seguintes temas: narrativas de exílios, migrações e viagens; escritas do eu e performance; diários, cadernos e outras formas de anotação; questões de tradução e do viver entre línguas.

Informações coletadas do Lattes em 03/07/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Letras

2002 - 2006

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio
Título: Depois de tudo. Trajetórias na literatura latino-americana
Orientador: Karl Erik Schollhammer
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Literatura latino-americana; Pós-ditadura; Pós-modernismo; Política.Grande área: Lingüística, Letras e ArtesGrande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Brasileira. Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria Literária.

Mestrado em Letras

2000 - 2002

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio
Título: Literatura e exílio no Cone Sul,Ano de Obtenção: 2002
Karl Erik Schollhammer.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Exílio; ditadura militar; Literatura hispano-americana.Grande área: Lingüística, Letras e ArtesGrande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria Literária.

Graduação em Filosofia

2000 - 2006

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Leituras de Benjamin: da ditadura à pós-ditadura
Orientador: Fernando Rodrigues

Graduação em Letras

1995 - 1999

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2016 - 2016

Pós-Doutorado. , Université Paris Diderot, PARIS 7, França. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Lingüística, Letras e Artes

2007 - 2009

Pós-Doutorado. , Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil. , Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. , Grande área: Lingüística, Letras e Artes, Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Hispano-americana.

2006 - 2007

Pós-Doutorado. , Universidade de Brasília, UnB, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria Literária.

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Latino-americana.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

VIDAL, P. ; MORESCHI, M. ; GANDOLFI, L. . VII Jornada de Literatura Contemporânea da Unifesp. 2018. (Congresso).

VIDAL, P. ; MORESCHI, M. . VI Jornada de Literatura Contemporânea da Unifesp. 2017. (Congresso).

VIDAL, P. . Em obras - ciclo de palestras performáticas. 2017. (Outro).

VIDAL, P. . En travaux - journée de conférences performatives. 2016. (Outro).

VIDAL, P. ; LASCH, M. . V Jornada de Literatura Contemporânea da Unifesp. 2016. (Congresso).

VIDAL, P. ; GANDOLFI, L. ; MORESCHI, M. . IV Jornada de Literatura Contemporânea da Unifesp. 2015. (Congresso).

VIDAL, P. . Em obras - ciclo de palestras performáticas. 2015. (Outro).

VIDAL, P. . II Colóquio de investigações do poético. 2014. (Congresso).

VIDAL, P. ; GANDOLFI, L. . III Jornada de Literatura Contemporânea da Unifesp. 2014. (Congresso).

VIDAL, P. . II Jornada de Literatura Contemporânea da Unifesp. 2013. (Congresso).

VIDAL, P. . I Jornada de Literatura Contemporânea da Unifesp. 2012. (Congresso).

VIDAL, P. . Colóquio de Literatura e Teoria Literária. 2010. (Congresso).

VIDAL, P. . Jornada de gênero e literatura. 2006. (Congresso).

VIDAL, P. . Conexões Rio-Buenos Aires. 2004. (Outro).

VIDAL, P. . III Jornada da Pós-graduação em Estudos de Literatura. 2003. (Congresso).

VIDAL, P. . II Jornada da Pós-graduação em Estudos de Literatura. 2002. (Congresso).

VIDAL, P. . I Jornada da Pós-graduação em Estudos de Literatura. 2001. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Arts and Science Workshop Series - David Rockefeller Center - Harvard University.Noite americana/ de tu lado del mar: a Musical Translation. 2019. (Encontro).

Cátedra Edward Said.Entre-lugares: sobre trânsitos culturais contemporâneos. 2019. (Encontro).

CWS Series, Creative Writing in Spanish, NYU.Resistir a Barthes. 2019. (Encontro).

Literatura Brasileira Contemporânea de Mulheres.1989/2019 ? um romance pré-histórico. 2019. (Seminário).

Palestra na Universidade de Bordeaux Montaigne.Questions de traduction dans ?A menor mulher do mundo?. 2019. (Encontro).

Palestra na Universidade de Bordeaux Montaigne.Involontaires de la patrie - Clarice Lispector et les minorités ? une lecture de la nouvelle. 2019. (Encontro).

A circulação de paradigmas críticos em Íbero-América.Dois anfíbios: lendo Silviano Santiago com Roland Barthes. 2018. (Seminário).

Encontro do Programa de Pós-graduação em Ciências da Literatura da Faculdade de Letras da UFRJ.Ensaio de voo - uma leitura performática. 2018. (Encontro).

Palestra na pós-graduação da Escola de Comunicação da UFRJ.Nunca mantive um diário: os diários de Roland Barthes. 2018. (Encontro).

Séminaire GIRLUFI.Manières d'être entre: sur les littératures en transit. 2018. (Seminário).

After Clarice: Lispector's Legacy. Learning Spanish with Clarice. 2017. (Congresso).

Coloquio Margo Glantz: narradora hetedordoxa, ensayista disidente. Crónica de una traducción: Aparições, de Margo Glantz. 2017. (Congresso).

Conexões Letras - Universidade Federal de São Paulo.Experimentos performáticos - 10 exercícios para. 2017. (Encontro).

Impact of Literary Research Outside Academia.Creative Writing. 2017. (Simpósio).

Jornada "Corpo, substância gozante". Contar uma vida: ela não pintava apenas flores. 2017. (Congresso).

V Semana de Letras.Trabalho de escritor(a): vidas paralelas. 2017. (Encontro).

XXI Encontro Socine.De minha janela: escrevendo com Roland Barthes. 2017. (Encontro).

VII Simpósio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea: cartografias da produção atual.Literaturas ex-postas. 2016. (Simpósio).

V Jornada do Programa de Pós-graduação em Língua Espanhola e Hispano-americana.Em obras - palestras performáticas. 2016. (Seminário).

XVI Jornada Corpolinguagem/ VII Encontro Outrarte. Escrever uma vida. 2016. (Congresso).

Por qué Brasil, qué Brasil? Recorridos y prácticas críticas desde Argentina.A Argentina não é longe daqui. 2015. (Seminário).

VII Colóquio Mulheres em Letras: Percursos da Escrita de Autoria Feminina. Depoimento sobre meu fazer literário. 2015. (Congresso).

VI Seminário de Pesquisa dos Alunos de Pós-Graduação em Teoria Literária e Literatura Comparada. Em torno da autoficção. 2015. (Congresso).

Aula Inaugural do Curso de Bacharelado em Letras da Universidade Federal de Santa Maria San.Uma literatura ignorante. 2014. (Outra).

Ciclo Todo Cortázar 100 anos.Cortázar e a viagem. 2014. (Encontro).

Colóquio Hilda Hilst.Extensões. 2014. (Seminário).

Encenações contemporâneas.Mesa redonda com Florencia Garramuo. 2014. (Seminário).

Homenagem a Marguerite Duras.Escritura e inacabamento: os cadernos de Duras. 2014. (Encontro).

II Colóquio de Investigações do Poético: Poesia Contemporânea.Poesia Hispano-americana. 2014. (Seminário).

II Coloquio Literatura y Margen: Silviano Santiago.Topografias del habla. 2014. (Seminário).

Memória, arte e educação em direitos humanos.Literatura: Memória, arte e educação em direitos humanos. 2014. (Seminário).

VI Simpósio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea: Lugares e disputas.Literatura Brasileira Contemporânea. 2014. (Simpósio).

Conferência no Departamento de Espanhol da Universidade de Nova York.Por que Brasil? Modos de pensar el. 2013. (Encontro).

Encuentro cercano.Encuentro cercano con Paloma Vidal. 2013. (Oficina).

V Simpósio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea.Literatura em trânsito: edições, coleções e antologias entre o Brasil e a América Hispânica. 2013. (Simpósio).

Congresso do LASA. Yo a vos te conozco? Intimidad y afecto en las obras de algunas escritoras y artistas contemporáneas. 2012. (Congresso).

Encontro Internacional de Poesia Hispano-Americana: A Poesia como Língua Franca.De trânsitos e traduções, sobre a poesia de Cecilia Pavón e Beatriz Bastos. 2012. (Encontro).

II Simposio Internacional de Literatura Espaola e Hispanoamericana - Instituto Cervantes.Estar entre lenguas. 2012. (Simpósio).

I Jornada de Literatura Contemporânea da Unifesp.De trânsitos e traduções. 2012. (Encontro).

III Simpósio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea: Nação e Representação.Viagem e experiência comum: O filho da mãe, de Bernardo Carvalho. 2011. (Simpósio).

IV Congreso Celehis de Literatura. Lengua lenta. 2011. (Congresso).

IV Simpósio Internacional de Letras Neolatinas: Livro, Leitor, Leitura.Escrever a leitura: sobre a escrita de Martín Kohan e Daniel Link. 2011. (Simpósio).

XII Congresso Internacional da Abralic. Três tristes tigres. 2011. (Congresso).

I Colóquio de Letras: criação e linguagem.Língua e literatura. 2010. (Simpósio).

VIII Jornadas Andinas de Literatura Latino-americana. ?... uma maneira sutil de imaginar?: sobre memória e imigração. 2010. (Congresso).

II Congreso Internacional - Preguntas Críticas. Zonas de indistinción en la narrativa latinoamericana contemporánea. 2009. (Congresso).

II Taller de discusión. Experiencia, cuerpo y subjetividades. Literatura argentina y brasilea del presente.La nueva literatura rusa. 2009. (Oficina).

IV Simposio Internacional Representación en la Ciencia y en el Arte. Samuel Rawet - gesto y escritura. 2009. (Congresso).

IX Seminário Internacional de Estudos de Literatura: Literatura e Realidades. Viagem e experiência na literatura contemporânea. 2008. (Congresso).

Seminário de Graduação e Pós-Graduação, Departamento de Letras, USP.Sobre Primo Levi. 2008. (Seminário).

V Congresso Brasileiro de Hispanistas. Cortázar: a forma e a viagem. 2008. (Congresso).

V Congresso Brasileiro de Hispanistas. Cortázar: a forma e a viagem. 2008. (Congresso).

VII Jornadas Andinas de Literatura Latinoamericana. Por una estética de la provocación. 2008. (Congresso).

XI Congresso Internacional ABRALIC. A literatura fora de si: escrita e alteridade em Tununa Mercado. 2008. (Congresso).

Colóquio Projeto Temático Escritas da Violência, USP.Escrita, memória e alteridade em Las genealogías, de Margo Glantz. 2007. (Encontro).

7° Salão do Livro e Encontro de Literatura de Belo Horizonte.Arte e literatura no Chile ditatorial. 2006. (Encontro).

Jornada de Gênero e Literatura, Universidade de Brasília.A menina sudaca irá à venda? Diamela Eltit e o mercado. 2006. (Seminário).

Palestra no Programa de Pós-graduação da UnB.Diamela Eltit: literatura e resistência na pós-ditadura. 2006. (Outra).

Semana de Eventos da Faculdade de Letras da UFMG.Notas sobre estética e política na literatura latino-americana contemporânea. 2006. (Encontro).

Seminário Cenas Poéticas.Respiradouros na cidade: literatura e arte no Chile ditatorial. 2006. (Seminário).

X Congresso Internacional da ABRALIC. Apontamentos sobre a literatura na pós-ditadura. 2006. (Congresso).

Encontro Regional da ABRALIC 2005 ? Sentidos dos Lugares.Que Argentina é essa?. 2005. (Encontro).

XI Seminário Nacional Mulher e Literatura, II Seminário Internacional Mulher e Literatura.Travessias na obra de Luisa Valenzuela. 2005. (Seminário).

Graduate Student Conference on Latin American Scholarship. Subjectivity and ethics: João Gilberto Noll's recent narrative. 2004. (Congresso).

II Congreso Internacional Celehis de Literatura. Ética y errancia en dos novelas de Diamela Eltit. 2004. (Congresso).

II Congreso Internacional de Estudios Transatlânticos. Usos políticos del espacio en Lumpérica y Mano de obra. 2004. (Congresso).

III Mini-conference do Department of Spanish and Portuguese da UCLA.Posmodernidad en Latinoamérica: el caso de João Gilberto Noll. 2004. (Outra).

IX Congresso Internacional da ABRALIC. Exílio, política e corpo na narrativa de Luisa Valenzuela. 2004. (Congresso).

III Jornada da Pós-graduação em Estudos de Literatura. Delírio e alienação em Mano de obra de Diamela Eltit. 2003. (Congresso).

I Encontro Internacional de Alunos de Pós-graduação em Letras. A náusea do nosso tempo: breve discussão sobre narrativa brasileira contemporânea. 2002. (Congresso).

II Jornada da Pós-graduação em Estudos de Literatura. A prosa abjeta de João Gilberto Noll e Osvaldo Lamborghini. 2002. (Congresso).

Seminário de Psicanálise e Texto.Feminino e exílio. 2002. (Seminário).

I Jornada da Pós-graduação em Estudos de Literatura. Narrativas do exílio: política e literatura no Cone Sul. 2001. (Congresso).

Seminário de Psicanálise e Texto.Escrever a leitura. 2000. (Seminário).

VI Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas. A mise en abîme de Terra sonâmbula. 1999. (Congresso).

XXI Jornada de Iniciação Científica da UFRJ. O engajamento de André Gide e a ética da escrita. 1999. (Congresso).

Colóquio Objeto e Tempo da Psicanálise. Tempo e desejo na Tentativa amorosa de André Gide. 1998. (Congresso).

Congresso Internacional da Letra Freudiana. (Con)vocação à escrita em André Gide. 1997. (Congresso).

XIX Jornada de Iniciação Científica da UFRJ. André Gide e Os cadernos de André Walter. 1997. (Congresso).

VI Congresso da ASSEL. A criação do espaço literário em Ariano Suassuna. 1996. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Barbara Wagner Mastrobuono

VIDAL, P.. A narrativa por meio da ausência: análise de três contos de Ernest Hemingway. 2019. Dissertação (Mestrado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Carlos Henrique Vieira

VIDAL, P.. Autoficção, performance e tensões na literatura brasileira contemporânea: as figuras autorais de Clara Averbuck e Santiago Nazarian. 2019. Dissertação (Mestrado em Teoria e História Literária) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Mariana Pires Santos

VIDAL, P.. Ensaiar a escrita, escrever a vida. A produção critica e ficcional de Sylvia Molloy. 2019. Dissertação (Mestrado em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Amanda Silva de Araújo

VIDAL, P.. Um lugar no mundo: o espaço do eu - uma análise do romance Tsugumi de Banana Yoshimoto. 2019. Dissertação (Mestrado em Letras (Língua Literatura e Cultura Japonesa)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Carmem Silvia Félix Venturi

VIDAL, P.. César Aira: fusão-hibridização de gêneros no livro La trompeta de mimbre". 2018. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Maricelma da Silva

VIDAL, P.. Memória e metanarrativa em Ainda estou aqui, de Marcelo Rubens Paiva. 2018. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Samuel Delgado Pinheiro

VIDAL, P.. A gravidade do efêmero: prosa-haicai em Rakushisha de Adriana Lisboa. 2017. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Camilo Cavalcanti Silva

VIDAL, P.. A própria vida: efeitos de real e de sinceridade nas autoficções de Julián Fuks e Karl Ove Knausgard. 2017. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Aluno: Mariane

VIDAL, P.. Entre o passado e o presente: modos do testemunho na poesia de Tamara Kamenszain. 2016. Dissertação (Mestrado em Teoria e História Literária) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Patrícia Mariz da Cruz

VIDAL, P.. O luto amoroso: uma leitura de Paisagem com dromedário, de Carola Saavedra. 2016. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Paulo Ricardo Kralil Angelini

VIDAL, P.. Correr com rinocerontes. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Aluno: Anderson Vitorino Pinheiro

VIDAL, P.. Entre as ruínas da contranarrativa: a representação da realidad em Homem em queda, de DonLillo". 2015. Dissertação (Mestrado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Fabiola Fernandez Adechera

VIDAL, P.. Fábio Morábito: poéticas del vaivén. Extranjería, lengua y memoria. 2014. Dissertação (Mestrado em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Ana Carolina Macena Francini

VIDAL, P.. Os limites insondáveis entre o humano e o animal. Uma leitura de contos fantásticos hispano-americanos. 2014. Dissertação (Mestrado em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Tatiane Silva Santos

VIDAL, P.. Laberintos da memória: os espaços para a reconstrução da infância em El archipiélago, de Victoria Ocampo, Cuadernos de infancia, de Norah Lange e Infancia, de Graciliano Ramos. 2013. Dissertação (Mestrado em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Ricardo da Silva Espinola

VIDAL, P.. O tempo na sombra da linguagem: Vigila del Almirante, de Augusto Roa Bastos. 2013. Dissertação (Mestrado em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Breno Anderson Souza de Miranda

VIDAL, P.. Comunidades críticas em Borges e na historiografia: tradição, realismos, mito, política e utopias. 2012. Dissertação (Mestrado em letras) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Juliana Pádua

VIDAL, P.. Os corpos que restam. Fragmentos da dor e do gozo em Lumpérica e Vaca sagrada. Signos marginais na escrita de Diamela Eltit. 2009. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Universidade de Brasília.

Aluno: Juliana Seixas Ribeiro

VIDAL, P.. Mistérios de Lygia Fagundes Telles: uma leitura sob a ótica do fantástico. 2008. Dissertação (Mestrado em Teoria e História Literária) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Liana Aragão Lira Vasconcelos

VIDAL, P.. Estratégias de atuação no mercado editorial: Marcelino Freire e a Geração 90. 2007. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Universidade de Brasília.

Aluno: Mayra Moreyra Carvalho

VIDAL, P.. Além das linhas do campo e dos versos do poema: investigações sobre futebol-arte. 2006. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Universidade de Brasília.

Aluno: Gabriela Rugiiero Nór

VIDAL, P.. Narrativa e indeterminação: uma leitura de Acenos e afagos, de João Gilberto Noll. 2019. Tese (Doutorado em doutorado em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Tatiana Barbosa Cavalari

VIDAL, P.. Os lugares: espaços de criação autobiográfica na obra de Perec. 2019. Tese (Doutorado em Estudos Linguisticos, Literários e Tradutológicos em Francês) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Mayumi Senra Aibe

VIDAL, P.. Escutar silêncios herdados. 2017. Tese (Doutorado em Doutorado - Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Liliana Patricia Marles Valencia

VIDAL, P.. Formas de vertigem: uma estética donossiana. 2017. Tese (Doutorado em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Carolina Molinar Bellocchio

VIDAL, P.. Uma visão sutil do mundo - escritura, enunciação e variação em Roland Barthes. 2017. Tese (Doutorado em Estudos Linguisticos, Literários e Tradutológicos em Francês) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Tiago Novaes Lima

VIDAL, P.. Disciplina e dissipação na criação literária. 2017. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Julián Barbero Fuks

VIDAL, P.. História abstrata do romance. 2016. Tese (Doutorado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Anderson Luís da Mata

VIDAL, P.. As fraturas no projeto de uma literatura nacional: representação na narratiba brasileira contemporânea. 2010. Tese (Doutorado em Literatura) - Universidade de Brasília.

Aluno: Paulo Thomaz

VIDAL, P.. O dilaceramento da experiência. As poéticas da desolação de Bernardo Carvalho e Sergio Chejfec. 2009. Tese (Doutorado em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Guilherme Zarvos

VIDAL, P.. Branco sobre branco ? Centro de Experimentação Poética 20.000. 2008. Tese (Doutorado em Doutorado - Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Renata Pimentel Teixeira

VIDAL, P.. Copi: transgressão e escrita transformista. 2007. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Liniane Haag Brumo

VIDAL, P.. Poética do Arquivo: de Brasil Nunca Mais ao documentário (auto)biográfico com eixo na memória da ditadura (civil)-militar brasileira. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Teoria e História Literária) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Tatiana Barbosa Cavalari

VIDAL, P.. Os lugares: espaços de criação e memória em Perec. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em LETRAS (EST. LING., LITERÁRIOS E TRADUTOLÓGICOS EM FRANCÊS)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Tiago Novaes Lima

VIDAL, P.. Inquietante atopia: considerações psicanalíticas sobre criação literária em situações de errância. 2015.

Aluno: Marina Silva Ruivo

VIDAL, P.. Uma certa maneira de desejar a liberdade. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Literatura Brasileira) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Susana Moreira de Lima

VIDAL, P.. O outono da vida: trajetórias do envelhecimento feminino na literatura brasileira contemporânea. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Literatura) - Universidade de Brasília.

Aluno: Virgínia Maria Vasconcelos

VIDAL, P.. As escritoras e o campo literário brasileiro: uma relação de gênero. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Literatura) - Universidade de Brasília.

Aluno: Paulo Marcelo Fehlauer

VIDAL, P.. Sobre fantasmas e palimpsestos: memória e realismo na estética contemporânea. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: João Pedro Cerdeira Lelis Silva

VIDAL, P.. Por uma poética do queer: uma investigação da escrita de João Gilberto Noll e Glauco Mattoso. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Mayra Martins Guanaes

VIDAL, P.. Estudo e tradução do romance Algún amor que no mate de Dulce Chacón. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Nelson Flávio Moares de Oliveira

VIDAL, P.. Homem preto, entre o falo e a fala: a construção da masculinidade e do afeto do homem negro: um olhar sobre os Cadernos Negros. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Carlos Henrique Vieira

VIDAL, P.. O autor-personagem e a personagem-escritor: performance e tensões na literatura brasileira contemporânea. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Teoria e História Literária) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Fernanda Neves Lobo Caldeira

VIDAL, P.. Corpo, fragmentação e movimento em História de una mujer que caminó por la vida con zapatos de diseador, de Margo Glantz. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Camilo Gomide Cavalcanti Silva

VIDAL, P.. A própria vida: o retorno do autor e a crise da representação. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Literatura e Crítica Literária) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Aluno: Maricelma da Silva

VIDAL, P.. História, memória e literatura em "Ainda estou aqui", de Marcelo Rubens Paiva. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Barbara Wagner Mastrobuono

VIDAL, P.. Uma leitura da escrita sem ação. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada)) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Mariane Tavares Sousa

VIDAL, P.. Entre o passado e o presente: modos do testemunho na poesia de Tamara Kamenszain. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Teoria e História Literária) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Jane Ciambelli

VIDAL, P.. Sete memórias e uma farsa. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Escritores) - Instituto Superior de Educação Vera Cruz.

Aluno: Paulo Todescan Lessa Mattos

VIDAL, P.. Vista do mundo. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Escritores) - Instituto Superior de Educação Vera Cruz.

Aluno: Marina Sandron Lupinetti

VIDAL, P.. Desmorar. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Escritores) - Instituto Superior de Educação Vera Cruz.

Aluno: Alfredo Egydio Nugent Setubal

VIDAL, P.. O livro de líbero. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Escritores) - Instituto Superior de Educação Vera Cruz.

Aluno: Riacardo Alvarenga Hirata

VIDAL, P.. Desconcerto. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Escritores) - Instituto Superior de Educação Vera Cruz.

VIDAL, P.. Banca Examinadora de Concurso de Professor Adjunto A de Literatura Comparada. 2013. Universidade Federal de São Paulo.

VIDAL, P.. Banca Examinadora de Concurso de Professor Adjunto A de Teoria Literária. 2012. Universidade Federal de São Paulo.

VIDAL, P.. Banca Examinadora de Processo Seletivo Simplificado de Professor Adjunto Substituto. 2011. Universidade Federal de São Paulo.

VIDAL, P.. Banca Examinadora de Concurso de Professor Adjunto A de Literatura Brasileira. 2009. Universidade Federal de São Paulo.

VIDAL, P.. Banca Examinadora de Concurso de Professor Adjunto A de Língua Espanhola e suas Literaturas. 2009. Universidade Federal de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Marilia Rothier Cardoso

SCHOLLHAMMER, K. E.; OLINTO, H. K.;CARDOSO, M. R.; MORICONI, I.; SELIGMANN-SILVA, M. O.. Depois de tudo -- trajetórias na literatura latino-americana contemporânea. 2006. Tese (Doutorado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Fernando José de Santoro Moreira

MOREIRA, Fernando José de SantoroRODRIGUES, Fernando da Rocha. Leituras de Benjamin: da ditadura à pós-ditadura. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Ítalo Moriconi Júnior

MORICONI, Italo.; Cardoso, M. R.; SCHOOLHAMMER, K. E.; SELIGMANN-SILVA, M. O.; OLINTO, H. K.. DEPOIS DE TUDO - Trajetórias na literatura latino-americana contemporânea. 2006. Tese (Doutorado em Doutorado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Heidrun Friedel Krieger Olinto de Oliveira

OLINTO, Heidrun Krieger.. Literatura e exílio no cone sul. 2002. Dissertação (Mestrado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Heidrun Friedel Krieger Olinto de Oliveira

SCHOLLHAMMER, Karl Erik;OLINTO, Heidrun Krieger.. Depois de tudo - Trajetórias na literatura latino-americana contemporânea. 2006. Tese (Doutorado em Letras) - Pontificia Universidade Católica.

Heidrun Friedel Krieger Olinto de Oliveira

OLINTO, Heidrun Krieger.. Questões de representação na literatura latino-americana contemporânea. 2003. Exame de qualificação (Doutorando em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Vera Lucia Follain de Figueiredo

Figueiredo, Vera Lúcia Follain de; SCHOLLHAMMER, K. E.. LITERATURA E EXÍLIO NO CONE SUL. 2002. Dissertação (Mestrado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Karl Erik Schollhammer

SCHOLLHAMMER, K. E.. Literatura e Exílio no Cone Sul. 2002. Dissertação (Mestrado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Karl Erik Schollhammer

SCHOLLHAMMER, K. E.. Depois de Tudo - Trajetórias na LIteratura Latino-americana Contemporânea. 2006. Tese (Doutorado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

RAFAEL RAMOS

De Zé a Frescoe Ulisses: a literatura expandida na produção visual do artista Leonilson (1957-1993); Início: 2020; Dissertação (Mestrado profissional em Letras) - Universidade Federal de São Paulo; (Orientador);

Larissa Teodoro Andrade

Leitura de "Amora", de Natália Borges Polesso, como livro-mosaico; Início: 2019; Dissertação (Mestrado profissional em Letras) - Universidade Federal de São Paulo; (Orientador);

Nelson Flávio Moraes de Oliveira

A construção da masculinidade e do afeto do homem negro na literatura contemporânea: um olhar sobre a obra de Chimamanda e Allan da Rosa; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo; (Orientador);

Mayra Martins Guanaes

Algún amor que no mate: tradução, notas e introdução crítica; 2018; Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo,; Orientador: Paloma Vidal;

Paulo Marcelo Fehlauer

Palimpsestos, sobras e ruínas: aproximações entre literatura e fotografia e uma ética da representação; 2018; Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo,; Orientador: Paloma Vidal;

João Pedro Cerdeira Lelis Silva

Poéticas do queer: uma investigação da escrita de João Gilberto Noll e Glauco Mattoso; 2018; Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo,; Orientador: Paloma Vidal;

Carmem Silvia Félix Venturi

A relação entre ensaio e ficção na obra de César Aira; 2016; Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo,; Orientador: Paloma Vidal;

Samuel Pinheiro

Haicai e prosa: um estudo sobre o romance Rakushisha de Adriana Lisboa; 2015; Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de São Paulo,; Orientador: Paloma Vidal;

Patrícia Mariz da Cruz

O afeto na literatura brasileira contemporânea; 2014; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Letras) - Universidade Federal de São Paulo,; Orientador: Paloma Vidal;

Isabelita Maria Crosariol

2015; Universidade Federal de São Paulo,; Paloma Vidal;

Tatyane Almeida Rodrigues

As cartas de Frei Betto como forma de luta e denúncia; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de São Paulo; Orientador: Paloma Vidal;

Gustavo Rugiano

Rastros de viagem em Clarice Lispector: um estudo biográfico e literário; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Letras - Português e Espanhol) - Universidade Federal de São Paulo; Orientador: Paloma Vidal;

João Pedro Cerdeira Lelis Silva

João Gilberto Noll: homossexualidade e performance na literatura contemporânea; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Letras Português) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paloma Vidal;

Carlos Henrique Vieira

A representação dos outsiders nas produções literárias de Bernardo Carvalho e João Gilberto Noll; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paloma Vidal;

Nelson Flávio Moraes de Oliveira

A construção do feminino e a busca pelo pertencimento na escrita de Adriana Lisboa e Daniel Galera; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paloma Vidal;

Mariane Tavares Sousa

Sophia e Sena: da poesia à correspondência, diálogos de resistência à ditadura; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paloma Vidal;

Carlos Henrique Vieira

O outsider: marginalidade e degradação no romance O Filho da mãe de Bernardo Carvalho; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paloma Vidal;

Mariane Tavares Sousa

A produção literária de Jorge de Sena sob ditadura e exílio; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Letras) - Universidade Federal de São Paulo, Universidade Federal de São Paulo; Orientador: Paloma Vidal;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ana Maria Amorim de Alencar

André Gide : vida que se faz letra; 1999; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Letras) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Maria Amorim de Alencar;

Karl Erik Schollhammer

Literatura e Exílio no Cone Sul; 2002; Dissertação (Mestrado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Karl Erik Schollhammer;

Karl Erik Schollhammer

Depois de tudo - Trajetórias na literatura latino-americana contemporânea; 2006; Tese (Doutorado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Karl Erik Schollhammer;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • VIDAL, P. . Molloy, sempre tão literária. LANDA , v. 5, p. 200-209, 2016.

  • VIDAL, P. . O que resta. Escola Letra Freudiana , v. 48, p. 100-110, 2016.

  • VIDAL, P. . Y el origen siempre se pierde. Zama , v. 8, p. 129-139, 2016.

  • VIDAL, P. . Literatura e reparação: um percurso. Lua Nova. Revista de Cultura e Política , v. 96, p. 55-70, 2015.

  • VIDAL, P. . Una literatura ignorante. Notas sobre una novela. Clepsidra. Revista Interdisciplinaria de Estudios sobre Memoria , v. 1, p. 114-121, 2014.

  • VIDAL, P. . De trânsitos e traduções, sobre a poesia de Cecilia Pavón e Beatriz Bastos. CARACOL , v. 5, p. 44-59, 2013.

  • VIDAL, P. . Alguna literatura: recorridos por la narrativa brasilea contemporánea. INTI , v. 71-72, p. 143-164, 2012.

  • VIDAL, P. . Lengua lenta. Grumo (Buenos Aires) , v. 9, p. 44-47, 2012.

  • VIDAL, P. . A escrita performática de João Gilberto Noll. Teresa (USP) , v. 10-11, p. 300-316, 2011.

  • VIDAL, P. . Samuel Rawet: gesto y escritura. Representaciones (Córdoba) , v. 5, p. 109-115, 2010.

  • VIDAL, P. . Fazer ouvir a língua. Grumo (Buenos Aires) , v. 8, p. 76-77, 2010.

  • VIDAL, P. . La canción de las ciudades. Confraria (Rio de Janeiro) , v. 24, p. 1-5, 2009.

  • VIDAL, P. . Viagem e experiência na narrativa argentina contemporânea. Cerrados (UnB. Impresso) , v. 27, p. 113-129, 2009.

  • VIDAL, P. . La posibilidad de lo imposible. Revista Iberoamericana , v. LXXV, p. 435-443, 2009.

  • VIDAL, P. . Escrita, memória e alteridade em Las genealogías, de Margo Glantz. Literatura e Autoritarismo (UFSM) , v. 13, p. 15, 2008.

  • VIDAL, P. . Tununa Mercado e os restos da viagem. Confraria (Rio de Janeiro) , v. 21, p. 1, 2008.

  • VIDAL, P. . Cortázar e os sentidos da viagem. Confraria (Rio de Janeiro) , v. 19, p. 1, 2008.

  • VIDAL, P. . Los incompletos e o esvaziamento da viagem. Confraria (Rio de Janeiro) , v. 20, p. 1-4, 2008.

  • VIDAL, P. . O retorno da viagem em Del cielo a casa. Confraria (Rio de Janeiro) , v. 23, p. 1-5, 2008.

  • VIDAL, P. . Por una literatura periférica. Grumo (Buenos Aires) , v. 7, p. 120-121, 2008.

  • VIDAL, P. . Performance e homoafetividade em dois romances de João Gilberto Noll. E-misférica (New York) , v. 4, p. 1-10, 2007.

  • VIDAL, P. . Arte e literatura como sinais de vida. Grumo (Buenos Aires) , v. 6, p. 6-11, 2007.

  • VIDAL, P. . '... continuamos ainda nesta viagem obscura e secreta': memória e resistência na narrativa de Diamela Eltit. IPOTESI (UFJF. IMPRESSO) , v. 11, p. 39-46, 2007.

  • VIDAL, P. . Comunidades inadecuadas: la narrativa reciente de J. G. Noll. Grumo (Buenos Aires) , v. 5, p. 18-21, 2006.

  • VIDAL, P. . Memória em desconstrução: da ditadura à pós-ditadura. Alea: Estudos Neolatinos (Impresso) , v. 8, p. 249-261, 2006.

  • VIDAL, P. . Espaços populares e corpos resistentes em dois romances de Diamela Eltit. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea , v. 28, p. 87-96, 2006.

  • VIDAL, P. . Usos políticos del espacio en Lumpérica y Mano de obra. La torre: Revista de la Universidad de Puerto Rico , San Juan de Puerto Rico, v. Ano X, n.n 38, p. 635-644, 2005.

  • VIDAL, P. . Tal literatura, qual crítica? (literatura, crítica e temporalidade). Grumo (Buenos Aires) , Rio de Janeiro/Buenos Aires, v. 3, p. 84-93, 2004.

  • VIDAL, P. . Efeitos de abjeto em João Gilberto Noll e Osvaldo Lamborghini. Grumo (Buenos Aires) , Rio de Janeiro/Buenos Aires, v. 1, p. 132-135, 2003.

  • VIDAL, P. . Literatura e ditadura: alguns recortes. Revista Escrita, v. 5, p. -, 2003.

  • VIDAL, P. . Fernando Bonassi - Prova contrária. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea , v. 22, p. 225-227, 2003.

  • VIDAL, P. . Escritura y trauma en Novela Negra con Argentinos. www.literateworld.com, v. -, p. -, 2002.

  • VIDAL, P. . (Con)vocação à escrita em André Gide. Revista da Letra Freudiana, Rio de Janeiro, v. 23, p. 283-289, 1999.

  • VIDAL, P. . Tempo e desejo em La Tentative Amoureuse. Revista da Letra Freudiana, Rio de Janeiro, v. 25, p. 331-336, 1999.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

VIDAL, P. . Revista ALEA. 2020.

VIDAL, P. . Revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea. 2020.

VIDAL, P. . LASCH, M.; LEITE, N. V. de A. (Org.). Anatomia destino liberdade.. 2019.

VIDAL, P. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2018.

VIDAL, P. . Revista Caracol. 2018.

VIDAL, P. . Revista Matraga. 2018.

VIDAL, P. . Editora da Unifesp. 2018.

VIDAL, P. . Itinerários - Revista de Literatura. 2017.

VIDAL, P. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2016.

VIDAL, P. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2015.

VIDAL, P. . Revista Landa. 2015.

VIDAL, P. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2014.

VIDAL, P. . Revista Estação Literária. 2013.

VIDAL, P. . Poligrafías - revista de teoría literaria y literatura comparada. 2011.

VIDAL, P. . Estudos Históricos. 2011.

VIDAL, P. . Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea. 2011.

VIDAL, P. . Revista Caracol. 2011.

VIDAL, P. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2011.

VIDAL, P. . Viso - Cadernos de Estética Aplicada. 2009.

VIDAL, P. ; CABRAL, C. B. . Primavera Literária - Brown University. 2019. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. ; TONUS, L. ; CABRAL, C. B. . Primavera Literária - Brown University. 2019. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Arte 1 ComTexto. 2018.

VIDAL, P. . Interferências: novas tendências da literatura latino-americana - Instituto Cervantes. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . O universo poético de Alejandra Pizarnik - Instituto Cervantes. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Sylvia Molloy em São Paulo - Instituto Cervantes. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Conversa na Casa do Papel - FLIP 2017. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. ; DODSON, K. . Hora de Clarice. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Salon du Livre de Paris. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Salon du Livre de Paris. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Escritora-leitora no Itaú Cultural. 2015.

VIDAL, P. . Salon du Livre de Paris. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. ; Maciel, Maria Esther ; Marques, Ana Maria ; Pessoa, Elisa . Literaturas: questões do nosso tempo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. ; MOSCOVICH, C. . Pauliceia Literária. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Feria Internacional de Guadalajara. 2014. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Bienal do Livro de São Paulo. 2014. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Livros 47. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

VIDAL, P. . Bienal do Livro do Rio de Janeiro. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . IV Festival da Mantiqueira. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Salon du Livre de Paris. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Biblioteca do exílio e da ausência. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

VIDAL, P. . FLIP 2012 ? Festa Literária de Paraty. 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Encontros de Interrogação. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

VIDAL, P. . Bienal do Livro do Rio de Janeiro. 2011. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

VIDAL, P. . Programa Entrelinhas. 2009. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

VIDAL, P. . Não escrever: oficina de textos inacabados. 2018. .

VIDAL, P. . Escrita e separação: uma oficina. 2018. .

VIDAL, P. . Não escrever: oficina de textos inacabados. 2018. .

VIDAL, P. . Não escrever: oficina de textos inacabados. 2018. .

VIDAL, P. . Não escrever: oficina de textos inacabados. 2018. .

VIDAL, P. . Não escrever: oficina de textos inacabados. 2018. .

VIDAL, P. . Estudos de Literatura Contemporânea. 2018. (Editoração/Periódico).

VIDAL, P. ; CÁMARA, M . Alea: Estudos Neolatinos - Como viver junto - vol. 20. 2018. (Editoração/Periódico).

VIDAL, P. . Escrita em autoficção: elementos autobiográficos na criação ficcional. 2017. .

VIDAL, P. . O ensaio como escrita de si. 2017. .

VIDAL, P. ; PINO, C. A. . Criação e Crítica - Escrita e separação - vol. 19. 2017. (Editoração/Periódico).

VIDAL, P. ; SELIGMANN-SILVA, M. ; FELDMAN, I. . Escritas do trauma: cinema, literatura e artes visuais. 2015. .

VIDAL, P. . Criação Literária. 2015. .

VIDAL, P. . Como vivir juntos. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

VIDAL, P. . Escrita criativa. 2014. .

VIDAL, P. . Criação literária. 2014. .

VIDAL, P. . Relatório final. 2013. (Relatório de pesquisa).

VIDAL, P. . El repliegue de lo épico: ficción y nación en la cultura brasilea contemporánea. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

VIDAL, P. . Relatório final. 2012. (Relatório de pesquisa).

VIDAL, P. . Oficina de crítica literária. 2011. .

VIDAL, P. . Relatório final. 2009. (Relatório de pesquisa).

VIDAL, P. ; FELDMAN, I. ; Pessoa, Elisa ; PERET, F. ; MAGRI, I. ; KLINGER, D. ; LEITE, J. ; STIGGER, V. . Ciclo de Palestras Performáticas 'Em obras'. 2019. Performance.

VIDAL, P. . De minha janela. 2018. Performance.

VIDAL, P. . De minha janela. 2018. Performance.

VIDAL, P. . De minha janela. 2018. Performance.

VIDAL, P. . Não escrever. 2017. Performance.

VIDAL, P. . Não escrever. 2017. Performance.

VIDAL, P. . Ne pas écrire. 2016. Performance.

VIDAL, P. . Ne pas écrire. 2016. Performance.

VIDAL, P. . Não escrever. 2016. Performance.

VIDAL, P. . 10 exercícios para. 2016. Performance.

VIDAL, P. ; Pessoa, Elisa . Dupla exposição. 2015. Performance.

VIDAL, P. . Não escrever. 2015. Performance.

VIDAL, P. ; Pessoa, Elisa . Dupla exposição. 2015. Performance.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2020 - Atual

    Representação literária e seus limites: dizível-indizível, visível-invisível, Descrição: Este projeto, que congrega pesquisas dedicadas à poesia, à narrativa, ao teatro e a outras formas de expressão literária, busca pensar as relações conflituosas e, mesmo, aporéticas entre a(s) palavra(s) e a(s) coisa(s), entre sujeito de palavra e coisas ditas/não-ditas e, lateralmente, entre texto, voz e corpo. Como toda representação literária é norteada pela linguagem, e é linguagem, interessa entender como a representação, a um tempo em sua fisionomia canônica e transgressiva, pensa o mundo, o real, a verdade, a imagem, a fantasia, a fictio ... Nesse sentido, este projeto mobilizará poéticas que encenam o diálogo, se diálogo há, entre as palavras, o mundo e os sujeitos que, por isso mesmo, convocam e interpelam diversas percepções, diversas manifestações expressivas que se movimentam, em linhas gerais, entre o dizível e o indizível, entre o visível e o invisível.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Paloma Vidal - Integrante / Leila Aguiar - Integrante / Ana Claudia Romano Ribeiro - Coordenador., Número de orientações: 2

  • 2019 - Atual

    Práticas da anotação: escrita e inacabamento, Descrição: Por que se escreve? E por que não se escreve mais? O que está em jogo na escrita que, às vezes, ela não é mais possível? E o que se escreve enquanto não se escreve? Que escritos surgem de uma escrita impossível? Essas são algumas das questões que guiam esta pesquisa, cujo objetivo principal é investigar a relação entre escrita, desejo e inacabamento. Partindo dos escritos e teorizações de Roland Barthes, com foco em seus últimos seminários, trata-se de refletir sobre os momentos em que a escrita parece se tornar impossível, beirando o fracasso, para colocar em discussão, entre outras questões, a autonomia e a especificidade do literário, a escrita como prática terapêutica e a função da literatura no campo social. São abordados autores que planejaram, em anotações de diversos tipos, livros que não escreveram, e cujas anotações acabaram se tornando livros inesperados, entre os quais Alejandra Pizarnik, Mario Levrero, Ana Cristina César, Josefina Vicens, Hélio Oiticica e Rodolfo Walsh.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador., Número de orientações: 1

  • 2019 - Atual

    Literatura e limiares: escritas e zonas do interstício, da transição e da transformação, Descrição: Em fragmento da obra "Passagens", Walter Benjamin diferencia o ?limiar? ("Schwelle") do conceito de fronteira ("Grenze") e o vincula a experiências, ou falta delas, cruciais na modernidade. Comparecem no trecho as dificuldades e a pobreza no que concerne à distinção e à vivência nos umbrais de vida e morte, bem como a incorporação de e a fuga para mundos oníricos, de fantasia, delírio ou diversão no mundo administrado (não apenas) das grandes metrópoles. O projeto congrega estudos que se debrucem sobre a literatura e as transformações do período moderno e seus desdobramentos na contemporaneidade. Interessam reflexões acerca das transições entre campos (por exemplo entre literatura e psicanálise, com os limiares entre realidade, fantasia, sonho, devaneio, delírio, o psíquico e o somático etc.), entre espaços geográficos e socioculturais trânsitos entre culturas, lugares, línguas, envolvendo também questões de tradução) ou entre gêneros (gêneros literários - ensaio, autobiografia, testemunho, relato - e gêneros artísticos híbridos, como a performance), assim como acerca dos registros da (im)potência ante a violência e a obtusidade excepcionais e cotidianas ou ante um mundo em acelerada transformação.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Paloma Vidal - Integrante / Markus Lasch - Coordenador / Francine Ricieri - Integrante., Número de orientações: 3

  • 2015 - 2018

    Diários: a preparação do romance, Descrição: Esta pesquisa visa investigar a relação entre diário e romance. Trata-se de investigar o momento do exercício preparatório para a escrita do romance, que se faz no diário, com o objetivo de refletir sobre a condição atual da autonomia literária, em um momento em que a literatura, e em particular a literatura brasileira contemporânea, se vê pressionada por um campo literário cada vez mais conservador. Sob essa perspectiva teórica, serão analisados e comparados os diários de diversos escritores, como Roland Barhes, Alejandra Pizarnik, Mario Levrero, Euclides da Cunha, Rodolfo Walsh, entre outros.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Auxílio aos Docentes e Alunos da Universidade Federal de São Pa - Bolsa.

  • 2009 - 2014

    Narrativas contemporâneas de viagem, Descrição: A presente pesquisa parte de uma discussão acerca do fim da viagem na contemporaneidade: haveria no presente um esgotamento dessa experiência fundamental da modernidade diante do triunfo da realidade virtual, do império da globalização, da crise do estado-nação, entre outros elementos que caracterizam uma mudança paradigmática da nossa maneira de estar e circular no mundo? Nosso objetivo fundamental é examinar como essa discussão aparece na literatura, indagando se ainda faria sentido pensar uma literatura de viagem no presente e, em particular, na produção literária latino-americana.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Uma maneira de imaginar: língua e herança em Sergio Chejfec e Roberto Raschella, Descrição: A pesquisa propõe uma reflexão acerca de um tipo específico de memória relacionado à imigração, a partir de duas narrativas argentinas contemporâneas: Lenta biografía (1990), primeiro romance de Sergio Chejfec (1956), e Diálogos en los patios rojos (1994), primeiro romance de Roberto Raschella (1930). O foco serão os narradores-filhos dessas narrativas e a maneira como aparece nos seus textos um trabalho com a memória a partir dos rastros de algo duplamente perdido: porque a lembrança é de outro e porque esse outro já se sente ele mesmo órfão de sua memória. A hipótese é que esse trabalho se dá como uma maneira de imaginar, ligada aos modos de transmissão falhada de uma herança. Isto é, por um lado, encontramos em cada uma das narrativas diferentes modos de transmissão de um legado; por outro, nos dois casos, trata-se de um legado cujos rastros a imaginação persegue, mas nunca recupera totalmente. A pesquisa buscará refletir sobre a maneira como esse rastreamento fica marcado na língua, constituindo poéticas singulares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paloma Vidal - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

Bolsa de Incentivo à Criação Literária no Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura de São Paulo.

2014

Bolsa de Incentivo à Criação Literária no Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura de São Paulo.

2013

Bolsa de Incentivo à Criação Literária no Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura de São Paulo.

2011

Apoio do Programa de Ação Cultural, Secretaria da Cultura de São Paulo.

2007

Bolsa de Criação Literária do Programa Petrobras Cultural, Petrobrás.

2002

Bolsa para Escritores com Obras em Fase de Conclusão, Biblioteca Nacional.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de São Paulo - campus Guarulh. , Estrada do Caminho Velho, 333, Bairro dos Pimentas, 07252312 - Guarulhos, SP - Brasil, Telefone: (11) 33812164, Ramal: 2033, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2020 - Atual

Universidade Federal de São Paulo

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2009 - Atual

Universidade Federal de São Paulo - campus Guarulh

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 03/2018

    Extensão universitária , Departamento de Letras, .,Atividade de extensão realizada, Laboratório de Práticas de Escrita (LAPES).

  • 03/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Letras, .,Cargo ou função, Membro da Comissão.

  • 04/2015

    Extensão universitária , Campus Guarulhos, .,Atividade de extensão realizada, Diários: teoria e prática.

  • 03/2015

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Letras, .,Linhas de pesquisa

  • 03/2014

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Letras, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Pós-graduação.

  • 03/2009

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Letras, .,Linhas de pesquisa

  • 03/2018 - 06/2018

    Ensino, Mestrado em Letras, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Aspectos de Teoria e Crítica Literárias

  • 08/2017 - 12/2017

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literários II

  • 03/2017 - 06/2017

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos Especiais em Teoria Literária (UCLE)

  • 08/2016 - 12/2016

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Correntes Críticas da Teoria Literária

  • 08/2015 - 12/2016

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literários II

  • 08/2015 - 12/2015

    Ensino, Mestrado em Letras, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Questões de literatura e estética

  • 03/2015 - 12/2015

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Letras, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Ensino do Programa de Pós-Graduação em Letras.

  • 03/2015 - 06/2015

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Conceitos fundamentais da Teoria Literária

  • 08/2014 - 12/2014

    Ensino, Mestrado em Letras, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Questões de literatura e estética

  • 03/2009 - 12/2014

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Letras, .,Linhas de pesquisa

  • 03/2014 - 06/2014

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literários I

  • 08/2013 - 12/2013

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literários II

  • 08/2013 - 12/2013

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Por que viajar? Deslocamento e pertencimento na narrativa contemporânea

  • 03/2013 - 06/2013

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Literária I

  • 08/2012 - 12/2012

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Literária II

  • 03/2012 - 06/2012

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literários I

  • 03/2012 - 06/2012

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Literária I

  • 08/2011 - 12/2011

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literários II

  • 03/2011 - 06/2011

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literário I

  • 03/2010 - 06/2010

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literários I

  • 08/2009 - 12/2009

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literários II

  • 03/2009 - 06/2009

    Ensino, Letras, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução aos Estudos Literário I