Leonardo Pimentel Fiori

Possui especialização em Endodontia (com movimentos rotatório e reciprocante + microscopia operatória) pela Faculdade São Leopoldo Mandic - Unidade Campinas/SP. Graduado pela Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Desenvolveu, durante a graduação, trabalhos de pesquisa junto ao Laboratório de Cultura de Células da FORP-USP sob supervisão do Prof. Dr. Márcio Mateus Beloti. Foi bolsista FAPESP Processo 2015/04630-4. Possui curso de aperfeiçoamento em Cirurgia Buco-maxilo-facial, pela APCD/RP. Possui curso de Endodontia Clínica, com ênfase em rotatórios, pela APCD/RP. Foi monitor do curso de aperfeiçoamento em Cirurgia Buco-maxilo-facial da APCD/RP.. Participou da Ação de Extensão "Projeto Criança" da 38ª JORP/USP. Atualmente trabalha como cirurgião-dentista na rede privada de Porto Velho/RO.

Informações coletadas do Lattes em 22/05/2022

Acadêmico

Formação acadêmica

Especialização em Endodontia com movimentos rotatório e reciprocante + microscopia operatória

2018 - 2020

Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic
Título: A importância da agitação da solução irrigadora e os diferentes sistemas utilizados na Endodontia.
Orientador: Prof° Ms Ana Paula Simezo

Graduação em Odontologia

2013 - 2017

Universidade de São Paulo
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.

Formação complementar

2017 -

Endodontia Clínica com ênfase em rotatórios. (Carga horária: 80h). , Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas da Região de Ribeirão Preto, APCD/RP, Brasil.

2016 - 2016

Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Buco-maxilo-facial. (Carga horária: 140h). , Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas da Região de Ribeirão Preto, APCD/RP, Brasil.

2013 - 2013

O Cirurgião-dentista no Exército Brasileiro. (Carga horária: 2h). , Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, FORP-USP, Brasil.

2013 - 2013

Bisfosfonato e necrose de maxilares. (Carga horária: 1h). , Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, FORP-USP, Brasil.

2013 - 2013

Exodontia de 3º molar incluso sob sedação com NO2. (Carga horária: 4h). , Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, FORP-USP, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Odontologia.

Participação em eventos

35ª Jornada Odontológica de Ribeirão Preto. 2013. (Congresso).

Comissão julgadora das bancas

Cássio Edvard Sverzut

SVERZUT, C.E.. Aging impairs osteoblast differentiation of mesenchymal stem cells grown of titanium by favoring adipogenesis.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA) - Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto.

Adalberto Luiz Rosa

ROSA, A. L.. Aging impairs osteoblast differentiation of mesenchymal stem cells grown on titanium by favoring adipogenesis. 2017 - Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto-USP.

Foi orientado por

MÁRCIO MATEUS BELOTI

Aging impairs osteoblast differentiation of mesenchymal stem cells grwon on titanium by favoring adipogenesis; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Odontologia) - Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Márcio Mateus Beloti;

MÁRCIO MATEUS BELOTI

Participação de Quinases Reguladas por Sinais Extracelulares (ERKs) no Desenvolvimento do Fenótipo Osteoblástico e Adipocítico d; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Odontologia) - Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Márcio Mateus Beloti;

MÁRCIO MATEUS BELOTI

Participação das Proteínas Ósseas Morfogenéticas 2 e 4 Endógenas na Expressão do Fenótipo Osteoblástico em Células Crescidas sobre Titânio com Nanotopografia; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Odontologia) - Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Márcio Mateus Beloti;

Produções bibliográficas

  • ABUNA, RODRIGO PAOLO FLORES ; STRINGHETTA-GARCIA, CAMILA TAMI ; FIORI, LEONARDO PIMENTEL ; DORNELLES, RITA CASSIA MENEGATI ; ROSA, ADALBERTO LUIZ ; BELOTI, MARCIO MATEUS . Aging impairs osteoblast differentiation of mesenchymal stem cells grown on titanium by favoring adipogenesis. JOURNAL OF APPLIED ORAL SCIENCE (ONLINE) , v. 24, p. 376-382, 2016.

  • FIORI, L. P. ; Castro-Raucci, LM ; ROSA, A. L. ; BELOTI, M. M. . Avaliação da eficácia de shRNA no silenciamento da expressão de proteínas da via de sinalização das BMPs. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • FIORI, L. P. ; Castro-Raucci, LM ; ROSA, A. L. ; BELOTI, M. M. . 22°SIICUSP - Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Projetos de pesquisa

  • 2015 - 2016

    Participação de Quinases Reguladas por Sinais Extracelulares (ERKs) no Desenvolvimento do Fenótipo Osteoblástico e Adipocítico, Descrição: Superfícies de titânio (Ti) com nanotopografia favorecem a formação de matriz extracelular mineralizada em íntimo contato com o implante, processo fundamental para que ocorra a osseointegração. A osseointegração pode ser afetada por desequilíbrios entre diferenciação osteoblástica e adipocítica, como aqueles relacionados ao envelhecimento e a doenças como a osteoporose. Por sua vez, a diferenciação osteoblástica e adipocítica a partir de células-tronco mesenquimais de medula óssea (BMMSCs, bone marrow mesenchymal stem cells) é regulada pelo fator de transcrição relacionado ao runt tipo 2 (Runx2, runt-related transcription factor 2) e pelo fator de transcrição receptor ativado por proliferadores de peroxissoma gama (PPAR, peroxime proliferator-activated receptor gamma), respectivamente. A modulação da expressão e/ou atividade de Runx2 e PPAR, responsável pelo equilíbrio entre osteogênese e adipogênese, é dependente de quinases reguladas por sinais extracelulares (ERKs, extracellular signal-regulated kinases), especificamente ERK 1/2, membros da família das proteínas quinases ativadas por mitogênicos (MAPKs, mitogen-activated protein kinases). Neste contexto, nós elaboramos a hipótese de que o efeito osteogênico das superfícies de Ti com nanotopografia é, pelo menos parcialmente, devido à modulação das interações ERKs/Runx2/PPAR e, consequentemente, ao efeito no desenvolvimento dos fenótipos osteoblástico e adipocítico em BMMSCs. Para testar esta hipótese, BMMSCs de ratos serão cultivadas em meio osteogênico e adipogênico sobre superfícies de Ti com nanotopografia e usinada (sem tratamento - controle) por períodos de até 17 dias, na presença ou não de um inibidor (PD98059) da via de sinalização das ERKs. Serão avaliados os seguintes parâmetros: 1) expressão gênica de ERK1/2, Runx2 e PPAR em culturas osteogênicas e adipogênicas aos 10 dias; 2) formação de matriz mineralizada por coloração com vermelho de Alizarina S aos 17 dias em culturas osteogênicas e 3) Coloração com Óleo vermelho O aos 17 dias em culturas adipogênicas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Pimentel Fiori - Integrante / Adalberto Luiz Rosa - Integrante / Márcio Mateus Beloti - Coordenador.

  • 2014 - 2015

    Participação das Proteínas Ósseas Morfogenéticas 2 e 4 Endógenas na Expressão do Fenótipo Osteoblástico em Células Crescidas sobre Titânio com Nanotopografia, Descrição: As proteínas ósseas morfogenéticas (BMPs) são citocinas pertencentes à família do fator de crescimento transformante beta (TGF-) e estão envolvidas em diversos processos biológicos, incluindo a diferenciação osteoblástica e a formação óssea, eventos diretamente relacionados ao processo de osseointegração de implantes de titânio (Ti). Sabe-se que superfícies de Ti com nanotopografia favorecem a mineralização da matriz extracelular; no entanto, os mecanismos celulares envolvidos não são completamente entendidos. Neste contexto, nós elaboramos a hipótese de que as BMPs endógenas, especificamente as BMP-2/4, sabidamente osteogênicas, exercem função importante nas respostas de osteoblastos a superfícies de Ti nanoestruturadas. Previamente ao teste da hipótese, células pré-osteoblásticas da linhagem MC3T3-E1 serão cultivadas para avaliar: (1) a expressão gênica e proteica das BMP-2/4 em culturas crescidas sobre poliestireno, por Real-time PCR e ELISA; (2) a eficácia dos silenciadores (shRNA) para BMPR1A, Smad-4, Smad-6, Smurf-1 e Smurf 2 em silenciar a expressão das respectivas proteínas, todas envolvidas nas vias de sinalização das BMP-2/4, em culturas crescidas sobre poliestireno, por Western blot; e (3) o efeito dos silenciadores sobre as vias de sinalização das BMP-2/4 e sobre a expressão do fenótipo osteoblástico em culturas crescidas sobre poliestireno, por PCR-array e Western blot. Em seguida a hipótese será testada por avaliar: (1) o efeito da nanotopografia de superfície de Ti, comparada à superfície de Ti com microtopografia (controle), sobre a síntese de BMP-2/4 em culturas crescidas sobre essas superfícies, por Real-time PCR e ELISA; e (2) o efeito dos silenciadores sobre as vias de sinalização das BMP-2/4 e sobre a expressão do fenótipo osteoblástico em culturas crescidas sobre superfície de Ti com nanotopografia comparada à superfície de Ti controle, por PCR-array e Western blot. Os resultados desse estudo podem contribuir para o entendimento dos mecanismos intracelulares envolvidos nas respostas de osteoblastos a superfícies de Ti e, consequentemente, para o desenvolvimento de novas estratégias envolvendo BMPs e nanotopografia de superfície que favoreçam os eventos relacionados ao processo de osseointegração.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Pimentel Fiori - Integrante / Larissa Moreira Spinola de Castro Raucci - Integrante / Adalberto Luiz Rosa - Integrante / Márcio Mateus Beloti - Coordenador.

Histórico profissional

Experiência profissional

2014 - 2015

faculdade de odontologia de ribeirao preto

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

Atividades

  • 04/2014 - 04/2016

    Estágios , Laboratório de Cultura de Células FORP/USP.,Estágio realizado, Iniciação científica.