Alexandre Fortes

Professor Titular da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro na área de História Contemporânea, vinculado ao Departamento de História do Instituto Multidisciplinar, que chefiou no período 2006-2008 (à época, Departamento de História e Economia). Bolsista de Produtividade do CNPq e Cientista do Nosso Estado (Faperj). Foi Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFRRJ (2017-2021) , diretor do Instituto Multidisciplinar da UFRRJ (2013-2017), membro da Diretoria da Associação Nacional de História (ANPUH), editor da Revista Brasileira de História (2013-2015), Coordenador do Programa de Pós-Graduação em História da UFRRJ (2009-2010) e chefe do Departamento de História e Economia do Instituto Multidisciplinar da UFRRJ (2006-2008). Integrou o Diretório Nacional do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (FOPROP) na condição de coordenador da Regional Sudeste (2019-2020). Membro fundador do GT Mundos do Trabalho da ANPUH, do qual foi coordenador nacional (2003-2005). Membro da Direção da Associação Brasileira de Estudos do Trabalho (2013-2015). Integrante da Red Latinoamericana de Historia Global. Integrante do Comitê de Avaliação da área de História da CAPES (2013). Consultor da Fundação Mellon para a seleção de projetos de pesquisa premiados pela Latin American Studies Association (2013). Parecerista da Oxford University Press e da University of North Carolina Press. Coordenou projetos de preservação de acervos históricos selecionados pelo David Rockefeller Center for Latin American Studies da Harvard University e pelo Modern Endangered Archives Program (MEAP), administrado pela University of California at Los Angeles com recursos da fundação Arcadia. Dividiu com Paulo Fontes a coordenação do Programa Memória do Trabalho do Ministério do Trabalho (2005-2007). Coordenou diversos projetos de pesquisa individuais e coletivos com financiamento da CAPES, CNPq e Faperj, além do projeto institucional "Projeto Modernização e Expansão da Infraestrutura da UFRRJ para Pesquisas em Áreas Estratégicas" (CT-INFRA FINEP). Membro permanente do corpo docente do Programa de Pós-Graduação em História e do Programa de Pós-Graduação em Humanidades Digitais. Integrou o corpo docente do Mestrado Profissional em Ensino de História (ProfHist). Possui graduação em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1987), mestrado e doutorado em História pela Universidade Estadual de Campinas (2001). Foi non-degree graduate student na Duke University (1997-1998) e realizou pós-doutorado junto ao CeNedic (USP) e ao PPGHIS (UFRJ), tendo atuado nesta última instituição como professor recém-doutor (2005). Realizou estágio pós-doutoral na Duke University com apoio da CAPES e foi Mellon Visiting Professor na mesma instituição (2011-2012). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil República, História Contemporânea e História da América Latina Contemporânea atuando principalmente nos seguintes temas: História do Trabalho - Rio Grande do Sul, Partido dos Trabalhadores, História do trabalho - Brasil, Segunda Guerra Mundial, Trabalhismo, Nacionalismo, História da Esquerda, História Global e História Digital.

Informações coletadas do Lattes em 31/07/2023

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em História

1995 - 2001

Universidade Estadual de Campinas
Título: Nós do Quarto Distrito. A Classe Trabalhadora Porto-alegrense e a Era Vargas
Orientador: em Duke University ( John D. French)
com , Ano de obtenção: 2001. Michael McDonald Hall. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Classe trabalhadora; Industrialização; urbanização; Porto Alegre; Trabalhadores; Populismo. Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República. Setores de atividade: Educação.

Mestrado em História

1990 - 1994

Universidade Estadual de Campinas
Título: Buscando nossos direitos. Trabalhadores e organização sindical a Porto Alegre de 1933 a 1937
, Ano de Obtenção: 1994.Michael McDonald Hall.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Palavras-chave: Classe trabalhadora; RIo Grande do Sul; Porto Alegre; Movimento Operário; Sindicalismo; Trabalhadores. Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana. Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Urbana.

Graduação em Licenciatura Plena Em História

1983 - 1987

Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Título: Dos Ermo do Fundão à China Comunista - A trajetória da música sertaneja
Orientador: Helga Iracema Landgraf Picollo
Bolsista do(a): Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.

Graduação em Licenciatura Curta Em Estudos Sociais

1983 - 1986

Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Pós-doutorado

2011 - 2012

Pós-Doutorado. , Duke University, DUKE, Estados Unidos. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas

2005 - 2006

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil. , Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas

2002 - 2004

Pós-Doutorado. , Universidade de São Paulo, USP, Brasil. , Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas, Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República. , Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Urbana.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Italiano

, Lê Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Pouco, Lê Razoavelmente.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil República.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América/Especialidade: História Latino-Americana.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea/Especialidade: História do Trabalho.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Urbana/Especialidade: Classe Trabalhadora.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político/Especialidade: Classes Sociais e Grupos de Interesse.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas/Especialidade: Planejamento Estratégico.

Organização de eventos

Fortes, Alexandre ; CARDOSO, A. ; TELLES, H. ; BRESSER-PEREIRA, L. C. ; CHAZKEL, A. . Chair no painel "Presidencial Session: Dialogue on the Current Crisis in Brazil". 2016. (Congresso).

Fortes, Alexandre ; CARUSO, L. ; MAIER, T. ; CUEVAS, H. . Comentarista no painel "News approaches to labour history in Latin America: Transnational actors and internacional organizations. 2016. (Congresso).

FONTES, P. ; MORELI, A. ; FORTES, Alexandre . Segunda conferência da Red Latinoamericana de Historia Global. 2016. (Congresso).

FORTES, Alexandre . Seminário ?História, Memória e Direitos Humanos?. Lançamento do RIMA (Repositório Institucional do IM-UFRRJ).. 2016. (Outro).

Fortes, Alexandre . Painel "O Brasil de Lula: Um balanço em construção" - LASA 2012. 2012. (Congresso).

CORTE, Andréa Telo ; PINTO, Surama Conde Sá ; FORTES, Alexandre . A Baixada Fluminense em Foco: Múltiplas Perspectivas. 2012. (Outro).

FORTES, Alexandre . Comentador do painel: "Movimentos grevistas, organização sindical e democracia ". 2012. (Congresso).

FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi . Simpósio Temático: "Mundos do Trabalho ? As Lutas dos Trabalhadores em Perspectiva Histórica: Experiências, Processos, Contextos". 2011. (Congresso).

FORTES, Alexandre . Painel "O Brasil de Lula: Do "Novo Sindicalismo" ao Governo Federal" - 2009 LASA Congress. 2009. (Outro).

FRENCH, John D ; FORTES, Alexandre . Mini-Curso "Dinâmicas de raça, cor e classe no ativismo negro brasileiro no século XX". 2009. (Outro).

FORTES, Alexandre . I Seminário Relações de Poder Trabalho e Movimentos Sociais ? ?Cruzando Fronteiras: Novos olhares sobre a história do trabalho?. 2009. (Outro).

FORTES, Alexandre . O Brasil de Lula: Do "Novo Sindicalismo" ao Governo Federal. 2009. (Congresso).

FRENCH, John D ; FORTES, Alexandre . Nurturing Hope, Deepening Democracy, and Combating Inequalities: An Assessment of Lula?s Presidency. 2008. (Outro).

FORTES, Alexandre ; ARAVANIS, Evangelia . Simpósio Temático "GT - Mundos do Trabalho: Cultura, Cotidiano e Identidades" (Simpósio Nacional de História). 2007. (Outro).

FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Ciclo de Debates Visões do Trabalho no Brasil. 2006. (Outro).

FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo ; KORNIS, Mônica Almeida . Exposição Fotográfica Trabalho e Trabalhadores no Brasil. 2006. (Exposição).

FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Concurso de Projetos Memória do Trabalho no Brasil. 2006. (Concurso).

FORTES, Alexandre . Coordenação do Grupo de Trabalho Cultura, intelectuais e poder (1930-1945), I Jornada de Estudos Históricos do Programa de Pós-Graduação em História Social. 2005. (Outro).

FORTES, Alexandre ; FERREIRA, Marieta de Moraes ; REIS FILHO, Daniel Aarão . Seminário Revisitando a Era Vargas. 2004. (Congresso).

FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Simpósio Temático Trabalhadores: memória, identidade e formação de classe (XXII Simpósio Nacional de História). 2003. (Congresso).

FORTES, Alexandre . Seminário internacional História e Perspectiva da Esquerda. 2003. (Congresso).

FORTES, Alexandre . Gestão Pública Participativa e Estratégica: Concepção, experiências e instrumentos. 2001. (Congresso).

FORTES, Alexandre . Painel Continuities and discontinuities in factory, neighborhood and union life: The new and the old in Rio Grande do Sul and São Paulo, BRASA IV Conference. 1998. (Outro).

FORTES, Alexandre . É possível um projeto nacional ?. 1992. (Congresso).

Participação em eventos

LASA 2012. Comentarista no painel "Repensando los populismos en América Latina (mediados del siglo XX)". 2012. (Congresso).

Participação em bancas

Aluno: Luiz Carlos de Jesus

FORTES, Alexandre; CORREA, R. C.; MELLO., C. E. R.; CARVALHO., L. C.. Classificação de Publicações em Humanidades Digitais Apoiada em Abordagem Taxonômica. 2022. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Humanidades Digitais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Christopher Alves Guimarães

RIBEIRO, Felipe; CAMPOS, P. H. P.;FORTES, Alexandre. O IMPACTO SOCIAL DA IMPLEMENTAÇÃO DO INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR DA UFRRJ NA BAIXADA FLUMINENSE (2005-2017). 2022. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: VÂNIA D

PLETSCH, M. D.; SOUZA, Flavia Faissal de;FORTES, Alexandre. G. SILVA MACHADO VIANA. Educação Especial na perspectiva das Humanidades Digitais: o que dizem os Bancos de dados da Capes e do IBICT sobre a síndrome congênita do zika vírus?. 2021. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Humanidades Digitais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Guilherme dos Reis Maggesissi

COSTA, C. E. C.;Fortes, Alexandre; FREITAS FILHO, . Perto das fábricas, mas longe do mar: As ações dos indivíduos no processo de industrialização em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro (1950-1960). 2019. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Frederico Soares Ribeiro

FERRAZ, F. C. A.; SOUZA, A. B.;FORTES, Alexandre. O Exército de Caxias e o Exército da FEB: história das relações entre estabelecidos e outsiders no Exército Brasileiro (1942 - 1945). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Raphael Fernandes Xavier Duarte

FERRERAS, Norberto Osvaldo;Fortes, Alexandre; CARLONI, K. G.. O PT na encruzilhada: Entre o desejo de mudança e a adaptação à ordem. 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Guilherme Nunes

SCHMIDT, Benito Bisso;Fortes, Alexandre; SPERANZA, C.; GRIJO, L. A.. "A lei de férias no Brasil é um aleijão": greves e outras disputas entre Estado, trabalhadores/as e burguesia industrial a partir de Porto Alegre (1925-1935). 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Drielle da Silva Pereira

FORTES, Alexandre; FREIXO, A.; ALMEIDA, F.; RODRIGUES, T.; SENRA, A.. Estado, empresariado e novo desenvolvimentismo: A internacionalização da Vale e a sua atuação em Moçambique nos anos Lula (2003-2010). 2016. Dissertação (Mestrado em Estudos Estratégicos da Defesa e da Segurança) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Andrei Felipe Campanini

FORTES, Alexandre; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes; SILVA, Fernando Teixeira da. Entre usos e abusos do direito de greve: Assembleia Constituinte de 1946 e paralisação do trabalho. 2015. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Rafael Viana da Silva

SALES, J. R.; SAMIS, A. R.;Fortes, Alexandre. Elementos inflamáveis: Organização e militância anarquista no Rio de Janeiro e São Paulo (1945-1964). 2014. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Viviane Magno Ribeiro

FREIRE, A. O.; LATTMAN-WELTMANN, F.;Fortes, Alexandre. A experiência do pensamento e os novos sujeitos históricos: intelectuais e movimentos populares na transição política (1970-1980). 2014. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Aluno: Leila Cristina Pinto Pires

POPINIGIS, F.; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes;FORTES, Alexandre; TERRA, P. C.. A trajetória de Albino Dias no movimento operário têxtil - Rio de Janeiro e Petrópolis (1906-1919). 2014. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Adriana da Silva Serafim

DAMASCENO, Caetana; SOUSA, JESSIE JANE VIEIRA DE;Fortes, Alexandre. A missa da unidade entre faixas e crucifixos: Hierarquia e política na Diocese de Nova Iguaçu (1982). 2013. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: André Vinicius Mossate Jobim

SCHMIDT, Benito Bisso;Fortes, Alexandre; WEBER, R.; HARRES, M.. Os ferroviários e o trabalhismo: As greves dos anos cinquenta em Santa Maria. 2013. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Flavia Ribeiro Veras

Fortes, AlexandreFONTES, Paulo; FERRERAS, Norberto Osvaldo; POPINIGIS, F.. Tablado e Palanque - A formação da categoria profissional dos artistas no Rio de Janeiro (1918-1945). 2012. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Adalberto Júnior Ferreira Paz

SILVA, Fernando Teixeira da;FORTES, Alexandre; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes. Os mineiros da Floresta: sociedade e trabalho em uma fronteira de mineração industrial amazônica (1943-1964). 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Diego Nazareth Chaves São Bento

FERRERAS, Norberto Osvaldo;FORTES, Alexandre; Guimarães, Carlos Gabriel. A agenda neoliberal e o empresariado industrial no Brasil e na Argentina: Projeto hegemônico neoliberal e discurso dos industriais (1984-1989). 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Iraneth Rodrigues Monteiro

Maia, João Marcelo Ehlert; Ribeiro, Leandro Molhano;FORTES, Alexandre. Integração de políticas sociais: Um estudo de caso sobre o Bolsa-Família. 2011. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Aluno: Nauber Gavski da Silva

PETERSEN, Silvia Regina Ferraz; LONER, Beatriz Ana; SCHMIDT, Benito Bisso;FORTES, Alexandre. Vivendo como classe: as condições de vida do operário porto-alegrense entre 1905 e 1932. 2010. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Leonardo Ângelo da SIlva

FORTES, AlexandreFONTES, PauloNEGRO, Antonio Luigi; Moreira, Vania Losada. Industrialização, relações de classe e participação política: da criação da CSN à emancipação de Volta Redonda. 2010. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Renata Mena Brasil do Couto

JANNUZZI, P. M.; Pessanha, Lavínia Davis Rangel;FORTES, Alexandre. A burguesia contra-ataca: a crise do sindicalismo nos anos 1990. 2010. Dissertação (Mestrado em População, Território e Estatísticas Públicas) - Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Aluno: Eduardo Ângelo da Silva

FORTES, AlexandreFONTES, Paulo; Moreira, Vania Losada. ARIGÓS E PEÕES NA CIDADE DO AÇO : EXPERIÊNCIAS URBANAS E FABRIS, CULTURA E IDENTIDADES DE CLASSE (VOLTA REDONDA- RJ, 1974-1980). 2010. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Leonardo Ângelo da SIlva

FORTES, AlexandreNEGRO, Antonio LuigiFONTES, Paulo; Moreira, Vania Losada. INDUSTRIALIZAÇÃO, RELAÇÕES DE CLASSE E PARTICIPAÇÃO POLÍTICA: DA CRIAÇÃO DA CSN À EMANCIPAÇÃO DE VOLTA REDONDA (1941-1954). 2010. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Fernando Cauduro Pureza

PETERSEN, Silvia Regina Ferraz; SCHMIDT, Benito Bisso; LONER, Beatriz Ana;FORTES, Alexandre. Economia de guerra, batalha da produção e soldados-operários: O impacto da Segunda Guerra Mundial na vida dos trabalhadores de Porto Alegre (1942-1945). 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Lara Vanessa de Castro Ferreira

NEGRO, Antonio Luigi; SAMPAIO, Gabriela dos Reis;FORTES, Alexandre. Enxadas e compassos. Seca, ciência e trabalho no sertão cearense (1915-1919). 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Wellington Barbosa Nébias

REIS, José Roberto Franco;FORTES, Alexandre; CARVALHO FILHO, Sílvio de Almeida. A greve geral e a insurreição anarquista de 1918 no Rio de Janeiro: um resgate da atuação dos trabalhadores. 2009. Dissertação (Mestrado em História Comparada) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Augusto dos Santos Ribeiro

Magalhães, Marcelo de Souza; GOMES, Angela de Castro;FORTES, Alexandre; Reznik, Luís. Operários à tribuna: vereadores comunistas e trabalhadores têxteis de Magé (1951-1964). 2009. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Laura Vianna Vasconcellos

FORTES, Alexandre; MARTINHO, F. C. P.; CORREA, M. L.. Alberto Pasqualini e o trabalhismo no Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: João Marcelo Pereira dos Santos

HALL, Michael Mcdonald;FORTES, Alexandre; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes; SILVA, Fernando Teixeira da; BIONDI, L.. Os trabalhadores da Light São Paulo, 1900-1935. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Marcos André Jacoby

FERRERAS, Norberto Osvaldo; Mattos, Marcelo Badaró;FORTES, Alexandre. A organização sindical dos trabalhadores metalúrgicos de Porto Alegre no período de 1960 a 1964. 2008. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Juçara da Silva Barbosa de Mello

Reznik, Luís;FORTES, Alexandre; Pereira, Leonardo Affonso de Miranda; Magalhães, Marcelo de Souza. Identidade, memória e história em Santo Aleixo: Aspectos do cotidiano operário na construção de uma cultura fabril. 2008. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Marcos César de Oliveira Pinheiro

Prestes, Anita Leocádia; Mattos, Marcelo Badaró;FORTES, Alexandre; Medeiros, Sabrina. O PCB e os Comitês Populares Democráticos na Cidade do Rio de Janeiro. 2007. Dissertação (Mestrado em História Comparada) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Mateus Fernandes de Oliveira Almeida

ARAÚJO, Maria Paula;FORTES, Alexandre; SANTANA, Marco Aurélio. Movimento operário em Juiz de Fora na Primeira República. 2005. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Jonas Brito dos Santos

BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes;NEGRO, A. L.FORTES, Alexandre; REBOUCAS, D.; SILVA, Fernando Teixeira da. O QUEBRA-BONDES: POLÍTICA E PROTESTO URBANO NA I REPÚBLICA (SALVADOR, 1926-1930). 2023. Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: MÔNICA RENATA SCHMIDT PEGORARO

ABREU, L. A.; SPERANZA, C.; ROSENFIELD, L.; ALBERNAZ, C. A. A.;FORTES, Alexandre. A QUESTÃO TRABALHISTA EM DEBATE: OS POSICIONAMENTOS POLÍTICOS QUE PRESIDIRAM A CRIAÇÃO DA JUSTIÇA DO TRABALHO NO BRASIL (1930-1937). 2022. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Aluno: Travis Knoll

French, J. D.;FORTES, Alexandre; CHAPPEL, J.; GARRARD, V.; MATORY, J. L.. Liberate, Inculturate, Educate! Brazilian Black Catholics, Racial Justice, and Affirmative Action from Rio de Janeiro to Brasilia. 2022. Tese (Doutorado em História) - Duke University.

Aluno: Max Fellipe Cezario Porphirio

PEREIRA, J. M. M.; WELCH, C. A.; MEDEIROS, L. S.; SILVA, C. M.;FORTES, Alexandre. Entre a Teologia do Desenvolvimento e o Reformismo Cristão: o Movimento de Educação de Base como agente da modernização do campo brasileiro (1961 - 1966). 2021. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Gray Fielding Kidd

FRENCH, JOHN D.; SIGAL, P.; FISCHER, B.; FURTADO, G.; RAMASWAMY, S.;Fortes, Alexandre. Surrendering to the Streets in Mid-Century Recife: The Living Legacies of Slavery in Black and White. 2021. Tese (Doutorado em História) - Duke University.

Aluno: Tamires Xavier Soares

KONRAD, G.; KONRAD, D. A.; SPERANZA, C.;FORTES, Alexandre; GILL, L. A.. NAS TRINCHEIRAS DA SOBREVIVÊNCIA: A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A OS TRABALHADORES NO RIO GRANDE DO SUL. 2020. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Fabíola Amaral Tomé de Souza

Nascimento, Álvaro Pereira do; GOMES, Angela de Castro; MATTOS, M. A. V. L.;Fortes, Alexandre; CAMPOS, P. H. P.. ?GÂNGSTERS DA CARIDADE? SISTEMA POLÍTICO SUBVENCIONAL BRASILEIRO E A MANUTENÇÃO DE FORMAÇÃO DE CLIENTELA ELEITORAL NO PERÍODO DE 1946 A 1964. 2019 - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Josélia de Castro Silva

MORELI, A.;FORTES, Alexandre; MATTOS, M. A. V. L.; ALVES, V. C.; LOUREIRO, F.. "DEEM ASAS PARA A VITÓRIA!" A FRATERNIDADE DO FOLE E O BRASIL NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL. 2019. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Aluno: Flavia Ribeiro Veras

FONTES, P.; SCHETTINI, C.; GALEANO, D.;FORTES, Alexandre; HOLLANDA, B. B. B.. ?Fábricas de Alegria? O mercado de diversões e a organização do trabalho artístico no Rio de Janeiro e Buenos Aires (1918 ? 1945). 2017. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Aluno: Raphaela de Almeida Santos

MENDES, R. A. S.;FONTES, PauloFORTES, Alexandre; Dezemone, Marcus; ROBERTI, A.. CGT- Comando Geral dos Trabalhadores do Brasil: movimento sindical e luta política (1960-1964). 2017. Tese (Doutorado em História) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Maitê Peixoto

KERN, M. L. B.; MONTEIRO, C.; KONRAD, G.;Fortes, Alexandre; PIGENET, M.. Identidades figuradas na cultura do trabalho: A partilha da experiência visual e a construção da identidade operária através da produção imagética vinculada à imprensa operária e sindical no Brasil (1910-1935). 2016. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Aluno: Tomás Coelho Garcia

CARDOSO, A.; GUIMARAES, C. A. C.; DOMINGUES, J. M. C.; SANTANA, Marco Aurélio;Fortes, Alexandre. Movimento Sindical, Industrialização e Expansão de Direitos (1945-1964). 2016. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Luciana Pucu Wollmann do Amaral

FONTES, Paulo; GOMES, Angela de Castro;Fortes, AlexandreNEGRO, Antonio Luigi; FERRERAS, Norberto Osvaldo. Niterói Operário: trabalhadores, política e lutas sociais na antiga capital fluminense (1942-1964). 2016. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Aluno: Júlia da Rosa Simões

SCHMIDT, Benito Bisso;Fortes, Alexandre; SPERANZA, C.; LUCAS, M. E.; KERBER, A.. Na pauta da lei: Trabalho, organização sindical e luta por direitos entre músicos porto-alegrenses (1934-1963). 2016. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Taís Ristoff

Fortes, Alexandre; FREIXO, A.; KOCHER, B.; PASSETI, G.; SENRA, A.; ALMEIDA, F.. Desenvolvimento nacional e integração regional: A atuação do BNDES na América do Sul no Governo Lula da Silva (2003-2010). 2016. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Felipe Augusto dos Santos Ribeiro

FORTES, Alexandre; FONTES, P.; SILVA, Fernando Teixeira da; GRYNSZPAN, M.; LOPES, J. S. L.. A foice, o martelo e outras ferramentas de ação política: Os trabalhadores rurais e têxteis de Magé/RJ (19561973). 2015. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Aluno: Edinaldo Antônio Oliveira Souza

NEGRO, A. L.; SILVA, Fernando Teixeira da;Fortes, Alexandre; CASTELLUCCI, A. A. S.; REZENDE, V. D.. Trabalho, política e cidadania: trabalhadores, sindicatos e luta por direitos (Bahia, 1945-1950). 2015. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: André Souza Brito

FERRERAS, Norberto Osvaldo; DAMASCENO, Caetana; REIS FILHO, Daniel Aarão;Ramalho, José Ricardo Garcia PereiraFortes, Alexandre. "Cristianismo Ateu". O Movimento Ecumênico nas malhas da repressão militar do Brasil, 1964-1985. 2014. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Alexandre Assis Tomporoski

Machado, Paulo Pinheiro; Duarte, Adriano Luiz; CARVALHO, M. M. X.; RODRIGUES, R. R.;Fortes, Alexandre. O polvo e seus tentáculos: A Southern Brazil Lumber and Colonization Company e as transformações impingidas ao planalto contestado, 1910-1940. 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Bryan Pitts

FRENCH, John D; SIGAL, P.; OLCOTT, J.; EAKIN, M. C.;Fortes, Alexandre. The Inadvertent Opposition: The São Paulo Political Class and the Demise of Brazil?s Military Regime, 1968-1985. 2013. Tese (Doutorado em História) - Duke University.

Aluno: Laura Senna Ferreira

Ramalho, José Ricardo Garcia Pereira; RODRIGUES, I. J.; PESSANHA, E. G. F.;FRENCH, John DFORTES, Alexandre; ORCHARD, M. S. E.. Processo de resistência e novos desenhos identitários: o ofício do mecânico e a racionalização da reparação automotiva. 2013. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Juçara da Silva Barbosa de Mello

Reznik, Luís;NEGRO, Antonio Luigi; Pereira, Leonardo Affonso de Miranda; LOPES, J. S. L.;Fortes, Alexandre. Fios da Rede: Industrial e trabalhadores na criação e expansão de um grupo empresaril (1920-1949). 2012. Tese (Doutorado em História Social da Cultura) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Raphael Jonathas da Costa Lima

RAMALHO, José Ricardo; PESSANHA, E. G. F.;FORTES, Alexandre; BARBOSA, R. N. C.; MONTEIRO, C. F.. A "reinvenção" de uma cidade industrial: Volta Redonda e o pós-privatização da Companhia Siderúrgica Nacional. 2010. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Erika Bastos Arantes

Mattos, Marcelo Badaró;FORTES, AlexandreFONTES, Paulo; GOMES, F. S.; Oliveira, Tiago Bernardon de. O porto negro: trabalho, cultura e associativismo dos trabalhadores portuários no Rio de Janeiro na virada do XIX para o XX. 2010. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Marcela Goldmacher

FORTES, AlexandreFONTES, Paulo; Mattos, Marcelo Badaró; FERRERAS, Norberto Osvaldo; KOCHER, B.. A "greve geral" de 1903. O Rio de Janeiro nas décadas de 1890 a 1910. 2009. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Tiago Bernardo de Oliveira

Mattos, Marcelo Badaró; FERRERAS, Norberto Osvaldo; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes;PETERSEN, Silvia Regina FerrazFORTES, Alexandre. Anarquismo, sindicatos e revolução no Brasil (1906-1936). 2009. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Marcelo Antônio Chaves

SILVA, Fernando Teixeira da; GOMES, Angela de Castro;FORTES, Alexandre; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes; HALL, Michael Mcdonald. A trajetória do Departamento Estadual do Trabalho de São Paulo e a mediação das relações de trabalho (1911-1937). 2009. Tese (Doutorado em Doutorado em História Social Unicamp) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Linderval Augusto Monteiro

FERREIRA, Marieta de MoraesFORTES, Alexandre; SARMENTO, Carlos Eduardo Barbosa; ARAÚJO, Maria Paula; Sento-Sé, João Trajano. Retatos em Movimento: Vida Política, Dinamismo Popular e CIdadania na Baixada Fluminense. 2007. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Samuel Fernando de Souza

HALL, Michael Mcdonald; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes;NEGRO, Antonio LuigiFORTES, Alexandre; SILVA, Fernando Teixeira da. "Coagidos ou subornados": Trabalhadores, sindicatos, Estado e as leis do trabalho nos anos 1930. 2007. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Cláudia Schemes

Bakos, Margareth; Gertz, René;FORTES, Alexandre; Fay, Cláudia Musa; Kuenzer, Acacia Zeneida. Pedro Adams Filho: empreendedorismo, indústria calçadista e emancipação de Novo Hamburgo (1901-1935). 2006. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Aluno: Evangelia Aravanis

PETERSEN, Silvia Regina FerrazFORTES, Alexandre; LONER, Beatriz Ana; WEBER, Beatriz Teixeira; SCHMIDT, Benito Bisso. O corpor em evidência nas lutas dos operários gaúchos (1890 a 1917). 2005. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Diorge Alceno Konrad

HALL, Michael Mcdonald;FORTES, Alexandre; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes;PETERSEN, Silvia Regina Ferraz; SILVA, Fernando Teixeira da. O FANTASMA DO MEDO: O RIO GRANDE DO SUL, A REPRESSÃO POLICIAL E OS MOVIMENTOS SÓCIO-POLÍTICOS (1930-1937). 2004. Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Benito Bisso Schmidt

FORTES, AlexandrePETERSEN, Silvia Regina Ferraz; HALL, Michael Mcdonald; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes; DUARTE, Regina Horta. PATRIARCA E O TRIBUNO: CAMINHOS, ENCRUZILHADAS, VIAGENS E PONTES DE DOIS LÍDERES SOCIALISTAS - FRANCISCO XAVIER DA COSTA (187? - 1934) E CARLOS CAVACO (1878 - 1961). 2002. Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Max Fellipe Cezario Porphirio

PEREIRA, J. M. M.; MEDEIROS, L. S.; WELCH, C. A.;Fortes, Alexandre. Entrando pelo seu rádio: Discrusos do Movimento de Educação de Base para o campo brasileiro (1961-66). 2019. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Travis Knoll

French, J. D.; OLCOTT, J.; SIGAL, P.;FORTES, Alexandre; CHAPPEL, J.. Liberate, Inculturate, Educate! Black Brazilian Catholics and Affirmative Action, from Rio de Janeiro to Brasilia. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Duke University.

Aluno: Tamires Xavier Soares

KONRAD, G.;FORTES, Alexandre; GILL, L. A.; SPERANZA, C.; KONRAD, D. A.; HENN, L. G.; SILVA, M. B. O.. ?Soldados da produção? em busca de seus direitos: os impactos causados pela Segunda Guerra Mundial aos trabalhadores(as) no Rio Grande do Sul. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Fabíola Amaral Tomé

Fortes, Alexandre; Nascimento, Álvaro Pereira do. ?Gângsters da Caridade? Sistema Político Subvencional brasileiro e a manutenção de formação de clientela eleitoral no período da experiência democrática, 1946 a 1964. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Gray F

Fortes, AlexandreFRENCH, John D; SIGAL, P.; OLCOTT, J.; FURTADO, G.. Kidd. Retreat from the Big House? Sociability, Race, and the Politics of ?Culture? in Recife, 1958-1987. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Duke University.

Aluno: Raphaela de Almeida Santos

Fortes, Alexandre; SANTANA, Marco Aurélio; MENDES, R. A. S.. Uma nova história do 'velho' sindicalismo: O Comando Geral dos Trabalhadores (1960-1964). 2016. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Flavia Ribeiro Veras

FORTES, AlexandreFONTES, Paulo; PEREIRA, C. S.; HOLLANDA, B. B. B.. Os trabalhadores do tablado: Artistas do teatro e suas organizações entre Rio de Janeiro e Buenos Aires (1918-1945). 2015. Exame de qualificação (Doutorando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Aluno: Taís Ristoff

FREIXO, A.; HOLLANDA, B. B. B.; PASSETI, G.;Fortes, Alexandre. A internacionalização das empresas brasileiras na era Lula e a atuação do BNDES como instrumento de política externa (2003-2010). 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Juçara da Silva Barbosa Mello

Reznik, Luís; Pereira, Leonardo Affonso de Miranda;FORTES, Alexandre. Interfaces da História: Trabalhadores, empresariado e Estado. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em História Social da Cultura) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Paulo Cruz Terra

Ribeiro, Gladys Sabina; Mattos, Marcelo Badaró;FORTES, Alexandre. Cidadania e trabalhadores: cocheiros e carroceiros no Rio de Janeiro. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Alexandre de Assis Tomporoski

Duarte, Adriano Luiz;FORTES, Alexandre; LOSSO, T.. Da seiva ao sangue, um olhar através da Lumber Company: sua organização, trabalhadores, atuação política e influência no planalto norte de Santa Catarina, 1911-1953. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Bryan Pitts

FRENCH, John DFORTES, Alexandre; OLCOTT, J.; SIGAL, P.. THE INADVERTENT OPPOSITION: THE PAULISTA POLITICAL CLASS AND THE DEMISE OF BRAZIL'S MILITARY REGIME, 1974-85. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Duke University.

Aluno: César Augusto B

SCHMIDT, Benito Bisso;PETERSEN, Silvia Regina FerrazFORTES, Alexandre. Queirós. Quebrando a ordem: relações entre governo estadual, patrões e trabalhadores nas grandes greves da Primeira República em Porto Alegre (1917-1919). 2009. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Tiago Bernardo de Oliveira

Mattos, Marcelo Badaró; FERRERAS, Norberto Osvaldo;FORTES, Alexandre. A militância anarquista entre 1922 e 1937: um campo de possibilidade de ação em um período de declínio de sua influência sobre os meios operários. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Erika Bastos Arantes

Mattos, Marcelo Badaró;FONTES, PauloFORTES, Alexandre. O Porto Negro: Cultura e Trabalho no Rio de Janeiro. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Linderval Augusto Monteiro

FERREIRA, Marieta de MoraesFORTES, Alexandre; SARMENTO, Carlos Eduardo Barbosa. Trajetórias de Anônimos. 2005. Exame de qualificação (Doutorando em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Diorge Alceno Konrad

HALL, Michael Mcdonald;FORTES, Alexandre; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes. O FANTASMA DO MEDO: O RIO GRANDE DO SUL, A REPRESSÃO POLICIAL E OS MOVIMENTOS SÓCIO-POLÍTICOS (1930-1937).. 2003. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Adriano Beringuy

ALVIM, LEANDRO GUIMARÃES MARQUES; MELLO., C. E. R.;FORTES, Alexandre. MASCULINIDADE, INTOLERÂNCIA E ÓDIO: UM ESTUDO SOBRE O DISCURSO EM IMAGEBOARDS BRASILEIROS. 2022. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Humanidades Digitais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Guilherme Maggesissi

Fortes, Alexandre; COSTA, C. E. C.; FREITAS FILHO, . Perto das fábricas, mas longe do mar: A industrialização e a formação do operariado em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro (1942-1969). 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Frederico Soares Ribeiro

Fortes, Alexandre; FERRAZ, F. C. A.; SOUZA, A. B.. PROJETO: O EXÉRCITO DE CAXIAS E O EXÉRCITO DA FEB: HISTÓRIA DAS RELAÇÕES ENTRE ESTABELECIDOS E OUTSIDERS NO EXÉRCITO BRASILEIRO(1942 - 1945). 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: LEANDRO MACHADO DE SOUZA

PEREIRA, J. M. M.; FERRERAS, Norberto Osvaldo;Fortes, Alexandre. EZLN: A voz das etnias que buscam fazer parte da nação. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Leila Cristina Pinto Pires

POPINIGIS, F.; TERRA, P. C.;Fortes, Alexandre. Albino Moreira Dias: A trajetória, as experiências e as ações de articulação de um militante no movimento operário têxtil nas cidades do Rio de Janeiro e de Petrópolis (1906-1920). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Rafael Viana da Silva

SALES, J. R.;Fortes, AlexandreFONTES, Paulo; SAMIS, A. R.. Elementos inflamáveis: Organizações e militância anarquista no Rio de Janeiro e São Paulo (1946-1964). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Viviane Magno Ribeiro

FREIRE, A. O. G.;FERREIRA, Marieta de MoraesFORTES, Alexandre. Marilena Chauí e os cursos de formação política do PT na década de 80: Uma análise histórico-política da transcrição de suas aulas. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Aluno: Michel Cardoso Regis

SALES, J. R.; ALONSO, R. A. M.;Fortes, Alexandre. A influência do PCdoB no Movimento Estudantil na Década de 1980. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Carlos Eduardo Alves Barbosa

SILVA, L. H. P.; SILVA, F. R.;Fortes, Alexandre. Sentido ou descansar? O Exército e a Defesa Passiva no Rio de Janeiro. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Flavia Ribeiro Veras

FORTES, Alexandre; HASSIN, A.. Trabalhadores do Teatro: organização do Trabalho nos Tablados Cariocas e a Casa dos Artistas (1918-1931). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Lidiane Paula da Costa

FIGUEIREDO, T. S. P.;FORTES, Alexandre. CLT: Debates e representações na historiografia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Marcela Soares Silva

GRAVE, Fatima;FORTES, Alexandre. O trabalho sob a ótica burguesa: do trabalho à reestruturação produtiva. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Lucileide Costa Cardoso; Denise Rollemberg Cruz;Fortes, Alexandre. Concurso Público para Professor Adjunto na Área de Conhecimento de História Contemporânea. 2013. Universidade Federal da Bahia.

Denise Rollemberg Cruz; NEDER, G.; MARTINHO, F. C. P.; LIMONCIC, F.;Fortes, Alexandre. Banca de concurso público para Professor Adjunto na área de História Contemporânea. 2013. Universidade Federal Fluminense.

Fortes, Alexandre; RIBEIRO, V. V.; FERRERAS, Norberto Osvaldo; SOUSA, JESSIE JANE VIEIRA DE; AZEVEDO, FRANCISCA NOGUEIRA DE. Presidência da Banca do Concurso para Professor Adjunto de HISTÓRIA DA AMÉRICA. 2010. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

FORTES, Alexandre; Moraes, Luís Edmundo; ARAÚJO, Maria Paula; SILVA, Fernando Teixeira da; FERRERAS, Norberto Osvaldo. Presidência da Comissão Examinhadora - Concurso para Professor Adjunto - Departamento de História e Economia - Instituto Multidisciplinar - Área de História Contemporânea. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Moraes, Luís Edmundo;FORTES, Alexandre; SEGRILLO, A. O.; GONCALVES, W. S.; PAMPLONA, M. A. V.. Comissão Examinadora do Concurso Público de Provas e Títulos para professor adjunto na área de História das Relações Internacionais. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

NEGRO, Antonio Luigi; SILVA, Fernando Teixeira da;FORTES, Alexandre. Participação na Comissão Examinadora - Concurso para Docentes do Magistério do Ensino Superior, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Campus Cachoeira, Matéria História do Brasil República. 2006. Universidade Federal da Bahia.

Fortes, Alexandre. Membro da Comissão de Avaliação Trienal 2012-2012 da CAPES - Área de História. 2013. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Nascimento, Álvaro Pereira do;FORTES, Alexandre; OLIVEIRA, M. G.; Julião, José Nicolao; RIBEIRO, M.. Membro da Comissão de Seleção para Ingresso no Curso de Doutorado em História da UFRRJ. 2016. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Moreira, Vania Losada;FORTES, Alexandre; Nascimento, Álvaro Pereira do; Oliveira. Ricardo; LOPES, F.. Membro da Comissão de Seleção para Ingresso no Curso de Doutorado em História da UFRRJ. 2014. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

FORTES, Alexandre; DAMASCENO, Caetana; Coser, Miriam Cabral; Julião, José Nicolao; Caldas, Marcos José de Araújo. Presidência da Comissão de Seleção do Mestrado em História da UFRRJ. 2010. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Moreira, Vania Losada;FORTES, Alexandre; Nascimento, Álvaro Pereira do; Moraes, Luís Edmundo; Oliveira. Ricardo. Participação da Comissão de Seleção do Mestrado em História da UFRRJ. 2008. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

FORTES, AlexandreFONTES, Paulo. Coordenação da Comissão Julgadora do Concurso de Projetos Memória do Trabalho. 2006. Fundação Getúlio Vargas.

Comissão julgadora das bancas

Michael Mcdonald Hall

HALL, M. M.. Nós do 4o. Distrito... A Classe Trabalhadora Porto-Alegrense e a Era Vargas. 2001. Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Evelina Dagnino

DAGNINO, E.; HALL, M.. "Buscando os nossos direitos...? - Trabalhadores e organização sindical de 1933 a 1937.. 1994. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Claudio Henrique de Moraes Batalha

BATALHA, Claudio H. M.; HALL, Michael Mcdonald; PAOLI, M. C.. Buscando os Nossos Direitos: Trabalhadores e Organização Sindical na Porto Alegre de 1933 a 1937. 1994. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Claudio Henrique de Moraes Batalha

BATALHA, Claudio H. M.; HALL, Michael Mcdonald; PAOLI, M. C.; PETERSEN, S. R. F.. Nós do Quarto Distrito: A classe trabalhadora porto-alegrense e a era Vargas. 2001. Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Marcelo Badaró Mattos

MATTOS, M. B.. Nós do quarto distrito. A classe trabalhadora porto-alegrense e a era Vargas. 2001. Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Orientou

Carlos Henrique Vale de Paiva

Exposição Virtual: Trabalhadores Essenciais; Início: 2021; Dissertação (Mestrado em Mestrado em Humanidades Digitais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Eliane Maricá Soares

A DISSEMINAÇÃO SELETIVA DA INFORMAÇÃO NO REPOSITÓRIO DIGITAL: A ADIÇÃO DO SERVIÇO NO REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL DE MÚLTIPLOS ACERVOS DA UFRRJ; Início: 2021; Dissertação (Mestrado em Mestrado em Humanidades Digitais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

Thiago Costa

A história digital no contexto da pandemia de COVID-19; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em Mestrado em Humanidades Digitais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

FRANCIELLE UCHAK

Os caminhos e as lutas dos trabalhadores e trabalhadoras na busca por direitos na Justiça do Trabalho do Estado do Paraná (1940-1970); Início: 2021; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

Edson de Assis

OCUPAÇÃO DE UMA CIDADE INDUSTRIAL: O CASO DE VOLTA REDONDA E DA COMPANHIA SIDERÚRGICA NACIONAL (1941-1991); Início: 2020; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

Patrícia Costa de Alcântara

De mão de obra quista a súditos do eixo: o processo de ressignificação do status dos trabalhadores imigrantes em Belo Horizonte e da representação da mão de obra nacional durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945); Início: 2018; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Carolina Lima Teixeira

A emancipação de São João de Meriti; Início: 2021; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

PAULO HENRIQUE PAIXÃO DO MONTE

A atuação do Partido Nazista no Brasil entre 1928 e 1938; Início: 2021; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

Erick Henrique Sampaio da Silva

A Segunda Guerra Mundial e os Trabalhadores Brasileiros: Transformações Sócio-Políticas num Contexto de Conflagração Global; Início: 2022; Iniciação científica (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; (Orientador);

Ana Carolina Januario Santos de Melo

Organização de Banco de Dados de matérias publicadas na imprensa sobre mobilizações populares no Brasil entre 1942 e 1954; Início: 2022; Iniciação científica (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Yasmin Getirana Gonçalves Vicente

Bolsa Treinamento e Capacitação Técnica - Nível 5; Início: 2022; Orientação de outra natureza; Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

Luís Felipe Nunes Silva

?SOMOS TODOS IGUAIS?: Nacional-desenvolvimentismo, modernização econômica e segregação racial na Companhia Siderúrgica Nacional (1964-1970); 2022; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Allan Mateus Cereda

TRABALHADORES DA CARNE Mundo do trabalho e conflitos de classe na charqueada/frigorífico São Domingos em Jaguarão-RS (1950-1980); 2021; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Fortes;

THIERRE XAVIER DE OLIVEIRA

A construção da política de repositórios digitais na UFRRJ; 2021; Dissertação (Mestrado em Mestrado em Humanidades Digitais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Patrícia Costa de Alcântara

A segunda guerra mundial e as relações de trabalho: As demandas trabalhistas ajuizadas nas juntas de conciliação e julgamento de Belo Horizonte entre 1939 e 1945; 2018; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Fortes;

Carolina Bittencourt Mendonça

?FAMILIA COMPACTOR?: A TRAJETORIA DA CIA; DE CANETAS COMPACTOR E A RELACAO COM OS TRABALHADORES NO PROCESSO DE INDUSTRIALIZACAO DE NOVA IGUACU NOS ANOS 1950, 1960 E 1970; 2017; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Guilherme Santos Cabral de Oliveira

Na Vanguarda do Seguro Social Brasileiro?: Estiva, Previdência e Cidadania nas Décadas de 1930 e 1940 (Rio de Janeiro)?,; 2017; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Leila Nascimento Santos Braz

A Guerra chega à Baixada Fluminense: Os impactos locais do processo de envolvimento do Brasil na Segunda Guerra Mundial pelas páginas do jornal Correio da Lavoura; 2016; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Arnaldo Ramos

Ensinando história do trabalho no ensino fundamental a partir da linguagem fotográfica; 2014; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Vinícius dos Santos Fernandes

A emergência de um líder nacionalista: a atuação de Leonel Brizola na Assembleia Legislativa do Rio grande do Sul (1947-1953); 2013; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Alex Brito Ribeiro

FÁBIO LUZ ENTRE A MILITÂNCIA E A ESCRITA: ANARQUISMO, MILITÂNCIA POLÍTICA E LITERATURA; 2013; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Maicon Sérgio Mota Carvalho

A greve da Bayer Belford Roxo: Ascensão e crise de uma indústria multinacional na Baixada fluminense (1958- 1989); 2013; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Flavia Ribeiro Veras

Tablado e palanque: A organização sindical dos artistas e o projeto cultura estadonovista no Rio de Janeiro; 2012; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Fortes;

Eduardo Ângelo da Silva

?ARIGÓS? E ?PEÕES? NA ?CIDADE DO AÇO?: EXPERIÊNCIAS URBANAS E FABRIS, CULTURA E IDENTIDADES DE CLASSE (VOLTA REDONDA- RJ, 1974-1980); 2010; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Fortes;

Leonardo Ângelo da SIlva

INDUSTRIALIZAÇÃO, RELAÇÕES DE CLASSE E PARTICIPAÇÃO POLÍTICA: DA CRIAÇÃO DA CSN À EMANCIPAÇÃO DE VOLTA REDONDA (1941-1954); 2010; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Fabiane Silva Martins

ZECA PAGODINHO: A VOZ DA PERIFERIA; ROMPENDO FRONTEIRAS IDEOLÓGICAS ? CIRCULARIDADE CULTURAL ENTRE O FINAL DO SÉC; XX E INÍCIO DO XXI; 2022; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Luiz Fernando Mangea da Silva

IGREJA CATÓLICA E MOVIMENTO OPERÁRIO NO CONTEXTO DA TRANSIÇÃO DEMOCRÁTICA: A TRAJETÓRIA DA PASTORAL OPERÁRIA (1975-1990); 2020; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Iraneth Rodrigues Monteiro

Estado e sociedade na construção de políticas públicas de combate à pobreza no Brasil contemporâneo; 2020; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Leonardo Ângelo de Souza

Volta Redonda em Preto e Branco: Trabalho, Desenvolvimentismo e Relações Raciais (1946-1988); 2019; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Paulo Célio Soares

Encontros e confrontos na frágua: Igreja, esquerdas e militares em Volta Redonda (1967-1979); 2019; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Alexandre Fortes;

Felipe Augusto dos Santos Ribeiro

2015; Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Alexandre Fortes;

Larissa Rosa Corrêa

Relações sindicais Estados Unidos e América Latina: a atuação do sindicalismo norte-americano nas ditaduras militares do Brasil, Argentina e Chile; 2014; Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Alexandre Fortes;

LAURA FERRAZ BASTOS

A RADIODIFUSÃO E OS USOS E ABUSOS DO DIREITO NO ESTADO NOVO: Uma análise dos processos de revisão da retroatividade da Lei 4766 de 1°de outubro de 1942; 2023; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História - Licenciatura Ou Bacharelado) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Igor Ribeiro de Souza

CIBERCULTURA E HISTÓRIA PÚBLICA: A EXPERIÊNCIA DO ?HISTÓRIA NO CAST; 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Ingrid Francisco dos Santos

ANTISSEMITISMO E SEGUNDA GUERRA MUNDIAL: UMA ANÁLISE DA IMPRENSA BRASILEIRA; 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Ligia Maria e Oliveira Nonato

A questão fundiária fluminense no século XX e a retomada da luta pela terra em Nova Iguaçu na década de 1980; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Carolina Bittencourt Mendonça

A trajetória da Compactor e a formação do bairro Jardim Iguaçu: Industrialização e urbanização no contexto da Baixada Fluminense; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Henrique Buy dos Santos

Os Comitês Democráticos Populares na Baixada Fluminense (1945-1947); 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

[Nome removido após solicitação do usuário]

?REMOÇÃO SIM, DE VELHAS IDÉIAS? TRABALHADORES FAVELADOS E A LUTA POR DIREITOS NO DISTRITO FEDERAL (1954-1957); 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Vinícius dos Santos Fernandes

Alberto Pasqualini e o PTB gaúcho; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Vitória Godoy de Andrade

A reação popular ao afundamento de navios brasileiros pelo Eixo no registro da imprensa; 2022; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

LAURA FERRAZ BASTOS

A Segunda Guerra Mundial e os Trabalhadores Brasileiros: Transformações Sócio-Políticas num Contexto de Conflagração Global; 2022; Iniciação Científica; (Graduando em História - Licenciatura Ou Bacharelado) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Kamila Carolina Fernandes

As mobilizações antifascistas durante a Segunda Guerra Mundial na imprensa brasileira; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

DEBORA LUISA DE FREITAS DA SILVA

Os impactos da Segunda Guerra Mundial na reconfiguração das relações de classe no Brasil; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

Louise Queiroz Pinto Vailante

Os impactos da Segunda Guerra Mundial na reconfiguração das relações de classe no Brasil; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Alexandre Fortes;

Hugo Leonardo Costa Azevedo

O impacto da Segunda Guerra Mundial na Baixada Fluminense; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

Leila Nascimento Santos Braz

A reação popular ao afundamento dos navios brasileiros na Segunda Guerra Mundial; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

Eron Santos Pereira

O impacto da Segunda Guerra Mundial na Baixada Fluminense; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

Henrique Buy dos Santos

Os Comitês Democrático-Populares e a atuação do Partido Comunista do Brasil (PCB) na Baixada Fluminense (1945-1954); 2010; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

Maicon Sérgio Mota Carvalho

Belford Roxo e a Bayer:Industrialização, urbanização e relações de classe (1958-2008); 2009; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

Vanessa Canuto Coelho

O movimento operário e a Revolução Mexicana; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Fortes;

Vinícius dos Santos Fernandes

Alberto Pasqualini e o PTB gaúcho; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Alexandre Fortes;

Amanda Moreira da Silva

Sistematização e elaboração de um quadro comparativo da bibliografia clássica sobre o populismo latino-americano; 2007; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

[Nome removido após solicitação do usuário]

O sindicalismo de trabalhadores rurais em Trajano de Moraes (RJ); 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

Maria Lúcia Bezerra da Silva Alexandre

Educação Digital Inclusiva no Contexto da Baixada Fluminense; 2021; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Alexandre Fortes;

Guilherme Santos Cabral de Oliveira

A Segunda Guerra Mundial e os trabalhadores portuários do Rio de Janeiro; 2013; Orientação de outra natureza; (História Licenciatura Instituto Multidisciplinar) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Fortes;

Foi orientado por

Michael Mcdonald Hall

'Buscando Nossos Direitos; ; ; '; Trabalhadores e Organização Sindical Na Porto Alegre de 1933 A 1937; 1994; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual de Campinas,; Orientador: Michael Mcdonald Hall;

Michael Mcdonald Hall

Experiência organizativa e cultura operária: Porto Alegre, 1920-1945; 2001; Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Michael Mcdonald Hall;

Reinildes Dias

Units: Rituals & Traditions; A big spender? Journeys of a lifetime; ; 2010; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em inglês) - Faculdade de Letras - UFMG; Orientador: Reinildes Dias;

Produções bibliográficas

  • Fortes, Alexandre ; SCHMIDT, Benito Bisso . Biographies of Labor Activists: Trajectories, Daringness, and Challenges. INTERNATIONAL REVIEW OF SOCIAL HISTORY , v. 67, p. 1-9, 2022.

  • Fortes, Alexandre . Formando historiadores na era digital: concepções e ferramentas:. Revista Mundos do Trabalho(online) , v. 13, p. 1-13, 2021.

  • OLIVEIRA, L. D. ; Fortes, Alexandre ; SOUSA, G. M. . A COVID-19 na Baixada Fluminense: Colapso e apreensão a partir da periferia metropolitana do Rio de Janeiro. ESPAÇO E ECONOMIA , v. Ano IX, p. 01, 2020.

  • RIBEIRO, Felipe ; NASCIMENTO, A. P. ; FORTES, Alexandre ; SALES, J. . Explorando os potenciais da História Digital: A experiência do Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro ? Campus de Nova Iguaçu. ESTUDOS HISTÓRICOS , v. 33, p. 152-172, 2020.

  • Fortes, Alexandre ; ALVIM, LEANDRO GUIMARÃES MARQUES . Evidências, códigos e classificações: o ofício do historiador e o mundo digital. Esboços , v. 27, p. 207-227, 2020.

  • FORTES, Alexandre . Kenneth P. Serbin. From Revolution to Power in Brazil: How Radical Leftists Embraced Capitalism and Struggled with Leadership.. AMERICAN HISTORICAL REVIEW , v. 125, p. 1374-1376, 2020.

  • Fortes, Alexandre . Lawfare Unmasked in Brazil. NACLA REPORT ON THE AMERICAS (1993) , v. 51, p. 1-6, 2019.

  • Fortes, Alexandre ; RIBEIRO, FELIPE . Trabalhadores e Segunda Guerra Mundial: debates introdutórios para um dossiê. Revista Mundos do Trabalho(online) , v. 11, p. 1-17, 2019.

  • FORTES, Alexandre . The Death and Resurrection of a Latin American Leader. NACLA REPORT ON THE AMERICAS (1993) , v. 1, p. 1, 2018.

  • FONTES, Paulo ; Fortes, Alexandre ; MAYER, DAVID . Brazilian Labour History in Global Context: Some Introductory Notes. INTERNATIONAL REVIEW OF SOCIAL HISTORY , v. 62, p. 1-22, 2018.

  • Fortes, Alexandre . World War II and Brazilian Workers: Populism at the Intersections between National and Global Histories. INTERNATIONAL REVIEW OF SOCIAL HISTORY , v. 62, p. 1-26, 2018.

  • RIBEIRO, Felipe ; SALES, J. ; FORTES, Alexandre ; NASCIMENTO, A. P. . Apresentação do Dossiê Baixada Fluminense: um Calhamaço de Pesquisa para Superar o Close-Up da Fronteira. REVISTA DO ARQUIVO GERAL DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO , v. 14, p. 143-148, 2018.

  • Fortes, Alexandre ; KNOLL, TRAVIS . The Great Depression in Latin America. HAHR-Hispanic American Historical Review , v. 97, p. 562-564, 2017.

  • Fortes, Alexandre . O professor (Homenagem a Marco Aurélio Garcia). Esquerda Petista , v. 7, p. 65-67, 2017.

  • FRENCH, JOHN D. ; Fortes, Alexandre . Jacobins, Bolsheviks, and the Dream of Revolution: October 1917 in the Trajectory of a Brazilian Metalworker of African Descent. LABOR (DURHAM, N.C.) , v. 14, p. 23-34, 2017.

  • Fortes, Alexandre . A espionagem Aliada no Brasil durante a segunda guerra mundial: Cotidiano e política em Belém na visão da inteligência militar norte-americana. Esboços , v. 22, p. 81, 2016.

  • Fortes, Alexandre . Brazil?s Neoconservative Offensive. NACLA Report on the Americas (1993) , v. 48, p. 217-220, 2016.

  • Fortes, Alexandre ; VERAS, F. R. . No rastro de Jararaca: Produção cultural e engajamento político na trajetória de um artista popular pioneiro. Revista Mundos do Trabalho , v. 8, p. 11-28, 2016.

  • Fortes, Alexandre . O processo histórico de formação da classe trabalhadora: algumas considerações. Estudos Historicos (Rio de Janeiro) , v. 29, p. 587-606, 2016.

  • Fortes, Alexandre . RESENHA MCCREERY, DAVID J. THE SWEAT OF THEIR BROW: A HISTORY OF WORK IN LATIN AMERICA (O SUOR DE SEU ROSTO: UMA HISTÓRIA DO TRABALHO NA AMÉRICA LATINA). ARMONK/LONDON: M.E. SHARPE, 2000. 209 PP. Prâksis (FEEVALE) , v. 2, p. 168-171, 2016.

  • Fortes, Alexandre ; MATTOS, HEBE . APRESENTAÇÃO. Revista Brasileira de História (Online) , v. 35, p. 7-10, 2015.

  • Fortes, Alexandre . Os impactos da Segunda Guerra Mundial e a regulação das relações de trabalho no BrasilWorld War II impacts and the regulation of labor relations in Brazil. NUEVO MUNDO-MUNDOS NUEVOS , v. 001, p. 66177, 2014.

  • Fortes, Alexandre ; FONTES, Paulo . Brazilian Labour History - Recent Trends and Perspectives: An introduction. MOVING THE SOCIAL - JOURNAL OF SOCIAL HISTORY AND HISTORY OF SOCIAL MOVIMENTS , v. 49, p. 5-10, 2014.

  • Fortes, Alexandre . Participatory Budgeting in Porto Alegre: an Experience in Democratic Innovation and its Historical Background. Moving the Social - Journal of Social History and the History of Social Movements , v. 49, p. 111-133, 2014.

  • Fortes, Alexandre . Patrick Manning. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA (ONLINE) , v. 34, p. 305-319, 2014.

  • Fortes, Alexandre . Apresentação. Revista Brasileira de História (Online) , v. 34, p. 7-9, 2014.

  • FORTES, Alexandre ; PAZ, A. ; PESSOA, A. ; CARDOSO, A. ; SANTIAGO, C. ; LEAL, D. ; CASTRO, L. . História Social do Trabalho no Brasil: conversa com Alexandre Fortes. Revista Litteris , v. 14, p. 1-16, 2014.

  • Fortes, Alexandre . Apresentação. Revista Brasileira de História (Online) , v. 34, p. 7-9, 2014.

  • Fortes, Alexandre . APRESENTAÇÃO. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA (ONLINE) , v. 33, p. 7-10, 2013.

  • Fortes, Alexandre . Razão e paixão na construção de uma historiografia engajada: Uma homenagem a Eric J. Hobsbawm e E. P. Thompson. Projeto História (Online) , v. 48, p. 001, 2013.

  • FORTES, Alexandre ; FRENCH, John D . When the Plumber(s) Come to Fix a Country: Doing Labor History in Brazil. International Labor and Working Class History , v. 82, p. 117-126, 2012.

  • FORTES, Alexandre ; French, J. D. . A 'Era Lula', as eleições presidenciais de 2010 e os desafios do pós-neoliberalismo. Tempo Social , v. 24, p. 201-228, 2012.

  • FORTES, Alexandre . Resenha de Oliver J. Dinius. Brazil?s Steel City. Developmentalism, Strategic Power and Industrial Relations in Volta Redonda, 1941-1964. Cadernos Arquivo Edgard Leuenroth (UNICAMP) , v. 17, p. 385-391, 2012.

  • 2012 FORTES, Alexandre . Nurturing Hope, Deepening Democracy, and Combating Inequalities in Brazil: Lula, the Workers' Party, and Dilma Rousseff's 2010 Election as President. LABOR (DURHAM, N.C.) , v. 9, p. 7-28, 2012.

  • FORTES, Alexandre . Decifrando o enigma da estrela? (Resenha de "História do PT: 1978-2010", de Lincoln Secco. TD. Teoria e Debate , v. 93, p. 93, 2011.

  • FORTES, Alexandre . Formação de classe e participação política: E. P. Thompson e o populismo. ANOS 90 (ONLINE) (PORTO ALEGRE) , v. 17, p. 173-195, 2010.

  • FORTES, Alexandre . Eleições de 2010 em perspectiva histórica. Democracia Viva , v. 39, p. 12-15, 2010.

  • FORTES, Alexandre . In Search of a Post-Neoliberal Paradigm: The Brazilian Left and Lula's Government. International Labor and Working Class History , v. 75, p. 109, 2009.

  • FORTES, Alexandre . O maior 'pelego' do mundo? Fidel Velázquez e o sindicalismo oficial no México pós-revolucionário. ESTUDOS HISTORICOS (RIO DE JANEIRO) , v. 22, p. 459-478, 2009.

  • FORTES, Alexandre . A instabilidade mundial após o colapso soviético (resenha de "Globalização, Democracia e Terrorismo", de Eric J. Hobsbawm). TD. Teoria e Debate , v. 75, p. 58, 2008.

  • FORTES, Alexandre . O Estado Novo e os trabalhadores: A construção de um corporativismo latino-americano. Locus (Juiz de Fora) , v. 13, p. 61-86, 2007.

  • FORTES, Alexandre . O Partido dos Trabalhadores da voz de seus fundadores: História oral, memória coletiva e institucionalização. Perseu: História, Memória e Política , v. 1, p. 13-36, 2007.

  • FORTES, Alexandre ; SILVA, Amanda Moreira da . Revisitando um clássico da história social: A estrutura narrativa de A formação da classe operária inglesa. Revista Universidade Rural. Série Ciências Humanas , v. 29, p. 1-24, 2007.

  • FORTES, Alexandre . Férias para quê?. Revista de História (Rio de Janeiro) , v. 17, p. 30-34, 2007.

  • Fortes, Alexandre . "Miríades por toda a eternidade": a atualidade de E. P. Thompson. Tempo Social. Revista de Sociologia da USP , São Paulo, v. 18, n.1, p. 197-215, 2006.

  • FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi . Esquerda e Direita: fontes nacionais para a História Social. Métis (UCS) , Caxias do Sul, v. 3, n.5, p. 11-29, 2005.

  • French, J. D. ; Fortes, Alexandre . Another World Is Possible: The Rise of the Brazilian Workers' Party and the Prospects for Lula's Government. Labor (Durham, N.C.) , Durham, NC, v. 2, n.3, p. 13-31, 2005.

  • FORTES, Alexandre . Entrevista com Apolonio de Carvalho. TD. Teoria e Debate , São Paulo, v. 64, p. 46-52, 2005.

  • FORTES, Alexandre . Trajetória Rebelde, de Pedro Viegas, e Vozes do Mar - O movimento dos Marinheiros e o Golpe de 64, de Flávio Luís Rodrigues. TD. Teoria e Debate , São Paulo, v. 59, p. 58, 2004.

  • FORTES, Alexandre . Resenha de: Daniel James, "Doa Maria Story: Life History, Memory and Political Identity" e Mirta Z. Lobato, "La vida en las fábricas: trabalho, protesta y política en una comunidad obrera, Berisso (1904-1970)". Cadernos Arquivo Edgard Leuenroth (UNICAMP) , v. 20/21, p. 267-273, 2004.

  • FORTES, Alexandre . La construcción de archivos y la memoria de la izquierda: la experiencia del centro Sérgio Buarque de Holanda. Entrepasados , v. 26, p. 200-210, 2004.

  • FORTES, Alexandre . Sul em chamas. Nossa História (São Paulo) , v. 10, p. 30-32, 2004.

  • FORTES, Alexandre . A enchente de 1941 no Distrito Industrial de Porto Alegre. HISTÓRIA UNISINOS , São Leopoldo, v. 6, n.2, p. 127-155, 2002.

  • FORTES, Alexandre . Brazil. LABOUR-LE TRAVAIL , Toronto, v. 50, p. 249, 2002.

  • FORTES, Alexandre . As Indústrias Renner: Paternalismo e identidade coletiva dos trabalhadores numa empresa teuto-brasileira. História (São Paulo) , São Paulo, v. 21, p. 163-193, 2002.

  • Fortes, Alexandre . Book Reviews. LABOR HISTORY , Abingdon, Grã-Bretanha, v. 43, n.4, p. 547-581, 2002.

  • Fortes, Alexandre . The Sweat of Their Brow: A History of Work in Latin America By MCCREERY, DAVID J. [Latin American Realities.] M.E. Sharpe, Armonk (New York) [etc.] 2000. ix, 211 pp. 55.50; DOI: 10.1017/S0020859002620620. International Review of Social History , Amsterdã, v. 47, n.2, p. 291-316, 2002.

  • NEGRO, A. L. ; FORTES, Alexandre . Historiografia, Trabalho e Cidadania no Brasil. Trajetos (UFC) , Fortaleza, v. 1, n.2, p. 25-49, 2002.

  • FORTES, Alexandre . Da Solidariedade à Assistência: Estratégias Organizativas e Mutualidade no Movimento Operário de Porto Alegre na Primeira Metade do Século XX. Cadernos Arquivo Edgard Leuenroth (UNICAMP) , Campinas, v. 10-11, p. 171-218, 1999.

  • FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi . Historiografia, trabajo y ciudadania en Brasil. Entrepasados , Buenos Aires, v. 15, p. 65-87, 1998.

  • NEGRO, A. L. ; FONTES, P. ; FORTES, Alexandre . Peculiaridades de E. P. Thompson. Textos Didáticos (UNICAMP) , v. 10, p. 95-106, 1998.

  • FORTES, Alexandre . Como era gostoso o meu pão francês: a greve dos padeiros de Porto Alegre (1933-1934). ANOS 90 (ONLINE) (PORTO ALEGRE) , Porto Alegre, v. 5, p. 88-124, 1997.

  • FONTES, Paulo ; NEGRO, A. L. ; FORTES, Alexandre . Sair da sala de aula e ouvir os trabalhadores: Entrevista com Eddie Webster. História Social (Campinas) , Campinas, v. 3, p. 157-171, 1997.

  • FORTES, Alexandre . Conselhos de Direitos da Criança e do Adolescente. Cadernos ABONG , São Paulo, v. 15, p. 21-34, 1996.

  • WEBSTER, E. ; NEGRO, A. L. ; FORTES, Alexandre ; FONTES, P. . Sair da Sala de Aula e Ouvir os Trabalhadores. Movimentos Sociais, História e Universidade na África do Sul. História Social (UNICAMP) , v. 3, p. 157-171, 1996.

  • FORTES, Alexandre . O direito na obra de E. P. Thompson. História Social (Campinas) , Campinas, v. 2, p. 89-111, 1995.

  • FORTES, Alexandre . A JUVENTUDE DOS ANOS 80, Resenha de Cenas Juvenis - punks e darks no espetáculo urbano, de Helena Wendel Abramo. TD. Teoria e Debate , São Paulo, v. 28, p. 58, 1995.

  • FORTES, Alexandre . A Carga e a Culpa, de Fernando Teixeira da Silva. História Social (Campinas) , Campinas, v. 2, p. 175-181, 1995.

  • SILVA, Fernando Teixeira da (Org.) ; FORTES, Alexandre (Org.) ; ROGERS, T. D. (Org.) ; MCGILLIVRAY, G. (Org.) . The entangled labor histories of Brazil and the United States. 1. ed. Lanham, Maryland: Lexington Books, 2023.

  • FORTES, Alexandre ; SILVA, Fernando Teixeira da (Org.) ; NEGRO, Antonio Luigi (Org.) ; FONTES, P. (Org.) ; COSTA, Hélio da (Org.) . Na luta por direitos. Estudos recentes em história social do trabalho. 2. ed. Campinas: UNICAMP/IFCH/CECULT, 2023. v. 1. 302p .

  • SALES, J. R. (Org.) ; FORTES, Alexandre (Org.) . A Baixada Fluminense e a Ditadura Militar: Movimentos Sociais, Repressão e Poder Local. 2a. ed. Salvador: Sagga Editora, 2022. v. 1. 276p .

  • FORTES, Alexandre ; SILVA, Fernando Teixeira da (Org.) . Trabalho & labor: histórias compartilhadas (Brasil e Estados Unidos, século XX). 1a. ed. Salvador: Sagga, 2020. v. 1. 303p .

  • Fortes, Alexandre ; FONTES, P. (Org.) ; MAYER, D. (Org.) . Brazilian Labour History: New Perspectives in Global Context. 1. ed. Cambridge: Cambridge University Press, 2017. v. 1. 269p .

  • SALES, J. R. (Org.) ; Fortes, Alexandre (Org.) . A Baixada Fluminense e a Ditadura Militar: Movimentos Sociais, repressão e poder local. 1. ed. Curitiba: Prismas, 2016. v. 1. 304p .

  • Fortes, Alexandre ; PETERSEN, Silvia Regina Ferraz (Org.) ; Lima Filho, Henrique Espada Rodrigues (Org.) ; Xavier, Regina Célia Lima (Org.) . Cruzando Fronteiras: Novos olhares sobre a história do trabalho. 1. ed. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2013. v. 1. 304p .

  • RAMALHO, José Ricardo (Org.) ; FORTES, Alexandre (Org.) . Desenvolvimento, Trabalho e Cidadania: Baixada e Sul Fluminense. 1. ed. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2012.

  • FERREIRA, Marieta de Moraes (Org.) ; FORTES, Alexandre (Org.) . Muitos caminhos, uma estrela: memórias de militantes do PT (vol. 1). 1a. ed. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2008. v. 1. 448p .

  • FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo ; KORNIS, Mônica Almeida . Trabalho e Trabalhadores no Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: CPDOC-FGV, 2006. v. 1. 160p .

  • FORTES, Alexandre . História e Perspectivas da Esquerda. 1. ed. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2005. v. 1. 253p .

  • FORTES, Alexandre . Nós do Quarto Distrito. A classe trabalhadora porto-alegrense e a Era Vargas.. 1. ed. Caxias do Sul / Rio de Janeiro: EDUCS / Garamond, 2004. v. 1. 459p .

  • BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes (Org.) ; SILVA, Fernando Teixeira da (Org.) ; FORTES, Alexandre (Org.) . Culturas de classe. Identidade e diversidade na formação do operariado.. 1. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2004. v. 1. 438p .

  • FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi (Org.) ; SILVA, Fernando Teixeira da (Org.) ; COSTA, Hélio da (Org.) ; FONTES, Paulo (Org.) . Na luta por direitos: Estudos recentes em história social do trabalho. 1. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1999. v. 1. 210p .

  • FORTES, Alexandre . Labor, Race, and Politics: US Views of Brazil in the Context of the Second World War. In: Fernando Teixeira da Silva; Alexandre Fortes; Thomas Rogers, Gillian McGillivray. (Org.). The entangled labor histories of Brazil and the United States. 1ed.Lanham, Maryland: Lexington Books, 2023, v. , p. 107-135.

  • FORTES, Alexandre . Revendo a legalização dos sindicatos: metalúrgicos de Porto Alegre (1931-1945). In: Fortes, Alexandre; Silva, Fernando Teixeira da; Negro, Antonio Luigi; Fontes, Paulo; Costa, Hélio da. (Org.). Na luta por direitos. Estudos recentes em história social do trabalho. 2ed.Campinas: UNICAMP/IFCH/CECULT, 2023, v. 1, p. 60-115.

  • FORTES, Alexandre . A Segunda Guerra Mundial e a Sociedade Brasileira. In: Marco Aurélio Vannucchi; Luciano Aronne de Abreu. (Org.). A Era Vargas (1930-1945). 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2021, v. 2, p. 146-173.

  • FORTES, Alexandre . O golpe de 2016 em perspectiva histórica. In: Antonio José Alves Junior, Pedro Henrique Pedreira Campos, Vladimyr Lombardo Jorge. (Org.). O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil: curso de extensão realizado na UFRRJ. 1ed.Seropédica, RJ: EDUR, 2021, v. , p. 29-44.

  • FORTES, Alexandre . Trabalho, raça e política: o olhar norte-americano sobre o Brasil no contexto da Segunda Guerra Mundial. In: Alexandre Fortes; Fernando Teixeira da Silva. (Org.). Trabalho & labor: histórias compartilhadas (Brasil e Estados Unidos, século XX). 1aed.Salvador: Sagga, 2020, v. 1, p. 135-161.

  • FORTES, Alexandre ; SILVA, Fernando Teixeira da . Conexões, comparações, inspirações: superando a visão dicotômica sobre a história do trabalho nos Estados Unidos e no Brasil. In: Alexandre Fortes; Fernando Teixeira da Silva. (Org.). Trabalho & labor: histórias compartilhadas (Brasil e Estados Unidos, século XX). 1ed.Salvador: Sagga, 2020, v. 1, p. 11-17.

  • FORTES, Alexandre . Los comunistas y la clase trabajadora brasilea (1922-1945). In: Patricio Herrera González; Santiago Aránguiz Pinto. (Org.). El Comunismo en América Latina Experiencias militantes, intelectuales y transnacionales (1917-1955). 1ed.Valparaíso, Chile: Universidad de Valparaíso, 2017, v. 1, p. 1-25.

  • Fortes, Alexandre ; FONTES, P. ; MAYER, D. . Brazilian Labour History in Global Context: Some Introductory Notes. In: Alexandre Fortes; Paulo Fontes; David Mayer. (Org.). Brazilian Labour History: New Perspectives in Global Context. 1ed.Cambridge: Cambridge University Press, 2017, v. 1, p. 1-22.

  • Fortes, Alexandre . World War II and the Brazilian Workers: Populism at the Intersections between National and Global History. In: Alexandre Fortes; Paulo Fontes; David Mayer. (Org.). Brazilian Labour History: New Perspectives in Global Context. 1ed.Cambridge: Cambridge University Press, 2017, v. 1, p. 165-190.

  • Fortes, Alexandre . Os movimentos de 2013 e os novos desafios da esquerda brasileira. In: Adriano de Freixo. (Org.). Manifestações no Brasil: as ruas em disputa. 1ed.Rio de Janeiro: Editora Oficina Raquel, 2016, v. , p. 41-56.

  • Fortes, Alexandre ; SALES, J. R. ; FONTES, P. . Entrevista (Wladimir Pomar a Alexandre Fortes, Jean Sales e Paulo Fontes). In: Rodrigo Cesar. (Org.). Wladimir Pomar - Textos e Contextos. 1ed.São Paulo: Página 13, 2016, v. , p. 55-296.

  • FORTES, Alexandre . Do reformismo tecnocrático ao nacionalismo de massas: a II Guerra Mundial e a emergência do trabalhismo brasileiro. In: Norberto O. Ferreras. (Org.). A questão nacional e as tradições nacional-estatistas no Brasil, América Latina e África. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015, v. , p. 67-88.

  • Fortes, Alexandre ; FONTES, Paulo . Brazil in the 1930s: State Building, Nationalism and Working-Class Agency. In: Helmut Konrad; Wolfgang Maderthaner. (Org.). ROUTES INTO THE ABYSS: Coping with Crises in the 1930s. 1ed.Nova Iorque; Oxford: Berghahn, 2013, v. , p. 1-.

  • Fortes, Alexandre ; FRENCH, John D . Sobre encanadores e filósofos: Fazendo história do trabalho no Brasil. In: Alexandre Fortes; Silvia Petersen; Henrique Espada Lima; Regina Célia Xavier. (Org.). Cruzando Fronteiras: Novos olhares sobre a história do trabalho. 1ed.São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2013, v. 1, p. 17-28.

  • FORTES, Alexandre ; Silva, Eduardo Ângelo da ; Silva, Leonardo Ângelo da . Desenvolvimento, Trabalho e Cidadania em Volta Redonda: Um olhar sobre a produção acadêmica. In: José Ricardo Ramalho; Alexandre Fortes. (Org.). Desenvolvimento, Trabalho e Cidadania: Baixada e Sul Fluminense. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2012, v. 1, p. 247-266.

  • FERREIRA, Marieta de Moraes ; FORTES, Alexandre . Avelino Ganzer: un militante político en La Amazonia. In: Gerardo Necoechea Gracia y Patricia Pensado Leglise. (Org.). Voltear el mundo de cabeza. Historias de militancia de izquierda en América latina. Buenos Aires: Imago Mundi, 2011, v. , p. 91-128.

  • FERREIRA, Marieta de Moraes ; FORTES, Alexandre . Benedita da Silva: mujer, negra y favelada. In: Gerardo Necoechea Gracia y Patricia Pensado Leglise. (Org.). Voltear el mundo de cabeza. Historias de militancia de izquierda en América latina. Buenos Aires: Imago Mundi, 2011, v. , p. 129-160.

  • Fortes, Alexandre . A política externa do governo Lula: algumas considerações. In: Vagner Camilo Alves; Thiago Moreira Rodrigues; Luiz Pedone; Adriano de Freixo. (Org.). A POLITICA EXTERNA BRASILEIRA NA ERA LULA: UM BALANÇO. RIO DE JANEIRO: Apicuri, 2011, v. , p. 33-50.

  • FORTES, Alexandre . Sílvia Petersen e a consolidação da História do Trabalho no Brasil. In: Benito Bisso Schmidt. (Org.). Novas questões de teoria e metodologia da história e historiografia: homenagem a Sílvia Petersen. São Leopoldo: Oikos, 2011, v. , p. 198-208.

  • FORTES, Alexandre . O projeto de história oral do PT: algumas reflexões sobre memória política e lugares de enunciação.. In: Lígia Bellini; Antonio Luigi Negro; Evergton Sales Souza. (Org.). Tecendo histórias. Espaço, política e identidade. Salvador: EDUFBA, 2009, v. , p. 1-20.

  • FERREIRA, Marieta de Moraes ; FORTES, Alexandre . Memórias do PT: As vozes dos seus construtores. In: Carlos Fico; Marieta de Moraes Ferreira; Maria Paula Araujo; Samantha Viz Quadrat. (Org.). Ditadura e Democracia na América Latina. Balanço histórico e perspectivas. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FGV, 2008, v. , p. 275-303.

  • FERREIRA, Marieta de Moraes ; FORTES, Alexandre . Introdução. In: Ferreia, Marieta de Moraes; Fortes, Alexandre. (Org.). Muitos Caminhos, uma estrela: memórias de militantes do PT (vol. 1). 1ed.São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2008, v. 1, p. 5-20.

  • FORTES, Alexandre . A trajetória do Brasil: Construção nacional e inserção internacional. In: Mila Frati. (Org.). Curso de Formação em Política Internacional. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2007, v. , p. 203-218.

  • FORTES, Alexandre . Os direitos, a lei e a ordem: Greves e mobilizações gerais na Porto Alegre da Primeira República. In: Silvia Hunold Lara; Joseli Nunes Mendonça. (Org.). Direitos e justiças no Brasil. Campinas: Editora da Unicamp, 2006, v. , p. 343-378.

  • FORTES, Alexandre . Reflexões sobre o lugar do PT na história da esquerda brasileira. In: Alexandre Fortes. (Org.). História e Perspectivas da Esquerda. 1ed.São Paulo: Editora da Fundação Perseu Abramo, 2005, v. 1, p. 195-205.

  • FORTES, Alexandre . Os outros 'polacos': Classe e identidade étnico-nacional entre imigrantes do leste europeu em Porto Alegre.. In: Cláudio Henrique Moraes Batalha; Fernando Teixeira da Silva; Alexandre Fortes. (Org.). Culturas de classe. Identidade e diversidade na formação do operariado. 1ed.Campinas: Editora da Unicamp, 2004, v. 1, p. 317-361.

  • FORTES, Alexandre ; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes ; SILVA, Fernando Teixeira da . Apresentação. In: Cláudio H. M. Batalha; Fernando Teixeira da Silva; Alexandre Fortes. (Org.). Culturas de classe. Identidade e diversidade na formação do operariado. 1ed.Campinas: Editora da Unicamp, 2004, v. 1, p. 11-22.

  • FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi . Historiografia, trabalho e cidadania no Brasil. In: Jorge Ferreira; Lucilia de Almeida Neves Delgado. (Org.). O Brasil Republicano - Livro 3 - O tempo da experiência democrática. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003, v. 3, p. 181-211.

  • FORTES, Alexandre . Estado, sociedade e governo. In: Charmain Levy. (Org.). Estado, Sociedade e Governo. Porto Alegre: CAMP, CPT, Development and Peace, 2003, v. , p. 7-15.

  • FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi ; FONTES, Paulo . As peculiaridades de E. P. Thompson. In: Sergio Silva; Antonio Luigi Negro. (Org.). As peculiaridades dos Ingleses e outros textos. 1ed.Campinas: Editora da Unicamp, 2001, v. 1, p. 11-45.

  • FORTES, Alexandre . O planejamento estratégico situacional e participativo. In: Markus Brose. (Org.). Metodologia participativa. Uma introdução a 29 instrumentos. 1ed.Porto Alegre: Tomo Editorial, 2001, v. 1, p. 153-160.

  • FORTES, Alexandre . Revendo a legalização dos sindicatos: Metalúrgicos de Porto Alegre (1931-1945). In: Alexandre Fortes. (Org.). Na luta por direitos: Estudos recentes em história social do trabalho. 1ed.Campinas: Editora da Unicamp, 1999, v. , p. 19-49.

  • FORTES, Alexandre . Planejamento Tradicional e Planejamento Estratégico. In: Fátima Nascimento. (Org.). Caminho - Planejamento, Monitoramento e Avaliação - PMA. Salvador: CESE, 1998, v. , p. 39-41.

  • FORTES, Alexandre . Planejamento Situacional e Participativo - Caderno de Conceitos. In: Fátima Nascimento. (Org.). Caminhos - Planejamento, Monitoramento e Avaliação - PMA. Salvador: CESE, 1998, v. , p. 73-95.

  • Fortes, Alexandre ; CHAZKEL, A. . Latin Americanists Say ?No? to the Coup in Brazil. NACLA, Nova Iorque, 10 jun. 2016.

  • Fortes, Alexandre ; CHAZKEL, A. . Latino-americanistas protestam contra o Golpe no Brasil. GGN - O Jornal de todos os Brasis, São Paulo, 03 jun. 2016.

  • Fortes, Alexandre . Trabalho e trabalhadores no Brasil: Diálogos entre a fotografia e a literatura. Revista Sinpro-Rio, Rio de Janeiro, p. 56 - 80, 10 set. 2009.

  • FORTES, Alexandre . Comentário sobre o problema do trabalho escravo na siderurgia brasileira e as relação comerciais Brasil-EUA. Inter-American Dialogue ? Latin American Advisor, Washington, DC, p. 1 - 4, 11 dez. 2006.

  • FORTES, Alexandre . Entrevista para a elaboração da matéria ?Proletários, Univos?. Filosofia (São Paulo), São Paulo, p. 62 - 69, 01 nov. 2006.

  • MARQUES, Carla ; FORTES, Alexandre . Apolônio de Carvalho - Vale a pena sonhar. Jornal da UFRJ, Rio de Janeiro, , v. 9, p. 3 - 3, 01 out. 2005.

  • FORTES, Alexandre ; SANTOS, Klécio . A imagem de Getúlio foi santificada. Zero Hora, Porto Alegre, , v. 2, p. 8 - 8, 21 ago. 2004.

  • FORTES, Alexandre ; FIGUEIREDO, Lucas . PT abre seu velho baú. Estado de Minas, Belo Horizonte, p. 8 - 10, 16 maio 2004.

  • FORTES, Alexandre ; POMAR, Wladimir ; SOUZA, Ricardo de . Pelo partido ou pelo governo. Valor Econômico, São Paulo, , v. Eu &, p. 2 - 3, 27 dez. 2002.

  • FORTES, Alexandre ; SANCHES, Valdir . EUA investigaram o fundador da Varig. Jornal da Tarde, São Paulo, p. 20 - 20, 04 fev. 2001.

  • FORTES, Alexandre ; NASCIMENTO, Solano . Para os EUA, Varig teria apoiado nazismo. Folha de São Paulo, São Paulo, p. A 12 - A 12, 07 jan. 2001.

  • FORTES, Alexandre ; ZAVASCHI, Olyr . Os arquivos dos EUA sobre a Varig. Zero Hora, Porto Alegre, p. 46 - 46, 26 dez. 2000.

  • FORTES, Alexandre . Participação popular e democratização: O caso colombiano. Repente: Participação popular na construção do poder local, São Paulo, p. 6 - 7, 01 fev. 1997.

  • FORTES, Alexandre . Memória não é para ser esquecida. disCUT, Porto Alegre, p. 27 - 27, 01 nov. 1989.

  • FORTES, Alexandre . III Concut - Cambiar para consolidarse. Alai - Servicio Mensual de Información y Documentación, Montreal, p. IV - IV, 01 nov. 1988.

  • FORTES, Alexandre . Revendo a relação entre movimento operário e Estado na América Latina:. In: XIII Encontro Regional da Associação Nacional de História (ANPUH) - Rio de Janeiro, 2008, Seropédica, RJ. Anais Complementares. Rio de Janeiro, RJ: Associação Nacional de História (ANPUH) - Rio de Janeiro, 2008.

  • FORTES, Alexandre . Educação, Trabalho e História: Potenciais e desafios das experiências de história pública. In: XI Seminário Internacional de Educação: Trabalho, Juventude e Educação, 2008, Novo Hamburgo, RS. Anais do XI Seminário Internacional de Educação: Trabalho, Juventude e Educação. Novo Hamburgo, RS, 2008.

  • FORTES, Alexandre . O Partido dos Trabalhadores da voz de seus fundadores: História oral, memória coletiva e institucionalização. In: 2007 Meeting of the Latin American Studies Association, 2007, Montréal, Canadá. CD-ROM, 2007.

  • FORTES, Alexandre . Trabalhismo e classe trabalhadora: As origens sociais do brizolismo em Porto Alegre. In: LASA 2004 XXV International Congress, 2004, Las Vegas. LASA 2004 XXV International Congress, 2004.

  • FORTES, Alexandre . Construção de acervos e memória da esquerda: a experiência do Centro Sérgio Buarque de Holanda. In: II Jornada Nacional de História do Trabalho, 2004, Florianópolis. História: Trabalho, cultura e poder. Florianópolis: ANPUH/SC; Proextensão/UFSC, 2004. p. 291-294.

  • FORTES, Alexandre . A Classe Trabalhadora e o Quarto Distrito` em Porto Alegre: 1920-1950. In: LASA 2003 XXIV International Congress, 2003, Dallas. LASA 2003 XXIV International Congress.

  • FORTES, Alexandre . Industrialização, paternalismo e política: As empresas teuto-brasileiras em Porto Alegre. In: XIX Latin American Labor History Conference, 2002, Durham. XIX Latin American Labor History Conference, 2002.

  • FORTES, Alexandre . Nós do Quarto Distrito?': Identidade coletiva nas memórias sobre a enchente de 1941 nos bairros industriais de Porto Alegre. In: IV Encuentro Nacional de Historia Oral, Conflictos y Experiencias del Siglo XX, 1999, Buenos Aires. IV Encuentro Nacional de Historia Oral, Conflictos y Experiencias del Siglo XX, 1999.

  • FORTES, Alexandre . Imigrantes do leste europeu e movimento operário em Porto Alegre (1917-1947). In: XVI Jornadas de historia económica, 1998, Quilmes. XVI Jornadas de historia económica. 2001: Centro de Estudios Histórico-Rurales - UNLP, 1998. p. 250-251.

  • FORTES, Alexandre . A greve dos padeiros de Porto Alegre, 1933/1934. In: 45ª Reunião da SBPC, 1993, Recife. Ciência e Qualidade de Vida - 45ª Reunião da SBPC, 1993. p. 458-458.

  • FORTES, Alexandre . O PROJETO DE HISTÓRIA ORAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES. In: XXII Simpósio Nacional de História, 2005, Londrina. XXII Simpósio Nacional de História, 2005.

  • FORTES, Alexandre . Relações de gênero e configuração de classe no distrito industrial de Porto Alegre: 1920-1954. In: XXII Simpósio Nacional de História, 2003, João Pessoa. XXII Simpósio Nacional de História, 2003.

  • FORTES, Alexandre . A classe trabalhadora e o 'quarto distrito'de Porto Alegre: 1920-1950. In: XXI Simpósio Nacional da Associação Nacional de História - Anpuh, 2001, Niterói. Anpuh - XXI Simpósio Nacional - História no novo milênio: entre o individual e o coletivo. Niterói: Anpuh / UFF, 2001. p. 481-481.

  • FORTES, Alexandre . Classe, comunidade e participação política: o Distrito Industrial de Porto Alegre (1920 - 1950). In: BRASA IV Conference, 1997, Washington. BRASA IV Conference, 1997.

  • FORTES, Alexandre . Buscando nossos direitos: Trabalhadores e organização sindical na Porto Alegre de 1933 a 1937. In: BRASA III Conference, 1996, Cambridge. BRASA III Conference, 1996. p. 5-5.

  • FORTES, Alexandre . A greve dos padeiros de Porto Alegre, 1933/1934. In: XVII Simpósio Nacional de História, 1993, São Paulo. XVII Simpósio Nacional de História, 1993.

  • Fortes, Alexandre . From Technocratic Reformism to Mass Nationalism: World War II and the Rise of Brazilian Laborism. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CARDOSO, A. ; FORTES, Alexandre . A construção da sociedade do trabalho no Brasil: seus desafios hoje. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • Fortes, Alexandre . A visão norte-americana sobre a política trabalhista brasileira durante a Segunda Guerra Mundial. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fortes, Alexandre . A Segunda Guerra Mundial e os trabalhadores brasileiros: Nacionalismo, relações de classe e regulação estatal numa conjuntura crítica. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • Fortes, Alexandre . O processo histórico de formação da classe trabalhadora: Algumas considerações. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Conferência de Encerramento: IV Seminário Internacional Mundos do Trabalho. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . O impacto da II Guerra Mundial no Brasil: um exercício de diálogo entre campos historiográficos distintos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . As lutas dos trabalhadores por direitos - Passado e presente. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; BRETANHA, J. F. ; MUNHOZ, S. . Homenagem a Eric Hobsbawm. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fortes, Alexandre . Ditadura e trabalhadores no Brasil (1964-1985). 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . A história do trabalho no Brasil: avanços e desafios. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Razão e paixão na construção de uma historiografia engajada: Uma homenagem a Eric J. Hobsbawm e E. P. Thompson. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fortes, Alexandre . World War II Impacts and the Emergence of Mass Nationalism in Brazil: Rethinking the Connections Between Global Processes and Labor History. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • Fortes, Alexandre . Soberania, desenvolvimento e ?cidadania regulada?: O impacto da Segunda Guerra Mundial sobre as relações de classe e as políticas trabalhistas no Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • Fortes, Alexandre . Os impactos da Segunda Guerra Mundial e a Emergência do Nacionalismo de Massas no Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre ; Ramalho, José Ricardo Garcia Pereira ; LOPES, J. S. L. . Mesa Redonda: 50 anos de A Formação da Classe Operária Inglesa: E.P. Thompson e as Ciências Sociais no Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; ALGEBAIE, E. ; MACCORD, M. . Movimentos sociais, educação e experiência de classe. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fortes, Alexandre ; Ramalho, José Ricardo Garcia Pereira . Mesa Redonda: E. P. Thompson e a história do trabalho no Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; Ramalho, José Ricardo Garcia Pereira ; MEDEIROS, L. S. ; OLIVEIRA, R. V. . Mesa Redonda: Resistências, lutas e direitos dos trabalhadores. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fortes, Alexandre . A imprensa operária. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fortes, Alexandre ; FRENCH, John D . Nurturing Hope, Deepening Democracy, and Combating Inequalities in Brazil: The Workers Party in Brazil from Lula to Dilma. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • Fortes, Alexandre . Nurturing Hope, Deepening Democracy, and Combating Inequalities in Brazil: Lula, the Workers Party, and Dilma Rousseff's 2010 Election as President. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • Fortes, Alexandre . Nurturing Hope, Deepening Democracy, and Combating Inequalities in Brazil: Lula, the Workers Party, and Dilma Rousseff's 2010 Election as President. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • Fortes, Alexandre . Nurturing Hope, Deepening Democracy, and Combating Inequalities in Brazil: Lula, the Workers Party, and Dilma Rousseff's 2010 Election as President. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • FORTES, Alexandre . German Companies and Nazism in Brazil: New Perspectives on the Role of World War II in the Rise of Brazilian Populism. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Race relations in Brazil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fortes, Alexandre . Emília Viotti da Costa e a História do Trabalho no Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; BATALHA, Cláudio Henrique de Moraes ; Mattos, Marcelo Badaró . História do Trabalho. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Nacionalismo de massas e relações de classe no contexto da Segunda Guerra Mundial: O caso da grande Recife. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; Mineiro, Adhemar . Desenvolvimento Econômico, Política Financeira e Trabalho no Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fortes, Alexandre . O orçamento Participativo em Porto Alegre: Uma experiência de inovação democrática e as suas raízes históricas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Singer, André ; FORTES, Alexandre ; Oliveira, Francisco de . O debate historiográfico sobre o populismo e a questão do "lulismo" no Brasil de hoje. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; FRENCH, John D . Assessing the 2010 Brazilian Elections and Lula's Presidency: Nurturing Hope, Deepening Democracy, and Combating Inequalities. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; FRENCH, John D ; VELASCO, A. ; Weinstein, Barbara . Brazil: The Country of the Future Once Again?. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . The Impact of World War II on European Immigrant Workers Collective Identities in Porto Alegre (Rio Grande do Sul - Brazil). 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Brazil in the 1930s: State Building, Nationalism and Working-Class Agency. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • FORTES, Alexandre . O Estado Novo e os trabalhadores: A construção de um corporativismo latino-americano. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; FERREIRA, Marieta de Moraes . Da construção do Partido dos Trabalhadores ao Governo Lula: Trajetórias e memórias de militantes. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Participação da Mesa-Redonda "A história do trabalho no Brasil: balanço e perspectivas". 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Dos movimentos sociais ao governo Lula: memórias de militantes do PT. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre ; GOMES, Angela de Castro . Participação da Mesa de Abertura: "Fronteira: Interdisciplinaridade na produção acadêmica". 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; Palermo, Silvana . Os direitos, a lei e a ordem: Greves e mobilizaçoes gerais na Porto Alegre da Primeira República. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Tão próximo, tão distante: O peronismo visto do Brasil. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • Oliveira, Francisco de ; Aquino, Maria Aparecida ; FORTES, Alexandre . 1968: O contexto brasileiro. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Educação, Trabalho e História: Potenciais e desafios das experiências de história pública. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Revendo a relação entre movimento operário e Estado na América Latina:O Sindicalismo Classista no México, Argentina e Brasil. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • FORTES, Alexandre . The paradoxes of populism in the voices of unionists: Listening to ?pelegos? and ?charros?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Trabalho e trabalhadores no Brasil: Diálogos entre a fotografia e a literatura. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . O lugar das greves de 1968 na trajetória histórica do movimento operário brasileiro. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . O papel do historiador na sociedade e a concepção curricular do curso de História do IM. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FRENCH, John D ; FORTES, Alexandre . Debatedor da palestra. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FORTES, Alexandre . História Social e História Oral: questões para a pesquisa. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Memórias de militantes do PT: Diversidade e convergência na resistência à Ditadura Militar brasileira. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FORTES, Alexandre . O Papel do Historiador na Sociedade. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Revendo a relação entre movimento operário e Estado na América Latina: O Sindicalismo Classista no México, Argentina e Brasil - I Seminário de Pesquisa do Instituto Multidisciplinar. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . El Partido de los Trabajadores en la voz de sus fundadores. La historia oral como instrumento de revisión historiográfica. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . O Partido dos Trabalhadores na voz de seus fundadores: a história oral como instrumento de revisão historiográfica. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Reforma Universitária. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . A trajetória do Brasil: Construção Nacional e Inserção Internacional. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Programa Memória do Trabalho: Possibilidades e desafios na construção da história pública. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Debate sobre o Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - Reuni. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FORTES, Alexandre . O Estado Novo e os trabalhadores: A construção de um corporativismo latino-americano. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • Nébias, Wellington Barbosa ; FORTES, Alexandre . Debatedor do trabalho "A greve geral e a insurreição anarquista de 1918". 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FORTES, Alexandre . Miríades por toda a eternidade: A atualidade de A Formação da Classe Operária Inglesa. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Comunicação ?Programa Memória do Trabalho? - Seminário Memória e Cultura Petrobras. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Porto Alegre, the participatory budget and popular politics in Brazil. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Participatory Budgeting in Brazil: The Roots and Global Impact of Democratic Innovation in Porto Alegre. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Participação como professor convidado no curso ?Local communities, global markets and working-class culture?. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Porto Alegre and the historical roots of the World Social Forum: Another world is possible?. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Programa Memória do Trabalho. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Histórias e Perspectivas da Esquerda. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; RAMALHO, José Ricardo . Cultura operária na Era Vargas: o caso do Distrito Industrial de Porto Alegre. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; COSTA, Hélio da . Partidos de esquerda e crises políticas (resgate histórico). 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre ; PEREIRA, Hamilton . PT 25 anos: memória e documentação. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Debatedor no lançamento do livro Forjando a Democracia: A história da esquerda na Europa, 1850-2000, de Geoff Eley. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FORTES, Alexandre . Trabalhadores e populismo na América Latina: Velho tema, novas abordagens. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Processo políticos, sistemas legais e relações de trabalho na 'Era Populista': Brasil, México e Argentina. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Trabalhismo e classe trabalhadora: As origens sociais do brizolismo em Porto Alegre. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . The Lula government's ties to international labor and solidarity groups and their implications for its success. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Vargas e os trabalhadores brasileiros: Novas leituras históricas. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Reflexões sobre o lugar do PT na história da esquerda brasileira. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Relações de gênero e configuração de classe no distrito industrial de Porto Alegre: 1920-1954. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . A Classe Trabalhadora e o Quarto Distrito` em Porto Alegre: 1920-1950. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Lula`s victory and the challenges and opportunities facing the Workers` Party. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Lula`s victory and the challenges and opportunities facing the Workers` Party. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Lula`s victory and the challenges and opportunities facing the Workers` Party. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Trabalhadores e Populismo: Novos contornos de um velho debate. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Labor History in Brazil: An Overview of Recent Developments. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Poverty, civil society and the worker's movement: A first world/third world dialogue. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Os desafios da História do Trabalho Hoje. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Industrialização, paternalismo e política: As empresas teuto-brasileiras em Porto Alegre. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . A classe trabalhadora e o 'quarto distrito'de Porto Alegre: 1920-1950. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Nós do Quarto Distrito?': Identidade coletiva nas memórias sobre a enchente de 1941 nos bairros industriais de Porto Alegre. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Na luta por direitos. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Da Solidariedade à assistência: Estratégias organizativas e mutualidade no movimento operário de Porto Alegre na primeira metade do século XX. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Imigrantes do leste europeu e movimento operário em Porto Alegre (1917-1947). 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Mutualidade e Assistencialismo no sindicalismo porto-alegrense das décadas de 20 a 40. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Identidade, classe e nacionalidade: Os polacos em Porto Alegre. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Classe, comunidade e participação política: o Distrito Industrial de Porto Alegre (1920 - 1950). 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . O bairro Navegantes/São João: Classe e Comunidade nas origens do populismo em Porto Alegre. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Concepção de Planejamento. 1997. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Tática e Estratégia. 1997. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FORTES, Alexandre . Buscando nossos direitos: Trabalhadores e organização sindical na Porto Alegre de 1933 a 1937. 1996. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Crise e conflito no domínio da lei: as greves de 1933 a 1935 em Porto Alegre. 1996. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . Oficina Educação Popular, ONGs e Universidade. 1994. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FORTES, Alexandre . A greve dos padeiros de Porto Alegre, 1933/1934. 1993. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FORTES, Alexandre . A greve dos padeiros de Porto Alegre, 1933/1934. 1993. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • Fortes, Alexandre ; FONTES, Paulo ; CORREA, L. R. . Dicionário Histórico dos Movimentos Sociais Brasileiros (1964-2014). Rio de Janeiro: Colégio Brasileiro de Altos Estudo - UFRJ, 2014 (Coordenação técnica e texto final).

  • FORTES, Alexandre . ?O sangue da mocidade está correndo?: a classe política e seus filhos enfrentam os militares em 1968, 2014. (Tradução/Artigo).

  • LINDEN, M. V. D. ; Fortes, Alexandre . Trabalhadores do Mundo: Ensaios sobre a História Global do Trabalho. Campinas: Editora da Unicamp, 2013 (Revisão Técnica de Tradução).

  • LINDEN, M. V. D. ; ZIMBRES, P. Q. C. ; FORTES, Alexandre . Trabalhadores do Mundo. Campinas: Editora Unicamp, 2013 (Revisão Técnica de Tradução).

  • FORTES, Alexandre ; ROEDIGER, D. . E se o trabalho não fosse branco e masculino? Recentrando a história da classe trabalhadora e estabelecendo novas bases para o debate sobre sindicatos e raça. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2013. (Tradução/Outra).

  • CHAVES, M. A. ; Fortes, Alexandre . A trajetória do Departamento Estadual do Trabalho e Mediação das Relações de Trabalho (1911-1937). São Paulo: Fapesp/LTR, 2012 (Orelha).

  • FINK, L. ; Fortes, Alexandre . A grande fuga: como um campo sobreviveu a tempos difíceis. São Paulo: Associação Brasileira de História, 2012. (Tradução/Artigo).

  • ROGERS, T. D. ; Fortes, Alexandre . PAISAGEM PRODUTIVA: A VISÃO DE MUNDO AMBIENTAL, RACIAL E CLASSISTA DA ELITE CANAVIEIRA NORDESTINA (DÉCADAS DE 1880 A 1930). Seropédica: Editora Universidade Rural, 2012. (Tradução/Artigo).

  • FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo ; SALES, J. R. . Entrevista com Wladimir Pomar 2011 (Coordenação técnica e texto final).

  • FORTES, Alexandre . Resenha de Antonio Luigi Negro, Linhas de montagem: o industrialismo nacional-desenvolvimentista e a sindicalização dos trabalhadores. São Paulo, Boitempo, 2004, 332 pp., 2010. (Tradução/Artigo).

  • FORTES, Alexandre . Rumo a uma nova conceituação histórica da classe trabalhadora mundial. São Paulo: Unesp, 2006. (Tradução/Artigo).

  • FORTES, Alexandre . Forjando a democracia: A história da esquerda na Europa, 1850-2000, de Geoff Eley. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2005 (Orelha).

  • FORTES, Alexandre . Metamorfoses da social-democracia européia (1870-2000). São Paulo / Chapecó: Editora da Fundação Perseu Abramo / Argos, 2005. (Tradução/Artigo).

  • FORTES, Alexandre . Contos narrados nas fronteiras: A estória de Dona Maria, história oral e questões de gênero. Campinas: Editora da Unicamp, 2004 (Revisão Técnica de Tradução).

  • FORTES, Alexandre . O perigo vermelho - Comunismo e anticomunismo na experiência dos trabalhadores da carne (Berisso, 1930-1943). Campinas: Editora da Unicamp, 2004. (Tradução/Artigo).

  • FORTES, Alexandre . Uma história do feminismo no Brasil, de Céli R. J. Pinto. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003 (Orelha).

  • FORTES, Alexandre . Relações internacionais do Brasil - De Vargas a Lula, de Paulo F. Vizentini. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003 (Orelha).

  • FORTES, Alexandre . O elo perdido: classe e identidade de classe na Bahia, de Francisco de Oliveira. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003 (Orelha).

  • FORTES, Alexandre ; VIEIRA, Maria Alice . Partido dos Trabalhadores - Trajetórias: das origens à vitória de Lula, segunda edição atualizada. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003 (Coordenação técnica e texto final).

  • FORTES, Alexandre . O Elo Perdido: Classe e Identidade de Classe na Bahia. São Paulo, 2003. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

  • FORTES, Alexandre ; VIEIRA, Maria Alice . Workers Party - Brazil - Paths. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2002 (Coordenação técnica e texto final).

  • FORTES, Alexandre ; VIEIRA, Maria Alice . Partido de los Trabajadores - Brasil - Trayectorias. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2002 (Coordenação técnica e texto final).

  • FORTES, Alexandre . Metamorfoses da social-democracia européia (1870-2000). São Paulo: História (Unesp), 2002. (Tradução/Artigo).

  • FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi . Afogados em leis: A CLT e a cultura política dos trabalhadores brasileiros, de John D. French. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2001 (Orelha).

  • FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi . As peculiaridades dos Ingleses. Campinas: Editora da Unicamp, 2001. (Tradução/Artigo).

  • FORTES, Alexandre . Apêndice: O homem do livro: Esta é a minha Bíblia. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2001. (Tradução/Artigo).

  • FORTES, Alexandre . Pensar a América Latina. Entrevista com John D. French e Daniel James. Campinas: Editora da Unicamp, 1999. (Tradução/Artigo).

  • FRENCH, John D ; FORTES, Alexandre . Urban labor history in twentieth century Brazil (Brazilian curriculum guide specialized bibliography). Albuquerque: University of New Mexico; Brazilian Studies Association, 1998 (Coordenação técnica e texto final).

Outras produções

GOMES, Angela de Castro ; SILVA, Suely Braga da ; FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Projeto Memória Institucional do Ministério do Trabalho e Emprego. 2006.

FORTES, Alexandre . Elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional da Unochapecó. 2005.

FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Coordenador do Programa Memória do Trabalho. Ministério do Trabalho e Emprego - CPDOC/FGV. 2005.

FORTES, Alexandre . Consultoria em Planejamento Estratégico à equipe dirigentes do Ministério do Trabalho e Emprego, gestão Jaques Wagner. 2004.

FORTES, Alexandre . Consultoria em Planejamento Estratégico à equipe dirigentes do Ministério do Trabalho e Emprego, gestão Jaques Wagner. 2003.

FORTES, Alexandre . Membro da equipe curricular da do Projeto Integrar Formação de Dirigentes da Confederação Nacional dos Metalúrgicos - CUT. Responsável pelas áreas de História e de Planejamento e Gestão. 2001.

FORTES, Alexandre . Coordenador da equipe técnica do Projeto Plano de Gestão das Secretarias Municipais de Educação das Zonas de Atendimento Prioritária do projeto Fundescola. 2001.

FORTES, Alexandre . Membro da equipe curricular da do Projeto Integrar Formação de Dirigentes da Confederação Nacional dos Metalúrgicos - CUT. Responsável pelas áreas de História e de Planejamento e Gestão. 2000.

FORTES, Alexandre . Coordenador da equipe técnica do Projeto Plano de Gestão das Secretarias Municipais de Educação das Zonas de Atendimento Prioritária do projeto Fundescola. 2000.

FORTES, Alexandre . Membro da equipe curricular da do Projeto Integrar Formação de Dirigentes da Confederação Nacional dos Metalúrgicos - CUT. Responsável pelas áreas de História e de Planejamento e Gestão. 1999.

FORTES, Alexandre . Coordenação do processo de elaboração e implementação do Planejamento Estratégico da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar),. 1999.

FORTES, Alexandre . Coordenação do Planejamento Estratégico das secretarias estaduais de Saúde, Segurança Pública, Cidadania e Direitos Humanos, Ciência e Tecnologia, Criança e Adolescente, Cultura, Administração, Justiça, Governo, Controle, Vice-Governadoria e Defensoria Pública. 1999.

FORTES, Alexandre . Coordenação da Comissão de Sistematização de Emendas - II Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores. 1999.

FORTES, Alexandre . Coordenação do processo de elaboração e implementação do Planejamento Estratégico da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). 1998.

FORTES, Alexandre . Coordenação do Processo de Planejamento Estratégico ao Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) e ao Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), vinculadas à Superintendência das Unidades de Pesquisa do CNPq. 1997.

FORTES, Alexandre . Coordenação do processo de elaboração e implementação do Planejamento Estratégico da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). 1997.

FORTES, Alexandre . Assessoria sistemática à Sociedade Cidadão 2.000 - Goiânia, organismo responsável pela política municipal de atendimento a crianças e adolescentes. 1996.

FORTES, Alexandre . Coordenação do Processo de Planejamento Estratégico ao Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) e ao Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), vinculadas à Superintendência das Unidades de Pesquisa do CNPq. 1996.

FORTES, Alexandre . Coordenação do processo de elaboração e implementação do Planejamento Estratégico da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). 1996.

FORTES, Alexandre . Assessoria a diversas organizações governamentais e não-governamentais, assim como a organismos mistos ligados à defesa de direitos e atendimento a crianças e adolescentes, adolescentes , como por exemplo: CEDECA (Centro de Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes da Região do ABC - São Paulo), Conselho Nacional dos Direitos das Crianças e Adolescentes (CONANDA), Fundação Abrinq. 1996.

FORTES, Alexandre . Assessoria de planejamento e avaliação, assim como cursos de capacitação nas mesmas áreas em ONGs com diferentes áreas de atuação, como por exemplo: CAMP (Porto Alegre), UNIPOP (Belém), CENAP (Recife), Instituto Pólis (São Paulo), GAPA - Bahia (Salvador), Ação Educativa (São Paulo), CESE (Salvador), CERIS (Rio de Janeiro), Centro Dom José Brandão de Castro (Aracajú), IFAS (Goiânia). 1996.

FORTES, Alexandre . Assessoria de planejamento e avaliação a organismos interinstitucionais não-governamentais: Rede de ONGs-AIDS do Norte e Nordeste, Fórum Nacional de Participação Popular, Fórum Nacional de Organizações Não-Governamentais de Defesa de Direitos de Crianças e Adolescentes (Fórum DCA), OXFAM (Brasil e Colômbia).. 1996.

FORTES, Alexandre . Assessoria sistemática ao Conselho Nacional e Comissão Executiva do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua. 1995.

FORTES, Alexandre . Assessoria sistemática à Sociedade Cidadão 2.000 - Goiânia, organismo responsável pela política municipal de atendimento a crianças e adolescentes. 1995.

FORTES, Alexandre . Assessoria a diversas organizações governamentais e não-governamentais, assim como a organismos mistos ligados à defesa de direitos e atendimento a crianças e adolescentes, adolescentes , como por exemplo: CEDECA (Centro de Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes da Região do ABC - São Paulo), Conselho Nacional dos Direitos das Crianças e Adolescentes (CONANDA), Fundação Abrinq. 1995.

FORTES, Alexandre . Assessoria de planejamento e avaliação, assim como cursos de capacitação nas mesmas áreas em ONGs com diferentes áreas de atuação, como por exemplo: CAMP (Porto Alegre), UNIPOP (Belém), CENAP (Recife), Instituto Pólis (São Paulo), GAPA - Bahia (Salvador), Ação Educativa (São Paulo), CESE (Salvador), CERIS (Rio de Janeiro), Centro Dom José Brandão de Castro (Aracajú), IFAS (Goiânia). 1995.

FORTES, Alexandre . Assessoria de planejamento e avaliação a organismos interinstitucionais não-governamentais: Rede de ONGs-AIDS do Norte e Nordeste, Fórum Nacional de Participação Popular, Fórum Nacional de Organizações Não-Governamentais de Defesa de Direitos de Crianças e Adolescentes (Fórum DCA), OXFAM (Brasil e Colômbia).. 1995.

FORTES, Alexandre . Assessoria sistemática ao Conselho Nacional e Comissão Executiva do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua. 1994.

FORTES, Alexandre . Assessoria a diversas organizações governamentais e não-governamentais, assim como a organismos mistos ligados à defesa de direitos e atendimento a crianças e adolescentes. 1994.

FORTES, Alexandre . Coordenador do Seminário de Planejamento Estratégico do Centro Sócio Econômico da UFPA. 1994.

FORTES, Alexandre . Assessoria sistemática ao Conselho Nacional e Comissão Executiva do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua. 1993.

FORTES, Alexandre . Parecerista Ad-Hoc da Revista Eletrônica Mundos do Trabalho. 2010.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc de "Desacatos - Revista de Antropología Social del Centro de Investigaciones y Estudios Superiores en Antropología Social (CIESAS)". 2009.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da revista "Estudos Históricos". 2009.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Revista Brasileira de História. 2008.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Revista de Sociologia e Política. 2008.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da revista História - UNESP. 2006.

FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Coordenador do Programa Memória do Trabalho. 2006.

FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Coordenação do Concurso de Projetos Memória do trabalho no Brasil. 2006.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Editora Fundação Perseu Abramo para publicações da área de história social e política. 2005.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Revista Teoria e Sociedade, dos Departamentos de Ciência Política e de Sociologia e Antropologia da Universidade Federal de Minas Gerais. 2005.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Editora Fundação Getúlio Vargas. 2005.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Editora Fundação Perseu Abramo para publicações da área de história social e política. 2004.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Editora Fundação Perseu Abramo para publicações da área de história social e política. 2003.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Editora Fundação Perseu Abramo para publicações da área de história social e política. 2002.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Revista História, da Unesp, volume 21, 2002. 2002.

FORTES, Alexandre . Parecerista ad-hoc da Editora Fundação Perseu Abramo para publicações da área de história social e política. 2001.

MOLON, A. ; AGUIAR, A. ; Fortes, Alexandre . Panorama Brasil. 2015.

FORTES, Alexandre ; ALCANTARA, P. C. ; PAIVA, O. H. V. ; SILVA, L. F. N. ; VICENTE, Y. G. G. ; CAMPOS, R. D. ; SANTOS, B. R. S. . Exposição Fotográfica Digital 'Trabalho e Trabalhadores no Brasil'. 2022; Tema: Fotografias sobre a diversidade da experiência histórica do trabalho no Brasil. (Site).

FORTES, Alexandre ; SILVA, L. F. N. ; GALLO, O. ; OLIVEIRA, S. . Biblioteca Digital 'História do Trabalho' - Plataforma Zotero. 2021; Tema: Biblioteca Digital de referências bibliográficas sobre História do Trabalho. (Site).

FORTES, Alexandre ; MARINHO, B. G. ; MALVAR, D. C. ; ROCHA, J. F. ; CORREA, R. C. ; BRANDOLINI, S. V. P. B. ; CORTES, W. S. . Comissão encarregada da elaboração de planejamento visando à implantação de um Biotério Institucional da UFRRJ. 2018. (Presidente Comissão).

Fortes, Alexandre ; Nascimento, Álvaro Pereira do ; REIS, José Roberto Franco ; FONTES, Paulo ; Dezemone, Marcus . Coordenação do Curso "Trabalho e Trabalhadores na História do Brasil". 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FORTES, Alexandre . Aulas de Planejamento Estratégico - Curso de Formação Continuada em Gestão de Projetos e Processos. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FORTES, Alexandre ; GARCIA, Marco Aurélio . Coordenador da Coleção História do Povo Brasileiro, da Editora Fundação Perseu Abramo. 2005. (Editoração/Outra).

FORTES, Alexandre . Conferência O papel da classe trabalhadora na construção da democracia, de Geoff Eley. 2005. (Tradução consecutiva).

FORTES, Alexandre . Lançamento do livro Forjando a Democracia: A história da esquerda na Europa, 1850-2000, de Geoff Eley. 2005. (Tradução consecutiva).

FORTES, Alexandre . Lançamento do livro Forjando a Democracia: A história da esquerda na Europa, 1850-2000, de Geoff Eley. 2005. (Tradução consecutiva).

FORTES, Alexandre ; GARCIA, Marco Aurélio . Coordenador da Coleção História do Povo Brasileiro, da Editora Fundação Perseu Abramo. 2004. (Editoração/Outra).

FORTES, Alexandre . Responsável acadêmico pelo Projeto de microfilmagem do Acervo Histórico do Partido dos Trabalhadores, Fase II. 2004. (Projeto de Microfilmagem Histórica).

FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi ; SILVA, Fernando Teixeira da ; COSTA, Hélio da ; FONTES, Paulo . Membro da equipe editorial da Coleção História do Povo Brasileiro. 2003. (Editoração/Outra).

FORTES, Alexandre ; GARCIA, Marco Aurélio . Coordenador da Coleção História do Povo Brasileiro, da Editora Fundação Perseu Abramo. 2003. (Editoração/Outra).

FORTES, Alexandre . Mini-curso sobre história social latino-americana, com ênfase nos tema trabalho, gênero e família, no SEPHIS/CODESRIA Extended Workshop on social history. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

FORTES, Alexandre ; FONTES, Paulo . Tema: História e Memória. In: Montenegro, Fábio e Ribeiro, Vera Masagão. Nossa Escola pesquisa sua opinião: manual do professor, São Paulo: Global, 2002. pp. 75-85. 2002. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Guia de orientação pedagógico).

FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi ; SILVA, Fernando Teixeira da ; COSTA, Hélio da ; FONTES, Paulo . Membro da equipe editorial da Coleção História do Povo Brasileiro. 2002. (Editoração/Outra).

FORTES, Alexandre . Responsável acadêmico pelo Projeto de microfilmagem do Acervo Histórico do Partido dos Trabalhadores, Fase I. 2002. (Projeto de Microfilmagem Histórica).

FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi ; SILVA, Fernando Teixeira da ; COSTA, Hélio da ; FONTES, Paulo . Membro da equipe editorial da Coleção História do Povo Brasileiro. 2001. (Editoração/Outra).

FORTES, Alexandre ; NEGRO, Antonio Luigi ; SILVA, Fernando Teixeira da ; COSTA, Hélio da ; FONTES, Paulo . Membro da equipe editorial da Coleção História do Povo Brasileiro. 2000. (Editoração/Outra).

FORTES, Alexandre . Separatas sobre temas históricos produzidas para o Projeto Integrar Formação de Dirigentes da Confederação Nacional dos Metalúrgicos - CUT. 1999. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila).

FORTES, Alexandre . Curso de formação de agentes de Planejamento Estratégico. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

FORTES, Alexandre . História dos Direitos Sociais no Brasil. Projeto Direitos Humanos no Limiar do Século XXI. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FORTES, Alexandre . Capacitação em Planejamento Estratégico. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Projetos de pesquisa

  • 2022 - Atual

    Digitization of the Diocesan Curia of Nova Iguaçu's Archive (Brazil), Descrição: The Diocesan Curia of Nova Iguaçu (ACDNI) was a center of Brazil's progressive Catholic Church during the military dictatorship (1964-1985). The ACDNI archival collection documents this period, including printed materials of ecclesiastical matters as well as the social struggles of the working-class suburbs of Rio de Janeiro known as the Baixada Fluminense, social movements in the region, resistance to authoritarianism, and liberation theology. This project will digitize selected collections from the archival holdings.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Jean Rodrigues Sales - Integrante., Financiador(es): Arcadia - Auxílio financeiro.

  • 2022 - Atual

    História do Trabalho na Era Digital: Atualizando Métodos e Ferramentas, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (7) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Jean Rodrigues Sales - Integrante / Fabiane Popinigis - Integrante / Paulo Fontes - Integrante / Larissa Rosa Corrêa - Integrante / Adriana Barreto de Souza - Integrante / RICARDO CORDEIRO CORREA - Integrante / Carlos Eduardo Coutinho da Costa - Integrante / Felipe Augusto dos Santos Ribeiro - Integrante / ALVIM, LEANDRO GUIMARÃES MARQUES - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2021 - Atual

    Educação Digital Inclusiva no Contexto da Baixada Fluminense, Descrição: O projeto pretende ampliar o acesso a ferramentas tecnológicas por parte dos discentes da UFRRJ, no âmbito das licenciaturas de Pedagogia e História e no bacharelado de Direito no campus Nova Iguaçu e nas licenciaturas da área de ciências (Física, Biologia e Química) no campus Seropédica. A participação de docentes e discentes de Ciência da Computação e de Sistemas de Informação será fundamental para o alcance desse objetivo. Os equipamentos, materiais e serviços a serem adquiridos visam consolidar uma estrutura computacional capaz de hospedar um repositório institucional de ampla capacidade disponibilizando a produção acadêmica da universidade, acervos históricos digitalizados (vinculados majoritariamente à História da Baixada Fluminense) e recursos pedagógicos. Paralelamente, o Centro de Inovação Tecnológica e Educação Inclusiva (CITEI) expandirá sua capacidade de produção de instrumentos pedagógicos para a acessibilidade e inclusão digital. As ações previstas incluem: disponibilização de acervos acadêmicos e históricos por meio de repositórios institucionais (plataforma DSpace); criação de exposições virtuais como instrumento de modernização e dinamização do ensino de História (a plataforma Omeka S); utilização e aperfeiçoamento de softwares livres no ensino de ciências; design e produção de instrumentos personalizados para educação inclusiva com a utilização de impressoras 3D; produção de material visual em mídias digitais, visando transformar conhecimento técnico jurídico em conhecimento acessível e simplificado, que possa ser utilizado por educadores para atingir segmentos sociais vulneráveis, facilitando o acesso à justiça; aplicação de ferramentas de mineração de dados à pesquisa no campo jurídico. Com base nas experiências do Centro de Documentação Imagem (CEDIM), do CITEI e do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Humanidades Digitais, o projeto gerará impactos na modernização do processo de aprendizagem dos graduandos e pós-graduandos da UFRRJ.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (8) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Jean Rodrigues Sales - Integrante / MÁRCIA DENISE PLETSCH - Integrante / RICARDO CORDEIRO CORREA - Integrante / Álvaro Pereira do Nascimento - Integrante / Sérgio Manuel Serra da Cruz - Integrante / Frederico Alan de Oliveira Cruz - Integrante / Rodrigo de Souza Tavares - Integrante / Giulia Parola - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2021 - Atual

    O nacionalismo de massas em ação: Protestos urbanos e relações internacionais em conjunturas críticas (1942-1954)?, Descrição: O projeto pretende investigar a emergência e as mutações de uma tradição de mobilização popular na política brasileira que se configura, inicialmente, no contexto do antifascismo pan-americanista, atravessa o processo de consolidação da hegemonia norte-americana expresso na construção do sistema multilateral do pós-guerra e desemboca no segundo período da Guerra Fria, com seu corolário de polarização entre neointervencionismo de um lado e anti-imperialismo do outro. Propõem-se a analisar com mais atenção as conexões entre revoltas populares e processos internacionais, transnacionais ou globais e o modo como eles afetam o próprio caráter e governabilidade do Estado Nacional, impactando, portanto, as condições em que ele se relaciona com sua população. Aborda as conexões entre cidadania, como titularidade a direitos pelos membros de uma comunidade jurídico-política e soberania, enquanto espaço sobre o qual a entidade estatal exerce legitimamente seu poder. Busca identificar a forma como, em conjunturas críticas, os poderes e atribuições do estado nacional se transformam tanto por cima (pela sua inserção nas redes e instituições que constituem o sistema internacional) quanto por baixo (pela forma como exerce seu poder sobre a nação, mas também responde às suas demandas). Em termos metodológicos, o projeto se baseia na aplicação de ferramentas computacionais que permitam não apenas a navegação em meio a um grande volume de matérias de diversas naturezas (textos, fotografias, vídeos, arquivos de áudio, etc.), mas também procedimentos mais avançados, como a codificação sistemática dos tópicos relevantes a cada pesquisa, a mineração de dados, a autoclassificação por tópicos, a extração de entidades a partir da análise semântica, etc. A abordagem se ampara na Grounded Theory, que preconiza a construção gradual e cumulativa das categorias interpretativas a partir de diversos níveis sucessivos de codificação gerados com base na identificação de padrões durante a análise do material empírico selecionado. Entre os resultados esperados, estão a elaborar de uma interpretação sobre o fenômeno das manifestações populares urbanas no Brasil no período entre 1942 e 1954 que integre, de um lado, a abordagem da história social sobre agência dos subalternos, a relação entre cultura, formação de identidades coletivas e participação política e, de outro, a contribuição de diversas escolas das ciências sociais integrado de transformação dos sistemas mundiais e construção dos estados nacionais. Busca-se também contribuir para o desenvolvimento de análises inovadoras sobre fenômenos similares em outros períodos históricos, incluindo-se aí grandes ondas de manifestações de rua ocorridas em momentos recentes em várias partes do mundo, inclusive no Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / ALVIM, LEANDRO GUIMARÃES MARQUES - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 2

  • 2021 - Atual

    Ampliação da acessibilidade física e digital na Biblioteca do Instituto Multidisciplinar - Campus Nova Iguaçu da UFRRJ, Descrição: O projeto se propõe a expandir o acesso da comunidade acadêmica do Instituto Multidisciplinar Campus Nova Iguaçu da UFRRJ a acervos bibliográficos e fontes históricas originais por meio de duas estratégias complementares. De um lado, a expansão dos acervos digitais disponíveis, por meio da aquisição de livros eletrônicos e da digitalização, catalogação e disponibilização de acervos documentais relevantes para a pesquisa sobre a história da Baixada Fluminense. De outro, a realização de ajustes na estrutura física da biblioteca, criando condições adequadas de acessibilidade ao acervo físico e ao ambiente de estudos num momento em que se expande o número de estudantes com deficiência na unidade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Jean Rodrigues Sales - Integrante / Fabiane Popinigis - Integrante / MÁRCIA DENISE PLETSCH - Integrante / Adriana Barreto de Souza - Integrante / Carlos Eduardo Coutinho da Costa - Integrante / Álvaro Pereira do Nascimento - Integrante / Margareth de Almeida Gonçalves - Integrante / Luiz Fernando Corrêa da Silva Cavalcante - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2018 - Atual

    Implantação do Sistema Integrado de Centros de Documentação Histórica da UFRRJ, Descrição: O presente projeto pretende otimizar recursos e esforços visando preservar, catalogar, disponibilizar e divulgar todos os acervos científicos relevantes da UFRRJ, no âmbito de uma política de informação científica, os metadados gerados a partir da catalogação de todos os acervos, aos sistemas de gestão acadêmica. Assim como criar uma página de acesso integrado aos repositórios, mantendo sua especialização funcional de Teses e Dissertações, Coleções digitalizadas, Bancos de Dados TCCS e Monografias. O projeto objetiva viabilizar o desenvolvimento de capacidade institucional autônoma (pessoal, capacitação, suprimentos, equipamentos, etc.).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Álvaro Pereira do Nascimento - Integrante / Roberto Guedes Ferreira - Integrante / Jean Rodrigues Sales - Integrante / João Márcio Mendes Pereira - Integrante / Felipe Augusto dos Santos Ribeiro - Integrante / Adriana Barreto de Souza - Integrante / Luis Fernando Orleans - Integrante / Maria Lúcia Bezerra da Silva Alexandre - Integrante / Rebeca Gontijo Teixeira - Integrante / PEDRO HENRIQUE PEDREIRA CAMPOS - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Outra.

  • 2018 - Atual

    A Segunda Guerra Mundial e os Trabalhadores Brasileiros: Transformações Sócio-Políticas num Contexto de Conflagração Global, Descrição: ? O projeto analisa o impacto da Segunda Guerra Mundial sobre as relações de classe e a participação política no Brasil. Dialoga com a perspectiva da História Global, particularmente no que diz respeito à crítica do nacionalismo metodológico. Caracteriza-se, também, pela articulação entre diversos campos historiográficos (história do trabalho, história política, história militar, relações internacionais, história econômica, etc.).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Felipe Augusto dos Santos Ribeiro - Integrante / Leila Nascimento Santos Braz - Integrante / Patrícia Costa de Alcântara - Integrante / Louise Queiroz Pinto Vailante - Integrante / Kamila Caroline Fernandes Oliveira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 1

  • 2016 - 2018

    Higher Education and Social Mobility in the Baixada Fluminense, Descrição: This project team will work collaboratively with faculty, graduate students and undergraduates at the Multidisciplinary Institute of the Federal Rural University of Rio de Janeiro (IM/UFRRJ) in Novo Iguaçu, a county of 829,000 people in the Baixada region on the outskirts of Rio de Janeiro. The collaborative team will develop data, ideas and methods for Duke Brazil Initiative/Global Brazil Humanities Lab Signature Projects that will be pitched to funding agencies in the fall of 2017. The Baixada focus in this project is designed to develop better tools to understand the enhanced social mobility made possible by the implantation of a unit of the expanding Federal University system in Novo Iguaçu in 2006. This was the first-ever investment by the central government to address the demand for tuition-free higher education in the Baixada as part of the inclusionary policies of center-left presidential administrations since 2002. Enrollment in higher education in Brazil has tripled in the last decade; three quarters of this growth has taken place in tuition-charging private institutions, whose racial and class composition was unrepresentative of the country. The IM/UFRRJ occupies three new buildings, has an energetic and recently hired faculty and enrolls 3,500 students in ten areas of study. The demand for higher education?and the scope of the challenge in delivering it?can be seen in looking at the census estimates for the seven counties closest to the IM/UFRRJ with 353,653 young people between the ages of 18 and 25. Given the 2016 objectives established by the National Plan of Education, 116,705 of these young people should have access to a university education, with 40% of the slots to be generated at the new public universities like the IM/UFFRJ, which at present reaches only 1% of the local population of the age group defined as the primary target for university education.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (13) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / John D French - Integrante / Álvaro Pereira do Nascimento - Integrante / João Márcio Mendes Pereira - Integrante / MÁRCIA DENISE PLETSCH - Integrante / CLAUDIA REGINA DE PAULA - Integrante / Felipe Augusto dos Santos Ribeiro - Integrante / Ana Paula Teixeira da Silva - Integrante / Carla Gabriela Oliveira Castanha - Integrante / Juliane Marinho da Silva - Integrante / Luana Lima da Silva - Integrante / Rodrigo Monteiro dos Santos - Integrante / Stephanie Reist - Integrante / Katya Wesolowski - Integrante / John Victor Alencar - Integrante / Aaron Colston - Integrante / Eyram Klu - Integrante / Mitchell Jacob Ryan - Integrante / Gray Kidd - Integrante / Karen Rojas Martinez - Integrante / Jessica Lee - Integrante / MARCO ANTONIO CORREIA DE CARVALHO - Integrante / Renan Arjona de Souza - Integrante / Luis Fernando Orleans - Integrante / Louise Queiroz Pinto Valiante - Integrante / Debora Luisa de Freitas da Silva - Integrante / Bárbara Lúcia de Souza Santos - Integrante.

  • 2013 - 2017

    Os impactos da Segunda Guerra Mundial na reconfiguração das relações de classe no Brasil, Descrição: A proposta do presente projeto é analisar os impactos da Segunda Guerra Mundial sobre o operariado brasileiro, focalizando fundamentalmente em três dimensões. A primeira delas diz respeito às mudanças geradas pela guerra na articulação entre relações de classe e relações interétnicas. A segunda aborda as transformações geradas pela evolução da inserção brasileira no conflito internacional para a atuação das correntes políticas que disputavam a adesão do crescente contingente de trabalhadores urbanos do país. Já a terceira está voltada à análise do imbricamento entre os conflitos que perpassam a cúpula do Estado Novo no processo que leva à entrada do Brasil na Guerra ao lado dos Aliados (Seitenfus 1985, 2000) e a adoção de uma política mais pró-ativa de incorporação do operariado à cidadania. Busco oferecer uma contribuição ao debate historiográfico sobre os processos transnacionais como elementos constitutivos das relações sociais e políticas nos níveis nacional e local (Lucassen and International Institute of Social History. 2008), com forte impacto nas transformações das identidades coletivas de trabalhadores e de sua relação com o Estado e a política (Heerma van Voss and Linden 2002; Linden 2002) A redefinição do caráter do Estado brasileiro e de sua relação com o ?trabalhador nacional? é vista aqui como parte do processo de emergência de projetos de desenvolvimento nacional de base industrializante na periferia do sistema capitalista impulsionado pela conflagração global que redefinia a face do planeta (Arrighi 1994; Wallerstein 2004). No Brasil, esse processo assumiu a forma da ?barganha nacionalista? que deu a Vargas condições para impulsionar o projeto de industrialização do país como contrapartida pelo apoio aos Aliados (Vizentini 2003). Desse modo, a marcada inflexão da relação do regime varguista com os trabalhadores, já identificada em trabalhos de diversos autores (French 1995; Gomes 1988; Paoli, 1987), é revista na nossa pesquisa à luz do diálogo com outros campos historiográficos, tais como a história econômica, a história das relações internacionais e a história militar. Ao mesmo tempo, essa abordagem possibilita a análise do caso brasileiro como um exemplo dentre muitos, fartamente estudados na bibliografia internacional, em que experiências de guerra total, em geral, e a Segunda Guerra Mundial, em particular, geraram alterações decisivas na regulação das relações de trabalho, nas concepções de direitos sociais e na participação política dos trabalhadores (Skocpol 1992; Pavilack 2011; Lichtenstein 2000; Lichtenstein 2003; Lichtenstein e Arnesen 2006; Hobsbawm 1996; Eley 1995; Alexander 1997). Trata-se, portanto, de repensar a emergência do trabalhismo brasileiro tanto como expressão local de um processo global de transformação quanto na sua especificidade nacional irredutível.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Felipe Augusto dos Santos Ribeiro - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 12

  • 2013 - 2017

    Centro de Referência em História do Trabalho, Descrição: O presente projeto objetiva constituir, no âmbito do Instituto Multidisciplinar da UFRRJ, sediado em Nova Iguaçu, um conjunto de acervos e instrumentos de referência sobre a história do trabalho no Brasil que contribuam para o desenvolvimento de pesquisas históricas sistemáticas e abrangentes nesta área tanto na UFRRJ e instituições parceiras no projeto quanto no país como um todo. Os acervos e referências a serem processados e disponibilizados serão de três ordens: 1. Textuais: conjunto de documentos relativos à história do trabalho no estado do Rio de Janeiro e em outras regiões do Brasil, a serem digitalizados e catalogados, sendo as referências e eventualmente os próprios documentos disponibilizados online; 2. Orais: depoimentos de atores sociais relevantes do mundo do trabalho, realizados especificamente para este projeto ou gerados a partir de atividades de outros pesquisadores, a serem processados e disponibilizados de forma similar aos documentos textuais; 3. Bibliografia comentada: será realizado um levantamento abrangente de livros, teses, artigos, capítulos sobre temas relevantes para o estudo da história do trabalho no Brasil. Com base nesse levantamento, será elaborada e disponibilizada uma bibliografia comentada, que servirá como instrumento de referência para o desenvolvimento de futuras pesquisas na área. Para cada uma dessas linhas de acervo serão desenvolvidas estratégias de captação e processamento específicas, conforme explicado no item ?Metodologia?. Ao final dos trabalhos, além de instrumentos de acervos organizados e disponibilizados ao público e de instrumentos de referência para pesquisas futuras, serão gerados diversos trabalhos científicos analisando a temática geral do projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante / Álvaro Pereira do Nascimento - Integrante / José Ricardo Garcia Pereira Ramalho - Integrante / Jean Rodrigues Sales - Integrante / Fabiane Popinigis - Integrante / Larissa Rosa Corrêa - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa., Número de produções C, T & A: 33

  • 2011 - 2014

    A ?Guerra do Povo? e os ?Trabalhadores do Brasil?: Relações de classe, etnicidade e nacionalismo no contexto da Segunda Guerra Mundial, Descrição: A proposta do projeto é analisar os impactos da Segunda Guerra Mundial sobre o operariado brasileiro, focalizando fundamentalmente em três dimensões. A primeira delas diz respeito às mudanças geradas pela guerra na articulação entre relações de classe e relações inter-étnicas. A segunda aborda as transformações geradas pela evolução da inserção brasileira no conflito internacional para a atuação das correntes políticas que disputavam a adesão do crescente contingente de trabalhadores urbanos do país. Já a terceira está voltada à análise do imbricamento entre os conflitos que perpassam a cúpula do Estado Novo no processo que leva à entrada do Brasil na Guerra ao lado dos Aliados (Seitenfus 1985, 2000) e a adoção de uma política mais pró-ativa de incorporação do operariado à cidadania. Busco oferecer uma contribuição ao debate historiográfico sobre os processos transnacionais como elementos constitutivos das relações sociais e políticas nos níveis nacional e local (Lucassen and International Institute of Social History. 2008), com forte impacto nas transformações das identidades coletivas de trabalhadores e de sua relação com o Estado e a política (Heerma van Voss and Linden 2002; Linden 2002) A redefinição do caráter do Estado brasileiro e de sua relação com o ?trabalhador nacional? é vista aqui como parte do processo de emergência de projetos de desenvolvimento nacional de base industrializante na periferia do sistema capitalista impulsionado pela conflagração global que redefinia a face do planeta (Arrighi 1994; Wallerstein 2004). No Brasil, esse processo assumiu a forma da ?barganha nacionalista? que deu a Vargas condições para impulsionar o projeto de industrialização do país como contrapartida pelo apoio aos Aliados (Vizentini 2003). O pós-doutorado a ser realizado na Duke University propiciará condições excepcionalmente favoráveis à realização deste projeto, em função do ambiente acadêmico, da infra-estrutura (com destaque para os recursos bibliográficos) e d. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

  • 2010 - 2013

    Bases para a Pesquisa Histórica sobre Movimento Sociais na Baixada Fluminense, Descrição: O presente projeto objetiva constituir, no âmbito do Instituto Multidisciplinar da UFRRJ, sediado em Nova Iguaçu, um conjunto de acervos e instrumentos de referência que possibilitem o desenvolvimento de pesquisas históricas sistemáticas e abrangentes sobre a trajetória dos movimentos sociais da Baixada Fluminense. Os acervos a serem processados e disponibilizados seriam de três ordens: 1. Textuais: conjunto de documentos relativos aos movimentos sociais da região, atualmente em mãos das próprias organizações populares, de órgãos vinculados às Igrejas, de órgãos públicos e de instituições arquivísticas sediadas na cidade do Rio de Janeiro; 2. Orais: depoimentos de participantes dos mais variados movimentos sociais da região realizados especificamente para este projeto ou gerados a partir de atividades de outros pesquisadores; 3. Bibliografia especializada: livros, teses, artigos, capítulos sobre temas relevantes para o estudo da realidade dos movimentos sociais na Baixada Fluminense. Para cada uma dessas linhas de acervo serão desenvolvidas estratégias de captação e processamento específicas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (4) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 8

  • 2009 - 2012

    Metamorfoses da classe trabalhadora no Brasil pós-1930: Formação de identidades, processos organizativos e cultura política, Descrição: O projeto engloba cinco frentes de ação complementares: 1. Produção de análises baseadas na sistematização dos resultados obtidos pela produção historiográfica brasileira recente sobre o tema (com destaque para a comparação entre processos similares nos contextos do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro); 2. Contextualização da produção brasileira mencionada acima em relação à evolução de pesquisas correlatas em âmbito internacional (com ênfase no estudo de outros casos latino-americanos, especialmente a Argentina e o México); 3. Realização de pesquisas exploratórias sobre novos campos empíricos (com destaque para o reexame das origens do ?novo sindicalismo?, no plano nacional, e para o estudo dos movimentos de trabalhadores na Baixada Fluminense, no plano local); 4. Desenvolvimento de reflexões teórico-metodológicas pertinentes, particularmente no que diz respeito ao papel da memória na construção de identidades coletivas e na socialização de experiências entre diferentes grupos e gerações de trabalhadores; 5. Geração, preservação e disponibilização de acervos relevantes, bem como a produção de instrumentos de pesquisa, visando fomentar a continuidade e expansão de pesquisas sobre o tema.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Diego Caetano Miranda - Integrante / Vinicius Santos Fernandes - Integrante / Eduardo Ângelo da Silva - Integrante / Leonardo Ângelo da Silva - Integrante / Maicon Sérgio Mota Carvalho - Integrante / Henrique Buy dos Santos - Integrante / Flávia Ribeiro Veras - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa., Número de produções C, T & A: 36

  • 2008 - 2013

    Cruzando fronteiras: A história do trabalho no Brasil para além das dicotomias tradicionais, Descrição: A história do trabalho vem passando por um acelerado processo de expansão e renovação no Brasil nas últimas décadas. Não se trata de um fenômeno isolado, mas sim de uma manifestação específica da tendência internacional de deslocamento da centralidade da pesquisa sobre o tema rumo aos países de industrialização recente. Um dos aspectos mais destacados desta produção recente é a busca pela superação das dicotomias que, tradicionalmente, isolavam em campos de estudo diferenciados o trabalho livre e o trabalho escravo, o trabalho urbano e o trabalho rural, o trabalho formal e o trabalho informal. Ao mesmo tempo, busca-se apreender a experiência da classe trabalhadora de forma ampla, envolvendo processo de trabalho, formação de identidades, cotidiano e culturas de classes, relações de gênero e estruturas familiares, ao lado da releitura de objetos de estudo mais tradicionais, como os da organização sindical e da participação política. Somando-se a tudo isso, o desenvolvimento da pesquisa sobre o tema em regiões até recentemente não estudada começa a criar, pela primeira vez, condições para uma história do trabalho efetivamente nacional, em lugar da tentativa, geralmente mal-sucedida, de aplicação de modelos gerados a partir de estudos empíricos focados no eixo Rio-São Paulo para propor explicações para o país como um todo. Esse conjunto de transformações ganhou um poderoso impulso a partir de 2001 com a criação do Grupo de Trabalho ?Mundos do Trabalho? no interior da Associação Nacional de História (ANPUH), que desde então, tem assegurado, além da intensificação da troca de correspondência permanente, a realização de um encontro anual nacional da rede de pesquisadores dedicados à temática, seja por meio de da organização de simpósios temáticos no interior do Simpósio Nacional da História (anos ímpares) ou da realização das Jornadas Nacionais de História do Trabalho (anos pares). As três equipes de pesquisadores de pesquisadores articuladas no presente projeto têm sido. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Integrante / Silvia Regina Ferraz Petersen - Coordenador / Benito Bisso Schmidt - Integrante / Álvaro Pereira do Nascimento - Integrante / Vania Losada Moreira - Integrante / Roberto Guedes Ferreira - Integrante / Helen Osório - Integrante / Regina Célia Lima Xavier - Integrante / Henrique Espada Rodrigues Lima Filho - Integrante / Adriano Luiz Duarte - Integrante / Paulo Pinheiro Machado - Integrante / Beatriz Gallotti Mamigonian - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 19

  • 2008 - 2009

    Desenvolvimento, Trabalho e Cidadania no Rio de Janeiro: As experiências da Baixada e do Sul Fluminense, Descrição: A proposta deste projeto é analisar as políticas de desenvolvimento regional e sua relação com o mundo do trabalho a partir das experiências da Baixada e do Sul Fluminense. Considerando que as estratégias de desenvolvimento economico são em geral controversas pretende-se investigar no passado e no presente a dinâmica deste processo em sua relação com a sociedade civil e suas instituições. Trata-se de pensar as regiões como espaços sociais e históricos, com organizações políticas e identidades próprias, buscando nas particularidades regionais elementos que possam influenciar na construção de novos projetos de desenvolvimento e seus impactos sociais e econômicos. As características peculiares do modelo de desenvolvimento hegemônico no Brasil do século XX marcam decisivamente a história da Baixada e do Sul Fluminense. Ambas as regiões tornaram-se importantes centros industriais no período posterior à II Guerra Mundial. A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) em Volta Redonda e a Fábrica Nacional de Motores (FNM) em Xerém, por exemplo, foram símbolos do esforço industrializante do país na era nacional-desenvolvimentista. A inserção da Baixada Fluminense na economia regional assumiu um duplo viés, bastante emblemático das contradições e tensões daquele período. De um lado, a ocupação desordenada das terras gerou um conjunto de cidades-dormitório, fornecendo mão-de-obra para a metrópole do Rio de Janeiro. De outro, em função da sua própria vinculação a eixos de transportes de curto e longo alcance, diversos núcleos industriais foram sendo constituídos na região, tornando-se um fator a mais de atração para os trabalhadores migrantes. Nos últimos anos, a questão do desenvolvimento industrial tem sido recolocada nas duas regiões em um cenário bastante diferente daquele instituído na fase de substituição de importações. Globalização, reestruturação produtiva, readequação do papel do Estado são alguns dos processos que vêm definindo um novo modelo de industrialização para es. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Integrante / Paulo Fontes - Integrante / Marco Aurélio Santana - Integrante / Álvaro Pereira do Nascimento - Integrante / Roberto Guedes Ferreira - Integrante / Beatriz Catão Cruz Santos - Integrante / Adrianno Oliveira Rodrigues - Integrante / Elena Soihet - Integrante / Leandro Nascimento Britto - Integrante / Nelson Rojas Carvalho - Integrante / Silvia Regina Alves Fernandes - Integrante / Laura Delgado Mendes - Integrante / Georges Gérard Flexor - Integrante / Robson Dias da Silva - Integrante / Rodrigo Salles Pereira dos Santos - Integrante / Raphael Jonathas Costa Lima - Integrante / Isabel Cristina da Costa Cardoso - Integrante / Elaine Marlova Venzon Francisco - Integrante / José Ricardo Garcia Pereira Ramalho - Coordenador / Eduardo Ângelo da Silva - Integrante / Leonardo Ângelo da Silva - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2006 - 2009

    Revendo a relação entre movimento operário e Estado na América Latina: O Sindicalismo Classista no México, Argentina e Brasil, Descrição: O projeto pretende contribuir para o reexame da relação entre trabalhadores e sistema político na América Latina. Parte da sistematização do debate historiográfico atual sobre a questão do sindicalismo no chamado período populista no México, na Argentina e no Brasil e se propõe a lançar novas luzes sobre o tema a partir da análise do discurso de lideranças aqui denominadas de "classistas". Sob esta classificação, agrupamos militantes e dirigentes que, independentemente da sua vinculação ou não a alguma força política específica, pautaram sua atuação pela defesa de interesses de classe dos trabalhadores, ao mesmo tempo em que rejeitavam a intervenção, nas organizações sindicais, de "forças externas", tais como partidos, Igrejas, etc. Ao contrário da definição brasileira do "pelego" (ou da sua versão mexicana, o "charro"), o sindicalista "classista" defendia o direito ao uso de instrumentos de pressão, como a greve, mas adotava simultaneamente uma postura pragmática diante do Estado e do empresariado, buscando evitar que barreiras ideológicas limitassem a perspectivas de ganhos concretos. O registro da experiência histórica desses importantes atores, tradicionalmente enquadrados em categorias estigmatizadas e submetidos a generalizações indevidas, será buscado em um amplo leque de depoimentos orais tomados por diversos pesquisadores, bem como na análise dos casos, mais raros, porém altamente significativos, de memórias escritas e publicadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Amanda Moreira da Silva - Integrante / Diego Caetano Miranda - Integrante / Vinicius Santos Fernandes - Integrante / Vanessa Canuto Coelho - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 10

  • 2004 - 2008

    História oral do Partido dos Trabalhadores, Descrição: O projeto destina-se a gerar um banco de depoimentos orais de 25 militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) que tiveram papel destacado na sua criação ou nos primeiros anos de sua implantação, assim como um livro com uma versão editada dos mesmos. Origina-se de um convênio estabelecido em 2005 entre a Fundação Perseu Abramo, instituída pelo PT, e o CPDOC da Fundação Getúlio Vargas, instituição de referência na pesquisa, geração e gestão de acervos relacionados à história política do Brasil Republicano, parceria à qual posteriormente se somou o Instituto Multidisciplinar da UFRRJ. Os depoentes foram selecionados como uma amostragem representativa da diversidade regional, política, social, étnico-racial e de gênero presente nas origens do PT. O projeto encontra-se em desenvolvimento, sendo que mais de 50% dos depoimentos já foram tomados.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Marieta de Moraes Ferreira - Integrante / Melissa Lourenço Machado - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Fundação Perseu Abramo - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 20

Projetos de desenvolvimento

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Cooperação / Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2007

    Programa Memória do Trabalho, Descrição: A passagem, em 2006, dos 120 anos da manifestação de Chicago que tornaria o Primeiro de Maio o dia internacional de luta dos trabalhadores propicia um momento singular de reflexão sobre o lugar do trabalho na memória coletiva brasileira. O trabalho desempenhou e continua a desempenhar papel decisivo na construção da nação. Transformou os potenciais do país em riquezas das quais, até hoje, muito pouco se beneficiou o trabalhador. Enquanto exerciam seus ofícios e lutavam pelo reconhecimento de seus direitos, trabalhadores e trabalhadoras criaram identidades coletivas, geraram símbolos, crenças, formas de convivência e de celebração. Essas e outras manifestações, entretanto, quase sempre foram condenadas ao esquecimento. Ao longo de nossa história, os documentos gerados pela presença dos trabalhadores foram sistematicamente relegados à destruição e ao descaso. As memórias de suas experiências raramente encontraram canais públicos para se expressar, e muito menos registros que lhes possibilitassem serem legadas à posteridade. Não há como conceber um novo modelo de desenvolvimento sem superar, juntamente com a exclusão econômica, também essa exclusão cultural. Importantes iniciativas nesse sentido já vêm sendo tomadas por diferentes atores sociais, tais como entidades sindicais, universidades, instituições ligadas aos poderes públicos municipais, estaduais e federal. Mas esses esforços permanecem em grande medida dispersos e fragmentados. O objetivo do Programa Memória do Trabalho é exatamente assumir, em relação a eles, um papel indutor, estimulador e catalisador. O programa é implementado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), sob coordenação dos Professores Doutores Alexandre Fortes (UFRRJ) e Paulo Fontes (CPDOC-FGV, e conta com decisivo apoio institucional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Alexandre Fortes - Coordenador / Paulo Fontes - Integrante., Financiador(es): Ministério do Trabalho e Emprego - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10

Prêmios

2019

Cientista do Nosso Estado, Faperj.

2011

Mellon Visiting Professor, Center for Latin American and Caribbean Studies - Duke University.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto Multidisciplinar. , Avenida Governador Roberto Silveira - de 1793/1794 ao fim, Moqueta, 26020740 - Nova Iguaçu, RJ - Brasil, Telefone: (21) 26690817, URL da Homepage:

Experiência profissional

1996 - 1997

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Consultor de Planejamento Estratégico

2022 - Atual

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Regime: Dedicação exclusiva.

2017 - Atual

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2014 - Atual

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2006 - 2014

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 03/2017

    Direção e administração, Reitoria, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.,Cargo ou função, Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação.

  • 06/2013

    Direção e administração, Instituto Multidisciplinar.,Cargo ou função, Diretor.

  • 06/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Universitário.,Cargo ou função, Membro titular.

  • 06/2008

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria.,Cargo ou função, Membro da Comissão Consultiva sobre preservação do patrimônio artístico, histórico e cultural da UFRRJ.

  • 08/2007

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós Graduação em História.,Cargo ou função, Membro do Corpo Docente Permanente.

  • 04/2006

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto Multidisciplinar, Grupo de Pesquisa Trabalho Política e Sociedade.,Linhas de pesquisa

  • 04/2006

    Extensão universitária , Instituto Multidisciplinar, Departamento de História e Economia.,Atividade de extensão realizada, b. Responsável acadêmico pelo Projeto de microfilmagem do Acervo Histórico do Partido dos Trabalhadores.

  • 08/2019 - 12/2019

    Ensino, Mestrado em Humanidades Digitais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, História Digital

  • 11/2013 - 02/2014

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História do Trabalho no Brasil Republicano, Monografia I

  • 06/2013 - 10/2013

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Contemporânea I, Monografia I

  • 03/2013 - 06/2013

    Ensino, História, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Os historiadores marxistas britânicos

  • 10/2012 - 04/2013

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Contemporânea I

  • 10/2012 - 04/2013

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário de Pequisa I

  • 10/2012 - 04/2013

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário de Pequisa II

  • 01/2010 - 07/2011

    Direção e administração, Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão.,Cargo ou função, Conselheiro Suplente representando os Programas de Pós-Graduação da Área de Ciências Humanas.

  • 09/2009 - 07/2011

    Direção e administração, Programa de Pós Graduação em História.,Cargo ou função, Coordenador de Programa.

  • 03/2010 - 07/2010

    Ensino, Economia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Econômica Geral II

  • 03/2010 - 07/2010

    Ensino, História, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário Especial II: "Relações de Poder, Trabalho e Movimentos Sociais"

  • 06/2009 - 01/2010

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós Graduação em História.,Cargo ou função, Presidente da Comissão de Seleção do Programa de Pós-Graduação em História - Turma 2010.

  • 08/2009 - 12/2009

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da Esquerda e do Socialismo, História do Trabalho no Brasil Republicano

  • 03/2009 - 07/2009

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Contemporânea II, História Contemporânea I

  • 03/2009 - 06/2009

    Ensino, História, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos Especiais: Relações étnico-raciais e formação de classe no Brasil pós-abolição

  • 08/2008 - 12/2008

    Ensino, Economia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Econômica II

  • 08/2008 - 12/2008

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Econômica II

  • 10/2008 - 11/2008

    Extensão universitária , Instituto Multidisciplinar.,Atividade de extensão realizada, Disciplina "Planejamento Estratégico" - Curso de Formação Continuada em Gestão de Projetos e Processos.

  • 10/2006 - 10/2008

    Direção e administração, Instituto Multidisciplinar, Departamento de História e Economia.,Cargo ou função, Chefe de Departamento.

  • 10/2006 - 10/2008

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Multidisciplinar.,Cargo ou função, Membro do Conselho Departamental.

  • 03/2008 - 07/2008

    Ensino, Economia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Econômica II

  • 03/2008 - 06/2008

    Ensino, História, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, SEMINÁRIO ESPECIAL II: RELAÇÕES DE PODER, TRABALHO E MOVIMENTOS SOCIAIS

  • 08/2006 - 01/2007

    Ensino, Turismo - Bacharelado, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos de História

  • 05/2006 - 10/2006

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Multidisciplinar.,Cargo ou função, Membro de comissão temporária - Coordenação do Plano de Desenvolvimento Institucional.

  • 05/2006 - 10/2006

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Multidisciplinar.,Cargo ou função, Membro do Conselho Departamental Provisório.

  • 04/2006 - 07/2006

    Ensino, História Licenciatura Instituto Multidisciplinar, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História do Mundo Contemporâneo

  • 06/2006 - 06/2006

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Multidisciplinar.,Cargo ou função, Membro de comissão temporária - Processo Eleitoral de Representação Docente junto ao CEPE.

2013 - Atual

Associação Nacional de História - Sede, ANPUH/Sede

Vínculo: Membro da Diretoria Nacional, Enquadramento Funcional: Membro da Diretoria Nacional

2013 - Atual

Associação Nacional de História - Sede, ANPUH/Sede

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Editor da Revista Brasileira de História

Atividades

  • 07/2013

    Direção e administração, Associação Nacional de História - Seção São Paulo.,Cargo ou função, Editor.

2013 - Atual

Associação Brasileira de Estudos do Trabalho

Vínculo: Membro da Diretoria, Enquadramento Funcional: Colaborador

2011 - 2012

Duke University

Vínculo: Visiting Scholar, Enquadramento Funcional: Bolsista

Atividades

  • 01/2012 - 05/2012

    Ensino, História, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Modern Brazil

  • 01/2012 - 05/2012

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Latin American Left Turns: A New Politics for the 21st Century?

2005 - 2006

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Programa de Fixação de Pesquisadores - Faperj, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 08/2005 - 12/2005

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América no Contexto Contemporâneo, Cultura Política e Movimentos Sociais na América Latina, Laboratório: E. P. Thompson e a História Social Britânica

  • 02/2005 - 12/2005

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.,Linhas de pesquisa

  • 03/2005 - 06/2005

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Capitalismo e Formas de Trabalho na América Latina, Laboratório: História do Trabalho no Brasil Republicano

  • 03/2005 - 06/2005

    Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Cultura Operária na América Latina

2001 - 2005

Fundação Perseu Abramo

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 0

Atividades

  • 07/2001 - 07/2005

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Perseu Abramo.,Cargo ou função, Coordenador Nacional do Grupo de Trabalho "Mundos do Trabalho", da Associação Nacional de História - Anpuh.

  • 03/2001 - 04/2005

    Direção e administração, Centro Sérgio Buarque de Holanda Documentação e Memória Política.,Cargo ou função, Coordenador de Centro de Documentação.

1998 - 2001

Universidade Federal de São Carlos

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 40

Atividades

  • 09/1998 - 09/2001

    Direção e administração, Reitoria.,Cargo ou função, Assessor de Projetos Especiais.

1991 - 1995

Instituto Cajamar

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 40

Atividades

  • 01/1992 - 03/1995

    Direção e administração, Departamento de Formação.,Cargo ou função, DIretor.

  • 03/1991 - 03/1995

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Formação de dirigentes para as Secretarias Agrárias Estaduais do PT, Formação de dirigentes para as Secretaria de Organização Estadual do PT, Formação de dirigentes para as Secretarias de Juventude Estaduais do PT, Planejamento Estratégico Situacional, Formação de Formadores para o PT

  • 06/1991 - 12/1991

    Direção e administração, Departamento de Formação, Programa de Educação Para a Cidadania.,Cargo ou função, Coordenador.

1995 - 2000

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 0

Atividades

  • 03/1998 - 12/2000

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Centro de Estudos da Migrações Internacionais Cemi.,Linhas de pesquisa

  • 06/1997 - 06/1997

    Treinamentos ministrados , Instituto de Economia, Escola de Governo.,Treinamentos ministrados, Monitor do Curso de PES ministrado pelo professor Carlos Matus para gestores da área de Ciência e Tecnologia

2021 - 2021

Conference on Latin American History

Vínculo: Integrante - Comitê de seleção, Enquadramento Funcional: Parecerista - Prêmio Warren Dean, Carga horária: 4

Outras informações:
Integrante do Comitê de Seleção do Prêmio Warren Dean de melhor livro do ano sobre o Brasil lançado em 2020

1986 - 1989

Centro de Assessoria Multiprofissional

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assessor Sindical, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 06/1986 - 12/1989

    Treinamentos ministrados , Centro de Assessoria Multiprofissional.,Treinamentos ministrados, Cursos de Formação Sindical (Sindicatos de Metalúrgicos e Calçadistas, CUT/RS)

  • 06/1987 - 06/1989

    Direção e administração, Centro de Assessoria Multiprofissional.,Cargo ou função, Coordenador da equipe sindical urbana.

  • 06/1986 - 05/1987

    Serviços técnicos especializados , Centro de Assessoria Multiprofissional.,Serviço realizado, Assessor sindical urbano.