Bruno Henrique Muniz Souza

Doutor em Literaturas de língua portuguesa, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, sendo bolsista Capes. Possui graduação em Letras e mestrado em Literaturas de língua portuguesa pela mesma instituição. Membro do grupo de pesquisa Territorialidades literárias: projetos em diálogo e Da rua: sujeitos e objetos, ambos coordenados pela professora doutora Ivete Lara Camargos Walty. Atua principalmente no estudo das obras de Machado de Assis e de sua relação com a sociedade brasileira do século XIX.

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Letras

2015 - 2019

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas
Título: Legado de nossa miséria: o sinuoso realismo de Machado de Assis
Ivete Lara Camargos Walty. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Realismo; Machado de Assis; Literatura Brasileira; Corrosão.Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Mestrado em Letras

2012 - 2014

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas
Título: Das flores ao verme: cenas de corrosão: Análise dos espaços burgueses em Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis,Ano de Obtenção: 2014
Ivete Lara Camargos Walty.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Corrosão; decomposição; Espaço; Flores; Memórias Póstumas de Brás Cubas; Verme. Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Graduação em Letras - Bacharelado

2008 - 2011

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

"Poesia de Língua Portuguesa: Diálogos - autores e textos da literatura brasileira em projetos literários africanos?. 2016. (Outra).

A escrita criativa na Universidade: Palestra com o professor Luiz Antonio de Assis Brasil e Silva. 2016. (Outra).

A respeito da violência ? Nove cenas da autodefesa anti-imperialista. 2016. (Outra).

Poesia de língua portuguesa: Diálogos ? II Poesia de Língua Portuguesa interseções. 2016. (Seminário).

Poesia de língua portuguesa: Diálogos ? Tema: A metáfora. 2016. (Seminário).

Poesia de língua portuguesa: Diálogos ? Tema: Poesia de Língua Portuguesa interseções. 2016. (Seminário).

Poesia de língua portuguesa: Diálogos ? Tema: Poesia Hoje. 2016. (Seminário).

Sob o signo do não: uma viagem à Índia, de Gonçalo Mendes Tavares. 2016. (Seminário).

II Colóquio Internacional Nietzsche, Pessoa, Rosa, Freud. 2015. (Outra).

Linguagem, cognição e emoções: aspectos neurobiológicos. 2015. (Outra).

Realismos e novos realismos nas literaturas africanas de língua portuguesaesa. 2014. (Simpósio).

XII Simpósio do Instituto de Ciências Humanas.RODAS DE CONVERSA com Pós Graduandos em Letras. 2014. (Simpósio).

Congresso Mundial de Universidades Católicas. 2013. (Congresso).

XI Simpósio do Instituto de Ciências Humanas da Puc Minhas.Romance em cena: análise dos espaços ficcionais na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas. 2013. (Simpósio).

X simpósio do Instituto de ciências humanas da Puc Minas.Mulheres em cena: Análise do espaço da mulher na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas. 2012. (Simpósio).

19° seminário de Iniciação Científica da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.Espaço(s) Tessitura de Histórias: configuração do espaço do espaço do negro na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. 2011. (Seminário).

III Semana de Ciência, Arte e Política.Sessão comentada do curta-metragem 'A mancha',. 2011. (Seminário).

IX Simpósio de Mostra Integrada de Pesquisas do Instituto de Ciências Humanas.Estudo do poema 'Estudo para uma bailadora andaluza', de João Cabral de Melo Neto. 2011. (Simpósio).

Universidade e comunidade: mútuas implicações.Estudo de uma bailadora andaluza. 2011. (Seminário).

XIV Enfoque Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Arte em múltiplas linguagens. 2011. (Seminário).

XIV Enfoque Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Arte em múltiplas linguagens. 2011. (Seminário).

18° seminário de Iniciação Científica da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.Espaços em cena: configuração da rua na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. 2010. (Seminário).

II Ciclo de Conferências sobre Leitura - Múltiplas leituras, múltiplas linguagens: construindo leitores. 2010. (Outra).

III Encontro internacional do interacionismo sociodiscursivo. 2010. (Congresso).

O romance acolhendo outros gêneros.Romances em processo. 2010. (Seminário).

VIII Simpósio de Mostra Integrada de Pesquisas do instituto de Ciências Humanas. 2010. (Simpósio).

Visões de (ir)realidades - literatura e arte. 2010. (Simpósio).

XIII Enfoque Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Arte, Literatura e Leitura. 2010. (Encontro).

Argumentação e discurso. 2009. (Seminário).

Dom Casmurro (Machado de Assis) Prof.doutor Audemaro Taranto Goulart. 2009. (Seminário).

Perspectivas do Discurso: gêneros na perspectiva bakhtiniana. 2009. (Seminário).

primeiro fórum nacional sobre formação e a atuação proficional do revisor de textos. 2009. (Seminário).

VII Simpósio do Instituto de Ciências Humanas da PUC Minas - Formação de Professores - Formação de Formadores.. 2009. (Simpósio).

XII Enfoque Letras - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. 2009. (Outra).

Paradigmas Perdidos: Ciências Humanas, Cultura e Subjetividade.Paradgigmas Perdidos: Ciências Humanas, Cultura e Subjetividade.. 2008. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Valéria Aparecida de Souza Machado

OLIVA, P. D. O. P.; SOUZA, P. D. E. M.; WALTY, P. D. I. L. C.;MACHADO, V. A. S.. O legado da nossa miséria: o sinuoso realismo de Machado de Assis. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Letras) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

IVETE LARA CAMARGOS WALTY

WALTY, I. L. C.; SOUZA, E. M.; OLIVA, O. P.. O legado da nossa miséria: o sinuoso realismo de Machado de Assis. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Letras) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Audemaro Taranto Goulart

GOULART, A. T.; DUARTE, E. A.; WALTY, I.. Das flores ao verme: cenas de corrosão. Análise dos espaços burgueses em Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. 2014. Dissertação (Mestrado em Literaturas de Língua Portuguesa) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Raquel Beatriz Junqueira Guimarães

WALTY, I.;GUIMARÃES, Raquel Beatriz Junqueira. O legado de nossa miséria: o sinuoso realismo de Machado de Assis. 2019. Tese (Doutorado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

IVETE LARA CAMARGOS WALTY

Tessitura de Histórias: configuração do espaço do negro na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Letras - Português e Inglês) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ivete Lara Camargos Walty;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SOUZA, B. H. M. . Uma palavra amarga: leitura do romance Vermelho amargo pelo viés memorialístico. ENTRELACES (UFC) , v. 2, p. 17-32, 2017.

  • SOUZA, B. H. M. . A (des)medida do amor na contemporaneidade: uma reflexão formal sobre a obra Compêndios de Amor. CADERNO CESPUC DE PESQUISA. SÉRIE ENSAIOS , v. 30, p. 3-13, 2017.

  • SOUZA, B. H. M. . Da Errância ao Inenarrável: Uma análise espácio-temporal da obra Caim, de José Saramago. PRIMEIRA ESCRITA , v. nª 3, p. 129-143, 2016.

  • SOUZA, B. H. M. ; LINHARES, V. L. . Configurações espaciais nos romances Capitães da areia e Memórias Póstumas de Brás Cubas. Cadernos CESPUC: Romance e rua: entrelaçamentos , v. 1, p. 32-47, 2014.

  • SOUZA, B. H. M. . Espaços: tessituras de história. Configuração do espaço do negro na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. In: Cláudia Sabino; Wolney Lobato; Sérgio de Morais. (Org.). Iniciação Científica: destaques 2011. 1ed.Belo Horizonte: PUC - Minas, 2012, v. , p. 153-170.

  • SOUZA, B. H. M. . Espaço(s) em cena: configuração da rua na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. In: Wolney Lobato; Cláudia Sabino; João Abreu. (Org.). Iniciação Cientfica: destaques 2010. 1ed.Belo Horizonte: Puc Minas, 2011, v. , p. 437-452.

  • SOUZA, B. H. M. . Espaço(s) em cena: configuração do espaço da rua na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. Literafro - FALE Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 27 nov. 2010.

  • SOUZA, B. H. M. . O legado de nossa miséria: o sinuoso realismo de Machado de Assis. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • SOUZA, B. H. M. . As múltiplas histórias do subúrbio: Rio de Janeiro pelo olhar de Machado de Assis. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • SOUZA, B. H. M. . As relações de poder na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SOUZA, B. H. M. . Espaço público x espaço privado: análise da obra Memórias Póstumas de Brás Cubas à luz do conceito de espaço público de Jurgen Habermas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • SOUZA, B. H. M. . Mulheres em cena: Análise do espaço da mulher na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2012 - 2014

    Das flores ao verme: cenas de corrosão : análise dos espaços burgueses em Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, Descrição: Estudar a obra machadiana é como adentrar em um labirinto de múltiplas possibilidades de leitura. Mesmo após mais de cem anos da morte desse grande escritor brasileiro, vemos surgir novas possibilidades de análise e uma variada gama de leituras que reiteram a importância da literatura de Machado de Assis, reforçando a inesgotabilidade de sentidos produzidos a cada nova leitura. Dentre as inúmeras possibilidades de leitura(s), o presente projeto buscou analisar o romance Memórias Póstumas de Brás Cubas a partir das relações burguesas ali encenadas, tomando o conceito de espaço como operador de leitura. Nessa perspectiva, o presente trabalho procurou, pois, demonstrar como o espaço narrativo construído por Machado de Assis conduz a um determinado olhar sobre a relação do homem consigo mesmo e com a sociedade que o cerca. Desse modo, observam-se na tessitura do romance, elementos textuais que demonstram rasgões e farrapos na encenação da trágica e melancólica existência humana e de seu meio social. Sendo assim, a recorrência do uso de signos de decomposição nos revela uma corrosão não só do simples indivíduo, mas de toda uma estrutura social na qual ele está inserido, onde o verme das relações movidas pelo capital corrói e deteriora as instituições sociais e suas relações de poder.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Bruno Henrique Muniz Souza - Coordenador.

  • 2010 - 2011

    Espaço(s) Tessituras de Histórias: Configuração do espaço do negro na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, Descrição: Este subprojeto é a continuação das reflexões iniciadas no artigo do meu primeiro ano na Iniciação Cientifica e que pretende abordar o espaço textualmente construído não como um mero cenário na qual a narrativa literária ?acontece?, mas, sim, como um processo fundamental na construção de efeitos de sentido dentro da obra literária, tal como abordado na pesquisa ?Da rua: olhares sobre histórias da literatura brasileira?, da professora doutora Ivete Lara Camargos Walty.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Bruno Henrique Muniz Souza - Coordenador., Financiador(es): Programa institucional de bolsas de iniciação científica - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Espaço(s) em cena: Configuração da rua na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis, Descrição: Este subprojeto se insere na pesquisa ?Da rua: olhares sobre histórias da literatura brasileira?, da professora doutora Ivete Lara Camargos Walty, que, a partir do conceito de passagens, de Walter Benjamim (2006), pretende delinear uma história da rua na narrativa brasileira. Para isso toma a rua como um conceito que varia no tempo e no espaço, conforme a concepção urbanista que a rege, que, por sua vez, associa-se às relações político-econômicas de cada época. Assim como no projeto maior, esse subprojeto de pesquisa pretende abordar o espaço não como um mero cenário na qual a narrativa literária ?acontece?, mas sim como um processo fundamental na construção de efeitos de sentido dentro da obra literária. Para isso, importa evidenciar como este espaço foi construído textualmente frente às relações político-econômicas da época em que a obra foi escrita.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Bruno Henrique Muniz Souza - Coordenador., Financiador(es): Programa institucional de bolsas de iniciação científica - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2011

Menção Honrosa no 19º Seminário de Iniciação Científica da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

2011

Destaque acadêmico, Puc Minas.

2010

Menção Honrosa no 18º Seminário de Iniciação Científica da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2015 - 2019

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.

2011 - 2013

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor de estudos literários, Carga horária: 2, Regime: Dedicação exclusiva.