CHARLES RODRIGO BELMONTE MAFFRA

Engenheiro Florestal (2006-2011), Mestre (2012-2014) e Doutor em Engenharia Florestal (2014-2018) pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Em seus anos de pós-graduação, dedicou-se à pesquisa científica e à realização trabalhos técnicos na linha de pesquisa Engenharia Natural, Manejo de Cursos de Água e Bacias Hidrográficas. O seu mestrado, concluído com distinção, teve por base assuntos relacionados à estabilização biotécnica de travessias de dutos terrestres e resultou no desenvolvimento de uma metodologia para a elaboração de projetos de Engenharia Natural/Bioengenharia de Solos voltada às obras de infraestrutura, uma necessidade até então recorrente em âmbito brasileiro. Em seu doutoramento, seus esforços foram concentrados em pesquisas relacionadas à compreensão analítica e à quantificação do efeito de plantas na resistência dos solos, bem como à aplicação dessas informações em técnicas de estabilização de taludes secos (corte e aterro) e margens e leitos de cursos de água, lacunas ainda não satisfatoriamente compreendidas nos ramos florestal e geotécnico. Atuando como profissional do setor privado, prestou serviços e consultoria nas áreas de Engenharia Natural e Recuperação de Áreas Degradadas para empresas públicas e privadas. No ano de 2019, como complemento à sua formação, realizou pós-doutorado na área de Engenharia Civil, tendo como foco o seguinte tema: Espécies Vegetais para a Estabilização Geotécnica de Taludes.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Engenharia Florestal

2014 - 2018

Universidade Federal de Santa Maria
Título: Resistência ao Cisalhamento de Solo com Raízes - Ensaios de Cisalhamento Direto In Situ
Fabrício Jaques Sutili. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Manejo de Bacias Hidrográficas; Bioengenharia de Solos; Recuperação de Áreas Degradadas; Interação solo-raízes; Reforço do solo; Fator de Segurança. Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Natureza / Especialidade: Recuperação de Areas Degradadas. Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Geotécnica / Especialidade: Mecânicas dos Solos.

Mestrado em Engenharia Florestal

2012 - 2014

Universidade Federal de Santa Maria
Título: Metodologia para Projetos de Engenharia Natural para Obras de Infraestrutura,Ano de Obtenção: 2014
Orientador: Fabrício Jaques Sutili
Coorientador: Elvidio Gavassoni Neto. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Manejo de Bacias Hidrográficas; Bioengenharia de Solos; Recuperação de Áreas Degradadas.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Natureza / Especialidade: Recuperação de Areas Degradadas. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Natureza / Especialidade: Hidrologia Florestal.

Graduação em Engenharia Florestal

2006 - 2011

Universidade Federal de Santa Maria
Título: Fitossociologia de um fragmento de Floresta Estacional Decidual, na região do Alto Uruguai - RS
Orientador: Fabiano de Oliveira Fortes
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2019 - 2020

Pós-Doutorado. , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Engenharias, Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Geotécnica / Especialidade: Obras de Terra e Enrocamento. , Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Natureza / Especialidade: Recuperação de Areas Degradadas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2010 - 2010

Análise de Experimento com o Auxílio do Assistat. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Santa Maria/Centro de Educação Superior Norte RS, UFSM / CESNORS, Brasil.

2010 - 2010

Experimentação Agrícola Via Computacional (SAS). (Carga horária: 40h). , Universidade Federal de Santa Maria/Centro de Educação Superior Norte RS, UFSM / CESNORS, Brasil.

2009 - 2009

Perícia Ambiental. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Santa Maria/Centro de Educação Superior Norte RS, UFSM / CESNORS, Brasil.

2009 - 2009

Míni-curso de floresta energética. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal de Santa Maria/Centro de Educação Superior Norte RS, UFSM / CESNORS, Brasil.

2002 - 2003

Operador de computador módulo I e II. (Carga horária: 85h). , Associação de Ensino Profissionalizante do Estado do Rio Grande do Sul, AEPERS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

X Seminário de Engenharia Geotécnica do Rio Grande do Sul. 2019. (Seminário).

5ª Reunião de Estudos Ambientais. 2015. (Outra).

II Simpósio sobre Sistemas Sustentáveis. 2015. (Simpósio).

Seminário Internacional de Engenharia Natural.Aplicação de técnicas de engenharia natural em processos erosivos em travessia de dutos terrestres. 2014. (Seminário).

Impacto da agricultura nos recursos hídricos: manejo do solo, da água e de bacias hidrográficas. 2013. (Seminário).

14ª Jornadas Técnicas Forestales y Ambientales.MÉTODOS DE SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA TEGUMENTAR DE SEMENTES DE FALSO-BARBATIMÃO (Cassia leptophylla Vog.). 2010. (Outra).

25ª Jornada Acadêmica Integrada.Comportamento inicial de cinco espécies nativas condicionadas a recipientes com diferentes capacidades volumétricas. 2010. (Outra).

62ª Reunião Anual da SBPC.ASPECTOS SILVICULTURAIS DA GRÁPIA (Apuleia leiocarpa (VOGEL) J. F. MACBR. - FABACEAE) NA REGIÃO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL. 2010. (Outra).

Programa Janela Aberta.Programa Janela Aberta. 2010. (Outra).

24ª Jornada Acadêmica Integrada.Aspectos silviculturais da Apuleia leiocarpa (Vogel) J. F. Macbr. (FABACEAE) na região norte do Rio Grande do Sul. 2009. (Outra).

III Congresso Estudantil da UFSM. 2009. (Congresso).

III Semana Acadêmica da Agronomia. 2009. (Outra).

XVI Congresso Brasileiro de Sementes. Análise laboratorial e a campo de sementes de Chrysophyllum gonocarpum (Mart. & Eichler.) Engl. (Sapotaceae). 2009. (Congresso).

10° Congresso Florestal Estadual e 1° Seminário Mercosul da Cadeia Madeira. Aspectos silviculturais de Cabralea canjerana (Vell.) Mart. (Meliaceae). 2008. (Congresso).

23ª Jornada Acadêmica Integrada.Aspectos silviculturais de Cabralea canjerana (Vell.) Mart. (Meliaceae). 2008. (Outra).

XXII Congresso Brasileiro de Entomologia. Insetos daninhos associados à mudas do guapuruvu (Schizolobium parahyba (Vell.) Blake, Caesalpinaceae. 2008. (Congresso).

1° Seminário de Atualização Acadêmica em Agronômia e Engenharia Florestal. 2007. (Seminário).

XI Semana Acadêmica do Curso de Engenharia Florestal. 2007. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Jéssica Anversa Venturini

PINHEIRO, R. J. B.; BASTOS, C. A. B.;MAFFRA, C.R.B.. Avaliação do efeito das raízes na erodibilidade de um solo arenoso. 2019. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Tiane Maria Jaskulski

PINHEIRO, R. J. B.; BARONI, M.;MAFRA, C.R.B.. A influência das raízes na resistência ao cisalhamento de um solo arenoso de origem aluvionar no estado do Rio Grande do Sul. 2018. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Júnior Joel Dewes

SUTILI, F. J.; DENARDI, L.;MAFFRA, C.R.B.. Engenharia Natural: metodologias de pesquisa, execução e acompanhamento de obras em território austríaco. Relatório de Estágio Supervisionado em Engenharia Florestal. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Júnior Joel Dewes

SUTILI, F. J.; DENARDI, L.;MAFFRA, C.R.B.. Sobrevivência e resistência ao arranquio de estacas vivas de cinco espécies reófitas nativas do Rio Grande do Sul. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Tiane Maria Jaskulski

SUTILI, F. J.MAFFRA, C.R.B.KETTENHUBER, P. L. W.. Estudos de Engenharia Natural aplicados à infraestrutura dutoviária. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Gilberto Quevedo Rosa

SUTILI, F. J.MAFFRA, C.R.B.; SOUSA, R.. Análise hidrológica e hidráulica como base no manejo de cursos de água. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Vagner Cargnin de Souza

SUTILI, F. J.MAFFRA, C.R.B.; CADONA, S.. Armazenamento de propágulos de Colliguaya brasiliensis Klotzsch ex Baill (sarandi) e Phyllanthus sellowianus Müll. Arg. (sarandi-branco) par uso em obras de Engenharia Natural. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Magda Lea Bolzan Zanon

Fortes, F. O.;ZANON, M. L. B.; BREUNIG, F. M.. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REALIZADO NA EMPRESA RS SERVIÇOS FLORESTAIS LTDA.. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Luciano Denardi

FORTES, F. O.;DENARDI, L.; SUTILI, F. J.. Fitossociologia de um fragmento de floresta estacional decidual na região do Alto Uruguai, RS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Maristela Machado Araujo

SUTILI, F. J.; BRESSANI, L. A.;ARAUJO, Maristela Machado; MORAES, M. T.; PINHEIRO, R. J. B.. Ensaios de resistência ao cisalhamento direto in situ: o efeito de plantas lenhosas na estabilidade de taludes. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Fabiano de Oliveira Fortes

FORTES, Fabiano de Oliveira; ZANON, Magda Lea Bolzan; BREUNIG, F. M.. Relatório de estágio supervisionado praticado na empresa RS Serviços Florestais. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Fabiano de Oliveira Fortes

FORTES, Fabiano de Oliveira; DENARDI, L.; SUTILI, F. J.. Fitossociologia de um fragmento de Floresta Estacional Decidual na Região do Alto Uruguai, RS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal/CESNORS) - Universidade Federal de Santa Maria.

Moacir Tuzzin de Moraes

SUTILI, F. J.; BRESSANI, L. A.; ARAUJO, M. M.;MORAES, M. T.; PINHEIRO, R. J. B.. Ensaios de Resistência ao cisalhamento direto in situ: O efeito de plantas lenhosas na estabilidade de taludes. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Rinaldo José Barbosa Pinheiro

SUTILI, F. J.;PINHEIRO, R. J. B.BRESSANI, L. A.; ARAUJO, M. M.; MORAES, M. T.. Resistência ao cisalhamento direto de solo com raízes - ensaios de cisalhamento direto in situ. 2018. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Rinaldo José Barbosa Pinheiro

SUTILI, F. J.; REICHERT, J. M.; BRESSANI, L. A.; DURLO, M. A.;PINHEIRO, R. J. B.. Reforço mecânico do solo proporcionado por raízes de plantas utilizadas em Engenharia Natural. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Fabrício Jaques Sutili

FORTES, F. O.;DENARDI, L.SUTILI, F. J.. Fitossociologia de um Fragmento de Floresta Estacional Decidual na Região do Alto Uruguai, RS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Edison Bisognin Cantarelli

Estudo de parâmetros para a seleção de árvores matrizes de caixeta (Schefflera morototoni (Aubl; ) Maguire, Steyerm; & Frodin) e louro-pardo (Cordia trichotoma (Vell; ) Arráb; ex Steud; ) na região do Médio Alto Uruguai-RS; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Edison Bisognin Cantarelli;

Fabiano de Oliveira Fortes

Caracterização floristica, estrutural e qualificação dos fustes de um fragmento de Floresta Estacional Decidual na Região do Alto Uruguai, RS; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal/CESNORS) - Universidade Federal de Santa Maria; Orientador: Fabiano de Oliveira Fortes;

Fabiano de Oliveira Fortes

Instalação de parcelas permanentes para o estudo da dinâmica de um fragmento da Floresta Estacional Decidual na Região do Médio Alto Uruguai; ; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal/CESNORS) - Universidade Federal de Santa Maria, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Fabiano de Oliveira Fortes;

Rinaldo José Barbosa Pinheiro

Início: 2019; Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico;

Fabrício Jaques Sutili

Resistência ao Cisalhamento de Solo com Raízes - Ensaios de Cisalhamento Direto In Situ; 2014; Tese (Doutorado em Programa de Pós-Grauduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Fabrício Jaques Sutili;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • MAFFRA, CHARLES RODRIGO BELMONTE ; SUTILI, FABRÍCIO JAQUES . The use of soil bioengineering to overcome erosion problems in a pipeline river crossing in South America. Innovative Infrastructure Solutions , v. 5, p. 24, 2020.

  • SOUSA, R. S. ; MAFFRA, C.R.B. ; DEWES, J. J. ; PINHEIRO, R. J. B. ; SUTILI, F. J. . Engenharia natural: o uso e avaliação de plantas de uma perspectiva de engenharia. SCIENTIA VITAE , v. 9, p. 01-13, 2020.

  • MAFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. ; SUTILI, F. J. ; PINHEIRO, R. J. B. . The Effect of Roots on the Shear Strength of Texturally Distinct Soils. FLORAM , v. 26, p. 1-11, 2019.

  • DEWES, J. J. ; MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. ; SUTILI, F. J. . SURVIVAL EVALUATION AND SOIL REINFORCEMENT CAPACITY OF FIVE REOPHYTES SPECIES OF THE ATLANTIC RAINFOREST BIOME. FLORESTA (ONLINE) (CURITIBA) , v. 49, p. 477, 2019.

  • MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. ; SUTILI, F. J. ; PINHEIRO, R. J. B. . Evaluation of live cuttings effect on slope stability. FLORAM , v. 26, p. 1-9, 2019.

  • MAFFRA, C.R.B. . CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E GERMINATIVAS DE SEMENTES DE Trichilia claussenii C.DC. PARA A REGIÃO DO MÉDIO ALTO URUGUAI - RS. REVISTA BRASILEIRA DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS (UNICAMP) , v. 13, p. 65-71, 2019.

  • MAFFRA, C.R.B. . CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E DE EMERGÊNCIA DE SEMENTES DE Cordia trichotoma (VELL.) ARRAB. EX STEUD) ARMAZENADAS EM CONDIÇÃO AMBIENTE. REVISTA BRASILEIRA DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS (UNICAMP) , v. 13, p. 124-131, 2019.

  • MAFFRA, C.R.B. . CARACTERIZAÇÃO FLORÍSTICA, ESTRUTURAL E QUALITATIVA DE UM FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, NA REGIÃO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL. REVISTA BRASILEIRA DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS (UNICAMP) , v. 13, p. 207-221, 2019.

  • MAFFRA, C.R.B. ; SUTILI, F. J. . Metodologia para elaboração de projetos de Engenharia Natural em obras de infraestrutura. CIÊNCIA & AMBIENTE , v. 46/47, p. 73-93, 2017.

  • SOUSA, R. S. ; MAFFRA, C.R.B. ; SUTILI, F. J. . Engenharia Natural para estabilização hidráulica de travessia dutoviária no Espírito Santo - Caso 1. CIÊNCIA & AMBIENTE , v. 46/47, p. 131-152, 2017.

  • MAFFRA, C.R.B. ; MORAES, M. T. ; SOUSA, R. ; SUTILI, F. J. ; PINHEIRO, R. J. B. ; SOARES, J. M. D. . MÉTODOS DE AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA E CONTRIBUIÇÃO DAS PLANTAS SOBRE A ESTABILIDADE DE TALUDES. SCIENTIA AGRARIA (UFPR. IMPRESSO) , v. 18, p. 129, 2017.

  • MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. ; SUTILI, F. J. . Engenharia Natural para estabilização hidráulica de travessia dutoviária no Espírito Santo - Caso 2. CIÊNCIA & AMBIENTE , v. 46/47, p. 153-176, 2017.

  • TURCHETTO, F. ; FORTES, F.O. ; CALLEGARO, R.M. ; MAFRA, C.R.B. . POTENCIAL DE Eucalyptus grandis COMO FACILITADORA DA REGENERAÇÃO NATURAL. NATIVA , v. 3, p. 252-257, 2015.

  • FELIPPI, M. ; MAFFRA, C.R.B. ; CANTARELLI, E. B. ; ARAUJO, M. M. ; LONGHI, S. J. . Fenologia, morfologia e análise de sementes de Cordia trichotoma (Vell.) Arráb. ex Steud.. CIÊNCIA FLORESTAL (ONLINE) , v. 22, p. 631-641, 2012.

  • FELIPPI, M. ; MAFFRA, C.R.B. ; CANTARELLI, E. B. ; ARAUJO, M. M. ; LONGHI, S. J. . Fenologia, morfologia e análise de sementes de Apuleia leiocarpa (Vogel) J. F. Macbr.. CIÊNCIA FLORESTAL (ONLINE) , v. 22, p. 477-491, 2012.

  • BALBINOT, R. ; VENDRUSCOLO, R. ; MAFFRA, C.R.B. ; WATZLAWICK, L. F. ; BREUNIG, F. M. . Dinâmica do Estoque de Carbono em Floresta Ombrófila Mista Montana no Sul do Estado do Paraná, Brasil. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA , v. 8, p. 696-707, 2012.

  • MAFFRA, C.R.B. ; CHERUBIN, M. R. ; OLIVEIRA, F. F. ; GALLIO, E. . Caracterização física e os efeitos da pré-embebição em água na germinação de sementes de Trichilia claussenii C. DC. (MELIACEAE). ENCICLOPÉDIA BIOSFERA , v. 7, p. 211-221, 2011.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. . Faixa de dutos Osório-Canoas (OSCAN) PROJETO DE RAD. 2016.

SUTILI, F. J. ; MAFFRA, C.R.B. ; GAVASSONI, E. . Faixa de dutos Cabiúnas-Vitória (GASCAV), PROJETO DE RAD KM 284,900. 2012.

MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. ; SUTILI, F. J. . Faixa de dutos Osório-Canoas (OSCAN) RELATÓRIO CONCEITUAL DE PRAD. 2016.

MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. ; DEWES, J. J. . Estabilização e proteção das margens do arroio Andreas, Vera Cruz, RS - PROJETO CONCEITUAL. 2016.

MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. . Estabilização e proteção das margens do arroio Andreas, Vera Cruz, RS - PROJETO BÁSICO. 2016.

MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. . Estabilização e proteção das margens do arroio Andreas, Vera Cruz, RS - PROJETO EXECUTIVO. 2016.

SUTILI, F. J. ; MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. . Faixa de Dutos Cabiúnas-Vitória (GASCAV) PROJETO CONCEITUAL DE RAD KM 265,770. 2015.

SUTILI, F. J. ; MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. . Faixa de Dutos Cabiúnas-Vitória (GASCAV) PROJETO EXECUTIVO DE RAD KM 265,770. 2015.

SUTILI, F. J. ; SOUSA, R. S. ; MAFFRA, C.R.B. . Faixa de Dutos Cabiúnas-Vitória (GASCAV) PROJETO CONCEITUAL DE RAD KM 292,900. 2015.

SUTILI, F. J. ; MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. S. . Faixa de Dutos Cabiúnas-Vitória (GASCAV) PROJETO BÁSICO DE RAD KM 265,770. 2015.

SUTILI, F. J. ; MASTELLA, A. D. F. ; MAFFRA, C.R.B. ; GAVASSONI, E. ; SOUSA, R. . Recobrimento vegetal das margens esquerda e direita do Rio Uruguai à jusante do vertedouro 1 da Usina Hidrelétrica Itá - PROJETO BÁSICO. 2013.

SUTILI, F. J. ; MASTELLA, A. D. F. ; MAFFRA, C.R.B. ; GAVASSONI, E. ; SOUSA, R. . Recobrimento vegetal das margens esquerda e direita do Rio Uruguai a jusante do vertedouro 1 da Usina Hidrelétrica Itá - PROJETO EXCECUTIVO. 2013.

SUTILI, F. J. ; MASTELLA, A. D. F. ; MAFFRA, C.R.B. ; GALLIO, E. ; SOUSA, R. . Recobrimento vegetal das margens esquerda e direita do Rio Uruguai a jusante do vertedouro 1 da Usina Hidrelétrica Itá - PROJETO EXCECUTIVO. 2013.

SUTILI, F. J. ; MAFFRA, C.R.B. ; GAVASSONI, E. . Faixa de Dutos Cabiúnas-Vitória (GASCAV) PROJETO CONCEITUAL DE RAD KM 289,900. 2012.

SUTILI, F. J. ; MAFFRA, C.R.B. . Faixa de Dutos São Paulo Brasília (OSBRA) PROJETO CONCEITUAL DE RAD KM 719,800. 2012.

GAVASSONI, E. ; MAFFRA, C.R.B. ; SUTILI, F. J. . Faixa de Dutos Cabiúnas-Vitória (GASCAV) PROJETO BÁSICO DE RAD KM 284,900. 2012.

GAVASSONI, E. ; MAFFRA, C.R.B. ; SUTILI, F. J. . Faixa de Dutos Cabiúnas-Vitória (GASCAV) PROJETO EXECUTIVO DE RAD KM 284,900. 2012.

MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. ; VIEIRA, M. . Engenharia Natural. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

MAFFRA, C.R.B. . Engenharia Natural / Bioengenharia de Solos. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

MAFFRA, C.R.B. ; SOUSA, R. . Introdução à Engenharia Natural. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2020 - Atual

    Grupo de Pesquisa GEOMA - Geotecnia e Meio Ambiente, Descrição: O Grupo Geotecnia e Meio Ambiente atua em projetos de ensino, pesquisa e extensão no cursos de graduação de Engenharia Civil e Engenharia Sanitária e Ambiental e nos programas de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC), Engenharia Ambiental (PPGEAMB) e Geografia-Geociências (PPGGEO). Desenvolve estudos na caracterização de solos para uso em obras de terra (barragens, taludes naturais e artificiais, escavações e estruturas de contenção), pavimentação, fundações e meio ambiente. Entre os projetos de pesquisa em desenvolvimento destacam-se: (a) Processos de dinâmica superficial associados as encostas da Serra Geral no Estado do RS (b) Avaliação de processos erosivos na região central e oeste do Estado do RS; (c) Diagnóstico urbano ambiental da região central do RS; (d) Instrumentação e monitoramento de aterros sanitários; (e) Aspectos geotécnicos e de pavimentação em engenharia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Rinaldo José Barbosa Pinheiro - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    Espécies vegetais para a estabilização geotécnica de taludes, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Fabrício Jaques Sutili em 28/06/2018., Descrição: Situações em que plantas atuam reforçando e estabilizando o solo podem ser facilmente observadas na natureza. Faz parte do entendimento empírico considerar que um solo permeado por diversas raízes tende a ser mais resistente que um solo sem raízes. Esse discernimento precisa ser complementado pela compreensão analítica do efeito mecânico das plantas sobre o solo, principalmente se a intenção é utilizá-las em obras de engenharia. Nesse caso, é fundamental conhecer o desempenho do material utilizado (planta), bem como os métodos teóricos e práticos usados para a determinação e inclusão de seus efeitos no dimensionamento de intervenções. O intento geral do projeto é contribuir com informações que melhorem o entendimento das plantas como material construtivo vivo e dotado de propriedades técnicas que, com as devidas adaptações, pode ser caracterizado e utilizado de modo semelhante aqueles comumente empregados em obras de engenharia tradicional. Especificamente, o projeto tem por objetivos investigar e apresentar informações sobre o reforço do solo proporcionado pela presença de raízes, bem como analisar, para algumas espécies reófitas utilizadas em Engenharia Natural no Brasil, as contribuições ao reforço mecânico do solo e o modo como podem ser empregadas em análises de estabilidade de taludes.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Júnior Joel Dewes - Integrante / Fabrício Jaques Sutili - Coordenador / Paula Letícia Wolff Kettenhuber - Integrante / Rita dos Santos Sousa - Integrante / Rinaldo José Barbosa Pinheiro - Integrante / José Mario Doleys Soares - Integrante / Vinícius de Oliveira Weise - Integrante / Dione Dambrós Raddatz - Integrante.

  • 2013 - 2014

    CEPEFLORA - Centro de Pesquisa Florestal e Ambiental, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Fabrício Jaques Sutili em 13/05/2019., Descrição: Este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de atividades de pesquisa, ensino e extensão, através da elaboração de parcerias com órgãos públicos e privados que necessitam de cooperação técnica da UFSM.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Edison Bisognin Cantarelli - Coordenador / Fabrício Jaques Sutili - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Engenharia Natural (Bioengenharia de Solos), Descrição: Desenvolver e aprimorar técnicas para a perenização de cursos de água, estabilização de encostas, tratamento de voçorocas e controle da erosão dos solos, através do emprego de material vegetal (vivo) como elemento construtivo e combinado com estruturas inertes e modelos tradicionais de engenharia. Buscar espécies aptas e investigar suas características biotécnicas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Fabrício Jaques Sutili - Coordenador.

  • 2012 - 2017

    Pesquisa em Engenharia Natural para o setor de transporte de petróleo e gás - Penspetro, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Fabrício Jaques Sutili - Coordenador.

  • 2012 - Atual

    Caracterização biotécnica da vegetação e especificação técnica para aplicação da Engenharia Natural na estabilização de margens em travessias de dutos terrestres no bioma mata atlântica, Descrição: Descrição: O Brasil conta, atualmente, com uma malha de dutos de transporte de óleo e gás superior a 14.000 km de extensão. A exposição de dutos nas áreas de travessia de faixas terrestres causa preocupação em toda a malha mantida pelo Sistema PETROBRAS. Dutos expostos nessas áreas estão muito mais suscetíveis a riscos decorrentes da ação de terceiros, fenômenos hidráulicos-geotécnicos (perda de suportabilidade, vibração em decorrência de vórtices, corrida de detritos e outros movimentos de massa) e deterioração da integridade mecânica (variação térmica e danos aos elementos de proteção catódica). O grau desses riscos é ainda potencializado pelas consequências de eventuais rupturas, o que pode resultar em perdas humanas e materiais, e ainda impactos ambientais altamente nocivos. Atualmente a prevenção, manutenção e recuperação desses pontos de travessia empregam técnicas tradicionais de engenharia semelhantes às soluções adotadas em outras obras de infraestrutura básica, especialmente do setor rodoviário. Essa abordagem tradicional, muitas vezes, é onerosa e em alguns casos não se justifica técnico-deontologicamente. Ou seja, nem sempre as práticas em uso solucionam o problema e, quando o fazem, em geral, isso se dá de modo dispendioso quanto aos aspectos técnicos, ambientais e financeiros. Uma significativa parte dos problemas ocorridos em áreas de travessia de dutos pode ser solucionada com intervenções tecnologicamente mais simples, empregadas pela engenharia natural. O objetivo principal deste projeto é gerar conhecimento técnico-científico, metodologias e procedimentos, bem como capacitação técnica e transferência de conhecimentos necessários para a aplicação de técnicas de Engenharia Natural como solução para casos de instabilidade geotécnica, erosão de fundo e margem em travessias de dutos terrestres no bioma da Mata Atlântica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Fabrício Jaques Sutili - Coordenador., Financiador(es): Agência Nacional do Petróleo - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Instalação de parcelas permanentes para o estudo da dinâmica de um fragmento da Floresta Estacional Decidual na Região do Médio Alto Uruguai, Descrição: O presente trabalho tem por objetivo a instalação de parcelas permanentes para o estudo da dinâmica de fragmentos da Floresta Estacional Decidual na região do Médio Alto Uruguai, assim como verificar o tamanho ideal de parcelas para inventários florestais de matas nativas nesta tipologia.A região norte do Rio Grande do Sul, mais especificamente a região do Médio Alto Uruguai, carece de dados sobre seus fragmentos florestais principalmente no que diz respeito ao conhecimento sobre produção primária, crescimento e capacidade de regeneração natural. A realização de estudos detalhados sobre a estrutura e dinâmica de florestas naturais é fundamental para assegurar a sua conservação e manejo adequado (SANQUETTA, 2008). Essa categoria de estudo deve ser desempenhada através de projetos de longo prazo, em função do grau de complexidade apresentado pelas florestas naturais e pela irregularidade dos processos periódicos. A área inicial de estudo é um fragmento florestal que apresenta 15,25 ha de área, situado no município de Frederico Westphalen-RS, no campus do Centro de Educação Superior Norte do Rio Grande do Sul (CESNORS), extensão da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Serão instaladas parcelas 100x100 m (10.000 m), subdividida em 100 subparcelas 10mx10m (100 m). Será realizado a caracterização da estrutura vertical e horizontal, e acompanhamento periódico da dinâmica de crescimento do fragmento estudado através das espécies analisadas no interior da parcela.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Ezequiel Gallio - Integrante / Felipe Turchetto - Integrante / Fabiano de Oliveira Fortes - Coordenador / Murilo Malheiros dos Santos - Integrante., Financiador(es): Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Estudo de parâmetros para a seleção de árvores matrizes de caixeta (Schefflera morototoni (Aubl.) Maguire, Steyerm. & Frodin) e louro-pardo (Cordia trichotoma (Vell.) Arráb. ex Steud.) na região do Médio Alto Uruguai-RS, Descrição: As formações florestais do Rio Grande do Sul, em sua maioria, estão fragmentadas em pequenas partes devido à intensa atividade agropecuária registrada no Estado. Estes fragmentos, mesmo sendo pequenos, ainda conseguem abrigar diversas espécies arbóreas que apresentam relevante importância ecológica e econômica. Na região do Médio Alto Uruguai, RS, a caixeta (Schefflera morototoni (Aubl.) Maguire, Steyerm. & Frodin) e o louro-pardo (Cordia trichotoma (Vell.) Arráb. Ex Steud.) são exemplos de espécies que compõem estes fragmentos e que merecem o devido destaque em função de suas qualidades. Ambas as espécies citadas, por apresentarem elevada importância econômica, foram vastamente exploradas em seus habitats naturais, sendo reduzidas a poucos exemplares dispersos em vários fragmentos. Essa exploração inconsciente, que há muito ocorre, priva as gerações atuais da possibilidade de um manejo controlado e sustentável, o qual, nos dias de hoje, somente poderá se tornar uma realidade através de plantios planejados. O êxito para um plantio de qualidade, em grande parte, depende da escolha correta das sementes que serão utilizadas. Esta escolha tem início com a seleção das árvores matrizes, ou seja, árvores que apresentam características superiores às demais da mesma espécie e que teoricamente serão capazes de dar origem a indivíduos superiores fenotipicamente e genotipicamente. Atualmente, os parâmetros empregados para a seleção de árvores matrizes nativas, estão baseados naqueles utilizados para espécies exóticas, como por exemplo os que são citados por Fonseca e Kageyama (1978); Amaral e Araldi (1979); Capelanes e Biella (1984): ritmo de crescimento; porte; forma do tronco; forma da copa; ramificação; vigor; densidade da madeira; e produção de sementes. Estes parâmetros mesmo sendo altamente relevantes, não consideram o fator ambiente, o qual pode fornecer ou não, as condições adequadas para a expressividade fenotípica das árvores. Isso significa que mesmo plantas provenientes de matrizes geneticamente superiores, se não forem estabelecidas em locais que lhes proporcione condições adequadas para o desenvolvimento, não terão suas reais características fenotípicas expressadas, podendo estas expressões atuarem de forma ilusória no momento da seleção, pois a base genotípica da planta continuará a mesma independente do ambiente condicionante.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Edison Bisognin Cantarelli - Coordenador / Felipe Turchetto - Integrante / Luana C. Capitani - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Estudo e planejamento do manejo sustentável da Reserva Legal nas propriedades rurais do sul do Brasil, Descrição: A preocupação em preservar parte das matas das propriedades rurais é bem antiga em nosso país. Já estava presente na época do Brasil Colônia, quando a escassez de madeira adequada, para a construção das embarcações da frota portuguesa, levou a Coroa a expedir as cartas régias, que declaravam de sua propriedade toda a madeira naval, denominada como madeira de lei, nome ainda utilizado para designar as madeiras nobres em nosso país. Enquanto as discussões sobre a reforma no Código Florestal Brasileiro continuam no Congresso, sem que se chegue a um consenso sobre qual vai ser o destino do mesmo, a conservação dos remanescentes de vegetação nativa nas propriedades continuará a depender, principalmente, da decisão dos produtores rurais em proteger essas áreas ou, pesadas multas que venham a ser aplicadas pelos órgãos de fiscalização. Dessa forma, esta pesquisa pretende colaborar no embasamento de forma científica e planejada, a averbação da Reserva Legal, por meio da análise de alguns conceitos considerados importantes para a sua gestão na propriedade rural, como o de silvicultura sustentável, serviços prestados pelos ecossistemas, paisagem rural, atitude e comportamento do produtor rural em relação à conservação, recuperação de áreas degradadas pela agricultura e principalmente a viabilidade econômica da área demarcada como Reserva Legal.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Edison Bisognin Cantarelli - Coordenador / Edison Rogério Perrando - Integrante / Diego Oro - Integrante / Daian Tiago Kerkhoff - Integrante / Ricardo Maihack - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2008 - 2012

    Produção de mudas florestais nativas e exóticas, Descrição: Este projeto tem como objetivos a pesquisa e o ensino do processo de produção de mudas de espécies florestais nativas e exóticas em viveiro. As atividades relacionadas à produção de mudas estão ligadas ao o conteúdo programático de diferentes disciplinas dos cursos de Engenharia Florestal e Agronomia, e visam o aprofundamento dos conhecimentos práticos e teóricos nas áreas de silvicultura, nutrição mineral, melhoramento genético, fisiologia e fitossanidade vegetal. As mudas produzidas serão utilizadas pelos acadêmicos em diferentes pesquisas ao longo do curso e também serão comercializadas, conforme estabelecido em convênio a ser firmado entre UFSM e FATECIENS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Edison Bisognin Cantarelli - Coordenador.

  • 2008 - 2010

    Aspectos fenológicos e silviculturais de Apuleia leiocarpa (Vogel) Macbride, Descrição: Apesar do aumento considerável no desenvolvimento de técnicas para a melhor propagação, grande parte das espécies nativas brasileiras necessita de informações silviculturais básicas, já que, a silvicultura brasileira, até o presente restringiu-se as espécies exóticas, por terem atendido melhor as necessidades industriais em produtividade. Sabe-se que algumas espécies nativas que ocorrem no Brasil são potencialmente aptas para plantações, podendo concorrer para a diversificação de oferta de matéria-prima para fins mais nobres, como serraria, laminação, indústria moveleira dentre outras. A utilização de espécies nativas para diferentes fins, tem ficado restrita a poucas espécies, cujas exigências de conservação de viabilidade, armazenamento, germinação e formação o de mudas são razoavelmente bem conhecidas. Com o intuito de abranger estudos relacionados a espécies florestais nativas foi selecionada a espécie Apuleia leiocarpa, com o objetivo de estudar aspectos fenológicos, morfologia, germinação, produção de mudas e iniciar a implantação de uma área de produção de sementes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Marcieli Felippi - Integrante / Edison Bisognin Cantarelli - Integrante / Maristela Machado Araujo - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2007 - 2011

    Aspectos silviculturais da produção de mudas de Cabralea canjerana (Vell.) Mart na Região Norte do Rio Grande do Sul, Descrição: A Cabralea canjerana é uma espécie arbórea, perenifólia a semicaducifólia, conhecida popularmente como canjerana (CARVALHO,2002). Segundo PENNINGTON et al (1981), na familia Meliaceae, o dimorfismo sexual (monóica, dióica ou polígama) é considerado como um fenômeno amplo,embora limitada informação de campo possa confirmar o sistema sexual de muitas de suas espécies. A monóica ocorre em todos os gêneros da subfamília Swietenioideae e, na subfamília Melioideae, a qual pertence o gênero Cabralea, há maior variação quanto a este aspecto. A distinção do dimorfismo sexual na família somente pode ser confirmada após estudo de populações vivas, analisando-se detalhes da flor, consideram-se que não existem dados conclusivos, colocando literalmente interrogações sobre a natureza de sua expressão sexual. Neste sentido, a utilização de espécies nativas para diferentes fins, tem ficado restrita a poucas espécies, cujas exigências de conservação de viabilidade, armazenamento, germinação e formação das mudas são razoavelmente bem conhecidas. Com o intuito de abrangir estudos relacionados a espécies florestais nativas, foram selecionadas árvores matrizes de Cabralea canjerana com o objetivo de estudar aspectos da morfologia, germinação, produção de mudas e iniciar a implantação de uma área de produção de sementes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Charles Rodrigo Belmonte Maffra - Integrante / Marcieli Felippi - Integrante / Edison Bisognin Cantarelli - Integrante / Edenilson Sabino da Silva - Integrante / Janaina de Nadai Corassa - Integrante / João Marcos Duarte da Silveira - Integrante / Maristela Machado Araujo - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Melhor trabalho científico na área de Silvicultura, X Simpósio Brasileiro de Pós-graduação em Ciências Florestais, Natal, RN.

2010

Selecionado entre os 40 melhores trabalhos de iniciação científica da 24ª Jornada Acadêmica Integrada, Universidade Federal de Santa Maria.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Santa Maria, UFSM. , Prédio 44 (CCRII), sala 5217, Camobi, 97105900 - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 32208444

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - 2018

    Universidade Federal de Santa Maria

    Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Estudante de doutorado

  • 2012 - 2014

    Universidade Federal de Santa Maria

    Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Estudante de mestrado

  • 2006 - 2011

    Universidade Federal de Santa Maria

    Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Estudante de graduação, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2010 - 2011

    Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

    Vínculo: Bolsista de graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de graduação, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Projeto de pesquisa: Estudo de parâmetros para a seleção de árvores matrizes de caixeta (Schefflera morototoni (Aubl.) Maguire, Steyerm. & Frodin) e louro-pardo (Cordia trichotoma (Vell.) Arráb. ex Steud.) na região do Médio Alto Uruguai-RS

  • 2009 - 2010

    Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

    Vínculo: Bolsista de graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de graduação, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Projeto de pesquisa: Estudo e planejamento do manejo sustentável da Reserva Legal nas propriedades rurais do sul do Brasil

  • 2008 - 2009

    Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

    Vínculo: Bolsista de graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de graduação, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Projeto de pesquisa: Aspectos fenológicos e silviculturais de Apuleia leiocarpa (Vogel) Macbride

  • 2007 - 2008

    Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

    Vínculo: Bolsista de graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de graduação, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Projeto de pesquisa: Aspectos silviculturais da produção de mudas de Cabralea canjerana na região Norte do Rio Grande do Sul

  • 2011 - 2011

    Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia

    Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Anotação de Responsabilidade Técnica

    Outras informações:
    Laudo Técnico - Ensaio de solo - parcelamento do solo para fins residenciais

  • 2011 - 2011

    Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia

    Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Anotação de Responsabilidade Técnica

    Outras informações:
    Laudo Técnico - Cobertura vegetal - parcelamento do solo para fins residenciais

  • 2011 - 2011

    Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia

    Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Anotação de Responsabilidade Técnica

    Outras informações:
    Laudo Técnico - Fauna - Parcelamento de solo para fins residenciais

  • 2011 - 2011

    Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia

    Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Anotação de Responsabilidade Técnica

    Outras informações:
    Laudo Técnico - Ensaio de solo - parcelamento do solo para fins residenciais

  • 2011 - 2011

    Empresa RS Serviços Florestais

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 30

    Outras informações:
    Durante o Estágio Curricular Supervisionado as atividades se concentraram na área de Inventário Florestal, sendo desenvolvidas nas regiões Leste e Sul do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.