Aline Castilho Crespe Lutti

Professora de antropologia no curso de Ciências Sociais da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e professora no Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFGD (PPGAnt/UFGD). Possui mestrado e doutorado em História Indígena, pela UFGD e graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Desenvolve pesquisa na interface da Antropologia e História Indígena com grupos Kaiowá e Guarani no sul do estado de Mato Grosso do Sul. Atua principalmente nos seguintes temas: etnologia indígena e história indígena; territorialidade, mobilidade e temporalidade Guarani e Kaiowá; História e cosmologia Guarani e Kaiowá.

Informações coletadas do Lattes em 01/06/2022

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em História

2011 - 2015

Universidade Federal da Grande Dourados
Título: Mobilidade e temporalidade entre os Guarani e Kaiowa no Mato Grosso do Sul
Levi Marques Pereira. Palavras-chave: Guarani e Kaiowa - MS; História Indígena; Territorialidade; Mobilidade; temporalidade; Cosmologia. Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: História.

Mestrado em História

2007 - 2009

Universidade Federal da Grande Dourados
Título: Acampamentos indígenas e ocupações: novas modalidades de organização e teritorialização entre os guarani e kaiowa no município de Dourados - MS: (1990 - 2009),Ano de Obtenção: 2009
Pereira, Levi Marques.Palavras-chave: indios guarani; indios kaiowa; territorialidade indigena.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.

Graduação em Ciências Sociais

2002 - 2005

Universidade Estadual de Londrina

Formação complementar

2006 -

Extensão universitária em História Regional Em Cena. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.

2011 - 2011

Laudos e perícias antropológica. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.

2006 - 2006

Arqueologia Para Antropológos. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2006 - 2006

Arqueologia Indígena e Etnoistoria. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.

2005 - 2005

Extensão universitária em Violência e Cultura Em Freud e Nietzsche. (Carga horária: 90h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2005 - 2005

Disciplina Especial Filosofia e Literatura. (Carga horária: 68h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2005 - 2005

Gaes Experiências Interdiciplinares. (Carga horária: 40h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2002 - 2003

Extensão universitária em Formação Teórico Prática de Agentes Culturais. (Carga horária: 132h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Italiano

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: História.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.

Organização de eventos

SOUZA, L. S. O. E. ; KLEIN, T. ; PEREIRA, L. M. ; GALLOIS, D. ; CRESPE, Aline C. L. ; LAZARINI, T. . II Seminário Internacional de Etnologia Guarani. 2019. (Congresso).

CRESPE, Aline C. L. . GT 6 - Formas da política entre coletivos guarani. 2019. (Congresso).

CRESPE, Aline C. L. . III Semana Acadêmica do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal da Grande Dourados. 2016. (Congresso).

SOUZA, L. S. O. E. ; PEREIRA, L. M. ; KLEIN, T. ; GALLOIS, D. ; LAZARINI, T. ; CRESPE, Aline C. L. . I Seminário de etnologia Guarani. 2016. (Congresso).

CRESPE, Aline C. L. ; FOSTER, C. M. . Educação Indígena e Cultura. 2012. (Congresso).

CRESPE, Aline C. L. ; LANCER, P. . Etno-historia das sociedades tradicionais na iberoamérica. 2012. (Congresso).

CRESPE, Aline C. L. ; FOSTER, C. M. . Movimentos Sociais, direitos individuais e coletivos. 2012. (Congresso).

Participação em eventos

29 RBA. Colonialismo, marginalidade integral e fronteira: os Guarani e Kaiowá no MS. 2014. (Congresso).

X Reunión de Antropología del Mercosul (X RAM). Reflexões sobre o movimento étnico-social guarani e kaiowá a partir dos acampamentos indígenas no sul de Mato Grosso do Sul ? Brasil. 2013. (Congresso).

28 RBA. Acampamentos e ocupações kaiowa: reflexões sobre uso do espaço. 2012. (Congresso).

II Congresso Iberoamericano de arqueologia, etnologia e etno-história. Experiência, carência e orientação na história: reflexões para a história indígena. 2012. (Congresso).

II Foro de Historia del Paraguay. Desafios para uma antropóloga: reflexões sobre o trabalho de campo nos acampamentos indígenas. 2012. (Congresso).

III Reunião de antropologia de Mato Grosso do Sul. Processo organizacionais e territorialidade em acampamentos e áreas de retomada guarani e kaiowa. 2011. (Congresso).

III Reunião de Antropologia de Mato Grosso do Sul.ACAMPAMENTOS E OCUPAÇÕES KAIOWÁ E GUARANI: NOVAS RESPOSTAS AO PROCESSO DE PERDA DE SEUS TERRITÓRIOS DE OCUPAÇÃO TRADICIONAL PARA AS FRENTES DE EXPLORAÇÃO ECONÔMICA NA REGIÃO DE DOURADOS. 2011. (Encontro).

Semana de Ciência Sociais.História e antropologia: fronteiras,dicotomiase similaridades. 2010. (Encontro).

X Encontro de História de Mato Grosso do Sul,simpósio internacional de história e XIII semana de História.acampamentos indígenas e os novos processos de territorialização entre os grupos kaiowa e guarani. 2010. (Simpósio).

III Simpósio Internacional sobre Religiosidades, Diálogos culturai e Hibridações.Os acampamentos indígenas e a religião tradicional:como os Guarani e Kaiowá acampados às margens de rodovias do município de Dourados tem vivido a religião tradicional. 2009. (Simpósio).

IX Encontro Regional da Anpuh.A NARRATIVA HISTÓRICA DE ÍNDIOS KAIOWÁ E GUARANI QUE VIVEM ASSENTADOS NAS MARGENS DAS RODOVIAS EM TORNO DO MUNICÍPIO DE DOURADOS. 2008. (Encontro).

Semana deHistória da Universidade Federal de Dourados. 2007. (Congresso).

II Simpósio Internacional sobre religião, religiosidade e cultura. 2006. (Simpósio).

RBA. 2006. (Outra).

Universidade em transformação - I Seminário de Pesquisa em Ciencias Sociais. Universidade em transformação - I Seminário de Pesquisa em Ciencias Sociais. 2005. (Congresso).

Participação em bancas

Aluno: Rodrigo Novais de Menezes

MOURA, N. S. P.;CRESPE, Aline C. L.; FOSTER, C. M.. Fronteiras na Escola do Campo: uma etnografia dos/as estudantes indígenas na Escola Antônio Vivente Azambuja em Dourados. 2018. Dissertação (Mestrado em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Santierre Lus Krewe Sott

CAVALCANTE, T. L. V.; PERLI, F.;CRESPE, Aline C. L.. A escravidão em anúncios do Jornal "A imprensa de Cuyabá" (1859-1865). 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Marta Soares Ferreira

SCHALLENBERGER, E.;CRESPE, Aline C. L.; COLOGNESE, S. A.; FOSTER, C. M.. Kunã adesy: os Kaiowá de Aral Moreira entre conflitos e resistência para manter seus modos de ser. 2018. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS SOCIAIS) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: Gianette Paola Butarele

FOSTER, C. M.;CRESPE, Aline C. L.; BECKER, S.; FACHIN, V. S.. Territórios e acesso a direitos: osGuarani e Kaiowá na Vila Satélite, Aral Moreira, MS. 2017. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Priscila de Santana Anzoategui

BECKER, S.; OLIVEIRA, J. P.;CRESPE, Aline C. L.; LIMA, Graziele. C. Dainese.. "Somos todas Guarani-Kaiowá": entre narrativas (d)e retomadas agemciadas por mulheres Guarani e Kaiowá sul-mato-grossenses. 2017. Dissertação (Mestrado em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: GABRIELA BARBOSA LIMA E SANTOS

CRESPE, Aline C. L.. Saúde Indígena: práticas de cura na tradição de conhecimento entre os Kaiowá e Guarani em situação de acampamento no cone sul de Mato Grosso do Sul. 2016. Dissertação (Mestrado em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Rosely Aparecida Stefanes Pacheco

CRESPE, Aline C. L.; cavalcante,thiago leandro vieira;PEREIRA, L. M.. Entre colonialidades e resistências: demandas territoriais e violências contra os Guarani e Kaiowá no estado de Mato Grosso do Sul (1980-2015). 2018 - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Marlene Ricardi de Souza

CRESPE, Aline C. L.PEREIRA, L. M.; CAVALCANTE, T. L. V.; LANGER, P. P.. As transformações no modo de ser mulher kaiowá e guarani no MS no cenário de profundas transformações no território, na organização social e nas formas de sustentabilidade (1960-2017). 2019. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Rodrigo Novais Menezes

CRESPE, Aline C. L.; MOURA, N. S. P.; FOSTER, C. M.. Das margens da estrada às margens da educação: uma etnografia dos/as alunos/as indígenas na escola da rede estadual "não indígena" no Distrito de Itahum na cidade de Dourados - MS. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Junia Fior Santos

CAVALCANTE, T. L. V.;CRESPE, Aline C. L.PEREIRA, L. M.. A dinâmica de mobilizações dos Guarani e Kaiowa no estado de Mato Grosso do Sul: uma etno-história da luta pela terra na comunidade indígena Kurupi de Santiago Kue. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Gianette Paola Butarelli

CRESPE, Aline C. L.; BECKER, S.; FOSTER, C. M.. Kaiowá e Guarani em terreno de Karai? Povos indígenas e direitos em contextos urbanos. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Martha Jerônimo Batista

SANTOS, D.; GOETTERT, J. D.;CRESPE, Aline C. L.. Identidade e alteridade nas narrativas fronteiriças: territorialidades e fronteiras da diferença na fronteira BRASBOL. 2017.

Aluno: Crislaine da Silva Araujo

MENEGAT, A. S.;CRESPE, Aline C. L.; COELHO, F.; FARIAS, M. F. L.. Mulheres assentadas construindo novas trajetórias: da invisibilidade ao protagonismo na luta pela terra. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Claudineia Rodrigues Cardoso Ribeiro

MENEGAT, A. S.;CRESPE, Aline C. L.PEREIRA, L. M.; Lucas, Marcílio R.. Inclusão étnica no mercado de trabalho: a invisibilidade e o reconhecimento de coletores indígenas na coleta de lixo no município de Dourados. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Rafael Rondis Nunes

PEREIRA, L. M.CRESPE, Aline C. L.; CAVALCANTE, T. L. V.. A temática indígena no Jornal O Progresso: dilemas e impasses entre direitos indígenas, estado e sociedade civil. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Bruna Santos de Andrade

PEREIRA, L. M.CRESPE, Aline C. L.; GRUNEWALD, L. E.. Trajetórias de vida e relações geracionais nos caminhos percorridos pelas lideranças kaiowá e guarani de Santiago Kuê na busca por reconhecimento territorial e produção de coletivos. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: GABRIELA BARBOSA LIMA E SANTOS

CRESPE, Aline C. L.. Saúde Indígena: práticas de cura na tradição de conhecimento entre os Kaiowá e Guarani em situação de acampamento no cone sul de Mato Grosso do Sul. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Bruna Genaro Martins de Oliveira

MARTINS, C. P.;CRESPE, Aline C. L.; TIVIROLI, J. C.. Contribuições do pensamento decolonial à psicologia: relato de experiências de uma residente em saúde indígena. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Especialização em Saúde Pública) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Pedro Rios Yoshimura

CRESPE, Aline C. L.; MARTINS, C. P.; FONTOURA, M. L. M.. A relação entre saberes médicos e tradicionais no atendimento médico-hospitalar destinado à população indígena no Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Especialização em Saúde Pública) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Letícia Destri Centrone

BECKER, S.;CRESPE, Aline C. L.; MASO, T. F.. Mulheres indígenas e(m) associações: as Guarani-Kaiowa e a Aty Kunã. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Kelly Duarte Vera

SOUZA, L. S. O. E.;PEREIRA, L. M.CRESPE, Aline C. L.. Conhecimentos, práticas e rituais envolvidos na preparação das meninas guarani e Kaiowa para o teko porã. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura Intercultural Indígena) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Sonia Aparecida Fereira Rolin

FARIAS, M. F. L.;CRESPE, Aline C. L.. Gênero e diversidade nos livros didáticos de sociologia da escola pública de Dourados - MS: 3 ano do ensino médio. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: CARLA DANIELE VILHALVA ANTUNES

SOUZA, L. S. O. E.;CRESPE, Aline C. L.; BECKER, S.. Mulheres rurais: uma etnografia de moradoras do assentamento Vitória da Fronteira em Tacuru. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Ursula Velasque

FOSTER, C. M.;CRESPE, Aline C. L.; SOUZA, L. S. O. E.. Mitâ kunã otopa Kunumií (A menina ganhou nenê): A maternidade precoce na aldeia Taquaperi - MS. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Junia Souto Santos Soares

FACHIN, V. S.;CRESPE, Aline C. L.; ARAKAKI, S.. Diversidade étnica e educação. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Aparecido Sergio Bereta

CRESPE, Aline C. L.; CALIXTO, Maria José Martinelli Silva; BRITO, Marcia Aparecida de. Entre o público e o privado: uma análise da apropriação das calçadas na área central de Dourados. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

CRESPE, Aline C. L.; FACHIN, V. S.; FOSTER, C. M.. Banca Examinadora do Processo Seletivo de Docentes. 2011. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

CRESPE, Aline C. L.; SANTOS, M. L.; FOSTER, C. M.. Banca Examinadora do Processo Seletivo de Docentes. 2011. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

SANTOS, M. L.; FOSTER, C. M.;CRESPE, Aline C. L.. Banca Examinadora do Processo Seletivo de Docentes. 2011. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Comissão julgadora das bancas

Cándida Graciela Chamorro Argüello

CHAMORRO, Graciela.PEREIRA, L. M.; SILVA, Alexandra. Barbosa da.. Acampamentos Indígenas e Ocupações: novas modalidades de organizaçõa e territorizalação entre os Guarani e Kaiowa no Município de Dourados - MS (1990-2009). 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Levi Marques Pereira

PEREIRA, L. M.CHAMORRO, G. C; SILVA, A. B.. História do conflito pela terra narrada por índios Kaiowá e Guarani, assentados às margens da rodovia no município de Dourados. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Levi Marques Pereira

PEREIRA, L. M.CHAMORRO, G. C; SILVA, A. B.. Acampamentos Indígenas e Ocupações: Novas modalidades de organização e territorialização entre os Guarani e Kaiwá no munícipio de Dourados-MS (1990-2009). 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Joana Aparecida Fernandes Silva

PEREIRA, L. M.;SILVA, J. A. F.; FARIAS, M. F. L.; SOUZA, N. M.; CAVALCANTE, T. L. V.. MOBILIDADE E TEMPORALIDADE KAIOWÁ: DO TEKOHA À RESERVA, DO TEKOHARÃ AO TEKOHA. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Orientou

Ebifânia da Silva Ortiz

Lingua e cosmologia Kaiowá; Início: 2019; Dissertação (Mestrado profissional em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Hildyanne Teixeira Costa Cruz

A ESCOLA COMO FERRAMENTA DA LUTA GUARANI E KAIOWA: EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA A PARTIR DAS EXPERIÊNCIAS EM RETOMADAS NO MS; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em ANTROPOLOGIA) - Universidade Federal da Grande Dourados, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Elis Fernanda Corrado

ESPAÇOS DE VIDA EM DISPUTA: o caso das retomadas indígenas Guarani e Kaiowá em Dourados (MS); ; Início: 2018; Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; (Coorientador);

Elis Fernanda Corrado

Índios de lona preta: uma etnografia de acampamentos Kaiowá em Dourados (MS); 2015; Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Coorientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Pedro Rios Yoshimura

A relação entre saberes médicos e tradicionais no atendimento médico-hospitalar destinado à população indígena no Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Especialização em Saúde Pública) - Universidade Federal da Grande Dourados; Orientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Delfino Borvão

Política indígena na Aldeia Limão Verde; 2015; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul; Orientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Ana Paula Oliveira Zarate

Mulheres, parto e fronteira: porque ter filhos no Brasil; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul; Orientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Maxwel da Silva Amamral

As faces do mesmo culto: uma análise antropológica da diversidade ritualística dos terreiros de umbanda de Amambai - MS; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul; Orientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Valdinei Lima

Política e poder dentro da reserva indígena de Amambai; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul; Orientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Hildyanne Teixeira Costa e Cruz

Olhares sobre o futuro: jovens indígenas Guarani e Kaiowá e suas expectativas de trabalho e estudo no município de Dourados ? MS; 2016; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal da Grande Dourados, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Evandro de Souza Morais

Meninos indígenas, relações interétnicas e o trabalho no corte de cana: a relação com o dinheiro, com a cidade e com o preconceito; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal da Grande Dourados; Orientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Hildyanne Teixeira Costa Cruz

Índios na Cidade, formas de acomodação e preconceito: mapeamento da população indígena moradora na Vila Índios, no município de Dourados - MS; ; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal da Grande Dourados, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Aline Castilho Crespe Lutti;

Foi orientado por

Levi Marques Pereira

Acampamentos indígenas e ocupações: novas modalidades de organização e territorialização entre os Guarani e Kaiowa no minicípio de Dourados-MS (1990-2009); 2009; Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Universidade Federal da Grande Dourados,; Orientador: Levi Marques Pereira;

Produções bibliográficas

  • CRESPE, Aline C. L. ; CARIAGA, D. E. . Apresentação ao dossiê. ACENO - REVISTA DE ANTROPOLOGIA DO CENTRO-OESTE , v. 5, p. 13-18, 2019.

  • CRESPE, Aline C. L. ; Levi marques pereira . Impasses e hesitações no reconhecimento dos territórios de ocupação tradicional dos Kaiowá e Guarani no estado de Mato Grosso do Sul. Boletim DATALUTA , v. 87, p. 01-07, 2015.

  • CRESPE, Aline C. L. ; LOERA, N. C. R. . A violência contra os acampamentos guarani e kaiowa no sul de Mato Grosso do Sul. Boletim Dataluta , v. 49, p. 02-06, 2012.

  • CRESPE, Aline C. L. ; FOSTER, C. M. . TEKOHA, NHANDE REKO, KOKUE: O TERRITORIO COMO CONDICAO PARA A PRODUCAO DE ALIMENTOS E DO MODO DE VIDA BOM E BELO ENTRE OS KAIOWA E OS GUARANI. In: Levi Marques Pereira; Célia Foster Silvestre; Diógenes Egídio Cariaga. (Org.). Saberes, socialidades, formas organizacionais e territorialidades entre os Kaiowá e Guarani em Mato Grosso do Sul. 1ed.Dourados: Editora UFGD, 2018, v. 1, p. 141-156.

  • CRESPE, Aline C. L. ; Levi marques pereira . Políticas Públicas vltadas à demarcação de Terras Indígenas nos governos Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva (1995 - 2010). In: Fabiano Coelho; Rodrigo Simão Camacho. (Org.). O Campo no Brasil Contemporâneo: do governo FCH aos governos petistas (Protagonistas da/na luta pela terra/território e das políticas publicas - volume II). 1ed.Curitiva: Editora CRV, 2018, v. 2, p. 17-40.

  • CRESPE, Aline C. L. ; FOSTER, C. M. . Tekoha, Nhande Reko, Kokue: o território como condição para a produção de alimentos e do modo de vida bom e belo entre os Guarani e Kaiowá. In: Manuel Luís Tibério; Ana Alexandra Marta-Costa; Xerardo Pereiro; Ana Barros; Sônia Menezes. (Org.). Livro de Atas do III Seminário Alimentos e Manifestações Culturais Tradicionais e II Simpósio Internacional Alimentação e Cultura: Tradição e Inovação na Produção e Consumo de Alimentos. 1ed.Vila Real, Portugual: Universidade de trás Os Montes e Alto Douro, 2016, v. 1, p. 517-526.

  • CRESPE, Aline C. L. ; BRITO, A. G. ; BECKER, S. ; Jorge Erermites de Oliveira . Processos de regularização fundiária de terras indígenas no mato Grosso do Sul; o caso dos acampamnetos guarani e kaiowa no municipio de Dourados. In: Antônio Guimaraes Brito, Simone Becker, Jorge Eremites de Oliveira. (Org.). Estudos de antropologia jurídica na América Latina Indígena. 1ed.Curitiba: CRV, 2012, v. 1, p. 171-188.

  • CRESPE, Aline C. L. ; CRUZ, H. T. C. ; ORTIZ, E. S. . Da escola indígena para universidade: expectativas e experiências de acadêmicos guarani e kaiowá na Universidade Federal da Grande Dourados, no Mato Grosso do Sul, Brasil. In: XIII Reunião de Antropologia do Mercosul: Antropologias do Sul, 2019, Porto Alegre - RS. XIII Reunião de Antropologia do Mercosul: Antropologias do Sul, 2019.

  • CRESPE, Aline C. L. . Os caminhantes do céu: história, mobilidade e temporalidade entre os Kaiowá. In: 30° Reunião Brasileira de Antropologia, 2016, João Pessoa. Anais da 30aRBA, 2016.

  • CRESPE, Aline C. L. ; CORRADO, E. F. . Do acampamento ao tekoha: uma análise das áreas de retomadas Guarani e Kaiowá em Dourados - MS. In: http://www.abant.org.br/conteudo/ANAIS/30rba/admin/files/1467339528_ARQUIVO_ArtigoRBA2016.pdf, 2016, João Pessoa. Anais da 30aRBA, 2016. v. 1. p. 1-22.

  • CORRADO, E. F. ; CRESPE, Aline C. L. . Reivindicações e conhecimentos tradicionais: o caso dos acampamentos indígenas Kaiowá no Mato Grosso do Sul. In: Jornadas de Antropologia John Monteiro, 2015, Campinas. Jornadas de Antropologia John Monteiro, 2015.

  • CORRADO, E. F. ; CRESPE, Aline C. L. . Reivindicação e categorias: uma reflexão a partir dos acampamentos indígenas Kaiowá no Mato Grosso do Sul. In: Alasru, 2015, Cidade do México. Sociedades rurales latinoamericanas: diversidades, contrastes y alternativas, 2015.

  • CRESPE, Aline C. L. . Movimento étnico social Guarani e kaiowá: a luta pelo tekoharã e as concepções de temporalidade. In: III Ciaee - Congresso Iberoamericano de Arqueologia, etnologia e etno-história, 2015, Dourados - MS. III Ciaee - Congresso Iberoamericano de Arqueologia, etnologia e etno-história, 2015.

  • CRESPE, Aline C. L. ; CORRADO, E. F. . Reflexões sobre o movimento étnico-social guarani e kaiowá a partir dos acampamentos indígenas no sul de Mato Grosso do Sul ? Brasil. In: X Reunião de Antropologia do Mercosul, 2013, Córdoba. X Reunião de Antropologia do Mercosul, 2013.

  • CRESPE, Aline C. L. . Carência, experiência e narrativa: repensando a história a partir da história indígena. In: IV Reunião de Antropologia do Mato Grosso do Sul, 2013, Campo Grande. IV Reunião de Antropologia do Mato Grosso do Sul, 2013.

  • CRESPE, Aline C. L. ; CORRADO, E. F. . Acampamentos e ocupações kaiowa; reflexões sobre uso do espaço e sociabilidade. In: Reunião Brasileira de Antropologia, 2012, São Paulo. 28 RBA, 2012. v. 28.

  • CRESPE, Aline C. L. . Processos organizacionais e territorialidade em acampamentos e área de retomadas guarani e kaiowa. In: III Reunião de Antropologia de Mato Grosso do Sul, 2011, Campo Grande. Anais III RAMS, 2011.

  • CRESPE, Aline C. L. ; Levi marques pereira . A manifestação religiosa dos Guarani e Kaiowá assentados às mardens de rodovia em torno do municipio de Dourados. In: III simpósio Internacional sobre religiosidades, diálogos culturais e hibridações, 2009, Campo Grande, MS. III simpósio Internacional sobre religiosidades, diálogos culturais e hibridações. Campo Grande: UFMS, 2009.

  • PEREIRA, L. M. ; CRESPE, Aline C. L. . Manisfestações religiosas entre os Guarani e Kaiowa que vivem em acampamentos situados em margens de rodovia: entre a tradição, a política e a inovação cultural. In: III Simpósio Internacional sobre religiosidades, Diálogos Culturais e Hibridações, 2009, Campo Grande. III Simpósio Internacional sobre religiosidades, Diálogos Culturais e Hibridações, 2009.

  • CRESPE, Aline C. L. . Colonialismo, marginalidade integral e fronteira: os Guarani e Kaiowá no MS. In: 29 RBA, 2014, Natal. Diálogos antropológicos expandindo fronteiras, 2014.

  • CRESPE, Aline C. L. . Acampamentos e ocupações kaiowa; reflexões sobre uso do espaço e sociabilidade. In: 28 RBA, 2012, São Paulo. 28 RBA.

  • CRESPE, Aline C. L. . Do acampamento para a ocupação: uma etnografia das estratégias indégena de luta pela terra no Mato Grosso do Sul. In: 36 Encontro anual da ANPOCS, 2012, Aguas de Lindóia. Programas e resumos: 36 encontro anul da ANPOCS, 2012.

  • CRESPE, Aline C. L. . Processos organizacionais e territorialidade em acampamentos e áreas de retomada guarani e kaiowa. In: III Reunião de Antropologia de Mato Grosso do Sul, 2011, Campo Grande. Anais III Rams, 2011.

  • CRESPE, Aline C. L. . ACAMPAMENTOS E OCUPAÇÕES KAIOWÁ E GUARANI: NOVAS RESPOSTAS AO PROCESSO DE PERDA DE SEUS TERRITÓRIOS DE OCUPAÇÃO TRADICIONAL PARA AS FRENTES DE EXPLORAÇÃO ECONÔMICA NA REGIÃO DE DOURADOS. In: III Seminario povos indígenas e sustentabilidade: saberes locais, educação e autonomia, 2011, Campo Grande. III Seminario povos indígenas e sustentabilidade: saberes locais, educação e autonomia, 2011.

  • CRESPE, Aline C. L. . Acampamentos indígenas e os novos processos de territorialização entre os grupos kaiowa e guarani. In: X Encontro de História de Mato Grosso do Sul,simpósio internacional de história e XIII semana de História, 2010, Três Lagoas. X Encontro de História de Mato Grosso do Sul,simpósio internacional de história e XIII semana de História, 2010.

  • CRESPE, Aline C. L. . Fronteiras e conflitos políticos entre índios guarani e kaiowá acampados em áreas não regularizadas como terras indígenas e proprietários rurais no município de Dourados - MS. In: I CIAEE - Congresso Iberoamericano de arqueologiam etnologia e etno-história, 2010, Dourados. I CIAEE - Congresso Iberoamericano de arqueologiam etnologia e etno-história, 2010.

  • CRESPE, Aline C. L. . A NARRATIVA HISTÓRICA DE ÍNDIOS KAIOWÁ E GUARANI QUE VIVEM ASSENTADOS NAS MARGENS DAS RODOVIAS EM TORNO DO MUNICÍPIO DE DOURADOS. In: IX encontro de história de mato grosso do sul, 2008, Corumbá. IX encontro de história de mato grosso do sul, 2008.

  • CRESPE, Aline C. L. . 'Diálogos: Caminhos dos saberes guarani'. 2019. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • CRESPE, Aline C. L. . Narrativas na e sobre a margem de uma liderança Kaiowa de acampamento no sul do MS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CRESPE, Aline C. L. ; CORRADO, E. F. . Reflexões sobre o movimento étnico-social guarani e kaiowá a partir dos acampamentos indígenas no sul de Mato Grosso do Sul ? Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CRESPE, Aline C. L. . Quando o tekoha vai para a estrada? Reflexões sobre territorialidade Kaiowa em situações de acampamentos em margens de rodovia.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CRESPE, Aline C. L. . A pesquisa etnográfica em situações de conflitos étnicos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CRESPE, Aline C. L. . Desafios para uma antropóloga: reflexões sobre o trabalho de campo nos acampamentos indígenas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CRESPE, Aline C. L. . Experiência, carência e orientação na história: reflexões para a história indígena. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CRESPE, Aline C. L. ; CORRADO, E. F. . Acampamentos e ocupações kaiowa; reflexões sobre uso do espaço. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CRESPE, Aline C. L. . Processos organizacionais e territorialidade em acampamentos e áreas de retomada guarani e kaiowa.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CRESPE, Aline C. L. . As territorialidades indígenas sob diferentes perspectivas de pesquisa. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CRESPE, Aline C. L. . Novos processos de territorialização entre os grupos kaiowa e guarani. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CRESPE, Aline C. L. . Acampamentos indígenas e os novos processos de territorialização entre os grupos kaiowa e guarani. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CRESPE, Aline C. L. . Fronteira e conflitos políticos entre índios guarani kaiowá acampados em áreas não regularizadas como terras indígenas e proprietários rurai no município de Dourados - MS.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CRESPE, Aline C. L. . Os acampamentos indígenas e a religião tradicional: como os Guarani e Kaiowá acampados às margens de rodovias do município de Dourados tem vivido a realigião tradicional. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CRESPE, Aline C. L. . A NARRATIVA HISTÓRICA DE ÍNDIOS KAIOWÁ E GUARANI QUE VIVEM ASSENTADOS NAS MARGENS DAS RODOVIAS EM TORNO DO MUNICÍPIO DE DOURADOS. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FOSTER, C. M. ; CACCIA-BAVA, A. ; CRESPE, Aline C. L. . Experiência de vida e resistência entre os Kaiowá e Gurani a partir de seus jovens. Jundiaí - SP, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Posfácio)>.

  • CORRADO, E. F. ; CRESPE, Aline C. L. . Reflexões sobre o movimento étnico-social guarani e kaiowá a partir dos acampamentos indígenas no sul de Mato Grosso do Sul ? Brasil. Argentina 2016 (Capitulo de livro (no prelo)).

Outras produções

CRESPE, Aline C. L. . 2 Encontro de graduação, 4 encontro de pós-graduação e 5 encontro de iniciação científica. 2012.

CRESPE, Aline C. L. . Parecer Ad Hoc da Campos - Revista de antropologia. 2020.

CRESPE, Aline C. L. . Parecer Ad Hoc da Revista de Antropologia Social do PPGAS-UFSCar. 2020.

CRESPE, Aline C. L. . Parecer Ad Hoc: Maloca ? Revista de Estudos Indígenas,. 2019.

CRESPE, Aline C. L. . Parecer Ad Hoc - PIVIC _ UFMS. 2019.

CRESPE, Aline C. L. . Desafios de fazer ciências sociais hoje. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

CRESPE, Aline C. L. ; PEREIRA, L. M. . II Seminário de Etnologia Guarani. 2019. (Editoração/Anais).

CRESPE, Aline C. L. . GT 6 - Formas da política entre coletivos guarani - II Seminário de Etnologia Guarani. 2019. (Coordenação de Grupo de Trabalho).

CRESPE, Aline C. L. ; cavalcante,thiago leandro vieira . História e antropologia: fronteiras,dicotomiase similaridades. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

CRESPE, Aline C. L. . A contribuição da Antropologia para o ensino de história indígena no ensino médio. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    A ESCOLA COMO FERRAMENTA DA LUTA GUARANI E KAIOWA: EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA A PARTIR DAS EXPERIÊNCIAS EM RETOMADAS NO MS, Descrição: Em Dourados - MS está localizada a reserva indígena mais populosa do Brasil, onde vivem nela famílias das etnias Kaiowá, Guarani e Terena. A reserva é conhecida, nacional e internacionalmente, pela precariedade em que vivem os indígenas que nela residem e pelas situações de violências aos quais eles foram submetidos depois de terem sido expulsos de seus territórios. Mas os Guarani e Kaiowá também são conhecidos pelas respostas que vem dando aos ataques de seus direitos através das retomadas dos territórios tradicionais, identificado por eles como tekoha. Nesse sentido, esta pesquisa tem por objetivo levantar novos dados que dão continuidades aos estudos em andamento sobre os Guarani e Kaiowá em luta pelo reconhecimento de seus direitos com a finalidade de compreender a relação entre luta pelo território e projetos de educação escolar dentro das comunidades. Assim, as comunidades envolvidas em processos de recuperação dos territórios têm dado especial atenção para projetos de educação, tornando-se de grande importância para o auxílio da luta pelo tekoha e teko porã. A partir da realização de uma pesquisa com viés etnográfico a ser realizada nas retomadas Guyra Kamby?i, Apyka?i e Passo Pirajú desejo identificar os dilemas que as comunidades enfrentam para a efetivação de uma educação indígena voltada para a autonomia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Coordenador / Hildyanne Teixeira Costa Cruz - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2019 - Atual

    Lingua e cosmologia kaiowa, Descrição: A presente pesquisa busca compreender a importância da língua materna para a transmissão dos conhecimentos tradicionais e do bilinguismo para conhecer aspectos do mundo não indígena e se relacionais com pessoas de outras etnias. Apesar dessa importância, a língua indígena é fundamental para a transmissão da mitologia e da cosmologia indígena, bem como para a continuidade das pratica sociais da comunidade kaiowa, Panambi Lagoa-Rica, município de Douradina na região de Dourados, Mato Grosso do Sul. Neste trabalho procura-se pensar compreender e valorizar a língua materna dentro da cultura e como se dá o uso desses instrumentos no contexto escolar. Pontuando que o bilinguismo é necessário e complementa os conhecimentos tradicionais da cultura indígena. Para tanto será realizado um levantamento bibliográfico da antropologia, para orientar e entender o processo do surgimento do bilinguismo na comunidade, a partir do depoimento e entrevistas recolhidos. E também, pesquisa amparará no trabalho de campo etnográfica analisando a questão da luta pela terra e a resistência dos povos ali presente, observando as crianças da comunidade local, mostrando processo de estar ali com seu povo valorizando seus cantos, danças e principalmente a língua materna.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Coordenador / Ebifânia da Silva Ortiz - Integrante., Financiador(es): CAPES - Centro Anhanguera de Promoção e Educação Social - Bolsa.

  • 2016 - 2019

    NAS FRONTEIRAS DO ASSALARIAMENTO: Trabalho assalariado indígena na região de Dourados-MS, Descrição: Este projeto de pesquisa tem o objetivo de analisar a inserção indígena no trabalho assalariado da região de Dourados-MS, focando especialmente as tendências mais recentes de entrada no trabalho industrial e urbano, as quais trazem novos aspectos e desafios para análise. Isso porque, como indica o conjunto de pesquisas no âmbito da história e da etnologia indígenas, o trabalho fora da aldeia, a changa, constituiu um elemento permanente do contato entre povos indígenas e não-indígenas, cujas formas específicas assumidas historicamente revelam aspectos importantes dos conflitos e das estratégias verificadas em cada período. Nesse sentido, as tendências recentes devem ser tratadas levando em conta os processos, no âmbito nacional e local, que conduziram à gradativa inviabilização do modo de produção e sociabilidade tradicionais nas reservas e aos impasses ligados a ausência de avanços no reconhecimento e demarcação dos territórios reivindicados pelos indígenas. Por outro lado, além de revelar o agravamento de dificuldades e tensões históricas, essas tendências trazem problemáticas novas, na medida em que se revela uma entrada, ainda que incipiente, no mercado de trabalho propriamente dito, com seus mecanismos próprios de seleção e coerção. Por isso, esta proposta pretende analisar tais dilemas levando em conta também tendências expressas pela sociologia do trabalho, especialmente no que se refere às dinâmicas de precarização que, por sua vez, se relacionam com opressões e vulnerabilidades de grupos específicos da sociedade, indicando a necessidade de entrelaçamento entre trabalho, gênero e raça/etnia. Nesse sentido, este projeto pretende, em primeiro lugar, realizar um mapeamento mais rigoroso dos ramos e postos assumidos pelos indígenas no mundo do trabalho assalariado para, em seguida, captar seus significados mais profundos, levando em conta tanto as lutas e demandas indígenas quanto a dinâmica de funcionamento do mercado de trabalho capitalista que delas se apropria.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Integrante / Marcilio Rodrigues Lucas - Coordenador / Márcio Mucedula Aguiar - Integrante.

  • 2015 - 2018

    COLONIALIDADE, DIREITOS E TEKO PORÃ: APORTES DE UMA EPISTEMOLOGIA GUARANI E KAIOWÁ, Descrição: O projeto de pesquisa se dedica a investigar noções de direitos entre os Guarani e Kaiowá contemporâneos, habitantes do sul do atual estado de Mato Grosso do Sul, Brasil, como emergem e as referências culturais que as orientam. Tem como pressuposto que o contato com a sociedade envolvente estabelece novas formas de socialidade. Um dos aspectos presente nessas formas de socialidade é a relação com o campo jurídico e as expressões do direito positivo, que perpassam o contato com toda uma gama de instituições, mas também estabelecem novas dinâmicas internas às aldeias. Para além das compreensões do direito que tem seu locus no indivíduo, os estudos sobre os povos indígenas se referem a uma compreensão de bem viver e de coletividade não contempladas no direito positivo. Trata-se de saber como esses sistemas se relacionam. Pretende-se aprofundar a compreensão de direitos em uma perspectiva multidimensional, revelando aspectos da epistemologia guarani e kaiowá e aproximando a pesquisa etnográfica do direito.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Integrante / Célia Maria Foster - Coordenador / Lauriene Seragusa Olegário e Souza - Integrante / Levi Marques Pereira - Integrante.

  • 2015 - 2017

    TERRITORIALIDADE E TERRITORIALIZAÇÃO DOS POVOS INDÍGENAS E A OCUPAÇÃO EXTRATIVISTA E AGROPASTORIL EM MS (1870-2012): uma abordagem a partir das transformações nas configurações sociais indígenas, ambiente de vida, modos de assentamento e redes sociais, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Levi Marques Pereira em 02/03/2018., Descrição: A ocupação intensiva de Mato Grosso do Sul se inicia a partir de 1870 com o término do conflito bélico que envolveu a Tríplice Aliança e o Paraguai. Sucessivas levas de ocupações extrativistas e agropastoris passaram a ocupar a região onde fica o território tradicional das populações indígenas incluídas no presente Projeto. Com a criação do Serviço de Proteção aos Índios (1910), a maior parte das comunidades indígenas foi recolhida em pequenas reservas e passou a receber assistência de instituições governamentais e da sociedade civil. A vida em reservas impôs transformações nas configurações sociais indígenas, nos recursos disponíveis no ambiente físico, nos modos de assentamento e, principalmente, inaugurou um processo de expansão nas redes sociais entre indígenas ?que passaram a viver em grandes aglomerados- e, entre eles e os diversos segmentos da sociedade nacional, a partir da consolidação de um sistema de interação permanente. O Projeto pretende realizar a descrição e a documentação desse processo a partir do enfoque histórico e antropológico, agregando a contribuição da produção realizada por pesquisadores e colaboradores vinculados aos programas de pós-graduação em Antropologia e História da UFGD.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Integrante / Célia Maria Foster - Integrante / Lauriene Seragusa Olegário e Souza - Integrante / Levi Marques Pereira - Coordenador.

  • 2014 - 2016

    Minorias que são maiorias/maiorias que são minorias, invisíveis que (não) são dizíveis: análise etnográfica sobre sujeitos à margem dos discursos dominantes., Descrição: O presente projeto de pesquisa vincula-se a outros de extensão e de pesquisa, a maioria sob coordenação da profa. Dra. Simone Becker, já finalizados e/ou em andamento. São eles: EDUCANDO PARA OS DIREITOS HUMANOS: DEFESA E PROMOÇÃO DO ACESSO À JUSTIÇA DE INDÍGENAS SUL MATO-GROSSENSES, projeto de extensão encerrado com fomento da UFGD; MAPEAMENTO E ANÁLISE QUANTO AO ACESSO À JUSTIÇA DE INDÍGENAS DA REGIÃO DA GRANDE DOURADOS, projeto de pesquisa em andamento junto à UFGD a ser finalizado em julho de 2011; FINS DE TARDE EM MEIO À DIVERSIDADE: NA SALA COM AS TRAVESTIS, projeto de extensão recém aprovado junto à UFGD e HERDEIROS DE UM OUTRO AXÉ, sob a coordenação do prof. Dr. Mario Teixeira de Sá Junior, em andamento até 2012. Assim sendo, o referido projeto de pesquisa, a partir de etnografias, busca compreender e analisar, em especial, as práticas cotidianas de violências e de resistências vividas pelos sujeitos travestis de Dourados/MS. Quando enfatizamos que se tratam de travestis, isto não excluirá a compreensão de outros vetores que marcam as propaladas minorias de acesso a direitos , quais sejam: etnia, raça, gênero e classe social. Entretanto, centramos na expressão travestis frente ao fato delas serem os sujeitos mais invisíveis no contexto do judiciário. E mais, paradoxalmente, no estado do Mato Grosso do Sul, algumas características, comparativamente a outros estados, saltam aos nossos olhos. São elas: 1. o centro de referência em direitos humanos vinculado à secretaria especial de direitos humanos do governo federal é presidido desde a sua fundação por uma travesti, ao contrário de outras realidades, onde verificamos a prevalência de homossexuais gays enquanto dirigentes e, 2. diferentemente de outras instituições de ensino superior públicas federais e estaduais, no MS há travestis que ingressaram e estão cursando graduações, tais como, na UEMS e na UFGD. APROVAÇÃO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA EM 24 DE MAIO DE 2011. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Integrante / Simone Becker - Coordenador.

  • 2012 - 2015

    Instituições e processos políticos em Mato Grosso do Sul: etnias, fronteiras e latifúndio., Descrição: Pretende-se, com o esse grupo, envolver pesquisadores de áreas multidisciplinares em torno das questões sociopolíticas que ocorrem em área de fronteira, considerando os processos de desenvolvimento econômico no Mato Grosso do Sul e suas consequências para grupos sociais diversos. Com a aglutinação desses pesquisadores nesse espaço institucional de pesquisa, pretende-se desenvolver condições para a implantação de programa de pós-graduação, nível mestrado, envolvendo os Cursos de Ciências Sociais e História.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Integrante / Célia Maria Foster - Coordenador / Fabrício Antonio Defacci - Integrante / Viviane Scalon Fachin - Integrante / Sirley Lizott Tedeschi - Integrante / Katia Karine Duarte da Silva - Integrante / Lourenço Alves da Silva Filho - Integrante.

  • 2012 - 2013

    REDES POLÍTICAS E LUTA PELA TERRA EM ACAMPAMENTOS IDÍGENAS NO MATO GROSSO DO SUL, Descrição: O presente projeto de pesquisa tem por objetivo o estudo de grupos indígenas das etnias Guarani e Kaiowa no sul de Mato Grosso do Sul, especificamente os que vivem acampados em áreas ainda não reconhecidas pelo Estado como terras indígenas, mas por eles percebidas como parte de territórios de ocupação tradicional. Estes grupos vivem em acampamentos em margens de rodovias estaduais e federais, entre as estradas e as cercas das fazendas, ou em ocupações dentro de propriedades rurais na região. Na maior parte das vezes a experiência vivida por estes grupos é marcada pelo conflito com os proprietários rurais e a população não-índia regional. Nesta configuração social e histórica específica, os indígenas procuram por aliados que possam fortalecê-los politicamente. Entre os aliados podem estar órgãos indigenistas, antropólogos que realizam pesquisas na região, ONGs e outras instituições que tenham por dever a garantia dos direitos dos povos indígenas. Desta forma, o objetivo maior desta proposta de estudo é analisar como estes grupos constroem redes de relações políticas que os possibilitem estabelecerem ações favoráveis à permanência deles nesses locais. Outro ponto igualmente importante é o estudo que avalie como os indígenas interpretam estas alianças, e como produzem significados para esta experiência social e histórica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Coordenador.

  • 2011 - Atual

    Etnologia e história indígena, Descrição: O grupo de estudos cadastrado no Diretório de Pesquisa do CNPQ pretende reunir pesquisas de cunho etnográfico e bibliográfico, que coloquem em diálogos pesquisas no campo da etnologia indígena e história indígena, principalmente referente aos povos indígenas Kaiowá e Guarani.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (5) Doutorado: (1) . , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Coordenador / Célia Maria Foster - Integrante / Lauriene Seragusa Olegário e Souza - Integrante / Levi Marques Pereira - Integrante / Diogenes Egidio Cariaga - Integrante.

  • 2006 - 2013

    ETNOLAB - Laboratório de Arqueologia, Etnologia e Etno-história, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Integrante / Pereira, levi marques - Integrante / Eremites de Oliveira, Jorge - Coordenador.

  • 2006 - 2009

    Diagnóstico histórico e antropológico dos assentamentos de populações Kaiowá que vivem em situação de corredor no Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil., Descrição: s populações Kaiowá vêm passando por significativas transformações nos módulos de seus assentamentos, desde o fim da guerra entre o Paraguai e a Tríplice Aliança (1864-1870). Isto por que os locais onde tradicionalmente radicavam suas aldeias foram sendo gradativamente incorporados pelas frentes de expansão pastoril e agrícola no sul do atual estado de MS, processo que perdura até os dias atuais. Assim, a situação apontada tem levado os Kaiowá a desenvolverem novas estratégias de territorialização, redefinindo as relações que mantinham com o espaço e inventando outras formas de assentamento de suas aldeias. A esse respeito, atualmente desenvolvemos o projeto de pesquisa Fronteiras étnicas entre Guarani e Terena: territorialidade, territorialização e intercâmbio cultural, contanto com apoio da FUNDECT (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul). Durante a realização de pesquisas de campo, identificamos comunidades kaiowá que se autodenominam "aldeias de corredor", fazendo referência ao fato de elegerem as margens de rodovias como lugar de seus atuais assentamentos. Essas áreas são delimitadas, de um lado, pela rodovia onde circulam os veículos e, de outro, pela cerca de arame que delimita as propriedades particulares. Nessa estreita faixa de terra, desapropriada pelo governo para segurança da rodovia e para realização de eventuais serviços de manutenção e ampliação, vive atualmente um significativo número de famílias kaiowá, em caráter provisório ou permanente. A situação de corredor parece aproximar famílias que compartilham o destino comum da perda da terra, pois foram desterritorializadas e agora buscam, nos corredores, novas formas de territorialização. No entanto, não se sabe, ainda, em que medida as famílias aí reunidas compartilham origens comuns em termos de pertencimento a uma mesma comunidade étnica ou se associaram recentemente a outros segmentos de população. .. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Aline Castilho Crespe Lutti - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Apoio e Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do MS - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal da Grande Dourados, faculdade de ciencias humanas. , Rodovia Dourados Itahum, km 12, Unidade II, 79990000 - Dourados, MS - Brasil, Telefone: (67) 34102269, URL da Homepage:

Experiência profissional

2011 - 2013

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Regime: Dedicação exclusiva.

2010 - 2011

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Disciplinas ministradas na graduação: Antopologia I Antropologia II Antropologia III Antropologia dos estudos indígenas

Atividades

  • 02/2013 - 06/2013

    Ensino, ciencias sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia I, Antropologia II

  • 02/2012 - 12/2012

    Ensino, ciencias sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia I, Antropologia II, Antropologia III

  • 02/2011 - 12/2011

    Ensino, ciencias sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia e estudos indígenas, Antropologia II, Antropologia III, Estágio Curricular Supervisionado II

  • 03/2011 - 10/2011

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Unidade academica de Amambai.,Cargo ou função, Partipação da Comissão Interna de Reformulação do Projeto Político Pedagógico do Curso de Ciências Sociais - Unidade Acadêmica de Amambai.

  • 02/2010 - 12/2010

    Ensino, ciencias sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia II, Antropologia III, Filosofia, Estágio Curricular Supervisionado I

  • 02/2010 - 07/2010

    Ensino, Geografia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia aplicada à geografia

2013 - Atual

Universidade Federal da Grande Dourados

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 02/2019

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à antropologia, Tópicos especiais em antropologia

  • 02/2014

    Conselhos, Comissões e Consultoria, faculdade de ciencias humanas.,Cargo ou função, Membro do NDE do Curso de Ciênncias Sociais.

  • 08/2018 - 12/2018

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Etnologia indígena

  • 03/2018 - 07/2018

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à antropologia, Tópicos especiais em antropologia

  • 09/2017 - 02/2018

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Etnologia indígena, Temas emergentes em antropologia

  • 05/2017 - 09/2017

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à antropologia

  • 11/2016 - 04/2017

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia clássica, Estágio supervisionado IV, Temas atuais em antropologia

  • 06/2016 - 10/2016

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Cultura, etnicidade e territórios, Estrutura e dinâmica da sociedade contemporânea, Temas atuais em antropologia

  • 12/2015 - 05/2016

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Etnologia Indígena

  • 12/2015 - 05/2016

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estagio Curricular Supervisionado

  • 12/2015 - 05/2016

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à antropologia

  • 03/2014 - 07/2014

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Etnologia Indígena

  • 08/2013 - 12/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estágio Curricular Supervisionado

  • 08/2013 - 12/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Território, fronteira e globalização

  • 08/2013 - 12/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Temas atuais em antropologia

  • 07/2013 - 08/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Etnologia Indígena

2007 - 2011

Colégio Decisivo Anglo

Vínculo: contratado, Enquadramento Funcional: professor, Carga horária: 20

2006 - 2006

ESCOLA ESTADUAL DE PRIMEIRO E SEGUNDO GRAUS PRESIDENTE TANCREDO NEVES

Vínculo: contratado, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Atividades

  • 02/2006

    Ensino,,Disciplinas ministradas, ciências sociais