Flávia Angelo Verceze

Mestra em Psicologia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), com pós-graduação em Clínica Psicanalítica pela UEL. Especialista em Saúde da Mulher pela Residência Multiprofissional em Saúde da Mulher da UEL. Atualmente, atua como psicóloga clínica em consultório particular, como professora Colaboradora na Universidade Estadual de Londrina e na Faculdade Dom Bosco - Cornélio Procópio, PR. Atua também como oficineira no Projeto Palavra Indígena patrocinado pelo Programa de Incentivo à Cultura (PROMIC) de Londrina.

Informações coletadas do Lattes em 29/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Psicologia

2017 - 2019

Universidade Estadual de Londrina
Título: A DECISÃO PELO PARTO NATURAL E SUA RELAÇÃO COM A SEXUALIDADE FEMININA;,Ano de Obtenção: 2019
Silvia Nogueira Cordeiro.Grande área: Ciências Humanas

Especialização em Residência Multiprofissional em Saúde da Mulher

2015 - 2017

Universidade Estadual de Londrina
Título: Os Processos de Saúde-Doença em Mulheres Atendidas na Atenção Básica
Orientador: Silvia Nogueira Cordeiro
Bolsista do(a): Ministério da Educação, ME, Brasil.

Especialização em Clínica Psicanalítica

2014 - 2015

Universidade Estadual de Londrina
Título: Trainspotting: uma perspectiva psicanalítica da toxicomania na contemporaneidade
Orientador: Silvia Nogueira Cordeiro

Graduação em Psicologia

2009 - 2013

Universidade Estadual de Londrina

Ensino Médio (2º grau)

2006 - 2008

Colégio Educativa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 - 2017

Extensão universitária em Curso de extensão universitário Manejo e Promoção do Aleitamento Materno. (Carga horária: 20h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2016 - 2016

58º Curso de Capacitação de Doulas. (Carga horária: 40h). , Escola de doulas ANDO/Campinas, ANDO, Brasil.

2013 - 2013

Elaboração de laudos e Documentos Psicológicos. (Carga horária: 8h). , Sapiens - Instituto de psicologia, SAPIENS, Brasil.

2012 - 2013

Extensão universitária em Iniciação científica (PROIC). (Carga horária: 408h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicanálise.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Saúde da mulher.

    Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

VERCEZE, F. A. . Saúde na Comunidade II. 2016. .

VERCEZE, F. A. . III Mesa Redonda Sobre Mortalidade Materna. 2016. (Outro).

VERCEZE, F. A. . I Saúde da Mulher na Comunidade. 2016. .

VERCEZE, F. A. . II Simpósio Winnicott de Londrina: Winnicott na História da Psicanálise. 2012. (Outro).

VERCEZE, F. A. . A Orientação Deontológica Sobre o Exercício Profissional do Psicólogo: Uma Interação Entre O Código de Ética e as Práticas da Psicologia- IV. 2011. (Outro).

VERCEZE, F. A. . I Simpósio Winnicott de Londrina: Teoria e Clínica Na Psicanálise de Winnicott.. 2011. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II Semana de Psicologia Faculdade Dom Bosco..Oficina de Psicanálise e Poesia: Quais são as dores dos pesquisa-dores?. 2019. (Oficina).

Simpósio de Psicanálise e Prática Multidisciplinar na Saúde.A medicalização do corpo feminino e a parturição.. 2019. (Simpósio).

Colóquio A Psicanálise nos Espaços Públicos. 2018. (Outra).

I Congresso do Programa de Pós-Graduação em psicologia da UEL. A Ressurgência Clínica: a poética enquanto memória subjetiva e social; Feminilidade e Maternidade: experiência do parto enquanto questão de ressignificação sobre as posições mulher e mãe.. 2018. (Congresso).

II Semana de Integração de Psicologia.Escuversa e escriturânSia ? (Des) equilibrio: ?a vida como ela é?. 2018. (Outra).

Importância do olhar e da escuta às famílias com crianças pequenas. 2018. (Outra).

I Semana de Integração do Curso de Psicologia UEL.Oficina de psicanálise e poesia: Quais são as dores do pesquisa-dor?. 2018. (Oficina).

Psicanálise e Feminismo: a psicanálise pode ser feminista?.Psicanálise e feminismo: a psicanálise pode ser feminista?. 2018. (Outra).

VIII Congresso Iberoamericano de Pesquisa Qualitativa em Saúde. Parto e Sexualidade: vivências e significados para mulheres que optaram parir de maneira natural. 2018. (Congresso).

III Jornada do laboratório de estudo e pesquisa em psicanálise (LEPPSI) E II seminário de pesquisa do curso de especialização em clínica psicanalítica ca:.OS PROCESSOS DE SAÚDE-DOENÇA EM MULHERES: UM ESTUDO A PARTIR DA ESCALA DIAGNÓSTICA ADAPTATIVA OPERACIONALIZADA REDEFINIDA (EDAO-R).. 2017. (Outra).

II Jornada de Práticas Clínicas em Psicologia da UEL Discussões sobre a Clínica Extramuros: quais os settings possíveis?.A Clínica como Outra Coisa: os nós no laço social. 2017. (Outra).

II Seminário de Estética Social: Imagem e Comunidade.A Clínica como outra coisa: reachado, riachado, riu achado.. 2017. (Seminário).

Fórum de residências em área profissional da saúde (uni e multiprofissional). 2016. (Outra).

I Saúde da Mulher na Comunidade. 2016. (Feira).

VI Encontro Nacional de Residentes em Saúde.Roda de conversa: uma experiencia de atendimento multiprofissional. 2016. (Encontro).

III Jornada: Amor, desejo e gozo - Associação Livre. 2015. (Outra).

Saúde na Comunidade II. 2015. (Feira).

VI Congresso de Psicologia da UEL & Oficina do Pró-saúde III: conversações das políticas públicas, tecendo a rede.. O Trabalho do Psicólogo em Equipe Multidisciplinar no Contexto das Unidades Básicas de Saúde.. 2015. (Congresso).

VI Congresso Internacional de Psicologia da UEM. O uso de substancias psicoativas na contemporaneidade: uma visão psicanalítica.. 2015. (Congresso).

Elaboração de laudos e documentos psicológicos. 2013. (Outra).

XVIII Colóquio Winnicott Internacional-Família e Amadurecimento Pessoal. Atendimento a famílias adotivas com base no referencial winnicottiano. 2013. (Congresso).

III Congresso de Psicologia da UEL - A inserção da psicologia na Saúde: Alcances, Limites e Impasses.. A arte que dá voz: a arteterapia como um recurso no procedimento de triagem na clínica escola.. 2012. (Congresso).

II Simpósio Winnicott de Londrina: Winnicott na História da Psicanálise.Falso Self: A defesa contra o verdadeiro self a partir do referencial winnicottiano. 2012. (Simpósio).

V CIPSI - Congresso Internacional de Psicologia. Os Múltiplos Contornos do Amor: Uma análise das relações amorosas contemporâneas.. 2012. (Congresso).

A Clínica Psicanalítica: Encontro, Escuta e Cuidado.. 2011. (Encontro).

II Congresso de Psicologia da UEL. 2011. (Congresso).

I Simpósio Winnicott de Londrina: Teoria e Clínica na psicanálise de WiWinnicott. 2011. (Simpósio).

I Congresso de Psicologia da Uel. TRILHANDO OS CAMINHOS DO AMOR: UM ESTUDO SOBRE AS RELAÇÕES AMOROSAS CONTEMPORÂNEAS. 2010. (Congresso).

Psicopatias e Perversões: Diferenças Conceituais-Abordagem Psicanalítica e Neuropsicológica.. 2010. (Outra).

V Seminário Sobre a Prática da Pesquisa no Ensino de Estatística.violência em Londrina. 2009. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Cláudia Maria de Sousa Palma

CORDEIRO, S. N.;PALMA, C. M. S.; MAIRENO, D. P.. Transpotting: uma perspectiva psicanalítica da toxicomania na contemporaneidade. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Clínica Psicanalítica) - Universidade Estadual de Londrina.

Daniel Polimeni Maireno

CORDEIRO, S. N.; PALMA, C. M. S.;MAIRENO, D. P.. Transpotting: uma perspectiva psicanalítica da toxicomania na contemporaneidade. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Clínica Psicanalítica) - Universidade Estadual de Londrina.

Maíra Bonafé Sei

CORDEIRO, S. N.MORETTO, M. L. T.SEI, M. B.. Mãe suficientemente mulher: a decisão pelo parto natural e sua relação com a sexualidade feminina. 2019. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Estadual de Londrina.

Maíra Bonafé Sei

CORDEIRO, S. N.MORETTO, M. L. T.SEI, M. B.. Feminilidade, sexualidade e parto: vivências e significados para mulheres que optaram por um parto natural. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Psicologia) - Universidade Estadual de Londrina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carla Maria Lima Braga

A difícil jornada dos adolescentes: sintomas e necessidades; Início: 2012; Iniciação científica (Graduando em Psicologia) - Universidade Estadual de Londrina; (Orientador);

Silvia Nogueira Cordeiro

Sexualidade feminina e sua relação com o parir: percepção e significado para mulher; 2017; Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Estadual de Londrina,; Orientador: Silvia Nogueira Cordeiro;

Silvia Nogueira Cordeiro

Análise Qualitativa do Perfil de Mulheres Atendidas pela Residência Multiprofissional da Saúde da Mulher; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Residencia Multiprofissional em Saúde da Mulher) - Universidade Estadual de Londrina, Ministério da Educação; Orientador: Silvia Nogueira Cordeiro;

Silvia Nogueira Cordeiro

Trainspotting: Uma perspectiva psicanalítica da toxicomania na contemporaneidade; 2015; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Psicanálise) - Universidade Estadual de Londrina; Orientador: Silvia Nogueira Cordeiro;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA, LORRAYNE CAROLINE GARCIA ; TAMBELINI, CAROLINA LOPES ; VERCEZE, FLAVIA ANGELO ; CORDEIRO, SILVIA NOGUEIRA . Uso da EDAO-R para caracterizar a adaptação psicológica de mulheres atendidas em uma Unidade Básica de Saúde. CONTEXTOS CLÍNICOS , v. 11, p. 1-12, 2018.

  • 2016 VERCEZE, FLÁVIA ANGELO ; CORDEIRO, SÍLVIA NOGUEIRA . Trainspotting: uma perspectiva psicanalítica da toxicomania na contemporaneidade. SMAD. Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em português) , v. 12, p. 154-162, 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

VERCEZE, F. A. ; Silva, S. K . Psicanálise e feminismo: a psicanálise pode ser feminista?. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VERCEZE, F. A. . Atuação do Psicólogo na Atenção Primária à Saúde. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VERCEZE, F. A. . Qualidade do atendimento em serviços de saúde. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VERCEZE, F. A. . Mini-curso Atendimentos a famílias: técnicas arteterapêuticas.. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Sofrimento psíquico e o uso de substâncias psicoativa em estudantes universitários, Descrição: As vivências emocionais e os sofrimentos psíquicos associados às experiências de estudantes universitários ainda é uma questão pouco estudada e discutida na comunidade acadêmica. Buscar-se-á compreender em que proporção a história de vida, as experiências subjetivas, as expectativas e os ideais pessoais, parentais e acadêmicos estão vinculados à produção do sofrimento psíquico. Esta pesquisa tem o objetivo de investigar os sintomas do sofrimento psíquico em estudantes universitários. Trata-se de um estudo que irá utilizar a abordagem quantitativa e qualitativa. No âmbito quantitativo, terá um delineamento transversal, descritivo e exploratório. Na abordagem qualitativa, privilegiar-se-á a escuta e o aprofundamento das questões subjetivas por fornecer informações importantes sobre os processos complexos do mundo do sujeito e por considerar que a constituição do sujeito acontece na interface indivíduo-cultura de forma recíproca. Será utilizado o referencial teórico da psicanálise para fundamentar e discutir os resultados encontrados. A população participante do estudo será composta por estudantes, maiores de 18 anos. Para pesquisa quantitativa será utilizado o ?Questionário sobre uso de droga? adaptado do instrumento proposto pela OMS (Organização Mundial de Saúde) que, no Brasil, foi validado e adaptado por Carlini-Cotrim em 1989. Para pesquisa qualitativa será utilizada a técnica de entrevista clínica semiestruturada de questões abertas, conforme proposto por Bleger (1995). Após a coleta de dados quantitativos será realizada a tabulação e análise dos dados, utilizando o teste do Qui-Quadrado para a comparação das variáveis encontradas. Para a pesquisa qualitativa, o procedimento para análise dos dados será a partir da análise por núcleos de significação, segundo Aguiar e Ozella (2006). A técnica utilizada será análise de conteúdo. A partir dos resultados encontrados será discutido a necessidade de ações e estratégias para auxiliar ou facilitar o enfrentamento e ou superação do sofrimento psíquico desses estudantes. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Angelo Verceze - Integrante / CORDEIRO, SILVIA NOGUEIRA - Coordenador.

  • 2016 - Atual

    Estratégias de prevenção do HPV e sua relação com o câncer, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Angelo Verceze - Integrante / MARIA ELISA WOTZASEK CESTARI - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Distúrbios Emocionais e Comportamentais da infância e adolescência: um estudo teórico da literatura psicanalítica contemporânea, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Angelo Verceze - Integrante / Maria Ângela Favero Nunes - Coordenador.

  • 2011 - 2013

    A Clínica Winnicottiana: um estudo sobre a teoria do amadurecimento pessoal e o manejo clínico, Descrição: Atendimento clínico individual e grupal de adolescentes e formação de grupo de pais no intuito de pesquisar os desdobramentos da intervenção clínica no atendimento de pessoas que apresentam sofrimento psíquico. Tomaremos como suporte teórico a teoria de Winnicott, uma que esta teoria se revela bastante promissora tanto para o atendimento da clientela que procura este espaço de atendimento psicológico como para o processo de formação, à medida a que este trabalho se organiza em torno da relação teoria e prática. A partir dos atendimentos realizados utilizar-se-á o procedimento metodológico de desenho-estória, jogo do rabisco e as narrativas para responder o que querem ou vivem os adolescentes e atuais e como seus pais pensam a respeito da adolescência de forma a subsidiar profissionais a lidar com este universo. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Angelo Verceze - Integrante / Carla Braga - Coordenador., Número de produções C, T & A: 3

  • 2010 - 2011

    Violência Intrafamiliar: Caracterização e Intervenção, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flávia Angelo Verceze - Integrante / Alex Gallo - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2018 - Atual

    Secretaria de Cultura

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Oficineira, Carga horária: 6

    Outras informações:
    Este trabalho tem como proposta possibilitar espaços de criação artística, literária e preservação da cultura indígena na Região de Londrina, por meio de oficinas com rodas de conversa, sobre as vivências e histórias dos estudantes indígenas da Universidade Estadual de Londrina. Sabemos que na região do Paraná existem três etnias ? Kaingang,Guarani e Xetá, e que no contexto acadêmico os estudantes indígenas são pertencentes de várias aldeias e etnias da nossa região. A proposta deste trabalho é de poder acolher e registrar as narrativas de cada participante, com momentos de conversas e escritos poéticos. Esses registros serão da história individual e coletiva, narrados e escritos por eles durante as oficinas. Atualmente são cerca de trinta e quatro alunos indígenas na UEL. Essas oficinas serão realizadas na Casa do Índio da universidade, que é um espaço em comum onde todos os estudantes indígenas se encontram. Eventualmente, como parte de extensão dessas oficinas, iremos visitar algumas aldeias onde pertencem esses estudantes. A segunda parte do projeto é de organizar um documento memorial em forma de um livro, com os escritos dos participantes ? contemplando a língua de origem dos indígenas e a língua portuguesa, a fim de produzir um registro e visibilidade da cultura indígena em nossa região, enquanto produção poética, literária e histórica, na perspectiva da não-colonização, em forma de uma escrita livre que permite aos participantes narrarem a si mesmos e a riqueza de seu povo. Uma parte dos livros será doada para as bibliotecas públicas municipais, para as escolas públicas de Londrina, nas escolas indígenas e nas aldeias da região de Londrina. Outra parte será vendida a um preço simbólico e a verba será revertida para a continuidade do trabalho pelos multiplicadores formados pelo projeto, sendo que 10% da tiragem dos livros serão destinados à Secretaria Municipal de Cultura.

  • 2019 - Atual

    Universidade Estadual de Londrina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 20

  • 2015 - 2017

    Universidade Estadual de Londrina

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Residente, Carga horária: 60, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2011 - 2012

    Universidade Estadual de Londrina

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 10

    Atividades

    • 02/2017

      Extensão universitária , Centro de Ciências Biológicas, .,Atividade de extensão realizada, Atendimento Psicoterápico.

  • 2019 - Atual

    Faculdade Dom Bosco

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora de Psicologia do ENS, Carga horária: 6