Amanda Barbosa Sant' Ana

Graduanda em Zootecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Breve experiência com Gado de leite estagiando na Fazenda Jardim Haras do Turvo. Atuou como 2a Secretária no Diretório Acadêmico de Zootecnia, organizando eventos acadêmicos e agindo em defesa dos estudantes em reuniões do colegiado e de departamentos do Instituto de Zootecnia da UFRRJ. Foi integrante do Núcleo de Estudos em Forragicultura e Pastagem (NEFOP) e fez vivência acadêmica no Setor de Suinocultura da universidade. Atualmente é Consultora de Operações da Vital Jr. Consultoria e Assessoria, Integrante do Grupo Boiadeiros Rural e atua em um experimento com Gado de Corte na UFRRJ.

Informações coletadas do Lattes em 29/01/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Zootecnia

2016 - Atual

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Curso técnico/profissionalizante em Meio Ambiente

2010 - 2012

IFRJ - Campus Nilo Peçanha

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Sistemas de Produção e Pastagem para Bovinocultura de Leite. (Carga horária: 40h). , Senar EAD, SENAR, Brasil.

2019 - 2019

Workshop online Semana da Carne de Qualidade. (Carga horária: 4h). , Carne com Ciência, CC, Brasil.

2019 - 2019

Curso de Oratória. (Carga horária: 24h). , Instituto Ágora de Oratória, IAO, Brasil.

2018 - 2018

Componente Animal nos Sistemas de ILPF. (Carga horária: 30h). , Senar EAD, SENAR, Brasil.

2016 - 2016

Produção na Suinocultura. (Carga horária: 40h). , Senar EAD, SENAR, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Zootecnia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SANT'ANA, A. B. . XXIV Semana Acadêmica de Zootecnia. 2018. (Outro).

MELLO, M. R. B. ; BARBERO, R. P. ; SANT'ANA, A. B. ; OLIVEIRA, A. B. . I Simpósio de Saúde Animal da UFRRJ. 2017. (Outro).

SANT'ANA, A. B. . I Simpósio Técnico do Fila Basileiro. 2017. (Outro).

MELLO, M. R. B. ; BARBERO, R. P. ; SANT'ANA, A. B. ; OLIVEIRA, A. B. . V Simpósio de Bovinocultura da UFRRJ. 2017. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Zootecnia Brasil 2018. 2018. (Congresso).

I Encontro da Zootecnia UFRRJ-UFT. 2016. (Encontro).

IV Simpósio de Bovinocultura da UFRRJ. 2016. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Amanda Barbosa Sant'Ana

Boiadeiros Rural; Início: 2017; Orientação de outra natureza; Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Efeito da Zearalenona no trato reprodutivo de novilhas da raça Nelore, Descrição: O Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo, o que impulsiona a balança comercial brasileira. Grãos como milho e soja são amplamente utilizados na pecuária de corte para acelerar o ganho de peso e produtividade dos animais em virtude da redução do ciclo produtivo do animal, porém, são também fontes importantes de contaminação de fungos e suas micotoxinas, o que pode gerar danos ao ciclo produtivo e produtividade na bovinocultura de corte. Portanto, o objetivo deste trabalho será avaliar o efeito da Zearalenona no trato reprodutivo de novilhas da raça Nelore. Este experimento será desenvolvido no Setor de Reprodução Animal (SFRIA) vinculado ao Instituto de Zootecnia (IZ) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, de Março a Junho de 2019. Serão utilizadas 20 novilhas da raça Nelore (Bos taurus indicus) não gestantes, saudáveis, com idade ≥15 meses e peso corporal (PC) médio inicial de 270±30kg. No início do experimento, os animais serão pesados e fornecida dieta para avaliação de dois tratamentos: 1) controle (sem contaminação), e 2) contaminado com Zearalenona (≤0,02 mg/kg PC). Todas as fêmeas serão avaliadas por palpação retal e exame ultrassonográfico semanalmente. A avaliação do útero será realizada a partir da mensuração do diâmetro do corno direito e esquerdo após corte transversal imediatamente após a bifurcação uterina. Serão realizadas duas medidas dos maiores diâmetros de cada corte do corno e calculada a média. Os ovários direito e esquerdo também serão avaliados conforme seu diâmetro, a partir da média dos dois maiores diâmetros ovarianos, assim como será verificada a presença de folículos antrais e de corpo lúteo, os quais também serão medidos a partir da média dos seus maiores diâmetros. Será realizada a mensuração da vulva com emprego de paquímetro. Serão coletados semanalmente 5 mL de sangue da veia coccígea em tubos heparinizados para dosagem de estrógeno (E2). Após a coleta, essas amostras serão centrifugadas, sendo o plasma armazenado em microtubos. Esse material será congelado a -20°C e enviado ao laboratório responsável pelas análises. Será adotado delineamento inteiramente casualizado. Cada animal será considerado uma unidade experimental (10 por tratamento, n=20). Serão testadas pressuposições para a análise de variância (normalidade dos erros, independência dos erros e homogeneidade das variâncias), e então esta será realizada. Será aplicado o teste Tukey para comparação das médias (p<0,05). Projeto realizado com captação de recursos UFRRJ/Cargill, sob interveniência FAPUR/UFRRJ.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Amanda Sant'Ana - Integrante / Rondineli Pavezzi Barbero - Coordenador / Marco Roberto Bourg de Mello - Integrante / Aline Barbosa de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Cargill Nutrição Animal - Matriz - Cooperação.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional