Luis Antonio da Silva Soares

Gerente Territorial do Projeto Monitora UnB/SEAD. Mestre em Extensão Rural e Desenvolvimento Local (POSMEX) e Graduado em Ciências Sociais, ambos pela UFRPE. Na graduação e mestrado, foi Bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Atou enquanto pesquisador nos seguintes projetos de pesquisa: "Cooperativismo e dinâmicas territoriais e Cooperativismo" e "Agricultura Familiar", nos quais foi filiado aos grupos de pesquisa "Cooperativas agrícolas, inovação organizacional e desenvolvimento local" (UFRPE) e "Globalização e Agricultura" (UFPE). Tem expressiva atuação na extensão universitária, onde coordenou dois projetos pré-acadêmicos da UFPE, além de ter participado de projetos ligados a agroecologia; comunicação e educação. Tem experiência em pesquisas relativas à 1) Cooperativismo ; 2) Educação e 3) Governança .

Informações coletadas do Lattes em 07/05/2022

Acadêmico

Formação acadêmica

Mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local

2014 - 2016

Universidade Federal Rural de Pernambuco
Título: ANÁLISE DOS PROCESSOS DE CRISE DAS COOPERATIVAS AGRÍCOLAS DO NORDESTE DO BRASIL.,Ano de Obtenção: 2016
Prof(a). Dr(a). Maria Luiza Lins e Silva Pires.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação em Ciência sociais

2008 - 2013

Universidade Federal Rural de Pernambuco
Título: COOPERATIVISMO E AGRICULTURA FAMILIAR: ANÁLISE DO ARRENDAMENTO DA COOPERATIVA DOS PRODUTORES DE LEITE DE SANHARÓ-PE.
Orientador: Maria Luiza Lins e Silva Pires
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Formação complementar

2021 - 2021

Extensão universitária em Curso de INGLÊS. (Carga horária: 120h). , Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.

2011 - 2011

Pol. Públicas, Meio Amb. e Desenv. Territorial. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.

2011 - 2011

Políticas Púb., Meio Amb. e Desenvolvimento Terr.. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.

2011 - 2011

Sociologia Rural. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.

2010 - 2010

Extensão universitária em Grupo de Estudo:Movimentos Sociais e Participação. (Carga horária: 45h). , Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.

2010 - 2010

HISTÓRIA CRÍTICA E SOCIAL : DO PENSAMENTO DA LITERATURA E DA ARTE. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Grupo de Estudos Marxistas. (Carga horária: 46h). , Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Grupo de Estudo:Historia da Filosofia em Hegel. , Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.

2009 - 2009

Movimentos Sociais e Pós Modernidade. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

2009 - 2009

Desenvolvimento e Sustentabilidade no Brasil. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.

2009 - 2009

Investigação Comparada das Desigualdades Sociais. (Carga horária: 6h). , Fundação Joaquim Nabuco, FUNDAJ, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.

Organização de eventos

SOARES, L. A. S. . XXVIII CONGRESSO INTERNACIONAL DA ASSOCIAÇÃO LATINO AMERICANA DE SOCIOLOGIA. 2011. (Congresso).

SOARES, L. A. S. . 1SEMANA DE CALOUROS DE CIÊNCIAS SOCIAIS. 2010. (Outro).

SOARES, L. A. S. . II Semana de Ciências Sociais da UFRPE. 2010. (Congresso).

SOARES, L. A. S. . 1 SEMANA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UFRPE. 2009. (Outro).

SOARES, L. A. S. . DESIGUALDADE E JUSTIÇA SOCIAL. 2009. (Congresso).

SOARES, L. A. S. . II Semana de Ciências Sociais da UFRPE. 2010. (Congresso).

Participação em eventos

DIÁLOGOS DE CONHECIMENTO SOBRE AGROECOLOGIA.X. 2015. (Seminário).

Cooperativismo e Desenvolvimento Local. 2012. (Oficina).

I Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária. 2012. (Seminário).

Mídias e Inclusão Social - A inclusão digital para o Desenvolvimento Regional. 2012. (Outra).

Seminário Gênero e Agroecologia: Diálogos entre a Universidade e as experiências das mulheres agragricultoras. 2012. (Seminário).

Ciclo de Debates do Núcleo de Agroecologia e Campesinato. 2011. (Encontro).

Colóquio de História e Arte: "História e Arte: encontros". 2011. (Encontro).

III Semana de Ciências Sociais da UFRPE. 2011. (Congresso).

III Semana de Ciências Sociais da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Movimento Estudantil na América Latina. 2011. (Congresso).

XV Congresso Brasileiro de Sociologia. Intervivência Universitária: Uma experiência com o MST no sertão pernambucano. 2011. (Congresso).

XXVI Encontro Nacional dos Estudantes de Ciencias Sociais. Movimento Sociais na Atualidade. 2011. (Congresso).

I ENCONTRO REGIONAL DOS ESTUDANTES.O PROCESSO DE FORMAÇÃO POLÍTICO E RELIGIOSO DE JOVENS PERNAMBUCANOS NO CENÁRIO DA CAMPANHA ELEITORAL. 2010. (Encontro).

II CONGRESSO NORDESTINO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. 2010. (Congresso).

I Seminário sobre o Ciclo das Revoluções Pernambucanas: Revolução Pernambucana de 1917. 2010. (Seminário).

Manuel Correia de Andrade - Vida e Obra.Sem apresentação. 2010. (Simpósio).

VI Sábado Cultural das Ciências Sociais. 2010. (Oficina).

20 Anos depois do muro. 2009. (Seminário).

Café Ibérico. 2009. (Outra).

Forum Social Mundial 2009 Amazônia. 2009. (Outra).

II Seminãrio Internacional sobre cultura, imaginário e memória da América Latina.. 2009. (Seminário).

IV Ecnontro de Interação Universidade vs. Empresa.Apresentação do Núcleo de Educação Ambiental e Patrimonial da Fundação Gilberto Freire. 2009. (Encontro).

IX Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRPE. 2009. (Outra).

XIV Encontro de Ciências Sociais do NORTE-NORDESTE.Grupo de Trabalho sobre Pólíticas Públicas. 2009. (Encontro).

XXIV Encontro Nacional de Estudantes de Cienciais Sociais. 2009. (Encontro).

Comissão julgadora das bancas

Gilvando Sá Leitão Rios

PIRES, M. L. L. E. S.;RIOS, G. S. L.; LIMA, C. M. D.. Análise dos processos de crise das cooperativas agrícolas do Nordeste do Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Conceição Maria Dias de Lima

PIRES, M. L. L. e S.;LIMA, C. M. D.; RIOS, G. S. L.. Análise dos Processos de Crise das Cooperativas Agrícolas do Nordeste do Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Maria Luiza Lins e Silva Pires

PIRES, M. L. L. E. S.; RIOS, Gilvando Sá Leitão; LIMA, Conceição. Análise dos processos de crise das cooperativas agrícolas do Nordeste do Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Maria Luiza Lins e Silva Pires

PIRES, M. L. L. E. S.; SOUSA, J. M.; BRITO, Paulo Afonso B.. Cooperatativismo e agricultura familiar: Análise do arrendamento da cooperativa dos produtores de leite de Sanharó. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Foi orientado por

Maria Luiza Lins e Silva Pires

Análise dos processos de crise das cooperativas agrícolas do Nordeste do Brasil; 2016; Dissertação (Mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Luiza Lins e Silva Pires;

Maria Luiza Lins e Silva Pires

Cooperatativismo e agricultura familiar: Análise do arrendamento da cooperativa dos produtores de leite de Sanharó; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Maria Luiza Lins e Silva Pires;

Julia Figueredo Benzaquen

Sociologia como ferramenta de leitura crítica da realidade social; 2017; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Júlia Figueredo Benzaquen;

Produções bibliográficas

  • SOARES, L. A. S. ; PIRES, M. L. L. E. S. . Análise dos processos de crise nas cooperativas agrícolas do Nordeste do Brasil. REVISTA CADERNOS DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UFRPE , v. 1, p. 83-110-110, 2018.

  • SOARES, L. A. S. . PROJETANDO COM A AGROECOLOGIA: UMA FORMA DE REPENSAR A PRÁTICA EXTENSIONISTA. Educação e (Trans)formação , v. 1, p. 92-114, 2015.

  • SOARES, L. A. S. . A Conversão dos Programas Assistencialistas Neopentecostais Para Fins Meramente Políticos.. In: 7 encontro da associação brasileira de ciência política, 2010, recife. 7 encontro da associação brasileira de ciência política, 2010.

  • SOARES, L. A. S. . INTERVIVÊNCIA UNIVERSITÁRIA NO ASSENTAMENTO JOÃO PEDRO TEXEIRARIA ORGANIZADO PELO MST EM SERRA TALHADA-PE. In: X Jornada de Ensino,Pesquisa e Extensão, 2010, recife. X Jornada de Ensino,Pesquisa e Extensão, 2010.

  • SOARES, L. A. S. . COOPERATIVISMO E AGRICULTURA FAMILIAR: ANÁLISE DO ARRENDAMENTO DA COOPERATIVA DOS PRODUTORES DE LEITE DE SANHARÓ-PE.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . Para além das secas: agricultoras resistem e se (re) criam a partir de experiencias agroecológicas e de convivência com o semiárido brasileiro. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . COMERCIALIZAÇÃO DO ASSENTAMENTO CHICO MENDES III. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . COOPERATIVISMO E AGRICULTURA FAMILIAR: O ENCERRAMENTO DAS ATIVIDADES DA COOPERATIVA COOPLESA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . Movimento Estudantil na América Latina. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SOARES, L. A. S. . Intêrvivência Universitária: Uma experiência com o MST no sertão pernambucano. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . O REFLEXO DA POLÍTICA ECONÔMICA SOCIAL SECULAR DOS LATIFÚNDIOS PERNAMBUCANOS NA NOVA FORMA DE COMUNICAÇÃO DE MASSA.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOARES, L. A. S. . O PROCESSO DE FORMAÇÃO POLÍTICO E RELIGIOSO DE JOVENS PERNAMBUCANOS NO CENÁRIO DA CAMPAMHA ELEITORAL. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOARES, L. A. S. . movimento estudantil e suas práticas políticas academicas na UFRPE. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . Programa de intervivencia universitaria num assentamento do MST em Serra Talhada - PE. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . A CONVERSÃO DOS PROGRAMAS ASSISTENCIALISTAS NEOPETENCOSTAIS PARA FINS MERAMENTE POLÍTICOS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . INTERVIVÊNCIA UNIVERSITÁRIA NO ASSENTAMENTO JOÃO PEDRO TEXEIRA ORGANIZADO PELO MST EM SERRA TALHADA - PE. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . Grupos urbanos que se identificam nos muros da cidade. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOARES, L. A. S. . Desapropriação versus Renda da Terra. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOARES, L. A. S. . A Sensibilização da Leitura através da Mediação de Leitura numa escola pública do Recife. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • SOARES, L. A. S. . RENDA DA TERRA X desapropriação DE TERRAS URBANAS. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, L. A. S. . REVOCULTURA: Festival de Arte e Cultura Livre no Bosque sagrado. 2010 (Festival de arte e cultura) .

  • SOARES, L. A. S. . REVOCULTURA:A arte e cultura da resistência a luta política.. 2010 (Festival de arte e cultura livre) .

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Projeto Monitora UnB/SEAD, Descrição: Cooperação técnico-científica e institucional entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), subordinada à Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD) e a Fundação Universidade de Brasília - FUB, por meio do CENTRO DE GESTÃO E INOVAÇÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR (CEGAFI) da Faculdade Planaltina, com vistas à coordenação, avaliação e monitoramento de políticas públicas integradas de assistência técnica e extensão rural (ATER), Comercialização, Fomento Produtivo Individual e Fomento Produtivo Coletivo no âmbito das ações da fase II do Projeto Dom Helder Câmara. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Luis Antônio da Silva Soares - Coordenador / Mario Lucio de Avila - Integrante.

  • 2014 - 2016

    Cooperativismo e dinâmicas territoriais, Descrição: Descrição: Projeto de pesquisa aprovado pelo CNPq -Processo: 457885/2014-9 - MCTI/CNPQ/Universal 14/2014 - Faixa B O caráter excludente da globalização revela as novas formas de exclusão/inclusão, suscitando um amplo debate em torno do capital social, dos arranjos produtivos e das formas associativas de convivência como prerrogativas para a dinamização dos territórios e para a formação de uma "cidadania ativa" (Santos & Rodríguez, 2002, Putnam, 2002). Nesse contexto, a importância do cooperativismo relaciona-se à possibilidade de ampliação de práticas e alianças democráticas, através das quais os diversos atores locais passam a ser sujeitos do seu próprio desenvolvimento (García-Gutiérrez, 1998; Prévost, 1999, Martínez & Pires, 2002), capaz também de garantir a inovação organizacional e social. Concebidas pela sua capacidade de organizar o espaço e a produção rural, as cooperativas agrícolas são também identificadas como alternativa capaz de organizar a atividade produtiva e de promover inovação social (Monzón, 2012). O que, por sua vez, nos leva a situar o cooperativismo a partir de dois eixos analíticos principais: enquanto espaço econômico, materializado na inserção dos produtores familiares em mercados locais e globais e enquanto espaço de politização, capaz de fomentar a criação/ampliação de um capital social através da instituição de redes horizontais múltiplas (Bialoskorski Neto, 1998; Pires, 2004ª). De uma forma ou de outra, a preocupação com a dinamização do território é situada a partir da possibilidade de confluência de ações dos diversos atores sociais, no sentido de ampliar a arena de participação e as ?escolhas possíveis?. As cooperativas têm se constituído como instrumento de fortalecimento da agricultura familiar, contribuindo para neutralizar as desvantagens competitivas e potencializar as vantagens em termos de participação nos mercados? As cooperativas têm estimulado a mobilização dos sócios em torno de inovações organizacionais e tecnológicas? Como são engendrados os arranjos organizacionais e produtivos pelos sócios? Quais os seus impactos em nível de ampliação do capital social e dinamização dos territórios? A partir dessas questões, definimos, com objetivo geral: Analisar as inovações organizacionais e tecnológicas desenvolvidas pelos agricultores familiares no âmbito da unidade familiar e da cooperativa em meio aos requisitos dos diversos mercados e de uma inserção sócio-econômica particular, bem como os seus impactos sobre o território. A metodologia será estruturada a partir de uma abordagem qualitativa, através da seleção de estudos de caso de cooperativas agrícolas (cooperativas singulares ou de 1 grau) e de centrais (cooperativas de 2 grau) situadas no nordeste brasileiro, na qual as discussões teóricas e avaliação das práticas sociais terão como elo norteador a relação local/global. Serão privilegiados os arranjos engendrados entre as empresas cooperativas com agricultores, poder público e outras entidades, empresas privadas e comunidade, o que leva, por conseguinte, a contemplar os seguintes itens: - estratégias utilizadas com o mercado (parcerias com empresas privadas e/ou cooperativas, introdução de tecnologia, agregação de valor aos produtos, acessos a nichos específicos de mercado, organização de circuitos curtos de comercialização, estratégias de marketing, formas de capitalização), - com o poder público, universidades e entidades governamentais e não governamentais e empresas privadas (através de parcerias, acordos e alianças); - participação na vida local (campanhas educativas, promoção de eventos dirigidos ao sócio, sua família e a comunidade). Os resultados serão analisados a partir de uma base comparativa, o que propiciará, entre outros aspectos, a construção de uma classificação e tipologia dos arranjos produtivos locais fomentados pela ação da cooperativa... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Luis Antônio da Silva Soares - Integrante / Maria Luiza Lins e Silva Pires - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Cooperativismo e Agricultura Familiar, Descrição: A pesquisa conta num primeiro momento, com uma ampla revisão bibliográfica dos principais conceitos em análise como: ?cooperativismo agrícola? e ?desenvolvimento local?. Num segundo momento, será realizado um estudo detalhado sobre o caso observado onde será situada a relação entre os conceitos em análise tendo como referência a cooperativa analisada. Serão aí verificadas as possibilidades permitidas de ampliação de produção dos agricultores cooperados por meio das cooperativas analisadas, a agregação de valor aos seus produtos, bem como os seus impactos sobre o território.A pesquisa foi estruturada a partir de uma abordagem qualitativa, através da seleção de estudos de caso.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Luis Antônio da Silva Soares - Integrante / Maria Luiza Lins e Silva Pires - Coordenador.

Histórico profissional

Experiência profissional

2018 - Atual

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2013 - 2015

Universidade Federal de Pernambuco

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenador de Pré-acadêmico, Carga horária: 40

2013 - 2014

Colégio Senhor do Bomfim

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor de Sociologia, Filofia e Arte, Carga horária: 11

2011 - 2012

Colegio Cecilia Meireles

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor de Sociologia e Filosofia, Carga horária: 4

Outras informações:
Vínculo profissional de Ensino de Sociologia e Filosofia através de contrato sem previsão para término.

2009 - 2010

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: OFICINEIRO, Carga horária: 60

2009 - 2009

Fundação Gilberto Freyre

Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Agente Patrimonial e Ambiental, Carga horária: 4

Outras informações:
Visando promover a cultura científica no âmbito escolar e comunitário, estudando e valorizando a proteção e conservação da fauna, flora e outros recursos naturais é que foi criado no ano de 2001 o Núcleo de Educação Ambiental e Patrimonial da Fundação Gilberto Freyre, que tem como proposta a reflexão e discussão sobre as várias possibilidades de um relacionamento adequado entre o homem e o meio, buscando contextualizar manifestações culturais nos espaços ecossistêmicos, oportunizando a formação do novo aluno, cidadão participante, inserido no universo da ciência e da técnica.

2014 - 2016

Escola Municipal Professor Manoel Davi Vieira da Costa

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor

2015 - 2016

ESCOLA PROFESSOR ZULMIRA DE PAULA

Vínculo: Professor de Sociologia, Enquadramento Funcional: Professor de Sociologia