Michael Friedrich Otte

Possui mestrado em Matemática pela Universidade de Erlangen (1963), doutorado em Matemática pela Universidade de Goettingen (1967) e doutorado em Matemática pela Universitat Munster (Westfalische-Wilhelms) (1972). Professor aposentado da Universidade de Bielefeld (Alemanha), recentemente atua como professor colaborador na Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT simultaneamente no Programa de Pós Graduação em Educação (PPGE) do Instituto de Educação (IE) e no Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências e Matemática - PPGECEM da REDE AMAZÔNICA DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA- REAMEC. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Matemática, Filosofia da Matemática, História da Matemática, História da Filosofia Analítica, Semiótica e Complementaridade.

Informações coletadas do Lattes em 03/07/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Matemática

1969 - 1972

University of Münster
Título: HOMOGENE KOMPAKTE KOMPLEXE MANNIGFALTIGKEITEN
Orientador: Reinhold REMMERT Jacques TITS
Palavras-chave: Teoria do Grupo de Lie; Teorias dos Números; Teoria das Funções Analíticas Complexas.Grande área: Ciências Exatas e da TerraSetores de atividade: Educação.

Doutorado em Matemática

1964 - 1967

Universidade de Goettingen
Título: COMPLEXE LIEGRUPPEN UND HOMOGENE MANNIGFALTIGKEITEN
Orientador: REMMERT
Palavras-chave: Teoria dos Grupos de Lie; Teoria das Funções Complexas Analíticas.Grande área: Ciências Exatas e da Terra

Mestrado em Matemática

1958 - 1963

Universidade de Erlangen
Título: HOMOGENE KOMPLEXE MANNIGFALTIGEITEN,Ano de Obtenção: 1963
Orientador: REMMERT
Palavras-chave: Grupos de Lie; Teoria dos Funções Analíticas Complexas.Grande área: Ciências Exatas e da Terra

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Alemão

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Matemática / Subárea: Educação Matemática.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Tópicos Específicos de Educação/Especialidade: Formação de Professores Em Pós Graduação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

FOURTH International meeting of the APMP.The Applicability of Mathematics as a Philosophical Problem. Mathematization as Exploration. 2017. (Encontro).

13 th International Congress of Mathematical Education. The Applicability of Mathematics as a Philosophical Problem: Mathematization as Exploration. 2016. (Congresso).

13 th International Congress of Mathematical Education. Semiotics, Epistemology, and Mathematics. 2016. (Congresso).

International Colloquium The Didactics of Mathematics - Approaches and Issues.What is Mathematics, really?. 2012. (Outra).

Encontro Nacional de Educação Matemática.As concepções de Euler e Cauchy para o conceito de função contínua na perspectiva de Pierre Boutroux. 2010. (Encontro).

Philosophy and Mathematics in the Work of Bernard Bolzano.The analytic/synthetic distinction in Kant and Bolzano (with an eye on Peirce). 2010. (Simpósio).

Seminário Educação 2010.A distinção entre analítico e sintético fundamentada por Kant e Boutroux. 2010. (Seminário).

XIV Encontro Brasileiro de Estudantes de Pós-Graduação em Educação Matemática.O que significa entender/compreender?. 2010. (Encontro).

Seminário Educação 2009.Pierre Boutrox historiador e filósofo matemático. 2009. (Seminário).

Second Perspectives on Mathematical Practices Conference. An Analytical Scheme. 2007. (Congresso).

Semiotics and Mathematical Education. What is a Semiotic Perspective on Mathematical Education. 2007. (Congresso).

The 31st Annual Meeting of the International Group for the Psycology of Mathematics Education (Congresso PME31). Certainty, Explanation and Creativity in Mathematics. 2007. (Congresso).

III Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática.Pesquisa em Educação Matemática: Métodos e Metodologias. 2006. (Seminário).

Congresso Internacional de Educação Matemática. ICME X. 2004. (Congresso).

Grupo de Pesquisa em História da Matemática e/ou suas Relações com a Educação Matemática.Epistemologia da Matemática sob uma Perspectiva Semiótica. 2001. (Simpósio).

7th International Congress in Mathematical Education. intuition and logic in mathematics. 1994. (Congresso).

Congresso Internacional de Educação Matemática. ICME III. 1976. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Maria do Carmo Pereira

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; Igliori, Sonia; Machado, Silvia Dias Alcântara. A axiomatização da aritmética, a contribuição de Hermann Grassmann. 2006. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Aluno: Michaela Costa Schön

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; Igliori, Sonia. Número: Reflexões sobre as conceituações de Russell e Peano. 2006. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Aluno: Lúcia Cristina Silveira Monteiro

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; CLÍMACO, Humberto de A.; BARROS, L. G. X.; FIREMAN, E. C.; GALVAO, M. E. E. L.. Sentidos e significados para uma abordagem semiótica em educação matemática: uma análise sobre as discussões das interpretações do paradoxo de Zenão. 2015. Tese (Doutorado em Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo.

Aluno: Willian José da Cruz

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; DETONI, A. R.; BARROS, L. G. X.; ABIDO, A. S.; GALVAO, M. E. E. L.. Experimentos mentais e provas matemáticas formais. 2015. Tese (Doutorado em Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo.

Aluno: Evilásio José de Arruda

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael FriedrichBARROS, L. G. X.ÁBIDO, Alexandre Silva; WIELEWSKI, Gladys Denise; BORGES, Marcos Francisco. A concepção de Jacob Klein sobre a transição da aritmética na época do Renascimento e suas implicações para a Educação Matemática. 2014. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Aluno: Jacqueline Borges de Paula

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael FriedrichBARROS, L. G. X.; MAGINA, S. M.; WIELEWSKI, Gladys Denise; DARSIE, M. M. P.. O TERMO AXIOMA DE PLATÃO À MODERNIDADE: REFLEXÕES INTERPRETATIVAS FUNDAMENTADAS NO PENSAMENTO SOBRE COMPLEMENTARIDADE ?OTTEANO?. 2014. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Aluno: Demilson Benedito do Nascimento

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; BORGES, Marcos Francisco;BARROS, L. G. X.; WIELEWSKI, Sergio Antonio; WIELEWSKI, Gladys Denise. Hermann Gunter Grassmann (1809-1877) e o desenvolvimento do pensamento geométrico: a complementaridade entre alguns aspectos da Die Lineale Ausdenhungslehre (1844). 2013. Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Aluno: Alexandre Silva Abido

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich. A obra de Argand e o Teorema Fundamental da Álgebra. 2012. Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Aluno: Marcos Francisco Borges

BROLEZZI, A. C.; DAMBROSIO, U.; MACHADO, N. J.;OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; TEIXEIRA, M. V.. Ciência e Religião: reflexões sobre os livros de história da matemática e a formação do professor. 2010. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Rogério Ferreira da Fonseca

IGLIORI, Sonia Barbosa C.; SILVA, B. A.; BROLEZZI, A. C.; TEIXEIRA, M. V.;OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich. A complementaridade entre os aspectos intensional e extensional na conceituação de número real proposta por John Horton Conway. 2010. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Aluno: Everaldo Fernandes Barbosa

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael FriedrichBARROS, L. G. X.; COSTA, N. M. L.; FERREIRA, E. S.; NASCIMENTO, D. B.. Interação entre Aritmética e Geometria para o Desenvolvimento da Matemática a partir do Século XVII. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo.

Aluno: Willian José da Cruz

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; DAMBROSIO, U.;BARROS, L. G. X.; DETONI, A. R.;ÁBIDO, Alexandre Silva. Experimentos Mentais e Provas Matemáticas Formais. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo.

Aluno: Lúcia Cristina Silveira Monteiro

OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael FriedrichBARROS, L. G. X.; GALVAO, M. E. E. L.; CLÍMACO, Humberto de A.; FIREMAN, E. C.. Sentidos e significados em Educação Matemática: uma análise das discussões sobre os paradoxos de Zenão. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo.

Aluno: Jacqueline Borges de Paula

WIELEWSKI, Gladys Denise; DARSIE, M. M. P.;BARROS, L. G. X.; MAGINA, S. M. P.; PAULA, J. B.;OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich. O conceito AXIOMA no tempo: pesquisa histórica de cunho semiótica e alicerçada no pensamento de complementaridade OTTEANO, sobre a relação Linguagem e Matemática.. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Aluno: Evilásio José de Arruda

ÁBIDO, Alexandre SilvaBARROS, L. G. X.; WIELEWSKI, Gladys Denise; BORGES, Marcos Francisco; WIELEWSKI, Sergio Antonio; CAMPOS, T. M. M.;OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich. O Início do simbolismo algébrico, a transformação das Ciências Modernas e os efeitos dessa transformação para Educação Matemática: o pensamento de Jacob Klein. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Aluno: Marcos Francisco Borges

BROLEZZI, A. C.;OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; MACHADO, N. J.. Ciência e Religião: diálogo e conflito. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Educação) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Alessandra Hissa Ferrari

IGLIORI, Sonia Barbosa C.; MANRIQUE, A. L.; ROSENTHAL, M. C. P.;OTTE, Michael FriedrichOTTE, Michael Friedrich; BROLEZZI, A. C.. Um estudo sobre o senso numérico da criança. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Luciene de Paula

Victória Lady Welby, Charles Peirce e a relação entre a linguagem e a matemática; ; Início: 2018; Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso; (Orientador);

Valdeir Ribeiro de Jesus

Teoria Pura de Kelsen em Comparação com as Teorias Axiomáticas da Matemática; Início: 2018; Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso; (Orientador);

Geslane Figueiredo da Silva Santana

A COMPLEMENTARIDADE ENTRE O SÍMBOLO E OS OBJETOS HISTÓRICOS DA MATEMÁTICA; Início: 2017; Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências e Matemática- PPGECEM) - Universidade Federal de Mato Grosso; (Orientador);

Aparecido Aires

A Matemática e a História dos Números Decimais; 2012; Dissertação (Mestrado em EDUCAÇÃO) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Geslane Figueiredo da Silva

Pierre Boutroux e a Evolução da Matemática na Virada do Século XIX; 2011; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Jacqueline Borges de Paula

Uma leitura da prática profissional de uma professora de matemática, com foco na elaboração dos relatórios descritivos avaliativos da aprendizagem dos alunos, como referência para ações formadoras em avaliação matemática; 2011; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Evilásio José de Arruda

O Início do simbolismo algébrico, a transformação das Ciências Modernas e os efeitos dessa transformação para Educação Matemática: o pensamento de Jacob Klein; ; 2011; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Kécio Gonçalves Leite

Metáfora e Matemática: a contingência em uma disciplina escolar considerada exata; 2010; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Michael Friedrich Otte;

André Jefferson Marinho dos Santos

Como fundamentar os números naturais do ponto de visa da aplicação; 2009; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Fernanda Ivo da Silva

O pensamento relacional na Geometria computadorizada; 2009; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Isabella Moreira de Paiva Corrêa

Como se fala Matemática? A complementaridade entre Linguagem e Educação Matemática; 2008; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Humberto de Assis Clímaco

Prova e explicação em Bernard Bolzano; 2007; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Luciene de Paula

A interpretação geométrica dos números imaginários no século XIX: a contribuição de Jean Robert Argand (1768-1822); 2007; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Evilásio José de Arruda

O número de Euler e os Fundamentos dos números Reais; 2007; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Alexandre Silva Abido

Novos Rumos da Educação Matemática: Uma Visão Histórica e Epistemológica do Cálculo; 2001; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Marcos Francisco Borges

O Conhecimento Científico e o Conhecimento Cotidiano: Relações com a Educação Matemática; 2000; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Demilson Benedito do Nascimento

Representações e Processos Cognitivos na Área de Cálculo; 2000; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Eliane Maria Barros Abido

Hipóteses e Provas na Geometria Plana com Apoio Computacional do Cabrí-Géomètre; 2000; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Raul Angel Carlos de Oliveria

o Impacto Sócio-Econômico dos Investimentos na Educação; 2000; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Luzia Aparecida Palaro

O Teorema Fundamental do Cálculo e a obra de Henri Lebesgue; 1998; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Cecília Fukiko Kamei Kimura

A Matemática e o Conceito da Abstração Reflexiva: Um studo sobre a Epistemologia Genética de Jean Piaget; 1998; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Gladys Denise Wielewski

O Tabuleiro de Xadrez: Uma pespectiva para a Didática da Aritmética; 1998; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Sergio Antonio Wielewski

Pensamento Relacional e Métodos de Visualização; 1998; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Sandra de Souza de Castro Ferreira

Simetria: Fenômeno e Metodologia; 1996; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Universidade Estadual de São Paulo Rio Claro Sp,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Elisete Miranda

Estudo Exploratório do Pensamento Geométrico; 1996; 0 f; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Everaldo Fernandes Barbosa

Interação entre Aritmética e Geometria para o desenvolvimento da Matemática; 2016; Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Bandeirante de São Paulo,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Lúcia Cristina Silveira Monteiro

Sentidos e significados para uma abordagem semiótica em educação matemática: uma análise sobre as discussõesdas interpretações do paradoxo de Zenão; 2015; Tese (Doutorado em Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Willian José da Cruz

Experimentos mentais e provas matemáticas formais; 2015; Tese (Doutorado em Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Evilásio José de Arruda

A concepção de Jacob Klein sobre a transição da aritmética na época do Renascimento e suas implicaçoes na Educação Matemática; 2014; Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Jacqueline Borges de Paula

O TERMO AXIOMA DE PLATÃO À MODERNIDADE: REFLEXÕES INTERPRETATIVAS FUNDAMENTADAS NO PENSAMENTO SOBRE COMPLEMENTARIDADE ?OTTEANO?; 2014; Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Demilson Benedito do Nascimento

Hermann Günter Grassmann (1809-1877) e o desenvolvimento do pensamento geométrico: a complementaridade entre alguns aspectos da Die Lineale Ausdehnungslehre (1844); 2013; Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Alexandre Silva Abido

A obra de Argand e o Teorema Fundamental da Álgebra; 2012; Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Raul Angel Carlos Olivera

PENSAMENTO SISTÊMICO: os dilemas da educação superior; 2010; Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Sergio Antonio Wielewski

A Epistemologia do Pensamento Relacional; 2008; 0 f; Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Luzia Aparecida Palaro

A Concepção de Educação Matemática de Henri Lebesgue; 2006; Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Cecília Fukiko Kamei Kimura

"O jogo como ferramenta no trabalho com números negativos: um estudo sob a perspectiva da epistemologia genética de Jean Piaget"; 2005; Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Gladys Denise Wielewski

Aspectos dos Pensamento Matemático na resolução de problemas: uma apresentação contextualizada da obra de Krutetskii; 2005; Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Sibylle Ohly

Johann Bernoullis mechanische Arbeiten 1690 bis 1713; 2001; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Coorientador: Michael Friedrich Otte;

Mircea Radu

Nineteenth Century Contributions to the Axiomatization of Arithmetic; 2000; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Betty Bekemeier

Martin Ohm (1792-1872) - Ein Mathematiker und Lehrbuch- autor des frühen 19; Jahrhunderts; 1997; 0 f; Tese (Doutorado em Mathematik) - Bielefeld University,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Konstatina Zormbala

Die historische Entwicklung des Begriffes und der Definition der Ebene in der Elementargeometrie; 1995; 0 f; Tese (Doutorado em Educação Matemática) - University Of Bielefeld,; Coorientador: Michael Friedrich Otte;

Fernando Raul de Assis Neto

Géométrie de position (1803) - Eine Studie über das Werk von Lazare Carnot (1753-1823); 1992; 0 f; Tese (Doutorado em Filosofia e História da Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Circe Mary Silva da Silva

Positivismus und Mathematikunterricht: Portugiesische und französische Einflüsse in Brasilien im 19; Jahrhundert; 1991; 0 f; Tese (Doutorado em Pedagogia) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Alo Tokmakides

Der Determinantenbegriff bei A; L; Cauchy (1789-1857) und H; Grassmann (1809-1877); ; 1984; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - Aristotelian University Of Thessaloniki,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Gerd Richenhagen

Carl Runge (1856-1927): Von der reinen Mathematik zur Numerik; 1983; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Rolf Biehler

Explorative Datenanalyse - Eine Untersuchung aus der Perspektive einer deskriptive-empirischen Wissenschaftstheorie; 1982; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Martin Paul

Gaspard Monges Gometrie Descriptive und die Ecole Polytechnique - Eine Fallstudie über den Zusammenhang von Wissenschafts und Bildungsproze; 1982; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

D

Vogel; Fallstudie des Professional TeacherPreparation Program des College of Education der University of Houston; ; 1981; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Ingrid Lohmann

Lehrplan und Allgemeinbildung im frühen 19; Jahrhundert - Eine Fallstudie zur Lehrplantheorie F; E; D; Schleiermachers; ; 1980; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Hans Jahnke

Zum Verhältnis von Wissensentwicklung und Begründung; ; 1979; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Christine Keitel

Reformen des Mathematikunterrichts in den USA; Geschichte Reformkonzeptionen, Curriculumentwicklung; ; 1979; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Heinz Steinbring

Zur Entwicklung des Wahrscheinlichkeitsbegriffs; 1979; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

R

Bromme; Das Denken von Lehrern bei der Unterrichtsvorbereitung; Eine empirische Untersuchung zu kognitiven Prozessen von Mathematik- lehrern; ; 1978; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Edward Homberg

Wehrnehmung und Steuerung der Zeitdauer von Unterrichts-prozessen; ; 1978; 0 f; Tese (Doutorado em Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Gert Schubring

Das genetische Prinzip in der Mathematik-Didaktik; 1977; 0 f; Tese (Doutorado em Educação Matemática) - University Of Bielefeld,; Orientador: Michael Friedrich Otte;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • OTTE, Michael Friedrich ; BARROS, LUIZ GONZAGA XAVIER DE ; ABIDO, ALEXANDRE SILVA ; SANTANA, GESLANE FIGUEIREDO DA SILVA ; PAULA, LUCIENE DE . WHY SHOULD WE SPEAK ABOUT A COMPLEMENTARITY OF SENSE AND REFERENCE?. REVISTA REAMEC , v. 8, p. 78-96, 2020.

  • OTTE, Michael Friedrich ; SANTANA, GESLANE FIGUEIREDO DA SILVA ; PAULA, LUCIENE DE ; BARROS, LUIZ LUIZ GONZAGA XAVIER DE . REASONS FOR A SEMIOTIC APPROACH TO MATHEMATICS EDUCATION. Revista Prática Docente , v. 4, p. 24-41, 2019.

  • OTTE, Michael Friedrich ; ABIDO, ALEXANDRE SILVA ; BARROS, LUIZ GONZAGA XAVIER DE ; PAULA, LUCIENE DE ; SANTANA, GESLANE FIGUEIREDO DA SILVA . Some Short and Important Explications about Semiotics. JORNAL INTERNACIONAL DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA , v. 12, p. 268-274, 2019.

  • BARROS, L. G. X. ; OTTE, Michael Friedrich . Philosophy, Mathematics and Education. REVISTA DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA , v. 4, p. 197-215, 2018.

  • Lenhard, Johannes ; Otte, Michael . The Applicability of Mathematics as a Philosophical Problem: Mathematization as Exploration. Foundations of Science , v. 23, p. 719-737, 2018.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BARROS, L. G. X. . About Complementarity. JORNAL INTERNACIONAL DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA , v. 10, p. 2-7, 2017.

  • Otte, Michael ; BARROS, L. G. X. . What is the Difference between a Definition and a Concept?. Science Journal of Education , v. 4, p. 159-168, 2016.

  • OTTE, Michael Friedrich ; CAMPOS, T. M. M. ; BARROS, L. G. X. . Generalizing is necessary or even unavoidable. Grupo de Investigación Didáctica de la Matemática: Pensamiento Numérico - PNA- , v. 9, p. 143-164, 2015.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BARROS, L. G. X. . Complementarity and the Analogical/Digital Distinction. Caminhos da Educação Matemática em Revista , v. 3, p. 87-100, 2015.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BARROS, L. G. X. . Matemática e Linguagem. Caminhos da Educação Matemática em Revista , v. 3, p. 1, 2015.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BARROS, L. G. X. . What is Mathematics, really? Who wants to know?. Bolema. Boletim de Educação Matemática (UNESP. Rio Claro. Impresso) , v. 29, p. 100-122, 2015.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Creativity, Tacit Knowledge and Mathematics Education. Caminhos da Educação Matemática em Revista , v. 3, p. 101-111, 2015.

  • OTTE, Michael Friedrich ; CAMPOS, T. M. M. ; BARROS, L. G. X. ; SANTANA, Geslane Figueiredo S. . A Result in the Theory of Determinants from a Semiotic Viewpoint. Science Journal of Education , v. 2, p. 137-140, 2014.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Mathematics, logics, and philosophy: the analytic/synthetic distinction in Kant, Bolzano and Peirce. Logique & Analyse , v. 57, p. 83-112, 2014.

  • OTTE, Michael Friedrich ; CAMPOS, T. M. M. ; ABIDO, A. S. . Plato, Pascal and the Dynamics of Personal Knowledge. Educational Studies in Mathematics , v. 82, p. 397-415, 2013.

  • LEITE, Kécio Gonçalves ; OTTE, Michael Friedrich ; OTTE, Michael Friedrich . Linguagem e Matemática: da certeza intuitiva em Descartes à contingência em Condillac. Práticas Discursivas Amazônicas , v. 3, p. 11-31, 2013.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Evolution, learning, and semiotics from a Peircean point of view. Educational Studies in Mathematics , v. 77, p. 313-329, 2011.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Space, complementarity and diagrammatic reasoning. Semiotica (Berlin) , v. 186, p. 275-296, 2011.

  • OTTE, Michael Friedrich ; LEITE, Kécio Gonçalves . Metáfora e Matemática. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática , v. 2, p. 87-110, 2010.

  • OTTE, Michael Friedrich ; O que é um texto? (Parte 2). Revista de Educação Pública , v. 18, p. 21-36, 2009.

  • OTTE, Michael Friedrich ; O que é um texto? (Parte 1). Revista de Educação Pública , v. 17, p. 401-420, 2009.

  • OTTE, Michael Friedrich ; CLÍMACO, Humberto de A. . Bernard Bolzano: o conceitualismo e a intuição na educação matemática. Revista de Educação Pública , v. 18, p. 223-239, 2009.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Certainty, Explanation and Creativity in Mathematics. Proceedings of the ... PME Conference , v. 31, p. 45-64, 2007.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Dificuldades de Aprendizagem Resultantes da Natureza da Matemática Moderna: O problema da explicação. Revista de Educação Pública , v. 16, p. 51-72, 2007.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Proof-analysis and Continuity. Foundations of Science , dordrecht, v. 11, n.1-2, p. 121-155, 2006.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Mathematical Epistemology from a Peircean Semiotic Point of View. Educational Studies in Mathematics , dordrecht, v. 61, n.1-2, p. 11-38, 2006.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Proof and Explanation from a Semiotical Point of view. Revista Latinoamericana , v. 9, p. 23-43, 2006.

  • OTTE, Michael Friedrich ; (ORGS), L. Radford Et.al. . Mathematical History and Education: History of Mathematics. Educational Studies in Mathematics , Ed. Springer, v. Especi, 2005.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Imaginary Numbers and Geometry (Resenha de D. Flament, Histoire des nombres complexes. Historia Matemática, CNRS Paris, 2005.

  • OTTE, Michael Friedrich ; (ORG.),, In:susanna Marietti Et.al. . The Analytic-Synthetic Distinction and Peirce?s Conception of Mathematics. Contributions To Peirce s Philosophy, Milano - Italia, 2005.

  • OTTE, Michael Friedrich ; (ORGS),, In: F. Seeger Et Al . Mathematics, Sign, Activity. Activity And Sign, Springer N.Y., p. 9-22, 2005.

  • OTTE, Michael Friedrich ; (EDS), In: Celia Hoyles, Jeremy Kilpatrick, And Ol . Meaning in Mathematics. Meaning In Mathematics, Springer, N.Y, p. 230-261, 2005.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Grenzen der Mathematisierung ? Von der grundlegenden Bedeutung der Anwendungen. Philosophia Naturalis, v. 42, p. 15-47, 2005.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Epistemologia Matemática De Um Ponto De Vista Semiótico. Educação Matemática Pesquisa , PUC-SP, v. 4, 2004.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Was können wir wissen? Was sollen wir tun?, Traducao e apresentacao da traducao em alemao de: B. Russell,. Our Knowledge Of The External World, Meiner-Verlag / Hamburg-Aleman, p. IX-XLVII, 2004.

  • OTTE, Michael Friedrich ; (EDS), In: M. Folkerts, R. Seising And U. Hashagen . Konstruktion und Existenz. Form Zahl Ordnung, Steiner Verlag - Stuttgart-Ale, p. 169-192, 2004.

  • OTTE, Michael Friedrich ; , in: B. Loewe, V. Peckhaus and V. Raesch, . A=B: Mathematics from a Peircean Point of View. Foundations Of The Formal Sciences IV, Kluwer Dordrecht, 2004.

  • OTTE, Michael Friedrich ; ANÁLISE DE PROVA E O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO GEOMÉTRICO. Educação Matemática Pesquisa , São Paulo - SP - Brasil, v. 05, n.1, p. 13-55, 2003.

  • OTTE, Michael Friedrich ; DOES MATHEMATICS HAVE OBJECTS? IN WHAT SENSE?. Synthese (Dordrecht) , Holanda, v. 134, p. 181-216, 2003.

  • OTTE, Michael Friedrich ; COMPLEMENTARY, SETS AND NUMBERS. Educational Studies in Mathematics , Netherlands, v. 53, p. 203-228, 2003.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Analyse und Synthese: Von Leibniz zu Kant. Philosophia Naturalis, v. 39, p. 259-292, 2002.

  • OTTE, Michael Friedrich ; CINESTAV-IPN, (herausgeber Fernando Hitt), . Proof-Analysis and the Development of Geometrical Though,. Representations And Mathematics Visualization, IPN-México, p. 337-368, 2002.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BERTRAND RUSSELL: INTRODUCTION TO MATHEMATICAL PHILOSOPHY. Meiner Philosophische Bibliothek, HAMBURG, v. 1, n.1, p. 1-35, 2001.

  • OTTE, Michael Friedrich ; KONSTRUKTION UND EXISTENZ IN MATHEMATIK UND PHILOSOPHIE. Occasional Paper Of University Bielefeld, BIELEFELD, v. 181, n.1, p. 1-79, 2001.

  • OTTE, Michael Friedrich ; EPISTEMOLOGIA MATEMÁTICA DE UM PONTO DE VISTA SEMIÓTICO. Educação Matemática Pesquisa , São Paulo - SP - Brasil, v. 03, n.2, p. 11-58, 2001.

  • OTTE, Michael Friedrich ; B. RUSSELL'S INTRODUCTION TO MATHEMATICAL PHILOSOPHY. Educação Matemática Pesquisa , São Paulo - SP - Brasil, v. 03, n.1, p. 11-55, 2001.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Mathematical Creativity and the Character of Mathematical Objects. Journal of Philosophy , GHENT, v. 1, n.1, p. 1-26, 2001.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Analyse und Synthese oder: Wie ist reine Mathematik möglich?. Ocasional Paper N 180 Institut Für Didaktik Der Mathemastik, Universität Bielefeld, v. 180, n.38S, p. 38S, 2001.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Mathematical Creativity and the Character of Mathematical Objects,. Logique et Analyse , Ghent, v. 167-16, p. 387-410, 1999.

  • OTTE, Michael Friedrich ; LIMITS OF CONSTRUCTIVISM. Science And Education, DORDRECHT, v. 7, n.5, p. 425-450, 1998.

  • OTTE, Michael Friedrich ; MATEMATIK IN DER PHILOSOPHIE I. Occasional Paper University Of Bielefeld, BIELEFELD, v. 170, n.1, p. 1-70, 1998.

  • OTTE, Michael Friedrich ; PROOF AND PERCEPTION I - IV. Newsletter Of Cabri, LYON, v. 1, n.1, p. 1-22, 1998.

  • OTTE, Michael Friedrich ; MATEMATIK IN DER PHILOSOPHIE II. Occasional Paper Of University Bielefeld, BIELEFELD, v. 173, n.1, p. 1-77, 1998.

  • OTTE, Michael Friedrich ; MATHEMATIK UND VERALLGEMEINERUNG. Philosophia Naturalis, FRANKFURT, v. 34, n.2, p. 175-222, 1997.

  • OTTE, Michael Friedrich ; MATHEMATICS, SEMIOTICS AND THE GROWTH OF SOCIAL KNOWLEDGE. For the Learning of Mathematics , TORONTO, v. 17, n.1, p. 47-54, 1997.

  • OTTE, Michael Friedrich ; PANZA, M . MATHEMATICS AS AN ACTIVITY AND THE ANALYTIC-SYNTHETIC DISTINCTION. Analysis And Synthesis In Mathematics, Dordrecht, p. 261-271, 1997.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Mathematical knowledge and the problem of proof. Educational Studies in Mathematics , v. 26, n.4, p. 299-321, 1994.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Construtivismo e os objetos da teoria matemática. Bolema. Boletim de Educação Matemática (UNESP. Rio Claro. Impresso) , v. 7, p. 47-67, 1991.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Didática da Matemática como ciência. Bolema. Boletim de Educação Matemática (UNESP. Rio Claro. Impresso) , v. 6, p. 78-84, 1991.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Intuition and formalism in mathematical proof. Interchange, v. 21 (1), p. 59-64, 1990.

  • OTTE, Michael Friedrich ; On the Question of the Developement of Theoritical Concepts.. Communication & Cognition. Monographies , v. 1(13), p. 63-76, 1980.

  • OTTE, Michael Friedrich ; VOGEL, D. . BEMERKUNGEN ZUR METHODOLOGIE DER FALLSTUDIEN. Materialien Und Studien Idm, v. Bd 11, n.I-XX, 1978.

  • OTTE, Michael Friedrich ; MIES, Th. . INTERDISZIPLINARITÄT DER WISSENSCHAFTLICHEN ARBEIT UND DIALEKTIK. Theorie Und Labor, Köln, p. 192-208, 1978.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BROMME, R. . DER BEGRIFF UND DIE PROBLEME SEINER ANEIGNUNG. Ipn Arbeitsberichte, Kiel, v. 29, p. 155-194, 1978.

  • OTTE, Michael Friedrich ; STEINBRING, H. . PROBLEME DER BEGRIFFSENTWICKLUNG - ZUM STETIGKEITSBEGRIFF. Didaktik Der Mathematik, v. 1/1977, p. 16-25, 1977.

  • OTTE, Michael Friedrich ; KEITEL, Chr. . DIE BEDEUTUNG DER INHALTE FÜR THEORIE UND PRAXIS IM UNTERRICHT. Demokratische Erziehung, Köln, v. 3/1977, p. 327-333, 1977.

  • OTTE, Michael Friedrich ; JAHNKE, H.n. ; SCHUBRING, G. . MATHEMATIKUNTERRICHT UND PHILOSOPHIE. ZDM. Zentralblatt für Didaktik der Mathematik , v. 2/1977, p. 60-69, 1977.

  • OTTE, Michael Friedrich ; ZUM VERHÄLTNIS VON WISSENSCHAFTS- UND BILDUNGSPROZESS - DARGESTELLT AM BEISPIEL DER ENTWICKLUNG DER MATHEMATIK IM 19. JAHRHUNDERT (Beschreibung eines Projekts). ZDM. Zentralblatt für Didaktik der Mathematik , v. 4/1977, p. 205-209, 1977.

  • OTTE, Michael Friedrich ; JAHNKE, H.n. ; SCHUBRING, G. . GESCHICHTE DER MATHEMATIK UND GESCHICHTE DER SCHULMATHEMATIK. Beiträge Zum Mathematikunterricht, v. 1977, p. 126-128, 1977.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BROMME, R. ; RAEITHEL, A. . THE 'COGNITIVE VIEWPOINT'- THE APPLICATION AND THE GROWTH OF KNOWLEDGE. Communication & Cognition. Monographies , v. 10, n.2, p. 145-152, 1977.

  • OTTE, Michael Friedrich ; ZUR FRAGE DER ENTWICKLUNG WISSENSCHAFTLICHER BEGRIFFE. Deutsches Museum Für Die Geschichte Der Naturwissenchaften Und Der Technik, München, v. 2, n.45, p. 62-64, 1977.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BROMME, R. ; MIES, Th. . EDUCATIONAL RESEARCH AND THE PROBLEM OF INSTRUCTIONAL CONTENT. Materialen Und Studien Des Idm, Universität Bielefeld, v. 6/1976, p. 75-104, 1976.

  • OTTE, Michael Friedrich ; DIDAKTIK DER MATHEMATIK ALS WISSENSCHAFT. ZDM. Zentralblatt für Didaktik der Mathematik , v. 3, p. 125-128, 1975.

  • OTTE, Michael Friedrich ; MIES, Th. ; STEINBRING, H. . MATHEMATIK AN DER ALLGEMEINBILDENDEN SCHULE, PROBLEME IM MATHEMATIKUNTERRICHT. ZDM. Zentralblatt für Didaktik der Mathematik , v. 3/1975, p. 120-125, 1975.

  • OTTE, Michael Friedrich ; STELLUNG DER MATHEMATIK AN ALLGEMEINBILDENDEN SCHULEN.Vorbemerkung zum Teil Analysen. ZDM. Zentralblatt für Didaktik der Mathematik , v. 4, p. 97-98, 1975.

  • OTTE, Michael Friedrich ; MIES, Th. ; REI, V. ; STEINBRING, H. ; SCHUBRING, G. ; VOGEL, D. . TENDENZEN UND PROBLEME DER MATHEMATIKLEHRERBILDUNG. Schriftenreihe Des Idm, Bielefeld, v. 6/1975, p. 8-142, 1975.

  • OTTE, Michael Friedrich ; STEINBRING, H. . ZUM VERHÄLTNIS VON WISSENSCHAFT UND UNTERRICHT. Demokratische Erziehung, v. 5/1975, p. 71-89, 1975.

  • OTTE, Michael Friedrich ; NOTIZEN ZUM PROBLEM DER INTERDISZIPLINARITÄT. Schriftenreihe Des Idm, Universität Bielefeld., v. 1, p. 85-107, 1974.

  • OTTE, Michael Friedrich ; JAHNKE, H.n. ; SCHUBRING, G. . ZU EINIGEN HAUPTASPEKTEN DER MATHEMATIKDIDAKTIK. Schriftenreihe Des Idm, Bielefeld, v. 1, p. 4-84, 1974.

  • OTTE, Michael Friedrich ; POTTERS, J. . BEISPIELE HOMOGENER MANNIGFALTIGKEITEN. Manuscripta Mathematica , v. 10, p. 117-127, 1973.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BARTH, W. . INVARIANTE HOLOMORPHE FUNKTIONEN AUF REDUKTIVEN LIEGRUPPEN. Mathematische Annalen , v. 201, p. 97-112, 1973.

  • OTTE, Michael Friedrich ; OELJEKLAUS, E. . ÜBER ZWEI SÄTZE VON S. LIE UND E. CARTAN. Mathematisch Physikalische Semesterberichte, v. XX, p. 243-257, 1973.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BOO, B. ; FRANKE, B. . GESETZMÄSSIGKEITEN IN DER ENTWICKLUNG MATHEMATISCHER TÄTIGKEIT. Hegel Jahrbuch, Meisenheim a.G, p. 50-67, 1972.

  • OTTE, Michael Friedrich ; ÜBER HOMOGENE KOMPLEXE MANNIGFALTIGKEITEN. Habilitationsschrift, Münster, 1972.

  • OTTE, Michael Friedrich ; NEUMANN, Th. . ÜBER FORMALE UND INHALTLICHE LOGIK IN DER DIDAKTIK. Studium Generale, v. 24, n.9, p. 1121-1130, 1971.

  • OTTE, Michael Friedrich ; NEUMANN, Th. . VERSUCH SOZIOLOGIE ALS WISSENSCHAFTLICHE PRAXIS ZU BETRACHTEN. Thesen Zur Kritik Der Soziologie, Frankfurt, p. 130-150, 1969.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BARTH, W. . ÜBER FAST-UNIFORME UNTERGRUPPEN KOMPLEXER LIEGRUPPEN UND AUFLÖSBARE KOMPLEXE MANNIGFALTIGKEITEN. Commentarii Mathematici Helvetici , v. 44, n.3, p. 269-281, 1969.

  • OTTE, Michael Friedrich ; FRANKE, B. ; NEUMANN, Th. . WESHALB BRAUCHT DEUTSCHLAND EIN PROGRAMM FÜR DATENVERARBEITUNG. Antoworten Auf Stoltemberg, Frankfurt, p. 101-105, 1968.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Über den Bildungswert des mathematischen Unterrichts. Mathematisch Physikalische, Göttingen, v. XV, p. 133-137, 1968.

  • OTTE, Michael Friedrich ; Beiträge zur Theorie der komplexen Liegruppen. Dissertation Gottingen, Göttingen, 1967.

  • OTTE, Michael Friedrich ; BEMERKUNGEN ZUR DARSTELLUNGSTHEORIE KOMPLEXER LIEGRUPPEN. Verlag Der Bayerischen Akademie Der Wissenschaft, München, p. 1-11, 1964.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

OTTE, Michael Friedrich ; Parecer para MATHEMATICAL REVIEWS (MR). 2015.

OTTE, Michael Friedrich ; Parecer para MATHEMATICAL REVIEWS, MR 3115057. 2014.

OTTE, Michael Friedrich ; Parecer para MATHEMATICAL REVIEWS, MR 3250081. 2014.

OTTE, Michael Friedrich ; Parecer para MATHEMATICAL REVIEWS, MR 3222782. 2014.

OTTE, Michael Friedrich ; Parecer para a Revista Latinoamericana de Investigación en Matemática Educativa (Relime). 2013.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    A COMPLEMENTARIDADE SOBRE O SENTIDO E A REFERÊNCIA NA EDUCAÇÃO, RELIGIÃO E NA PESQUISA MATEMÁTICA OU CIENTÍFICA, Descrição: Este projeto tem como objetivo principal destacar a importância de uma abordagem semiótica para a pesquisa em Educação Matemática, História e para a compreensão de qualquer tipo de texto. O instrumento metodológico essencial da pesquisa consiste em observar a dinâmica dos aspectos complementares sobre o sentido e a referência nas representações simbólicas, como é demonstrado nos estudos do professor e pesquisador Michael Friedrich Otte. A semiótica de Charles Sanders Peirce (1839-1914) fornece a base teórica. Historicamente, a origem desse tipo de abordagem origina-se de Immanuel Kant (1724-1804) e sua chamada Revolução Copernicana da Epistemologia, conforme apresentada na Crítica da Razão Pura (1781/1787). Entre os vários objetivos específicos, em especial, temos neste momento a intenção de escrever, dialogar e socializar sobre os seguintes temas: Matemática e Pensamento Simbólico; A teoria pura do direito de Hans Kelsen em comparação com as teorias axiomáticas da Matemática; Aritmética e Álgebra no século XVIII e em particular na obra de Leonardo Euler 1707 - 1783; A Hermenêutica da Interpretação de Textos e o Sentido nos Argumentos Matemáticos Formais. Pretendemos contribuir com a pesquisa em Semiótica da Matemática, História da Matemática, Filosofia da Matemática, Ensino de Matemática e Educação Matemática fornecendo teses, artigos, material didático, livros entre outros.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (3) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador / Geslane Figueiredo S. Santana - Integrante / Luiz G. X. de Barros - Integrante / Luciene de Paula - Integrante / Valdeir Ribeiro de Jesus - Integrante.

  • 2009 - 2011

    O conceito da complementaridade na Epistemologia e na Educação Matemática, Descrição: O projeto tem por objetivo identificar formas de Complementaridade existentes na História e na Filosofia das Ciências e aplicar os resultados aos problemas da Educação Matemática.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (2) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso - Bolsa.

  • 2005 - 2008

    OS NÚMEROS E A ARITMETIZAÇÃO DO PENSAMENTO MATEMÁTICO, Descrição: O presente projeto pretende desenvolver pesquisas bibliográficas e empíricas com o propósito de estudar e compreender as possíveis relações entre o método construtivo e o método axiomático e analisar as contribuições dessas relações na construção de objetos matemáticos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (4) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (6) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador.

  • 1996 - 1999

    Basic Components of Math. Education for Teachers- BACOMET Project 5. 1996 - 1999, Descrição: Current BACOMET Project 5. 1996 - 1999 Working Title: The distinctive professional knowledge of teachers of mathematics. The aim of BACOMET 5 is to contribute to the conceptualization of teachers' knowledge systems by identifying and characterizing knowledge which is specific to mathematics teachers. This may include belief systems and world views as well as knowledge of and about mathematics. Analytical and normative approaches will be taken to questions such as: What does the discipine of mathematics education say about teachers' knowledge? What models for teacher education are known? What should teachers know, what do they know, and what influence does their knowledge have on their behaviour? Members of BACOMET Project 5: N. Balacheff, Grenoble, France; M. Bartolini Bussi, Modena, Italy; R. Biehler, Bielefeld, Germany; T. Dreyfus, Holon, Israel; J. Hillel, Montreal, Canada; C. Hoyles, London, England; J. Kilpatrick, Georgia, USA; C. Keitel, Berlin, Germany; C. Laborde, Grenoble, France; M. Otte, Bielefeld, Germany; K. Ruthven, Cambridge, England; A. Sierpinska, Montreal, Canada; O. Skovsmose, Aalborg, Denmark; H. Steinbring, Dortmund, Germany; D. Tirosh, Tel-Aviv, Israel. Directors of BACOMET Project 5: K. Ruthven, R. Biehler, T. Dreyfus. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Integrante / H. Steinbring - Integrante / N. Balacheff - Integrante / M. Bartolini Bussi - Integrante / R. Biehler - Coordenador / T. Dreyfus - Integrante / J. Hillel - Integrante / C. Hoyles - Integrante / J. Kilpatrick - Integrante / C. Keitel - Integrante / C. Laborde - Integrante / K. Ruthven, - Integrante / A. Sierpinska - Integrante / O. Skovsmose - Integrante / D. Tirosh - Integrante.

  • 1996 - 1999

    Matemática, Educação e Teoria do Conhecimento, Descrição: Vivemos hoje em uma sociedade de conhecimento (knowledge society) e dentro de um mundo construído por nós mesmos. Mas esses fatos são mal entendidos e o conhecimento científico parece simultaneamente onipresente e invisível. Por isso, nessa situação, o professor atua, se for consciente desse fato ou não, como "intelectual exemplar" (OTTE, 1993), porque influencia a nova geração pela sua vida intelectual em que incorpora, tornando visível o conhecimento do qual a sociedade moderna depende. Como a experiência comum não é construída, não poderá ser generalizada, e por isso, não poderá resultar numa objetividade baseada em leis. A matemática, por outro lado, destaca-se pelas mais abrangentes generalizações. Não há dúvida também de que a fecundidade tecnológica das ciências favorece o pragmatismo e o construtivismo e, foi na matemática onde este caráter construtivo de nosso conhecimento científico se mostrou historicamente mais forte. Mas a matemática sempre é um saber que busca delimitar as possibilidades do nosso movimento dentro da realidade e, não tem a realidade e seus objetos em si como alvo de suas atividades.Ela não fornece uma teoria do mundo, mas sim uma teoria da nossa atividade dentro do mundo. A matemática não tem objetos próprios, mas ajuda entender nossas construções, a objetividade das nossas atividades empíricas e das nossas representações sociais. Tudo que foi dito agora a respeito da matemática deverá ser entendido visando formar uma imagem dinâmica da matemática. Esses fatos garantem para educação matemática um papel primordial, mas também exigem que a concepção da educação matemática divulgada pelos programas educacionais seja baseada sobre uma epistemologia bem desenvolvida e uma matemática bem elaborada. A epistemologia é a única disciplina que trata da inter-relação do conhecimento com o sujeito humano. Buscamos estabelecer ligações entre os diversos campos matemáticos e aplicações cada vez mais informativas e atuais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (9) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador / Luzia Aparecida Palaro - Integrante / Marcos Francisco Borges - Integrante / Alexandre Silva Ábido - Integrante / Cecília Fukiko Kamei Kimura - Integrante / Demilson Benedito do Nascimento - Integrante / Gladys Denise Wielewski - Integrante / Sergio Antonio Wielewski - Integrante / Eliane Maria Barros Abido - Integrante / Raul Angel Carlos de Oliveria - Integrante., Número de orientações: 4

  • 1993 - 1996

    Basic Components of Math. Education for Teachers- BACOMET Project 4. 1993 - 1996, Descrição: Previous Projects: BACOMET Project 4. 1993 - 1996 Working Title: Meaning and Communication in Mathematics Education. The aim of BACOMET 4 is to explore the assumptions underpinning the terms meaning and communication in mathematics education and to analyze circumstances that foster negotiations from which the development of mathematical knowledge might stem. Members of BACOMET Project 4: N. Balacheff, Grenoble, France; M. Bartolini Bussi, Modena, Italy; R. Biehler, Bielefeld, Germany; R. B. Davis, New Brunswick, USA; W. Dörfler, Klagenfurt, Austria; T. Dreyfus, Holon, Israel; J. Hillel, Montreal, Canada; A. G. Howson, Southampton, England; C. Hoyles, London, England; J. Kilpatrick, Georgia, USA; C. Keitel, Berlin, Germany; E. Kotzmann, Klagenfurt, Austria; C. Laborde, Grenoble, France; M. Otte, Bielefeld, Germany; A. Powell, New Brunswick, USA; K. Ruthven, Cambridge, England; A. Sierpinska, Montreal, Canada; O. Skovsmose, Aalborg, Denmark. Directors of BACOMET Project 4: C. Hoyles, J. Kilpatrick, O. Skovsmose. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Integrante / N. Balacheff - Integrante / M. Bartolini Bussi - Integrante / T. Dreyfus - Integrante / J. Hillel - Integrante / C. Hoyles - Integrante / J. Kilpatrick - Integrante / C. Keitel - Integrante / C. Laborde - Integrante / A. Sierpinska - Integrante / O. Skovsmose - Integrante / R. B. Davis - Integrante / W. Dörfler - Integrante / A. G. Howson - Integrante / R. Biehler - Coordenador / E. Kotzmann - Integrante / A. Powell - Integrante / K. Ruthven - Integrante.

  • 1989 - 1992

    Basic Components of Math. Education for Teachers- BACOMET Project 3. 1989 - 1992, Descrição: BACOMET Project 3. 1989 - 1992 Publication Learning from Computers: Mathematics Education and Technology Keitel, C. & Ruthven, K. (Eds), NATO-ASI Series, Springer-Verlag, Berlin, 1993. ISBN 3-540-57277-5, 332 pages. BACOMET 3 analyzes mathematics as technology and studies the implications of technological development for mathematics teaching and learning. Working Themes and Subthemes: Computers in the mathematics curriculum: Levels of intervention and change. What might computer algebra systems offer mathematics education? Custom-designed learning environments. Software tools and mathematics education: The case of statistics. Influences of the computer on the teaching/learning processes in geometry. The computer as a cognitive tool and cognitive medium. Mathematics, society and technology. Appropriate technology, rationality and teaching. Goals for and goals of mathematics and technology. Technology and curriculum change in mathematics. Towards a social theory of formal knowledge. Members of BACOMET Project 3: N. Balacheff, Grenoble, France; A. J. Bishop, Cambridge, England; R. Biehler, Bielefeld, Germany.; G. Brousseau, Talence, France; B. Christiansen, Copenhagen, Denmark; R.B. Davis, New Brunswick, USA; W. Dörfler, Klagenfurt, Austria; T. Dreyfus, Holon, Israel; J. Hillel, Montreal, Canada; C. Hoyles, London, England; J. Kilpatrick, Georgia, USA; C. Keitel, Berlin, Germany; E. Kotzmann, Klagenfurt, Austria; C. Laborde, Grenoble, France; M. Otte, Bielefeld, Germany; K. Ruthven, Cambridge, England; O. Skovsmose, Aalborg, Denmark. Directors of BACOMET Project 3: W. Dörfler, C. Keitel, K. Ruthven. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Integrante / B. Christiansen - Integrante / N. Balacheff - Integrante / T. Dreyfus - Integrante / J. Hillel - Integrante / C. Hoyles - Integrante / J. Kilpatrick - Integrante / C. Keitel - Integrante / C. Laborde - Integrante / O. Skovsmose - Integrante / A. J. Bishop - Integrante / G. Brousseau - Integrante / W. Dörfler - Integrante / R. Biehler - Coordenador / E. Kotzmann - Integrante / K. Ruthven - Integrante / R.B. Davis - Integrante.

  • 1986 - 1988

    Basic Components of Math. Education for Teachers- BACOMET Project 2. 1986 - 1988, Descrição: BACOMET PROJECT 2. 1986 - 1988 Publication: Mathematical Knowledge: its Growth through Teaching Bishop, A. J., van Dormolen, J. & Mellin-Olsen, S. (eds), Mathematics Education Library, Kluwer Academic Publishers, Dordrecht, 1991. ISBN 0-7923-1344-5, 221 pages. The BACOMET 2 project involves work on the genesis of mathematics knowledge within formal education. Its major concern is to analyze what are considered to be the most significant aspects of the relationship between mathematical knowledge and the teaching/learning process in order to help mathematics educators to be better able to handle the complex issues facing them towards the end of the 20th century. Formal, institutionalized, mandatory mathematics education is what schools provide, and whilst practices vary between schools, between regions, and between countries, there are nevertheless significant and meaningful similarities which can be documented and analyzed. Contents: The fragility of mathematical knowledge; The double-bind as a didactical trap; Forms and means of generalization in mathematics; Metaphors mediating the teaching and understanding of mathematics; Tool, object, setting, window: elements for analyzing and constructing didactical situations; Developing mathematical knowledge through microworlds; The benefits and limitations of social interaction: the case of mathematical proof; Mathematical values in the teaching process. Members of the BACOMET Project 2: N. Balacheff, Grenoble, France; A. J. Bishop, Cambridge, England; G. Brousseau, Talence, France; R. Douady, Paris, France; W. Dörfler, Klagenfurt, Austria; J. van Dormolen, Utrecht, The Netherlands; C. Hoyles, London, England; C. Keitel, Berlin-West, F. R. G.; S. Mellin-Olsen, Bergen, Norway; M. Otte, Bielefeld, F. R. G.; T. Werner, Cogenhagen, Denmark. Directors of BACOMET Project 2: A. J. Bishop, J. van Dormolen, S. Mellin-Olsen.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador.

  • 1980 - 1985

    Basic Components of Math. Education for Teachers- BACOMET Project 1. 1980 - 1985, Descrição: BACOMET is an international group of mathematics educators. The group carries out research on basic and fundamental topics of mathematics education. The composition changes between projects but its membership remains at around 20 from about 10 different countries. The international flavour brings together contrasting viewpoints, research approaches, and experiences for the purpose of developing new insights for mathematics education. Its method of working is planned so as to utilize international cooperation, not only as a source of inspiration and motivation, but also as a means of improving the quality of scientific work within the discipline of mathematics education. The outcomes of this international cooperation are presented in publications of various forms but notably in a series of BACOMET books. The publications are addressed to mathematics educators throughout the world, including interested teachers of school mathematics.The central importance of mathematics education and the need for its improvement in any society are evident. Discussions in many countries concern how far the teaching of mathematics should be more related to the changing needs and demands of society, how innovation can be incorporated into practice, how new curricula might be better implemented, and how to improve mathematical communication BACOMET Project 1- Perspectives on Mathematics Education - Christiansen, B., Howson, A. G. & Otte, M. (eds)-Mathematics Education Library. D. Reidel Publishing Company, Dordrecht, 1986. ISBN 90-277-2118-1, 371 pages. Identifies some components in the field of mathematics education regarded as essential, or having high priority, within teacher education, and provides guidance and materials of assistance to teacher education throughout the world.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador / B. Christiansen - Integrante / R. Bromme - Integrante / A. J. Bishop - Integrante / J. Brophy - Integrante / G. Brousseau - Integrante / R. B. Davis - Integrante / W. Dörfler - Integrante / J. van Dormolen - Integrante / A. G. Howson - Integrante / R. McLone - Integrante / S. Mellin-Olsen - Integrante / G. Walther - Integrante / T. Werner - Integrante., Financiador(es): Stiftung Volkswagenwerk - Auxílio financeiro.

  • 1979 - 1980

    GRIMM (Groupe International de Recherche sur les Manuels Mathématics), Descrição: . Among these projects where some based on international cooperation like GRIMM (Groupe International de Recherche sur les Manuels Mathématics 1750-1900, initiated jointly with J. Dhombres), as well as the state of the art report published by UNESCO in 1979 under the title "New Trends in Mathematics Teaching".. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador.

  • 1975 - 1980

    Projeto EPAS, Descrição: Atuei durante 1975 até 1980 como Coordenador desse Projeto Financiado pela Fundação VolksWagen, com uma verba de 10 milhões de Reais para publicação de livros para a formação de professores. Nesse Grupo houve 06 professores colaboradores O Livro abaixo foi um dos resultados desse projeto: Text, Wissen, Tätigkeit (mit Chr. Keitel, F. Seeger). Scriptor, Königstein/ Ts. 1980, 244 Seiten.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador / Chr. Keitel - Integrante / F. Seeger - Integrante., Financiador(es): Stiftung Volkswagenwerk - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1

  • 1973 - 2003

    Research Group on Semiotic Epistemology and Mathematics Education, Descrição: The Research Group is a part of the Institut für Didaktik der Mathematik at the University of Bielefeld. It studies the development of knowledge in historical and epistemological perspectives. The main interest is the relation between social and object-centered aspects of learning processes. One important thesis is that the process of learning mathematics can be used as a paradigm for discussing major problems of epistemology. The theoretical framework is provided by the philosophy of Charles S. Peirce and, in particular, by his considerations on the concept of sign, the process of generalization, and the role of continuity within the latter. The following projects are in progress: a)Learning as a process of generalization (Michael Otte, Michael Hoffmann). b)Peirce's Philosophy of Mathematics in the Context of his "Evolutionary Realism". The Peircean Principle of Continuity (Otte, Hoffmann). With respect to the philosophy of mathematics, the thesis is that Peirce's emphasis on the reality of generals, together with his semiotic model of the processuality of generalization, offers the possibility for a mathematical realism which is not reducible to the distinction of Logicism, Formalism and Intuitionism. And with respect to philosophy, the thesis is that the Peircean approach to the mathematical process of generalization can be understood as a paradigm which may be of special interest for problems of epistemology, ontology and the development of social communities. Insofar as the concepts of processuality and evolution are based on the possibility of continuity, a main problem is the role of the concept of continuity in Peirce's philosophy. c)The symmetry of subjectivity and objectivity in scientific generalization. Studies concerning the foundation of scientific rationality in the mathematical philosophy of Charles S. Peirce and his followers (Otte, Thomas Mies, Hoffmann). d)Didactical aspects in Wittgenstein's philosophy of mathematics (Norbert Meder). e)The Axi. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Michael Friedrich Otte - Coordenador / Michael Hoffmann - Integrante / Thomas Mies - Integrante / Mircea Radu - Integrante / Norbert Meder - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2012 - 2015

Universidade Anhanguera de São Paulo

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 12/2012 - 12/2015

    Ensino, Doutorado em Educação Matemática, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminários de Semiótica, Epistemologia e Cognição

  • 01/2012 - 12/2015

    Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-graduação em Educação Matemática, .,Linhas de pesquisa

2017 - Atual

Universidade Federal de Mato Grosso

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Adjunto A, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2005 - 2011

Universidade Federal de Mato Grosso

Vínculo: Professor Pesquisador, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 0

1996 - 1999

Universidade Federal de Mato Grosso

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 0

Atividades

  • 02/2011

    Ensino, Doutorado em Educação, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário Avançado I - Educação Matemática

  • 02/2005

    Pesquisa e desenvolvimento , Reitoria, Instituto de Educação Programa de Pós Graduação.,Linhas de pesquisa

  • 11/2010 - 11/2010

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-Graduação em Educação/IE, .,Cargo ou função, Membro de comissão de correção de prova escrita no Processo Seletivo ao Doutorado em Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação 2010.

  • 10/2010 - 11/2010

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática - REAMEC, .,Cargo ou função, Membro da comissão de seleção do doutorado do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - REAMEC.

  • 08/2010 - 10/2010

    Ensino, Doutorado em Educação, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário Avançado II - Filosofia da Educação

  • 03/2010 - 05/2010

    Ensino, Doutorado em Educação, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário Avançado I - Filosofia da Educação

  • 11/2008 - 11/2008

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-Graduação em Educação/IE, .,Cargo ou função, Membro da comissão de entrevista para selação ao Doutorado em Educação 2009.

  • 11/2008 - 11/2008

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-Graduação em Educação/IE, .,Cargo ou função, Membro da comissão de correção de prova escrita do processo de seleção ao Doutorado em Educação 2009.

  • 11/2008 - 11/2008

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-Graduação em Educação/IE, .,Cargo ou função, Membro de comissão de correção de prova escrita no processo de seleção ao Mestrado em Educação 2009.

  • 11/2008 - 11/2008

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-Graduação em Educação/IE, .,Cargo ou função, Membro de comissão de entrevista no processo de seleção ao Mestrado em Educação 2009.

  • 09/1996 - 08/1999

    Pesquisa e desenvolvimento , Reitoria, Instituto de Educação Programa de Pós Graduação.,Linhas de pesquisa

2002 - 2005

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Pesquisador, Carga horária: 0

Atividades

  • 03/2003 - 01/2005

    Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós Graduação Em Educação Matemática, Programa de Pós Graduação Em Educação Matemática.,Linhas de pesquisa

  • 02/2002 - 01/2005

    Outras atividades técnico-científicas , Programa de Pós Graduação Em Educação Matemática, Programa de Pós Graduação Em Educação Matemática.,Atividade realizada, Professor Pesqusador Visitante.

1973 - 2003

University of Bielefeld

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 0, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Fui Professore titular desde 1973 até 2003. Professor aposentado a partir de Abril de 2003

Atividades

  • 04/1973 - 03/2003

    Direção e administração, Institut Für Didaktik Der Mathematik, Director.,Cargo ou função, Diretor de Unidade.

  • 04/1973 - 03/2003

    Pesquisa e desenvolvimento , Institut Für Didaktik Der Mathematik, Pós Graduação.,Linhas de pesquisa

  • 04/1973 - 03/2003

    Ensino, Matemática, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Educação Matemática, História da Matemática Moderna, Epistemologia da Matemática

  • 10/1978 - 09/1982

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Pro Reitoria de Planejamento e Finança, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Planejamento e Finanças.

  • 10/1974 - 09/1978

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Pro Reitoria de Ensino Acadêmico, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Ensino Acadêmico.

1967 - 1973

University of Münster

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Outro Professor Adjunto, Carga horária: 0, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 03/1972 - 03/1973

    Direção e administração, Instituto da Matemática, .,Cargo ou função, Membro da Diretoria.

  • 03/1967 - 03/1973

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto da Matemática, .,Linhas de pesquisa

  • 03/1967 - 03/1973

    Ensino, Matemática, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria dos Grupos de Lie, Teoria do Funções Complexas Analíticas, Geometria Analítica, Matemática para as Ciências Sociais

  • 03/1967 - 03/1973

    Ensino, Educação Matemática, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Calculo, Geometria, Epistemologia da Matemática