Thiago Silva de Paula

Graduado em Ciências Biológicas (modalidade Licenciatura), e Mestre e Doutor em Ecologia e Evolução pelo Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução (PPGEE) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), tendo realizado sua formação no Laboratório de Genética Marinha (LGMar) do Departamento de Genética (DGen) da UERJ. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), lotado no Departamento de Genética (DGen) do Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes (IBRAG), e pesquisador colaborador do Laboratório de Genética Marinha da UERJ e do Laboratório de Taxonomia de Porifera (TAXPO) do Museu Nacional do Rio de Janeiro (MN/UFRJ). Tem experiência nas áreas de Zoologia e Genética, com ênfase em Sistemática Molecular e Morfológica, atuando principalmente nos seguintes temas: Biologia Evolutiva; Filogenia; Evolução Molecular; Genética de Populações; e Invertebrados Marinhos. ResearcherID B-4301-2014.

Informações coletadas do Lattes em 24/05/2022

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução

2009 - 2013

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: Filogenia molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera)
Gisele Lôbo Hajdu. Coorientador: Eduardo Carlos Meduna Hajdu. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Porifera; Marcadores moleculares; Biogeografia; Sistemática; Multidisciplinaridade; Biodiversidade. Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Animal. Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.

Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução

2007 - 2009

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: BIOGEOGRAFIA E VARIABILIDADE POPULACIONAL DE Cliona aff. celata GRANT, 1826 (HADROMERIDA, DEMOSPONGIAE, PORIFERA) DA COSTA BRASILEIRA,Ano de Obtenção: 2009
Gisele Lôbo Hajdu.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Filogeografia; Esponjas bioerosivas; Espécies crípticas; Marcadores moleculares; cox1.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Taxonomia dos Grupos Recentes. Setores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.

Aperfeiçoamento em Taxonomy, Systematics and Ecology of Sponges

2010 - 2010

Smithsonian Tropical Research Institute
Título: Não há. Ano de finalização: 2010
Orientador: Não há

Graduação em Ciências Biológicas

2002 - 2006

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2005 - 2005

Mergulho Básico. (Carga horária: 53h). , Deep Blue Serviços Submarinos Ltda, DEEPBLUE, Brasil.

2004 - 2004

Doenças Genéticas. (Carga horária: 9h). , Centro Acadêmico de Biologia da UERJ, CABIO-UERJ, Brasil.

2003 - 2003

Evolução Molecular. (Carga horária: 8h). , Sociedade Brasileira de Paleontologia, SBP, Brasil.

2003 - 2003

Tópicos Em Ecologia de Moluscos Marinhos. (Carga horária: 10h). , Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMA, Brasil.

2003 - 2003

Recifes do Brasil. (Carga horária: 9h). , Centro Acadêmico de Biologia da UERJ, CABIO-UERJ, Brasil.

2003 - 2003

A Public. de Artigos Científicos Em Rev. Internac.. (Carga horária: 3h). , Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Química Orgânica/Especialidade: Evolução, Sistemática e Ecologia Química.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Marinha.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Animal.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Molecular de Invertebrados Marinhos.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Taxonomia dos Grupos Recentes.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

DE PAULA, T. S. ; Rodrigues, D. S. B. ; Fonseca, F. C. ; Cardoso, H. M. . XIII Semana de Biologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 2006. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

27ª UERJ Sem Muros. A utilização do espaço virtual na prática de ensino de Genética: Difusão e popularização de recursos multimídia e conhecimentos técnico-científicos para estudantes lusófonos de ensino superior. 2017. (Congresso).

II Workshop ABC/CNRS (LIA-MARRIO).How much marine sponge bioinvasion is there in Brazilian SE?. 2016. (Oficina).

XXi Encontro Brasileiro de Malacologia.Técnicas de extração de DNA aplicadas a estudos malacológicos. 2009. (Encontro).

XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia. O complexo Cliona celata na América do Sul: uma abordagem molecular para a detecção de espécies crípticas em esponjas bioerosivas. 2008. (Congresso).

II Jornada de Zoologia da UNIRIO.ESPÉCIES CRÍPTICAS EM ESPONJAS BIOEROSIVAS?! EVIDÊNCIAS FAVORÁVEIS COM CONGRUÊNCIA DE DADOS MOLECULARES E MORFOLÓGICOS. 2007. (Outra).

15a. Semana de Iniciação Científica da UERJ.O complexo Cliona celata Grant, 1836 (Porifera, Hadromerida) da costa brasileira pode ser separado em grupos utilizando ITS e COI como marcadores moleculares. 2006. (Simpósio).

7th International Sponge Symposium. 2006. (Simpósio).

Seminário Educação Ambiental Para Quê, Para Quem, Para Onde?. 2005. (Seminário).

I Jornada Brasileira de Paleontologia. 2003. (Outra).

X Semana de Biologia da UERJ. 2003. (Outra).

XVIII Encontro Brasileiro de Malacologia.XVIII Encontro Brasileiro de Malacologia. 2003. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Dora de Moura Barbosa Leite

ZILBERBERG, C.; AZEVEDO, F. C.; FERNANDEZ, J. C.;DE PAULA, T. S.. Taxonomia integrativa de Mycale (Demospongiae, Poecilosclerida) do "grupo immitis". 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Zoologia)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Dora de Moura Barbosa Leite

ZILBERBERG, C.; AZEVEDO, F. C.; FERNANDEZ, J. C.;DE PAULA, T. S.. Taxonomia integrativa de Mycale (Demospongiae, Poecilosclerida) do "grupo immitis". 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Zoologia)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Camille Victória Leal Corrêia da Silva

KLAUTAU, M.; AZEVEDO, F. C.;DE PAULA, T. S.. Revisão Taxonômica de Cliona Grant, 1826 do Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Thomáz Vieiralves

KLAUTAU, M.; AZEVEDO, F. C.; COSME, B.;DE PAULA, T. S.. Variabilidade morfológica e genética associadas aos morfotipos de cor de Callyspongia sp. nov. com comentários sobre a plasticidade fenotípica em Porifera. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Raquel Medeiros Andrade Figueira

ABSALAO, R. S.; PIMENTA, A. D.;DE PAULA, T. S.; SANTOS, S. B.; CAMPOS, L. S.. Taxonomia integrativa do complexo Olivella minuta (Link, 1807): uma abordagem conquiliológica, anatômica e molecular. 2015. Tese (Doutorado em Doutorado em Zoologia (Museu Nacional) UFRJ) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Aline de Oliveira Leal

DE PAULA, T. S.. Caracterização genética de tartarugas-verdes (Chelonia mydas, Linnaeus 1758) encontradas na área de influência da Central Nuclear Almirante Alvaro Alberto, Angra dos Reis e Paraty, Estado do Rio de Janeiro. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Mariana Ventura Alves

DORVILLE, L. F. M.;DE PAULA, T. S.; VIEIRALVES, T.. Plasticidade fenotípica de Callyspongia sp. (Duchassaing & Michelotti, 1864) (Porifera, Demospongiae) de Salvador, Bahia. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Aline Duarte Gomes

MOURA, C. M.; COSME, B.; COSTA-LIMA, M. A.;DE PAULA, T. S.. Análise de polimorfismo TCNII 776C>G como fator de risco para a ocorrência da síndrome de Down na população do Rio de Janeiro. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Pedro Ribeiro Bastos

SANTOS, M. R. A.;DE PAULA, T. S.; COSTA-LIMA, M. A.. O polimorfismo -149C>T da DNA metiltransferase 3B como fator de risco para síndrome de Down. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Veiga de Almeida.

Aluno: Rachel Paes de Araújo

COSTA-LIMA, M. A.;DE PAULA, T. S.; MOURA, C. M.. Biossegurança e os riscos da RIckettsia rickettsii no Brasil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Veiga de Almeida.

Aluno: Fernando Savi Drummond

COSTA-LIMA, M. A.;DE PAULA, T. S.; MOURA, C. M.. Coevolução Adaptativa: Um olhar sobre a interação entre sistemas vivos e não vivos. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Veiga de Almeida.

Aluno: Rafaela Magalhães Aires

Nogueira, DM; COSTA, E. S.;DE PAULA, T. S.. Sexagem molecular de Spheniscus magellanicus (Spheniscidae) arribados no ano de 2008 ao longo da costa brasileira. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Thiago da Silva Farias

Carvalho, MS; VIEIRALVES, T.;DE PAULA, T. S.. Variabilidade populacional de Mycale (Zygomycale) angulosa (Duchassaing & Michelotti, 1864) (Porifera, Demospongiae) na costa brasileira. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Dayane Sereno Baêta Rodrigues

SANTOS, S. B.; BATISTA, D. C.;DE PAULA, T. S.. Experimentação de exposição a poluentes em aquários: utilização de esponjas marinhas e mexilhões como bioindicadores de poluição. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Débora Leandro Rama Gomes

MORAES, F. C.; GUSMAO, J.; SALGADO, A.;DE PAULA, T. S.. Otimização da preservação em campo de amostras de Porifera para extração de DNA. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

GUSMAO, J.; VASCONCELOS, A. V.;DE PAULA, T. S.. Exame de Seleção para Monitoria. 2015. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Joel Christopher Creed

Creed, Joel C.. O complexo Cliona celata na América do sul: uma abrodagem molecular e morfológico. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Sonia Barbosa dos Santos

SANTOS, S. B.. O complexo Cliona celata na América do Sul: uma abordagem molecular e morfológica. 2009. Dissertação (Mestrado em Biologia Ecologia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Lena Geise

Geise, L.. Filogenia molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera). 2013. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Lúcio Paulo do Amaral Crivano Machado

MACHADO, L. P.; LAZOSKI, C. V. S.; HAJDU, E. C. M.; CUSTODIO, M. R.. Filogenia Molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeofrafia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera). 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Jaqueline Gusmão da Silva

SOLÉ-CAVA, Antonio Mateo; KLAUTAL, M. L.; HAJDU, E.; CREED, J. C.;GUSMÃO, J.. O complexo Cliona celata na América do Sul: uma abordagem molecular e morfológica. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Jaqueline Gusmão da Silva

Gusmão, J; Brito P. M. M. Utilização de marcadores moleculares em estudos sistemáticos evolutivos em Porifera. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Eduardo Carlos Meduna Hajdu

CREED, J.; SOLÉ CAVA, A.;HAJDU, E.. O complexo Cliona celata Grant, 1826 (Porifera, Demospongiae) na América do Sul: uma abordagem molecular e morfológica.. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Eduardo Carlos Meduna Hajdu

LAZOSKI, C. V. S.; MACHADO, L. P. A. C.;Custódio, M.R.HAJDU, E.. Filogenia molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera). 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Cristiano Valentim da Silva Lazoski

LAZOSKI, CRISTIANO. Filogenia molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Guilherme Ramos da Silva Muricy

HAJDU, E.; LAZOSKI, C.; CUSTODIO, M. R.; AMARAL, L. P.;MURICY, G.. Filogenia molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera). 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Paulo Marques Machado Brito

BRITO, P. M.. Filogenia Molecular, evolução de caracteristicas morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: Rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera). 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Márcio Reis Custódio

HAJDU, E.CUSTODIO, M. R.; MACHADO, L. P. A. C.; SILVA, C. V.. Filogenia molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale. 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Márcio Reis Custódio

CUSTODIO, M. R.; MARIEN, J. G. S.; BRITO, P. M. M.. Utilização de marcadores moleculares em estudos sistemáticos evolutivos em Porifera. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Lívia Bessa de Paula Pereira

Análises genéticas sobre paternidade múltipla em tartarugas marinhas; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Coorientador);

Juliana Lopes Mesquita

Evolução das regiões intergênicas do DNA mitocondrial das esponjas marinhas da Ordem Clionaida; Início: 2020; Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; (Orientador);

Vinicius Souza Magalhães Leite

GERMINAÇÃO IN VITRO E DIVERSIDADE GENÉTICA DE Chrysobalanus icaco L; DA REGIÃO DOS LAGOS, RIO DE JANEIRO; 2018; Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Thiago Silva de Paula;

Dora de Moura Barbosa Leite

Taxonomia integrativa de Mycale do grupo immitis do Atlântico Tropical Ocidental; 2016; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Zoologia)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Thiago Silva de Paula;

Laís Matos de Medeiros Lima

Apreendendo dificuldades na aprendizagem de genética no ensino superior; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Yuri Izidoro Tassara

Organização genômica do DNA mitocondrial de porifera: um estudo preliminar sobre rearranjos gênicos; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Maria Eduarda Monteiro

Evolução das regiões intergênicas do DNA mitocondrial das esponjas marinhas da Ordem Clionaida; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Marina Barcelos de Oliveira Lopes

Evolução das regiões intergênicas do DNA mitocondrial das esponjas marinhas da Ordem Clionaida; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Melanie Lopes da Silva

Variabilidade molecular de Mycale (Zygomycale) angulosa (Duchassaing & Michelotti, 1864) (Porifera, Demospongiae) da costa brasileira; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, PIBIC-UERJ; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Larissa Lima Morgado

Espécies crípticas, variabilidade populacional e filogenia molecular: relações filogenéticas entre as esponjas bioerosivas hadromeridas utilizando dados moleculares nucleares e mitocondriais; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, SR1/CETREINA-UERJ; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Mariana Ventura Alves

Caracterização genética de tartarugas marinhas do litoral do Brasil; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, PIBIC-UERJ; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Maurício Romulo Fernandes

Levantamento taxonômico da família Triphoridae no Brasil; 2015; Orientação de outra natureza - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Cristiana Castello-Branco

Esponjas batiais e abissais do Atlântico Sul (talude e montes submarinos brasileiros, e Dorsal Meso-Atlântica): sistemática e biogeografia; 2014; Orientação de outra natureza - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Caroline Cordonis Borges da Silva

Fundamentação de um Banco de DNA genômico da fauna marinha e silvestre do Brasil; ; 2012; Orientação de outra natureza - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Pedro Rafael Barbosa de Lyra Araújo

Variação temporal da composição genética de tartarugas cabeçudas (Caretta caretta, Linnaeus 1758) encalhadas no litoral sul do Brasil; 2012; Orientação de outra natureza - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Thalita Dionísio Belmonte

Influência dos metabólitos secundários de esponjas marinhas sobre o comportamento de nudibrânquios (Mollusca, Gastropoda); 2012; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Mariana de Paula Ribeiro Costa

PorToL (The Porifera Tree of Life) Brasil - Árvore da vida das esponjas brasileiras, Parte I: 28S e COI; 2010; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Raquel Medeiros Andrade Figueira

Sistemática do complexo Olivella minuta (LINK, 1807) (Mollusca, Gastropoda, Olividae) com base em conquiliologia, anatomia e análise molecular; 2010; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Thiago Silva de Paula;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ivar Pinheiro Aranha

Programa de monitoria da disciplina de Genética; 2004; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Janeiro; Orientador: Ivar Pinheiro Aranha;

Gisele Lôbo Hajdu

O complexo Cliona celata Grant, 1826 (Porifera, Demospongiae) na América do Sul: uma abordagem molecular e morfológica; 2009; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Gisele Lôbo Hajdu;

Gisele Lôbo Hajdu

Filogenia molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera); 2013; Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Gisele Lôbo Hajdu;

Gisele Lôbo Hajdu

2015; Universidade do Estado do Rio de Janeiro,; Gisele Lôbo Hajdu;

Gisele Lôbo Hajdu

O problema das amplas distribuições postuladas para poríferos perfurantes Sul-Americanos: diversidade genética de Cliona aff; celata e Cliona chilensis; Verdade ou artefato?; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, PIBIC-UERJ; Orientador: Gisele Lôbo Hajdu;

Eduardo Carlos Meduna Hajdu

Filogenia molecular, evolução de características morfológicas, variabilidade populacional, biogeografia e metabolômica comparativa: rumo a uma biologia integrativa para o gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera); 2013; Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro,; Coorientador: Eduardo Carlos Meduna Hajdu;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • FERNANDES, MAURÍCIO ROMULO ; SALGUEIRO, FABIANO ; PAULA, THIAGO SILVA ; LÔBO'HAJDU, GISELE ; PIMENTA, ALEXANDRE DIAS . Cryptic speciation in the - - species complex (Gastropoda, Triphoridae) from the Western Atlantic. JOURNAL OF ZOOLOGICAL SYSTEMATICS AND EVOLUTIONARY RESEARCH , v. 59, p. 819-838, 2021.

  • FORTUNATO, HUMBERTO F. M. ; DE PAULA, THIAGO S. ; ESTEVES, EDUARDO L. ; MURICY, GUILHERME ; LÔBO-HAJDU, GISELE . Biodiversity and structure of marine sponge assemblages around a subtropical island. HYDROBIOLOGIA , v. 847, p. 1281-1299, 2020.

  • ESTEVES, E. L. ; DE PAULA, T. S. ; LERNER, C. ; LÔBO-HAJDU, G. ; HAJDU, E. . Morphological and molecular systematics of the -Monanchora arbuscula complex? (Poecilosclerida : Crambeidae), with the description of five new species and a biogeographic discussion of the genus in the Tropical Western Atlantic. INVERTEBRATE SYSTEMATICS , v. 32, p. 457, 2018.

  • GASTALDI, M. ; DE PAULA, T. S. ; NAVARTE, M. ; DALEO, P. ; LÔBO-HAJDU, G. ; HAJDU, E. . Marine sponges (Porifera) from the Bahía San Antonio (North Patagonian Gulfs, Argentina), with additions to the phylogeography of the widely distributed Cliona aff. celata and Hymeniacidon perlevis , and the description of two new species. Marine Biology Research , p. 1-35, 2018.

  • LEAL, C. V. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. ; SCHONBERG, C. H. L. ; ESTEVES, E. L. . Morphological and molecular systematics of the 'Cliona viridis complex' from south-eastern Brazil. Journal of the Marine Biological Association of the UK (Online) , v. 00, p. 1-10, 2015.

  • DE PAULA, T. S. ; HAJDU, E. ; REDMOND, N. E. ; COSME, B. ; COLLINS, A. G. ; LOBO-HAJDU, G. . Mycalina: Another Crack in the Poecilosclerida Framework. Integrative and Comparative Biology , v. 00, p. 1-11, 2013.

  • DE PAULA, T. S. ; ZILBERBERG, C. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . Morphology and molecules on opposite sides of the diversity gradient: Four cryptic species of the Cliona celata (Porifera, Demospongiae) complex in South America revealed by mitochondrial and nuclear markers. Molecular Phylogenetics and Evolution (Print) , v. 62, p. 529-541, 2012.

  • ABSALÃO, Ricardo Silva ; SILVA, Pedro Henrique de Almeida ; DE PAULA, T. S. . Shell morphometrics in four species of Gadilidae (Mollusca, Scaphopoda) in Southwestern Atlantic Ocean, Brazil. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, v. 22, n.1, p. 175-179, 2005.

  • ABSALÃO, Ricardo Silva ; DE PAULA, T. S. . Shell morphometrics of three species of gadilid Scaphopoda (Mollusca) from the Southwestern Atlantic Ocean: comparing the discriminating power of primary and secondary descriptors. Zootaxa (Auckland) , Bellevue (Washington), v. 706, p. 1-12, 2004.

  • CREED, J. C. ; ABSALÃO, R. S. ; ALVARENGA, M. F. ; AMÂNCIO, I. C. ; AMARO, F.D. ; BARCELLOS, C. F. ; BRASIL, A. C. S. ; CAETANO, C. H. S. ; CARDOSO, I. A. ; DE PAULA, T. S. . Considerações Gerais. In: Joel C. Creed; Debora O. Pires; Marcia A. de O. Figueiredo. (Org.). Biodiversidade Marinha da Baía da Ilha Grande. Brasília- DF: MMA / SBF, 2007, v. 23, p. 379-392.

  • SANTOS, F. N. ; CAETANO, C. H. S. ; ABSALÃO, R. S. ; DE PAULA, T. S. . Mollusca de substrato não consolidado. In: Joel C. Creed; Debora O. Pires; Marcia A. de O. Figueiredo. (Org.). Biodiversidade Marinha da Baía da Ilha Grande.. Brasília - DF: MMA / SBF, 2007, v. 23, p. 207-236.

  • SANTOS, F. N. ; ABSALÃO, Ricardo Silva ; CAETANO, C. H. S. ; DE PAULA, T. S. . Moluscos marinhos da Baía da Ilha Grande, Rio de Janeiro, Resultados preliminares. In: II Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2005, Vitória - ES. Livro de Resumos - II CBO'2005 e XVII SNO, 2005.

  • LEAL, A. O. ; AIRES, R. M. ; DE PAULA, T. S. ; GITIRANA, H. M. ; LÔBO-HAJDU, G. . Caracterização genética de tartarugas-verdes (Chelonia mydas, Linnaeus 1758) encontradas na área de influência da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, Angra dos Reis e Paraty, estado do Rio de Janeiro. In: IXª Reunião do Grupo de Especialistas da Rede ASO-Tartarugas e VIII Jornada de Pesquisa e Conservação de Tartarugas Marinhas do Atlântico Sul Ocidental, 2018, Niterói, RJ. Libro Resumenes 9ª ASO. Niterói, RJ: Editora da UFF, 2018. v. 1.

  • DE PAULA, T. S. ; COSTA-LIMA, M. A. ; LOBO-HAJDU, G. . A utilização do espaço virtual na prática de ensino de Genética: Difusão e popularização de recursos multimídia e conhecimentos técnico-científicos para estudantes lusófonos de ensino superior. In: 27ª UERJ Sem Muros, 2017, Rio de Janeiro. Anais de Resumos da 27ª UERJ Sem Muros. Rio de Janeiro, 2017. v. 1.

  • LEITE, D. M. B. ; DE PAULA, T. S. ; LÔBO-HAJDU, G. ; HAJDU, E. . Integrative Systematics of Tropical Western Atlantic Mycale of the immitis-group. In: 10th World Sponge Conference, 2017, Galway. 10th World Sponge Conference - Book of Abstracts. Galway: NUI Galway, 2017. v. 1. p. 155-156.

  • LÔBO-HAJDU, G. ; ALVES, M. V. ; VIEIRALVES, T. ; de PAULA, TS . Phenotypic Plasticity in Sponges: a case study on Callyspongia sp. from Northeastern Brazil. In: Book of Abstracts 10th World Sponge Conference, 2017, Galway. 10th World Sponge Conference -. Galway: NUI Galway, 2017. v. 1. p. 61-61.

  • FORTUNATO, H. F. M. ; FERNANDES, F. ; LOPES, M. ; ALBANO, R. M. ; DE PAULA, T. S. ; LÔBO-HAJDU, G. ; ESTEVES, E. L. . A new species of Hymeniacidon from Brazil and redescription of Halichondria (Halich.) melanadocia de Laubenfels, 1936. In: 10th World Sponge Conference, 2017, Galway. Book of Abstracts 10th World Sponge Conference. Galway: NUI Galway, 2017. v. 1. p. 137-138.

  • LOURENÇO-DA-SILVA, R. ; FERNANDEZ, J. C. ; OLIVEIRA, A. M. ; DE PAULA, T. S. ; LÔBO-HAJDU, G. . timização de microssatélites heterólogos para estudos de diversificação críptica em Scopalina sp. (Porifera, Demospongiae) do Atlântico Tropical. In: 26ª Semana de Iniciação Cientifica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (SEMIC), 2017, Rio de Janeiro. Anais de Resumos da 26ª UERJ Sem Muros. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2017. v. 1. p. 111.

  • SILVA, R. L. ; LEAL, A. O. ; GITIRANA, H. M. ; DE PAULA, T. S. ; LÔBO-HAJDU, G. . Genetic characterization of green turtles on the surroundings of the nuclear power plant of Angra dos Reis and Paraty, Rio de Janeiro State. In: 63° Congresso Brasileiro de Genética, 2017, Águas de Lindóia, SP. Resumos do GENÉTICA 2017 - Brazilian-International Congress of Genetics. Ribeirão Preto, SP: Sociedade Brasileira de Genética, 2017. v. 1. p. 38827.

  • SILVA, R. L. ; LEAL, A. O. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . Contribuição para a caracterização genética de tartarugas verdes do entorno das usinas nucleares de Angra dos Reis e Paraty - RJ: aumento do número amostral e resultados iniciais das amostras a partir de 2015. In: 26ª Semana de Iniciação Científica da UERJ, 2016, Rio de Janeiro. Livro de Resumos da 25ª SEMIC. Rio de Janeiro, 2016. v. 1. p. 124-125.

  • SILVA, R. S. F. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . Estudo molecular de Aplysina fulva (Pallas, 1766) e Callyspongia sp.. In: 25ª Semana de Iniciação Científica da UERJ, 2016, Rio de Janeiro. Livro de Resumos da 25ª SEMIC. Rio de Janeiro, 2016. v. 1. p. 128-129.

  • LEITE, D. M. B. ; DE PAULA, T. S. ; HAJDU, E. . Integrative systematics of Mycale from the Tropical Western Atlantic. In: II Workshop ABC/CNRS (LIA-MARRIO), 2016, Rio de Janeiro. II Workshop ABC/CNRS (LIA-MARRIO) - Program and Book of Abstracts. Rio de Janeiro: LIA-MARRIO, 2016. v. 1. p. 15-15.

  • FORTUNATO, H. F. M. ; DE PAULA, T. S. ; ESTEVES, E. L. ; MURICY, G. R. S. ; LÔBO-HAJDU, G. . Biodiversity and structural dynamic of marine sponges assemblages of Ilha Grande and environs, Rio de Janeiro, Brazil. In: II Workshop ABC/CNRS (LIA-MARRIO), 2016, Rio de Janeiro. II Workshop ABC/CNRS (LIA-MARRIO) - Program and Book of Abstracts. Rio de Janeiro: LIA-MARRIO, 2016. v. 1. p. 18-18.

  • LÔBO-HAJDU, G. ; VIEIRALVES, T. ; DE PAULA, T. S. . Phenotipic Plasticity in Porifera. In: II Workshop ABC/CNRS (LIA-MARRIO), 2016, Rio de Janeiro. II Workshop ABC/CNRS (LIA-MARRIO) - Program and Book of Abstracts. Rio de Janeiro: LIA-MARRIO, 2016. v. 1. p. 36-36.

  • LEAL, A. O. ; AIRES, R. M. ; DE PAULA, T. S. ; GITIRANA, H. M. ; LOBO-HAJDU, G. . Caracterização genética de tartarugas- verdes (Chelonia mydas, Linnaeus 1758) encontradas na região de Angra dos Reis e Paraty - RJ. In: 5° Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2015, Porto de Galinhas, PE. CD do 5° Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2015. v. 1.

  • ALVES, M. V. ; DE PAULA, T. S. ; SOUSA, V. A. M. ; SOUZA, M. M. G. ; VIEIRALVES, T. ; LOBO-HAJDU, G. . Plasticidade fenotípica de Callyspongia sp. (Porifera) da costa de Salvador, Bahia. In: 5° Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2015, Porto de Galinhas, PE. CD do 5° Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2015. v. 1.

  • FORTUNATO, H. F. M. ; DE PAULA, T. S. ; MURICY, G. R. S. ; LOBO-HAJDU, G. . Biodiversity and structure of marine sponges assemblies in Ilha Grande Bay, Rio de Janeiro, Brazil. In: XVI Congreso Latinoamericano de Ciencias del Mar, 2015, Santa Marta, Colômbia. CD del XVI Congreso Latinoamericano de Ciencias del Mar. Bogotá, Colômbia: sociación Latinoamericana de Investigadores en Ciencias del Mar, 2015. v. 1.

  • LEAL, A. O. ; AIRES, R. M. ; GITIRANA, H. M. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . Caracterização genética de tartarugas verdes encontradas na zona de influência das usinas nucleares de Angra dos Reis-RJ: padronização dos experimentos e resultados iniciais. In: 25ª UERJ Sem Muros, 2014, Rio de Janeiro. Anais de Resumos da 25ª UERJ Sem Muros. Rio de Janeiro: UERJ, 2014.

  • SILVA, G. G. ; MORGADO, L. L. ; SOUSA, V. A. M. ; DE PAULA, T. S. ; SOUZA, M. M. G. ; LOBO-HAJDU, G. . Uma investigação preliminar das relações filogenéticas entre as esponjas bioerosivas hadromeridas utilizando dados moleculares nucleares e mitocondriais. In: 25ª UERJ Sem Muros, 2014, Rio de Janeiro. Anais de Resumos da 25ª UERJ Sem Muros. Rio de Janeiro: UERJ, 2014.

  • ALVES, M. V. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . Phenotypic plasticity of Callyspongia sp. (Duchassaing & Michelotti, 1867) (Porifera, Demospongiae) from the Brasilian coast. In: 60o Congresso Brasileiro de Genética, 2014, Guarujá, SP. Livro de Resumos do 60o Congresso Brasileiro de Genética. Ribeirão Preto, SP: Sociedade Brasileira de Genética, 2014. v. 1. p. 25.

  • ALVES, M. V. ; DE PAULA, T. S. ; SOUSA, V. A. M. ; SOUZA, M. M. G. ; VIEIRALVES, T. ; LOBO-HAJDU, G. . Variabilidade genética e plasticidade fenotípica de Callyspongia sp. (Porifera) da costa do Nordeste do Brasil. In: 25ª UERJ Sem Muros, 2014, Rio de Janeiro. Anais de Resumos da 25ª UERJ Sem Muros. Rio de Janeiro: UERJ, 2014.

  • HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. ; COSME, B. ; DE PAULA, T. S. ; REDMOND, N. E. ; COLLINS, A. G. ; THACKER, R. W. . Towards an Evolutionary Classification of Mycalina and Latrunculina (Poecilosclerida). In: Annual Meeting of the Society of Integrative and Comparative Biology, 2013, San Francisco, CA. Abstract Book, 2013. p. S8-1.6.

  • ESTEVES, E. L. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. ; HAJDU, E. . Synonymization of Crambe and Monanchora, with a taxonomic revision of the Crambe arbuscula complex, and description of three new species from the Tropical Western Atlantic. In: 9th World Sponge Conference, 2013, Fremantle, Western Australia. Abstracts: Ninth World Sponge Conference 2013. Fremantle, Western Australia: Australian Institute of Marine Science, 2013. v. 1. p. 45-46.

  • ESTEVES, E. L. ; FROMONT, J. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. ; HAJDU, E. . Taxonomy of Crambe s.l. (Crambeidae, Myxillina, Poecilosclerida) from south-western Australia, a morphological and molecular approach, with the description of four new species. In: 9th World Sponge Conference, 2013, Fremantle, Western Australia. Abstracts: Ninth World Sponge Conference 2013. Fremantle, Western Australia: Australian Institute of Marine Science, 2013. v. 1. p. 133.

  • DE PAULA, T. S. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . Phylogenetic relationships within Mycale Gray, 1867 inferred from molecular data, and implications for morphological character evolution. In: 9th World Sponge Conference, 2013, Fremantle, Western Australia. Abstracts: Ninth World Sponge Conference 2013. Fremantle, Western Australia: Australian Institute of Marine Science, 2013. v. 1. p. 85-86.

  • COSTA, M. P. R. ; ALVES, M. V. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . PorToL Brasil, Parte I: relações filogenéticas do gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera, Poecilosclerida). In: 24ª UERJ Sem Muros, 2013, Rio de Janeiro. Anais de Resumos da 24ª UERJ Sem Muros. Rio de Janeiro: UERJ, 2013. v. 1. p. 167.

  • LEAL, C. V. ; ESTEVES, E. L. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. ; SCHONBERG, C. H. L. . First record of the 'Cliona viridis complex' in the Southwestern Atlantic. In: 9th World Sponge Conference, 2013, Fremantle, Western Australia. Abstracts: Ninth World Sponge Conference 2013. Fremantle, Western Australia: Australian Institute of Marine Science, 2013. v. 1. p. 106-107.

  • FIGUEIRA, R. M. A. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. ; ABSALAO, R. S. . Molecular analysis of the complex Olivella minuta (Link, 1807), preliminary results. In: XI International Congress on Medical and Applied Malacology, 2012, Rio de Janeiro. XI International Congress on Medical and Applied Malacology - ABSTRACTS BOOK, 2012. p. 79.

  • COSME, B. ; HAJDU, E. ; SILVA, M. L. ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . AMPHILECTUS - POECILOSCLERIDA OU HAPLOSCLERIDA? UMA PERSPECTIVA FILOGENÉTICO-MOLECULAR. In: XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia, 2012, Salvador. CD de resumos do XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia (CBZ). Curitiba: Sociedade Brasileira de Zoologia (SBZ), 2012. v. 1. p. 167.

  • DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . 20 anos da primeira sequência de DNA publicada de porifera ou o que aprendemos até agora dos estudos moleculares em ecologia e evolução em esponjas. In: XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia (CBZ), 2012, Salvador. CD de resumos do XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia (CBZ). Curitiba: Sociedade Brasileira de Zoologia (SBZ), 2012. v. 1. p. 196.

  • DE PAULA, T. S. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA ESPICULAR DA ESPONJA PERFURANTE CLIONA CHILENSIS (PORIFERA, DEMOSPONGIAE) NA AMÉRICA DO SUL: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA EXTENSIVA EM ESCALA GEOGRÁFICA E GENÉTICA. In: XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia (CBZ), 2012, Salvador. CD de Resumos do XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia (CBZ), 2012. v. 1. p. 1630.

  • DE PAULA, T. S. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . ESTUDO MOLECULAR DAS RELAÇÕES FILOGENÉTICAS ENTRE OITO GÊNEROS DE ESPONJAS HADROMERIDAS PERFURANTES. In: XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia (CBZ), 2012, Salvador. CD de Resumos do XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia (CBZ). Curitiba: Sociedade Brasileira de Zoologia (SBZ), 2012. v. 1. p. 1645.

  • Nogueira, DM ; Oliveira, AM ; Bergallo, HG ; DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. ; Pissinatti, A ; Loiola, SA ; Rosa, LG ; Carvalho, EF . Different pattern of cytochrome oxidase gene subunit II (COII) digested with AluI enzyme to Callithrix species involved in natural hybridization. In: 57 Congresso Brasileiro de Genética, 2011, Águas de Lindóia, São Paulo. Programa do 57 Congresso Brasileiro de Genética. Ribeirão Preto - SP: Sociedade Brasileira de Genética (SBG), 2011. v. 1. p. 96-96.

  • DE PAULA, T. S. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . UMA INVESTIGAÇÃO PRELIMINAR DAS RELAÇÕES FILOGENÉTICAS ENTRE AS ESPONJAS PERFURANTES HADROMERIDAS UTILIZANDO DADOS MOLECULARES. In: II Workshop para o Desenvolvimento da Taxonomia de Porifera no Brasil, 2010, Rio de Janeiro. Resumos, 2010. p. 20.

  • DE PAULA, T. S. ; TASSARA, Y. I. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA ESPICULAR EM TRÊS ESCALAS GEOGRÁFICAS DA ESPONJA PERFURANTE CLIONA CHILENSIS THIELE, 1905 (DEMOSPONGIAE) NA AMÉRICA DO SUL. In: II Workshop para o Desenvolvimento da Taxonomia de Porifera no Brasil, 2010, Rio de Janeiro. Resumos, 2010. p. 21.

  • DE PAULA, T. S. ; ZILBERBERG, C. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . Less spicules, more trouble: five cryptic species of the Cliona celata (Porifera, Demospongiae) complex in South America. In: VIII World Sponge Conference, 2010, Girona, Espanha. Book of abstracts of the VIII World Sponge Conference. Girona, Espanha: Centre d'Estudis Avançats de Blanes, 2010. v. 1. p. 42-42.

  • DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . O complexo Cliona celata na América do Sul: uma abordagem molecular e morfológica para a detecção de espécies crípticas em esponjas bioerosivas. In: I Workshop da Rede Temática Desenvolvimento da Taxonomia de Porifera no Brasil, 2009, Rio de Janeiro. Livro de resumos do I Workshop da Rede Temática Desenvolvimento da Taxonomia de Porifera no Brasil. Rio de Janeiro: Imos, 2009. v. 1. p. 29-29.

  • DE PAULA, T. S. ; ZILBERBERG, C. ; AIRES, R. M. ; LOBO-HAJDU, G. . O complexo Cliona celata Grant, 1826, na América do Sul: uma abordagem molecular para a detecção de espécies crípticas em esponjas bioerosivas. In: XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2008, Curitiba. LIvro de Resumos - XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2008.

  • DE PAULA, T. S. ; AIRES, R. M. ; MENEZES, V. L. ; ZILBERBERG, C. ; LOBO-HAJDU, G. . ESPÉCIES CRÍPTICAS EM ESPONJAS BIOEROSIVAS?! EVIDÊNCIAS FAVORÁVEIS COM CONGRUÊNCIA DE DADOS MOLECULARES E MORFOLÓGICOS. In: II Jornada de Zoologia da UNIRIO, 2007, Rio de Janeiro. Livro de Resumos - II Jornanada de Zoologia da UNIRIO, 2007.

  • DE PAULA, T. S. ; OLIVEIRA, ABM ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . O complexo Cliona celata Grant, 1826 (Porifera, Hadromerida) da costa brasileira pode ser separado em grupos utilizando ITS e COI como marcadores moleculares. In: 52o Congresso Brasileiro de Genética, 2006, Foz do Iguaçu - PR. Livro de Resumos do 52o Congresso Brasileiro de Genética, 2006.

  • DE PAULA, T. S. ; OLIVEIRA, A. B. ; OLIVEIRA, M. P. C. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . O COMPLEXO CLIONA CELATA GRANT, 1826 (PORIFERA, HADROMERIDA) DA COSTA BRASILEIRA PODE SER SEPARADO EM GRUPOS UTILIZANDO ITS E COI COMO MARCADORES MOLECULARES. In: 15a. Semana de Iniciação Científica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2006, Rio de Janeiro. 15a. SEMIC - Resumos dos Trabalhos. Rio de Janeiro, 2006. p. 70.

  • SANTOS, F. N. ; ABSALÃO, Ricardo Silva ; DE PAULA, T. S. . Novos registros de ocorrência de moluscos marinhos para o Atlântico Sudoeste. In: XIX Encontro Brasileiro de Malacologia, 2005, Rio de Janeiro. Livro de Resumos - XIX Encontro Brasileiro de Malacologia. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2005. p. 228-228.

  • ABSALÃO, Ricardo Silva ; SILVA, P. H. A. ; DE PAULA, T. S. . Análise morfométrica comparativa de quatro espécies da família Gadilidae (Mollusca, Scaphopoda) no sudoeste do Oceano Atlântico. In: XVIII Encontro Brasileiro de Malacologia, 2003, Rio de Janeiro. Livro de Resumos do XVIII Encontro Brasileiro de Malacologia. Rio de Janeiro: Gráfica UERJ, 2003. p. 95-95.

  • DE PAULA, T. S. ; SANTOS, F. N. ; ABSALÃO, Ricardo Silva . Primeiro registro de três moluscos marinhos para a costa brasileira. In: XVIII Encontro Brasileiro de Malacologia, 2003, Rio de Janeiro. Livro de Resumos do XVIII Encontro Brasileiro de Malacologia. Rio de Janeiro: Gráfica UERJ, 2003. p. 191-191.

  • DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . 20 ANOS DA PRIMEIRA SEQUÊNCIA DE DNA PUBLICADA DE PORIFERA OU O QUE APRENDEMOS ATÉ AGORA DOS ESTUDOS MOLECULARES EM ECOLOGIA E EVOLUÇÃO EM ESPONJAS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DE PAULA, T. S. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA ESPICULAR DA ESPONJA PERFURANTE CLIONA CHILENSIS (PORIFERA, DEMOSPONGIAE) NA AMÉRICA DO SUL: UMA ANÁLISE QUANTITATIVA EXTENSIVA EM ESCALA GEOGRÁFICA E GENÉTICA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DE PAULA, T. S. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . ESTUDO MOLECULAR DAS RELAÇÕES FILOGENÉTICAS ENTRE OITO GÊNEROS DE ESPONJAS HADROMERIDAS PERFURANTES. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . O complexo Cliona celata na América do Sul: uma abordagem molecular e morfológica para a detecção de espécies crípticas em esponjas bioerosivas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DE PAULA, T. S. ; ZILBERBERG, C. ; AIRES, R. M. ; LOBO-HAJDU, G. . O complexo Cliona celata Grant, 1826, na América do Sul: uma abordagem molecular para a detecção de espécies crípticas em esponjas bioerosivas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DE PAULA, T. S. ; LOBO-HAJDU, G. . O complexo Cliona celata na América do Sul: uma abordagem molecular para a detecção de espécies crípticas em esponjas bioerosivas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • DE PAULA, T. S. ; AIRES, R. M. ; MENEZES, V. L. ; ZILBERBERG, C. ; LOBO-HAJDU, G. . ESPÉCIES CRÍPTICAS EM ESPONJAS BIOEROSIVAS?! EVIDÊNCIAS FAVORÁVEIS COM CONGRUÊNCIA DE DADOS MOLECULARES E MORFOLÓGICOS. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DE PAULA, T. S. ; OLIVEIRA, A. B. M. ; OLIVEIRA, M. P. C. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . O COMPLEXO CLIONA CELATA GRANT, 1826 (PORIFERA, HADROMERIDA) DA COSTA BRASILEIRA PODE SER SEPARADO EM GRUPOS UTILIZANDO ITS E COI COMO MARCADORES MOLECULARES. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DE PAULA, T. S. ; OLIVEIRA, A. B. M. ; HAJDU, E. ; LOBO-HAJDU, G. . O complexo Cliona celata Grant, 1836 (Porifera, Hadromerida) da costa brasileira pode ser separado em grupos utilizando ITS e COI como marcadores moleculares. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SANTOS, F. N. ; ABSALÃO, Ricardo Silva ; CAETANO, C. H. S. ; DE PAULA, T. S. . Moluscos marinhos da Baía da Ilha Grande, Rio de Janeiro, Resultados Preliminares. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DE PAULA, T. S. ; SANTOS, F. N. ; ABSALÃO, R. S. . Primeiro registro de três moluscos marinhos para a costa brasileira. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ABSALÃO, R. S. ; SILVA, P. H. A. ; DE PAULA, T. S. . Análise morfométrica comparativa de quatro espécies da família Gadilidae (Mollusca, Scaphopoda) no sudoeste do Oceano Atlântico. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

DE PAULA, T. S. ; COSTA-LIMA, M. A. ; LOBO-HAJDU, G. . Genética Virtual. 2016; Tema: Utilização do espaço virtual no ensino de Genética. (Blog).

DE PAULA, T. S. ; COSTA-LIMA, M. A. ; LOBO-HAJDU, G. . Genética Virtual. 2016; Tema: A utilização do espaço virtual na prática de ensino de Genética. (Rede social).

LOBO-HAJDU, G. ; DE PAULA, T. S. . Técnicas de extração de DNA aplicados a estudos malacológicos. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - 2021

    Caracterização da Biodiversidade Molecular de Porifera pela equipe TAXPOmol: Demospongiae do Grande Sistema Recifal Amazônico, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 04/10/2021., Descrição: O conjunto de ambientes denominado Grande Sistema Recifal Amazônico (GARS) tem aproximadamente 1000 x 50 km em área, estando situado na batimetria de 23?120 m. Vários táxons, sésseis ou vágeis, podem ser influenciados de forma variada pelas condições ecossistêmicas particulares observadas no GARS, cuja interpretação corrente é que se trate de um corredor de tamanho variável conforme as glaciações, agindo como um filtro para espécies bentônicas e demersais recifais no Atlântico Tropical Ocidental. Considerando-se o volume de dados crescente quanto ao frequente descasamento entre diversidade morfológica e genética em esponjas marinhas, e a importância de termos a habilidade de reconhecer espécies de forma inequívoca se queremos desenvolver programas otimizados e sustentáveis de aproveitamento deste recurso biológico, fica clara a importância de se adotar um programa de taxonomia integrativa destes organismos na costa brasileira e regiões vizinhas. Este projeto pretende avançar nessa direção através de uma avaliação da biodiversidade molecular das amostras de poríferos coletadas no GARS e depositadas na coleção de poríferos do Museu Nacional/UFRJ. Um total de 271 amostras foram coletadas no GARS em 2012 e 2014 por dragagens efetuadas pelos Navios de Pesquisa ?Atlantis? e ?Cruzeiro do Sul?. Todas as amostras foram fotografadas a bordo, preservadas diretamente em etanol a 92% ou congeladas em N2, e subamostradas para o trabalho molecular. O DNA será extraído com o kit Blood & Tissue da Qiagen conforme instruções do fabricante, e as amplificações da região C do 28S e da Citocromo Oxidase I (COI) serão feitas conforme delineamento em Erpenbeck et al. (2016). Será adotada uma estratégia de triagem por PCR rápido, onde as amplificações bem sucedidas sequenciadas apenas com o primer forward, terão sua origem em Porifera verificada no GenBank. Somente os produtos de amplificação de esponjas serão sequenciados com o primer reverso. Os produtos de PCR serão purificados com precipitação estândar por acetato de amônio - etanol antes do envio para sequenciamento por terceiros. Apenas sequências com valores de qualidade superiores a 50% de seu comprimento no Geneious serão consideradas para processamento e análises subsequentes. As sequências obtidas serão depositadas em bancos de dados públicos. Avaliações taxonômicas serão tentadas por agrupamento filogenético em relação a sequências previamente publicadas e, sempre que possível, posteriormente comparadas com as descrições morfológicas das espécies. O conjunto de dados resultante será alinhado no MAFFT sob a estratégia G-INS-i e posteriormente corrigido por análise visual. Reconstruções filogenéticas serão geradas com o RAxML versão 8 na plataforma Cyberinfrastructure for Phylogenetic Research (CIPRES) sob o modelo GTRGAMMA e 1000 réplicas de bootstrap. O uso de códigos de barra genéticos, os ?barcodes?, vêm ganhando terreno como forma de processar de forma relativamente rápida grandes lotes de amostras, em especial quando oriundas de áreas pouco estudadas (e.g. Vargas et al., 2012; Erpenbeck et al., 2016). Resolvemos adotar a estratégia como forma de acelerar a identificação de materiais biológicos, tendo em vista as grandes coleções de poríferos depositadas no Museu Nacional recentemente. Assim, como resultados previstos no âmbito deste projeto em particular estão: i, o delineamento de uma estratégia para estudos moleculares no TAXPOmol de grandes coleções de esponjas depositadas no Museu Nacional; ii, a conclusão da identificação das amostras de poríferos obtidas no GARS em 2012 e 2014; iii, a publicação de um artigo de cunho geral abordando a biodiversidade molecular de Demospongiae na área do GARS; e iv, a conclusão de uma tese de doutoramento (Camille V.L.C. da Silva) com foco em poríferos do GARS, e no papel do GARS na conectividade entre região do Caribe e costa brasileira. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Fernando Coreixas de Moraes - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador / Camille Victoria Leal - Integrante / Dora de Moura Barbosa Leite - Integrante / Lívia Rocha G. Silva - Integrante / Fabiano L.Thompson - Integrante / Dhara Avelino-Alves - Integrante / Carlos Gustavo Gouveia Paes Bastos Frota - Integrante.

  • 2017 - 2020

    Laboratoire International Associé (LIA), MARRIO 2, Patrons de biodiversité et chimiodiversité marine de la MARtinique à RIO de Janeiro: biologie et écologie des éponges, Descrição: A ecologia química marinha pode trazer sua contribuição para a compreensão dos processos ecológicos que regem a organização e o funcionamento dos ecossistemas marinhos. No entanto, as moléculas produzidas pelos organismos marinhos têm sido estudadas principalmente por sua atividade biológica e por suas possíveis aplicações nesse campo. As funções mais estudadas são aquelas de defesa contra predadores, organismos oportunistas incrustantes e microrganismos patogênicos. Há ainda muito o que aprender sobre as funções dos mediadores químicos no âmbito dos ecossistemas marinhos, sobre as modalidades de transmissão da informação química, eventualmente à distância, ou da ação sobre o comportamento e/ou a fisiologia de outros organismos.Tratar-se-à de determinar o papel dos metabólitos secundários expulsos pelos organismos sésseis na estruturação e no funcionamento dos ecossistemas bentônicos. De maneira mais particular, haverá a tentativa de determinar se o ?panorama químico? condicionado por uma comunidade bentônica, pode influenciar o comportamento da fauna vágil, e ainda determinar como uma modificação da biodiversidade das esponjas pode afetar o funcionamento dessa mediação química. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Michelle Regina Lemos Klautau - Integrante / André R. de Senna - Integrante / Thierry Pérez - Coordenador / Eduardo Leal Esteves - Integrante / Júlio César Fernandez - Integrante / Humberto F. M. Fortunato - Integrante / Beatriz Grosso Fleury - Integrante / Hudson Carvalho Ferreira - Integrante / Fábio Vieira de Araújo - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Variação filogenética de regiões intergênicas do genoma mitocondrial de esponjas marinhas da Ordem Clionaida, Descrição: A mitocôndria é uma organela citoplasmática relacionada com a produção de energia nas células heterotróficas, utilizando-se do transporte de elétrons acoplado com reações de fosforilação oxidativa para gerar ATP. O DNA mitocondrial (DNAmit) dos bilatérios, de forma geral, não possuem regiões intrônicas em seus genes, e as regiões intergênicas (IGRs) são extremanente reduzidas ou ausentes. Contudo, o DNAmit das esponjas (Filo Porifera), em contraste ao encontrado nos animais bilatérios, pode apresentar genes adicionais, RNAs ribossomais maiores e longas IGRs; características supostamente intermediárias ao dos bilatérios e de outros opistocontes não-metazoários. As IGRs das esponjas podem ainda abrigar elementos repetitivos formadores de grampos (RHE), que muito provavelmente invadiram o genoma mitocondrial das esponjas múltiplas vezes ao longo de sua evolução. Contudo, ainda há poucas sequências disponíveis de genomas mitocondriais de poriferos para examinar a grande variação de tamanho e organização desses DNAmit sob contextos evolutivos específicos. O objetivo deste projeto é investigar a evolução das IGRs das esponjas marinhas em uma escala filogenética familiar, para que, desta forma, seja possível avaliar os efeitos dos eventos de diversificação sobre o tamanho e organização do genoma organelar desses metazoários. Para tal, três regiões intergênicas do DNAmit das esponjas da Ordem Clionaida serão amplificadas, sequenciadas, anotadas e utilizadas em análises comparativas, tendo como base relações filogenéticas reconstruídas a partir de sequências do gene do rRNA 28S.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    BIODIVERSIDADE E QUIMIODIVERSIDADE DE PORÍFEROS DO ATLÂNTICO TROPICAL OCIDENTAL ? A Barreira Biogeográfica do Amazonas, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 08/04/2019., Descrição: A ocorrência de recifes estruturados principalmente por esponjas ao largo da foz do Amazonas permite que espécies recifais transitem ao longo do Atlântico Tropical Ocidental. Esta fauna recifal utiliza-se destes habitats sob a pluma de água-doce e sedimentos carreada pelo Rio Amazonas, como um corredor para migração, com maior ou menor impedimento conforme o período glacial (corredor mais estreito) ou interglacial (corredor mais amplo). Apesar de sua relevância para a manutenção do fluxo gênico ao longo deste importante setor do Oceano Atlântico, amplo segmento da plataforma e talude continentais da região norte do Brasil foram ofertados à iniciativa privada em 2013 com finalidade de avaliação de reservas e exploração de petróleo e gás. Ocorre que esta é uma das regiões marinhas brasileiras mais carentes de estudos de base, e consequentemente, com grande necessidade de inventários biológicos para o processo de licenciamento ambiental. Duas campanhas oceanográficas (2012 e 2014) coletaram por meio de dragas e mergulhos autônomos uma rica fauna de esponjas sob a pluma do Rio Amazonas criando uma importante coleção de dados biológicos (depositadas no Museu Nacional, UFRJ) que auxiliará na ampliação do conhecimento sobre as províncias caribenha e brasileira. Essa coleção subsidiará estudos sob uma ótica integrativa, utilizando abordagens morfológicas, bioquímicas e moleculares. Um dos maiores interesses na diversidade dos poríferos reside no fato desses animais sésseis produzirem uma gama excepcional de substâncias tóxicas, frequentemente de ação anti-predatória. Dentre os organismos marinhos, as esponjas são particularmente reconhecidas como uma importante fonte de metabólitos secundários com potencial econômico para a indústria farmacêutica. Este projeto pretende avançar a investigação acerca de quais espécies de poríferos respondem à barreira fluvial, e quais parecem não ser afetadas. Para tal, dispomos de mais de 15000 esponjas brasileiras na coleção do Museu Nacional/UFRJ, e importantes coleções das Antilhas Holandesas, Panamá, e leste da Região Caribenha (Martinica). O estudo taxonômico se dará através da confecção de lâminas microscópicas de espículas dissociadas e de cortes espessos, para observação ao microscópio óptico, e através da preparação de suportes metálicos com espículas dissociadas para estudo em microscopia eletrônica de varredura (MEV). Espécies finamente incrustantes, perfurantes, ou excessivamente duras serão seccionadas com serra diamantada de baixa rotação após inclusão em resina epóxi. A identificação dos espécimes será feita por meio de comparações com descrições da literatura especializada. Para estudos moleculares, as moléculas utilizadas serão o RNA ribossomal 16S, 18S, 28S, ITS e a subunidade I da citocromo c oxidase (COI) do DNA mitocondrial. As sequências obtidas serão editadas com o programa Chromas Pro e BioEdit v7.0.1, alinhadas com o ClustalX v2. As árvores gênicas serão geradas com o programa MEGA4. As análises metagenômicas, serão feitas por meio de pirossequenciamento através do Illumina e anotadas no MG-RAST. Metabolomas serão obtidos por meio de análise de HPLC-PDA-DAD-NMR-MS. Já os estudos evolutivos serão realizados com base na elaboração de matrizes de espécies e/ou táxons superiores por caracteres morfológicos e/ou moleculares para análise pelos programas PAUP 4.0* e TNT. As análises biogeográficas serão baseadas na compilação de dados georreferenciados de distribuição, e conduzidas com os programas NDM / VNDM 2.7. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Robert W. Thacker - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador / Allen G. Collins - Integrante / Michelle Regina Lemos Klautau - Integrante / Fernanda Correia Azevedo - Integrante / Jean Vacelet - Integrante / João L Carraro - Integrante / Philippe Willenz - Integrante / Marcio Reis Custódio - Integrante / Alexander Ereskovsky - Integrante / Nicole Boury-Esnault - Integrante / Roberto Gomes de Sousa Berlinck - Integrante / Thierry Pérez - Integrante / Pierre Chevaldonné - Integrante / Olivier P. Thomas - Integrante / Sula Salani Mota - Integrante / Júlio César Fernandez - Integrante / Camille Victoria Leal - Integrante / André Felipe Bispo da Silva - Integrante / Gisele Lôbo Hajdu - Integrante / Fabiano L. Thompson - Integrante / Cristiana Gomes de Oliveira Castello-Branco - Integrante / Dora de Moura Barbosa Leite - Integrante / Lívia Rocha G. Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2019

    QUALIFICAÇÃO DE PESSOAL EM MAPEAMENTO DE BIODIVERSIDADE E QUIMIODIVERSIDADE MARINHA NO ATLÂNTICO TROPICAL OCIDENTAL esponjas como modelo de estudo, das Antilhas ao Rio de Janeiro e do entremarés à zona batial, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 01/10/2014., Descrição: O projeto MBQMar reúne equipes interdisciplinares de importantes universidades do país, lideradas pela UFRJ e UERJ. Estas equipes vêm atuando de forma integrada no âmbito de iniciativas diversas, às quais recentemente agregou-se o Laboratório Internacional Associado MARRIO, formado por pesquisadores brasileiros e franceses, e que juntamente com o MBQMar, poderá impulsionar o estudo integrativo da biodiversidade e quimiodiversidade de poríferos no Atlântico Tropical Ocidental. O estudo da biodiversidade produzirá mapas de distribuição e endemismo, e avaliará a conectividade entre poríferos brasileiros e caribenhos. O foco do projeto em inovação se reflete no uso de um verdadeiro arsenal tecnológico para elucidar questões primordiais do mapeamento de recursos vivos e suas potenciais aplicações biotecnológicas. A caracterização de espécies fará uso não somente de microscopia óptica e eletrônica, mas também de sequenciamento de RNA e DNA mitocondrial, e de HPLC-DAD-ELSD-MS (cromatografia líquida de alto desempenho, associada à detecção de arranjo de fotodiodos, detecção evaporativa de espalhamento de luz e espectroscopia de massa). Espécies bem caracterizadas permitirão mais facilmente a detecção de complexos. Avançaremos assim o conhecimento acerca da real diversidade biológica em mãos, e viabilizaremos foco mais preciso e maior repetibilidade de estudos bioprospectivos, através de uma melhor compreensão da variabilidade intraespecífica em escala temporal, geográfica e batimétrica. Este melhor foco e maior eficiência em bioprospecção será alcançado com a abordagem integrativa do fingerprinting metabólico, que se usará paralelamente ao protocolo tradicional do fracionamento guiado por bioensaios. As assinaturas químicas obtidas na forma de metabolomas constituirão um banco de dados que auxiliará a derreplicação de estudos químicos, e uma biblioteca de caracteres quimiossistemáticos, que se utilizará na abordagem taxonômica integrativa. Além dos bolsistas diretos do projeto, a formação de recursos humanos especializados agregará também alunos com bolsas obtidas nas seleções regulares de ingresso nos programas de pós-graduação apoiadores desta proposta, bem como pós-doutorandos (PNPD, PDJ). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (9) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (6) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Robert W. Thacker - Integrante / Mariana de Souza Carvalho - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador / Allen G. Collins - Integrante / Michelle Regina Lemos Klautau - Integrante / Fernanda Correia Azevedo - Integrante / Jean Vacelet - Integrante / João L Carraro - Integrante / Emilio Lanna - Integrante / Philippe Willenz - Integrante / Marcio Reis Custódio - Integrante / Guilherme Ramos da Silva Muricy - Integrante / Alexander Ereskovsky - Integrante / Fernanda F. Cavalcanti - Integrante / Nicole Boury-Esnault - Integrante / Roberto Gomes de Sousa Berlinck - Integrante / Cristiano Lazoski - Integrante / André R. de Senna - Integrante / Mario F.C. dos Santos - Integrante / Thierry Pérez - Integrante / Pierre Chevaldonné - Integrante / Olivier P. Thomas - Integrante / Pierre Lejeusne - Integrante / Julijana Ivanisevic - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Outra.

  • 2013 - Atual

    Laboratoire International Associé (LIA), MARRIO, Patrons de biodiversité et chimiodiversité marine de la MARtinique à RIO de Janeiro: les éponges comme modèle d?étude, Descrição: Este projeto permitirá o desenvolvimento das atividades científicas do Laboratório Internacional Associado (LIA) MARRIO, criado por iniciativa do CNRS (IMBE) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Esse LIA é formado por uma equipe de especialistas em sistemática, biologia e ecologia evolutiva de esponjas, reconhecidos mundialmente pela sua competência. Assim, tornamos agora institucional uma antiga colaboração, responsável pela formação do grupo brasileiro de esponjólogos. O grupo brasileiro é atualmente um dos mais produtivos do mundo no estudo de esponjas e tem muita similaridade, mas também complementaridade com o grupo francês. Em comparação com as colaborações anteriores, este projeto de LIA é claramente interdisciplinar, combinando duas equipes de químicos especialistas em produtos naturais marinhos e em metabolômica marinha e de esponjas. Esse consórcio permitirá a continuação dos esforços que visam promover a taxonomia integrativa e ecologia química marinha. Os participantes do LIA pretendem desenvolver aspectos teóricos e práticos do estudo da biologia de organismos marinhos, ecologia evolutiva, ecologia química e química de produtos naturais marinhos, tendo as esponjas como modelo. Trata-se também de enfrentar novos desafios relativos à evolução das classificações, aos avanços nos estudos de filogenia dos metazoários e, particularmente, das mudanças constantes da sistemática de esponjas. Nenhum laboratório marinho do CNRS é formalmente instalado no Atlântico Ocidental Tropical, onde será desenvolvido o presente projeto. Além disso, embora o laboratório proponente do CNRS (IMBE) já tenha desenvolvido numerosos trabalhos científicos, nenhum deles é relacionado ao ambiente marinho (Martinica). O LIA é, portanto, uma forma de se consolidar a posição do CNRS no meio marinho nessa parte do mundo, a partir de uma sólida rede de colaboradores. Objetiva-se então fazer a partir de um pólo franco-brasileiro, a força maior desse espaço marinho para o estudo de padrões de biodiversidade entre o Atlântico Sul e o Caribe. Este projeto fornecerá um ambiente científico de alto nível para estudantes e gestores ambientais envolvidos no projeto científico ou nas diferentes atividades pedagógicas planejadas, com a finalidade de preparar a geração de amanhã. As aulas e workshops previstos permitirão que os especialistas acompanhem os trabalhos dos participantes, sejam eles trabalhos de pesquisa científica ou estratégias de gestão do meio marinho. De acordo com as nossas experiências anteriores, é esperado que as reuniões regulares de biólogos, ecólogos e químicos criem um dinâmica que levará à criação de vários outros programas de pesquisa internacionais. O programa de pesquisa proposto visa melhorar o conhecimento da biodiversidade de esponjas marinhas do Caribe, a partir da exploração de ambientes relativamente desconhecidos: cavernas submarinas e montes submarinos. Esses ambientes permitem que se teste os efeitos de diferentes níveis de fragmentação do habitat na estruturação de populações ou seu grau de conectividade e suas conseqüências evolutivas nas populações e nos fenômenos de especiação. Além disso, os conhecimentos adquiridos com o LIA destinam-se a ser compartilhados com gestores ambientais, de forma a promover a criação de áreas marinhas protegidas em regiões de alto endemismo. Finalmente, um produto importante do LIA será também a criação de um banco de dados colaborativo acessível aos promotores do projeto e também ao público em geral (mergulhadores, professores, gestores etc.). O projeto é coordenado por Michelle Klautau pelo lado brasileiro e por Thierry Pérez pelo lado Francês. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Integrante / Michelle Regina Lemos Klautau - Coordenador.

  • 2013 - Atual

    Caracterização genética de tartarugas marinhas e de hepesvirus quelonídeo associados a tumores no âmbito do Projeto Promontar - Angra, Descrição: No contexto da conservação das tartarugas marinhas no Brasil, se encontra em fase de implementaçao o Projeto PROMONTAR - ANGRA, que constitui um Programa de Monitoramento de Ocorrências de Tartarugas Marinhas na Área de Influência das Usinas Nucleares de Angra dos Reis. Dentre as diversas atividades a serem implementadas ao longo do desenvolvimento do Projeto PROMONTAR - ANGRA serão coletados dados biológicos a cerca dos indivíduos de tartarugas marinhas analisadas, que incluem: 1) registros fotográficos; 2) biometria; 3) análise da condição de saúde física corporal; 4) coleta de material sanguíneo; 5) prevalência de fibropapilomatose e biopsia dos tumores; 6) necropsia e coleta de conteúdo estomacal. Sendo assim, no âmbito do desenvolvimento do Projeto PROMONTAR ANGRA, este projeto de pesquisa visa a caraterização genética das tartarugas marinhas encontradas na área de influência da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA) no Município de Angra dos Reis - RJ. Para isso, dois tipos de marcadores moleculares serão utilizados: a região controle (LCR) do DNA mitocondrial (DNAmt) e microssatélites (STR's). Adicionalmente, este projeto visa examinar as variantes virais do herpesvirus associado a fibropapilomas de tartarugas (FPTHV) presentes nos tumores encontrados nas tartarugas marinhas e estimar a prevalência do herpesvirus em indivíduos saudáveis, além do estabelecimento de padrões filogeográficos de disseminação do herpesvirus nas tartarugas encontradas na região. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Coordenador / Rafaela Magalhães Aires - Integrante / Humberto Mas Gitirana - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Identificação molecular da biodiversidade da coleção de poríferos do Museu Nacional (MN/UFRJ): espécies crípticas, variabilidade populacional e filogenia molecular, Edital Universal CNPq N 14/2013, Faixa B até R$ 60.000,00, Descrição: Os museus de história natural são de crucial importância uma vez que permitem um enorme potencial de gerar conhecimento sobre a biodiversidade devido às suas coleções biológicas e as informações nelas incorporadas (genética, morfológica, etc.). O código-de-barras de DNA" têm se mostrado eficaz em estudos de biodiversidade, podendo ajudar os taxonomistas indicando caracteres morfológicos diagnósticos úteis, informando revisões necessárias e sinalizando espécies crípticas. Com a grande vantagem de uma caracterização de etiquetas taxonômicas em estrutura de larga-escala, baseada em uma plataforma operacional envolvendo isolamento de DNA, sequenciamento e bioinformática. O presente projeto tem como objetivo explorar, por meio do seqüenciamento de marcadores moleculares, a Coleção de Poríferos do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (MN/UFRJ). Conhecendo-se a composição genética do maior número de espécies nativas ou de ampla distribuição no litoral do Brasil é possível propor estratégias de gerenciamento efetivo destes organismos e preservar nossa biodiversidade. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Coordenador / Mariana de Souza Carvalho - Integrante / Thomáz Vieiralves - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2013 - Atual

    PORÍFEROS SUL-AMERICANOS E ANTÁRTICOS: BIOLOGIA INTEGRATIVA COMO SUBSÍDIO À BIODESCOBERTA, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 01/10/2014., Descrição: Os Poríferos dominam diversos hábitats marinhos em todos os mares, principalmente em águas (sub)tropicais rasas. De litorais como os da Argentina, Brasil, Chile e Peru conhece-se somente uma pequena parcela da riqueza de poríferos, o que não condiz com seu potencial como matéria prima para a bioprospecção, ou como indicadores de vulnerabilidade ambiental, características hoje altamente valoradas pela ciência e sociedade. Este é o racional que nos motiva a perseguir um inventário detalhado, e como tal, integrativo, deste recurso biológico. Nossa abordagem multifacetada tem foco no Brasil e áreas adjacentes biogeograficamente afins às ecorregiões marinhas e mar profundo brasileiro, de onde registramos cerca de 150 espécies nos últimos cinco anos. Tais resultados vêm sendo alcançados graças à configuração paulatina de uma rede nacional e internacional de colaboração. As razões específicas que motivam a continuidade de nosso programa de biodescoberta são o achado de (i) alta riqueza de poríferos novos para a ciência em águas profundas do Brasil e do Chile, (ii) riqueza de poríferos em águas rasas mesmo em áreas urbanas brasileiras, (iii) rico espectro de moléculas bioativas com potencial aplicação no controle de doenças negligenciadas, (iv) rica microbiota associada com enorme potencial biotecnológico através de metagenômica, e (v) superação de obstáculos para a implementação de abordagens moleculares evolutivas em importante segmento da diversidade global de poríferos. Desta forma, nos propomos com este projeto a avançar o inventário das esponjas do continente Sul-americano e Península Antártica, apontando táxons prioritários para bioprospecção e áreas prioritárias para conservação, além de acelerar estudos de biologia integrativa com vistas à quantificação da variabilidade genética em espécies chave, e construção de uma classificação filogenética para Porifera, conforme detalhamento no corpo do projeto. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (2) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Mariana de Souza Carvalho - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador / Michelle Regina Lemos Klautau - Integrante / João L Carraro - Integrante / Roberto Gomes de Sousa Berlinck - Integrante / Mônica Dorigo Correa - Integrante / André Tempone - Integrante / Alexandra Ivo de Medeiros - Integrante / Daniella Trivella - Integrante / Raquel Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2014

    PorToL (The Porifera Tree of Life) Brasil - Árvore da vida das esponjas brasileiras, Parte II: identificação molecular com COI, Descrição: A comparação de sequências de DNA tem sido fundamental para estudos de biodiversidade e de filogenia. Sequências de marcadores moleculares que permitam a identificação de espécies são denominadas de código-de-barras de DNA e tem por pretensão utilizar o gene codificante da subunidade I da citocromo c oxidase (COI) para a identificação de grupos animais. O objetivo principal deste projeto é explorar o banco de DNA de espécies de esponjas marinhas do Brasil e desenvolver ferramentas para a detecção de variabilidade genética, contribuindo para a construção de uma árvore da vida das esponjas marinhas brasileiras. Sequências de código-de-barras de DNA organizadas e disponíveis em bancos eletrônicos podem servir de base para um amplo espectro de estudos que incluem levantamentos de biodiversidade, conservação, identificação de espécies crípticas, detecção de espécies exóticas e/ou ameaçadas de extinção, desenvolvimento de sondas de DNA, estudos taxonômicos e filogenéticos, ecofisiológicos, forenses, entre outros. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    BIODIVERSIDADE E BIOPROSPECÇÃO DE PORÍFEROS SUL-AMERICANOS E ANTÁRTICOS FASE 2, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 01/10/2014., Descrição: Processo 476558/2012-3 (CNPq) - Universal 14/2012 - Faixa B, com os seguintes objetivos: 1. Publicar nova série de descrições de esponjas marinhas com inclusão de pranchas coloridas para facilitar seu posterior reconhecimento no campo. Se priorizará a descrição de espécies alvo de estudos químico/farmacológicos conduzidos por colaboradores. 2. Propor novas filogenias para poríferos e discutir os aspectos biogeográficos e/ou rearranjos classificatórios implícitos. 3. Coletar novas amostras de poríferos para estudos químico/farmacológicos com vistas à descoberta de compostos bioativos. 4. Efetuar novos bioensaios antivirais, antitumorais, antimicrobianos contra linhagens pouco usuais, anti-inflamatórios/imunomodulatórios e anti-Leishmania com o banco de extratos e/ou compostos obtidos pela equipe da USP-SC a partir de poríferos coletados com a participação da equipe do Museu Nacional. 5. Analisar a microbiota associada a poríferos brasileiros, no tocante à sua biodiversidade e potencial biotecnológico. 6. Analisar a variabilidade genética e morfológica de esponjas sul-americanas. 7. Publicar um guia de identificação para esponjas do Peru. 8. Atualizar os registros brasileiros na World Porifera Database (www.marinespecies.org/porifera) de ao menos 100 espécies de Demospongiae. 9. Concluir as (co)orientações de duas teses de doutoramento; concluir as orientações de três dissertações de mestrado e a (co)orientação de mais uma; e iniciar as orientações de ao menos uma nova tese e uma nova dissertação. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Mariana de Souza Carvalho - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador / Michelle Regina Lemos Klautau - Integrante / Fernanda Correia Azevedo - Integrante / Roberto Gomes de Sousa Berlinck - Integrante / Mônica Dorigo Correa - Integrante / Ulisses dos Santos Pinheiro - Integrante / Victor Ribeiro Cedro - Integrante / Eduardo Leal Esteves - Integrante / Alejandro Marcelo Bravo Sotomayor - Integrante / Sula Salani Mota - Integrante / Júlio César Fernandez - Integrante / Yuri Samuel Alberto Hooker Mantilla - Integrante / Cesar Cardenas - Integrante / Ruth Desqueyroux-Faúndez - Integrante / Báslavi Cóndor - Integrante / Dirk Schories - Integrante / Cassio Albernoz Fonseca - Integrante / THABATA VERLÂ GONÇALVES RIBEIRO - Integrante / Carla Menegola - Integrante / Camille Victoria Leal - Integrante / André Felipe Bispo da Silva - Integrante / Vanessa Bettcher Brito - Integrante / Patricia Barrozo de Aquino Lemos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2014

    Rede Brasileira de Identificação Molecular de Organismos Marinhos, Edital MCT/CNPq/FNDCT N 50/2010, Identificação Molecular da Biodiversidade, Processo no. 564945/2010-2, Descrição: O projeto propõe o levantamento de parte da biodiversidade de alguns grupos de organismos eucarióticos marinhos distribuídos ao longo da costa brasileira. Para tanto, será utilizada a técnica de DNA barcoding , complementada com dados de morfologia e de distribuição geográfica. Esses dados serão integrados aos obtidos nos demais projetos compõem a Rede, para a produção de bancos de dados e de amostras preservadas em coleções (ex. museus e herbários). O conhecimento da diversidade de organismos marinhos tem sido objeto de muitos estudos anteriores, porém esse conhecimento é baseado principalmente em dados morfológicos e só esporadicamente complementado por abordagens moleculares. A taxonomia de muitos desses grupos é notoriamente difícil devido à morfologia e anatomia relativamente simples, e em muitos casos convergentes, grande plasticidade fenotípica e alternância de gerações heteromórficas, dificuldade de coleta, ampla distribuição geográfica, entre outros. A comparação de sequências de DNA tem sido fundamental para estudos de biodiversidade e de filogenia. Sequências de marcadores moleculares que permitam a identificação de espécies são denominadas de DNA barcodes . Sequências de DNA barcodes , organizadas e disponíveis em bancos eletrônicos podem servir de base para um amplo espectro de estudos que incluem levantamentos de biodiversidade, conservação, identificação de espécies crípticas, detecção de espécies exóticas e/ou ameaçadas de extinção, desenvolvimento de sondas de DNA, estudos taxonômicos e filogenéticos, ecofisiológicos, forenses, entre outros.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Coordenador / Thomáz Vieiralves - Integrante / Melanie Lopes da Silva - Integrante / Mariana Cabral de Oliveira - Integrante.

  • 2010 - 2011

    PorToL (The Porifera Tree of Life) Brasil - Árvore da vida das esponjas brasileiras, Parte I: 28S e COI, Auxílio à Pesquisa, APQ1 FAPERJ, Processo no. E-26/110.260/2010, Descrição: A informação fundamental de uma espécie é aquela contida em seu genoma. A estocagem de amostras em bancos de DNA é uma forma de preservação da diversidade biológica. Entretanto, pouco esforço tem sido feito no sentido de coletar e documentar amostras de DNA como recursos genéticos. No Brasil existem diversos bancos de DNA de espécies brasileiras, principalmente voltado para espécies endêmicas e ameaçadas de extinção. O objetivo principal deste projeto é implantar e explorar o primeiro banco de DNA do Brasil de espécies de esponjas marinhas e gerar/construir hipóteses filogenéticas das relações dos gêneros e famílias assinaladas para a subordem Mycalina, Ordem Poecilosclerida. Pretendemos promover o estudo em detalhe desses genomas, desenvolver ferramentas para detecção de variabilidade genética e contribuir para a construção de uma árvore da vida das esponjas marinhas brasileiras. Auxílio à Pesquisa APQ1 FAPERJ; Proc E-26/110.260/2010.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Coordenador / Robert W. Thacker - Integrante / Thomáz Vieiralves - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Integrante / Bruno Cosme - Integrante / Yuri Isidoro Tassara - Integrante / Melanie Lopes da Silva - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / National Science Foundation - Cooperação.

  • 2009 - 2013

    Evolução em três níveis: Filogenia molecular, evolução de caracteres, e filogeografia de Mycale Gray, 1867 (Demospongia: Poecilosclerida) do Atlântico, Descrição: Dados morfológicos, basicamente da morfologia das espículas, são amplamente utilizados para gerar hipóteses sobre taxonomia, filogenia e biogeografia das esponjas marinhas (Porifera). Contudo, sabe se que muitos desses dados podem sofrer considerável plasticidade fenotípica, e dessa forma, tais análises estariam sujeitas a um potencial erro. Como o conhecimento sobre os processos de desenvolvimento desses dados morfológicos é ínfimo, atribuir homologias a várias categorias criadas pela sistemática tradicional é discutível, se não, errôneo. E tendo como base apenas a morfologia para reconstruir as relações filogenéticas desse grupo, a fim de determinar a homologia desses caracteres, estaríamos ocorrendo em uma tautologia. Assim, de forma a estabelecer relações filogenéticas independentes dos caracteres morfológicos, é proposto o uso de marcadores moleculares com o intuito de inferir uma filogenia robusta para o grupo; e, assumindo tal reconstrução, testar a homologia dos caracteres morfológicos utilizados hoje na sistemática de gênero Mycale Gray, 1867 (Porifera: Demospongiae: Poecilosclerida). Serão utilizados os genes 18S e 28S do RNA ribossomal (RNAr) nuclear como marcadores moleculares supra-específicos, os quais têm gerado bons resultados para esponjas na literatura. Ainda, a fim de avaliar as hipóteses biogeográficas existentes para esse grupo, tomaremos como exemplo Mycale (Carmia) microsigmatosa para estabelecer uma filogeografia para a costa do Brasil. Dessa forma, será possível inferir dados sobre seu tamanho populacional, dispersão e fluxo gênico, além de seu centro de origem, o que permitirá comparações com a biogeografia de Mycale. Será utilizado como marcador a região intergênica mitocondrial (RIM), uma região recentemente descoberta no genoma mitocondrial das esponjas, promissora para análises populacionais, e que já vem dando bons resultados em outros trabalhos de nosso grupo. Também serão testados outros marcadores populacionais clássicos em esponjas. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Coordenador / Yuri Izidoro Tassara - Integrante / Melanie Lopes da Silva - Integrante / Thiago da Silva Farias - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2009 - 2011

    Variabilidade populacional de Mycale (Zygomycale) angulosa (Duchassaing & Michelotti, 1864) (Porifera, Demospongiae) da costa brasileira, Descrição: O gênero Mycale Gray, 1867 é considerado especioso para esponjas (são 228 espécies válidas, distribuídas entre 11 subgêneros), sendo sua história taxonômica problemática. A dinâmica e estrutura populacional das espécies, dispersão, fluxo gênico e histórias de expansão das Mycale do Atlântico são desconhecidas. A avaliação desses parâmetros populacionais poderá elucidar a história evolutiva desses organismos e das áreas que habitam. Usaremos como modelo a espécie Mycale (Zygomycale) angulosa (Duchassaing & Michelotti, 1864), bem representada na costa Atlântica da América do Sul e Central. Nesse trabalho utilizaremos seqüências polimórficas de DNA como caracteres adicionais aos morfológicos para comparar populações de M. (Z.) angulosa da costa brasileira. A regiões gênicas do genoma mitocondrial escolhidas para abordar a variabilidade genética destas espécies de esponjas são o gene codificante da subunidade I da citocromo c oxidase (COI ou cox1) do genoma mitocondrial (altamente variável entre as esponjas) e os espaçadores internos transcritos (ITS1 e ITS2) do RNA ribossomal (RNAr) nuclear. Projeto de TCC de Bacharel em Ciências Biológicas. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Coordenador / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Bruno Cosme - Integrante / Thiago da Silva Farias - Integrante.

  • 2008 - 2013

    PorToL - The Porifera Tree of Life Project (Assembling the Tree of Life Program), Descrição: Sponges are among the earliest diverging metazoans and, despite being common residents of benthic habitats worldwide, they are relatively understudied. Phylum Porifera contains 8,122 valid species with an estimated 4,000 awaiting discovery and/or description. They are classified in three classes, 25 orders, 127 families and 680 genera. The ancient origin, simple body organization, close microbial associations and morphological plasticity of sponges make them one of the most challenging groups in animal systematics. Reflecting these difficulties, phylogenetic relationships within Porifera remain mostly unresolved. In particular, the monophyly of the phylum and its largest class, Demospongiae, has been questioned, as well as the relationships among its major lineages. The lack of a robust phylogenetic hypothesis for this phylum hampers progress in basic studies of sponge biology and biodiversity, including comparative evolutionary studies that employ sponge species as model organisms and efforts to conserve or economically exploit sponges. The goal of our team is to provide a phylogenetic context that will improve the understanding of all aspects of sponge biology. We will establish robust phylogenetic relationships among sponges at three hierarchical levels, pursuing five specific objectives: 1. Assess the monophyly and resolve the branching order of the major, Tier 1, lineages (corresponding roughly to orders and suborders) of Demospongiae, Hexactinellida and Calcarea; 2. Reconstruct Tier 2 (corresponding to interfamilial) relationships and character evolution within each major clade; 3. Explore Tier 3 (roughly intergeneric) relationships within Tier 2 clades by providing a community sequencing service; 4. Develop an Internet-accessible database (PorToL: The Porifera Tree of Life Project) that will allow sponge biologists to share biodiversity, phylogenetic and non-molecular data with the wider scientific community and the general public; 5. Create and enhance outre. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Robert W. Thacker - Coordenador., Financiador(es): National Science Foundation - Cooperação.

  • 2008 - 2012

    Filogenia de Mycalina Hajdu, Van Soest & Hooper, 1994 (Poecilosclerida, Demospongiae): dados morfológicos e moleculares, Descrição: Poecilosclerida é a maior e mais diversificada ordem de Demospongiae. A subordem Mycalina abriga nove famílias e 30 gêneros sendo definida como uma Poecilosclerida que possui quelas palmadas, megascleras lisas de um único tipo e sigmas. A arquitetura do esqueleto é de plumosa a plumoreticulada. A constituição taxonômica desta subordem não é universalmente aceita. Dentre os principais pontos de divergência, está a família Isodictyidae Dendy, 1924, antes alocada na ordem Haplosclerida, e que foi movida para Mycalina, com base na arquitetura esquelética. A mais recente revisão do grupo segue a proposta mencionada, com dúvidas e ressalvas, recomendando uma análise mais extensiva dos caracteres e táxons. Além desta, as relações entre as outras famílias da referida subordem, particularmente Desmacellidae, Esperiopsidae e Podospongiidae, permanecem inconsistentes. No filo Porifera existem dificuldades de delimitar caracteres homólogos, quase sempre de variação contínua. Neste projeto, seqüências do gene nuclear para o RNA ribossomal (RNAr) 28S e da subunidade I da citocromo c oxidase (COI) do genoma mitocondrial serão utilizados como caracteres adicionais na construção de filogenias. Projeto de Tese de Doutorado do PPGEE.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Coordenador / Bruno Cosme - Integrante / Yuri Isidoro Tassara - Integrante / Thiago da Silva Farias - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Capacitação para Pesquisa em Taxonomia, Filogenia e Biogeografia de Poríferos da América do Sul (PROJETO EsponjAS), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 13/09/2016., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Estación Científica Huinay / Huinay Scientific Field Station - Cooperação / Royal Belgium Institute of Natural Sciences - Cooperação.

  • 2007 - 2009

    Banco de DNA e identificação taxonômica de esponjas marinhas do Brasil com código-de-barras de DNA, Descrição: Banco de DNA e identificação taxonômica de esponjas marinhas do Brasil com código-de-barras de DNA - Edital MCT/CNPq 15/2007 - Universal - Faixa A. Processo: 481077/2007-3. 2007. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2009

    ENCONTRO DE BIOTAS: COMPOSIÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE PORÍFEROS NA CONFLUÊNCIA AUSTRAL DOS OCEANOS PACÍFICO E ATLÂNTICO, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 13/09/2016., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Royal Belgian Institute of Natural Sciences - Cooperação / Estación Científica Huinay / Huinay Scientific Field Station - Cooperação.

  • 2005 - 2007

    CLIONA S.A. - Verdade ou artefato? O problema das distribuições postuladamente muito amplas de poríferos perfurantes marinhos na América do Sul: Cliona aff. celata e Cliona chilensis, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 13/09/2016., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2004 - 2006

    RAP da Ilha Grande: estudo faunístico de moluscos marinhos do substrato não consolidado, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Ricardo Silva Absalão - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    PROJETO EMBARC - Bioprospecção, Taxonomia, Filogenia e Biogeografia de Esponjas Marinhas do Brasil, Argentina e Chile, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo Carlos Meduna Hajdu em 13/10/2016., Descrição: PROJETO EMBARC - Bioprospecção, Taxonomia, Filogenia e Biogeografia de Esponjas Marinhas do Brasil, Argentina e Chile. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Gisele Lobo Hajdu - Integrante / Eduardo Carlos Meduna Hajdu - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Fundación Claraz - Auxílio financeiro / Fundacion San Ignacio de Huinay - Cooperação / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Taxonomia de bivalves protobrânquios de águas profundas da Bacia de Campos, Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Ricardo Silva Absalão - Coordenador.

  • 2002 - 2004

    Morfometria da concha de moluscos escafópodes como ferramenta de identificação taxonômica, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Thiago Silva de Paula - Integrante / Ricardo Silva Absalão - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

Homenagem, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Genética. , Rua São Francisco Xavier, 524, PHLC, sala 201, Maracanã, 20550013 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 23340309, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2015 - Atual

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Professor Adjunto, lotado no Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes

2014 - 2015

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Professor visitante, lotado no Departamento de Genética.

2013 - 2013

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 14

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2012 - 2012

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 17

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2012 - 2012

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 8

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2011 - 2012

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 6

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2011 - 2011

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 6

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2011 - 2011

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 17

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2011 - 2011

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 21

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2010 - 2010

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 25

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2010 - 2010

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 8

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2009 - 2010

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 12

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2009 - 2009

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 14

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2009 - 2009

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 13

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Genética.

2007 - 2007

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Substituto Auxiliar, Carga horária: 10

Outras informações:
Professor contratado, lotado no Departamento de Biologia Celular e Genética.

2005 - 2007

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Outras informações:
Orientador: Gisele Lôbo-Hajdu Depto Genética / IBRAG

2002 - 2005

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Outras informações:
Orientador: Ricardo Silva Absalão Depto Zoologia / IBRAG

2004 - 2004

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Prog Atividades Discentes, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 10

Atividades

  • 05/2017

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ODO06025 ou equivalente)

  • 04/2017

    Direção e administração, Departamento de Genética.,Cargo ou função, Subchefia de Departamento Acadêmico.

  • 01/2016

    Extensão universitária , Departamento de Genética.,Atividade de extensão realizada, A utilização do espaço virtual na prática de ensino de Genética.

  • 09/2015

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética Básica (IBRAG-8978, IBRAG14-12173, IBRAG14-12328)

  • 03/2007

    Pesquisa e desenvolvimento, Departamento de Genética.,Linhas de pesquisa

  • 12/2017 - 12/2017

    Ensino, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Ecologia Molecular e Evolutiva ‒ BIO149420

  • 11/2017 - 12/2017

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. MED05489 ou equivalente)

  • 05/2017 - 05/2017

    Ensino, Oceanografia, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Genética Marinha - CH 60

  • 07/2016 - 07/2016

    Ensino, Ecologia e Evolução, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Ecologia Molecular e Evolutiva (BIO149420)

  • 11/2015 - 11/2015

    Ensino, Ecologia e Evolução, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos Especiais em Evolução: Genética Marinha (BIO149421)

  • 08/2015 - 09/2015

    Ensino, Nutrição, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (IBRAG14-12489)

  • 03/2015 - 07/2015

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética - IBRAG14-06025

  • 03/2015 - 07/2015

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética - IBRAG14-05489

  • 04/2014 - 02/2015

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética Básica (cod. CCB08978)

  • 09/2014 - 09/2014

    Ensino, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, BIO149420 - Ecologia Molecular e Evolutiva. Cr4, CH60.

  • 04/2014 - 08/2014

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. MED05489)

  • 11/2013 - 12/2013

    Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ENF06005 ou equivalente)

  • 11/2013 - 11/2013

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ODO06025 ou equivalente)

  • 11/2013 - 11/2013

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética Básica (cod. CCB08978 ou equivalente)

  • 03/2012 - 07/2012

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética Básica (cod. CCB08978 ou equivalente)

  • 08/2011 - 12/2011

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética Básica (cod. CCB08978 ou equivalente)

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ODO06025 ou equivalente)

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. MED05489 ou equivalente)

  • 08/2010 - 12/2010

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ODO06025 ou equivalente)

  • 03/2010 - 07/2010

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ODO06025 ou equivalente)

  • 03/2010 - 07/2010

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. MED05489 ou equivalente)

  • 08/2009 - 12/2009

    Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ENF06005 ou equivalente)

  • 08/2009 - 12/2009

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ODO06025 ou equivalente)

  • 03/2009 - 07/2009

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética Básica (cod. CCB08978 ou equivalente)

  • 03/2009 - 07/2009

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. MED05489 ou equivalente)

  • 06/2007 - 08/2007

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ODO06025 ou equivalente)

  • 06/2007 - 08/2007

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. MED05489 ou equivalente)

  • 06/2007 - 08/2007

    Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética (cod. ENF06005 ou equivalente)

  • 05/2005 - 02/2007

    Estágios , Departamento de Biologia Celular e Genética.,Estágio realizado, Banco de DNA e identificação taxonômica de esponjas marinhas do Brasil com código-de-barras de DNA.

  • 08/2002 - 05/2005

    Estágios , Departamento de Biologia Animal e Vegetal.,Estágio realizado, Morfometria da concha de moluscos escafópodes como ferramenta de identificação taxonômica.