Danillo dos Santos Silva

Doutor em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Pará, pelo Programa de Pós - Graduação em Genética e Biologia Molecular, PPGBM. Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Pará. Atualmente é Professor Assistente III da Universidade do Estado do Pará, do Departamento de Morfologia e Ciências Fisiológicas, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde.

Informações coletadas do Lattes em 25/05/2022

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Genética e Biologia Molecular

2009 - 2015

Universidade Federal do Pará
Título: EVOLUÇÃO CROMOSSÔMICA NO GÊNERO EIGENMANNIA: DESCRIÇÃO DE NOVAS ESPÉCIES E EVOLUÇÃO DOS CROMOSSOMOS SEXUAIS.
Cleusa Yoshiko Nagamachi. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: CROMOSSOMOS SEXUAIS; Peixes Neotropicais; Citogenética.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Animal.

Mestrado em Genética e Biologia Molecular

2007 - 2009

Universidade Federal do Pará
Título: ESTUDOS CITOGENÉTICOS EM PEIXES ELÉTRICOS DO GÊNERO Eigenmannia (STERNOPYGIDAE-GYMNOTIFORMES),Ano de Obtenção: 2009
Cleusa Yoshiko Nagamachi.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: OutrosGrande Área: Outros / Área: Microeletrônica / Subárea: GENÉTICA ANIMAL.

Graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura)

2003 - 2007

Universidade Federal do Pará
Título: Estudos cromossômicos em peixes elétricos da espécie Sternopygus macrurus (Sternopygidae-Gymnotiformes)
Orientador: Cleusa Yoshiko Nagamachi
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Citogenética.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Animal.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Molecular e de Microorganismos/Especialidade: BIOLOGIA MOLECULAR.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia Celular.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SILVA, D. S. . II ENCONTRO DE ICTIOLOGIA PARA ESTUDANTES PARAENSES. 2012. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Curso de Capacitação de Novos Membros do Comitê de Ética de Pesquisa em Seres Humanos. 2018. (Outra).

I Circulo de Diálogos de Formação continuada Docente Superior UEPA. 2015. (Oficina).

II SEMANA DO CÉREBRO.NEUROGENÉTICA E DOENÇAS MENTAIS. 2015. (Outra).

Oficina de Planejamento do curso de Medicina. 2015. (Oficina).

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ. I FEIRA DE ANATOMIA DE MARABÁ - PASSEIO PELO CORPO HUMANO. 2015. (Feira).

II Encontro de Ictiologia para Estudantes Paraenses. 2012. (Encontro).

V Jornada Acadêmica de Biologia do CESUPA.GENÉTICA: SUSTENTABILIDADE E BIODIVERSIDADE. 2012. (Outra).

Curso de Noções Básicas de Análise Computacional em Citogenética. 2011. (Outra).

I Treinamento de Educação Ambiental na Qualidade de Agente Multiplicadores.Conservação e Educação Ambiental. 2009. (Outra).

I Workshop em Aplicações e Fundamentos da PCR Quantitativa em Tempo Real.I Workshop em aplicações e fundamentos da PCR quantitativa em tempo real. 2009. (Outra).

XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes. 2009. (Simpósio).

XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes "Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações".MINI CURSO: FISH E MICRODISSECÇÃO CROMOSSÔMICA. 2009. (Oficina).

54 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. 2008. (Outra).

Curso Genética aplicada a aqüicultura no 54 Congresso Brasileiro de Genética-. 2008. (Congresso).

IIENCONTRO DE GENÉTICA DO NORTE. 2006. (Encontro).

X ENCONTRO NACIONAL DO PROJETO IFNOPAP (O IMAGINÁRIO NAS FORMAS NARRATIVAS ORAIS POPULARES DA AMZÔNIA PARAENSE).EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A QUESTÃO DO LIXO. 2006. (Encontro).

SEMANA DO CALOURO E INTEGRAÇÃO BIOLÓGICA 2005.PARA QUÊ ESTUDAR CROMOSSOMOS?. 2005. (Oficina).

SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA.TEATRO DE FANTOCHE. 2005. (Oficina).

VII CONGRESSO NORTE/NORDESTE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA-VIICNNECIM. 2004. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Milla de Andrade Machado

NAGAMACHI, C. Y.PIECZARKA, J. C.; NORONHA, RCR;SILVA, D. S.. Estudos da Diversidade Cromossômica de Gymnotus (Gymnotidae, Gymnotiformes) por Citogenética Classica e Molecular. 2017. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Willan Oliveira da Silva

Nagamachi, Cleusa Yoshiko;PIECZARKA, J. C.; AMARAL, P. J. S.; SAMPAIO, M. I. C.;SILVA, D. S.. Evolução cromossômica em roedores da subfamília Sigmodontinae (Rodentia; cricetidae). 2018. Tese (Doutorado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Patrícia Corrêa da Silva

PIECZARKA, J. C.; READY, J.; AMARAL, P. J. S.; NORONHA, RCR;SILVA, Danillo dos Santos. Integração dos Estudos cromossômicos e DNA em Rhamphichthys (Pisces: Gymnotiformes). 2016. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Milla de Andrade Machado

Nagamachi, Cleusa Yoshiko;PIECZARKA, J. C.SILVA, Danillo Santos. Estudos da diversidade cromossômica de Gymnotus por Citogenética Clássica e Molecular. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Paula Pinto Rodrigues

Nagamachi, Cleusa Yoshiko; Souza ACP;SILVA, D. S.. Estudos Citogenéticos em Brachyhypopomus brevirostris (Hypopomidae, Gymnotiformes) da Amazônia oriental brasileira. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Fabrício dos Anjos Santa Rosa

SILVA, Danillo dos Santos; MACHADO, M. A.. Estudos Citogenéticos em espécies do gênero Apteronotus (Apteronotidae-Gymnotiformes) coletados em rios da região Amazônica. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Bruno Chechi Alves e André Barbosa Pimentel dos Santos

SILVA, Danillo dos Santos. Avaliação da qualidade de vida dos pacientes em Hemodiálise no município de Marabá. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Bruno Salgado Cordeiro Camarão e Caio Felipe Fisher Bertoldo

SILVA, Danillo dos Santos. Perfil epidemiológico dos pacientes portadores de HIV/AIDS no município de Marabá no período de 2014 a 2015. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade Estadual do Pará.

Aluno: Maria A

SILVA, Danillo dos Santos. A. Fernandes, Ana P. M. Franco e Alessandra S. Mota.Mortalidade infantil pós-natal em Marabá: Análise do comportamento no período de 2008 a 2015. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade Estadual do Pará.

Aluno: Aline P

SILVA, Danillo dos Santos. Cardoso e Jessyca Santos Cavalcante.Síndrome de Ovários Policísticos, uma revisão dos aspectos atuais de diagnóstico.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: ADRIANO M

SILVA, Danillo dos Santos. S. Rodrigues e Gabriela P. Goes.Avaliação do Processo de Territorização em saúde: Equipe de estratégia de saúde da família no posto de saúde Pedro Cavalcante. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Adriana C

SILVA, Danillo dos Santos. Silva, Brenda S. Minomo e Gabriela S. Lopes.Prevalência da infecção por HBV e HCV no CTA - Centro de Testagem e aconselhamento de Marabá. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Paulo H

SILVA, Danillo dos Santos. C de Souza e Lívia Lima de Aguiar.Avaliação da cobertura vacinal em crianças de 0 a 5 anos em postos de saúde de Marabá. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Inara S

SILVA, Danillo dos Santos. Pereira e Wander Ricardo Q. da Silva.Aspectos epidemiológicos de cardiomiopatias em UBS de Marabá. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Karen Santos da Silva; Maila Janaina Coelho de Souza

PAULA, M. T.;SILVA, D. S.; MELO, L. E. L.. Anatomia ecológica do xilema secundário de Carapa guianesis Aubl. em duas diferentes fitofisionomias na Amazônia: mata de planície de inundação e mata de terra firme. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Leandro Lopes Moreira

SILVA, Danillo dos Santos. Perfil clínico de pacientes Diabéticos Tipo I inscritos no Programa Hiperdia na UBS Enfermeira Zezinha, no período de 2010 a 2015. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Gabriel dos Santos Lemos

SILVA, Danillo Santos. Processo de Decisão do parto pela mulheres atendidas no Hospital materno infantil de Marabá. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Gabriella S

SILVA, Danillo Santos. Lopes, Brenda S. Minomo e Adriana Cardoso.A Prevalência de H. pylori no serviço de endoscopia da Gastroclínica de Marabá. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Leandro Lopes Moreira

SILVA, Danillo Santos. Avaliação de contatos de hanseníase em Marabá no período de 2011-2014. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Luiza Bastos Alvares

SILVA, D. S.; GOIMES, A. J. B.. Análise cromossômicos por citogenética clássica em Chelus fimbriatus (Schneider, 1783) (Pleurodira Chelidade). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário do Estado do Pará.

Aluno: Thayana Ayres Alves

SILVA, D. S.; DE ARAÚJO R, E, F. ANÁLISE CITOGENÉTICA COMPARATIVA ENTRE PANAQUE AMBRUSTEI E PANAQOLUS SP., (LORICARIDAE, HYPOSTOMINAE). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Hagi Lopescu Silva Carvalho

SILVA, D. S.; DE ARAÚJO R, E, F. CITOGENÉTICA COMPARATIVA ENTRE DUAS ESPÉCIES DO GÊNERO HYPANCISTRUS (SILURIFORMES, LORICARIDAE, ANCISTRINI) DO RIO XINGU. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Luiza Bastos Alvares

SILVA, Danillo dos Santos. Análise Cromossômica por citogenética clássica em Chelus fimbriatus (Schneider, 1783) (Pleurodira: Chelidae).. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário do Estado do Pará.

Aluno: JÉSSICA ALMEIDA BATISTA

Nagamachi, Cleusa Yoshiko; NORONHA, RCR;SILVA, DANILLO. Estudos Citogenéticos em Microsternarchus bilineatus (Gymnotiformes: Hypopomidae). 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Caio César Santos Maciel

SILVA, D. S.; FREITAS, J. J. S.; SOBRAL, L. L.. EFEITO PROTETOR DO EXERCÍCIO FÍSICO NO MÚSCULO ESQUELÉTICO DESNERVADO. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado do Pará.

Aluno: Jaison Frank Ferreira Costa

SILVA, D. S.. Aspectos Socioeconômicos relacionados a pesca do camarão de água doce do Munícipo de Peixe Boi- PA. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS) - Universidade Federal do Pará.

SILVA, D. S.; Tozetto, D, J, O. Comissão Examinadora do Processo Seletivo Simplificado para Professor Substituto. 2016. Universidade do Estado do Pará.

SILVA, D. S.; Tozetto, D, J, O; Santana, T, O.. Comissão Examinadora de Processo Seletivo Simplificado para Professor Substituto. 2015. Universidade do Estado do Pará.

SILVA, D. S.; ARAUJO, P. X.; FREIRE, E. C.. Comissão Examinadora do Processo Seletivo de Monitoria Bolsista/Voluntaria - Portaria 253/18 de agosto de 2018. 2018. Universidade do Estado do Pará.

SILVA, D. S.; RAIMAM, M. P.. Comissão Examinadora do Processo Seletivo de Monitoria Bolsista/Voluntaria edital 51/2018. 2018. Universidade do Estado do Pará.

SILVA, D. S.. Avaliador ad hoc do projeto: ANÁLISE DA CAPTURABILIDADE DO CAMARÃO-DA-AMAZÔNIA (Macrobrachium amazonicum) UTILIZANDO ISCAS ALTERNATIVAS. 2018. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará.

SILVA, D. S.. Banca de Avaliação dos Trabalhos Científico, artigos científicos, VII Semana Acadêmica da UEPA, Campus de Marabá. 2016. Universidade Estadual do Pará.

Tozetto, D, J, O;SILVA, D. S.; Santana, T, O.. Comissão Examinadora do Processo Seletivo de Monitoria Bolsista/Voluntaria - Portaria 73/15 de 01/05/2015. 2015. Universidade do Estado do Pará.

SILVA, D. S.. Avaliador dos Trabalhos Científicos, Comunicação Oral da VI Semana Acadêmica do Campus de Marabá. 2015. Universidade do Estado do Pará.

SILVA, D. S.. Banca de Avaliação dos Trabalhos Científico, modalidade Pôster, IV Semana Acadêmica da UEPA, Campus de Marabá. 2015. Universidade do Estado do Pará.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Pablo Suárez

NAGAMACHI, Cleusa Y.PIECZARKA, Julio C.; GONCALVES, E. C.;SUÁREZ, P.. Citogenética evolutiva em espécies de peixes do gênero Engenmannia (Gymnotiformes, Sternopygidae) da Bacia Amazônica. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Cleusa Yoshiko Nagamachi

NAGAMACHI, C. Y.PIECZARKA, J. C.; Gouveia Jr., A.;David, J. A. O.. Estudos cromossômicos em peixes das espécies Sternopygus macrurus e Eigenmannia virescens da família Sternopygidae (Gymnotiformes, Pisces), em rios da Amazônia Oriental. 2009. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Cleusa Yoshiko Nagamachi

NAGAMACHI, C. Y.PIECZARKA, J. C.; Gonçalves, E.C.;Suárez, P.. Citogenética evolutiva em espécies de peixes do gênero Eigenmannia (Gymnotiformes, Sternopygidae) da Bacia Amazônica. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Renata Coelho Rodrigues Noronha

NORONHA, R. C. R.; Silva, M; SENA, L. S.;PIECZARKA, Julio Cesar. Evolução Cromossômica no gênero Eignmannia: Descrição de espécies e evolução dos cromossomos sexuais. 2015. Tese (Doutorado em Pós-gardução em Genética e Biologia Molecular) - UFPA.

Julio Cesar Pieczarka

PIECZARKA, J. C.. Estudos Cromossômicos em peixes das espécies Sternopygus macrurus e Eigenmania virescens da Família Sternopygidae (Gymnotiformes, Pisces) em rios da Amazônia Oriental.. 2009. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Julio Cesar Pieczarka

PIECZARKA, J. C.. Citogenética evolutiva em espécies de peixes do gênero Eigenmania (Gymnotiformes, Sternopygidae) da bacia amazônica.. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Julio Cesar Pieczarka

PIECZARKA, J. C.. Citogenética evolutiva em espécies de peixes do gênero Eigenmania (Gymnotiformes, Sternopygidae) da bacia amazônica. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Wolmar Benjamin Wosiacki

WOSIACKI, Wolmar BenjaminPieczarka, J. C.Nagamachi, C. Y.. Estudos cromossônicos nas espécies Sternopigus macrurus e Eigenmannia virescens da família Sternopygidae (Gymnotiformes, Pisces) de rios da Amazônia Oriental. 2009. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Wolmar Benjamin Wosiacki

Nagamachi, C. Y.Pieczarka, J. C.WOSIACKI, Wolmar Benjamin. Estudos cromossômicos em peixes elétricos da família Sternopygidae com ênfase em Eigenmannia (Teleostei - Gymnotiformes). 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará.

Jose Augusto de Oliveira David

DAVID, J. A. O.NAGAMACHI, C. Y.PIECZARKA, J. C.; Gouveia Jr, A.. Estudos cromossômicos em peixes das espécies Sternopygus macrurus e Eigenmannia virescens da família Sternopygidae (Gymnotiformes, Pisces), em rios da Amazônia Oriental. 2009. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Evonnildo Costa Gonçalves

GONÇALVES, Evonnildo C.; PIECZARKA, J. C.; Suárez, P.; NAGAMACHI, C. Y.. Citogenética evolutiva em espécies de peixes do gênero Eigenmania (Gymnotiformes, Sternopygidae) da Bacia Amazônica. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

MAELIN DA SILVA

NAGAMACHI, C. Y.;SILVA, M.; SENA, L. S.; PIECZARKA, J. C.; NORONHA, R. C. R.. Evolução cromossômica no gênero Eigenmannia: descrição de espécies e evolução de cromossomos sexuais. 2015. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Leonardo dos Santos Sena

NAGAMACHI, C. Y.; PIECZARKA, J. C.;SENA, LEONARDO; NORONHA, R. C. R.; SILVA, M.. Evolução cromossômica no gênero Eigenmannia: descrição de espécies e evolução dos cromossomos sexuais. 2015. Tese (Doutorado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Raimunda D

S; , Rogério m; B; S; , Wanessa r; S; S; ; A incidência, controle e impacto do caramujo africano achatina fullca (bowdich,1822) em Santa Maria do Pará na região nordeste do estado do Pará; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura plena em biologia) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Andrely de Jesus S

Da cruz , Nilza Rodrigues Nascimento; Horta escolar como ferramenta auxiliar no ensino de ciências; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura plena em biologia) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Monique C

De souza Chagas, Shayna M; M; Silva; Caracterização cromossômica das espécies tambaqui (colossoma macropomum) e do híbrido Tambacu (colossoma macropomum + Piaractus mesopotamicus) em piscicultura localizadas nas cidade de São Miguel do guamá, Pará; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura plena em biologia) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Lilianny dos Santos Ferreira, Elane C

W; Santiago; A experimentação em ciências naturais para a construção do conhecimento no ensino fundamental II; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura plena em Biologia) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Nayla Ferreira Pereira, Pâmella de Araújo Santos

; Os cuidados no manejo das pisciculturas no município de São Miguel do guamá-PA; como forma de averiguar a saúde dos animais; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura plena em biologia) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Angelina Nilcélia da Silva ascimento

A Importância da Genética nas Ciências Forenses; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Ciências Naturais - Hab; Biologia) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Lorena dos Reis Rabelo

Orientação de Monitoria da Disciplina Morfofuncional; 2018; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará, Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Gabriela Pastana Goes

Orientação de Monitoria da Disciplina Morfofuncional; 2018; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará, Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Adriele Francisca da Silva Souza

Orientador do Programa de Assistência Estudantil; 2018; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará, Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Wanderson Thiago Santos Noleto

Orientação do Programa de Assistência Estudantil; 2018; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará, Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Wander Ricardo Quadros da Silva

Orientação de Monitoria disciplina Morfofuncional; 2017; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará, Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Sergio Magalhães Brito

Orientação de Monitoria Disciplina Morfofuncional; 2017; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará, Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Samuel Cardoso Sá

Perfil epidemiológico da tuberculose em Marabá-PA no período de 2005 -2014; 2016; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Lorena dos Reis Rabelo

PREVALÊNCIA DE INTERNAÇÕES POR NEOPLASIA MALIGNA DE MAMA NO ESTADO DO PARÁ NO PERÍODO DE 2010 A 2015; 2016; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Samuel Cardoso Sá

Perfil epidemiológico da tuberculose em Marabá-PA no período de 2005 -2014; 2016; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Renata Brito Marinho

Hiperplasia Linfóide de Células B: um caso exuberante; 2016; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Patrick Pinheiro Rodrigues e Lucas Lincoln Santos Sales

Perfil epidemiológico da AIDS no municipio de Marabá - PA no período de 2011 a julho de 2015; 2016; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Antônio Favacho Mesquita e Fernando Luiz Filgueira Pompeu

Perfil Epidemiológico da Malária na zona rural e urbana do município de Marabá no período de 2005 a 2015; 2016; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

ADRIANA CARDOSO DA SILVA

Orientação de Monitoria da disciplina: Laboratório Morfofuncional; 2016; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará, Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Gabriela Pastana Goes

Orientação de Monitoria da disciplina Laboratório Morfofuncional; 2016; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará, Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Samuel Sá

PERFIL DA HANSENÍASE NA CIDADE DE MARABÁ; 2015; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Larissa Menez Amorim e Victoria Moreira Gomes

INFLUÊNCIA DE FIBROMIALGIA NA QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES DIAGNOSTICADAS NO MUNICIPIO DE MARABÁ; 2015; Orientação de outra natureza; (Medicina) - Universidade do Estado do Pará; Orientador: Danillo dos Santos Silva;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Cleusa Yoshiko Nagamachi

Estudos cromossômicos nas espécies Sternopygus macrurus e Eigenmannia virescens da família Sternopygidae (Gymnotiformes, Pisces), de rios da Amazônia Oriental; ; 2009; Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Cleusa Yoshiko Nagamachi;

Cleusa Yoshiko Nagamachi

Evolução cromossômica no gênero Eigenmannia: descrição de espécies e evolução dos cromossomos sexuais; 2015; 0 f; Tese (Doutorado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Cleusa Yoshiko Nagamachi;

Cleusa Yoshiko Nagamachi

Estudos cromossômicos em duas populações de peixes elétricos da espécie Sternopygus macrurus; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Biologia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Cleusa Yoshiko Nagamachi;

Cleusa Yoshiko Nagamachi

Estudos cromossômicos em peixes elétricos da família Sternopygidae (Gymnotiformes) da região Amazônica; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em Biologia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Cleusa Yoshiko Nagamachi;

Cleusa Yoshiko Nagamachi

Estudos cromossômicos em peixes elétricos da família Sternopygidae (Gymnotiformes) da região Amazônica; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em Biologia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Cleusa Yoshiko Nagamachi;

Cleusa Yoshiko Nagamachi

Estudos citogenéticos em peixes ornamentais do Pará da espécie Metynnis lippiconttianus COPE, 1870 (Pisces, Characidae, Serrasalminae); 2005; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em Biologia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Cleusa Yoshiko Nagamachi;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • FERRAZ, F. B. ; SILVA, D. S. ; SILVA, K. H. ; PONTES, K. G. ; OLIVEIRA, M. V. L. . HBV detection rate in screening tests performed at HEMOPA in Marabá/PA before and after NAT implementation. Brazilian Journal of health Review , v. 3, p. 10635-10649, 2020.

  • PANTOJA, GESSICA KELEM CARVALHO ; SILVA, Danillo dos Santos . Perfil epidemiológico da coinfecção de pacientes com HIV e Leishmaniose Visceral no período de 2015 a 2018 atendidos no município de Marabá- Pará. Brazilian Journal of Development , v. 6, p. 29420-29432, 2020.

  • SOUZA LIMA, GABRIELA ; LOGRADO, EDUARDA BATISTA ; SILVA, ELLEN ÁGATTA MARINHO ; SILVA SOUZA, ADRIELE FRANCISCA ; Silva, Danilo dos Santos ; SOUZA LIMA, MARCIA CRISTINA PEREIRA ; OLIVEIRA, NORIMAR PINTO ; ARGENTINO, SIMONE . Adesão ao pré-natal nas unidades básicas de saúde pedro cavalcante e laranjeiras, Marabá-Pará. Brazilian Journal of Development , v. 6, p. 9031-9048, 2020.

  • SUÁREZ, PABLO ; PINTO BARROSO, INAÊ CRISTINA GUERREIRO ; SILVA, Danillo dos Santos ; MILHOMEM, SUSANA S.R. ; CABRAL-DE-MELLO, DIOGO CAVALCANTI ; MARTINS, CESAR ; PIECZARKA, Julio Cesar ; Nagamachi, Cleusa Yoshiko . Highest Diploid Number Among Gymnotiformes: First Cytogenetic Insights into Rhabdolichops</i> (Sternopygidae). ZEBRAFISH (LARCHMONT, NY) , v. 00, p. 1-8, 2017.

  • CRUZ, A. J. S. ; NASCIMENTO, N. R. ; SILVA, Danillo dos Santos . HORTA ESCOLAR COMO FERRAMENTA AUXILIAR NO ENSINO DE CIÊNCIAS. EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM AÇÃO , v. XVI, p. 1, 2017.

  • SILVA, Danillo Santos ; LUIZ A. W. PEIXOTO ; PIECZARKA, J. C. ; WOLSIACKI, W. B. ; READY, J. ; NAGAMACHI, CLEUSA . Karyotypic and morphological divergence between two cryptic species of Eigenmannia in the Amazon basin with a new occurrence of XX/XY sex chromosomes (Gymnotiformes: Sternopygidae). Neotropical Ichthyology , v. 13, p. 297-308, 2015.

  • SILVA, PATRÍCIA ; NAGAMACHI, CLEUSA ; SILVA, DANILLO ; MILHOMEM, SUSANA ; CARDOSO, ADAUTO ; OLIVEIRA, JONAS ; PIECZARKA, JULIO . Karyotypic similarities between two species of Rhamphichthys (Rhamphichthyidae, Gymnotiformes) from the Amazon basin. Comparative Cytogenetics , v. 7, p. 279-291, 2013.

  • MILHOMEM, S. S. R. ; CRAMPTON, W. G.R ; PIECZARKA, J. C. ; SILVA, D. S. ; NAGAMACHI, C. Y. . Gymnotus capanema, a new species of electric knife fish (Gymnotiformes, Gymnotidae) from eastern Amazonia, with comments on an unusual karyotype. Journal of Fish Biology , v. 80, p. 802-815, 2012.

  • Cardoso, Adauto Lima ; Pieczarka, Julio Cesar ; FELDBERG, E. ; Milhomem, Susana Suely Rodrigues ; Moreira-Almeida, Thiago ; SILVA, D. S. ; Silva, Patrícia Corrêa ; Nagamachi, Cleusa Yoshiko . Chromosomal characterization of two species of genus Steatogenys (Gymnotiformes: Rhamphichthyoidea: Steatogenini) from the Amazon basin: sex chromosomes and correlations with Gymnotiformes phylogeny. Reviews in Fish Biology and Fisheries , p. 1-9, 2011.

  • MILHOMEM, S. S. R. ; CRAMPTON, W. G.R ; PIECZARKA, J. C. ; SILVA, D. S. ; CARDOSO, A. L. ; SILVA, P. C. ; OLIVEIRA, J. A. ; NAGAMACHI, C. Y. . Chromosomal and electric signal diversity in three sympatric electric knifefish species (Gymnotus, Gymnotidae) from the Central Amazon Floodplain. REVIEWS IN FISH BIOLOGY AND FISHERIES , v. 1, p. 1, 2011.

  • SILVA, D. S. ; MILHOMEM, S. S. R. ; PIECZARKA, J. C. ; NAGAMACHI, C. Y. . Cytogenetic studies in Eigenmannia virescens (Sternopygidae, Gymnotiformes) and new inferences on the origin of sex chromosomes in the Eigenmannia genus. BMC Genetics (Online) , v. 10, p. 74-82, 2009.

  • SILVA, D. S. ; MILHOMEM, S. S. R. ; Souza ACP ; PIECZARKA, J. C. ; NAGAMACHI, C. Y. . A conserved karyotype of Sternopygus macrurus (Sternopygidae, Gymnotiformes) in the Amazon region: Differences from other hydrographic basins suggest cryptic speciation. Micron (Oxford) , v. 8, p. 1-4, 2008.

  • MILHOMEM, S. S. R. ; PIECZARKA, J. C. ; CRAMPTON, W. G.R ; SILVA, D. S. ; Souza ACP ; CARVALHO JR, J. R. ; NAGAMACHI, C. Y. . Chromosomal evidence for a putative cryptic species in the Gymnotus carapo species-complex (Gymnotiformes, Gymnotidae). BMC Genetics (Online) , v. 9, p. 75, 2008.

  • NAGAMACHI, C. Y. ; Nagamachi, Cleusa Yoshiko ; PIECZARKA, Julio Cesar ; MILHOMEM, Susana Suely Rodrigues ; SILVA, D. S. ; O'Brien, Patricia CM ; Ferguson-Smith, M.A. . 16th International Chromosome Conference (16th ICC). Chromosome Research , v. 15, p. 1-108, 2007.

  • MARINHO, R. B. ; BRITTO, J. S. ; SILVA, D. S. . Hiperplasia Linfóide de células B: Um caso exuberante. In: VII Semana Acadêmica da UEPA Marabá: Ambiente, Saúde e Sustentabilidade na Amazônia Oriental, 2016, MARABÁ. Apresentação Expediente Normas de Publicação Edição Anteriores Edição Atual Contato ANAIS DA SEMANA ACADÊMICA DA UEPA CAMPUS DE MARABÁ, 2016. v. 3. p. 1-8.

  • Rabelo L, R ; NETTO, M. P. A. ; BRITO, S. M. ; SILVA, D. S. . Prevalência de internações por Neoplasia Maligna de Mama no Estado do Pará no período de 2010 a 2015. In: VII Semana Acadêmica da UEPA Marabá: Ambiente, Saúde e Sustentabilidade, 2016, MARABÁ. Apresentação Expediente Normas de Publicação Edição Anteriores Edição Atual Contato ANAIS DA SEMANA ACADÊMICA DA UEPA CAMPUS DE MARABÁ, 2016. v. 3. p. 1-8.

  • CARVALHO, H. L. S. ; SILVA, D. S. ; NAGAMACHI, C. Y. ; PIECZARKA, J. C. ; NORONHA, RCR . Análise Citogenética de uma espécie do Gênero Hypancistrus (Siluriformes, Loricaridae) do Rio Xingú, Altamira, Brasil. In: XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia, 2012, Bahia. XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia, 2012.

  • NASCIMENTO, C. E. P. ; SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; NAGAMACHI, C. Y. ; READY, J. ; MILHOMEM, S. S. R. . Estudos citogenéticos nas espécies Geophagus cf. proximus e Caquetaia cf. spectabilis (Perciformes, Cichlidae) de igarapés da Amazônia Oriental. In: XIV Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes, 2011, Estância de São Pedro. XIV Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes, 2011.

  • SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, P. C. ; CARDOSO, A. L. ; NAGAMACHI, C. Y. . ESTUDOS CROMOSSÔMICOS EM DUAS ESPÉCIES SIMPÁTRICAS DO GÊNERO Eigenmannia (STERNOPYGIDAE-GYMNOTIFORMES) DO OESTE DA AMAZÔNIA. In: XL CONGRESO ARGENTINO DE GENÉTICA III SIMPOSIO LATINOAMERICANO DE CITOGENÉTICA Y EVOLUCIÓN I JORNADAS REGIONALES SAG-NEA, 2011, CORRIENTES. RESUMOS DO XL CONGRESO ARGENTINO DE GENÉTICA III SIMPOSIO LATINOAMERICANO DE CITOGENÉTICA Y EVOLUCIÓN I JORNADAS REGIONALES SAG-NEA. CORRIENTES: SOCIEDAD ARGENTINA DE GENÉTICA, 2011.

  • CARDOSO, A. L. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; SILVA, P. C. ; Feldberg, E. ; NAGAMACHI, C. Y. . Análise cromossômica comparativa entre duas espécies do gênero Steatogenys (Gymnotiformes: Hypopomidae) de ocorrência na Bacia Amazônica. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2010, Belém. Resumos do XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2010.

  • CARDOSO, A. L. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; SILVA, P. C. ; OLIVEIRA, J. A. ; NAGAMACHI, C. Y. . Análise da diversidade Cromossômica no gênero Brachyhypopomus (Ostariophysi: Gymnotiformes: Hypopomidae) e descrição cariotípica de B. sp. 3. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2010, Belém. Resumos do XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2010.

  • SILVA, D. S. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, P. C. ; CARDOSO, A. L. ; PIECZARKA, J. C. ; NAGAMACHI, C. Y. . ANÁLISE CROMOSSÔMICA EM Eigenmannia limbata SCHREINER & MIRANDA RIBEIRO, 1903 (STERNOPYGIDAE, GYMNOTIFORMES) DA BACIA AMAZÔNICA. In: III ENGENR-ENCONTRO DE GENÉTICA DO NORTE, 2009, SANTARÉM. CADERNO DE RESUMO DO III EGENOR, 2009.

  • CARDOSO, A. L. ; MILHOMEM, S. S. R. ; PIECZARKA, J. C. ; SILVA, D. S. ; SILVA, P. C. ; NAGAMACHI, C. Y. . CARACTERIZAÇÃO CROMOSSÔMICA DE UMA ESPÉCIE NÃO DESCRITA DO GÊNERO Brachyhypopomus (GYMNOTIFORMES: HYPOPOMIDAE). In: III ENGENOR-ENCONTRO DE GENÉTICA DO NORTE, 2009, SANTARÉM. CADERNO DE RESUMO DO III ENGENOR, 2009.

  • MILHOMEM, S. S. R. ; PIECZARKA, J. C. ; SILVA, D. S. ; SILVA, P. C. ; CARDOSO, A. L. ; OLIVEIRA, J. A. ; NAGAMACHI, C. Y. . Novo Cariótipo para Gymnotus mamirauá (Gymnotidae-Gymnotiformes) provenientes da Reserva de Mamirauá. In: XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009, Ponta Grossa-PR. Resumo do XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009.

  • SILVA, P. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; CARDOSO, A. L. ; NAGAMACHI, C. Y. ; PIECZARKA, J. C. . Primeira descrição cariotípica de Rhamphichthys sp. (Rhamphichthyidae: Gymnotiformes) da Amazônia Oriental, Almerim, PA. In: XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009, Ponta Grossa-PR. Resumo do XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009.

  • CARDOSO, A. L. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; SILVA, P. C. ; OLIVEIRA, J. A. ; NAGAMACHI, C. Y. . O cariótipo do Peixe elétrico Brachyhypopomus basepreta (Gymnotiformes: Hypopomidae). In: XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009, Ponta Grossa-PR. Resumo do XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009.

  • CARDOSO, A. L. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; SILVA, P. C. ; OLIVEIRA, J. A. ; NAGAMACHI, C. Y. . Descrição cariotípica de Brachyhypopomus beebei (Pisces: Gymnotiformes: Hypopomidae). In: XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009, Ponta Grossa-PR. Resumo do XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009.

  • SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, P. C. ; CARDOSO, A. L. ; NAGAMACHI, C. Y. . Nova ocorrência de cromossomos sexuais em uma Espécie do Gênero Eigenmannia da Amazônia Oriental, Brasil. In: XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009, Ponta Grossa-PR. Resumo do XIII Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes &quot;Biodiversidade, Variabilidade e Aplicações&quot;, 2009.

  • SILVA, P. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; CARDOSO, A. L. ; NAGAMACHI, C. Y. ; PIECZARKA, J. C. . Caracterização Mitótica de Rhamphichthys sp. (RHAMPHICHTHYIDAE: GYMNOTIFORMES) da reserva de Mamirauá, Amazonas. In: III Encontro de Genética do Norte, 2009, Santarém. Cadernos de Resumo do III EGNOR, 2009.

  • SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; CARDOSO, A. L. ; SILVA, P. C. ; NAGAMACHI, C. Y. . CITIGENÉTICA E DISTRIBUIÇÃO DE Eigenmannia virescens (STERNOPYGIDAE, GYMNOTIFORMES) EM SISTENAS DE RIOS DA AMAZÔNIA ORIENTAL. In: 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2008, SALVADOR-BA. RESUMOS DO 54° CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. RIBEIRÃO PRETO-SP: EDITORA DA SBG, 2008.

  • CARDOSO, A. L. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; NAGAMACHI, C. Y. . DESCRIÇÃO CARIOTÍPICA DE Steatogenys elegans Steindachner, 1880 (HYPOPOMIDAE, GYMNOTIFORMES), UMA ESPÉCIE DE PEIXE ELÉTRICO DA AMAZÔNIA ORIENTAL. In: 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2008, SALVADOR-BA. RESUMOS DO 54° CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. RIBEIRÃO PRETO-SP: EDITORA DA SBG, 2008.

  • MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; NAGAMACHI, C. Y. . UM NOVO CARIÓTIPO INDICA A OCORRÊNCIA DE UMA ESPÉCIE NÃO DESCRITA DE GYMNOTUS (GYMNOTIDAE, GYMNOTIFORMES) NA AMAZÔNIA ORIENTAL. In: 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2008, SALVADOR-BA. RESUMO DO 54° CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. RIBEIRÃO PRETO-SP: EDITORA DA SBG, 2008.

  • SILVA, P. C. ; NORONHA, RCR ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; NAGAMACHI, C. Y. ; PIECZARKA, J. C. . ANÁLISE MEIÓTICA EM PEIXES ELÉTRICOS (EIGENMANNIA SP. 2N=38; PISCES: GYMNOTIFORMES), PROVENIENTES DE IGARAPES DE TERRA FIRME DA AMZÔNIA ORIENTAL. In: 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2008, SALVADOR-BA. RESUMO DO 54° CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. RIBEIRÃO PRETO-SP: EDITORA DA SBG, 2008.

  • CARDOSO, A. L. ; PIECZARKA, J. C. ; SILVA, D. S. ; NORONHA, RCR ; NAGAMACHI, C. Y. . CARACTERIZAÇÃO MEIÓTICA DE Metynnis lippincottianus (CHARACIFORMES-SERRASALMIDAE) DA ILHA DE MARAJÓ, PARÁ-BRASIL. In: XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008, CURITIBA-PR. RESUMO DO XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008.

  • SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; Souza ACP ; NAGAMACHI, C. Y. . ESTRUTURA CARIOTÍPICA CONSERVADA EM DUAS POPULAÇÕES DE PEIXE ELÉTRICO Sternopygus macrurus (GYMNOTIFORMES: STERNOPYGIDAE) DA AMAZÔNIA OERIENTAL. In: 53 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2007, ÁGUAS DE LINDÓIA. Cadernos de Resumos, 2007.

  • MILHOMEM, S. S. R. ; PIECZARKA, J. C. ; CRAMPTON, W. G.R ; Souza ACP ; CARVALHO JR, J. R. ; SILVA, D. S. ; NAGAMACHI, C. Y. . DESCRIÇÃO DE UM NOVO CARIÓTIPO DENTRO DO COMPLEXO Gymnotus carapo (GYMNOTIFORMES: GYMNOTIDAE). In: 53 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2007, ÁGUAS DE LINDÓIA-SP. CADERNOS DE RESUMO DO 53 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2007.

  • CARNEIRO, R. P. ; MILHOMEM, S. S. R. ; SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; NAGAMACHI, C. Y. . ESTUDOS CITOGENÉTICOS DE DOIS ESPÉCIMES DO GÊNERO Eigenmannia sp. (STERNOPYGIDAE, GYMNOTIFORMES) PROVENIENTES DE RIOS DO ESTADO DO PARÁ. In: 59ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC, 2007, BELÉM. 59ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC, 2007.

  • SILVA, D. S. ; NAGAMACHI, C. Y. . Estudos citogenéticos em peixes ornamentais do Pará. In: XVII Seminário de iniciação científica da UFPA, 2006, Belém. Anais do XVII Seminário de iniciação científica da UFPA. Belém: Edufpa, 2006. p. 156-156.

  • SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; Souza ACP ; SILVA, P. C. ; MILHOMEM, S. S. R. ; NAGAMACHI, C. Y. . ANÁLISE CITOGENÉTICA NA ESPÉCIE Sternopygus macrurus (GYMNOTIFORMES, STERNOPYGIDAE) PROVENIENTES DO RIO ITAMIBOCA. MUNIÍPIO DE IGARAPÉ-MIRIM, ESTADO DO PARÁ. In: IIENCONTRO DE GENÉTICA DO NORTE, 2006, BELÉM-PA. RESUMO DO II ENGENOR, 2006.

  • SILVA, P. C. ; NAGAMACHI, C. Y. ; Souza ACP ; MILHOMEM, S. S. R. ; CARVALHO JR, J. R. ; SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. . ANÁLISE CITOGENÉTICA DAS ESPÉCIES Parancistrus sp., Baryancistrus sp., Oligancistrus sp. (PISCES, SILURIFORMES) PROVENIENTES DO RIO XINGU, MUNICÍPIO DE ALTAMIRA, ESTADO DO PARÁ. In: IIENCONTRO DE GENÉTICA DO NORTE, 2006, BELÉM-PARÁ. CADERNOS DE RESUMOS DO II ENGENOR, 2006.

  • Rabelo L, R ; NETTO, M. P. A. ; BRITO, S. M. ; SILVA, D. S. . Prevalência de internações por neoplasia maligna de mama no estado do Pará no período de 2010 a 2015. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SILVA, Danillo dos Santos . Tópicos especiais em Citogenética e DNA Barcode na idetificação de espécies de peixes.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SILVA, Danillo dos Santos . Pesquisas em Saúde - UEPA Marabá. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MARINHO, R. B. ; BRITTO, J. S. ; SILVA, D. S. . Hiperplasia linfóide de células B: um caso exuberante. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SILVA, D. S. . Bioquímica da Contração Muscular. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Rabelo L, R ; Farias, A, F, ; Junior, E, S, S. ; SILVA, D. S. . Perfil epidemiológico da pneumonia comunitária no estado do Pará e na Região Norte no período de 2006 a 2012. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • Danillo Silva . Neurogenética e doenças mentais. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SILVA, D. S. . Importância dos Estudos Citogenéticos em Espécies do Gênero Eigenmannia (Sternopygidae-Gymnotiformes). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • SILVA, D. S. ; PIECZARKA, J. C. ; NAGAMACHI, C. Y. . A importância dos estudos Citogenéticos em espécies do gênero Eigenmannia, Jordan & Evermann, 1896 (Sternopygidae-Gymnotiformes) da Região Amazônica. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SILVA, D. S. . Estudos citogenéticos em peixes ornamentais do Pará. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SILVA, Danillo dos Santos . Tópicas especias em Citogenética e DNA Barcode na idetificação de espécies de peixes. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

SILVA, DANILLO . Pesquisa Em São Miguel do Guamá mapeia lombrigas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

SILVA, D. S. ; SILVA, W. O. . CITOGENÉTICA NO DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS HUMANAS. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SILVA, Danillo dos Santos . CITOGENÉTICA CLÍNICA. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SILVA, Danillo dos Santos . Participação do Programa de Monitoria edital n038/2016. 2016. (Ensino).

SILVA, Danillo dos Santos . Programa de Monitoria edital n041/2015. 2015. (Ensino).

SILVA, Danillo Santos . Genética Aplicada a Biodiversidade. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SILVA, Danillo Santos . O uso das Tecnologias como ferramentas Pedagógicas no contexto universitário - XI Semana Acadêmica 2013. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SILVA, D. S. . Citogenética Aplicada a Biodiversidade. 2013. (Ensino).

SILVA, D. S. . Métodos de análise e obtenção de cromossomos metafásicos de peixes. 2010. (Ensino).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Perfil epidemiológico da Hanseníase em Marabá, PA., Descrição: Trata-se de um estudo observacional, descritivo, transversal, retrospectivo e quantitativo, tendo como objetivo conhecer o perfil epidemiológico da hanseníase no município de Marabá, estado do Pará. Para isso, Serão coletados os casos totais e casos novos diagnosticados entre os anos de 2005 a 2014, contidos nas bases de dados online do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) da Secretaria Municipal de Saúde de Marabá e no Departamento de Informática do SUS (DATASUS). Serão analisadas variáveis como o tipo de entrada e saída do programa de saúde de hanseníase, faixa etária, sexo, escolaridade, zona residencial, classificação operacional, forma clínica, grau de incapacidade e contatos intradomiciliares. Para os dados demográficos serão utilizados os censos e projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Serão feitos os coeficientes e proporções de monitoramento da doença a partir das fórmulas orientadas pelo Ministério da Saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Coordenador / Samuel Cardoso Sá - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Perfil epidemiológico da Tuberculose em Marabá-PA, Descrição: Trata-se de um estudo observacional, descritivo, transversal e retrospectivo, tendo como objetivo conhecer o perfil epidemiológico da tuberculose no município de Marabá, estado do Pará. Para isso, serão coletados os casos totais e casos novos diagnosticados entre os anos de 2005 a 2014, contidos nas bases de dados online do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) da Secretaria Municipal de Saúde de Marabá e no Departamento de Informática do SUS (DATASUS). Serão analisadas variáveis como o tipo de entrada e saída do programa de saúde de tuberculose, faixa etária, sexo, testagem para HIV, cultura de escarro e contatos intradomiciliares. Para os dados demográficos serão utilizados os censos e projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Serão feitos os coeficientes e proporções epidemiológicos e operacionais da doença a partir das fórmulas orientadas pelo Ministério da Saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Coordenador / Samuel Cardoso Sá - Integrante.

  • 2019 - Atual

    PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA COINFECÇÃO DE PACIENTES COM HIV E LEISHMANIOSE VISCERAL NO PERÍODO DE 2015 A 2018 ATENDIDOS NO MUNICÍPIO DE MARABÁ- PARÁ, Descrição: A síndrome da imunodeficiência humana adquirida (AIDS), é uma doença causada por um retrovírus que compromete a imunidade do hospedeiro com possibilidade de acometimento por infecções oportunistas como é o caso da Leishmaniose Visceral (LV). A Leishmaniose é transmitida através da picada do mosquito fêmea da espécie flebótomos que apresenta a forma infectante do protozoário da espécie Leishmania chagasi. O município de Marabá é uma área que apresenta, segundo a Secretaria municipal de saúde do município muitos casos de infecção por LV o qual é explicado principalmente pela grande urbanização do município, falta de saneamento básico adequado, grande incidência de desmatamento, além de a região já ser endêmica para HIV, o qual acaba por contribuir para a coinfecção. O presente projeto visa analisar o perfil epidemiológico dos coinfectados com HIV e LV no período de 2015 a 2018 no município de Marabá. O estudo apresenta um caráter de cunho observacional, com abordagem quantitativa, o qual os dados serão coletados da secretaria municipal de saúde e organizados em tabelas pelo Solfware Microsoft Excel 2010 e analisados pelo programa Bioestat 5.4.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Coordenador / GESSICA KELEM CARVALHO PANTOJA - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Perfil epidemiológico da Tuberculose em Marabá-PA, Descrição: Trata-se de um estudo observacional, descritivo, transversal e retrospectivo, tendo como objetivo conhecer o perfil epidemiológico da tuberculose no município de Marabá, estado do Pará. Para isso, serão coletados os casos totais e casos novos diagnosticados entre os anos de 2005 a 2014, contidos nas bases de dados online do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) da Secretaria Municipal de Saúde de Marabá e no Departamento de Informática do SUS (DATASUS). Serão analisadas variáveis como o tipo de entrada e saída do programa de saúde de tuberculose, faixa etária, sexo, testagem para HIV, cultura de escarro e contatos intradomiciliares. Para os dados demográficos serão utilizados os censos e projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Serão feitos os coeficientes e proporções epidemiológicos e operacionais da doença a partir das fórmulas orientadas pelo Ministério da Saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Coordenador / Samuel Cardoso Sá - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Marcadores Moleculares no diagnóstico da Hanseníase, Descrição: Implementação de tecnologias de genética e biologia molecular envolvendo a incorporação de marcadores genéticos específicos caracterizando uma importante inovação para a realização do diagnóstico molecular da hanseníase. A reação em cadeia da Polimerase (PCR) é reconhecida mundialmente como progresso científico e vem sendo amplamente aplicada em pesquisas médicas e biomédicas. A grande sensibilidade e especificidade deste método permite diagnosticar, de forma precoce, o agente etiológico Mycobacterium leprae. &#10;O presente projeto busca desenvolver ferramentas moleculares para identificação deste patógeno, por meio da utilização da técnica de PCR, protocolo de pesquisa avançada com aplicabilidade na confirmação laboratorial, garantindo melhorias no monitoramento e evolução clínica dos pacientes, bem como a ampliação em estudos voltados para o entendimento do genoma do Mycobacterium leprae.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Coordenador / Marthyniano Patrício Assunção Netto - Integrante / Samuel Cardoso Sá - Integrante / Gabriela Pastana Goes - Integrante / Danielle Rodrigues Monteiro da Costa - Integrante / Vanda rego Lemos - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Estudo das Biodiversidade de Vertebrados da Amazônia, Descrição: O projeto concentra os esforços de um grupo de pesquisadores de diversas instituições do Pará para o conhecimento da biodiversidade amazônica. A pesquisa desenvolvida é diretamente relacionada com o conhecimento e conservação do bioma amazônico, através de estudos da diversidade biológica em unidades de conservação e áreas sujeitas a forte pressão antrópica. O estabelecimento de um rede de estudos da biodiversidade centraliza e organiza estes esforços, envolvendo não apenas pesquisadores de Belém, mas também de Altamira, Santarém e Abaetetuba, neste primeiro momento, estabelecendo uma rede de estudos sincronizada sobre a biodiversidade amazônica. O estudo parte do princípio de que uma sistemática adequada é um pré-requisito óbvio para qualquer estudo de biodiversidade. O estudo da biodiversidade implica necessariamente no uso de marcadores que permitam uma melhor definição dos táxons. Uma abordagem relevante é o uso da análise genética, como ferramenta auxiliar para uma melhor identificação taxonômica das espécies, assim como padrões filogeográficos. O trabalho se concentrará em grupos específicos de vertebrados: peixes (Siluriformes e Gymnotiformes) e pequenos mamíferos (roedores e morcegos). São grupos-chave, pois os Siluriformes formam um dos grupos de peixes neotropicais mais diversificados e amplamente distribuídos entre os Ostariophysi enquanto que os Gymnotiformes são um grupo extremamente relevante, inclusive como bioindicadores. Os roedores formam o grupo mais diversificado de mamíferos em florestas neotropicais e, com relação aos morcegos, a família Phyllostomidae é a terceira maior família da Ordem Chiroptera e é exclusivamente Neotropical. Estes pequenos mamíferos compreendem boa parte de nossa biodiversidade em mamíferos, mas são pouco conhecidos. Linhagens celulares serão preservadas para estudos de interesse biotecnológico. Os pesquisadores que fazem parte desta proposta desenvolvem trabalhos em diversas áreas da conservação da biodiversidade, tanto. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / PATRÍCIA CORREA - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante / RENATA NORONHA - Integrante / Carlos Eduardo Puga do Nascimento - Integrante., Financiador(es): UFPA-CAPES - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Biogeografia e citogenômica de um grupo de peixes Neotropicais da região Amazônica utilizando mapeamento genômico comparativo por Pintura Cromossômica e DNA Barcoding, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Cleusa Yoshiko Nagamachi em 30/07/2017., Descrição: O presente projeto intitulado Biogeografia e citogenômica de um grupo de peixes Neotropicais da região Amazônica utilizando mapeamento genômico comparativo por Pintura Cromossômica e DNA Barcoding visa estudar a biodiversidade de peixes elétricos da região Amazônica, com ênfase nas reservas de Mamirauá e Amanã (estado do Amazonas) e em várias localidades na Amazônia Oriental, onde não há registro de estudos deste grupo de peixes. Além de fazer um levantamento da biodiversidade de Gymnotiformes nestas áreas, serão realizados estudos citogenéticos (citogenética clássica e molecular por pintura cromossômica), molecular (DNA Barcoding), ecológico e morfológico, visando melhor compreender a diversidade deste grupo de peixes na região Amazônica. Por citogenética clássica pretende-se compreender a real diversidade de espécies na região, verificar a ocorrência de espécies crípticas, simpátricas. A técnica de pintura cromossômica utilizando sondas cromossomos totais de Gymnotus carapo citótipo 2n=42 (únicas em peixes) permitirá o mapeamento genômico comparativo e melhor compreender a reorganização genômica ocorrida entre as diferentes espécies. A técnica de DNA Barcoding auxiliará na separação das espécies, assim como os estudos ecológicos e morfológicos. O acúmulo dessas informações permitirá uma melhor compreensão da diversidade de espécies na região Amazônica e, futuramente, contribuir para a realização de um estudo filogenético mais consistente nos Gymnotiformes.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / PATRÍCIA CORREA - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Coordenador / Julio Cesar Pieczarka - Integrante.

  • 2010 - Atual

    A citogenética como ferramenta para se estudar a biodiversidade de peixes ornamentais do Rio Xingu-Altamira, Pará, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Integrante / RENATA NORONHA - Coordenador., Financiador(es): UFPA-CAPES - Auxílio financeiro.

  • 2009 - Atual

    Caracterização Citogenética e Análise meiótica de peixes ornamentais do Rio Xingu-Altamira, Pará., Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Integrante / Adauto Lima Cardoso - Integrante / RENATA NORONHA - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal do Pará - Bolsa.

  • 2006 - 2009

    Cooperação Interinstitucional em Neurociências e Biologia Celular na Região Amazônica, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Julio Cesar Pieczarka em 25/03/2013., Descrição: O presente projeto pretende fomentar a cooperação científica inter-regional do Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular (PNBC), Centro de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Pará (UFPA), com quatro grupos de pesquisa com interesses semelhantes: a) Biologia Celular Parasitária do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro; b) Biologia Celular de bactérias magnetotáticas do Instituto de Microbiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro); c) Biologia Celular vegetal e animal da Universidade Estadual do Norte Fluminense/RJ; d) Programa de Pós-Graduação em Fisiologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP. É nossa proposta desenvolver um programa de pesquisa dedicado às duas principais linhas de estudo do PNBC: a) biodiversidade com ênfase na ultraestrutura celular e b) envelhecimento celular. Pretende-se dar continuidade e incrementar, com a entrada de novos pesquisadores, com apoio da CAPES através do programa de Mestrado Interinstitucional (1998 a 2000) e do PROCAD (2001-2005) com a UFRJ, a criação de um núcleo de excelência na área de Biologia Celular na Região Norte do país. Espera-se promover a melhoria do programa de pós-graduação da UFPA, com o envolvimento direto de pesquisadores externos através da cooperação científica e realização dos subprojetos, aumentando a oferta de recursos humanos qualificados na área de Biologia Celular para a Região Norte do país e contribuindo para a formação de recursos humanos com alta qualificação para a solução de problemas de importância imediata para o desenvolvimento regional. Portanto, esta cooperação, além de estreitar laços já existentes, irá resultar na formação de recursos humanos para a pesquisa e a docência especializada, transferir tecnologia, experiência e metodologia para os laboratórios de pesquisa paraenses e avançar o conhecimento científico em diversas áreas de grande interesse regional..&#10;Situação: Em andamento; Natureza: Pesqu. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (14) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (13) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / PATRÍCIA CORREA - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Anderson José Baia Goimes - Integrante / Jorge Dora Rissino - Integrante / Edivaldo Herculano Correa de Oliveira - Integrante / Edilene Oliveira da Silva - Integrante / Pablo Suárez - Integrante / José Luiz Martins do Nascimento - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante.Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante.Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Definição de organismos aquáticos com potencial para utilização como bioindicadores de qualidade da água, Descrição: O presente projeto será desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Biodiversidade e Bioindicadores. Este Núcleo é composto pelo Laboratório de Citogenética da UFPA, Laboratório de Organismos Aquáticos, Laboratório de Química Analítica e Ambiental, da Universidade Federal do Pará, o grupo de estudos em Biota da Universidade Federal Rural da Amazônia, e o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Historicamente os integrantes do Laboratório de Citogenética e do Laboratório de Organismos Aquáticos, ambos do Centro de Ciências Biológicas, UFPA, têm trabalhado de modo integrado, especialmente na logística de coletas de amostras. Por sua vez, os grupos do Laquanan e da UFRA se articulam no estudo das variáveis químicas ambientais, já tendo apresentado e aprovado projetos de pesquisa junto à ANEEL. A integração destes dois grupos (Biologia e Química) se fez naturalmente, uma vez que ambos estudam a questão da contaminação aquática por diferentes prismas, mas de modo complementar. A entrada do Laboratório de Biologia Molecular e Genômica da UFRN foi feita de modo estratégico, pois os componentes deste grupo dominam técnicas que estudo da sensibilidade genética dos organismos à poluição. Assim, a ligação entre os cinco grupos se completou, permitindo estudar os organismos (Gymnotiformes) quanto à sua biodiversidade genética e morfológica, seu potencial como bioindicador, a determinação precisa das condições ambientais onde se encontram, correlacionadas com sua sensiblidade a estas condições e, por fim, o uso de um segundo bioindicador (plâncton). Serão amostradas três localidades, sendo duas supostamente contaminadas (Lago da UHE de Tucuruí e Barcarena, no Pará) e uma localidade preservada (Reserva Mamirauá, Amazonas).. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2011

    O impacto da técnica de Chromosome Painting (FISH simples e FISH multicor) no estudo da filogenia cromossômica com ênfase em roedores da Infra-Ordem Caviomorpha e em peixes da Ordem Gymnotiformes, Descrição: A Hibridização In Situ Fluorescente (FISH) torna possível definir a localização física de um determinado segmento de DNA (uma sonda marcada para posterior visualização) no cariótipo da espécie em estudo. Quando a sonda é derivada de um cromossomo inteiro ou de uma região cromossômica, a técnica é denominada Pintura Cromossômica . Como as sondas ligam-se em regiões homólogas, a hibridização demonstra a localização de genes conservados entre as duas espécies, o que demonstra seu valor na resolução de questões citotaxonômicas e na compreensão dos mecanismos de rearranjos cromossômicos ocorridos durante a evolução. Pode-se reconstruir a filogenia do grupo em estudo com base nos rearranjos cromossômicos ocorridos. As sondas podem ser geradas utilizando um Separador Celular Ativado por Fluorescência , aparelho que pode isolar grandes quantidades de cromossomos, permitindo a produção de sondas de maior complexidade, o que garante maior sucesso nas hibridizações interespecíficas. O laboratório de citogenética da UFPA desenvolve estudos em citogenética de roedores, primatas, quirópteros e peixes ornamentais. Assim, produzimos sondas cromossomos totais de espécies da nossa biodiversidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra: sondas de duas espécies de morcegos, Carollia brevicauda e Phyllostomus hastatus (projeto do Dr. Julio Cesar Pieczarka), uma espécie de roedor, Dasyprocta leporina e uma espécie de peixe, Gymnotus carapo (sob minha responsabilidade). Recebemos doação de sondas de outra espécie de Caviomorpha, Octodon degus, produzida pelo grupo de Cambridge, para trabalhos em cooperação. Neste período desenvolveremos estudos sobre pinturas cromossômicas em roedores e peixes, paralelamente a estudos em primatas com sondas humanas e de Saguinus oedipus. Iniciaremos os estudos em espécies filogeneticamente próximas. Entretanto, pretende-se analisar também espécies mais distantes, dependendo da sua coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danillo dos Santos Silva - Integrante / Susana Suely Rodrigues MIlhomem - Integrante / Cleusa Yoshiko Nagamachi - Integrante / Júlio Cesar Pieczarka - Coordenador / Adauto Lima Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2012

MENÇÃO HONROSA, II ENCONTRO DE ICTIOLOGIA DE ESTUDANTES PARAENSES.

2011

Aprovação em Processo Seletivo Simplificado do IFPA Edital N 006/2011, Instituto Federal do Pará.

2011

Aprovado em concurso público para o cargo de Pesquisador no Instituto Evandro chagas, Instituto Envandro Chagas IEC.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade do Estado do Pará, Centro De Ciência Biológicas e da Saúde - DMCF. , Travessa Perebebuí - de 2346/2347 ao fim, Marco, 66095662 - Belém, PA - Brasil, Telefone: (094) 33243400, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2014 - Atual

Universidade do Estado do Pará

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente I, Carga horária: 40

2013 - 2014

Universidade do Estado do Pará

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

2012 - 2012

Universidade do Estado do Pará

Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 30

Outras informações:
Participação do Planejamento da disciplina Temas de Biologia III

Atividades

  • 10/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, CCBS, Campus de Marabá.,Cargo ou função, Membro de Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos - Campus VIII - UEPA Marabá - Portaria 3811/18..

  • 01/2018

    Direção e administração, CCBS, Campus de Marabá.,Cargo ou função, Coordenador do Laboratório de Biologia Celular, Citogenética e Citogenômica - Portaria 006/2019 de 01/02//2019.

  • 08/2017

    Conselhos, Comissões e Consultoria, CCBS, Campus de Marabá.,Cargo ou função, Membro Titular do Colegiado do Campus de Marabá, UEPA - Portaria 2764/17.

  • 10/2014

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioestatística - 40 horas, Laboratório Morfofuncional I: ASE 1 - Introdução ao estudo da Medicina; ASE 2 - Proliferação, alteração do crescimento e diferenciação celular; ASE 3 - Funções Biológicas I, Laboratório Morfofuncional II: ASE 4 - Funções Biológicas II; ASE 5 - Metabolismo e Nutrição; ASE 6 - Agressão e defesa, Laboratório Morfofuncional III: ASE 7 - Concepção, formação do ser humano e gestação; ASE8 - Nascimento, crescimento e desenvolvimento da criança e adolescente; ASE 9 - Vida adulta e processo de envelhecimento, Laboratório Morfofuncional IV: ASE 10 - Percepção, consciência e emoção; ASE 11 - Febre, Inflamação e Infecção; ASE 12 - Fadiga, perda de peso e anemias, Laboratório Morfofuncional V: ASE 13 - Edema e Proteinúria; ASE 14 - Perda de Sangue; ASE 15 - Mente e comportamento, PC2 - Bioinformática

  • 09/2015 - 12/2018

    Direção e administração, Uepa Campus VIII, Marabá.,Cargo ou função, Coordenador de Laboratório Morfofuncional do curso de Medicina, Campus VIII/Marabá - 2629/15.

  • 07/2017 - 06/2018

    Outras atividades técnico-científicas , Uepa Campus VIII, Marabá, Uepa Campus VIII, Marabá.,Atividade realizada, Atividade realizada:.

  • 01/2017 - 12/2017

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Laboratório Morfofuncional VIII: ASE 22 - Distúrbios sensoriais, motores e da locomoção; ASE 23 - Doenças do sangue, inflamatórias e infecciosas; ASE 24 - Urgência e emergência médica

  • 01/2017 - 12/2017

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro De Ciência Biológicas e da Saúde - DMCF.,Cargo ou função, Membro do Comitê Científico Interno da Uepa, Portaria N 3432/16.

  • 09/2015 - 09/2017

    Outras atividades técnico-científicas , CCBS, Campus de Marabá, CCBS, Campus de Marabá.,Atividade realizada, Professor Orientador do Programa de Bolsa de Monitoria , CCBS, Uepa/Marabá.

  • 07/2016 - 07/2017

    Ensino, Educação Fisica, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Biologia Aplicada a Educação Física, carga horária de 80 horas, Fisiologia Aplicada a Educação Física, Carga horária de 80 horas

  • 07/2015 - 07/2017

    Direção e administração, Uepa Campus VIII, Marabá.,Cargo ou função, Membro do Colegiado do Campus VIII/Marabá - Portaria 2196/15.

  • 10/2014 - 12/2015

    Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Biofísica - 60 horas 06/10/2014 a 20/12/2014, Bioestatística - 60 horas: 01/10/2014 a 20/12/2014, Topicos especiais em Patologia - 60 horas 07/10/2014 a 20/12/2014, Hematologia Básica - 60 horas: 009/02/2015 a 20/06/2015, Controle Ambiental de Patógenos de interesse humano - 80 horas: 09/02/2015 a 03/07/2015, Anatomia e fisiologia de animais de laboratório - 60 horas: 09/02/2015 a 03/07/2015, Parasitologia - 60 horas: 20/08/2015 a 10/12/2015

  • 02/2015 - 06/2015

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Laboratório Morfofuncional - 80 horas

  • 02/2015 - 06/2015

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Pesquisa Científica: Informática em saúde - 40 horas

  • 11/2014 - 12/2014

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estágio Supervisionado I - 100 horas

  • 08/2014 - 09/2014

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Agentes Infecciosos e Parasitários - 80 horas

  • 07/2014 - 07/2014

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, TCC II - Levantamento, compilação e análise dos dados Carga horária de 20 horas

  • 07/2014 - 07/2014

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estágio Supervisionado III: Vivências no ensino médio Parte I

  • 04/2014 - 05/2014

    Ensino, Licenciatura plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Processos Vitais I: Plantas - 80 horas

  • 04/2014 - 04/2014

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estágio Supervisionado III: Vivências no ensino Médio (1ª Parte) - carga horária de 80 horas

  • 01/2014 - 02/2014

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Dinâmicas do Seres Vivos e Ambiente - 65 horas

  • 12/2013 - 12/2013

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Diversidade da Vida I: Plantas carga horária 80horas

  • 10/2013 - 11/2013

    Ensino, Licenciatura plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Dinâmica dos Seres Vivos e Ambientes - 80 horas

  • 10/2013 - 11/2013

    Ensino, Licenciatura Plena em Química, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Temas de Biologia III - 80 horas

  • 09/2013 - 09/2013

    Ensino, Engenharia Florestal, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica Geral - 60 horas

  • 07/2013 - 07/2013

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Classificação e Padrão Geográfico dos Seres Vivos - 60 horas

  • 02/2013 - 03/2013

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Processos Vitais II: Animais

  • 11/2012 - 12/2012

    Ensino, Licenciatura em Ciências Naturais - Hab. Física, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Temas de Biologia III - 30 horas

2010 - 2010

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 4

Outras informações:
Aula Teórica de Efeitos Genotóxicos na Disciplina Citogenética com carga horária de 4 horas.

2010 - 2010

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Vínculo Institucional, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4

Outras informações:
Monitor do Estágio Rotatório No Laboratório de Citogenética do Instituto de Ciências Biológicas com carga horária de 30 horas, nos meses de maio e junho de 2010, sob a supervisão da Profa. Dra. Cleusa Yoshiko Nagamachi.

2010 - 2010

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Vínculo Institucional, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4

Outras informações:
Monitor do Estágio Rotatório No Laboratório de Citogenética do Instituto de Ciências Biológicas com carga horária de 30 horas. Nos meses de Abril e Maio de 2010, sob supervisão do Prof. Dr. Julio Cesar Pieczarka.

2010 - 2010

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 12

Outras informações:
Aulas de &quot;Métodos de análise de obtenção de cromossomos de peixes.&quot; &#10;Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Molecular na Disciplina: Ecologia Sensorial e citogenética de peixes elétricos Neotropicais. Professores responsável: Dr. William Gareth Richard Crampoton e Dra. Cleusa Y. Nagamachi.

2006 - 2006

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Vínculo Institucional, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4

Outras informações:
Monitor das aulas Práticas da Dsiciplina Citogenética do Módulo Células e Moléculas do Curso Biomedicina do ICB, durante o primeiro semestre de 2006. Com carga horária de 30 horas.

2005 - 2005

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4

Outras informações:
Monitor das aulas Práticas da Dsiciplina Citogenética do Módulo Células e Moléculas do Curso Biomedicina do ICB, durante o primeiro semestre de 2005. Com carga horária de 30 horas.

2005 - 2005

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Vínculo Institucional, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4

Outras informações:
Monitor das aulas Práticas da Dsiciplina Citogenética do Módulo Células e Moléculas do Curso de Licenciatura em Biologia do ICB, durante o segundo semestre de 2005. Com carga horária de 30 horas semestrais.

2004 - 2005

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Vínculo Institucional, Enquadramento Funcional: Estágio Voluntário, Carga horária: 4

Outras informações:
Estágio Voluntário sob Orientação da Profa. Dra. Cleusa Yoshiko Naagamachi no Laboratório de Citoegenética ICB/UFPA com 20 semanais.

Atividades

  • 11/2004

    Pesquisa e desenvolvimento, Laboratório de Citogenética.,Linhas de pesquisa

2017 - 2017

Faculdade dos Carajás

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

2015 - 2015

Faculdade dos Carajás

Vínculo: Professor Contratado, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 30

Atividades

  • 01/2017 - 12/2017

    Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Patologia Geral, Bioestatística, Genética Humana

  • 05/2015 - 05/2015

    Ensino, Gestão Ambiental, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Gestão de Resíduos - 30 horas/aulas

2010 - 2010

Faculdade Integrada Ipiranga

Vínculo: Professor da Pós-Graduação, Enquadramento Funcional: Professor da Pós-Graduação, Carga horária: 20

Atividades

  • 02/2010 - 02/2010

    Ensino, BIOLOGIA APLICADA AO ENSINO SUPERIOR, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Genética Evolutiva - 20 horas

2008 - 2012

Universidade Estadual Vale do Acaraú

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Atividades

  • 01/2012 - 01/2012

    Ensino, Licenciatura Plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, A Reprodução dos Seres Vivos

  • 01/2010 - 01/2010

    Ensino, Licenciatura Plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética: Heranças Vitais

  • 01/2010 - 01/2010

    Ensino, Licenciatura Plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, A Reprodução dos Seres Vivos

  • 07/2008 - 07/2008

    Ensino, Licenciatura Plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, A Reprodução dos Seres Vivos - 105 horas

  • 07/2008 - 07/2008

    Ensino, Licenciatura Plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Genética: Heranças Vitais - 105 horas

  • 07/2008 - 07/2008

    Ensino, Licenciatura Plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Of. Prát. Genética: Heranças Vitais - 15 horas

  • 07/2008 - 07/2008

    Ensino, Licenciatura Plena em Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Of. Prát. A Reprodução dos Seres Vivos - 15 horas