Bruno Lopes Bastos

Possui graduação em Medicina Veterinária (2005), Mestrado em Ciência Animal nos Trópicos (2008) e Doutorado em Imunologia (2011) pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Realizou pós-doutorado na área de proteômica de microrganismos (Corinebactérias e Leptospiras) pela UFBA (2015). Atualmente é Professor Adjunto do Instituto Multidisciplinar em Saúde ? Campus Anísio Teixeira da Universidade Federal da Bahia (IMS-CAT / UFBA, Vitória da Conquista), atuando em diferentes disciplinas do curso de Biotecnologia. Tem experiência nas áreas de imunoinformática, desenvolvimento de imunoensaios e vacinas, bioquímica clínica animal, cultura de células e produção in vitro de embriões bovinos.

Informações coletadas do Lattes em 31/01/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Imunologia

2009 - 2011

Universidade Federal da Bahia
Título: Resposta imune de ovinos a antígenos secretados de Corynebacterium pseudotubeculosis associados a saponinas de Quillaja saponaria como adjuvantes e prospecção de antígenos somáticos com potencial aplicabilidade em sistemas de imunodiagnóstico
Orientador: ROBERTO MEYER
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Corynebacterium pseudotuberculosis; Antígenos somáticos e secretados; Imunoprofilaxia; Imunodiagnóstico.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Saúde Animal.

Mestrado em Ciência Animal Nos Trópicos

2006 - 2008

Universidade Federal da Bahia
Título: Cinética das proteínas de fase aguda durante a gestação e pós-parto de ovelhas da raça Santa Inês como ferramenta auxiliar no monitoramento da saúde gestacional,Ano de Obtenção: 2008
José Eugênio Guimarães.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, FAPESB, Brasil. Palavras-chave: Proteínas de fase aguda; Ovinos; Gestação; Pré-parto; Pós-parto.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Hematologia e Bioquímica Clínica. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Reprodução Animal. Setores de atividade: Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados Com Essas Atividades.

Graduação em Medicina Veterinária

1998 - 2005

Universidade Federal da Bahia
Título: Hemograma e proteína plasmática total de Tilápias híbridas vermelhas ?Red Jamaica? (Oreochromis sp.) cultivadas intensivamente em tanques-rede em águas de estuário no Estado da Bahia: aspéctos morfológicos e citoquímicos
Orientador: José Eugênio Guimarães

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2013 - 2015

Pós-Doutorado. , Universidade Federal da Bahia - UFBA, Instituto de Biologia - IBIO, UFBA, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas

2012 - 2013

Pós-Doutorado. , Universidade Federal da Bahia - UFBA, Instituto de Ciências da Saúde - ICS, UFBA - ICS, Brasil. , Bolsista do(a): Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão, FAPEX, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Proteômica de microrganismos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Extensão universitária em Biotecnologias Reprodutivas em Caprinos e Ovinos. (Carga horária: 56h). , Sociedade de Medicina Veterinária da Bahia, SMVBA, Brasil.

2018 - 2018

Extensão universitária em Produção In Vitro de Embriões. (Carga horária: 40h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2016 - 2016

Sanidade animal e tecnologias gerenciais. (Carga horária: 40h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - DF, SENAR - DF, Brasil.

2016 - 2016

Pastagem para ovinocultura. (Carga horária: 20h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - DF, SENAR - DF, Brasil.

2016 - 2016

Capacitação para o Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (CapCEFIR). (Carga horária: 20h). , Consultoria Geoagro, GEOAGRO, Brasil.

2016 - 2016

Produção e Comercialização da Carne Ovina. (Carga horária: 50h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - DF, SENAR - DF, Brasil.

2014 - 2014

Data Scientist?s Toolbox. (Carga horária: 20h). , Johns Hopkins University, JHU, Estados Unidos.

2014 - 2014

Bioinformatics Workshop on Molecular Biology. (Carga horária: 46h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2013 - 2013

Immunoinformatics for biologics and vaccines. (Carga horária: 34h). , University of Rhode Island, URI, Estados Unidos.

2013 - 2013

Biossegurança. (Carga horária: 20h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2012 - 2012

Validação de testes diagnósticos em microbiologia. (Carga horária: 4h). , Associação Latinoamericana de Microbiologia, ALAM, Argentina.

2012 - 2012

Métodos de extração de lipídeos de microalgas. (Carga horária: 4h). , Associação Latinoamericana de Microbiologia, ALAM, Argentina.

2011 - 2011

Espectrometria de Massas de Proteínas. (Carga horária: 30h). , Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz - Fundação Instituto Oswaldo Cruz, CPQGM / FIOCRUZ, Brasil.

2011 - 2011

Patogenicidade bacteriana. (Carga horária: 4h). , Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.

2010 - 2010

Propriedade Intelectual e Inovação no Agronegócio. (Carga horária: 90h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2010 - 2010

Programa de Excelência Avícola - Módulo 1. (Carga horária: 8h). , Alltech do Brasil, AB, Brasil.

2010 - 2010

Gestão da empresa pecuária. (Carga horária: 60h). , Instituto de Estudos Pecuários, IEPEC, Brasil.

2010 - 2010

Nutrição e formulação de rações para bovinos. (Carga horária: 80h). , Instituto de Estudos Pecuários, IEPEC, Brasil.

2009 - 2009

Predição de exigências e desempenho para bovinos. (Carga horária: 15h). , Instituto de Estudos Pecuários, IEPEC, Brasil.

2009 - 2009

Iniciando um pequeno grande negócio. (Carga horária: 16h). , Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Bahia, SEBRAE/BA, Brasil.

2007 - 2007

Gestão e Organização das Propriedades Rurais. (Carga horária: 8h). , Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC, Brasil.

2006 - 2006

Transferência de embriões em bovinos. (Carga horária: 40h). , Biotecnologia e Treinamento em Reprodução Animal, BIOTRAN, Brasil.

2006 - 2006

Curso prático de inseminação artificial em bovinos. (Carga horária: 40h). , Escola de Educação Básica e Profissionalizante Fundação Bradesco, EEBFB, Brasil.

2006 - 2006

Morfologia e Julgamento de Raças Zebuinas. (Carga horária: 24h). , Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, ABCZ, Brasil.

2005 - 2005

Ultra-sonografia na Reprodução Bovina e Equina. (Carga horária: 56h). , Escola de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia, EMEV - UFBA, Brasil.

2005 - 2005

Ultra-sonografia na Reprodução de Caprina e Ovina. (Carga horária: 24h). , Escola de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia, EMEV - UFBA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Holandês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Imunologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Biotecnologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Doenças Infecciosas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

RISTOW, P. C. L. B. ; BASTOS, B. L. . 1º Simpósio de Microbiologia - UFBA. 2014. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II Semana de Atualização em Caprino-Ovinocultura COOPMAC-UESB. 2016. (Encontro).

II Workshop de Empreendedorismo e Inovação do IMS/UFBA. 2015. (Outra).

Seminário Integrado das Pós-Graduações do Instituto Multidisciplinar em Saúde / Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. 2015. (Seminário).

III Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-Estar Animal. 2014. (Congresso).

27º Congresso Brasileiro de Microbiologia. 2013. (Congresso).

II SIMPÓSIO DE FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA. 2013. (Simpósio).

I WORKSHOP SUL-AMERICANO DE MICROBIOLOGIA POLAR. 2012. (Simpósio).

XIV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICOBACTÉRIAS. 2012. (Simpósio).

XXI Congresso Latino Americano de Microbiologia - ALAM. 2012. (Congresso).

26º Congresso Brasileiro de Microbiologia. 2011. (Congresso).

2º Encontro Nacional de Professores de Microbiologia. 2011. (Encontro).

SCV / MRSA / HVISA / VISA / VRSA: Seu laboratório está preparado?. 2011. (Simpósio).

Simpósio Internacional de Bactéria Láticas. 2011. (Simpósio).

Congresso Internacional da Produção Pecuária. 2010. (Congresso).

Workshop Técnicas de Imunodiagnóstico em Saúde Humana e Animal - Fundamentos e Aplicações. 2010. (Outra).

2º Simpósio Regional da Avicultura e Suinocultura. 2009. (Simpósio).

4º Congresso Internacional do Boi de Capim. 2009. (Congresso).

IV Simpósio Internacional sobre a Indústria do Camarão Cultivado e I Simpósio Internacional de Aquicultura. 2007. (Simpósio).

II Simpósio do Grupo de Estudos de Caprinos e Ovinos. 2006. (Simpósio).

I Encontro sobre a Implantação da Estrutiocultura na Região de Irecê - BA. 2005. (Encontro).

XV Seminário Baiano de Responsabilidade Técnica. 2005. (Seminário).

V Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação ? XXIII Seminário Estudantil de Pesquisa.. 2004. (Seminário).

VI Congresso e XI Encontro da Associação Brasileira de Veterinários de Animais Selvagens ? ABRAVAS. 2002. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: KAMILLA MENEZES OLIVEIRA

FREITAS, L. M.; MARQUES, L. M.;BASTOS, B. L.. Clonagem de genes de Trypanosoma cruzi preditos com afinidade para MHC I humano. 2016. Dissertação (Mestrado em Genética e Biodiversidade) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Bianca Cardeal Souza

PORTELA, R. W. D.; GUIMARÃES, J. E.;BASTOS, B. L.; HANNA, S. A.; SANTOS, P. O. M.. Padronização da mensuração em microplaca de componentes séricos de ovinos. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Nos Trópicos) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Ludmilla Soares Sena

Portela, R. W.;Bastos, B.L.; MELO, S. M. B.. Soroepidemiologia da Brucelose em ovinos de raça definida no Estado da Bahia e correlações com aspectos zootécnicos. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Nos Trópicos) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Dan Loureiro Nascimento

Portela, R. W.; Moura-Costa, L. F.; FRANKE, C. R.;Bastos, B.L.; Reboucas, M. F.. Aspectos epidemiológicos, microbiológicos e moleculares de uma cepa de Corynebacterium pseudotuberculosis de origem africana. 2016. Tese (Doutorado em Ciência Animal Nos Trópicos) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Denise Soledade Pereira Costa

AYRES, M. C. C.; ALBINATI, R. C. B.; CRUZ, A. L.; MOREIRA, E. L. T.;BASTOS, B. L.. Efeitos da salinidade sobre os parâmetros hematológicos e bioquímicos de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus). 2014. Tese (Doutorado em Ciência Animal Nos Trópicos) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Ana Amélia Nunes Santos

RISTOW, P. C. L. B.; RAMOS, E.;Bastos, B.L.. Análise da patologia renal e identificação de biofilme na colonização renal por Leptospira em Rattus norvegicus capturados em área urbana de Salvador, Bahia.. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-Graduação em Biotecnologia em Saúde) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz - Fundação Instituto Oswaldo Cruz.

Aluno: Igor Lopes Coqueiro

MARQUES, L. M.;BASTOS, B. L.; CAMPOS, G. B.. Inibição de Staphylococcus aureus Resistente à Meticilina (MRSA) com ácido ascórbico em modelo de bolsão inflamatório. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Patrícia da Cruz Souza

MARQUES, L. M.; FRAGA, R. E.;BASTOS, B. L.. Detecção de microrganismmos de importância veterinária em psitacídeos de cativeiro em Vitória da Conquista, Bahia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Alessandra Lima da Silva

FREITAS, L. M.; MARQUES, L. M.;BASTOS, B. L.. Avaliação de prediçoes in silico usando proteínas de Trypanosoma cruzi e epítopos validados em bancos de dados. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Tácita Borges Barros

TOMAZI, L.; FRAGA, R. E.;BASTOS, B. L.. Sexagem molecular de papagaaios apreendidos do tráfico de animais na Bahia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Ítalo Souza Pereira

SILVA, R. A. A.; MARQUES, L. M.;BASTOS, B. L.. Avaliação da imunização intradérmica na imunidade protetora contra Klebsiella pneumoniae em modelo murino de pneumonia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Anderson Coqueiro dos Santos

FREITAS, L. M.; MARQUES, L. M.;BASTOS, B. L.. Imunopredições do genoma core de tripanossomídeos. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Icaro Bonyek Santos da Silva

MARQUES, L. M.; SILVA, R. A. A.;BASTOS, B. L.. Análise da infecção por Mycoplasma bovis em glândula mamária em modelo murino. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Luiz Di Paolo Maggitti Junior

GUIMARAES, J. E.AYRES, M. C. C.Bastos, B.L.. Cinética da ceruloplasmina e haptoglobina em borregos Santa Inês x Dorper no pós-parto e período de lactação. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Ludmilla Soares Sena

PORTELA, R. W. D.; Carvalho, L.P.;BASTOS, B. L.. Quimiocinas e sua importância nas infecções por Mycobacterium tuberculosis e Corynebacterium pseudotuberculosis. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: André Luiz Navegantes Aranha

ANUNCIACAO, A. V. M.; SOUZA, B. M. P. S.;BASTOS, B. L.. Cinomose - Revisão de Literatura. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Ticiana Conceição Vasconcelos

GUIMARAES, J. E.; Costa, J.N.;Bastos, B.L.. Caracterização clínica e laboratorial da tristeza parasitária bovina com a utilização da haptoglobina como ferramenta no diagnóstico diferencial dos hemoparasitos. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal da Bahia.

FRAGA, R. E.; MELO, F. F.;BASTOS, B. L.. Processo Seletivo para Contratação de Docentes por Tempo Determinado (Microbiologia e Imunologia). 2016. Universidade Federal da Bahia.

Portela, R. W.;Bastos, B.L.; GUEDES, H. L. M.. Concurso para Professor Adjunto de Imunologia, Microbiologia Veterinária e Parasitologia Veterinária. 2015. Universidade Federal do Oeste da Bahia.

BASTOS, B. L.. Comissão Científica do Congresso Internacional da Produção Pecuária. 2010. Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia.

BASTOS, B. L.. Comissão Científica do 4º Congresso Internacional do Boi de Capim. 2009. 4º Congresso Internacional do Boi de Capim.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

José Eugênio Guimarães

GUIMARÃES, J. E.. Cinética das proteínas de fase aguda durante a gestação e pós-parto de ovelhas da raça santa inês como ferramenta auxiliar no monitoramento da saúde gestacional. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Medicina Veterinária Tropical) - UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA.

José Eugênio Guimarães

GUIMARÃES, J. E.; ALBINATI, R. C. B.; PONTES, A. M.. Hemograma e proteína plasmática total de tilápias hibridas vermelhas "Red Jamaica" (Oreochromis sp) cultivadas intensivamente em tanques rede em águas de estuário no Estado da Bahia: aspectos morfológicos e citoquímicos.. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal da Bahia.

Alberto Lopes Gusmão

GUIMARÃES, J. E.;GUSMAO, Alberto Lopes; PEIXOTO, A. P. C.. Cinética das proteínas de fase aguda durante a gestação e pós-parto de ovelhas da raça Santa Inês, como ferramenta auxiliar no monitoramento da súde gestacional. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Medicina Veterinária Tropical) - Universidade Federal da Bahia.

Vasco Ariston de Carvalho Azevedo

AZEVEDO, V.Meyer, Roberto; Costa, Lima Silvia; Neuza Maria Magalhães; Guimarães, José Eugênio. Resposta imune de ovinos a antígenos secretados de Corynebacterium pseudotuberculosis associados à saponimas de Quilllaja saponaria como adjuvantes e4 prospecção de antígenos somáticos com potencial aplicabilidade em sistemas de imunodiagnóstico. 2012. Tese (Doutorado em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia.

Silvia Lima Costa

COSTA, S. L.; NEVES, N. M. A.; GUIMARÃES, José Eugênio; AZEVEDO, V.A.; MEYER, R. J.. Resposta imune de ovinos a antígenos secretados de Corynebacterium pseudotubeculosis associados a saponina como adjuvante e prospecção de antígenos somáticos com potencial aplicabilidade em sistema de imunodiagnóstico. 2011. Tese (Doutorado em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia.

Ana Paula Cardoso Peixoto

GUIMARÃES, J. E.; GUSMÃO, A.L.;PEIXOTO, A. P. C.. Cinética das Proteínas de Fase aguda durante a gestação e pós parto de ovelhas da raça Santa Inês como ferramenta auxiliar no monitoramento da saúde gestacional. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal nos Trópicos) - Escla de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia.

Ricardo Castelo Branco Albinati

ALBINATI, R. C. B.; GUIMARAES, Jose Eugenio; PONTES, A. M.. hemograma e proteina plasmática total de tilápias hibridas vermelhas cultivadas em tanques-rede. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal da Bahia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Ítalo Paulino Santana

Efeitos da suplementação com haptoglobina nas taxas de maturação in vitro (MIV) de oócitos bovinos; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Daniel Silva Ferraz

Aplicação de vacinologia reversa e predição in silico de epítopos de linfócitos T e B em fatores de virulência de Corynebacterium pseudotuberculosis; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

RODRIGO PROFETA SILVEIRA SANTOS

In silico mapping of Mycoplasma hyopneumoniae epitopes; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

Ítalo Paulino Santana

Efeitos da suplementação com haptoglobina nas taxas de maturação in vitro (MIV) de oócitos bovinos; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

Natália da Rocha Lopes

Desenvolvimento de um reagente contendo simultaneamente meta-hemoglobina e cromógeno Guaiacol para uso na quantificação de haptoglobina animal em condições de campo; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

Ítalo Paulino Santana

Desenvolvimento de um reagente contendo simultaneamente meta-hemoglobina e cromógeno 3,3',5,5'-tetrametilbenzidina (TMB) para uso na quantificação de haptoglobina animal em condições de campo; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

Danilo Nascimento Lopes

Predição de epítopos em proteínas de Corynebacterium pseudotuberculosis ligantes do complexo de histocompatibilidade principal (MHC) de caprinos; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

André Luiz De Gino Soares

Predição de epítopos em proteínas de Corynebacterium pseudotuberculosis ligantes do complexo de histocompatibilidade principal (MHC) de ovinos; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

Israel Nunes Silveira

Kit HP ? Saúde Animal: Um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos (Plano de trabalho 1); 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

Airton Idalecio Sousa Viana

Kit HP ? Saúde Animal: Um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos (Plano de trabalho 2); 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Bruno Lopes Bastos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

José Eugênio Guimarães

Cinéticas das proteínas de fase aguda em ovelhas da raça Santa Inês nos períodos de gestação e pós-parto como ferramenta da saúde gestacional; 2008; Dissertação (Mestrado em Ciência Animal nos Trópicos) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: José Eugênio Guimarães;

José Eugênio Guimarães

Hemograma e proteína plasmática total de tilápias hibridas vermelhas "Red Jamaica" ( Oreochromis spp) cultivadas intensivamente em tanques-rede em águas de estuário no Estado da Bahia: aspectos morfológicos e citoquímicos; ; 2005; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA; Orientador: José Eugênio Guimarães;

José Eugênio Guimarães

Valores hematológicos e desenvolvimento corporal de Tilápias nilóticas (Oreochromus niloticus vr; chitralada) criadas intensivamente em tanques-rede em águas de estuário no estado da Bahia; ; 2003; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: José Eugênio Guimarães;

Maria Consuelo Caribé Ayres

Proteínas de fase aguda em ovelhas da raça Santa Inês nos períodos de gestação e pós parto como ferramenta auxiliat no diagnóstico prognóstico da saúde; 2008; Dissertação (Mestrado em Ciência Animal nos Trópicos) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Coorientador: Maria Consuêlo Caribé Ayres;

Roberto José Meyer Nascimento

Resposta imune de ovinos a antígenos secretados de corynebacterium pseudotuberculosis associados à saponinas de Quillaja saponaria como adjuvantes e prospecção de antígenos somáticos com potencial aplicabilidade em sistemas de imunodiagnóstico; 2012; Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Roberto José Meyer Nascimento;

Paula Carvalhal Lage von Buettner Ristow

2014; Instituto de Biologia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Paula Carvalhal Lage von Buettner Ristow;

Paula Carvalhal Lage von Buettner Ristow

2013; Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Paula Carvalhal Lage von Buettner Ristow;

Ricardo Wagner Dias Portela

Cinética da Resposta Imunológica da Infecção por Corynebacterium pseudotuberculosis em ovinos e aplicações no desenvolvimento de ensaios de imunodiagnóstico; 2010; Tese (Doutorado em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia,; Coorientador: Ricardo Wagner Dias Portela;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • RAMOS, JEAN SILVA ; FILHO, JOSÉ TADEU RAYNAL ROCHA ; AYRES, MARIA CONSUÊLO CARIBÉ ; GUSMÃO, ALBERTO LOPES ; Bastos, Bruno Lopes ; GUIMARÃES, JOSÉ EUGÊNIO . Changes in the acute phase proteins and leukogram profile in Dorper lambs during the first six months of life. ACTA VETERINARIA BRASILICA (UFERSA) , v. 13, p. 92-99, 2019.

  • MARQUES, ANDRESSA SOUZA ; Bastos, Bruno Lopes ; RAYNAL FILHO, JOSÉ TADEU ; FRÓES, ANTÔNIO PEDRO ; NASCIMENTO, ROBERTO JOSÉ MEYER . Identificação in silico de potenciais alvos antigênicos de Corynebacterium pseudotuberculosis. PUBVET (LONDRINA) , v. 13, p. 1-7, 2019.

  • LIMA, DANIELLE ; REBOUÇAS, MÍRIAM ; BASTOS, BRUNO ; COSTA-SILVA, MARCOS ; RAYNAL, JOSÉ TADEU ; SÁ, MARIA CONCEIÇÃO AQUINO DE ; ALCANTARA, MARIA EMÍLIA . Expressão de RNAm de IL1β, TNF-α, TLR2, TLR4 e TLR9 em ovinos imunizados com antígenos de Corynebacterium pseudotuberculosis. PUBVET (LONDRINA) , v. 13, p. 1-12, 2019.

  • SAMPAIO, GERALDO PEDRAL ; VALE, VERA LUCIA COSTA ; COSTA, LÍLIA FERREIRA DE MOURA ; FRAGA, RICARDO EVANGELISTA ; SANTOS, HERBERT HENRIQUE DE MELO ; SÁ, MARIA DA CONCEIÇÃO AQUINO DE ; Bastos, Bruno Lopes ; ROCHA FILHO, JOSÉ TADEU RAYNAL ; TRINDADE, SORAYA CASTRO ; NASCIMENTO, ROBERTO JOSÉ MEYER . Padronização de técnicas por citometria de fluxo para avaliar Corynebacterium pseudotuberculosise células fagocitárias murinas. PUBVET (LONDRINA) , v. 13, p. 1-9, 2019.

  • RAMOS, JEAN SILVA ; KLUG, FILIPE SIMEÃO FRÖHLICH ; Bastos, Bruno Lopes ; ROCHA FILHO, JOSÉ TADEU RAYNAL ; AYRES, MARIA CONSUÊLO CARIBÉ ; GUIMARÃES, JOSÉ EUGÊNIO . Determinação da concentração sérica de proteínas de fase aguda em equinos por técnicas espectrofotométricas. PUBVET (LONDRINA) , v. 12, p. 1-7, 2018.

  • RAYNAL, JOSÉ TADEU ; Bastos, Bruno Lopes ; VILAS-BOAS, PRISCILLA CAROLINNE BAGANO ; SOUSA, THIAGO DE JESUS ; COSTA-SILVA, MARCOS ; DE SÁ, MARIA DA CONCEIÇÃO AQUINO ; PORTELA, RICARDO WAGNER ; MOURA-COSTA, LÍLIA FERREIRA ; Azevedo, Vasco ; Meyer, Roberto . Identification of membrane-associated proteins with pathogenic potential expressed by Corynebacterium pseudotuberculosis grown in animal serum. BMC RESEARCH NOTES , v. 11, p. 1-6, 2018.

  • DE OLIVEIRA, WILIAN ROSÁRIO ; REGO, EVANDRO JOSÉ LIMA ; VON BUETTNER RISTOW, PAULA CARVALHAL LAGE ; DA SILVA VELOZO, EUDES ; DE CARVALHO CARNEIRO, DIEGO ; Bastos, Bruno Lopes ; DA CUNHA LIMA, SUZANA TELLES . Isolation, characterization and analysis of the agglutinative activity of a lectin from Crotalaria spectabilis. JOURNAL OF PLANT BIOCHEMISTRY AND BIOTECHNOLOGY , v. 27, p. 1-9, 2018.

  • Bastos, Bruno Lopes ; ROCHA-FILHO, JOSÉ TADEU RAYNAL ; SANTANA, ÍTALO PAULINO ; Meyer, Roberto ; GUIMARÃES, JOSÉ EUGÊNIO . Aplicabilidade da proteína haptoglobina como bioindicador de saúde na bovinocultura de corte e leite. PUBVET (LONDRINA) , v. 12, p. 1-13, 2018.

  • CORRÊA, JEFFERSON IVAN ; STOCKER, ANDREAS ; TRINDADE, SORAYA CASTRO ; VALE, VERA ; BRITO, THAIS ; BASTOS, BRUNO ; RAYNAL, JOSÉ TADEU ; DE MIRANDA, PATRÍCIA MARES ; DE ALCANTARA, ADRIANO COSTA ; FREIRE, SONGELI MENEZES ; COSTA, LÍLIA MOURA ; Meyer, Roberto . In vivo and in vitro expression of five genes involved in Corynebacterium pseudotuberculosis virulence. AMB Express , v. 8, p. 89, 2018.

  • SANTOS-JUNIOR, MANOEL N. ; REZENDE, IZADORA S. ; SOUZA, CLARISSA L. S. ; BARBOSA, MAYSA S. ; CAMPOS, GUILHERME B. ; BRITO, LAÍS F. ; QUEIROZ, ÉLLUNNY C. ; BARBOSA, ELAINE N. ; TEIXEIRA, MARIANA M. ; DA SILVA, LETÍCIA O. ; SILVA, LUCAS S. C. ; NASCIMENTO, FLÁVIA S. ; DA SILVA, TASSYO L. ; MARTENS, ADAM A. ; SIQUEIRA, ADRIANO F. P. ; ASSUMPÇÃO, MAYRA E. O. D?AVILA ; MACHADO-SANTELLI, GLAUCIA M. ; Bastos, Bruno L. ; GUIMARÃES, ANA M. S. ; TIMENETSKY, JORGE ; MARQUES, LUCAS M. . Ureaplasma diversum and Its Membrane-Associated Lipoproteins Activate Inflammatory Genes Through the NF-κB Pathway via Toll-Like Receptor 4. Frontiers in Microbiology , v. 9, p. 1538, 2018.

  • RAYNAL, JOSÉ TADEU ; BORGES, ARETHA ALVES ; Bastos, Bruno Lopes ; BAHIENSE, THIAGO CAMPANHARO ; Meyer, Roberto ; PORTELA, RICARDO WAGNER . Avaliação da eficiência de acaricidas sobre Rhipicephalus (Boophilus) microplus no estado da Bahia. PUBVET (LONDRINA) , v. 12, p. 1-8, 2018.

  • CORRÊA, JEFFERSON IVAN ; STOCKER, ANDREAS ; TRINDADE, SORAYA CASTRO ; VALE, VERA ; BASTOS, BRUNO ; RAYNAL, JOSÉ TADEU ; ALCÂNTARA, MARIA EMÍLIA ; ALCANTARA, ADRIANO COSTA DE ; FREIRE, SONGELI MENEZES ; COSTA, LÍLIA MOURA ; Meyer, Roberto . Avaliação da expressão de seis possíveis fatores de virulência de C. pseudotuberculosis em macrófagos murinos. PUBVET (LONDRINA) , v. 12, p. 1-8, 2018.

  • RAMOS, JEAN SILVA RAMOS ; NASCIMENTO, ALOISIO BITENCOURT ; ROCHA, JOSÉ TADEU RAYNAL ; AYRES, MARIA CONSUÊLO CARIBÉ ; GUSMÃO, ALBERTO LOPES ; Bastos, Bruno Lopes ; GUIMARÃES, JOSÉ EUGÊNIO . Cinética da proteína total, ceruloplasmina e fibrinogênio em cordeiros Santa Inês durante os primeiros cinco meses de vida. Revista Brasileira de Ciência Veterinária , v. 25, p. 22-26, 2018.

  • LIMA, D. D. ; Reboucas, M. F. ; BASTOS, B. L. ; SILVA, M. C. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; CARVALHO-FILHO, P. ; VALE, V. L. C. ; MOURA-COSTA, L. F. ; TRINDADE, S. ; Portela, R. W. ; MEYER, R. . Study of the Immune Response Induced by an Attenuated Strain of Corynebacterium pseudotuberculosis in Sheep Reared Under Extensive System. EC Microbiology , v. 10, p. 63-71, 2017.

  • SOUZA, B. C. ; Sena, Ludmilla ; Loureiro, D. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; Sousa, T.J. ; Bastos, B.L. ; Meyer, R. ; Portela, R. W. . Determinação de valores de referência séricos para os eletrólitos magnésio, cloretos, cálcio e fósforo em ovinos das raças Dorper e Santa Inês. Pesquisa Veterinária Brasileira (Online) , v. 36, p. 167-173, 2016.

  • IRAOLA, G. ; SPANGENBERG, L. ; Bastos, B.L. ; GRANA, M. ; VASCONCELOS, L. ; ALMEIDA, A. ; Robello, C. ; RISTOW, P. C. L. B. ; NAYA, H. . Transcriptome Sequencing Reveals Wide Expression Reprogramming of Basal and Unknown Genes in Leptospira biflexa Biofilms. mSphere , v. 1, p. e00042-16, 2016.

  • SILVA, W. M. ; GUIMARAES, J. E. ; MARTINS FILHO, E. F. ; RIBEIRO FILHO, C. H. A. ; BASTOS, B. L. ; RESENDE, L. S. ; FERREIRA, A.R. ; QUESADA, A. M. ; COSTA NETO, J. M. . Braçadeira de náilon como método hemostático alternativo em comparação com o fio de náilon cirúrgico na ovariosalpingohisterectomia de cadelas. Revista Brasileira de Medicina Veterinária , v. 38, p. 173-179, 2016.

  • CARVALHO, DAIANE M. ; DE SÁ, PABLO H. ; CASTRO, THIAGO L. P. ; CARVALHO, RODRIGO D. ; PINTO, ANNE ; GIL, DANILO J. P. ; BAGANO, PRISCILLA ; BASTOS, BRUNO ; COSTA, LILIA F. M. ; Meyer, Roberto ; SILVA, ARTUR ; Azevedo, Vasco ; RAMOS, ROMMEL T. J. ; PACHECO, LUIS G. C. . Reference genes for RT-qPCR studies in Corynebacterium pseudotuberculosis identified through analysis of RNA-seq data. Antonie Van Leeuwenhoek (Dordrecht. Online) , v. n/a, p. n/a, 2014.

  • FERREIRA, P. R. B. ; LARANJEIRA, D. F. ; OLIVEIRA, L. S. ; MALTA, M. C. C. ; GOMES, M. C. ; BASTOS, B. L. ; Portela, R. W. ; MELO, S. M. B. . Teste de ELISA indireto para diagnóstico sorológico de leishmaniose visceral em canídeos silvestres. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 33, p. 528-534, 2013.

  • BASTOS, BRUNO L ; LOUREIRO, DAN ; RAYNAL, JOSÉ T ; GUEDES, MARIA T ; VALE, VERA LÚCIA ; MOURA-COSTA, LILIA F ; GUIMARÃES, JOSÉ E ; Azevedo, Vasco ; PORTELA, RICARDO W ; Meyer, Roberto . Association between haptoglobin and IgM levels and the clinical progression of caseous lymphadenitis in sheep. BMC Veterinary Research , v. 9, p. 254, 2013.

  • PACHECO, L. G. C. ; CARVALHO, DM ; Castro, Thiago L. P. ; SANTOS, C. S. ; CARVALHO, R. D. ; BASTOS, B. L. ; BAGANO, P. ; Meyer, Roberto ; AZEVEDO, V. . Expressão Diferencial de Reguladores Transcricionais da Bactéria Corynebacterium pseudotuberculosis Durante Contato com Fatores do Hospedeiro. Diálogos & Ciência (Online) , v. 11, p. 35-38, 2013.

  • REBOUÇAS, MIRIAM F. ; LOUREIRO, DAN ; BASTOS, B. L. ; Moura-Costa, Lilia F. ; HANNA, SAMIRA A. ; AZEVEDO, V. ; Meyer, Roberto ; Portela, Ricardo W. . Development of an indirect ELISA to detect Corynebacterium pseudotuberculosis specific antibodies in sheep employing T1 strain culture supernatant as antigen. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 33, p. 1296-1302, 2013.

  • BASTOS, B. L. ; PORTELA, R. W. D. ; Ribeiro, D ; Dorella, F.A. ; MEYER, R. ; AZEVEDO, V. . Corynebacterium pseudotuberculosis: Immunological Responses in Animal Models and Zoonotic Potential. Journal of Clinical & Cellular Immunology , v. 01, p. 005, 2012.

  • DRUZIAN, J.I. ; MACHADO, B. A. S. ; SOUZA, C. O. ; FRAGA, L. M. ; DURAN, V. A. A. ; BURGHGRAVE, U. S. ; Bastos, B.L. ; ALBINATI, R. C. B. ; GUIMARAES, J. E. . Influência da dieta suplementada com óleo de soja na composição centesimal e perfil lipídico de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus). Revista do Instituto Adolfo Lutz , v. 71, p. 85-92, 2012.

  • Gomes, D.M ; Silva, Margarete Neres ; Silva, R.M.M. ; Dorea, R.D. ; Bastos, Bruno Lopes ; AYRES, M. C. C. . Hemograma e bioquímica clínica sanguínea de Araras (Ara sp.) mantidas em sítios ecológicos no Estado da Bahia. Ciência Animal Brasileira (UFG. Impresso) , v. 12, p. 699-711, 2011.

  • Reboucas, M. F. ; Portela, R. W. ; LIMA, D. D. ; Loureiro, D. ; BASTOS, B. L. ; Moura-Costa, L. F. ; Vale, V. L. ; MIYOSHI, A. ; AZEVEDO, V. ; Meyer, R. . Corynebacterium Pseudotuberculosis Secreted Antigen-Induced Specific Gamma-Interferon Production by Peripheral Blood Leukocytes: Potential Diagnostic Marker for Caseous Lymphadenitis in Sheep and Goats. Journal of Veterinary Diagnostic Investigation , v. 23, p. 213-220, 2011.

  • BASTOS, B. L. ; Meyer, R. ; Meyer, Roberto ; Guimarães, José E. ; Ayres, Maria C. ; Guedes, Maria T. ; Moura-Costa, Lilia F. ; Burghgrave, Uiara S. ; Sena, Ludmilla ; Azevedo, Vasco ; Portela, Ricardo W. . Haptoglobin and fibrinogen concentrations and leukocyte counts in the clinical investigation of caseous lymphadenitis in sheep. Veterinary Clinical Pathology , v. 40, p. n/a-n/a, 2011.

  • VASCONCELOS, T. C. ; Dorea, R.D. ; GUIMARÃES, J. E. ; COSTA, J. N. ; Bastos, B.L. ; ASSIS, J. D. ; SOUZA, T. S. . Caracterização clínica e laboratorial da tristeza parasitária bovina com a utilização da haptoglobina como ferramenta no diagnóstico diferencial dos hemoparasitos. Veterinária e Zootecnia (UNESP) , v. 18, p. 883-887, 2011.

  • Seyffert, N. ; Guimarães, A.S. ; Pacheco, L.G.C. ; PORTELA, R. W. ; Portela, R.W. ; BASTOS, B. L. ; Dorella, F.A. ; Heinemann, M.B. ; Lage, A.P. ; Gouveia, A.M.G. ; Meyer, R. . High seroprevalence of caseous lymphadenitis in Brazilian goat herds revealed by Corynebacterium pseudotuberculosis secreted proteins-based ELISA. Research in Veterinary Science , v. 88, p. 50-55, 2010.

  • Guimarães, A.S. ; Seyffert, N. ; BASTOS, B. L. ; PORTELA, R. W. ; Portela, R.W.D. ; Meyer, R. ; Carmo, F.B. ; Cruz, J.C.M. ; McCulloch, J.A. ; Lage, A.P. ; Heinemann, M.B. . Caseous lymphadenitis in sheep flocks of the state of Minas Gerais, Brazil: Prevalence and management surveys. Small Ruminant Research , v. 87, p. 86-91, 2009.

  • BASTOS, B. L. ; NORBERTO, G. O. ; MAIA-NOGUEIRA, R. ; GUIMARAES, J. E. . Avaliação hematológica e bioquímica de ALT, AST e creatinina em elefante-marinho-do-sul, Mirounga leonina (Linnaeus, 1758), encontrado no litoral de Salvador, Bahia.. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science (Impresso) , São Paulo, Brasil., v. 43, n.1, p. 18-23, 2006.

  • Batista, Renata Lúcia Guedes ; Bastos, Bruno Lopes ; Maia-Nogueira, Rodrigo ; dos Reis, Maria do Socorro Santos . Rescue and Release of Two Estuarine Dolphins ( Sotalia fluviatilis ; Gervais, 1853) Found Confined in a Natural Pool of the Cachoeira River, Ilhéus, Southern Bahia, Brazil. Aquatic Mammals , Inglaterra, v. 31, n.4, p. 434-437, 2005.

  • BASTOS, B. L. ; MAIA-NOGUEIRA, R. ; NORBERTO, G. O. ; Borocco, S.C. ; GUIMARAES, J. E. . Hemograma e determinação de ALT, AST, creatinina e glicose em golfinho-de-dentes-rugosos, steno bredanensis lesson, 1828, encalhado em Salvador, Bahia.. ARS Veterinária (Impresso) , Jaboticabal, São Paulo, Brasil, v. 20, n.2, p. 207-211, 2003.

  • BASTOS, B. L. ; MAIA-NOGUEIRA, R. ; ROSA, S. M. ; PEDREIRA, L. ; NORBERTO, G. O. ; CUNHA, I. F. . Resgate, reabilitação e soltura de um golfinho-de-dentes-rugosos, Steno bredanensis (LESSON, 1828) na baía de Todos os Santos, Salvador, BA.. Bioikos (Campinas) , Campinas, v. 16, n.1, p. 5-11, 2002.

  • BASTOS, B. L. ; MATTOS, B. M. ; Neves-Junior, J.M. ; Drummond, L.N. . Isolamento de Staphylococcus epidermidis em baleia Jubarte Megaptera novaeangliae (Borowski, 1781) no Litoral Norte da Bahia. In: VI Conferência Sul Americana de Medicina Veterinária, 2006, Rio de Janeiro. Revista Universidade Rural. Série Ciências da Vida, 2006. v. 26. p. 75-76.

  • SANTANA, I. P. ; LOPES, N. R. ; SILVEIRA, I. N. ; BASTOS, B. L. . Influência da concentração de hemoglobina sobre a reatividade do cromógenos Guaiacol e TMB em teste de quantificação bioquímica de heptoglobina animal. In: XVI Curso de Inverno em Bioquímica e Biologia Molecular (USP), 2017, Ribeirão Preto. Anais do XVI Curso de Inverno em Bioquímica e Biologia Molecular, 2017.

  • SILVEIRA, I. N. ; SANTANA, I. P. ; BASTOS, B. L. . Efeito da variação de pH, molaridade e presença de detergente na atividade de peroxidação do complexo Hemoglobina-Haptoglobina em teste bioquímico. In: XVI Curso de Inverno em Bioquímica e Biologia Molecular (USP), 2017, Ribeirão Preto. Anais do XVI Curso de Inverno em Bioquímica e Biologia Molecular, 2017.

  • GUIMARAES, B. C. B. ; BASTOS, B. L. ; MARQUES, L. M. . Selection and standardization of epitopes for the production of Mycoplasma multi-detection kit in cell culture. In: 29º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2017, Foz do Iguaçú. Anais do 29º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2017.

  • SANTOS-JUNIOR, M. N. ; REZENDE, I. S. ; SOUZA, C. L. S. E. ; BARBOSA, M. S. ; CAMPOS, G. B. ; BARBOSA, E. N. ; QUEIROZ, E. C. ; TEIXEIRA, M. M. ; SILVA, L. S. C. ; NASCIMENTO, F. S. ; GUIMARAES, A. M. S. ; BASTOS, B. L. ; TIMENETSKY, J. ; MARQUES, L. M. . Macrophages response to Ureaplasma diversum and its membraneassociated lipoproteins is mediated by toll-like receptors (TLR) 2 and TLR4 signaling. In: 29º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2017, Foz do Iguaçú. Anais do 29º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2017.

  • SANTANA, I. P. ; SOARES, A. L. G. ; SILVEIRA, I. N. ; BASTOS, B. L. ; FREITAS, L. M. . In silico identification of promiscuous T-cell epitopes in Zika Virus envelope protein specific for the brazilian population. In: III International Symposium on Microbiology and Biotechonology, 2016, Viçosa. Annals - III International Symposium on Microbiology and Biotechonology. Viçosa: UFV, Pos-graduate Program in Agricultural Microbiology, 2016. p. 84-84.

  • SOARES, A. L. G. ; FERRAZ, D. ; SILVEIRA, I. N. ; SANTANA, I. P. ; FREITAS, L. M. ; BASTOS, B. L. . In silico identification of promiscuous T-cell epitopes in Corynebacterium pseudotuberculosis proteins. In: III International Symposium on Microbiology and Biotechonology, 2016, Viçosa. Annals - III International Symposium on Microbiology and Biotechonology. Viçosa: UFV, Pos-graduate Program in Agricultural Microbiology, 2016. p. 86-86.

  • SILVEIRA, I. N. ; VIANA, A. I. S. ; SANTANA, I. P. ; LOPES, N. R. ; SOARES, A. L. G. ; SOUZA, A. S. ; BASTOS, B. L. . Biochemical quantification of bovine hemoglobin using smartphone, photometry and RGB-HSB calculation. In: III International Symposium on Microbiology and Biotechonology, 2016, Viçosa. Annals - III International Symposium on Microbiology and Biotechonology. Viçosa: UFV, Pos-graduate Program in Agricultural Microbiology, 2016. p. 285-285.

  • LOPES, D. N. ; BASTOS, B. L. . Predição de epítopos em proteínas de Corynebacterium pseudotuberculosis ligantes do complexo de histocompatibilidade principal (MHC) de Caprinos. In: SEMENTE - Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão (UFBA), 2016, Salvador. Livro Semente: seminário integrado de ensino, pesquisa e extensão. Salvador: UFBA. p. 59-60.

  • RAMOS, J. S. ; BITENCOURT, A. ; AYRES, M. C. C. ; BASTOS, B. L. ; GUIMARÃES, J. E. . Proteínas de fase aguda em equinos da raça Brasileira de Hipismo. In: II Simpósio Baiano de Medicina Equina, 2015, Salvador. Anais do II Simpósio Baiano de Medicina Equina - SIMBAMEQ, 2015.

  • RAMOS, J. S. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; MAGGITTI JUNIOR, L. P. ; AYRES, M. C. C. ; GUSMÃO, A.L. ; BASTOS, B. L. ; GUIMARÃES, J. E. ; SOUZA, W. R. . Estudo da cinética da haptoglobina em ovinos da raça Dorper do nascimento aos seis meses de vida. In: XI Congresso Brasileiro e XVII Congresso Latino-americano de Buiatria, 2015, São Paulo. Anais do XI Congresso Brasileiro e XVII Congresso Latino-americano de Buiatria, 2015.

  • RAMOS, J. S. ; BITENCOURT, A. ; AYRES, M. C. C. ; GUSMÃO, A.L. ; BASTOS, B. L. ; GUIMARÃES, J. E. . Cinética de proteínas de ovinos da raça Santa Inês do pós-nascimento até cinco meses de idade criados semi-extensivamente. In: XI Congresso Brasileiro e XVII Congresso Latino-americano de Buiatria, 2015, São Paulo. Anais do XI Congresso Brasileiro e XVII Congresso Latino-americano de Buiatria, 2015.

  • VASCONCELOS, L. ; ALMEIDA, A. ; RIBEIRO, P. ; Bastos, B.L. ; LIMA, D. D. ; SILVA, T. R. M. ; CUNHA-LIMA, S. T. ; IRAOLA, G. ; REIS, M. G. ; NAYA, H. ; RISTOW, P. C. L. B. . Insights into biofilms of pathogenic and saprophytic Leptospira from differential protein expression. In: 28º Congresso Brasileiro de Microbiologia - CBM, 2015, Florianópolis. Anais do 28º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015.

  • RIBEIRO, P. ; BASTOS, B. L. ; VASCONCELOS, L. ; ALMEIDA, A. ; SILVA, T. ; CUNHA-LIMA, S. T. ; IRAOLA, G. ; REIS, M. ; NAYA, H. ; RISTOW, P. C. L. B. . Differential protein expression of Leptospira biflexa during biofilm formation. In: International Union of Microbiological Societies Congresses, 2014, Montréal. IUMS Book of Abstracts, 2014.

  • RISTOW, P. C. L. B. ; IRAOLA, G. ; ALMEIDA, A. ; VASCONCELOS, L. ; RIBEIRO, P. ; BASTOS, B. L. ; SPANGENBERG, L. ; NAYA, H. . Leptospira genome-wide bioinformatics for genes implicated in biofilm formation. In: International Union of Microbiological Societies Congresses, 2014, Montréal. IUMS Book of Abstracts, 2014.

  • NAYA, H. ; IRAOLA, G. ; SPANGENBERG, L. ; BASTOS, B. L. ; GRANA, M. ; VASCONCELOS, L. ; ALMEIDA, A. ; GREIF, G. ; RISTOW, P. C. L. B. . Transcriptome sequencing reveals extensive expression reprogramming of basal metabolism and novel genes during biofilm formation in the saprophyte Leptospira biflexa. In: Scientific Symposium of the Institut Pasteur International Network, 2014, Paris. Abstracts of the Scientific Symposium of the Institut Pasteur International Network, 2014.

  • RAMOS, J. S. ; NASCIMENTO, A. B. ; SOUZA, W. R. ; AYRES, M. C. C. ; GUSMÃO, A.L. ; BASTOS, B. L. ; GUIMARÃES, J. E. . Estudo do leucograma em borregos da raça Dorper do nascimento a trinta dias de vida como método auxiliar no monitoramento da saúde animal. In: 40º Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária - CONBRAVET, 2014, Salvador. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP. São Paulo: Conselho Regional de Medicina Veterinária, 2013. v. 12. p. 72-72.

  • VILAS-BOAS, P. C. B. ; SARDI, S. I. ; CAMPOS, G. S. ; BASTOS, B. L. ; Meyer, R. ; MOURA-COSTA, LILIA F . Produção de anticorpos monoclonais contra antígenos somáticos de cepa Virulenta de Corynebacterium pseudotuberculosis. In: 27º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013, Natal. Anais do 27º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013.

  • BASTOS, B. L. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; VILAS-BOAS, P. C. B. ; ARAUJO, C. J. ; MOURA-COSTA, L. F. ; Meyer, R. . In silico prediction of overlapping T and B cells epitopes in Corynebacterium pseudotuberculosis extracellular proteins. In: 27º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013, Natal. Anais do 27º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013.

  • BASTOS, B. L. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; VILAS-BOAS, P. C. B. ; Sousa, T.J. ; MENDES, D. ; SANTOS, M. N. ; Pacheco, L.G.C. ; MOURA-COSTA, L. F. ; Portela, R.W.D. ; Meyer, R. . Expression of new immunoreactive antigens by Corynebacterium pseudotuberculosis grown in bovine serum. In: 27º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013, Natal. Anais do 27º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013.

  • BASTOS, B. L. ; VILAS-BOAS, P. C. B. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; MOURA-COSTA, L. F. ; GUIMARÃES, J. E. ; AZEVEDO, V. ; Portela, R.W.D. ; Meyer, R. . Association of haptoglobin and IgM levels with outcomes in sheep caseous lymphadenitis. In: 27º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013, Natal. Anais do 27º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013.

  • AMOR, A. L. M. ; SANTOS, L. N. ; SILVA, E. S. ; BASTOS, B. L. ; Portela, R.W.D. ; ALCANTARA-NEVES, N. M. . Avaliação da viabilidade celular das frações e subfrações de glicoconjugados de Toxocara canis. In: XLIX Congresso da Sociedade Brasuleira de Medicina Tropical, 2013, Campo Grande. Anais do XLIX Congresso da Sociedade Brasuleira de Medicina Tropical, 2013.

  • AMOR, A. L. M. ; SANTOS, L. N. ; SILVA, E. S. ; Bastos, B.L. ; PORTELA, R. W. ; ALCANTARA-NEVES, N. M. . Assessmet of Toxocara canis glycoconjugates activity upon human cells in vitro. In: XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine, 2012, Rio de Janeiro. Abstracts - XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria. Rio de Janeiro: Brazilian Society of Tropical Medicine, 2012.

  • AMOR, A. L. M. ; SANTOS, L. N. ; SILVA, E. S. ; Bastos, B.L. ; PORTELA, R. W. ; ALCANTARA-NEVES, N. M. . Assessment of concentrations of carbohydrates, proteins and electrophoretic profile of glycoconjugates of Toxocara canis. In: 4º Congresso Brasileiro de Biotecnologia, 2012, Guarujá. Anais do 4º Congresso Brasileiro de Biotecnologia, 2012.

  • BASTOS, B. L. ; Moura-Costa, L. F. ; VILAS-BOAS, P. C. B. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; Souza, T.J. ; NASCIMENTO, D. L. ; GUEDES, M. T. ; AZEVEDO, V. ; PORTELA, R. W. ; MEYER, R. . Expression of cell wall molecules by Corynebacterium pseudotuberculosis grow n in animal serum. In: XXI Congresso Latino Americano de Microbiologia - ALAM, 2012, Santos. Anais do XXI Congresso Latino Americano de Microbiologia - ALAM, 2012.

  • BASTOS, B. L. ; Moura-Costa, L. F. ; VILAS-BOAS, P. C. B. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; Sousa, T.J. ; NASCIMENTO, D. L. ; GUEDES, M. T. ; AZEVEDO, V. ; PORTELA, R. W. ; MEYER, R. . Antigenic recognition of Corynebacterium pseudotuberculosis cell wall components by sheep IgM antibodies. In: XXI Congresso Latino Americano de Microbiologia - ALAM, 2012, Santos. Anais do XXI Congresso Latino Americano de Microbiologia - ALAM, 2012.

  • NASCIMENTO, D. L. ; BASTOS, B. L. ; MAIA, A. L. ; Sousa, T.J. ; Guimarães, A.S. ; SENA, L. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; GOUVEIA, A. M. G. ; MEYER, R. ; PORTELA, R. W. . Corynebacterium pseudotuberculosis infection in sheep: correlation with breeding procedures and seroepidemiology in defined breed sheep from Bahia State, Brazil. In: XXI Congresso Latino Americano de Microbiologia - ALAM, 2012, Santos. Anais do XXI Congresso Latino Americano de Microbiologia - ALAM, 2012.

  • VILAS-BOAS, P. C. B. ; Bastos, B.L. ; Portela, R. W. ; MEYER, R. ; MOURA-COSTA, L. F. . Development and standardization of an ELISA for detecting antibodies against a glycoprotein antigen of Corynebacterium pseudotuberculosis in mice sera. In: XXI Congresso Latinoamericano de Microbiologia, 2012, Santos. Anais do XXI Congresso Latinoamericano de Microbiologia, 2012.

  • SANTOS, P. O. M. ; GUEDES, M. T. ; Loureiro, D. ; Bastos, B.L. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; LIMA, C. O. ; SILVA, D. F. ; Meyer, R. ; Portela, R. W. . Kinetic of the specific hummoral immune response in sheep immunized with Toxoplasma gondii surface glycoconjugates. In: XXXVII Congress of the Brazilian Society of Immunology, 2012, Campos do Jordão. Abstracts of the XXXVII Congress of the Brazilian Society of Immunology, 2012.

  • SANTOS, P. O. M. ; SAMPAIO, G. P. ; Bastos, B.L. ; LEITE, R. L. T. ; FONTELES, A. S. ; SENA, L. ; Meyer, R. ; Portela, R. W. . Profile of the cellular immune response in sheep after immunization with Toxoplasma gongii derived glycoconjugates. In: XXXVII Congress of the Brazilian Society of Immunology, 2012, Campos do Jordão. Abstracts of the XXXVII Congress of the Brazilian Society of Immunology, 2012.

  • RAYNAL-FILHO, J. T. ; BASTOS, B. L. ; HANNA, S. A. ; MEYER, R. ; BAHIENSE, T. C. ; Portela, R.W.D. . Avaliação da eficiência de acaricida contra Rhipicephalus (Boophilus) microplus no município de Miguel Calmon, Estado da Bahia. In: Agropec Bahia, 2012, Salvador. Anais do Agropec Bahia, 2012.

  • AMOR, A. L. M. ; SILVA, E. S. ; SANTOS, L. N. ; Portela, R.W.D. ; BASTOS, B. L. ; OLIVEIRA, A. M. S. ; ALCANTARA-NEVES, N. M. . Análise do perfil eletroforético das fraçoes de glicoconjugados de Toxocara canis. In: 2ª Semana de Biotecnologia do IMS/CAT, 2012, Vitória da Conquista. Anais da 2ª Semana de Biotecnologia do IMS/CAT, 2012.

  • RAYNAL-FILHO, J. T. ; BASTOS, B. L. ; Sousa, T.J. ; MEYER, R. ; BAHIENSE, T. C. ; Portela, R.W.D. . Eficiência de organofosforado e amitrazina sobre Rhipicephalus microplus em propriedade na Bahia por quatro anos. In: Agropec Bahia, 2012, Salvador. Anais do Agropec Bahia, 2012.

  • BASTOS, B. L. ; MOURA-COSTA, L. F. ; Sousa, T.J. ; NASCIMENTO, D. L. ; Cardeal, B. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; AZEVEDO, V. ; MEYER, R. ; PORTELA, R. W. D. . Association of immune response and serum biochemistry parameters with clinical progression of caseous lymphadenitis in sheep. In: 26º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2011, Foz do Iguaçu. Anais do 26º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2011.

  • BASTOS, B. L. ; MOURA-COSTA, L. F. ; Sousa, T.J. ; NASCIMENTO, D. L. ; SENA, L. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; AZEVEDO, V. ; MEYER, R. ; PORTELA, R. W. D. . Corynebacterium pseudotuberculosis cell wall antigens: extraction, electrophoretic profile and immunoblotting recognition by sheep sera. In: 26º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2011, Foz do Iguaçu. Anais do 26º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2011.

  • GUEDES, M. T. ; Sousa, T.J. ; BASTOS, B. L. ; Loureiro, D. ; MOURA-COSTA, L. F. ; MEYER, R. ; Portela, R.W.D. . Kinetics of the IgM production during the acute phase of caseous lymphadenitis in goats experimentally infected with Corynebacterium pseudotuberculosis. In: XXXV Congress of the Brazilian Society of Immunology, 2010, Porto Alegre. Abstracts of the XXXV Congress of the Brazilian Society of Immunology, 2010.

  • BASTOS, B. L. ; GUIMARAES, J. E. ; MOURA-COSTA, L. F. ; AYRES, M. C. C. ; GOMES, A. P. P. ; LIMA, D. D. ; REBOUCAS, M. F. ; PORTELA, R. W. D. ; MEYER, R. . Acute phase proteins and white cell count in the monitorement of Corynebacterium peudotuberculosis in sheep. In: XXXIII Congress of the Brazilian Society for Immunology, 2008, Ribeirão Preto. Abstracts of XXXIII Congress of the Brazilian Society for Immunology, 2008.

  • GOMES, A. P. P. ; RODRIGUES, G. ; VALE, V. L. C. ; MOURA-COSTA, L. F. ; PAULE, B. J. A. ; SILVA, M. C. ; AZEVEDO, C. ; LIMA, D. D. ; PACHECO, A. ; REBOUCAS, M. F. ; OLIVEIRA, I. ; BASTOS, B. L. ; PORTELA, R. W. D. ; NASCIMENTO, I. ; RODRIGUES, E. ; MEYER, R. . Effects of Corynebacterium pseudotuberculosis secreted antigen on spleen cells from Balb/C mice. In: XXXIII Congress of the Brazilian Society for Immunology, 2008, Ribeirão Preto. Abstracts of XXXIII Congress of the Brazilian Society for Immunology, 2008.

  • LIMA, D. D. ; REBOUCAS, M. F. ; PORTELA, R. W. D. ; VALE, V. L. C. ; MOURA-COSTA, L. F. ; SILVA, M. C. ; GOMES, A. P. P. ; BASTOS, B. L. ; MEYER, R. . Evaluation of the humoral immune response elicited in sheep by an attenuated strain of Corynebacterium pseudotuberculosis. In: XXXIII Congress of the Brazilian Society for Immunology, 2008, Ribeirão Preto. Abstracs of XXXIII Congress of the Brazilian Society for Immunology.

  • REBOUCAS, M. F. ; LIMA, D. D. ; PORTELA, R. W. D. ; VALE, V. L. C. ; MOURA-COSTA, L. F. ; SILVA, M. C. ; GOMES, A. P. P. ; BASTOS, B. L. ; AZEVEDO, V. ; MEYER, R. . Comparison of different diagnostic assays for the identification of Corynebacterium pseudotuberculosis infection in sheep and goats. In: XXXIII Congress of the Brazilian Society for Immunology, 2008, Ribeirão Preto. Abstracts of XXXIII Congress of the Brazilian Society for Immunology, 2008.

  • BASTOS, B. L. ; PEREIRA, L. V. ; ZANOLO, R. . Influência da concentração e tempo de exposição na bioencapsulação da vacina contra vibriose (Aquavac Vibromax, Schering-Plough) em artêmias. In: IV Feira Nacional do Camarão, 2007, Natal - RN. IV Feira Nacional do Camarão, 2007.

  • PIRES, T. T. ; RODAMILANS, G. ; FERNANDEZ, S. Y. ; ROSTAN, G. ; BASTOS, B. L. ; GUIMARÃES, J. E. . Proteína total, albumina e relação A:G em tartarugas marinhas (Caretta caretta) de vida livre e de cativeiro. In: X Congresso e XV Encontro da Associação Brasileira de Veterinários de Animais Selvagens, 2006, São Pedro. Anais do X Congresso e XV Encontro da Associação Brasileira de Veterinários de Animais Selvagens, 2006.

  • ROCHA, J. S. ; AYRES, M. C. C. ; BASTOS, B. L. . Parâmetros de bioquímica clínica de avestruzes criados na região de Irecê, Estado da Bahia: influência do desenvolvimento etário. In: XXV Seminário Estudantil de Pesquisa, 2006, Salvador. Anais do XXV Seminário Estudantil de Pesquisa, 2006.

  • BASTOS, B. L. ; MATTOS, B. M. . Ocorrência de Cyamus boopis (Amphipoda: Cyamidae) em cetáceos encalhados no litoral do Estado da Bahia. In: IV Encontro sobre Animais Selvagens., 2005, Poços de Caldas. Anais do IV Encontro sobre Animais Selvagens., 2005. p. 45-45.

  • MATTOS, B. M. ; BARACHO, C. G. ; ROSA, S. M. ; BASTOS, B. L. . Resgate e soltura de um filhote de baleia Jubarte, Megaptera novaeangliae (Borowski, 1781) encalhado no Litoral Norte da Bahia.. In: IV Encontro sobre Animais Selvagens., 2005, Poços de Caldas. Anais do IV Encontro sobre Animais Selvagens., 2005. p. 77-77.

  • BASTOS, B. L. ; NORBERTO, G. O. ; MAIA-NOGUEIRA, R. ; GUIMARAES, J. E. . Avaliação hematológica e bioquímica de ALT, AST e creatinina em elefante-marinho-do-sul, Mirounga leonina (Linnaeus, 1758), encontrado encalhado no litoral de Salvador, Bahia.. In: III Encontro Nacional sobre Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos., 2004, , Ilha de Itaparica, BA, Brasi. Anais do III Encontro Nacional sobre Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos., 2004. p. 18-18.

  • Borocco, S.C. ; SILVA, C. S. ; MIRANDA, J. S. ; BASTOS, B. L. . Achados histopatológicos de pequenos cetáceos encontrados encalhados no litoral do Estado da Bahia.. In: : III Encontro Nacional sobre Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos., 2004, Ilha de Itaparica, BA, Brasil.. Anais do : III Encontro Nacional sobre Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos., 2004. p. 19-19.

  • BASTOS, B. L. ; MARIGO, J. . Ocorrência de parasitos do gênero Anisakis em mamíferos marinhos encalhados no litoral do Estado da Bahia.. In: III Encontro Nacional sobre Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos., 2004, Ilha de Itaparica, BA, Brasil. Anais do III Encontro Nacional sobre Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos., 2004. p. 22-22.

  • CIPOLOTTI, S. R. C. ; ROSA, S. M. ; BARACHO, C. G. ; BASTOS, B. L. ; ENGEL, M. H. ; MARCOVALDI, E. . A importância da atividade de turismo de observação de baleias na conservação e pesquisa da baleia Jubarte, Megaptera novaeangliae, no Litoral Norte da Bahia.. In: III Encontro Nacional sobre Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos., 2004, Ilha de Itaparica, BA, Brasil. Anais do III Encontro Nacional sobre Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos.. p. 26-26.

  • BASTOS, B. L. ; GUIMARAES, J. E. . Perfil hematológico de Tilápias Híbridas Vermelhas ?Red Jamaica? (Oreochromis sp.) cultivadas intensivamente em tanques-rede em águas de estuário no Estado da Bahia.. In: V Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação ? XXIII Seminário Estudantil de Pesquisa., 2004, Salvador, BA.. Anais do V Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação ? XXIII Seminário Estudantil de Pesquisa., 2004. p. 197-197.

  • BASTOS, B. L. ; GUIMARAES, J. E. . Aspectos morfológicos das células sanguíneas de Tilápias Híbridas Vermelhas ?Red Jamaica? (Oreochromis sp.) cultivadas em águas de estuário no Estado da Bahia.. In: V Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação ? XXIII Seminário Estudantil de Pesquisa, 2004, Salvador, BA. Anais do V Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação ? XXIII Seminário Estudantil de Pesquisa, 2004. p. 198-198.

  • BASTOS, B. L. ; MARIGO, J. . Occurrence of pulmonary nematodes in cetaceans stranded along the coast of Bahia State, Brazil.. In: : 15th Biennial Conference on the Biology of Marine Mammals., 2003, Grennsboro, NC, USA. Proceedings of the : 15th Biennial Conference on the Biology of Marine Mammals., 2003. p. 97-98.

  • BASTOS, B. L. ; MARIGO, J. . Ocorrência de Anisakis simplex (Anisakidae) em golfinhos-clímene, Stenella clymene (GRAY, 1850), encalhados no litoral da Bahia.. In: XI Encontro e VI Congresso da Associação Brasileira de Veterinários de Animais Selvagens ? ABRAVAS, 2002, Guarapari. Anais do XI Encontro e VI Congresso da Associação Brasileira de Veterinários de Animais Selvagens ? ABRAVAS, 2002.

  • BASTOS, B. L. . Empreendedorismo e inovação no contexto da biotecnologia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • BASTOS, B. L. . LeptospirOMICS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • BASTOS, B. L. ; MOURA-COSTA, L. F. ; Sousa, T.J. ; NASCIMENTO, D. L. ; SENA, L. ; RAYNAL-FILHO, J. T. ; AZEVEDO, V. ; MEYER, R. ; PORTELA, R. W. D. . Corynebacterium pseudotuberculosis cell wall antigens: extraction, electrophoretic profile and immunoblotting recognition by sheep sera. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • BASTOS, B. L. ; PEREIRA, L. V. ; ZANOLO, R. . Influência da concentração e tempo de exposição na bioencapsulação da vacina contra vibriose (Aquavac Vibromax, Schering-Plough) em artêmias. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • BASTOS, B. L. ; GUIMARAES, J. E. . Aspectos morfológicos das células sanguíneas de tilápias híbridas vermelhas. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

BASTOS, B. L. . Desenvolvimento racional de vacinas. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Técnicas para estudo em microbiologia com ênfase na proteômica de microrganismos orais. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Toxinas bacterianas. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Haptoglobina como ferramenta laboratorial nos animais domésticos. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Proteínas de fase aguda - Haptoglobina. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Interação entre hematologia e infecções parasitárias. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Avaliação de nematódeos gastrintestinais pela técnica do pepsinogênio sérico. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Medicina de Cetáceos. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Resgate e reabilitação de cetáceos: três relatos de caso.. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BASTOS, B. L. . Biologia, Conservação e Turismo de Baleias Jubarte no Litoral Norte da Bahia. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Efeitos da suplementação com haptoglobina nas diferentes etapas da produção in vitro de embriões (PIVE) bovinos, Descrição: A haptoglobina é uma proteína de fase aguda de mamíferos, e tem sido utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Porém, evidências científicas tem demonstrado que, além desta aplicabilidade principal, esta proteína também participa dos processos reprodutivos de mamíferos. No período pré-ovulatório, durante a maturação dos oócitos, a haptoglobina é transportada para os folículos e forma complexos com a apolipoproteína A-1, auxiliando no fornecimento de colesterol e vitamina E para o oócito e células da granulosa. Além disso, também participa do desenvolvimento embrionário, contribuindo com indução da angiogênese para a formação dos anexos fetais e indução da tolerância imunológica materna. Desta forma, esta proteína constitui potencial suplemento para uso nos trabalhos de maturação in vitro (MIV) de oócitos e cultivo in vitro (CIV) de embriões animais. Sendo assim, este projeto tem como objetivo avaliar os efeitos da suplementação com haptoglobina nas diferentes etapas da produção in vitro de embriões (PIVE) bovinos. Para isso, ovários bovinos serão coletados em abatedouros, e oócitos serão obtidos por punção folicular, formando um grupo controle e três tratamentos, contendo 25 oócitos cada. Um experimento será conduzido para avaliar a suplementação de haptoglobina (5, 25 e 50 µg/mL) sobre as taxas de MIV dos oócitos, e outro experimento avaliará a mesma suplementação sobre as taxas de clivagem celular e formação blastocistos durante o CIV. Os procedimentos de fertilização in vitro serão realizados com sêmen comercial criopreservado de um mesmo touro e de uma mesma partida. Após avaliação estatística pelo teste de Qui-quadrado, serão definidas as melhores concentrações de suplementação para incremento dos resultados dos protocolos de PIVE. Os embriões viáveis gerados pelo projeto serão disponibilizados para pequenos produtores regionais por meios de projetos de extensão desenvolvidos pela UFBA.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Italo Paulino Santana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Mapeamento in silico de epítopos de linfócitos T em fatores de virulência de Corynebacterium pseudotuberculosis para a produção de vacinas, Descrição: O Corynebacterium pseudotuberculosis é o agente causador da linfadenite caseosa dos ovinos e caprinos, enfermidade infecciosa responsável por elevado grau de perdas econômicas no setor pecuário, além de ser uma zoonose. Pelo menos 39 modelos de vacina contra o patógeno já foram propostos por pesquisadores, mas nenhum apresentou eficácia satisfatória. Estudos recentes indicam que a imunoproteção pode ser completamente alcançada por meio de uma resposta imune adaptativa celular baseada na ativação de linfócitos CD8+ e na produção da interferon-gama por linfócitos CD4+ do tipo TH1. Neste sentido, o desenvolvimento de vacinas contra C. pseudotuberculosis pode ser acelerado através da bioinformática, utilizando-se grandes bancos de dados de sequências de proteínas, como o Uniprot, para a identificação de novos candidatos a antígenos vacinais. Uma ferramenta em particular, a predição de epítopos, permite mapear in silico os peptídeos com potencial imunogênico, sendo identificados os epítopos com alta afinidade de ligação por moléculas do complexo principal de histocompatibilidade (MHC) expressas em células imunológicas; tais complexos epítopo-MHC induzem a ativação de linfócitos T CD4+ e CD8+ e a geração de resposta imunológica específica. Considerando que esta abordagem imuno-informática ainda não foi utilizada para ovinos e caprinos, este projeto tem como objetivo realizar o mapeamento in silico dos epítopos de proteínas de C. pseudotuberculosis com afinidade de ligação por moléculas de MHC de classe 1 e classe 2 de ovinos e caprinos (sequências promíscuas), permitindo a formulação de sequências de proteínas quiméricas multi-epítopos aplicáveis em novos modelos de vacinas pan-específicas contra a linfadenite caseosa. Objetiva-se também validar a imunogenicidade das sequências formuladas, através de experimentos in vitro envolvendo imunoensaios para verificação da ativação de linfócitos T de caprinos e ovinos após estímulo com as proteínas quiméricas multi-epítopos, assim como o reconhecimento destas proteínas sintetizadas por anticorpos de animais infectados por C. pseudotuberculosis. Para o desenvolvimento do projeto, serão utilizados softwares de imuno-informática de uso público e disponíveis na internet. A partir do proteoma completo do patógeno, serão identificados in silico os fatores de virulência com exposição extracelular e estes passarão pela predição de epítopos. Após a identificação de epítopos promíscuos, com afinidade de ligação por ambas classes de MHC de ambas as espécies estudadas, serão formuladas sequências de proteínas sintéticas contendo os epítopos de interesse. A validação in vitro da imunogenicidade envolverá o estímulo de linfócitos T CD4+ com estas proteínas e quantificação da produção de interferon-gama por estas células, assim como envolverá a avaliação da antigenicidade das proteínas quiméricas por anticorpos IgG de animais infectados por C. pseudotuberculosis em sistema de Dot-blot. Espera-se, ao final do projeto, ter viabilizado pelo menos duas proteínas quiméricas multi-epítopos para aplicação em novos modelos de vacinas contra a linfadenite caseosa e realização de novos ensaios clínicos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / Leandro Martins de Freitas - Integrante / Danilo Nascimento Lopes - Integrante / André Luiz De Gino Soares - Integrante.

  • 2013 - 2015

    Investigação dos Mecanismos Genéticos e Moleculares em Biofilmes de Leptospira, Descrição: Projeto de Pós-Doutorado. O objetivo geral deste trabalho é identificar os principais mecanismos genéticos e moleculares associados à formação de biofilmes em leptospiras, assim como os possíveis genes e proteínas envolvidos, respectivamente. Como objetivos específicos, pretendemos: (1) avaliar a expressão gênica de Leptospira em biofilme versus em células planctónicas; (2) identificar nos genomas de Leptospira genes ortólogos implicados na formação de biofilmes; e (3) determinar fatores de transcrição e redes de regulação gênica correspondentes, assim como aqueles fatores mais associados à formação de biofilmes em leptospiras e em outros gêneros bacterianos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Integrante / Paula Carvalhal Lage von Buettner Ristow - Coordenador / Lariss Vasconcelos - Integrante / Áurea Almeida - Integrante / Gregorio Iraola - Integrante / Mitermayer Reis - Integrante / Hugo Naya - Integrante / Lucia Spangenberg - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2014

    Caracterização molecular dos fatores de virulência expressos na membrana de Corynebacterium pseudotuberculosis por espectrometria de massas (ESI-MS), Descrição: Projeto de Pós-Doutorado. O Corynebacterium pseudotuberculosis é o agente causador da linfadenite caseosa dos caprinos e ovinos, enfermidade associada a perdas econômicas diretas no setor pecuário. Além de ser crônica, o seu tratamento com antibióticos é inviável e não existem vacinas eficazes disponíveis no mercado. Embora haja uma crescente demanda mundial de resoluções para a linfadenite caseosa, pouco se conhece sobre os mecanismos moleculares da virulência da bactéria. Portanto, faz-se necessária a realização de estudos voltados para compreensão dos mecanismos de patogênese do microrganismo e suas moléculas associadas. Neste experimento, serão utilizadas condições de cultivo in vitro que se aproximem do ambiente das condições in vivo encontradas pela bactéria durante a infecção do hospedeiro; isto inclui a utilização de soro animal como meio de cultura e a restrição do ferro livre no meio. Nessas condições, espera-se que o C. pseudotuberculosis expresse novos perfis de fatores de virulência ainda desconhecidos. Serão utilizadas linhagens bacterianas de baixa (T1) e alta (C57) virulência, cultivadas em caldo BHI e soro fetal bovino com e sem suplementação com agentes quelantes de ferro; massas bacterianas serão obtidas durante as fases Log e estacionária da curva de crescimento da bactéria, para que seja conduzida a extração das moléculas de membrana através de solventes orgânicos. Este procedimento gerará uma fração denominada F3, rica em glicoproteínas, a qual passará por uma caracterização por espectrometria de massas. Após a realização de comparações entre os resultados obtidos para as diferentes linhagens bacterianas, nas distintas fases de crescimento, nos diferentes meios de cultura e com abundância ou restrição de ferro, espera-se identificar moléculas fundamentais associadas à virulência e patogênese do microrganismo. Serão também realizados ensaios de Western Blot com as frações obtidas para identificação de moléculas que apresentem reatividade a anticorpos ovinos soropositivos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Integrante / Lilia Ferreira Moura-Costa - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / Roberto José Meyer Nascimento - Coordenador / Patrícia Sampaio Tavares Veras - Integrante / Fernanda de Souza Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Avaliação da eficiência de acaricidas sobre Rhipicephalus (Boophilus) microplus no Estado da Bahia, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Integrante / Ricardo Wagner Dias Portela - Coordenador / Dan Loureiro Nascimento - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante.

  • 2009 - 2012

    Linfadenite caseosa em caprinos e ovinos: avaliação de potenciais imunógenos no controle da doença e de antígenos somáticos em sistema de imunocromatografia, Descrição: O presente projeto tem como objetivo avaliar o efeito imunoprotetor de diferentes imunógenos contra o Corynebacterium pseudotuberculosis, elaborados com antígenos protéicos secretados associados a diferentes adjuvantes (oligodeoxinucleotídeos compostos por seqüências de citosina-guanina (ODN-CpG) e/ou saponina), assim como elaborar testes de imunodiagnóstico para a linfadenite caseosa dos caprinos e ovinos baseados em antígenos purificados não-protéicos (frações purificadas de glicoconjugados de membrana de C. pseudotuberculosis), de forma a viabilizar um teste rápido de imunocromatografia aplicável às situações de campo, durante as rotinas de inspeção de abatedouros, propriedades rurais e exposições agropecuárias.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Integrante / Lilia Ferreira Moura-Costa - Integrante / Ricardo Wagner Dias Portela - Integrante / Roberto Meyer - Coordenador / Vasco Azevedo - Integrante / Ludmilla Sena - Integrante / Dan Loureiro Nascimento - Integrante.

  • 2007 - 2011

    Determinação de valores de referência séricos de eletrólitos, enzimas e proteínas de fase aguda em ovinos das raças Santa Inês e Dorper, Descrição: O presente projeto visa estabelecer valores de referência séricos de enzimas, proteínas de fase aguda e eletrólitos em ovinos de raça definida. Para isso, temos como base uma soroteca obtida a partir de ovinos das raças Dorper e Santa Inês. Com isso, esperamos poder definir valores de referência mais reais para essas raças, as quais têm grande importância na ovinocultura brasileira. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Integrante / Lilia Ferreira Moura-Costa - Integrante / Ricardo Wagner Dias Portela - Coordenador / Roberto Meyer - Integrante / Ludmilla Sena - Integrante / Bianca Cardeal - Integrante.

  • 2006 - 2008

    Proteínas de fase aguda em ovelhas da Raça Santa Inês nos períodos de gestação e pós-parto como ferramenta auxiliar no diagnóstico, prognóstico e monitoramento da saúde., Descrição: Considerando-se a escassez de estudos específicos sobre a resposta de fase aguda de pequenos ruminantes e o grande rebanho de ovinos criados no Estado da Bahia, este projeto teve como objetivo determinar os níveis de proteínas de fase aguda ao longo do período gestacional e pós-parto de ovelhas da raça Santa Inês, de forma a viabilizar estas proteínas como uma ferramenta para o acompanhamento na gestação e período pós-parto nesta espécie.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Integrante / José Eugênio Guimarães - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / Ricardo Wagner Dias Portela - Integrante.

  • 2004 - 2005

    Determinação dos níveis séricos e lípides totais, colesteróis total, HDL e LDL e triglicérides em tilápias híbridas vermelhas., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Integrante / José Eugênio Guimarães - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / Ricardo Castelo Branco Albinati - Integrante.

  • 2003 - 2004

    Valores hematológicos e desenvolvimento corporal de tilápias nilóticas (Oreochromis niloticus vr. chitralada) criadas intensivamente em tanques-rede em águas de estuário no Estado da Bahia., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Integrante / José Eugênio Guimarães - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2012 - Atual

    Adequação da determinação bioquímica da haptoglobina para uso em condições de campo e inspeção ante-morten de ruminantes, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes, sendo amplamente utilizada no monitoramento da saúde de animais de corte e leiteiros em países desenvolvidos. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos, 0,03 mg/ml em ovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Desta forma, este projeto tem como objetivo adaptar a determinação bioquímica da haptoglobina, realizada em ambientes laboratoriais, para uso em condições de campo e inspeção ante-morten de ruminantes em frigorífico. Esta adaptação envolve a redução do número de etapas da técnica, a otimização da linearidade da reação colorimétrica, o teste de diferentes reagentes cromogênicos e estabilização da cor gerada para leitura da absorbância. Estas adequações bioquímicas permitirão, futuramente, a adaptação da metodologia para o seu desenvolvimento em fotômetro portátil, a qual será realizada através de colaboração com uma empresa atuante na área de inovação tecnológica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / José Eugênio Guimarães - Integrante / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / Roberto José Meyer Nascimento - Integrante., Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Adequação da determinação bioquímica da haptoglobina para uso em condições de campo e inspeção ante-morten de ruminantes, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes, sendo amplamente utilizada no monitoramento da saúde de animais de corte e leiteiros em países desenvolvidos. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos, 0,03 mg/ml em ovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Desta forma, este projeto tem como objetivo adaptar a determinação bioquímica da haptoglobina, realizada em ambientes laboratoriais, para uso em condições de campo e inspeção ante-morten de ruminantes em frigorífico. Esta adaptação envolve a redução do número de etapas da técnica, a otimização da linearidade da reação colorimétrica, o teste de diferentes reagentes cromogênicos e estabilização da cor gerada para leitura da absorbância. Estas adequações bioquímicas permitirão, futuramente, a adaptação da metodologia para o seu desenvolvimento em fotômetro portátil, a qual será realizada através de colaboração com uma empresa atuante na área de inovação tecnológica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / José Eugênio Guimarães - Integrante / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / Roberto José Meyer Nascimento - Integrante., Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e validação de um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica de haptoglobina sérica animal para uso como teste de triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, Descrição: A haptoglobina é uma das principais proteínas de fase aguda em ruminantes e tem sido amplamente utilizada na clínica veterinária como biomarcador precoce de processos inflamatórios e infecciosos. Isto se deve ao fato de seus níveis plasmáticos elevarem-se significantemente nas primeiras horas após o início da patologia, antes mesmo que surjam sinais clínicos e ocorram alterações no leucograma. Em animais saudáveis, em condições fisiológicas normais, seus valores sanguíneos se apresentam próximos de zero (0,05 mg/ml em bovinos); contudo, a sua concentração se eleva em mais de 100 vezes durante a ocorrência de processos inflamatórios, infecciosos, danos teciduais e condições de estresse, sendo estes altos níveis mantidos enquanto as enfermidades/patologias estiverem em curso. Estas características despertaram o interesse de aplicação da haptoglobina no monitoramento sanitário de animais de abate, para identificar animais portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública, de forma a orientar as ações executadas na inspeção post-mortem. Embora não seja utilizada com esta finalidade no Brasil, a quantificação da haptoglobina na inspeção sanitária de animais de abate constitui uma ferramenta poderosa e estratégica para aprimorar a qualidade dos produtos cárneos brasileiros perante o mercado externo e interno. Considerando o alto custo dos kits importados de quantificação de haptoglobina e a inexistência de tecnologia brasileira similar que possa ser disponibilizada ao mercado pecuário, este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema bi-reagente para quantificação bioquímica colorimétrica de haptoglobina sérica animal, adequado para uso em campo com espectrofotômetros portáteis, e validá-lo para uso na triagem sanitária de bovinos em matadouros-frigoríficos, em colaboração com o Sistema de Inspeção Federal (SIF) do MAPA. Durante o desenvolvimento do projeto, serão identificados os melhores reagentes e condições analíticas para a quantificação bioquímica da haptoglobina, de forma a padronizar o novo sistema bi-reagente constituído por um reagente A (contendo simultaneamente meta-hemoglobina, cromógenos e agentes estabilizantes e conservantes) e um reagente B (substrato, constituído por peróxido de hidrogênio estabilizado). Ao final da padronização, serão estabelecidos seus parâmetros intrínsecos de faixa de linearidade de reações, limite mínimo de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e tempo de estabilidade dos reagentes. Em etapa seguinte, os reagentes A e B serão envasados em frascos conta-gotas de precisão, para que possam ser levados a campo, e os volumes de reagentes serão ajustados para que o teste possa ser executado em tubos de ensaio e lido em espectrofotômetros portáteis. Durante as atividades de inspeção sanitária animal do SIF em um matadouro-frigorífico bovino, serão colhidas amostras de sangue para quantificação da haptoglobina in loco por meio do novo sistema bi-reagente, sendo comparados estatisticamente os valores obtidos para animais saudáveis com os valores do grupo de animais portadores de patologias registradas na inspeção post-mortem. Após esta etapa, será estabelecido o valor de haptoglobina correspondente ao ponto de corte do sistema bi-reagente para classificação sanitária de bovinos em saudável ou em portador de patologia, assim como os níveis de sensibilidade e especificidade do teste. Ao final do projeto, espera-se ter desenvolvido uma nova tecnologia para o monitoramento da saúde animal que possa ser disponibilizada ao mercado veterinário, assim como ter estabelecido a haptoglobina como bioindicador de sanidade bovina, aplicável à identificação de bovinos suspeitos de serem portadores de infecções que representam risco à segurança alimentar e saúde pública.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Bruno Lopes Bastos - Coordenador / Uiara Souza de Burghgrave - Integrante / José Tadeu Raynal-Filho - Integrante / José Eugênio Guimarães - Integrante / Anderson Santos Souza - Integrante / Israel Nunes Silveira - Integrante / Airton Idalécio Sousa Viana - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2012

Aprovado em 4º lugar no Concurso Público para Docente do Magistério Superior (Edital nº 158/2012), cargo de Professor Adjunto, Disciplina Doenças Infecciosas e parasitárias, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Departamento de Ciências Agrárias e Ambientais.

2011

Prêmio de melhor trabalho (1º colocado) na área de Microbiologia Veterinária no 26º Congresso Brasileiro de Microbiologia, Foz do Iguaçu-PR., Sociedade Brasileira de Microbiologia / American Society for Microbiology.

2011

Aprovado em 2º lugar no Concurso Público para Docente do Magistério Superior (Edital nº 03/2011), cargo de Professor Adjunto, Disciplina Microbiologia Aplicada à Saúde, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Dptº Biointeração.

2010

Aprovado em 1º lugar no Processo Seletivo para Docente por Tempo Determinado (Edital interno nº02/2010 referente ao edital nº08/2010 SUPAC), Disciplinas Microbiologia Veterinária e Imunologia, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Dptº Biointeração.

2010

Aprovado em 5º lugar no Concurso Público para o cargo de Tecnologista em Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz - FIOCRUZ.

2010

Aprovado em 4º lugar no Concurso Público para Docente do Magistério Superior (Edital nº 03/2010), cargo de Professor Assistente, Disciplina Bioquímica, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Instituto Multidisciplinar de Saúde (IMS-CAT).

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal da Bahia, Instituto Multidisciplinar em Saúde - Câmpus Anísio Teixeira (IMS-CAT). , Rua Rio de Contas, Quadra 17, Lote 58 / Pavilhão de aulas, 1º andar, Gabinete 31 e Pavilhão de Laboratórios, Laboratório de Biotecnologia e Genética - Labiogene, Lab 13., Candeias, 45029094 - Vitória da Conquista, BA - Brasil, Telefone: (077) 991010797

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2015 - Atual

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2013 - 2015

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Pós-Doutorado, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Bolsa de pós-doutorado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, no âmbito do Edital 061/2011 - Modalidade Pesquisador Visitante Especial - Programa Ciências sem Fronteiras. Desenvolvimento de atividades no projeto intitulado ?Investigação dos mecanismos genéticos e moleculares em biofilmes de Leptospira", sob coordenação da Prof.ª Dr.ª Paula Carvalhal Lage Von Buettner Ristow.

  • 2012 - 2013

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Pesquisador Pós-Doutorado, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Bolsista FAPEX - Bolsa de Pós-Doutorado financiada pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão - FAPEX.

  • 2011 - 2013

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Temporário, Carga horária: 40

  • 2009 - 2011

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Estudante de pós-graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Bolsista CNPq - Bolsa de Formação de Pesquisador de Doutorado financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq (Processo Nº 140178/2009-0).

  • 2008 - 2009

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Apoio técnico de pesquisa, Enquadramento Funcional: Bolsista de Aperfeiçoamento Científico, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Bolsa de Aperfeiçoamento Profissional financiada pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão (FAPEX).

  • 2006 - 2008

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Estudante de pós-graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Bolsista FAPESB - Bolsa de Mestrado financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - FAPESB (Processo Nº BOL1402/2006).

  • 2004 - 2005

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Estudante de graduação, Enquadramento Funcional: Estagiário de Iniciação Científica, Carga horária: 20

  • 2003 - 2004

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Estudante de graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Bolsista CNPq - Bolsa de Iniciação Científica financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq (Nº Processo 110515/2003-0).

    Atividades

    • 08/2015

      Ensino, Biotecnologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, IMS142 - Desenvolvimento de vacinas, IMS143 - Imunodiagnóstico, IMS188 - Cultura de células de mamíferos, IMS194 - Tópicos especiais em imunologia

    • 02/2015

      Ensino, Biotecnologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, IMSB72 - Bioterismo, IMS026 - Estudo de células tronco, IMS190 - Metabolismo microbiano, IMS191 - Fundamentos de biotecnologia aplicados à saúde

    • 11/2012 - 03/2013

      Ensino, Biotecnologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tecnologia do desenvolvimento de vacinas

    • 03/2012 - 03/2013

      Ensino, Veterinária, Nutrição, Odontologia, Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Imunologia I (ICS 045)

    • 03/2012 - 03/2013

      Ensino, Biotecnologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Imunodiagnóstico (ICS A29), Imunologia I (ICS 045)

    • 03/2011 - 03/2013

      Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia I (Básica) - ICS 028, Microbiologia Veterinária - ICS 035

  • 2012 - 2015

    Faculdade de Tecnologia e Ciências

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Docente Titular, Carga horária: 18

    Atividades

    • 08/2014 - 01/2015

      Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Imunologia

    • 08/2012 - 01/2015

      Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia e Bioagressão

  • 2004 - 2004

    Instituto Baleia Jubarte - Petrobrás

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágiário, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Bolsa de auxílio-estágio financiada pelo Instituto Baleia Jubarte através de patrocínio da PETROBRÁS. Atividades de pesquisa desenvolvidas sob orientação da médica veterinária Msc. Suzana Más Rosa e da bióloga Msc. Márcia Engel.

  • 2003 - 2003

    Instituto Baleia Jubarte - Petrobrás

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágiário, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Bolsa de auxílio-estágio financiada pelo Instituto Baleia Jubarte através de patrocínio da PETROBRÁS. Atividades de pesquisa desenvolvidas sob orientação da médica veterinária Msc. Suzana Más Rosa e da bióloga Msc. Márcia Engel.

  • 2002 - 2002

    Instituto Baleia Jubarte - Petrobrás

    Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Atividades de pesquisa desenvolvidas sob orientação da médica veterinária Msc. Suzana Más Rosa e da bióloga Msc. Márcia Engel.

  • 2001 - 2001

    Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Atividades de pesquisa desenvolvidas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá - RDSM, no município de Tefé, sob orientação dos pesquisadores PhD Vera Maria Ferreira da Silva (LMA - INPA) e PhD Anthony Martin (Sea Mammal Research Unit - SMRU, UK).

  • 2000 - 2001

    Sociedade de Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Desenvolvimento de trabalhos de assistência médica veterinária a animais marinhos encalhados no litoral da Bahia, pelo setor do Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos - CRMA, sob orientação do médico veterinário especialista em animais silvestres Gerson de Oliveira Norberto e a bióloga Msc. Maria do Socorro Reis.

  • 1999 - 2000

    Consultório Veterinário Arca de Noé

    Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Desenvolvimento de trabalhos de assistência médica veterinária a animais silvestres e exóticos, sob orientação do médico veterinário Marco Túlio Rodrigues Brasileiro.