Marcelo Bortoli

Possui graduação em Engenharia Ambiental pela Universidade do Contestado Campus Concórdia (2007), mestrado (2010) e doutorado (2014) em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Catarina, com ênfase em Processos biotecnológicos para o tratamento de resíduos. Professor Adjunto na Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR - Câmpus Francisco Beltrão. Professor permanente do Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental - PPGEA. Atua principalmente nos temas ligados à tratamento de e gestão de resíduos das produções animais, digestão anaeróbia de resíduos, remoção de nitrogênio, nitrificação/desnitrificação e gestão ambiental. Atualmente, é Diretor de Graduação e Educação Profissional do campus Francisco Beltrão da UTFPR. Membro do Conselho de Graduação e Educação Profissional da UTFPR desde 2017. Na graduação atua principalmente ministrando disciplinas no curso de Engenharia Ambiental e Engenharia de Alimentos nas áreas de Hidráulica, Energias Renováveis e Gerenciamento e Tratamento de Resíduos Industriais e Emissões Atmosféricas.

Informações coletadas do Lattes em 26/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química

2010 - 2014

Universidade Federal de Santa Catarina
Título: DESNITRIFICAÇÃO EM DEJETOS FRESCOS DE SUÍNOS COM VISTAS AO REÚSO DE EFLUENTES DA SUINOCULTURA
Hugo Moreira Soares. Coorientador: Airton Kunz. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Grande área: Engenharias

Mestrado em Engenharia Química

2008 - 2010

Universidade Federal de Santa Catarina
Título: Partida, operação e otimização de um sistema de nitrificação/desnitrificação visando a remoção de nitrogênio de efluente da suinocultura pelo processo Ludzack-Ettinger modificado,Ano de Obtenção: 2010
Hugo Moreira Soares.Palavras-chave: tratamento de águas residuárias da suinocultura; nitrificação/desnitrificação; processo MLE; remoção de nitrogênio.Grande área: EngenhariasGrande Área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Processos biotecnológicos. Setores de atividade: Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados Com Essas Atividades.

Graduação em Engenharia Ambiental

2003 - 2007

Universidade do Contestado Campus Concordia
Título: Comparativo entre reatores UASB e Biodigestores na estabilização de dejetos de suínos
Orientador: Dr. Airton Kunz

Ensino Médio (2º grau)

1998 - 2000

Colégio Estadual Professor Olavo Cecco Rigon

Ensino Fundamental (1º grau)

1990 - 1997

Colégio Estadual Professor Olavo Cecco Rigon

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BORTOLI, Marcelo ; PALHARES, J. C. P. ; NICOLOSO, RODRIGO S. ; SPILLER, V. R. ; KUNZ, A. ; DE PRA, M. C. ; STEINMETZ, R. L. R. . VI SIGERA - Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais. 2019. (Congresso).

BORTOLI, Marcelo ; PALHARES, J. C. P. ; TEVES, C. I. ; SPILLER, V. R. ; SZOGI, A. A. ; DE PRA, M. C. ; STEINMETZ, R. L. R. ; AMARAL, A. C. . V SIGERA - Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais. 2017. (Congresso).

Bortoli, Marcelo . XXI SICITE - Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica. 2016. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Gabrielle Bortolini de Oliveira

KUNZ, A.BORTOLI, Marcelo; COELHO, S. R. M.. Avaliação de duas estratégias de partida de biodigestores do tipo CSTR utilizando lodos de sistemas de tratamento de efluentes da suinocultura.. 2018. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: Karina Cozer de Campos

POKRYWIECHI, T. S.; BIRAL, R.;BORTOLI, Marcelo. Saneamento rural: estudo de caso na comunidade do Rio Ligação no município de Francisco Beltão. 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil (PPGEC)) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Juliana Biluca

AGIAR, C. R.; CANDIOTTO, L. Z. P.;BORTOLI, Marcelo. Mapeamento e análise de áreas de destinação de resíduos da construção civil em Francisco Beltrão. 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil (PPGEC)) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Joseane Bortolini

TAVARES, M. H. F.;BORTOLI, Marcelo; GUEDES, L. P. C.. Uso de diferentes inóculos na digestão de cama de aviário. 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: Antonio Marcos Tubiana de Costa

ROCHA, R. D. C.; CUNHA, M. A. A.;BORTOLI, Marcelo. Codigestão anaeróbia de resíduos bovinos e suínos: caracterização química e produção de biofertilizante para uso em cultura de milho. 2014. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: André Cestonaro do Amaral

KUNZ, A.BORTOLI, Marcelo; GONCALVES, M. S.; COSTA, M. S. S. M.; GOMES, S. D.. Digestão anaeróbia de dejeto suínos: potencial bioquímico de metano e a influência de estratégias operacionais.. 2017. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: Michael Steinhorst Alcantara

TAVARES, M. H. F.; EYNG, E.;BORTOLI, Marcelo; VILAS BOAS, M. A.; GUEDES, L. P. C.. Biodigestão anaeróbia de cama de aviário com circulação do digestato. 2016. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: Suzana Costa Wrublack

MERCANTE, E.; POLETO, C.;BORTOLI, Marcelo; COELHO, S. R. M.; PRIOR, M.. Aplicação conjunta de técnicas de sensoriamento remoto orbital e sistemas de informações geográficas na gestão de recursos hídricos. 2016. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: André Cestonaro do Amaral

KUNZ, A.BORTOLI, Marcelo; GOMES, S. D.; SIMAO, R. C. G.; TAVARES, M. H. F.. Utilização energética de efluentes da suinocultura: avaliação da composição, potencial metanogênico e operação de reator. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: ELIANA DE ALMEIDA MIRA DE BONA

KUNZ, A.; SILVA, M. B.;BORTOLI, Marcelo; SAMPAIO, S. C.; COSTA, M. S. S. M.. Monitoramento da dinâmica populacional metanogênica durante o processo de digestão anaeróbia em cama de aviário. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: Thiago Morais de Castro

GOMES, S. D.; PASSIG, F. H.;BORTOLI, Marcelo; GOMES, B. M.; CHRIST, D.. Co-digestão de lixiviado de aterro industrial e glicerol em biorreator anaeróbio de leito fixo ordenado.. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: Joseane Bortolini

TAVARES, M. H. F.;BORTOLI, Marcelo; GOMES, S. D.; GUEDES, L. P. C.. Uso de diferentes inóculos na digestão anaeróbia da cama de aviário. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Aluno: André Gustavo Patel e Karen M

BORTOLI, Marcelo. R. de Conto Andretta.Estimativa da Produção de Metano Gerado pelo Chorume no Aterro Sanitário do Município de Chopinzinho. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Daiane Lurdes do Nascimento e Mirian Nava

BORTOLI, Marcelo. Compostagem dos Subprodutos do Processo de Vinificação: Engace e bagaço com Adição de Cama de Aviário. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Fernanda Nava

BORTOLI, Marcelo. Modelagem conceitual com abordagem toxicológica para confirmação à necessidade de remediação de áreas impactadas por petróleo e seus derivados. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Chayane Paula Pavan Staub e Gabriela Feron

BORTOLI, Marcelo. Diagnóstico da destinação de fármacos no município de Francisco Beltrão - Paraná. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Juliana Biluca

BORTOLI, Marcelo. Avaliação do aterro de resíduos sólidos urbanos de Francisco Beltrão - Paraná utilizando o índice de qualidade de aterro de resíduos (IQR). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Bruna Tauana Basso

BORTOLI, Marcelo. Avaliação do Processo Anammox na Remoção de NItrogênio. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Eduardo Albani Dalla Costa e Lucas Gustavo Grosso

BORTOLI, Marcelo. Tratamento de efluente proveniente da bovinocultura leiteira. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Sabrina de Medeiros e Schirley Paez

BORTOLI, Marcelo. Potencial de geração de energia elétrica a partir da digestão anaeróbia de esgoto sanitário. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Panthy Michelle Boffe e Daiane Caroline Rosa de Souza

BORTOLI, Marcelo. Potencial Fitoextrator da Espécie Vegetal Helianthus Annuus L. em Solo Contaminado por Chumbo no Sudoeste do Paraná. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Tayoná Cristina Gomes e Marcos Vinícius Pagliarini

BORTOLI, Marcelo. Análise da Viabilidade Técnico-Econômico-Social da Produção de Forros Isolantes Térmicos a partir de Embalagens Longa Vida pela Associação de Catadores de Papel de Francisco Beltrão. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Liliane Cristina de Mello

BORTOLI, Marcelo. Abordagem da Gestão de Resíduos de Empresas de Funilaria e Pintura de Veículos Automotivos no Município de Francisco Beltrão - PR. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Douglas Frosi e Maurício Fúrigo

BORTOLI, Marcelo. Caracterização de Efluentes Líquidos e Proposta de Dimensionamento de uma Estação de Tratamento de Efluentes Líquidos para uma Indústria Cervejeira. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Willibaldo Schmidell Netto

SOARES, H. M.; Kunz, A.; SILVA, M. L. B.; Oliveira, D.;SCHMIDELL, W.. Efeito da Temperatura e do Tempo de Estocagem na Formação de Ácidos Carboxílicos de Cadeia Curta em Dejetos de Suínos e suas Influências na Desnitrificação e Emissão de Gases de Efeito Estufa. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Jorge Luiz Ninow

SOARES, H. M.OLIVEIRA, D.NINOW, JORGE L.; BELLI FILHO, P.; HIGARASHI, M. M.; OLIVEIRA, P. A. V.. Desnitrificação em dejetos frescos de suínos com vistas ao reúso de efluentes da suinocultura. 2014. Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Débora de Oliveira

Soares, H.M.;OLIVEIRA, D.NINOW, Jorge Luiz; Filho, P.B.; Higarashi, M.M.; Oliveira, P.A.V.. Desnitrificação em dejetos frescos de suínos com vistas ao reúso de efluentes da suinocultura. 2014. Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Débora de Oliveira

Soares, H.M.; Kunz, A.; Silva, M.L.B.;OLIVEIRA, D.; Schimidell, W.. Efeito da temperatura e do tempo de estocagem na formação de ácidos carboxílicos de cadeia curta em dejetos de suínos e suas influências na desnitrificação e emissão de GEE. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Airton Kunz

SOARES, H. M.KUNZ, A; Schmidell Neto, W.;BELLI FILHO, P.. Partida, operação e otimização de um sisitema de nitrificação/desnitrificação visando a remoção de nitrogênio de efluente da suinocultura pelo processo Ludzack-Ettinger Modificado. 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Airton Kunz

SOARES, H. M.KUNZ, A.; SILVA, M. B.; OLIVEIRA, D.; Schmidell Neto, W.. Efeito da temperatura e do tempo de estocagem na formação de ácidos carboxílicos de cadeia curta em dejetos de suínos e suas influências na desnitrificação e emissão de GEE. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Paulo Belli Filho

BELLI FILHO, PAULOSOARES, Hugo Moreira. Partida, operação e otimização de um sistema de nitrificação desnitrificação visando a remoção de nitrogenio para dejetos de suinos pelo processo MLE. 2009. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Paulo Belli Filho

SOARES, H. M.; OLIVEIRA, D.; NINOW, J. L.;BELLI FILHO, P.; HIGARASHI, M. M.;OLIVEIRA, P. A.. Desnitrificação em Dejetos Frescos de Suínos com Vistas ao Reuso de Efluente da Suinocultura. 2014. Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Martha Mayumi Higarashi

OLIVEIRA, D.; NINOW, J. L.; BELI FILHO, Paulo;HIGARASHI, M. M.; OLIVEIRA, P. A. V.. Desnitrificação em dejetos frescos de suínos com vistas ao reúso de efluentes da suinocultura. 2014. Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina.

André Burigo Leite

LEITE, A. B.. Comparativo entre UASB e biodigestores para tratamento de dejeto de suínos. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Contestado.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Sabrina de Medeiros

Produção de biogás de resíduos do restaurante universitário: Estudo das diferentes frações do resíduo; ; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental: Análise e Tecnologia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; (Orientador);

Aline Perszel

A separação de fases em cama de aviário influencia na produção de biogás?; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental: Análise e Tecnologia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; (Orientador);

Fernanda Barizon

Estudo do potencial bioquímico de produção de biogás de diferentes frações de cama de aviário; ; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental: Análise e Tecnologia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; (Orientador);

Gabriela de Quadros

Levantamento do potencial de geração de biogás através da co-digestão anaeróbia de resíduos de cama do sistema de confinamento compost bedded pack barn; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Roberta Pinheiro Santos

Resíduos agropecuários e energia; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Camila Ester Hollas

Sedimentação como estratégia de separação sólido-líquida e sua influência na remoção biológica de nitrogênio de dejetos de suínos; ; 2018; Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná,; Coorientador: Marcelo Bortoli;

Ana Cé

Potencial bioquímico da produção de biogás em resíduos de cama de peru; ; 2017; Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental: Análise e Tecnologia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marcelo Bortoli;

Lidimara Suzin

Remoçãp química de fósforo de efluente suinícola:implicações da qualidade do efluente sobre a eficiência do processo; ; 2016; Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Marcelo Bortoli;

Adelcio Giondo

Remoção de nitrogênio em efluentes da suinocultura via processos de nitrificação encurtada; ; 2016; Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná,; Coorientador: Marcelo Bortoli;

Aline Perszel

Avaliação da Cama de Aviário como substrato para Digestão Anaeróbia; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Tamires Guimarães da Silva

Análise ambiental, econômica e financeira na produção de biogás a partir de cama de aviário; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Raquel Prestes Massuccatto

Influência da Sazonalidade na Qualidade do Biogás Gerado na Estação de Tratamento de Esgoto da SANEPAR de Francisco Beltrão; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Jaisson Moschen

Caracterização da cama de aviário de peru e potencial de produção de biogás; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Juan Camilo Pires Salcedo Restrepo

Co-digestão Anaeróbia de Resíduos de Carcaças e Dejetos de Suínos; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Bruna Tauana Basso

Avaliação do Processo Anammox na Remoção de NItrogênio; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

André Gustavo Patel e Karen M

R; de Conto Andretta; Estimativa da Produção de Metano Gerado pelo Chorume no Aterro Sanitário do Município de Chopinzinho; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Juan Camilo Pires Salcedo Restrepo

Co-digestão anaeróbia de resíduos de carcaças e dejetos de suínos; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Eduardo Albani Dalla Costa e Lucas Gustavo Grosso

Tratamento de efluente proveniente da bovinocultura leiteira; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Sabrina de Medeiros e Schirley Paez

Potencial de geração de energia elétrica a partir da digestão anaeróbia de esgoto sanitário; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Marcelo Bortoli;

Lucas Antunes Scussiato

Avaliação da viabilidade de preservação e reativação do processo anammox; ; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Contestado, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcelo Bortoli;

Lidimara Suzin

Precipitação química de fosfato de cálcio em efluentes da suinocultura; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Contestado, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcelo Bortoli;

Jean Michel Prandini

Avaliação do Crescimento da Microalga Chlorella vulgaris no Tratramento de Dejetos Suínos sob Diferentes Condições de Luminosidade; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Contestado; Orientador: Marcelo Bortoli;

Ana Paula Canton

Relatório de estágio curricular supervisionado obrigatório; ; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Contestado Campus Concórdia; Orientador: Marcelo Bortoli;

Cláudio Dreher

Relatório de estágio curricular supervisionado obrigatório; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Contestado Campus Concórdia; Orientador: Marcelo Bortoli;

Angélica Chini

Progressão de carga de alimentação em reator ANAMMOX alimentado com efluente da suinocultura; ; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Contestado Campus Concórdia; Orientador: Marcelo Bortoli;

Israel Do Nascimento Santos

Operação e análises laboratoriais de reatores em apoio ao desenvolvimento de projetos de mestrado; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcelo Bortoli;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Airton Kunz

Partida, operação e otimização de um sistema de nitrificação/desnitriicação visando a remoção de nitrogênio de efluente da suinocultura pelo processo Ludzak-Ettinger modificado (MLE); 2010; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Coorientador: Airton Kunz;

Airton Kunz

Remoção de nitrogênio em dejetos de suínos via desnitrificação encurtada utlizando técnicas de reúso de efluentes; 2014; Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Airton Kunz;

Airton Kunz

Comparativo entre reatores UASB e biodigestores para tratamento de dejetos de suínos; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Contestado Campus de Concórdia; Orientador: Airton Kunz;

Airton Kunz

tratamento de dejetos de suínso via sistemas compactos; 2005; Iniciação Científica; (Graduando em engenharia ambiental) - Fundação Universidade do Contestado - Campus Concórdia, unversidade do contestado; Orientador: Airton Kunz;

Hugo Moreira Soares

Otimizaçao do processo de nitrificação/desnitrificação para tratamento de dejetos de suinos; 2010; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; Orientador: Hugo Moreira Soares;

Hugo Moreira Soares

Desnitrificação em Dejetos Frescos de Suínos com vistas ao Reuso de Efluentes da Suinocultura; ; 2014; Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Hugo Moreira Soares;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • Bortoli, Marcelo ; Kunz, Airton ; Prá, Marina Celant De ; SILVA, MARCIO LUIS BUSI DA ; CÉ, ANA ; SOARES, HUGO MOREIRA . Simultaneous removal of nitrogen and organic carbon from swine wastewater using the pre-denitrification/nitrification process. Revista Ambiente e Agua , v. 14, p. 1-10, 2019.

  • HOLLAS, C. E. ; CHINI, A. ; ANTES, F. G. ; DO PRADO, N. V. ; BORTOLI, M. ; KUNZ, A. . Modified Ludzack-Ettinger system role in efficient nitrogen removal from swine manure under high total suspended solids concentration. International Journal of Environmental Science and Technology , v. 1, p. 1-12, 2019.

  • SUZIN, LIDIMARA ; ANTES, FABIANE GOLDSCHMIDT ; BEDENDO, GIZELLE CRISTINA ; BORTOLI, Marcelo ; KUNZ, A. . Chemical Removal of Phosphorus from Swine Effluent: the Impact of Previous Effluent Treatment Technologies on Process Efficiency. WATER AIR AND SOIL POLLUTION , v. 229, p. 229-341, 2018.

  • CE, A. ; REINALDO, F. A. F. ; BORTOLI, Marcelo . DigestBioGás. REVISTA DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL , v. 2471, p. 54-54, 2018.

  • CE, A. ; REINALDO, F. A. F. ; BORTOLI, Marcelo . ExpertBioGás. REVISTA DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL , v. 2471, p. 54-54, 2018.

  • GIONGO, ADELCIO ; BORTOLI, Marcelo ; Prá, Marina Celant De ; VERUCK, MARCOS ; KUNZ, A. . SWINE WASTEWATER NITROGEN REMOVAL AT DIFFERENT C/N RATIOS USING THE MODIFIED LUDZACK-ETTINGER PROCESS. Engenharia Agricola , v. 38, p. 968-977, 2018.

  • DE PRÁ, MARINA C. ; KUNZ, A. ; BORTOLI, Marcelo ; SCUSSIATO, LUCAS A. ; Coldebella, Arlei ; Vanotti, Matias ; SOARES, HUGO M. . Kinetic models for nitrogen inhibition in ANAMMOX and nitrification process on deammonification system at room temperature. Bioresource Technology , v. 202, p. 33-41, 2016.

  • MEZZARI, MELISSA P. ; DA SILVA, MÁRCIO L.B. ; NICOLOSO, RODRIGO S. ; IBELLI, ADRIANA M.G. ; Bortoli, Marcelo ; VIANCELLI, ALINE ; SOARES, HUGO M. . Assessment of N2O emission from a photobioreactor treating ammonia-rich swine wastewater digestate. Bioresource Technology , v. 149, p. 327-332, 2013.

  • BORTOLI, Marcelo ; KUNZ, A. ; SOARES, H. M. ; BELLI FILHO, P. ; COSTA, R. H. R. . Emissão de óxido nitroso nos processos de remoção biológica de nitrogênio de efluentes. Engenharia Sanitária e Ambiental , v. 17, p. 01-06, 2012.

  • DE PRÁ, MARINA CELANT ; Kunz, Airton ; Bortoli, Marcelo ; Perondi, Tiago ; Chini, Angélica . Simultaneous removal of TOC and TSS in swine wastewater using the partial nitritation process. Journal of Chemical Technology and Biotechnology (1986) , v. 87, p. 1641-1647, 2012.

  • KUNZ, A. ; Steinmetz, Ricardo L. R. ; BORTOLI, Marcelo . Separação sólido-líquido em efluentes da suinocultura. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online) , v. 14, p. 1220-1225, 2010.

  • KUNZ, A. ; BORTOLI, Marcelo ; HIGARASHI, M. M. . Avaliação do manejo de diferentes substratos para compostagem de dejetos líquidos de suínos.. Acta Ambiental Catarinense , v. 5, p. 7-15, 2008.

  • KUNZ, A. ; BORTOLI, Marcelo ; HIGARASHI, M. M. . Avaliação do manejo de diferentes substratos para compostagem de dejetos líquidos de suínos. Acta Ambiental Catarinense , v. 5, p. 7-19, 2008.

  • KUNZ, A. ; SCHIERHOLT NETO, G. F. ; MENOZZO, G. F. ; BORTOLI, Marcelo ; RAMME, M. ; COSTA, R. . Estação de tratamento de dejetos de suínos (ETDS) como alternativa para redução do impacto ambiental da suinocultura. Comunicado Técnico - Centro Nacional de Pesquisa de Suínos e Aves , v. 452, p. 1-6, 2006.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

KUNZ, A. ; BORTOLI, Marcelo ; MIELLE, M. ; STEINMETZ, R. ; SOARES, H. M. . SISTEMA DE TRATAMENTO DE EFLUENTES DA SUINOCULTURA - SISTRATES. 2011.

BORTOLI, Marcelo . Parecer de revisor ad hoc em manuscrito submetido à Revista Thema. 2019.

PALHARES, J. C. P. ; BORTOLI, M. ; STEINMETZ, R. L. R. ; CELANT, T. M. B. ; FRACASSO, V. . Anais do VI Simpósio Internacional sobre Gerenciamento dos Resíduos Agropecuários e Agroindustriais. 2019. (Editoração/Anais).

PALHARES, J. C. P. ; BORTOLI, M. ; DE PRA, M. C. ; STEINMETZ, R. L. R. ; CELANT, T. M. B. ; FRACASSO, V. . Anais do V Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais. 2017. (Editoração/Anais).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Levantamento do potencial de geração de biogás através da co-digestão anaeróbia de resíduos de cama do sistema de confinamento compost bedded pack barn., Descrição: Estudo do potencial de uso do resíduo de cama do sistema de confinamento compost bedded pack barn. Esse sistema vem sendo amplamente utilizado para confinamento de bovinos leiteiros no Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Coordenador., Financiador(es): Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Bolsa.

  • 2016 - Atual

    REÚSO DE ÁGUA PROMOVENDO A REMOÇÃO DE NITROGÊNIO DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS DA SUINOCULTURA RICAS EM NITRATO E NITRITO, Descrição: Os impactos ambientais causados pela geração de grandes quantidades de efluentes nos Sistemas de Produção de Animais Confinados (SPACs) somado ao consumo elevado de água chamam atenção para a cadeia suinícola. Somente o tratamento dos efluentes já não tem se mostrado ferramenta eficaz na gestão ambiental da atividade e o reúso dos efluentes tratados surge como alternativa para viabilizar, ambientalmente, os SPACs. As tecnologias adotadas, são, em sua grande maioria, voltadas para a remoção da matéria orgânica, restando elevadas concentrações de nitrogênio. Para a remoção do nitrogênio, os processos consolidados, ainda geram efluentes com nitrato (NO3-) e nitrito (NO2-) residual. Sendo, portanto, o reúso desses efluentes tratados, na limpeza das instalações suinícolas, uma alternativa para remoção do nitrogênio residual do tratamento convencional. O reúso causa o encontro do nitrogênio com o carbono orgânico presente nos dejetos, propiciando condições para que ocorra a redução do nitrogênio a N2 por micro-organismos desnitrificantes. Todavia, ainda se tem pouca informação quanto aos reais ganhos e impactos que a prática do reúso desses efluentes pode causar. Em função do exposto, buscasse com essa pesquisa, obter metodologias e parâmetros de reúso de água em escala laboratorial para que possam ser replicados em escala real. Inicialmente, será estabelecido o processo de nitrificação/desnitrificação em escala laboratorial para que seja possível obter efluentes com características de menor variabilidade. Posteriormente, serão realizados testes em escala laboratorial para otimizar o processo de reúso, modificando as proporções de reúso e água tratada afim de atingir a melhor proporção, objetivando remoção de nitrogênio e diminuição do consumo de água tratada.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Coordenador / Airton Kunz - Integrante / DE PRÁ, MARINA C. - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    TRATAMENTO BIOLÓGICO DE EFLUENTES SUINÍCOLAS COM VISTAS AO REÚSO DE ÁGUA, Descrição: Este projeto visa avaliar novas alternativas para remoção de nitrogênio, de efluentes da suinocultura, baseadas em modificações do processo de nitrificação e desnitrificação clássico visando à diminuição do consumo de água de boa qualidade para higienização das instalações através do reúso dos efluentes tratados, avaliando a viabilidade técnica, e estabelecendo parâmetros dos processos envolvidos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Coordenador / Airton Kunz - Integrante / Marina Celant De Prá - Integrante., Financiador(es): Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2014

    ESTABELECIMENTO DE NOVAS ESTRATÉGIAS PARA REMOÇÃO DE NITROGÊNIO EM ÁGUAS RESIDUÁRIAS DA SUINICULTURA VISANDO O REUSO DO EFLUENTE TRATADO, Descrição: Os Sistemas de Produção de Animais Confinados (SPACs) têm sofrido fortes pressões, relacionadas aos impactos ambientais causados pela geração de grandes quantidades de efluentes e o consumo elevado de água. Buscando alternativas para a diminuição desses impactos, o trata-mento e o reúso dos efluentes tratados surgem como alternativas para viabilizar, ambientalmente, os SPACs. No entanto, os processos para remoção de nitrogênio conhecidos, ainda geram efluentes com nitrato (NO3-) residual, e o reúso desses efluentes tratados, na limpeza das ins-talações suinícolas, causa o encontro do NO3- com o carbono orgânico presente nos dejetos, propiciando condições para que ocorra a redução do NO3- a N2 por micro-organismos desnitrificantes. Todavia, pouco se sabe sobre a biodisponibilidade do carbono orgânico para desnitrifica-ção em dejetos frescos de suínos (DFS) e os reais ganhos e impactos que a prática do reúso desses efluentes pode causar. Com o exposto, buscou-se com esse trabalho responder, principalmente, o efeito do aporte de NO3- em DFS e as emissões de gases de efeito estufa (GEE) provenientes dessa prática. Os experimentos foram conduzidos em duas etapas. Inicialmente, foi avaliada a disponibilização do carbono orgânico, através do acompanhamento da formação de Ácidos Carboxílicos de Cadeia Curta (ACCC) na estocagem dos DFS. Na segunda etapa, foram avaliadas as influências da temperatura e da relação C/N na velocidade de consumo de N-NOx e emissão de gases de efeito estufa durante a simulação do reúso em escala de laboratório. Os resultados obtidos apontam para a importância da disponibilização do carbono orgânico no DFS, principalmente, com a formação dos ACCC, ao se realizar a inserção de NO3- no DFS através do reúso dos efluentes. Observou-se também a forte influência da temperatura na formação dos ACCC no DFS, uma vez que imposta a mudança na temperatura de 10 para 18 °C a velocidade de formação dos ACCC aumentou 10 vezes. Além disso, os resultados apresentam um ganho ambiental com a diminuição da emissão de GEE ao promover a desnitrificação heterotrófica com o reúso de efluentes ricos em NO3 na higienização das instalações suinícolas. Observou-se que na desnitrificação em DFS com relações COS/N-NOx acima de 10 e temperaturas de 18 a 25 °C obteve-se reduções acima de 80% na emissão de GEE durante a estocagem dos mesmos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Integrante / Airton Kunz - Integrante / Hugo Moreira Soares - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 2

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2016 - Atual

    Processos Biotecnológicos em Sistema de Tratamento de efluentes na suinocultura - SISTRATES, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Airton Kunz em 17/05/2017., Descrição: O modelo atual para sistemas de produção de suínos tem como característica e tendência o confinamento em unidades restritas e o aumento da escala de produção. Isto cria, em muitos casos, grandes problemas ambientais nas regiões produtoras, devido a alta geração de resíduos, que na maioria dos casos tem como destino a simples disposição no solo. A produção em muitas regiões, pelo aumento de escala e concentração, já apresenta indícios de estagnação pressionado pelas questões ambientais. O resíduo é uma ótima fonte de matéria orgânica, fósforo, nitrogênio e potássio e pode ser usado para fertilizantes orgânicos ou para os organominerais. Há duas fases no resíduo animal: a sólida e a líquida. A separação destas fases é importante, pois é no sólido que existe a maior concentração de fósforo e nitrogênio, e o líquido deve ser tratado para seu destino final, como de fato o SISTRATES permite. Além disso, o produto vendido como fertilizante apresenta maior valor agregado. A biodigestão anaeróbia, como etapa do SISTRATES pelo uso de biodigestores, é interessante pela possibilidade de obtenção de créditos de carbono (apesar das incertezas deste mercado), além da geração de energia elétrica, recentemente regulamentada pela ANEEL. Em função da necessidade, o sistema poderá ser modulado de acordo com os requisitos do usuário, variando desde a utilização com biofertilizante, passando por reuso da água (uso agrícola e/ou instalações) até o lançamento em corpos receptores. Aliado a isto novos modelos de biodigestores para digestão de lodo da suinocultura permitirão aumentar a eficiência na produção de biogás, operando-se com menores biodigestores a maiores capacidades de abatimento de carga orgânica, assumindo um caráter dinâmico de replicação dentro do SISTRATES, em substituição aos biodigestores de lagoa coberta, ou ainda à produção de suinos à menor escala.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Integrante / Airton Kunz - Coordenador / Marcelo Mielle - Integrante / Ricardo Luiz Radis Steinmetz - Integrante / Fabiane Goldschmidt Antes - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Processos Biotecnológicos em Sistema de Tratamento de efluentes na suinocultura - SISTRATES, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Airton Kunz em 17/05/2017., Descrição: O modelo atual para sistemas de produção de suínos tem como característica e tendência o confinamento em unidades restritas e o aumento da escala de produção. Isto cria, em muitos casos, grandes problemas ambientais nas regiões produtoras, devido a alta geração de resíduos, que na maioria dos casos tem como destino a simples disposição no solo. A produção em muitas regiões, pelo aumento de escala e concentração, já apresenta indícios de estagnação pressionado pelas questões ambientais. O resíduo é uma ótima fonte de matéria orgânica, fósforo, nitrogênio e potássio e pode ser usado para fertilizantes orgânicos ou para os organominerais. Há duas fases no resíduo animal: a sólida e a líquida. A separação destas fases é importante, pois é no sólido que existe a maior concentração de fósforo e nitrogênio, e o líquido deve ser tratado para seu destino final, como de fato o SISTRATES permite. Além disso, o produto vendido como fertilizante apresenta maior valor agregado. A biodigestão anaeróbia, como etapa do SISTRATES pelo uso de biodigestores, é interessante pela possibilidade de obtenção de créditos de carbono (apesar das incertezas deste mercado), além da geração de energia elétrica, recentemente regulamentada pela ANEEL. Em função da necessidade, o sistema poderá ser modulado de acordo com os requisitos do usuário, variando desde a utilização com biofertilizante, passando por reuso da água (uso agrícola e/ou instalações) até o lançamento em corpos receptores. Aliado a isto novos modelos de biodigestores para digestão de lodo da suinocultura permitirão aumentar a eficiência na produção de biogás, operando-se com menores biodigestores a maiores capacidades de abatimento de carga orgânica, assumindo um caráter dinâmico de replicação dentro do SISTRATES, em substituição aos biodigestores de lagoa coberta, ou ainda à produção de suinos à menor escala.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Integrante / Airton Kunz - Coordenador / Marcelo Mielle - Integrante / Ricardo Luiz Radis Steinmetz - Integrante / Fabiane Goldschmidt Antes - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Processos Biotecnológicos em Sistema de Tratamento de efluentes na suinocultura - SISTRATES, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Airton Kunz em 17/05/2017., Descrição: O modelo atual para sistemas de produção de suínos tem como característica e tendência o confinamento em unidades restritas e o aumento da escala de produção. Isto cria, em muitos casos, grandes problemas ambientais nas regiões produtoras, devido a alta geração de resíduos, que na maioria dos casos tem como destino a simples disposição no solo. A produção em muitas regiões, pelo aumento de escala e concentração, já apresenta indícios de estagnação pressionado pelas questões ambientais. O resíduo é uma ótima fonte de matéria orgânica, fósforo, nitrogênio e potássio e pode ser usado para fertilizantes orgânicos ou para os organominerais. Há duas fases no resíduo animal: a sólida e a líquida. A separação destas fases é importante, pois é no sólido que existe a maior concentração de fósforo e nitrogênio, e o líquido deve ser tratado para seu destino final, como de fato o SISTRATES permite. Além disso, o produto vendido como fertilizante apresenta maior valor agregado. A biodigestão anaeróbia, como etapa do SISTRATES pelo uso de biodigestores, é interessante pela possibilidade de obtenção de créditos de carbono (apesar das incertezas deste mercado), além da geração de energia elétrica, recentemente regulamentada pela ANEEL. Em função da necessidade, o sistema poderá ser modulado de acordo com os requisitos do usuário, variando desde a utilização com biofertilizante, passando por reuso da água (uso agrícola e/ou instalações) até o lançamento em corpos receptores. Aliado a isto novos modelos de biodigestores para digestão de lodo da suinocultura permitirão aumentar a eficiência na produção de biogás, operando-se com menores biodigestores a maiores capacidades de abatimento de carga orgânica, assumindo um caráter dinâmico de replicação dentro do SISTRATES, em substituição aos biodigestores de lagoa coberta, ou ainda à produção de suinos à menor escala.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Integrante / Airton Kunz - Coordenador / Marcelo Mielle - Integrante / Ricardo Luiz Radis Steinmetz - Integrante / Fabiane Goldschmidt Antes - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Processos Biotecnológicos em Sistema de Tratamento de efluentes na suinocultura - SISTRATES, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Airton Kunz em 17/05/2017., Descrição: O modelo atual para sistemas de produção de suínos tem como característica e tendência o confinamento em unidades restritas e o aumento da escala de produção. Isto cria, em muitos casos, grandes problemas ambientais nas regiões produtoras, devido a alta geração de resíduos, que na maioria dos casos tem como destino a simples disposição no solo. A produção em muitas regiões, pelo aumento de escala e concentração, já apresenta indícios de estagnação pressionado pelas questões ambientais. O resíduo é uma ótima fonte de matéria orgânica, fósforo, nitrogênio e potássio e pode ser usado para fertilizantes orgânicos ou para os organominerais. Há duas fases no resíduo animal: a sólida e a líquida. A separação destas fases é importante, pois é no sólido que existe a maior concentração de fósforo e nitrogênio, e o líquido deve ser tratado para seu destino final, como de fato o SISTRATES permite. Além disso, o produto vendido como fertilizante apresenta maior valor agregado. A biodigestão anaeróbia, como etapa do SISTRATES pelo uso de biodigestores, é interessante pela possibilidade de obtenção de créditos de carbono (apesar das incertezas deste mercado), além da geração de energia elétrica, recentemente regulamentada pela ANEEL. Em função da necessidade, o sistema poderá ser modulado de acordo com os requisitos do usuário, variando desde a utilização com biofertilizante, passando por reuso da água (uso agrícola e/ou instalações) até o lançamento em corpos receptores. Aliado a isto novos modelos de biodigestores para digestão de lodo da suinocultura permitirão aumentar a eficiência na produção de biogás, operando-se com menores biodigestores a maiores capacidades de abatimento de carga orgânica, assumindo um caráter dinâmico de replicação dentro do SISTRATES, em substituição aos biodigestores de lagoa coberta, ou ainda à produção de suinos à menor escala.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Integrante / Airton Kunz - Coordenador / Marcelo Mielle - Integrante / Ricardo Luiz Radis Steinmetz - Integrante / Fabiane Goldschmidt Antes - Integrante.Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Processos Biotecnológicos em Sistema de Tratamento de efluentes na suinocultura - SISTRATES, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Airton Kunz em 17/05/2017., Descrição: O modelo atual para sistemas de produção de suínos tem como característica e tendência o confinamento em unidades restritas e o aumento da escala de produção. Isto cria, em muitos casos, grandes problemas ambientais nas regiões produtoras, devido a alta geração de resíduos, que na maioria dos casos tem como destino a simples disposição no solo. A produção em muitas regiões, pelo aumento de escala e concentração, já apresenta indícios de estagnação pressionado pelas questões ambientais. O resíduo é uma ótima fonte de matéria orgânica, fósforo, nitrogênio e potássio e pode ser usado para fertilizantes orgânicos ou para os organominerais. Há duas fases no resíduo animal: a sólida e a líquida. A separação destas fases é importante, pois é no sólido que existe a maior concentração de fósforo e nitrogênio, e o líquido deve ser tratado para seu destino final, como de fato o SISTRATES permite. Além disso, o produto vendido como fertilizante apresenta maior valor agregado. A biodigestão anaeróbia, como etapa do SISTRATES pelo uso de biodigestores, é interessante pela possibilidade de obtenção de créditos de carbono (apesar das incertezas deste mercado), além da geração de energia elétrica, recentemente regulamentada pela ANEEL. Em função da necessidade, o sistema poderá ser modulado de acordo com os requisitos do usuário, variando desde a utilização com biofertilizante, passando por reuso da água (uso agrícola e/ou instalações) até o lançamento em corpos receptores. Aliado a isto novos modelos de biodigestores para digestão de lodo da suinocultura permitirão aumentar a eficiência na produção de biogás, operando-se com menores biodigestores a maiores capacidades de abatimento de carga orgânica, assumindo um caráter dinâmico de replicação dentro do SISTRATES, em substituição aos biodigestores de lagoa coberta, ou ainda à produção de suinos à menor escala.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Integrante / Airton Kunz - Coordenador / Marcelo Mielle - Integrante / Ricardo Luiz Radis Steinmetz - Integrante / Fabiane Goldschmidt Antes - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Processos Biotecnológicos em Sistema de Tratamento de efluentes na suinocultura - SISTRATES, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Airton Kunz em 17/05/2017., Descrição: O modelo atual para sistemas de produção de suínos tem como característica e tendência o confinamento em unidades restritas e o aumento da escala de produção. Isto cria, em muitos casos, grandes problemas ambientais nas regiões produtoras, devido a alta geração de resíduos, que na maioria dos casos tem como destino a simples disposição no solo. A produção em muitas regiões, pelo aumento de escala e concentração, já apresenta indícios de estagnação pressionado pelas questões ambientais. O resíduo é uma ótima fonte de matéria orgânica, fósforo, nitrogênio e potássio e pode ser usado para fertilizantes orgânicos ou para os organominerais. Há duas fases no resíduo animal: a sólida e a líquida. A separação destas fases é importante, pois é no sólido que existe a maior concentração de fósforo e nitrogênio, e o líquido deve ser tratado para seu destino final, como de fato o SISTRATES permite. Além disso, o produto vendido como fertilizante apresenta maior valor agregado. A biodigestão anaeróbia, como etapa do SISTRATES pelo uso de biodigestores, é interessante pela possibilidade de obtenção de créditos de carbono (apesar das incertezas deste mercado), além da geração de energia elétrica, recentemente regulamentada pela ANEEL. Em função da necessidade, o sistema poderá ser modulado de acordo com os requisitos do usuário, variando desde a utilização com biofertilizante, passando por reuso da água (uso agrícola e/ou instalações) até o lançamento em corpos receptores. Aliado a isto novos modelos de biodigestores para digestão de lodo da suinocultura permitirão aumentar a eficiência na produção de biogás, operando-se com menores biodigestores a maiores capacidades de abatimento de carga orgânica, assumindo um caráter dinâmico de replicação dentro do SISTRATES, em substituição aos biodigestores de lagoa coberta, ou ainda à produção de suinos à menor escala.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Integrante / Airton Kunz - Coordenador / Marcelo Mielle - Integrante / Ricardo Luiz Radis Steinmetz - Integrante / Fabiane Goldschmidt Antes - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Processos Biotecnológicos em Sistema de Tratamento de efluentes na suinocultura - SISTRATES, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Airton Kunz em 17/05/2017., Descrição: O modelo atual para sistemas de produção de suínos tem como característica e tendência o confinamento em unidades restritas e o aumento da escala de produção. Isto cria, em muitos casos, grandes problemas ambientais nas regiões produtoras, devido a alta geração de resíduos, que na maioria dos casos tem como destino a simples disposição no solo. A produção em muitas regiões, pelo aumento de escala e concentração, já apresenta indícios de estagnação pressionado pelas questões ambientais. O resíduo é uma ótima fonte de matéria orgânica, fósforo, nitrogênio e potássio e pode ser usado para fertilizantes orgânicos ou para os organominerais. Há duas fases no resíduo animal: a sólida e a líquida. A separação destas fases é importante, pois é no sólido que existe a maior concentração de fósforo e nitrogênio, e o líquido deve ser tratado para seu destino final, como de fato o SISTRATES permite. Além disso, o produto vendido como fertilizante apresenta maior valor agregado. A biodigestão anaeróbia, como etapa do SISTRATES pelo uso de biodigestores, é interessante pela possibilidade de obtenção de créditos de carbono (apesar das incertezas deste mercado), além da geração de energia elétrica, recentemente regulamentada pela ANEEL. Em função da necessidade, o sistema poderá ser modulado de acordo com os requisitos do usuário, variando desde a utilização com biofertilizante, passando por reuso da água (uso agrícola e/ou instalações) até o lançamento em corpos receptores. Aliado a isto novos modelos de biodigestores para digestão de lodo da suinocultura permitirão aumentar a eficiência na produção de biogás, operando-se com menores biodigestores a maiores capacidades de abatimento de carga orgânica, assumindo um caráter dinâmico de replicação dentro do SISTRATES, em substituição aos biodigestores de lagoa coberta, ou ainda à produção de suinos à menor escala.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Marcelo Bortoli - Integrante / Airton Kunz - Coordenador / Marcelo Mielle - Integrante / Ricardo Luiz Radis Steinmetz - Integrante / Fabiane Goldschmidt Antes - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Francisco Beltrão. , AC Francisco Beltrão - Caixa Postal 135 - DAEAM - Marcelo Bortoli, Centro, 85601970 - Francisco Beltrão, PR - Brasil, Telefone: (46) 35200000, Ramal: 2634

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2014 - Atual

Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 03/2020

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Comite de Homologação de Projetos de Pesquisa da UTFPR.,Cargo ou função, Membro. Portaria Reitor 436/2020.

  • 09/2017

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho de Graduação e Educação Profissional, .,Cargo ou função, Membro.

  • 05/2017

    Direção e administração, Campus Francisco Beltrão, Diretoria de Graduação e Educação Profissional.,Cargo ou função, Diretor. Portaria Reitor 1077/2017.

  • 03/2017

    Ensino, Engenharia Ambiental: Análise e Tecnologia Ambiental, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Tratamento Biológico de Efluentes

  • 02/2015

    Estágios , Campus Francisco Beltrão, .,Estágio realizado, Professor Responsável pela Atividade de Estágio no Curso de Engenharia Ambiental.

  • 06/2014

    Pesquisa e desenvolvimento , Campus Francisco Beltrão, .,Linhas de pesquisa

  • 06/2014

    Ensino, Engenharia Ambiental, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Hidráulica, Fontes de Energia, Gerenciamento do Meio Ambientel, Tratamento de Emissões Atmosféricas, Tratamento de Resíduos da Indústria de Alimentos

  • 10/2015 - 05/2017

    Direção e administração, Campus Francisco Beltrão, Diretoria de Graduação e Educação Profissional.,Cargo ou função, Assessor. Portaria Diretor Geral Campus FB 180/2015 e 80/2017..

  • 09/2014 - 05/2017

    Direção e administração, Campus Francisco Beltrão, .,Cargo ou função, Coordenador do Curso Superior de Engenharia Ambiental do Câmpus de Francisco Beltrão. Portaria Reitor 1607/2014..

2008 - Atual

Soc. Bras, de Especialistas em Resíduos da Prod. Agropec. e Agroindustrial

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Sócio fundador, Carga horária: 2

Atividades

  • 05/2019

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho fiscal, .,Cargo ou função, Conselheiro.

  • 05/2017 - 05/2019

    Direção e administração, Diretoria, .,Cargo ou função, Presidente.

  • 05/2015 - 05/2017

    Direção e administração, Diretoria, .,Cargo ou função, Presidente.

  • 03/2013 - 05/2015

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho fiscal, .,Cargo ou função, Conselheiro.

  • 03/2011 - 03/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho fiscal, .,Cargo ou função, Conselheiro.

  • 03/2009 - 03/2011

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho fiscal, .,Cargo ou função, Conselheiro.

2010 - 2014

Universidade Federal de Santa Catarina

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2007 - 2007

Embrapa Suinos e Aves

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40

Outras informações:
Estágio curricular

2004 - 2007

Embrapa Suinos e Aves

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 24

2013 - 2014

Universidade do Contestado, UnC

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenador do curso, Carga horária: 16

Outras informações:
Coordenador do Curso de Engenharia Ambiental e Coordenador do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária.

2012 - 2014

Universidade do Contestado, UnC

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8

Outras informações:
Professor da disciplina de Tratamento e Disposição Final de Resíduos Sólidos, Tratamento de Efluentes Líquidos e Gasosos e Tratamento de Água, Efluentes e Resíduos.