Vagner dos Santos

Doutor em Química com área de concentração em Química Inorgânica (Universidade Estadual de Ponta Grossa), Mestre em Química Aplicada (Universidade Estadual de Ponta Grossa) e Licenciado em Química (formado em 2007 pela Universidade Estadual de Ponta Grossa). Atualmente trabalha como professor do ensino básico, técnico e tecnológico no Instituto Federal do Paraná (Câmpus Curitiba) e atua nas seguintes áreas de pesquisa: síntese de nanopartículas metálicas, preparação de filmes automontados, sensores eletroquímicos, biossensores eletroquímicos, sensores imunoeletroquímicos para detecção em amostaras biológicas e sistemas eletrocatalíticos.

Informações coletadas do Lattes em 30/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Química Inorgânica

2009 - 2013

Universidade Estadual de Ponta Grossa
Título: Filmes LBL contendo Pt-SiPy+ Cl- e Polieletrólitos Aniônicos como sensores e biossensores Eletroquímicos
Karen Wohnrath. Coorientador: Christiana Andrade Pessoa. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: filme layer by layer; nanopartículas de platina; eletrodos quimicamente modificados; dopamina; silsesquioxano; peróxido de hidrogênio. Grande área: Ciências Exatas e da TerraGrande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Eletroquímica.

Mestrado em Química Aplicada

2007 - 2009

Universidade Estadual de Ponta Grossa
Título: PREPARAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE PARTÍCULAS DE PLATINA INCORPORADAS AO POLÍMERO CLORETO DE 3-n-PROPILPIRIDÍNIO SILSESQUIOXANO,Ano de Obtenção: 2009
Karen Wohnrath.Coorientador: Christiana Andrade Pessoa. Palavras-chave: filme layer by layer; nanopartículas de platina; sisesquioxano.Grande área: Ciências Exatas e da Terra

Graduação em Licenciatura em Química

2002 - 2006

Universidade Estadual de Ponta Grossa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2009 - 2009

Imobilização de enzimas. (Carga horária: 32h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2007 - 2007

INTRODUÇÃO A NANOQUÍMICA E NANOMATERIAIS. (Carga horária: 5h). , Sociedade Brasileira de Química -SUL, SBQ-SUL, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Obtenção de eletrodos quimicamente modificados.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Determinação eletroquímica de substâncias emergentes.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Detecção eletroquímica de espécies diversas.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Síntese de nanopartículas metálicas.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Construção de filmes nanométricos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

VI JORNADA DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA E E IV FEIRA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA - IFTECH DO IFPR CAMPUS CURITIBA. CONSTRUÇÃO DE EQUIPAMENTO AUTOMATIZADO PARA FABRICAÇÃO DE FILMES FINOS PELA TÉCNICA LAYER-BY-LAYER. 2016. (Congresso).

IV SEMINÁRIO DE EXTENSÃO, ENSINO, PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFPR.ATOMIUM: DO ÁTOMO À TABELA PERIÓDICA COM UM JOGO. 2015. (Seminário).

III SIMPÓSIO DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA DA UEPG.Filmes LbL contendo PPV alternado com o Nanohíbrido Pt-SiPy+Cl- utilizados na determinação de diferentes analitos.. 2011. (Simpósio).

XVIII SIBEE.FILMES LBL COM NANOPARTÍCULAS DE PLATINA UTILIZADOS NA DETECÇÃO DE DOPAMINA EM MEIO À INTERFERENTES. 2011. (Simpósio).

XVIII SIBEE.DESENVOLVIMENTO DE ELETRODOS MODIFICADOS COM FILMES LBL DE FTALOCIANINA TETRASSULFONADA DE NÍQUEL E POLIELETRÓLITO SILSESQUIOXANO. 2011. (Simpósio).

XVIII SIBEE.BIOSSENSOR UTILIZANDO FILMES LbL COM NANOPARTÍCULAS DE PLATINA PARA DETECÇÃO DE PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO. 2011. (Simpósio).

XVIII SIBEE.SÍNTESE DO COMPÓSITO DE NpAg POR TÉCNICAS DE AUTOMONTAGEM E POLIMERIZAÇÃO ELETROQUÍMICA. 2011. (Simpósio).

II Simpósio de Graduação e Pós-graduação em Química da UEPG - Tema: ?A Química do Futuro?.Preparação de filmes LbL com nanopartículas de platina incorporadas ao polímero SiPy+Cl-utilizados na detecção de diferentes analitos. 2010. (Simpósio).

IX Encontro de Pesquisa da UEPG e III Simpósio de Pós-Graduação.Estudo de filmes LbL de NpPt incorporadas ao polímero SiPy+Cl- na presença de Dopamina e ácido Ascórbico. 2010. (Simpósio).

IX Encontro de Pesquisa da UEPG e III Simpósio de Pós-Graduação.Preparação de Filmes LbL contendo nanopartículas de platina para detecção simultânea de dopamina e ácido ascórbico em diferentes pHs.. 2010. (Simpósio).

XVIII Encontro de Química da Região Sul..Influência dos pHs na detecção simultânea de DA e AA com filmes LbL de nanopartículas de Platina.. 2010. (Encontro).

XIV BRAZILIAN MEETING ON INORGANIC CHEMISTRY I LATIN AMERICAN MEETING ON BIOLOGICAL INORGANIC CHEMISTRY.USE OF CAVITY OF AN INORGANIC POLYELECTROLITE (SiPy+Cl-) AS A REACTOR TO PREPARE DISPERSED METALLIC PARTICLES. 2008. (Encontro).

XIV SEMANA DE QUÍMICA.Semana de Química. 2008. (Encontro).

XV ENCONTRO DE QUÍMICA DA REGIÃO SUL.PREPARAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE PARTÍCULAS DE PLATINA INCORPORADAS AO POLÍMERO CLORETO DE 3-n-PROPILPIRIDÍNIO SILSESQUIOXANO. 2007. (Encontro).

Curso de Fontes Naturais. 2005. (Oficina).

Era dos Polímeros. 2005. (Oficina).

III-Semana de Química.''Um Show de Química''. 2005. (Encontro).

Produção de Domissanitários da III-Semana de Química Borell. 2005. (Oficina).

Bomba atômica, Armas nucleares.Fissão Nuclear. 2004. (Outra).

XI Semana da Química. 2004. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

SANTOS, V.. CONCURSO PARA PROFESSOR DE QUÍMICA EBTT. 2015. Instituto Federal do Paraná.

SANTOS, V.FUJIWARA, S. T.WOHNRATH, K.; PESSOA, C.. avaliação de painéis no XVIII Encontro de Química de Região Sul. 2010. Universidade Federal do Paraná.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

FAbiano Manoel de Andrade

Andrade, F. M.Szezech Jr., J. D.Lenzi, E. K.. Estudo de dinâmica de redes de osciladores acoplados e bifurcações no espaço de parâmetros. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Física) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Antônio Marcos Batista

BATISTA, A. M.; SERBENA, F. C.;SZEZECH Jr , J. D.. Análise de estruturas periódicas e erosão no espaço de parâmetros de sistemas não-lineares. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

José Danilo Szezech Jr

SZEZECH JR, J. D.; LOPES, S R; GUARDIA, G. G. L.. Análise de Estruturas Periódicas e Erosão no Espaço de Parâmetros em Sistemas Não-Lineares. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

José Danilo Szezech Jr

SZEZECH JR, J. D.; LENZI, E. K.; ANDRADE, F. M.. Estudo da dinâmica de redes de osciladores acoplados e bifurcações no espaço de parâmetros. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

José Danilo Szezech Jr

SZEZECH JR, J. D.BATISTA, A. M.; SERBENA, F. C.. Análise de Estruturas Periódicas e Erosão no Espaço de Parâmetros em Sistemas Não-Lineares. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Francisco Carlos Serbena

SZEZECH JR, J. D.;SERBENA, F. C.; BATISTA, A. M.. ANÁLISE DE ESTRUTURAS PERIÓDICAS E EROSÃO NO ESPAÇO DE PARÂMETROS DE SISTEMAS NÃO-LINEARES. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Barbara Celânia Fiorin

Whonrath, K.; Fujiwara, S.T.;Fiorin, B. C.. Preparação e Caracterização de Partículas de Platina Incorporadas ao Polímero Cloreto de 3-N-Propilpiridínio Silsexquioxana. 2008. Exame de qualificação (Mestrando em Química Aplicada) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Sergio Toshio Fujiwara

WOHNRATH, Karen; MELLO, R. M. Q.;FUJIWARA, S. T.. Preparação e caracterização de partículas de platina incorporadas ao polímero cloreto de 3-n-propilpiridínio silsesquioxano. 2009. Dissertação (Mestrado em Química aplicada) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Sergio Toshio Fujiwara

WOHNRATH, Karen; CRESPILHO, F. N.; SOUZA, V. R.; Dall`Antonia, L. H.;FUJIWARA, S. T.. Filmes LBL contendo Pt-SiPy+Cl- e polieletrólitos aniônicos como sensores e biossensores eletroquímicos. 2013. Tese (Doutorado em Doutorado em Química - UEL-UEPG-UNICENTRO) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Sergio Toshio Fujiwara

FUJIWARA, S. T.WOHNRATH, Karen; TARLEY, C. R. T.. Filmes LbL contendo o nanohíbrido Pt-SiPyCl e Polieletrólitos anionicos como sensores e biossensores eletroquímicos. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Química) - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

Rafael Ribaski Borges

SZEZECH JUNIOR, J. D.; LEONEL, E. D.; SOUZA, S. L. T.;BORGES, R R; SOUZA, G. B.. Fractabilidade e crivamento na bacia de atração de estados quimera. 2019. Tese (Doutorado em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Karen Wohnrath

WOHNRATH, K.Fujiwara, S.T.; TARLEY, C. R. T.. Filmes LbL contendo o nanohíbrido Pt-SiPyCl e Polieletrólitos Aniônicos como Sensores e Biossensores Eletroquímicos. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Qúmica-Associação UEL/UEPG/UNICENTRO) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Gelson Biscaia de Souza

SZEZECH JUNIOR, J. D.; LEONEL, E. D.; SOUZA, S. L. T.; BORGES, R. R.;de SOUZA, Gelson B.. Fractabilidade e crivamento na bacia de atração de estados quimera. 2019. Tese (Doutorado em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Rafael Teivfik Quintas dos Santos

Construção de equipamento automatizado para fabricação de filmes finos pela técnica Layer-by-Layer; Início: 2016; Iniciação científica (Graduando em Técnico Integrado em Eletrônica) - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Ian Gabriel Venâncio

Construção de equipamento automatizado para fabricação de filmes finos pela técnica Layer-by-Layer; Início: 2016; Iniciação científica (Graduando em Técnico Integrado em Mecânica) - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia; (Orientador);

Joelma Correa

Preparação de Filmes LbL de nanohíbrido de platina estabilizado com Polissacarídeos sulfatados; Início: 2011; Iniciação científica (Graduando em Licenciatura em Química) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Monalisa dos Santos

Emprego de filmes LbL com nanopartículas de platina incorporadas ao polímero cloreto de 3-n-propilpiridínio silsesquioxano para determinação de dopamina e ácido ascórbico; Início: 2009; Iniciação científica (Graduando em Licenciatura em Química) - Universidade Estadual de Ponta Grossa; (Orientador);

Mayara Aparecida da Luz Ribas

Preparação e aplicação de sensores eletroquímicos pela modificação de carbono grafite proveniente de pilhas secas em desuso; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em EDIFICAÇÕES) - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia; Orientador: Vagner dos Santos;

Gustavo Cantuari

Preparação e aplicação de sensores eletroquímicos pela modificação de carbono grafite proveniente de pilhas secas em desuso; Câmpus: Curitiba; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico Integrado em Eletrônica) - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia; Orientador: Vagner dos Santos;

Gabriel Felipe de Oliveira de Almeida

Preparação e aplicação de sensores eletroquímicos pela modificação de carbono grafite proveniente de pilhas secas em desuso; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico Integrado em Eletrônica) - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia; Orientador: Vagner dos Santos;

Bruno Vinicius Portela Andrade Dias

Preparação e aplicação de sensores eletroquímicos pela modificação de carbono grafite proveniente de pilhas secas em desuso; ; 2014; Iniciação Científica - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia; Orientador: Vagner dos Santos;

Jéssica Fernanda de Souza

Preparação e aplicação de sensores eletroquímicos pela modificação de carbono grafite proveniente de pilhas secas em desuso; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico Integrado em Mecânica) - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia; Orientador: Vagner dos Santos;

Lucas Igor Avilla Marques Nogueira

Preparação e aplicação de sensores eletroquímicos pela modificação de carbono grafite proveniente de pilhas secas em desuso; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em ELETROTÉCNICA) - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia; Orientador: Vagner dos Santos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Aparecida da Silva Araújo

A expansão da agricultura em Goias; 2006; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual de Goiás; Orientador: Aparecida da Silva Araújo;

José Danilo Szezech Jr

Análise de Estruturas Periódicas e Erosão no Espaço de Parâmetros em Sistemas Não-Lineares; 2015; Dissertação (Mestrado em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Jose Danilo Szezech Jr;

José Danilo Szezech Jr

Fractabilidade e crivamento na bacia de atração; 2015; Tese (Doutorado em Ciências) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Jose Danilo Szezech Jr;

Christiana Andrade Pessôa

Preparação e Caracterização de partículas de platina incorporadas ao polímero silsesquioxano de cloreto de piridínio; 2009; Dissertação (Mestrado em Mestrado em Química Aplicada) - Universidade Estadual de Ponta Grossa,; Coorientador: Christiana Andrade Pessoa;

Karen Wohnrath

PREPARAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE NANOPARTÍCULAS DE PLATINA INCORPORADAS AO POLÍMERO SILSESQUIOXANO DE CLORETO DE PIRIDÍNIO; 2009; Dissertação (Mestrado em Química Aplicada) - Universidade Estadual de Ponta Grossa,; Orientador: Karen Wohnrath;

Karen Wohnrath

Filmes LbL contendo Pt-SiPy+Cl- e polieletrólitos aniônicos como sensores e biossensores eletroquímicos; 2013; Tese (Doutorado em Doutorado em Qúmica-Associação UEL/UEPG/UNICENTRO) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Karen Wohnrath;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • DOS SANTOS, MONALISA ; WROBEL, ELLEN CHRISTINE ; DOS SANTOS, VAGNER ; QUINÁIA, SUELI PÉRCIO ; FUJIWARA, SÉRGIO TOSHIO ; GARCIA, JAREM RAUL ; PESSÔA, CHRISTIANA ANDRADE ; SCHEFFER, ELIZABETH W. O. ; WOHNRATH, KAREN . Development of an Electrochemical Sensor Based on LbL Films of Pt Nanoparticles and Humic Acid. Journal of the Electrochemical Society , v. 163, p. B499-B506, 2016.

  • DE JESUS, CLICIANE GUADALUPE ; LIMA, DHÉSMON ; DOS SANTOS, VAGNER ; WOHNRATH, KAREN ; PESSÔA, CHRISTIANA ANDRADE . Glucose biosensor based on the highly efficient immobilization of glucose oxidase on layer-by-layer films of silsesquioxane polyelectrolyte. Sensors and Actuators. B, Chemical , v. 186, p. 44-51, 2013.

  • DOS SANTOS, V. ; DOS SANTOS, M. ; SANDRINO, B. ; DE JESUS, C. G. ; GARCIA, J. R. ; FUJIWARA, S. T. ; PESSOA, C. A. ; WONHRATH, K. . LbL Film with PtNPs as a Sensor of the Dopamine Encapsulated in Liposomes. ECS Transactions (Online) , v. 50, p. 37-43, 2013.

  • DOS SANTOS, V. ; SANTOS, MONALISA ; JESUS, C. G. ; FUJIWARA, S. T. ; GARCIA, JAREM RAUL ; PESSOA, C. ; WOHNRATH, K. . The Role of a Layer-by-Layer Film Containing Pt Nanoparticle on the Performance of a Glucose Enzymatic Biosensor. International Journal of Electrochemical Science (Online) , v. 8, p. 10601-10620, 2013.

  • SANTOS, VAGNER ; JESUS, CLICIANE GUADALUPE ; SANTOS, MONALISA ; CANESTRARO, CARLA DANIELE ; ZUCOLOTTO, VALTENCIR ; FUJIWARA, SÉRGIO TOSHIO ; GARCIA, JAREM RAUL ; PESSOA, CHRISTIANA ANDRADE ; WOHNRATH, KAREN . Platinum nanoparticles incorporated in silsesquioxane for use in LbL films for the simultaneous detection of dopamine and ascorbic acid. Journal of Nanoparticle Research , v. 14, p. 1081-1091, 2012.

  • SANTOS, V. ; JESUS, C. G. ; CANESTRARO, C ; ZUCOLOTTO, V. ; FUJIWARA, S. T. ; GUSHIKEM, Y. ; WOHNRATH, K. ; PESSOA, C. . Silsesquioxane as a New Building Block Material for Modified Electrodes Fabrication and Application as Neurotransmitters Sensors. Journal of Nanoscience and Nanotechnology (Print) , v. 11, p. 3499-3508, 2011.

  • WOHNRATH, K. ; Coelho, D ; Cordeiro, G. T ; SANTOS, V. ; Crespilho, F. N ; GARCIA, J. R. . SÍNTESE DO COMPÓSITO DE NpAg POR TÉCNICAS DE AUTOMONTAGEM E POLIMERIZAÇÃO ELETROQUÍMICA. In: XVIII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ELETROQUÍMICA E ELETROANALÍTICA, 2011, BENTO GONÇALVES RS. SÍNTESE DO COMPÓSITO DE NpAg POR TÉCNICAS DE AUTOMONTAGEM E POLIMERIZAÇÃO ELETROQUÍMICA, 2011.

  • SANTOS, M. ; SANTOS, V. ; Galii, A ; FUJIWARA, S. T. ; GARCIA, J. R. ; JESUS, C. G. ; ZUCOLOTTO, V. ; PESSOA, C. ; WOHNRATH, K. . BIOSSENSOR UTILIZANDO FILMES LbL COM NANOPARTÍCULAS DE PLATINA PARA DETECÇÃO DE PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO. In: XVIII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ELETROQUÍMICA E ELETROANALÍTICA, 2011, BENTO GONÇALVES RS. BIOSSENSOR UTILIZANDO FILMES LbL COM NANOPARTÍCULAS DE PLATINA PARA DETECÇÃO DE PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO, 2011.

  • SANTOS, C. S ; FERREIRA, R. T ; WINIARSKI, J. P ; SANTOS, V. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. ; PESSOA, C. . DESENVOLVIMENTO DE ELETRODOS MODIFICADOS COM FILMES LBL DE FTALOCIANINA TETRASSULFONADA DE NÍQUEL E POLIELETRÓLITO SILSESQUIOXANO. In: XVIII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ELETROQUÍMICA E ELETROANALÍTICA, 2011, BENTO GONÇALVES RS. DESENVOLVIMENTO DE ELETRODOS MODIFICADOS COM FILMES LBL DE FTALOCIANINA TETRASSULFONADA DE NÍQUEL E POLIELETRÓLITO SILSESQUIOXANO, 2011.

  • SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; Galii, A ; FUJIWARA, S. T. ; SANTOS, C. S ; ZUCOLOTTO, V. ; PESSOA, C. ; WOHNRATH, K. . FILMES LBL COM NANOPARTÍCULAS DE PLATINA UTILIZADOS NA DETECÇÃO DE DOPAMINA EM MEIO À INTERFERENTES. In: XVIII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ELETROQUÍMICA E ELETROANALÍTICA, 2011, BENTO GONÇALVES RS. FILMES LBL COM NANOPARTÍCULAS DE PLATINA UTILIZADOS NA DETECÇÃO DE DOPAMINA EM MEIO À INTERFERENTES, 2011.

  • AQUINO, J. R. ; SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; GARCIA, J. R. ; PESSOA, C. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. . Filmes LbL contendo nanopartículas de platina incorporadas ao polímero inorgânico SiPy+Cl- utilizados para detecção de H2O2. In: XVIII Encontro de Química de Região Sul, 2010, Curitiba. Filmes LbL contendo nanopartículas de platina incorporadas ao polímero inorgânico SiPy+Cl- utilizados para detecção de H2O2, 2010.

  • SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; AQUINO, J. R. ; GARCIA, J. R. ; PESSOA, C. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. . Influência dos pHs na detecção simultânea de DA e AA com filmes LbL de nanopartículas de platina. In: XVIII Encontro de Química de Região Sul, 2010, Curitiba. Influência dos pHs na detecção simultânea de DA e AA com filmes LbL de nanopartículas de platina, 2010.

  • SANTOS, M. ; SANTOS, V. ; AQUINO, J. R. ; GARCIA, J. R. ; PESSOA, C. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. . Estudo de Filmes Automontados da nanopartículas de platina e PPV. In: XVIII Encontro de Química da Região Sul, 2010, Curitiva. Estudo de Filmes Automontados da nanopartículas de platina e PPV, 2010.

  • SANTOS, V. ; JESUS, C. G. ; FUJIWARA, S. T. ; ZUCOLOTTO, V. ; GARCIA, J, R. ; PESSOA, C. . USE OF LBL FIMS OF PLATINUM NANOPARTICLES DISPERSED IN AN INORGANIC POLYELECTROLITE (SiPy+Cl-) ON DOPAMINE QUANTIFICATION. In: 4th INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON ADAVANCED mATERIALS AND NANOSTRUCUTRE, 2009, Santo André. IV ISAMN, 2009. v. unico. p. 73-73.

  • SANTOS, V. ; JESUS, C. G. ; FUJIWARA, S. T. ; ZUCOLOTTO, V. ; GARCIA, J, R. ; PESSOA, C. ; WOHNRATH, K. . USE OF CAVITY OF INORGANIC POLYELECTROLITE (SiPy+Cl-) AS A REACTOR TO PREPARE DISPERSED METALLIC PARTICLES. In: XIV BRAZILIAN MEETING ON INORGANIC CHEMISTRY I LATIN AMERICAN MEETING ON BIOLOGICAL INORGANIC CHEMISTRY, 2008, FOZ DO IGUAÇU. LIVRO DE RESUMO DA XIV BRAZILIAN MEETING ON INORGANIC CHEMISTRY I LATIN AMERICAN MEETING ON BIOLOGICAL INORGANIC CHEMISTRY, 2008. v. ÚNICO.

  • SANTOS, V. ; JESUS, C. G. ; FUJIWARA, S. T. ; ZUCOLOTTO, V. ; GARCIA, J, R. ; PESSOA, C. ; WOHNRATH, K. . PREPARATION OF PLATINUM PARTICLES DISPERSED INTO 3-N-PROPYLPYRIDINIC-SISESQUIOXANE. In: SBPMAT-2008, 2008, GUARUJÁ. LIVRO DE RESUMO DA SBPMAT-2008, 2008.

  • SANTOS, V. ; JESUS, C. G. ; FUJIWARA, S. T. ; ZUCOLOTTO, V. ; WOHNRATH, K. ; PESSOA, C. . VOLTAMMETRIC STUDIES OF LBL THIN FILMS OF PROPYLPYRIDINIUMSILSESQUIOXANE CHLORIDE POLYMER AND CuTsPc. In: XVI BMIC, 2008, FOX DO IGUAÇU. LIVRO DE RESUMOS DA XVI BMIC, 2008.

  • SANTOS, V. ; JESUS, C. G. ; KALINKE, A, H. ; ZUCOLOTTO, V. ; GARCIA, J, R. ; PESSOA, C. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. . PREPARAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE PARTÍCULAS DE PLATINA INCORPORADAS AO POLÍMERO CLORETO DE 3-n-PROPILPIRIDÍNIO SILSESQUIOXANO. In: XV ENCONTRO DE QUÍMICA DA REGIÃO SUL, 2007, PONTA GROSSA. LIVRO DE RESUMOS DA XV ENCONTRO DE QUÍMICA DA REGIÃO SUL, 2007. v. ÚNICO. p. 01-01.

  • SANTOS, V. ; JESUS, C. G. ; PESSOA, C. ; WOHNRATH, K. ; FUJIWARA, S. T. ; GUSHIKEM, Y. ; ZUCOLOTTO, V. . CARACTERIZAÇÃO ESPECTROSCÓPICA DO FILME SiPy+Cl- OBTIDO PELA TÉCNICA LBL. In: XV ENCONTRO DE QUÍMICA DA REGIÃO SUL, 2007, PONTA GROSSA. LIVRO DE RESUMOS DA XV ENCONTRO DE QUÍMICA DA REGIÃO SUL, 2007.

  • DOS SANTOS, VAGNER ; FERRO, M. M. ; Crespilho, F. N ; IOST, R. ; SANTOS, M. ; GARCIA, J. R. ; PESSOA, C. A. ; WOHNRATH, K. . Detection of dopamine in rat brain striatum using drop-coated films containing platinum nanoparticles incorporated into a silsesquioxane. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; JESUS, C. G. ; SANDRINO, B. ; FUJIWARA, S. T. ; GARCIA, J. R. ; PESSOA, C. ; WOHNRATH, K. . DETECÇÃO DE DOPAMINA ENCAPSULADA EM VESÍCULA LIPOSSÔMICA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; Galii, A ; FUJIWARA, S. T. ; GARCIA, J. R. ; SANTOS, C. S ; PESSOA, C. ; WOHNRATH, K. . FILMES LBL COM NANOPARTÍCULAS DE PLATINA UTILIZADOS NA DETECÇÃO DE DOPAMINA EM MEIO À INTERFERENTES. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; GARCIA, J. R. ; PESSOA, C. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. . Filmes LbL contendo PPV alternado com o Nanohíbrido Pt-SiPy+Cl- utilizados na determinação de diferentes analitos.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTOS, V. ; WOHNRATH, K. ; SANTOS, M. ; PESSOA, C. . Preparação de Filmes LbL contendo nanopartículas de platina para detecção simultânea de dopamina e ácido ascórbico em diferentes pHs.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTOS, M. ; WOHNRATH, K. ; SANTOS, V. ; PESSOA, C. ; GARCIA, J, R. ; FUJIWARA, S. T. . Estudo de filmes LbL de NpPt incorporadas ao polímero SiPy+Cl- na presença de Dopamina e ácido Ascórbico. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; AQUINO, J. R. ; GARCIA, J. R. ; PESSOA, C. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. . Influência dos pHs na detecção simultânea de DA e AA com filmes LbL de nanopartículas de Platina. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • AQUINO, J. R. ; SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; GARCIA, J. R. ; PESSOA, C. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. . Filmes LbL contendo nanopartículas de platina incorporadas ao polímero inorgânico SiPy+Cl- utilizados para detecção de H2O2. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SANTOS, V. ; SANTOS, M. ; AQUINO, J. R. ; WOHNRATH, K. ; PESSOA, C. ; GARCIA, J. R. ; FUJIWARA, S. T. . Preparação de filmes LbL com nanopartículas de platina incorporadas ao polímero SiPy+Cl-utilizados na detecção de diferentes analitos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTOS, V. ; KALINKE, A, H. ; JESUS, C. G. ; ZUCOLOTTO, V. ; GARCIA, J, R. ; PESSOA, C. ; FUJIWARA, S. T. ; WOHNRATH, K. . PREPARAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE PARTÍCULAS DE PLATINA INCORPORADAS AO POLÍMERO CLORETO DE 3-n-PROPILPIRIDÍNIO SILSESQUIOXANO. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SANTOS, V. . A MÚSICA COMO FERRAMENTA NO ENSINO DE QUÍMICA. 2015. (XII Simpósio de Química da UNESPAR campus União da Vitória).

DOS SANTOS, V. . A MÚSICA COMO FERRAMENTA NO ENSINO DE QUÍMICA. 2015. (PALESTRA).

SANTOS, V. . Uso de nanomateriais na construção de sensores eletroquímicos. 2010. .

SANTOS, V. . UM SHOW DE QUÍMICA-2. 2008. Interpretação.

SANTOS, V. . UM SHOW DE QUÍMICA-1. 2002. Interpretação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Desenvolvimento de imunossensores impedimétricos e capacitívos para o rápido diagnóstico de infecção pelo vírus Zika, Descrição: O projeto consiste no desenvolvimento de imunossensores impedimétricos e capacitívos para o rápido diagnóstico de infecção pelo vírus Zika. O projeto foi submetido para Chamada MCTIC/FNDCT-CNPq/ MEC-CAPES/ MS-Decit / Nº 14/2016 - Prevenção e Combate ao vírus Zika, coordenado por Karen Wohnrath.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Vagner dos Santos - Integrante / WOHNRATH, KAREN - Coordenador.

  • 2014 - 2018

    CONSTRUÇÃO DE DISPOSITIVO AUTOMÁTICO PARA FABRICAÇÃO DE FILMES FINOS PELA TÉCNICA LBL, Descrição: Com o avanço tecnológico, o interesse pela combinação de materiais orgânicos e inorgânicos para melhorar propriedades, ou até mesmo obter novas propriedades únicas e diferenciadas, tem sido o objeto de estudo de muitos pesquisadores. Diante desta perspectiva, a combinação destes materiais em nanofilmes, vem de encontro a este interesse, devido as diversas aplicações evidenciadas, entre elas, a atuação como agentes modificadores em eletrodos eletroquímicos. A obtenção de eletrodos modificados pode ser realizada com a técnica Layer-by-Layer (LbL), considerada uma técnica relativamente barata e com eficiência na obtenção de filmes finos com organização nanométrica. Estes filmes LbL, imobilizados num material condutor, podem ser aplicados como sensores eletroquímicos de diferentes analitos como pesticidas, fármacos e metais pesados. A técnica LbL baseia-se na adsorção espontânea, química ou física, de camadas ultrafinas de polieletrólitos com cargas opostas sobre a superfície de um suporte sólido. Os filmes produzidos, nomeados por filmes LbL (Layer-by-Layer) podem envolver além de ligações eletrostáticas, interações hidrofóbicas, ligações de hidrogênio, entre outras , . A técnica de obtenção de filmes LbL apresenta um baixo custo, simplicidade experimental, possibilidade de construir sistemas miniaturizados e a capacidade de produzir filmes ultrafinos, organizados em nível nanométrico (1-100 nm) com diferentes materiais solúveis em meio aquoso, o que proporciona alta interação entre as diferentes moléculas do sistema , . O início da formação do filme LbL se dá pela imersão de um substrato sólido, carregado por exemplo, positivamente, em uma solução carregada negativamente, de modo que uma camada do poliânion se deposite na superfície do substrato. A remoção das espécies que não adsorveram, é realizada pela imersão do sistema substrato/poliânion numa solução de lavagem com pH ajustado. Então, o sistema substrato/poliânion é imerso na solução de um policátion, seguida da imersão do sistema substrato/poliânion/policátion que após a lavagem deste, obtém-se uma bicamada. Os tempos de imersão são determinados por estudos cinéticos de deposição. A repetição do processo permite a formação de filmes LbL contendo quantas camadas forem desejadas. Neste projeto, pretende-se construir um equipamento automatizado capaz de produzir os filmes LbL que poderão ser aplicados como sensores eletroquímicos em diversos trabalhos sequenciais. Muitos grupos de pesquisa, preparam os filmes manualmente, o que não garante a construção de filmes homogêneos, isso ocorre pela falta de otimização de parâmetros experimentais como o tempo de imersão do substrato no polieletrólito, tempo de lavagem do substrato e tempo de secagem que são feitos manualmente pelo usuário. Embora poucos grupos de pesquisa possuam um equipamento de preparação de filmes LbL, o diferencial deste projeto, em relação aos existentes, é a proposta da construção do equipamento utilizando materiais de baixo custo como por exemplo, motores de precisão retirados de impressoras, sensores de posicionamento, contadores e temporizadores, interfaces de potência e Interface Homem Máquinas (IHM) para facilitar o setup de máquina. Depois de finalizado o equipamento, o manuseio deve ser fácil o suficiente para que alunos e professores da química consigam programá-lo para as atividades de laboratório.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / ALISSON ANTÔNIO DE OLIVEIRA - Integrante.

  • 2014 - Atual

    PREPARAÇÃO E APLICAÇÃO DE SENSORES ELETROQUÍMICOS PELA MODIFICAÇÃO DE CARBONO GRAFITE PROVENIENTE DE PILHAS SECAS EM DESUSO, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / Marcos Herrerias Oliveria - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Preparação de Imunossensores Eletroquímicos capazes de diagnosticar, de forma precoce, Doenças Parasítárias Endêmicas, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Karen Wohnrath em 24/06/2014., Descrição: Programa Pesquisa para o Sistema Único de Saúde: Gestão Compartilhada em Saúde - PPSUS Edição 2012 - Fundação Araucária-PR / SESA-PR / MS-Decit/ CNPq. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Integrante / SÉRGIO TOSHIO FUJIWARA - Integrante / KAREN WOHNRATH - Coordenador / Jarem Raul Garcia - Integrante / ZUCOLOTTO, VALTENCIR - Integrante / Christiana Andrade Pessoa - Integrante / Adriano Gonçalves Viana - Integrante / Juliana Inaba - Integrante / Cristiane Andreia Erdmann - Integrante / Tania Toyomi Tominaga - Integrante.

  • 2012 - 2013

    Preparação de Filmes LbL contendo nanopartículas de Platina aplicados como sensores na detecção de diferentes substâncias., Descrição: Este projeto consiste na integração de alunos do Instituto Federal à pesquisa científica de tal modo a inseri-los num contexto sócio econômico e ambiental induzindo-os à um pensamento crítico sobre a utilização de certas substância químicas pela sociedade em geral. Inicialmente será desenvolvido junto aos alunos colaboradores do Instituto Federal do Paraná (IFPR) um levantamento de substâncias químicas que ocasionam impacto ambiental e que por esse motivo, a detecção destas espécies se torna extremamente importante para o controle da utilização. Desta forma será realizada uma abordagem mais específica sobre a química destes compostos a fim de verificar a possibilidade do desenvolvimento de um sensor modificado para o processo de detecção. O projeto objetiva a integração dos alunos do IFPR para desenvolver nestes um olhar crítico sobre a importância do uso controlado de certas substâncias sem prejudicar o meio ambiente e fazer com que os discentes consigam aplicar os conhecimentos adquiridos em aula para analisar criticamente a química das espécies pesquisadas e assim auxiliar no desenvolvimento cognitivo destes. Após o levantamento de tais espécies será escolhido uma espécie que possa ser detectada por um determinado eletrodo modificado. A modificação do eletrodo será realizada pela técnica layer by layer (LbL) e os filmes preparados serão caracterizados e aplicados com um procedimento parecido com o descrito para os eletrodos utilizados para detecção de dopamina e peróxido de hidrogênio que serão preparados no projeto de Doutorado de Vagner dos Santos, docente do Instituto Federal, realizado no programa de Doutorado associado das seguintes Universidades: UEPG, UEL e UNICENTRO.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador.

  • 2012 - Atual

    Pesquisa e desenvolvimento de jogos acessíveis, Descrição: Existem muitos jogos para as pessoas ditas ?normais?. No entanto, a maioria deles não é acessível a todas as pessoas. Alguns exemplos são jogos cuja interação com o jogador é assencialmente visual, não sendo acessível a cegos; ou jogos cuja interação ocorre unicamente por meio de áudio, tornando-se inviável sua utilização por surdos; ou ainda porque o modelo de interação exige o uso das duas mão simultaneamente, mais de um dedo simultaneamente, ou coordenação motora de tal forma que inviabilize a utilização do jogo por pessoas com deficiências físicas ou motoras. Existem alguns jogos adaptados para pessoas com necessidades específicas, mas, a maioria deles não são conhecidos pela comunidade escolar do IFPR. Tal conhecimento seria interessante, uma vez que no IFPR existe o curso Programação para jogos digitais, no qual os jogos desenvolvidos poderiam ser acessíveis não somente pelas pessoas ditas ?normais?. O desconhecimento sobre jogos adaptados não é uma realidade somente do IFPR e ocorre até mesmo em instituições que atendem pessoas com deficiências. Isso se agrava ainda mais quando se fala de jogos digitais, já que muitas pessoas com deficiência não foram incluídas digitalmente. Portanto, o objeto de pesquisa deste projeto é a adaptação e/ou desenvolvimento de jogos acessíveis a pessoas com deficiência. Esses jogos podem ser jogos digitais ou não, de uma área específica ou envolvendo várias áreas do conhecimento. Em princípio, serão pesquisados e desenvolvidos/adaptados jogos nas áreas: anatomia, biologia e massoterapia em formato digital.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / Márcia Valéria Rodrigues Ferreira - Integrante / Celia Regina Alves de Araújo - Integrante / Daniel Bussolaro - Integrante.

  • 2010 - 2014

    ?Filmes Nanoestruturados com materiais de interesse biológico: ênfase em modelos de membrana e biossensores?, Descrição: Descreve-se no presente projeto um estudo destinado a avaliar a potencialidade de formação de compósitos com propriedades específicas e controláveis a nível molecular, bem como ao nível da parte interna do material eletródico, que pode promover a maximização das interações entre os materiais constituintes dos nanocompósitos com a intenção de desenvolver sensores, com alto grau de seletividade e grande sensibilidade (características essenciais ao desenvolvimento de sensores). Para isto serão utilizadas as técnicas de Langmuir-Blodgett (LB) e de Automontagem ou Layer by Layer (LbL), as quais se caracterizam por permitir um alto controle de parâmetros como espessura e arquitetura molecular e a pasta de carbono (EPC), cuja superfície pode propiciar muitas possibilidades de interações entre os compostos . O principal objetivo do projeto está relacionado ao desenvolvimento de diferentes compósitos com materiais biológicos obtidos a partir de complexos metálicos de rutênio e polímeros orgânicos, compósitos obtidos a partir de compostos inorgânicos e polieletrólitos e nanocompósitos formados por nanopartículas metálicas e materiais de carbono, tal como o negro de fumo. Será realizado a caracterização espectroscópica, morfológica e eletroquímica dos eletrodos após obtenção btenção dos compósitos em filmes ou pasta de carbono.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Vagner dos Santos - Integrante / cliciane guadalupe de jesus - Integrante / VALTENCIR ZUCOLOTTO - Integrante / JAREN RAUL GARCIA - Integrante / SÉRGIO TOSHIO FUJIWARA - Integrante / KAREN WOHNRATH - Integrante / osvaldo novaes de oliveira junior - Coordenador.

  • 2010 - 2012

    Desenvolvimento de Sensores Bioeletroquímicos para o Diagnóstico de Doenças Infecciosas Humanas, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Karen Wohnrath em 24/06/2014., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Integrante / cliciane guadalupe de jesus - Integrante / SÉRGIO TOSHIO FUJIWARA - Integrante / KAREN WOHNRATH - Coordenador / ZUCOLOTTO, VALTENCIR - Integrante / GARCIA, JAREM RAUL - Integrante / Christiana Andrade Pessoa - Integrante / Adriano Gonçalves Viana - Integrante / NOEMI NAGATA - Integrante / Luiz Henrique Dall'antonia - Integrante / Carolina Weigert Galvão - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2016 - Atual

    Construção de equipamento automatizado para fabricação de filmes finos pela técnica Layer-by-Layer, Descrição: Com o avanço tecnológico, o interesse pela combinação de materiais orgânicos e inorgânicos pela técnica Layer-by-Layer (LbL) tem sido o objeto de estudo de muitos pesquisadores. Esta técnica é considerada uma técnica relativamente barata e com eficiência na obtenção de filmes nanométricos. Estes filmes LbL, imobilizados num material condutor, podem ser aplicados como sensores eletroquímicos de diferentes substâncias como pesticidas, fármacos e metais pesados. Os filmes assim produzidos,podem envolver além de ligações eletrostáticas, interações hidrofóbicas, ligações de hidrogênio, entre outras , . A técnica de obtenção de filmes LbL apresenta um baixo custo, simplicidade experimental, possibilidade de construir sistemas miniaturizados e a capacidade de produzir filmes ultrafinos, organizados em nível nanométrico (1-100 nm) com diferentes materiais solúveis em meio aquoso, o que proporciona alta interação entre as diferentes moléculas do sistema , . O início da formação do filme LbL se dá pela imersão de um substrato sólido, carregado por exemplo, positivamente, em uma solução carregada negativamente, de modo que uma camada do poliânion se deposite na superfície do substrato. A remoção das espécies que não adsorveram, é realizada pela imersão do sistema substrato/poliânion numa solução de lavagem com pH ajustado. Então, o sistema substrato/poliânion é imerso na solução de um policátion, seguida da imersão do sistema substrato/poliânion/policátion que após a lavagem deste, obtém-se uma bicamada. Os tempos de imersão são determinados por estudos cinéticos de deposição. A repetição do processo permite a formação de filmes LbL contendo quantas camadas forem desejadas. Neste projeto, pretende-se construir um equipamento automatizado capaz de produzir os filmes LbL que poderão ser aplicados como sensores eletroquímicos em diversos trabalhos sequenciais. Muitos grupos de pesquisa, preparam os filmes manualmente, o que não garante a construção de filmes homogêneos, isso ocorre pela falta de otimização de parâmetros experimentais como o tempo de imersão do substrato no polieletrólito, tempo de lavagem do substrato e tempo de secagem que são feitosmanualmente pelo usuário. Embora poucos grupos de pesquisa possuam um equipamento de preparação de filmes LbL, o diferencial deste projeto, em relação aos existentes, é a proposta da construção do equipamento utilizando materiais de baixo custo como por exemplo, motores de precisão retirados de impressoras, sensores de posicionamento, contadores e temporizadores, interfaces de potência e Interface Homem Máquinas (IHM) para facilitar o setup de máquina. Depois de finalizado o equipamento, o manuseio deve ser fácil o suficiente para que alunos e professores da química consigam programá-lo para as atividades de laboratório.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / ALISSON ANTÔNIO DE OLIVEIRA - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Construção de equipamento automatizado para fabricação de filmes finos pela técnica Layer-by-Layer, Descrição: Com o avanço tecnológico, o interesse pela combinação de materiais orgânicos e inorgânicos pela técnica Layer-by-Layer (LbL) tem sido o objeto de estudo de muitos pesquisadores. Esta técnica é considerada uma técnica relativamente barata e com eficiência na obtenção de filmes nanométricos. Estes filmes LbL, imobilizados num material condutor, podem ser aplicados como sensores eletroquímicos de diferentes substâncias como pesticidas, fármacos e metais pesados. Os filmes assim produzidos,podem envolver além de ligações eletrostáticas, interações hidrofóbicas, ligações de hidrogênio, entre outras , . A técnica de obtenção de filmes LbL apresenta um baixo custo, simplicidade experimental, possibilidade de construir sistemas miniaturizados e a capacidade de produzir filmes ultrafinos, organizados em nível nanométrico (1-100 nm) com diferentes materiais solúveis em meio aquoso, o que proporciona alta interação entre as diferentes moléculas do sistema , . O início da formação do filme LbL se dá pela imersão de um substrato sólido, carregado por exemplo, positivamente, em uma solução carregada negativamente, de modo que uma camada do poliânion se deposite na superfície do substrato. A remoção das espécies que não adsorveram, é realizada pela imersão do sistema substrato/poliânion numa solução de lavagem com pH ajustado. Então, o sistema substrato/poliânion é imerso na solução de um policátion, seguida da imersão do sistema substrato/poliânion/policátion que após a lavagem deste, obtém-se uma bicamada. Os tempos de imersão são determinados por estudos cinéticos de deposição. A repetição do processo permite a formação de filmes LbL contendo quantas camadas forem desejadas. Neste projeto, pretende-se construir um equipamento automatizado capaz de produzir os filmes LbL que poderão ser aplicados como sensores eletroquímicos em diversos trabalhos sequenciais. Muitos grupos de pesquisa, preparam os filmes manualmente, o que não garante a construção de filmes homogêneos, isso ocorre pela falta de otimização de parâmetros experimentais como o tempo de imersão do substrato no polieletrólito, tempo de lavagem do substrato e tempo de secagem que são feitosmanualmente pelo usuário. Embora poucos grupos de pesquisa possuam um equipamento de preparação de filmes LbL, o diferencial deste projeto, em relação aos existentes, é a proposta da construção do equipamento utilizando materiais de baixo custo como por exemplo, motores de precisão retirados de impressoras, sensores de posicionamento, contadores e temporizadores, interfaces de potência e Interface Homem Máquinas (IHM) para facilitar o setup de máquina. Depois de finalizado o equipamento, o manuseio deve ser fácil o suficiente para que alunos e professores da química consigam programá-lo para as atividades de laboratório.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / ALISSON ANTÔNIO DE OLIVEIRA - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Construção de equipamento automatizado para fabricação de filmes finos pela técnica Layer-by-Layer, Descrição: Com o avanço tecnológico, o interesse pela combinação de materiais orgânicos e inorgânicos pela técnica Layer-by-Layer (LbL) tem sido o objeto de estudo de muitos pesquisadores. Esta técnica é considerada uma técnica relativamente barata e com eficiência na obtenção de filmes nanométricos. Estes filmes LbL, imobilizados num material condutor, podem ser aplicados como sensores eletroquímicos de diferentes substâncias como pesticidas, fármacos e metais pesados. Os filmes assim produzidos,podem envolver além de ligações eletrostáticas, interações hidrofóbicas, ligações de hidrogênio, entre outras , . A técnica de obtenção de filmes LbL apresenta um baixo custo, simplicidade experimental, possibilidade de construir sistemas miniaturizados e a capacidade de produzir filmes ultrafinos, organizados em nível nanométrico (1-100 nm) com diferentes materiais solúveis em meio aquoso, o que proporciona alta interação entre as diferentes moléculas do sistema , . O início da formação do filme LbL se dá pela imersão de um substrato sólido, carregado por exemplo, positivamente, em uma solução carregada negativamente, de modo que uma camada do poliânion se deposite na superfície do substrato. A remoção das espécies que não adsorveram, é realizada pela imersão do sistema substrato/poliânion numa solução de lavagem com pH ajustado. Então, o sistema substrato/poliânion é imerso na solução de um policátion, seguida da imersão do sistema substrato/poliânion/policátion que após a lavagem deste, obtém-se uma bicamada. Os tempos de imersão são determinados por estudos cinéticos de deposição. A repetição do processo permite a formação de filmes LbL contendo quantas camadas forem desejadas. Neste projeto, pretende-se construir um equipamento automatizado capaz de produzir os filmes LbL que poderão ser aplicados como sensores eletroquímicos em diversos trabalhos sequenciais. Muitos grupos de pesquisa, preparam os filmes manualmente, o que não garante a construção de filmes homogêneos, isso ocorre pela falta de otimização de parâmetros experimentais como o tempo de imersão do substrato no polieletrólito, tempo de lavagem do substrato e tempo de secagem que são feitosmanualmente pelo usuário. Embora poucos grupos de pesquisa possuam um equipamento de preparação de filmes LbL, o diferencial deste projeto, em relação aos existentes, é a proposta da construção do equipamento utilizando materiais de baixo custo como por exemplo, motores de precisão retirados de impressoras, sensores de posicionamento, contadores e temporizadores, interfaces de potência e Interface Homem Máquinas (IHM) para facilitar o setup de máquina. Depois de finalizado o equipamento, o manuseio deve ser fácil o suficiente para que alunos e professores da química consigam programá-lo para as atividades de laboratório.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / ALISSON ANTÔNIO DE OLIVEIRA - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Construção de equipamento automatizado para fabricação de filmes finos pela técnica Layer-by-Layer, Descrição: Com o avanço tecnológico, o interesse pela combinação de materiais orgânicos e inorgânicos pela técnica Layer-by-Layer (LbL) tem sido o objeto de estudo de muitos pesquisadores. Esta técnica é considerada uma técnica relativamente barata e com eficiência na obtenção de filmes nanométricos. Estes filmes LbL, imobilizados num material condutor, podem ser aplicados como sensores eletroquímicos de diferentes substâncias como pesticidas, fármacos e metais pesados. Os filmes assim produzidos,podem envolver além de ligações eletrostáticas, interações hidrofóbicas, ligações de hidrogênio, entre outras , . A técnica de obtenção de filmes LbL apresenta um baixo custo, simplicidade experimental, possibilidade de construir sistemas miniaturizados e a capacidade de produzir filmes ultrafinos, organizados em nível nanométrico (1-100 nm) com diferentes materiais solúveis em meio aquoso, o que proporciona alta interação entre as diferentes moléculas do sistema , . O início da formação do filme LbL se dá pela imersão de um substrato sólido, carregado por exemplo, positivamente, em uma solução carregada negativamente, de modo que uma camada do poliânion se deposite na superfície do substrato. A remoção das espécies que não adsorveram, é realizada pela imersão do sistema substrato/poliânion numa solução de lavagem com pH ajustado. Então, o sistema substrato/poliânion é imerso na solução de um policátion, seguida da imersão do sistema substrato/poliânion/policátion que após a lavagem deste, obtém-se uma bicamada. Os tempos de imersão são determinados por estudos cinéticos de deposição. A repetição do processo permite a formação de filmes LbL contendo quantas camadas forem desejadas. Neste projeto, pretende-se construir um equipamento automatizado capaz de produzir os filmes LbL que poderão ser aplicados como sensores eletroquímicos em diversos trabalhos sequenciais. Muitos grupos de pesquisa, preparam os filmes manualmente, o que não garante a construção de filmes homogêneos, isso ocorre pela falta de otimização de parâmetros experimentais como o tempo de imersão do substrato no polieletrólito, tempo de lavagem do substrato e tempo de secagem que são feitosmanualmente pelo usuário. Embora poucos grupos de pesquisa possuam um equipamento de preparação de filmes LbL, o diferencial deste projeto, em relação aos existentes, é a proposta da construção do equipamento utilizando materiais de baixo custo como por exemplo, motores de precisão retirados de impressoras, sensores de posicionamento, contadores e temporizadores, interfaces de potência e Interface Homem Máquinas (IHM) para facilitar o setup de máquina. Depois de finalizado o equipamento, o manuseio deve ser fácil o suficiente para que alunos e professores da química consigam programá-lo para as atividades de laboratório.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / ALISSON ANTÔNIO DE OLIVEIRA - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Construção de equipamento automatizado para fabricação de filmes finos pela técnica Layer-by-Layer, Descrição: Com o avanço tecnológico, o interesse pela combinação de materiais orgânicos e inorgânicos pela técnica Layer-by-Layer (LbL) tem sido o objeto de estudo de muitos pesquisadores. Esta técnica é considerada uma técnica relativamente barata e com eficiência na obtenção de filmes nanométricos. Estes filmes LbL, imobilizados num material condutor, podem ser aplicados como sensores eletroquímicos de diferentes substâncias como pesticidas, fármacos e metais pesados. Os filmes assim produzidos,podem envolver além de ligações eletrostáticas, interações hidrofóbicas, ligações de hidrogênio, entre outras , . A técnica de obtenção de filmes LbL apresenta um baixo custo, simplicidade experimental, possibilidade de construir sistemas miniaturizados e a capacidade de produzir filmes ultrafinos, organizados em nível nanométrico (1-100 nm) com diferentes materiais solúveis em meio aquoso, o que proporciona alta interação entre as diferentes moléculas do sistema , . O início da formação do filme LbL se dá pela imersão de um substrato sólido, carregado por exemplo, positivamente, em uma solução carregada negativamente, de modo que uma camada do poliânion se deposite na superfície do substrato. A remoção das espécies que não adsorveram, é realizada pela imersão do sistema substrato/poliânion numa solução de lavagem com pH ajustado. Então, o sistema substrato/poliânion é imerso na solução de um policátion, seguida da imersão do sistema substrato/poliânion/policátion que após a lavagem deste, obtém-se uma bicamada. Os tempos de imersão são determinados por estudos cinéticos de deposição. A repetição do processo permite a formação de filmes LbL contendo quantas camadas forem desejadas. Neste projeto, pretende-se construir um equipamento automatizado capaz de produzir os filmes LbL que poderão ser aplicados como sensores eletroquímicos em diversos trabalhos sequenciais. Muitos grupos de pesquisa, preparam os filmes manualmente, o que não garante a construção de filmes homogêneos, isso ocorre pela falta de otimização de parâmetros experimentais como o tempo de imersão do substrato no polieletrólito, tempo de lavagem do substrato e tempo de secagem que são feitosmanualmente pelo usuário. Embora poucos grupos de pesquisa possuam um equipamento de preparação de filmes LbL, o diferencial deste projeto, em relação aos existentes, é a proposta da construção do equipamento utilizando materiais de baixo custo como por exemplo, motores de precisão retirados de impressoras, sensores de posicionamento, contadores e temporizadores, interfaces de potência e Interface Homem Máquinas (IHM) para facilitar o setup de máquina. Depois de finalizado o equipamento, o manuseio deve ser fácil o suficiente para que alunos e professores da química consigam programá-lo para as atividades de laboratório.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / ALISSON ANTÔNIO DE OLIVEIRA - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Construção de equipamento automatizado para fabricação de filmes finos pela técnica Layer-by-Layer, Descrição: Com o avanço tecnológico, o interesse pela combinação de materiais orgânicos e inorgânicos pela técnica Layer-by-Layer (LbL) tem sido o objeto de estudo de muitos pesquisadores. Esta técnica é considerada uma técnica relativamente barata e com eficiência na obtenção de filmes nanométricos. Estes filmes LbL, imobilizados num material condutor, podem ser aplicados como sensores eletroquímicos de diferentes substâncias como pesticidas, fármacos e metais pesados. Os filmes assim produzidos,podem envolver além de ligações eletrostáticas, interações hidrofóbicas, ligações de hidrogênio, entre outras , . A técnica de obtenção de filmes LbL apresenta um baixo custo, simplicidade experimental, possibilidade de construir sistemas miniaturizados e a capacidade de produzir filmes ultrafinos, organizados em nível nanométrico (1-100 nm) com diferentes materiais solúveis em meio aquoso, o que proporciona alta interação entre as diferentes moléculas do sistema , . O início da formação do filme LbL se dá pela imersão de um substrato sólido, carregado por exemplo, positivamente, em uma solução carregada negativamente, de modo que uma camada do poliânion se deposite na superfície do substrato. A remoção das espécies que não adsorveram, é realizada pela imersão do sistema substrato/poliânion numa solução de lavagem com pH ajustado. Então, o sistema substrato/poliânion é imerso na solução de um policátion, seguida da imersão do sistema substrato/poliânion/policátion que após a lavagem deste, obtém-se uma bicamada. Os tempos de imersão são determinados por estudos cinéticos de deposição. A repetição do processo permite a formação de filmes LbL contendo quantas camadas forem desejadas. Neste projeto, pretende-se construir um equipamento automatizado capaz de produzir os filmes LbL que poderão ser aplicados como sensores eletroquímicos em diversos trabalhos sequenciais. Muitos grupos de pesquisa, preparam os filmes manualmente, o que não garante a construção de filmes homogêneos, isso ocorre pela falta de otimização de parâmetros experimentais como o tempo de imersão do substrato no polieletrólito, tempo de lavagem do substrato e tempo de secagem que são feitosmanualmente pelo usuário. Embora poucos grupos de pesquisa possuam um equipamento de preparação de filmes LbL, o diferencial deste projeto, em relação aos existentes, é a proposta da construção do equipamento utilizando materiais de baixo custo como por exemplo, motores de precisão retirados de impressoras, sensores de posicionamento, contadores e temporizadores, interfaces de potência e Interface Homem Máquinas (IHM) para facilitar o setup de máquina. Depois de finalizado o equipamento, o manuseio deve ser fácil o suficiente para que alunos e professores da química consigam programá-lo para as atividades de laboratório.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Vagner dos Santos - Coordenador / ALISSON ANTÔNIO DE OLIVEIRA - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2011

PRÊMIO ECS (ELETROCHEMICAL SOCIETY) - PRIMEIRO LUGAR, XVIII SIBEE (SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ELETROQUÍMICA E ELETROANALÍTICA).

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, CAMPUS CURITIBA. , Rua João Negrão - de 851/852 ao fim, Rebouças, 80230150 - Curitiba, PR - Brasil, Telefone: (41) 35351604

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional