Valdemiro Amaro da Silva Júnior

Dr. Valdemiro Amaro da Silva Junior é graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, Especialista em Morfologia Humana pela UFPE, Mestre e Doutor em Biologia Celular pela Universidade Federal de Minas Gerais e Pós-Doutorado pelo Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina Veterinária na Universidade da Geórgia, Athens-EUA. Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Participa dos programas de pós-graduação em Biociência Animal e Ciência Animal Tropical pelo Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal (UFRPE) e Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos (UFRPE). Atualmente, trabalha com as seguintes linhas de pesquisa: 1) Reprodução Animal - espermatogênese, infertilidade, esterilidade, toxicologia 2) Patologia Experimental 3) Desenvolvimento testicular - manipulação de sistemas opioides e serotonina durante o período de organogênese e após a organogênese. 4) Campos eletromagnéticos e sistemas biológicos. 5) Leishmaniose Visceral Canina 6) Patologia Reprodutiva 7) Canabinóides medicinais: utilização em doenças neurológicas, neurodegenerativas e inflamatórias.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Biologia Celular

1996 - 2000

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: Efeitos da indução do hipotireoidismo e hipertireoidismo pós-natal na proliferação das células de Sertoli e na função testicular em suínos
Orientador: Luiz Renato de França
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Hipotireoidismo; Hipertireoidismo; Célula de sertoli; Testículo; Suínos.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia de Órgãos e Sistemas / Especialidade: Fisiologia Endócrina. Setores de atividade: Produção Animal, Inclusive Serviços Veterinários; Produtos e Processos Biotecnológicos.

Especialização em Especialização em Morfologia

1994 - 1994

Universidade Federal de Pernambuco
Título: Sistema Neuroendócrino
Orientador: Diógenes Luiz da Motta

Graduação em Medicina Veterinária

1985 - 1991

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2011 - 2012

Pós-Doutorado. , University of Georgia, UGA, Estados Unidos. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Agrárias, Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Patologia Animal / Especialidade: Anatomia Patologia Animal. , Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Research Program on Mycobacterial Pathogenesis.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2005 - 2005

Patologia Avícola. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Citologia e Biologia Celular/Especialidade: Biologia Celular e Molecular do Testículo.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia/Especialidade: Histofisiologia do Sistema Reprodutor Masculino.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Embriologia/Especialidade: Biologia do Desenvolvimento.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia/Especialidade: Histofisiologia do Sistema Reprodutor Feminino.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Fisiologia/Especialidade: Fisiologia Geral e Sistêmica.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia/Especialidade: Anatomia Histologia e Embriologia Humana.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SILVA JUNIOR, V. A. . II Encontro de Oncologia Veterinária de Pernambuco. 2018. (Outro).

SILVA JUNIOR, V. A. . Curso de Atualização em Diagnóstico e Tratamento de Tumores de Pele em Cães e Gatos. 2018. (Outro).

SILVA JUNIOR, V. A. . II Simpósio de Animais Silvestres (II SIMAS). 2012. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

III Encontro de Patologia Mamária: Diagnóstico, Prognóstico e Tratamento das Neoplasias Mamárias em Cadelas e Gatas. 2016. (Encontro).

XII CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE-PB,. XII CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE-PB. 2015. (Congresso).

XI CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE-PB,. XI CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE-PB,. 2014. (Congresso).

III Fórum de Discussão em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamenteos.Comissão Avaliadora da Sessão de Poster. 2013. (Outra).

III Fórum de Discussão em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamenteos.PNPD - B-Lapachona e Análogos: Síntese (scale up), Tecnologia e Avaliação Pré-Clínica. 2013. (Outra).

III Fórum de Discussão em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamenteos. 2013. (Outra).

II Simpósio de Animais Silvestres (II SIMAS).Avaliador de Painéis. 2012. (Simpósio).

IV International Symposium on Animal Biology of Reproduction (ISABR 2012). 2012. (Congresso).

XI European Multicolloquium of Parasitology. 2012. (Congresso).

XII Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRPE. Avaliador dos trabalhos Científicos. 2012. (Congresso).

XI Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRPE (JEPEX 2011).Avaliação Toxicológica de Substância sintética resultante da associação entre Naftoquinona e Aminoácidos em Camundongos. 2011. (Outra).

13th Triennial STATE OF THE HEARTWORM SYMPOSIUM. 2010. (Congresso).

III International Symposium on Animal Biology of Reproduction. 2010. (Congresso).

IV Reunião Regional da Federação de Sociedades de Biologia Experimental - FeSBE. 2009. (Congresso).

XXXVIII Annual Meeting of The Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology (SBBq). 2009. (Congresso).

ENAPAVE.XII Encontro Nacional de Patologia Veterinária. 2005. (Encontro).

FeSBE-2002. XVII Reunião Anual da Federal de Sociedades de Biologias Experimental. 2002. (Congresso).

I Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRPE. I Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão, da UFRPE. 2002. (Congresso).

I Jornada de Ensino Pesquisa e Exrtensão da UFRPE. Mini-curso: Praticas Hematológicas. 2002. (Congresso).

IX Simpósio sobre Cérebro.IX Simpósio sobre Cérebro. 2001. (Simpósio).

Congresso de Integração da Morfologia Luso-Brasileira. Integração da Morfologia Luso-Brasileira. 2000. (Congresso).

X Congreso de Iniciação Científica na UFRPE. X Congresso de Iniciação Científica. 2000. (Congresso).

Evento Comemorativo dos 25 anos de Fundação do Curso de Pós-Graduação em Biologia Celular do Departamento de Morfologia-ICB.Evento Comemorativo dos 25 anos de Fundação do Curso de Pós-Graduação em Biologia Celular do Departamento de Morfologia-ICB. 1999. (Outra).

XVII Congresso de Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise e X Congresso da Sociedade Brasileira da Biologia Celular. XVII Congresso da Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise e X Congresso da Sociedade Brasileira de Bilogia Celular. 1999. (Congresso).

Biological Application of Confocal Microscopy.International Symposium - Biological Application of Confocal Microscopy. 1998. (Simpósio).

Enapave.7 Encontro Nacional de Patologia Vaterinária. 1995. (Encontro).

VIII Congresso Brasileiro de Histotecnologia. VIII Congresso Brasileiro de Histotecnologia. 1995. (Congresso).

X Encontro de Zoologia do Nordeste. X Encontro de Zoologia do Nordeste. 1995. (Congresso).

XXIII Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária. XXIII Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária. 1995. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Nicolás Jonathan Jesús Tarmeño Rojas

SILVA JUNIOR, V. A.. Parasitos de peixes marinhos da região Nordeste do Brasil. 2019. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Silvia Gabriela Nunes da Silva Yang

Jaqueline Bianque de Oliveira; Rinaldo Aparecido Mota;SILVA JUNIOR, V. A.; Maria Adélia Borstelmann de Oliveira; José Vitor Moreira Lima Filho. Patógenos e ecotoxicologia de capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris Linnaeus, 1766) de vida livre em Pernambuco. 2019. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Giselle Woolley Cardoso da Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação do estresse oxidativo no parênquima testicular e concentração sérica de testosterona, T3 e T4 em ovinos alimentados com diferentes tipos de palma forrageira. 2018. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Usman Abdulhadi Usman

SILVA JUNIOR, V. A.. Alterações histopatológicas, histoquímicos, bioquímica sérica e diferentes tipos de palma forrageira. 2018. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Priscilla Régia de Andrade Calaça

SILVA JUNIOR, V. A.. Caracterização quanto a viabilidade probiótica de bactérios ácido láticas isoladas de queijo de coalho artezanal produzida em Pernambuco. 2017. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Fernando Leonel da Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeitos de inibidor de fosfodiesterase-5 em ratos wistar pré-puberes submetidos a choque térmico testicular. 2017. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Maria da Conceição Carvalho

SILVA JUNIOR, V. A.. Estudo in vitro da viabilidade de tecido testicular de cães submetido a congelação lenta e vitrificação. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Animla Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Victor Hugo de Vasconcelos Calado

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação de parâmetros biométricos, histopatológicos e hematológicos após o uso de dois sequestrantes de micotoxinas adsorventes em frangos de corte de 1 a 56 dias de vida. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Animla Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Paulo Roberto Soares de Goes Fiho

SILVA JUNIOR, V. A.. Estudo da viabilidade do uso de implantes ortopédicos produzidos em ácido polilático por impressoras 3D. 2016. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: ARDILES JUAN CARLOS ALVES DOS SANTOS

SILVA JUNIOR, V. A.. Análise da frequencia cardíaca de ratos induzidos ao diabetes mellitus do tipo 1 e tipo 2. 2016. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Márcio Botelho Pedrosa

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito do campo eletromagnético de 27,12 MHz emitido por equipamento de ondas curtas na espermatogênese de ratos adultos. 2015. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Anna Kelly de Lima Pontes Venâncio

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação dos diferentes níveis de alfafa sobre parâmetros morfométricos e qualitativos do parênquima testicular, e níveis séricos de testosternoa em canreiros SRD (Ovis aries). 2015. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Alluanan Adelson do Nascimento Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Análise morfométrica e histopatológica do parênquima testicular de Ratos Wistar adultos induzidos ao diabetes por estreptozocitona e submetidos a tratamento com diferentes concentrações de insulina. 2014. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Jessica Santana de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito da dieta hipooproteica durante a vida intrauterina e pós-natal no testículo de Ratos Wistar. 2014. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Maria Taciana Ralph

SILVA JUNIOR, V. A.. Análise funcional de proteínas extraídas do fluído laticífero de Carica candamarcensis aplicada ao controle de infecções experimentais por Salmonella enterica Sor. Typhimurium. 2013. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Vinicius Vasconcelos Gomes de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação das lesões inflamatórias e da carga parasitária em órgãos do sistema genital masculino e feminino de cães com inefcção por Leishmania (Leishmania) infantum (Nicolle, 1908). 2013. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Simone Regina Barros de Macêdo

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação do efeito esterilizante da solução à base de gluconato de zinco em testículos de ratos Wistar em associação com antiinflamatórios e antiálgico. 2013. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Lorena Tavares de Brito Nery

SILVA JUNIOR, V. A.. Perfil proteico do plasma de cães submetidos a esterilização química por meio de injeção intratesticular de solução a base de zinco. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Simone Regina Barros de Macêdo

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação do efeito esterilizante da solução à base de gluconato de zinco (INFERTILE) em testículos de ratos Wistar em associação com antiinflamatórios e antiálgico. 2013. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Fernanda Mafra Cajú

SILVA JUNIOR, V. A.. AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO INIBIDOR DA FOSFODIESTERASE 5, TADALAFIL, SOBRE FUNÇÃO TESTICULAR DE CAMUNDONGOS. 2012. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Ana Katharine Ferreira Fagundes

SILVA JUNIOR, V. A.. Esterilização de gatos com injeção intratesticular de gluconato de zinco: estudo clínico, bioquímico, histopatológico e hormonal. 2012. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Luiz André Rodrigues de Lima

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito protetor e/ou restaurador do chá de noz-pecã (Carya illinoensis) sobre a espermatogênese de ratos wistar adultos submetidos ao choque térmico testicular. 2011. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Luís Edmundo Teixeira de Arruda Filho

SILVA JUNIOR, V. A.. Identificação e Caracterização de Glicoproteínas de Membrana em Tumores Primários do Sistema Nervoso Central. 2010. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Vanessa Carla Lima da Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da teratogenicidade do extrato etanólico de nim (Azadirachata indica A. Juss). 2010. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Catarina Ferreira Pinto

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da atividade antitumoral in vivo da melatonina, própolis verde e paclitaxel, isolados e em associação frente a tumores de Ehrlich em camundongos. 2010. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Claudia da Costa Lopes

SILVA JUNIOR, V. A.. Uso da Levedura de cana-de-açucar em rações de frango de corte na fase pré -inicial. 2010. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Moisés Bonifácio Alves Ferreira Filho

SILVA JUNIOR, V. A.. Influência de campos eletromagnéticos de baixa frequencia na regeneração tissular após choque térmico testicular. 2010. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Flávia Corrêa Maia

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da Atividade Antitumoral in vivo da Lectina de sementes do feijão-bravo do Ceará (Canavalia brasiliensis). 2009. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Simone de Siqueira Bringel

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeitos das diferentes doses de olanzapina na espermatogênese de ratos wistars. 2009. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Bruno Mendes Tenório

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeitos dos Campos Eletromagnéticos de Baixa Freqüência na Espermatogênese de Ratos em Diferentes Fases de Maturação. 2009. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Mariana Cavalcante Pedrosa Pessoa

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da Toxicidade do Extrato Contendo Nim (Azadirachata indica L.) Andiroba (Carapa guianensis Aublet) e Cana de Açúcar (Saccharum oficinarum L.) em Ratas Wistar. 2009. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Waldo Oliveira Monteiro filho

SILVA JUNIOR, V. A.. Manipulação Neonatal do Sistema Serotoninérgico em Ratos Wistar Utilizando Fluoxetina. 2009. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: ELAYNE CRISTINE SOARES DA SILVA

SILVA JUNIOR, V. A.. Toxicológica e do Potencial antitumoral de Uma Naftoquinona Sintética, Estruturalmente Relacionada ao Lapachol, em Tumores de Ehrlich Implantados em Camundongos. 2009. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Mariana Cavalcante Pedrosa Pessoa

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação bioquímica sérica e anatomohistopatológicas de vísceras de ratos Wistar submetidos ao consumo de Bacillus thuringensis israelensis na água de beber. 2007. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Flávia Correia Maia

SILVA JUNIOR, V. A.. Atividade antitumoral in vivo da lectina de sementes da Canavalia brasiliensis. 2007. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Rômulo Mena Barreto Valença

SILVA JUNIOR, V. A.; COSTA, Alberto Neves; Reis, J.C.. Efeito de diferentes níveis protéicos na dieta sobre parâmetros reprodutivos e produtivos de suínos híbridos machos inteiros. 2004. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Júlio Rodrigues Pereira Júnior

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação do processo cicatricial de feridas tratadas por segunda intenção com pomada de Calendula officinalis am cães. Aspectos morfométricos e histopatológicos. 2004. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Fábio Luiz da Cunha Brito

SILVA JUNIOR, V. A.ALVES, Leúcio CâmaraMAIA, Frederico Celso Lyra. Alterações oculares e análise do humor aquoso de cães Canis familiares (Linnaeus, 1758) infectados naturalmente por Leishmania chagasi (Cunha & Chagas, 1937). 2004. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Antonio Eurico Vieira Travassos

SILVA JUNIOR, V. A.; BRASIL, L.; BENONE, S.. Caracterização Fenotípica do Cavalo Nordestino no Estado de Pernambuco. 2004. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Isvânia Maria Serafim da Silva Barbosa

SILVA JUNIOR, V. A.; JANSSEN, M. T.; COLAÇO, V.. Quantificação de Micronúcleos em Linfócitos de Pacientes Expostas à Radiação GAma para avaliação da Dose Absorvida. 2003. Dissertação (Mestrado em Enérgia Nuclear) - Programa de Pós Graduação Em Tecnologias Energéticas e Nucleares.

Aluno: Joaquim Celestino da Silva

SILVA JUNIOR, V. A.; PINTO JÚNIOR, E. D.; L FILHO, J. R.. Estudo clínico e histopatológico do uso de gangliosídeos na regeneração nervosa em ratos após axonotemes. 2003. Dissertação (Mestrado em Odontologia (Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo Facial)) - Universidade de Pernambuco.

Aluno: Reidel Frota Sá Rodrigues

SILVA JUNIOR, V. A.; LAUREANO FILHO, J. R.; SOBRAL, A. P. V.. Avaliação histológica da reparação óssea na calota craniana de ratos utilizando enxerto beta-tricálcio fosfato. 2003. Dissertação (Mestrado em Odontologia (Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo Facial)) - Universidade de Pernambuco.

Aluno: Paula Fernanda Barbosa

SILVA JUNIOR, V. A.. Pele congelada como curatovo biológico em feridas cutâneas de cães. Estudo experimental. 2003. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Cristiane Scavuzzi Moura

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação histomorfométrica do parênquima testicular de ratos e cães adultos tratados com diferentes doses de ivermectina. 2003. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Antônia Dulcineide Medeiros Sena

SENA, A. D. M.;SILVA JUNIOR, V. A.; BITTENCURT, A. M.; REGINA, S.. Manipulação neonatal do receptor 5HT1a: Repercussões sobre o sistema nervoso e imunológico em ratos. 2002. Dissertação (Mestrado em Nutrição) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Maria Helena Madruga Lima

SILVA JUNIOR, V. A.. Substituição do Amido por Óleo Vegetal em Dietas para Camundongos de Laboratório. 2002. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Romero Marcílio Barros Matias de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeitos Biológicos em Linfócitos Irradiados com Tecnécio metaestável: Determinação da Curva Dose-Resposta. 2002. Dissertação (Mestrado em Tecnologias Energéticas Nucleares) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Antero José Soares Rôla

SILVA JUNIOR, V. A.. Utilização do Laser de Baixa Intensidade no Tratamento da Sintomatologia Dolorosa Aguda da ATM.. 2002. Dissertação (Mestrado em Biofísica) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Elielete Maria Pires

SILVA JUNIOR, V. A.. Método de diagnóstico precoce da gestação em fêmeas caprinas. 2002. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Sandra Lopes de Souza

SOUZA, S. L. DE;SILVA JUNIOR, V. A.CASTRO, Raul Manhães de. Ontogênese do Comportamento alimentar em Ratos e sua Relação com a desnutrição. 2001. Dissertação (Mestrado em Nutrição) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Péricles de Medeiros Cavalcanti da Silva

SILVA, P. DE M. C. DA;SILVA JUNIOR, V. A.; COSTA, Alberto Neves;GUERRA, Maria Madalena Pessoa. Efeito de Diluente e de Tempo de Armazenamento sobre Características Qualitativas do Sêmen de Perus (Melleagris gallopavo, L.) Mantidos em Gaiolas. 2001. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Zoráide Fernandes Coleto

COLETO, Z. F.;SILVA JUNIOR, V. A.GUERRA, Maria Madalena Pessoa; COSTA, Alberto Neves; PEA, C.. Eficiência de diferentes métodos da avaliação da viabilidade de espermatozóides de reprodutores das raças holandesas, nelore e parda alpina submetidos a criopreservação. 2000. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Müller Ribeiro Andrade

Rinaldo Aparecido Mota; Ricardo Wagner Dias Portela; Jaqueline Bianque de Oliveira;SILVA JUNIOR, V. A.; Rafael Antônio do Nascimento Ramos. PERFIL FENOTÍPICO DE CEPAS TÍPICAS E RECOMBINANTES DE Toxoplasma gondii (NICOLLE E MANCEAUX, 1909) ISOLADAS DE ANIMAIS DE PRODUÇÃO: INFECTIVIDADE, CISTOGÊNESE E RELAÇÃO COM A VIRULÊNCIA MOLECULAR. 2019. Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Taciana Mirely Maciel Higino

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação in vitro e in vivo dos efeitos do composto P-MAPA isolado de Apergillus oryzae sobre Trypanossoma cruzi. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde) - Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (FIOCRUZ-PE).

Aluno: Vinicius Vasconcelos Gomes de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.. ASPECTOS RELACIONADOS À TRANSMISSÃO E À ATIVIDADE BIOLÓGICA DE TIAZÓIS SOBRE Leishmania (Leishmania) infantum (Nicolle, 1908). 2017. Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Ana Katharyne Ferreira Fagundes Rossiter

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da eficiência de novos compostos à base de Vanádio in vivo (RaTos Diábeticos Wistar Machos) e in viitro (Adipócitos humanos de ação intracelular.. 2016. Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Fabiana Félix de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito dos extratos aquoso e etanólico de Phyllanthus niruri Linnn. (Quebra-Pedra) sobre o Tésticulo, Próstata, Fígado e Rins de Ratos Wistar Adultos: Avaliação Histopatológica e Histomorformétrica.. 2016. Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: JACQUELINE ELLEN CAMELO BATISTA ALBUQUERQUE

SILVA JUNIOR, V. A.. Investigação de lectinas vegetais como potenciais adjuvantes em vacinas contra antígenos Vi expressos por Salmonela enterica SOR Typhimurium. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Ana lizia Brito da Cunha

SILVA JUNIOR, V. A.. Intoxicação experimental por Ipomoea verbiscoidae em caprinos. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: André Mariano Batista

SILVA JUNIOR, V. A.. Estudo molecular e morfológico damaturação de oócitos caprinos. 2013. Tese (Doutorado em Biotecnologia - RENORBIO) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Thiago Augusto Pereira de Moraes

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação toxicológica e antitumoral da Aminoquinona Ethyl 2-(1,4-Dioxo-1,4-Dihydronaphthalen-2-Ylamino) Acetate em camundongos. 2013. Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Andrezza Raposo Borges

SILVA JUNIOR, V. A.. Estudo da atividade biológica de óleos essenciais de plantas do nordeste brasileiro sobre Trypanossoma cruzi. 2012. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde) - Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (FIOCRUZ-PE).

Aluno: Flávio de Oliveira Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Atividade moduladora de lectina isolada da semente de Canavalia brasiliensis. 2012. Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Graziela Muller

SILVA JUNIOR, V. A.. Esteroidogênese testicular de gatos domésticos (Felis catus) e sua relação com a morfologia espermática e composição lipídica de espermatozóides da cauda do epidídimo. 2010. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Reginaldo Inojosa Carneiro Campello

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito do cimento Portland na reparação óssea de fratura mandibular em ratos. 2010. Tese (Doutorado em Odontologia) - Universidade de Pernambuco.

Aluno: Graziela Muller

SILVA JUNIOR, V. A.. Esteroidogênese testicular de gatos domésticos (Felis catus) e sua relação com a morfologia espermática e composição lípídica de espermatozoides da cauda do epidídimo. 2010. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Gabriela Granja Porto

SILVA JUNIOR, V. A.. Modelo Experimental Para Desenvolvimento de Anquiloso na Articulação Temporomandibular de Ratos com Células-Tronco Adultas e Enxerto Ósseo Autógeno. 2009. Tese (Doutorado em Odontologia) - Universidade de Pernambuco.

Aluno: Roberta Maria Pereira Leite

SILVA JUNIOR, V. A.. Ciclo estral e mentrual : repercussão da agressão nutricional precoce sobre parâmetros locomotores em reatos e conseqüências sobre as propriedades neuromecânicas em mulheres jovens. 2009. Tese (Doutorado em Nutrição) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Janaina Viana de Melo

SILVA JUNIOR, V. A.. Caracterização ultra-estrutural dos efeitos citopatológicos causados por toxinas de Bacillus sphaericus no intestino de larvas de Culex quinquefasciatus. 2009. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Ernesto Rodriguez-Salas

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação histomorfológica, morfométrica e de características biomecânicas das membranas pericárdicas bovinas submetidas a um novo meio de conservação (ERS-04-09-11-16-21). 2006. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Lânia Ferreira da Silva

BRAGA, Maria Cynthia; SANTOS, Ana Célia Oliveira dos;SILVA JUNIOR, V. A.. Caracterização citoquímica da larva infectante (L3) de Wuchereria bancrofti (Nematoda:Filaroidea).. 2005. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Marcelo Jorge Cavalcanti de Sá

REZENDE, Cleuza Maria de Faria;GARCIA, Hélio Chiarini; LARANJEIRA, Maria Gisela;SILVA JUNIOR, V. A.; SILVA, Sidney Nicodemos da. Compósito zircônia-hidroxiapatita na metáfise femoral distal e no músculo longissimus dorsil de cães: estudo clínico - cirúrgico, radiológico e histológico. 2005. Tese (Doutorado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Antonio Santana dos Santos Filho

SILVA JUNIOR, V. A.; COSTA, Alberto Neves; Reis, J.C.; FERRER, G.. Efeito do tempo de permanência do progestágeno e da dose de FSHp na resposta superovulatória em ovelhas da raça Santa Inês. 2004. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Elísia Carmem Gonçalves Bastos

SILVA JUNIOR, V. A.. Exigências de energia metabolizável e proteína bruta para frangos de corte criados em região de clíma tropical. 2004. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Elizabeth do Nascimento

SILVA JUNIOR, V. A.; MELO, A. P. R.; STANFORD, T. L. M.; PESSOA, D. C. N. P.; MEDEIROS, J. M. B.. Efeitos da L-Glutamina e/ou treinamento físico sobre parâmetros imunológicos em ratos submetidos ou não a estresse. 2004. Tese (Doutorado em Nutrição) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Jairza Maria Barreto Medeiros

SILVA JUNIOR, V. A.. Desnutrição pregressa e/ou manipulação farmacológica do sistema serotoninérgico: Estudo comportamental e da resposta imune. 2004. Tese (Doutorado em Nutrição) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Frederico Celso Lyra Maia

SILVA JUNIOR, V. A.. Alterações estruturais do pulmão de gatos, Felis catus Linnaeus, 1758 infectados experimentalmente por Dirofilaria immitis, Leidy 1856.. 2003. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Leonildo Bento Galiza da Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Diagnóstico microbiológico do mormo em eqüídeos e infecção experimental em cobaias (Cavia porcellus) pela Burkholderia mallei. Aspectos Clínicos e Anátomo-histopatológicos. 2003. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Ana Paula Monteiro Tenório

SILVA JUNIOR, V. A.. Hematopatologia de cães Canis familiares Linnaeus 1758 naturalmente infectados por Ehrlichia, sp provenientes da região metropolitana do Recife. 2003. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Jacinta Eufrásia Brito Leite

SILVA JUNIOR, V. A.. Análise subjetiva e pelvimetria radiográfica de fêmeas caprinas (Capra hircus) da raça Saanen, Parda alpina e Toggenburg. 2003. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Anselmo Queiroz Alves

SILVA JUNIOR, V. A.. Aspectos morfológicos e morfométricos de feridas cutâneas produzidas cirurgicamente em ratos Winstar tratadas com hidrogel à base de linhaça (Linum usitatissimum L.) e quitosanas. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Desenvolvimento e Inovação Tecnol. em Medicamentos) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Simone Regina Barros de Macêdo

SILVA JUNIOR, V. A.. Estudo das alterações histopatológicas e morfométricas renais e hepáticas associadas ao diabetes tipo 2 e obesidade em ratos wistar submetidos ao tratamento com metformina, pentoxifilina e melatonina. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Maria Edna Gomes de Barros

SILVA JUNIOR, V. A.. Influência da alimentação neonatal do desenvolvimento do trato gastrointestinal em frangos de corte submetidos ou não a um período de jejum pós-eclosão. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Leonardo Severiano de Albuquerque

SILVA JUNIOR, V. A.. Sinergismo entre novas drogas a base de platina e a curcumina. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Desenvolvimento e Inovação Tecnol. em Medicamentos) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Ana Katharine Ferreira Fagundes Rossiter

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da eficiência de novo composto de vanadio, estudo in vitro (adipócitos humanos isolados) e do seu mecanismo insulo-miético através de vias sinalizadoras intracelulares. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Fabiana Félix de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação histopatolófica e histomorfométrica de diferentes doses do extrato aquoso de Phyllantus niruri L. (quebra pedra) sobre testículo, prósta, fígado e rins em ratos Wistar adultos. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Luiz André Rodrigues de Lima

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeitos da olanzapina via leite materno sobre o desenvolvimento testicular de ratos Wistar neonatos e sua repercussão sobre parâmetros testiculares e endócrinos em adultos. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Ludhimila Suelen Gomes Lins de Lima

SILVA JUNIOR, V. A.. Síntese de Agente antineoplásico conjugado: Matriz polimérica contendo complexo à base de Vanádio. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Desenvolvimento e Inovação Tecnol. em Medicamentos) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: CIBELE CAVALCANTI SOUZA DE MELO

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da eficácia do diluidor tris, associado a Aloe vera sp (Aloe Barbadensis Miiller), na criopreservação de sêmen canino.. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Renato Barros Moraes

SILVA JUNIOR, V. A.. Análise de séries temporais biológicas: uma abordagem não linear do comprometimento de cromossomos e da depressão alastrante cortical. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Thiago Augusto Pereira de Moraes

SILVA JUNIOR, V. A.. Synthesis and antitumor activity of new amine-naphthoquinones. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Sandra Maria de Torres

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação do uso prolongado de carbonato de lítio sobre a função testicular endócrina e exócrina de Ratos Wistar adultos. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Desenvolvimento e Inovação Tecnol. em Medicamentos) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Thiago Augusto Pereira de Moraes

SILVA JUNIOR, V. A.. Syntesis and antitumor activity of new amine-naphthoquinones. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Diogo Ribeiro Câmara

SILVA JUNIOR, V. A.. Influência do uso de diferentes antioxidantes e tempos de equilíbrio sobre parâmetros espermáticos em ovinos durante a refrigeração e pós-descongelação. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Karina Lidianne Alcântara Saraiva

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação dos efeitos do inibidor de fosfodiesterase-5 sobre a esteroidogênese de camundongos. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Tereza Cristina Bomfim de Jesus Deiró

DEIRÓ, T. C. B. DE J.SILVA JUNIOR, V. A.. Sistema Serotoninérgico e Comportamento Alimentar. 2001. Exame de qualificação (Doutorando em Nutrição) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Anselmo Queiroz Alves

SILVA JUNIOR, V. A.. Desenvolvimento de formulação terapêutica a base de Cannabis sp. em diferentes concentrações para absorção transdérmica em ratos Wistar. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Amanda de Deus Ferreira Alves

SILVA JUNIOR, V. A.. Classificação histopatológica, marcação imunohistoquímica para COX-2 e uso de marcadores séricos CEA e CA15.3 em gatas (Felis catus) com neoplasia mamária. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Fernando Leonel da Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeitos de inibidor de fosfodiesterase-5 em ratos wistar pré-puberes submetidos a choque térmico testicular. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Maria Taciana Ralph

SILVA JUNIOR, V. A.. Propriedades anti-inflamatórias de uma fração protéica extraída do látex de planta medicinal Calotropis procera aplicada ao controle de infecções por Salmonella. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Paulo Roberto Soares de Goes Filho

SILVA JUNIOR, V. A.. Estudo da viabilidade do uso de implantes ortopédicos produzidos em ácido polilático por impressoras 3D. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Anna Kelly de Lima Pontes Venâncio

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da substituição gradual de Tifton-85 por feno de alfafa sobre parâmetros reprodutivos e níveis plasmáticos de testosterona em carneiros SRD (Ovis aries). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Márcio Botelho Pedrosa

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeitos do campo eletromagnético de 27,12 MHz emitido por equipamento de ondas curtas na espermatogênese de ratos adultos. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Jessica Santana de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito da dieta lipoproteica durante a vida intrauterina e pós-natal no testículo de Ratos Wistar. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Alluanan Adelson do Nascimento Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Análise morfométrica e histopatológica do parênquima testicular de Ratos Wistar induzidos ao diabetes por estreptozocitona e submetidos a tratamento com diferentes concentrações de insulina. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Maria Edna Gomes de Barros

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação morfológica, imunológica e zootécnica de frangos de corte suplementados com Butiraro de Sódio Microencapsulado. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Simone Regina Barros de Macêdo

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação do efeito esterilizante da solução à base de gluconato de zinco (INFERTILE) em testículos de ratos Wistar em associação com antiinflamatórios e antiálgico. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Maria Taciana Ralph

SILVA JUNIOR, V. A.. Análise funcional de proteínas extraídas do fluído laticíefro de Carica candamarcensis aplicada ao controle de infecções sépticas bacterianas por Salmonella enterica Sor. Typhimurium. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Fernanda Mafra Cajú

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito da utilização de Fosfodiesterase do tipo 5, Tadalafil, sobre a função teticular de camundongos. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Gesilda Florenço das Neves

SILVA JUNIOR, V. A.. Análise Teórica do efeito de campo eletromagnético de 60 Hz na atividade de células B-pancreaticas. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Luiz André Rodrigues de Lima

SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito protetor e/ou restaurador do chá de noz pecã (Carya illinoensis (Wangenh) K.Koch) sobre a espermatogênese de ratos wistar adultos submetidos ao choque térmico testicular. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Rômulo Freitas Francelino Dias

SILVA JUNIOR, V. A.. Trabalho de Conclusão do Programa de Residência em Área Profissional de Saúde em Medicina Veterinária na Área de Patologia Animal. 2019. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa - Residência em Área Profissional da Saúde em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Thiago Barcellos de Almeida

SILVA JUNIOR, V. A.. Meningioma Intracraniano Grau II em Cão: Relato de Caso. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Uelington dos Santos Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Exercícios funcionais do assoalho pélvico no trat da incontinência urinária pós-prostatectomia. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade São Miguel.

Aluno: Adma Thaisa Dionisio Lopes

SILVA JUNIOR, V. A.. Aplicação de recursos fisioterapêuticos em pacientes sob cuidados paliativos, em ambiente hospitalar. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade São Miguel.

Aluno: Vinicius Vasconcelos Gomes de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.. Transferência nuclear e suas aplicações. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Iana Raphaela de Sá

SILVA JUNIOR, V. A.. Manipulação Neonatal do Sistema Serotoninérgico em Ratos Wistar Adultos utilizando Fluoxetina: transferência via transplacentária e aleitamento. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Sandra Maria de Torres

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliação da toxicidade aguda de derivado estruturalmente relacionado ao lapachol com provável atividade anti-tumoral. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Bruno Mendes Tenório

MAIA, Frederico Celso LyraSILVA JUNIOR, V. A.; SOARES, P. C.; COSTA, E. V. L.. Timpanismo espumoso em bovinos.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Aline Andrade Vasconcelos

SILVA JUNIOR, V. A.. Estudo do programa de vacinação contra febre aftosa no estado de Alagoas. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Maria Elisa Pitanga de Macêdo Silva

SILVA JUNIOR, V. A.. Dieta relacionada à formação de prole em Hippocampus reidi ginsburg, 1933 (Pisces, Syngnathidae) em condições de laboratório. 2003 - Faculdade Frassinetti do Recife.

Aluno: Aerlem Cynnara S

SILVA JUNIOR, V. A.; SILVA, F. F.; FERNANDES, P.. Vieira.Relatório da disciplina estágio supervisonado obrigatório. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Antônio Eduardo Arruda Procópio

PORTO, A. L. F.; PROCÓPIO, A. E. A.; LEÃO, Ana Maria dos Anjos Carneiro;SILVA JUNIOR, V. A.. Efeito da alfa-glucana sulfatada do liquen Ramalina celastri sobre esquistossomose experimental. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Aluno: Romero Marcílio Barros Matias de Oliveira

SILVA JUNIOR, V. A.; CATANHO, Maria Tereza Janssen de Almeida. Estudo da relação dose versus efeito biológico induzido pelo tecnécio 99 (99mTc) em linfócitos,. 2002. Outra participação, Universidade Federal de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Docente do Magistério Superior da Universidade de Pernambuco. 2016. Universidade de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Banca de Concurso Público para docente do magistério superior. 2013. Universidade de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Público para Provimento de vaga de Professor Adjunto I, área Morfologia, subáreas Citologia, Embriologia e Histologia. 2009. Universidade Federal de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Concurso público pára professor assistente da disciplina de histologia e embriologia. 2007. Universidade de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.; TEIXEIRA, A. C; TEIXEIRA, V. W.; SILVA, E. J.; MUNIZ, A. V.. Concurso público simplificado de provas e títulos para professor substituto para histologia, citologia e embriologia da UFRPE. 2007.

SILVA JUNIOR, V. A.; GUEDES, R. C. A.; MEDEIROS, M. C.. Membro da Comissão Examinadora do Concurso Público para Professor Adjunto I, Área de Bases Experimentais da Nutrição - Sub-área: Fisiologia da Nutrição, do Departamento de Nutrição CCS/UFPE. 2004. Universidade Federal de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Membro suplente da Banca Examinadora do Concurso Público da FIOCRUZ para Tecnologista Pleno 1.. 2002. Fundação Oswaldo Cruz.

SILVA JUNIOR, V. A.PAULA, Tarcízio Antônio Rêgo de; EVÊNCIO NETO, J.. Concurso de provas e títulos para professor assistente da área de histologia. 2000. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Banca Examinadora para Seleção de Monitoria da Disciplina. 2018. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Banca Examinadora do Processo Seletivo para Doutorado em Biologia Aplicada à Saúde. 2018. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Banca de monitoria da Área de Histologia do DMFA da UFRPE. 2013. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Banca examinadora do Processo Seletivo de Provas e Títulos em nível de Mestrado. 2013. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Membro do Comitê Externo de avaliação dos projetos PIBIC-PIVIC/UFCG/CNPQ/2013-2014. 2013. Universidade Federal de Campina Grande.

SILVA JUNIOR, V. A.. Membro do Comitê Externo de avaliação dos projetos PIBIC-PIVIC/UFCG/CNPQ/2012-2013. 2012. Universidade Federal de Campina Grande.

SILVA JUNIOR, V. A.. Membro do Comitê Externo de avaliação no IX Congresso de Iniciação Científica da UFCG. 2012. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Banca Examinadora do Processo Seletivo de Provas e Títulos em nível de Doutorado do PPGCAT. 2012. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Membro do Comitê Externo de avaliação no IX Congresso de Iniciação Científica da UFCG. 2012. Universidade Federal de Campina Grande.

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliador de trabalhos científicos da XII Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRPE. 2012. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Seleção do Programa de Pós-Graduação em desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos. 2010. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliador da Sessão Pôster da X Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRPE. 2010. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Avaliador da Sessão Oral da X Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRPE. 2010. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Banca Examinador do Processo Seletivo 2010.2 do PPGBA. 2010. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Seleção do Programa de Pós-Graduação em desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos. 2009. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

SILVA JUNIOR, V. A.. Monitoria da Área de Histologia do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal. 2009. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

TEIXEIRA, V. W.;SILVA JUNIOR, V. A.; EVÊNCIO NETO, J.. Banca Examinadora do Concurso da Monitoria da Área de Histologia do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal. 2002. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

EVÊNCIO NETO, J.;SILVA JUNIOR, V. A.; TEIXEIRA, V. W.. Banca de Concurso para Monitoria da disciplina de Histologia. 2002. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Comissão de Avaliação dos trabalhos apresentados durante o IX Simpósio sobre o Cérebro. 2001. Universidade Federal de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Participação na Comissão de Avaliação Interna do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq-UFRPE). 2000. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Participação como consultor Ad Hoc no Congresso de Iniciação Científica na UFRPE referente a trabalhos desenvolvidos no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica. 2000. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

SILVA JUNIOR, V. A.. Participação da Comissão Julgadora dos Trabalhos Científicos (Painéis) no Congresso de Integrassão da Morfologia Luso-Brasileiro. 2000. Universidade Federal de Goiás.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Cândido Celso Coimbra

SILVA JUNIOR, V. A.;COIMBRA, C. C.. Efeito do hipotiroidismo neonatal induzido pelo 6-propil-tiouracil sobre a histologia do testículo e a produção espermática em suínos. 1997. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina) - Instituto de Ciências Biológicas - UFMG.

Antônio Carlos Santana Castro

CASTRO, A. C. S.FRANÇA, Luiz Renato de; PORTO, Catarina Segreti; GASTAL, E. L.; BAZZOLI, Nilo. Efeitos da indução do hipotireoidismo e hipertireoidismo pós-natal na proliferação das células de Sertoli e na função testicular em suínos. 2000. Tese (Doutorado em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

EDUARDO LEITE GASTAL

GASTAL, EL; FRANÇA, L. R.. Efeitos da indução do hipotireoidismo e hipertireoidismo pós-natal na proliferação das células de sertoli e na função testicular, em suínos. 2000. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Giselle Woolley Cardoso da Silva

Protocolo experimental para redução de lesões no SNC induzidas por ácido valpróico em ratos durante período gestacional (transtorno do espectro autista): ação de anti-inflamatórios atípicos associados a melatonina e inibidor de IL-6; Início: 2018; Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Inovação Tecnol; em Medicamentos) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Giselle Woolley Cardoso da Silva

Efeitos da alimentação de ovinos com diferentes tipos palmas forrageiras (Miúda, Orelha de elefante mexicana e IPA Sertânea); Enfoque sobre a função testicular; ; 2018; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Usman Abdulhadi Usman

ALTERAÇÕES HISTOPATOLÓGICAS, HISTOQUIMICOS, BIOQUIMICA SÉRICA E ANALISES MORFOMETRIA DE RINS DE OVINOS SUBMETIDAS À DIETA EM DIFERENTES TIPOS DE PALMA FORRAGEIRA; ; 2018; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fernando Leonel da Silva

Efeitos de inibidor de fosfodiesterase-5 em ratos wistar pré-puberes submetidos a choque térmico testicular; 2017; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Paulo Roberto Soares de Goes Filho

ESTUDO DA VIABILIDADE DO USO DE IMPLANTES ORTOPÉDICOS PRODUZIDOS EM ÁCIDO POLILÁTICO POR IMPRESSORAS 3D; 2016; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Victor Hugo de Vasconcelos

Avaliação de parâmetros biométricos, histopatológicos e hematológicos após o uso de dois sequestrantes de micotoxinas adsorventes em frangos de corte de 1 a 56 dias de vida; 2016; Dissertação (Mestrado em Ciência Animla Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Márcio Botelho Pedrosa

Efeitos do campo eletromagnético de 27,12 MHz emitido por equipamento de ondas curtas na espermatogênese de ratos adultos; 2015; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Anna Kelly de Lima Pontes

AVALIAÇÃO DOS DIFERENTES NÍVEIS DE FENO DE ALFAFA SOBRE PARÂMETROS MORFOMÉTRICOS E QUALITATIVOS DO PARÊNQUIMA TESTICULAR E NIVEIS SÉRICOS DE TESTOSTERONA EM OVINOS (Ovis aries) SEM RAÇA DEFINIDA; 2015; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Alluanan Adelson do Nascimento Silva

Análise morfométrica e histopatológica do parênquima testicular de ratos wistar induzidos ao diabetes por estreptozotocina e submetidos ao tratamento com diferentes concentrações de insulina; 2014; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Jessica Santana de Oliveira

Efeito da dieta hipoproteica durante a vida intrauterina e pós-natal no testículo de Ratos Wistar; 2014; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Vinicius Vasconcelos Gomes de Oliveira

Avaliação das Lesões Inflamatórias e da Carga Parasitária em òrgãos do Sistema Genital Masculino e Feminino de cães com infecção Natural por Leishmania (Leishmania) infantum (Nicole, 1908); 2013; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Simone Regina Barros de Macêdo

AVALIAÇÃO DO EFEITO ESTERILIZANTE DA SOLUÇÃO À BASE DE GLUCONATO DE ZINCO (INFERTILE) EM TESTÍCULOS DE RATOS WISTAR EM ASSOCIAÇÃO COM ANTIINFLAMATÓRIOS E ANTIÁLGICO; ; 2013; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Jacilene Lourenço da Silva

Avaliação imunohistopatológica, ultraestrutural, histoquímica e correlação da carga parasitária (qPCR) com as lesões renais e nas vias urinárias em cães naturalmente infectados por Leishmania (Leishmania) infantum; ; 2013; Dissertação (Mestrado em Ciência Animla Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Ana Katharyne Ferreira Fagundes

ESTERILIZAÇÃO DE GATOS COM INJEÇÃO INTRATESTICULAR DE GLUCONATO DE ZINCO; ESTUDO CLÍNICO, BIOQUÍMICO E HORMONAL; 2012; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Jessica Santana de Oliveira

Efeito da dieta hipoprotéica durante os períodos de prenhez e lactação no testículo de ratos Wistar adultos; ; 2012; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fernanda Mafra Cajú

Avaliação dos efeitos do inibidor da fosfodiesterase 5, tadalafila, sobre função testicular de camundongos; 2012; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Luiz André Rodrigues de Lima

Efeito protetor e/ou restaurador do chá da casca de noz-pecã (Carya illinoensis) sobre a espermatogênese de ratos wistar submetidos ao choque térmico testicular; 2011; Dissertação (Mestrado em Progrma de Pós-Graduação em Biociência Animal) - Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Gian Carlo D´Angelo de Queiroz

EFEITOS PREVENTIVOS E/OU RESTAURADORES DA PENTOXIFILINA SOBRE A ESPERMATOGÊNESE DE RATOS WISTAR ADULTOS SUBMETIDOS A CHOQUE TÉRMICO TESTICULAR; 2010; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Moisés Bonifácio Alves Ferreira Filho

INFLUÊNCIA DE CAMPOS ELETROMAGNÉTICOS DE BAIXA FREQÜÊNCIA NA REGENERAÇÃO TISSULAR APÓS CHOQUE TÉRMICO TESTICULAR; 2010; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Catarina Ferreira Pinto

AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTITUMORAL IN VIVO DA MELATONINA, PRÓPOLIS VERDE E PACLITAXEL, ISOLADOS E EM ASSOCIAÇÃO FRENTE A TUMORES DE EHRLICH EM CAMUNDONGOS; 2010; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fernanda Mafra Cajú

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO INIBIDOR DA FOSFODIESTERASE 5, TADALAFILA, SOBRE FUNÇÃO TESTICULAR DE CAMUNDONGOS; 2010; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Bruno Mendes Tenório

Efeitos dos Campos Eletromagnéticos de Baixa Frequência na Espermátogênese de Ratos em Diferentes Fases de Maturação; 2009; Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

ELAYNE CRISTINE SOARES DA SILVA

Avaliação Toxicológica e do Potencial antitumoral de uma Naftoquinona Sintética, Estruturalmente Relacionada ao Lapachol, em Tumores de Ehrlich Implantados em Camundongos; 2009; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Flávia Corrêa Maia

Atividade Antitumoral In vivo da Lectina de Sementes da Canavalia brasiliensis; 2009; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Waldo Oliveira Monteiro filho

Manipulação Neonatal do Sistema Serotoninérgico em Ratos Wistar Utilizando Fluoxetina; 2009; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Thiago Augusto Pereira de Moraes

Influência da pentoxifelina no desenvolvimento testicular neonatal e no processo espermatogênico de ratos Wistar adultos; 2007; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Guadalupe de Carvalho Xavier

Efeito da suplementação alimentar com selênio + vitamina E em caprinos submetidos a insulação escrotal; 2007; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Júlio Rodrigues Pereita Júnior

Atividade da Callendula officinallis sobre as fibras colágenas na cicatrização cutânea de cães; Estudo experimental; ; 2004; 0 f; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Cristiane Scavuzzi

Efeito da ivermectina sobre a produção espermática e o processo espermatogênico em cães e ratos Wistar adultos; 2004; 0 f; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Rômulo Mena Barreto Valença

Efeitos de diferentes níveis protéicos na dieta sobre parâmetros reprodutivos e produtivos de suínos híbridos machos inteiros; 2004; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Gabriela Granja Porto

Estudo comparativo de métodos para desenvolver anquilose na articulação temporomamdibular de ratos; 2004; 0 f; Dissertação (Mestrado em Odontologia (Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo Facial)) - Universidade de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Sílvio Romero Marques

Efeito do uso tópico de óleo vegetal com elevada concentração de ácido linoléico (óleo vegetal) no processo cicatricial de falhas cutâneas: estudo experimental em ovinos (Ovis aries); 2002; 80 f; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Paulo Roberto Góes

AVALIAÇÃO CLÍNICA, IMUNOLÓGICA E PARASITOLÓGICA DA ULTILIZAÇÃO DE TAP-04 EM CÃES NATURALMENTE INFECTADOS POR Leishmania infantum; 2020; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Anna Kelly de Lima Pontes Venâncio

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELA GLICERINA SOBRE OS PARÂMETROS REPRODUTIVOS DE OVINOS (Ovis aries) DA RAÇA SANTA INÊS; 2019; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Simone Monte Bandeira de Mello

Análise da influência da alimentação de ovinos com Tifton-85, Palma Orelha de Elefante Mexicana e Palma Miúda sobre a função testicular; 2019; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Alluanan Adelson do Nascimento Silva

Influência do tratamento com metformina, pentoxifilina e melatonina sobre os parâmetros reprodutivos e metabolismo glicídico e lipídico de ratos sedentários alimentados com dieta hiperlipídica e induzidos ao diabetes mellitus; ; 2018; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Vitor Marques de França

Avaliação histopatológica e imunohistoquímica testicular de ovinos alimentados com mucilagem de sisal (Agave sisalana); 2018; Tese (Doutorado em Ciência Animla Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Jessica Santana de Oliveira

ANÁLISE HISTOMORFOMÉTRICA E OXIDATIVA DO TESTÍCULO DE RATOS PROVENIENTES DE FÊMEAS INDUZIDAS AO DIABETES DO TIPO 2 E SUBMETIDAS AO TRATAMENTO COM METFORMINA E PENTOXIFILINA; 2018; Tese (Doutorado em Ciência Animla Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Vinicius Vasconcelos Gomes de Oliveira

ASPECTOS RELACIONADOS À TRANSMISSÃO E À ATIVIDADE BIOLÓGICA DE TIAZÓIS SOBRE Leishmania (Leishmania) infantum (Nicolle, 1908); 2017; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Simone Regina Barros de Macêdo

Alterações histopatológicas e morfométricas renais e hepáticas em ratos Wistar diabéticos, submetidos à dieta hiperlipídica e tratados com metformina, pentoxifilina e melatonina; 2017; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Luiz André Rodrigues de Lima

Efeitos da olanzapina via leite materno sobre o desenvolvimento testicular de ratos Wistar pré-púberes e sua repercussão sobre parâmetros testiculares e endócrinos em adultos; 2017; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Gian Carlo D'Angelo de Queiroz

Avaliação da atividade citotóxica e antitumoral de cisplatina combinada ao (exopolissacarídeo de Lactobacillus fermentum)em camundongos machos (Mus musculus); 2016; Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Inovação Tecnol; em Medicamentos) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Jacilene Lourenço da Silva

Alterações histopatológicas, ultraestruturais e perfil linfocitário em tecidos encefálicos de cães naturalmente infectados por Leishmania (Leishmania) infantum; 2016; Tese (Doutorado em Ciência Animla Tropical) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fabiana Félix de Oliveira

Efeitos dos extratos aquoso e etanólico de Phyllanthus niruri LINN; (qubra-pedra) sobre o testículo, próstata, fígado e rins de ratos wistar adultos: avaliação histopatológica, histomorfométrica e hormonal; 2016; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Ana Katharine Ferreira Fagundes Rossiter

Efeito da atividade antidiabética de compostos de vanadio: avaliação histopatológica e proposta do mecanismo de ação intracelular; 2016; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Sandra Maria de Torres

AVALIAÇÃO ESTRUTURAL E ULTRAESTRUTURAL DE LARVAS E ADULTOS DE Aedes aegypti (LINNAEUS, 1762) (Diptera: Culicidae) SUBMETIDOS A TRATAMENTO COM UM COMPOSTO DE ÓLEOS ESSENCIAIS A BASE DE Azadirachta indica, Melaleuca alternifolia, Copaifera landesdorffi ACR,; 2014; Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Inovação Tecnol; em Medicamentos) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Thiago Augusto Pereira de Moraes

Avaliação toxicológica e antitumoral da aminoquinona ethyl 2-(1,4-dioxo-1,4-dihydronaphthalen-2-ylamino) acetate em camundongos; 2013; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Ana Katharyne Ferreira Fagundes

Avaliação da eficiência de novos compostos à base de vanádio in vivo (ratos diabéticos machos wistar) e in vitro (adipócitos humanos isolados); Avaliação histopatológica e do mecanismo de ação intracelular; ; 2012; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fabiana Félix de Oliveira

EFEITO DOS EXTRATOS AQUOSO E ETANÓLICO DE Phyllanthus niruri LINN; (QUEBRA-PEDRA) SOBRE O TESTÍCULO, PRÓSTATA, FÍGADO E RINS DE RATOS WISTAR ADULTOS: AVALIAÇÃO HISTOPATOLÓGICA E HISTOMORFOMÉTRICA; 2012; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Bruno Mendes Tenório

EFEITO DO CAMPO ELETROMAGNÉTICO DE BAIXA FREQUÊNCIA E DO CHOQUE TÉRMICO NAS CÉLULAS GONADAIS DE RATOS; 2011; Tese (Doutorado em Biociência Animal) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

ERNESTO RODRIGUES SALAS

Conservação da membrana pericárdica bovina para utilização em cirurgia reparadora na parede abdominal em cães; ; 2006; 79 f; Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Joaquim Celestino da Silva Neto

Estudo clínico, histopatológico e morfométrico da influência de gangliosídios na regeneração nervosa periférica em ratos axonotemese; 2006; 200 f; Tese (Doutorado em Odontologia) - Universidade de Pernambuco,; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

KATIA SIMONE ALVES DOS SANTOS

Resposta biológica do tecido conjuntivo subcutâneo de ratos a implantes de cimentos obturadores de canais radiculares; 2006; 100 f; Tese (Doutorado em Odontologia (Dentística e Endodontia)) - Universidade de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Érika Cristina Santos Oliveira

Esterilização de cães com injeção intratesticular de solução a base de zinco; 2006; Tese (Doutorado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Frederico Celso Lyra Maia

Alterações estruturais do pulmão de gatos, Felis catus Linnaeus, 1758 infectados experimentalmente por Dirofilaria immitis, Leidy 1856; ; 2003; 87 f; Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco,; Coorientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Henrique Falcão

Efeito da manipulação do sistema seratoninérgico via transplacentária e leite materno em ratos Wistar adultos; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Biologia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Iana Rhafaela de Sá

Efeito da manipulação do sistema seratoninérgico via transplacentária e leite materno em ratos Wistar pré-púberes; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Biologia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Sandra Maria de Torres

Avaliação da toxicidade aguda de derivado estruturalmente relacionado ao Lapachol, com provável atividade antitumoral; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Bruno Mendes Tenório

Timpanismo espumoso em bovinos; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Victor Hugo de Vasconcelos

Biosseguridade em matrizes de corte; 2006; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Alberes Rafael dos Passos Benedito

Estudo das propriedades biológicas das tiazolinonas, frente ao gênero Leishmanina; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Williane Maria Pereira Barbosa

Análise histopatológica de tecidos encefálicos de cães infectados com Leishmania infantum; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Alberes Rafael dos Passos Benedito

Caracterização da Transmissão Venérea e Vertical da Leishmaniose Visceral na ausência de vetor biológico em Hamster (Mesocricetus auratus); 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Luana Caroline de Araújo Rodrigues

AVALIAÇÃO DE PARÂMETROS BIOMÉTRICOS, HISTOPATOLÓGICOS, IMUNOHISTOQUÍMICO, ESTRESS OXIDATIVO, HEMATOLÓGICOS BIOQUÍMICOS SÉRICOS E DETECÇÃO DE MICOTOXINAS EM TECIDOS DE FRANGOS DE CORTE DURANTE 45 DIAS DE VIDA APÓS O USO DE ADSORVENTES NA RAÇÃO; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Kamyla Guimarães de Olivera

EFEITOS DO CAMPO ELETROMAGNÉTICO DE 27,12 MHZ EMITIDO PELO EQUIPAMENTO DE ONDAS CURTAS SOBRE A ESPERMATOGÊNESE DE RATOS WISTAR ADULTOS; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Bárbara Fonseca Arantes dos Santos

Alterações de vias urinárias em cães naturalmente infectados (Leishmania) infantum; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Kamyla Guimarães de Oliveira

Efeito da dieta hipoproteica durante os períodos de prenhez e lactação no testículo de Ratos Wistar imaturos e adultos; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Yanik Vargas Araújo

Avaliação do potencial antiandrogênico dos extratos aquosos e etanólicos de Phyllantus niruri Linn; e Phyllantus amanus Schum, sobre a função testicular e prostática; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Ebla Lorena Sales de Araújo

Alterações renais em cães naturalmente infectados por Leishmania (Leishmania) infantum; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Vinicius Vasconcelos Gomes de Oliveira

Avaliação dos efeitos do inibidor da fosfodiesterase 5, tadalafila, sobre produção espermática de camundongos; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Sandra Maria de Torres

Câncer de Próstata: indução química através de cádmio em ratos adultos pinealectomizados e avaliação dos efeitos da melatonina e finasteride sobre a evolução tumoral; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Vinicius Vasconcelos Gomes de Oliveira

CÂNCER DE PRÓSTATA: INDUÇÃO QUÍMICA ATRAVÉS DE CÁDMIO EM RATOS ADULTOS PINEALECTOMIZADOS E AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA MELATONINA E FINASTERIDE SOBRE A EVOLUÇÃO TUMORAL; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

ERICA EMERENCIANO ALBUQUERQUE

Avaliação dos efeitos de doses crescentes de finasterida sobre o sistema reprodutor de ratos Wistar adultos; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Paulo Roberto Soares de Goes Filho

EFEITO DOS ANTIINFLAMATÓRIOS ESTEROIDAIS E NÃO ESTEROIDAIS NO MECANISMO DE INIBIÇÃO DE DESENVOLVIMENTO TUMORAL INDUZIDO POR SORO DE TUBARÃO EM CAMUNDONGOS PORTADORES DO CARCINOMA DE EHRLICH; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Cristiane Maia da Silva

INFLUÊNCIA DE CAMPOS ELETROMAGNÉTICOS DE BAIXA FREQÜÊNCIA NA REGENERAÇÃO TISSULAR APÓS CHOQUE TÉRMICO TESTICULAR; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Sandra Maria de Torres

Avaliação dos efeitos da melatonina, da melatonina em associação com própolis verde, e da melatonina associada a própolis verde mais paclitaxel, sobre tumores de mama quimicamente induzidos em ratas com hiperestrogenismo induzido por pinealectomia; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Sandra Maria de Torres

EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR COM VITAMINA ?E? E SELÊNIO NA ESTRUTURA DO PARÊNQUIMA TESTICULAR DE CAPRINOS SRD, SUBMETIDOS A INSULAÇÃO TESTICULAR; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Marcos André Santos Souza

EFEITOS DO -BLOQUEADOR ADRENÉRGICO PROPRANONOL, SOBRE OS PARÂMETROS ESPERMÁTICOS E A FUNÇÃO TESTICULAR EM RATOS WISTAR ADULTOS; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Vinicius Vasconcelos Gomes Oliveira

EFEITO PREVENTIVO E/OU RESTAURADOR DA PENTOXIFILINA E LISOFILINA SOBRE A ESPERMATOGÊNESE DE RATOS WISTAR ADULTOS SUBMETIDOS A CHOQUE TÉRMICO TESTICULAR; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Otávio Gomes Gueiros

EFEITO PREVENTIVO E/OU RESTAURADOR DA PENTOXIFILINA E LISOFILINA SOBRE A ESPERMATOGÊNESE DE RATOS WISTAR ADULTOS SUBMETIDOS A CHOQUE TÉRMICO TESTICULAR; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Victor Hugo de Vasconcelos Calado

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA LUZ E ESCURO CONSTANTE EM ASSOCIAÇÃO OU NÃO COM UM ANTAGONISTA OPIÓIDE DE AÇÃO PROLONGADA, O CLORIDRATO DE NALTREXONE, SOBRE O DESENVOLVIMENTO TESTICULAR E O PERFIL ENDÓCRINO DE RATOS MACHOS WISTAR; 2005; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fernanda Mafra Cajú

Utilização de cloridrato de naltrexone, antagonista de receptor opióides, durante o desenvolvimento testicular pré e pós-natal sobre a produção espermática e perfil endocrinológico de ratos adultos; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Luciana Pedrosa sa Costa Araújo

Efeito de diferentes níveis protéicos na dieta sobre a produção espermática e população de células de Sertoli em reprodutores suínos adultos; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Victor Hugo de Vasconcelos Calado

Avaliação histológica da evolução cicatricial de lesões cirurgicamente indizidas em córnea de coelho tratadas com óleo de semente de girassol; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fernanda Mafra Cajú

Utilização de cloridrato de naltrexone, antagonista de receptores opóides, durante o desenvolvimento pré e pós-natal sobre a produação espermática e perfil endocrinológico em ratos adultos; 2004; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Patricia Fernandes Jasset

Avaliação dos efeitos da luz e escuro constante em associação ou não com um antagonista opióide de ação prolongada, o cloridrato de naltrexone, sobre o desenvolvimento testicular e o perfil endócrino de ratos Wistar; 2004; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Rossana Bruna Ferraz Brandão

MANIPULAÇÃO NEONATAL DO SISTEMA SEROTONINÉRGICO EM RATOS WISTAR UTILIZANDO UM INIBIDOR SELETIVO DA RECAPTURA DE SEROTONINA: EFEITO SOBRE O DESENVOLVIMENTO TESTICULAR E EIXO HIPOTÁLAMO-HIPÓFISE-GÔNADA; ; 2003; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Elayne Cristine da Silva

Utilização do lacre de náilon na esterilização de caninos e felinos; 2003; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Catarina Ferreira Pinto

Manipulação neonatal da sistema serotoninérgico em ratos Wistar utilizando um inibidor seletivo da recaptura de serotonina: efeito sobre o desenvolviemento testicular e eixo-hipotálamo-hipófise-gônada; 2003; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fernanda Mafra Cajú

Utilização de antagonistas de receptores opióides durante o desenvolvimento testicular neonatal sobre a produção espermática e perfil endocrinológico em ratos adultos; 2003; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Fernanda Mafra Cajú

Efeito do tratamento crônico com diferentes antidepressivos sobre a produção espermática em ratos Wistar adultos; 2002; 3 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Thiago Augusto Pereira de Moraes

Efeito do tratamento agudo com diferentes antidepressivos sobre a produção espermática e população de células de Sertoli em ratos Wistar adultos; 2002; 3 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Catarina Ferreira Pinto

MANIPULAÇÃO NEONATAL DO SISTEMA SEROTONINÉRGICO EM RATOS WISTAR UTILIZANDO UM INIBIDOR SELETIVO DA RECAPTURA DE SEROTONINA: EFEITO SOBRE O DESENVOLVIMENTO TESTICULAR E EIXO HIPOTÁLAMO-HIPÓFISE-GÔNADA; ; 2002; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Thiago Augusto Pereira de Moraes

Efeito do tratamento crônico com os antidepressivos inibidores da monoaminoxidase, tricíclicos e inibidores seletivos da recaptura de serotonina sobre a função testicular e o perfil endocrinológico em ratos adultos; 2002; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Aerlem Cynnara Silva Vieira

Efeito de diferentes doses de cloridrato de naloxone sobre o desenvolvimento testicular testicular neonatal de ratos Wistar (Rattus norvergicus, var; albinus); 2001; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Augusto Pereira Felix da Silva

Monitoria da Disciplina de Histologia e Embriologia Veterinária I; 2013; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Ebla Lorena Sales de Araújo

Monitoria da Disciplina de Histologia e Embriologia Veterinária I; 2013; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Bárbara Fonseca Arantes dos Santos

Monitoria da Disciplina de Histologia e Embriologia Veterinária I; 2013; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

ERICA EMERENCIANO ALBUQUERQUE

Monitoria na disciplina Histologia no DMFA da UFRPE; 2010; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Ismaela Maria Ferreira de Melo

Disciplina de Histologia e Embriologia Veterinária; 2007; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Vinicius Vasconcelos Gomes de Oliveira

portal Digital de Histologia da UFRPE; 2007; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Otávio Gomes Gueiros

Portal Digital de Histologia da UFRPE; 2006; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Adriano Pimentel L

Nascimento; Monitoria das Disciplina de Histologia e Embriologia Veterinária; 2004; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Sandra Maria de Torres

Avaliação da mucosa abomasal de bezerros desmamados precocemente com dietas líquidas; 2004; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

João Paulo da Silva Oliveira

Ensino superior: monitoria em histologia e embriologia geral; 2003; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Elayne Cristine da Silva

O ensino de histologia: Elo entre o ensino médio e superior; 2003; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Maria Alice Pires Moreira

O ensino da histologia: Elo entre o ensino médio e superior; 2003; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Ângela Magalhães Vieira

Manejo de Biotério: manejo reprodutivo, controle sanitário e manipulação experimental; 2002; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Rossana Bruna Ferraz Brandão

Manejo de Biotério: reprodução, controle sanitário e manipulação experimental; 2002; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Juliana Maria Quaresma Lohner

Princípios básicos em histotecnologia; 2002; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Catarina Ferreira Pinto

Estágio em ensino superior; 2002; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Amanda Janaína dos Santos

Biotério de Fisiologia (Manejo e Reprodução); 2001; 12 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Rural de Pernambuco; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Catarina Ferreira Pinto

Ensino de graduação em morfologia nas disciplina da área de histologia; 2001; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Pernambuco, Pro Reitoria de Ensino e Graduação Ufrpe; Orientador: Valdemiro Amaro da Silva Junior;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

EDUARDO LEITE GASTAL

Efeitos da indução do hipotireoidismo e hipertireoidismo pós-natal na proliferação das células de Sertoli e na função testicular em suínos; 2000; Tese (Doutorado em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Eduardo Leite Gastal;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA JUNIOR, V. A. ; MAIA, Frederico Celso Lyra ; ALBUQUERQUE, Éricka Rejane Correia de ; VASCONCELOS FILHO, e A ; FONSECA, M N M ; BRITO, Fábio Luiz da Cunha ; CAMARGO, N L ; SILVA, Renata Duarte da . Hemangioma primário hepático em felino - relatode caso. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , Belo Horizonte, v. 57, n.supl.1, p. 1-130, 2005.

  • MAIA, Frederico Celso Lyra ; LIMA, Lireda e M ; SILVA JUNIOR, V. A. ; SILVA, Renata Duarte da ; BRITO, Fábio Luiz da Cunha ; ALBUQUERQUE, Éricka Rejane Correia de . Adenocarcinoma de glândulas ceruminosas em gato - relato de caso. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , Belo Horizonte, v. 57, n.supl.1, p. 1-130, 2005.

  • TEIXEIRA, Marcelo W. ; SILVA JUNIOR, V. A. ; REZENDE, C M L ; MAIA, Frederico Celso Lyra ; BARBOSA, D G . Alo-transplante de bexiga em cães: avaliação histopatológica. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , Belo Horizonte, v. 57, n.Supl. 1, p. 1-130, 2005.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2020 - Atual

    Tratamento de doenças neurodegenerativas em ratos Wistar: terapia com fitocanabinóides, Descrição: As doenças que acometem o sistema nervoso central estão em constante discussão na sociedade, não só pelos prejuízos causados por elas, mas principalmente por não existirem tratamentos efetivos que promovam a sua cura. O presente projeto tem como objetivo buscar, no extrato oleoso da Cannabis sp., uma alternativa de tratamento mais eficaz, com menos danos colaterais e mais econômica que as alternativas convencionais para as doenças de Alzheimer, Parkinson, Autismo e Epilepsia. Para tanto, as enfermidades serão induzidas experimentalmente em ratos Wistar utilizando protocolos específicos a cada uma, e posteriormente será realizado o tratamento com o extrato da Cannabis sp., em proporções (THC:CBD) que atendam a necessidade individual de cada doença. Além disso, os animais serão submetidos a testes para avaliação das funções cognitivas e motoras, e ao final do experimento será realizada a eutanásia e coleta de material biológico para as análises bioquímicas, dosagens hormonais e proteicas, e avaliação histopatológica, histomorfomética e imunohistoquímica de cortes histológicas de sistema nervoso central e vísceras torácicas, abdominais e testículos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / ANTONIO JOSÉ ALVES - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Protocolo experimental para o tratamento de ratos adultos expostos ao ácido valpróico durante período gestacional (transtorno do espectro autista): ação dos canabinóides., Descrição: O espectro do autismo é um transtorno neuropsiquiátrico que se desenvolve na infância precoce, e é caracterizado pelo comprometimento da comunicação, interação social, comportamento estereotipado e interesse restrito do indivíduo. A incidência elevada torna essa patologia um problema de saúde pública mundial, sendo uma das principais causas de incapacitação do desenvolvimento, trazendo graves consequências socioeconômicas. As substâncias isoladas de Cannabis sativa, canabinóides, apresentam efeitos farmacológicos no sistema nervoso central que podem trazer benefícios aos indivíduos autistas uma vez que não há tratamento medicamentoso-padrão disponível que atue junto as alterações nucleares da enfermidade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / ANTONIO JOSÉ ALVES - Integrante / Mariana de França Oliveira da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2019 - Atual

    Protocolo experimental para o tratamento da epilepsia: ação dos canabinóides, Descrição: A epilepsia é uma disfunção cerebral caracterizada pela ocorrência constante e imprevisível de crises convulsivas, causadas pelo disparo desordenado e rítmico de vários neurônios (Matos et al., 2017; McNamara, 1994). Isso decorre de alterações encefálicas que geram hipersensibilidade e hipersincronismo da atividade neuronal (Engel, 1995). Tais alterações estão relacionadas principalmente a um desequilíbrio entre sinapses excitatórias e inibitórias (Matos et al., 2017). O uso de canabinóides pode ser uma alternativa no tratamento da epilepsia, uma vez que o mecanismo de ação desses compostos envolve um controle direto dessas vias. OBLETIVOS Geral: Analisar o efeito do uso do extrato de Cannabis sativa no tratamento da epilepsia refratária através de estudo funcional e estrutural. Específicos: ? Avaliar o peso corporal dos animais durante o período experimental ? Avaliar a função cognitiva de ratos adultos com epilepsia do lobo temporal, tratados com salina, extrato de Cannabis sativa, diazepam, fenobarbital e ácido valpróico (AVP). ? Realizar a avaliação histopatológica e histomorfométrica (H-E/Crezil-Violeta-Hematoxilina) do cérebro, cerebelo e tronco encefálico de ratos adultos com epilepsia do lobo temporal, tratados com salina, extrato de Cannabis sativa, diazepam, fenobarbital e AVP. ? Avaliar o córtex frontal, córtex temporal, gânglios da base, tálamo, amígdala, hipocampo, córtex e núcleos cerebelares de ratos adultos com epilepsia do lobo temporal, tratados com salina, extrato de Cannabis sativa, diazepam, fenobarbital e AVP através de ECOG. ? Determinar o estresse oxidativo no fígado, rins e sangue de ratos adultos com epilepsia do lobo temporal, tratados com salina, extrato de Cannabis sativa, diazepam, fenobarbital e AVP. ? Quantificar expressão de citocinas inflamatórias (IL-1, TNF e IL- 6) de ratos adultos com epilepsia do lobo temporal, tratados com salina, extrato de Cannabis sativa, diazepam, fenobarbital e AVP. Avaliar alterações astrocitárias (GFAP, vimentina e proteína S-100) e neuronais (sinapofisina) em ratos adultos com epilepsia do lobo temporal, tratados com salina, extrato de Cannabis sativa, diazepam, fenobarbital e AVP. JUSTIFICATIVA Propor uma alternativa terapêutica farmacológica para o tratamento da epilepsia refratária a partir do extrato de Cannabis sativa com base numa análise comparativa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / ANTONIO JOSÉ ALVES - Integrante / TEREZINHA CARLA CARVALHO DA SILVA - Integrante.

  • 2019 - Atual

    USO DOS CANABINÓIDES PARA TRATAMENTO EXPERIMENTAL DA DOENÇA DE PARKINSON EM RATO WISTAR., Descrição: O mecanismo de ação dos canabinoides na redução da sintomatologia da Doença de Parkinson, bem como no retardo da progressão da doença, ainda não está bem elucidado, sendo necessário melhorar a compressão destes mecanismos. Diante disso, pretendemos neste estudo fornecer um embasamento científico para o uso de extrato de Cannabis sp. na formulação de um protocolo terapêutico experimental em rato wistar para o tratamento da Doença de Parkinson. Objetivos Geral Analisar o efeito do uso do extrato de Cannabis sp. no tratamento da Doença de Parkinson. Específicos a. Avaliar a função motora e cognitiva de ratos adultos induzidos a doença de Parkinson e tratados com extrato de Cannabis sp. e/ou L-dopa. b. Realizar a avaliação histopatológica, histomorfométrica e imunohistoquímica do cérebro, cerebelo e tronco encefálico de ratos adultos induzidos a doença de Parkinson e tratados com extrato de Cannabis sp. e/ou L-dopa c. Determinar o estresse oxidativo de ratos adultos com parkinsonismo, tratados com extrato de Cannabis sp. e/ou L-dopa. d. Quantificar a expressão de citocina inflamatória (IL-6) de ratos adultos com parkinsonismo, tratados com extrato de Cannabis sp. e/ou L-dopa. Apresentação da hipótese O extrato de Cannabis pode ser utilizado para tratamento da Doença de Parkinson.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Amanda de Deus Ferreira Alves - Integrante / ANTONIO JOSÉ ALVES - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Avaliação do potencial terapêutico da Cannabis sp. em modelo experimental da doença de Alzheimer em ratos Wistar adultos., Descrição: Para o tratamento da DA, são utilizados inibidores de acetilcolinesterase, são eles: Rivastigmina, Galantamina e Donepezila. (SIQUEIRA, 2017). O custo desse tratamento é relativamente alto, e são diversos os prejuízos orgânicos causados pelos efeitos colaterais de tais fármacos. (APSEN, 1999). Em contra partida, diversas pesquisas já mostram que o componente não psicotrópico da Cannabis sativa promove proteção contra neurotoxicidade causada pelo peptídeo beta-amilóide (HUGHES, 2018). Diante desse contexto, faz-se necessário a investigação de alternativas mais eficazes e econômicas, e na busca de respostas e resultados efetivos, propõe-se o presente projeto, que visa proporcionar um maior entendimento da doença de Alzheimer e analisar o potencial terapêutico da Cannabis sp. no tratamento da mesma. OBJETIVOS Geral ? Avaliar o uso de canabinoides como alternativa terapêutica na doença de Alzheimer frente aos fármacos utilizados no mercado. Específicos ? Identificar e caracterizar, na histopatologia, as lesões causadas pela administração do AlCl3 ? Avaliar histopatologicamente a evolução das lesões após o tratamento experimental com CBD. ? Quantificar células lesadas sob microscópio de luz polarizada coradas com vermelho Congo ? Determinar indicadores do estresse oxidativo plasmáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / ANTONIO JOSÉ ALVES - Integrante / Raíssa Nunes da Silva - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Avaliação do efeito da pentoxifilina e melatonina sobre o estresse oxidativo e carcinogênese ocasionado por Aflatoxina B1 em Ratos Wistar, utilizando imunodetecção da Arginase-1., Descrição: Os fungos filamentosos através da decomposição de alimentos produzem metabólitos secundários, que são chamados de micotoxinas. Uma determinada micotoxina pode ser produzida por mais de uma espécie de fungo, assim como uma mesma espécie de fungo pode produzir diferentes tipos destes metabólitos (PEREIRA e SANTOS, 2011). As micotoxinas são conhecidas por iniciar lesões neoplásicas através da indução de danos no DNA. Sendo aflatoxina B1 (AFB1), produzida pelos fungos Aspergillus flavus e Aspergillus parasiticus, um agente genotóxico que causa carcinoma hepatocelular (HCC), através de ligações DNA - AFB1 (SMELA et al., 2001). Os danos das micotoxinas no DNA podem induzir o estresse oxidativo, causando necrose nos hepatócitos devido à liberação de citocinas pró-inflamatórias. As três enzimas antioxidantes, superóxido dismutase (SOD), catalase, e glutationa peroxidase (GPx), constituem o sistema de defesa antioxidante das células (QUETO et al., 2010). A melatonina (N-acetil-5-metoxitriptamina) é produzida pela glândula pineal, assim como numerosos órgãos, incluindo ovário, testículos, medula óssea, intestino, placenta e fígado. Estudos tem focado o papel da melatonina reduzindo estresse oxidativo , impedindo a peroxidação de lipídios da membrana celular, além de eficácia na fibrogênese e intoxicação hepática por CCL4 (ESTEBAN- ZUBERO et al., 2016). A pentoxifilina é um inibidor não seletivo da fosfodiesterase, derivado da metilxantina, com efeito antinflamatório e imunomodulador (RENKE et al., 2010). Alguns estudos mostram uma boa associação da pentoxifilina e melatonina, principalmente com eficácia na hepatite, estatose hepática, doença renal e artrite reumatoide (SEDGER e McDERMOTT 2014), entretanto poucas pesquisas estão direcionadas a ação desta droga no carcinoma hepatocelular. Outro fator importante é a identificação e diferenciação tumoral, principalmente de carcinomas e metástases hepatocelulares, auxiliando o tratamento e prognóstico da doença. Diversos marcadores de diagnóstico menos sensíveis são estudados e utilizados para identificação de tumores hepatocelulares como o Hepatócito parafina-1 (Hep- Par-1) e o glipicano-3, antigéno carcinoembrionário policlonal, CD10 e - fetoproteína. Necessitando de pesquisas mais aprofundadas na utilização de marcadores com maior sensibilidade e especificidade, como a arginase-1 (Arg-1) que é uma enzima envolvida na hidrólise da arginina em ureia e ornitina (TIMEK et al., 2012). Nesse contexto, objetiva-se verificar o desenvolvimento de tumores hepáticos por meio de inoculação de micotoxina. Associando a ação de imunomarcadores de hepatócitos como a Arginase-1 e avaliando o efeito da dietilcarbamazina melatonina e pentoxifilina na imunomodulação da fibrinogênese e carcinogênese hepática. 2. OBJETIVOS 2.1 GERAL Avaliar a ação da pentoxifilina e melatonina sobre o estresse oxidativo e carcinogênese hepática ocasionado por Aflatoxina B1 em Ratos Wistar utilizando imunodetecção da Arginase-1. 2.2 ESPECÍFICOS 1. Avaliar os efeitos carcinogênicos da AFB1 em Ratos Wistar; 2. Avaliar o efeito da pentoxifilina e melatonina na fibrinogênese; 3. Verificar através dos achados histopatológicos as lesões em múltiplos orgãos e os tipos tumorais encontrados; 4. Detectar a mutação no gene supressor de tumores (p53) 5. Verificar a identificação de expressão da Arginase-1 6. Detectar a enzima Arginase-1 por meio da imunocitoquímica nos tumores hepáticos encontrados; 7. Identificar a diferenciação dos tumores hepáticos através da coloração imunocitoquímica das citoqueratinas; 8. Avaliar a bioquímica sérica hepática dos animais inoculados com AFB1; 9. Verificar os níveis de estresse oxidativo ocasionado pela ação da AFB1.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Márcia Bersane de Araújo Medeiros - Integrante.

  • 2016 - 2020

    ADIÇÃO DE DIFERENTES NÍVEIS DE GLICERINA BRUTA NA DIETA DE OVINOS (Ovis aries) DA RAÇA SANTA INÊS: AVALIAÇÃO MORFOFUNCIONAL TESTICULAR RENAL E HEPÁTICA, Descrição: Um dos fatores mais onerosos na criação de ovinos é a alimentação, especialmente os componentes concentrados, como milho. Desta forma, a busca por fontes alternativas que possam substituir tais componentes tem ganhado espaço. A glicerina bruta, tem alto valor energético, baixo custo e seu reaproveitamento é interessante em prol da preservação ambiental. Por outro lado, há relatos na literatura sobre possíveis efeitos negativos do glicerol na reprodução masculina. Desta forma avaliou-se os efeitos da substituição do milho pela glicerina bruta sobre os parâmetros reprodutivos de carneiros da raça Santa Inês. Foram utilizados 40 cordeiros machos, com seis meses de idade e peso médio inicial de aproximadamente 21,0 Kg. Os animais foram submetidos ao confinamento de 90 dias, sendo 24 dias para adaptação e 66 dias para experimentação. Os tratamentos foram compostos por quatro níveis de glicerina bruta: 0%, 6%, 12% e 18%, que foram adicionadas como concentrado nas dietas. Ao final do confinamento, foi realizada a coleta sangue, para dosagem de testosterona plasmática, e pesagem dos animais. Após eutanásia, os complexos testículo-epidídimo (CTE) foram removidos e pesados individualmente, logo após foi calculado o índice gonadossomático. Foram obtidos cortes histológicos (4 m) do testículo, os quais foram corados em Azul de Toluidina, montados com Entelan e analisados morfologicamente e morfometricamente em microscópio óptico. O peso, medidas biométricas do testículo, índice gonadossomático e peso líquido dos testículos foram maiores para os grupos que consumiram glicerina. Dentre os parâmetros tubulares,o comprimento total dos túbulos seminíferos foi maior para os animais que consumiram 6% de glicerina. O volume tubular total e o volume do epitpelio seminífero aumentaram para os grupos que consumiram glicerina. A população de células de Leydig foi menor para o grupo que consumiu 12% de glicerina, comparado ao que recebeu 18%, enquanto o volume individual da célula de Leydig foi maior para o o grupo que consumiu 12% de glicerina em relação ao que recebeu 18%. O diâmetro nuclear das células de Leydig foi menor para o grupo que recebeu 18% em relação aos demais grupos. Acerca dos indicadores do estresse oxidativo, a SOD aumentou para os grupos 12% e 18% comparado com o controle e 6%, a produção de CAT foi maior no grupo 18% em relação ao controle e 6%. A produção de GST foi maior no grupo 18% em relação aos demais, já o óxido nítrico diminuiu para todos os grupos experimetais contrastado com o controle. O MDA foi significativamente maior no grupo 18% em relação ao controle e 6%. Observou-se com os resultados expostos que o consumo de glicerina por ovinos no nível de 6% melhora diversos aspectos que são indicativos de um bom desempenho reprodutivo do animal sem provocar qualquer estímulo ao estresse oxidativo, podendo assim, ser incluso na dieta com o objetivo de reduzir gastos e melhorar a função reprodutiva dos animais. Palavras-chave: Glicerina, reprodução, carneiro, histomorfometria, estresse oxidativo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / DE CARVALHO, FRANCISCO FERNANDO RAMOS - Integrante.

  • 2016 - 2020

    Avaliação da função testicular de ovinos alimentados com palmas resistentes a cochonilha das variedades orelha de elefante mexicana e miúda., Descrição: As últimas décadas têm sido marcadas por diferentes tentativas de alimentação para os rebanhos de ovinos. Sabe-se que a nutrição está relacionada com o tamanho e função testicular. A relação entre alimentação e suas consequências na função reprodutiva em ovinos, ainda não está completamente elucidada. Desta forma, avaliou-se a influência da dieta com Feno de Tifton-85 associada a Palma Forrageira Miúda e do Feno de Tifton-85 associado a Palma Forrageira Orelha de Elefante Mexicana (OEM) comparadas com Feno de Tifton-85 exclusivamente. A pesquisa foi realizada no setor de Caprinovinocultura da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Os animais foram comprados de uma criação comercial de Flores, Pernambuco. Foram utilizados 40 ovinos mestiços, machos inteiros, com quatro meses de idade e peso médio inicial aproximadamente de 23,0 2,0 Kg. Os animais foram divididos em três grupos: grupo controle alimentado com tifton-85, grupo experimental alimentados com tifton-85 e palma Miúda e o grupo alimentado com tifton-85 e palma de Orelha de Elefante Mexicana. As dietas foram fornecidas em colchos individuais duas vezes ao dia durante 60 dias. Foi realizada análise morfométrica, morfológica e histopatológica do complexo testículo-epidídimo (CTE). A dosagem sérica de testosterona foi realizada por eletroquimioluminescência. Realizu-se estresse oxidativo onde foi analisada a catalase (CAT), a superóxidodismutase (SOD), glutationa, malondialdeído (MDA) , óxido Nítrico (ON). O peso corporal dos animais não diferiu significativamente entre os grupos experimentais. O peso testicular dos ovinos alimentados com a palma foi significativamente maior com relação aos que receberam alimentação com feno de Tifton-85. A análise morfométrica, histopatológica e o estresse oxidativo demonstraram que a palma forrageira apresentou sinais protetores em relação ao parênquima testicular. Os níveis de testosterona foram mais elevados nos animais alimentados com palma miúda com relação aos demais grupos experimentais. Através dos dados obtidos com o presente estudo, pode-se concluir que a dieta com a palma forrageira promoveu uma proteção do parênquima testicular com preservação da arquitetura do testículo. Observou-se que os animais submetidos à alimentação com palma forrageira apresentaram redução do estresse oxidativo garantindo, assim, a melhora da função reprodutiva. Palavras Chaves: Palma Forrageira, Estresse Oxidativo, Função testicular, ovinos. Correspondência: Valdemiro Amaro da Silva Junior, Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Av. Dom Manuel de Medeiros S/N, Dois Irmãos, Recife, Brazil CEP 52171-900. Tel: +55(81)3320.6430; E-mail: valdemiroamaro@gmail.com. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / CARVALHO, FRANCISCO FERNANDO RAMOS DE - Integrante.

  • 2016 - 2018

    Alterações renais de ovinos submetidos a diferentes dietas a base de palma forrageira: análise histopatológica, histoquímica e bioquímica sérica., Descrição: A utilização da palma forrageira na alimentação de pequenos ruminantes em grandes quantidades foi alvo de estudos por vários autores os quais constataram os efeitos benéficos da inclusão deste componente na ração. Para Tegegne et al. (2007) a dieta pode ser composta por até 70% de palma forrageira, sem efeitos prejudiciais. Bispo et al. (2007) relata a utilização da palma em substituição de capim elefante em até 56% na dieta de ovinos e descreve melhorias na digestão e eficiência na utilização dos nutrientes. As variedades Orelha de Elefante Mexicana (Opuntia stricta) e IPA (Opuntia sp) possuem espinhos que podem dificultar a aceitação pelo animal devido ao incômodo provocado (Neves, 2010; Moraes et al 2011). Além das características de produtividade e resistência a pragas e doenças, é necessário que a palma forrageira seja palatável e possua valor nutricional adequado para atender as necessidades animal (Moraes, 2012). Diversos trabalhos têm evidenciado que o consumo de palma forrageira reduz a ingestão de água por diferentes espécies de ruminantes (Lucena,2011) e, dependendo do seu percentual na dieta, a ingestão de água supera em muito os requerimentos hídricos dos animais. Ramos et al., (2006) observaram que o volume de água consumido por ovinos diminuiu de 2,4 L da dieta controle (sem palma) para 0,1 L quando o consumo de palma foi maior do que 300 g de MS/dia. Além disso, as consequências dos altos níveis de oxalatos em cactáceos podem tornar o cálcio assim como outros minerais, indisponíveis para absorção por parte dos animais que tenha na dieta este componente acima de 70% da matéria seca (Heaney et al,. 1988). OBJETIVO GERAL: Avaliar a influência de diferentes tipos de palma forrageira na dieta dos ovinos sobre parâmetros anatomohistopatológicos, histoquímicos e morfométricos do parênquima renal as possíveis repercussões na função deste órgão. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Avaliar o desempenho ponderal do peso dos ovinos durante todo período experimental; Avaliar anatomohistopatologicamente o parênquima dos rins de ovinos alimentados com diferentes tipos de palma forrageira na ração. Determinar a densidade volumétrica entre componentes do parênquima renal com alterações degeneretivas ou não após administração de diferentes tipos de palma forrageira na ração. Analisar morfometricamente os glomérulos renais para determinar aterações compativeis ou não com insuficiência renal. Avaliar histoquimicamente a membrana basal dos glomérulos e túbulos renais com PAS; prata metamina e tricrômico de Mallory. Determinar a presença de cálcio em tecido renal através da utilização do Von Kossa. Avaliar a função renal através da determinação dos níveis de ureia e creatinina ao longo do periodo experimental;. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Ângela Maria Vieira Batista - Integrante / Pierre Castro Soares - Integrante.

  • 2013 - 2015

    EFEITOS DA EXPOSIÇÃO A CAMPOS ELETROMAGNÉTICOS DE 1.8 GHZ SOBRE TECIDOS COM ALTA E BAIXA TAXA DE RENOVAÇÃO CELULAR: UM ESTUDO MORFOMÉTRICO, HISTOQUIMICO E CLINICO EM RATOS WISTAR ADULTOS., Descrição: Nos dias atuais observa-se o aumento da linhas telefônicas ativas no mundo inteiro e algumas capitais do Brasil, por exemplo na cidade de Recife, há uma alta teledensidade, apresentando uma média de mais de quase duas linhas por habitante, o que nos coloca em um ambiente de imersão em exposição a campos eletromagnéticos (CEM) das mais variadas frequências, o que o uso prolongado e de forma constante pode gerar alterações morfofuncionais e comportamentais nos indivíduos a longo prazo. O objetivo do estudo será de verificar a exposição a estes CEM de forma crônica e contínua, a fim de verificar possíveis alterações histomorfométricas e comportamentais em ratos wistar adultos. O estudo realizar-se-a de forma a expor grupos de animais a frequências da ordem de 1,8GHz, de forma crônica, e verificar alterações nos padrões comportamentais e de ondas cerebrais a partir do eletroencefalograma, e o grupo controle, submetido aos mesmos protocolos, sem a exposição ao CEM E após analisar as estruturas do sistema nervoso central e das células do sistema reprodutor masculino e células espermáticas de foma, morfométrica, histológica e histoquímica. Uma vez que dispõem-se de tipos celulares de alto metabolismo e com células com elevado grau de regeneração e duplicação, (células espermáticas) e tecidos com baixo poder de regeneração do (sistema nervoso central).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador.

  • 2012 - 2016

    Efeito da dieta hipoprotéica durante os períodos de prenhez e lactação no testículo de ratos Wistar adultos, Descrição: A restrição protéica durante o início da vida pode colocar toda a espermatogênese em risco, devido aos eventos cruciais para a atividade reprodutora durante tal período. Este projeto visa investigar o efeito da dieta hipoproteica em diferentes períodos de prenhez e lactação no testículo de ratos Wistar, através da análise quantitativa e qualitativa da espermatogênese. Fêmeas prenhes serão divididas em quatro grupos: Grupo Controle-Controle (GCC), alimentadas com dieta normoproteica durante prenhez e lactação; Grupo Desnutrido-Desnutrido (GDD), alimentadas com dieta hipoproteica nesses períodos; Grupo Controle-Desnutrido (GCD), alimentadas com dieta normoproteica na gestação e hipoproteica na lactação; Grupo Desnutrido-Controle (GDC), alimentadas com a dieta hipoproteica na gestação e normoproteica na lactação. Os machos das proles experimentais serão eutanasiados aos 21 e 90 dias. Os órgãos do sistema reprodutor serão coletados, fixados em glutaraldeído e direcionados para análises em microscópio óptico e eletrônico, e o sangue será retirado para análises hormonais. Serão medidos, para o testículo, o diâmetro e comprimento tubular, altura do epitélio, proporção volumétrica e produção espermática. Será calculada a população, volume e diâmetro nuclear das células de Leydig e o número e diâmetro nucleolar das células de Sertoli. Os dados serão analisados pelo teste de Kruskal-Wallis, com significância de 5%.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal Rural de Pernambuco - Cooperação.

  • 2012 - 2016

    Análise morfométrica e histopatológica do parênquima testicular de ratos Wistar induzidos ao diabetes por estreptozotocina e submetidos a um tratamento com diferentes concentrações de insulina., Descrição: O diabetes mellitus é frequentemente associado com disfunções na reprodução masculina. Vários estudos realizados relatam alterações na espermatogênese em indivíduos portadores da doença. O objetivo do estudo é avaliar os efeitos da administração de diferentes concentrações de insulina no parênquima testicular de ratos induzidos ao diabetes, através de análises quantitativas e qualitativas. Ratos machos Wistar adultos (n = 52) mantidos em gaiolas com dieta e água ad libitum e ciclo invertido diário (12 h claro/ 12 h escuro) serão divididos em cinco grupos: Controle, Diabético e três grupos diabéticos tratados com 1/2, 1/4 e 1/8 de insulina, a partir de uma dosagem padrão estabelecida. A indução ocorrerá através de dose única de estreptozotocina (60 mg/kg), sendo incluídos aqueles com glicemia acima de 200 mg/dL. Após oito semanas, os animais serão pesados, anestesiados, o sangue coletado para dosagem de testosterona, provas hematológicas, bioquímicas e hemogramas. Após a perfusão, os testículos e epidídimos serão removidos, pesados e processados em resina. Serão realizadas analises morfometricas e histológicas por microscopia óptica e eletrônica. Fragmentos do testículo serão homogeneizados para testar o estresse oxidativo (substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico, glutationa reduzida e catalase). Para a estatística, será feito o teste de Kruskall-Wallis significante a 5%.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador.

  • 2012 - 2016

    Avaliação do potencial anti-androgênico dos extratos aquoso e etanólico de Phyllanthus niruri Linn. e Phyllanthus amarus Schum, sobre a função testicular e próstatica, Descrição: Phyllanthus niruri Linn. e Phyllanthus amarus Schum pertencem ao gênero Phyllanthus, são plantas conhecidas por serem usadas na medicina tradicional e são chamadas de quebra-pedra. A partir dos componentes químicos encontrados nessas plantas, muitos estudos têm sido realizados, pois elas são conhecidas por atuarem com propriedades anti-hipertensiva, hepatoprotetora, analgésica, anti-inflamátória e antimicrobiana além de anti-carcinogênica para P. amarus, e para P. niruri atividades anticancerígena, anti-nociceptiva, hipoglicêmica, anti-oxidante, diurética, anti-inflamatória, tratamentos hepatotoxico, hepatite B, entre outros. Muitos testes já foram realizados para descobrir os benefícios oriundos das partes e do todo dessa planta, mas não foram encontrados trabalhos envolvidos com patologias associadas ao sistema reprodutor masculino. Sendo assim, faz-se necessário desenvolver novos estudos e mecanismos através da fitoterapia para avaliar novos tratamentos e atividades desempenhadas por essas plantas, como a função anti-androgênica que pode trazer uma nova esperança e estratégia para melhoras a enfermidades inerentes a função testicular e próstatica. Para tal 30 animais adultos receberam os extratos aquoso e etanólico na proporção de 50 e 100mg/kg de ambas as plantas por 30 dias. Posteriormente serão avaliados para visualizar a ação dos extratos perante os órgãos reprodutores e a ação nos órgãos vitais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador.

  • 2012 - 2016

    Alterações renais em cães naturalmente infectados por Leishmania (Leishmania) infantum., Descrição: Causada pelo protozoário do gênero Leishmania, a Leishmaniose Visceral (LV) é uma zoonose que ocorre em diversas partes do mundo, sendo relatada em mais de 88 países (TOZ et al, 2009). A doença ataca não só o homem como também outras espécies de mamíferos como: cães, gatos, canídeos silvestres, marsupiais e roedores. Porém o cão, pelo seu contato mais próximo ao homem, tornou-se o principal reservatório e fonte de infecção e transmissão desta importante doença (GARCIA E MARCONDES, 2007). Atualmente, na rotina da clínica veterinária tem aumentado sobremaneira a incidência de casos de Leishmaniose e muitos destes com sinais clínicos de insuficiência renal. A leishmaniose visceral canina (LVC) apresenta-se de diversas formas podendo confundir-se com muitas outras. O cão pode apresentar-se assintomático mesmo que sorologicamente positivo, oligossintomático e sintomático (MANCIANTI et al. 1988). As lesões incluem perda de peso, linfadenopatia, hepatoesplenomegalia, uveíte, poliartrite, lesões de pele e finalmente um grave comprometimento renal, sendo este muitas vezes a causa de mortes dos animais (BRITO, 2004; TILLEY & SMITH JR., 2008). A nefropatia pode ter origem no infiltrado de células T CD4+ encontradas na região glomerular e intersticial dos rins de cães naturalmente infectados com L. infantum(COSTA et al,2000). Havendo imunocomplexos, há a proliferação de células glomerulares bem como o espessamento da parede dos capilares, o que morfologicamente é identificado como hialinização e esclerose glomerular(SOARES, 2009). Também ocorrem glomerulonefrites: Membranosa, proliferativa e membranoproliferativa(GRAUER & DIBARTOLA, 2004), levando a alterações da função do órgão em questão. Serão utilizados 30 animais, todos provenientes do CVA da cidade de Bezerros, Pernambuco. Serão utilizados para diagnóstico da doença: Avaliação clínica, testes disponíveis para o diagnóstico da doença, análise bioquímica, histopatológica e PCR, uma vez que esta técnica permite a detecção do DNA independente do estágio clínico (COSTA-VAL et al., 2007; MANNA et al., 2009).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador.

  • 2012 - 2016

    AÇÃO FARMACOLÓGICA DA OLANZAPINA SOBRE O EIXO HIPOTÁLAMO-PITUITÁRIA-GONADA E ESPERMATOGÊNESE DE RATOS WISTAR DURANTE O DESENVOLVIMENTO TESTICULAR PRÉ E PÓS-NATAL, Descrição: A olanzapina é um antipsicótico atípico com ação antagonista para receptores de dopamina e serotonina empregado no tratamento da esquizofrenia. A presente pesquisa tem como objetivo avaliar os efeitos da administração da olanzapina sobre o eixo hipotálamo-hipófise-gônada e espermatogênese durante o período pré-natal e neonatal do desenvolvimento testicular em ratos. Serão utilizados 60 ratos Wistar (Rattus norvegicus), pertencentes ao biotério da Área de Fisiologia do DMFA/UFRPE, divididos em cinco grupos experimentais: Controle ? solução fisiológica 0,9% NaCl; Olanzapina (Olz) 1 mg/kg; Olz 2,5mg/kg; Olz 5mg/kg e Olz 10mg/kg. Serão determinados níveis plasmáticos de testosterona, prolactina, FSH, LH, parâmetros reprodutivos como: proporções volumétricas dos componentes do parênquima testicular, diâmetro dos túbulos seminíferos; número de células de Sertoli por grama de parênquima testicular; produção espermática diária; e histopatologia e microscopia eletrônica do parênquima testicular. Será investigada, por Real Time qPCR, a expressão gênica das enzimas esteroidogênicas presentes nas células progenitoras e adultas de Leydig. Apesar de conhecimento sobre a ação dos antipsicóticos interferir no controle das funções reprodutivas, nenhum estudo sobre ação do fármaco durante o desenvolvimento testicular foi realizado. Assim, compreender seu mecanismo sobre o eixo hipotálamo-pituitária-gônoda e sobre os parâmetros reprodutivos do macho é importante para possibilitar terapia antipsicótica adequada.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / LUIZ ANDRE RODRIGUES DE LIMA - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal Rural de Pernambuco - Cooperação.

  • 2012 - 2014

    ANÁLISE MORFOMÉTRICA E HISTOPATOLÓGICA DO PARÊNQUIMA TESTICULAR DE RATOS WISTAR INDUZIDOS AO DIABETES POR ESTREPTOZOTOCINA E SUBMETIDOS AO TRATAMENTO COM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE INSULINA, Descrição: O Diabetes Mellitus (DM), consiste em um conjunto de doenças metabólicas decorrentes do acúmulo de glicose na corrente sanguínea (hiperglicemia) devido ao comprometimento na função ou produção da insulina (LEHNINGER, 2002). O DM pode afetar a função reprodutiva de machos como resultado de seus efeitos sob o controle endócrino do processo espermatogênico (AGBAJE et al., 2007). Estudos apontam que nos indivíduos diabéticos ocorre uma diminuição nos níveis de LH e FSH, causando uma resposta menor por parte do epitélio do túbulo seminífero, além de uma redução considerada de tecido intersticial, essa redução causou uma diminuição no tamanho testicular (BALLESTER et al., 2004). Muitos estudos têm sido realizados a respeito dos efeitos do DM na fertilidade masculina, e têm sido amplamente relatadas alterações na espermatogênese em indivíduos portadores da doença (AGBAJE et al, 2007; NAVARRO-CASADO et al, 2010; RICCI et al, 2009; BALLESTER et al, 2004). A disfunção sexual em machos é bastante relatada em indivíduos diabéticos, mas os mecanismos ainda não são bem conhecidos (RICCI, 2009; SHRILATHA & MURALIDHARA, 2007). Muitos estudos têm sido realizados e a diminuição dos níveis plasmáticos de testosterona é um dos principais fatores na doença, acarretando em uma alteração endócrina do processo espermatogênico, que pode acontecer de várias formas tendo como alvo o eixo hipotalâmico-hipofisário (AGBAJE, 2007). As baixas concentrações de testosterona, devido à ação direta nas células de Leydig, geram uma desregulação da espermatogênese, pois para que a mesma ocorra de forma eficiente são necessários níveis estáveis do andrógeno, levando a diversos danos no tecido testicular (SEXON & JAROW, 1997; KIANIFARD et al, 2011). Com relação à disfunção reprodutiva nos machos, foi demonstrado através de estudos que há um aumento na apoptose de células germinativas em indivíduos diabéticos, acarretando em danos na função testicular (CAI et al, 2000; RICCI, 2009). O estresse oxid. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal Rural de Pernambuco - Cooperação.

  • 2011 - 2013

    AVALIAÇÃO DAS LESÕES INFLAMATÓRIAS E DA CARGA PARASITÁRIA EM ÓRGÃOS DO SISTEMA GENITAL MASCULINO E FEMININO DE CÃES COM INFECÇÃO NATURAL POR Leishmania (Leishmania) infantum (Nicolle, 1908), Descrição: A leishmaniose visceral canina é uma importante zoonose parasitária endêmica no Brasil, causada por Leishmania infantum. Em áreas urbanas, os cães são considerados os principais reservatórios deste parasito, no qual, diversos órgãos e tecidos podem apresentar lesões decorrentes do parasito, inclusive com o envolvimento do sistema genital. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar as lesões inflamatórias e carga parasitária em órgãos do sistema genital masculino e feminino de cães com infecção natural por Leishmania infantum. Para tanto, foram utilizados fragmentos de órgãos do sistema genital de 12 cadelas e 19 machos naturalmente infectados por L. infantum provenientes dos municípios de Caruaru e Petrolina, Pernambuco, respectivamente. Amostras de vulva, vagina, cérvix, corpo e cornos uterinos e ovários para as fêmeas e testículos, epidídimos, próstata, glande, prepúcio e escroto para os machos foram coletados para avaliação estrutural, imunohistoquímica e molecular. No presente estudo, pode-se observar que os principais locais de desenvolvimento de lesões e imunomarcação de formas amastigotas de L. infantum no trato reprodutor das fêmeas foram vulva e vagina, enquanto que nos machos as lesões inflamatórias foram observadas no epidídimo, próstata, glande, prepúcio e escroto. Imunomarcação de formas amastigotas de L. infantum foram observadas nos testículos, epidídimo, glande e escroto. Em ambos os sexos, não foi obervada correlação entre carga parasitária e lesão inflamatória nos órgãos genitais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador.

  • 2010 - 2012

    AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO INIBIDOR DA FOSFODIESTERASE 5, TADALAFIL, SOBRE FUNÇÃO TESTICULAR DE CAMUNDONGOS, Descrição: Tadalafil é um inibidor de fosfodiesterases (PDE) do tipo 5 (PDE5) que foi formulado para tratamento de disfunção erétil, contudo, até o presente momento, as informações são conflitantes quanto aos efeitos colaterais destes inibidores sobre a função testicular. Para estudar os efeitos do tadalafil sobre a função testicular, foi realizado estudo in vivo, utilizando 15 camundongos Swiss Webster (Mus musculus), machos, adultos. Os animais foram divididos em grupo controle (n=8) e grupo tratado (n=7). Os animais do grupo tratado receberam 25mg/kg de tadalafil diariamente durante 30 dias, pela via intraperitoneal (IP) enquanto os animais do grupo controle receberam solução para injeção estéril pela mesma via. Ao final do período experimental, os animais foram heparinizados, anestesiados com Xilazina e Ketamina e submetidos à eutanásia por aprofundamento anestésico. Fígado, baço, rins, próstata, vesícula seminal, epidídimos e testículos foram coletados e pesados para comparação entre grupos, fragmentos de testículo foram fixados com glutaraldeído em tampão fosfato de sódio, 0,01M e pH 7,4. Os fragmentos testiculares foram processados rotineiramente para inclusão em resina plástica à base de glicol metacrilato e analisados através de Histomorfometria e Microscopia Eletrônica. A testosterona plasmática foi determinada através de teste de ELISA após punção cardíaca e obtenção de sangue total. De acordo com os resultados, o tadalafil na dosagem e período utilizados, não produziu efeitos deletérios sobre o parênquima testicular, apenas na microscopia eletrônica demonstrou-se uma maior atividade das células de Leydig no grupo tratado quando comparado ao grupo controle, onde observou-se mitocôndrias degeneradas por provável hiper estimulação. Além disso, constatou-se tendência de aumento de 23% na produção espermática nos animais tratados e 12% na testosterona sérica. Portanto, os resultados demonstraram que o tadalafil não interfere negativamente sobre na função testicular quando utilizado por 30 dias em dose única de 25mg/Kg a cada 24 horas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador.

  • 2009 - 2012

    AVALIAÇÃO ESTRUTURAL E ULTRAESTRUTURAL DE LARVAS E ADULTOS DE Aedes aegypti (LINNAEUS, 1762) (Diptera: Culicidae) SUBMETIDOS A TRATAMENTO COM COMPOSTO DE ÓLEOS ESSENCIAIS A BASE DE Azadirachta indica, Melaleuca alternifolia, Carapa guianensis ACRESCIDO DO, Descrição: Este trabalho objetiva avaliar estrutural e ultraestruturalmente larvas e adultos de Aedes aegypti (Linnaeus, 1762) (Diptera) submetidos a tratamento com composto de óleos essenciais a base de Azadirachta indica, Melaleuca alternifolia, Carapa guianensis acrescido do extrato fermentado de Carica papaya. O teste de repelência será realizado em triplicata utilizando 2700 fêmeas/grupo. Será aplicado 10L/produto coforme o grupo experimental (repelente industrial, controle, tratado com o composto de óleos essenciais nas concentrações de 100%, 50% e 25%). O estudo avaliará a ação imediata após aplicação e o efeito residual 2h e 4h. No ensaio larvicida será realizado em triplicata com 600 larvas de 3 estágio/grupo. As larvas serão expostas respeitando os grupos: larvicida industrial nas concentrações de 0,06ppm, 0,37ppm, controle, dimetilsulfóxido, tratados com composto de óleos essenciais nas concentrações de 50%, 25% e 12,5%. O teste adulticida será realizado em triplicata com 1800 indivíduos/grupo. Eles serão expostos por borrifamento de 670L/grupo e avaliados por 24h. Os grupos serão: adulticida industrial, controle, tratados com composto de óleos essenciais nas concentrações de 100%, 50%, 25% e 12,5%. Nos ensaios larvicida e adulticida serão coletadas amostras para avaliação estrutural e ultraestrutural. Posteriormente, serão processados de acordo com a finalidade de estudo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Leucio Câmara Alves - Integrante / Sandra Maria de Torres - Integrante.

  • 2009 - 2012

    AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO INIBIDOR DA FOSFODIESTERASE 5, TADALAFIL, SOBRE FUNÇÃO TESTICULAR DE CAMUNDONGOS, Descrição: Tadalafil é um inibidor de fosfodiesterases (PDE) do tipo 5 (PDE5) que foi formulado para tratamento de disfunção erétil, contudo, até o presente momento, as informações são conflitantes quanto aos efeitos colaterais destes inibidores sobre a função testicular. Para estudar os efeitos do tadalafil sobre a função testicular, foi realizado estudo in vivo, utilizando 15 camundongos Swiss Webster (Mus musculus), machos, adultos. Os animais foram divididos em grupo controle (n=8) e grupo tratado (n=7). Os animais do grupo tratado receberam 25mg/kg de tadalafil diariamente durante 30 dias, pela via intraperitoneal (IP) enquanto os animais do grupo controle receberam solução para injeção estéril pela mesma via. Ao final do período experimental, os animais foram heparinizados, anestesiados com Xilazina e Ketamina e submetidos à eutanásia por aprofundamento anestésico. Fígado, baço, rins, próstata, vesícula seminal, epidídimos e testículos foram coletados e pesados para comparação entre grupos, fragmentos de testículo foram fixados com glutaraldeído em tampão fosfato de sódio, 0,01M e pH 7,4. Os fragmentos testiculares foram processados rotineiramente para inclusão em resina plástica à base de glicol metacrilato e analisados através de Histomorfometria e Microscopia Eletrônica. A testosterona plasmática foi determinada através de teste de ELISA após punção cardíaca e obtenção de sangue total. De acordo com os resultados, o tadalafil na dosagem e período utilizados, não produziu efeitos deletérios sobre o parênquima testicular, apenas na microscopia eletrônica demonstrou-se uma maior atividade das células de Leydig no grupo tratado quando comparado ao grupo controle, onde observou-se mitocôndrias degeneradas por provável hiper estimulação. Além disso, constatou-se tendência de aumento de 23% na produção espermática nos animais tratados e 12% na testosterona sérica. Portanto, os resultados demonstraram que o tadalafil não interfere negativamente sobre na função testicular quando utilizado por 30 dias em dose única de 25mg/Kg a cada 24 horas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador.

  • 2009 - 2011

    AVALIAÇÃO TOXICOLÓGICA E ANTITUMORAL DE SUBSTÂNCIA SINTÉTICA RESULTANTE DA ASSOCIAÇÃO ENTRE NAFTOQUINONA E AMINOÁCIDOS EM CAMUNDONGOS, Descrição: O câncer representa uma das principais causas de morte em humanos no mundo, estima-se 10 milhões de mortes ao ano, sendo no Brasil 470.000 novos casos em 2008/09 e 125.000 mortes anuais. Alguns fatores como idade, raça, sexo e o ambiente influenciam a frequência e o risco relativo ao desenvolvimento desta patologia. No tratamento para o câncer, a utilização de apenas um medicamento geralmente não é capaz de debelar completamente esta patologia, principalmente porque a resposta aos tratamentos pode ser diferente entre indivíduo da mesma espécie. Portanto, a associações de drogas em tratamentos antitumorais pode gerar expectativa de bons resultados no tratamento desta patologia. Dentre as drogas utilizadas como antineoplásicos podemos citar as quinonas, as quais podem apresentar diferentes efeitos biológicos conforme a estrutura molecular. Portanto, o presente experimento se propõe a produzir uma substância sintética a partir do acoplamento entre a unidade de aminoácidos e as naftoquinonas, obtendo a série amino-quinona através de metodologias já dominadas por nosso grupo de pesquisas. Com isso, este trabalho propõe a testar uma série de aminoácidos associados a uma naftoquinona no tratamento do câncer visando reduzir o tempo de tratamento. Inicialmente será realizado um estudo da toxicidade aguda a fim de observar as lesões ocasionadas pelo fármaco e definir as doses terapêuticas a testar. Posteriormente se pretende avaliar os efeitos das séries de aminoácidos em associação com as naftoquinonas na inibição do carcinoma de Ehrlich em camundongos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Bolsa.

  • 2008 - 2011

    EFEITO PREVENTIVO E/OU RESTAURADOR DA PENTOXIFILINA E LISOFILINA SOBRE A ESPERMATOGÊNESE DE RATOS WISTAR ADULTOS SUBMETIDOS A CHOQUE TÉRMICO TESTICULAR, Descrição: Todos os tecidos são susceptíveis a danos pelo calor. Contudo, os testículos são incomuns uma vez que eles são danificados pela exposição de temperaturas normalmente encontradas dentro do abdômen, embora estes se originem dentro da cavidade abdominal e em alguns mamíferos a migração para o escroto só ocorre durante o desenvolvimento fetal ou neonatal. O calor aplicado diretamente sobre o testículo tem fornecido novas informações sobre os mecanismos desencadeadores dos danos à espermatogênese e de tratamentos que podem prevenir os danos testiculares através do bloqueio da apoptose. As células germinativas testiculares são vulneráveis ao estresse térmico e sofrem apoptose em resposta a temperaturas supra-escrotais. A proteína supressora de gene tumoral, a p53 é um potente mediador bioquímico da apoptose induzida pelo choque térmico. A pentoxifelina e a lisofilina são metilxantinas inibidoras de fosfodiesterases que além de aumentar os níveis de AMPc intracelular, ainda reduzem ânions superóxidos, inibem o TNF- (fator de necrose tumoral-) responsável pela fragmentação do DNA, apoptose ou morte celular programada e possuem propriedades antiinflamatórias. Além disso, essas substâncias podem ser usadas em procedimentos clínicos para capturar espécies de oxigênio reativo (ROS) e reduzir a peroxidação de lipídeos associados a danos de membrana espermática e apoptose de DNA. Para estudar os efeitos destes inibidores de fosfodiesterases (pentoxifilina e lisofilina) como substâncias anti-apoptóticas e anti-oxidantes, ratos Wistar (Rattus norvegicus, var. albinus) serão submetidos a choque térmico testicular e o testículo avaliado nos tempos de 1, 3, 7, 15, 30 e 60 dias quanto aos aspectos histopatológicos, morfométricos, imunoistoquímico e em microscopia eletrônica. Portanto o presente experimento tem por objetivo observar o potencial uso da pentoxifilina e lisofilina como preventivos das ações deletérias do calor sobre o parênquima testicular e a capacidade d. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Maria Madalena Pessoa Guerra - Integrante / Christina A. Peixoto - Integrante / Sandra Maria de Torres - Integrante / Gueiros, Otávio G. - Integrante / Oliveira, Vinicius Vasconcelos G. - Integrante / Queiroz, G.C.D'Angelo - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2008 - 2009

    ATIVIDADE ANTITUMORAL IN VIVO DA LECTINA DE SEMENTES DA Canavalia brasiliensis, Descrição: Lectinas são proteínas de origem não-imune que se ligam a carboidratos e substâncias que contenham açúcar de modo específico e reversível ou precipitam glicoconjugados. Esta característica permite que as lectinas interajam com uma variedade de células de mamíferos, alterando seu metabolismo intracelular e produzindo vários efeitos biológicos. Estas proteínas são largamente distribuídas na natureza, como em bactérias, vírus, fungos, plantas e animais. Já foram detectadas lectinas em centenas de espécies de plantas, onde as sementes de leguminosas são a principal fonte de lectinas, mas estas também são abundantes em outros tecidos vegetais. Os papéis funcionais das lectinas têm sido investigados e, em animais, muitas delas participam de importantes eventos imunes e fisiopatológicos, visto que o reconhecimento de carboidratos ocorre em um grande número de diferentes contextos biológicos, como comunicação celular, defesa do hospedeiro, fertilização, desenvolvimento, infecção parasítica, metástase tumoral, etc. Em contraste, as funções fisiológicas das lectinas vegetais ainda não foram completamente elucidadas. Desta forma, objetiva-se com essa pesquisa, testar a atividade antitumoral in vivo da lectina, proveniente de sementes da Canavalia brasiliensis, através de avaliações macroscópicas e histopatológicas de neoplasias induzidas em camundongos BALB/c, após administrações subcutâneas de diferentes concentrações de lectina.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Integrante / Ana Lúcia Figueiredo Porto - Coordenador / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Flavia Correia Maia - Integrante / Benildo S. Cavada - Integrante / Edson H. Teixeira - Integrante / Vicente de Paula T. Pinto - Integrante / José Luiz Lima Filho - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2006 - 2009

    Manipulação neonatal do sistema serotoninérgico em ratos Wistar utilizando um inibidor seletivo da recaptura de serotonina: efeito sobre o desenvolvimento testicular e eixo hipotálamo-hipófise-gônada, Descrição: Os efeitos provocados pela manipulação do sistema serotoninérgico durante o período neonatal sobre o desenvolvimento testicular, levando-se em consideração as inter-relações serotonina-antidepressivos e o sistema reprodutor e a larga escala em que estas drogas estão sendo utilizadas atualmente, carecem de melhores investigações. Portanto, o presente estudo tem como objetivo avaliar os efeitos da manipulação neonatal do sistema serotoninérgico através do inibidor seletivo da recaptura de serotonina, o cloridrato de fluoxetina, durante o período crítico do desenvolvimento testicular e suas conseqüências sobre a função testicular de ratos maturos sexualmente. Nesse experimento, os ratos neonatos serão escolhidos aleatoriamente para composição dos seguintes grupos: I) grupo tratado com 5 mg/Kg de cloridrato de fluoxetina (10 ratos); II) grupo tratado com 10 mg/Kg de cloridrato de fluoxetina (10 ratos); III) grupo tratado com 20 mg/Kg de cloridrato de fluoxetina (10 ratos); IV) grupo controle (10 ratos). Os tratamentos serão iniciados com 1 dia de idade e finalizados aos 21 dias de idade dos ratos. O grupo controle receberá, no mesmo período, somente a solução veículo (água deionizada estéril) utilizada para o cloridrato de fluoxetina. No primeiro experimento os animais serão avaliados aos 21 dias pós-natal quanto à influência do sistema serotoninérgico sobre o desenvolvimento gonadal e o eixo HPG. No segundo experimento serão avaliadas as conseqüências dessa manipulação sobre a espermatogênese em indivíduos adultos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Raul Manhães de Castro - Integrante / Adelmar Afonso de Amorim Júnior - Integrante / MArleyne José Accioly Lins Amorim - Integrante / Hilda Tahim Gonçalves de Lima - Integrante / Iana Raphaela de Sá - Integrante / Waldo Oliveira Monteiro - Integrante / Henrique Rangel Falcão - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Pernambuco - Cooperação / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2007

    Resposta biológica do tecido conjuntivo subcutâneo de ratos a implantes de um novo cemento obturador de canais radiculares, Descrição: O objetivo do presente experimento será avaliar a resposta biológica dos cimentos obturadores de canal radicular de diferentes composições químicas. Para tanto, serão utilizados 24 ratos, da linhagem Wistar, nos quais serão realizados implantes de tubos de polietileno com os materiais a serem testados (cimentos obturadores RoekoSeal Automix e AH Plus), assim como de tubos vazios que servirão como controle. Decorridos os períodos experimentais de 07, 15, 30 e 60 dias os implantes serão removidos e realizar-se-á o processamento histológico e análise dos espécimes, em que serão observados eventos histológicos reacionais como necrose, reação inflamatória, espessura da cápsula, presença de macrófagos e células gigantes que, por sua vez, possibilitarão classificar a resposta biológica dos referidos cimentos endodônticos em aceitável (discreta ou nenhuma reação tecidual; moderada ou intensa reação aos 7 dias que se reduz com o decorrer dos períodos) ou não aceitável (não significante ou discreta reação tecidual aos 7 dias, passando a moderada ou intensa aos 60 dias; moderada ou intensa reação em todos os períodos). Com o intuito de se respaldar a aplicabilidade clínica dos materiais estudados, espera-se que os mesmos apresentem discreta ou nenhuma reação tecidual, o que viabilizaria a avaliação da biocompatibilidade no nível terciário (em seres humanos) e conseqüentemente sua maior difusão e aceitação no meio acadêmico e entre os profissionais que atuam na clínica diária da Endodontia.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Kátia Simone Alves dos Santos - Integrante / Roberto Alves dos Santos - Integrante., Financiador(es): Universidade de Pernambuco - Cooperação / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2003 - 2005

    Efeito do uso tópico do óleo de semente de girassol com elevada concentração de ácido linoléico em lesões corneanas induzidas experimentalmente por alcali em coelhos (Oryctolagus cuniculus; LINNAEUS, 1758), Descrição: Devido a sua exposição, patologias na córnea de cães e gatos tem sido um problema comum na oftalmologia veterinária, por serem facilmente observadas pelo proprietário do animal, principalmente quando este sente dor. Das afecções sediadas na córnea, as inflamações corneanas são o grupo de doenças comumente observadas. Felizmente, a maioria pode ser tratada com sucesso por terapias medicamentosas, cirúrgicas ou ambas (WHITLEY & GILBER, 2003). Sobressaem-se as ceratites ulcerativas e incriminam-se entre os agentes causais os traumas, as anormalidades palpebrais, ciliares, do aparelho lacrimal (SLATTER, 1990), e úlceras químicas (WAGONER, 1997). Apesar da sua severidade potencial, a ceratite ulcerativa é inquestionavelmente a mais tratável dentre as doenças oculares que ameaçam a visão, podendo-se preservar a visão em quase todos os casos se combinada uma acurada avaliação da patogenia da ceratite ulcerativa com uma compreensão das vantagens e das limitações dos tipos de terapia disponível (NASISSE, 1986). Em virtude da importância da ceratite ulcerativa na clínica oftálmica de pequenos animais, o presente estudo experimental utilizando óleo vegetal com elevada concentração de ácido linoléico reveste-se em uma alternativa promissora no cuidado de lesões ulcerativas de córnea em condições hospitalares como também domiciliares. Os procedimentos utilizados na rotina dos curativos diários nos animais são os de praxe na conduta médica rotineira, entretanto, avaliando-se as facilidades de obtenção, aplicação e características próprias do óleo vegetal é provável que a redução no custo total do tratamento e no tempo de recuperação do animal venha a produzir uma boa relação custo/benefício na prática médico veterinária. Óleo de girassol, com elevada concentração de ácido linoléico, promove aceleração do processo cicatricial em lesões corneana induzidas experimentalmente por álcalis em coelhos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / Alessandra Ribeiro de Albuquerque - Integrante / Victor Hugo de Vasconcelos Calado - Integrante / Fábio Luiz da Cunha Brito - Integrante / Éricka Rejane Correia de Albuquerque - Integrante., Financiador(es): Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal - Cooperação.

  • 2003 - 2004

    Avaliação da pomada de calêndula (Calendula officinalis) sobre o processo cicatricial em feridas cirurgicamente induzidas em cães (Canis familiaris), Descrição: O objetivo deste trabalho é avaliar o processo de cicatrização de feridas cutâneas tratadas topicamente utilizando pomada de calêndula (Calêndula officinalis) em cães (Canis familiaris), através de parâmetros como: contração, área e aspectos histopatológico e morfométricos. Três grupos experimentais serão formados e cada grupo contendo seis animais. No grupo "A" as biopsias serão realizadas nas falhas cutâneas ao 7, no grupo "B" ao 14 dia e o grupo "C" ao 28 dia. Em cada animal serão produzidas três falhas cutâneas com aproximadamente 2cm x 2cm e separadas entre si por aproximadamente 5cm na região dorsal direita. A ferida cranial receberá o tratamento diário com pomada de Calêndula officinalis, a ferida mediana receberá o veículo q.s.p (placebo) e a ferida caudal receberá o tratamento tópico com solução fisiológica de cloreto de sódio, Os curativos serão trocados diariamente e a cada 3 dias a lesão será mensurada com auxílio de um paquímetro, medindo o eixo maior e menor, a fim de avaliar o grau de contração e área da lesão. Ao final do periodo de 7, 14 e 28 dias serão feitas biopsias as quais serão encaminhadas para processamento histológicos rotineiros. Posteriomente será feita avaliação morfométrica e histopatológica dos fragmentos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Júlio Rodrigues Pereita Júnior - Integrante / Maria Cristina de Oliveira Cardoso Coelho - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2003 - 2004

    Efeito de diferente níveis protéicos na dieta sobre o desenvolvimento e eficiência dos parâmetros produtivos e reprodutivos em suínos, Descrição: Rações comerciais utilizadas para fêmeas gestantes fornecidas a 97 varrões da raça Yorkshire, demonstraram um nível adequado de proteína, promovendo boa exibição da libido e manutenção de bom número e boa qualidade de células espermáticas por ejaculado. Porém, as exigências protéicas podem aumentar frente ao aumento da freqüência de colheitas realizadas. Conclusões decisivas sobre a influência dos níveis protéicos na qualidade do ejaculado são difíceis de serem inferidas. Alguns trabalhos relataram sobre uma maior produção espermática frente a uma dieta mais rica em proteína e mais especificamente, com adição de níveis mais elevados de lisina e metionina. Por outro lado, algumas pesquisas confirmaram a não influência de níveis protéicos mais elevados sobre o número de células espermáticas produzidas. Portanto, em virtude das diferentes exigências nutricionais relacionadas ao sexo e funções reprodutivas, o fornecimento de diferentes níveis protéicos na dieta de machos suínos inteiros, durante o seu desenvolvimento, pode influir de forma determinante no desenvolvimento testicular e eficiência reprodutiva. Sendo assim, foi possível delinear os seguintes objetivos: 1) Avaliar o efeito de diferentes níveis protéicos sobre o ganho de peso diário (GPD), peso vivo médio, conversão alimentar e espessura de toucinho de reprodutores suínos, dos 30 aos 270 dias de idade; 2) Verificar os efeitos da variação protéica na dieta dos reprodutores, sobre a biometria testicular e níveis séricos de testosterona; 3) Investigar os efeitos da variação protéica das dietas sobre as características seminais, frente a diferentes intervalos de colheita dos 210 aos 270 dias de idade; 4) Avaliar a produção espermática diária por testículo e por grama de testículo através da morfometria testicular.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Alberto Neves Costa - Integrante / Rômulo Menna Barreto Valença - Integrante / Aline Andrade Vasconcelos - Integrante / Luciana Pedrosa da Costa Araújo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal Rural de Pernambuco - Cooperação., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2003 - 2004

    Utilização de cloridrato de naloxone (antagonista de receptores opióides) durante o desenvolvimento testicular pré e pós-natal sobre a produção espermática em adultos, Descrição: Introdução: A B -endorfina, produzida pelas células de Leydig, modula a proliferação das células de Sertoli, no período pré e pós-natal do desenvolvimento testicular. O bloqueio dos receptores opióides nestas células pelo naltrexone (antagonistas opióide) tem por objetivo aumentar o número de células de Sertoli e a produção espermática em ratos Wistar. Metodologia: 12 ratas no 13o dia de gestação divididas em controle (n=4) e tratado (n=8) serão injetados intraperitonealmente até o 21o dia de gestação com veículo e 50mg/Kg de cloridrato de naltrexone. Após o parto, 24 ratos neonatos serão divididos em controle (G1; n=8), tratado pré-natal (G2; n=8) e tratado pré e pós-natal (G3; n=8) e mantidos sob controle de temperatura, umidade e ciclo claro/escuro de 12h. Os animais do grupo G1 e G2 foram injetados intraperitonealmente durante 21 dias com veículo e os do grupo G3 com 50mg/Kg de cloridrato de naltrexone (Revia). Aos 90 dias os animais serão perfundidos intracardiacamente com gluteraldeído tampão fosfato de sódio 4%, 0,01M, pH 7,4. Os testículos serão coletados e processados rotineramente para inclusão em glicol metacrilato e fragmentos de 4 m foram corados com azul de toluidina borato de sódio para futura avaliação histomorfométrica onde será determinada a população de células de Sertoli e produção espermática diária destes animais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Raul Manhães de Castro - Integrante / Fernanda Mafra Cajú - Integrante / Adelmar Afonso de Amorim Júnior - Integrante / MArleyne José Accioly Lins Amorim - Integrante / Victor Hugo de Vasconcelos Calado - Integrante / Isabele Valente Neves - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Bolsa / Universidade Federal de Pernambuco - Cooperação., Número de produções C, T & A: 3

  • 2002 - 2004

    Utilização de doses crescentes de cloridrato de naloxone (antagonista de receptores opióides) durante o desenvolvimento testicular neonatal sobre a produção espermática em ratso Wistar adultos, Descrição: Serão utilizados 30 ratos Wistar (Rattus norvegicus, var. albinus), mantidos em ciclo claro/escuro de 12h, obtidos do biotério da Área de Fisiologia do DMFA / UFRPE. A partir da previsão de partos, os ratos neonatos serão escolhidos aleatoriamente para composição dos seguintes grupos: I) grupo tratado com 5mg/Kg de naltrexone (6 ratos); II) grupo tratado com 10 mg/Kg de naltrexone (6 ratos); III) grupo tratado com 20 mg/Kg de naltrexone (6 ratos); IV) grupo tratado com 40 mg/Kg de naltrexone (6 ratos) e V) grupo controle (6 ratos). Os animais tratados receberão, diariamente, solução contendo doses crescentes cloridrato de naltrexone (Sigma Chemical Company) por quilo de peso corporal, intra-peritoneal. Os animais do grupo controle receberão solução fisiológica de NaCl 0,9% também via intra-peritoneal. Os tratamentos serão iniciados no primeiro dia de idade e finalizados aos 21 dias de idade dos ratos. Os animais dos grupos de tratamento permanecerão com as mães em caixas individuais até 20 dias após o nascimento. Aos 90 dias de idade, os ratos de cada grupo serão anestesiados, heparinizados e submetidos à perfusão intracardíaca com solução fisiológica de NaCl a 0,9% acrescida de heparina sódica (5000 UI/litro) por um período de tempo entre 5 e 10 minutos. Após a lavagem do sistema vascular, os animais serão perfundidos com glutaraldeído a 4% em tampão fosfato a 0,1M e pH 7,4 durante 25 minutos. Os testículos e epidídimos serão removidos, pesados, medidos e refixados na mesma solução utilizada na perfusão por duas horas, a uma temperatura de 4oC. Será realizada morfometria testicular para determinação de parâmetros com PED por testúculo e população de células de Sertoli.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Fernanda Mafra Cajú - Integrante / José Abelardo Alves de Souza - Integrante / Mariza Brandão Palma - Integrante / Adelmar Afonso de Amorim Júnior - Integrante / MArleyne José Accioly Lins Amorim - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Bolsa / Universidade Federal de Pernambuco - Cooperação., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2001 - 2002

    Efeito dos antidepressivos inibidores da monoaminoxidase, tricíclicos e inibidores da recaptação de serotonina sobre a função testicular e o perfil endócrino em ratos, Descrição: A utilização de antidepressivos, sejam eles inibidores da MAO, tricíclicos ou SSRIs, pode produzir supressão do eixo reprodutivo. Essa supressão ocorre pela ativação simultânea do eixo HPA e do sistema simpático-adrenomedular, através dos produtos liberados por esses dois sistemas. Os fatores mais importantes envolvidos são o CRF, peptídeos opióides endógenos (EOP), catecolaminas e glicocorticóides. A ação das aminas biogênicas, serotonina e noradrenalina na função testicular e no controle do eixo hipotálamo-hipófise-gônada são amplamente conhecidas, assim como os efeitos colaterais dos antidepressivos. Entretanto, nenhum estudo pormenorizado sobre o processo espermatogênico em indivíduos submetidos à terapia antidepressiva foi realizado. As drogas antidepressivas vêm sendo cada vez mais utilizadas e os efeitos colaterais conseqüentes ao uso desses fármacos devem ser melhor compreendidos. Baseando-se nos conhecimentos sobre disfunções sexuais, inter-relações serotonina-antidepressivos e o sistema reprodutor, o presente estudo tem como objetivo investigar os efeitos do tratamento crônico dos antidepressivos cloridrato de amitriptilina (tricíclico) e cloridrato de fluoxetina (SSRIs) sobre a função testicular de ratos adultos. Nesse experimento, serão utilizados 25 mg/kg de peso vivo de cloridrato de amitriptilina e 20 mg/kg de peso vivo de fluoxetina em ratos pós-púberes com idade de 60 dias durante o período de 90 dias. Aos 150 dias de idade, serão feitas avaliações morfométricas do testículo, da produção espermática diária e endocrinológica dos grupos tratado e controle. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Raul Manhães de Castro - Integrante / Fernanda Mafra Cajú - Integrante / Adelmar Afonso de Amorim Júnior - Integrante / MArleyne José Accioly Lins Amorim - Integrante / Thiago Augusto Pereira de Moraes - Integrante / Hilda Tahim Gonçalves de Lima - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Pernambuco - Cooperação., Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 2

  • 2000 - 2004

    Utilização de antagonistas de receptores opióides durante o desenvolvimento testicular neonatal sobre a produção espermática e o perfil endocrinológico de ratos adultos, Descrição: A maioria dos experimentos, até o presente momento, enfoca a utilização de antagonistas para determinar a ação dos peptídeos opióides, derivados da POMC (proopiomelacortina), sobre o desenvolvimento somático e neurológico em ratos. No presente experimento a utilização de 20 mg por Kg de peso vivo de metabromito de naltrexone (antagonista para receptor opióide de ação periférica) e 20 mg por Kg de peso vivo de hidroclorito de naltrexone (antagonista para receptor opióide de ação sistêmica) durante os primeiros trinta dias pós-natais em ratos Wistar (Rattus norvegicus, var. albinus) tem por objetivos: 1) bloquear os receptores para peptídeos opióides nas células de Sertoli, interferindo na atividade moduladora exercida pelas células de Leydig através destes peptídeos sobre a proliferação das células de Sertoli e 2) aumentar o efluxo de GnRH na eminência média do hipotálamo e no sistema porta-hipotalâmico-hipofisário e, conseqüentemente, dos níveis plasmáticos de FSH e LH. A utilização de antagonistas de receptores opióides de ação sistêmica e local durante o período proliferativo pós-natal das células de Sertoli pode constituir-se em metodologia viável para aumentar a produção espermática em animais de interesse econômico. É importante salientar que nesta metodologia não se observa a redução do desenvolvimento somático e do peso corporal após o final do período de tratamento e em indivíduos adultos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Leonardo Joseph Bull - Integrante / José Abelardo Alves de Souza - Integrante / Raul Manhães de Castro - Integrante / Aerlem Cynnara Silva Vieira - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Pernambuco - Cooperação., Número de produções C, T & A: 1

  • 2000 - 2001

    Utilização de antagonistas de receptores opióides durante o desenvolvimento testicular pré-púbere sobre a produção espermática e o pérfil endócrino em suínos adultos, Descrição: No presente experimento, a utilização de 1mg por Kg de peso vivo de metabromito de naltrexone (antagonista para receptor opióide de ação periférica) e 1mg por Kg de peso vivo de hidroclorito de naltrexone (antagonista para receptor opióide de ação sistêmica), em suínos híbridos da linhagem Dalland (Sus scrofa domesticus) será feita em duas etapas: a primeira terá início no nascimento e será finalizada aos 30 dias de idade; a segunda etapa terá sua execução entre o 3o e 4o mês pós-natal. Os objetivos principais da utilização desses antagonistas são: 1) bloquear os receptores para peptídeos opióides nas células de Sertoli, interferindo na atividade moduladora exercida pelas células de Leydig, através destes peptídeos, sobre a proliferação das células de Sertoli; 2) aumentar o efluxo de GnRH na eminência média do hipotálamo e no sistema porta-hipotalâmico-hipofisário e, conseqüentemente, dos níveis plasmáticos de FSH e LH; e 3) aumentar a população de células de Sertoli e produção espermática diária em suínos adultos (360 dias de idade) . A utilização de antagonistas de receptores opióides, de ação sistêmica e local durante o período proliferativo pós-natal das células de Sertoli, pode constituir-se em metodologia viável para aumentar a produção espermática em animais de interesse econômico.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Tarcízio Antônio Rêgo de Paula - Integrante / José Abelardo Alves de Souza - Integrante / Maria Madalena Pessoa Guerra - Integrante / Alberto Neves Costa - Integrante / Maria Tereza Janssen de Almeida Catanho - Integrante / Marco Antônio Araújo de Andrade - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal Rural de Pernambuco - Cooperação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100 g/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento curativo do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100 g/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento curativo do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100 g/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento curativo do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100µg/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3º dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2008 - Atual

    POTENCIAL ANTI-TUMORAL DE UMA NAFTOQUINONA SINTÉTICA, ESTRUTURALMENTE RELACIONADA AO LAPACHOL, Descrição: Quinonas são substâncias de ocorrência natural, com múltiplas propriedades e oriundas de diversas fontes naturais. Diversas de quinonas de origem natural possuem atividade antibacteriana, antifúngica e antineoplásica. Um composto sintético derivado do lapachol será testado para avaliar a atividade antitumoral. Para tal, trinta camundongos albinos, Swiss, machos, serão utilizados para testar o efeito da referida substância, com dosagens de 40, 60, 80 e 100g/Kg, sobre tumores de Ehrlich implantados no tecido subcutâneo da região axilar direita, a partir de células deste tumor mantidas sob a forma ascítica. Os tratamentos terão início no 3 dias após a implantação das células, quando serão feitas avaliações biométricas diárias dos tumores, ao longo do tratamento com as substâncias. Após sete dias, será feita a eutanásia dos animais e coleta sangue para realização de leucograma e bioquímicas séricas. Ainda serão realizadas avaliações histopatológicas dos tumores e de órgãos vitais como: pulmão, fígado, rim, baço e coração. Espera-se com os resultados obtidos, poder contribuir nas pesquisas destinadas à busca de um tratamento eficiente e que produza menores efeitos colaterais, relacionados ao tratamento ?curativo? do câncer.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Valdemiro Amaro da Silva Junior - Coordenador / Frederico Celso Lyra Maia - Integrante / George Chaves Jimenez - Integrante / Sandra Maria Torres - Integrante / Camara, Celso Amorim - Integrante / Souza, Ivone A. - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal Rural de Pernambuco, Departamento de Medicina Vaterinária, Área de Patologia Animal. , rua Dom Manoel de Medeiros, S/N, Dois Irmãos, 52171900 - Recife, PE - Brasil, Telefone: (81) 33206343, Fax: (81) 33206023, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

1992 - Atual

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Associado IV, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Professor Associado IV das disciplinas de Patologia Geral e Especial da Área de Patologia do Departamento de Medicina Veterinária

Atividades

  • 03/2018

    Ensino, Desenvolvimento e Inovação Tecnol. em Medicamentos, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, REDAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

  • 08/2014

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, PATOLOGIA ESPECIAL DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS

  • 08/2014

    Ensino, Biociência Animal, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, HISTOFISIOLOGIA DOS PROCESSOS PATOLÓGICOS GERAIS

  • 08/2009

    Ensino, Biociência Animal, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, HISTOFISIOLOGIA DO SISTEMA GENITAL MASCULINO

  • 11/2007

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Regional de medicina veterinária do Estado de Pernambuco, .,Cargo ou função, Criação do Comitê de Ética, Bioética, bem Estar Animal e Clínica de Pequenos Animais.

  • 09/2007

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Universitário, Reitoria.,Cargo ou função, Integrante da comissão coodernadora da consulta para reitor e vice-reitor para o quadriênio 2008-2012.

  • 03/2007

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, .,Cargo ou função, Representante do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal da UFRPE junto ao colegiado de coodernação didática do curso de Medicina Veterinária da UFRPE..

  • 01/2003

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Presidente da Comissão de Ética em Experimentação e Uso de Animais.

  • 07/2001

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Fisiologia.,Cargo ou função, Supervisor do Biotério do DMFA da UFRPE.

  • 07/2001

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, BIOTÉRIO DE FISIOLOGIA ANIMAL (Responsável pelo Biotério da Fisiologia Animal do DMFA-UFRPE).

  • 03/2014 - 12/2017

    Ensino, Biociência Animal, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, IMUNOLOGIA E IMUNOPATOLOGIA

  • 04/2000 - 08/2014

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia e Embriologia Veterinária I

  • 08/2013 - 12/2013

    Ensino, Desenvolvimento e Inovação Tecnol. em Medicamentos, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, ONCOLOGIA EXPERIMENTAL

  • 03/2012 - 08/2012

    Ensino, Zootecnia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, EMBRIOLOGIA BÁSICA

  • 03/2009 - 08/2011

    Ensino, Biociência Animal, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, MECANISMOS CELULARES E MOLECULARES DO DESENVOLVIMENTO

  • 08/2010 - 12/2010

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA GERAL

  • 08/2001 - 12/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Linhas de pesquisa

  • 08/2001 - 12/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Linhas de pesquisa

  • 04/2000 - 12/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Linhas de pesquisa

  • 07/2003 - 08/2004

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Victor Hugo Calado

  • 06/2003 - 05/2004

    Direção e administração, Conselho de Ensino a Pesquisa e Extensão, Coordenação de graduação.,Cargo ou função, Vice-coordenador de Medicina Veterinária.

  • 09/2002 - 03/2004

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Colegiado de Coordenação Didática, DMV-Departamento de Medicina Veterinária.,Cargo ou função, Membro Titular.

  • 01/2003 - 01/2004

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Universitário, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.,Cargo ou função, Consultor Ad Hoc (PIBIC).

  • 12/2002 - 08/2003

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Iniciação Científica da aluna Catarina Fereira Pinto

  • 07/2002 - 08/2003

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Iniciação científica da aluna Fernanda Mafra Cajú

  • 07/2002 - 12/2002

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Iniciação científica do aluno Thiago Augusto Pereira de Moraes

  • 08/2001 - 08/2002

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Orientação da estagiária Amanda Janaína dos Santos na área de Biotério de Fisiologia.

  • 07/2001 - 08/2002

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Linhas de pesquisa

  • 07/2001 - 07/2002

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Iniciação científica - Fernanda Mafra Cajú

  • 07/2001 - 07/2002

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Iniciação científica - Thiago Augusto Pereira de Morais

  • 03/2001 - 03/2002

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Orientador da Monitora Catarina Ferreira Pinto na disciplina Histologia e Embriologia Veterinária I.

  • 10/2001 - 11/2001

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Comissão de avaliação dos resumos para o XI Congresso de Iniciação Científica da Universidade.

  • 11/2000 - 11/2001

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Práticas Hematológicas (Introduzir conceitos básicos práticos e teóricos sobre hematologia).

  • 10/2001 - 10/2001

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Membro titular em banca de mestrado. Título:Ontogênese do comportamento alimentar em ratos e a sua relação com a desnutrição.Orientando Sandra Lopes de Souza.

  • 09/2001 - 09/2001

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Membro Titular em banca de mestrado; Título: Efeito de diluente e de tempo de armazenamento sobre características qualitativas do sêmen de perus (Melleagris gallopavo, L.) mantidos em gaiolas.Orientando Péricles de Medeiros Cavalcante da Silva.

  • 06/2001 - 07/2001

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (2001-2002) da Universidade Federal (Comissão de avaliação dos projetos e candidatos a bolsistas do PIBIC da Universidade).

  • 08/2000 - 07/2001

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Linhas de pesquisa

  • 08/2000 - 07/2001

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Linhas de pesquisa

  • 08/2000 - 07/2001

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Iniciação Científica-Aerlem Cynnara Silva Vieira

  • 06/2001 - 06/2001

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Comissão de avaliação dos trabalhos apresentados durante o IX SIMPÓSIO SOBRE O CÉREBRO realizado pelo Departamento de Nutrição da UFPE.

  • 06/2001 - 06/2001

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Membro títular em exame de qualificação. Título:Sistema serotoninérgico ecomportamento alimentar. Orientanda: Tereza Cristina Bomfim de Jesus Deiró.

  • 11/2000 - 11/2000

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Prática Hematológicas

  • 10/2000 - 10/2000

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Curso de Técnicas Histológicas Aplicadas as Áreas de Saúde e Biociências.

  • 10/2000 - 10/2000

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Membro titular, da Banca de Examinadora da Dissertação de Mestrado intitulada: Eficiência de diferentes métodos de avaliação da viabilidade de espermatozóides de reprodutores das raças holandesa, nelore e parda alpina submetidos a criopreservação.

  • 10/2000 - 10/2000

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Prática Hematológicas ( Introdução teórico-prática de procedimentos em hematologia).

  • 10/2000 - 10/2000

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Curso de Técnicas Histológicas Aplicadas as Áreas de Saúde e Biociências, Práticas Hematológicas

  • 07/2000 - 07/2000

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Membro Suplente da Banca Examinadora de Defesa de Monografia intitulada: Efeito da glucana sulfatada do líquen Ramalina celastri sobre a esquistossomose experimental coletadas em Pernambuco.

  • 10/1999 - 10/1999

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, XVII Congressso da Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise.

  • 10/1999 - 10/1999

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, X Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular.

  • 05/1999 - 05/1999

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Evento Comemorativo dos 25 anos de Fundação do Curso de Pós-Graduação em Bioilogia Celular do Departamento de Morfologia-ICB, realizado em Belo Horizonte, MG, no período de 13 a 14 de maio de 1999..

  • 04/1998 - 04/1998

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, International Symposium "Biological Application of Confocal Microscopy" realizado na Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil de 6 a 8 de abril de 1998..

  • 05/1997 - 05/1997

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Palestra no curso de Andrologia da Escola de Medicina Veterinária no dia 16 de maio de 1997. Título: Esteroidogênese e ultra-estrutura da célula de Leydig, em diferentes espécies animais e no homem..

  • 08/1992 - 02/1996

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Citologia, Histologia, Embriologia, Citologia, Histologia e Embriologia, Histologia e Embriologia Veterinária I, Histologia e Embriiologia Veterinária II

  • 09/1995 - 01/1996

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Membro Titular do Colegiado de Coordenação Didática do Curso de Medicina Veterinária.

  • 07/1995 - 01/1996

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Representante do Colegiado do Curso de Mestrado em Medicina Veterinária.

  • 07/1995 - 01/1996

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Membro da Comissão de Pesquisa do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

  • 07/1995 - 01/1996

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Membro da Comissão de Avaliação de Docentes do Departamento de Morfolgia e Fisiologia Animal da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

  • 06/1995 - 01/1996

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Supervisor da Área de Histologia do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

  • 11/1995 - 11/1995

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, XXIII Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária de 21 a 25 de abril de 1995, Olinda - PE. Trabalho: Paratuberculose em bovino - Relato de caso.

  • 10/1995 - 10/1995

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Orientação de alunos da 8ª série do 1° grau. Evento: Feira de Ciências do Colégiio Santa Bárbara. Tema : Divisão Celular..

  • 07/1994 - 08/1995

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Medicina Veterinária, Área de Patologia.,Linhas de pesquisa

  • 07/1995 - 07/1995

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, 7 ENAPAVE, realizado em Belo Horizonte-MG, no período de 24 a 27 de julho de 1995. Trabalho: Histiocitoma Múltiplo em Gato (Felis Domestica)..

  • 06/1995 - 06/1995

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, VIII Congresso Brasileiro de Histotecnologia, realizado em Brasília-DF, no período de 27 a 30 de junho de 1995. Trabalho: Emprego de Alcian-Blue/Hematoxilina e Eosina em preparações didáticas.

  • 09/1992 - 05/1995

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Membro Titular no Colegiado de Coordenação Didática do Curso de Zootecnia.

  • 04/1995 - 04/1995

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, X Encontro de Zoologia do Nordeste em João Pessoa - PB de 02 a 05 de abril de 1995. Trabalho: Distribuição das células endócrinas no duodeno de Dasyprocta azarae, estudo histoquímico..

  • 01/1994 - 02/1994

    Estágios , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Estágio realizado, Estágio de Técnicas Histológicas no Departamento de Histologia e Embriologia - CCB/UFPE. Carga horária: 220 horas. Período: 05 de janeiro a 21 de fevereiro de 1994..

  • 02/1993 - 02/1994

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Supervisor da Área de Histologia do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

  • 06/1993 - 01/1994

    Direção e administração, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Cargo ou função, Representante do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal no Colegiado de Coordenação Didática do Curso de Graduação em Medicina Veterinária.

  • 04/1993 - 04/1993

    Extensão universitária , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Atividade de extensão realizada, Ministração de curso técnico-prático de Histologia Veterinária com carga horária de 40 horas no departamento de Medicina Veterinária da UFPB..

  • 04/1993 - 04/1993

    Treinamentos ministrados , Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia.,Treinamentos ministrados, Curso Técnico-Prático de Histologia Veterinária com carga horária de 40 horas no Departamento de Medicina Veterinária da UFPB no período de 26 a 30 de abril de 1993

2011 - 2016

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Associado IV, Carga horária: 4, Regime: Dedicação exclusiva.