Ana Iraidy Santa Brígida

Engenheira Química graduada na Universidade Federal do Ceará, doutora em Processos Químicos e Bioquímicos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010, e desde Janeiro de 2013 encontra-se contratada como Pesquisadora A da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa. A pesquisadora possui trabalhos publicados na área de bioprocessos e aproveitamento de resíduos desde 1999, atuando desde 2004 em pesquisas científicas e tecnológicas objetivando o desenvolvimento de processos e produtos de reduzido impacto ambiental e de valor agregado que visem o aproveitamento de resíduos e co-produtos. Atualmente também atua como docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e como docente colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Universidade Federal do Ceará.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Tecnologia em Processos Quimicos e Bioquimicos

2006 - 2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO - ESCOLA DE QUÍMICA
Título: Imobilização de lipases utilizando fibra da casca de coco verde como suporte para aplicações industriais
Orientador: Maria Alice Zarur Coelho e Luciana Rocha B. Gonçalves
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: aproveitamento de resíduo; casca de coco verde; Imobilização de enzimas; lipase.Grande área: EngenhariasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Ciência e Tecnologia de Alimentos / Subárea: Tecnologia de Alimentos / Especialidade: Aproveitamento de Subprodutos.

Mestrado em Engenharia Química

2004 - 2006

Universidade Federal do Ceará
Título: Estudo da Imobilização de Lipase tipo B de Candida antarctica Utilizando Fibra da Casca de Coco Verde como Suporte,Ano de Obtenção: 2006
Luciana Rocha Barros Gonçalves.Bolsista do(a): Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, FUNCAP, Brasil. Palavras-chave: casca de coco verde; Enzima; aproveitamento de resíduo; Imobilização de enzimas.Grande área: EngenhariasSetores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos.

Graduação em Engenharia Química

1998 - 2004

Universidade Federal do Ceará

Ensino Médio (2º grau)

1995 - 1997

Colégio Christus

Ensino Fundamental (1º grau)

1987 - 1994

Colégio Sant´Ana

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2011 - 2012

Pós-Doutorado. , Embrapa Agroindustria Tropical, CNPAT, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Agrárias, Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Tecnologia Química / Especialidade: Tratamentos e Aproveitamento de Rejeitos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 -

Gestão de Projetos de Pesquisa. , Fundação Dom Cabral, FDC, Brasil.

2019 - 2019

Introdução ao Software SuperPro Design. (Carga horária: 40h). , Embrapa Agroindustria Tropical, CNPAT, Brasil.

2019 - 2019

Elaboração de Roadmaps Tecnológicos- TRM. (Carga horária: 16h). , Embrapa Agroindustria Tropical, CNPAT, Brasil.

2017 - 2017

DL-320 Noções básicas de Redação de Pedidos de Patentes. , World Intellectual Property Organization, WIPO, Suiça.

2017 - 2017

Sistema Eletrônico de Informações - SEI! USAR. (Carga horária: 20h). , Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.

2016 - 2016

DL-101 Curso Geral de Propriedade Intelectual - DL101PBR. (Carga horária: 75h). , World Intellectual Property Organization, WIPO, Suiça.

2015 - 2015

Curso online introdutório de Avaliação do Ciclo de Vida. (Carga horária: 30h). , ACV Brasil, ACV Brasil, Brasil.

2013 - 2013

Sistema de Gestão da Qualidade do CTAA. (Carga horária: 16h). , Embrapa Agroindústria de Alimentos, CTAA, Brasil.

2008 - 2008

Extensão universitária em VIII Curso Latinoamericano de Biotecnología. (Carga horária: 36h). , Pontificia Universidad Católica de Valparaiso, PUCV, Chile.

2007 - 2007

Processamento de Imagens em Sistemas Biológicos. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2007 - 2007

Processos Biotecnológicos:Aplicações Farmacêuticas. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2007 - 2007

Planejamento de Experim. e Otimização de Processos. (Carga horária: 45h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2005 - 2005

Extensão universitária em Curso Inglês Instrumental. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2005 - 2005

VII Curso Iberoamericano Sobre Adsorventes Para Pr. (Carga horária: 20h). , Programa Iberoamericano de Ciencia y Tecnologia Para El Desarrollo, CYTED, Brasil.

2003 - 2003

Tratamento de Resíduos Sólidos. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2002 - 2002

Introdução Aos Conceitos de Qualidade. , Núcleo de Educação a Distância, EAD, Brasil.

2002 - 2002

Atualização Em Microbiologia Aplicada Aos Alimento. (Carga horária: 12h). , Apoio Técnico, AT, Brasil.

2001 - 2001

Espanhol Para Viajar. (Carga horária: 8h). , Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.

2001 - 2001

Educação Ambiental. (Carga horária: 12h). , Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.

2001 - 2001

Segurança e Higiene no Trabalho. (Carga horária: 12h). , Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.

2000 - 2000

Fund.de Transp. de Escalas Em Proc. Químicos. (Carga horária: 6h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2000 - 2000

Automação Industrial Em Escala Analítica. (Carga horária: 9h). , Mettler Toledo Ind e Com Ltda, MTPRO-BR, Brasil.

1998 - 1998

Inglês Básico. , Sec, SEC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Processos Industriais de Engenharia Química/Especialidade: Processos Bioquímicos.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química/Especialidade: Operações Características de Processos Bioquímicos.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Ciência e Tecnologia de Alimentos / Subárea: Tecnologia de Alimentos/Especialidade: Aproveitamento de Subprodutos.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Tecnologia Química/Especialidade: Tratamentos e Aproveitamento de Rejeitos.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química/Especialidade: Operações de Separação e Mistura.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Processos Industriais de Engenharia Química/Especialidade: Processos Orgânicos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Workshop em Engenharia Enzimática. 2015. (Oficina).

Oficina de Negócios. 2014. (Oficina).

XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química. IMOBILIZAÇÃO DE LIPASE DE Aspergillus niger POR ADSORÇÃO. 2014. (Congresso).

Simpósio Nacional de Microrganismos em Agroenergia: da prospecção aos bioprocessos. 2012. (Simpósio).

XVII Simposio Nacional de Bioprocessos - SINAFERM.Imobilização de lipase B de Candida antarctica por adsorção em fibra de coco verde tratada com H2O2. 2009. (Simpósio).

10th International Chemical and Biological Engineering Conference - ChemPor. Influence of different chemical treatments in lipase immobilization in a lignocellulosic support. 2008. (Congresso).

7th European Symposium on Biochemical Engineering Science.Alternatives for downstream processing of a lipase produced by Yarrowia lipolytica. 2008. (Simpósio).

Avanço e inovação em cromatografia de íons. 2007. (Seminário).

XV Simpósio Nacional de Bioprocessos.Estudo do potencial da fibra de coco verde como suporte para imobilização de lipase. 2005. (Simpósio).

Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente.VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente - ENGEMA. 2003. (Encontro).

I Encontro de Iniciação Científica da Embrapa Agroindústria Tropical.I Encontro de Iniciação Científica da Embrapa Agroindústria Tropical. 2003. (Encontro).

VIII Encontro de Iniciação à Pesquisa.VIII Encontro de Iniciação à Pesquisa - UNIFOR. 2002. (Encontro).

VI Seminário Nacional de Resíduos Sólidos.VI Seminário Nacional de Resíduos Sólidos. 2002. (Seminário).

XIX Encontro Universitário de Iniciação à Pesquisa.XIX Encontro Universitário de Iniciação à Pesquisa - UFC. 2000. (Encontro).

XVII Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos. XVII Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos. 2000. (Congresso).

XVIII Encontro Universitário de Iniciação à Pesquisa.XVIII Encontro Universitário de Iniciação à Pesquisa - UFC. 1999. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Gabriela Nunes de Mattos

CABRAL, LOURDES M.C.; Pagani, M.;BRÍGIDA, A. I. S.. Obtenção de salsicha de tilápia usando oxidante natural a base de resíduo do processamento de uva. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Ticiane Carvalho Farias

Koblitz, M. G.; SILVA, C. M.;BRÍGIDA, A. I. S.. Obtenção enzimática de hidrolisado proteico de soja com atividade antioxidante. 2017. Dissertação (Mestrado em ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Valle do Nascimento

Coelho, M. A. Z.Amaral, P. F.; ROCHA-LEAO, M. H. M.; Gizele C. Fontes;BRÍGIDA, A. I. S.. Produção de Eritritol por Yarrowia lipolytica IMUFRJ 50682 em sistemas miniaturizados. 2016. Dissertação (Mestrado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Valle do Nascimento

Coelho, M. A. Z.Amaral, P. F.; ROCHA-LEAO, M. H. M.; Gizele C. Fontes;BRÍGIDA, A. I. S.. Produção de Eritritol por Yarrowia lipolytica IMUFRJ 50682 em sistemas miniaturizados. 2016. Dissertação (Mestrado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Rodrigo Soares Lopes

Brígida, Ana Iraidy; LANGONE, M. A. P.; Amaral, P.F.F.. Seleção de cepas de Yarrowia lipolytica para produção de bio-óleo. 2014. Dissertação (Mestrado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Maria de Fátima Matos de Freitas

Brígida, A.I.S.; Almada, J.. Produção de -galactosidase por Kluyveromyces lactis NRRL Y1564 em soro de leite e imobilização em quitosana. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Genilton Silva Faheina Junior

Sonia Couri;Brígida, A.. Produção de celulases por fermentação submersa utilizando fungos prospectados em coleções de cultura. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: André Luiz medeiros de Souza

MESQUITA, E. F. M.; FRANCO, R. M.;BRÍGIDA, A. I. S.; LUIZ, D. B.; Keller, L. A. M.; Fonseca, A. B. M.. Diagnóstico microbiológico de interesse no processamento do dourado-do-mar (Coryphaena hippurus), do salmão-do-atlântico (Salmo salar) e do peixe-prego (Ruvettus pretiosus) e gerenciamento hídrico em entreposto de pescado no estado do Rio de Janeiro, Brasil. 2017. Tese (Doutorado em Medic.Veterin.(Hig.Veter.Proc.Tecn.Prod.Orig.Animal)) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Tamires Carvalho dos Santos

Amaral, P. F.; Priscilla Finotelli; Rossi, A. L.; Ortiz, G. M. D.; Borges, E. R.; Silva, L. V.;BRÍGIDA, A. I. S.. Síntese e caracterização de nanopartículas magnéticas para imobilização de lipase e sua aplicação na extração de carotenoides do óleo de palma. 2017. Tese (Doutorado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Tatiana Felix Ferreira

Brígida, A.I.S.; RIBEIRO, C. M. S.; CHRISMAN, E. C. A. N.; ALMEIDA, R. V.; ARAUJO, O. Q. F.. Produção de 1,3-Propanodiol a partir de glicerina por via biotecnológica. 2014. Tese (Doutorado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Gerla Castelo Branco Chinelate

Brígida, A.I.S.; SILVA JUNIOR, I. J.; HONORATO, T. L.; RODRIGUES, S.;GONCALVES, L. R. B.. Estudo da imobilização das enzimas neutrase e l-arabinose isomerase em suportes de baixo custo. 2013. Tese (Doutorado em RENORBIO) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Júlia Siqueira Simões

BRÍGIDA, A. I. S.; Mársico, E. T.; Conte Jr., C. A.; Alvares, T. S.. Métodos de conservação sustentável em pescado proveniente de cultivo. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Medic.Veterin.(Hig.Veter.Proc.Tecn.Prod.Orig.Animal)) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Tamires Carvalho dos Santos

Brígida, Ana Iraidy; Nascimento, R. P.; Rossi, A. L.. Síntese e caracterização de nanopartículas magnéticas para imobilização de lipase e posterior aplicação na extração de carotenoides.. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: André Luiz medeiros de Souza

MESQUITA, E. F. M.;Brígida, Ana Iraidy; LUIZ, D. B.; FRANCO, R. M.. Diagnóstico microbiológico do processamento do dourado (Coryphaena hippurus) e salmão (Salmo salar) e gerenciamento hídrico em entreposto de pescado no Estado do Rio de Janeiro, Brasil. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Medic.Veterin.(Hig.Veter.Proc.Tecn.Prod.Orig.Animal)) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Diego dos Santos Ribeiro

BRÍGIDA, A. I. S.; CLEMENTE, S. C. S.; MESQUITA, E. F. M.. Produtos de pescado elaborados a partir de resíduos de arrasto: análise sensorial, centesimal, níveis de sódio e quantificação de ácidos graxos polinsaturados ômega 3.. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Medic.Veterin.(Hig.Veter.Proc.Tecn.Prod.Orig.Animal)) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Jonas de Toledo Guimarães

BRÍGIDA, A. I. S.; MESQUITA, E. F. M.; FRANCO, R. M.. Gerenciamento hídrico, avaliação microbiológica e físico-química da água para processamento de dourado (Coryphaena hippurus) e Salmão (Salmo salar) em indústria de pescado no estado do Rio de Janeiro, Brasil. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Medic.Veterin.(Hig.Veter.Proc.Tecn.Prod.Orig.Animal)) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Julia de Macedo Robert

BRÍGIDA, A. I. S.Amaral, P. F.; MANOEL, E. A.. Aplicação de resíduos lignocelulósicos como suporte para imobilização de lipases de yarrowia lipolytica. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Bioprocessos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Rafael Morais do Nascimento

M. S. M. de Souza Filho; J. P. S. Morais; S. T. Gouveia;Brígida, A.. Celulose bacteriana obtida a partir do suco do sisal: caracterização preliminar. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Rafaella Ferreira Nascimento

Brígida, A.; Carla Cristina C. Macedo da Silva; Priscilla Finotelli. Síntese de biodiesel via catálise enzimática: CALB imobilizada em fibra de coco e nanopartículas. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Rafael Mesquita

Brígida, Ana I. S.AMARAL, P. F. F.; Ricardo de Andrade Medronho. Caracterização de Enzimas para Remoção de Reboco de Poços de Petróleo. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Roberta R

BRÍGIDA, A. I. S.; Magali Christe Cammarota; Elione Maria de Arruda Nicolaieswky. Ribreiro, Renata V.Nascimento, Claudia V.Medeiros.Avaliação do consumo de petróleo utilizando Yarrowia lipolytica. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

BRÍGIDA, A. I. S.. XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Artistica e Cultural da UFRJ. 2008. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Gustavo Adolfo Saavedra Pinto

GONÇALVES, Luciana Rocha BarrosPINTO, G. A. S.; COELHO, M. A. Z.. Estudo da imobilização de lipase tipo B de Candida antarctica utilizando fibra da casca de coco verde como suporte. 2006. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará.

Sonia Couri

COELHO, M. A. Z.; LEÃO, Maria Helena Miguez Rocha;Salgado, A. M.; Langone, M. A. P.; Giordano, R. L. C.;COURI, S.; GONCALVES, L. R. B.. Imobilização de lipases utilizando fibra da casca de coco verde como suporte para aplicações industriais.. 2010. Tese (Doutorado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Andrea Medeiros Salgado

SALGADO, A. M.LEÃO, M. H. M. R.; ANTUNES, M.;COELHOCOURI, S.. Imobilização de lipases utilizando fibra de casca de coco verde como suporte para aplicações industriais. 2010. Tese (Doutorado em Tecnologia processos quimicos e bioquimicos) - EScola de Química - UFRJ.

Andrea Lopes de Oliveira Ferreira

Ferreira, A. L. O.GONÇALVES, Luciana Rocha Barros. Estudo da imobilização de lipase tipo B de Candida antarctica utilizando fibra da casca de coco verde como suporte. 2006. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará.

Andrea Lopes de Oliveira Ferreira

Ferreira, A. L. O.Gonçalves, L. R. B.; AZEVEDO, D. C. S.. Estudo da imobilização de lipase tipo B de Candida antarctica utilizando fibra da casca de coco verde como suporte. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará.

Denise Maria Guimarães Freire

COELHO, M A Z; GONCALVES, L. R. B.;FREIRE, Denise Maria Guimarães. Imobilização de lipases utilizando fibra de casca de coco verde como suporte para aplicações Industriais.. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Processos quimicos e bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Maria Alice Zarur Coelho

COELHO, M. A. Z.GONÇALVES, L. R. B.; FERREIRA, A. L. O.; PINTO, G. A. S.. Estudo da Imobilização de Lipase tipo B de Candida antarctida utilizando Fibra da Casca de Coco Verde como Suporte. 2006. Dissertação (Mestrado em ENGENHARIA QUÍMICA) - Universidade Federal do Ceará.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Lidiane dos Santos Pontes

Imobilização de lipase em fibra de coco verde por ligação covalente; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará, Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura; (Orientador);

JESSICA SILVA DE ALMEIDA MORAIS

Modificação química da fibra da casca de coco objetivando um suporte enzimático; Início: 2018; Dissertação (Mestrado profissional em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará; (Coorientador);

Sarah Maria Frota Silva

Desenvolvimento de um novo cultivo estático para produção de celulose bacteriana pela estratégia de alimentação intermitente a partir do melaço de soja abordando o conceito de economia circular; Início: 2019; Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará; (Coorientador);

Darlyson Tavares Guimarães

Celulose bacteriana de resíduo de caju: produção e potencial como estabilizante de emulsões proteicas; Início: 2019; Tese (Doutorado em Biotecnologia - RENORBIO) - Universidade Estadual do Ceará; (Coorientador);

FRANCISCO RAFAEL PAULINO FRANCO

Imobilização de CALB e TLL em fibra de coco natural e tratada; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Processos Químicos) - Instituto Federal do Ceará - Reitoria; (Orientador);

Tayná Mendes do Nascimento

Desenvolvimento de processo para produção de biomassa de micro-organismos promotores de crescimento; Início: 2019; Orientação de outra natureza; Universidade Federal do Ceará; (Orientador);

Camila Teixeira da Motta Neves

AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE BIODIESEL A PARTIR DE UMA MISTURA DE ÓLEOS USANDO A NOVOZYME 435 COMO CATALISADOR; 2019; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Coorientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Raysa Ramos de Oliveira

Efeito de condições supercríticas em lipases imobilizadas; 2018; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Ingrid Dal Cin Alves

Obtenção de hidrolisado de tira-vira com atividade antioxidante; 2018; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Jonas de Toledo Guimarães

GERENCIAMENTO HÍDRICO EM INDÚSTRIA DE PESCADO: UM FOCO PARA A ETAPA DO GLAZEAMENTO; ; 2016; Dissertação (Mestrado em Medic; Veterin; (Hig; Veter; Proc; Tecn; Prod; Orig; Animal)) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Helder Levi Silva Lima

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DO LÍQUIDO DE SISAL E DO SUCO DE CAJU PARA A PRODUÇÃO DE CELULOSE BACTERIANA; 2014; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará, Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Nagila Freitas Souzea

Processo de obtenção de nanocelulose a partir de fibras da prensagem do mesocarpo do dendê; ; 2014; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Roseli Lopes da Silva

Efeito do oxigênio dissolvido na produção de lipases por Yarrowia lipolytica e sua ação na obtenção de carotenoides naturais; 2012; Dissertação (Mestrado em Ciência de Alimentos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro,; Coorientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Patricia Martins Botelho

; Produção de lipase associada a célula de Yarrowia lipolytica utilizando óleo de fritura residual; 2015; Tese (Doutorado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Helder Levi

Celulose bacteriana funcionalizada com peptídeos bioativos imobilizados como insumo para Indústria de Alimentos; 2014; Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará,; Coorientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Bruna Marques de Paula

Caracterização de Exopolissacarídeos de Bacillus; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Química) - Universidade Federal do Ceará; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

João Pedro Bessa de Souza

PRODUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE CELULOSE BACTERIANA EM CULTIVO ESTÁTICO E AGITADO; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Química) - Universidade Federal do Ceará; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Ednaldo Benicio de Sá Filho

Desenvolvimento de um protótipo de processo de produção de celulose bacteriana em meio estático; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Luíza Ramada de França Faria

Funcionalidades biológicas e tecnológicas em hidrolisado de gelatina de tilápia; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Instituto Brasileiro em Medicina de Reabilitação; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Niédja Fittipaldi Vasconcelos

Otimização do processo de hidrólise para produção de nanocelulose a partir do pseudocaule da bananeira; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Gestão de Processos Químicos) - Instituto Federal do Ceará - Reitoria; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Nágila Freitas Souza

Obtenção e caracterização de nanocelulose obtidas a partir das fibras da prensagem do mesocarpo do dendê; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Química) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Julianna dos Santos Viana

Imobilização de peptídeos bioativos por adsorção em celulose bacteriana; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Centro Universitário da Zona Oeste, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Daniel Fontinele Albuquerque

Desenvolvimento de filmes a partir de celulose bacteriana para aplicações em alimentos; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal do Ceará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Hanna Gomes Tavares

Imobilização de lipase de Aspergillus niger; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Centro Universitário da Zona Oeste, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Hanna Gomes Tavares

Imobilização de lipase de Aspergillus niger; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Ana Caroline Lima Faria

Imobilização de peptídeos bioativos por adsorção em celulose bacteriana; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Nutrição) - Instituto Brasileiro em Medicina de Reabilitação, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Bruno Barros Reguffe

Desenvolvimento de processo de hidrólise de CMS de tilápia assistido por ultrassom; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Nutrição) - Universidade Veiga de Almeida, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Anna Beatriz Souza Antunes

Desenvolvimento de processo de hidrólise de CMS de tilápia assistido por ultrassom; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Nutrição) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Luiza Ramada de F

Faria; Obtenção e caracterização de hidrolisados funcionais de gelatina extraída de resíduos da indústria do pescado; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Instituto Brasileiro em Medicina de Reabilitação, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Tamara Letícia Dominguez Soares

INFLUÊNCIA DO BIOCATALISADOR NAS PROPRIEDADES FUNCIONAIS DE HIDROLISADOS OBTIDOS A PARTIR DE CONCENTRADO PROTEICO DE SORO DE LEITE; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Diego do Carmo Simões

Estudo da carga máxima enzimática utilizando lipase B de Candida antarctica; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Bioprocessos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Conrado Barcellos Monteiro

Otimização do processo de imobilização de lipase B de Candida antarctica em suportes lignocelulósicos através de 3-glioxidopropil trimetóxisilano; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Conrado Monteiro

Imobilização de Yarrowia lipolytica em Fibra de Coco; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Diego Simões

Estabilidade de lipases imobilizadas; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Bioprocessos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Diego Soares Pinto

Estudo de imobilização de lipase de Yarrowia lipolytica em fibra de coco; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Bioprocessos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Ana Paula Ribeiro de Almeida Vidal

Purificação e Caracterização de lipase de Yarrowia lipolytica produzida na presença de Perfluorocarboneto (PFC); 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Álvaro Daniel Teles Pinheiro

Imobilização de lipase em casca de coco verde: influência do pH e determinação de parâmetros cinéticos; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará, Associação Técnico-Científica Engenheiro Paulo de Frontin; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Pâmella Luiza Santos da Silva

Produção de CB em cultivo agitado; 2018; Orientação de outra natureza; (Biotecnologia) - Universidade Federal do Ceará; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Camilla Ribeiro de Andrade

Imobilização de lipase TLL em nanopartícula; 2017; Orientação de outra natureza; (Farmácia) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Hanna Gomes Tavares

Imobilização de lipase em octil-agarose; 2017; Orientação de outra natureza; (Farmácia) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Julianna dos Santos Viana

Imobilização de lipase TLL em nanopartícula; 2017; Orientação de outra natureza; (Farmácia) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Mariane da Silva Barboza

Extração assistida por ultrassom de fibras alimentares da casca de uva; 2017; Orientação de outra natureza; (Farmácia) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Tayná Figueira da Fonseca

FUNCIONALIDADES TECNOLÓGICAS DE HIDROLISADOS DE GELATINA; 2016; Orientação de outra natureza; (Biotecnologia) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Maria Fernanda da Silva Mattos Mesquita

Comparação entre dois suportes para imobilização de alcalase; 2016; Orientação de outra natureza; (Química Industrial) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Katharine Fidelis da Silva Kelly

IMOBILIZAÇÃO DE LIPASES DE Aspergillus niger POR ADSORÇÃO; 2014; Orientação de outra natureza; (Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Deiziane Gomes dos Santos

Identificação dos efluentes de indústria de pescado passíveis de aproveitamento através de processos agroindustriais; 2014; Orientação de outra natureza; (Química) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro; Orientador: Ana Iraidy Santa Brígida;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria de Fatima Borges

Seleção de leveduras em suco de caju para obtenção de proteína unicelular; 2001; 1 f; Iniciação Científica - Universidade Federal do Ceará, Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica; Orientador: Maria de Fatima Borges;

Luciana Rocha Barros Gonçalves

Estudo da imobilização de lipase tipo B de Candida antarctica utilizando fibra da casca de coco verde como suporte; 2006; 0 f; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará, Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Luciana Rocha Barros Gonçalves;

Luciana Rocha Barros Gonçalves

Imobilização de lipases utilizando fibra da casca de coco verde como suporte para aplicações industriais; 2010; Tese (Doutorado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Luciana Rocha Barros Gonçalves;

Maria Alice Zarur Coelho

Estudo da Imobilização de Lipases Utilizando Fibra da Casca de Coco Verde como Suporte para Aplicação em Tratamento de Efluentes Industriais; 2010; Tese (Doutorado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maria Alice Zarur Coelho;

Samuel Jorge Marques Cartaxo

Relatório de Estágio Supervisionado/Embrapa Agroindustrial Tropical; 2002; Orientação de outra natureza - Embrapa Agroindústria Tropical; Orientador: Samuel Jorge Marques Cartaxo;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • DE ARAÚJO E SILVA, RENATA ; SANTA BRÍGIDA, ANA IRAIDY ; DE FREITAS ROSA, MORSYLEIDE ; DA SILVA NETO, RAIMUNDO MARCELINO ; SPINOSA, WILMA APARECIDA ; DE SÁ FILHO, EDNALDO BENÍCIO ; DE FIGUEIRÊDO, MARIA CLÉA BRITO . An approach for implementing ecodesign at early research stage: A case study of bacterial cellulose production. JOURNAL OF CLEANER PRODUCTION , v. 269, p. 122245, 2020.

  • BARCELLOS, C. C. C. ; Fonseca, A. B. M. ; Aronovich, M. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; KELLER, L. A. M. ; MESQUITA, E. F. M. . ANTIOXIDANT EFFECT OF THE HYDROLYSATE DERIVED FROM FISH GELATIN ON THE SHELF LIFE OF RAINBOW TROUT. INTERNATIONAL JOURNAL OF DEVELOPMENT RESEARCH , v. 10, p. 36164-36170, 2020.

  • OZORIO, LUÍSA ; PEREIRA, NARIANA R. ; DA SILVA-SANTOS, JOSÉ E. ; BRÍGIDA, ANA I.S. ; MELLINGER-SILVA, CAROLINE ; CABRAL, LOURDES M.C. . Enzyme inactivation and drying technologies influencing the vasorelaxant activity of a whey protein hydrolysate in semi-pilot scale. INTERNATIONAL DAIRY JOURNAL , v. 93, p. 11-14, 2019.

  • OZORIO, LUISA ; SILVA, LUCIANO P. ; PRATES, MAURA V. ; BLOCH, CARLOS ; TAKEITI, CRISTINA Y. ; GOMES, DANILLO MACÊDO ; DA SILVA-SANTOS, JOSÉ EDUARDO ; DELIZA, ROSIRES ; Brígida, Ana Iraidy S. ; FURTADO, ANGELA ; MELLINGER-SILVA, CAROLINE ; CABRAL, LOURDES M.C. . Whey hydrolysate-based ingredient with dual functionality: From production to consumer's evaluation. FOOD RESEARCH INTERNATIONAL , v. 122, p. 123-128, 2019.

  • ALCÂNTARA, MARISTELA ALVES ; DE LIMA, ANDERSON EDUARDO ALCÂNTARA ; BRAGA, ANA LUIZA MATTOS ; TONON, RENATA VALERIANO ; GALDEANO, MELICIA CINTIA ; DA COSTA MATTOS, MARIANA ; BRÍGIDA, ANA IRAIDY SANTA ; ROSENHAIM, RAUL ; DOS SANTOS, NATALY ALBUQUERQUE ; DE MAGALHÃES CORDEIRO, ANGELA MARIA TRIBUZY . Influence of the emulsion homogenization method on the stability of chia oil microencapsulated by spray drying. POWDER TECHNOLOGY , v. 354, p. 877-885, 2019.

  • RIBEIRO, LEILSON OLIVEIRA ; BRÍGIDA, ANA IRAIDY SANTA ; SÁ, DANIELA DE GRANDI CASTRO FREITAS ; CARVALHO, CARLOS WANDERLEI PILER ; SILVA, JANINE PASSOS LIMA ; MATTA, VIRGÍNIA MARTINS ; FREITAS, SUELY PEREIRA . Effect of sonication on the quality attributes of juçara, banana and strawberry smoothie. JOURNAL OF FOOD SCIENCE AND TECHNOLOGY-MYSORE , v. 56, p. 5531-5537, 2019.

  • RIBEIRO, LEILSON DE OLIVEIRA ; PINHEIRO, ANA CRISTINA BRAGA ; BRÍGIDA, ANA IRAIDY SANTA ; GENISHEVA, ZLATINA ASENOVA ; VICENTE, ANTÓNIO AUGUSTO MARTINS DE OLIVEIRA ; TEIXEIRA, JOSÉ ANTÓNIO COUTO ; DE MATTA, VIRGÍNIA MARTINS ; FREITAS, SUELY PEREIRA . In vitro gastrointestinal evaluation of a juçara-based smoothie: effect of processing on phenolic compounds bioaccessibility. JOURNAL OF FOOD SCIENCE AND TECHNOLOGY-MYSORE , v. 56, p. 5017-5026, 2019.

  • CALDAS, THAIS W. ; MAZZA, KAREN E.L. ; TELES, ALINE S.C. ; MATTOS, GABRIELA N. ; Brígida, Ana Iraidy S. ; CONTE-JUNIOR, CARLOS A. ; BORGUINI, RENATA G. ; GODOY, RONOEL L.O. ; CABRAL, LOURDES M.C. ; TONON, RENATA V. . Phenolic compounds recovery from grape skin using conventional and non-conventional extraction methods. INDUSTRIAL CROPS AND PRODUCTS , v. 111, p. 86-91, 2018.

  • SOUZA, A. L. M. ; GUIMARAES, J. T. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; LUIZ, D. B. ; FRANCO, R. M. ; MESQUITA, E. F. M. . Water management applied to the processing of Atlantic Salmon (Salmo salar) and Dolphinfish (Coryphaena hippurus) in a fish cold storage warehouse in Rio de Janeiro, Brazil. ARQUIVO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINARIA E ZOOTECNIA , v. 70, p. 1240-1248, 2018.

  • MAZZA, KAREN E. L. ; SANTIAGO, MANUELA C. P. A. ; DO NASCIMENTO, LUZIMAR S. M. ; GODOY, RONOEL L. O. ; SOUZA, ERIKA F. ; Brígida, Ana Iraidy S. ; BORGUINI, RENATA G. ; TONON, RENATA V. . Syrah grape skin valorisation using ultrasound-assisted extraction: Phenolic compounds recovery, antioxidant capacity and phenolic profile. INTERNATIONAL JOURNAL OF FOOD SCIENCE AND TECHNOLOGY , v. 1, p. 1, 2018.

  • ROSA, LUISA O.L. ; SANTANA, M. C. ; AZEVEDO, T. L. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; GODOY, R. L. O. ; PACHECO, S. ; MELLINGER-SILVA, CAROLINE ; CABRAL, LOURDES M.C. . A comparison of dual-functional whey hydrolysates by the use of commercial proteases. Food Science and Technology , v. 38, p. 31-36, 2018.

  • LIMA, H. L. S. ; GONCALVES, C. ; CERQUEIRA, M. A. ; NASCIMENTO, E. S. ; GAMA, F. M. P. ; ROSA, M.F. ; BORGES, Maria de Fátima ; PASTRANA, L. M. ; BRÍGIDA, A. I. S. . Bacterial cellulose nanofiber-based films incorporating gelatin hydrolysate from tilapia skin: production, characterization and cytotoxicity assessment. Cellulose , v. 25, p. 6011-6029, 2018.

  • GUIMARÃES, JONAS T. ; SOUZA, ANDRÉ L.M. ; Brígida, Ana Iraidy S. ; FURTADO, ANGELA A.L. ; S. CHICRALA, PATRÍCIA C.M. ; SANTOS, VIVIANE R.V. ; ALVES, ROSIANA R. ; LUIZ, DANIELLE B. ; MESQUITA, ELIANA F.M. . Quantification and characterization of effluents from the seafood processing industry aiming at water reuse: A pilot study. JOURNAL OF WATER PROCESS ENGINEERING , v. 26, p. 138-145, 2018.

  • LIMA, H. L. S. ; NASCIMENTO, E. S. ; ANDRADE, F. K. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; BORGES, M. F. ; Cassales, A. R. ; MUNIZ, C. R. ; SOUZA FILHO, M. DE S. M. ; MORAIS, J. P. S. ; ROSA, M. DE F. . Bacterial Cellulose Production by Komagataeibacter hansenii ATCC 23769 Using Sisal Juice - An Agroindustry Waste. BRAZILIAN JOURNAL OF CHEMICAL ENGINEERING (ONLINE) , v. 34, p. 671-680, 2017.

  • SOUZA, NÁGILA FREITAS ; PINHEIRO, JOSÉ AURÉLIO ; BRÍGIDA, ANA IRAIDY SANTA ; MORAIS, JOÃO PAULO SARAIVA ; DE SOUZA FILHO, MEN DE SÁ MOREIRA ; DE FREITAS ROSA, MORSYLEIDE . Fibrous residues of palm oil as a source of green chemical building blocks. INDUSTRIAL CROPS AND PRODUCTS , v. 94, p. 480-489, 2016.

  • NASCIMENTO, ELIGENES SAMPAIO DO ; LIMA, HELDER LEVI SILVA ; ARAÚJO BARROSO, MARIA KAROLINA DE ; BRÍGIDA, ANA IRAIDY SANTA ; ANDRADE, FABIA KARINE ; FÁTIMA BORGES, MARIA DE ; MORAIS, JOÃO PAULO SARAIVA ; MUNIZ, CELLI RODRIGUES ; DE FREITAS ROSA, MORSYLEIDE . Mesquite ( Prosopis juliflora (Sw.)) Extract is an Alternative Nutrient Source for Bacterial Cellulose Production. Journal of Biobased Materials and Bioenergy , v. 10, p. 63-70, 2016.

  • TONON, RENATA V. ; DOS SANTOS, BIANCA A. ; COUTO, CINTHIA C. ; MELLINGER, C. G. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; CABRAL, LOURDES M.C. . Coupling of ultrafiltration and enzymatic hydrolysis aiming at valorizing shrimp wastewater. FOOD CHEMISTRY , v. 198, p. 20-27, 2016.

  • MELLINGER-SILVA, CAROLINE ; ROSA, LUISA O.L. ; STEPHAN, MARILIA P. ; Brígida, Ana Iraidy S. ; CABRAL, LOURDES M.C. ; DA SILVA, GABRIEL. O. ; GUARIDO, KARLA L. ; GOMES, DANILLO MACÊDO ; EDUARDO DA SILVA-SANTOS, J. . Dual function peptides from pepsin hydrolysates of whey protein isolate. International Dairy Journal , v. 48, p. 73-79, 2015.

  • Souza, N. ; PINHEIRO, J. A. ; SILVA, P. ; J. P. S. Morais ; M. S. M. de Souza Filho ; BRÍGIDA, A. I. S. ; MUNIZ, C. ; ROSA, M.F. . Development of Chlorine-Free Pulping Method to Extract Cellulose Nanocrystals from Pressed Oil Palm Mesocarp Fibers. Journal of Biobased Materials and Bioenergy , v. 9, p. 372-379, 2015.

  • GUIMARAES, J. T. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; SANTOS, D. G. ; MESQUITA, E. F. M. ; LUIZ, D. B. . Avaliação Qualitativa de Efluente Gerado no Processo de Filetagem do Salmão. Higiene Alimentar , v. 29, p. 5096-5100, 2015.

  • DUARTE, EDEN B. ; DAS CHAGAS, BRUNA S. ; ANDRADE, FÁBIA K. ; Brígida, Ana I. S. ; BORGES, MARIA F. ; MUNIZ, CELLI R. ; SOUZA FILHO, MEN DE SÁ M. ; MORAIS, JOÃO P. S. ; FEITOSA, JUDITH P. A. ; ROSA, MORSYLEIDE F. . Production of hydroxyapatite-bacterial cellulose nanocomposites from agroindustrial wastes. Cellulose , v. 22, p. 3177-3187, 2015.

  • GUIMARAES, J. T. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; SANTOS, D. G. ; MESQUITA, E. F. M. ; LUIZ, D. B. . Características físico-químicas da água de glazeamento em indústria de pescado do estado do Rio de Janeiro. Higiene Alimentar , v. 29, p. 4280-4283, 2015.

  • PEREIRA, A. ; NASCIMENTO, D. M. ; N. F. Vasconcelos ; J. P. S. Morais ; M. S. M. de Souza Filho ; Brígida, A.I.S. ; FEITOSA, J. ; ROSA, Morsyleide de Freitas . Improvement of polyvinyl alcohol properties by adding nanocrystalline cellulose isolated from banana pseudostems. Carbohydrate Polymers , v. 112, p. 165-172, 2014.

  • NUNES, P. M. B. ; MARTINS, A. B. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; ROCHA-LEAO, M. H. M. ; Amaral, P.F.F. . Intracellular Lipase Production by Yarrowia lipolytica Using Different Carbon Sources. Chemical Engineering Transactions , v. 38, p. 421-426, 2014.

  • Brígida, Ana I. S. ; Amaral, P. F. ; GONCALVES, L. R. B. ; Coelho, M. A. Z. . Yarrowia lipolytica IMUFRJ 50682: Lipase Production in a Multiphase Bioreactor. Current Biochemical Engineering , v. 666, p. 7-8, 2013.

  • BRÍGIDA, ANA I.S. ; AMARAL, PRISCILLA F.F. ; COELHO, MARIA A.Z. ; GONÇALVES, LUCIANA R.B. . Lipase from Yarrowia lipolytica: Production, Characterization and Application as an industrial biocatalyst. Journal of Molecular Catalysis. B, Enzymatic (Print) , v. 101, p. 148-158, 2013.

  • Cristóvão, Raquel O. ; Silvério, Sara C. ; Tavares, Ana P. M. ; Brígida, Ana Iraidy S. ; Loureiro, José M. ; Boaventura, Rui A. R. ; Macedo, Eugénia A. ; Coelho, Maria Alice Z. . Green coconut fiber: a novel carrier for the immobilization of commercial laccase by covalent attachment for textile dyes decolourization. World Journal of Microbiology & Biotechnology , v. 28, p. 2827-2838, 2012.

  • LEITAO, R. C. ; FREITAS, A.V. ; SOUZA, F. J. ; DANTAS, M.C. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; CASSALES, A.R. ; PINTO, G.A.S. ; SANTAELLA, S. T. . Produção de Biogás a Partir do Líquido do Pseudocaule da Bananeira. Comunicado Técnico (Embrapa Agroindústria Tropical. Online) , v. 187, p. 1-7, 2012.

  • LEITÃO, R. C. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; SANTAELLA, S. T. ; ROSA, M.F. ; PINTO, G.A.S. . Recomendações para determinação da biodegradabilidade aeróbia usando um respirômetro automatizado. Comunicado Técnico (Embrapa Agroindústria Tropical. Online) , v. 193, p. 1-6, 2012.

  • ARAUJO, A. M. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; ROSA, Morsyleide de Freitas ; CRISOSTOMO, L. A. ; FIGUEIREDO, Maria Cléa Brito de ; Souza Filho, M.S.M. ; Brito, E. S. . Potencial de aproveitamento do líquido da casca de coco verde. Proceedings of the Tropical Region - American Society for Horticultural Science , v. 53, p. 82-84, 2011.

  • Cristóvão, Raquel O. ; Tavares, Ana P.M. ; Brígida, Ana Iraidy ; Loureiro, José M. ; Boaventura, Rui A.R. ; Macedo, Eugénia A. ; Coelho, Maria Alice Z. . Immobilization of commercial laccase onto green coconut fiber by adsorption and its application for reactive textile dyes degradation. JOURNAL OF MOLECULAR CATALYSIS B-ENZYMATIC , v. 72, p. 6-12, 2011.

  • Brígida, A.I.S. ; Calado, V.M.A. ; Gonçalves, L.R.B. ; Coelho, M.A.Z. . Effect of chemical treatments on properties of green coconut fiber. Carbohydrate Polymers , v. 79, p. 832-838, 2010.

  • Nascimento, R. F ; Renata Mariano ; BRÍGIDA, A. I. S. ; ROCHA-LEAO, M. H. M. ; Freitas, S. P. . Produção de biodiesel a partir do óleo ácido de macaúba usando lipase imobilizada em fibra de coco. Revista de Química Industrial , v. 726, p. 18-22, 2010.

  • BRÍGIDA, A. I. S. ; Pinheiro, Álvaro D. T. ; Ferreira, Andrea L. O. ; Gonçalves, Luciana R. B. . Immobilization of Candida antarctica Lipase B by Adsorption to Green Coconut Fiber. APPLIED BIOCHEMISTRY AND BIOTECHNOLOGY , v. 146, p. 173-187, 2008.

  • BRÍGIDA, A. I. S. ; PINHEIRO, A. D. T. ; FERREIRA, A. L. O. ; PINTO, G. A. S. ; GONCALVES, L. R. B. . Immobilization of Candida antarctica lipase B by covalent attachment to green coconut fiber.. Applied Biochemistry and Biotechnology , v. 137, p. 67-80, 2007.

  • BRÍGIDA, A. I. S. ; ROSA, Morsyleide de Freitas . Determinação do teor de taninos na casca de coco verde (Cocos nucifera L.). Proceedings Of The Interamerican Society For Tropical Horticulture , Miami, v. 47, p. 25-27, 2003.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

TONON, R. V. ; Brígida, A.I.S. ; BOURGUINI, R. G. ; GODOY, R. L. O. ; SILVA, J. P. L. ; GOTTSCHALK, L. M. F. ; NOGUEIRA, R. ; OLBRICH, K. ; FREITAS, D. G. C. ; GALDEANO, M. C. ; GOMES, F. S. ; PILER, C. . Ingrediente em pó rico em compostos fenólicos. 2017.

Brígida, A.I.S. ; STEPHAN, M. P. ; SILVA, C. M. ; NOGUEIRA, R. ; TORREZAN, R. ; FREITAS, D. G. C. ; FURTADO, A. A. L. ; SILVA, J. P. L. ; FREITAS, S. C. ; ANTONIASSI, R. . Tecnologia agroindustrial de insumo (hidrolisado proteico) para indústria de alimentos. 2017.

TORREZAN, R. ; FREITAS, D. G. C. ; FURTADO, A. A. L. ; SILVA, J. P. L. ; FREITAS, S. C. ; ANTONIASSI, R. ; Brígida, A.I.S. ; GODOY, R. L. O. ; CABRAL, LOURDES M.C. ; TONON, R. V. . Salsicha de tilápia enriquecida com extrato de fruta. 2016.

SILVA, C. M. ; Brígida, A.I.S. ; STEPHAN, M. P. ; TONON, R. V. . Processo de obtenção de hidrolisado proteico de soro de leite contendo peptídeos bioativos. 2016.

Brígida, A.I.S. ; SILVA, C. M. ; STEPHAN, M. P. . Processo para obtenção de hidrolisado de gelatina de Tilápia.. 2015.

Renato C. Leitão ; FREITAS, A. V. ; SOUZA, F. J. ; DANTAS, M. C. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; Cassales, A. R. ; PINTO, G. A. S. ; SANTAELLA, S. T. . Produção de biogás a partir do líquido do pseudocaule da bananeira. 2012.

Renato C. Leitão ; BRÍGIDA, A. I. S. ; SANTAELLA, S. T. ; ROSA, Morsyleide de Freitas ; PINTO, G. A. S. . Método para determinação da biodegradabilidade aeróbia usando um respirômetro automatizado. 2012.

ROSA, Morsyleide de Freitas ; BRÍGIDA, A. I. S. . Levantamento de parâmetro para implementação de um sistema de gestão ambiental numa indústria processadora de fruta. 2003.

MATTOS, A. ; BRÍGIDA, A. I. S. ; J. P. S. Morais . Campo Aberto: Pesquisa. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BRÍGIDA, A. I. S. . Cadeia de produção integrada é solução para resíduos agroindustriais. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Brígida, Ana Iraidy . Aproveitamento de resíduos agroindustriais para obtenção de insumos de interesse para a saúde humana. 2014. (Palestra).

Brígida, A.I.S. . Métodos Bioquímicos para Análises de Carboidratos. 2014. (Palestra).

Brígida, A.I.S. . Co-produto e resíduos: a experiência do CTAA. 2013. (Palestra).

Brígida, A.I.S. . Aproveitamento de coprodutos para fins alimentícios. 2013. (Palestra).

BRÍGIDA, A. I. S. . Nanopartículas para Imobilização de Biocomponentes. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BRÍGIDA, A. I. S. . Aproveitamento de resíduos agroindustriais em processos biotecnológicos. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BORGES, Maria de Fátima ; BRÍGIDA, A. I. S. . Aproveitamento do pedúnculo do caju na produção de proteína unielular para alimentação de aves de corte. 2001. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Aproveitamento de fibra da casca de coco para obtenção de biocatalizadores imobilizados, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Luciana Rocha B. Gonçalves - Integrante / Maria Alice Z. Coelho - Integrante / Suely P. Freitas - Integrante / Veronica Maria Calado - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2016 - 2018

    Aproveitamento de resíduos gerados da filetagem do pescado para elaboração de um produto com propriedades funcionais para a saúde humana., Descrição: Projeto contemplado no Edital 04/2016 - Programa Nacional de Grupos Emergentes (PRONEM).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Thiago da Silveira Alvares - Coordenador / Gustavo Vieira de Oliveira - Integrante / Maria Lucia Guerra Monteiro - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Novas funcionalidades para celulose bacteriana em aplicações para filmes comestíveis, Descrição: A proposta prevê a elaboração de filmes comestíveis à base de celulose bacteriana (CB) produzida por fermentação de suco de caju. Serão produzidos filmes com diferentes funcionalidades, a partir da adição de nanocristais de celulose bacteriana, peptídeos antimicrobianos e/ou antioxidantes, bactérias probióticas e compostos prebióticos. Além disso, serão testadas modificações químicas (covalentes) na CB. Os efeitos de diferentes filmes sobre o sistema gastrointestinal humano serão simulados in vitro pelo uso de um sistema gastrointestinal artificial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Sueli Rodrigues - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante / Henriette Monteiro Cordeiro de Azeredo - Coordenador / Adelia Ferreira de Faria Machado - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2015 - 2018

    Valorização dos produtos, coprodutos e resíduos do beneficiamento da tilápia (Oreochromis niloticus) através da obtenção de novos produtos alimentícios e insumos, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto a nível nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, observou-se uma produção de subprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. A composição dos resíduos gerados nessa atividade promove a este potencialidade para uso tanto na alimentação humana quanto animal. O aproveitamento deste através do desenvolvimento de novos produtos, além de agregar valor e aumentar a produtividade da cadeia, contribui na redução de impacto ambiental por minimizar a quantidade de resíduos gerados. Em função deste quadro, a Embrapa Agroindústria de Alimentos quer contribuir com soluções tecnológicas para o aproveitamento deste resíduo. Este projeto tem então como objetivo o aproveitamento de resíduos sólidos do processamento de filetagem da tilápia (Oreochromis niloticus), visando transformá-los em produtos alimentícios emulsionados funcionais (salsichas, apresuntado e empanado) ou insumo para a indústria de alimentos (hidrolisados proteicos). O escopo desta proposta está alinhado ao documento ?Visão 2014 ? 2034: O futuro do desenvolvimento tecnológico da agricultura brasileira? da Embrapa, especialmente ao ?Macrotema 7: Segurança dos alimentos, nutrição e saúde?, às prioridades dos portfolios de projetos em ?Aquicultura? e ?Alimentos, nutrição e saúde?; e à agenda de prioridades da Embrapa Agroindústria de Alimentos, nos temas de ?Processamento de alimentos?, ?Qualidade de alimentos? e ?Coprodutos?.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Edmar das Merces Penha - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Rosemar Antoniassi - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Marília P Stephan - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Coordenador / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Renata Torrezan - Integrante / Sidineia C. Freitas - Integrante / Daniela G. C. Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2015 - 2018

    Aproveitamento dos resíduos das indústrias vitivinícolas do Semiárido para obtenção de ingredientes e alimentos com alto valor agregado, Descrição: Levando-se em conta o atual crescimento do setor da vitivinicultura no Semiárido brasileiro, bem como o potencial de aproveitamento dos resíduos gerados no processamento do vinho, este projeto visa ao desenvolvimento de ingredientes ricos em fibras e/ou compostos fenólicos a partir dos resíduos da indústria vitivinícola da região, bem como à aplicação destes ingredientes na formulação de alimentos e a avaliação da aceitação sensorial pelos consumidores dos ingredientes e alimentos desenvolvidos. Espera-se que os resultados obtidos ao final do projeto apresentem impacto econômico e ambiental positivo na cadeia produtiva de vinhos, transformando seus resíduos em coprodutos com maior valor agregado e evitando seu descarte de forma inapropriada.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / MELLINGER-SILVA, CAROLINE - Integrante / CABRAL, LOURDES M.C. - Integrante / Renata V. Tonon - Coordenador / José Luis Ramirez Ascheri - Integrante / Daniela G. C. Freitas - Integrante / Ronoel Luiz de Oliveira Godoy - Integrante / Melícia Cíntia Galdeano - Integrante / Clívia D. Pinho da Costa Castro - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2015 - 2018

    Aplicação de lipases livres e imobilizadas no processo de obtenção de óleos vegetais nutricionais e concentrados de ácidos graxos poli-insaturados, Descrição: Diversas pesquisas têm estudado a tecnologia de modificação dos óleos e gorduras e a obtenção de concentrados de ácidos graxos poli-insaturados que beneficiem a saúde do ser humano. Os componentes mais expressivos dos óleos e gorduras são os triacilglicerídeos (TAGs) e suas propriedades físicas dependem da estrutura e da distribuição dos ácidos graxos presentes. As lipases (EC 3.1.1.3) são enzimas que catalisam a hidrólise total ou parcial destes TAGs para produzir ácidos graxos (AGs) livres, diacilglicerol (DAG), monoacilglicerol (MAG) e glicerol. Devido a sua capacidade única de atuar preferencialmente na interface água-óleo, em função do conteúdo de água no meio reacional, pode também catalisar a reação inversa de esterificação entre álcoois e ácidos graxos livres. Também por este motivo, são capazes de catalisar reações de interesterificação entre TAG e ácidos graxos (acidólise), álcoois (alcólise) ou ésteres, com formação de novos TAGs. As lipases são, portanto, amplamente utilizadas em uma grande variedade de reações, tais como, na resolução de mistura racêmica, na síntese de tensoativos surfactantes, na obtenção de concentrados de ácidos graxos poli-insaturados, na síntese de lipídeos estruturados, dentre outras. Estudos tem demonstrado que o consumo de óleos enriquecidos com DAGs pode reduzir o nível de gordura neutra no sangue, ajudando no combate da obesidade. No entanto, para sua aplicação industrial, a especificidade da lipase é um fator crucial. As lipases são divididas em 3 grupos baseados na sua especificidade: lipases não específicas (agem em posições randômicas), lipases 1,3 especificas (liberam AGs da posição 1 e 3 dos TGAs) e lipases ácido graxo específicas (possuem ação específica para grupos acilas nas moléculas de TAG). A Coleção de Microrganismos de Interesse da Indústria de Alimentos e Agroenergia, da Embrapa Agroindústria de Alimentos possui 2 linhagens com alta capacidade para produção de lipases. Essas enzimas produzidas já foram parcialmente caracterizadas, mas há a necessidade de aprofundar o conhecimento em termos de suas especificidades. Neste trabalho, pretende-se, portanto, caracterizar a especificidade das duas lipases produzidas pelos fungos Aspergillus niger 11T53A14 e Aspergillus niger C e comparar com a especificidade de lipases comerciais. A caracterização da especificidade destas lipases será importante para sua aplicação industrial. Além disso, pretende-se avaliar a atividade e estabilidade das lipases modificadas utilizando técnicas de imobilização e encapsulação de forma facilitar a recuperação da enzima. A enzima imobilizadaa pode ser reutilizada tornando viável economicamente seu uso em processos alimentícios industriais. A proteína modificada pode apresentar novas propriedades de ligação, inversão da sua especificidade e/ou aumento da atividade enzimática dependendo da natureza da proteína, da molécula anfipática utilizada e do processo de imobilização. Portanto, as lipases imobilizadas também serão caracterizadas para verificar se ocorreu alguma alteração na especificidade. As lipases livres e imobilizadas serão utilizadas para obtenção de óleos vegetais enriquecidos com diacilglicerídeos e dos concentrados de ácidos graxos poli-insaturados. Após a modificação dos óleos e determinação da especificidade de cada enzima, um melhor direcionamento poderá ser dado para a aplicação em diferentes setores da indústria de alimentos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Coordenador / Edmar das Merces Penha - Integrante / Erika Fraga Souza - Integrante / Rosemar Antoniassi - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Renata V. Tonon - Integrante / Ana Luiza Mattos Braga - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Valoração de Co-produtos da Agroindustria através de Tecnologia Verde visando Formulações Alimentícias, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Alice Zarur Coelho em 13/03/2017., Descrição: Edital FAPERJ N 15/2015 Programa "Apoio às Instituições de Ensino e Pesquisa Sediadas no Estado do Rio de Janeiro ? 2015". O presente projeto visa agregar valor à cadeia do agro-negócio relacionado através do aproveitamento integral de co-produtos da indústria fluminense, na cadeia de origem vegetal da uva e de origem animal do leite, empregando processos tecnológicos verdes, para obter produtos de maior valor agregado (enzimas, polifenóis, surfactantes e peptídeos bioativos) visando o uso tecnológico em formulações alimentícias. O projeto será desenvolvido por duas Instituições Sediadas no Estado do Rio de Janeiro, sendo uma delas destinada ao ensino e à pesquisa (UFRJ) e outra cuja missão é viabilizar soluções tecnológicas para a sustentabilidade da agroindústria de alimentos (CTAA / EMBRAPA). Com foco na inovação, uma abordagem de valoração destes materiais será adotada, permitindo ampliar a infraestrutura disponível nas instituições para a realização das atividades de pesquisa relativas ao desenvolvimento dos processos envolvidos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria Alice Z. Coelho - Coordenador / Priscilla Filomena Fonseca Amaral - Integrante / CABRAL, LOURDES M.C. - Integrante / Renata V. Tonon - Integrante / Kelly A. Silva - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Perspectivas da Pesquisa em Nanotecnologia aplicada ao Agronegócio, Descrição: A incessante busca por aspectos de qualidade dos alimentos e produtos derivados do agronegócio, e que levem em conta aspectos de preservação ambiental e parcimônia de recursos, tem elevado o nível de exigência de toda cadeia agroindustrial brasileira, especialmente quanto se buscam mercados internacionais. O impacto ambiental originado direta ou indiretamente pelas atividades agropecuárias tem suscitado exigências sobre melhoras em índices de sustentabilidade da atividade agrícola como um todo, visando a atender às necessidades do consumidor. Neste sentido, a nanotecnologia tem contribuído grandemente para o desenvolvimento de novos materiais ou de novas aplicações, visando a consolidação de produtos e processos inovadores nas mais diversas áreas de produção tecnológica, incluindo-se o agronegócio, que contribui fortemente para a segurança alimentar e econômica brasileira. Neste sentido, interessam os novos materiais possivelmente obtidos de produtos agrícolas, bem como aqueles destinados ao desenvolvimento de novos processos e produtos de base agrícola. Destes novos materiais aplicados, muitos ? como filmes finos orgânicos, enzimas imobilizadas sobre superfícies de nanopartículas metálicas, sistemas meso e nanoporosos, entre outros ? destinam-se a múltiplas aplicações. Assim, é possível utilizar, por exemplo, a mesma classe de material nanoporoso para filtração de água, para liberação controlada de um feromônio, ou como suprte para imobilização de enzimas ou nanopartículas bactericidas. Neste contexto, a Rede de Nanotecnologia Aplicada ao Agronegócio em sua fase anterior obteve uma série de avanços científicos concretos nos últimos anos, incluindo a formação de uma rede virtual de pesquisa em nanotecnologia aplicada ao agronegócio altamente capacitada, bem como a consolidação do Laboratório Nacional de Nanotecnologia para o Agronegócio com equipamentos de última geração e infraestrutura predial para trabalhar com nanotecnologia com ênfase no desenvolvimento de materiais de interesse para o desenvolvimento da agropecuária. Considerando-se a formação acadêmica e científica dos pesquisadores e analistas da empresa, a qual tem sido suportada por fortes investimentos públicos por meio de bolsas de pós-graduação e suporte financeiro à pesquisa, o avanço de conhecimento em áreas de fronteira da ciência é uma das importantes missões da Embrapa e particularmente desta rede de pesquisa. Deste modo, é necessário estarmos atentos às áreas de avanços importantes na nanotecnologia, ou mais genericamente na ciência de materiais, aplicada à agricultura. Certamente, esta busca deve basear-se em num forte suporte da literatura científica, mas ainda assim é susceptível aos erros de predição inerentes às áreas de fronteira. Entretanto, sem tal exercício, a Embrapa pode restringir a sua atuação em pesquisa, desenvolvimento e inovação às demandas mais imediatas, o que é totalmente incompatível com uma visão de futuro da empresa, sua função social livre de amarras e à própria formação científica de seu quadro de empregados. Deste modo, este projeto componente visa a estabelecer novas áreas e fronteiras de conhecimento que ainda não tenham sido exploradas pelas fases anteriores da Rede de Nanotecnologia Aplicada ao Agronegócio. Para este objetivo, neste projeto componente estão reunidas competências de 11 unidades descentralizadas da Embrapa, além da participação de 8 universidades/departamentos (USP/Politécnica, USP/IFSC, UNESP, UNIFAL, UnB, UFSCar, UFJF, UEPG, UEPB.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Integrante / Renata V. Tonon - Integrante / DANIEL SOUZA CORREA - Coordenador., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2013 - 2016

    Obtenção e Caracterização de Hidrolisados Funcionais de Gelatina Extraída de Resíduos da Indústria do Pescado, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca de um modo geral, tanto a nível internacional quanto a nível nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, observou-se uma produção de subprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Tradicionalmente, parte desses subprodutos e resíduos são aproveitados na obtenção de silagem e na formulação de ração animal e fertilizantes, contudo, no mercado internacional o lucro é baixo, sendo em torno de 50 centavos de dolar por tonelada, o que tem estimulado a busca pelo desenvolvimento de aplicações que gerem produtos de maior valor agregado. Dentre os subprodutos, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe. Esta, embora ainda represente apenas 1,5% (em peso) da produção mundial, além de concorrer, em nível de aplicabilidade, com as gelatinas obtidas por outras fontes, ganham aplicações de alto valor agregado no desenvolvimento de alimentos hipoalergênicos (haja vista que a mesma não promove alergia em pacientes alérgicos à gelatina bovina e suína). Nutricionalmente, seu consumo tem sido bastante incentivado por ser uma fonte rica em aminoácidos essenciais. Este mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais tem impulsionado a produção de gelatina de peixe, especialmente a hidrolisada. Além de proporcionar a obtenção de um produto de mais fácil absorção, haja vista a quebra da proteína a frações menores (peptídeos), a hidrólise de gelatina catalisada por proteases pode produzir peptídeos biologicamente ativos com atividade anti-hipertensiva, atividade antioxidante e/ou atividade crioprotetora. Por ser uma área ainda em desenvolvimento e diante da grande quantidade de proteases comerciais disponíveis e do grande número de espécies de pescado possíveis de serem investigadas, muito se precisa avançar para o desenvolvimento de processos rentáveis que visem à obtenção de hidrolisados de gelatina com funcionalidades tecnológicas e biológicas. Além disso, outros fatores para otimizar o processo de hidrólises biocatalisadas por proteases devem ser investigados visando reduzir problemas como instabilidade da enzima nas condições reacionais, baixa taxa de reação e baixa afinidade a certos substratos. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta de projeto tem por objetivo desenvolver um processo utilizando proteases como biocatalisadores (imobilizados ou não) para obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado com funcionalidades tecnológicas e biológicas de interesse à indústria de alimentos e/ou farmacêutica. Para alcançar o objetivo do trabalho, serão analisadas quanto ao seu potencial hidrolítico, além de uma protease cujo hidrolisado tem reportado apresentar atividade antioxidante (alcalase), outras proteases comerciais. A partir desse estudo prévio, será investigada a hidrólise sequencial com duas ou mais proteases e um processo de hidrólise enzimática de gelatina de peixe desenvolvido. Em paralelo, ações de estudos de imobilização de proteases visando à obtenção de biocatalisadores imobilizados serão desenvolvidas. Ao final, reações de hidrólise utilizando biocatalisadores livres e imobilizados serão comparadas e o efeito da imobilização avaliado. Com este projeto, pretende-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de alto valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Luciana Rocha B. Gonçalves - Integrante / Wellington Adriano - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Marília P Stephan - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2013 - 2015

    Obtenção de peptídeos antihipertensivos resistentes à digestão a partir do soro de leite, Descrição: Este projeto pretende obter peptídeos antihipertensivos do soro de leite, que sejam resistentes à digestão. Para isso, o soro de leite será coletado de um laticínio de médio porte da Região Serrana do estado do Rio de Janeiro, será transportado e concentrado por ultrafiltração. A fração proteica do soro será parcialmente hidrolisada com o uso de enzimas alimentícias e as frações obtidas serão separadas por ultrafiltração, gerando novas frações contendo peptídeos de alta e baixa massa molecular. Estas frações serão avaliadas quanto ao seu potencial antihipertensivo in vitro e as frações que apresentarem maior potencial biológico serão ainda submetidas à simulação da digestão humana e reavaliadas quanto à sua ação antihipertensiva. Ao longo de todo o processo as proteínas e peptídeos obtidos serão quimicamente avaliados por cromatografia líquida associada à espectrometria de massa, podendo-se relacionar a estrutura-atividade das moléculas obtidas. Ao final do projeto, espera-se obter uma fração peptídica com potencial atividade antihipertensiva, visando uma aplicação futura como ingrediente funcional para indústria alimentícia especializada.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / MELLINGER-SILVA, CAROLINE - Coordenador / CABRAL, LOURDES M.C. - Integrante / Renata G. Bourguini - Integrante / Renata V. Tonon - Integrante / Carlos Bloch Junior - Integrante / Maura V Prates - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2016

    Desenvolvimento de um ingrediente funcional a partir de proteínas de soro de leite, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Coordenador / Marília P Stephan - Integrante.

  • 2012 - 2014

    Obtenção de óleos vegetais enriquecidos com diacilglicerídeos através da ação enzimática de lipases fúngicas, Descrição: Estudos tem demonstrado que o consumo de óleos enriquecidos com DAGs pode reduzir o nível de gordura neutra no sangue, ajudando no combate da obesidade. O objetivo do projeto é caracterizar a especificidade das lipases produzidas por fermentação em estado sólido pelos fungos Aspergillus niger 11T53A14 e Aspergillus niger C ambos da Coleção de Microrganismos de Interesse da Indústria de Alimentos e Agroenergia, da Embrapa Agroindústria de Alimentos e das lipases produzidas por uma estirpe de Yarrowia lipolytica (IMUFRJ 50682) da Escola de Química da UFRJ e comparar com a especificidade das lipases fúngicas comerciais. A caracterização da especificidade destas lipases será importante para sua aplicação industrial. Além disso, pretende-se imobilizar as lipases fúngicas e avaliar sua atividade, estabilidade e especificidade. A enzima imobilizada pode ser reutilizada tornando viável economicamente seu uso em processos alimentícios industriais. A proteína imobilizada pode apresentar novas propriedades de ligação, inversão da sua especificidade e/ou aumento da atividade enzimática dependendo da natureza da proteína e do processo de imobilização. As lipases livres e imobilizadas serão utilizadas para obtenção de óleos vegetais enriquecidos com diacilglicerídeos. Após a modificação dos óleos e determinação da especificidade de cada enzima, um melhor direcionamento poderá ser dado para a aplicação em diferentes setores da indústria de alimentos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Priscilla Filomena Amaral - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Coordenador / Edmar das Merces Penha - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Selma da Costa Terzi - Integrante / Sonia Couri - Integrante / Erika Fraga Souza - Integrante / Rosemar Antoniassi - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1

  • 2011 - 2015

    Resíduos agroindustriais para obtenção de biomaterial à base de celulose bacteriana, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto tem como objetivo agregar valor a resíduos agroindustriais via obtenção de celulose bacteriana (CB) para elaboração de biomateriais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 4

  • 2011 - 2013

    Valorização do pseudocaule da bananeira para obtenção de novos materiais, produtos e processos., Descrição: Desenvolver rotas de baixo impacto ambiental para a valorização de resíduo da agroindústria.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Integrante / Gustavo Adolfo Saavedra Pinto - Coordenador / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2010 - 2015

    Yarrowia lipolytica: plataforma para inovação tecnológica em bioprocessos industriais, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Alice Zarur Coelho em 13/03/2017., Descrição: O Objetivo geral do projeto ora proposto reside na formação de uma rede multidisciplinar para o estudo do potencial de utilização da levedura selvagem não-convencional Yarrowia lipolytica (IMUFRJ 50682) como work-horse industrial. Neste sentido, os conhecimentos obtidos serão direcionados para ampliar o potencial de manipulação desta levedura para melhor adequação aos processos industriais e o desenvolvimento de novas aplicações biotecnológicas. Para tal, a avaliação do efeito das modificações produzidas nos estudos de regulação metabólica e expressão gênica nos parâmetros de fermentação (rendimento, eficiência, produtividade, etc.) e na tolerância às situações de estresse (nutricional, oxidativo, etc.) observadas nas condições industriais serão perseguidas ao longo da duração do projeto. Como objetivos específicos, serão abordados: 1. Engenharia de Bioprocessos empregando Yarrowia lipolytica o aumento da produtividade dos bioprocessos catalisados por esta levedura será perseguido visando: maior excreção e purificação de lipase através da engenharia genética e métodos seletivos de imobilização, aumento da produção de lipídeos acumulados nos corpúsculos intracelulares, utilizando técnicas de engenharia metabólica; e ampliação dos conhecimentos sobre a transição morfológica de Yarrowia lipolytica, relacionando-os os mesmos com o estado fisiológico da célula nas diferentes condições ambientais; 2. Caracterização dos eventos que ocorrem durante mudanças morfogênicas em Yarrowia lipolytica estudo de oscilações espaço-temporais localizadas de Ca2+ e H+ controladas por transportadores de membrana requeridos para ativação de vias de sinalização necessárias para mudanças morfológicas, crescimento polarizado e indução de tolerância a estresses abióticos; 3. Desenvolvimento de cepas de Y. lipolytica capazes de acumular grandes quantidades de lipídeos dar-se-á através de técnicas de manipulação genética, estudo do metabolismo de partículas lipídicas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria Alice Z. Coelho - Coordenador / Priscilla Filomena Fonseca Amaral - Integrante / Eleonora Kurtenbach - Integrante / Monica Montero Lomeli - Integrante / Anna Okorokova-Façanha - Integrante / Andreas Gombert - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2014

    A Biotecnologia na Mudança do Paradigma Industrial, Descrição: A BIOTECNOLOGIA BRANCA tem um papel central no cenário de mudança do paradigma industrial, i.e. da passagem de uma base petroquímica para o desenvolvimento de novas tecnologias baseadas na biomassa. E o Brasil pode se tornar um ator de primeira importância. A transformação da biomassa residual (ou não) em bioprodutos, biomateriais, bioenergia, insumos químicos-petroquímicos e, logicamente, biocombustíveis e substitutos de derivados do petróleo leva a necessidade de pesquisa e desenvolvimento. Dentre os resíduos e/ou sub-produtos que despontam como disponíveis para o desenvolvimento de bioprocessos encontra-se o glicerol. O presente projeto aborda três possibilidades de aproveitamento deste composto como matéria-prima: na produção de ácidos orgânicos, produção de 1,3 propanodiol e acúmulo de lipídeos. O desenvolvimento destes bioprocessos passa pelo uso de ferramentas que têm sido constantemente adotadas no Grupo de Engenharia de Sistemas Biológicos da EQ/UFRJ (www.eq.ufrj.br/biose). Tais ferramentas visando aumento de produtividade são empregadas em linhas de pesquisa do laboratório desde 1998. A abordagem a ser adotada permite integrar conhecimentos de áreas multidisciplinares como biologia molecular, microbiologia e engenharia de bioprocessos possibilitando alavancar o conhecimento sobre os processos em questão e seus microrganismos produtores. Além de objetivar aumentar a produtividade do sistema, o projeto contempla a integração entre os diversos laboratórios envolvidos (Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Ceará, Universidade Nova de Lisboa e Universidade do Minho) e a participação de recém-doutores, permitindo uma utilização mais eficiente dos recursos humanos e financeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Luciana Rocha B. Gonçalves - Integrante / Priscilla Filomena Amaral - Integrante / Maria Alice Z. Coelho - Coordenador / Isabel M Marrucho - Integrante / Maria Helena M. Rocha-Leão - Integrante / Isabel Melo - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2014

    Agregação de valor a resíduos da indústria de alimentos típicos da região NE: fibra de coco verde e quitosana, Descrição: Estudar desde o ponto de vista básico e aplicado, o aproveitamento de resíduos da indústria de alimentos típicos da região NE, especialmente fibra de coco verde e quitosana, como suporte de baixo custo para imobilização de enzimas. As enzimas selecionadas para imobilização (lipases, lacases, lactase e proteases) também terão seu desempenho avaliado em processos de interesse da indústria de alimentos, seja na preparação de alimentos para pessoas em dietas especiais ou com falhas congênitas no metabolismo de carboidratos e/ou proteínas (lactase e proteases) e produção de aromais naturais (lipases), seja na remediação de efluentes originários de vários processos de manufaturação de indústrias alimentícias (lacases).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Luciana Rocha B. Gonçalves - Coordenador / Maria Alice Z. Coelho - Integrante / P. F. F. AMARAL - Integrante / Wellington Adriano - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2014

    Ultrafiltração como Processo Chave no Downstream de Bioprodutos de Alto Valor Agregado, Descrição: O uso de processos mais eficientes e de menor custo como a ultrafiltração na separação e purificação de bioprodutos de alto valor agregado permite o desenvolvimento de tecnologias com uma visão integrada entre o processo de produção e a recuperação do produto. Tal perspectiva permitirá um acesso à escala industrial dos bioprocessos em desenvolvimento contribuindo para o estabelecimento de processos mais limpos, incluindo o reaproveitamento de resíduos. O presente projeto tem como objetivo principal avaliar o uso da ultrafiltração no processo de downstream de produtos de alto valor agregado (biossurfactantes, saponinas e lipases), cujas produções vêm sendo desenvolvidas pelo Grupo BIOSE / EQ / UFRJ, visando potencializar um possível escalonamento dos processos e comercialização dos bioprodutos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / P. F. F. AMARAL - Coordenador / Coelho, M.A.Z. - Integrante / Bernardo Dias - Integrante / Roseli Lopes - Integrante / Raquel Grando - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Biobranqueamento de resíduos lignocelulósicos com alto teor de graxas utilizando lipases, Descrição: A aplicação de enzimas no processo de biobranqueamento tem atraído grande interesse nos últimos anos. Enzimas hemicelulolíticas, como as xilanases e mananases, e lignolíticas, como as lacases, lignases, lignina peroxidases e manganases peroxidases, são as principais responsáveis pelo biobranqueamento biocatalisado. Contudo, em materiais com alto teor de graxas o biobranqueamento via rota enzimática a base de enzimas hemicelulolíticas e lignolíticas deste tipo de material torna-se mais difícil devido ao excesso de óleo. Desta forma, o presente projeto se insere como uma alternativa inovadora de biobranqueamento com lipase e peróxido de hidrogênio. Dentre os benefícios do biobranqueamento tem-se a redução da quantidade de peróxido de hidrogênio necessária para branquear o material lignocelulósico e a eliminação da etapa de lavagem com hidróxido de sódio a 80C, haja vista que os óleos e ácidos graxos livres presentes serão essenciais para obtenção do perácido in-loco. Além de se transformar em matéria-prima para nanowiskers de celulose, o material lignocelulósico biobranqueado com lipase pode ser aplicado na obtenção de diversos outros produtos como compósitos microestruturados, suportes para imobilização de enzimas, dentre outros.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Morsyleide de Freitas Rosa - Integrante / Calado, V.M.A. - Integrante / Coelho, M.A.Z. - Integrante / Souza Filho, M.S.M. - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2009 - 2011

    Produção de PDO (1,3 propanodiol) a partir da glicerina por rota biotecnológica: avaliação de biocatalisadores e otimização de processo por engenharia metabólica, Descrição: O presente projeto trata da produção de 1,3 propanodiol a partir da glicerina por rota biotecnológica através da seleção e avaliação de microrganismos produtores, considerando parâmetros de produtividade e de biossegurança, além da otimização do processo e estudo para o escalonamento da produção, empregando técnicas de modelagem matemática do processo e análise estatística (Engenharia Metabólica). A abordagem aqui adotada permite integrar conhecimentos de áreas multidisciplinares como biologia molecular, microbiologia e engenharia de bioprocessos possibilitando alavancar o conhecimento sobre o processo em questão e seus microrganismos produtores.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria Alice Z. Coelho - Coordenador / Tatiana Felix Ferreira - Integrante / Denise Freire - Integrante / Rodrigo Volcan Almeida - Integrante / roberta dos reis ribeiro - Integrante., Financiador(es): Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguêz de Mello - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Projeto multidisciplinar de novos catalisadores ativos, seletivos e estáveis de lipases para a síntese de biodiesel e de novos fármacos, Descrição: O presente projeto tem como objetivo o intercâmbio de pesquisadores entre Brasil Espanha para o projeto integral de novos e melhores biocatalisadores de lipases microbianas úteis em processos químicos industriais. Para tanto serão integradas ferramentas de Microbiologia, Biologia Molecular, Engenharia Química e Processos Bioquímicos, através de: i) utilização de novas lipases e esterases microbianas oriundos da coleção de cultura do Núcleo de Biotecnologia da UFRJ (Yarrowia lipolytica, Penicilium simplissicimum e esterase recombinante de Pyrococcus furiosus). ii) produção de grandes quantidades das três enzimas nativas ou expressas em E.coli iii) uso de sistemas simples de purificação (cromatografia de afinidade sobre suportes hidrofóbicos, cromatografia de quelatos metálicos) iv) uso de métodos de imobilização utilizando suportes de baixo custo v) desenvolvimento de processos de imobilização e modificação química adicional que permitam melhorar notavelmente as propriedades de atividade, estabilidade e seletividade das enzimas .. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Luciana Rocha B. Gonçalves - Integrante / Maria Alice Z. Coelho - Coordenador / Maria Helena M. Rocha-Leão - Integrante / P. F. F. AMARAL - Integrante / Denise Freire - Integrante / Rodrigo Volcan Almeida - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2009

    Biocatálise: A Chave Para o Desenvolvimento Sustentável, Descrição: Nos últimos anos, questões ambientais têm merecido destaque na mídia nacional e internacional e em reuniões entre Chefes de Estado cuja pauta apresenta temas envolvendo a redução de emissões ou o controle da degradação de reservas ambientais o desenvolvimento auto-sustentável. Por outro lado, a atividade química é freqüentemente relacionada à maioria dos chamados desastres ambientais . Uma nova tendência no modo como a questão dos resíduos químicos deve ser tratada vem tomando forma, sendo chamado de química verde, química limpa, química ambientalmente benigna, ou ainda, química auto-sustentável. A utilização de agentes biológicos nos processos industriais apresenta ganhos consideráveis quando o assunto é preservar o meio ambiente. A biocatálise desempenha importante papel junto aos diversos ramos da indústria através da aplicação de enzimas livres ou de células íntegras como catalisadores, onde as reações apresentam altos índices de pureza, minimizam a formação de subprodutos, reduzem o consumo energético e apresentam menor impacto ao meio ambiente. A produção e o uso de biocatalisadores é uma área em expansão devido à grande diversidade natural dos catalisadores biológicos, à disponibilidade de técnicas modernas para seu aproveitamento e, sobretudo, à sua viabilidade econômica e redução no impacto ambiental. O projeto trata do emprego da biocatálise como agente de desenvolvimento sustentável, utilizando ferramentas inovadoras para o aumento de produtividade em sistemas biológicos voltados à química verde, contemplando (a) a otimização do processo biodegradação de óleo cru, envolvendo inclusive a produção e a ação de biosurfactantes; (b) desenvolvimento de biocatalisadores imobilizados destinados à produção de biocombustíveis, valorização de resíduos agroindustriais, produção de fármacos, etc.; (c) emprego de solventes verdes (perfuorocarbonetos e líquidos iônicos) em biocatálise; e, (d) mitigação do efeito estufa por microalgas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Luciana Rocha B. Gonçalves - Integrante / Maria Alice Z. Coelho - Coordenador / O. Q. F. Araújo - Integrante / João A. P. Coutinho - Integrante / Isabel M Marrucho - Integrante / Maria Helena M. Rocha-Leão - Integrante / C. N. GOBBI - Integrante / B. D. RIBEIRO - Integrante / T. F. FERREIRA - Integrante / F. M. KAWASSE - Integrante / P. F. F. AMARAL - Integrante / G. C. FONTES - Integrante., Financiador(es): Universidade de Aveiro - Cooperação / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2009

    Desenvolvimento de Suportes para a Imobilização de Lipases utilizando Matérias-primas da Região NE, Descrição: Este projeto tem como objetivo o emprego de novos suportes, utilizando matérias-primas típicas da região NE (quitosana e fibra de casca de coco verde) bem como o desenvolvimento de metodologias de imobilização de lipases. Estes novos biocatalisadores serão utilizados em reações de síntese. Edital CNPq Universal / 2006.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Gustavo Adolfo Saavedra Pinto - Integrante / Luciana Rocha B. Gonçalves - Coordenador / Maria Alice Z. Coelho - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Imobilização de enzimas de interesse industrial em suportes insolúveis., Descrição: Este projeto tem como objetivo geral desenvolver biocatalisadores de interesse industrial através da imobilização de enzimas em suportes insolúveis. Serão utilizadas, preferencialmente, matérias-primas regionais (típicas de região nordeste) para a imobilização destas enzimas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Luciana Rocha B. Gonçalves - Coordenador / Andréa L O Ferreira - Integrante / D. S. RODRIGUES - Integrante / R. L. C. GIORDANO - Integrante / S. M. O. MORAES - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro / Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2015 - Atual

    Valorização dos produtos, coprodutos e resíduos do beneficiamento da tilápia (Oreochromis niloticus) através da obtenção de novos produtos alimentícios e insumos, Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Coordenador / Renata Torrezan - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Valorização dos produtos, coprodutos e resíduos do beneficiamento da tilápia (Oreochromis niloticus) através da obtenção de novos produtos alimentícios e insumos, Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Coordenador / Renata Torrezan - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Valorização dos produtos, coprodutos e resíduos do beneficiamento da tilápia (Oreochromis niloticus) através da obtenção de novos produtos alimentícios e insumos, Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Coordenador / Renata Torrezan - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Valorização dos produtos, coprodutos e resíduos do beneficiamento da tilápia (Oreochromis niloticus) através da obtenção de novos produtos alimentícios e insumos, Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Coordenador / Renata Torrezan - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Valorização dos produtos, coprodutos e resíduos do beneficiamento da tilápia (Oreochromis niloticus) através da obtenção de novos produtos alimentícios e insumos, Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Coordenador / Renata Torrezan - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Valorização dos produtos, coprodutos e resíduos do beneficiamento da tilápia (Oreochromis niloticus) através da obtenção de novos produtos alimentícios e insumos, Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Coordenador / Renata Torrezan - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Valorização dos produtos, coprodutos e resíduos do beneficiamento da tilápia (Oreochromis niloticus) através da obtenção de novos produtos alimentícios e insumos, Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Caroline M. Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Coordenador / Renata Torrezan - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da Aquicultura no Brasil, Descrição: Gerar e transferir tecnologias que promovam o desenvolvimento da aquicultura brasileira com foco primordial na inovação, contribuindo para o incremento da produção e proporcionando aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia nacional do pescado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / LICIA MARIA LUNDSTEDT - Coordenador / ALEXANDRE RODRIGUES CAETANO - Integrante / ALITIENE MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / CELSO VAINER MANZATTO - Integrante / DANIELE KLOPPEL ROSA EVANGELISTA - Integrante / MANOEL XAVIER PEDROZA FILHO - Integrante / RICARDO BORGHESI - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Outra.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da Aquicultura no Brasil, Descrição: Gerar e transferir tecnologias que promovam o desenvolvimento da aquicultura brasileira com foco primordial na inovação, contribuindo para o incremento da produção e proporcionando aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia nacional do pescado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / LICIA MARIA LUNDSTEDT - Coordenador / ALEXANDRE RODRIGUES CAETANO - Integrante / ALITIENE MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / CELSO VAINER MANZATTO - Integrante / DANIELE KLOPPEL ROSA EVANGELISTA - Integrante / MANOEL XAVIER PEDROZA FILHO - Integrante / RICARDO BORGHESI - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Outra.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da Aquicultura no Brasil, Descrição: Gerar e transferir tecnologias que promovam o desenvolvimento da aquicultura brasileira com foco primordial na inovação, contribuindo para o incremento da produção e proporcionando aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia nacional do pescado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / LICIA MARIA LUNDSTEDT - Coordenador / ALEXANDRE RODRIGUES CAETANO - Integrante / ALITIENE MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / CELSO VAINER MANZATTO - Integrante / DANIELE KLOPPEL ROSA EVANGELISTA - Integrante / MANOEL XAVIER PEDROZA FILHO - Integrante / RICARDO BORGHESI - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Outra.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2017

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da Aquicultura no Brasil, Descrição: Gerar e transferir tecnologias que promovam o desenvolvimento da aquicultura brasileira com foco primordial na inovação, contribuindo para o incremento da produção e proporcionando aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia nacional do pescado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / LICIA MARIA LUNDSTEDT - Coordenador / ALEXANDRE RODRIGUES CAETANO - Integrante / ALITIENE MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / CELSO VAINER MANZATTO - Integrante / DANIELE KLOPPEL ROSA EVANGELISTA - Integrante / MANOEL XAVIER PEDROZA FILHO - Integrante / RICARDO BORGHESI - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Outra.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2017

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da Aquicultura no Brasil, Descrição: Gerar e transferir tecnologias que promovam o desenvolvimento da aquicultura brasileira com foco primordial na inovação, contribuindo para o incremento da produção e proporcionando aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia nacional do pescado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / LICIA MARIA LUNDSTEDT - Coordenador / ALEXANDRE RODRIGUES CAETANO - Integrante / ALITIENE MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / CELSO VAINER MANZATTO - Integrante / DANIELE KLOPPEL ROSA EVANGELISTA - Integrante / MANOEL XAVIER PEDROZA FILHO - Integrante / RICARDO BORGHESI - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Outra.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2017

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da Aquicultura no Brasil, Descrição: Gerar e transferir tecnologias que promovam o desenvolvimento da aquicultura brasileira com foco primordial na inovação, contribuindo para o incremento da produção e proporcionando aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia nacional do pescado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / LICIA MARIA LUNDSTEDT - Coordenador / ALEXANDRE RODRIGUES CAETANO - Integrante / ALITIENE MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / CELSO VAINER MANZATTO - Integrante / DANIELE KLOPPEL ROSA EVANGELISTA - Integrante / MANOEL XAVIER PEDROZA FILHO - Integrante / RICARDO BORGHESI - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Outra.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2017

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da Aquicultura no Brasil, Descrição: Gerar e transferir tecnologias que promovam o desenvolvimento da aquicultura brasileira com foco primordial na inovação, contribuindo para o incremento da produção e proporcionando aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia nacional do pescado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / LICIA MARIA LUNDSTEDT - Coordenador / ALEXANDRE RODRIGUES CAETANO - Integrante / ALITIENE MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / CELSO VAINER MANZATTO - Integrante / DANIELE KLOPPEL ROSA EVANGELISTA - Integrante / MANOEL XAVIER PEDROZA FILHO - Integrante / RICARDO BORGHESI - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Outra.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2017

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da Aquicultura no Brasil, Descrição: Gerar e transferir tecnologias que promovam o desenvolvimento da aquicultura brasileira com foco primordial na inovação, contribuindo para o incremento da produção e proporcionando aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia nacional do pescado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / LICIA MARIA LUNDSTEDT - Coordenador / ALEXANDRE RODRIGUES CAETANO - Integrante / ALITIENE MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / CELSO VAINER MANZATTO - Integrante / DANIELE KLOPPEL ROSA EVANGELISTA - Integrante / MANOEL XAVIER PEDROZA FILHO - Integrante / RICARDO BORGHESI - Integrante., Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Outra.

  • 2015 - Atual

    Celulose bacteriana: uma plataforma para o desenvolvimento de bionanoprodutos de base tecnológica, Descrição: Colaboração bilateral Brasil/Portugal. A celulose bacteriana é um biomaterial com propriedades muito particulares, com elevado potencial tecnológico, mas relativo inaproveitamento no momento atual. Trata-se de uma celulose produzida em particular por bactérias do gênero Gluconacetobacter, primeiramente descritas por Brown em 1886, constituída por uma rede de fibras nanométricas e obtida com elevado grau de pureza na forma de hidrogel, o que a distingue da celulose vegetal, habitualmente combinada com outros polímeros e com reduzida aptidão para absorção de água. Adicionalmente, a celulose bacteriana possui excelentes propriedades mecânicas e boas propriedades organolépticas que proporciona aplicações na área alimentar, especialmente como componentes de embalagens alimentares e como aditivo alimentar. As duas equipes envolvidas nesta candidatura possuem experiência nesta área, e pericialidades complementares propondo-se trabalhar em conjunto no sentido de a) Produzir CB utilizando meios de cultura de base agrícola que proporcionem a produção de celulose com padrões internacionais de referência biotecnológica, e a custo competitivo; b) estudar a desconstrução da CB para obtenção de nanocelulose (um material emergente atualmente, e que devido as suas propriedades mecânicas excepcionais vem sendo muito usado como elemento de reforço em compósitos); c) desenvolver novos nanocompósitos com aptidão para utilização na áreas alimentar; d) finalmente, estudar casos de aplicação dos materiais referidos, nomeadamente em filmes edíveis contendo compostos bioativos (com ação anti-microbiana e antioxidante) e como aditivo alimentar (como espessante, modificador de textura e como fibras para a redução do aporte calórico dos alimentos). A base do projeto centra-se, portanto, na implementação e demonstração do funcionamento de um novo sistema produtivo de celulose, assim como na demonstração do potencial da sua utilização na indústrial alimentar, seja na formação de filmes para embalagens bioactivas seja na própria confecção dos alimentos. O desenvolvimento de processos desta natureza está na base da recente criação de uma spinoff da Universidade do Minho pelo parceiro Português, a BCTechnologies, assim como da Sociedade Satisfibre que se propõe produzir CB industrialmente, apoiando-se igualmente no desenvolvimento de formulações de baixo custo para produção da CB pela equipa Brasileira. O projeto assume pois um elevado impacto científico, tecnológico e potencialmente econômico... , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / João Paulo Saraiva Morais - Integrante / Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Fábia K. Andrade - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Judith Pessoa de Andrade Feitosa - Integrante / Bartolomeu Warlene Silva de Souza - Integrante / Francisco Miguel Portela da Gama - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2016

    Desenvolvimento de processo enzimático para agregação de valor a resíduos da indústria do pescado através da obtenção de um insumo, Descrição: Com o crescimento da indústria da pesca, tanto a nível internacional quanto nacional, observou-se uma tendência à mecanização no tratamento de pescado industrializado e, como fator negativo, a produção de coprodutos e resíduos estimada em 50% em peso da produção de pescado industrializado. Dentre os coprodutos de maior valor agregado, um de grande interesse para a indústria é a gelatina de peixe, a qual tem sido foco especialmente do mercado de suplementos alimentares e alimentos funcionais. Neste cenário, visando o uso sustentável e o desenvolvimento da aquicultura e pesca brasileira, a presente proposta tem o objetivo de desenvolver um processo de obtenção de hidrolisados proteicos de gelatina extraída de resíduos da indústria de pescado, utilizando proteases como biocatalisadores. A gelatina de peixe a ser utilizada nos estudos de hidrólise será extraída de resíduos do processo de filetagem da tilápia. Para obtenção dos hidrolisados, primeiramente, será analisado o potencial hidrolítico de algumas proteases comerciais utilizadas de forma isoladas. As que apresentarem melhor resultado serão selecionadas visando avaliar a interação destas em reações sequenciais. Com base na(s) protease(s) pré-selecionada(s), será investigado as condições ótimas de reação para o processo de hidrólise de gelatina. Como resultado final, pretende-se ter desenvolvido um processo de obtenção de hidrolisado de gelatina através de hidrólise enzimática. Além disso, espera-se contribuir tecnologicamente no desenvolvimento de processos que utilizam coprodutos e resíduos da aquicultura brasileira gerando produtos de valor agregado de grande interesse no mercado nacional e internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Coordenador / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Angela Aparecida Lemos Furtado - Integrante / Flávia dos Santos Gomes - Integrante / Tatiana de Lima Azevedo - Integrante / Tamara Letícia Dominguez Soares - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2017

    Gerenciamento hídrico aplicado a entrepostos de pescado, Descrição: Projeto Financiado pelo MPA e CNPq. O que todas as indústrias de pescado têm em comum é o alto consumo de água que está diretamente relacionado com a espécie de produto processada, a escala da operação, a forma de processamento e o grau de comprometimento da indústria com os conceitos de produção mais limpa (cleaner production), principalmente referente às práticas de minimização do consumo de água. Por tanto, esta proposta prevê o estudo e melhor implementação de ações de gerenciamento ambiental e hídrico em uma indústria processadora de pescados, sendo vários os ganhos da implementação destas ações devidos, principalmente, à sinergia entre três principais ações: uso consciente da água, melhor utilização do pescado e aproveitamento dos efluentes e resíduos sólidos. Dentre os ganhos, destacam-se: redução do consumo de água e de energia, redução da emissão de poluentes e resíduos sólidos orgânicos (quantificados pela DQO) nos efluentes, redução do consumo de energia, produção de co-produtos comestíveis ou não comestíveis de resíduos e, possivelmente, produção de energia do gás metano gerado no tratamento anaeróbico de efluentes líquidos e sólidos com alta carga orgânica. O objetivo principal será estabelecer regras para o uso consciente e sustentável da água, determinando a quantidade mínima de água a ser consumida por kg de pescado produzido em cada etapa do beneficiamento, gerando subsídios para elaboração de normas técnicas para o processamento das espécies de peixes continentais e marinhos mais beneficiados pelas indústrias nos estados de RJ, SC, TO, SP e MS. O desenvolvimento de tecnologias mais limpas deve ser feito para cada tipo de pescado e produto final devido às suas características peculiares e diferentes equipamentos/processos que podem ser desenvolvidos. Serão etapas estratégicas para o desenvolvimento da proposta, inicialmente, a coleta e análise de documentos e realização de balanço hídrico industrial, avaliando as possibilidades de minimização do consumo de água, definindo a quantidade mínima de água consumida no processamento do pescado; Na sequência, será priorizada a qualificação e quantificação das correntes de efluentes, avaliando o potencial de reúso/reciclo da água com e sem possibilidades de recondicionamento, verificando a possibilidade de uso de ozônio em cilindros de lavagem em substituição ao cloro. A metodologia empregada para o exercício dessas ações será importante para a padronização das etapas de processamento com posterior validação dos protocolos que poderá subsidiar a criação de regulamento técnico específico sobre o assunto para o processamento de pescados pelo órgão competente da fiscalização... , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Danielle de Bem Luiz - Coordenador / Leandro Kanamaru Franco de Lima - Integrante., Financiador(es): Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Implantação e Estruturação do Núcleo de Valorização de Resíduos Agroindustriais e da Biomassa Regional, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Morsyleide de Freitas Rosa em 10/05/2013., Descrição: O projeto de infra-estrutura está calcado no conceito de biorrefinaria e busca utilizar os resíduos da agroindústria assim como matérias-primas da biodiversidade como insumos para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores e de alto valor agregado, focados no uso sustentável e integral da biomassa regional não alimentar.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ana Iraidy Santa Brígida - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Maria Cléa Brito de Figueiredo - Integrante / renato leitão - Integrante / Men de Sá M. de Souza Filho - Integrante / Ana Cassales - Integrante / Lilian Alexandre - Integrante / Adriano Mattos - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2013

Melhores trabalhos apresentados na forma de poster do VII Workshop de Nanotecnologia Aplicada ao Agronegócio, Embrapa Instrumentação.

2007

Best Poster Award of European Congress of Chemical Engineering - 6, ECCE 6 Scientific Commitee and Process Systems Enterprise Ltd.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Agroindústria Tropical. , Rua Doutora Sara Mesquita, 2270, Pici, 60511110 - Fortaleza, CE - Brasil, Telefone: (85) 33917386

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - Atual

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador A, Carga horária: 40

    Atividades

    • 05/2018

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa Agroindústria Tropical, .,Linhas de pesquisa

    • 04/2018

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Embrapa Agroindústria Tropical, .,Cargo ou função, Comitê Local de Publicações.

    • 01/2016 - 04/2018

      Outras atividades técnico-científicas , Embrapa Agroindústria de Alimentos, Embrapa Agroindústria de Alimentos.,Atividade realizada, Responsável Técnico pelo Laboratório de Bioquímica.

    • 01/2016 - 04/2018

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Embrapa Agroindústria de Alimentos, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Local de Propriedade Intelectual.

    • 06/2014 - 04/2018

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Embrapa Agroindústria de Alimentos, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Local de Publicações.

    • 01/2013 - 04/2018

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa Agroindústria de Alimentos, .,Linhas de pesquisa

  • 2010 - 2012

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador

    Outras informações:
    Desenvolvimento de pesquisa vinculados aos projetos: Produção de PDO (1,3 propanodiol) a partir da glicerina por rota biotecnológica: avaliação de biocatalisadores e otimização de processo por engenharia metabólica. Projeto multidisciplinar de novos catalisadores ativos, seletivos e estáveis de lipases para a síntese de biodiesel e de novos fármacos. Biocatálise: A Chave Para o Desenvolvimento Sustentável. Desenvolvimento de Suportes para a Imobilização de Lipases utilizando Matérias-primas da Região NE. Biobranqueamento de resíduos lignocelulósicos com alto teor de graxas utilizando lipases

  • 2010 - 2010

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador

    Outras informações:
    Professor colaborador na Disciplina de Enzimologia ofertada em 2010.1 para os cursos de Engenharia Química e Engenharia de Bioprocessos da Escola de Química / UFRJ, tendo ministrado aulas: Cinética Enzimática, Imobilização de Enzimas, Estabilidade de Enzimas e Reatores Enzimáticos.

  • 2007 - 2007

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador

    Outras informações:
    Professor colaborador na Disciplina de Enzimologia ofertada em 2007.2 para os cursos de Engenharia Química e Engenharia de Bioprocessos da Escola de Química / UFRJ, tendo ministrado aulas de: Cinética Enzimática, Imobilização de Enzimas, Estabilidade de Enzimas e Reatores Enzimáticos.

  • 2006 - 2006

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador

    Outras informações:
    Professor Colaborador da Disciplina de Microbiologia Industrial ofertada ao curso de graduação da Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, tendo auxiliado na ministração das aulas práticas.

    Atividades

    • 03/2006 - 12/2012

      Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Química, .,Linhas de pesquisa

  • 2010 - 2011

    Fundação Coordenação de Projetos, Pesquisas e Estudos Tecnológicos

    Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Técnico de Pesquisa III J, Carga horária: 40

    Atividades

    • 04/2010 - 02/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Química, .,Linhas de pesquisa

  • 2010 - 2010

    Universidade do Estado do Rio de Janeiro

    Vínculo: Prof. Substituto Contratado, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Professor Substituto da Disciplina Química para Biologia no curso de graduação em Biologia do Campus de São Gonçalo, Faculdade de Formação de Professores.

    Atividades

    • 03/2010 - 01/2011

      Ensino, Ciencias Biologicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Química para Biologia

  • 2009 - 2009

    Instituto de Catálisis y Petroleoquímica

    Vínculo: Pesquisador visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Desenvolvimento do trabalho ?Caracterización, Purificación e Inmovilización de una nueva lipasa de Yarrowia lipolytica? sob a supervisão de José Manuel Guisán, do Instituto de Catálisis y Petroleoquímica / CSIC, Madrid, Espanha, atividade prevista no projeto de Cooperação Brasil-Espanha "Projeto multidisciplinar de novos catalisadores ativos, seletivos e estáveis de lipases para a síntese de biodiesel e de novos fármacos".

  • 2005 - 2005

    Universidade Federal do Ceará

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador

    Outras informações:
    Professor Colaborador na Disciplina de Biotecnologia do curso de Engenharia Química da UFC no período de 2005.1, sendo responsável por ministrar as aulas práticas e tendo ministrado uma aula teórica: Cinética Enzimática.

  • 2011 - 2012

    Embrapa Agroindustria Tropical

    Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Pós-Doc, Carga horária: 40

  • 1999 - 2004

    Embrapa Agroindustria Tropical

    Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Considerando os 4 anos e 5 meses diretamente vinculados à pesquisa, foi possível desenvolver redação científica, adaptar metodologias, desenvolver rotinas laboratoriais e participar ativamente da execução e gerenciamento dos seguintes projetos: - Alternativas de aproveitamento da casca de coco verde (Financiado pelo BNB-FUNDECI). - Aplicação do sistema de análises de perigos e pontos críticos de controle na produção e processamento de frutas tropicais da região Nordeste (Financiado pelo Banco Mundial - PRODETAB). - Aproveitamento do pedúnculo do caju na produção de proteína unicelular para alimentação de aves de corte (Financiado pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Fruticultura Irrigada no Nordeste ? PADFIN). Vale ressaltar a participação como colaboradora na elaboração do projeto The use of husk of immature green dwarf coconut as a mean for biodiversity conservation, aprovado pelo Banco Mundial dentre as 47 propostas vencedoras de um total de 2.726 enviadas por 150 países, em Dezembro de 2003.

    Atividades

    • 02/2011 - 01/2013

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa, .,Linhas de pesquisa

    • 08/2001 - 01/2004

      Estágios , Embrapa, .,Estágio realizado, Bolsista do Projeto Prodetab n 001-02/99.

    • 08/1999 - 07/2001

      Estágios , Embrapa, Laboratório de Microbiologia de Alimentos.,Estágio realizado, Bolsista do PIBIC - Projeto PADFIN-CNPq.

  • 2017 - Atual

    Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro Efetivo do Corpo Docente do PPGEQ