Alexandre Guida Navarro

Atualmente realizando Pós-Doutorado na Universidade de Paris I Panthéon-Sorbonne sob supervisão de Stéphen Rostain. Possui graduação em História (1997), mestrado em Arqueologia pela Universidade de São Paulo (2001), Doutorado em Antropologia pela Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM - (2007) com Menção Honorífica e reconhecimento do diploma no Brasil pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE/USP/2008) e estágio em Arqueologia da Paisagem no Laboratório de Paleoambiente, Patrimônio e Paisagem do Instituto de Estudios Gallegos Padre Sarmiento, Santiago de Compostela, Espanha (2005). Possui outros dois Pós-Doutoramentos: um em Arqueologia Histórica no Núcleo de Estudos Estratégicos da UNICAMP (2008-2009) supervisionado pelo Prof. Dr. Pedro Paulo Funari, com bolsa FAPESP e outro em Arqueologia da Amazônia na University of Illinois at Chicago (2017-2018), sob supervisão da Profa. Dra. Anna C. Roosevelt e com bolsa FULBRIGHT. Realizou estágios pós-doutorais na Smithsonian Institute of Washington (Washington D.C., 2017), no Penn Museum - University of Pensylvannia Museum of Archaeology and Anthropology (Filadélfia, 2017) e no American Museum of Natural History em Nova York (2017). Foi professor visitante da University of Illinois at Chicago com Bolsa da Fulbright Commission na modalidade Visiting Professor Award (2017). É especialista em cultura maia, pesquisando temas como formação do Estado na Mesoamérica, arquitetura, guerra, iconografia, religião e epigrafia. Participou de escavações arqueológicas no sítio de Santa Cruz de Atizapán, que possuía vínculos com a cidade de Teotihuacán, no sítio maia de Calakmul e na Ilha Cerritos, porto da cidade maia de Chichén Itzá durante Clássico Terminal, ca. 800-1050 d.C., todos no México. Coordenou um projeto arqueológico no México. Dedica-se também, a partir de 2013, à arqueologia das Terras Baixas da América do Sul, na costa oriental da Amazônia, estudando as estearias da Baixada Maranhense, sítios pré-coloniais palafíticos, focando em temas como comércio de longa distância, iconografia, padrão de assentamento, arqueologia da paisagem e formação de cacicados amazônicos. É um dos líderes do Grupo de Pesquisa História, Religião e Cultura Material - REHCULT. Coordenador do Laboratório de Arqueologia (LARQ), professor Associado III do Departamento de História (DEHIS) e professor do Programa de Pós-Graduação em História Conexões Atlânticas (PPGHIS) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). É professor, também, do Programa de Pós-Graduação em Diversidade Sociocultural do Museu Paraense Emilio Goeldi (PPGDS-MPEG). Foi bolsista de Produtividade da FAPEMA entre 2012 e 2014. Em 2015 ganhou o Prêmio de Jovem Cientista pela FAPEMA na modalidade de orientador de monografia. É consultor da FAPEMA. Professor colaborador da Pós-Graduação em Antropologia na University of Illinois at Chicago e pesquisador associado do Underwater Archaeology and Laboratory for Dendrochronology, Office for Urbanism, em Zurique, Suíça. É Bolsista de Produtividade do CNPq nível 2. Email: altardesacrificios@yahoo.com.br

Informações coletadas do Lattes em 30/07/2023

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em Antropologia

2003 - 2007

Universidad Nacional Autonoma de Mexico
Título: Las serpientes emplumadas de Chichén Itza: distribución espacial e imaginería
Orientador: Dr. Bernd Fähmel Beyer
com Coorientador: Rafael Cobos Palma. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: paisagem; epigrafia; organizacao espacial; cultura material; civilização maia; iconografia. Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Arqueologia. Grande Área: Ciências Humanas / Área: História.

Mestrado em Arqueologia

1998 - 2001

Universidade de São Paulo
Título: O retorno de Quetzalcóatl: contribuição ao conhecimento do culto à divindade a partir do registro arqueológico de Chichén Itzá, México
, Ano de Obtenção: 2001.Pedro Paulo Abreu Funari.Palavras-chave: cultura material; guerra; arquitetura; civilização maia.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Arqueologia / Subárea: Teoria e Método em Arqueologia / Especialidade: Teoria e Método em Arqueologia.

Graduação em História

1993 - 1997

História, ..

Pós-doutorado

2023

Pós-Doutorado. , Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne, UP1, França.

2017 - 2018

Pós-Doutorado. , University of Illinois at Chicago, UIC, Estados Unidos. , Bolsista do(a): FULB|RIGHT, FULBRIGHT, Estados Unidos. , Grande área: Ciências Humanas

2008 - 2009

Pós-Doutorado. , Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil. , Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas

Formação complementar

2020 - 2020

Arqueologia do Nordeste. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

2019 - 2019

Jogos de percurso nas salas de aula: um desafio para o ensino das estearias. (Carga horária: 4h). , UFMA - Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2019 - 2019

Iconografia do mundo ameríndio. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

2018 - 2018

Introdução à anatomia da madeira. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2017 - 2017

Introdução à Bioarqueologia. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2016 - 2016

Análise de cerâmicas arqueológicas. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2014 - 2014

Extensão universitária em Introdução ao estudo da cerâmica arqueológica. (Carga horária: 25h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2014 - 2014

Técnicas de escavação e análise de material lítico. (Carga horária: 25h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2014 - 2014

Conservação em Arqueologia. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2008 - 2008

Estágio de Pós-Doutoramento. , Universidade Nacional Auonoma do Mexico, UNAM, México.

2005 - 2005

Estágio de Doutorado em Arqueologia da Paisagem. , Instituto Padre Sarmiento, Universidade de Santiago de Compostela, USC, Espanha.

2004 - 2004

Epigrafía maya II. , Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.

2004 - 2004

Mesoamérica II. , Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.

2003 - 2003

Teoría de la Arqueología. , Universidade Nacional Auonoma do Mexico, UNAM, México.

2003 - 2003

Epigrafia maya I. , Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.

2003 - 2003

Mesoamérica I. , Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.

2003 - 2003

Religión maya y náhuatl. , Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.

2003 - 2003

Teoría de la Lingüística Antropológica. , Universidade Nacional Auonoma do Mexico, UNAM, México.

1999 - 1999

Teoria da Arqueologia II. , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

1999 - 1999

Introdução à Astronomia. , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

1999 - 1999

As sociedades mesoamericanas pré-históricas. , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

1999 - 1999

Arqueologia do Caribe. , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

1996 - 1996

Extensão universitária. , Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUCCAMP, Brasil.

1996 - 1996

Extensão universitária. , Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUCCAMP, Brasil.

1994 - 1994

Extensão universitária. , Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUCCAMP, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Italiano

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Alemão

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Catalão

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Russo

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Latim

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Outros

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Galego

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Romeno

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Basco

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Arqueologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Arqueologia / Subárea: Teoria e Método em Arqueologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Arqueologia / Subárea: Arqueologia Histórica.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Arqueologia / Subárea: Arqueologia Pública.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Arqueologia / Subárea: Arqueologia da Mesoamérica.

Organização de eventos

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE ; ASSUNCAO, D. C. . SIMPÓSIO TEMÁTICO 04 ? Entre a Amazônia e o Sertão: Ensino, Pesquisa, Licenciamento e Gestão do Patrimônio Arqueológico no Maranhão no ARQUEOLOGIA EM CENÁRIOS DE FOME Respeito, dignidade, alimento e conhecimento ? Livro de resumos da VII Reunião da SAB Nordeste ?. 2022. (Congresso).

BASTOS, C. M. C. B. ; GAMBIM JUNIOR, A. ; LIMA, J. J. S. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . I Colóquio de História das Américas e dos Encontros Coloniais da Universidade Federal do Amapá. 2018. (Congresso).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A Amazônia pré-colonial revisitada: a pluralidade dos enfoques arqueológicos (coordenador de Simpósio do 56 Congresso de Americanistas em Salamanca, Espanha).. 2018. (Congresso).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. . Mesa redonda A escrita e o artefato como textos. 2017. (Outro).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; OREY, D. C. ; CUXIL, D. C. ; ESCALANTE, E. V. ; MONTORO, G. C. ; FRANCA, L. M. ; PIMENTA-SILVA, M. ; GRUBE, N. ; CAVALCANTI, T. J. B. . I Congresso Brasileiro de Estudos Maias/ Comissão Científica. 2017. (Congresso).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . I Seminário do Laboratório de Arqueologia da UFMA. 2014. (Congresso).

BANDEIRA, A. ; BRANDI, R. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . III Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira Regional Nordeste. 2014. (Concurso).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueología y Etnohistoria en Mesoamérica Postclásica: diálogo entre la iconografía, crónicas, códices y cultura material. 2012. (Outro).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Coordenação da sessão de comunicação Diversidade de temporalidade e vivências. 2011. (Outro).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; Barros, Antônio Evaldo de Almeida ; BARROSO JUNIOR, R. S. ; SANTOS, A. A. ; FARIA, R. H. M. ; CAMPOS, M. H. . I Seminário de Pesquisa Histórica e Arqueológica - Simpósio África: movimentos, territórios e contextos. 2010. (Outro).

Participação em eventos

87 th Annual Meeting Society for American Archaeology. New Evidence for the First- Millennium AD Stilt Villages in Eastern Amazonia. 2022. (Congresso).

V Encontro Internacional de Arqueologia Amazônica - EIAA - Lima Peru.Asentamientos de palafitos precoloniales en Maranhão, Brasil: evidencia material dejefaturas en la Amazonía oriental?. 2022. (Encontro).

VII REUNIÃO DA SOCIEDADE DE ARQUEOLOGIA BRASILEIRA/Sessão NORDESTE. Quando a vida é sobre as águas: balanço de uma década de pesquisa arqueológica nas estearias. 2022. (Congresso).

X TCongresso da Teoria Arqueológica da América do Sul - TAAS. Las estearias de Maranhão: asentamientos de palafitos precoloniales en la Amazonía. 2022. (Congresso).

I Webnário Relações Raciais no Brasil.As estearias e a Baixada Maranhense. 2021. (Encontro).

XXI Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira SAB. Arqueologias conconectadas.. A pequena Veneza brasileira: as estearias e a construção de uma paisagem aquática. 2021. (Congresso).

I Seminário Online de Pesquisa em História da UEG.Por que morar dentro de rios e lagos? A civilização lacustre e a história indígena no Maranhão pré-colonial. 2020. (Seminário).

VI Congresso da SAB Nordeste. Arqueologia das Estearias Maranhenses: A Vida sobre Palafitas em Lagos e Rios durante o Período Pré-Colonial. 2020. (Congresso).

XII ENCONTRO REGIONAL DA ANPUH ? MA: Povos Indígenas na História: vivências, resistências e direitos sociais na atualidade.Povos indígenas; História, Antropologia e Arqueologia. 2020. (Encontro).

XIII Encontro Estadual de História - ANPUH Pernambuco. coruja dos olhos que tudo vê: história indígena no Maranhão antes da Conquista e os povos das palafitas lacustres. 2020. (Congresso).

I Seminário Nacional do FORPAFOR e FORPIBID RP. 2019. (Seminário).

VIII Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão.Onde eram feitos os rituais?As praças cerimoniais das estearias do Maranhão e as evidências arqueológicas. 2019. (Encontro).

XII Seminário Nacional de Formação dos Profissionais da Educação - ANFOPE. 2019. (Seminário).

XIX Congresso da Fiealc, América Latina y el Mundo: espacios de encuentro y cooperación. Szeged, Hungri. Viviendas de palafitos en tiempos precoloniales en el continente americano: el caso de las estearias de Maranhão, Brasil. 2019. (Congresso).

XL Encontro Nacional do FORUMDIR. 2019. (Encontro).

XX Congresso da SAB (Sociedade de Arqueologia Brasileira) . Memória, patrimônio cultural e direitos humanos.. Ecologia histórica e paisagem nas estearias do Maranhão: padrão de assentamento, variabilidade artefatual e comércio de longa distância em um mundo cercado de água. 2019. (Congresso).

56 Congreso Internacional de Americanistas, Salamanca, Espanha. Resultados preliminares do projeto arqueológico acadêmico sobre as estearias maranhenses. 2018. (Congresso).

Café com Ciência. Museu paraense Emilio Goeldi..Mamíferos retratados na arte pré-histórica da Amazônia. 2018. (Encontro).

I Colóquio de História da América e dos Encontros Coloniais, Macapá. á.Reis na floresta tropical? O que sabemos de novo sobre a civilização maia.. 2018. (Outra).

IV Congresso da SAB Norte. Afinal, o que são as estearias?. 2018. (Congresso).

Reunión de Teoría Arqueológica de América del Sur TAAS (Ibarra, Equador). Palestrante. 2018. (Congresso).

Mesa redonda A escrita e o artefato como textos.O coaxar das rãs: resultados preliminares do projeto arqueológico das estearias maranhenses. 2017. (Outra).

XVIII Congreso de la Federación Internacional de Estudios sobre América Latina y el Caribe (FIEALC) Am. El cronar de las ranas: el descubrimiento de un artefacto de piedra verde (nefrita) en el suroeste de Amazonía. 2017. (Congresso).

XV Encontro Humanístico. Ciências Humanas em Movimento.As estearias maranhenses: arqueologia das civilizações lacustres pré-históricas. 2016. (Encontro).

II Semana de Arqueologia da Unicamp. Cultura material: desafios da contemporaneidade.. Os sítios palafíticos ou estearias do Maranhão. 2015. (Congresso).

Seminário Internacional História Indígena do Maranhão.As estearias do Maranhão: enfoques recentes. 2015. (Seminário).

VI Congresso Internacional de História Antiga e Medieval da UEMA.. As estearias maranhenses: sítios de moradia ou defensivos?. 2015. (Congresso).

XVIII Congresso sa Sociedade de Arqueologia Brasileira. As estearias do Maranhão: novos enfoques teórico-metodológicos. 2015. (Congresso).

III Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira Regional Nordeste. Análise cerâmica da estearia do Armíndio, Santa Helena, Maranhão. 2014. (Congresso).

III Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira Regional Norte. As estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. 2014. (Congresso).

II Reunião da Sociedade de Arqueologia Regional Norte (SAB NORTE). Resultados preliminares do Projeto Arqueológico das Estearias da Porção Centro-Norte da Baixada Maranhense. 2014. (Congresso).

Oficina de Cerâmicas Arqueológicas da Amazônia. Rumo a uma nova síntese.A cerâmica arqueológica das estearias maranhenses. 2014. (Oficina).

I Semana de Arqueologia - Arqueologia e Poder. O rei maia Kukulcán e seus discursos de propaganda política em Chichén Itzá. 2013. (Congresso).

I Simpósio Nacional Interdisciplinaridade Ambiente e Cultura.A Pré-História da Baixada Maranhense: o caso das estearias. 2013. (Simpósio).

IX Congreso de Mayistas - Los mayas en el contexto de las culturas americanasano. Los capitanes Serpiente y Disco Solar: iconografía al servicio de los cambios políticos en Chichén Itzá. 2013. (Congresso).

Primeira Semana de Iniciação à História.O Povo das Águas: as estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. 2013. (Encontro).

V Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão. Realeza, heroísmo e santidade na Antiguidade. 2013. (Congresso).

XVII Congresso da SAB ? Arqueologia sem Fronteiras. Repensando espaço, tempo e agentes. Carta Arqueológica das Estearias da Porção Centro-Norte da Baixada Maranhense. 2013. (Congresso).

54 Congresso Internacional de Americanistas. Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: imaginería y distribución espacial. 2012. (Congresso).

A Ilustração Arqueológica antes da Arqueologia na Europa e nas Américas.Chichén Itzá bajo las miradas de John Lloyd Stephens y Frederick Catherwood, y los vestigios arqueológicos en la actualidad. 2012. (Seminário).

I Congresso Internacional de Arqueologia Moderna - Velhos e Novos Mundos. Divindade, governante ou guerreiro? O personagem Kukulcán nas crônicas do século XVI e o registro arqueológico de Chichén Itzá, México. 2011. (Congresso).

II Seminário de Pesquisa Religiões e Religiosidades no Maranhão.O Rei 8 Veado, Garra de Jaguar: poder e religião nos espaços públicos na área mixteca durante o século XI d.C.. 2011. (Seminário).

IV Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão. Viagens e Viajantes: cultura, imaginário e espacialidade.. Resultados do Projeto Arqueológico Ilha Cerritos. 2011. (Congresso).

XI Encontro Humanístico.As estearias do Maranhão: uma aproximação da arqueologia amazônica?. 2011. (Encontro).

I Seminário Pesquisa Histórica e Arqueológica - Simpósio África: movimentos, territórios e contextos.Arqueologia e História. 2010. (Seminário).

Semana dos Calouros.Projeto Arqueológico Chichén Itzá e Ilha Cerritos, Península do Iucatã, México. 2010. (Outra).

Seminário Pesquisa Religiões e Religiosidades.A religião na América Pré-Colombiana: o sacrifício humano e animal na cosmogonia indígena. 2010. (Seminário).

World Archaeological Congress - Intercongress - Archaeology and Conflict. Kakupacal and Kukulcán: Captains of Chichen Itza. 2010. (Congresso).

V Coloquio de História e Arqueologia da América Indígena.Invasão tolteca em Chichén Itzá? Uma nova leitura da questão a partir da cultura material das Terras Baixas Maias do Norte. 2008. (Outra).

Congresso Internacional FIEALC. Kulucán y su culto guerrero en Mesoamérica. 2007. (Congresso).

Seminario Nuevas Perspectivas sobre Sacrificio Humano entre los Mexicas. 2007. (Seminário).

VII Congreso Internacional de Mayistas. Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: distribución en los espacios arquitectónicos e imaginería. 2007. (Congresso).

I Colóquio História e Arqueologia da América Indígena.Uma caracterização do culto a Quetzacóatl a partir do registro arqueológico de Chichén Itzá. 2004. (Outra).

Seminario de Doctorandos del Instituto de Investigaciones Antropológicas, UNAM.Elm culto a Quetzalcóatl/Kukulcán en Mesoamérica. 2004. (Seminário).

Conferências do IIA UNAM Archaeology of Everyday Lives: from Oaxaca (Mexico) to Shandong (China) Dr. Gary Feinman. 2003. (Outra).

Conferências IIA UNAM Recientes aportaciones a la teoría arqueológica y antropológica: algunos aspectos Dr. Colin Renfrew. 2003. (Outra).

VIII Simposio Román Pia Chán. 2003. (Simpósio).

Semana Cultural Peruana. Arqueologia e Conservação no litoral norte do Peru, Dr. Ricardo Morales Gamarra, USP. 2002. (Encontro).

V Encontro da ANPHLAC Associação Nacional de Pesquisadores de História Latino-Americana e Caribenha.Quetzalcóatl e a arqueologia: uma proposta para a identificação na natureza do culto na Mesoamérica pré-hispânica durante o Clássico Final (700-950 d.C.). 2002. (Encontro).

XXIV Congresso Internacional de Americanística, Dr. Bernd Fahmel Beyer, USP. 2002. (Congresso).

Encontro Regional de História, I Encontro de Pesquisa e Extensão, Campinas, PUCCAMP. 1995. (Encontro).

ENEH, XII Encontro Nacional de Estudantes de História, Rio de Janeiro, UFRJ. 1993. (Congresso).

Semana de Estudos de Ciências Humanas, PUCCAMP; Campinas. 1993. (Encontro).

Seminário Nacional sobre o Projeto de Regulamentação do Profissional de História, UNESP. 1993. (Seminário).

Participação em bancas

Aluno: RAQUEL DE LIMA SILVA

RODET, M. J.;GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE; ROCHA, L. C. M.; TALIM, D. D.. UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO COMPARATIVO SOBRE QUATRO SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS DO TIPO ESTEARIAS: rio Turiaçu (estado do Maranhão). 2022. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Daniel Grecco Pacheco

FUNARI, P. P.; LONDONO, F. T.;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA. Peças que se movem, narrativas que se criam. A história da Plataforma das Águias e Jaguares de Chichén Itzá, México. 2017. Dissertação (Mestrado em Artes) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Luiz Eduardo da Silva

CABRERA, I. I.; MARINHO, S. C.;NAVARRO, A. G.. Para uma crítica do Proibicionismo e a rua da Lama: violência e tráfico territorializado em Pinheiro, MA. 2014.

Aluno: Solange Pereira Oliveira

ZIERER, A.; BONFIM, A. L.;NAVARRO, A. G.. Imaginário e Ideologia Cristã: uma versão portuguesa do Além Medieval na Visão de Túndalo. 2014.

Aluno: Philipe Luz Trindade Azevedo

Pereira, Josenildo de Jesus; FEITOSA, M. M. M.;NAVARRO, A. G.. A Identidade Nacional Portuguesa no Século XIX a partir de Contos Literários de Alexandre Herculano. 2013. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Vanúzia Gonçalves Amaral

RODET, M. J.; BARROS, R. T. V.; HISSA, S.; SYMASNKI, L.;GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE; FERNANDES, H. L. A.. ARQUEOLOGIA DO LIXO DE BELO HORIZONTE: vestígios de vidas breves e fragmentos duráveis (fase inicial do aterro sanitário - 1975-1982). 2023. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Ana Cristina Rocha Silva

SIMONIAN, L. T. L.; GONCALVES, M. V.; MARIN, R. E. A.;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; FARIAS JUNIOR, J. P.. Gestão Compartilhada do patrimônio arqueológico na Amazônia: conflitos e desafios entre o oficial, o legal e o real. 2021. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Roberta Alexandrina da Silva

CHEVITARESE, André Leonardo; FUNARI, P. P.; FUNARI, Raquel dos Santos; CARLAN, Claudio Umpierre; SILVA, Gilvan Ventura da; NOGUEIRA, Paulo Augusto de Souza;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA. A ambiguidade da ordenação feminina: a mulher e as subjetividades nas comunidades paulinas durante os primeiros séculos da era cristã. 2010. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Julio Cesar Mendonça Gralha

FUNARI, P. P.; CÂNDIDO, Maria Regina; FUNARI, Raquel dos Santos; CARVALHO, Margarida Maria de; CARLAN, Claudio Umpierre;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; CARVALHO, Aline Vieira de. A legitimidade do poder no Egito Ptolomaico: cultura material e prática mágico-religiosoas. 2009. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Tayse Handreyza Abreu Mendes

VILLAGRAN, X. S.;GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE; PANACHUCK, L. S.. O complexo cerâmico da estearia do Armíndio, Santa Helena - Maranhão. 2022. Exame de qualificação (Mestrando em Arqueologia) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Esmeralda Lima da Silva

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE; CARDOSO, A.; CHAMBOULEYRON, R.. REDES DE ALIANÇAS INDÍGENAS: ARAYÓS, TIMBIRAS E GUANARÉS NO VALE DO PARNAÍBA NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XVIII. 2022. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: LIANA RAYSSA MOTA AMORIM

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE; SILVA, E. H.. SENTINDO COMO BRASILEIRO E MARANHENSE: O Serviço de Proteção ao Índio e a Localização dos Trabalhadores Nacionais (SPILTN), a inserção do Maranhão na lógica da Política Indigenista Nacional - 1910. 2022.

Aluno: Ana Paula Durans

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; MENDONÇA, P. G.; MEIRELES, M. C.. Negócios do reino lusitano no além-mar: agentes mercantis no maranhão (1706-1750). 2021. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Karen Cristina Costa da Conceição

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; CARDOSO, A.; DORNELLES, S. S.. As atuações das mulheres Tupinambá na Ilha do Maranhão e terras circunvizinhas no contexto da França Equinocial (1612-1615). 2019. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Robson de Lima Fernandes

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; CASTRO, C. A.; BITENCOURT, J. B.. Estabelecimento de educandos artífices do Piauí: políticas educacionais e relações de poder (1849-1873). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Daniel Grecco Pacheco

Funari; MATTOS, C.;NAVARRO, A. G.. Os Vestígios dos Le Plongeon em Chichén Itzá. A Recuperação do contexto arqueológico da oferenda da Plataforma das Águias e Jaguares e suas relações na Mesoamérica.. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Susy Nathia Ferreira Gomes

NAVARRO, A. G.; CHECHE, M.; SILVA, R. A.. O Cavalo e a Abertura no discurso das charges da imprensa teresinense (1979-1985). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Solange Pereira Oliveira

ZIERER, A.; BONFIM, A. L.;NAVARRO, A. G.. Imaginário e Ideologia Cristã: uma versão portuguesa do Além Medieval na Visão de Túndalo. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Gonçalo Mendes Neto

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; MOTA, Antônia da Silva; BITENCOURT, J. B.. JINGLES ELEITORAIS E DISPUTAS POLÍTICAS NO MUNICÍPIO DE PENALVA (1969-1988). 2012. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Mayara Rocha Dias

RAPOSO, J. R.;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; LOBO, F. A.. Design e Arqueologia: metodologia sobre representações gráficas. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Design) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Anderson Henrique Lopes Santos

DORNELLES, S. S.;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; MENDONÇA, P. G.. NOS DRAMAS DAS ALIANÇAS: casamentos mistos, identidade e trabalho na Freguesia de Nossa Senhora da Vitória (1748-1759).. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Camila dos Anjos Ribeiro

DORNELLES, S. S.;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; FERREIRA, M. M. G.. CAMINHO ENTRE IDEIAS TEXTUALIDADES DE MATRIZES AMERÍNDIAS NO COTIDIANO ESCOLAR. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Francisco Alves de Sousa Neto

DORNELLES, S. S.;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; MAIA, L. J. O.. A VILA DE ÍNDIOS DE VINHAIS E A PRODUÇÃO DE ARROZ: trabalho e protagonismo indígena na Capitania do Maranhão (1770 ? 1780) São Luís. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Viviane dos Santos Licá

BACCEGA, M. V. A.; MARTINS, M. J. B.;NAVARRO, A. G.. Entre a História e a Ficção: uma análise da representação dos nórdicos na literatura contemporânea. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: DARLAN RODRIGO SBRANA

NAVARRO, A. G.; MOTA, Antônia da Silva; CAMPOS, M. H.. Entre reis, morubixabas, príncipes e principais: chefes tupinambá do Maranhão e terras circunvizinhas no tempo da aliança com os franceses 91612-1614). 2014.

Aluno: Fernanda Cristina Vale

CAMPOS, M. H.; MENDONÇA, P. G.;NAVARRO, A. G.. De feiticeira à arrependida: a magia amorosa na visitação inquisitorial ao Estado do Grão- Pará (1763-1769). 2012.

Aluno: Dayana Jessica Sousa de Sá

CAMPOS, M. H.; MENDONÇA, P. G.;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA. Súcubus e íncubus: mentalidade, imaginário e feitiçaria no Maranhão oitocentista. 2012.

Aluno: Luana Pereira da Silva

CAMPOS, M. H.; MOTA, Antônia da Silva;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA. Roupas, tecidos e enfeites: simbologias no traje das senhoras em terras maranhenses. 2012.

Aluno: Arianna Costa da Silva

CAMPOS, M. H.; MOTA, Antônia da Silva;NAVARRO, A. G.. Descortinando as riquezas: simbologias da vida material das senhoras donas no Maranhão colonial (1803-1822). 2012.

Aluno: Laura Natasha Nery Mendonça de Sousa

MOTA, Antônia da Silva; CAMPOS, M. H.;NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA. Porta adentro: a cidade de São Luís no período oitocentista a partir do estudo da cultura material de suas casas (1800-1820). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Josileia Almeida

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; LANGER, J.; Campos, Luciana de. A representação da mulher viking no cinema contemporâneo. 2011.

Aluno: Josimar Vieira da Cruz

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; Pereira, Josenildo de Jesus; MOTA, Antônia da Silva. Sob os estigmas pombalinos: uma imagem distorcida dos jesuítas do Maranhão seiscentista (1607-1661). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; CARDOSO, A.; HENRIQUE, M. C.. Concurso para provimento de cargo na disciplina História Indígena. 2016. Universidade Federal do Maranhão.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; PIMENTA, J. P. G.; SILVA, J. R. S.. História da América séculos XIX e XX. 2014. Universidade Estadual do Maranhão.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; BARRETO, C.; VIALOU, A. V.; ETCHEVARNE, C.; CARLE, C.; XAVIER, C.; BANDEIRA, D.. II Prêmio SAB Excelência em Graduação, Mestrado e Doutorado. 2021. Sociedade de Arqueologia Brasileira.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; CORREIA, M. G. G.; SILVA, R. A.. Processo seletivo em Teoria da História. 2014. Universidade Federal do Maranhão.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA; GOUVEIA NETO, J. C.; FARIA, R. H. M.; AGUIAR, R.. Participação em comissão de homologação de banca de seletivo do curso de História da UFMA. 2014. Universidade Federal do Maranhão.

Comissão julgadora das bancas

Maria Beatriz Borba Florenzano

FLORENZANO, M. B. B.. O retorno de Quetzalcoatl: contribuição ao conhecimento do culto da divindade a partir do registro arqueológico de Chichén Itzá, México. 2001. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Arqueologia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP.

Maria Beatriz Borba Florenzano

FLORENZANO, M. B. B.. (Qualificação) O culto de Quetzalcoatl na Mesoamérica. 2000. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Arqueologia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP.

Maria Beatriz Borba Florenzano

FLORENZANO, M. B. B.; FUNARI, P. P. A.; ARCURI, M. M.. Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: distribución en los espacios arquitectonicos e imaginéria. 2008 - Universidade Nacional Autonoma do México.

Leandro Karnal

FUNARI, P. P. A.;KARNAL, L.. O retorno de Quetzalcóatl: contribuição ao conhecimento do culto da divindade a partir do registro arqueológico de Chichén Itzá, México.. 2001. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

Pedro Paulo Abreu Funari

FUNARI, P. P. A.. O retorno de Quetzacoaltl. 2001. Dissertação (Mestrado em Arqueologia) - Universidade de São Paulo.

Orientou

Allef Gustavo Silva dos Santos

A MORTE ESCULPIDA ENTRE RITUAIS E REPRESENTAÇÕES SOCIAIS: o processo de secularização da morte em São Luís no século XIX (1850-1870); Início: 2022; Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão; (Orientador);

Adriana Silva Dias

PROCESSO DE RETOMADA TUPI NO MARANHÃO: dinâmicas de lutas por reconhecimento étnico indígena e recuperação de territórios tradicionais; ; Início: 2022; Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão; (Orientador);

Esmeralda Lima da Silva

REDES DE ALIANÇAS INDÍGENAS: ARAYÔS, TIMBIRAS E GUANARÉS NAS MARGENS DO PARNAÍBA NA SEGUNDA METADE DO SÉC; XVIII; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão; (Orientador);

Karen Cristina Costa da Conceição

Acompanhar os missionários ou servir aos moradores do Estado do Maranhão e Grão-Pará? As índias farinheiras e amas-de-leite sob a vigência do Regimento das Missões frente ao projeto colonial cristão (1686-1757); Início: 2021; Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão; (Orientador);

Avelino Gambin Junior

Lugares de memória e narrativas relacionadas aos vestígios do passado: as famílias Karipuna do rio Curipi (século XIX-tempo presente); Início: 2021; Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão; (Orientador);

Jelly Juliane Souza de Lima

Cartografia das diferentes representações territoriais do passado do Contestado Franco-Brasileiro (Séculos XIX-XXI); Início: 2020; Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão; (Orientador);

Claudimar Alves Durans

HIP-HOP E DIÁSPORA AFRICANA NO BRASIL E CABO VERDE: HISTÓRIA E IDENTIDADES JUVENIS DIASPÓRICAS NAS CIDADES DE SÃO LUIS (BRASIL) E PRAIA(CABO-VERDE); Início: 2020; Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão; (Orientador);

Dayse Marinho Martins

A ?Cidade dos Lagos?: uma análise da concepção lendária das estearias do município de Penalva ? MA; Início: 2019; Tese (Doutorado em História e Conexões Atlânticas) - UFMA - Universidade Federal do Maranhão; (Orientador);

Cleudivania Silva Costa

XAMANISMO NAS ESTEARIAS E FONTES COLONIAIS; Início: 2022; Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Paulo Italo Carvalho Santos

CARACTERIZAÇÃO DA VARIABILIDADE ARTEFATUAL DA COLEÇÃO CERÂMICA DAS ESTEARIAS MARANHENSES; Início: 2022; Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Guilherme Aguiar Gomes

CARTOGRAFIA DOS POVOS INDÍGENAS DA BAIXADA MARANHENSE E SUA RELAÇÃO COM AS ESTEARIAS; Início: 2022; Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão; (Orientador);

Karen Cristina Costa da Conceição

De feiticeiras diabólicas a auxiliares na empresa missionária: As Atuações das mulheres tupinambá no Maranhão franco-ameríndio (1594-1615); ; 2019; Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Ana Paula Durans

NEGÓCIOS DO REINO LUSITANO NO ALÉM MAR: agentes mercantis no Maranhão (1706-1750); 2019; Dissertação (Mestrado em História Social) - UFMA - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

AMANDA LIMA DA SILVA

?Na minha veia não corre sangue, corre barro?: histórias e memórias de mulheres trabalhadoras ceramistas do bairro Poti Velho, Teresina ? PI (1960 ? 2019); 2019; Dissertação (Mestrado em História Social) - UFMA - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

RAQUEL DE LIMA SILVA

Estudo dos artefatos líticos das estearias do Maranhão; 2019; Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Coorientador: Alexandre Guida Navarro;

Robson de Lima Fernandes

Estabelecimento de Educandos Artífices do Piauí: práticas educativas e relações de poder (1849-1873); 2018; Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão,; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Antonio Marcos Melo Costa

Pichação e gangue na década de 1990: experiências de intervenção urbana na cidade de São Luís; 2015; Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão,; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Susy Nathia Ferreira Gomes

As charges dos jornais de Piauí sob a ótica política nos anos 80; 2014; Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão,; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Gonçalo Mendes Neto

Disputas eleitorais e manipulação do imaginário político nos municípios de Viana e Vitória do Mearim (1964-1988); 2011; Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Maranhão,; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Juana de Dios López Jiménez

"Evolución de los espacios urbanos y arquitectónicos de Palenque, Chiapas"; 2006; Dissertação (Mestrado em Arqueologia) - Universidad Nacional Autónoma de Mexico,; Coorientador: Alexandre Guida Navarro;

Abrahão Sanderson Fernandes Nunes da Silva

2020; Universidade Federal do Maranhão,; Alexandre Guida Navarro;

Thaís Alves Pereira Gonçalves

2017; Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão; Alexandre Guida Navarro;

Rafaela Cantarino Soledade

CELEBRAÇÕES ETÍLICAS: Uma análise da cauinagem indígena presente nas crônicas escritas sobre o Maranhão (1612-1614); 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Marilene da Silva Banhos

ÉDEN PROIBIDO OU MOLDE DO MUNDO?: uma análise da construção do corpo indígena a partir de crônicas sobre a ilha do Maranhão e terras circunvizinhas (1613-1614); 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Gabriel Ferreira Moreira Serra

A CULTURA MATERIAL COMO FERRAMENTA DE ENSINO: DOS ARTEFATOS ÀS PRODUÇÕES AUDIOVISUAIS; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Flaviomiro Silva Mendonça

O estudo das estearias sob o olhar de Raimundo Lopes e novas reflexões; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Tayse Handreyza Abreu Mendes

Das cousas notáveis do Rio Amazonas: discurso acerca do comportamento dos animais na obra do Padre João Daniel (1772-1776); 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - UFMA - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

LUCIANO SOUSA DOS SANTOS

Uma análise crítica da religião asteca a partir da segunda carta de Hernán Cortés; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

RAQUEL DE LIMA SILVA

Os pajés Tupinambá na Ilha do Maranhão e terras circunvizinhas a partir das crônicas históricas dos padres Claude D'Abbeville e Yves D'Évreux (1612-1614); 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Karen Cristina Costa da Conceição

A cerâmica tupinambá na ilha do Maranhão: a tradição tupiguarani e as narrativas históricas; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Rafael Silva Aguado

A civilização maia nos livros didáticos; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Paulo Italo Carvalho

CARACTERIZAÇÃO DA VARIABILIDADE ARTEFATUAL DA COLEÇÃO CERÂMICA DAS ESTEARIAS MARANHENSES; 2022; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Guilherme Aguiar Gomes

CARTOGRAFIA DOS POVOS INDÍGENAS DA BAIXADA MARANHENSE E SUA RELAÇÃO COM AS ESTEARIAS; 2022; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Cleudivania Silva Costa

XAMANISMO: O PAJÉ, OS ARTEFATOS DAS ESTEARIAS E O MUNDO SOBRENATURAL; 2022; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Guilherme Aguiar Gomes

Cartografia dos povos indígenas na Baixada Maranhense; 2021; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Vitoria Francisca Dutra

Estudo dos aspectos materiais de adornos de pedra verde nas crônicas coloniais; 2021; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Rayanna Cristina Araújo Diniz

Modos de figurar o corpos entre os povos indígenas; 2021; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

João Manoel Santos

Xamanismo: o pajé, os artefatos e o mundo sobrenatural; 2021; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Rhayana Diniz

Análise das cerâmicas das estearias dos sítios palafíticos do centro-norte da Baixada Maranhense; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Mayara Rocha Dias

Desenho das formas cerâmicas das estearias da Baixada Maranhense; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Design) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Marilene Silva Banhos

A vida dos povos das palafitas nas crônicas coloniais do Maranhão; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Marilene da Silva Banhos

A CONSTRUÇÃO DO CORPO INDÍGENA NAS CRÔNICAS COLONIAIS DO MARANHÃO; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Carlos Eduardo de Souza Alves

Desenho das formas cerâmicas das estearias da Baixada Maranhense; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Rayanna Cristina Araújo Diniz

Análise das cerâmicas dos sítios palafíticos do centro-norte da Baixada Maranhense; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Mayara Dias

Análise das cerâmicas dos sítios palafíticos do centro-norte da Baixada Maranhense; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Design) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Wilson Garcia

Forma das cerâmicas dos sítios palafíticos do centro-norte da Baixada Maranhense; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Pedagogia) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Gabriel Serra

Preenchimento da ficha de análise da cerâmica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Mayara Rocha Dias

Forma das cerâmicas dos sítios palafíticos do centro-norte da Baixada Maranhense (bolsa BIC-05491/18 FAPEMA); 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Design) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Gabriel Serra

Preenchimento da ficha de análise da cerâmica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Wilson Silva Garcia

Desenho das formas cerâmicas das estearias; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

RAQUEL DE LIMA SILVA

O USO DO MACHADO DE PEDRA POLIDA ENTRE OS TUPINAMBÁ DA ILHADO MARANHÃO A PARTIR DAS CRÔNICAS DOS SÉCULOS XVI E XVII; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Flaviomiro Mendonça Silva

O estudo das estearias sob o olhar de Raimundo Lopes e sua contribuição para as pesquisas atuais; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

José de Ribamar Gonçalves Junior

As formas das aldeias das estearias; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Flaviomiro da Silva

ANÁLISE DAS CERÂMICAS DOS SÍTIOS PALAFÍTICOS DO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE; 2016; Iniciação Científica - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

José de Ribamar Júnior

PREENCHIMENTO DA FICHA DE ANÁLISE DA CERÂMICA DAS ESTEARIAS DA PORÇÃO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE; 2016; Iniciação Científica - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Tayse Mendes

FORMA DAS CERÂMICAS DOS SÍTIOS PALAFÍTICOS DO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE; 2016; Iniciação Científica - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Elton Menezes

Levantamento das crônicas referente às estearias nas terras baixas da América do Sul; 2016; Iniciação Científica - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Karen Cristina da Conceição

ANÁLISE DAS CERÂMICAS DOS SÍTIOS PALAFÍTICOS DO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Ramon Silva

FORMA DAS CERÂMICAS DOS SÍTIOS PALAFÍTICOS DO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE; 2015; Iniciação Científica - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Thalisson Henrique Mendonça Silva

FORMA DAS CERÂMICAS DOS SÍTIOS PALAFÍTICOS DO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Elton Estacio Viana Menezes

LEVANTAMENTO DAS CRÔNICAS COLONIAIS RELATIVAS AOS POVOS PALAFÍFICOS DAS TERRAS BAIXAS DO CONTINENTE SUL AMERICANO; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Thalisson Henrique Mendonça Silva

ICONOGRAFIA DAS CERÂMICAS DOS SÍTIOS PALAFÍTICOS DO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

CASSIA BETANIA SOUSA FERREIRA

PROPOSTA DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL PARA AS COMUNIDADES DAS ÁREAS DE ESTEARIA DA BAIXADA MARANHENSE; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Karen Cristina Costa da Conceição

LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO SOBRE O AMBIENTE FÍSICO DA BAIXADA MARANHENSE; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Karen Cristina Costa da Conceição

A CERÂMICA TUPIGUARANI E SEUS USOS SOCIAIS; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

CASSIA BETANIA SOUSA FERREIRA

A GUERRA ENTRE OS TUPIGUARANIS; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

THALISSON HENRIQUE MENDONÇA SIVA

O SACRIFÍCIO HUMANO ENTRE OS TUPIGUARANIS; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

DARLAN SBRANA

As chefias tupinambá; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Joás Ramos

Sistema de informatização do acervo arqueológico do LARQ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Ciência da Computação) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Flaviomiro Silva Mendonça

Olavo Correia Lima e o estudo da Arqueologia maranhense; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

SILVIO RENAN

Desenho arqueológico da coleção do LARQ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Artes Visuais) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Karen Cristina Costa da Conceição

A cerâmica tupiguarani e seus usos sociais; 2013; Iniciação Científica - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

CASSIA BETANIA SOUSA FERREIRA

A guerra entre os tupiguaranis; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Thalisson Henrique Mendonça

O sacrifício entre os tupiguaranis; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

DARLAN SBRANA

A natureza das chefias tupinambás; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Elton Estacio Viana Menezes

PREENCHIMENTO DA FICHA DE ANÁLISE DA CERÂMICA DAS ESTEARIAS DA PORÇÃO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

CASSIA BETANIA SOUSA FERREIRA

A GUERRA ENTRE OS TUPIGUARANIS; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em História da América I) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Karen Cristina Costa da Conceição

A CERÂMICA TUPIGUARANI E SEUS USOS SOCIAIS; 2012; Iniciação Científica - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Thalisson Henrique Mendonça Silva

O SACRIFÍCIO HUMANO ENTRE OS TUPIGUARANIS; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em História da América I) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Diêgo Fernando Silva Rabêlo

Localização das aldeias Tupiguaranis através das crônicas; 2012; Iniciação Científica - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

DARLAN SBRANA

A natureza das chefias tupinambás; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Flaviomiro Silva Mendonça

Desenho arqueológico das estearias (bolsa BESTI2-06480/17 Edital 12/2017 FAPEMA); 2018; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

RAQUEL DE LIMA SILVA

Análise do material cerâmico (bolsa BESTI2-06480/17 Edital 12/2017 FAPEMA); 2018; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

RAQUEL DE LIMA SILVA

LÂMINAS POLIDAS DA PORÇÃO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE (bolsa BIC-05717/16 FAPEMA); 2017; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Tayse Handreyza Abreu Mendes

Análise do material cerâmico (bolsa BIC-00106/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2016; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Flaviomiro Silva Mendonça

Desenho das formas cerâmicas das estearias (bolsa BIC-00106/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2016; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Joas Ramos Araujo

Processo de informatização do acervo (bolsa BIC-00107/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2016; Orientação de outra natureza; (Ciência da Computação) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

José de Ribamar Silva Gonçalves Júnior

Forma das cerâmicas dos sítios palafíticos do centro-norte da Baixada Maranhense (bolsa BIC-04183/15 FAPEMA); 2016; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

RAQUEL DE LIMA SILVA

LÂMINAS POLIDAS DA PORÇÃO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE (bolsa BIC-05717/16 FAPEMA); 2016; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Tayse Handreyza Abreu Mendes

Análise do material cerâmico (bolsa BIC-00106/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2015; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Flaviomiro Silva Mendonça

Desenho das formas cerâmicas das estearias (bolsa BIC-00106/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2015; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Joas Ramos Araujo

Processo de informatização do acervo (bolsa BIC-00107/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2015; Orientação de outra natureza; (Ciência da Computação) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Elton Estacio Viana Menezes

LEVANTAMENTO DAS CRÔNICAS COLONIAIS RELATIVAS AOS POVOS PALAFÍTICOS DAS TERRAS BAIXAS DO CONTINENTE SUL AMERICANO (bolsa BIC 02306/14 FAPEMA); 2015; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Tayse Handreyza Abreu Mendes

Análise do material cerâmico (bolsa BIC-00106/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2014; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Flaviomiro Silva Mendonça

Desenho das formas cerâmicas das estearias (bolsa BIC-00106/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2014; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Joas Ramos Araujo

Processo de informatização do acervo (bolsa BIC-00107/14 Edital 19/2013 FAPEMA); 2014; Orientação de outra natureza; (Ciência da Computação) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

DARLAN RODRIGO SBRANA

Localização das aldeias tupinambás na Ilha do Maranhão (bolsa BIC-02678/13 FAPEMA); 2014; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

DARLAN RODRIGO SBRANA

Localização das aldeias tupinambás na Ilha do Maranhão (bolsa BIC-02678/13 FAPEMA); ; 2013; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Keyciane de Sousa Martins

Proposta de Educação Patrimonial Arqueológica para a cidade de São Luis; 2012; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Yasmim Araújo Porto

Proposta de Educação Patrimonial Arqueológica para a cidade de São Luis; 2012; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Yasmim Araújo Porto

Proposta de Educação Patrimonial Arqueológica para a cidade de São Luis; 2012; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Diêgo Fernando Silva Rabêlo

Localização das aldeias tupinambás na Ilha do Maranhão (bolsa BIC-02351/12 FAPEMA); 2012; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; Orientador: Alexandre Guida Navarro;

Foi orientado por

Pedro Paulo Abreu Funari

O retorno de Quetzalóatl: contribuição ao conhecimento do culto da divindade a partir do registro arqueológico de Chichén Itzá, México; 2001; Dissertação (Mestrado em Arqueologia) - Universidade de São Paulo,; Orientador: Pedro Paulo Abreu Funari;

Pedro Paulo Abreu Funari

2008; Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Pedro Paulo Abreu Funari;

Produções bibliográficas

  • NAVARRO, ALEXANDRE . Ancestral Waters: Material Culture, Notion of Transformation and Shamanism in the Stilt Villages in Eastern Amazonia. Cambridge Archaeological Journal , v. 33, p. 1-18, 2023.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Women of the Water: Analysis of the Ceramic Figurines from the Stilt Villages in Eastern Amazon, Brazil. Global Journal of Archaeology & Anthropology , v. 12, p. 1-18, 2023.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . A ESTEARIA DO FORMOSO: UMA NOVA FASE DA TRADIÇÃO INCISO-PONTEADA/ARAUQUINOIDE NO MARANHÃO. REVISTA DE ARQUEOLOGIA (SOCIEDADE DE ARQUEOLOGIA BRASILEIRA. IMPRESSO) , v. 36, p. 166-193, 2023.

  • LUÍS PORSANI, JORGE ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE ; CORRÊA RANGEL, RODRIGO ; CARLOS DE SIQUEIRA NETO, ANTONIO ; GONÇALVES DE LIMA, LEONARDO ; CESAR STANGARI, MARCELO ; ANTONIO PEREIRA DE SOUZA, LUIZ ; RAFAEL NERIS DOS SANTOS, VINICIUS . GPR survey on underwater archaeological site: A case study at Jenipapo stilt village in the eastern Amazon region, Brazil. JOURNAL OF ARCHEOLOGICAL SCIENCE: REPORTS , v. 51, p. 104114-104124, 2023.

  • DAVIS, CHRISTOPHER ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Plan of prehistoric stilt village in Maranhão Brazil may resemble the Pleiades. JOURNAL OF ARCHEOLOGICAL SCIENCE: REPORTS , v. 51, p. 104123-104138, 2023.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE ; FUNARI, P. P. . Arqueología comunitaria y patrimonio en los palafitos precoloniales de Maranhão: un trabajo colectivo. Revista de Antropología del Museo de Entre Ríos , v. 7, p. 90-100, 2023.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Modos de fabricar o corpo nas estearias: estudo arqueológico das estatuetas dos povos palafíticos do Maranhão. BOLETIM DO MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI. SÉRIE CIÊNCIAS HUMANAS , v. 17, p. 1-30, 2022.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Estatuillas y arqueología del cuerpo en la cultura de los palafitos de la Amazonía oriental. Museo de Antropologia. Revista , p. 17-30, 2022.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . As Pequenas Venezas americanas: revisitando as moradias de palafitas nas terras baixas da América do Sul. REVISTA DE ARQUEOLOGIA (SOCIEDADE DE ARQUEOLOGIA BRASILEIRA. IMPRESSO) , v. 35, p. 85-120, 2022.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Grafismos das águas: a arte das estearias do Maranhão. TESSITURAS: REVISTA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA , v. 10, p. 45-72, 2022.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . O Laboratório de Arqueologia (LARQ-UFMA): uma década de pesquisa arqueológica no Maranhão. TESSITURAS: REVISTA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA , v. 10, p. 292-323, 2022.

  • SILVA, A. S. N. F. ; ROCHA, L. C. M. ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Uma pequena história sobre os estudos com Indústrias líticas em sambaquis no Brasil. TESSITURAS: REVISTA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA , v. 10, p. 218-237, 2022.

  • GOUVEIA NETO, J. C. ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Aspectos da música indígena dos Tupinambá contados na História da missão dos padres capuchinhos na ilha do Maranhão e terras circunvizinhas por D?Abbeville (1614). TESSITURAS: REVISTA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA , v. 10, p. 251-265, 2022.

  • CONCEICAO, K. C. C. ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . O Parlamento e o trabalho feminino Tupinambá na construção e manutenção do empreendimento da França Equinocial (1594-1615). TESSITURAS: REVISTA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA , v. 10, p. 324-338, 2022.

  • ROOSEVELT, A. C. ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Os Warao do delta do Orinoco: uma cultura de palafiteiros. TESSITURAS: REVISTA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA , v. 10, p. 455-498, 2022.

  • DE MORAES, CAIO ALVES ; DA COSTA, MARCONDES LIMA ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; NEGRÃO, LEONARDO BOIADEIRO AYRES ; DA SILVA VALENTE, GLAYCE JHOLY SOUZA ; PÖLLMANN, HERBERT ; BEHLING, HERMANN . Holocene vegetation, climate, sea-level oscillation, and human impact inferred from the archaeological site Cabeludo in Maranhão State, NE Brazil. PALAEOGEOGRAPHY PALAEOCLIMATOLOGY PALAEOECOLOGY , v. 608, p. 111292-111306, 2022.

  • CARNEIRO, R. L. ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Os Recursos alimentares aquáticos na Amazônia: um sucesso nativo. AMAZÔNICA: REVISTA DE ANTROPOLOGIA (ONLINE) , v. 14, p. 475-481, 2022.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Formoso Stilt Village: An Incised-Punctate/Arauquinoid Tradition Phase in Maranhão, Brazilian Amazon. ADVANCES IN ANTHROPOLOGY , v. 12, p. 149-168, 2022.

  • BANHOS, M. ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Palafitas e modo de vida lacustre no maranhão: relatos coloniais e naturalistas. GNARUS REVISTA DE HISTÓRIA , v. 9, p. 17-28, 2022.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . La anaconda como serpiente-canoa: mito y chamanismo en la Amazonía Oriental, Brasil. Boletin de Antropologia , v. 36, p. 164-186, 2021.

  • GONCALVEZ, T. A. P. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; NIGOSKI, S. ; OLIVEIRA, J. S. . The trees of the Water People: archeological waterlogged wood identification and near-infrared analysis in Eastern Amazonia.. Wood Science and Technology , v. 55, p. 1-21, 2021.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; MATEUS, Y. G. A. S. ; CONCEICAO, K. C. C. ; OLIVEIRA, A. D. . Os Tupinambá na ilha do Maranhão a relação entre cultura material, natureza e economia dos indígenas sob a ótica de Claude D?abbeville e Yves D?évreux. Fênix (UFU. Online) , v. 18, p. 214-235, 2021.

  • ALVES DE MORAES, CAIO ; LIMA DA COSTA, MARCONDES ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE ; NUNES DA SILVA MENESES, MARIA ECILENE ; BOIADEIRO AYRES NEGRÃO, LEONARDO ; PÖLLMANN, HERBERT ; BEHLING, HERMANN . Holocene coastal environmental changes inferred by multi-proxy analysis from Lago Formoso sediments in Maranhão State, northeastern Brazil. QUATERNARY SCIENCE REVIEWS , v. 273, p. 107234-107247, 2021.

  • ROOSEVELT, A. C. ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . New evidence of the Formative in the Amazon: A stilt village culture in Maranhão, Brazil. Boletín Antropológico , v. 2, p. 196-224, 2021.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Navegando pelo Turiaçu: a reprodução cosmológica do rio Amazonas e o mito da cobra-canoa e sua relação com as estearias do Maranhão. HISTÓRIA (SÃO PAULO) , v. 40, p. 1-26, 2021.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; ROOSEVELT, A. C. ; WAGNER, G. P. . O Papel do Atlântico no Povoamento Indígena da América do Sul. TESSITURAS: REVISTA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA , v. 9, p. 250-259, 2021.

  • SILVA, A. S. N. F. ; GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE ; ROCHA, L. C. M. . Identificação da tecnologia lítica e aportes para a compreensão das estearias maranhenses. CLIO. SÉRIE ARQUEOLÓGICA (UFPE) , v. 36, p. 236-284, 2021.

  • SILVA JUNIOR, J. S. E. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Cosmologia e adaptação ecológica: o caso dos apliques-mamíferos das estearias maranhenses. REVISTA ANTHROPOLÓGICAS , v. 30, p. 203-233, 2020.

  • CONCEICAO, K. C. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . De Peitan a Uainuy: os papeis sociais e religiosos das mulheres Tupinambá na ilha do Maranhão e terras circunvizinhas (1612-1615). FACES DA HISTÓRIA , v. 7, p. 25-49, 2020.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; MARINHO, D. ; GOUVEIA NETO, J. C. . O imaginário do mundo das águas: lendas, narrativas e histórias ancestrais sobre a vida dos povos das estearias. Revista Nordestina de História do Brasil , v. 2, p. 45-61, 2020.

  • LIMA, A. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Mulheres do Poti: transformação cerâmica e representações femininas no Poti Velho, Teresina, Piauí. Revista De História Da UEG , v. 9, p. 1-27, 2020.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; PROUS, ANDRÉ . Os muiraquitãs das estearias do Lago Cajari depositados no Museu Nacional (RJ). Revista de Arqueologia , v. 33, p. 66-91, 2020.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; RODRIGUES, M. T. ; GRANT, T. . Os vasilhames com apliques de anuros das estearias e a identificação biológica das espécies. NOVOS CADERNOS NAEA , v. 23, p. 221-243, 2020.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Viviendas de palafitos en tiempos precoloniales en el continente americano: el caso de las 'estearias' de Maranhão, Brasil. Acta Hispanica , v. 1, p. 37-52, 2020.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; REIS, A. H. C. ; OLIVEIRA, W. C. . Arqueologia nas fronteiras da Baixada Maranhense: as ocupações pré-históricas dos sítios Boca do Campo e Mearim 01 e possíveis relações com as estearias. TESSITURAS: REVISTA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA , v. 8, p. 62-92, 2020.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . The World of Anaconda: the myth of the snake-canoe and its relationship with the stilt villages from eastern Amazonia. Brasiliana: Journal for Bazilian Studies , v. 9, p. 30-51, 2020.

  • GOUVEIA NETO, J. C. ; NAVARRO, A. G. ; CASTRO, C. A. . Espac-os de ensino musical na Sa-o Lui-s da segunda metade do se-culo XIX.. OLH@RES - REVISTA ELETRÔNICA DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DA UNIFESP , v. 7, p. 189-200, 2019.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GERMANO, N. . DESPREZO DAS RIQUEZAS?: ELEMENTOS DA CULTURA MATERIAL INDÍGENA NA CRÔNICA DE JOÃO DANIEL (SÉCULO XVIII). Revista História em Reflexão - Revista Eletrônica , v. 13, p. 154-181, 2019.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O Povo das Águas. Grupos nativos da América do Sul viveram em palafitas viveram cerca de mil anos no Maranhão. PESQUISA FAPESP (IMPRESSO) , v. 41, p. 40-45, 2019.

  • NAVARRO, A. G. . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá, México, y las etapas de construcción de la Gran Nivelación. HISTÓRIA (SÃO PAULO) , v. 37, p. 1-27, 2018.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Morando no meio dos rios e lagos: mapeamento e análise cerâmica de quatro estearias do Maranhão. REVISTA DE ARQUEOLOGIA (SOCIEDADE DE ARQUEOLOGIA BRASILEIRA. IMPRESSO) , v. 31, p. 73-103, 2018.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . New evidence for late first-millennium AD stilt-house settlements in Eastern Amazonia. ANTIQUITY , v. 92, p. 1586-1603, 2018.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . The Feast of Animals: Art and Imagens on Eastern Amazonian Stilt Houses (estearias). Expression Journal , v. 16, p. 63-72, 2017.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Viviendo sobre los ríos y lagos: los palafitos prehistóricos de Maranhão y su complejidad social. BOLETIN AMERICANISTA , v. 75, p. 17-32, 2017.

  • NAVARRO, A. G. ; COSTA, M. L. ; SILVA, A. S. N. F. ; ANGELICA, R. S. ; RODRIGUES, S. S. ; GOUVEIA NETO, J. C. . O muiraquitã da estearia da Boca do Rio, Santa Helena, Maranhão: estudo arqueológico, mineralógico e simbólico. BOLETIM DO MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI. CIÊNCIAS HUMANAS , v. 12, p. 869-894, 2017.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As cidades lacustres do Maranhão: as estearias sob um olhar histórico e arqueológico. Diálogos (On-line) , v. 21, p. 126-142, 2017.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arte e estilo nas estearias maranhenses. Arquivos do Museu de História Natural e Jardim Botânico UFMG , v. 25, p. 100-124, 2016.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Carta arqueológica dos sítios tupiguaranis de São Luís, Maranhão. REVISTA INOVAÇÃO (FAPEMA) , v. 8, p. 20-23, 2016.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O povo das águas: povos pré-colombianos da Baixada Maranhense. REVISTA INOVAÇÃO (FAPEMA) , v. 6, p. 13-19, 2014.

  • NAVARRO, A. G. . O Rei Maia Kukulcán e seus discursos de propaganda política em Chichén Itzá. REVISTA DE ARQUEOLOGIA PÚBLICA , v. 7, p. 7, 2013.

  • NAVARRO, A. G. . O POVO DAS ÁGUAS: carta arqueológica das estearias da porção centro-norte da baixada maranhense. CADERNOS DE PESQUISA , v. 20, p. 57-64, 2013.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GONÇALVES, Déborah . História e Arqueologia: alguns debates ISSN 1807-1783. HISTORIA E-HISTORIA , v. 01, p. 01-09, 2012.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: imaginería y distribución espacial ISSN 1807-1783. HISTORIA E-HISTORIA , v. 01, p. 01-11, 2012.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O Rei 8 Veado, Garra de Jaguar: poder e culto à serpente emplumada nos espaços públicos da área mixteca durante o século XI d.C. ISSN 2177-2940. DOMÍNIOS DA IMAGEM , v. 1, p. 23-30, 2012.

  • CARVALHO, C. A. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Morar, comer, vestir e outros verbos:um inventário de objetos e práticas no Rio de Janeiro da segunda metade do século XIX, nas reminiscências de Coelho Netto ISSN 1676-7640. INTELLÈCTUS (UERJ. ONLINE) , v. XI, p. 11-23, 2012.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; RIBEIRO, A. A. . Arqueologia e Rap: parafernália musical como cultura material. Diálogos (On-line) , v. 16, p. 112, 2012.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; LIMA, M. M. . Eucaristia antropofágica: o caso de Hans Staden. POLITÉIA (UESB) , v. 12, p. 137-149, 2012.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Divindade, governante ou guerreiro? O personagem Kukulcán nas crônicas do século XVI e o registro arqueológico de Chichén Itzá, México. ANAIS DE HISTÓRIA DE ALÉM-MAR , v. XI, p. 247, 2011.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Kukulcán y su culto guerrero en Chichén Itzá ISSN 1982-193X. PONTA DE LANÇA (UFS) , v. 3, p. 43-59, 2010.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Kakupacal and Kukulcan: Captains of Chichen Itza ISSN 1605-4636. Forum Archaeologiae: Zeitschrift fuer klassische Archaeologie , v. 56, p. 1-10, 2010.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El análisis espacial de la Gran Nivelación de Chichén Itzá y su espacio circundante ISSN 1679-0383. SEMINA. CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS (ONLINE) , v. 29, p. 135-150, 2010.

  • NAVARRO, A. G. . Invasão tolteca em Chichén Itzá? Uma nova leitura da questão a partir da cultura material das Terras Maias Baixas do Norte. HISTÓRIA (SÃO PAULO) , v. 29, p. 279-294, 2010.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A observação astronômica na América Pré-Colombiana. COMCIÊNCIA (UNICAMP) , v. 1, p. 1-7, 2010.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Quetzalcóatl e cultura material em Chichén Itzá ISSN 1807-1783. HISTORIA E-HISTORIA , v. 1, p. 1-30, 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Un estudio de caso en Arqueología Pública: definiendo los espacios arquitectónicos mayas y su relación con la imaginería de serpientes emplumadas ISSN 1807-1783. HISTORIA E-HISTORIA , v. 1, p. 1-15, 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las columnatas del sitio arqueológico de Chichén Itzá: organización espacial y Arqueología Pública ISSN 1807-1783. HISTORIA E-HISTORIA , v. 1, p. 1-18, 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El adviento de Kukulcán en las fuentes etnohistóricas de Yucatán: un estudio de caso en Arqueología Histórica ISSN1807-1783. HISTORIA E-HISTORIA , v. 1, p. 1-11, 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El dios Kukulcán en las fuentes etnohistóricas de Yucatán y su relación con Chichén Itzá ISSN 1984-6150 ISSN1984-6150. TEMPORALIDADES , v. 1, p. 9-28, 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El Tzompantli y el mercado de Chichén Itzá, península de Yucatán, México ISSN 1139-9201. ArqueoWeb (Madrid) , v. 11, p. 1-11, 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O Códice de Dresden e o culto a Quetzalcóatl ISSN 0104-1487. Textos de Historia (UnB) , v. 16, p. 173-182, 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El Templo Superior de los Jaguares y su Significado Ideológico ISSN 1984-6150. CLAROSCURO (ROSARIO) , v. 1, p. 35-56, 2009.

  • NAVARRO, A. G. . La divinidad Kukulcán y su relación con la guerra en Chichén Itzá, Península de Yucatán, México. Esboços , v. 16, p. 1-16, 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Quetzalcóatl: divindade mesoamericana ISSN 1516-1021. NUMEN (UFJF) , v. 1, p. 117-135, 2009.

  • NAVARRO, A. G. . A civilização maia: contextualização historiográfica e arqueológica. HISTÓRIA (SÃO PAULO) , v. 27, p. 347-377, 2008.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El Templo Inferior de los Jaguares de Chichén Itzá y su imaginería ISSN 1807-1783. HISTORIA E-HISTORIA , v. 1, p. 1-13, 2008.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Distribución Espacial de las Imágenes de Serpientes Emplumadas en Chichén Itzá ISSN1982-2766. DOMÍNIOS DA IMAGEM (UEL) , v. ano 2, p. 30-44, 2008.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Historiografía de la Gran Nivelación de Chichén Itzá ISSN 1982-193X. PONTA DE LANÇA (UFS) , v. 2, p. 9-30, 2008.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Kukulcán como metáfora de la guerra ISSN 1807-1783. HISTORIA E-HISTORIA , v. 1, p. 1-21, 2008.

  • NAVARRO, A. G. . O período Epiclássico na Mesoamérica: implicações para a questão tolteca e o sítio arqueológico de Chichén Itz. VARIA HISTÓRIA (UFMG. IMPRESSO) , v. 24, p. 533-550, 2008.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El culto de Kukulcán en Chichén Itzá: manifestaciones guerreras ISSN 1809-8479. INTERAÇÕES : CULTURA E COMUNIDADE (FACULDADE CATÓLICA DE UBERLÂNDIA. IMPRESSO) , v. 03, p. 115-132, 2008.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Quetzalcóatl: serpente emplumada ISSN 1809-1628. HUMANIDADES & TECNOLOGIA EM REVISTA (FINOM) , v. II, p. 13-30, 2008.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Sobre el concepto de espacio ISSN 0103-9709. REVISTA DO MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOLOGIA , v. 17, p. 3-21, 2007.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Reis na floresta tropical? Novas teorias sobre a civilização maia ISSN 0101-8515. CIÊNCIA HOJE , v. 40, p. 18-27, 2007.

  • NAVARRO, A. G. . Weapons, temples and war: the warlike nature of Quetzalcoatl's cult in Mesoamerica.. REVISTA DO MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOLOGIA , p. 165-176, 2002.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Quetzalcóatl e a Arqueologia: uma proposta para a identificação do culto na Mesoamérica pré-hispânica, ISSN 1679-1061, ISSN 1679-1061. REVISTA ELETRÔNICA DA ANPHLAC , v. 1, p. 1-8, 2002.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Ventos da madrugada e outras poesias (digital-ebook). 1. ed. , 2023. 73p .

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Ventos da madrugada e outras poesias (físico). 1. ed. , 2023.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Eles dançam sozinhos e outras poesias (físico). 1. ed. , 2022. v. '. 80p .

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Eles dançam sozinhos e outras poesias (digital). 1. ed. , 2022. v. 11. 80p .

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE ; SOUZA, L. A. P. ; PORSANI, J. . Estearias da Baixada Maranhense e Geofísica Aplicada. 1. ed. São Luís: Editora da USP, 2022. 150p .

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE ; GOMES, D. M. C. . Art and Archaeology of Indigenous America. The Cerqueira Leite Pre-Columbian Collection. 1. ed. Unicamp, 2022. 479p .

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE ; GOMES, D. M. C. . Arte e Arqueologia da América Indígena. A coleção Pré-Colombiana Cerqueira Leite. 1. ed. Unicamp, 2022. 479p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A civilização maia. Reis e cidades na floresta tropical. 1. ed. Curitiba: Appris, 2021. 95p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A civilização maia. Reis e cidades na floresta tropical. (Versão e-book).. 1. ed. Curitiba: Appris, 2021. v. 1. 95p .

  • ROOSEVELT, A. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Ancient Civilizations from the Amazon/Antigas civilizações da Amazônia (bilingüe). 1. ed. São Luís: EDUFMA, 2021. v. 1. 152p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; FUNARI, R. S. . Memória, cultura material e sensibilidade: estudos em homenagem a Pedro Paulo Funari. 1. ed. Jundiaí/São Luís: Paco/EDUFMA, 2021. v. 1. 585p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; FUNARI, Raquel dos Santos . Memória, cultura material e sensibilidade: estudos em homenagem a Pedro Paulo. Versão e-book. Funari. 1. ed. Jundiaí/São Luís: Paco/EDUFMA, 2021. v. 1. 585p .

  • DOMINGUEZ, L. S. ; FUNARI, P. P. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueología del Contacto en Latinoamérica.. 1. ed. São Luís: EDUFMA, 2019. 484p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Civilização Lacustre do Maranhão. Arqueologia e História Indígena da Baixada Maranhense.i. 1. ed. São Luís: Edufma, 2019. v. 1. 400p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1. ed. São Luís: EDUFMA, 2019. 592p .

  • DOMINGUEZ, L. S. ; FUNARI, P. P. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueología del contacto en Latinoamérica (Ebook). 1. ed. São Luís: Paco Editorial, 2019. v. 1. 484p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias do Maranhão. A pesquisa acadêmica do Laboratório de Arqueologia da UFMA. São Luís: EDUFMA, 100 pp.. 1. ed. São Luís: EDUFMA, 2018. 100p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Cuando las serpientes se empluman: distribución espacial e imaginería en Chichén Itzá, México. 1. ed. Curitiba: Prismas/EDUFMA, 2017. 519p .

  • GOUVEIA NETO, J. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A escrita e o artefato como textos: ensaios sobre História cultura material. Editora Paco. 1. ed. São Paulo: Paco Editorial, 2016. v. 1.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Breve história da Arquitetura maia ISBN 978-855-62485-42-8. 11. ed. São Luís: Editora EDUFMA, 2013. v. 1. 81p .

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Kakupacal e Kukulcán: iconografia e contexto espacial de dois reis-guerreiros maias em Chichén Itzá ISBN 978-85-62485-34-3. 1. ed. Editora da Universidade Federal do Maranhão EDUFMA, 2012. 96p .

  • NAVARRO, A. G. ; BITTENCOURT, R. . Memória e Altar. Coleção de peças africanas e Pré-colombianas do acervo de Rogério Cerqueira Leite.. 1. ed. Brasília: Ministério da Cultura/ CPFL, 2009. v. 1. 178p .

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Os olhos do xamã que tudo vê: a virada ontológica e as novas materialidades. Arte e Arqueologia da América Indígena. A coleção Pré-Colombiana Cerqueira Leite. 1ed.: Unicamp, 2022, v. , p. 17-30.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . The eyes of the all-seeing shaman: the ontological turn and the new materialisms. Art and Archaeology of Indigenous America. The Cerqueira Leite Pre-Columbian Collection. 1ed.: , 2022, v. , p. 17-30.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. ; OLIVEIRA, F. S. ; CONCEICAO, K. C. C. ; MENEZES, E. ; SILVA, Y. S. E. ; MENDES, T. H. A. ; SILVA, Z. C. ; SOUSA, N. G. ; CARDOSO, R. C. ; MENDES, P. L. A. ; COUTO, E. T. ; MATOS, R. S. . Arqueoturismo na Baixada Maranhense: uma proposta focada nas estearias. In: Juiano Bitencourt Campos; Marian Helen da Silva Gomes Rodrigues;, Nilzo Ivo Ladwig; Pedro Paulo Abreu Funari; Luiz Miguel Oosterbeek. (Org.). Arqueologia e o Turismo Sustentável (Patrimônio cultural, direito e meio ambiente: Arqueologia e o Turismo Sustentável - Volume IV. 1ed.Criciúma: UDESC, 2021, v. IV, p. 70-90.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Construindo a sensibilidade: minha memória com o Professor Pedro Paulo Funari. In: GUIDA NAVARRO, Alexandre; FUNARI, Raquel dos Santos. (Org.). Memória, cultura material e sensibilidade: estudos em homenagem a Pedro Paulo Funari. 1ed.Jundiaí/São Luís: Paco/EDUFMA, 2021, v. 1, p. 19-36.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Construindo a sensibilidade: minha memória com o Professor Pedro Paulo Funari. Versão e-book.. Memória, cultura material e sensibilidade: estudos em homenagem a Pedro Paulo Funari. Versão e-book.. 1ed.Jundiaí/São Luís: Paco/EDUFMA, 2021, v. 1, p. 18-36.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; MELLO, H. L. B. ; CONCEICAO, K. C. C. . A cultura material e a relação entre a arqueologia e museologia. In: José Petrúcio de Farias Júnior; Ligia Terezinha Lopes Simonian; Ana Cristina Rocha Silva; Yuri Givago Alhadef Sampaio Mateus. (Org.). História, arqueologia e educação museal: patrimônio e memórias. 1ed.Teresina: EDUFPI, 2021, v. 1, p. 341-367.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Ecology as Cosmology: animal myth of Amazonia. Ecosystem and Biodiversity of Amazonia. 1ed.Londres/Helsinki: Intechopen, 2020, v. 1, p. 1-13.

  • GOUVEIA NETO, J. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Os bailes e as vivências musicais na São Luís da segunda metade do século XIX. In: Alexandre Augusto Cals e Souza. (Org.). Ciências Sociais e Humanidades e a Interdisciplinaridade. 1ed.Jundiaí: Paco, 2020, v. , p. 97-112.

  • GOUVEIA NETO, J. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Os bailes e as vivências musicais na São Luís da segunda metade do século XIX. In: Alexandre Augusto Cals e Souza. (Org.). Ciências Sociais e Humanidades e a Interdisciplinaridade. 1ed.Jundiaí: , 2020, v. , p. 97-112.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Cuando no hay escrita pero hay historia: los palafitos precoloniales (estearias) de Maranhão.. Arqueología del Contacto en Latinoamérica. 1ed.São Luís/São Paulo: EDUFMA/PACO Editorial, 2019, v. , p. 467-484.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá y las etapas de construcción de la Gran Nivelación.. Arqueología del Contacto en Latinoamérica.. 1ed.São Luís/São Paulo: EDUFMA/PACO Editorial, 2019, v. , p. 275-294.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . The Feast of Animals: Art and Images on Prehistoric Eastern Amazonian Stilt Houses.. The Message behind the Image. 1ed.Capo di Ponte: Atelier, 2019, v. , p. 71-81.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O que são as estearias?Das fontes coloniais às primeiras pesquisas. In: Alexandre Guida Navarro. (Org.). A Civilização lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1ed.: , 2019, v. , p. 33-55.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A organização espacial das aldeias palafíticas. In: Alexandre Guida Navarro. (Org.). A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1ed.São Luís: EDUFMA, 2019, v. 1, p. 125-229.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; MELLO, H. L. B. ; SILVA, F. M. ; GONCALVES JUNIOR, J. R. S. ; CONCEICAO, K. C. C. ; SILVA, R. L. ; MENDES, T. H. A. . Procedimentos laboratoriais e análise cerâmica. A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1ed.: , 2019, v. 1, p. 297-317.

  • APPOLONI, C. R. ; BRUNO, M. A. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Estudo de resíduos em um recipiente cerâmico da estearia do Cabeludo, Santa Helena. In: Alexandre Guida Navarro. (Org.). A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1ed.São Luís: EDUFMA, 2019, v. 1, p. 359-367.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; RODRIGUES, M. T. ; GRANT, T. . A representação de um anuro venenoso em um aplique cerâmico da estearia da Boca do Rio. In: Alexandre Guida Navarro. (Org.). A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1ed.São Luís: EDUFMA, 2019, v. 1, p. 433-441.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A festa dos animais. Arte e grafismo do povo das águas. In: Alexandre Guida Navarro. (Org.). A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1ed.São Luís: EDUFMA, 2019, v. 1, p. 369-387.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; COSTA, M. L. ; SILVA, A. S. N. F. ; ANGELICA, R. S. ; RODRIGUES, S. S. ; GOUVEIA NETO, J. C. . Pedras verdes em águas turvas: o muiraquitã da estearia da Boca do Rio. In: Alexandre Guida Navarro. (Org.). A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1ed.São Luís: EDUFMA, 2019, v. 1, p. 521-555.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Novamente o começo: por fim, o que são as estearias?. In: Alexandre Guida Navarro. (Org.). A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1ed.São Luís: EDUFMA, 2019, v. 1, p. 577-587.

  • DOMINGUEZ, L. S. ; FUNARI, P. P. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Presentación. Arqueología del Contacto en Latinoamérica.. 1ed.São Luís: EDUFMA/PACO Editorial, 2019, v. 1, p. 17-18.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; DOMINGUEZ, L. S. ; FUNARI, P. P. . Presentación (Ebook). Arqueología del Contacto en Latinoamérica (Ebook). 1ed.São Luís: EDUFMA/PACO Editorial, 2019, v. 1, p. 17-18.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá y las etapas de construcción de la Gran Nivelación (Ebook).. Arqueología del Contacto en Latinoamérica (Ebook). 1ed.São Luís: EDUFMA/PACO Editorial, 2019, v. 1, p. 275-294.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Cuando no hay escrita pero hay historia: los palafitos precoloniales (estearias) de Maranhão (Ebook). Arqueología del Contacto en Latinoamérica (Ebook).. 1ed.São Luís: EDUFMA/PACO Editorial, 2019, v. 1, p. 467-484.

  • GOUVEIA NETO, J. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; CASTRO, C. A. . Os espetáculos líricos e a construção do gosto musical das elites de São Luís da metade do século XIX. In: Giovanna Adriana Tavares Gomes. (Org.). Humanidades, cultura e arte. 1ed.Ponta Grossa: Atena, 2019, v. 1, p. 190-198.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; BATISTA, K. B. ; REIS, A. H. C. . Arqueologia nas fronteiras da Baixada Maranhense: as ocupações pré-históricas dos sítios Boca do Campo e Mearim 01 e possíveis relações com as estearias maranhenses. In: Wesley Charles de Oliveira. (Org.). 5 mil anos de História. 1ed.Belo Horizonte: Editora Rupestre, 2019, v. 1, p. 62-98.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pile Dwellings or Stilt Villages in Prehistory of Brazil. In: Smith C. (eds) Encyclopedia of Global Archaeology. Springer, Cham. In: Claire Smith. (Org.). Encyclopedia of Global Archaeology. Springer, Cham. 1ed.: , 2018, v. , p. 1-12.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As serpentes emplumadas e Kukulcán em Chichén Itzá: distribuição espacial e imagética. As serpentes emplumadas e Kukulcán em Chichén Itzá: distribuição espacial e imagética. Editora da UFSC. 1ed.: , 2017, v. 1, p. 173-185.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. . Arqueologia pública e patrimônio nas estearias: diálogo entre a ciência, a comunidade e a escola. Editora UNESC. A multivocalidade da Arqueologia Pública no Brasil: comunidades, práticas e direitos. 1ed.Editora UNESC: , 2017, v. , p. 123-145.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Evidência de guerra nas estearias: uma aproximação arqueológica e etnohistórica. História Antiga e Medieval. Conflitos sociais, guerras e relações de gênero. Representações e violência.. 6ed.São Luís: Editora UEMA, 2017, v. , p. 175-184.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas en Chichén Itzá: imaginería y distribución espacial. Editora Paco. A escrita e o artefato como texto: ensaios sobre História e Cultura Material. 1ed.São Paulo: Paco Editorial, 2016, v. , p. 10-25.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia da Baixada Maranhense: o caso das estearias e sua complexidade social. Editora Paco. A escrita e o artefato como texto: ensaios sobre História e Cultura Material. 1ed.São Paulo: Paco Editorial, 2016, v. , p. 80-97.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O complexo cerâmico das estearias, Maranhão. Editora Museu Emilio Goeldi e IPHAN Belém. Cerâmicas arqueológicas da Amazônia: rumo a uma nova síntese. 1ed.Belém: Museu Emilio Goeldi e IPHAN, 2016, v. 1, p. 158-169.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Guerra na Amazônia pré-colonial: e a apresentação de duas fontes etno-históricas sobre os tupinambá do Maranhão no período do contato. In: CARDOSO, Alírio; BASTOS, Carlos Augusto; NOGUEIRA, Shirley Maria Silva. (Org.). HISTÓRIA MILITAR DA AMAZÔNIA: guerra, militares e sociedade (séculos XVII-XIX). Editora CRV . Curitiba. 1ed.Curitiba: CRM, 2015, v. , p. 17-31.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pré-história da Baixada Maranhense: datação radiocarbônica de cinco estearias. Editora UEMA São Luís. História Antiga e Medieval. Sonhos, mitos e herois: memória e identidade. 1ed.São Luís: UEMA, 2015, v. 1, p. 369-380.

  • NAVARRO, A. G. . O projeto arqueológico acadêmico carta arqueológica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. In: BANDEIRA, Arkley M.; BRANDI, Rafael de A.. (Org.). Nova luz sobre a Arqueologia do Maranhão. Editora Brandi e Bandeira. São Luís.. 1ed.São Luís: Brandi e Bandeira, 2014, v. 1, p. 133-148.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Cuando las serpientes se empluman: cognición y distribución espacial en Chichén Itzá. Universidade de Quito ISBN 978-9942-09-128-4. La Espacialidad en Arqueología. Enfoques, métodos y aplicación ISBN 9789942091284. 01ed.Quito: Editora Abya-Yala/Universidad de Quito, 2013, v. 01, p. 75-99.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Divindade, governante ou guerreiro? O personagem Kukulcán nas crônicas do século XVI e o registro arqueológico de Chichén Itzá, México Editora Universidade NOva Lisboa . Lisboa ISBN 08749671. Velhos e Novos mundos: Arqueologia da Idade Moderna. 1ed.Lisboa: Editora da Universidade Nova de Lisboa, 2013, v. , p. 247-252.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A América Pré-Colombiana. In: Renata Sunega. (Org.). Memória e altar. Coleção de peças africanas e pré-colombianas do acervo de Rogério Cerqueira Leite.. 1ed.: Editora do Governo Federal, 2012, v. , p. 103-179.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Los cuerpos como metáfora de negociación de poder político: el caso de los Capitanes de Chichén Itzá. ISBN 9783659045745. In: Carlos Villalonga, Rodrigo Navarrete. (Org.). Somos de piedra. Somos de barro. Arqueología del Cuerpo en América Latina. 1ed.Madri: Académica Espaola, 2012, v. , p. 41-53.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE AS CIDADES FLUVIAIS. ISBN 978-85-86036-91-0. História Antiga e Medieval. VIAGENS E VIAJANTES: CULT UR , IMAGINÁRIO E ESPACIALIDADE. 1ed.: Editora da Universidade Estadual do Maranhão UEMA, 2012, v. , p. 87-96.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A religião dos antigos maias ISBN 9788572444316. As religiões que o mundo esqueceu. 2ed.: Editora Contexto/Editora Jaime Pinsky, 2012, v. , p. 161-177.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Guerra e militarismo na área maia: definição, conceito e uso. ISBN 978-85-391-0322-5. In: FUNARI, P. P. A.; CARVALHO, M. M.; CARLAN, C. U.; SILVA, E. C. M. da. (Org.). História militar do mundo antigo: guerras e culturas 3 tomos. 1ed.Campinas: Editora Contexto/Unicamp, 2011, v. , p. 197-211.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: simbolismo y organización espacial. ISBN 978-987-9126-85-1. In: J. Roberto Bárcena; Horácio Chiavazza. (Org.). Arqueología Argentina en el Bicentenario de la Revolución de Mayo. 1ed.Mendoza: Editora da Universidad de Mendoza/Argentina, 2010, v. II, p. 431-436.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A religião dos antigos maias ISBN 9788572444316. In: Pedro Paulo Abreu Funari. (Org.). As religiões que o mundo esqueceu. 1ed.São Paulo: Contexto, 2009, v. , p. 161-178.

  • FUNARI, P. P. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Un estudio de caso de la Arqueología Histórica: organización espacial y memoria colectiva en Chichén Itzá ISBN9781407305. In: Juan García-Targa; Patrícia Fournier-García. (Org.). Arqueología Colonial Latinoamericana: modelos de estudio. 1ed.Oxford: Editora Oxford/Archaeopress, 2009, v. 01, p. 165-186.

  • BITTENCOURT, R. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A América Pré-Colombiana. Memória e Altar. Coleção de peças africanas e Pré-colombianas do acervo de Rogério Cerqueira Leite.. 1ed.Brasília: Ministério da Cultura/ CPFL, 2009, v. 1, p. 103-178.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; ZORZETTO, R. . O Povo das Águas. Grupos nativos da América do Sul viveram em palafitas viveram cerca de mil anos no Maranhão. Revista FAPESP n. 276, fevereiro de 2019.. FAPESP, p. 40 - 45, 08 fev. 2019.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. . Lançamento do livro A escrita e o artefato como textos: ensaios sobre História e cultura material. JORNAL O ESTADO DO MARANHÂO. O Estado do Maranhão, 25 mar. 2017.

  • COSTA, A. M. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Maranhão na rota dos grandes eventos arqueológicos nacionais. JORNAL O ESTADO DO MARANHÂO. O Estado do Maranhão, 17 dez. 2016.

  • VIEIRA, J. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Os tupi-guaranis na Ilha de São Luís REVISTA FAPEMA. Revista Inovação FAPEMA, 10 ago. 2016.

  • COSTA, A. M. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pesquisas estudam sítios arqueológicos. Comitiva da UFMA desbrava região da Baixada e faz novas descobertas de povos viveram entre 1500 e 1000 anos, cuja existência só pode ser observada nessa parte do Brasil. O Estado do Maranhão, 24 jan. 2016.

  • COSTA, A. M. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Achado histórico em Santa Helena: pesquisadores da UFMA encontraram em escavações urnas urnas funerárias, vasos, utensílios domésticos e ferramentas que teriam sido produzidos por índios há 1200 anos. JORNAL O ESTADO DO MARANHÂO. O Estado do Maranhão, 16 jan. 2016.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Laboratório de Arqueologia da UFMA impulsionará novas pesquisas. JORNAL O ESTADO DO MARANHÂO. O Estado do Maranhão, 16 set. 2014.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . 2012, afinal, é o fim do mundo? ISSN 0101-8515. Ciência Hoje, p. 30 - 35, 14 ago. 2012.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A observação astronômica na América Pré-Colombiana ISSN 15197654. ComCiência (UNICAMP), Campinas, p. 1 - 8, 10 out. 2010.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Os maias hoje ISSN 1679-656X. HIstória Viva, São Paulo, p. 82, 01 jun. 2009.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Reis na floresta tropical? Novas teorias sobre a civilização maia REVISTA CIÊNCIA HOJE ISSN 01018515. Ciência Hoje, p. 18 - 27, 01 abr. 2007.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A Arqueologia não estuda os dinossauros ISSN - 0104-3145. Folha de Sapopemba, São Paulo.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Para que servem as pirâmides?. Mistérios da Arqueologia ISSN 7899-6048, p. 40 - 47.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . 2012. O fim dos tempos? O real significado dos calendários maias. Ciência Hoje, p. 30 - 35.

  • ABREU, T. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Estudo revela história dos povos pré-colombianos na Baixada Maranhense. JORNAL O ESTADO DO MARANHÂO. Revista Inovação FAPEM.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Lições dos maias. Civilizações varridas pelo desequilíbrio ambiental são alerta sobre ameaça climática. O GLOBO, Rio de Janeiro, p. 44 - 44, 05 dez. 2009.. O Globo.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Os maias hoje ISSN 1679-656X. HIstória Viva, São Paulo, p. 82, 01 jun. 2009.. História Viva.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; CHRISPINIANO, J. . NAVARRO, A. G. ; CHRISPINIANO, J. . O verdadeiro futebol americano ISSN 1679-656X. História Viva, São Paulo, p. 16 - 17, 01 fev. 2009.. História Viva.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . NAVARRO, A. G. . Campineiros desvendam tesouros maias ISSN 1981-9153. Correio Popular, 30 jan. 2009.. Correio Popular.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Brasileiros vão investigar mistérios de rotas de comércio dos maias. G1. 14.01.2009.. G1.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Fim do mundo em 2012 ISSN 01043943. ISTOÈ, p. 49 - 56.. ISTO É.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Calendário maia: o mundo vai (ou não vai) acabar?. Tribuna do planalto, Goiânia, p. 6 - 7, 30 dez. 2011. Tribuna do Planalto.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O último calendário ISSN 01041789. SUPERINTERESSANTE, p. 18 - 25, 18 maio 2011.. SUPERINTERESSANTE.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Já existiram dragões? Saiba a verdade sobre eles ISSN 15177467. Revista Recreio, São Paulo, p. 14 - 15, 20 out. 2010.. REVISTA RECREIO.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Lançamento do livro As estearias e outras obras da UFMA na livraria AMEI. JORNAL O ESTADO DO MARANHÂO. IMIRANTE.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Professor de História publica artigo na Antiquity, uma das grandes revistas de arqueologia do mundo. UFMA. 19.02.2019.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueóloga da Universidade de Illinois fará palestra sobre os paleoíndios da Amazônia. UFMA. 10.12.2018.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . II Seminário de Arqueologia discute o desenvolvimento de antigas civilizações amazônicas. UFMA. 08.01.2018.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . EDUFMA realizará lançamento de oito coletâneas nessa sexta-feira, 7. UFMA. 04.12.2018. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Revitalização do prédio do Sioge teve início nessa quinta-feira. UFMA. 27.03.2017.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . TV ASCOM: Prédio histórico de São Luís será sede de cursos da UFMA. 09.02.2017.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Reitora Nair Portela e o IPHAN assinam ordem de serviço para restaurar o prédio do SIOGE. UFMA. 06.02.2017. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Alunos da EFG do Sebrae-MA visitam o Laboratório de Arqueologia da UFMA. UFMA. 17.03.2015.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Nota de esclarecimento sobre o Prédio do SIOGE. UFMA. 24.10.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . LARQ recebe 70 mil peças arqueológicas da Petrobrás. UFMA. 21.10.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pesquisas em arqueologia são desenvolvidas na UFMA. 19.09.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Seminário de Arqueologia discutiu as pesquisas e descobertas maranhenses. UFMA. 17.09.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Professor da Unicamp palestra no I Seminário de Arqueologia da UFMA. UFMA. 16.09.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Seminário discute perspectivas da arqueologia no Brasil. UFMA. 16.09.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Laboratório de Arqueologia é inaugurado na UFMA em parceria com o IPHAN. UFMA. 16.09.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . UFMA irá inaugurar laboratório de arqueologia em parceria com o IPHAN. UFMA. 12.09.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Seminário do Laboratório de Arqueologia da UFMA será realizado no CCH. UFMA. 12.09.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Laboratório de Arqueologia da UFMA será inaugurado com seminário. UFMA. 18.08.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Núcleo de Arqueologia será construído com o repasse de 11 milhões da Petrobras. UFMA. 16.05.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . UFMA recebe recursos para recuperar o prédio do SIOGE. UFMA. 13.05.2014.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Fim do Mundo em 21/12/2012: realidade ou apelo ficcional? UFMA. 21.12.2012.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Professores da UFMA lançam hoje quatro livros no Palácio Cristo Rei. UFMA.12.12.2012.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Professor da UFMA está na capa da revista Ciência Hoje. UFMA. 01.09.2012.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Governo do Estado cede prédio do Sioge à UFMA. 23.045.2012.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Professor da UFMA esclarece previsões dos maias para 2012. UFMA. 16.02.2012.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Professor da UFMA fala sobre calendário Maia em programa da GNT. 20.12.2011.. UFMA.

  • NAVARRO, A. G. . Alunos do curso de História promovem ciclo de debates sobre História Natural e Arqueologia. UFMA. 15.11.2011.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Professor fala sobre o fim do mundo segundo os maias à Revista Super Interessante. UFMA. 16.07.2011.. UFMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Estudo sobre pré-história maranhense é levado à Espanha. Encabeçada pelo professor Alexandre Guida Navarro, pesquisa foi apresentada no 56 Congresso de Americanistas , em Salamanca. Imirante. 18.07.2018.. Imirante.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pesquisa desvenda o processo de ocupação e aspectos socioeconômicos de grupos indígenas em São Luís. FAPEMA. 13.02.2017.. FAPEMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueóloga da Universidade de Illinois fará palestra sobre os paleoíndios da Amazônia. UFMA. 11.12.2018.. FAPEMA.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . SEM CATEGORIA Artefatos maranhenses faziam parte do acervo destruído no incêndio do Museu Nacional, no Rio. Atos e Fatos no Maranhão. 04.12.2018. Atos e fatos no Maranhão.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Especialista do Maranhão desmente fim do mundo dia 21 no calendário maia. Polêmica. 14.12.2012.. Polêmica.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pesquisa desvenda processo de ocupação e aspectos socioeconômicos de grupos indígenas em São Luís. Imirante. 15.02.2017.. Imirante.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Especialista do Maranhão desmente fim do mundo no calendário maia. UOL. 14.12.2012.. UOL.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Maias, o último calendário. SUPERINTERESSANTE. 26.05.2012.. SUPERINTERESSANTE.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Artefatos maranhenses faziam parte do acervo destruído no incêndio do Museu Nacional, no Rio. G1. 03.09.2018.. G1.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pesquisador da UFMA comenta teoria do fim do mundo. Imirante. 20.12.2012.. Imirante.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pesquisadores exploram sítios arqueológicos no Maranhão Assunto foi destaque na edição da retrospectiva do 'Repórter Mirante'. Atrativo deste sábado (11) mostrou vestígios de civilização pré-colombiana.. G1. 11.02.2017.. G1.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Repórter Mirante mostra as mudanças climáticas na Baixada Maranhense Região é considerada área de preservação ambiental internacional. Baixada tem o pior índice de desenvolvimento humano do Maranhão. Mirante. G1. 16.03.2013.. G1.

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Os olhos do xamã que tudo vê. O Estado de São Paulo (Estadão), p. 1 - 6.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia das Estearias Maranhenses: A Vida sobre Palafitas em Lagos e Rios durante o Período Pré-Colonial. In: SAB Nordeste 2020, 2020, Recife. VI Reunião da SAB Nordeste 2020, 2020. p. 1-10.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Ecologia histórica e paisagem nas estearias do Maranhão: padrão de assentamento, variabilidade artefatual e comércio de longa distância em um mundo cercado de água.. In: XX Congresso da SAB (Sociedade de Arqueologia Brasileira), 2019, Pelotas. Anais eletrônicos do XX Congresso da SAB (Sociedade de Arqueologia Brasileira). Pelotas: SAB, 2019. v. 1. p. 1-6.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. . As estearias da Baixada Maranhense, Brasil: arqueologia e educação patrimonial. In: Arqueología. Memoria del 56 Congreso Internacional de Americanistas, Salamanca, Espaa, 2018. Arqueología. Memoria del 56 Congreso Internacional de Americanistas, Salamanca, Espaa, 2018. v. 2. p. 534-547.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . DIVINDADE, GOVERNANTE OU GUERREIRO? O PERSONAGEM KUKULCÁN NAS CRÔNICAS DO SÉCULO XVI E O REGISTRO ARQUEOLÓGICO DE CHICHÉN ITZÁ, MÉXICO. Internacional.. In: Congresso Internacional de Arqueologia Moderna, 2011. Congresso Internacional de Arqueologia Moderna, 2011.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: simbolismo y organización espacial ISBN 978-987-9126-85-1. In: XVII Congreso Nacional de Arqueología Argentina, 2010, Mendoza. Arqueología Argentina en el Bicentenario de la Revolución de Mayo. Mendoza: Argentina, 2010. v. II. p. 431-436.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Kukucán e Chichén Itzá. In: XII Congresso Internacional da FIEALC, 2005, Roma. XII congresso internacional, 2005.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . kukulcán y su culto guerrero en la península de Yucatán prehispánico. In: V Encontro da ANPHLAC - Associação Nacional de Pesquisadores de História Latino-Americana e Caribenha, 2002, Belo Horizonte - MG. V Encontro da ANPHLAC - Associação Nacional de Pesquisadores de História Latino-Americana e Caribenha, 2002.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia das Estearias Maranhenses: A Vida sobre Palafitas em Lagos e Rios durante o Período Pré-Colonial. In: VI SAB Nordeste, 2020, João Pessoa. VI Congresso da SAB Nordeste, 2020. v. 1. p. 71-71.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Viviendas de palafitos en tiempos precoloniales en el continente americano: el caso de las estearias de Maranhão, Brasil. In: XIX Fiealc, 2019. América Latina y el Mundo: espacios de encuentro y cooperación, 2019. p. 1-34.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Onde eram feitos os rituais?As praças cerimoniais das estearias do Maranhão e as evidências arqueológicas. In: VIII Encontro Internacional de História Antiga e Medieval, 2019, São Luís. Memória, educação e religiosidade. Transformações e resistências.. São Luís: Editora da UEMA, 2019. v. 1. p. 15-15.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Chichén Itzá bajo las miradas de John Lloyd Stephens y Frederick Catherwood, y los vestigios en Chiichén Itzá. Nacional.. In: A Ilustração Arqueológica antes da Arqueologia na Europa e nas Américas, 2013. A Ilustração Arqueológica antes da Arqueologia na Europa e nas Américas.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Resultados do projeto arqueológico Ilha Cerritos. Nacional.. In: IV Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão. Viagens e Viajantes: cultura, imaginário e espacialidade., 2013. IV Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão. Viagens e Viajantes: cultura, imaginário e espacialidade., 2013.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia pré-histórica maranhense: o caso das estearias e sua complexidade social. Nacional.. In: V Encontro Internacional de História Antiga e Medieval no Maranhão, 2013. V Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão, 2013.

  • NAVARRO, A. G. . O rei maia Kukulcán e seus discursos de propaganda política em Chichén Itzá. Nacional.. In: Arqueologia e Poder, 2013. Arqueologia e Poder.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: imaginería y distribución espacial. Internacional.. In: 54 Congresso Internacional de Americanistas, 2012. Construindo Diálogos nas Américas, 2012.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueología y Etnohistoria en Mesoamérica Postclásica: diálogo entre iconografía, crónicas, códices y cultura material. Anais Internacional.. In: 54 Congresso Internacional de Americanistas, 2012. Construindo Diálogo nas Américas, 2012.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Resultados do projeto arqueológico Ilha Cerritos. Nacional.. In: IV Encontro Internacional de História Antiga e Medieval, 2011, São Luís. IV Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão. Viagens e viajantes: cultura, imaginário e espacialidade, 2011.

  • NAVARRO, A. G. . Arqueologia do Continente Americano: da chegada dos primeiros homens às sociedades pré-colombianas. Nacional.. In: IV Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão, 2011. IV Encontro Internacional de História Antiga e Medieval do Maranhão, 2011.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Divindade, rei ou guerreiro? O personagem Kukulcán nas fontes etnohistóricas do século XVI e o registro arqueológico de Chichén Itzá, México. Internacional.. In: Velhos e Novos Mundos. Congresso Internacional de Arqueologia Moderna, 2011, Lisboa. Anais do Congresso Internacional de Arqueologia Moderna, 2011.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . I Seminário Pesquisa Histórica e Arqueológica - Simpósio África: movimentos, territórios e contextos ISBN9788578621. In: I Seminário Pesquisa Histórica e Arqueológica do Maranhão, 2010. I Seminário Pesquisa Histórica e Arqueológica do Maranhão, 2010.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Invasão tolteca em Chichén Itzá? Uma nova leitura da questão a partir da cultura material das Terras Baixas Maias do Norte. In: V Colóquio de História e Arqueologia da América Indígena, 2008, São Paulo. V Colóquio de História e Arqueologia da América Indígena, 2008.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Kukulcán y su culto guerrero en Chichén Itzá. In: V Congressp FIEALC, 2005, Roma. V Congresso FIEALC, 2005. v. .. p. .-..

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Uma caracterização do culto a Quetzalcóatl a partir do registro arqueológico de Chichén Itzá. In: I Colóqiuio de História e Arqueologia da América Indígena, 2001, São Paulo. I Colóquio de História e Arqueologia da América Indígena, 2001.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . New Evidence for the First- Millennium AD Stilt Villages in Eastern Amazonia. 2022. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Las estearias de Maranhão: asentamientos de palafitos precoloniales en la Amazonía. X Congresso de Teoria de Arqueologia da América do Sul TAAS.. 2022. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Quando a vida é sobre as águas: balanço de uma década de pesquisa arqueológica nas estearias. 2022. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Asentamientos de palafitos precoloniales en Maranhão, Brasil: evidencia material dejefaturas en la Amazonía oriental?. 2022. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias e a Baixada Maranhense. 2021. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . A pequena Veneza brasileira: as estearias e a construção de uma paisagem aquática. 2021. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Por que morar dentro de rios e lagos? A civilização lacustre e a história indígena no Maranhão pré-colonial UEG Goiás. 2020. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Esferas de interação regional entre chefias indígenas na Amazônia e Caribe no período pré-colombiano: o caso das estearias da Baixada Maranhense PPGHIS UFMA. 2020. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A coruja dos olhos que tudo vê: história indígena no Maranhão antes da Conquista e os povos das palafitas lacustres ANPUH Pernambuco. 2020. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Povos indígenas; História, Antropologia e Arqueologia. 2020. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia das Estearias Maranhenses: A Vida sobre Palafitas em Lagos e Rios durante o Período Pré-Colonial. 2020. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Morando no meio dos rios e lagos: arqueologia das estearias ou palafitas maranhenses. 2020. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Viviendas de palafitos en tiempos precoloniales en el continente americano: el caso de las estearias de Maranhão, Brasil. Fiealc 2019, Szeged, Hungria. 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Onde eram feitos os rituais?As praças cerimoniais das estearias do Maranhão e as evidências arqueológicas. 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Ecologia histórica e paisagem nas estearias do Maranhão: padrão de assentamento, variabilidade artefatual e comércio de longa distância em um mundo cercado de água. 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Reis na floresta tropical? O que sabemos de novo sobre a civilização maia.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Los animales que hablan: representación de lo sagrado en la cerámica de los palafitos precoloniales de maranhão, brasil, y su relación con las fuentes escritas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. . Resultados preliminares do projeto arqueológico acadêmico sobre as estearias maranhenses (56 Congresso de Americanistas, Salamanca, Espanha).. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • GOUVEIA NETO, J. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Da sala de aula para o laboratório: a Arqueologia das estearias maranhenses como ferramenta de aprendizagem extracurricular (56 Congresso Internacional de Americanistas, Salamanca, Espanha).. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Afinal, o que são as estearias?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SILVA JUNIOR, J. S. E. ; PEREIRA, E. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Mamíferos retratados na arte pré-histórica da Amazônia. Café com Ciência. Museu Paraense Emilio Goeldi. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O coaxar das rãs: resultados preliminares do projeto arqueológico das estearias maranhenses. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El cronar de las ranas: el descubrimiento de un artefacto de piedra verde (nefrita) en el suroeste de Amazonía. Congresso Internacional da FIEALC em Belgrado. Sérvia.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . The stilt houses from Amazonian Maranhão, Brazil. Conference at University of Illinois at Chicago. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . The feathered serpents of Chichen Itza: imagery and spatial distribution. Conferência no Departamento de Antropologia da University of Illinois at Chicago. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia das estearias, palestra na Unicamp. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias maranhenses: arqueologia das civilizações lacustres pré-históricas. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Morando sobre os lagos. As estearias maranhenses e seu complexo arqueológico. Museu Nacional.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A civilização maia. Palestra proferida na escola EFG/SEBRAE de São Luís, na disciplina do Prof. Ms. João Gouveia.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias do Maranhão: novos enfoques. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Os sítios palafíticos ou estearias do Maranhão. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias do Maranhão: novos enfoques teórico-metodológicos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias do Maranhão: sítios de moradia ou defensivos? (internacional). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Resultados preliminares do Projeto Arqueológico das Estearias da Porção Centro-Norte da Baixada Maranhense (internacional). 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Análise cerâmica da estearia do Armíndio, Santa Helena, Maranhão (nacional). 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A cerâmica arqueológica das estearias maranhenses (internacional). 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O rei maia Kukulcán e seus discursos de propaganda política em Chichén Itzá. Nacional.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A civilização maia, Unicamp. Nacional.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O Povo das Águas: as estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. Local.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Los capitanes Serpiente y Disco Solar: iconografía al servicio de los cambios políticos en Chichén Itzá (internacional). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Carta Arqueológica das Estearias da Porção Centro-Norte da Baixada Maranhense. Nacional.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia pré-histórica maranhense: o caso das estearias e sua complexidade social. Nacional.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias do Maranhão, palestra no IFCH Unicamp. Nacional.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A civilização maia: auge e colapso. Palestra na UNICAMP. Nacional.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: imaginería y distribución espacial. Internacional.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: imaginería y distribución espacial. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Chichén Itzá bajo las miradas de John Lloyd Stephens y Frederick Catherwood, y los vestigios arqueológicos en la actualidad. Internacional.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Conclusões do Projeto Arqueológico Chichén Itzá e Ilha Cerritos, México. Nacional.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Divindade, governante ou guerreiro? O personagem Kukulcán nas crônicas do século XVI e o registro arqueológico de Chichén Itzá, México. Internacional.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O Rei 8 Veado, Garra de Jaguar: poder e religião nos espaços públicos na área mixteca durante o século XI d.C. Nacional.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Projeto arqueológico Chichén Itzá e Ilha Cerritos, península do Iucatã, México. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia e História. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Projeto Arqueológico Chichén Itzá e Ilha Cerritos, Península do Iucatã, México. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia e História maia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A religião na América Pré-Colombiana: o sacrifício humano e animal na cosmogonia indígena. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Kakupacal and Kukulcan: Captains of Chichen Itza. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Maias: história e cultura material. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Maias: Mito e realidade. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Os maias: novas perspectivas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia maia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Pesquisa sobre o mundo maia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A Arqueologia dos Maias. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; FUNARI, P. P. ; DOMINGUEZ, L. . O que é Arqueologia?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Invasão tolteca em Chichén Itzá? Uma nova leitura a partir da cultura material das terras baixas maias. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: distribución en los espacios arquitectónicos e imaginería. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Mayas y Chichén Itzá. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Templos de guerra y Kukulcán. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Uma caracterização do culto a Quetzalcóatl a partir do registro arqueológico de Chichén Itzá. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . El culto a Quetzalcóatl/Kukulcán en Mesoamérica. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia e religião maia. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Que tzalcóatl e a arqueologia: uma proposta para a identificação da natureza do culto na Mesoamérica pré-hispânica durante o Clássico Final (700-950 d.C.). 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Quetzalcóatl e a arqueologia: uma proposta para a identificação na natureza do culto na Mesoamérica pré-hispânica durante o Clássico Final (700-950 d.C.). 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; FUNARI, P. P. ; DOMINGUEZ, L. S. . Presentación: Arqueología del Contacto en Latinoamérica, 2019. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prefácio do livro: Civilização Lacustre do Maranhão: Arqueologia e História Indígena da Baixada Maranhense, 2019. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Apresentação do livro: As estearias do Maranhão: a pesquisa acadêmica do Laboratório de Arqueologia da UFMA, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. . Presentação: A escrita e o artefato como textos. Ensaios sobre História e Cultura Material, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Apresentação do livro: Breve História da Arquitetura maia., 2013. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Apresentação do livro: Kakupakal e Kukulcán: iconografia de dois reis-guerreiros maias em Chichén Itzá, 2012. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Tradução do Prefácio (escrito por Cristóbal Gnecco) do livro Território primitivo: a institucionalização da Arqueologia no Brasil (1850-1917) de Lúcio Menezes Ferreira, 2010. (Tradução/Outra).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: distribución en los espacios arquitectónicos e imaginería 2007 (Tese de doutorado).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Historia de la religión de los antiguos mayas. Ciudad de México: UNAM, 2006 (Resenha).

  • NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O retorno de Quetzalcóatl: contribuição ao conhecimento do culto à divindade a partir do registro arqueológico de Chichén Itzá, México 2001 (Dissertação de mestrado).

Outras produções

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O COLAPSO DA CIVILIZAÇÃO MAIA - O GLOBO - RENATO GRANDELLE (JORNALISTA). 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Calendário Maia identifica o ano de 2012 como o fim de um grande ciclo - GLOBO REPÓRTER - Isabela Assumpção (jornalista). 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Professor da UFMA esclarece previsões dos maias para 2012 - ASCOM UFMA - Roberth Meireles (jornalista). 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueólogos descobrem o escritório de um escriba maia do século 9 na Guatemala - CIÊNCIA HOJE - jornalista Sofia Moutinho. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Maias: calendário e profecias de mim de mundo - jornalista Priscila Gorzoni. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As riquezas arqueológicas do Maranhão são alvo de edital da FAPEMA - Priscila CardosoAssessoria de imprensa FAPEMA. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Revista Mistérios da Arqueologia Consultoria para Priscila Gorzoni. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultoria para o Globo Ciência ANDREA RIBEIRO jornalista. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Calendário maia: o mundo vai (ou não vai) acabar? - O PLANALTO - RAPHAELLA FERRO (JORNALISTA). 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . FIM DO MUNDO EM 2012 - ISTO É - PAULA ROCHA (JORNALISTA). 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O último calendário - SUPERINTERESSANTE - Dyego Fernando Rodrigues Almeida (jornalista). 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Já existiram dragões? Saiba a verdade sobre eles - REVISTA RECREIO - Ludmilla Balduino (jornalista). 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . La Civiltá Maya - ITÁLIA. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Como eram os templos maias? - REVISTA MUNDO ESTRANHO - Victor Bianchin (jornalista). 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . 2012 é o ano do fim do mundo? - ASCOM - UFMA - Carol Veloso (jornalista). 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Brasileiros vão investigar mistérios de rotas de comércio dos maias - G1 - Reinaldo José Lopes (jornalista). 2009.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Campineiros desvendam tesouros maias - JORNAL CORREIO POPULAR. 2009.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Lições dos maias. Civilizações varridas pelo desequilíbrio ambiental são alerta sobre ameaça climática - JORNAL O GLOBO. 2009.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O verdadeiro futebol americano - REVISTA HISTÓRIA VIVA - José Chrispiniano (jornalista). 2009.

NAVARRO, A. G. . "Capacitação para o uso de softwares educacionais dos PEB II das escolas com salas ambientes de informática - Fase 3 - conhecimentos básicos em informática na educação".. 2001.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para a Revista Cadernos do Lepaarq. 2023.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ah hoc para a Revista Outros Tempos. 2023.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para bolsa de Pós-Doutorado PCI do Museu Paraense Emilio Goeldi. 2023.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para bolsa de Doutorado PCI do Museu Paraense Emilio Goeldi. 2023.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para a revista Brazilian Journal of Latin American Studies. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad Hoc para a Revista Tessituras: Revista de Antropologia e Arqueologia. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad Hoc para a Revista Tessituras: Revista de Antropologia e Arqueologia. 2022.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a Revista Tessituras: Revista de Antropologia e Arqueologia. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para projeto de pesquisa de Bolsa de Produtividade do CNPq edital N. 9/2022. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para projeto de pesquisa de Bolsa de Produtividade do CNPq edital N. 9/2022. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para projeto de pesquisa de Bolsa de Produtividade do CNPq edital N. 9/2022. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade.. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final do projeto apoiado pela FAPEMA Carta arqueológica dos sítios tupiguaranis na ilha de São Luís.. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final do projeto e pesquisa do Departamento de História Programa Carta Arqueológica das Estearias do Estado do Maranhão. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final do projeto de pesquisa apoiado pela FAPEMA O ELO PERDIDO DO MARANHÃO: QUANDO VIVERAM OS POVOS DAS ESTEARIAS?. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o IV Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade, VI Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado e I Jornada de Direitos Humanos com a Sociedade. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para Revista Vestígios. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o 32 Simpósio Nacional de História/ANPUH. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o 32 Simpósio Nacional de História/ANPUH. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o 32 Simpósio Nacional de História/ANPUH. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o 32 Simpósio Nacional de História/ANPUH. 2022.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad hoc para o 32 Simpósio Nacional de História/ANPUH. 2022.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a revista Latin American Antiquity. 2021.

GOUVEIA NETO, J. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Tradução do capítulo de livro de Lourdes Domínguez intitulado: Algumas reflexões sobre o Contato e a transculturação a partir do caso de Cuba.na obra 'Cultura material, memória e sensiblidade. Homenagem a Pedro Paulo Funari', editora Paco.. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc para Revista Ciencia y Sociedad. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a revista Fênix (UFU). 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a revista Saeculum (UFPB). 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc para Edital Universal FAPEMA 2016. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Participação do Comitê EDITAL FAPEMA N 013/2021 BOLSAS DE DOUTORADO NO PAÍS. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc EDITAL FAPEMA N 013/2021 BOLSAS DE DOUTORADO NO PAÍS. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc EDITAL FAPEMA N 013/2021 BOLSAS DE DOUTORADO NO PAÍS. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc EDITAL FAPEMA N 013/2021 BOLSAS DE DOUTORADO NO PAÍS. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc EDITAL FAPEMA N 013/2021 BOLSAS DE DOUTORADO NO PAÍS. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc EDITAL FAPEMA N 013/2021 BOLSAS DE DOUTORADO NO PAÍS. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc EDITAL FAPEMA N 013/2021 BOLSAS DE DOUTORADO NO PAÍS. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad hoc EDITAL FAPEMA N 013/2021 BOLSAS DE DOUTORADO NO PAÍS. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para o Edital n. 04 CNPq - Bolsa de Produtividade. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a revista Fênix (UFU). 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para SEMIC. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Precer dos trabalhos de graduação, mestrado e doutorado do II Prêmio da SAB Excelência de monografia, dissertação e mestrado. 2021.

NAVARRO, A. G. . Parecer ad Hoc para Revista Ensaios de História. 2021.

NAVARRO, A. G. . Parecer ad Hoc para a revista Rever: Revista de Estudos da Religão. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a Revista Tessituras: Revista de Antropologia e Arqueologia. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a Revista Tessituras: Revista de Antropologia e Arqueologia. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a Revista Tessituras: Revista de Antropologia e Arqueologia. 2021.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Parecer ad Hoc para a Revista Tessituras: Revista de Antropologia e Arqueologia. 2021.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final para pedido de renovação de bolsa de Produtividade do CNPq. 2021.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer para a Revista Cadernos do LEPAARQ (UFPEL). 2020.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer para a Revista Brazilian Journal of Latin American Studies. 2020.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para SEMIC. 2020.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final do projeto de pesquisa do Departamento de História A coleção cerâmica arqueológica das estearias da Baixada Maranhense. 2020.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer para a revista eletrônica da ANPHLAC/USP. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor Ad Hoc Periódicos FAPEMA Edital 22/2015. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; DOMINGUEZ, L. S. ; FUNARI, P. P. . Organização do livro Arqueología del contacto en Latinoamérica (Ebook). 1. ed. São Luís: Paco Editorial, 2019. v. 1. 484p .. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; FUNARI, P. P. ; DOMINGUEZ, L. S. . Organização do livro Arqueología del Contacto en Latinoamérica.. 1. ed. São Luís: EDUFMA, 2019. 484p .. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Organização do livro A civilização Lacustre e a Baixada Maranhense: da Pré-História dos campos inundáveis aos dias atuais. 1. ed. São Luís: EDUFMA, 2019. 592p .. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo na estearia do Formoso (Santa Helena). 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor Ad Hoc Periódicos FAPEMA Edital 22/2015. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor Ad Hoc Periódicos FAPEMA Edital 22/2015. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor Ad Hoc Periódicos FAPEMA Edital 22/2015. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor Ad Hoc Periódicos FAPEMA Edital 22/2015. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para SEMIC. 2019.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para a revista Vestígios (UFMA). 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc EDITAL FAPEMA N 036/2017 - COOPERAÇÃO INTERNACIONAL. 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad hoc FAPERO Edital PAP/Universal n. 4. 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista de artigo para a revista Liminar. Estudios Sociales y Humanísticos. Centro de Estudios Superiores de México y Centroamérica (Chiapas, México).. 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo na estearia do Cabeludo (Santa Helena). 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc EDITAL FAPEMA N 036/2017 - COOPERAÇÃO INTERNACIONAL. 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc EDITAL FAPEMA N 036/2017 - COOPERAÇÃO INTERNACIONAL. 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc EDITAL FAPEMA N 036/2017 - COOPERAÇÃO INTERNACIONAL. 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc EDITAL FAPEMA N 036/2017 - COOPERAÇÃO INTERNACIONAL. 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para SEMIC. 2018.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo na estearia do Cabeludo e Lago do Souza (Santa Helena). 2017.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para SEMIC. 2017.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final do projeto apoiado pela FAPEMA PROGRAMA CARTA ARQUEOLÓGICA DAS ESTEARIAS DA PORÇÃO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE.. 2017.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final do projeto apoiado pela FAPEMA O ACERVO MUSEOLÓGICO DO LABORATÓRIO DE ARQUEOLOGIA (LARQ): ARTEFATOS DAS ESTEARIAS DA BAIXADA MARANHENSE. 2017.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista consultor ad hoc julgamento AREC 2016, terceira chamada. 2016.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/consultor ad hoc bolsas de BM, BD. BDE. 2016.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/consultor ad hoc Edital FAPEMA Apoio à Periódicos Científicos e Tecnológicos. 2016.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo na estearia do Boca do Rio (Santa Helena). 2016.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Presidente da Comissão para a criação do curso de Arqueologia da UFMA. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA INFRA-00851/12 Edital 09/2012. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA SCT-02701/14 Edital 28/2014. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc FAPEMA APP-UNIVERSAL Edital 10/2009. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA AREC-01146/15 Edital 02/2015. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc FAPERO (RO). 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPMA AREC 204. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc BM E BD-02696/15. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA BM E BD-02661/15 Edital 18/2015. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor ad hoc/ parecerista Edital ADOC FAPEMA 2015. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. . Organização do livro A escrita e o artefato como textos: ensaios sobre História cultura material. Editora Paco. 1. ed. São Paulo: Paco Editorial, 2016.. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo na estearia do Armindio, Boca do Rio e Caboclo (Santa Helena). 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc FAPEMA APP-UNIVERSAL Edital 10/2009. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc FAPEMA APP-UNIVERSAL Edital 10/2009. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc FAPEMA APP-UNIVERSAL Edital 10/2009. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc FAPEMA APP-UNIVERSAL Edital 10/2009. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc FAPEMA APP-UNIVERSAL Edital 10/2009. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA AREC Edital 02/2015. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA AREC Edital 02/2015. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA AREC Edital 02/2015. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para SEMIC. 2015.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital: EDITAL FAPEMA N 02/2014 LITERATURA. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital: EDITAL FAPEMA N 02/2014 LITERATURA. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital: EDITAL FAPEMA N 02/2014 LITERATURA. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital: EDITAL FAPEMA N 02/2014 LITERATURA. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor Ah Hoc FAPEMA AREC-00867/14 Edital 03/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor Ah Hoc FAPEMA AREC-00881/14 Edital 03/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor ad hoc INFRA Edital 18/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista ad hoc FAPEMA PROCIENCIA/14 Edital 19/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor ad hoc FAPEMA SCT-/14 Edital 11/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista ad hoc FAPEMA SCT-/14 Edital 11/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad hoc FAPEMA SCT-02701/14. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor ad hoc BATI-02794/14 Edital 32/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc ADOC Edital 31/2012. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc APP-UNIVERSAL-Edital 10/2009. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo na estearia do Encantado (Pinheiro), Armindio e Caboclo (Santa Helena). 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc UNIVERSAL Edital 40/2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad hoc FAPEMA SCT-02701/14. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad hoc FAPEMA SCT-02701/14. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital FAPEMA AREC 2014. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc APP-UNIVERSAL-Edital 10/2009. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc APP-UNIVERSAL-Edital 10/2009. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc APP-UNIVERSAL-Edital 10/2009. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc APP-UNIVERSAL-Edital 10/2009. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc APP-UNIVERSAL-Edital 10/2009. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer ad Hoc para SEMIC. 2014.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer de artigo para a Revista International Research Journal of Arts and Social Sciences. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Comitê Julgador da FAPEMA. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Edital Universal FAPEMA 2013. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc PPP-00856/09 Edital 17/2013 FAPEMA. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc APUB Edital 17/2013. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer/Consultor ad hoc BATI-00932/13 Edital 17/2013. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc REC Edital 17/2013. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA edital 07/2013 BATI FAPEMA. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc Edital 07/2013 FAPEMA BATI. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA AREC-01083/13. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA AREC-01109/13. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad Hoc FAPEMA BATI-00932/13. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista Ad Hoc FAPEMA FAPEMA BATI-00965/13. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc Parecerista ad hoc Programa ao Apoio à Pós-Graduação - Custeio Tese Edital 05/2013 FAPEAP. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc REC-02726/13 Edital 17/2013. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc REC-02726/13 Edital 17/2013. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc APUB Edital 17/2013. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista/Consultor ad hoc APUB Edital 17/2013. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc Edital 07/2013 FAPEMA BATI. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc Edital 07/2013 FAPEMA BATI. 2013.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final de projeto de pesquisa do Departamento de História intitulado PROGRAMA CARTA ARQUEOLÓGICA DAS ESTEARIAS DA PORÇÃO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE.. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 009/2012 INFRA. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 040/2012 - ESTAGIO. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMAEDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . II Mostra Audiovisual Internacional de Arqueologia. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMAEDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMAEDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMAEDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMAEDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMAEDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 040/2012 - ESTAGIO. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 040/2012 - ESTAGIO. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 009/2012 INFRA. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 009/2012 INFRA. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 009/2012 INFRA. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 007/2012 - AREC. 2012.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista Ad Hoc DEHIS. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N 004/2012 ARTIGO. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo na estearia da Lontra, Penalva, Maranhão. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 031/2011 PROCIÊNCIA. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2011 - AREC. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/ Parecer Ad Hoc FAPEMA. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA PROCIENCIA-02266/11. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc AREC-00542/11. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc APEC-00696/11. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/parecerista ad hoc FAPEMA APUB 2010. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 031/2011 PROCIÊNCIA. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 031/2011 PROCIÊNCIA. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2011 - AREC. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2011 - AREC. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2011 - AREC. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2011 - AREC. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2011 - AREC. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N 004/2012 ARTIGO. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N 004/2012 ARTIGO. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N 004/2012 ARTIGO. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/parecerista ad hoc FAPEMA APUB 2010. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/parecerista ad hoc FAPEMA APUB 2010. 2011.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final de projeto de pesquisa do Departamento de História intitulado Kakupacal e Kukulcán: iconografia e contexto espacial de dois reis-guerreiros maias em Chichén Itzá. 2011.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; COBOS, R. . Trabalho de campo no sítio arqueológico de Chichén Itzá. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; COBOS, R. . Trabalho de campo no sítio arqueológico Ilha Cerritos, porto de Chichén Itzá, México. 2010.

COBOS, R. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de Campo na Ilha Cerritos, porto de Chichén Itzá. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer Ad Hoc DEHIS UFMA. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecer para ums dos capítulos do livro Historias de Arqueología Sudamericana (Javier Nostri e Lúcio Menezes editores). 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista EDITAL N. 024/2010 - APUB. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2009 - PPP. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Avaliador de capítulo de livro Historias de Arqueología Sudamericana. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2009 - PPP. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista Ad Hoc FAPEMA EDITAL N. 008/2009 - PPP. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista EDITAL N. 024/2010 - APUB. 2010.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Parecerista ad hoc Revista Temporalidades. 2009.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Consultor/Parecerista ad hoc FAPEMA PPP-00856/09. 2009.

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Relatório final do projeto Capitães de Chichén Itzá: cultura material e humanização do espaço arquitetônico em Chichén Itzá. 2009.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo no sítio arqueológico de Chichén Itzá, Yucatán, México. 2006.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; COBOS, R. . Trabalho de campo na Ilha Cerritos, porto de Chichén Itzá. 2006.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Escavacao na muralha do sítio arqueológico de Chichén Itzá, Yucatán, México. 2005.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Escavação no castro de Elvira, A Corua, Espanha. 2005.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo no sítio arqueológico de Chichén Itzá, Yucatán, México. 2005.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Escavacao no sítio arqueológico de Calakmul, Campeche, México. 2004.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Escavacao no sítio arqueológico de Chichén Itzá, Yucatán, México. 2004.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Escavacao no sítio arqueológico de Santa Cruz de Atizapán, Estado de México. 2004.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de El Tajín, Veracruz, México. 2004.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de Cempoala, Veracruz, México. 2004.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de Quiahuiztlan, Veracruz, México. 2004.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo no sítio arqueológico de Chichén Itzá, Yucatán, México. 2004.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de Monte Albán, Oaxaca, México. 2003.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de Mitla, Oaxaca, México. 2003.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de Yagul, Oaxaca, México. 2003.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de Dainzú, Oaxaca, México. 2003.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de San José Mogote, Oaxaca, México. 2003.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de Lambytieco, Oaxaca, México. 2003.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Prática de campo no sítio arqueológico de Zaachila,Oaxaca, México. 2003.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo em Arqueologia , escavacao no sítio arqueológico de Cajati, Estado de Sao Paulo. 1999.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo em Arqueologia, escavacao no sítio arqueológico da Ilha do Mar Virado, Estado de Sao Paulo. 1999.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo em Arqueologia, escavacao no sítio arqueológico do Alto do Taquari, Estado de Sao Paulo. 1998.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo em Arqueologia, escavacao em samabquis do Baixo Vale do Rio Ribeira, Iguape, Estado de Sao Paulo. 1998.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Estágio em Arqueologia Brasileira no Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo - MAE/USP. 1997.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Trabalho de campo em Arqueologia, escavacao em samabquis do Baixo Vale do Rio Ribeira, Iguape, Estado de Sao Paulo. 1997.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As estearias do Maranhão. Programa Ângulos e Ideias UFMA. 2019. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista com a Profa. Dra. Anna Curtenius Roosevelt pela TV/UFMA.. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Incêndio no Museu Nacional destrói acervo do Maranhão. Bom dia Mirante. 04.09.2018. https://globoplay.globo.com/v/6994228/. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . As Estearias é tema de livro lançado por professor da UFMA. TV Brasil. http://tvbrasil.ebc.com.br/reporter-maranhao/2018/12/estearias-e-tema-de-livro-lancado-por-professor-da-ufma. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

ROOSEVELT, A. C. ; NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Os Paleoíndios do Brasil. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; GOUVEIA NETO, J. C. . A escrita e o artefato como textos. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Repórter Mirante especial: as estearias. http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2017/02/sitios-arqueologicos-do-maranhao-sao-explorados-por-pesquisadores.html. 2016.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Arqueologia e Temática Indígena I. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; MENDONÇA, P. G. ; POEY, D. . Interdisciplinaridade, Ambiente e Cultura. A Pré-História Maranhense: o caso das estearias. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; SANT?ANNA, H. M. ; BAPTISTA, L. V. ; SILVA, R. A. . Realeza, heroísmo e santidade na Antiguidade. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Repórter Mirante, a Baixada Maranhense. http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2013/03/reporter-mirante-mostra-mudanca-climatica-na-baixada-maranhense.html. 2013.

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; ASSUMPÇÃO, Isabela . O calendário maia GLOBO REPÓRTER. https://www.youtube.com/watch?v=uWpQI4y6Rzs. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . QUEM FORAM OS MAIAS? CALENDÁRIO E DESAFIOS DE ESTUDAR OS MAIAS NO BRASIL. RTV UNICAMP. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista sobre Complexo Arqueológico SIOGE - TV MIRANTE. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista Complexo Arqueológico SIOGE - TV BAND. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O calendário maia e o fim do mundo - entrevista para Bruna Torres jornal PORTAL JOVEM. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O CALENDÁRIO MAIA - GLOBO CIÊNCIA. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . OS MAIAS E SEUS CALENDÁRIOS - RADIO PORTO ALEGRE. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . os maias e as teorias de fim de mundo JORNAL CORREIO POPULAR, Campinas. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista sobre o calendário maia para o Jornal Diário de São Paulo - Jornalista Alessandro S. G. Reis. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista sobre o fim do mundo - ASCOM UFMA - Jornalista Lilianny Cutrim. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista sobre o calendário maia e o fim do mundo - Jornal da Manhã Ponta Grossa PR - Repórter Danilo Kossoski. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista sobre os maias - Jornal Diário do ABC - Jornalista Caroline Ropero. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Mediador da Mesa Sociedade escravista: escravizados, indígenas, mulheres e homens pobres, III Encontro de História do Império. 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para a TV MIRANTE sobre a cultura maia. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para a TV Guará MA sobre o calendário maia e o supsoto fim do mundo. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para a TV DIFUSORA/SBT MA sobre o calendário maia e o suposto fim do mundo. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para a TV CIDADE sobre o calendário maia e o suposto fim do mundo. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para o JORNAL IMPARCIAL sobre o calendário maia e o suposto fim do mundo - Repórter Augusto do Nascimento. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para a ASCOM UFMA sobre o calendário maia e o suposto fim do mundo - jornalista Liliianny Cutrim. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para o jornal DIÁRIO CATARINENSE sobre o calendário maia e o fim do mundo - jornalista Julia Antunes. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para a RÁDIO ESTADÃO SP sobre o calendário maia - radialista Leandro Manço. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para a RÁDIO RADIOWEB BRASÍLIA sobre o calendário maia - radialista Larissa Souza. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para o jornal CORREIO POPULAR CAMPINAS sobre o calendário maia - jornalista Fábio Trindade. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para sobre o calendário maia e o suposto fim do mundo - jornalista Priscila Tieppo. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Entrevista para o jornal COMÉRCIO DO JAHU sobre o calendário maia e o suposto fim do mundo - jornalista Lígia Ferreira. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; TRAVASSOS, P. . As profecias maias de fim de mundo ALTERNATIVA SAÚDE GNT. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Projeto Arqueológico Ilha Cerritos e Chichén Itzá RADIO USP. 2009. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; FUNARI, P. P. . Os Maias RTV UNICAMP. 2009. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . A civilização maia. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA ; SILVA, F. M. ; MELLO, H. L. B. ; CONCEICAO, K. C. C. ; MENDES, T. H. A. ; SILVA, R. L. ; BANHOS, M. ; SOLEDADE, R. ; DINIZ, R. C. A. ; FERNANDES, J. M. ; ALVES, C. E. S. ; SILVA JUNIOR, C. M. P. . Site do Laboratório de Arqueologia da UFMA. 2019. (Site).

GUIDA NAVARRO, ALEXANDRE . Morando no meio de rios e lagos: arqueologia das estearias do Maranhão. 2022. .

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório Projeto DEHIS projeto A coleção cerâmica arqueológica das estearias da Baixada Maranhense. 2020. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, A. G. . As civilizações da Mesoamérica: sociedade, cultura e religião. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório FAPEMA REBAX As estearias maranhenses. 2017. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório FAPEMA Acervo Museológico A coleção arqueológica do Laboratório de Arqueologia da UFMA. 2016. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório DEHIS Carta arqueológica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. 2016. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório IPHAN Revista Inovação FAPEMA Carta arqueológica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. 2015. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório DEHIS Carta arqueológica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. 2014. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório DEHIS Carta arqueológica dos sítios tupiguaranis de São Luís. 2012. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório FAPEMA Carta arqueológica dos sítios tupiguaranis de São Luís. 2012. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . O calendário maia. 2012. (Entrevista Globo Repórter).

NAVARRO, A. G. . A religião entre os maias e astecas: pirâmides, calendários, cosmologias, sacrifícios e divindades. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

NAVARRO, A. G. . Arqueologia do Continente Americano: da chegada dos primeiros homens às sociedades pré-colombianas. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

NAVARRO, A. G. . Arqueologia Pré-Colombiana: poder dinástico, práticas funerárias, sacrifício e guerra no México Antigo. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório técnico final Edital Universal CNPq processo n. 478108/2008-7. 2010. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Relatório DEHIS Kakupacal e Kukulcan: iconografia de dois reis-guerreiros maias de Chichén Itzá. 2010. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . Apresentão do GEA - Grupo de Estudo em Arqueologia. 2010. (1ª Reunião do GEA 05/10/2010).

FUNARI, P. P. ; NAVARRO, A. G. . História e cultura material. Módulo Mesoamérica. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . 4° Relatório de atividades entregue a CAPES. 2007. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . 3° Relatório de atividades entregue a CAPES. 2006. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . 2° Relatório de atividades entregue a CAPES. 2005. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, ALEXANDRE GUIDA . 1° Relatório de Atividades entregue a CAPES. 2004. (Relatório de pesquisa).

NAVARRO, A. G. . Os maias. 2010.

NAVARRO, A. G. . Pesquisador do arquivo de Paulo Duarte - SIARQ/UNICAMP. 1996 (pesquisa em arquivo) .

Projetos de pesquisa

  • 2022 - Atual

    Morando no meio de rios e lagos: revisitando as estearias maranhenses, Descrição: Embora haja relatos de moradias sobre palafitas no Alto Amazonas descritas pelas expedições de Ursúa e Aguirre (1516) (Porro, 1992) e de relatos do século XVII de franceses sobre comunidades vivendo neste tipo de habitação em regiões que hoje compreendem o estado do Pará e o Maranhão, as estearias do Maranhão são as únicas com vestígios materiais conhecidas na atualidade. Este projeto busca dar continuidade ao estudo das estearias, corroborando pesquisas anteriores já apoiadas pela FAPEMA, a exemplo do Edital Universal (2018), Rebax (2013) e Acervos Museológicos (2014), com resultados eloquentes, publicados em revistas nacionais e internacionais. Um dos aspectos mais importantes no estudo das estearias é a possibilidade do mapeamento dos sítios. Por conta do contexto aquático, a forma das aldeias palafíticas foi pouco discutida na restrita literatura especializada sobre o tema. Este projeto busca, desta maneira: 1. Como objetivo geral, continuar o mapeamento das estearias, em especial o sítio do Formoso, localizado na cidade de Penalva, bem como sua análise espacial; 2. Como objetivos específicos, buscam-se: 1. Analisar em laboratório o material cerâmico coletado nos trabalhos de campo; 2. Prosseguir com as publicações em revistas especializadas, livros e capítulos, bem como participação em congressos nacionais e internacionais; 3. Colaborar para a formação de recursos humanos na UFMA. Fomento: R$ 80.000,00 Desde a década de 1950 quando Betty Meggers (1954) e Meggers e Clifford Evans (1957) entranharam-se na floresta tropical amazônica, passando pela criação do PRONAPA (Programa Nacional de Pesquisas Arqueológicas), este financiado pelo CNPq e Smithsonian Institution, a única menção que as estearias recebeu foi no catálogo de sítios arqueológicos realizado por Simões (1981).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Avelino Gambim Junior - Integrante / Jelly Juliane Souza de Lima - Integrante / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Marilene Banhos - Integrante / João Manoel Fernandes - Integrante / Rayana Cristina Araujo DIniz - Integrante / ESMERALDA LIMA da SILVA - Integrante / Yasmim Silva e Silva - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Guilherme Aguiar - Integrante / cleudivania silva costa - Integrante / Leonardo Gonçalves de Lima - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro.

  • 2021 - Atual

    O POVO DAS ÁGUAS: IMAGEAMENTO POR GROUND PENETRATING RADAR ? GPR DAS ESTEARIAS E ARTEFATOS CERÂMICOS EM SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS NO MARANHÃO, Descrição: O presente projeto intitulado ?O Povo das Águas: Imageamento por Ground Penetrating Radar-GPR das Estearias e Artefatos Cerâmicos em Sítios Arqueológicos no Maranhão? tem como objetivo geral mapear com maior precisão as estearias da Baixada Maranhense bem como localizar concentrações com maiores evidências de artefatos cerâmicos utilizando tecnologias modernas através do Ground Penetrating Radar ? GPR. Dois tipos de sítios serão objetos da pesquisa: os submersos por lagos e rios e os sítios que em época de estiagem ficam com os esteios expostos. Nesse sentido, a Geofísica estaria a serviço da Arqueologia orientando os melhores locais para a escavação ou coleta de materiais, bem como preservando o sítio arqueológico. O GPR é um método eletromagnético não-destrutivo e não-invasivo que emprega ondas de rádio em freqüências muito altas (normalmente entre 10 MHz ? 2,6 GHz) para localizar estruturas e feições geológicas rasas da subsuperfície ou localizar objetos enterrados pelo homem. A técnica de aquisição de dados GPR é semelhante à técnica de reflexão sísmica e à técnica de sonar, no princípio físico e na metodologia do levantamento de campo, com a exceção de que o GPR é baseado principalmente na reflexão de ondas eletromagnéticas. O método GPR consiste em obter uma imagem de alta resolução da subsuperfície, através da transmissão de ondas eletromagnéticas em altas frequências, que por sua vez é repetidamente radiada para dentro da Terra por uma antena transmissora colocada na superfície. A propagação do sinal EM depende da freqüência do sinal transmitido e das propriedades elétricas dos materiais (condutividade elétrica, permissividade dielétrica e permeabilidade magnética). As mudanças nas propriedades elétricas em subsuperfície fazem com que parte do sinal seja refletido. As ondas de radar, refletidas e difratadas em subsuperfície, são recebidas por outra antena receptora também colocada na superfície da Terra. A energia refletida é registrada em função do tempo duplo (ida e volta). O método GPR é bastante versátil e possui diversas aplicações, tais como, estudos geológicos, geotécnicos, ambientais, arqueológicos, interferências urbanas enterradas, dentre outras. As investigações GPR poderão orientar os trabalhos arqueológicos uma vez que apresentará um panorama de concentração antrópica em determinados pontos do sítio, otimizando o trabalho arqueológico e propiciando o melhor local para a coleta de materiais uma vez que a tecnologia identificará as ações humanas de maior destaque que ocorreram no local, como espaços de descarte de material arqueológico, canoas e até mesmo sepultamentos. Como objetivos específicos propõem-se: 1. Refinar o mapeamento dos sítios Armindio (1,12ha.), Caboclo (0,34ha.), Cabeludo (0,74ha.), Boca do Rio (0,6) e Formoso (2ha), esses sempre submersos e o sítio Encantado (16,47ha), único sítio que seca completamente na estiagem; 2. Mapear os sítios Jenipapo, Lago do Souza e Coqueiro, todos submersos; 3. Prospectar outros trechos de água buscando localizar novos sítios arqueológicos. Pretende-se com a pesquisa redefinir e refinar os mapeamentos das estearias até agora realizadas pelo LARQ-UFMA e mapear outros sítios já localizados, mas que ainda não foram estudados. Busca-se, além disso, prospectar alguns trechos próximos de sítios já conhecidos no rio Turiaçu e no Pindaré-Mirim com o intuito de registrar novos achados. Uma das principais expectativas é encontrar sepultamentos humanos ou concentração de materiais cerâmicos até hoje totalmente desconhecidos pelas pesquisas realizadas nas estearias. Espera-se que os resultados GPR possam indicar os locais com maior concentração de materiais arqueológicos para a realização de coletas sistemáticas por meio das escavações. EDITAL COOPERAÇÃO FAPESP-FAPEMA EDITAL 14/2020 - FOMENTO R$ 300.000,00. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Anna Curtenius Roosevelt - Integrante / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Elton Menezes - Integrante / Marilene Banhos - Integrante / Rafaela Soledade - Integrante / Carlos Magno Pereira da Silva Júnior - Integrante / Rayana Cristina Araujo DIniz - Integrante / Carlos Eduardo de Sousa Alves - Integrante / Yasmim Silva e Silva - Integrante / Jorge Porsani - Integrante / Vinícius Rafael Neris dos Santos - Integrante / Túlio Cordeiro Bicudo - Integrante / Ícaro Augusto Pacheco - Integrante / Victor Hugo Hott Costa - Integrante / Nathália de Souza Penna - Integrante / Marcelo Cesar Stangari - Integrante / Ernande Costa Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2020 - Atual

    A vida aquática em lagos e rios: as estearias maranhenses Projeto DEHIS, Descrição: A região onde ocorre Estearias no Maranhão é denominada de Baixada Maranhense, trata-se de uma microrregião situada a oeste e sudeste da ilha do Maranhão, compreende uma área de aproximadamente 20 mil km2 dentro da Amazônia Legal. As estearias são moradias lacustres do litoral maranhense e foram pouco estudadas, merecem mais atenção por parte dos arqueólogos. Até hoje poucos foram os estudos acadêmicos acerca destes sítios. Este projeto busca, portanto, conectar as estearias aos estudos da arqueologia amazônica e inseri-las nas discussões nacionais e internacionais (Navarro 2013, 2014, 2016, 2017, 2018). Este projeto está vinculado ao Laboratório de Arqueologia (LARQ) do qual sou o coordenador e está sendo proposto como novo projeto de pesquisa vinculado ao Departamento de História (DEHIS). Conta com a colaboração do Tropical Laboratory da University of Illinois at Chicago sob a coordenação da Profa. Dra. Anna Curtenius Roosevelt. Além disso, conta com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) que me dá permissão para escavar os sítios arqueológicos através de uma portaria publicada no Diário Oficial da União ANEXO II (Processo n. 01494.000442/2013-37. Área de Abrangência: Municípios de Santa Helena, Palmeirândia, Nova Olinda do Maranhão, Pedro do Rosário, Presidente Sarney, Pinheiros, Peri Mirim, São Bento e São Vicente Férrer, Estado do Maranhão). Cabe salientar que sou, também, bolsista de Produtividade do CNPq nível 2 sob o Processo 308271/2018-1 com duração de 36 meses prorrogáveis. Este projeto também terá validade de 36 meses, com vigência de 01/03/2019 a 28/02/2022. O orçamento deste projeto vem desta bolsa, portanto. Desde a década de 1950, quando Betty J. Meggers, entranhou-se na floresta tropical amazônica, junto de Clifford Evans, colocando a Amazônia no centro das atenções da arqueologia sul americana (MEGGERS, 1954, 1957), passando pela criação do PRONAPA (Programa Nacional de Pesquisas Arqueológicas) no Brasil, financiado pelo CNPq e Smithsonian Institution dos EUA e formando arqueólogos brasileiros e estrangeiros radicados no Brasil, como Hilbert (1962) e Simões (1972, 1981), a única menção que as estearias recebe foi no catálogo de sítios realizado por Simões (1981). No início da década de 1980, a arqueóloga Anna C. Roosevelt internacionalizou as pesquisas arqueológicas na Amazônia (ROOSEVELT, 1980). A partir da sua experiência adquirida na região do rio Orinoco, Venezuela, esta pesquisadora demonstrou, sobretudo em suas escavações na ilha de Marajó, que as sociedades que se estabeleceram na foz do Amazonas, bem como aquelas que se assentaram em suas margens na medida em que se subia o rio, eram autóctones, ou seja, de origem local (ROOSEVELT, 1992, 1997). No entanto, a pesquisadora não esteve no Maranhão. Deste modo, estes primeiros caminhos trilhados pelo contexto anteriormente explanado, fomentaram a formação de novos arqueólogos que estudam a região atualmente (PORRO, 1992; BALÉE, 1994; SCHAAN, 2001, 2004; PETERSEN et al. 2003; HECKENBERGER, 2005; HORNBORG, 2005; NEVES, 2006, 2008; GOMES, 2012, 2017). Como se disse no primeiro parágrafo deste projeto, apesar dos grandes esforços dos pesquisadores que colocaram a Amazônia brasileira em destaque na arqueologia mundial, as estearias nunca foram analisadas de forma sistemática. Entende-se que seja de fundamental importância estudá-las para uma melhor definição das tradições arqueológicas amazônicas, bem como o modo de vida de suas antigas sociedades. Assim, o projeto em questão encontra-se no contexto das discussões teóricas acerca do desenvolvimento das sociedades pretéritas nas terras baixas da América do Sul, neste caso, na Amazônia brasileira. O principal objetivo deste projeto é seguir com as pesquisas em andamento: o mapeamento e a análise laboratorial do material arqueológico, além de sua divulgação científica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Anna Curtenius Roosevelt - Integrante / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Marilene Banhos - Integrante / João Manoel Fernandes - Integrante / Rafaela Soledade - Integrante / Carlos Magno Pereira da Silva Júnior - Integrante / Yasmin SIlva e SIlva - Integrante / Rayana Cristina Araujo DIniz - Integrante / Carlos Eduardo de Sousa Alves - Integrante / Dayse Marinho - Integrante / Amanda Lima - Integrante / ESMERALDA LIMA da SILVA - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Entre dois mundos: Arqueologia Subaquática das estearias do Maranhão e as dos Alpes suíços, Descrição: Os assentamentos pré-históricos de palafitas em regiões lacustres são uma importante fonte de informação sobre a pré-história europeia. Mas, nos tempos históricos, esse modo de vida era desconhecido. De fato, a primeira vez que os europeus modernos encontraram este tipo de aldeias foi durante a época dos grandes exploradores no século XVIII. Quando, em 1853, os primeiros assentamentos pré-históricos lacustres foram descobertos na Suíça, os estudiosos os compararam instantaneamente aos assentamentos tropicais em palafitas. Mas como estas moradias não possuíam paralelos na Europa, muitos pesquisadores não acreditavam nesse tipo de moradia nos Alpes; defendiam mudanças no lençol freático e que, originalmente, esses assentamentos estavam situados no nível do solo. Esse debate continuou por mais de cem anos. Hoje, parece que a existência de casas sobre palafitas está positivamente estabelecida. Por outro lado, a preservação orgânica das camadas culturais forneceu aos arqueólogos um registro detalhado da economia e da ecologia principalmente a partir do 4, 3 e 2 milênio a.C., bem como com numerosos objetos de artesanato, como ferramentas de madeira e tecidos. Mas, acima de tudo, esses assentamentos forneceram importantes informações sobre a cronologia, arquitetura e organização dos assentamentos através do estudo dos anéis das árvores, a dendrocronologia. Devido a este potencial inigualável, os assentamentos lacustres foram declarados patrimônio mundial da UNESCO em 2011. No entanto, há evidências crescentes de que esse foco regional nos sítios arqueológicos circum-alpinos é provavelmente um tanto arbitrário e diz respeito mais sobre a história da pesquisa regional do que sobre a realidade pré-histórica: sítios arqueológicos comparáveis foram encontrados nos Bálcãs e no Báltico, na Espanha e em várias outras regiões. Estes locais são comparáveis no Brasil e parece ser que os assentamentos lacustres em palafitas e de zonas úmidas são um fenômeno global. Estes sítios arqueológicos certamente têm o potencial de reescrever grandes partes da pré-história da América do Sul em uma variedade de formas e facetas - seja em termos de desenvolvimento cultural ou história ambiental. Este projeto de pesquisa tem como objetivo explorar as estearias do Maranhão através da arqueologia subaquática. Pretende-se explorar sítios que ainda não foram estudados, sobretudo o Jenipapo, no rio Turiaçu, que parece ser um dos maiores sítios e estearias. O projeto será realizado entre o Programa de Pós-Graduação em História Social da UFMA e o Underwater Archaeology and Laboratory for Dendrochronology, Office for Urbanism, em Zurique, Suíça.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Tayna Abreu - Integrante / Anna Curtenius Roosevelt - Integrante / Niels Bleicher - Integrante / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Marilene Banhos - Integrante / João Manoel Fernandes - Integrante / Rafaela Soledade - Integrante / Carlos Magno Pereira da Silva Júnior - Integrante / Mayara Rocha Dias - Integrante / Yasmin SIlva e SIlva - Integrante / Rayana Cristina Araujo DIniz - Integrante / Carlos Eduardo de Sousa Alves - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Morando no meio de lagos e rios: revisitando as estearias maranhenses, Descrição: As estearias são sítios arqueológicos únicos no contexto das terras baixas da América do Sul. Seu nome é derivado dos postes ou estacas de madeira, i.e., esteios propriamente dito, que sustentavam as moradias lacustres do litoral maranhense, Foram pouco estudadas, merecem mais atenção por parte dos arqueólogos. Até hoje poucos foram os estudos acadêmicos acerca destes sítios. Este projeto busca, portanto, conectar as estearias aos estudos da arqueologia amazônica e inseri-las nas discussões nacionais e internacionais. Desde a década de 1950, quando Betty J. Meggers, entranhou-se na floresta tropical amazônica, junto de Clifford Evans, colocando a Amazônia no centro das atenções da arqueologia sul americana, passando pela criação do PRONAPA (Programa Nacional de Pesquisas Arqueológicas) no Brasil, financiado pelo CNPq e Smithsonian Institution dos EUA e formando arqueólogos brasileiros e estrangeiros radicados no Brasil. A única menção que as estearias recebe foi no catálogo de sítios realizado por Simões (1981). No início da década de 1980, a arqueóloga Anna C. Roosevelt internacionalizou as pesquisas arqueológicas na Amazônia. A partir da sua experiência adquirida na região do rio Orinoco, Venezuela, esta pesquisadora demonstrou, sobretudo em suas escavações na ilha de Marajó, que as sociedades que se estabeleceram na foz do Amazonas, bem como aquelas que se assentaram em suas margens na medida em que se subia o rio, eram autóctones, ou seja, de origem local. No entanto, a pesquisadora não esteve no Maranhão. Deste modo, estes primeiros caminhos trilhados pelo contexto anteriormente explanado, fomentaram a formação de novos arqueólogos que estudam a região atualmente. Como se disse no primeiro parágrafo deste projeto, apesar dos grandes esforços dos pesquisadores que colocaram a Amazônia brasileira em destaque na arqueologia mundial, as estearias nunca foram analisadas de forma sistemática. Entende-se que seja de fundamental importância estudá-las para uma melhor definição das tradições arqueológicas amazônicas, bem como o modo de vida de suas antigas sociedades. Assim, o projeto em questão encontra-se no contexto das discussões teóricas acerca do desenvolvimento das sociedades pretéritas nas terras baixas da América do Sul, neste caso, na Amazônia brasileira. O principal objetivo deste projeto é seguir com as pesquisas em andamento: o mapeamento e a análise laboratorial do material arqueológico, além de sua divulgação científica. O tema aqui apresentado compõe um projeto arqueológico acadêmico realizado no âmbito institucional do Departamento de História (DEHIS), do Programa de Pós-Graduação em História Social (PPGHIS) e do Laboratório de Arqueologia (LARQ) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com apoio financeiro da agência de pesquisa chamada Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão (FAPEMA) e de proteção patrimonial, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Além disso, conta-se com o apoio das prefeituras das cidades onde se faz a pesquisa e da comunidade local, inserindo este projeto, também, dentro das discussões em torno da Arqueologia Pública ou comunitária. Busca-se, desta maneira, reunir elementos teóricos e metodológicos das disciplinas Antropologia e Arqueologia no que concerne às estearias com ações de pesquisa voltadas principalmente para metodologias de mapeamento dos sítios, bem como análise espacial, análise laboratorial de cerâmica, líticos e ecofatos e, por fim, discussões acerca da complexidade social na floresta tropical em tempos pré-coloniais. Uma vez realizado isto, haverá elementos para comparação com outras áreas da Amazônia, em especial à foz do Amazonas que é a região de maior semelhança com as palafitas, no intuito de validar os resultados até agora obtidos e servir de orientação para os futuros estudos.Bolsista de Produtividade do CNPq nível 2.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (9) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Pedro Paulo Abreu Funari - Integrante / Raquel dos Santos Funari - Integrante / Anna Curtenius Roosevelt - Integrante / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Marilene Banhos - Integrante / João Manoel Fernandes - Integrante / Rafaela Soledade - Integrante / Carlos Magno Pereira da Silva Júnior - Integrante / Mayara Rocha Dias - Integrante / Yasmin SIlva e SIlva - Integrante / Rayana Cristina Araujo DIniz - Integrante / Carlos Eduardo de Sousa Alves - Integrante / Dayse Marinho - Integrante / Amanda Lima - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal do Maranhão - Bolsa.

  • 2018 - Atual

    O ELO PERDIDO DO MARANHÃO: QUANDO VIVERAM OS POVOS DAS ESTEARIAS?, Descrição: Esta proposta de estudo visa construir uma cronologia da ocupação pré-histórica das estearias na Baixada Maranhense através de levantamento dos dados arqueológicos dispostos para o Maranhão e, principalmente, realizar datações radiocarbônicas para alcançar este objetivo. Esta pesquisa é levada a cabo pelo Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal do Maranhão (LARQ/UFMA) e tem caráter multidisciplinar, com contribuições de pesquisadores nacionais e internacionais. Esta proposta faz parte de um amplo projeto acadêmico intitulado ?O Povo das Águas: carta arqueológica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense? coordenada por mim. Trata-se de uma pesquisa multidisciplinar cujo principal objetivo é o mapeamento e delimitação dos sítios arqueológicos denominados de estearias, mediante as atividades interventivas e não interventivas, escavação arqueológica, coletas de amostras, análises de laboratório e educação patrimonial. O objetivo deste projeto é alavancar os recursos para definir o quadro cronológico dos povos das estearias. A partir de outros editais conseguiu-se datar cinco estearias: Armíndio, Caboclo, Boca do Rio, Encantado e Cabeludo. No entanto, foi somente uma datação para cada sítio arqueológico. Isto é pouco para se estabelecer um quadro cronológico de ocupação humana.São objetivos específicos: Coletar 5 amostras de madeira de cada sítio arqueológico da pesquisa para datação radiocarbônica, totalizando, amostras; Criar um banco de dados com as informações coletadas, informatizando, assim, a coleção arqueológica; Comparar estas datações com as demais já obtidas no Estado do Maranhão; Verificar a correlação dos sítios arqueológicos estudados com o contexto arqueológico pré-colonial regional; Identificar os atributos tecnológicos, funcionais e estilísticos da cultura material arqueológica, através de análises de laboratório e exames arqueométricos; Acomodar as peças na reserva técnica; Divulgação do acervo arqueológico. São duas as metodologias a serem empregadas para este projeto: a datação de Carbono 14 para a construção do quadro cronológico da ocupação dos povos das estearias e o levantamento bibliográfico e estudo na literatura arqueológica do Maranhão as cronologias existentes. A obtenção desse quadro cronológico poderá cimentar a temporalidade destas sociedades pré-coloniais palafíticas na função de promover a educação patrimonial através de visitas guiadas ao laboratório do público em geral, em especial escolas públicas PROJETO COM FOMENTO FAPEMA EDITAL 002/2018 - UNIVERSAL R$ 37.399,60.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Anna Curtenius Roosevelt - Integrante / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / José de Ribamar Silva Gonçalves Júnior - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Gabriel Serra - Integrante / Elton Menezes - Integrante / Marilene Banhos - Integrante / Rafaela Soledade - Integrante / Carlos Magno Pereira da Silva Júnior - Integrante / Rayana Cristina Araujo DIniz - Integrante / Carlos Eduardo de Sousa Alves - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Os povos barrancoides estavam no Maranhão?, Descrição: Os estudos mais recentes postulam que a chamada cultura Barrancoide surgiu no Suriname entre 1000 a 700 a.C. e manteve-se em algumas regiões do norte da Amazônia até 800 d.C. Fariam parte do horizonte Formativo, embora esta terminologia seja criticada por alguns arqueólogos. Estes povos viveram em uma ampla área geográfica que compreende, além do país citado anteriormente, a Venezuela e as Guianas. Especulase também sua existência no Médio Amazonas. Originária do rio Orinoco, parece que os povos barrancoides caracterizaram-se por uma ampla esfera de interação regional cujas evidências aparecem na tradição chamada Borda Incisa das terras baixas da América do sul. A cerâmica desta tradição, como o próprio nome diz, caracteriza-se por incisões nas bordas das cerâmicas, que costumam ser grossas e formar flanges, na maioria das vezes muito elaboradas, indicando um controle rígido do artista. Ao que tudo indica temos um exemplo deste sítio nas estearias, sítios de habitação palafítica lacustre localizadas na Baixada Maranhense, únicas em todo o continente americano. Coletas de superfícies realizadas por mim e depois corroboradas pela outra líder deste projeto, evidenciam bordas de cerâmica para a Tradição Barrancoide das terras baixas da América do Sul no Linhas de pesquisa Projetos de pesquisa 02/02/2019 Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Alexandre Guida Navarro) http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4776527A8 7/26 Maranhão, ratificadas pela datação em 165 d.C.. Esta é uma pesquisa de cooperação internacional entre os Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal do Maranhão (LARQ/UFMA) coordenado por mim e o Laboratório da Amazônia coordenado pela Profa. Dra. Anna Curtenius Roosevelt, da Universidade de Illinois em Chicago, Estados Unidos. O objetivo desta Cooperação Científica consiste no estudo deste sítio específico, com intervenções arqueológicas para entender melhor a expansão dos povos Barrancoides e como eles teriam chegado ao Maranhão. Esta é uma pesquisa inédita que pode contribuir para o entendimento das culturas amazônicas pré-coloniais e envolve alunos de graduação e pós-graduação em nível de mestrado e doutorado de ambas as universidades.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (13) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Anna Curtenius Roosevelt - Integrante / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Marilene Banhos - Integrante / João Manoel Fernandes - Integrante / Rafaela Soledade - Integrante / Carlos Magno Pereira da Silva Júnior - Integrante / Mayara Rocha Dias - Integrante / Yasmin SIlva e SIlva - Integrante / Rayana Cristina Araujo DIniz - Integrante / Carlos Eduardo de Sousa Alves - Integrante / Dayse Marinho - Integrante / Amanda Lima - Integrante.

  • 2017 - 2020

    A coleção cerâmica arqueológica das estearias da Baixada Maranhense, Descrição: ACERVOS-02637/17 Edital 12/2017 FAPEMA R$ 69.000,00. Esta proposta objetiva o estudo da coleção arqueológica das estearias do Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal do maranhão (LARQ/UFMA), como projeto de pesquisa a ser desenvolvido como docente no Departamento de História da UFMA. O projeto tem apoio do IPAN através da portaria de número 61, publicada no Diário Oficial da União no dia 6 de novembro de 2015 (como prorrogação da anterior), cujo número do processo IPHAN é 01494.000442/2013-37. Trata-se de uma pesquisa multidisciplinar cujo principal objetivo é o mapeamento e delimitação dos sítios arqueológicos denominados de estearias, mediante as atividades interventivas e não interventivas, escavação arqueológica, coletas de amostras, análises de laboratório e educação patrimonial. A coleção das estearias é composta majoritariamente de material cerâmico, que formam fragmentos de vasilhames. O objetivo deste projeto é estudar e classificar esta coleção arqueológica. Isto se enquadra na análise do acervo arqueológico proveniente da Baixada Maranhense, sob a tutela do Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal do Maranhão (LARQ/UFMA), tendo em vista a construção de conhecimento sobre os bens culturais arqueológicos do Estado do Maranhão, cujo processo final será a exposição deste material e consulta da comunidade interessada. A maioria do acervo é formado por objetos confeccionados em cerâmica, que, de fato, é o material mais comum encontrado nos sítios arqueológicos brasileiros. Esta cerâmica é, geralmente, policrômica, sendo as cores negra e vermelha as que se destacam, e estão pintadas sobre um fundo (engobe) branco. A maioria da pintura policrômica constitui-se de faixas paralelas pintadas no interior das vasilhas. A queima da cerâmica é de boa qualidade e os artefatos foram confeccionados com muito cuidado. Muitas delas têm aplique em forma de animais, contexto que coloca estas peças dentro de uma tradição arqueológica amazônica. Geralmente, são animais como onça, tartaruga e urubu-rei. Nossa coleção possui alguns exemplares muito peculiares de extrema raridade no contexto da arqueologia brasileira. Trata-se de algumas estatuetas de cerâmica inteiras representando animais (zoomorfas), humanas (antropomorfas) e animais com formas humanas (antropozoomorfas). Destacam-se uma estatueta em forma de coruja; outra em forma de macaco e ser humano; outra em forma de sapo, macaco e ser humano; e um cálice com apliques em forma de tartaruga. O material cerâmico foi desenhado com o objetivo de definir iconografia, volume e forma dos vasilhames; e os fragmentos de uma única peça serão colados quando necessário para reconstituir as formas originais. São objetivos do projeto: Analisar e restaurar ou reconstituir (quando possível) as peças cerâmicas que compõem o acervo arqueológico do LARQ;Criar um banco de dados com as informações coletadas, informatizando, assim, a coleção; Realizar a participação desta coleção com outros projetos de acervos associados; Verificar a correlação dos sítios arqueológicos estudados com o contexto arqueológico pré-colonial regional; Identificar os atributos tecnológicos, funcionais e estilísticos da cultura material arqueológica, através de análises de laboratório e exames arqueométricos; Identificar os períodos em que se deram as ocupações dos sítios arqueológicos, através dos métodos de datação; Acomodar as peças na reserva técnica; Divulgação da coleção arqueológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (13) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Anna Curtenius Roosevelt - Integrante / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Elton Menezes - Integrante / Marilene Banhos - Integrante / João Manoel Fernandes - Integrante / Carlos Magno Pereira da Silva Júnior - Integrante / Mayara Rocha Dias - Integrante / Yasmin SIlva e SIlva - Integrante / Gabriel Moreira - Integrante / Rayana Cristina Araujo DIniz - Integrante / Carlos Eduardo de Sousa Alves - Integrante.

  • 2013 - 2017

    Programa Carta Arqueológica das Estearias do Estado do Maranhão, Descrição: Esta proposta objetiva o estudo da coleção arqueológica das estearias do Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal do maranhão (LARQ/UFMA), como projeto de pesquisa a ser desenvolvido como docente no Departamento de História da UFMA. Trata-se de uma pesquisa multidisciplinar cujo principal objetivo é o mapeamento e delimitação dos sítios arqueológicos denominados de estearias, mediante as atividades interventivas e não interventivas, escavação arqueológica, coletas de amostras, análises de laboratório e educação patrimonial. Este projeto acadêmico tem como objetivo a confecção de uma carta arqueológica das estearias localizadas no Estado do Maranhão, Brasil. Busca-se compreender a dimensão espacial que as comunidades pré-históricas ocuparam nessa região geográfica através da catalogação de sítios arqueológicos. Através do estudo da cultural material, pretende-se construir um panorama cultural dessas populações, sua relação com a paisagem e o meio construído e a dispersão pelo território. Salienta-se, por fim, que o tema que nos ocupa foi pouco estudado na literatura especializada. Deste modo, é de grande importância, tanto para a comunidade arqueológica como para a população geral, entender como estas sociedades estavam organizadas para se criar, junto às autoridades competentes, meios legais de proteção do patrimônio arqueológico em questão. A coleção das estearias é composta majoritariamente de material cerâmico, que formam fragmentos de vasilhames. O objetivo deste projeto é estudar e classificar esta coleção arqueológica. Isto se enquadra na análise do acervo arqueológico proveniente da Baixada Maranhense, sob a tutela do Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal do Maranhão (LARQ/UFMA), tendo em vista a construção de conhecimento sobre os bens culturais arqueológicos do Estado do Maranhão, cujo processo final será a exposição deste material e consulta da comunidade interessada. Com relação à análise laboratorial, o projeto realizou a análise de 240 artefatos. Fizemos uma análise tipológica dos fragmentos cerâmicos e dividimos a coleção nas seguintes categorias: forma rasa (prato), vasilhames do tipo meia calota, vasilhames esféricos, vasilhames do tipo meia esfera, estatuetas e fusos. Uma característica da coleção é a presença de pequenos vasilhames cerâmicos que provavelmente serviam para armazenar quantidades bem controladas de líquido no seu interior ou sementes para o plantio, como indica Burke et al. (1971). Algumas delas têm incisão nas bordas e no bojo, outras são pintadas, geralmente de vermelho e preto, sem a presença de engobo. Os pratos são utensílios planos e muitos possuem marcas de esteiras como negativo, sendo o mais frequente o trançado, indicando que serviam como assadores. As estatuetas caracterizam-se pela representação de animais, sobretudo a coruja, o macaco, a tartaruga e o sapo. Algumas delas são antropozoormorfas, sendo a zoomorfa a mais recorrente. A maioria delas possui um padrão escultórico: as pernas estão abertas formando uma meia lua e algumas delas possuem a genitália feminina a mostra. Uma delas em especial evoca a questão do perspectivismo na arte destes povos: deitada é um sapo, de pé é uma coruja com o tronco humano, além dos braços, humanos também. Quase todas elas possuem outro traço importante: o desenho do umbigo. Os fusos também são um importante tipo de artefato encontrado nas estearias, e em tamanhos diferentes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / José de Ribamar Silva Gonçalves Júnior - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Cássia Betania Sousa Ferreira - Integrante / Thalisson Silva - Integrante / Gabriel Serra - Integrante / Elton Menezes - Integrante.

  • 2013 - 2017

    O ACERVO MUSEOLÓGICO DO LABORATÓRIO DE ARQUEOLOGIA (LARQ): ARTEFATOS DAS ESTEARIAS DA BAIXADA MARANHENSE, Descrição: Contemplado pelo Edital MUSEUS-02818/13 Edital 19/2013 FAPEMA R$ 178.800,00 Trata-se de projeto acadêmico multidisciplinar que objetiva a realização de pesquisa arqueológica, com a realização de delimitação dos sítios arqueológicos mediante as atividades interventivas Esta proposta objetiva o processamento, manutenção e disponibilização para a consulta da comunidade de um acervo arqueológico proveniente das estearias da Baixada Maranhense. Cabe ressaltar que o LARQ é uma instituição habilitada pelo IPHAN para a guarda do material arqueológico. O acervo arqueológico do LARQ foi adquirido recentemente (2013) através de uma aluna do curso de Educação Artística do campus da UFMA localizada na cidade de Pinheiro. O LARQ é um recente Laboratório de Arqueologia que pertence à UFMA. Está vinculado ao Departamento de História e ao Programa de Pós-Graduação em História Social (DEHIS/PPGHIS). É um espaço que abarca 60m2. Atualmente possui as seguintes configurações: mesa central em granito para análise do material, bancadas laterais como suporte para equipamentos, armário, três pias para lavagem de material, uma bancada para a utilização de quatro computadores, uma reserva técnica, ar condicionado, porta e janelas com grades de aço para a segurança do material. Os usuários, neste início de processo de funcionamento, são os alunos da própria universidade e os estagiários que atuam no estudo do acervo. Há que res saltar, por outro lado, a importância regional do LARQ na Baixada Maranhense. Nossa presença despertou o interesse da comunidade. Neste sentido, começamos a realizar um trabalho de patrimônio educacional, com a finalidade de resgatar a identidade das estearias com a população, que, atualmente, não entendem sua importância social. Esta proposta é de grande importância por vários motivos. Em primeiro lugar porque resgata a informação arqueológica do Estado do Maranhão, que é rica e ainda pouco estudada. Logo, porque temos a posse de um acervo museológico-arqueológico que não somente revela o passado pré-histórico das populações que habitaram o Maranhão, mas que, ao ser estudado, processado e inventariado, gerará conhecimento científico acerca de um tema inédito não somente no Estado, mas em toda a Arqueologia brasileira. Por fim, e não menos importante, a coleção contará com uma exposição permanente para a consulta da comunidade e acadêmica. Esta proposta nasce num momento estratégico: o desenvolvimento da Arqueologia no Maranhão e sua implantação no cenário acadêmico e social. Será uma contribuição importante para a Arqueologia maranhense, que vem ganhando espaço dentro da discussão nacional, como foi o caso da realização do I Seminário Nacional Arqueologia e Sociedade (2010), com a presença de arqueólogos de todo o Brasil. Esta proposta tem, ademais, uma importância com a introdução de uma linha de investigação em Arqueologia no curso de História da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e uma linha de pesquisa dentro da área de concentração Poder e Sociabilidade do Programa de Pós-Graduação em História Social da UFMA. Além disso, o Laboratório de Arqueologia (LARQ), recém-construído, nos traz as condições ideais para o estudo do acervo arqueológico, além das atividades de ensino, pesquisa e extensão. Também contamos com uma reserva técnica que abrigará o material que não estará em condições de serem expostos. A equipe que integra a proposta aqui apresentada é multidisciplinar e formada por especialistas com ampla atuação em seus campos de estudo, o que, além de viabilizar o estudo do acervo, contribuirá para a análise do material através de cursos e oficinas ministradas no LARQ. A maioria do acervo é formado por objetos confeccionados em cerâmica, que, de fato, é o material mais comum encontrado nos sítios arqueológicos brasileiros. Esta cerâmica é, geralmente, policrômica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / José de Ribamar Silva Gonçalves Júnior - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Cássia Betania Sousa Ferreira - Integrante / Thalisson Silva - Integrante / Gabriel Serra - Integrante / Elton Menezes - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3

  • 2013 - 2017

    PROGRAMA CARTA ARQUEOLÓGICA DAS ESTEARIAS DA PORÇÃO CENTRO-NORTE DA BAIXADA MARANHENSE., Descrição: Apoio financeiro FAPEMA REBAX-03464/13 Edital 30/2013 R$ 80.000,00. Apresentaremos o projeto ?O Povo das Águas: carta arqueológica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense?, que trata do estudo das estearias do Maranhão, sítios que foram moradias lacustres construídas com esteios de madeira e que serviam de sustentação para as construções superiores, dando origem, assim, às palafitas pré-históricas. Estão situadas na Baixada Maranhense, uma microrregião situada a oeste e sudeste da ilha do Maranhão, compreende uma área de aproximadamente 20 mil km2 dentro da Amazônia Legal, sendo uma região que conta com mais de 500 mil habitantes (censo IBGE 2006). É um território muito pobre, com os menores índices IDH não só do Estado do Maranhão, como de todo o Brasil, cuja população vive da subsistência da agricultura tradicional, da pesca, da criação de pequenos animais e extrativismo vegetal, especialmente do coco do babaçu. As principais cidades dessa área são Penalva, Pinheiro, Viana, São Bento e Santa Helena. As estearias estão localizadas ao longo dos diversos lagos que se caracterizam pela formação de um sistema hídrico composto de rios, campos inundáveis de variados tamanhos que se definem pela sazonalidade do clima (as inundações ocorrem no primeiro semestre de cada ano). Para a confecção da carta arqueológica estamos realizando um estudo sistemático da área geográfica compreendida pelas estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. Estamos fazendo prospecções intensivas na região com o objetivo de registrar e catalogar os sítios com o GPS e GIS (Geographical Information System). Uma vez catalogados os sítios, criaremos um banco de dados para entender a processo de ocupação da zona lacustre bem como sua expansão na paisagem circundante. A investigação dos processos de ocupação humana nas estearias aliada a análise da cultural material permitirá construir um panorama cultural dessas populações, sua relação com a paisagem e o meio construído e a dispersão pelo território e responder questões como: quem eram as sociedades pré-históricas que habitaram a região lacustre da Baixada Maranhense?; por que escolheram o ambiente lacustre para viver?; Qual a área exata de ocupação do território?; quando se dá o colapso dessas ocupações e por quê?. Como resultados iniciais apresentaremos o mapeamento completo de uma estearia, a primeira mapeada sistematicamente. Esta proposta objetiva o estudo arqueológico das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense. Além disso, se realizará, também, a conscientização e educação patrimonial da população das cidades englobadas neste projeto. Este projeto está vinculado a uma pesquisa maior que estuda a Arqueologia desta área, e coordenada por mim. Intitulada O Povo das Águas: carta arqueológica das estearias da porção centro-norte da Baixada Maranhense, a pesquisa em questão é acadêmica e multidisciplinar, e objetiva realização de pesquisa arqueológica na Baixa Maranhense, com a realização de delimitação dos sítios arqueológicos mediante as atividades interventivas e não interventivas; escavação arqueológica, coletas de amostras, análises de laboratório e educação patrimonial.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Flaviomiro Mendonça da SIlva - Integrante / José de Ribamar Silva Gonçalves Júnior - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Raquel de Lima Silva - Integrante / Tayse Hendreyza Abreu Mendes - Integrante / Gabriel Serra - Integrante / Elton Menezes - Integrante., Número de produções C, T & A: 2

  • 2012 - 2014

    Carta arqueológica dos sítios tupiguaranis na ilha de São Luís., Descrição: Contemplado com o APP-UNIVERSAL-00368/12 Edital 01/2012 FAPEMA. R$ 24.000,00. Este projeto acadêmico tem como objetivo a confecção de uma carta arqueológica através do mapeamento dos sítios tupiguaranis porventura existentes na Ilha de São Luís, capital do Estado do Maranhão, Brasil. O presente trabalho divide-se em duas etapas. A primeira busca compreender a localização e a dimensão espacial que os sítios ocuparam nesta região a partir de dados etnohistóricos e a segunda, mapear os sítios pré-históricos ainda existentes na ilha. Através do estudo da cultural material, pretende-se construir uma relação de espacialidade dessas populações, sua relação com a paisagem e o meio construído e a dispersão pelo território. Salienta-se, por fim, que o tema que nos ocupa foi pouco estudado na literatura especializada. Deste modo, é de grande importância, tanto para a comunidade arqueológica como para a população geral, entender como estas sociedades estiveram organizadas para se criar, junto às autoridades competentes, meios legais de proteção do patrimônio arqueológico em questão. Para a produção dessa carta, o projeto utilizou a metodologia do estudo sistemático da área geográfica compreendida pelos sítios tupiguaranis, que estão espalhados por toda a Ilha e pelo continente sendo, inclusive, citados em livros escritos pelos colonizadores durante o processo de colonização, nos séculos XVI e XVII. Alexandre Guida Navarro revela que foram feitas prospecções intensivas na região, com o objetivo de registrar e catalogar por meio dos sistemas GPS e GIS (Geographical Information System), com vistas a criar um mapa topográfico desses locais. De acordo com ele, uma vez catalogados torna-se possível a criação de um banco de dados para entender o processo de ocupação desses povos na Ilha de São Luís. Este projeto acadêmico tem como objetivo a confecção de uma carta arqueológica através do mapeamento dos sítios tupiguaranis porventura existentes na Ilha de São Luís, capital do Estado do Maranhão, Brasil. O presente trabalho divide-se em duas etapas. A primeira busca compreender a localização e a dimensão espacial que os sítios ocuparam nesta região a partir de dados etnohistóricos e a segunda, mapear os sítios pré-históricos ainda existentes na ilha. Através do estudo da cultural material, pretende-se construir uma relação de espacialidade dessas populações, sua relação com a paisagem e o meio construído e a dispersão pelo território. É a partir do inventário de sítios que poderemos entender como o espaço da ilha foi ocupado ao longo do tempo. Depois de concluir as prospecções e mapear a área, teremos um panorama geral da ocupação humana da área em questão. Esta proposta obedece a uma ação metodológica cuja sistematização dos dados leva à interpretação do significado do passado humano a partir da cultura material. Assim, buscaremos identificar, com esta abordagem, as semelhanças e diferenças do registro arqueológico de cada sítio, bem como seus contextos específicos Salienta-se, por fim, que o tema que nos ocupa foi pouco estudado na literatura especializada. Deste modo, é de grande importância, tanto para a comunidade arqueológica como para a população geral, entender como estas sociedades estiveram organizadas para se criar, junto às autoridades competentes, meios legais de proteção do patrimônio arqueológico em questão.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Hélder Luiz Bello de Mello - Integrante / Karen Cristina Costa da Conceição - Integrante / Cássia Betania Sousa Ferreira - Integrante / Thalisson Silva - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Capitães de Chichén Itzá: cultura material e humanização do espaço arquitetônico em Chichén Itzá, Descrição: Nenhum estudo de natureza espacial ou espaço-contextual foi realizado enfocando estes capitães. Deste modo, apresentamos algumas perguntas que se originaram de tal inquietude acerca dos dois guerreiros: 1- Qual a totalidade de imagens de Capitães Serpente e Disco Solar que aparece na Grande Nivelação? 2- Estas imagens estão associadas a edifícios específicos? 3- Em quais contextos os Capitães aparecem representados? 4- Existe uma relação entre contexto iconográfico, distribuição espacial e maneira de organizar o espaço através do significado cultural destes dois personagens? 5- Qual a mensagem simbólica que revela a iconografia dos capitães de guerra? 6- Estes governantes estão associados a uma cultura material que os identificava individualmente dentro das praticas construtivas dos diferentes setores da Grande Nivelação? 7- As realizações político-estratégicas destes governantes utilizaram a cultura material como um espaço de legitimação de poder através da construção de arquitetura monumental? Consideramos como hipótese inicial que os dois Capitães delimitaram seus espaços e mensagens simbólicas dentro da Grande Nivelação de Chichén Itzá utilizando a cultura material como veículo social e estratégia deste processo político. Logo, a imagética destes capitães como governantes da cidade de Chichén Itzá, está associada com um espaço exclusivo e, portanto, com uma mensagem específica para os grupos sociais que habitaram este centro urbano. Buscamos entender se cada um deles associou sua mensagem política de acordo com um programa de construção arquitetônica em que se enfatizou a edificação de estruturas específicas vinculadas a um simbolismo próprio. O destaque destes personagens na iconografia e sua estratégia para construir espaços nos fizeram pensar que são o principal elemento social que humanizou a Grande Nivelação de Chichén Itzá. A partir desta perspectiva, o principal objetivo desta pesquisa foi identificar todos os contextos espaciais e iconográficos em que aparecem estes dois capitães na cultuEste projeto de pesquisa centra-se em dois personagens-guerreiros que estão representados exclusivamente na iconografia de alguns edifícios da Grande Nivelação de Chichén Itzá: os Capitães Serpente e Disco Solar. A Grande Nivelação se destaca pela concentração das principais estruturas arquitetônicas monumentais deste sítio arqueológico. Nosso trabalho de doutorado concluiu que estes dois indivíduos são uma referência direta aos dois guerreiros que aparecem no registro etnohistórico da Península do Iucatã, respectivamente conhecidos como Kukulcán e Kakupacal. Parece ser que estes personagens governaram a cidade de Chichén Itzá durante algum momento do Clássico Terminal (800-1000 d.C.). Nossa hipótese inicial é que a construção da Grande Nivelação está estritamente relacionada com as realizações políticas destes guerreiros-governantes como um espaço de legitimação de poder através da construção de arquitetura monumental. Logo, esta pesquisa busca entender a relação entre estes dois personagens na iconografia e sua relação com a construção da Grande Nivelação. Para realizar esta tarefa utilizaremos a cultura material, evidenciada pelo registro arquitetônico do sítio e associada ao simbolismo da iconografia dos dois Capitães. Para interpretar os dados, partimos do pressuposto de que os espaços arquitetônicos representam uma visão simbólica da composição social dos grupos humanos em relação com sua própria identidade, do meio que o rodeia e seu esforço para humanizá-lo. Ao humanizar os espaços, as diferentes sociedades constroem significados culturais que constituem as condições necessárias que as fazem participar de um mundo em que os atributos espaciais são, em parte, conceituados e expressados em termos comuns desenvolvidos durante o processo de sua socialização. Os Capitães de Chichén Itzá puderam representar esta visão de mundo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Rafael Cobos - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Kakupacal e Kukulcán: iconografia e contexto espacial de dois reis-guerreiros maias em Chichén Itzá, Descrição: Em nossa tese de doutorado titulada ?Las serpientes emplumadas de Chichén Itzá: organización espacial e imaginería? , constatamos que a iconografia de serpentes emplumadas, um elemento simbólico associado a Kukulcán, está distribuída na Grande Nivelação de Chichén Itzá segundo um esquema cognitivo que obedece um padrão de associação entre estes símbolos e os tipos de edifícios onde estão representados. Além disso, cada um dos setores deste grande espaço está associado a um tipo específico de serpente emplumada. Estes símbolos estão distribuídos nestes espaços de acordo com os tipos de pluma que os caracterizam. Por exemplo, o setor oeste se distingue por uma iconografia em que as serpentes possuem plumas em forma de ?gancho? em seu corpo, associados à imagens de entronização do governante. Já no setor este, as plumas destes símbolos tomam a forma de um ?espinho? e se relacionam com iconografia guerreira. Por outro lado, a imagética das serpentes emplumadas é somente um dos elementos que deram vida ao funcionamento deste espaço, apenas foi um dos aspectos sociais que o humanizaram. Por sua grande extensão espacial e significado social, parece-nos pertinente afirmar a Grande Nivelação contou com outros elementos espaciais e sociais que contribuíram para sua humanização. Nossa pesquisa gerou uma inquietude que não pôde ser resolvida durante o Doutorado, pois nos distanciaria do seu tema central: trata-se das relações espaciais envolvendo os personagens Capitão Disco Solar e Capitão Serpente. Esta pesquisa tem como objetivo o estudo de dois reis maias que governaram a cidade de Chichén Itzá na transição do Clássico Final para o Clássico terminal (700-900 d.C.). Eles são conhecidos como Kakupakal e Kukulcán. Parece ser que a transição deste governo trouxe muitas mudanças na cidade. A principal delas é que Chichén Itzá chegou ao seu apogeu durante o governo de Kukulcán. Neste período as principais estruturas arquitetônicas da cidade foram construídas e o selo desta construção foi justamente o símbolo que se relacionou com Kukulcán: a serpente emplumada. Neste projeto buscamnos entender melhor como se deu a transição do poder entre estes dois governantes e as imagens de serpentes emplumadas como a nova metáfora de poder reinante e sua relação com a disposição dos edifícios erigidos no principal espaço arquitetônico de Chichén Itzá: a Grande Nivelação.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Rafael Cobos - Integrante / Bernd Federico Fahmel - Integrante.

  • 2008 - 2009

    Capitães de Chichén Itzá: cultura material e humanização do espaço arquitetônico em Chichén Itzá, Descrição: O presente tema que nos ocupa está associado ao sítio arqueológico de Chichén Itzá, que está localizado na Península do Iucatã, atual México. Chichén Itzá foi uma das mais importantes cidades maias e é, na atualidade, um dos sítios arqueológicos mais visitados pelos turistas no território mexicano. Como se sabe, a civilização maia foram uma das mais complexas sociedades do período Pré-Colombiana, ou seja, antes da chegada de Cristóvão Colombo no continente americano. Ocuparam um extenso território que ia desde o sul do atual México até a porção ocidental das Honduras. Os arqueólogos estão de acordo que as primeiras aldeias maias começam a aparecer aproximadamente em 2000 a.C. Diversos fatores sócio-políticos, econômicos e religiosos foram favoráveis para o surgimento dos centros urbanos ao redor de 400 a.C., como a alta pressão demográfica, a busca por terras, o comércio de longa distância e a centralização do poder que levou ao aparecimento do Estado. Este projeto de pesquisa centra-se em dois personagens-guerreiros que estão representados exclusivamente na iconografia de alguns edifícios da Grande Nivelação de Chichén Itzá: os Capitães Serpente e Disco Solar. A Grande Nivelação se destaca pela concentração das principais estruturas arquitetônicas monumentais deste sítio arqueológico. Nosso trabalho de doutorado concluiu que estes dois indivíduos são uma referência direta aos dois guerreiros que aparecem no registro etnohistórico da Península do Iucatã, respectivamente conhecidos como Kukulcán e Kakupacal. Parece ser que estes personagens governaram a cidade de Chichén Itzá durante algum momento do Clássico Terminal (800-1000 d.C.). Nossa hipótese inicial é que a construção da Grande Nivelação está estritamente relacionada com as realizações políticas destes guerreiros-governantes como um espaço de legitimação de poder através da construção de arquitetura monumental. Logo, esta pesquisa busca entender a relação entre estes dois personagens na iconografia e sua relação com a construção da Grande Nivelação. Para realizar esta tarefa utilizaremos a cultura material, evidenciada pelo registro arquitetônico do sítio e associada ao simbolismo da iconografia dos dois Capitães. Para interpretar os dados, partimos do pressuposto de que os espaços arquitetônicos representam uma visão simbólica da composição social dos grupos humanos em relação com sua própria identidade, do meio que o rodeia e seu esforço para humanizá-lo. Ao humanizar os espaços, as diferentes sociedades constroem significados culturais que constituem as condições necessárias que as fazem participar de um mundo em que os atributos espaciais são, em parte, conceituados e expressados em termos comuns desenvolvidos durante o processo de sua socialização. Os Capitães de Chichén Itzá puderam representar esta visão de mundo. Para realizar esta tarefa utilizamos, principalmente, os pressupostos teóricos e metodológicos da Arqueologia, em que a cultura material, evidenciada pelo registro arquitetônico do sítio, é associada ao simbolismo da iconografia dos dois Capitães. Deste modo, para interpretar os dados, partimos do pressuposto de que os espaços arquitetônicos representam uma visão simbólica da composição social dos grupos humanos em relação com sua própria identidade, do meio que o rodeia e seu esforço para humanizá-lo. Ao humanizar os espaços, as diferentes sociedades constroem significados culturais que constituem as condições necessárias que as fazem participar de um mundo em que os atributos espaciais são, em parte, conceituados e expressados em termos comuns desenvolvidos durante o processo de sua socialização. Os Capitães de Chichén Itzá puderam representar esta visão de mundo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Coordenador / Rafael Cobos - Integrante / Bernd Federico Fahmel - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2009

    Projeto Arqueológico Chichén Itzá e Isla Cerritos, Descrição: Este projeto tem como objetivo a escavação de algumas plazas do sítio arqueológico de Chichén Itzá, onde existem estruturas do tipo pátio-galeria. Estes edifícios são a evidência material da transformação social que a cidade passou durante o Clássico Terminal (ca. 800-1050 d.C.). Antes deste período estes edifícios não existiam. Parece ser que estas estruturas serviram como lugar de recebimento, circulação e distribuição dos objetos de luxo e tributários que chegaram em Chichén Itzá. A Ilha Cerritos foi o mais importante porto comercial pré-hispânico do Iucatã, controlado pela cidade de Chichén Itzá. Ela já estava totalmente edificada durante a suposta invasão dos habitantes de Tula, no ano de 1100 d.C. (Cobos, 2003). As estruturas desta ilha que estão sendo escavadas pelo arqueólogo Rafael Cobos demonstram o controle que teve Chichén Itzá no comércio das terras baixas maias do norte e de seu controle através da tributação de mercadorias produzidas em diversas partes da Mesoamérica. Isto sugere que os artefatos do altiplano mexicano que chegaram à Chichén Itzá não são resultados da invasão tolteca e sim produtos do controle comercial e comércio de longa distância realizada por diversas cidades do altiplano durante o Clássico Inicial Clássico Terminal. Este projeto também examinou as representações de serpentes emplumadas em Chichèn Itzá em contexto marítimo, que bem puderam representar a ilha Cerritos. A semelhança entre a iconografia entre ambas as cidades mesoamericanas foi outro forte indicador da invasão tolteca, sobretudo àquela relacionada a Quetzalcóatl ou Kukulcán, cuja principal manifestação se dá na forma de uma serpente emplumada. Tanto em Tula como em Chichén Itzá estes elementos iconográficos ganham um destaque na imagética das cidades. Associado ao mito de fuga de Quetzalcóatl de Tula e sua chegada em Chichén Itzá, portanto às fontes escritas, as imagens de serpentes emplumadas ainda são utilizadas para explicar a invasão tolteca em Chichén Itzá. No entanto, algumas observações devem ser feitas. A quantidade de serpentes emplumadas encontradas na iconografia de Tula é bastante inferior àquelas encontradas em Chichén Itzá. As de Tula encontram-se basicamente no Palácio Quemado e Coatepantli e em contexto guerreiro. As de Chichén Itzá encontram-se concentradas na Grande Nivelação, em vários edifícios e em distintos contextos: guerra, sacrifício, cenas marítimas, entronização de governantes e dão forma a várias colunas de algumas estruturas. Em nossa tese de doutorado, catalogamos todas as imagens de serpentes emplumadas deste grande espaço de Chichén Itzá e as comparamos com as de Tula. O estilo, maneira de representar e contexto são bastante diferentes entre as duas cidades, o que em nossa visão, impossibilita uma tradição artística de origem tolteca. Os maias foram mais profundos nas relações culturais simbolizadas pela serpente e até mesmo buscaram retratar as diferentes espécies. Por exemplo, um exemplar representado nas colunas do vestíbulo do Templo dos Guerreiros leva chifres na cabeça. Esta é uma serpente que não existe no Iucatã. É originária do sudoeste dos Estados Unidos, o mesmo lugar de onde provinha a turquesa, um mineral utilizado em oferendas em Chichén Itzá e com um grande significado simbólico de poder. Essas relações culturais não são encontradas em Tula. Além disso, a existência de serpentes emplumadas na iconografia de ambos os sítios não justifica a invasão tolteca em Chichén Itzá. Durante a suposta invasão tolteca, ou seja, Epiclássico no altiplano mexicano (900/1000 d.C.) e Clássico Terminal na área maia, em vários sítios de diversas áreas da Mesoamérica a serpente emplumada é um elemento simbólico presente na iconografia. Parece ser que durante o Epiclássico e Clássico Terminal o culto a Quetzalcóatl foi revitalizado e esteve associado principalmente a uma natureza guerreira.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Guida Navarro - Integrante / Rafael Cobos - Coordenador.

Prêmios

2023

Vencedor do Prêmio CONFAP de ?Boas Práticas em Fomento à Ciência, Tecnologia & Inovação?, CONFAP.

2022

Menção honrosa do PRÊMIO FAPEMA 2022: Cientistas do Território Maranhense ? Francisco Limeira de Oliveira, José Manuel Rivas Mercury e Luiz Alves Ferreira, FAPEMA.

2021

Vencedor do Prêmio Mérito Científico Professora Maria Ozanira da Silva e Silva 2021, UFMA.

2021

Menção honrosa do PRÊMIO FAPEMA 2021: MULHERES CIENTISTAS DO MARANHÃO ? Ana Angélica Macêdo, Luciane Brito e Zafira de Almeida, FAPEMA.

2015

Vencedor do Prêmio de Jovem Pesquisador PREMIO-05512/15 Edital FAPEMA 28/2015, FAPEMA.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Maranhão, Centro de Ciências Humanas Departamento de História. , Avenida dos Portugueses s/n, Bacanga, 65085-580 - Sao Luis, MA - Brasil, Telefone: (98) 33018312, URL da Homepage:

Experiência profissional

2022 - Atual

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado III, Regime: Dedicação exclusiva.

2018 - Atual

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro do Colegiado do PPGHIS, Carga horária: 14, Regime: Dedicação exclusiva.

2012 - Atual

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador Laboratório de Arqueologia LARQ, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

2019 - 2021

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado II, Regime: Dedicação exclusiva.

2017 - 2019

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado I, Regime: Dedicação exclusiva.

2015 - 2017

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto IV, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2012 - 2016

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Chefe do Departamento de História, Regime: Dedicação exclusiva.

2013 - 2015

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto III, Regime: Dedicação exclusiva.

2013 - 2014

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Vice-Coordenador Mestrado PPGHIS, Regime: Dedicação exclusiva.

2011 - 2013

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto II, Regime: Dedicação exclusiva.

2009 - 2011

Universidade Federal do Maranhão

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 04/2022

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Indígena e do Indigenismo

  • 04/2022

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História à Conquista Europeia

  • 08/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-Graduação em História Social da UFMA.,Cargo ou função, Membro do Colegiado.

  • 09/2021 - 02/2022

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Etnologia indígena para historiadores

  • 09/2021 - 02/2022

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História à Conquista europeia

  • 06/2021 - 09/2021

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História à Conquista da América

  • 06/2021 - 09/2021

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Arqueologia de ambientes aquáticos: o caso das estearias do Maranhão

  • 02/2021 - 04/2021

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História à Conquista Europeia

  • 02/2021 - 04/2021

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Arqueologia da Amazônia

  • 09/2020 - 12/2020

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História à Conquista europeia

  • 09/2020 - 12/2020

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Indígena e do Indigenismo

  • 08/2019 - 12/2019

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História à Conquista Europeia

  • 08/2019 - 12/2019

    Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Esferas de interação e circulação entre Amazônia, Caribe e América Central: os artefatos e os bens de prestígio durante a época pré-colonial e o Contato

  • 08/2018 - 12/2018

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História à Conquista Europeia

  • 08/2018 - 12/2018

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos Especiais de História: Arqueologia da Floresta Tropical

  • 03/2017 - 07/2017

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História ao período da Conquista

  • 03/2017 - 07/2017

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Antiga

  • 11/2016 - 01/2017

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da pré-história à Conquista

  • 11/2016 - 01/2017

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da pré-história à Conquista

  • 03/2016 - 09/2016

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História ao período de conquista

  • 03/2016 - 07/2016

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 03/2016 - 07/2016

    Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, O artefato como texto

  • 11/2015 - 03/2016

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América: da Pré-História ao período da Conquista

  • 10/2010 - 12/2015

    Outras atividades técnico-científicas , Universidade Federal do Maranhão - Departamento de História DEHIS, Universidade Federal do Maranhão - Departamento de História DEHIS.,Atividade realizada, Reuniões do GEA - Grupo de Estudos em Arqueologia.

  • 03/2015 - 07/2015

    Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Poder e Sociabilidade: enfoque da cultura material

  • 08/2014 - 12/2014

    Ensino, Ciências Humanas - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 03/2014 - 07/2014

    Ensino, Ciências Humanas - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 04/2013 - 07/2013

    Ensino, História da América I, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 08/2012 - 12/2012

    Ensino, História da América I, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 06/2012 - 12/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em História Social da UFMA.,Linhas de pesquisa

  • 03/2012 - 08/2012

    Ensino, História da América I, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 03/2012 - 07/2012

    Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Poder e Cotidiano

  • 01/2012 - 02/2012

    Direção e administração, Centro de Ciências Humanas Departamento de História.,Cargo ou função, Chefe de Departamento.

  • 01/2012 - 02/2012

    Ensino, Ciências Humanas - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América III

  • 08/2011 - 12/2011

    Ensino, História da América I, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 08/2011 - 12/2011

    Ensino, História da América II, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América II

  • 07/2011 - 08/2011

    Direção e administração, Centro de Ciências Humanas Departamento de História.,Cargo ou função, Chefe de Departamento.

  • 04/2011 - 07/2011

    Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Poder e Cotidiano: relações a partir da cultura material

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, História da América I, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 08/2010 - 12/2010

    Ensino, História da América I, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 08/2010 - 12/2010

    Ensino, História da América II, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América II

  • 03/2010 - 07/2010

    Ensino, História da América I, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I

  • 03/2010 - 07/2010

    Ensino, História da América II, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, HIstória da América II

  • 11/2009 - 03/2010

    Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Moderna

  • 12/2009 - 02/2010

    Estágios , Instituto de Investigaciones Antropológicas.,Estágio realizado, Levantamento bibliográfico e trabalho de campo em Chichén Itzá.

  • 11/2009 - 01/2010

    Pesquisa e desenvolvimento, Centro de Ciências Humanas Departamento de História.,Linhas de pesquisa

2013 - Atual

Laboratório de Arqueologia

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador

2018 - Atual

University of Illinois at Chicago

Vínculo: Professor colaborador externo, Enquadramento Funcional: Anthropology Master and PHD, Carga horária: 4

2017 - 2018

University of Illinois at Chicago

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Research Scholar, Carga horária: 40

2018 - Atual

Tropical Laboratory

Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Professor Visitante/ Anna Roosevelt coord., Carga horária: 4

Outras informações:
Laboratório de Arqueologia da University of Illinois at Chicago

2019 - Atual

Unterwasserarchäologie/Dendroarchäologie

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador colaborador, Carga horária: 2

2021 - Atual

Museu Paraense Emílio Goeldi

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Prog. Pós-Graduação Diversidade Sociocultural, Carga horária: 4

Outras informações:
Professor do Programa de Pós-Graduação em Diversidade Sociocultural (PPGDS)

2021 - Atual

Museu Paraense Emílio Goeldi

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor Permanente PPGDS, Carga horária: 4

Atividades

  • 02/2022 - 04/2022

    Ensino, DIVERSIDADE SOCIOCULTURAL, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Arqueologia e o Futuro da Amazônia. Módulo II. As estearias e prática de laboratório na Coleção Mário SImões

2017 - 2018

American Museum of Natural History

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: professor Visitante - New York, Carga horária: 40

2017 - 2017

Smithsonian Institute Washington DC

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Research Scholar, Carga horária: 40

2017 - 2017

University of Pennsylvania Museum of Archaeology and Anthropology

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Researcher Scholar, Carga horária: 40

2005 - 2005

Laboratório Paleoambiente, Patrimônio e Paisagem I. Gallego Padre Sarmiento

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Estágio de Doutorado

2008 - 2010

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Pesquisador

2014 - Atual

Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Produtividade

2014 - Atual

Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador da Rede Acervos Museológicos 2013, Carga horária: 4

2011 - Atual

Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA

Vínculo: Parecerista Ad Hoc, Enquadramento Funcional: Consultor

1993 - 2007

Governo do Estado de São Paulo

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor de História, Regime: Dedicação exclusiva.

2011 - 2017

Laboratório Arqueologia Pública/LAP UNICAMP

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador

2000 - 2009

Núcleo Estudos Estratégicos Unicamp

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.

2005 - 2007

Universidad Autónoma de Yucatán

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesqusiador

2003 - 2007

Universidad Nacional Autonoma de Mexico

Vínculo: Aluno de Doutorado, Enquadramento Funcional: Aluno de Doutorado

1998 - 2001

Universidade de São Paulo

Vínculo: Aluno de mestrado, Enquadramento Funcional: Aluno de mestrado

2008 - 2008

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4

Outras informações:
Professor do curso História e Cultura material. Módulo Mesoamérica. Graduação em História.

2018 - Atual

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: , Enquadramento Funcional: