Bruno Corrêa Ramos

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Minas Gerais(2016). Atualmente é Técnico Administrativo do Conselho Regional de Medicina Veterinária de MG.

Informações coletadas do Lattes em 26/05/2021

Acadêmico

Formação acadêmica

Graduação em Ciências Contábeis

2009 - 2016

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: O Problema do Spread Bancário no Brasil
Orientador: Carlos Mauricio Vieira

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Comissão julgadora das bancas

Rafael Morais de Souza

VIEIRA, C. M.;SOUZA, R. M.; MOREIRA, H. S. A.. O problema dos elevados índices de spread bancário no Brasil. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Contábeis) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Foi orientado por

Carlos Maurício Vieira

O Problema dos Elevados Índices de Spread Bancário no Brasil; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Contábeis) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Carlos Maurício Vieira;

Histórico profissional

Experiência profissional

2016 - Atual

Conselho Regional de Medicina Veterinária de MG

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Técnico Administrativo

2009 - 2010

Simples Serviços Financeiros

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: ASSISTENTE ADMINISTRATIVO, Carga horária: 40

Outras informações:
AUDITORIA INTERNA / FINANCEIRO. ÁREA: EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS

2015 - 2016

Banco Inter S/A

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: ESCRITURÁRIO, Carga horária: 30

Outras informações:
SETOR DE OPERAÇÕES PJ

2010 - 2013

EMPRESA MONTADORA DE ESTRUTURAS DE CONCRETO - LTDA

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: ANALISTA DE COMPRAS, Carga horária: 40

Outras informações:
ANALISTA DE COMPRAS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL