Michele Gialdroni

Possui mestrado em Germanística e Romanística pela University of Tübingen(1991), mestrado em Lettere (Italianistica) pela Università degli Studi Roma Tre(1998), doutorado em Literaturas Românicas pela University of Tübingen(1996) e ensino-medio-segundo-grau pelo Liceo Classico Anco Marzio - Roma(1986). Atualmente é Diretor do Instituto Italiano de Cultura São Paulo e Adido cultural do Ministero degli Esteri - Italia. Tem experiência na área de Letras.

Informações coletadas do Lattes em 29/01/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Literaturas Românicas

1992 - 1996

University of Tübingen
Título: Giorgio Bassani, poeta di se stesso. Un commento al testo di Epitaffio (1974)
Orientador: Prof. Dr. Wido Hempel

Mestrado em Lettere (Italianistica)

1996 - 1998

Università degli Studi Roma Tre
Título: Il Saladino nella letteratura Medievale italiana,Ano de Obtenção: 1998
Orientador: Prof. Lucia Battaglia Ricci
Coorientador: Prof. Marco Ariani. Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Mestrado em Germanística e Romanística

1987 - 1991

University of Tübingen
Título: Die unwahrscheinliche Wahlverwandtschaft. Über den Gebrauch von Renaissance-Motiven in der deutschsprachigen Literatur der Jahrhundertwende.,Ano de Obtenção: 1991
Orientador: Prof. Dr. Gotthart Wunberg
Coorientador: Prof. Dr. Klaus-Peter Philippi. Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Ensino Médio (2º grau)

1981 - 1986

Liceo Classico Anco Marzio - Roma

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2001 - 2002

Media Management. , Württembergische Verwaltungs- und Wirtschafts-Akademie e.V., VWA, Alemanha.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Italiano

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Francês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Alemão

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Anacronias da/na Literatura Italiana e movimentos possíveis ? III Colóquio Internacional NECLIT 2018.Manganelli in Argentina: um viaggio anacronisico. 2018. (Seminário).

Emprende Cultura.Algunas mejores prácticas de empresas culturales en Italia. 2014. (Simpósio).

Maquiavelo intemporal: En los 500 años de El Príncipe. Maquiavelo: un moralista amoral. 2013. (Congresso).

Antifascismo ed esilio. I fratelli Rosselli tra Italia e Francia..Genesi e novità di ?Lipari 1929. Fuga dal confino?, com Luca di Vito. 2009. (Simpósio).

XXXI Romanistentag. La scoperta di una sensibilità ecologica. Viaggiatori italiani in America Latina nel XX secolo.. 2009. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GIALDRONI, M. . Orfeu refletido ou a negação do mito. Estudos Avançados , v. 66, p. 342-347, 2009.

  • GIALDRONI, M. . Orfeo riflesso. Sincronie , v. 11, p. 205-210, 2008.

  • GIALDRONI, M. . La voce recuperata. L'edizione delle Chiose alla Commedia di Matteo Chiromono e qualche osservazione su testi inediti. Deutsches Dante-Jahrbuch , v. 82, p. 147-159, 2007.

  • GIALDRONI, M. . Dante in Germania, oggi. Dante , v. 3, p. 179-206, 2006.

  • GIALDRONI, M. . Resenha de 'Commento allInferno di Dante di Graziolo Bambaglioli', org. Luca Carlo Rossi. Deutsches Dante-Jahrbuch , v. 76, p. 198-204, 2001.

  • GIALDRONI, M. . Commenti antichi e moderni alla collocazione del Saladino nel Limbo dantesco. Deutsches Dante Jahrbuch , v. 75, p. 133-148, 2000.

  • GIALDRONI, M. . Resenha de 'Tradição e invenção. A semiótica literaria italiana' de Sónia Salomão. Romanische Forschungen , v. 107, p. 521-521, 1995.

  • GIALDRONI, M. . Resenha de 'Italo Calvino. Il castello della scrittura' de Giorgio Bertone. Romanische Forschungen , v. 107, 1-2, p. 253-255, 1995.

  • GIALDRONI, M. . Resenha de 'Notizie dalla crisi. Dove va la critica letteraria?' de Cesare Segre. Romanische Forschungen , v. 106, p. 405-408, 1994.

  • GIALDRONI, M. . Caracamani. Scrittori italiani in America Latina.. 1. ed. Sommacampagna (Verona): Cierre, 2017. v. 1. 252p .

  • GIALDRONI, M. ; VITO, L. . Lipari 1929. Fuga dal confino. 1. ed. Roma: Laterza, 2009. v. 1. 378p .

  • Paris, G. (Org.) ; CARDINI, F. (Org.) ; GIALDRONI, M. (Org.) . La leggenda di Saladino. 1. ed. Roma: Salerno, 1999. v. 1. 98p .

  • GIALDRONI, M. . Giorgio Bassani, poeta di stesso. Un commento al testo di Epitaffio (1974). 1. ed. Frankfurt am Main: Peter Lang, 1996. v. 1. 210p .

  • GIALDRONI, M. . Nel nome del Padre. In: Luca Lo Pinto / Diego Sileo. (Org.). Io, Luca Vitone. 1ed.Cinisello Balsamo (Milano): Silvana Editoriale, 2017, v. 1, p. 262-263.

  • GIALDRONI, M. . Machiavelli: un moralista amorale. In: Eduardo Piazza. (Org.). Maquiavelo intemporal: En los 500 años de El Príncipe. 1ed.Montevidéu: Fundación de cultura universitaria, 2015, v. 1, p. 15-22.

  • GIALDRONI, M. ; VITO, L. . Narrare la storia: Lipari 1929. Fuga dal confino. In: Alessandro Giacone / Éric Vidal. (Org.). I fratelli Rosselli. L'antifascismo e l'esilio. 1ed.Roma: Carrocci, 2011, v. 1, p. 233-237.

  • GIALDRONI, M. . Viaggiatori italiani di primo Novecento in Argentina: i singolari viaggi fantasma di Dino Campana ed Enrico Mreule. In: Christian Timme / Francisco Uzcanga. (Org.). Das Motiv der Reise in Literatur und Alltag. 1ed.Hamburg: Dr. Kovac, 2010, v. 1, p. 135-154.

  • GIALDRONI, M. . La scoperta di una sensibilità ecologica. Scrittori italiani in America Latina nel 20° secolo. In: Cornelia Klettke / Georg Maag. (Org.). Reflexe eines Umwelt- und Klimabewusstseins in fiktionalen Texten in der Romania. 1ed.Berlin: Frank & Timme, 2010, v. 1, p. 165-190.

  • GIALDRONI, M. . Il disincanto dell'intellighenzia. Lettera Internazionale, Roma, p. 53 - 60.

  • GIALDRONI, M. . Günter Grass: la parola e l'immagine. Lettera Internazionale, Roma, p. 2 - 6.

  • GIALDRONI, M. . Machiavelli: un moralista amorale/Maquiavelo: un moralista amoral. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • GIALDRONI, M. ; VITO, L. . Narrare la storia: Lipari 1929. Fuga dal confino. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • GIALDRONI, M. . La scoperta di una sensibilità ecologica. Viaggiatori italiani in America Latina nel XX secolo.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • GIALDRONI, M. . Tubinga tragica. Loreto: Antonio Tombolini, 2018 (Romance).

  • GIALDRONI, M. . La huella italiana en el perfil de la ciudad. Montevidéu, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • GIALDRONI, M. . L'eredità di Cervantes. Intervista a Juan Goytisolo.. Roma: Lettera Internazionale, 2002. (Tradução/Artigo).

  • GIALDRONI, M. . Scrivere sotto tensione. Intervista a Christa Wolf.. Roma: Lettera Internazionale, 2000. (Tradução/Artigo).

  • GIALDRONI, M. . Il coraggio dello scrittore. Roma: Lettera Internazionale, 2000. (Tradução/Artigo).

  • GIALDRONI, M. . L'umiliazione. Uno studente tra due Americhe.. Roma: Lettera Internazionale, 1999. (Tradução/Artigo).

  • GIALDRONI, M. . La persona e il numero. Spinea: Edizioni del Leone, 1995 (Poesia).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

PODESTA, B. ; GIALDRONI, M. . Gestión Cultural Exterior. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional