Ana Elisa Cruz Corrêa

Professora do Setor de Ciências Sociais do Colégio Técnico da Universidade Federal de Minas Gerais (COLTEC - UFMG). Doutora em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestre em Ciência Política pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), bacharel em Ciências Sociais e licenciada em Sociologia por esta mesma universidade. Pesquisadora das seguintes temáticas: movimentos sociais (urbanos e rurais), questão agrária, feminismo e questão de gênero, crises (econômica, política, social e ambiental), limites do desenvolvimento e crítica do valor. Desenvolvimento de atividades (pesquisa, produção de textos, cursos e oficinas) relacionadas às áreas de Sociologia, Educação e Geografia.

Informações coletadas do Lattes em 23/05/2024

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em Serviço Social

2013 - 2018

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Crise da modernização e gestão da barbárie: a trajetória do MST e os limites da questão agrária
, Ano de obtenção: 2018. Marildo Menegat. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Crise; Movimentos Sociais; MST; Questão Agrária; Barbárie.Grande área: Ciências Sociais AplicadasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia. Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.

Mestrado em Pós graduação em Ciência Política

2009 - 2011

Universidade Estadual de Campinas
Título: O Fórum Social Mundial e as classes médias brasileiras: política de reformas e conciliação de classes, Ano de Obtenção: 2012
Orientador: Armando Boito Jr.
Palavras-chave: Movimentos Sociais; Forum Social Mundial; Classes Sociais; Classes Médias.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia. Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.

Graduação em Ciencias Sociais

2003 - 2007

Universidade Estadual de Campinas
Título: Movimento Altermundialista e Reformismo de Classe Média
Orientador: Armando Boito Jr.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Alemão

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia.

Organização de eventos

CORRÊA, ANA ELISA CRUZ ; CANETTIERI, T. . Reforma do Ensino Médio e o empresariamento da educação pública: palestra com Carolina Catini. 2023. (Outro).

CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da ; REDONDO, M. F. ; CABRAL, L. T. ; ALENCAR, B. P. ; SANTOS, L. S. ; OLIVEIRA, K. . Prosas Feministas em Tempo de Pandemia - 2a fase. 2021. (Outro).

CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . Prosas Feministas em Tempo de Pandemia. 2020. (Outro).

CORRÊA, A. E. C. . Oficina Integral de Comunicação Popular e Radio. 2015. (Outro).

CORRÊA, A. E. C. . VII Colóquio Internacional Marx e Engels. 2012. (Congresso).

CORRÊA, A. E. C. ; Vasques, J. ; Beskow, C. ; Forigo, D. ; Beskow, D. ; Sotomaior, G. ; Ferreira, V. P. . III Mostra Luta!. 2010. (Festival).

CORRÊA, A. E. C. . VI Colóquio Internacional Marx e Engels. 2009. (Congresso).

CORRÊA, A. E. C. ; BOITO JR, Armando . V Colóquio Internacional Marx e Engels. 2007. (Congresso).

Participação em eventos

I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina. Novos velhos dilemas para a luta feminista: entre o consenso e a intransigência. 2019. (Congresso).

6o Encontro Internacional de política social.Algumas questões sobre a questão agrária: o desenvolvimento do capital no campo e a crise da reforma agrária clássica. 2018. (Encontro).

II Simpósio Nacional Educação, Marxismo e Socialismo.200 anos do marxismo e a atualidade da questão agrária. 2018. (Simpósio).

IV Colóquio Internacional Marx e Engels. Movimento Altermundialista: debate bibliográfico. 2005. (Congresso).

Participação em bancas

Aluno: Bruno Guerra de Moura Von Sperling

CORRÊA, A. E. C.; GAUDIO, R. S.; PEREIRA, D. B.. O ?AVANÇO DA FRONTEIRA? E O MODELO DEMARCATÓRIO: o Banco Mundial e a forma financeira de gestão da barbárie. 2020. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Lívia Torres Cabral

PEREIRA, J. E. D.;CORRÊA, A. E. C.; HIPOLITO, A. L. M.; SILVESTRE, M. A.; LEAL, A. A. A.. Mulheres que carregam lenha: Trabalho docente e maternagem de professoras-mães da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte,. 2022. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Bruno Guerra de Moura Von Sperling

CORRÊA, A. E. C.; GAUDIO, R. S.; PEREIRA, D. B.. Crise sem fundo e fundo sem crise. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Luísa Silva e Santos

ALCANTARA, G. de;CORRÊA, A. E. C.; REIS, J, B. dos. Motivos para ocupar um colégio: memórias das ocupações escolares de Belo Horizonte. 2022. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Késia Rayanne Almeida Oliveira

ARAUJO, M. L. G.; ALVEZ, A. A.;CORRÊA, A. E. C.. A TERRA E A EMANCIPAÇÃO FEMININA: Mulheres do assentamento Ho Chi Minh - Nova União/MG. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Paola Luchesi Braga

CORRÊA, A. E. C.; PEREIRA, D. B.. Sertão sagrado, sertão improfanável: acumulação de capital e a terceira margem do rio São Francisco. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: André Luiz Gruimarães dos Santos

CORRÊA, A. E. C.; GIANASI, L.; TOZI, F.. Território e Alimentação: o circuito espacial produtivo do feijão em Minas Gerais. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: André Luiz Guimarães dos Santos

CORRÊA, A. E. C.; TOZI, F.; GIANASI, L.. Território e alimentação: mercado e Estado no circuito espacial produtivo do feijão em Minas Gerais. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Instituto de Ciências Agrárias - UFMG.

Comissão julgadora das bancas

Felipe Mello da Silva Brito

BRITO, Felipe Mello da Silva.; Menegat, Marildo; Luis Eduardo Acosta; LOBO, R. M.. Crise da modernização e gestão da barbárie: a trajetória do MST e os limites da questão agrária. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Andréia Galvão

BOITO JR, Armando; PINASSI, M. O.;GALVÃO, A.. O caráter de classe do Fórum Social Mundial. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

JOSUÉ PEREIRA DA SILVA

SILVA, Josué Pereira da. O movimento altermundialista e o reformismo de classe média. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Luis Eduardo Acosta Acosta

MENEGAT, M.; SILVA, R. M. L.; PITTA, F.; ARANTES, P.; THOMAZ JR., A.; ACOSTA, L. E. A.. Crise da modernização e gestão da barbárie: a trajetória do MST e os limites da questão agrária. 2018. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Luis Eduardo Acosta Acosta

MENEGAT, M.; ACOSTA, L. E. A.. A crise do capital e as transformações do MST: limites da modernização e gestão da barbárie. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Luis Eduardo Acosta Acosta

MENEGAT, M.; SILVA, R. M. L.; BRITO, F. S.;ACOSTA, L.. MST em tempos de crise: potencialidade perdifas e integração à ordem do capital. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Marildo Menegat

MENEGAT, Marildo; ARANTES, P. E.; THOMAZ JR., A.; SILVA, Roberta Maria Lobo da; PITTA, F. T.; ACOSTA, L. E.. Crise da modernização e gestão da barbárie - a trajetória do MST e os limites da questão agrária. 2018. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Marildo Menegat

MENEGAT, Marildo; ACOSTA, L. E.; BRITO, Felipe Mello da Silva; SILVA, Roberta Maria Lobo da. MST e os novíssimos movimentos sociais. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Roberta Maria Lobo da Silva

Menegat, Marildo; Acosta, Luis Eduardo; ARANTES, P. E.; TOMAZ JUNIOR, A.;Lobo, Roberta.. Crise da Modernização e Gestão da Barbárie: Trajetória do MST e Limites da Reforma Agrária. 2018. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Roberta Maria Lobo da Silva

Menegat, Marildo;Lobo, Roberta.; Acosta, Luis Eduardo; Pitta, Fábio. A crise do Capital e as Transformações do MST: Limites da modernização e gestão da barbárie. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Roberta Maria Lobo da Silva

Menegat, Marildo; Brito, Felipe; Acosta, Luis Eduardo;Lobo, Roberta.. MST em Tempos de Crise: potencialidades perdidas e integração à ordem do capital. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Fábio Teixeira Pitta

PITTA, FÁBIO TEIXEIRA; MENEGAT, M.; THOMAZ JUNIOR, A.; ARANTES, P. E.; ACOSTA, L. E.; SILVA, R. M. L.. CRISE DA MODERNIZAÇÃO E GESTÃO DA BARBÁRIE: A TRAJETÓRIA DO MST E OS LIMITES DA QUESTÃO AGRÁRIA. 2018. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Fábio Teixeira Pitta

PITTA, Fábio Teixeira; LOBO, R.; MENEGAT, M.. A CRISE DO CAPITAL E AS TRANSFORMAÇÕES DO MST: LIMITES DA MODERNIZAÇÃO E DA GESTÃO DA BARBÁRIE. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Armando Boito Junior

BOITO JUNIOR, A.GALVAO, A.; PINASSI, M. O.. O Fórum Social Mundial e as classes médias brasileiras: reformismo e conciliação de classes. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Armando Boito Junior

BOITO JUNIOR, A.; ARIS, S.; TATAGIBA, L.. A composição de classe e as políticas hegemônicas no Fórum Social Mundial. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Santiane Arias

ARIAS, S.. "A composição de classe e as políticas hegemônicas no Fórum Social Mundial". 2011.

Orientou

Maron Alexandre de Rezende Filho

MAL EDUCADOS: os meios de comunicação e as transformações da educação; Início: 2023; Iniciação científica (Graduando em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Orientador);

Raul Lopes Ferreira

MAL EDUCADOS: a crise da educação e o movimento estudantil; Início: 2023; Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; (Orientador);

Camila Estefany de Lima

MAL EDUCADOS: a crise da educação e a crise do trabalho; Início: 2023; Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Orientador);

Julia Cruz Menezes

MAL EDUCADOS: a crise da educação e o movimento estudantil; Início: 2023; Orientação de outra natureza; Colegio Tecnico UFMG; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; (Orientador);

Ana Letícia de Oliveira Silva Soares Ferreira

MAL EDUCADOS: a crise da educação e o movimento estudantil; Início: 2023; Orientação de outra natureza; Colegio Tecnico UFMG; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; (Orientador);

Catarina Santos Bechtlufft

MAL EDUCADOS: a crise da educação e o movimento estudantil; Início: 2023; Orientação de outra natureza; Colegio Tecnico UFMG; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; (Orientador);

Sofia Ferreira Zanon

MAL EDUCADOS: a crise da educação e o movimento estudantil; Início: 2023; Orientação de outra natureza; Colegio Tecnico UFMG; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; (Orientador);

Paola Luchesi Braga

Ser-tão é crise?: um debate sobre a (re)emergência das formas de violência e dominação pessoal em um contexto de crise da modernização retardatária; 2023; Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Carolina Montero

(Re) Pensar el movimiento: El caso de la disidencia en el asentamiento Milton Santos; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidad de Guadalajara,; Coorientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Ana Lúcia Cotta

Organização Popular e a Luta por Moradia na Comunidade Dandara; 2015; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Pedro Lucas de Oliveira Chagas

Crise e Movimentos Sociais: dilemas contemporâneos do feminismo; 2021; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Bárbara Paixão de Alencar

Resistências em tempos de crise: alguma coisa está fora da ordem?; 2021; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

ANA CAROLINA MARRA

Feminismo e movimentos sociais: dilemas da luta das mulheres do MST; 2020; Iniciação Científica - Colegio Tecnico UFMG, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Luísa Silva e Santos

Feminismo e movimentos sociais: potências e limites das ocupações secundaristas em São Paulo; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Késia Rayanne Almeida Oliveira

Feminismo e Movimentos Sociais: a luta das mulheres do MST nos anos 2000; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Luísa Silva e Santos

Feminismo e Movimentos Sociais: a experiência das ocupações secundaristas em São Paulo; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Késia Rayanne Almeida Oliveira

Feminismo e Movimentos Sociais: o setor de gênero no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Maria Angélica Veiga Barbosa

Feminismo e Movimentos Sociais: questões de gênero no cotidiano das mulheres do MST; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Bárbara Paixão de Alencar

Feminismo e Movimentos Sociais: a experiência da ocupação secundarista no Colégio Técnico da UFMG; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Maíra Vilas Boas

PROJETO SOCIOLÓGICO DE QUESTIONAMENTO E DESNATURALIZAÇÃO DA REALIDADE SOCIAL: A ATUAÇÃO DA MONITORIA PARA AVALIAÇÃO CONTINUADA; 2023; Orientação de outra natureza - Colegio Tecnico UFMG; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Victoria Vieira Alves

Resistências em tempos de crise: alguma coisa está fora da ordem?; 2022; Orientação de outra natureza - Colegio Tecnico UFMG; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Mayara Silva Escanhoela

DIÁLOGOS PEDAGÓGICOS NA PANDEMIA: A SOCIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO REMOTO EMERGENCIAL - COLÉGIO TÉCNICO / UFMG; 2021; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Maryanne Cerqueira

Feminismo e movimentos sociais: dilemas das estudantes secundaristas nas ocupações de escola; 2019; Orientação de outra natureza - Colegio Tecnico UFMG; Orientador: Ana Elisa Cruz Corrêa;

Foi orientado por

Késia Rayanne Almeida Oliveira

Crise sistêmica e movimentos sociais: dilemas contemporâneos do feminismo; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Késia Rayanne Almeida Oliveira;

Marildo Menegat

Crise da modernização e gestão da barbárie - a trajetória do MST e os limites da questão agrária; 2018; Tese (Doutorado em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marildo Menegat;

Armando Boito Junior

O caráter de classe do Fórum Social Mundial; 2012; Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas,; Orientador: Armando Boito Junior;

Produções bibliográficas

  • CORRÊA, A. E. C. ; SANTOS, L. S. . A questão de gênero nas ocupações estudantis secundaristas: entre diálogos e escrachos. REVISTA ANGELUS NOVUS , v. 17, p. 1-21, 2023.

  • CORRÊA, ANA ELISA CRUZ ; SILVA, L. H. da . Lutas sociais e pandemia: há esquerda por fora da ordem?. História de luta de classes , v. 17, p. 17-32, 2022.

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . RESISTANCE IN TIMES OF A PANDEMIC: SOCIAL DISORDER IN BRAZIL IN CRISIS. International Journal of Human Sciences Research , v. 2, p. 1-9, 2022.

  • CORRÊA, ANA ELISA CRUZ ; DE ANDRADE, ANA CAROLINA MARRA . Qual o papel do trabalho doméstico feminino no modo de produção capitalista? Uma análise comparativa das interpretações de Silvia Federici e Roswitha Scholz. GERMINAL: MARXISMO E EDUCAÇÃO EM DEBATE , v. 12, p. 51-62, 2020.

  • CORRÊA, A. E. C. . Crise do capital e crise da gestão estatal: a socialdemocracia e o Brasil Potência. REVISTA MARACANAN , v. 18, p. 218-238, 2018.

  • CORRÊA, A. E. C. . Global players, mineração e crise: o crime da produção de valor. LUTAS SOCIAIS (PUCSP) , v. 22, p. 268-279, 2018.

  • CORRÊA, A. E. C. . La nueva gestión de la miseria: piqueteros y sin-tierra frente a los gobiernos neo-desarrollistas. Herramienta Web , v. 16, p. 1, 2015.

  • CORRÊA, A. E. C. . Classe Média e Reformismo Altermundialista. Cadernos Cemarx , v. 5, p. 155-168, 2008.

  • CORRÊA, A. E. C. . MST E COLAPSO DA MODERNIZAÇÃO: Contradições da luta pela terra no Brasil. 1. ed. Campinas: Lutas Anticapital, 2024. v. 1. 455p .

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da (Org.) ; REDONDO, M. F. (Org.) . Prosas Feministas em Tempos de Pandemia. 1. ed. Uberlândia/MG: Marxismo21, 2023. v. 1. 189p .

  • CORRÊA, ANA ELISA CRUZ ; ANDRADE, A. C. M. . O TRABALHO DOMÉSTICO FEMININO NO PATRIARCADO PRODUTOR DE MERCADORIAS: APROXIMAÇÕES E DISTANCIAMENTOS ENTRE SILVIA FEDERICI E ROSWITHA SCHOLZ. In: Ana Elisa Cruz Corrêa; Luciana Henrique da Silva, Michelle Franco Redondo. (Org.). PROSAS FEMINISTAS EM TEMPOS DE PANDEMIA. 1ed.Uberlândia/MG: Marxismo21, 2023, v. 1, p. 69-92.

  • CORRÊA, A. E. C. . O Mercado Mundial da Mineração e o Rompimento das Barragens: A Tragédia Destrutiva em Tempos de Crise. In: Daniel Faria Galvão; Maria Rosaria Barbato. (Org.). De Mariana a Brumadinho: uma crítica marxista à mineração. 1ed.Belo Horizonte: Editora RTM, 2021, v. 1, p. 7-159.

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . Movimentos sociais e a crise brasileira: gestão da barbárie, ascensão da extrema direita e novas formas de luta. In: Juliana do Prado; Carlos Educardo França. (Org.). Cenários e perspectivas das políticas públicas contemporâneas: movimentos sociais, culturas e diferenças. 1ed.São Carlos: Pedro & João Editores, 2021, v. 1, p. 9-292.

  • CORRÊA, A. E. C. . Crise do desenvolvimento, movimentos sociais e gestão da barbárie no Brasil. In: Fabrício Bertini Pasquot Polido; Maria Rosaria Barbato; Natália das Chagas Moura. (Org.). Trabalho, tecnologias e os desafios globais dos direitos humanos. 1ed.Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2019, v. 1, p. 1-415.

  • FAZZI, R. de C. ; CORRÊA, A. E. C. ; CLAUDINO, J. E. ; Equipe PIBID Sociologia . A inserção do PIBID Sociologia daPUC Minas em escolas públicas: vivência do cotidiano e a experiência de ensino-aprendizagem em três ambientes escolares. In: Ev?Ângela Batista Rodrigues de Barros. (Org.). PIBID PUC Minas: experiências, saberes e fazeres da formação docente. 1ed.Belo Horizonte: PUC-MG, 2019, v. 1, p. 8-188.

  • CORRÊA, A. E. C. . O MST e o neodesenvolvimentismo petista: da ocupação de terras à agroecologia de mercado. In: Maria Orlanda Pinassi. (Org.). Dimensões da miséria neodesenvolvimentista: Brasil/ América Latina. 1ed.São Paulo: Alameda, 2017, v. 1, p. 299-334.

  • CORRÊA, A. E. C. ; Arias, S. . Classe média e altermundialismo: uma análise do Fórum Social Mundial e da ATTAC. In: Armando Boito Jr.; Andreia Galvão. (Org.). Política e classes sociais no Brasil dos anos 2000. 1aed.São Paulo: Alameda, 2012, v. , p. 159-189.

  • CORRÊA, A. E. C. ; LIMA, R. C. V. . Capitalismo em crise e a ascensão da direita no Brasil atual. Revista Zero à esquerda, Virtual, p. 38 - 70, 23 dez. 2022.

  • VIEIRA, B. ; CORRÊA, A. E. C. . Coronavirus and extreme right: what is left of Brazil. Comittee on U.S. - Latin America Relations - CUSLAR Newsletter, Online, p. 22 - 23, 01 abr. 2022.

  • CORRÊA, A. E. C. . ?Nunca Macri? e ?Temer Jamais?: contradições da luta social na Argentina e no Brasil. Passa Palavra, website, p. 1 - 23, 01 nov. 2016.

  • CORRÊA, A. E. C. ; CORDEIRO, L. . Reorganizar para gerir: o ensino público como indústria. Passa Palavra, Site Passa Palavra, p. 1 - 7, 08 dez. 2015.

  • CORRÊA, A. E. C. . Dramas do gênero: feminismo anticapitalista entre o consenso e a instransigência. Passa Palavra, Site Passa Palavra, p. 1 - 15, 30 jul. 2015.

  • CORRÊA, ANA ELISA CRUZ ; SILVA, L. H. da ; REDONDO, M. F. . PROSAS FEMINISTAS EM TEMPOS DE PANDEMIA: PESQUISA E EXTENSÃO EM UMA COLABORAÇÃO INTERINSTITUCIONAL. In: I Mostra de Programas e Pojetos de Extensão da UEMS, 2023, Paranaíba/MS. Anais da I Mostra de Programas e Projetos de Extensão da UEMS. Paranaíba: UEMS, 2023. v. 1. p. 1-8.

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . Lutas sociais e pandemia no Brasil: há esquerda por fora da ordem?. In: VI Simpósio Internacional Lutas Sociais na América Latina 'Imperialismo, neofascismo e socialismo no séc. 21', 2021, Londrina. Anais do VI Simpósio Internacional Lutas Sociais na América Latina/2021. Londrina: GEPAL - UEL, 2021. v. 1. p. 367-378.

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . ENSINO MÉDIO, BNCC E PNLD: O ENSINO DE SOCIOLOGIA EM TEMPOS DE CATÁSTROFE. In: Encontro Nacional de Ensino de Sociologia na Educação Básica, 2021, Campina Grande. Anais do ENESEB - Revista ENESEB. Campina Grande: Realize Editora, 2021. v. 7. p. 1-20.

  • CORRÊA, A. E. C. ; LIMA, R. C. V. . REVOLTA POPULAR E CRISE SISTÊMICA: A NECESSÁRIA CRÍTICA CATEGORIAL DA PRÁXIS. In: Encontro Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Geografia, 2021, Campina Grande. Anais do ENANPEGE. Campina Grande: Realize Editora, 2021. p. 1-20.

  • CORRÊA, A. E. C. . Algumas questões sobre a questão agrária: o desenvolvimento do capital no campo e a crise da reforma agrária clássica. In: 6o Encontro internacional de política social, 2018, Vitória - ES. Anais do Encontro Internacional e Nacional de Política Social. Vitória - ES: UFES - Programa de Pos-Graduacao em Politica Social, 2018. v. 1. p. 1-16.

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . A crise dos movimentos sociais no Brasil: gestão da barbárie, fragmentação e novas forma de luta. In: III Jornadas de Estudios de América Latina y el Caribe. América Latina: escenarios en disputa, 2016, Buenos Aires. Actas III Jornadas de Estudios de América Latina y el Caribe. América Latina: escenarios en disputa. Buenos Aires: UBA SOCIALES - Facultad de Ciencias Sociales, 2016. v. 1. p. 1.

  • CORRÊA, A. E. C. . O projeto neodesenvolvimentista e a crise do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra como sujeito da contestação social. In: 1.o Congresso da Associação Internacional das Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa, 2015, Lisboa. Livro de Atas do 1.o Congresso da Associação Internacional das Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa. Lisboa: Leading Congressos, 2015. v. 1. p. 8985-8998.

  • CORRÊA, A. E. C. . O MST e a Frente de Esquerda: (neo)desenvolvimentismo em tempos de crise. In: VIII Colóquio Internacional Marx Engels, 2015, Campinas. ANAIS do VIII Colóquio Internacional Marx e Engels. Campinas: Centro de Estudos Marxistas - Unicamp, 2015. v. 1. p. 1-10.

  • CORRÊA, A. E. C. . Do acampamento ao assentamento: uma reflexão sobre as transformações nas práticas de formação do MST. In: II Congresso Brasileiro de Filosofia da Libertação: historicidade e os sentidos da libertação hoje, 2014, Porto Alegre. Anais da Filosofia da Libertação: historicidade e os sentidos da libertação hoje. Nova Petrópolis: Editora Nova Harmonia, 2014. v. 1. p. 114-120.

  • CORRÊA, A. E. C. . O MST nos anos 2000 e a contenção das lutas sociais. In: Seminário Internacional Poder Popular na América Latina, 2014, Rio de Janeiro. Anais do I SIPPAL, 2014.

  • CORRÊA, A. E. C. . Movimentos Sociais e Estado: o governo do PT e o apassivamento do MST. In: V Simposio Internacional Lutas Sociais na América Latina, 2013, Londrina. Anais do V Simpósio Internacional Lutas Sociais na América Latina/2013. Londrina: GEPAL, 2013. v. 1. p. 42-57.

  • CORRÊA, A. E. C. ; Arias, S. . Altermundialismo e Classes Médias: uma análise do Fórum Social Mundial e da ATTAC. In: VII Colóquio Internacional Marx e Engels, 2012, Campinas. Anais do VII Colóquio Internacional Marx e Engels. Campinas: Cemarx, 2012. v. 1. p. 1-12.

  • CORRÊA, A. E. C. . Forum Social Mundial: os movimentos sociais e a resistencia ao neoliberalismo.. In: V Congresso Latino Americano de Ciência Política, 2010, Buenos Aires. Integracion, diversidad y democracia en tiempos del bicentenario. Buenos Aires: ALACIP, 2010.

  • CORRÊA, A. E. C. . As posições de classe no Fórum Social de Belém frente à crise econômica mundial. In: VI Colóquio Internacional Marx & Engels, 2009, Campinas. Anais do VI Colóquio Internacional Marx & Engels. Campinas: Cemarx, 2009. v. 1. p. 1-15.

  • CORRÊA, A. E. C. ; VILAS BOAS, M. . PROJETO SOCIOLÓGICO DE QUESTIONAMENTO E DESNATURALIZAÇÃO DA REALIDADE SOCIAL: A ATUAÇÃO DA MONITORIA PARA AVALIAÇÃO CONTINUADA. In: VIII MOSTRA DO PROGRAMA DE MONITORIA DO ENSINO TÉCNICO (PMET), 2023, Belo Horizonte. LIVRO DE RESUMOS DA VIII MOSTRA DO PROGRAMA DE MONITORIA DO ENSINO TÉCNICO (PMET). Belo Horizonte: COLÉGIO TÉCNICO - UFMG, 2023. v. 1. p. 32-33.

  • CORRÊA, A. E. C. ; BARBATO, M.R. . Transformações da estrutura de classes no Brasil: trabalho informal e a emergência de novas formas de luta social. In: IV Encontro da Rede Nacional de Pesquisas e Estudos em Direito do Trabalho e Seguridade Social (Renapedts), 2018, Belo Horizonte. Caderno de Resumos do IV Encontro da Rede Nacional de Pesquisas e Estudos em Direito do Trabalho e Seguridade Social (Renapedts). Belo Horizonte: Initia Via, 2018. v. 1. p. 49-51.

  • CORRÊA, A. E. C. . Da contestação social à parceria estatal: o MST em tempos de neodesenvolvimentismo. In: I Jornada Marxista da UFRJ, 2014, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos da I Jornada de Estudos Marxistas da UFRJ. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2014. v. 1. p. 20-21.

  • CORRÊA, ANA ELISA CRUZ ; SILVA, L. H. da ; REDONDO, M. F. . Lançamento do Livro Prosas Feministas em Tempos de Pandemia. 2023. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, ANA ELISA CRUZ ; SILVA, L. H. da ; REDONDO, M. F. . PROSAS FEMINISTAS EM TEMPOS DE PANDEMIA: PESQUISA E EXTENSÃO EM UMA COLABORAÇÃO INTERINSTITUCIONAL. 2023. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. ; ALBUQUERQUE, P. C. . Transformações da questão agrária e a crise da luta pela terra no Brasil. 2023. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. ; TROCATE, C. ; JARDIM, L. . Engolindo o dorso da terra: Crise, crime, o horizonte de expectativas decrescentes e o crescente lucro da mineração. 2022. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . O Mercado Mundial da Mineração e o Rompimento das Barragens: A Tragédia Destrutiva em Tempos de Crise. 2021. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Movimentos Sociais e questão agrária no Brasil. 2021. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . Lutas sociais e pandemia no Brasil: há esquerda por fora da ordem?. 2021. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . ENSINO MÉDIO, BNCC E PNLD: O ENSINO DE SOCIOLOGIA EM TEMPOS DE CATÁSTROFE. 2021. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. ; LIMA, R. C. V. . REVOLTA POPULAR E CRISE SISTÊMICA: A NECESSÁRIA CRÍTICA CATEGORIAL DA PRÁXIS. 2021. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . O colapso do capital e a crise da luta social a partir das transformações do MST. 2021. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . MST, os limites da questão agrária e a gestão da barbárie. 2021. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Crise no livro III do Capital de Marx: contribuições para crítica contemporânea. 2020. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Educação e Barbárie: desafios do ensino médio técnico em tempos de pandemia. 2020. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. ; ABREU, S. . Novos velhos dilemas para a luta feminista: entre o consenso e a intransigência. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CORRÊA, A. E. C. . Mineração e Crise: a tragédia da produção destrutiva. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Tragédia em três atos: trabalho, geografia e movimentos sociais. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Geopolítica e conjuntura brasileira no contexto da crise mundial. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Cine Teto: A Luta é pra valer. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Limites do desenvolvimento, crise e gestão da barbárie. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CORRÊA, A. E. C. . Algumas questões sobre a questão agrária: o desenvolvimento do capital no campo e a crise da reforma agrária clássica. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . Reflexões sobre o ensino de Sociologia no Colégio Técnico (COLTEC - UFMG). 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • CORRÊA, A. E. C. . 200 anos do marxismo e a atualidade da questão agrária. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . O papel dos movimentos sociais nas eleições. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. ; SILVA, L. H. da . A crise dos movimentos sociais no Brasil: gestão da barbárie, fragmentação e novas forma de luta. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . O projeto neodesenvolvimentista e a crise do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra como sujeito da contestação social. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . Do acampamento ao assentamento: uma reflexão sobre as transformações nas práticas de formação do MST. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . O MST nos anos 2000 e a contenção das lutas sociais. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . Da contestação social à parceria estatal: o MST em tempos de neodesenvolvimentismo. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . Movimentos Sociais e Estado: o governo do PT e o apassivamento do MST. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CORRÊA, A. E. C. . El Foro Social Mundial como expresión alienante del reformismo de las clases medias brasileas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. ; Arias, S. . Altermundialismo e classes médias: uma análise do Fórum Social Mundial e da ATTAC. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . Debate sobre o vídeo: 'Massacre do Pinheirinho'. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Reflexão sobre a luta pela terra na atualidade. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • CORRÊA, A. E. C. . Bases sociais e orientação política do movimento altermundialista: uma pesquisa sobre o Fórum Social Mundial. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • CORRÊA, A. E. C. . Debate sobre o filme: 'O plantador de quiabos'. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CORRÊA, A. E. C. . As posições de classe no Fórum Social de Belém frente à crise econômica mundial. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . A importância da classe média na análise do movimento altermundialista. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, A. E. C. . Movimento Altermundialista: levantamento e classificação crítica da bibliografia. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CORRÊA, ANA ELISA CRUZ ; REDONDO, M. F. . Um feminismo materialista decolonial é possível. Leitura conjunta de Colette Guillaumin e María Lugones.. Uberlândia: Marxismo21, 2023. (Tradução/Outra).

  • CORRÊA, A. E. C. . O Movimento Altermundialista e o Reformismo de Classe Média 2007 (Monografia).

Outras produções

CORRÊA, A. E. C. . Parecer do artigo: Learning about, with and from Urban Social Movements Organization in Rio de Janeiro. 2018.

CORRÊA, A. E. C. . Parecer do artigo: From the Picket to the Women?s Strike: Expanding the Meaning of Labor Struggles in Argentina. 2017.

CORRÊA, A. E. C. ; TOZI, F. ; LIMA, P. ; HORTA, C. . Geopolítica e conjuntura brasileira no contexto da crise mundial. 2019. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

CORRÊA, A. E. C. . Monopólio dos meios de comunicação e a comunicação popular. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

CORRÊA, A. E. C. . Bases sociais e orientação política do movimento altermundialista: uma pesquisa sobre o Fórum Social Mundial. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Projetos de pesquisa

  • 2023 - Atual

    MAL EDUCADOS - A crise da educação e o movimento secundarista, Descrição: Esta pesquisa está vinculada ao grupo de pesquisa CRITICAR: Crise, Trabalho, Capital e Revolta, e tem o intuito de abordar, a partir do materialismo dialético e da crítica do valor-dissociação, dois grandes campos de investigação que se entrelaçam. Em um flanco de estudos, propomos a análise dos impactos das exigências impostas pelo capital para as reformas da educação, em especial do Ensino Médio, ao longo das últimas três décadas no Brasil. De forma consecutiva e conectada objetiva-se tratar da trajetória do movimento dos estudantes secundaristas, buscando compreender como os alunos foram impactados e como reagiram (ou não reagiram) a essas transformações. O contexto político, social, econômico, ambiental é marcado nas últimas quatro décadas por profunda crise, o que afetou, direta ou indiretamente, as transformações da educação, o que se expressa nos avançados processos de mercantilização e mercadorização do ensino. Nesse sentido, algumas questões que problematizaremos são: Qual o papel da educação nesse contexto e qual o sentido do ensino público no Brasil hoje? Quais as transformações mais significativas que vivenciamos na política educacional nos últimos anos e como elas se apresentam atualmente (nova Base Nacional Comum Curricular - BNCC, novo Programa Nacional do Livro Didático - PNLD, Novo Ensino Médio - NEM)? Para um aprofundamento dos estudos desenvolveremos análises da crise do capital e da mercadorização da educação através de obras de autores como Robert Kurz, Paulo Arantes, Marildo Menegat, Paulo Freire, Christian Laval, Carolina Catini, entre outros.O segundo flanco de estudos se desenvolverá em articulação com o primeiro, centrado nas respostas que os estudantes do Ensino Médio, os secundaristas, vêm apresentando a essas mudanças. Buscaremos compreender as expressões desse movimento, com especial atenção às ocupações de 2015/2016, identificando seus fundamentos, influências, diferenças e diálogos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Elisa Cruz Corrêa - Coordenador / Ana Letícia Soares Ferreira - Integrante / Catarina Santos Bechtlufft - Integrante / Julia Cruz Menezes - Integrante / Raul Lopes Ferreira - Integrante / Sofia Ferreira Zanon - Integrante / Camila Estefany de Lima - Integrante / Maron Alexandre de Rezende Filho - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.

  • 2021 - Atual

    Resistências em tempos de crise: alguma coisa está fora da ordem?, Descrição: Nesta pesquisa daremos continuidade aos estudos iniciados com o projeto ?Crise sistêmica e movimentos sociais: dilemas contemporâneos do feminismo?, iniciado em março de 2019 e concluído em setembro de 2021. Ao longo desse período, a partir de análises bibliográficas, estudos coletivos, realização de entrevistas, diálogos com pesquisadoras de diversas instituições (nacionais e internacionais), elencamos e analisamos alguns limites e potencialidades da luta das mulheres em defesa de seus direitos e na construção de uma crítica social emancipatória. Nesta nova fase da pesquisa, temos o intuito de, por um lado, ampliar o escopo de análise e, por outro, aprofundar o estudo de alguns elementos anteriormente apenas tangenciados. Partindo de um arcabouço analítico que nos fornece uma compreensão das crises - econômica, política, sanitária, social, ambiental - vivenciadas no Brasil e no mundo há algumas décadas, perguntamo-nos sobre os contornos dos efeitos concretos de um sistema colapsante para a vida social. Buscaremos, assim, identificar de forma ampla os efeitos da crise do capitalismo em setores duramente impactados pelo colapso sistêmico contemporâneo. Nesse sentido, ampliamos o escopo de discussão para além das questões de gênero e de classe, tratando algumas de suas intersecções com as questões racial e LGBTQIA+. Se, por um lado, os dilemas identitários se tornaram cada vez mais prementes no atual tempo histórico devido aos efeitos da crise em setores reiteradamente excluídos, por outro lado, o identitarismo tem cada vez mais se integrado à lógica sistêmica à medida que as lutas por direitos e contra as opressões (machismo, racismo, homofobia, transfobia, etc) se convertem em nichos de mercado e programas de empreendedorismo social. Somando-se a este dilema, além destas novas e urgentes demandas em pauta, a insuportabilidade da existência indigna a que tantos e tantas estão submetidos tem se expressado em formas de luta distintas dos ?velhos? e ?novos? movimentos sociais. Assim, nosso olhar se volta também para as revoltas populares que eclodiram após os anos 2010, o que no Brasil se expressou nas Jornadas de Junho de 2013. O que há de novo nas formas de resistência do século XXI? Como os efeitos da crise do capital tem sido sentidos por distintos setores da sociedade brasileira (mulheres, negros, LGBTTs, periféricos)? Como tais setores têm reagido? Como a revolta a essa ordem insuportável tem se expressado coletivamente, à esquerda e à direita? Existem faíscas que apontam para fora da ordem do capital ou as lutas sociais estão fadadas a se ossificar e a gerir as instituições que no momento anterior combatiam?. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Ana Elisa Cruz Corrêa - Coordenador / Barbara Paixao de Alencar - Integrante / Pedro Lucas de Oliveira Chagas - Integrante / Victoria Vieira Alves - Integrante.

  • 2019 - 2021

    Crise sistêmica e movimentos sociais: dilemas contemporâneos do feminismo, Descrição: Nessa pesquisa propõe-se analisar os limites e potencialidades da luta das mulheres em defesa de seus direitos e na construção de uma crítica social radical e emancipatória. Os movimentos feministas identitários têm cada vez mais se integrado à lógica sistêmica à medida que as lutas em defesa dos direitos humanos e contras as opressões (machismo, racismo, homofobia, etc) se convertem em nichos de mercado e projetos de empreendedorismo social. Já o feminismo expresso no âmbito dos movimentos sociais e políticos de espectro mais amplo que o estrito identitarismo tem potencializado algumas formas de organização e resistência à crise social e política que vivemos, fortalecendo as pautas e reivindicações desses movimentos, como é o caso das ações promovidas pelas mulheres do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra ao longo dos anos 2000. Há ainda experiências nas quais as pautas identitárias interferem na dinâmica de movimentos de distintos matizes, certas vezes impulsionando a organização e em outras ocasiões produzindo conflitos que chegam a causar a dissolução dos coletivos em questão. Ambas as situações puderam ser observadas nas mais de 200 ocupações das escolas secundaristas em São Paulo em 2014. Nesse sentido, a partir da análise das experiências citadas, buscaremos compreender qual o papel que tem cumprido as lutas das mulheres e suas pautas em relação à dinâmica das lutas sociais antissistêmicas no Brasil contemporâneo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Ana Elisa Cruz Corrêa - Coordenador / Maryanne Cerqueira de Mendonça - Integrante / Késia Oliveira - Integrante / Ana Carolina Marra de Andrade - Integrante / Luísa Silva e Santos - Integrante / Barbara Paixao de Alencar - Integrante / Maria Angelica Veiga Barbosa - Integrante / Fernanda Oliveira Silva - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

Prêmios

2014

Menção Honrosa da Mesa de Apresentação de Trabalhos II da I Jornada de Estudos Marxistas da UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Minas Gerais, Coltec. , Universidade Federal de Minas Gerais, Pampulha, 31270901 - Belo Horizonte, MG - Brasil, Telefone: (31) 34094946

Experiência profissional

2019 - 2019

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2019 - Atual

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2017 - Atual

Colégio Técnico UFMG

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professora de sociologia - carreira EBTT, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 03/2021

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Colégio Técnico UFMG.,Cargo ou função, Presidente da Comissão para Ações Pedagógicas na Pandemia.

  • 09/2020

    Extensão universitária , Colégio Técnico UFMG.,Atividade de extensão realizada, Ciclo Prosas Feministas.

  • 08/2019

    Direção e administração, Escola de Educação Básica e Profissional UFMG.,Cargo ou função, Representante Docente na Coordenadoria Pedagógica do Ensino Profissional.

  • 03/2019

    Direção e administração, Colégio Técnico UFMG.,Cargo ou função, Sub-coordenadora do Núcleo de Assessoramento à Pesquisa - NAPq / COLTEC.

  • 03/2019

    Pesquisa e desenvolvimento, Colégio Técnico UFMG.,Linhas de pesquisa

  • 08/2017

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Sociologia

  • 06/2020 - 12/2020

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Colégio Técnico UFMG.,Cargo ou função, Membro da Comissão para Ações Pedagógicas na Pandemia.

  • 06/2019 - 12/2020

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Colégio Técnico UFMG.,Cargo ou função, Membro da Comissão de Qualificação dos Servidores do Colégio Técnico - UFMG.

2018 - 2020

CAPES - Centro Anhanguera de Promoção e Educação Social

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professor Supervisor PIBID - PUC, Carga horária: 8

2010 - 2013

Instituto de Ensino Meu Colégio

Vínculo: Professor Contratado, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 12

2016 - 2017

Idioma Fácil

Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Professora de Inglês, Carga horária: 12

2012 - 2012

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Contrato Temporário, Enquadramento Funcional: Organização de Evento, Carga horária: 12

2007 - 2008

Escola Técnica Estadual Bento Quirino

Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Prof. em Curso Extracurricular de Sociologia, Carga horária: 4

2001 - 2002

CCAA Curso de Idiomas

Vínculo: Trainee, Enquadramento Funcional: Professora de Inglês, Carga horária: 8