Jorge Almeida de Menezes

Bacharelado em Química pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM. Pós-Graduação Lato Sensu em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Federal do Rondônia - UFRO. Mestrado em Química Analítica pela Universidade Federal do Amazonas. Doutor em Física Ambiental pela Universidade Federal do Mato Grosso. Experiência em estudos de INTERAÇÃO BIOSFERA ATMOSFERA com ênfase em ANALISE E MODELAGEM DE PROCESSOS ECOFISIOLÓGICOS. Desenvolvimento Regional - Suframa - Coordenação de Articulação Tecnológica - CGTEC, Análise e Coordenação de Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento - P&D. Coordenador do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência-PIBID-Química no Sul do Amazonas. Professor do Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais-PPGCA, Professor do Programa de Pós Graduação em Ciências e Humanidades-PPGCH. Professor de Química do Instituto de Educação Agricultura e Ambiente de Humaitá da Universidade Federal do Amazonas. Coordenador do comitê cientifico do Instituto de Educação Agricultura e Ambiente de Humaitá - IEAA. Coordenador do comitê de extensão e interiorização do IEAA.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Física Ambiental

2013 - 2016

Universidade Federal de Mato Grosso
Título: Estudo da Climatologia das Propriedades Ópticas de Aerossóis Atmosféricos em Floresta e Cerrado
José de Souza Nogueira. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Química

2008 - 2011

Universidade Federal do Amazonas
Título: Caracterização de Artefatos Cerâmicos de Terra Preta de Índio,Ano de Obtenção: 2011
Genilson Pereira Santana.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Especialização em Metodologia do Ensino Superior

2006 - 2007

Universidade Federal de Rondônia
Título: Utilizacao de corantes naturais no ensino de química

Graduação em Bacharelado em Quimica

1997 - 2001

Universidade Federal do Amazonas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Italiano

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

São Paulo School of Advanced Science on Atmospheric Aerosols: Properties, Measurements, Modeling, and Effects on Climate and Health.Spectral Characterization Of Optical Properties Of Aerosols In Forest Region. 2019. (Outra).

IV SEMANA ACADÊMICA DE ENGENHARIA AMBIENTAL:DA TEORIA A PRATICA T. Determinação do pH doMunicípio de Humaitá nas Escolas. 2013. (Congresso).

Desenvolvimento Profissional:Formação Continuada dos Professores do Ensino de Graduação. 2012. (Encontro).

I simpósio de ciência do solo da amazônia ocidental. 2012. (Simpósio).

Seminário Integrado dos Fundos Setoriais - Brasilia. 2008. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Andre Luiz Alamino

SANTOS, A. A.; TARTARI, R.;MENEZES, J. A.. Estudo da composicao gravimetrica de residuos solidos no sul do Amazonas. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Biologia da Conservação) - Universidade Federal do Amazonas..

Aluno: Letícia de Azevedo Passos

QUERINO, C. A. S.;MENEZES, J. A.; QUERINO, J. K.. Destino dos Combustíveis Lubrificantes Utilizados nas Oficinas de Humaitá-AM. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Amazonas..

Aluno: Gabriele de Souza Brasil

MENEZES, J. A.; COELHO, E. G; MENEZES JÚNIOR, E. M; SILVA, Viviane Vidal da. Estagios Supervisionados de Ensino. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Julyanne do Carmo Pires

MENEZES, J. A.; COELHO, E. G; MERLOTTI, F.. A vivência nos Estágios Supervisionados. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Valeno Almeida de Oliveira

MENEZES, J. A.; COELHO, E. G; SILVA, Viviane Vidal da. A Vivencia nos Estágios Supervisionados de Ensino de Biologia e Química. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Adriana de Moraes Cabral

SILVA, Viviane Vidal da;MENEZES, J. A.; COELHO, E. G. Os EstágiosSupervisionados de Biologia e Química. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Paula Rayanny Mendonça Leite

FULAN, J. A.;MENEZES, J. A.; ANJOS, M. R.. A vivência nos Estágios Supervisionados de Ensino. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: MARIA KARINA MENDONÇA DE MORAES

COELHO, E. G; FULAN, J. A.;MENEZES, J. A.. Os EstágiosSupervisionados de Biologia e Química nas Escolas Públicas de Humaitá. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Genivânia S

MENEZES, J. A.; SILVA, Viviane Vidal da; ALVARENGA, E.. O. Martins.Experiências Vivenciadas nos Estágios Supervisionados. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Ellen C

MENEZES, J. A.; FULAN, J. A.; ALVARENGA, E.. B. de Lima.Vivenciando o ambiente escolar por meio dos estágios supervisonados. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Robson N

MENEZES, J. A.; FULAN, J. A.; SILVA, Viviane Vidal da. de Souza.A Prática de Regência através do Estágio Supaervisionado. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Ungarelle F

MENEZES, J. A.; FULAN, J. A.; ALVARENGA, E.. Alecrim.Estágio Supervisionado: Uma Oportunidade de Vivenciar a Realidade do Processo Educacional e a Prática de Ensino em Ciências, Biologia e Química em Escolas Públicas do Município de Humaitá - AM. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Zilda M

MENEZES, J. A.; FULAN, J. A.; ALVARENGA, E.. Figueiredo.Estágio Supervisionado nas Escolas Básicas de Humaitá - AM. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Paulo André da Silva Martins

MENEZES, J. A.; QUERINO, C. A. S.; QUERINO, J. K.. Verificação da Turbidez Atmosférica em Humaitá - AM no Período de 2008 a 2012 usando como Indicador o Índice de Claridade. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Leomar de Oliveira Torres

MENEZES, J. A.; COELHO, E. G; SOARES, J. M.. Formando professores de licenciatura plena:Biologia e Química. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Gilberto de Souza Marinho

MENEZES, J. A.; SOARES, J. M.; SILVA, Viviane Vidal da. Vivenciando o Ambiente Escolar. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Vanessa Canolego

MENEZES, J. A.; SOARES, J. M.; SILVA, Viviane Vidal da. A importância do estágio supervisionado para a formação acadêmica de um aluno de licenciatura. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Elian Carvalho Souza

MENEZES, J. A.; SOARES, J. M.; SILVA, Viviane Vidal da. A realidade de ensino no município de Humaitá,Amazonas. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Laura Almeida Ferreira

MENEZES, J. A.; SILVA, Viviane Vidal da; COSTA, R. D. S.. Estágio Supervisionado de Ensino. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Alcyone Conceição V de Aluquerque

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A... Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas..

Aluno: Claudiana Oliveira Reateque

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Delcenir Alves da Silva

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Edilany dos Passos Morais

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Eliane Merklein

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: João Braga de Moura

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Joseni Oliveira Maciel

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. .Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Nadiara Soares Valente

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Raimunda Laborda dos Santos

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Robson Nunes de Souza

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Valdimar Nascimento da Silva

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Hudson Roberto Lobo

MENEZES, J. A.; COSTA, R. D. S; FULAN, J. A.. Trabalho de Conclusão de Curso. (Portaria n.o 011/2011 publicada UFAM em 06/04/2011). 2011. Universidade Federal do Amazonas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas.

MENEZES, J. A.; Santana, G. P.. Participação em Banca de Seleção Concurso Docente Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Rondônia. 2013. Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia.

MENEZES, J. A.; PIO, M. C. S.. Participação em Banca de Seleção Concurso Público Técnico em Química do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Rondônia. 2013. Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia.

MENEZES, J. A.; ALECRIM, A. M; MERLOTTI, F.. Seleção de Professor Substituto. 2012. Universidade Federal do Amazonas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Eduardo Adriano Cotta

Jorge Almeida de Menezes; Genilson Pereira Santana;E. A. COTTA. Caracterização de artefatos cerâmicos de terra preta de índio. 2011. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal do Amazonas.

Viviane Vidal da Silva

NOGUEIRA, J. S.; CURADO, L. F. A.; MARQUES, J. B.; CAMPOS, M. C. C.;SILVA, Viviane Vidal da. Climatologia da profundidade ótica e dependência espectral de aerossoís em regiões de floresta e cerrado no Brasil. 2016. Tese (Doutorado em Física Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Viviane Vidal da Silva

NOGUEIRA, J. S.; CURADO, L. F. A.; MARQUES, J. B.; CAMPOS, M. C. C.;SILVA, Viviane Vidal da. Climatologia da profundidade ótica e dependência espectral de aerossóis em regiões de floresta e cerrado no Brasil. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Física Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso.

MILTON CESAR COSTA CAMPOS

NOGUEIRA, J. S.; SILVA, V.V.;CAMPOS, M. C. C.; CURADO, L. F. A.; MARQUES, J. B.. Climatologia da profundidade ótica e dependência espectral de aerossóis em regiões de floresta e cerrado no Brasil. 2016. Tese (Doutorado em Física Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso.

MILTON CESAR COSTA CAMPOS

NOGUEIRA, J. S.; SILVA, V.V.;CAMPOS, M. C. C.; CURADO, L. F. A.; MARQUES, J. B.. Climatologia da profundidade ótica e dependência espectral de aerossóis em regiões de floresta e cerrado no Brasil. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Física Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Genilson Pereira Santana

SANTANA, G. P.; da Silva, C. L.; Cotta, E. A.. Caracterização de artefatos cerâmicos de terra preta de índio. 2011. Dissertação (Mestrado em Quimica) - Universidade Federal do Amazonas.

Leone Francisco Amorim Curado

NOGUEIRA, J. S.;CURADO, L. F. A; MARQUES, J. B.; CAMPOS, M. C. C.; SILVA, V. V.. CLIMATOLOGIA DA PROFUNDIDADE ÓTICA E DEPENDÊNCIA ESPECTRAL DE AEROSSOIS EM REGIÕES DE FLORESTA E CERRADO NO BRASIL. 2016. Tese (Doutorado em Física Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso.

João Basso Marques

NOGUEIRA, J. S.CURADO, L. F. A.MARQUES, J. B.; CAMPOS, M. C. C.; SILVA, V. V.. Climatologia da Profundidade Ótica e Dependência Espectral de Aerossóis em Regiões de Floresta e Cerrado no Brasil. 2016. Tese (Doutorado em Física Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso.

João Basso Marques

NOGUEIRA, J. S.CURADO, L. F. A.MARQUES, J. B.; CAMPOS, M. C. C.; SILVA, V. V.. Climatologia da Profundidade Ótica e Dependencia Espectral de Aerossóis em Regiões de Floresta e Cerrado no Brasil. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Física Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Lucelia Rodrigues dos Santos

A experimentação investigativa como estrategia de ensino de química em escola privada no município de Humaitá-AM; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Humanidades - PPGCH) - Universidade Federal do Amazonas, Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas; (Orientador);

José Alberto do Nascimento Pinho

Estudo de propriedades de aerossol sobre a região amazônica usando dados AERONET; Início: 2016; Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade Federal do Amazonas; (Orientador);

Alexsandro Beleza

Variações Sazonais de Propriedades Ópticas de Aerossóis e Identificação de Diferentes Tipos de Aerossóis Baseados em dados AERONET; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas; (Orientador);

Amazonino Soares Junior

Análises de Séries Temporais de Profundidade Ótica de Aerossóis(AOD) sobre sítios Aeronet na região Amazônica; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Amazonas, Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas; (Orientador);

Pedro Henrique da Silva de Aguiar

Determinação da Variabilidade de Dióxido de Carbono (CO2) em área de Campo e Floresta na região sul do Amazonas; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas, Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas; (Orientador);

Amazonino Soares Junior

CARACTERIZAÇÃO ESPECTRAL DE PROPRIEDADES ÓPTICAS DE AEROSSÓIS EM REGIÃO DE FLORESTA; Início: 2016; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Amazonas; (Orientador);

Jorge Almeida de Menezes

Estágios Supervisionados; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências: Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas; ; Orientador: Jorge Almeida de Menezes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Alexssandro Beleza Carvalho

Variações Sazonais de Propriedades Ópticas de Aerossóis e Identificação de Diferentes Tipos de Aerossóis Baseados em dados AERONET; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Ciências - Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas, Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas; (Orientador);

José de Souza Nogueira

CLIMATOLOGIA DA PROFUNDIDADE ÓTICA E DEPENDÊNCIA ESPECTRAL DE AEROSSÓIS EM REGIÕES DE FLORESTA E CERRADO NO BRASIL; 2016; Tese (Doutorado em Física Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso,; Orientador: José de Souza Nogueira;

Jorge Almeida de Menezes

Estágios Supervisionados; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências: Biologia e Química) - Universidade Federal do Amazonas; ; Orientador: Jorge Almeida de Menezes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Estudo de propriedades de aerossóis sobre sítio AERONET na região Amazônica, Descrição: Está bem estabelecido que os aerossóis afetam o clima em variedade de maneiras. Para entender esses efeitos, precisamos de um visão sobre as propriedades dos aerossóis. Neste trabalho apresentamos um estudo propriedades do aerossol, como a profundidade óptica do aerossol (AOD), albedo de dispersão (SSA) e forçamento radiativo de aerossóis (ARF) sobre a cidade de Manaus. Os dados da Aerosol Robotic Network (AERONET) serão utilizados para o período de dezembro de 2014 a Outubro de 2016. Os valores médios sazonais de AOD, parâmetro de assimetria e distribuição do tamanho do volume no modo grosseiro serão observado. Por outro lado, a média dos valores de expoente de Angstrom (AE) e parte imaginária do índice de refração (RI) serão encontrados. O valor médio de parte real do RI foi encontrado para ser maior na primavera do que em todos os outros temporadas. O SSA será analisado com comprimento de onda na faixa de 440 nm - 1020 nm, indicando a dominância de partículas grossas (geralmente poeira).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / Pedro Herique da Silva de Aguiar - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Precipitação química e ocorrência de chuva ácida sobre o município de Humaitá, Descrição: Deposição de poluentes atmosféricos é uma ameaça séria para o ambiente humano, como vegetação, solo, água, silvicultura, etc. e, portanto, a pesquisa sobre monitoramento de deposição e os seus efeitos no ambiente humano estão acontecendo extensivamente em muitos países do mundo. Emissão de enxofre e óxidos de nitrogênio na atmosfera na Ásia, Europa e América do Norte resultaram em amplos efeitos ambientais, incluindo acidificação dos solos, águas superficiais, águas, danos à vegetação, corrosão de materiais de construção e diminuiu em visibilidade (Fujita et al., 2000;Tsuruta, 1989, Weng, 1993; Ayers et al., 2002; Hooper e Peters, 1989). Deposição atmosférica não é apenas uma preocupação doméstica; também é um problema ambiental regional que transcende as fronteiras nacionais. É um problema que requer esforços de cooperação internacional para sua solução. A chuva ácida resulta principalmente da oxidação de dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio quase exclusivamente de fontes antropogênicas e os principais contribuinte para a acidez da precipitação são o ácido sulfúrico e nítrico. Neste contexto o objetivo deste projeto é investigar o efeito químico da composição da água da chuva no munícipio de Humaitá, durante a estação seca e chuvosa e discutir os resultados relacionando-os com as condições meteorológicas do período em estudo, de 2019 a 2020. As amostras de água da chuva serão coletadas em pontos distribuidos na cidade de Humaitá (latitude: 07 30' 22" S, longitude: 63 01' 15" W, altitude: 58 m), com duas estações definidas: estação seca e estação chuvosa. A duração de cada amostragem será de 24 h. O coletor será aberto apenas durante o período de precipitação e será lavado por água destilada a cada intervalo de 24 horas. As amostras serão transferidas para garrafa de polipropileno de alta densidade de 1 litro e levadas para o laboratório imediatamente após a coleta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador.

  • 2019 - Atual

    Determinação da Variabilidade de Dióxido de Carbono (CO2) em área de Campo e Floresta na região sul do Amazonas, Descrição: A perturbação antrópica de qualquer sistema estável (solo + cobertura vegetal) tende a causar mais perdas do que ganhos de carbono, acarretando em redução da qualidade do solo ao longo do tempo (Baretta et al., 2005). Vários fatores incluindo temperatura, umidade, profundidade do solo, aeração e populações microbianas determinam a taxa de fluxo de CO2 para a superfície do solo (Silva et al., 2006). A atividade biológica do solo depende de fatores abióticos, como temperatura, água e nutrientes, e fatores bióticos como, principalmente, adição de carbono para sua atividade e desenvolvimento (Vezzani et al., 2003). Considerando-se que a maior intensidade de atividade biológica ocorre na camada superficial do solo, conclui-se que a sua exposição aos processos erosivos, com remoção de materiais devido ao uso e/ou manejos inadequados, irão acarretar em redução de sua qualidade (Habte, 1989). Neste contexto, o presente trabalho visa avaliar a liberação de dióxido de carbono (CO2) em área de floresta e campo. O experimento será conduzido na Fazenda Experimental do Instituto de Educação Agricultura e Ambiente de Humaitá, localizada no município de Humaitá, AM, coordenadas geográficas (07 30' 22" S e 63 01' 15" W), com altitudes de 58 m, localizada na mesorregião do sul do estado do amazonas e microrregião do Madeira. Serão adotados doze pontos para a determinação do dióxido de (CO2) e serão realizadas duas campanhas de coletas, a primeira em agosto de 2017 e a segunda em março de 2018. As campanhas de coletas serão realizadas durante 12 horas no período diurno (5:00 às 17:00 h) e 12 horas no período noturno (17:00 às 05:00 h). A quantificação do CO2 será feita de acordo com Grisi (1978) em que o CO2 liberado por uma área de solo é absorvido por uma solução de KOH 0,5 N e pela dosagem por titulação com HCl 0,1 N. Será utilizado como indicador a fenolftaleína e/ou alaranjado de metila a 1% (Morita e Assumpção, 1972).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador.

  • 2018 - Atual

    DETERMINAÇÃO DE COLIFORMES TOTAIS ETERMOTOLERANTES NA ÁGUA DE ABASTECIMENTO EM DIFERENTES BAIRROS NO MUNICÍPIO DE HUMAITÁ-AM, Descrição: O monitoramento dos recursos hídricos utilizados para abastecimento humano é fundamental pois, a poluição destes ambientes abrange uma série de fatores como, presença de substâncias nocivas e tóxicas que levam a alteração das características químicas, físicas e biológicas do meio (CORADI et al., 2009).A Organização Mundial de Saúde (OMS) estabeleceu alguns critérios para qualidade da água potável, dentre elas, avaliação microbiológica quanto a presença de bactérias indicadoras de contaminação fecal, pela contagem de bactérias do grupo coliformes. A presença de coliformes totais e de coliformes termotolerantes em ambiente aquático indica contaminação fecal da água e risco da presença de organismos patogênicos, responsáveis pela transmissão das principais doenças infecciosas e de veiculação hídrica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / RIZONEIDE SOUZA FAUSTINO - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Análise da Qualidade de Água do Igarapé Banheiro do Município de Humaitá - AM, Descrição: Aplicação integrada no estudo de físico-química da água, analisar a qualidade da água do igarapé do Banheiro localizado na zona urbana do município de Humaitá ao sul do Amazonas. Tal avaliação levará em conta o período de 2018 a 2019, e será realizada com intuito de analisar os parâmetros físico-químicos da água do igarapé do Banheiro, frente à necessidade do cumprimento da legislação hídrica vigente, no que tange a conservação e a preservação dos recursos naturais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / Mariano Vieira dos Santos - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Determinação da Variabilidade de Dióxido de Carbono (CO2) em área de Campo e Floresta na região sul do Amazonas, Descrição: A perturbação antrópica de qualquer sistema estável (solo + cobertura vegetal) tende a causar mais perdas do que ganhos de carbono, acarretando em redução da qualidade do solo ao longo do tempo (Baretta et al., 2005). Vários fatores incluindo temperatura, umidade, profundidade do solo, aeração e populações microbianas determinam a taxa de fluxo de CO2 para a superfície do solo (Silva et al., 2006). A atividade biológica do solo depende de fatores abióticos, como temperatura, água e nutrientes, e fatores bióticos como, principalmente, adição de carbono para sua atividade e desenvolvimento (Vezzani et al., 2003). Considerando-se que a maior intensidade de atividade biológica ocorre na camada superficial do solo, conclui-se que a sua exposição aos processos erosivos, com remoção de materiais devido ao uso e/ou manejos inadequados, irão acarretar em redução de sua qualidade (Habte, 1989). Neste contexto, o presente trabalho visa avaliar a liberação de dióxido de carbono (CO2) em área de floresta e campo. O experimento será conduzido na Fazenda Experimental do Instituto de Educação Agricultura e Ambiente de Humaitá, localizada no município de Humaitá, AM, coordenadas geográficas (07 30' 22" S e 63 01' 15" W), com altitudes de 58 m, localizada na mesorregião do sul do estado do amazonas e microrregião do Madeira. Serão adotados doze pontos para a determinação do dióxido de (CO2) e serão realizadas duas campanhas de coletas, a primeira em agosto de 2017 e a segunda em março de 2018. As campanhas de coletas serão realizadas durante 12 horas no período diurno (5:00 às 17:00 h) e 12 horas no período noturno (17:00 às 05:00 h). A quantificação do CO2 será feita de acordo com Grisi (1978) em que o CO2 liberado por uma área de solo é absorvido por uma solução de KOH 0,5 N e pela dosagem por titulação com HCl 0,1 N. Será utilizado como indicador a fenolftaleína e/ou alaranjado de metila a 1% (Morita e Assumpção, 1972).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / Josabeth Bezerra Teixeira - Integrante.

  • 2018 - Atual

    DETERMINAÇÃO ESCHERICHIA COLI NA ÁGUA DE ABASTECIMENTO EM DIFERENTES BAIRROS NO MUNICÍPIO DE HUMAITÁ-AM, Descrição: A Organização Mundial de Saúde (OMS) estabeleceu alguns critérios para qualidade da água potável, dentre elas, avaliação microbiológica quanto a presença de bactérias indicadoras de contaminação fecal, pela contagem de bactérias do grupo coliformes. A presença de coliformes totais e de coliformes termotolerantes em ambiente aquático indica contaminação fecal da água e risco da presença de organismos patogênicos, responsáveis pela transmissão das principais doenças infecciosas. No grupo de coliformes termotolerantes, a principal espécie é a Escherichia coli, que ocorre exclusivamente no trato intestinal do homem e animais homeotérmicos sendo considerada como indicador de qualidade da água, com maior especificidade para avaliar contaminação fecal recente e indicar a possível ocorrência de bactérias patogênicas no ambiente (SILVA et al., 2005) A Portaria n 2.914 de 12 de dezembro de 2011 do Ministério da Saúde estabelece as normas sobre o padrão de potabilidade e qualidade da água para consumo humano em nosso País, onde são apresentados valores máximos permitidos que servem de parâmetro para as características microbiológicas, organolépticas, físicas e químicas. De acordo com a referida Portaria, a água é apropriada para consumo humano quando parâmetros biológicos, microbiológicos, físicos, químicos e radioativos, atendem ao padrão de potabilidade, sem oferecer riscos à saúde?, portanto, quanto ao padrão microbiológico, a água deve estar isenta de coliformes totais e termotolerantes, inclusive E. coli, em amostras de 100 mL (BRASIL, 2011). No Município de Humaitá, a água utilizada pela população é bombeada de inúmeros poços rasos existentes em cada bairro da cidade. A falta de saneamento, principalmente no que diz respeito à redes coletoras de efluentes domésticos e sua estação de tratamento, agravam as questões sanitárias da localidade, uma vez que quase a totalidade dos moradores destinam seus dejetos a fossas negras e a outra parte aos corpos hídricos que cortam a cidade. Dessa forma, produzir resultados que possam servir de subsídio comparativo visando a melhoria da qualidade da mesma é uma ação de grande valia para a população e para o órgão responsáveis em Humaitá. Assim, pretende-se estudar nesse projeto os seguintes parâmetros bacteriológicos da água de abastecimento (FUNASA, 2013): Escherichia coli. Diante do exposto, tem-se com objetivos da pesquisa investigar a ocorrência de E. Coli na água de abastecimento em diferentes bairros no município de Humaitá-AM, nos Bairros Nova Esperança, Nova Humaitá e São Pedro no Município de Humaitá-Am, bem como comparar os resultados obtidos com a portaria 2914 do Ministério da Saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / HIÊZA MARTINS BATISTA - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Variabilidade sazonal dos parâmetros básicos de poluição na precipitação atmosférica no Município de Humaitá - AM, Descrição: A água é um recurso natural renovável, fundamental para a sobrevivência dos seres vivos. No ciclo da água, a chuva é o fator de eliminação mais eficaz para limpar a atmosfera. A região sul do estado do amazonas, especificamente o municipio de Humaitá, é um área tropical com considerável aumento de urbanização e grande expansão na agricultura. É uma região com bastante áreas suscetíveis às emissões de atividades industriais e urbanas. Como observado por Artaxo et. al.(2005), alguns estudos sobre química atmosferica foram publicados na região Amazônica, mas poucos trabalhos sobre a química da água da chuva na região sul do estado do Amazonas. Assim, o objetivo deste projeto é investigar o efeito químico da composição da água da chuva (seca e úmida) no munícipio de Humaitá, durante a estação seca e chuvosa e discutir os resultados relacionando-os com as condições meteorológicas do período em estudo, de 2019 a 2020. Amostras de água da chuva serão coletadas durante 12 meses. A amostragem será realizada em um amostrador de deposição total (bulk collector), composto por um funil de polietileno com aproximadamente 10 cm de diâmetro acoplado a um vaso de 2 L do mesmo material, a aproximadamente 1,5 m do solo. As amostras de água da chuva serão coletadas em pontos distribuidos na cidade de Humaitá (latitude: 07 30' 22" S, longitude: 63 01' 15" W, altitude: 58 m); com duas estações definidas: estação seca e estação chuvosa. As amostras serão transferidas para frascos de polietileno e depois transportadas para o laboratório. O pH e a condutividade serão medidos. Em seguida, as amostras serão filtradas para remover as partículas insolúveis e armazenadas a cerca de 4°C até à análise. Para evitar a contaminação por elementos traços, o funil e os frascos usados para amostragem e armazenamento da água serão limpos em um banho ácido contendo 10% v/v de HNO3 por 24h e lavados com água destilada.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    Análises de Séries Temporais de Profundidade Ótica de Aerossóis(AOD) sobre sítios Aeronet na região Amazônica, Descrição: Os aerossóis atmosféricos são de primordial importância para a biosfera, o clima e a saúde humana. Os aerossóis têm influência significativa sobre o forçamento de radiação da Terra, pois dispersam ou absorvem a radiação solar e terrestre (denominada como efeito direto) dependendo de suas características físicas e químicas (Charlson et al., 1992). Série temporal é uma sequência de observações ordenadas no tempo. Rio Branco, a capital urbana do estado do Acre, situada a 9° 59 30 S e 67° 48 36 W e 153 m acima do nível médio do mar. Com população de cerca de 402 057 mil habitantes. A cidade de Rio Branco está entre as cidades mais poluídas da região norte. No período de estação seca as principais fontes antropogênicas de poluição são a queima de combustíveis fósseis e queima de biomassa na região. Neste contexto, é imperativo adquirir as informações quantitativas sobre as tendências a longo prazo das cargas de aerossóis sobre a região amazônica especificamente em sítios AERONET onde há predominância de queima de biomassa, o que pode ser conseguido através da utilização de modelos de séries temporais. O trabalho atual sugere um modelo alocativo (modelo ARIMA) que utiliza as características dos dados reais de AOD(440nm) e prevê seus valores futuros sobre sítio de Rio Branco localizado na região amazônica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / Alexsandro Beleza - Integrante / Pedro Henrique da Silva de Aguiar - Integrante / Amazonino Soares Júnior - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Determinação da Variabilidade de Dióxido de Carbono (CO2) em área de Campo e Floresta na região sul do Amazonas, Descrição: A perturbação antrópica de qualquer sistema estável (solo + cobertura vegetal) tende a causar mais perdas do que ganhos de carbono, acarretando em redução da qualidade do solo ao longo do tempo (Baretta et al., 2005). Vários fatores incluindo temperatura, umidade, profundidade do solo, aeração e populações microbianas determinam a taxa de fluxo de CO2 para a superfície do solo (Silva et al., 2006). A atividade biológica do solo depende de fatores abióticos, como temperatura, água e nutrientes, e fatores bióticos como, principalmente, adição de carbono para sua atividade e desenvolvimento (Vezzani et al., 2003). Considerando-se que a maior intensidade de atividade biológica ocorre na camada superficial do solo, conclui-se que a sua exposição aos processos erosivos, com remoção de materiais devido ao uso e/ou manejos inadequados, irão acarretar em redução de sua qualidade (Habte, 1989). Neste contexto, o presente trabalho visa avaliar a liberação de dióxido de carbono (CO2) em área de floresta e campo. O experimento será conduzido na Fazenda Experimental do Instituto de Educação Agricultura e Ambiente de Humaitá, localizada no município de Humaitá, AM, coordenadas geográficas (07 30' 22" S e 63 01' 15" W), com altitudes de 58 m, localizada na mesorregião do sul do estado do amazonas e microrregião do Madeira. Serão adotados doze pontos para a determinação do dióxido de (CO2) e serão realizadas duas campanhas de coletas, a primeira em agosto de 2017 e a segunda em março de 2018. As campanhas de coletas serão realizadas durante 12 horas no período diurno (5:00 às 17:00 h) e 12 horas no período noturno (17:00 às 05:00 h). A quantificação do CO2 será feita de acordo com Grisi (1978) em que o CO2 liberado por uma área de solo é absorvido por uma solução de KOH 0,5 N e pela dosagem por titulação com HCl 0,1 N. Será utilizado como indicador a fenolftaleína e/ou alaranjado de metila a 1% (Morita e Assumpção, 1972).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / Alexsandro Beleza - Integrante / Pedro Henrique da Silva de Aguiar - Integrante / Amazonino Soares Júnior - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Variações Sazonais de Propriedades Ópticas de Aerossóis e Identificação de Diferentes Tipos de Aerossóis Basedos em dados AERONET, Descrição: Os aerossóis são partículas minúsculas (micro e submicron) (sólidas ou líquidas) que estão suspensas na atmosfera (A.A & Igbafe, 2010). São feitos de mistura de diferentes substâncias, como poeira, fumaça, matéria orgânica, gases poluentes e partículas no ar. Neste estudo, a variabilidade sazonal de uma série temporal de AOD(440nm) de 2013-2016 de propriedades ópticas de aerossóis do sítio Manaus_Embrapa (Latitude 2.89053°S e Longitude 59.96978°W) será analisada e classificada utilizando critérios propostos por (Toledano, et al., 2007) com o objetivo de identificar os tipos de aerossóis dominantes e suas frequências. O estudo também empregará o modelo HYSPLIT para identificar as fontes de aerossóis que são transportadas nessa região. Para apresentar o ciclo mensal de concentração de aerossol para o sítio de Manaus_Embrapa, será utilizada valores de AOD em todos os comprimentos de onda espectrais (340 - 1020 nm) para cobrir o espectro solar. Subsequentemente, os dados mensais de AOD(440), (440 870) e água precipitável (AP) serão analisados para revelar a variabilidade temporal das propriedades do aerossol sob condições húmidas e secas. O padrão de distribuição de frequência global e sazonal das propriedades ópticas de aerossol será identificado pela análise espectral de AOD(440nm) bem como por (440-870) tal como utilizado por (Toledano, et al., 2007). Os padrões de distribuição de frequência de AP revelarão a quantidade de conteúdo de água na coluna atmosférica durante o padrão de distribuição das propriedades do aerossol. As propriedades ópticas acima serão quantitativamente identificadas de acordo com as parcelas de dispersão do expoente angstrom (440-870nm) contra AOD(440nm) e serão utilizadas para classificação com base nos critérios propostos por (Toledano, et al., 2007). Os padrões de distribuição de diferentes aerossóis sobre o sítio de Manaus_Embrapa para os dados globais e sazonais serão determinados. Este critério será aplicado para determinar os tipos de aerossóis para diferentes meses ao longo do ano.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / Alexsandro Beleza - Integrante / Pedro Henrique da Silva de Aguiar - Integrante / Amazonino Soares Júnior - Integrante.

  • 2016 - Atual

    ANÁLISE DE CARACTERÍSTICAS DE AEROSSÓIS E SUAS RELAÇÕES COM PARÂMETROS METEOROLÓGICOS SOBRE SÍTIOS AERONET NA REGIÃO AMAZÔNICA, Descrição: As características da profundidade óptica de aerossóis (AOD) e expoente Angstrom (EA) serão analisados, como uma avaliação de potenciais fatores de contribuição para entendimento da variabilidade climática nos sítios localizados em Manaus (AM,Brasil) e Rio Branco (AC,Brasil). Serão utilizados dados de AOD de nível 1.5, disponibilizados em uma série de dados de 2010 a 2014, em cada sítio. Serão ainda utilizados dados meteorológicos para avaliar a relação entre as condições meteorológicas, aerossóis atmosféricos e dinâmica da variabilidade desses dados na série analisada. O modelo HYSPLIT (The Hybrid Single Particle Lagrangian Integrated Trajectory) e Análise de Cluster (AC) será utilizado para avaliar o curso de massas de ar especificas e avaliar padrões de circulação. Senso assim este projeto tem como objetivo principal analisar parâmetros físicos como AOD (Profundidade Óptica de Aerossóis) e Expoente ngström (EA) visando a caracterização de aerossóis atmosféricos em sítios localizados na região amazônica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador / Romário Martins Pereira - Integrante.

  • 2009 - Atual

    Potencialidades e susceptibilidades ambientais da meso-região Sul do Amazonas: clima, hidrologia e biogeoquímica numa fronteira de expansão agropecuária e hotspot de biodiversidade, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jorge Almeida de Menezes - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Amazonas, Instituto de Agricultura Educação e Ambiente de Humaita. , Rua 29 de Agosto, 786, Espírito Santo, 69800-000 - Humaita, AM - Brasil, Telefone: (067) 33732314, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2008 - Atual

Universidade Federal do Amazonas.

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Assistente I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Atividades 2008/2 Ensino, Química, Nível: Graduação Disciplinas Ministradas Química Geral Química Orgânica

2011 - Atual

Universidade Federal do Amazonas

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor efetivo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Coordenador do Laboratório de Química do Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente. Prédio Rua 29 de Agosto, 786. Centro.

2008 - Atual

Universidade Federal do Amazonas

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Servidor Público, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Ingressei na UFAM em 18/08/2008 através de Concurso Público para a carreira do Magistério Superior na área de Química.

2009 - 2009

Universidade Federal do Amazonas

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Ensino, Licenciatura em Biologia e Química, Nível: Graduação. Disciplinas ministradas Instrumentação para o Ensino de Biologia e Química II Química Geral

2008 - 2008

Universidade Federal do Amazonas

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar,, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Ensino, Engenharia Ambiental e Agronômia, Nível: Graduação. Disciplinas Ministardas Química Geral Ensino, Licenciatura em Biologia e Química , Nível: Graduação. Disciplinas Ministradas Química Orgânica

2007 - 2008

Fundação Centro de Análise Pesquisa e Inovação Tecnológica

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Analista Nível Superior, Carga horária: 40

Outras informações:
Analista Nível Superior e Professor de Química da Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica.

2006 - 2007

Einstein Instituição de Ensino Ltda

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Ensino Médio, Carga horária: 20

Outras informações:
Professor de Química do Ensino Médio - Colégio Objetivo

2006 - 2007

Serviço Social da Indústria Sesi - RO

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor de Química, Carga horária: 20

Outras informações:
Professor de Química do Ensino Médio do Serviço Sociall da Indústria - SESI

2004 - 2007

Governo do Estado de Rondônia

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor de Química Nível 3, Carga horária: 40

Outras informações:
Professor de Química do Ensino Médio Nível 3