Leda Maria Fortes Gottschalk

Graduada em Engenharia Química (UFRJ/1995), com mestrado em Bioquímica (UFRJ/1998) e doutorado em Engenharia Química (COPPE/UFRJ/2003) e Pós-doutorado em Bioquimica (UFRJ/2006 - 2010). Durante o Pos-Doc participou como pesquisadora no Projeto Bioetanol. Atualmente é pesquisadora da Embrapa Agroindústria de Alimentos na área de Processos Fermentativos. Atua nas áreas de Microbiologia Aplicada e Engenharia Química com ênfase na produção, concentração e utilização de enzimas industriais, produção de biopolímeros e aplicação de enzimas em alimentos.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Engenharia Química

1998 - 2003

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Lignina peroxidase de Streptomyces viridosporus T7A: Produção em biorreator e concentração via processos com membranas
Orientador: Ronaldo Nobrega e Elba Pinto da Silva Bon
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: produção; lignina peroxidase; enzima; Streptomyces viridosporus.Grande área: EngenhariasSetores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos.

Mestrado em Bioquímica

1995 - 1998

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Lignina peroxidase de Streptomyces viridosporus T7A: efeito do óleo de milho e do íon cálcio na produção da enzima,Ano de Obtenção: 1998
Prof. Dra. Elba Pinto da SIlva Bon.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: produção; enzima; lignina peroxidase.Grande área: EngenhariasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica. Setores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos.

Graduação em Engenharia Química

1990 - 1995

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Produção de Etanol com Schararomyces cerevisiae imobilizadas
Orientador: Nei Pereira Júnior

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2008 - 2010

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Engenharias, Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Química. , Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada.

2006 - 2008

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil. , Bolsista do(a): Financiadora de Estudos e Projetos, FINEP, Brasil. , Grande área: Engenharias, Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Química. , Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

Administração do Tempo. (Carga horária: 8h). , Embrapa Agroindústria de Alimentos, EMBRAPA, Brasil.

2011 - 2011

Processos de Extrusão. (Carga horária: 21h). , Embrapa Agroindústria de Alimentos, EMBRAPA, Brasil.

2011 - 2011

Treinamento do titulador potenciométrico. (Carga horária: 12h). , Embrapa Agroindústria de Alimentos, EMBRAPA, Brasil.

1999 - 1999

Extensão universitária em Biologia Molecular em Microroganismos. (Carga horária: 135h). , Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.

1997 - 1997

Extensão universitária em Tratamento Biológico de Resíduos. (Carga horária: 70h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

1997 - 1997

Extensão universitária em Aproveitamento de Resíduos Industriais. (Carga horária: 24h). , Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.

1995 - 1995

Extensão universitária em Energética e Transporte de Leveduras. (Carga horária: 80h). , Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.

1995 - 1995

Extensão universitária em Tecnologia de Fabricação de Queijos. (Carga horária: 20h). , Instituto de Laticinios Candido Tostes, ILCT, Brasil.

1994 - 1994

Extensão universitária em Novos Materiais Cerâmicos e Poliméricos. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1994 - 1994

Extensão universitária em Controle de Poluição de Águas Residuárias. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1993 - 1993

Extensão universitária em Tratamento de Resíduos Industriais. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Alemão

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Processos Industriais de Engenharia Química/Especialidade: Processos Bioquímicos.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Produção de enzimas microbianas.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química/Especialidade: Operações de Separação e Mistura.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BON, E. P. S. ; FERREIRA-LEITÃO, V.S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; SiILVA, A.S. ; FERRARA, M. A. ; OLIVEIRA, E. M. M. ; TEIXEIRA, R. S. S. ; FREIRE, D. M. G. ; ANDREAUS, J. ; ALMEIDA, R. V. ; SOUZA, M. F. . XI Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática. 2014. (Congresso).

BON, E. P. S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; FERRARA, M. A. . Workshop for the prospective Brasil-Japan collaboration on biomass and biotechnology. 2010. (Outro).

BON, E. P. S. ; FERRARA, M. A. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; OLIVEIRA, E. M. M. ; FERREIRA-LEITÃO, V.S. ; TEIXEIRA, R. S.S. . IX Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática - ENZITEC 2010. 2010. (Congresso).

BON, E. P. S. ; FORTES, L. M. C. ; FERRARA, M. A. . VIII Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática - ENZITEC 2008. 2008. (Congresso).

BON, E. P. S. ; MACEDO, J. M. B. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; OLIVEIRA, E. M. M. ; SILVEIRA, M. C. F. ; SILVA, M.R. ; SOARES, V. F. ; MENDES, M. F. ; HENKER, B. ; TELES, E. ; NASCIMENTO, A. ; SANTOS, M. . II Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática - ENZITEC 1995. 1995. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

44° Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras. USO DA ENZIMA ASPARAGINASE NO PROCESSAMENTO DO CAFÉ ARÁBICA E ROBUSTA PARA REDUÇÃO DE FORMAÇÃO DE ACRILAMIDA. 2018. (Congresso).

XXII Congresso Brasileiro de Engenharia Química. Caracterização de lipase de Aspergillus niger C e 11T53A14 imobilizadas por gelificação iônica. 2018. (Congresso).

XXXVI Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos. AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE CELULOSE BACTERIANA POR Gluconacetobacter xylinus EM CULTIVO AGITADO. 2018. (Congresso).

XXI SINAFERM / XII SHEB.Agrobacterium tumefaciens-mediated transformation of Trichoderma harzianum CFAM-422 using an herbicide resistance gene as selection marker. 2017. (Simpósio).

XXII SEMINÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA ENZIMÁTICA.Caracterização das lipases obtidas por duas cepas de Aspergillus niger. 2016. (Seminário).

XXV Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos. Impacto de tecnologias de encapsulação com biopolímeros sobre a atividade enzimática de lipases obtidas de Aspergillus niger. 2016. (Congresso).

XX SINAFERM XI SHEB.AVALIAÇÃO DO PRÉ-TRATAMENTO DOS GRÃOS DE CAFÉ ROBUSTA E ARÁBICA HIDROLISADOS COM ASPARAGINASE. 2015. (Simpósio).

VIII Workshop da Rede de Nanotecnologia Aplicada ao Agronegócio.Avaliação de diferentes resíduos agroindustriais para a produção de celulose bacteriana por Gluconacetobacter Hansenii. 2014. (Outra).

XI Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática - ENZITEC.Avaliação da hidrólise enzimática do óleo de soja com diferentes lipases. 2014. (Seminário).

XX congresso Brasileiro de Engenharia Química. Imobilização de lipase de Aspergillus niger por adsorção. 2014. (Congresso).

XXIV Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos. Produção de lipase por Aspergillus niger 11T53A14 utilizando torta de dendê como suporte para fermentação em estado sólido. 2014. (Congresso).

10° Simposio Latino Americano de Ciência e Tecnologia de Alimentos.Produção de lipase por duas cepas de Aspergillus niger por fermentação em estado sólido e submersa. 2013. (Simpósio).

First International Conference on Natural Fibers. Production of bacterial cellulose using Gluconacetobacter hansenii (ATCC 1431) strain in synthetic medium. 2013. (Congresso).

VII Workshop de Nanotecnologia Aplicada ao Agronegócio.Interação entre fonte de nitrogênio orgânica e inorgânica na produção de celulose bacteriana pela cepa Gluconacetobacter hansenii ATCC 1431. 2013. (Encontro).

XIX SINAFERM X SHEB.Avaliação da fonte de nitrogênio na produção de celulose bacteriana pela cepa Gluconacetobacter hansenii ATCC 1431 em meio sintético. 2013. (Simpósio).

16th World Congress of Food Science and Technology. LIPASE PRODUCTION BY Aspergillus niger STRAINS IN SOLID-STATE AND SUBMERGED FERMENTATIONS. 2012. (Congresso).

II Simpósio Nacional sobre Tratamento de Residuos de Laboratório.Produção de enzima poligalacturonase usando resíduos agro-indústriais. 2012. (Simpósio).

X Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática.Aplicações potenciais da feruloil esterase no processamento de alimentos. 2012. (Seminário).

9 Simpósio Latino Americano de Ciências de Alimentos.Produção de feruloil esterase pleo fungo Aspergillus awamori em diferentes fontes de nitrogênio. 2011. (Simpósio).

Workshop EMBRAPA and Danish Universities. 2011. (Encontro).

32th Symposium on Biotechnology for Fuels and Chemicals.Evaluation of production of -glucosidase, xylanase, -xylosidase, ferulic acid esterase by Aspergillus awamori. 2010. (Simpósio).

IX Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática.IX Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática. 2010. (Seminário).

31th Symposium on Biotechnology for Fuels and Chemicals.Synergistic enhancement of enzymatic hydrolysis of sugar cane bagasse by Trichoderma and Aspergillus cellulases and xylanases enzyme pools. 2009. (Simpósio).

III Workshop da Rede de Pesquisadores do Projeto Produção de Etanol por Hidrólise Enzimática do Bagaço da Cana-de-Açúcar - Bioetanol/FINEP.Produção de celulases por fungos utilizando fermentação submersa e estudo da hidrólise enzimática do bagaço da cana-de-açúcar. 2009. (Simpósio).

IX SHEB - Seminário de Hidrólise Enzimática de Biomassas.SHEB - Seminário de Hidrólise Enzimática de Biomassas. 2009. (Seminário).

XVII Simpósio Nacional de Bioprocessos - SINAFERM 2009.Otimização de Meio de Cultivo para a Produção de Celulases, Xilanases e beta-glicosidase pelo Fungo Trichoderma reesei RUT C30. 2009. (Simpósio).

XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural.XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural. 2009. (Outra).

1 Simpósio Nacional de Biocombustível - BIOCOM.Matérias Primas para Biocombustíveis. 2008. (Simpósio).

30th Symposium on Biotechnology for Fuels and Chemicals.Enzyme pools for sugarcane bagasse hydrolysis. 2008. (Simpósio).

VIII Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática.Uso de Misturas enzimáticas para a hidrólise de bagaço de cana-de-açúcar. 2008. (Seminário).

XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural - JIC 2008.Produção de enzimas celulolíticas por Acrophialophora nainiana. 2008. (Outra).

24° Congresso Braileiro de Microbiologia. Hidrólise Enzimática do Bagaço da Cana-de-açúcar. 2007. (Congresso).

29th Symposium on Biotechnology for Fuels and Chemicals.Lignin peroxidase from Streptomyces viridosporus T7A: concentration via membrane process and effect of pH on enzyme stability. 2007. (Simpósio).

II Reunião do Projeto Bioetanol.Resultados Preliminares da produção de celulases e da hidrólise enzimática do bagaço da cana-de-açúcar com e sem tratamento. 2007. (Outra).

I Seminário de Etanol Celulósico.Microorganismos, enzimas e hidrólise enzimática da biomassa. 2007. (Seminário).

XXIX Jornada Guilio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ.Avaliação da produção de enzimas celulolíticas por Trichoderma reesei utilizando lactose ou glicose como fonte de carbono. 2007. (Outra).

Conferência Internacional de Agroenergia.The Brazilian BIO-ETHANOL Project: Studies on Ethanol Production Via Enzymatic Hydrolysis of Sugarcane Bagasse and Straw. 2006. (Outra).

24th Symposium on Biotechnology for Fuels and Chemicals.The effect of aeration on lignin peroxidase production by Streptomyces viridosporus T7A. 2002. (Simpósio).

Colóquio Anual de Engenharia Química 2001.Produção e Concentração da lignina peroxidase de Streptomyces viridosporus T7A. 2001. (Outra).

XIII SINAFERM.Otimização de Aeração para produção de lignina peroxidase de streptomyces viridosporus T7A em fermentadores de Bancada. 2000. (Seminário).

4 Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática / ENZITEC.Lignina peroxidase de Streptomyces viridosporus T7A. 1999. (Seminário).

6th Brazilian Symposium on the Chemistry of Lignins and other Wood Components.Membrane Concentration of Lignin Peroxidase from Streptomyces viridosporus T7A by cross flow Ultrafiltration. 1999. (Simpósio).

VI SHEB - Seminário de Hidrólise Enzimática de Biomassas.Produção de proteases por Bacillus subtilis e Streptomyces viridosporus. 1999. (Seminário).

20th Symposium on Biotechnology for Fuels and Chemicals.Lignin Peroxidase and Protease Production by Streptomyces virdosporus T7A in the presence of Calcium Carbonate: Nutritional and Regulatory Carbon Sources. 1998. (Simpósio).

III Congresso Latino Americano de Biotecnologia Industrial - BIOLATINA 98. 1998. (Congresso).

XII SINAFERM.Uso do carbonato de cálcio aumenta a atividade da lignina peroxidase no sobrenadante da cultura de streptomyces viridosporus T7A. 1998. (Seminário).

XXVIIª Reunião Anual da SBBq. Lignin Peroxidase of Streptomyces viridosporus T7A: Purification and Characterization. 1998. (Congresso).

2° Congresso Brasileiro de Engenharia Quimica em Iniciação Científica. Produção de Proteases por Bactérias e Actinomicetos. 1997. (Congresso).

3 Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática / ENZITEC.Produção de Lignina Peroxidase Bacteriana: Uso Potencial na Degradação de Organoclorados. 1997. (Seminário).

I Reunião Nacional de Microbiologia Aplicada ao Meio Ambiente.Produção de Lignina peroxidase por Streptomyces viridosporus usando óleo de milho como fonte de carbono. 1997. (Outra).

XXVIª Reunião Anual da SBBq. Lignin Peroxidase production by Streptomyces viridosporus: Use of Corn Oil as Sole Carbon Source. 1997. (Congresso).

V SHEB - Seminário de Hidrólise Enzimática de Biomassa.Produção de Lignina Peroxidase por Streptomyces viridosporus usando Óleo de Milho como Fonte de Carbono. 1996. (Seminário).

XXV Reunião Anual da SBBq. Effects of Corn Oil on Peroxidase Production by Streptomyces viridosporus. 1996. (Congresso).

Seminário sobre "Utilização dos processos de separação por membranas na Indústria de alimentos". 1995. (Seminário).

XVII Jornada Interna de Iniciação Científica.Purificação de Glicoamilase em Apenas uma Etapa. 1995. (Outra).

XXIVª Reunião Anual da SBBq. L-asparaginase II Production by Saccharomyces cerevisae. 1995. (Congresso).

46ª Reunião Anual da SBPC. Produção, Isolamento e Caracterização de glicoamilase a partir de uma Cepa Industrial de Aspergillus awamori. 1994. (Congresso).

XVI Jornada Interna de Iniciação Científica da UFRJ.Purificação da Enzima Glicoamilase. 1994. (Outra).

XXIIIª Reunião Anual da SBBq. Fast Methodology for Glucoamylase Purification. 1994. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Lucas Tupi Caldas pereira

GOTTSCHALK, L.M.F.; VENDRAMINI, A. L. A.; COSTA, A. C. A.; FREITAS, S.P.;BON, E. P. S.. Avaliação Técnica do processo de fermentação combinado com ultrafiltração por membranas para produção de celulases. 2017. Dissertação (Mestrado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Diego Renan Sobreiro Falcão Paim

GOTTSCHALK, L.M.F.; TONON, R. V.; PAGANI, M. M.. Desenvolvimento de produto em pó probiótico à base de juçara (Euterpe edulis Martius). 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola e Ambiental) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Helder Levi Silva Lima

GOTTSCHALK, L.M.F.; BRIGIDA, A. I. S.; ROSA, M. F.. Avaliação do potencial do líquido de sisal e do suco de caju para a produção de celulose bacteriana. 2014. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Felipe Moura Knopp

GOTTSCHALK, L.M.F.; KNOPP, F.M.;BON, E. P. S.. Hidrólise enzimática do bagaço de cana-de-açúcar utilizando o cultivo integral de Trichoderma reesei RUT-C30. 2013. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Patricia Maia Pereira

GOTTSCHALK, L.M.F.; FERREIRA-LEITÃO, V.S.; SILVA, M. Avaliação do potencial de fungos na degradação e detoxificação da atrazina. 2011. Dissertação (Mestrado em Vigilância Sanitária) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Alex da Silva Santos

GOTTSCHALK, L.M.F.. Produção, concentração e caracterização de extrato celulolítico produzido por linhagem fúngica mutante. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Débora Elias de Oliveira Rocha

GOTTSCHALK, L.M.F.; NASCIMENTO, H. J.; SILVA JR, J. G.. Identificação e quantificação da protamina e ovalbumina em preparações pré-vacinas contra a febre Amarela. 2011. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Imunobiológicos) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Laísa dos Reis

GOTTSCHALK, L.M.F.; AYUB, M.A.Z.; SILVEIRA, M.M.. Produção de celulases e xilanases por Penicillium echinulatum em biorreator com agitação mecânica. 2011. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade de Caxias do Sul.

Aluno: Angela Gava Barreto

FREITAS, S.P.; CABRAL, L.M.C.; MATTA, V.M.; FURTADO, AAL;GOTTSCHALK, L.M.F.. Clarificação e concentração de suco de camu camu. 2008. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Marcella Novaes Franco

FRANCO, M. N.; COELHO, R.R.R.;BON, E. P. S.; VERMELHO, A. B.; MACRAE, A.;GOTTSCHALK, L.M.F.. Produção de celulases em resíduos agro-industriais visando à obtenção de bioetanol. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências (Microbiologia)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Gabriel Zamith Leal Dalmaso

GOTTSCHALK, L.M.F.; VERMELHO, A. B.. Peptidases de Deinococcus radiodurans e microrganismos isolados da Antártica. 2016. Tese (Doutorado em Biotecnologia Vegetal) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Verônica Regina de Oliveira Lopes

GOTTSCHALK, L.M.F.; COELHO, M. A. Z.. Monitoramento Celular em Fermentação no Estado Sólido através de Técnicas de Análise Digital de Imagem. 2015. Tese (Doutorado em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Leise Soares Castelo Branco

GOTTSCHALK, L.M.F.; PINTO, G. A. S.. Produção de carotenoides por linhagens do gênero Rhodotorula utilizando glicerol bruto como fonte de carbono. 2015. Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Samuel Ribeiro Passos

GOTTSCHALK, L.M.F.. Produção e perfil de celulases e xilanases por Kitasatospora setae S10.2a isolada do tubo digestivo do diplopode Trigoniulus corallinus (Gervais). 2014. Tese (Doutorado em Programa de Pos Graduação em Agronomia - Ciencia do Solo) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Ayla Sant'Ana da Silva

BON, E. P. S.; ELEUTHERIO E. C. A.; JUNIOR, N.P.;GOTTSCHALK, L.M.F.; FREIRE, D. M. G.; RAMOS, L. P.. Pré-tratamento do bagaço de cana-de-açúcar com líquidos iônicos: efeito na desestruturação da parede celular e na eficiência da hidrólise enzimática. 2013. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Gaspar Dias Monteiro Ramos

ASCHERI, J.L.R.; COURI, S.; TAKEITI, C. Y.; CARVALHO, C. W. P.; DAMASO, M.C.T.;GOTTSCHALK, L.M.F.. Uso de fitases e do processo de extrusão termoplástica na produção de farinhas pré-gelatinizadas de sorgo com baixo teor de ácido fítico. 2012. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Flavia dos Santos Gomes

GOTTSCHALK, L.M.F.; FREITAS, S.P.. Concentração de licopeno de suco de melancia através de processos de separação por membranas. 2009. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Arnaldo Peixoto da Silva

GOTTSCHALK, L.M.F.. Determinação genotípica de cafés brasileiros com uso de espectroscopia infravermelho e quimiometria. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Química) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Javier Freddy Molina Pimentel

GOTTSCHALK, L.M.F.FERREIRA-LEITÃO, V.; ALMEIDA, R. V.. Estudo da indução de celulases em Trichoderma reesei RUT C-30 por dissacarídeos sintetizados por beta-glicosidase de amêndoa doce (Prunus dulcis) e Aspergillus awamori. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Patrícia Martins Nunes Botelho

AMARAL, P. F. F.; LEAO, M. H. M. R.;GOTTSCHALK, L.M.F.; COELHO, M. A. Z.; FINOTELLI, P. V.. Produção de lipase ligada a superficie celular para utilização de célula imobilizada em processos industriais. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em ENGENHARIA de Processos Quimicos e Bioquimicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Fabíola Maria de Lacerda Pinto

GOTTSCHALK, L.M.F.; VERMELHO, A. B.. Estudo de enzimas de micro-organismos do solo de pinguineiras da Antártica. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências (Microbiologia)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Henrique Trancoso

CARVALHO, C. W. P.; ASCHERI, J.L.R.;GOTTSCHALK, L.M.F.; TAVARES, A.. Avaliação do uso do sorgo integral na produção de mosto para fabricação de cerveja. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Carolina Moura da Silva

FREITAS, S. P.;GOTTSCHALK, L.M.F.. Otimização do processo de desadificação do óleo de macaúba por extração líquido-líquido. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Marcella Fernandes de Souza

BON, E. P. S.; FREITAS, S.P.;GOTTSCHALK, L.M.F.; NASCIMENTO, R.P.. Seleção e avaliação de uma linhagem fúngica isolada da Amazônia para a produção de enzimas capazes de hidrolisar biomassa lignocelulósica. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Ludmila de Araújo Nunes Viana

GOTTSCHALK, L.M.F.; PENHA, E.M.. Produção de lipase a partir de resíduos da agroindustria de óleos. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário da Zona Oeste.

Aluno: Raul Alves de Oliveira e Rodrigo da Rocha Olivieri Barros

OLIVEIRA, R.A.; BARROS, R.R.O.;BON, E. P. S.GOTTSCHALK, L.M.F.. Hidrólise enzimática associada à tecnologia de membranas na obtenção de xaropes da biomassa de cana-de-açúcar. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Raquel de Carvalho Rezende

REZENDE, R.C.; COELHO, R.R.R.;GOTTSCHALK, L.M.F.. Aplicação de actinomicetos na produção de enzimas envolvidas na degradação do bagaço de cana-de-açúcar, visando à produção de Bioetanol. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Granduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Raquel de Souza Paredes

PAREDES, R.S.; SEMEDO, L.T.A.S.;BON, E. P. S.GOTTSCHALK, L.M.F.. Produção das Enzimas Xilanase e beta-glicosidase pelo fungo Aspergillus awamori. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - UNIVERSIDADE DE VASSOURAS.

Aluno: Mariana Menezes Quadros de Oliveira

OLIVEIRA, M.M.Q.; COELHO, R.R.R.; VERMELHO, A. B.;GOTTSCHALK, L.M.F.; GRIGOREVISKI, A.. Obtenção de novos mutantes celulolíticos a partir do fungo Trichoderma atroviride. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Microbiologia e Imunologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Gabriel Ribeiro Delgado

DELGADO, G.R.; GRIGOREVISKI, A.;GOTTSCHALK, L.M.F.BON, E. P. S.. Celulases, beta-glicosidase e enzimas acessórias de Trichoderma atroviride: influência da fonte de nitrogênio e da relação C/N no acúmulo de enzimas. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Microbiologia e Imunologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Moura Knopp

BON, E. P. S.GOTTSCHALK, L.M.F.; COELHO, R.R.R.; GRIGOREVISKI, A.. Otimização de meio de cultivo para a produção de celulases, xilanases e -glicosidase pelo fungo Trichoderma reesei Rut C30. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Microbiologia e Imunologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Leonardo e Lucas Tupi Caldas Pereira

FREITAS, S.P.;BON, E. P. S.GOTTSCHALK, L.M.F.; PEREIRA, L. T. C.; PEREIRA, L. T. C.. Estudo Reológico da mistura reacional da conversão enzimática do bagaço de cana: Seleção do tipo de agitador. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Moura Knopp

KNOPP, F.M.;GOTTSCHALK, L.M.F.BON, E. P. S.. Otimização de meio de cultivo para produção de celulases e xilanases pelo fungo Trichoderma reesei. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Microbiologia e Imunologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

GOTTSCHALK, L.M.F.FERRARA, M. A.; FINGUERUT, J.. SELEÇÃO PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação 01/2008. 2008. Financiadora de Estudos e Projetos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

José Godinho da Silva Júnior

SILVA JUNIOR, J. G.. Lignina peroxidase de Streptomyces viridosporus T7A Efeito do óleo de milho e do íon cálcio na produção da enzima. 1998. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Nei Pereira Junior

PEREIRA JR, N.. Lignina peroxidase de Streptomyces viridosporus T7A: Efeito do Óleo de Milho e do Íon Cálcio na Produção de enzima. 1998. Dissertação (Mestrado em Bioquímica do Instituto de Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Nei Pereira Junior

PEREIRA JR, N.. Lignina peroxidase de Streptomyces viridosporus T7A:Produção em Biorreator e Concentração Via Processos com Membranas. 2002. Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Carla Levi Oliveira Corrêa

Uso da asparaginase durante o processamento úmido do café cereja para redução do teor de acrilamida; ; Início: 2014; Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Coorientador);

Ana Carolina Vieira Porto

Utilização de asparaginase na prevenção da formação de acrilamida em café; 2014; Dissertação (Mestrado em ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Aline Soares Cascaes Teles

Aproveitamento do bagaço de uva para produção de enzimas hidróliticas e obtenção de extratos ricos em compostos bioativos; 2019; Tese (Doutorado em Ciência de Alimentos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Erika Fraga de Souza

Produção de celulose bacteriana usando meios alternativos para aplicação na indústria de alimentos; 2019; Tese (Doutorado em ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro,; Coorientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Raul Alves Oliveira

Avaliação e Otimização do processo hidrólise enzimática do bagaço de cana tratado hidrotermicamente para a Produção de etanol de segunda geração; 2017; Tese (Doutorado em Pós-graduação em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Agnelli Holanda Oliveira

Extração Assistida por enzimas de compostos bioativos a partir de resíduos agroindustriais; 2017; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciência de medicamentos e alimentos) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Filipe do Carmo Aleixo de Sousa

Obtenção de óleos vegetais enriquecidos com diacilglicerídeos através da ação enzimática de lipases fúngicas; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Leonardo João Ferreira

Avaliação dos Métodos de Dosagem Titulométrico e Espectrofotométrico da Enzima Lipase; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Química) - Universidade do Grande Rio; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Mallú Silva Lobão de Queiroz

Produção de enzimas celulolíticas pelo fungo Aspergillus terreus; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Granduando em Ciências Biológicas) - Universidade Santa Úrsula, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Monique Cristine da Silva Pires

Hidrólise do bagaço de uva com um complexo enzimático para obtenção de um extrato rico em compostos fenólicos; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Manuella De Araujo Cardoso

Comparação da extração enzimática com métodos tradicionais para obtenção de um concentrado rico em compostos fenólicos a partir do bagaço da uva; ; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Filipe do Carmo Aleixo de Sousa

Uso da asparaginase no processamento do café para redução do teor de acrilamida; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Centro Universitário da Zona Oeste, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Filipe do Carmo Aleixo de Sousa

Obtenção de óleos vegetais enriquecidos com diacilglicerídeos através da ação enzimática de lipases fúngicas; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Centro Universitário da Zona Oeste; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Endie de Souza Ferreira

Avaliação da especificidade da lipase produzida por Aspergillus sp; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia de fabricação de fármacos) - Centro Universitário Estadual da Zona Oeste; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

BARBARA BARCELOS DA SILVA

Produção de -xilosidase pelo fungo Aspergillus awamori utilizando diferentes fontes de carbono e de nitrogênio; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

MARIANA BERENDONK

Produção da -L-arabinofuranosidase pelo fungo Aspergillus awamori em diferentes fontes de nitrogênio; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Marcella Fernandes de Souza

Produção de celulases e seu uso na hidrólise enzimática; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Henrique Ribeiro de Alencar Gonçalves

Produção de enzimas celulolíticas; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Raul Alves de Oliveira

Produção de celulases e estudo da hidrólise da biomassa da cana-de-açúcar; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Rodrigo da Rocha Olivieri de Barros

Produção de celulases e sua concentração por ultrafiltração; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Felipe Moura Knopp

Produção de celulases fúngicas utilizando espécies do gênero Trichoderma; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Microbiologia e Imunologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Hugo da Silva Reis

Produção de Feruil Esterase por Aspergillus awamori; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Rafael Bessa da Costa

Estudo da cinética enzimática de celulases produzidas por Trichoderma Reesei RUT C30; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Raquel de Sousa Paredes

Produção das enzimas xilanase e beta-glicosidase pelo fungo Aspergillus awamori em diferentes fontes de nitrogênio; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - UNIVERSIDADE DE VASSOURAS, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Bibiano Winter Afonso

Hidrólise enzimática comparativa com pó de eucalipto e do bagaço de cana; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Letícia Protector

Hidrólise Enzimática da Biomassa Lignocelulósica Tratada Fisicamente: Comparação entre Bagaço da Cana e Madeira; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Arthur Boechat Andrade

Otimização do meio para produção de beta-glicosidase e xilanase por Aspergillus awamori; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Mallú Silva Lobão de Queiroz

Produção de enzima celulolítica pelo fungo Aspergillus terreus; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Granduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Financiadora de Estudos e Projetos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Igor Resendes Barbosa

Produção de celulose bacteriana; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Química) - Colégio de Aplicação Emmanuel Leontsinis; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Maíra Aparecida de Oliveira Conceição

Produção da celulose bacteriana; 2012; Orientação de outra natureza; (Técnico em Química) - Colégio de Aplicação Emmanuel Leontsinis, Embrapa Agroindústria de Alimentos; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Maíra Aparecida de Oliveira Conceição

Produção da lipase de Aspergillus por fermentação em estado sólido; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Química) - Colégio de Aplicação Emmanuel Leontsinis; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Angela Gava Barreto

Separação de Enzimas por Ultrafiltração para otimização do processo de produção de Etanol de 2ª geração; 2009; Orientação de outra natureza; (Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leda Maria Fortes Gottschalk;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Elba Pinto da Silva Bon

Lignina peroxidase de Streptomyces viridoporus T7a: Efeito do óleo de milho e do íon cálcio na produção da enzima na produção da enzima; 1998; Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Elba Pinto da Silva Bon;

Elba Pinto da Silva Bon

Lignina peroxidase de Streptomyces viridosporus T7A: Produção em biorreator e concentração via processos com membranas; 2002; 0 f; Tese (Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Elba Pinto da Silva Bon;

Elba Pinto da Silva Bon

Desenvolvimento de misturas enzimaticas para a degradação de materiais lignocelulósicos; ; 2006; Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Elba Pinto da Silva Bon;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • TELES, ALINE S.C. ; CHÁVEZ, DAVY W.H. ; OLIVEIRA, RAUL A. ; BON, ELBA P.S. ; TERZI, SELMA C. ; SOUZA, ERIKA F. ; GOTTSCHALK, LEDA M.F. ; TONON, RENATA V. . Use of grape pomace for the production of hydrolytic enzymes by solid-state fermentation and recovery of its bioactive compounds. FOOD RESEARCH INTERNATIONAL , v. 120, p. 441-448, 2019.

  • SOUZA, ERIKA ; GOTTSCHALK, LEDA ; FREITAS-SILVA, OTNIEL . Overview of nanocellulose in food packaging. Recent Patents on Food, Nutrition & Agriculture , v. 10, p. 45, 2019.

  • PORTO, ANA CAROLINA VIEIRA ; FREITAS-SILVA, OTNIEL ; SOUZA, ERIKA FRAGA DE ; Gottschalk, Leda Maria Fortes . Effect of Asparaginase Enzyme in the Reduction of Asparagine in Green Coffee. BEVERAGES , v. 5, p. 32, 2019.

  • COSTA, JOANA R ; TONON, RENATA V ; GOTTSCHALK, LEDA MF ; SANTIAGO, MANUELA CP DE A ; MELLINGER-SILVA, CAROLINE ; PASTRANA, LORENZO ; PINTADO, MARIA M ; CABRAL, LOURDES MC . Enzymatic production of xylooligosaccharides from Brazilian Syrah grape pomace flour: a green alternative to conventional methods for adding value to agricultural by- products. JOURNAL OF THE SCIENCE OF FOOD AND AGRICULTURE , v. 99, p. 1250-1257, 2019.

  • OLIVEIRA, R.A. ; FREITAS, S. P. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; BON, E. P. S. . One-vessel Saccharification and Fermentation of Pretreated Sugarcane Bagasse using a Helical Impeller Bioreactor. BIOMASS CONVERSION AND BIOREFINERY , v. 7, p. 1-10, 2017.

  • PENHA, EDMAR DAS MERCÊS ; VIANA, LUDMILA DE ARAÚJO NUNES ; Gottschalk, Leda Maria Fortes ; TERZI, SELMA DA COSTA ; SOUZA, ERIKA FRAGA DE ; FREITAS, SIDINÉA CORDEIRO DE ; SANTOS, JULIANA DE OLIVEIRA ; SALUM, THAÍS FABIANA CHAN . Aproveitamento de resíduos da agroindústria do óleo de dendê para a produção de lipase por Aspergillus Níger. Ciência Rural , v. 46, p. 755-761, 2016.

  • GOTTSCHALK, L.M.F. ; SILVA, O. F. ; PORTO, A. C. V. . Estimated Acrylamide Intake from Coffee Consumption in Latin America. American Journal of Agricultural and Biological Sciences , v. 10, p. 91-98, 2015.

  • GOTTSCHALK, L.M.F. ; SPOSINA, R. S. T. ; Paredes, R. S. ; TEIXEIRA, R. S. S. ; Silva, A. S. ; Bon, E. P. S. . Efficient production of lignocellulolytic enzymes xylanase, -xylosidase, ferulic acid esterase and -glucosidase by the mutant strain Aspergillus awamori 2B.361 U2/1. Brazilian Journal of Microbiology (Impresso) , v. 44, p. 569-576, 2013.

  • FERREIRA-LEITÃO, V. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; FERRARA, M. A. ; NEPOMUCENO, A.L. ; MOLINARI, H. B. C. ; BON, E. P. S. . Biomass residues in Brazil: Availability and potential uses. Waste and Biomass Valorization , v. 1, p. 65-76, 2010.

  • BARROS, R.R.O. ; OLIVEIRA, R.A. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; BON, E. P. S. . Production of Cellulolytic Enzymes by Fungi Acrophialophora nainiana and Ceratocystis paradoxa Using Different Carbon Sources. Applied Biochemistry and Biotechnology , v. 161, p. 448-454, 2010.

  • GOTTSCHALK, L.M.F. ; OLIVEIRA, R.A. ; BON, E. P. S. . Cellulases, xylanases, Î-glucosidase and ferulic acid esterase produced by Trichoderma and Aspergillus act synergistically in the hydrolysis of sugarcane bagasse. Biochemical Engineering Journal , v. 51, p. 72-78, 2010.

  • Soccol, Carlos Ricardo ; Vandenberghe, Luciana Porto de Souza ; Medeiros, Adriane Bianchi Pedroni ; Karp, Susan Grace ; Buckeridge, Marcos ; Ramos, Luiz Pereira ; Pitarelo, Ana Paula ; Ferreira-Leitao V ; Ferreira-Leitão, Viridiana ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; Ferrara, Maria Antonieta . Bioethanol from lignocelluloses: Status and perspectives in Brazil. Bioresource Technology , v. 101, p. 4820-4825, 2010.

  • GOTTSCHALK, L.M.F. ; BON, E. P. S. ; NOBREGA, R. . Lignin Peroxidase from Streptomyces viridosporus T7A: Enzyme Concentration Using Ultrafiltration. Applied Biochemistry and Biotechnology , v. 147, p. 23-32, 2008.

  • GOTTSCHALK, L.M.F. ; NOBREGA, R. ; BON, E. P. S. . Effect of aeration on lignin peroxidase production by Streptomyces viridosporus. Applied Biochemistry and Biotechnology , v. 105, p. 799-807, 2003.

  • GOTTSCHALK, L.M.F. ; MACEDO, J. M. B. ; BON, E. P. S. . Corn oil favours protease production by Streptomyces viridosporus T7A. Brazilian Journal of Microbiology (Impresso) , v. 31, p. 13-18, 2000.

  • MACEDO, J. M. B. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; BON, E. P. S. . Lignin peroxidase and protease production by Streptomyces viridosporus T7A in the presence of calcium carbonate. Nutritional and regulatory carbon sources. Applied Biochemistry and Biotechnology , v. 77-79, p. 735-744, 1999.

  • MACEDO, J. M. B. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; BON, E. P. S. . Calcium carbonate mediates higher lignin peroxidase activity in the culture supernadant of streptomyces viridosporus T7A. Brazilian Journal of Chemical Engineering , v. 16, p. 163-169, 1999.

  • MACEDO, J. M. B. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; BON, E. P. S. . Calcium carbonate mediates higher lignin peroxidase activity in the culture supernatant of Streptomyces Viridosporus T7A. BRAZILIAN JOURNAL OF CHEMICAL ENGINEERING , v. 16, p. 163-169, 1999.

  • GOTTSCHALK, L.M.F. ; MACEDO, J. M. B. ; BON, E. P. S. . Lignin peroxidase production by streptomyces viridosporus T7A. Use of corn oil as carbon source. Applied Biochemistry and Biotechnology , v. 77-79, p. 771-778, 1999.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

BON, E. P. S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; SiILVA, A.S. ; TEIXEIRA, R. S.S. ; ELEUTHERIO E. C. A. ; PEREIRA M. D. ; WEBB, C. ; FERREIRA FILHO, E. X. . Composição de enzimas, uso da composição na hidrólise enzimática de material lignocelulósico, processo de produção de enzimas que degradam a fração de polissacarídeos da biomassa, processo de produção de álcool utilizando a composição de enzimas. 2007.

BON, E. P. S. ; TEIXEIRA, R. S.S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; OLIVEIRA, E. M. M. . A Tecnologia Enzimática da Biomassa. 2013. .

SILVA, O. F. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; SILVA, J.L.S. ; OLIVEIRA, E. M. M. . Curso de Microbiologia aplicada a Agroindústria. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

GOTTSCHALK, L.M.F. ; COELHO, R.R.R. ; BON, E. P. S. . Produção de Enzimas de Interesse Industrial. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

COELHO, R.R.R. ; BON, E. P. S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; NASCIMENTO, R.P. ; GRIGOREVISKI, A. . A Tecnologia Enzimática da Biomassa. 2011. .

OLIVEIRA, E. M. M. ; WATANABE, E. ; GOTTSCHALK, L.M.F. . Biotecnologia e Biossegurança. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BON, E. P. S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; TEIXEIRA, R. S.S. ; COELHO, R.R.R. ; NASCIMENTO, R.P. . A Tecnologia Enzimática da Biomassa. 2010. .

BON, E. P. S. ; COELHO, R.R.R. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; NASCIMENTO, R.P. . A Tecnologia Enzimática da Biomassa. 2009. .

BON, E. P. S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. . Disciplina Teórico-experimental de Bioquímica IQB 248. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BON, E. P. S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. . A tecnologia Enzimática da Biomassa. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

GOTTSCHALK, L.M.F. . Introdução aos Bioprocessos. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

BON, E. P. S. ; COELHO, R.R.R. ; GOTTSCHALK, L.M.F. ; VERMELHO, A. B. ; NASCIMENTO, R.P. . Produção de enzimas de Interesse Industrial. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

BON, E. P. S. ; GOTTSCHALK, L.M.F. . Biotecnologia Microbiana: o uso de microrganismos na indústria. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Celulose bacteriana: Produção e aplicações biomédicas, Descrição: A celulose bacteriana (CB) é um biopolímero que tem despertado muito interesse, graças às suas excelentes propriedades, além de suas peculiaridades em comparação à celulose vegetal. A CB é um polissacarídeo extracelular sintetizado por determinadas bactérias, a partir da fermentação de meios de cultura ricos em sacarídeos. Embora de estrutura química similar à das celuloses vegetais, a CB tem diferente organização estrutural, se constituindo de uma rede de nanofibrilas, com propriedades mecânicas superiores, alto grau de pureza (sem hemicelulose e lignina associadas), alta cristalinidade, biocompatibilidade e alta capacidade de retenção de água. Essas propriedades abrem um amplo espectro para sua aplicação, em especial no campo da nanotecnologia e dos biomateriais. Os estudos desenvolvidos com CB envolvem principalmente os mecanismos de síntese deste biopolímero e os aspectos relacionados com sua estrutura e suas propriedades, que são fatores determinantes para definição do seu campo de aplicação, sendo que a ampliação de suas aplicações industriais depende ainda da escala e dos custos de produção envolvidos. Uma alternativa que vem sendo avaliada por vários autores para reduzir o custo de produção é a utilização de fontes agroindustriais como meio de cultura alternativo para a fermentação das bactérias. Resultados recentes gerados pelo projeto 02.11.01.002.00.00 ?Resíduos Agroindustriais para Obtenção de Biomaterial a base de Celulose Bacteriana? comprovaram que meios alternativos como suco de caju, líquido de sisal e extrato de algaroba mostraram-se adequados para a produção de CB. Além de estabelecidas as melhores condições para obtenção de CB a partir dessas fontes, a execução do projeto viabilizou a obtenção de um material polimérico com características potencialmente adequadas a aplicações biomédicas (biomaterial). Como desdobramentos desse projeto e de pesquisa futura, destaca-se a necessidade de avançar de aprofundar o conhecimento acerca da aplicação da CB como biomaterial, ampliando o espectro de aplicações desse importante biopolímero. Nesse sentido, nessa segunda fase, propõe-se desenvolver novos materiais (curativos bioativos e dispositivos que promovam a regeneração óssea) para aplicações biomédicas. Para tal, o caju, que se destaca tanto pela relevância econômica quanto pelo grande volume de excedente, será escolhido como meio de cultura alternativo para dar continuidade a esta fase da pesquisa. Pretende-se, adicionalmente, avaliar o potencial de bioconversão de outra importante fonte agroindustrial - melaço de soja. Nesses estudos de bioconversão do melaço em CB, pretende-se também testar bactérias comumente utilizadas nas indústrias produtoras de vinagre, que utilizam outra rota fermentativa (acética), podendo ser uma alternativa interessante para agregar valor à essa indústria. Além das atividades previstas na proposta estarem interligadas, propiciando um fluxo contínuo de informações e conhecimento, a equipe proponente estará integrada por meio de redes de pesquisa já formadas. Essa visão participativa será incrementada por meio da constituição de um grupo gestor, de forma a facilitar o acompanhamento e execução do projeto. Temas de ciência e tecnologia estratégicos para o Brasil, a exemplo da nanotecnologia e biotecnologia estão contemplados, ultimando o desenvolvimento de processos e produtos de base renovável. A lógica da proposta está inserida no aproveitamento de biomassa decorrente das cadeias produtivas do caju e da soja, encontrando-se alinhada à Agenda de Prioridades da Unidade e aos escopos do Arranjo ?Nanotecnologia aplicada ao Agronegócio? e do Portfólio ?Química da Biomassa?. Como impactos potenciais do projeto, é razoável supor que a diversificação de produtos tecnológicos a partir dessa biomassa poderá catapultar novas fronteiras de agregação de valor para importantes cadeias do agronegócio.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Edmar das Merces Penha - Integrante / Erika Fraga Souza - Integrante / Maria de Fátima Borges - Integrante / TERZI, SELMA DA COSTA - Integrante / Gustavo Adolfo Saavedra Pinto - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Aplicação de lipases livres e imobilizadas no processo de obtenção de óleos vegetais nutricionais e concentrados de ácidos graxos poli-insaturados, Descrição: Diversas pesquisas têm estudado a tecnologia de modificação dos óleos e gorduras e a obtenção de concentrados de ácidos graxos poli-insaturados que beneficiem a saúde do ser humano. Os componentes mais expressivos dos óleos e gorduras são os triacilglicerídeos (TAGs) e suas propriedades físicas dependem da estrutura e da distribuição dos ácidos graxos presentes. As lipases (EC 3.1.1.3) são enzimas que catalisam a hidrólise total ou parcial destes TAGs para produzir ácidos graxos (AGs) livres, diacilglicerol (DAG), monoacilglicerol (MAG) e glicerol. Devido a sua capacidade única de atuar preferencialmente na interface água-óleo, em função do conteúdo de água no meio reacional, pode também catalisar a reação inversa de esterificação entre álcoois e ácidos graxos livres. Também por este motivo, são capazes de catalisar reações de interesterificação entre TAG e ácidos graxos (acidólise), álcoois (alcólise) ou ésteres, com formação de novos TAGs. As lipases são, portanto, amplamente utilizadas em uma grande variedade de reações, tais como, na resolução de mistura racêmica, na síntese de tensoativos surfactantes, na obtenção de concentrados de ácidos graxos poli-insaturados, na síntese de lipídeos estruturados, dentre outras. Estudos tem demonstrado que o consumo de óleos enriquecidos com DAGs pode reduzir o nível de gordura neutra no sangue, ajudando no combate da obesidade. No entanto, para sua aplicação industrial, a especificidade da lipase é um fator crucial. As lipases são divididas em 3 grupos baseados na sua especificidade: lipases não específicas (agem em posições randômicas), lipases 1,3 especificas (liberam AGs da posição 1 e 3 dos TGAs) e lipases ácido graxo específicas (possuem ação específica para grupos acilas nas moléculas de TAG). A Coleção de Microrganismos de Interesse da Indústria de Alimentos e Agroenergia, da Embrapa Agroindústria de Alimentos possui 2 linhagens com alta capacidade para produção de lipases. Essas enzimas produzidas já foram parcialmente caracterizadas, mas há a necessidade de aprofundar o conhecimento em termos de suas especificidades. Neste trabalho, pretende-se, portanto, caracterizar a especificidade das duas lipases produzidas pelos fungos Aspergillus niger 11T53A14 e Aspergillus niger C e comparar com a especificidade de lipases comerciais. A caracterização da especificidade destas lipases será importante para sua aplicação industrial. Além disso, pretende-se avaliar a atividade e estabilidade das lipases modificadas utilizando técnicas de imobilização e encapsulação de forma facilitar a recuperação da enzima. A enzima imobilizadaa pode ser reutilizada tornando viável economicamente seu uso em processos alimentícios industriais. A proteína modificada pode apresentar novas propriedades de ligação, inversão da sua especificidade e/ou aumento da atividade enzimática dependendo da natureza da proteína, da molécula anfipática utilizada e do processo de imobilização. Portanto, as lipases imobilizadas também serão caracterizadas para verificar se ocorreu alguma alteração na especificidade. As lipases livres e imobilizadas serão utilizadas para obtenção de óleos vegetais enriquecidos com diacilglicerídeos e dos concentrados de ácidos graxos poli-insaturados. Após a modificação dos óleos e determinação da especificidade de cada enzima, um melhor direcionamento poderá ser dado para a aplicação em diferentes setores da indústria de alimentos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Coordenador / Edmar das Merces Penha - Integrante / Erika Fraga Souza - Integrante / Ana Iraidy Santa Brigida - Integrante / Rosemar Antoniassi - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante / Renata Valeriano Tonon - Integrante / Ana Luiza Mattos Braga - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2013 - 2015

    Uso da asparaginase no processamento do café para redução do teor de acrilamida, Projeto certificado pela empresa Novozymes Latin America em 11/03/2016., Descrição: A qualidade nas etapas de produção, de beneficiamento e de industrialização do café tem de ser o diferencial para a sustentabilidade do agronegócio do café brasileiro. A consolidação do café brasileiro tanto nos mercados tradicionais como no emergente deve ser pautada pelos conhecimentos de suas características de qualidade e segurança. A torração é o processo que permite que os compostos aromáticos e os sabores, bem como outros atributos sensoriais, se desenvolvam e se expressem na bebida final. No entanto, a torração excessiva, muitas vezes utilizada para mascarar a baixa qualidade dos grãos de café, pode ser responsável, também pela produção de substâncias potencialmente cancerígenas, como a acrilamida, que devem ser monitoradas, a fim de identificar seu ponto de surgimento ou até mesmo sua degradação durante o processamento do café. Foi claramente estabelecida que a principal via de formação de acrilamida em alimentos é a reação de Maillard, iniciada pela condensação do aminoácido asparagina e hidratos de carbono redutores. Portanto, a asparagina, considerado um dos precursores chave no mecanismo de formação da acrilamida, pode ser removida pela ação da asparaginase. O objetivo deste projeto é avaliar o uso da asparaginase no processamento dos cafés Arábica e Robusta, submetidos a diferentes graus de torra visando à redução do teor de acrilamida. A concentração da asparagina será acompanhada e correlacionada com a formação da acrilamida. A avaliação do perfil químico ao longo da torração permitirá verificar se o tratamento enzimático terá influência na degradação ou concentração de outras substâncias da matriz como cafeína, aminoácidos e açúcares.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Coordenador / Edmar das Merces Penha - Integrante / Otniel Freitas Silva - Integrante / Ronoel Luiz de Oliveira Godoy - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 2

  • 2012 - 2014

    Obtenção de óleos vegetais enriquecidos com diacilglicerídeos através da ação enzimática de lipases fúngicas, Descrição: Estudos tem demonstrado que o consumo de óleos enriquecidos com DAGs pode reduzir o nível de gordura neutra no sangue, ajudando no combate da obesidade. O objetivo do projeto é caracterizar a especificidade das lipases produzidas por fermentação em estado sólido pelos fungos Aspergillus niger 11T53A14 e Aspergillus niger C ambos da Coleção de Microrganismos de Interesse da Indústria de Alimentos e Agroenergia, da Embrapa Agroindústria de Alimentos e das lipases produzidas por uma estirpe de Yarrowia lipolytica (IMUFRJ 50682) da Escola de Química da UFRJ e comparar com a especificidade das lipases fúngicas comerciais. A caracterização da especificidade destas lipases será importante para sua aplicação industrial. Além disso, pretende-se imobilizar as lipases fúngicas e avaliar sua atividade, estabilidade e especificidade. A enzima imobilizada pode ser reutilizada tornando viável economicamente seu uso em processos alimentícios industriais. A proteína imobilizada pode apresentar novas propriedades de ligação, inversão da sua especificidade e/ou aumento da atividade enzimática dependendo da natureza da proteína e do processo de imobilização. As lipases livres e imobilizadas serão utilizadas para obtenção de óleos vegetais enriquecidos com diacilglicerídeos. Após a modificação dos óleos e determinação da especificidade de cada enzima, um melhor direcionamento poderá ser dado para a aplicação em diferentes setores da indústria de alimentos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Coordenador / Edmar das Merces Penha - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante / Selma da Costa Terzi - Integrante / Sonia Couri - Integrante / Erika Fraga Souza - Integrante / Ana Iraidy Santa Brigida - Integrante / Rosemar Antoniassi - Integrante / Marilia Penteado Stephan - Integrante / Caroline Mellinger Silva - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2011 - 2015

    Linhagens microbianas superiores para a produção de etanol lignocelulósico, Descrição: A produção de etanol a partir de biomassa lignocelulósica, tais como bagaço de cana e outros resíduos agroindustriais, requer que as pentoses e hexoses (C5/C6 - açúcares de 5 e 6 carbonos) presentes na celulose e hemicelulose sejam liberadas do polímero para que na fermentação microbiana sejam convertidas a etanol. Para o estabelecimento de um processo economicamente viável a hidrólise da biomassa a açúcares deve ser eficiente e de baixo custo e todos os açúcares do hidrolisado devem ser convertidos a etanol durante a fermentação. Apesar dos vários avanços científicos na área de etanol lignocelulósico, o preço das enzimas utilizadas na hidrólise da biomassa e a ausência de microrganismos eficientes na fermentação de C5/C6 em hidrolisados ainda não permitem o estabelecimento de processos industriais. Este projeto tem por objetivo desenvolver linhagens microbianas elite para sobrepor esses dois desafios.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Integrante / Edna Maria Morais Oliveira - Integrante / Ayla Sant'Anna da Silva - Integrante / Ricardo Sposina Sobral Teixeira - Integrante / Viridiana Santana Ferreira-Leitão - Integrante / Edmar das Merces Penha - Integrante / João Ricardo Moreira de Almeida - Coordenador / Léia Cecilia de Lima Fávaro - Integrante / Selma da Costa Terzi - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2011 - 2014

    Resíduos Agroindustriais para Obtenção de Biomaterial a base de celulose bacteriana, Descrição: O crescente interesse por materiais poliméricos biodegradáveis vem impulsionando estudos que considerem novas fontes de matérias-primas e novas aplicações tecnológicas inseridas no conceito e filosofia da chamada ?química verde?. Entre os materiais de grande interesse está a celulose: o polímero natural mais abundantemente encontrado em vegetais, o qual também pode ser sintetizado por alguns microrganismos. Devido a suas propriedades, mais recentemente, a celulose sintetizada por microrganismos, conhecida como celulose bacteriana (CB), vem atraindo a atenção do meio científico e tecnológico. Os estudos desenvolvidos com CB envolvem principalmente os mecanismos de síntese deste biopolímero por rota fermentativa e os aspectos relacionados com a sua estrutura e suas propriedades químicas, térmicas e mecânicas, que são fatores determinantes para definição do seu campo de aplicação. A CB possui uma estrutura reticulada ultrafina, naturalmente nanométrica com diâmetro entre 24 e 28 nm. Além disso, a estrutura da CB é altamente cristalina (grau de cristalinidade em torno de 90%) e possui alta capacidade de retenção de água, formação de uma rede de nanofibras, e alta resistência à tensão, o que favorece a produção de materiais com propriedades mecânicas superiores a partir da mesma. Estas propriedades abrem um amplo espectro para sua aplicação, em especial no campo da nanotecnologia e biomateriais a exemplo da produção de bionanocompósitos. Contudo, para reduzir os custos de sua obtenção, as fontes de carbono a serem utilizadas devem ser, preferencialmente, de baixo custo. Neste sentido, a presente proposta tem como objetivo obter CB a partir de resíduos e avaliar a sua aplicação na obtenção de biomateriais nanoestruturados.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Edna Maria Morais Oliveira - Integrante / Morsyleide de Freitas Rosa - Coordenador / Edmar das Merces Penha - Integrante / Janine Passos Lima da Silva - Integrante., Financiador(es): EMBRAPA - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2010

    Produção de Etanol de 2ª Geração a Partir da Biomassa da Cana-de-açúcar em Escala Piloto: Pré-tratamento, Produção de Enzimas, Hidrólise Enzimática e Fermentação Alcoólica. Projeto CNPq 552338/2007-9, Descrição: Aumento de escala do processo de produção de etanol de biomassa da cana-de-açúcar, envolvendo as etapas de produção de enzimas, pré-tratamento da biomassa, hidrólise enzimática e fermentação alcoólica, do estágio atual de desenvolvimento em escala de bancada (1litro) para escala piloto (100 litros). Este projeto esta sendo desenvolvido em colaboração com a empresa Dedini S/A Indústria de Base. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Raul Alves de Oliveira - Integrante / Rodrigo da Rocha Olivieri de Barros - Integrante / Felipe Moura Knopp - Integrante / Ricardo Sposina Sobral Teixeira - Integrante / Leonardo Tupi Caldas Pereira - Integrante / Lucas Tupi Caldas Pereira - Integrante / Artur Boechat Andrade - Integrante / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Marcella Novaes Franco - Integrante / Andrew Macrae - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Leticia Protector - Integrante / Rafael Bessa - Integrante / Raquel de Souza Paredes - Integrante / Gabriel Ribeiro Delgado - Integrante / Hugo da Silva Reis - Integrante / Frederico Augusto Vieira de Castro - Integrante / Leonardo Vilela - Integrante / Jonas Nolasco Junior - Integrante / João Rafael Perroni Ciambelli - Integrante / Ademilson Aparecido de Oliveira - Integrante / Celina Kiyomi Yamakawa - Integrante / Helio Gabardo Filho - Integrante / Guilherme Marengo Ferreira - Integrante / Paulo Eduardo Mantelatto - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 10

  • 2006 - 2008

    Projeto Bioetanol - Produção de etanol por hidrólise enzimática da biomassa da cana de açúcar - Convênio FINEP no. 01-06-004700, Descrição: Este projeto visa o desenvolvimento de tecnologia para a produção de etanol de biomassa da cana-de-açúcar (bagaço e palha), utilizando hidrólise enzimática da biomassa pré-tratada. Esta tecnologia resultará na intensificação da produção de álcool por hectare, em contraste com a simples expansão da lavoura de cana, o que permitirá o aumento de produção nas regiões mais competitivas, reduzindo riscos econômicos e ambientais, além de minimizar a necessidade de investimentos importantes em infra-estrutura e em logística. O desenvolvimento da produção de etanol do bagaço da cana de açúcar, via hidrólise enzimática, na forma aqui proposta, é especialmente favorecido no Brasil, que já detém a tecnologia de produção do etanol mais barato do mundo. A produção de bioetanol não será independente do processo tradicional, e sim complementar ao mesmo. O hidrolisado do bagaço (excedente de 4.7 x 106 ton de bagaço seco / ano), será misturado ao caldo da cana ou ao melaço, inserindo-se ao processo tradicional nas etapas subseqüentes de fermentação e destilação do etanol. A implementação desta tecnologia poderá aumentar, em até 12% a produção de etanol (1.7 x 106 m3 ethanol / ano) considerando apenas a utilização dos atuais 10% excedentes do bagaço. Existe previsão do aumento na disponibilidade de bagaço com a otimização energética das usinas e a proibição da queima da palha disponibilizará grandes quantidades desta biomassa a ser processada da forma proposta neste projeto; neste contexto existe grande demanda atual e por esta tecnologia. É fundamental a disponibilidade de enzimas de baixo custo, eficientes e desenvolvidas para as matérias-prima-alvo, a biomassa da cana. Apesar de existirem no mercado celulases e xilanases industriais e com alta atividade, os biocatalizadores são importados e de alto custo. A sua utilização significaria dependência tecnológica em uma etapa fundamental do processo, justificando o desenvolvimento da produção destas enzimas neste projeto.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Raul Alves de Oliveira - Integrante / Rodrigo da Rocha Olivieri de Barros - Integrante / Ayla Sant'Anna da Silva - Integrante / Felipe Moura Knopp - Integrante / Mallú Silva Lobão de Queiroz - Integrante / Ricardo Sposina Sobral Teixeira - Integrante / Leonardo Tupi Caldas Pereira - Integrante / Lucas Tupi Caldas Pereira - Integrante / Artur Boechat Andrade - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante.Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2 (Ref. FINEP 1421-08), Descrição: Desenvolvimento da tecnologia de produção de enzimas celulolíticas e acessórias visando o seu uso para a produção de etanol de biomassa. Estes estudos serão realizados de forma integrada ao estudo das etapas envolvidas na produção de etanol de biomassa (pré-tratamento da biomassa, sua hidrólise enzimática e fermentação alcoólica dos xaropes de biomassa), considerando a sua interdependência. Os experimentos serão realizados em escala pré-piloto.Os laboratórios envolvidos são: Laboratório de Tecnologia Enzimática do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Profª Elba P.S. Bon; Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (LIFE) do Instituto de Química/ UFRJ, coordenado pela Profª Elis Cristina Araújo Eleuthério; Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Bianca Neves; Laboratório de Química de Proteinas do Instituto de Química/UFRJ, coordenado pelo Professor Gilberto Domont; Laboratório de Biotecnologia de Actinomicetos do Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes /UFRJ, coordenado pela Professora Rosalie Reed Coelho; Laboratório de Processos Enzimáticos do Departamento de Engenharia Química da Escola de Química/UFRJ, coordenado pela Professora Suely Pereira Freitas; Instituto Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ, coordenado pelo professor Luiz Pinguelli Rosa; Laboratório de Catálise do INT, com a participação da doutora Viridiana Santana Ferreira-Leitão; Laboratório de Biologia Molecular e Biotecnologia de Leveduras (LBMBL) / UFSC sob coordenação do Prof. Boris U. Stambuk. A participação da empresa BIOMM neste projeto favorecerá a avaliação das ações de C&T sob o ponto de vista industrial, favorecendo o desenvolvimento de um processo exeqüível em nível industrial, coordenado pelo doutor Luciano Villela.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leda Maria Fortes Gottschalk - Integrante / Elba Pinto da SIlva Bon - Coordenador / Rosalie Reed Rodrigues Coelho - Integrante / Elis Cristina Araujo Eleutherio - Integrante / Marcos Dias Pereira - Integrante / Suely Pereira Freitas - Integrante / Bianca Cruz Neves - Integrante / Gilberto Barbosa Domont - Integrante / Luiz Pinguelli Rosa - Integrante / Luciano Villela - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2007

Prêmio SIMBIO Jovem Pesquisador, FEALQ (Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz - Simpósio de Biotecnologia em Etanol e Biodisel.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Agroindústria de Alimentos. , Av. das Américas 29501, Guaratiba, 23020470 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 36229618, Fax: (21) 36229713, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - 2015

    Embrapa Agroindustria de Alimentos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2011 - Atual

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

    Atividades

    • 11/2013

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa Agroindústria de Alimentos, .,Linhas de pesquisa

    • 01/2012

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa Agroindústria de Alimentos, .,Linhas de pesquisa

    • 07/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa Agroindústria de Alimentos, .,Linhas de pesquisa

    • 03/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa Agroindústria de Alimentos, .,Linhas de pesquisa