Larissa Alves de Lira

Atualmente, Larissa Alves de Lira é professora visitante da Universidade de Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós-doutora pelo Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo, doutora École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS, Paris) e pela Universidade de São Paulo, em convênio internacional de dupla titulação, mestre em Geografia Humana pela USP, Bacharel e licenciada em Geografia pela USP, Larissa Alves de Lira desenvolve pesquisas na área de história e epistemologia da geografia, história e epistemologia da geo-história, da geoeconomia, da geopolítica e sobre a inserção do Brasil nos estudos globais. De 2005 a 2007, Larissa Alves de Lira desenvolveu pesquisas interdisciplinares no departamento de História da USP com financiamento da FAPESP e do CNPQ, pesquisa premiada pela USP. De 2005 a 2015 foi pesquisadora do grupo de estudos Fernand Braudel, registrado no CNPQ. Em meados de 2012, concluiu o mestrado em Geografia Humana sobre edificação metodológica da geografia moderna a partir dos estudos do Mediterrâneo. Em 2012, conclui a tese sobre a liderança de Pierre Mombeig na consolidação da geografia "moderna" no Brasil, numa perspectiva de longa duração e global. O pós doutorado incidiu sobre as epistemologias de colonização do Brasil, na ocasião da definição da localização da capital, Brasília. Possui dois livros publicados pela Alameda e pela FAPESP. Em 2010, realizou seu primeiro estágio de pesquisa na França na Universidade Paris 4 (Sorbonne). Entre 2012 e 2017, desenvolveu um doutorado em convênio internacional de dupla titulação entre a USP e a École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), com financiamento da FAPESP no Brasil e no exterior. Possui diversos artigos publicados, nacionais e internacionais, principalmente em periódicos da América Latina, França e na Alemanha. Fez diversas palestras e apresentações de trabalho no Brasil, no exterior, e, principalmente na França, Alemanha e Estados Unidos.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Géographie

2013 - 2017

École des Hautes Études en Sciences Sociales
Título: Pierre Monbeig et la formation de la géographie brésilienne. Une science dans le capitalisme tardif (1925-1957): érosion des valleurs litteraires, tentation de l'action et systématisation de la méthode
Orientador: Marie-Vic Ozouf-Marignier
com Coorientador: Manoel Fernandes de Sousa Neto. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.

Doutorado em Doutorado em Geografia Humana

2012 - 2017

Universidade de São Paulo
Título: Pierre Monbeig e a Formaçao da geografia brasileira. Uma ciência no contexto do capitalismo tardio: erosão dos valores literários, tentação à ação e sistematização do método (1925-1957)
Orientador: em École des hautes études en sciences sociales ( Marie-Vic Ozouf Marignier)
com Manoel Fernandes de Sousa Neto. Coorientador: Marie-Vic Ozouf-Mariginier. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Palavras-chave: Pierre Monbeig; Brasil; França; história intelectual; geohistória.

Mestrado em Geografia (Geografia Humana)

2009 - 2012

Universidade de São Paulo
Título: O primeiro esboço do método geográfico de Vidal de la Blache a partir dos estudos do Mediterrâneo. Permanências e rupturas no contexto da institucionalização da geografia (1872-1918),Ano de Obtenção: 2012
Manoel Fernandes de Sousa Neto.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Palavras-chave: Vidal de La Blache; História da Geografia; Mediterrâneo; Tempo Geográfico; Geografia Humana; Geografia Botânica. Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geohistória.

Graduação em Geografia

2004 - 2009

Universidade de São Paulo
Título: A Concepção de Espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo e suas Relaçoes com a Geografia de Vidal de La Blache
Orientador: Profº Drº Antonio Carlos Robert Moraes
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2017 - 2019

Pós-Doutorado. , Universidade de São Paulo, USP, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas, Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geohistória.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Seminaire Les écritures du géographique. (Carga horária: 2h). , Universidade de Paris-Sorbonne IV, UP IV, França.

2018 - 2018

Seminaire Analyse politique de la viille. (Carga horária: 12h). , Université Paris-Ouest Nanterre la Défense, PARIS OUEST, França.

2013 - 2013

Aspectos metodológicos da geografia vidaliana. (Carga horária: 12h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2012 - 2012

A esquerda da América latina- história, presente, perspectivas. (Carga horária: 40h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2012 - 2012

Evolucionismo: pensamento científico e social. (Carga horária: 6h). , Sociedade Brasileira de História da Ciência, SBHC, Brasil.

2012 - 2012

Geografia Histórica: diálogos entre las geografías. (Carga horária: 12h). , Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP, FFLCH, Brasil.

2005 - 2012

Francês. (Carga horária: 490h). , Aliança Francesa, AL, Brasil.

2011 - 2011

Preparação Pedagógica- PAE. (Carga horária: 24h). , Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP, FFLCH, Brasil.

2011 - 2011

Espanhol. (Carga horária: 4h). , Instituto Cervantes, I C, Brasil.

2010 - 2010

História da Geografia no Brasil: questões teóricas. (Carga horária: 12h). , Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP, FFLCH, Brasil.

1997 - 2005

Inglês. (Carga horária: 583h). , English For You, ENGLISH4U, Brasil.

2004 - 2004

Conhecimento e existência. (Carga horária: 9h). , Associação dos Geógrafos Brasileiros, AGB, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geohistória.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: História da Geografia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Teoria e Métodos da Geografia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia econômica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CLERC, P. ; LIRA, Larissa Alves de. . A história da geografia francesa através de suas controvérsias (palestra do Professor Pascal Clerc). 2019. (Outro).

BARROS, H. ; LIRA, Larissa Alves de. . Os desafios do planejamento ambiental urbano de Recife e São Paulo e a aplicação de geotecnologias (palestra). 2019. (Outro).

DE LIRA, LARISSA ALVES . Comissão Científica do II Congresso Brasileiro de Organização do Espaço e XIV Seminário da Pós-Graduação em Geografia da Unesp Rio Claro. 2019. (Congresso).

LIRA, LARISSA ALVES DE . XIX Encontro Nacional de Geógrafos. 2018. (Outro).

LIRA, LARISSA ALVES DE . I Seminário de geografia da ciência, dos saberes e da história da geografia. 2018. (Outro).

LIRA, LARISSA ALVES DE ; CLERC, P. . Seminário A história e a epistemologia da geografia: como? Por que? Por uma abordagem espacial em história e epistemologia da geografia. 2018. (Outro).

ROBIC, M. C. ; OZOUF-MARIGNIER, M. ; SOUSA NETO, M. F. ; CONTEL, F. ; LIRA, L. A. de. . ?Thèmes et problèmes contemporains de l'histoire de la géographie faite en France?. 2017. (Outro).

LIRA, L. A. . IV Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico (IV ENHPG) e II Encontro Nacional de Geografia Histórica (II ENGH). 2016. (Congresso).

LIRA, L. A. . International Symposium on "Circulation of ideas and history of geographical knowledge: hierarchies, interactions and networks?.. 2014. (Outro).

SOUSA NETO, M. F. ; LIRA, L. A. . Geografia e Imperialismo. 2013. (Outro).

LIRA, L. A. . Geografía Histórica: diálogos entre las geografías poscoloniales y los estudios de formación territorial.. 2012. (Outro).

LIRA, L. A. . II Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico. 2009. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Geo(grafías) nacionales: interpretaciones del territorio y formación de comunidades académicas en América Latina.A construção de uma epistemologia pertinente por geógrafos brasileiros para entender o território do Brasil (1935-1950): a história intelectual da Geografia no Brasil inserida na longa duração da ciência-mundo. 2019. (Simpósio).

Cinquenta anos de 1968: a era de todas as viradas. 2018. (Simpósio).

I Seminário de geografia da ciência, dos saberes e da história da geografia. 2018. (Seminário).

I seminário de geografia da ciência, dos saberes e da história da geografia (mediador de mesa)fia.Mediador da Mesa História espacial dos saberes. 2018. (Seminário).

I Seminário de geografia das ciências, dos saberes e da história da geografia (mediador de mesa).Mediador de Mesa Topônimo que viajam nos mapas. 2018. (Seminário).

25th international congress of history of science and tecnology. Qu?est-ce c?est un intellectuel français en mission internationale? Le cas de la mission française envoyée au Brésil (1934-1940). 2017. (Congresso).

XII Enanpege. A controvérsia da regionalização do brasil de 1941 entre Pierre Monbeig e os geógrafos do Conselho Nacional de Geografia: projeto de artigo. 2017. (Congresso).

33rd International Geographical Congress. The first draft of pioneer fringe?s French concept by Pierre Monbeig. 2016. (Congresso).

Seminaire de Géographie da École des Hautes Etudes en Sciences Sociales.Les projets de Pierre Monbeig pour le Brésil: les racines françaises dans la formation de la géographie brésienne (1935-1940). 2016. (Seminário).

V Congresso de Geografía Tropical. The concept of regional development as devised by Pierre Monbeig. A French geographer in Brazil (1935-1957).. 2016. (Congresso).

Ier Atelier international franco-brésilien. Etudes comparées d'epistémologie et histoire de la géographie.ierre Monbeig et la méthode 'vidalienne-méditerranéenne appliquée au Brésil. Ruptures et permanences (1924-1953).. 2015. (Seminário).

Seminaire de Géographie de l'EHESS.La notion de région chez Pierre Monbeig. 2015. (Seminário).

Seminaire GG-Terres da École des Hautes Études en Sciences Sociales.Pierre Monbeig et la méthode 'vidalienne-méditerranéene appliqué au Brésil. Ruptures et permanences (1924-1953). 2015. (Seminário).

XI Encontro Nacional da Anpege.A formação de Pierre Monbeig na Sorbonne e no Instituto de Geografia de Paris (1924-1928). 2015. (Encontro).

International Geographical Union Conference.Pierre Monbeig and the Brazilian Geographer's Association (AGB). 2014. (Simpósio).

International Geographical Union Regional Conference 'Changes, Challenges, Responsability'. Pierre Monbeig and the Brazilian Geographers's Association (AGB). 2014. (Congresso).

XIV Colóquio Ibérico de Geografia.Os condicionantes sócio-históricos da geografia regional de Pierre Monbeig. Motivações, articulações e influências de uma geografia regional voltada à compreensão do mundo.. 2014. (Simpósio).

24th international congress of History of Science, Technology and Medicdicine. L'unification de la péninsule italienne et l'unité de la péninsule ibérique selon Vidal de la Blache: une visioin de la liberté politique de l'État au XIXe siècle. 2013. (Congresso).

Encontro Geografia e Imperialismo: de Rosa a Harvey.O imperialismo no sistema-mundo. 2013. (Encontro).

I Semana Acadêmica intercursos de Geografia e História: espaço, imagem e lugar.A importância metodológica para a Geografia Humana da perspectiva histórica elaborada por Vidal de la Blache a partir dos estudos do Mediterrâneo (1863-1918). 2013. (Seminário).

I Semana Acadêmica Intercursos de Geografia e História: Espaço, Imagem e Lugar.A importância metodológica para a Geografia Humana da perspectiva histórica. A noção de 'tempo geográfico'' elaborada por Vidal de la Blache a partir dos estudos sobre o Mediterrâneo (1863-1918). 2013. (Outra).

X Encontro Nacional da Associação de Pòs Graduação e Pesquisa em Geografia.A noção de circulação do Mediterrâneo de Vidal de la Blache e suas relações com a Geo-história de Fernand Braudel. 2013. (Encontro).

13 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Vidal de la Blache à luz dos recursos da história social da geografia. 2012. (Seminário).

Simpósio Internacional A Esquerda na América Latina História, ,presente e perspectivas. 2012. (Simpósio).

VI Semana de Geografia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.Vidal de la Blache à luz dos recursos da história da ciência e da história social da geografia.. 2012. (Simpósio).

II Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico."Construindo um Projeto de Pesquisa: A Concepção de Mediterrâneo do Círculo de Afinidades de Vidal de la Blache (1934-1948). 2010. (Encontro).

IV Seminário de Pesquisa em Geografia-Geografia Humana.O Problema do Determinismo em Vidal de la Blache, Lucien Febvre e Fernand Braudel. 2010. (Seminário).

XVI Encontro Nacional de Geógrafos.Notas sobre a Concepção de Mediterrâneo de Vidal de la Blache. 2010. (Encontro).

16 Simpósio Internacional de Iniciaçao Científica da USP.Geografia das fontes de Fernand Braudel na Primeira parte de O Mediterrâneo. 2008. (Simpósio).

XV Encontro Nacional de Geógrafos."Entre Montanhas e Planícies no Século XVI, ou o Mediterrâneo dos Geógrafos?. 2008. (Encontro).

Encontro de Pesquisa na Graduação em História.Fernand Braudel e Vidal de la Blache: geo-história e História da Geografia. 2007. (Encontro).

XI Encuentro de Geógrafos de América Latina, Geopolítica, globalización y cambio ambiental: retos para el desarollo latinoamericano.GEOGRAFIA BRAUDELIANA: CIDADES, CIVILIZAÇÃO E AMÉRICA LATINA NA OBRA DE FERNAND BRAUDEL. 2007. (Encontro).

14 simpósio internacional de iniciação científica da USP.Geografia braudeliana: a concepção de espaço de Fernand Braudel e suas relações com a geografia vidaliana. 2006. (Simpósio).

1 Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil.As cidades em Vidal de La Blache: os fundamentos geográficos de Fernand Braudel. 2006. (Simpósio).

13 Simpósio Internacional de Iniciação científica da USP.Geografia braudeliana: a concepção de espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo. 2005. (Simpósio).

XV ENEG 2005 Política, Educação e Sociedade: Em um só mundo, vários cenários geográficos. 2005. (Encontro).

VI Congresso Brasileiro de Geógrafos. 2004. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Giulliano Coutinho

Coutinho, G.;LIRA, LARISSA ALVES DE; RAIMUNDO, S. L.; GIROTTO, E.; SOUSA NETO, M. F.. Mário de Andrade e as ideologias geográficas: entidade e território em Macunaíma: o herói sem nenhum caráter. 2018. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP.

Aluno: Alexandre Henrique da Silva dos Santos

LIRA, LARISSA ALVES DE; PATACA, E. M.; SILVA, M. R. B.. Organizando a Terra: Nicolas Desmarest e o verbet Geografia Fìsica na Enciclopédie de Diderot e d'Alembert. 2018. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP.

Aluno: Marco Túlio Martins

LIRA, LARISSA ALVES DE; SOUZA, R. C. M.; BOMFIM, P. R. A.; CASTILHO, D.; GOMES, G. C.. História do pensamento geográfico: formação territorial brasileira à luz dos projetos territoriais do exército (1889-1930). 2017. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia.

Aluno: Maíra Kahl Ferraz

VITTE, Antonio Carlos; MAAS, Wilma Patricia Marzari;LIRA, LARISSA ALVES DE; SPRINGER, Kalina Salaib. A ciência da morfologia de Goethe e sua contribuição para a epistemologia e a metodologia da ciência geográfica. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Pablo Hafez Xavier Gonçalves

LIRA, LARISSA ALVES DE; GUARINELLO, N. L; SOUSA NETO, M. F.. Estudos sobre o espaço africano nas "histórias" de Heródoto e sua relação com o surgimento da Geografia. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP.

Aluno: João Alves de Souza Neto

LIRA, L. A.; GERALDINO, C. F. G.; BOMFIM, P. R. A.. Tudo sobre o Céu: a Geografia em "A Arte da Guerra" em Sun Tzu. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Instituto Federal de São Paulo.

Aluno: Adriano José da Silva

LIRA, L. A.; GERALDINO, C. F. G.; ALVES, M.. Radicados ao Zero: São Paulo pelos moradores de suas ruas. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Instituto Federal de São Paulo.

Aluno: Nádia Bitar

LIRA, L. A.; PIMENTA, J. P. G.; HEIDEMANN, H. D.. Leituras itinerárias: às voltas da viagem da Comissão Científica do Império, ou das Borboletas (1859-1861). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Elvio Rodrigues Martins

Antonio Carlos Robert Moraes;MARTINS, E. R.; FERNANDES, M.. A CONCEPÇÃO DE ESPAÇO DE FERNAND BRAUDEL NA PRIMEIRA PARTE DE O MEDITERRÂNEO E SUAS RELAÇÕES COM A GEOGRAFIA DE VIDAL DE LA BLACHE. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade de São Paulo.

Fabio Betioli Contel

SILVA NETO, Manoel Lemes; THÉRY, Hervé; ROBIC, M.; OZOUF-MARIGNIER, M.; SALGUEIRO, H. A.;CONTEL, F. B.. Pierre Monbeig e a formação da geografia brasileira. Uma ciência no contexto do capitalismo tardio: erosão dos valores literários, tentação à ação e sistematização do método (1925-1957). 2017. Tese (Doutorado em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo.

Carlo Eugenio Nogueira

SOUSA NETO, M. F.; SALGUEIRO, H. A.;NOGUEIRA, C. E.. Da Europa mediterrânea ao país atlântico: Pierre Monbeig e a circulação do método geográfico vidaliiano pata compreender o Brasil e o mundo: rupturas e permanências (1929-1985). 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo.

Lincoln Ferreira Secco

SECCO, L.. O primeiro esboço do método geográfico de Vidal de La Blache a partir dos estudos do Mediterrâneo. Permanências e rupturas no contexto da institucionalização da geografia (1872-1918). 2012. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade de São Paulo - FFLCH.

Manoel Fernandes de Sousa Neto

MARTINS, Elvio Rodrigues; MORAES, Antonio Carlos Robert;SOUSA NETO, M. F.. A Concepção de Espaço em Fernand Braudel na Primeira Parte de "O Mediterrâneo" e suas relações com a geografia de Vidal de la Blache. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade de São Paulo.

Heliana Angotti-Salgueiro

ANGOTTI-SALGUEIRO, H.; ROBIC, M.; OZOUF-MARIGNIER, M.; THERY, H.; CONTEL, F. B.. Pierre Monbeig e a formação da Geografia Brasileira: uma ciência no contexto do capitalismo tardio: erosão dos valores literários, tenção à ação e sistematização do método (1925-1957). 2017. Tese (Doutorado em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo.

Heliana Angotti-Salgueiro

ANGOTTI-SALGUEIRO, H.; Manoel Fernandes de Souza neto. Da Europa mediterrânea ao país atlãntico: Pierre Monbeig e a circulação do método vidaliano para compreender o Brasil.... 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Victor Augusto Diniz Moreira

ENSAIO SOBRE UMA NOVA CONCEPÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Orientador);

Gabriel Costa Santos

Formas de organização social no novo padrão de monopolização de mercado: aplicativos no Brasil; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Orientador);

Igor Gracchia Marques

Brasil: um espaço de concepção da geo-história? A espacialidade da trajetória intelectual de Fernand Braudel entre 1922-1937; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Geografia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Larissa Alves de Lira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Manoel Fernandes de Sousa Neto

O Método Mediterrânico na Obra de Pierre Monbeig sobre o Brasil; Início: 2012; Tese (Doutorado em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; (Orientador);

Manoel Fernandes de Sousa Neto

O Primeiro Esboço do Método Geográfico de Vidal de la Blache a partir dos Estudos do Mediterrâneo: permanências e rupturas no contexto da institucionalização da Geografia (1872-1918); ; 2012; Dissertação (Mestrado em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Manoel Fernandes de Sousa Neto;

Manoel Fernandes de Sousa Neto

Pierre Monbeig e a Formação da Geografia Brasileira: uma ciência no contexto do capitalismo tardio: erosão dos valores literários, tentação à ação e sistematização do método; 2017; Tese (Doutorado em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Manoel Fernandes de Sousa Neto;

Manoel Fernandes de Sousa Neto

2018; Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Manoel Fernandes de Sousa Neto;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • LIRA, Larissa Alves de. . O Brasil, Pierre Monbeig e a geografia do desenvolvimento. Revista GEOgrafias , v. 27, p. 8-29, 2019.

  • DE LIRA, LARISSA ALVES . O Brasil, a geo-história e Pierre Monbeig. HISTÓRIA, CIÊNCIAS, SAÚDE-MANGUINHOS (IMPRESSO) , v. 26, p. 649-656, 2019.

  • LIRA, LARISSA ALVES DE . A inserção do Brasil no sistema-Terra, na totalidade-mundo e na economia mundial, segundo a geografia regional: de Vidal de la Blache a Pierre Monbeig (1911-1957). GEOUSP (USP) , v. 21, p. 793-811, 2018.

  • LIRA, LARISSA ALVES DE . Geo-história das saberes. Boletim Paulista de Geografia , v. 98, p. 96-110, 2018.

  • LIRA, LARISSA ALVES DE . Pierre Monbeig (1908-1987)Pierre Monbeig (1908-1987): biographical notesPierre Monbeig (1908-1987): notas biográficasPierre Monbeig (1908-1987) : notes biographiques. TERRA BRASILIS (NOVA SÉRIE). REVISTA DA REDE BRASILEIRA DE HISTÓRIA DA GEOGRAFIA E GEOGRAFIA HISTÓRICA , v. 1, p. 1-30, 2017.

  • LIRA, LARISSA ALVES DE . A controvérsia da regionalização do Brasil de 1941: Pierre Monbeig e os geógrafos do Conselho Nacional de Geografia. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA , v. 10, p. 169-186, 2017.

  • LIRA, LARISSA ALVES DE . A Espanha de Pierre Monbeig e o primeiro esboço do modelo das franjas pioneiras (1930-1935)The Spain of Pierre Monbeig and the first draft of pioneer fringe (1930-1935): A Geographer in the face of globalizationLa Espaa de Pierre Monbeig y el primer borrador del modelo de frentes pioneros (1930-1935): un geógrafo ante la mundializaciónL?Espagne de Pierre Monbeig et la première ébauche du. Terra Brasilis (Nova Série). Revista da Rede Brasileira de História da Geografia e Geografia Histórica , v. 1, p. 1-20, 2015.

  • LIRA, L. A. . Vidal historiador. Confins (Paris) , v. 21, p. 1, 2014.

  • LIRA, L. A. . Vidal de la Blache (1845-1918). Paisagens (USP) , v. 11, p. 32-37, 2014.

  • LIRA, LARISSA ALVES DE . A Concepção de Tempo Geográfico do Mediterrâneo de Vidal de la Blache. CONFINS (PARIS) , v. 22, p. 1-20, 2014.

  • LIRA, L. A. . Neto, M. F. de S. (2012), Planos para o Império. Os planos de viação do Segundo Reinado (1869-1889), Alameda, São Paulo, 263 p, ISBN 978-85-7939-119-4.. Investigaciones Geográficas - Instituto de Geografía. Universidad Nacional Autónoma de México , v. 80, p. 137-141, 2013.

  • LIRA, L. A. ; PEDROSA, B. V. ; PALACIOS, D. . Editorial. Terra Brasilia (Nova Série) , v. 2, p. 1-3, 2013.

  • LIRA, LARISSA ALVES DE . A licao de abertura do curso de historia e geografia da Faculdade de Nancy, de Paul Vidal de la Blache: reflexoes de um historiador recem-tornado geografo. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso) , v. 20, p. 1377-1391, 2013.

  • LIRA, L. A. ; FERETTI, F. . Haesbaert R., Nunes Pereira S., Ribeiro G. (dir.), 2012, Vidal, Vidais: textos de Geografia Humana, Regional e Política, Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 464 p.. Cybergeo (Paris) , v. 17, p. 1-7, 2012.

  • LIRA, L. A. ; FERETTI, F. . HAESBAERT R., NUNES PEREIRA S., RIBEIRO G. (dir.), 2012, Vidal, Vidais: textos de Geografia Humana, Regional e Política, Rio de Janeiro, Bertrad Brasil, 464 p.. GEOgraphia (UFF) , v. 14, p. 179-186, 2012.

  • LIRA, L. A. . Geografia Histórica do Brasil. Cinco Ensaios, uma proposta e uma crítica. Espaciotiempo , v. 7, p. 94-97, 2012.

  • LIRA, L. A. . Vidal de la Blache à luz dos recursos da história social da geografia: a institucionalização da disciplina e o primeiro esboço do método geográfico. Boletim Paulista de Geografia , v. 92, p. 51-76, 2012.

  • LIRA, L. A. ; Ramirez, D. A. . Encontro Internacional: Geografia: tradiçoes e perspectivas. Homenagem ao Centenário de Nascimento de Pierre Monbeig. Investigaciones Geográficas. Instituto de Geografía. Universidad Nacional Autónoma de México , v. 68, p. 157-159, 2009.

  • LIRA, L. A. . Fernand Braudel e Vidal de La Blache: Geohistória e História da Geografia. Confins (Paris) , v. 2, p. 1, 2008.

  • LIRA, L. A. . O "modelo insular": Ratzel e suas contribuições às idéias de Fernand Braudel sobre as origens do capitalismo. Revista de Economia Política e História Econômica , v. 13, p. 98-120, 2008.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer ad-hoc FAPESP. 2020.

LIRA, LARISSA ALVES DE . Parecer ad hoc FAPESP. 2019.

LIRA, Larissa Alves de. . Parecer de livro/Editora da Unicamp. 2019.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer de artigo/Revista Confins. 2020.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer Revista Caminhos da Geografia. 2020.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer de artigo/Revista Terra Brasilis. 2020.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer de artigo/Revista Manguinhos. 2020.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer de artigo/Revista Terra Livre. 2020.

LIRA, Larissa Alves de. . Parecer de artigo/Revista GeoUSP. 2020.

LIRA, Larissa Alves de. . Parecer de artigo/Revista Geografias. 2020.

LIRA, Larissa Alves de. . Parecer de artigo/Revista Terra Brasilis. 2020.

LIRA, Larissa Alves de. . Parecer de artigo/Revista Terra Livre. 2020.

LIRA, LARISSA ALVES DE . Parecer de artigo/Revista GEOUSP. 2019.

LIRA, Larissa Alves de. . Relatório final de pós-doutoramento 'No terreno da conquista. Natureza, ténica a escolha da localização de Brasília (1941-1955)'. 2019.

LIRA, Larissa Alves de. . Parecer ad hoc/Revista Geographia/UFF. 2019.

LIRA, LARISSA ALVES DE . Parecer/Revista Terra Brasilis. 2019.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer/Revista Confins. 2019.

LIRA, Larissa Alves de. . Parecer de artigo/Revista Geousp. 2019.

LIRA, Larissa Alves de. . Parecer de artigo/Revista Terra Livre. 2019.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer revista Geousp. 2019.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecerde artigo/ Revista Geografias. 2019.

DE LIRA, LARISSA ALVES . Parecer/Revista Manguinhos. 2019.

LIRA, LARISSA ALVES DE . Parecer de artigo/GEOUSP. 2018.

LIRA, LARISSA ALVES DE . Relatório parcial de pós-doutoramento 'Epistemologias tropicais do planejamento territorial brasileiro como antecedentes da escolha da localização da capital do Brasil: a etapa das expedições (1941-1948)'. 2018.

LIRA, L. A. . Relatório Final para FAPESP: Do mar interior ao país continental: permanências e rupturas na aplicação do método 'vidaliano-mediterrânico' no Brasil de Pierre Monbeig (1930-1985). 3ª parte: Pierre Monbeig e a formação da geografia brasileira. 2017.

LIRA, L. A. . Parecer do artigo/Confis. 2016.

LIRA, L. A. . Rapport scientifique final pour la FAPESP (BEPE). La trajectoire de Monbeig avant et après le Brésil : consultation des sources (1924-1935/1946-1987).. 2015.

LIRA, L. A. . Relatório científico parcial para FAPESP: Do mar interior ao país continental: permanências e rupturas na aplicação do método 'vidaliano-mediterrânico' no Brasil de Pierre Monbeig (1930-1985). 2ª parte: O Brasil de Pierre Monbeig. 2014.

LIRA, L. A. . Parecer do artigo:/Confis. 2014.

LIRA, L. A. . Parecer do artigo/Confins. 2014.

LIRA, L. A. . Parecer de artigo/Confins. 2014.

LIRA, L. A. . Relatório parcial para FAPESP: Do mar interior ao país continental: permanências e rupturas na aplicação do método 'vidaliano-mediterrânico' no Brasil de Pierre Monbeig (1930-1985). Primeira parte: Métodos em história social das ideias e o Mediterrâneo de Pierre Mombeig. 2013.

LIRA, L. A. . Relatório Científico Final para FAPESP: A concepção de Mediterrâneo no Cìrculo de Afinidades de Vidal de la Blache (1934-1948). 2ª parte: O Mediterrâneo de Vidal de la Blache. 2012.

LIRA, L. A. . Parecer de artigo/ Confins. 2012.

LIRA, L. A. . Relatório Científico parcial para FAPESP: A concepção de Mediterrâneo no Cìrculo de Afinidades de Vidal de la Blache (1934-1948). 1ª parte: O Mediterrâneo de Vidal de la Blache. 2011.

LIRA, L. A. . Parecer do artigo/Confis. 2011.

SOUZA, M. G. ; LIRA, L. A. ; VICENTE, R. D. . Catálogo de Relações Internacionais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- FFLCH, USP. 2010.

LIRA, L. A. . Parecer do artigo/Confis. 2010.

LIRA, L. A. . Parecer ao artigo/Confins. 2010.

LIRA, L. A. . Parecer de artigo/Confins. 2010.

VICENTE, R. D. ; LIRA, Larissa Alves de. . Catalogue of International Relations (English version). 2010.

LIRA, L. A. . Relatório Final do Projeto de Pesquisa Individual- FAPESP- Geografia Braudeliana: A Concepção de Espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo/ 4ª parte: Geografia das Fontes de Braudel. 2007.

LIRA, L. A. . Relatório Final do Projeto de Pesquisa Individual- FAPESP- Geografia Braudeliana: A Concepção de Espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo/ 2ª parte: Fernand Braudel e Vidal de La Blache. 2006.

LIRA, L. A. . Relatório Parcial do Projeto de Pesquisa Individual- FAPESP- Geografia Braudeliana: A Concepção de Espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo/ 3ª parte: Fernand Braudel, Vidal de La Blache e Lucien Febvre. 2006.

LIRA, L. A. . Relatório Parcial do Projeto de Pesquisa Individual- FAPESP- Geografia Braudeliana: A Concepção de Espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo. 2005.

LIRA, Larissa Alves de. ; CLERC, P. . Geo-história dos saberes: por uma abordagem espacial em história e epistemologia da Geografia. 2019. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, Larissa Alves de. ; HISSA, C. ; BATISTA, B. T. . Pode Vidal de la Blache ser atual para a geografia contemporânea?. 2019. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, LARISSA ALVES DE ; SOUZA, J. . A inserção do Brasil na mundialização e a ruptura democrática de 2016: geo-história e geopolítica. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, LARISSA ALVES DE . A 'UTILIZAÇÃO' DA HISTÓRIA E DA EPISTEMOLOGIA DA GEOGRAFIA NOS MOMENTOS DE RENOVAÇÃO DA DISCIPLINA: VIDAL DE LA BLACHE NA FRANÇA E MILTON SANTOS NO BRASIL. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, LARISSA ALVES DE ; PEDROSA, B. V. ; LAMEGO, M. . Geografias das ciências e geo-história dos saberes. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, LARISSA ALVES DE . Geo-história dos saberes e emergência da geografia física na história da geografia. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, LARISSA ALVES DE . Geo-história dos saberes. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, LARISSA ALVES DE . I Semana Acadêmica de Intercursos de Geografia e História: Espaço, Imagem e Lugar. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, LARISSA ALVES DE . APONTAMENTOS SOBRE A RELAÇÃO ENTRE AS CONCEPÇÕES DE SISTEMA-MUNDO, GEOGRAFIA CLÁSSICA E O IMPERIALISMO. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, LARISSA ALVES DE . Geografia e Múltiplos Olhares: tendências de Pesquisa em História do Pensamento Geográfico no Brasil. 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

LIRA, Larissa Alves de. ; DUARTE, R. B. . História e epistemologia dos antecedentes do planejamento territorial brasileiro: das comissões telegráficas à escolha da localização de Brasília. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

LIRA, Larissa Alves de. . História e epistemologia dos antecedentes do planejamento territorial brasileiro: das comissões telegráficas à escolha da localização de Brasília. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

LIRA, LARISSA ALVES DE . A inserção do Brasil na geo-história da mundialização. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

CLERC, P. ; LIRA, Larissa Alves de. . Epistemologia do ensino de geografia. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

LIRA, LARISSA ALVES DE . Elaboração do Projeto de Pesquisa e Construção do Trabalho Acadêmico. 2018. .

LIRA, LARISSA ALVES DE . Relatório Parcial de Pesquisa bolsa CAPES: 'Epistemologias tropicais do planejamento territorial brasileiro como antecedentes da escolha da localização da capital do Brasil: a etapa das expedições'. 2018. (Relatório de pesquisa).

LIRA, Larissa Alves de. . Coordenação do grupo de trabalho: Epistemologia e História da Geografia. 2018. (Coordenação do grupo de trabalho: Epistemologia e História da Geografia).

LIRA, L. A. . A frente pioneira paulista e o crescimento da metrópole de São Paulo. 2017. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didático).

LIRA, L. A. . O que é o Espaço. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didático).

LIRA, L. A. . O Planejamento Territorial e o Brasil. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didático).

LIRA, L. A. . A globalização. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didático).

LIRA, L. A. . Origens da industrialização brasileira. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didático).

LIRA, LARISSA ALVES DE . Relatório parcial apresentado à FAPESP: Do mar interior ao país continental: permanências e rupturas na aplicação do método 'vidaliano-mediterrânico' no Brasil de Pierre Monbeig (1930-1985). 2016. (Relatório de pesquisa).

LIRA, LARISSA ALVES DE . Rapport final de la Bourse BEPE 2014/08799-0. 2015. (Relatório de pesquisa).

LIRA, L. A. . Relatório Científico Parcial para FAPESP: Do mar interior ao país continental: permanências e rupturas na aplicação do método 'vidaliano-mediterrânico' no Brasil de Pierre Monbeig (1930-1985). 2013. (Relatório de pesquisa).

LIRA, L. A. . Relatório Científico Final para FAPESP: A Concepção de Mediterrâneo do Círculo de Afinidades de Vidal de la Blache. 2012. (Relatório de pesquisa).

LIRA, L. A. . Relatório Científico Parcial para FAPESP: A Concepção de Mediterrâneo do Círculo de Afinidades de Vidal de la Blache. 2011. (Relatório de pesquisa).

DANIEL, H. ; LIRA, L. A. . Os Animais e a Cidade. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila Didática).

DANIEL, H. ; LIRA, L. A. . Os Anos 60. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila Didática).

DANIEL, H. ; LIRA, L. A. . A Independência do Brasil. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila Didática).

LIRA, L. A. ; SECCO, L. F. . Aula Ministrada no Curso de História Econômica Geral e do Brasil, para ingressantes no curso de Geografia da USP, sob coordenação do Prof Dr Lincoln Secco- "O Mediterrâneo de Fernand Braudel- O Clima e a História". 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

DE LIRA, LARISSA ALVES ; BATISTA, B. T. . Seguindo os passos de um geógrafo: os cadernos de Paul Vidal de la Blache. 2020 (Tradução de exposição virtual (site da universidade Panthéon-Sorbonne)).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    ?MARINE OR COUNTRYSIDE?? MADRID, WASTHINGTON, BRASÍLIA AND THE CONTROVERSIES ON THE LOGIC BEHIND THEIR PLACEMENT - COLONIZATION AND DEVELOPMENT OF TERRITORIES IN A GEO-HISTORY OF THE CAPITALIST WORLD-ECONOMY, Descrição: Historian Fernand Braudel, considered by many also a geographer, started associating the history of world-economy to that of its capitals in his book The Mediterranean and the Mediterranean World in the Time of Felipe II. He attributed to the imperial reasoning behind the transference of the capital to Madrid the blame for the decadence of the Habsburg Empire, pointing out the importance of a capital. In this project the location of the capitals is seen as an important fact of the historical conquest of space by mankind and as a strategy for colonization and long-term economic development in an interdisciplinary approach. This research has three main goals. Firstly, to analyze, based on primary sources, the controversies created during the process of choosing the location of three capitals, namely Madrid (dated 1561), Washington (1791), and Brasília (1955). From these controversies and geographical sources, this research aims to reveal the ideas that are common to colonization and development of national territories and which are rooted in the process of spatial conquest through the choices of capitals, their designs, and the establishment of their first pathways. Finally, this research aims to develop a geo-historical typology (relative to the association between geography and history) on the different ways of territorial conquest in key regions and key moments of the capitalist world-economy (the ascension to the fall of the Spanish empire, North-American hegemony, and the first signs of ascension of the periphery as an autonomous unity). Based on the geo-historical methodology of Fernand Braudel and in the conceptualization of Giovanni Arrighi, this research?s guiding question is: Do the choices of placement and location of these capitals represent different ways of considering the conquest of space and are they inserted in the lasting tension between ?territorialism?, ?capitalism?, and a mixed way of development? Two main results (one qualitative and the other cartographic) are expected: 1 - The establishment a geographic typology for colonization that is an expression of different kinds of development; 2- The elaboration of cartographic models.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Larissa Alves de Lira - Coordenador.

  • 2017 - 2019

    NO TERRENO DA CONQUISTA. NATUREZA, TÉCNICA E ESCOLHA DA LOCALIZAÇÃO DE BRASÍLIA (1941-1955), Descrição: Essa pesquisa destina-se a analisar as reflexões de um grupo interdisciplinar de pesquisadores sobre a ação humana na natureza, na ocasião de expedições, do planejamento geográfico e escolha da localização de Brasília. A partir de 1941, um grupo de cientistas, geógrafos e historiadores, notadamente, aos quais se juntam engenheiros, biólogos, geólogos, agrônomos, entre outros, está em campo em diversas expedições pelo interior do Brasil, sob os auspícios do Conselho Nacional de Geografia (CNG). A partir dessas viagens, reúne-se, em 1947, uma comissão de cientistas no seio do CNG e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para discutir a localização da nova capital do Brasil. Essas discussões estão documentadas no Fundo ?Memória do IBGE? e nos Arquivos do Senado Federal. Uma comissão é então destinada ao grande Planalto Central do Brasil (1948-1950), e outras expedições se prolongam até 1955, quando finalmente se decide pela atual localização de Brasília. A localização geográfica da capital do Brasil é um momento chave do processo de ascensão do planejamento territorial em escala global, resultante de longos debates científicos, sendo, no contexto brasileiro das décadas de 40 e 50, uma experiência única e interdisciplinar. Internacionalmente, expressa o confronto entre as heranças naturalistas como paradigma geral das ciências do homem e as emergentes práticas de aplicação da ciência, e um conflito local de ordem diplomática e científica, para expandir as áreas de influência de formas de racionalidade constituídas (nomeadamente da França e dos Estados Unidos). Nacionalmente, insere-se em um contexto de emergência da nacionalidade brasileira sendo igualmente a expressão da produção de um conhecimento situado no espaço brasileiro que, além de latino e americano (mobilizando heranças franceses e norte-americanas), é igualmente tropical (ressaltando sua própria singularidade). A pergunta que nos guia é: como se formou o tipo de racionalidade com que foi efetivamente colonizado o Brasil?. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Larissa Alves de Lira - Coordenador., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - 2015

    A trajetória de Pierre Monbeig antes e depois do Brasil: consulta de fontes (1924-1935/1946-1987), Descrição: O objetivo deste projeto foi realizar uma pesquisa de fontes primárias sobre a trajetória do geógrafos francês Pierre Monbeig em Paris. Foi dada atenção particular ao seu período de formação enquanto este era estudante e seu retorno à França, após a passagem pelo Brasil. Foram consultados fundos de arquivos como a reitoria da Sorbonne, o Collège de France, os arquivos diplomáticos, os arquivos familiares, etc.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Larissa Alves de Lira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

  • 2013 - 2016

    Do mar interior ao país continental: permanências e rupturas na aplicação do método "vidaliano-mediterrânico" no Brasil de Pierre Monbeig (1930-1985), Descrição: Neste projeto de pesquisa, desenvolvido nos quadros de uma bolsa de doutoramento, o objetivo foi de compreender como ocorreu uma transição metodológica entre o acúmulo dos geógrafos franceses em torno das explicações sobre o mundo clássico para a compreensão do mundo continental brasileiro. O agente dessa transição foi o geógrafo francês Pierre Monbeig, que deu aulas no Brasil entre 1935 e 1946 e que desenvolveu uma tese sobre o país. Teve como principais resultados a demonstração de que Pierre Monbeig desenvolveu no Brasil adaptações metodológicas pertinentes que inseriram o Brasil não apenas em uma rede de pesquisa internacionais, dando continuidade às principais heranças da escola francesa, como, a partir de sua contribuição, foram lançadas as bases para a formação de uma escola brasileira de geografia. Pierre Monbeig desenvolveu no Brasil uma "géo-história do capitalismo periférico".. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Larissa Alves de Lira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

  • 2010 - 2012

    A Concepção de Mediterrâneo no Círculo de Afinidades de Vidal de La Blache (1934-1948), Descrição: O objetivo deste projeto era apreender a "invenção científica" de Mediterrâneo pelos geógrafos franceses, notadamente Vidal de la Blache e seus discípulos, que serviram de suporte à obra de Fernand Braudel, publicada em 1969. O projeto teve como resultado a demonstração de que grande parte das inovações teóricas de Fernand Braudel tiveram origem na reflexão da escola francesa de geografia, desenvolvidas desde o século XIX e, principalmente, o método da "Geo-história". Nos quadros do mesmo projeto, foi desenvolvido um intercâmbio de 6 meses para a Université Paris I- Sorbonne.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Larissa Alves de Lira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

  • 2005 - 2007

    Geografia Braudeliana: a concepção de espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo, Descrição: Desenvolvido por dois anos no departamento de História da USP, este projeto de iniciação científica com financiamento da FAPESP tinha como objetivo investigar as raízes e o significado do conceito de espaço de Fernand Braudel em sua obra "O Mediterrâneo e o Mundo Mediterrâneo na Época de Felipe II" e saber quais foram as relações intelectuais e institucionais com outros geógrafos e historiadores da época: Vidal de la Blache e Lucien Febvre. O projeto fora premiado com Mensão Honrosa no Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP- SIICUSP.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Larissa Alves de Lira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

1 lugar no concurso para professor visitante e professor visitante estrangeiro na Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal de Minas Gerais.

2019

Bolsa de pós doutorado atribuída pela FAPESP- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Bolsa de pós doutorado- FAPESP.

2017

2 lugar em concurso público para professor substituto da área de geografia humana (nota: 9,5), Universidade Federal de Pelotas- UFPEL.

2005

Menção Honrrosa do 13 Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP, Universidade de São Paulo.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas- USP, Departamento de Geografia. , Rua do Lago, Butantã, 05508080 - São Paulo, SP - Brasil, Telefone: (3311) 1974990227

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2013 - 2016

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

2014 - 2015

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista BEPE- Pesquisa no Exterior, Regime: Dedicação exclusiva.

2010 - 2012

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Vínculo: Bolsista-MS, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

2005 - 2007

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Projeto de Iniciação Científica, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Projeto de Iniciação Científica: "Geografia Braudeliana: A Concepção de Espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo". Orientador: Lincoln Secco

2011 - 2011

FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS- USP

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estágio no PAE, Carga horária: 6

Outras informações:
Estagiário no Programa de Aperfeiçoamento do Ensino Superior- PAE

2009 - 2010

FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS- USP

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista da CCINT, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Projeto de Confecção do Catálogo de Relações Internacionais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (CCINT-FFLCH)

2007 - 2008

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista IC, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Projeto de Iniciação Científica: "A Concepção de Espaço de Fernand Braudel na Primeira Parte de O Mediterrâneo e suas Relações com a Geografia de Vidal de la Blache". Orientador: Antonio Carlos Robert Moraes.

2017 - 2019

Universidade de São Paulo

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de pós-doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

2012 - 2017

Universidade de São Paulo

Vínculo: Estudante de doutorado, Enquadramento Funcional: Estudante

2014 - 2015

Universidade de São Paulo

Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 6

Outras informações:
Programa de Aperfeiçoamento de Ensino-PAE

2009 - 2012

Universidade de São Paulo

Vínculo: Estudante de mestrado, Enquadramento Funcional: Estudante

2004 - 2009

Universidade de São Paulo

Vínculo: Estudante de graduação, Enquadramento Funcional: Estudante

Atividades

  • 07/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .,Linhas de pesquisa

  • 02/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .,Linhas de pesquisa

  • 01/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .,Linhas de pesquisa

  • 01/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .,Linhas de pesquisa

  • 01/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .,Linhas de pesquisa

  • 01/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .,Linhas de pesquisa

2013 - 2017

École des Hautes Études en Sciences Sociales

Vínculo: Estudante de doutorado, Enquadramento Funcional: Estudante, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Convênio de dupla titulação de doutorado com a Universidade de São Paulo

2017 - 2018

Université Paris-Sorbonne

Vínculo: Estágio de pesquisa, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 4

2010 - 2011

Université Paris-Sorbonne

Vínculo: Estudante de intercâmbio, Enquadramento Funcional: Estudante, Regime: Dedicação exclusiva.

2016 - 2017

Schoollore.com

Vínculo: Prestador de serviços, Enquadramento Funcional: Consultoria em produção de material didático, Carga horária: 8

2008 - 2008

Mundel

Vínculo: Prestador de serviços, Enquadramento Funcional: Consultoria em produção de material didático, Carga horária: 8

2006 - 2013

Grupos de Estudos Fernand Braudel

Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora associada, Carga horária: 2

2009 - Atual

Rede Terra Brasiliis

Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora associada, Carga horária: 2

Outras informações:
Rede nacional de pesquisadores em história da geografia e geografia histórica que tem como objetivo divulgar os trabalhos nessa área.

2007 - 2007

Sebo Avalovara

Vínculo: Prestador de serviços, Enquadramento Funcional: organização de acervo, Carga horária: 40

2012 - 2012

Emefm Prof. Derville Allegretti

Vínculo: Estaigário, Enquadramento Funcional: Estagiário de ensino fundamental e médio, Carga horária: 2

2017 - 2018

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de pós doutoramento, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2013 - 2018

Grupos de Estudos e Pesquisa do Capital

Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 4

2017 - Atual

Epistasthai GruposEpistemologia e História Comparada das Ciências Humanas)

Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2

2019 - Atual

Global Studies Research Network

Vínculo: Pesquisador Associado, Enquadramento Funcional: Pesquisador Associado, Carga horária: 1

Outras informações:
"Global Studies Network is devoted to mapping and interpreting past and emerging trends and patterns in globalization"

2019 - Atual

Laboratório Interdisciplinar do Instituto de Estudos Brasileiros- IEB/USP

Vínculo: Pesquisador Associado, Enquadramento Funcional: Pesquisador Associado, Carga horária: 1

2019 - Atual

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Disciplinas ministradas Geografia Geral- GEO 630 EMENTA: Formas e movimentos da Terra e seus desdobramentos na configuração do espaço sociocultural. Elementos e técnicas de representação da superfície terrestre. Estudo geográfico comparativo dos grandes domínios físicos. Os grandes conjuntos humano-econômicos. Circulação: fluxos contemporâneos de população, capital e mercadoria.Carga horária total: 60 horas. Carga horária de trabalho de campo: 24 horas. Geografia do Brasil- GEO422 EMENTA: A disciplina visa a possibilitar uma compreensão geográfica da formação e desenvolvimento do espaço brasileiro, identificando as espacialidades consubstanciadas enquanto regiões e territórios. A propiciar o entendimento das hierarquias, homogeneidades, diversidades e desigualdades socioespaciais; da problemática das centralidades e periferias em mudança; da questão ambiental como resultante da apropriação/modificação da natureza; bem como das dinâmicas relativas à inserção internacional do país, por onde se articulam as dimensões econômica, política e cultural da formação socioespacial brasileira. Carga horária toral: 60 horas. Carga horária de trabalho de campo: 16 horas.