Hellen Bandeira de Pontes Santos

Doutorado em Ciências Odontológicas (Área de concentração: Patologia oral e Estomatologia) pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2019). Mestre em Odontologia pela Universidade Estadual da Paraíba (2016) (Área de concentração: Clínica Odontológica; Linha de Pesquisa: Estudo das Alterações do Sistema Estomatognático). Graduada em Odontologia pela Universidade Estadual da Paraíba (2014), onde foi bolsista de iniciação científica, monitora e extensionista. Atualmente, é Professora das disciplinas de Patologia Oral, Estomatologia e Semiologia Odontológica I e II do curso de Odontologia e faz parte do corpo docente permanente do Mestrado Profissional em Saúde da Família da Faculdade Nova Esperança (FACENE/ FAMENE). Tem experiência na área de Odontologia, com ênfase em Patologia Oral, Patologia Geral e Estomatologia, atuando em pesquisas científicas com os seguintes temas: neoplasias benignas e malignas do complexo oral e maxilofacial, cistos e tumores odontogênicos e imuno-histoquímica.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ODONTOLÓGICAS

2016 - 2019

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Título: ANÀLISE DA IMUNOEXPRESSÃO DE PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA ENVOLVIDAS NAS VIAS BER E NER EM LESÕES ODONTOGÊNICAS EPITELIAIS BENIGNAS
Roseana de Almeida Freitas. Bolsista do(a): CAPES, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências da SaúdeGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Odontologia / Subárea: Estomatologia.

Mestrado em Odontologia

2014 - 2016

Universidade Estadual da Paraíba
Título: Reação de células gigantes multinucleadas em carcinomas de células escamosas de lábio inferior: estudo clínico-patológico e imunoistoquímico,Ano de Obtenção: 2016
Cassiano Francisco Weege Nonaka.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências da SaúdeGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Odontologia / Subárea: Estomatologia.

Graduação em Odontologia

2011 - 2014

Universidade Estadual da Paraíba
Título: Granulomas de anéis hialinos em cisto dentígero: relato de caso incomum e revisão da literatura
Orientador: Cassiano Francisco Weege Nonaka
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação interrompida em 2010 em Odontologia

2009 - Atual

Universidade Federal de Campina Grande
Ano de interrupção: 2010

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Estomatologia. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2017 - 2017

Métodos analíticos em microscopia e em estresse oxidativo. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

2015 - 2015

Workshop em Biologia Molecular. (Carga horária: 8h). , Rede Nordestina de DIagnóstico Oral, RENDO, Brasil.

2015 - 2015

Erosão do esmalte dental: Novas abordagens. (Carga horária: 3h). , Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica, SBPQO, Brasil.

2015 - 2015

Normas técnicas:fundamentação projeto de pesquisa. (Carga horária: 3h). , Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica, SBPQO, Brasil.

2015 - 2015

LASER - realidade atual e tendências futuras. (Carga horária: 3h). , Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica, SBPQO, Brasil.

2015 - 2015

Bioestatística Descritiva. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

2013 - 2013

Programa Futuro Profissional. (Carga horária: 2h). , Colgate-Palmolive Comercial, COLGATE, Brasil.

2013 - 2013

Inglês Instrumental. (Carga horária: 20h). , Yázigi, YÁZIGI, Brasil.

2013 - 2013

O artigo científico em tempo de qualis. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual da Paraíba, UEPB, Brasil.

2013 - 2013

Complicações hemorrágicas na cirurgia bucal. (Carga horária: 4h). , Conselho Regional de Odontologia da Paraíba, CRO, Brasil.

2013 - 2013

Make your point III and IV. (Carga horária: 100h). , Yázigi, YÁZIGI, Brasil.

2013 - 2013

IV Curso de Verão em Patologia Experimental. (Carga horária: 40h). , UNESP - Araraquara - São Paulo, UNESP, Brasil.

2012 - 2012

Laminados cerâmicos e lentes de contato. (Carga horária: 4h). , Associação Brasileira de Odontologia, ABO - CE, Brasil.

2012 - 2012

Técnicas atuais de clareamento de dentes vitais. (Carga horária: 3h). , Associação Brasileira de Odontologia, ABO - CE, Brasil.

2012 - 2012

Tecnologias na odontologia minimamente invasiva. (Carga horária: 3h). , Associação Brasileira de Odontologia, ABO - CE, Brasil.

2012 - 2012

A periodontia frente ao tratamento reabilitador. (Carga horária: 4h). , Associação Brasileira de Odontologia, ABO - CE, Brasil.

2012 - 2012

Odontologia restauradora - Algo além do óbvio. (Carga horária: 4h). , Associação Brasileira de Odontologia, ABO - CE, Brasil.

2012 - 2012

Tratamento das manchas de esmalte. (Carga horária: 4h). , Associação Brasileira de Odontologia, ABO - CE, Brasil.

2012 - 2012

Laser em odontologia. (Carga horária: 2h). , Associação Brasileira de Odontologia, ABO - CE, Brasil.

2012 - 2012

Monitoria na discip. de Farmacologia e Terapêutica. (Carga horária: 480h). , Universidade Estadual da Paraíba, UEPB, Brasil.

2011 - 2011

Odontologia eficiente, porém de baixo custo. (Carga horária: 3h). , Associação Brasileira de Odontologia - Seção Paraíba, ABO - PB, Brasil.

2011 - 2011

Empreendedorismo em Odontologia. (Carga horária: 2h). , Associação Brasileira de Odontologia - Seção Paraíba, ABO - PB, Brasil.

2011 - 2011

Anatomia palpatória da cabeça e pescoço. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

2011 - 2011

Lesões mais frequentes da cavidade oral. (Carga horária: 4h). , Associação Brasileira de Odontologia - Seção Paraíba, ABO - PB, Brasil.

2011 - 2011

Simpósio - Hipersensibilidade dentinária. (Carga horária: 2h). , Associação Brasileira de Odontologia - Seção Paraíba, ABO - PB, Brasil.

2010 - 2010

Urgência e Traumatismo Facial. (Carga horária: 3h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2010 - 2010

Fitoterapia em Odontologia. (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2010 - 2010

Libras. (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2004 - 2008

English Course - Advanced level. (Carga horária: 540h). , Centro de Cultura Anglo Americana, CCAA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Odontologia.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Odontologia / Subárea: Patologia oral.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SANTOS, H. B. P. ; MARTINS, Y. V. M. ; LEITE, P. K. B. S. ; SUASSUNA, F. C. M. . II Jornada Acadêmica de Odontologia da FACENE. 2019. (Outro).

SANTOS, H. B. P. . I Jornada Acadêmica de Odontologia da FACENE. 2018. (Congresso).

SANTOS, H. B. P. . XXII Congresso Brasileiro de Estomatologia e Patologia Oral. 2014. (Congresso).

SANTOS, H. B. P. . 1º Jornada Odontológica da UFCG. 2009. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

I Encontro Online de Diagnóstico Oral e Maxilofacial. 2020. (Encontro).

Jornada Online de Laser na Odontologia. 2020. (Outra).

45 Congresso Brasileiro de Estomatologia e Patologia Oral. IMMUNOEXPRESSION OF DNA BASE EXCISION REPAIR AND NUCLEOTIDE EXCISION REPAIR PROTEINS IN BENIGN EPITHELIAL ODONTOGENIC LESIONS. 2019. (Congresso).

Encontro dos 40 anos da Pós-Graduação em Patologia Oral da UFRN.Análise comparativa da imunoexpressão de Reg, Wnt-1 e -catenina em lesões odontogênicas epiteliais benignas. 2018. (Encontro).

InterOdonto.Avaliadora de trabalhos científicos, na modalidade Fórum. 2017. (Encontro).

V Congresso da Liga Contra o Câncer. ANÁLISE IMUNOISTOQUÍMICA DA PODOPLANINA EM CARCINOMAS DE CÉLULAS ESCAMOSAS DE LÁBIO INFERIOR E SUA RELAÇÃO COM PARÂMETROS CLÍNICO-PATOLÓGICOS. 2017. (Congresso).

XIX Reunião Anual da Sociedade Nordeste Norte de Pesquisa Odontológica. Análise do HLA-G e células Treg em carcinomas epidermoides de lingua e de lábio inferior. 2017. (Congresso).

XXVIII CICT Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica da UFRN 2017. Avaliação dos trabalhos de Iniciação Científica. 2017. (Congresso).

32 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica. Efeitos do Led verde e do laser vermelho na cicatrização de queimaduras de terceiro grau: estudo clínico e histopatológico em ratos. 2015. (Congresso).

III PROGRAMA DE INVERNO UFRN/PPGSCol. 2015. (Outra).

XIV Jornada Universitária de Odontologia do Rio Grande do Norte.Características clínico-patológicas e imuno-histoquímicas do tumor neuroectodérmico melanocítico da infância ? relato de caso. 2015. (Outra).

XVII Reunião da Sociedade Nordeste-Norte de Pesquisa Odontológica. ANÁLISE DA IMUNOEXPRESSÃO DA PODOPLANINA EM CARCINOMAS DE CÉLULAS ESCAMOSAS DE LÁBIO INFERIOR. 2015. (Congresso).

31ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica. Análise da reação de células gigantes semelhantes a osteoclastos em carcinomas de células escamosas de lábio inferior. 2014. (Congresso).

I Encontro de Pós-Graduação em Odontologia do PPGO/ UFPB. 2014. (Encontro).

XXII Congresso Brasileiro de Estomatologia e Patologia Oral. Ameloblastic carcinoma of the mandible: a case report. 2014. (Congresso).

30ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica. Gradações histopatopatológicas de malignidade e sua relação com parâmetros clínicos em carcinoma de células escamosas de lábio inferior. 2013. (Congresso).

XIII Reunião da Sociedade Nordeste-Norte de Pesquisa Odontológica. Gradações histopatológicas de malignidade e sua relação com o comportamento biológico em carcinomas de células escamosas de lábio inferior. 2013. (Congresso).

XXI Congresso Brasileiro de Estomatologia e Patologia Oral. Hyaline ring graulomas in dentigerous cyst - A rare case report. 2013. (Congresso).

I Jornada Paraibana de Diagnóstico Oral.Cisto do ducto nasopalatino - relato de caso. 2012. (Outra).

IV Congresso Internacional de Odontologia do Ceará. Uso de substâncias anti-sépticas para controle da contaminação da água dos equipos odontológicos. 2012. (Congresso).

I Simpósio Paraibano de Anatomia. 2011. (Simpósio).

VI Congresso Paraibano de Odontologia. 2011. (Congresso).

XIII Reunião da Sociedade Nordeste-Norte de Pesquisa Odontológica. Violência interpessoal e traumas maxilofaciais em Campina Grande-PB. 2011. (Congresso).

2 Jornada Odontológica da UFCG. 2010. (Congresso).

II Fórum Científico e Comemorativo. 2010. (Outra).

III Fórum Mercado de Trabalho em Odontologia. 2010. (Outra).

1 Jornada Odontológica da UFCG. 2009. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Carla Samily de Oliveira Costa

SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES; FREITAS, R. A.; PINTO, L. P.. Estudo da imunoexpressão de proteínas do sistema ativador de plasminogênio em lesões odontogênicas do epitélio odontogênico. 2020. Dissertação (Mestrado em Clínicas Odontológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

LELIA BATISTA DE SOUZA

NONAKA, Cassiano Francisco WeegeGODOY, Gustavo PinaSOUZA, Lélia Batista deGALVÃO, Hébel CavalcantiFREITAS, Roseana de Almeida. ANÁLISE DA IMUNOEXPRESSÃO DE PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA ENVOLVIDAS NAS VIAS BER E NER EM LESÕES ODONTOGÊNCIAS EPITELIAIS BENIGNAS. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Odontológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

LELIA BATISTA DE SOUZA

SOUZA, Lélia Batista deGALVÃO, Hébel CavalcantiFREITAS, Roseana de Almeida. PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA EM LESÕES ODONTOGÊNICAS EPITELIAIS BENIGNAS: ESTUDO IMUNOISTOQUÍMICO. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Patologia Oral) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

PAULO ROGERIO FERRETI BONAN

NONAKA, C. F. W.; ALVES, P. M.;Bonan, PauloRogerio Ferreti. Reação de células gigantes multinucleadas em carcinomas de células escamosas de lábios inferiores: estudo clínico-patológico e imunohistoquímico. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba.

Cassiano Francisco Weege Nonaka

MIGUEL, M. C. C.ALVES, P. M.NONAKA, C. F. W.. Reação de células gigantes multinucleadas em carcinomas de células escamosas de lábio inferior: estudo clínico-patológico e imunoistoquímico. 2016. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba.

Cassiano Francisco Weege Nonaka

GODOY, G. P.NONAKA, C. F. W.SOUZA, L. B.GALVÃO, H. C.FREITAS, R. A.. Análise da imunoexpressão de proteínas de reparo do DNA envolvidas nas vias BER e NER em lesões odontogênicas epiteliais benignas. 2019. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ODONTOLÓGICAS) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Cassiano Francisco Weege Nonaka

BONAN, P. R. F.;ALVES, P. M.NONAKA, C. F. W.. Reação de células gigantes multinucleadas em carcinomas de células escamosas de lábio inferior: estudo clínico-patológico e imunoistoquímico. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba.

Cassiano Francisco Weege Nonaka

ALVES, P. M.GODOY, G. P.NONAKA, C. F. W.. Granulomas de anéis hialinos em cisto dentígero - relato de caso incomum e revisão da literatura. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba.

Hébel Cavalcanti Galvão

NONAKA, Cassiano Francisco WeegeGODOY, Gustavo PinaGALVÃO, Hébel CavalcantiSOUZA, Lélia Batista deFREITAS, Roseana de Almeida. ANÁLISE DA IMUNOEXPRESSÃO DE PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA ENVOLVIDAS NAS VIAS BER E NER EM LESÕES ODONTOGÊNCIAS EPITELIAIS BENIGNAS. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Odontológicas (23001011005P7)) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

GUSTAVO PINA GODOY

Godoy, Gustavo P.NONAKA, C. F. W.SOUZA, Lélia Batista deGALVÃO, Hébel CavalcantiFREITAS, Roseana de Almeida. Análise da imunoexpressão de proteínas de reparo do DNA envolvidas nas vias BER e NER em lesões odontogênicas epiteliais benignas. 2019. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ODONTOLÓGICAS) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

GUSTAVO PINA GODOY

GODOY, Gustavo PinaALVES, P. M.NONAKA, C. F. W.. Granuloma de anéis hialinos em cisto dentígero: relato de caso incomum e revisão da literatura. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba.

Márcia Cristina da Costa Miguel

MIGUEL, M. C. C.; NONAKA, Cassiano Francisco Weege; ALVES, P. M.. Reação de células gigantes multinucleadas em carcinomas de células escamosas de lábio inferior: estudo clínico-patológico e imunoistoquímico. 2016. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba.

ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS

NONAKA, Cassiano Francisco WeegeGODOY, Gustavo PinaGALVÃO, Hébel CavalcantiSOUZA, Lélia Batista deALMEIDA FREITAS, ROSEANA. ANÁLISE DA IMUNOEXPRESSÃO DE PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA ENVOLVIDAS NAS VIAS BER E NER EM LESÕES ODONTOGÊNCIAS EPITELIAIS BENIGNAS. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Odontológicas (23001011005P7)) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS

SOUZA, Lélia Batista deGALVÃO, Hébel CavalcantiFREITAS, Roseana de Almeida. PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA EM LESÕES ODONTOGÊNICAS EPITELIAIS BENIGNAS: ESTUDO IMUNOISTOQUÍMICO. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Patologia Oral) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Daniela Figueiredo de Souza

A definir; Início: 2020; Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado em Saúde da Família) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança; (Orientador);

Esllen Carla Ferreira de Araújo Vasconcelos

Estudo de aspectos clínicos e histopatológicos em lesões periapicais; Início: 2020; Iniciação científica (Graduando em Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança; (Orientador);

Andrielly Rebeca Fonseca do Nascimento

Estudo de aspectos clínicos e histopatológicos em lesões periapicais; Início: 2020; Iniciação científica (Graduando em Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança; (Orientador);

Thais Medeiros de Amorim

Orientação de monitoria do Módulo "Propedêutica Clínica I - Estomatologia I e Patologia Oral I"; Início: 2019; Orientação de outra natureza; Faculdade Nova Esperança; (Orientador);

Pedro Henrique Guedes Pereira

Orientação de monitoria do Módulo "Propedêutica Clínica I - Estomatologia I e Patologia Oral I"; Início: 2019; Orientação de outra natureza; Faculdade Nova Esperança; (Orientador);

Elton Fernandes Barros

Análise de aspectos clínicos e histopatológicos em queilites actínicas; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Livian Isabel de Medeiros Carvalho

Análise de aspectos clínicos e histopatológicos em queilites actínicas; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Itainar Henriques Carvalho

Análise de aspectos clínicos e histopatológicos em queilites actínicas; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Amanda Pereira Ferra

Análise de aspectos clínicos e histopatológicos em queilites actínicas; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Ana Paula da Silva Santos

Orientação de monitoria do Módulo; 2019; Orientação de outra natureza; (Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Flávia Roberta Costa de Azevêdo

Orientação de monitoria do Módulo; 2018; Orientação de outra natureza; (Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança, FACENE; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Ianara Vitória Souza de Lucena

Orientação de monitoria do Módulo; 2018; Orientação de outra natureza; (Odontologia) - Faculdades de Enfermagem Nova Esperança, FACENE; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Marianna Santana Gomes e Míria Rafaelli Souza Curinga

Osteonecrose maxilar associada ao uso de bisfosfonato: a importância do diagnóstico e tratamento; 2016; Orientação de outra natureza - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Wenya Kayse Duarte de Medeiros e Brenda Araújo Nunes

Análise imuno-histoquímica de Col IV, MMP-9 e do fator de pluripotência Oct-4 em carcinoma epidermoide de língua e lábio inferior; 2016; Orientação de outra natureza - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Hellen Bandeira de Pontes Santos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Cassiano Francisco Weege Nonaka

Reação de células gigantes multinucleadas em carcinomas de células escamosas de lábio inferior: estudo clínico-patológico e imunoistoquímico; 2016; Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Cassiano Francisco Weege Nonaka;

Cassiano Francisco Weege Nonaka

Granulomas de anéis hialinos em cisto dentígero - relato de caso incomum e revisão da literatura; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba; Orientador: Cassiano Francisco Weege Nonaka;

Cassiano Francisco Weege Nonaka

Estudo imunoistoquímico da subpopulação M1 de macrófagos associados a tumores em carcinomas de células escamosas de lábio inferior; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Cassiano Francisco Weege Nonaka;

Cassiano Francisco Weege Nonaka

Sistemas de gradação histopatológica de malignidade e sua relação com parâmetros clínicos em carcinomas de células escamosas de lábio inferior; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Odontologia) - Universidade Estadual da Paraíba; Orientador: Cassiano Francisco Weege Nonaka;

ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS

ANÁLISE DE PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA E PROTEÍNAS ASSOCIADAS EM LESÕES ODONTOGÊNICAS; 2019; Tese (Doutorado em Patologia Oral) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Roseana de Almeida Freitas;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • MARINHO, L. C. N. ; SANTOS, H. B. P. ; MORAIS, E. F. ; FREITAS, R. A. . Benign neural lesions of the oral and maxillofacial complex: a 48-year-retrospective study. JORNAL BRASILEIRO DE PATOLOGIA E MEDICINA LABORATORIAL (IMPRESSO) , v. 56, p. 1-5, 2020.

  • SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES ; MORAIS, E. F. ; CAVALCANTE, R. B. ; NOGUEIRA, R. L. M. ; NONAKA, C. F. W. ; SOUZA, L. B. ; FREITAS, R. A. . Immunoexpression of DNA base excision repair and nucleotide excision repair proteins in ameloblastomas, syndromic and non-syndromic odontogenic keratocysts and dentigerous cysts. ARCHIVES OF ORAL BIOLOGY , v. 110, p. 104627, 2020.

  • PONTES SANTOS, HELLEN B. ; MORAIS, EVERTON F. ; MOREIRA, DEBORAH G. L. ; MARINHO, LILIANE C. N. ; GALVÃO, HÉBEL C. ; ALMEIDA FREITAS, ROSEANA . Neurofibromas of the oral and maxillofacial complex: A 48-year retrospective study. JOURNAL OF CUTANEOUS PATHOLOGY , v. 47, p. 202-206, 2020.

  • GONZAGA, A. K. G. ; SANTOS, H. B. P. ; FREITAS, C., J. C. O. ; SOUZA, L. B. ; PALOMINO, G. M. . Immunohistochemical evaluation of HLA-G and FoxP3+ T regulatory cells in oral squamous cell carcinomas. BRAZILIAN ORAL RESEARCH , v. 33, p. e020, 2019.

  • SILVA, D. F. B. ; SANTOS, H. B. P. ; LEON, J. E. ; GOMES, D. Q. C. ; ALVES, P. M. ; NONAKA, C. F. W. . Clinicopathological and immunohistochemical analysis of spindle cell squamous cell carcinoma of the tongue: Rare case report and update of main features. EINSTEIN (SAO PAULO) , v. 17, p. 1-5, 2019.

  • PAULINO, M. R. ; CLEMENTINO, M. A. ; SANTOS, H. B. P. ; BATISTA, M. I. H. M. ; CARVALHO, A. A. T. ; NONAKA, C. F. W. ; SOUSA, S. A. . Self-Medication for Toothache and its Associated Factors in Children and Adolescents. Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada , v. 19, p. 1-9, 2019.

  • GONCALO, R. I. C. ; VARGAS, Y. C. M. ; MEDEIROS, H. C. M. ; XEREZ, M. C. ; SANTOS, H. B. P. ; QUEIROZ, L. M. G. . ORAL LICHEN SCLEROSUS: A RARE CASE REPORT AND UPDATE OF MAIN FINDINGS. DERMATOLOGY ONLINE JOURNAL , v. 25, p. 13030/qt5g45g3f, 2019.

  • SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES ; MEDEIROS, HIANNE CRISTINNE DE MORAIS ; MAFRA, RODRIGO PORPINO ; MIGUEL, MÁRCIA CRISTINADA COSTA ; GALVÃO, HÉBEL CAVALCANTI ; DE SOUZA, LÉLIA BATISTA . Regulation of Wnt/-catenin pathway may be related to Reg in benign epithelial odontogenic lesions. Oral Surgery Oral Medicine Oral Pathology Oral Radiology , v. 128, p. 43-51, 2019.

  • SENA, L. S. B. ; SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES ; AMARAL, M. G. ; GORDON-NUNEZ, M. A. ; ALVES, P. M. ; NONAKA, C. F. W. . Immunoexpression of human leukocyte antigen-DR in actinic cheilitis and lower lip squamous cell carcinoma. BRAZILIAN ORAL RESEARCH , v. 33, p. e085, 2019.

  • MATOS, F. R. ; SANTOS, E. M. ; SANTOS, H. B. P. ; MACHADO, R. A. ; LEMOS, T. M. A. M. ; COLETTA, R. D. ; FREITAS, R. A. . Association of polymorphisms in IL-8, MMP-1 and MMP-13 with the risk and prognosis of oral and oropharyngeal squamous cell carcinoma. ARCHIVES OF ORAL BIOLOGY , v. 108, p. 104547, 2019.

  • SANTOS, H. B. P. ; LUNA, A. H. B. ; GOES, P. E. M. ; SVERZUT, A. T. ; NONAKA, C. F. W. ; ALVES, P. M. . Clinical and immunohistochemical study of melanotic neuroectodermal tumor of infancy in the maxilla. EINSTEIN (SAO PAULO) , v. 16, p. eRC4025-eRC4025, 2018.

  • BARROS, CAIO CÉSAR DA SILVA ; SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES ; CAVALCANTE, ISRAEL LEAL ; ROLIM, LARISSA SANTOS AMARAL ; PINTO, LEÃO PEREIRA ; DE SOUZA, LÉLIA BATISTA . Clinical and histopathological features of nasopalatine duct cyst: A 47-year retrospective study and review of current concepts. JOURNAL OF CRANIO-MAXILLOFACIAL SURGERY , v. 46, p. 264-268, 2018.

  • MENEZES, N. S. ; SANTOS, H. B. P. ; BARROS, R. M. O. ; LACERDA, N. A. ; CAVALCANTI, T. R. F. ; CRUZ, I. S. . Histiocitose das células de Langerhans no sistema nervoso central: relato de caso incomum. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION , v. 7, p. 126-128, 2018.

  • CARVALHO, L. G. A. ; GONDIM, C. ; MORAIS JUNIOR, R. C. ; CARVALHO, G. G. ; SANTOS, H. B. P. ; RIBEIRO, I. L. A. ; VALENCA, A. M. G. ; CASTRO, R. D. . Childhood cancer in Brazil: Characterizing from a 15-year temporal analysis. JOURNAL OF CLINICAL AND DIAGNOSTIC RESEARCH , v. 12, p. XC04-XC05, 2018.

  • SANTOS, H. B. P. ; BARBOSA, N. G. ; SILVA FILHO, T. J. ; QUEIROZ, L. M. G. ; GURGEL, A. ; FREITAS, R. A. ; OLIVEIRA, P. T. . Clinical, morphogical and immunohistochemical aspects of oral inflammatory myofibroblastic tumor: a rare case report in a pediatric patient. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION , v. 7, p. 430-434, 2018.

  • MEDEIROS, C. K. S. ; SANTOS, H. B. P. ; ROLIM, L. S. A. ; MORORO, A. B. G. ; GERMANO, A. R. ; MEDEIROS, A. M. C. ; OLIVEIRA, P. T. . Importance of correct management of bisphosphonate-related osteonecrosis of the jaw: case report and literature review. JOURNAL OF ORAL DIAGNOSIS - JORDI , v. 3, p. e20180008, 2018.

  • SANTOS, E. M. ; SANTOS, H. B. P. ; MATOS, F. R. ; MACHADO, R. A. ; COLETTA, R. D. ; GALVAO, H. C. ; FREITAS, R. A. . Clinicopathological significance of SNPs in and in oral and oropharyngeal carcinomas. ORAL DISEASES , v. 25, p. 54-63, 2018.

  • MARTINS, A. R. L. A. ; SANTOS, H. B. P. ; MAFRA, R. P. ; NONAKA, C. F. W. ; SOUZA, L. B. ; PINTO, L. P. . Participation of hypoxia-inducible factor-1 and lymphangiogenesis in metastatic and non-metastatic lower lip squamous cell carcinoma. JOURNAL OF CRANIO-MAXILLOFACIAL SURGERY , v. 46, p. 1741-1747, 2018.

  • DE MORAIS, EVERTON FREITAS ; SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES ; CAVALCANTE, ISRAEL LEAL ; RABENHORST, SILVIA HELENA BAREM ; DOS SANTOS, JEAN NUNES ; GALVÃO, HÉBEL CAVALCANTI ; FREITAS, ROSEANA DE ALMEIDA . Twist and E-Cadherin deregulation might predict poor prognosis in lower lip squamous cell carcinoma. Oral Surgery Oral Medicine Oral Pathology Oral Radiology , v. 127, p. 318-329, 2018.

  • TOMAZ, MARIA TEREZA MIRANDA ; LACERDA, NEREU ALVES ; BEZERRA, TALLES THADEU BRAZZ ; MENEZES, NICÁSSIO SILVA ; GOMES, ABEL BARBOSA DE ARAÚJO ; SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES ; FILHO, JOSÉ LOPES DE SOUSA . Ependimoma anaplásico: relato de caso raro de uma neoplasia com comportamento agressivo. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION , v. 7, p. 351-354, 2018.

  • CAVALCANTE, ROBERTA BARROSO ; NONAKA, CASSIANO FRANCISCO WEEGE ; SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES ; RABENHORST, SILVIA HELENA BAREM ; PEREIRA PINTO, LEÃO ; DE SOUZA, LÉLIA BATISTA . Assessment of CTNNB1 gene mutations and -catenin immunoexpression in salivary gland pleomorphic adenomas and adenoid cystic carcinomas. VIRCHOWS ARCHIV , v. 472, p. 999-1005, 2018.

  • SANTOS, H. B. P. ; MORAIS, E. F. ; MOREIRA, D. G. L. ; ALMEIDA NETO, L. F. ; GOMES, P. P. ; FREITAS, R. A. . Calcifying Odontogenic Cyst with Extensive Areas of Dentinoid: Uncommon Case Report and Update of Main Findings. Case Reports in Pathology , v. 2018, p. 1-4, 2018.

  • SANTOS, H. B. P. ; BRITO, L. N. S. ; PEIXOTO, T. S. ; GODOY, G. P. ; ALVES, P. M. ; NONAKA, C. F. W. . Granulomas de anéis hialinos em mixoma odontogênico - um caso incomum. ROBRAC (ONLINE) (GOIÂNIA) , v. 26, p. 58-61, 2017.

  • SILVA, I. C. G. ; SANTOS, H. B. P. ; CAVALCANTI, Y. W. ; NONAKA, C. F. W. ; SOUSA, S. A. ; CASTRO, R. D. . Antifungal Activity of Eugenol and its Association with Nystatin on Candida albicans. Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada , v. 17, p. 1-8, 2017.

  • SANTOS, HELLEN BANDEIRA DE PONTES ; MIGUEL, MÁRCIA CRISTINA DA COSTA ; PINTO, LEÃO PEREIRA ; GORDÓN-NÚEZ, MANUEL ANTONIO ; ALVES, POLLIANNA MUNIZ ; NONAKA, CASSIANO FRANCISCO WEEGE . Multinucleated giant cell reaction in lower lip squamous cell carcinoma: a clinical, morphological, and immunohistochemical study. JOURNAL OF ORAL PATHOLOGY & MEDICINE , v. 46, p. 773-779, 2017.

  • SANTOS, H. B. P. ; SANTOS, T. K. G. ; PAZ, A. R. ; CAVALCANTI, Y. W. ; NONAKA, C. F. W. ; GODOY, G. P. ; ALVES, P. M. . Clinical findings and risk factors to oral squamous cell carcinoma in young patients: A 12-year retrospective analysis. Medicina Oral, Patología Oral y Cirugía Bucal (Internet) , v. 21, p. e151-e156, 2016.

  • PORTO, D. E. ; SANTOS, H. B. P. ; BRITO, L. N. S. ; GODOY, G. P. ; ALVES, P. M. ; NONAKA, C. F. W. . Cisto Periodontal Lateral em Maxila Mimetizando Cisto Residual: Relato de Caso Incomum. Revista da Faculdade de Odontologia de Lins , v. 26, p. 37-43, 2016.

  • CLEMENTINO, M. A. ; SANTOS, H. B. P. ; SOUSA, S. A. ; ALVES, P. M. ; GODOY, G. P. ; NONAKA, C. F. W. . Autofagia e sua Relação com Carcinoma de Células Escamosas Oral. Revista da Faculdade de Odontologia de Lins , v. 25, p. 31-40, 2015.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SANTOS, H. B. P. . Avaliadora de trabalhos na Mostra de Anatomia Aplicada - FACENE. 2019.

SANTOS, H. B. P. . Avaliadora de Trabalhos Científicos na Mostra de Iniciação Científica em Odontologia - MICO (UFPB). 2018.

SANTOS, H. B. P. . Avaliadora de Trabalhos Científicos na modalidade Fórum na IV Jornada de Interdisciplinar de Odontologia/ UEPB (INTERODONTO). 2017.

SANTOS, H. B. P. . Avaliadora de trabalhos de Iniciação Cientifica e Tecnológica no XXVIII CICT Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica da UFRN 2017. 2017.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Avaliação da estrutura e do desempenho dos serviços de saúde na atenção primária às condições crônicas, Descrição: Estuda o manejo de políticas/programas de condições crônicas, com vistas a maior efetividade junto aos sistemas (organização, instituição ou unidade de saúde) na qual o cuidado é prestado. Analisa as estratégias de atenção às condições crônicas nas USF e sua articulação com a comunidade. Avaliação da capacidade institucional (recursos físicos e humanos) na atenção e cuidado às condições crônicas e oferece suporte às decisões. Estudo quantitativo em Unidades de Saúde da Família com profissionais e gestores. Faz-se uso de metodologia quantitativa e de instrumentos de avaliação de serviços.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Coordenador / Débora Raquel Soares Guedes Trigueiro - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Análise de aspectos clínicos e histopatológicos em queilites actínicas, Descrição: A queilite actínica (QA) é uma desordem potencialmente maligna que acomete os lábios, principalmente o inferior, cuja etiologia está principalmente relacionada à exposição à radiação solar crônica e excessiva. A radiação ultravioleta pode levar a alterações genotípicas e fenotípicas nas células epiteliais, denominadas displasias epiteliais, as quais têm sido relacionadas com a progressão maligna para o carcinoma de células escamosas de lábio. Desse modo, o estudo de marcadores morfológicos e moleculares são muito importantes para a descoberta de parâmetros que possam facilitar a categorização dos pacientes baseada nos aspectos morfológicos dessa condição e, eventualmente, fornecer um guia para uma terapia mais individualizada. Sendo assim, este estudo objetiva analisar os aspectos clínicos e morfológicos e compará-los com sistemas de gradação histológica em casos de QA. Serão avaliadas as informações clínicas dos pacientes presentes nos prontuários e fichas de solicitação de exame histopatológico em 70 casos de QA. Para o estudo histopatológico, serão realizados cortes com 5m de espessura no material biológico emblocado em parafina, os quais serão estendidos em lâminas de vidro e submetidos à coloração de rotina da hematoxilina e eosina. Sob microscopia de luz, será realizada a análise das características morfológicas conforme os critérios de displasia epitelial segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) (EL-NAGGAR et al., 2017), a classificação das displasias epiteliais segundo a OMS e o sistema binário de classificação (KUJAN et al., 2006) em 70 casos de QA. Possíveis associações entre os aspectos histopatológicos e os parâmetros clínicos, serão avaliadas por meio do teste do Qui-quadrado ou do teste exato de Fisher. O nível de significância será estabelecido em 5% (p < 5%). Com este trabalho, pretende-se contribuir para a indicação de possíveis indicadores de progressão em QAs.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Coordenador / Cassiano Francisco Weege Nonaka - Integrante / Livian Isabel de Medeiros Carvalho - Integrante / Amanda pereira Ferraz - Integrante / Elton Fernandes Barros - Integrante / Itainar Henriques Carvalho - Integrante.

  • 2018 - 2019

    ANÁLISE DE PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA E PROTEÍNAS ASSOCIADAS EM LESÕES ODONTOGÊNICAS, Descrição: As lesões odontogênicas são comumente encontradas nos ossos gnáticos e possuem comportamento biológico heterogêneo. Por sua vez, os mecanismos envolvidos na patogênese dessas lesões ainda não estão totalmente esclarecidos. As vias de reparo do ácido desoxirribonucleico (DNA) atuam em tipos específicos de danos ao material genético, regulando diversos processos celulares. Dentre as principais vias de reparo do DNA, destacamse o reparo por excisão de bases (BER) e o reparo por excisão de nucleotídeos (NER). Investigações têm demonstrado que as proteínas envolvidas nessas vias se encontram desreguladas e, por vezes, altamente expressas em algumas neoplasias malignas, contribuindo para a progressão tumoral. Levando em consideração a heterogeneidade do comportamento biológico das lesões odontogênicas e a ausência de estudos que tenham avaliado a expressão de proteínas envolvidas no reparo do DNA nessas lesões, este trabalho objetiva avaliar a imunoexpressão de proteínas da via BER (APE-1 e XRCC1) e NER (ERCC1 e XPF), assim como proteínas relacionadas ao controle da proliferação (p53 e Ki-67) em lesões odontogênicas. Os dados clínicos serão obtidos das fichas clínicas dos pacientes e descritos de acordo com a idade, sexo, cor da pele, localização anatômica e tempo de evolução. Para a realização do estudo morfológico, serão utilizadas lâminas de vidro contendo cortes de 5m de espessura do material corados pela técnica de rotina da Hematoxilina/Eosina. Será realizada uma análise descritiva dos aspectos histopatológicos observados nas lesões objeto da presente pesquisa. A análise da expressão imuno-histoquímica de APE-1, XRCC1, ERCC1, XPF, p53 e Ki-67 será realizada de forma semi-quantitativa por um avaliador, previamente calibrado, sem acesso aos dados clínicos dos casos. Uma vez realizadas as análises, os dados obtidos serão tabulados no software Microsoft Excel (Microsoft Corporation, USA) e, posteriormente, transferidos para um banco de dados criado no software SPSS for Windows (Statistical Package for Social Sciences; IBM, USA), versão 20.0, no qual serão realizados os testes estatísticos necessários. Para todos os testes estatísticos utilizados, o nível de significância será estabelecido em 5% (p < 0,05).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS - Coordenador.

  • 2017 - 2019

    CERATOCISTO ODONTOGÊNICO: ESTUDO MORFOLÓGICO E ANÁLISE DA TAXA DE RECIDIVA DOS CASOS DIAGNOSTICADOS NO PERÍODO DE 1970 - 2016, Descrição: O ceratocisto odontogênico (CO) é uma lesão intraóssea unicística ou multicística de origem odontogênica que apresenta um elevado índice de recidiva devido ao seu comportamento localmente agressivo, quando comparado a outros cistos odontogênicos. O presente estudo objetiva realizar um estudo retrospectivo de todos os casos de CO diagnosticados no Serviço de Anatomia Patológica da Disciplina de Patologia Oral do Departamento de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) no período de 1970-2016, bem como avaliar a taxa de recidiva dessa lesão no citado Serviço e os aspectos morfológicos dos casos diagnosticados nesse período de tempo. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Lélia Batista de Souza - Coordenador / Pedro Paulo de Andrade Santos - Integrante / Israel Leal Cavalcante - Integrante / Juliana Campos Pinheiro - Integrante.

  • 2017 - 2019

    ESTUDO CLÍNICO-PATOLÓGICO DAS NEOPLASIAS MESENQUIMAIS BENIGNAS DA REGIÃO ORAL E MAXILO-FACIAL, Descrição: As neoplasias mesenquimais benignas são relativamente comuns no compelo oral e maxilo-facial. Geralmente, apresentam crescimento lento, permanecendo no local de origem, sem infiltrar ou invadir tecidos vizinhos ou provocar metástase para outros locais. Contudo, algumas lesões podem exibir crescimento rápido e estender-se aos tecidos moles e ósseos adjacentes, configurando um pior desfecho para o paciente. Além disso, embora menos comum, algumas lesões apresentam altas taxas de recorrência e necessitam de cirurgias múltiplas e/ou mais invasivas, resultando em alterações na anatomia facial dos pacientes acometidos. Assim, o correto diagnóstico é determinante para a realizar a correta abordagem terapêutica. Essas neoplasias podem surgir a partir de diferentes tecidos de origem mesenquimal, como o tecido adiposo, cartilaginoso, fibroso, ósseo, muscular, dentre outros. Alguns tumores apresentam predileção por diferentes sexos e idades, como também localizações distintas na cavidade bucal. As diferenças na frequência dessas lesões podem ser atribuídas a alterações demográficas e na notificação das mesmas. Tendo em vista que a realização de estudos de prevalência que abordem as características clínico-patológicas das neoplasias mesenquimais benignas são importantes para que possam esclarecer divergências na literatura sobre o perfil epidemiológico e fornecer mais informações sobre essas lesões, essa pesquisa objetiva avaliar retrospectivamente os casos de neoplasias mesenquimais benignas no complexo oral e maxilo-facial diagnosticados no Serviço de Patologia Oral do Departamento de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), coletando as informações clínico-patológicas presentes nas fichas clínicas e aspectos microscópicos desses casos no período de 1970 a junho de 2017.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Éverton Freitas de Morais - Integrante / DEBORAH GONDIM LAMBERT MOREIRA - Integrante / ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS - Coordenador.

  • 2017 - 2019

    ANÁLISE CLÍNICO-PATOLÓGICA DOS CISTOS NÃO ODONTOGÊNICOS DA REGIÃO ORAL E MAXILOFACIAL, Descrição: Os cistos não odontogênicos (CNOs) representam um grupo diverso de lesões incomuns que acometem a região oral e maxilofacial, sendo derivados do ectoderma envolvido no desenvolvimento do tecido facial. Em geral, os CNOs são lesões assintomáticas e de crescimento lento. Apesar do grande número de estudos sobre essas lesões, há poucas informações sobre a incidência relativa e o perfil demográfico dos CNOs em diferentes populações. Tendo em vista que a realização de estudos de prevalência que abordem as características clínico-patológicas dos CNOs são importantes para que possam esclarecer divergências na literatura sobre o perfil epidemiológico e fornecer mais informações sobre essas lesões, o objetivo deste estudo é investigar a prevalência, as características clínicas e histopatológicas dos diferentes tipos de CNOs arquivados no Serviço de Patologia Oral do Departamento de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (1) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Leão Pereira Pinto - Integrante / Lélia Batista de Souza - Coordenador / Israel Leal Cavalcante - Integrante / Larissa Santos Amaral Rolim - Integrante / Caio César da Silva Barros - Integrante.

  • 2017 - 2019

    ASSOCIAÇÃO DAS PROTEÍNAS DE REPARO DO DNA XPF E XRCC1 COM ASPECTOS CLINICO-PATOLÓGICOS EM CARCINOMA EPIDERMOIDE DE LÍNGUA ORAL E LÁBIO INFERIOR, Descrição: O carcinoma epidermoide oral (CEO) é considerado um grande problema de saúde pública, corresponde a mais de 90% de todas as neoplasias malignas da cavidade bucal e cerca de 38% dos tumores malignos de cabeça e pescoço. A carcinogênese oral é um processo multifatorial e a exposição a determinados agentes carcinogênicos como tabaco, álcool e a radiação solar ultravioleta, por exemplo, estão associados ao desenvolvimento da neoplasia. As alterações provocadas pelos agentes carcinogênicos promovem o acúmulo de alterações genéticas que incluem as modificações nas funções normais de protooncogenes e genes supressores de tumor que afetam o ciclo celular, a imunidade celular, a diferenciação, proliferação e morte celular e modificações no reparo de danos ao DNA. As alterações nos genes de reparo do DNA podem desempenhar um papel importante no desenvolvimento de tumores e na resistência das células malignas aos agentes quimioterápicos. No sistema de reparo de DNA, encontram-se genes e proteínas que são essenciais na manutenção da integridade do genoma evitando graves alterações celulares, como a proliferação desordenada desenvolvendo o câncer, com destaque para o câncer de boca. Diante da busca pelo entendimento da desregulação de genes e proteínas que guardam e mantem a integridade celular evitando danos e promovendo mutações, pesquisadores tem investigado o papel dessas proteínas transcritas pelos genes de reparo do DNA com o intuito de atuar como biomarcadores de prognóstico do câncer de boca.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / DEBORAH GONDIM LAMBERT MOREIRA - Integrante / ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS - Coordenador.

  • 2017 - 2018

    ESTUDO IMUNOISTOQUÍMICO DAS PROTEÍNAS REG, WNT E -CATENINA EM LESÕES ODONTOGÊNICAS EPITELIAIS BENIGNAS, Descrição: As lesões odontogênicas epiteliais benignas são exclusivas dos ossos gnáticos e possuem comportamento biológico heterogêneo. O ameloblastoma, o tumor odontogênico adenomatoide e o ceratocisto odontogênico merecem destaque por sua maior prevalência e comportamentos biológicos distintos. Os mecanismos envolvidos na patogênese dessas lesões ainda não estão totalmente esclarecidos. A via de sinalização Wnt é uma das principais vias da odontogênese, participando dos processos de proliferação e diferenciação celular durante todo o desenvolvimento dentária. Além disso, esta via de sinalização está associada à progressão tumoral em lesões odontogênicas. Investigações têm demonstrado que a atividade da via Wnt/-catenina pode ser regulada pelas proteínas regulatórias da família Reg. Por sua vez, a ainda não há estudos que tenham avaliado a associação entre a proteína Reg e proteínas envolvidas na via Wnt/-catenina em lesões odontogênicas epiteliais benignas. Assim, o objetivo deste trabalho consiste em avaliar comparativamente a expressão das proteínas Reg, Wnt, e -catenina em 30 ameloblastomas, 20 tumores odontogênicos adenomatoides e 30 ceratocistos odontogênicos, diagnosticados e arquivados no Serviço de Anatomia Patológica da Disciplina de Patologia Oral do Departamento de Odontologia da UFRN. Os dados clínicos serão obtidos das fichas clínicas dos pacientes e descritos de acordo com a idade, sexo, cor da pele, localização e tempo de evolução. Para a realização do estudo morfológico serão utilizadas lâminas de vidro contendo cortes de 5m de espessura do material corados pela técnica de rotina da Hematoxilina/Eosina. Será realizada uma análise descritiva dos aspectos histopatológicos observados nas lesões objeto da presente pesquisa. A análise da expressão imuno-histoquímica de Reg, Wnt-1 e -catenina será realizada de forma semi-quantitativa por dois avaliadores, previamente calibrados, sem acesso aos dados clínicos dos casos. Uma vez realizadas as análises, os dados obtidos serão tabulados no Software Microsoft Excel (Microsoft Corporation, USA) e, posteriormente, transferidos para um banco de dados criado no software SPSS for Windows (Statistical Package for Social Sciences; IBM, USA), versão 20.0, no qual serão realizados os testes estatísticos necessários. Para todos os testes estatísticos utilizados, o nível de significância será estabelecido em 5% (p < 0,05).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (3) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Lélia Batista de Souza - Coordenador / márcia cristina da costa miguel - Integrante / Rodrigo Porpino Mafra - Integrante / HÉBEL CAVALCANTI GALVÃO - Integrante / Hianne Cristinne de Morais Medeiros - Integrante.

  • 2017 - 2018

    ANÁLISE IMUNOISTOQUÍMICA DO HLA-G E DE CÉLULAS T REGULATÓRIAS EM CARCINOMAS EPIDERMOIDES INTRAORAIS E DE LÁBIO INFERIOR, Descrição: O carcinoma de células escamosas (CCE) oral é considerado por muitos países como grave problema de saúde pública, devido às suas altas taxas de mortalidade. O Antígeno Leucocitário Humano (HLA)-G é um MHC de classe I não clássico que, por sua importância na manutenção da gravidez, despertou a curiosidade dos pesquisadores em relação a algumas doenças. Além do papel desempenhado durante a gravidez,a proteína HLA-G também tem sido associada a atividades de tolerância imunológica no organismo como um todo, através da inibição das atividades citolíticas de células natural killer (NK), de linfócitos T citotóxicos CD8+ (CTL) e influência na expressão de citocinas. Apesar da expressão de HLA-G não ser detectada na grande maioria dos tecidos normais, sua presença em condições patológicas, tais como nos melanomas, carcinoma renal, adenocarcinoma pancreático ductal e carcinoma ovariano está bem estabelecida. No entanto, poucos estudos avaliaram a expressão desta proteína em CCE oral. As células T regulatórias (Treg) representam uma linhagem de linfócitos T CD4+ e CD25+ com funções imunossupressoras, que são essenciais no controle das respostas imunes do organismo. Estudos têm demonstrado que altos níveis de células Treg no microambiente tumoral em pacientes com diversos tipos de câncer tem sido relacionado a um pior prognóstico. Baseado nesses achados, esta pesquisa tem como objetivo avaliar a expressão imunoistoquímica da proteína HLA-G e de células T regulatórias (FOX-P3+) em casos de carcinoma epidermoide intraoral e de lábio inferior e a associação destas com parâmetros clinico?patológicos, a fim de fornecer informações adicionais sobre o diferente comportamento biológico destas neoplasias malignas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Lélia Batista de Souza - Coordenador / Amanda Katarinny Goes Gonzaga - Integrante.

  • 2017 - Atual

    ANÁLISE IMUNOISTOQUÍMICA DE PROTEÍNAS RELACIONADAS À AUTOFAGIA EM TUMORES ODONTOGÊNICOS CERATOCÍSTICOS PRIMÁRIOS, RECORRENTES E ASSOCIADOS À SÍNDROME DE GORLIN. Edital Universal/ CNPq - Processo 427931/2016-9, Financiamento R$ 43.000,00, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Cassiano Francisco Weege Nonaka em 13/08/2017., Descrição: Pesquisas têm demonstrado que a autofagia, um sistema de degradação intracelular em massa envolvido em várias funções fisiológicas, pode desempenhar importante papel na regulação do desenvolvimento e da progressão de diversas neoplasias, bem como na determinação da resposta à terapia anticâncer. Os mecanismos pelos quais a autofagia é capaz de inibir a tumorigênese envolvem a diminuição da instabilidade genômica e a diminuição do estresse oxidativo, bem como a estimulação da senescência. Por outro lado, estudos sugerem que a autofagia pode contribuir para a tumorigênese e o desenvolvimento de metástases. Dessa forma, evidencia-se que a autofagia pode apresentar efeitos diferenciados, dependendo do tipo de célula ou alteração genética associada, caracterizando-se como um processo multifacetado. No contexto das lesões odontogênicas, embora os estudos sobre a autofagia e as proteínas relacionadas a este processo sejam escassos, os resultados reportados têm sugerido uma participação significativa deste sistema de degradação intracelular na patogênese de cistos e tumores odontogênicos. Em tumores odontogênicos, o maquinário molecular da autofagia tem sido envolvido na oncogênese e na diferenciação celular do epitélio odontogênico, além de estar relacionado à determinação das características arquiteturais de tumores como o ameloblastoma, constituindo um possível indicador prognóstico para estas lesões. Outros achados também sugerem que o potencial de crescimento dos TOCs pode estar associado à ativação da autofagia nestas lesões. Dessa forma, o presente estudo se propõe a avaliar, por meio de imunoistoquímica, a expressão de proteínas relacionadas à autofagia (Atg7, LC3, p62 e mTOR) em TOCs isolados primários e recorrentes e TOCs associados à síndrome de Gorlin. Pretende-se, com esta pesquisa, contribuir para uma melhor compreensão das diferenças no comportamento biológico entre lesões isoladas e associadas a essa síndrome, fornecendo subsídios para uma possível aplicação da autofagia como alvo potencial para o desenvolvimento de estratégias terapêuticas para os TOCs.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Pollianna Muniz Alves - Integrante / Cassiano Francisco Weege Nonaka - Coordenador / Manuel Antonio Gordón-Nuez - Integrante / Fabianna da Conceição Dantas de Medeiros - Integrante / Ericka Janine Dantas da Silveira - Integrante / Renato Luiz Maia Noqueira - Integrante / Roberta Barroso Cavalcante - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - 2018

    ANÁLISE DA IMUNOEXPRESSÃO DA PROTEÍNA HLA-DR EM QUEILITES ACTÍNICAS E CARCINOMAS DE CÉLULAS ESCAMOSAS DE LÁBIO INFERIOR, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Cassiano Francisco Weege Nonaka em 29/10/2019., Descrição: Pesquisas têm sugerido que a expressão do antígeno leucocitário humano DR (HLA-DR) por células tumorais é capaz de estimular a ativação de linfócitos T CD4+ do subtipo Th1 e células natural killer (NK), por meio da apresentação de antígenos tumorais. Esse processo resultaria na produção de citocinas Th1, como o interferon gama (IFN-), levando a uma maior instabilidade genética das células tumorais, ativação de macrófagos M1 e consequente destruição das células neoplásicas. A expressão de HLA-DR também tem sido evidenciada em células tumorais de carcinomas de células escamosas (CCE) orais. No entanto, investigações sobre uma potencial relação entre a expressão dessa proteína no parênquima dos CCEs orais e o comportamento biológico destas neoplasias malignas são escassas e têm demonstrado resultados contraditórios. O presente estudo se propôs a avaliar a imunoexpressão da proteína HLA-DR em casos de queilite actínica (QA) e de CCE de lábio inferior.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Pollianna Muniz Alves - Integrante / Cassiano Francisco Weege Nonaka - Coordenador / Manuel Antonio Gordón-Nuez - Integrante / Marina Gonçalves do Amaral - Integrante / Deyse Kelly Ferreira Limeira - Integrante / LUANA SAMARA BALDUÍNO DE SENA - Integrante.

  • 2016 - 2017

    ANÁLISE DA IMUNOEXPRESSÃO DA PROTEÍNA HLA-DR EM CARCINOMAS DE CÉLULAS ESCAMOSAS DE LÁBIO INFERIOR, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Cassiano Francisco Weege Nonaka - Coordenador / Marina Gonçalves do Amaral - Integrante / Deyse Kelly Ferreira Limeira - Integrante.

  • 2015 - Atual

    CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS E SUA RELAÇÃO COM PARÂMETROS CLÍNICOS EM CARCINOMAS DE CÉLULAS ESCAMOSAS DE LÁBIO INFERIOR, Descrição: O sistema de estadiamento clínico dos tumores (TNM) é o principal padrão de classificação adotado para classificar e estimar a terapia mais adequada dos pacientes com carcinoma de células escamosas (CCE) de lábio inferior. No entanto, há uma grande variabilidade na sobrevida de pacientes apresentando o mesmo estágio clínico no momento do diagnóstico. Esta inconsistência suscita a busca de outros biomarcadores e parâmetros histopatológicos que possam refletir e predizer o comportamento biológico desta neoplasia maligna. A utilidade de parâmetros histopatológicos no auxílio à determinação do prognóstico tem sido vastamente investigada nas últimas décadas em CCEs intraorais. Contudo, estudos sobre a possível utilização destes parâmetros como indicadores de agressividade tumoral e de prognóstico em CCEs de lábio inferior têm demonstrado resultados contraditórios. Sendo assim, o presente estudo objetiva avaliar parâmetros morfológicos (brotamento tumoral, espessura do tumor, grau de eosinofilia, invasão perineural e grau de ceratinização) em casos de CCE de lábio inferior e relacioná-los com parâmetros clínicos (tamanho do tumor, metástase em linfonodos regionais, metástase à distância e estádio clínico). A amostra será constituída por 90 casos de CCE de lábio inferior, sendo 45 destes com metástase linfonodal regional e 45 casos sem metástase. Para o estudo morfológico, serão realizados cortes com 5m de espessura no material biológico emblocado em parafina, os quais serão estendidos em lâminas de vidro e submetidos à coloração de rotina da hematoxilina e eosina. Sob microscopia de luz, três examinadores previamente treinados realizarão a análise das características morfológicas (brotamento tumoral, espessura do tumor, grau de eosinofilia, invasão perineural e grau de ceratinização). Possíveis associações entre o brotamento tumoral, a espessura do tumor, a invasão perineural, o grau de ceratinização e os parâmetros clínicos, serão avaliadas por meio do teste do Qui-quadrado ou do teste exato de Fisher. Após análise da distribuição de dados, as comparações das quantidades de eosinófilos, de acordo com os parâmetros clínicos, serão realizadas pelo teste paramétrico t de Student ou pelo teste não paramétrico de Mann-Whitney. O nível de significância será estabelecido em 5% (p < 5%). Com este trabalho, pretende-se contribuir para a identificação de possíveis indicadores de comportamento biológico em CCE de lábio inferior.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Pollianna Muniz Alves - Integrante / Cassiano Francisco Weege Nonaka - Coordenador / Diego Filipe Bezerra Silva - Integrante / Vinicius Rodrigues da Silva - Integrante / Bárbara Vanessa de Brito Monteiro - Integrante.

  • 2014 - 2017

    REAÇÃO DE CÉLULAS GIGANTES MULTINUCLEADAS EM CARCINOMAS DE CÉLULAS ESCAMOSAS ORAIS: ESTUDO CLÍNICO-PATOLÓGICO E IMUNOISTOQUÍMICO, Descrição: O presente estudo se propõe a avaliar a frequência das reações de células gigantes multinucleadas (CGMs), bem como suas características imunoistoquímicas (CD68, CD163 e HLA-DR), em casos de carcinomas de células escamosas orais, e relacioná-las com parâmetros clínicos (tamanho do tumor, metástase em linfonodos regionais, metástase à distância e estádio clínico) e grau histopatológico de malignidade dos tumores. A amostra será constituída por 70 casos de carcinoma de células escamosas oral (35 destes localizados em lábio inferior e 35 oriundos de sítios intraorais) com metástase linfonodal regional e 70 casos sem metástase (35 localizados em lábio inferior e 35 localizados em sítios intraorais). Informações a respeito da presença de metástase linfonodal regional e do estadiamento clínico (TNM) serão coletadas nos prontuários médicos dos pacientes. Para o estudo morfológico, serão realizados cortes com 5 micrômetros de espessura no material biológico emblocado em parafina, os quais serão estendidos em lâminas de vidro e submetidos à coloração de rotina da hematoxilina e eosina. Sob microscopia de luz, dois examinadores previamente treinados realizarão a análise das reações de CGMs, considerando a presença/ausência, localização (front de invasão/cório tumoral) e distribuição (focal/difusa) desses tipos celulares. Além disso, será determinado o grau histopatopatológico de malignidade das lesões, utilizando os sistemas propostos por Bryne et al. (1992) e pela OMS (CARDESA et al., 2005). Para avaliação do perfil imunoistoquímico das reações de CGMs, serão utilizados os anticorpos anti-CD163, anti-CD68 e anti-HLA-DR, em sistema de dupla-marcação. Em sequência, serão quantificadas as células positivas, estabelecendo-se as médias de CGMs com perfil M1 (CD68/HLA-DR) e M2 (CD68/CD163). Possíveis associações entre os achados morfológicos, os parâmetros clínicos e os graus histopatológicos de malignidade serão avaliadas por meio do teste do Qui-quadrado ou do teste exato de Fisher. Após a análise da distribuição de dados, as comparações das quantidades de CGMs M1 e M2, de acordo com os parâmetros clínicos e histopatológicos, serão realizadas por testes paramétricos (t de Student e Anova ONE-Way) ou não paramétricos (Mann-Whitney e Kruskal-Wallis). O nível de significância será estabelecido em 5% (p< 0,05). Com este trabalho, pretende-se contribuir para o esclarecimento da natureza das reações de CGMs nos carcinomas de células escamosas orais e verificar uma possível relação das mesmas com o comportamento biológico dos tumores.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Pollianna Muniz Alves - Integrante / Gustavo Pina Godoy - Integrante / Cassiano Francisco Weege Nonaka - Coordenador.

  • 2012 - 2015

    ESTUDO IMUNOISTOQUÍMICO DAS SUBPOPULAÇÕES DE MACRÓFAGOS ASSOCIADOS A TUMORES E DAS CÉLULAS T REGULATÓRIAS EM CARCINOMAS DE CÉLULAS ESCAMOSAS DE LÁBIO INFERIOR. Edital Universal/ CNPq - Processo 485662/2012-4, Descrição: O carcinoma de células escamosas de lábio inferior (CCELI) é uma das neoplasias malignas mais comuns da região oral e maxilofacial. Quando diagnosticado em fases iniciais, o prognóstico para esta lesão é considerado bom, com mais de 90% dos pacientes exibindo sobrevida de 5 anos. Entretanto, para os casos com metástase em linfonodos cervicais no momento do diagnóstico, a taxa de sobrevida dos pacientes, em 5 anos, pode chegar a apenas 30%. Estudos têm demonstrado que os processos de invasão e metástase das neoplasias malignas podem ser modulados por células inflamatórias presentes no microambiente tumoral, com destaque para os macrófagos. Apesar da considerável plasticidade funcional, dois estados de polarização relativamente distintos têm sido reconhecidos para estas células: macrófagos classicamente ativados (M1) e macrófagos ativados de forma alternativa (M2). No contexto dos macrófagos associados a tumores (MATs), pesquisas têm sugerido que a subpopulação M1 é capaz de destruir células neoplásicas ao passo que a subpopulação M2 pode contribuir para a progressão tumoral. Os mecanismos pelos quais os MATs M2 auxiliam no crescimento e na disseminação tumoral ainda não são completamente conhecidos, mas investigações têm destacado a modulação da resposta imune, da angiogênese e da remodelação da matriz extracelular. No âmbito da resposta imune, tem sido revelado um envolvimento importante dos MATs M2 no recrutamento de células T regulatórias (Treg) para o microambiente tumoral, particularmente através da secreção de quimiocinas, como a CCL20 e a CCL22. Dessa forma, o presente estudo se propõe a avaliar, por meio de imunoistoquímica, a presença das subpopulações M1 e M2 de MATs em uma série de casos de CCELI, relacionando a quantidade destes tipos celulares com parâmetros clínicos (metástase em linfonodos regionais, estadiamento clínico TNM, recidiva local e desfecho) e com a gradação histológica de malignidade.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Amanda Lúcio do Ó Silva - Integrante / Rafaella Bastos Leite - Integrante / Pollianna Muniz Alves - Integrante / Gustavo Pina Godoy - Integrante / Cassiano Francisco Weege Nonaka - Coordenador / Leão Pereira Pinto - Integrante / Maria Cássia Ferreira de Aguiar - Integrante / Priscilla Suassuna Carneiro Lúcio - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2013

    SISTEMAS DE GRADAÇÃO HISTOLÓGICA DE MALIGNIDADE E SUA RELAÇÃO COM PARÂMETROS CLÍNICOS EM CARCINOMAS DE CÉLULAS ESCAMOSAS DE LÁBIO INFERIOR, Descrição: O carcinoma de células escamosas de lábio inferior é uma das neoplasias malignas mais comuns da região oral e maxilofacial. Quando diagnosticado em fases iniciais, o prognóstico para esta lesão é considerado bom, com mais de 90% dos pacientes exibindo sobrevida de 5 anos. Entretanto, para os casos com metástase em linfonodos cervicais no momento do diagnóstico, a taxa de sobrevida dos pacientes, em 5 anos, pode chegar a apenas 30%, configurando um pior prognóstico. O sistema de estadiamento clínico de tumores (TNM), que se baseia na avaliação da extensão do tumor primário (T), das metástases em linfonodos regionais (N) e das metástases à distância (M), tem sido o padrão de classificação adotado para propor a terapia mais adequada para estas lesões e estimar a sobrevida dos pacientes. Porém, a existência de casos diagnosticados em estádios iniciais, tratados corretamente, e que, contudo, evoluem rapidamente ao óbito, não condizendo com a indicação do sistema TNM, tem estimulado a busca por outros fatores prognósticos capazes de suplementá-lo. Neste contexto, se destacam os sistemas de gradação histológica de malignidade (SGHM), com ênfase particular, no campo das neoplasias malignas do epitélio de revestimento, para os SGHM propostos por Bryne (1998) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) (Cardesa et al., 2005). Embora os resultados na literatura sejam discordantes em relação à utilidade dos SGHM como indicadores de prognóstico para neoplasias malignas, estudos recentes têm destacado o potencial do sistema desenvolvido por Brandwein-Gensler et al. (2005) na indicação da presença de metástase linfonodal e predição de recorrência local e sobrevida geral dos pacientes com carcinomas de células escamosas orais. Apesar disto, até o momento, não há estudos sobre a utilidade deste SGHM na determinação do prognóstico em carcinomas de células escamosas de lábio inferior. Dessa forma, o presente estudo se propõe a avaliar o grau histológico de malignidade em uma série de ca. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Hellen Bandeira de Pontes Santos - Integrante / Amanda Lúcio do Ó Silva - Integrante / Rafaella Bastos Leite - Integrante / Pollianna Muniz Alves - Integrante / Gustavo Pina Godoy - Integrante / Cassiano Francisco Weege Nonaka - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

1 lugar com o trabalho "Gradação histopatológica em queilites actínicas: uma revisão integrativa", XV Semana de Estudos em Saúde, de Extensão e de Iniciação Científica - FACENE/ FAMENE.

2019

1 lugar na categoria apresentação oral com o trabalho "Análise de aspectos demográficos e clínicos de queilites actínicas", II Jornada Acadêmica de Odontologia da FACENE/FAMENE.

2019

Menção honrosa com o trabalho "Sialometaplasia necrosante: aspectos clínicos e histopatológicas", II Jornada Acadêmica de Odontologia da FACENE/FAMENE.

2019

1 Lugar com o trabalho "Imunoexpressão de p62, Atg7 e p-mTOR em ceratocistos odontogênicos isolados e sindrômicos", XXI Reunião Anual da Sociedade Nordeste-Norte de Pesquisa Odontológica (SNNPqO).

2018

Trabalho premiado "Ceratocisto odontogênico: revisão de literatura sobre os aspectos clínicos, histopatológicos e terapêuticos", I Jornada Acadêmica de Odontologia - FACENE.

2018

Menção horrosa com o trabalho "Reg-gamma como possível regulador da via WNT/-catenina em lesões odontogênicas epiteliais", XX Reunião Anual da Sociedade Nordeste-Norte de Pesquisa Odontológica (SNNPqO).

2017

1 lugar - Categoria Apresentação oral, com o trabalho "Análise imunoistoquímica da podoplanina em carcinomas de células escamosas de lábio inferior e sua relação com parâmetros clínico-patológicos",, V Congresso da Liga Contra o Câncer.

2017

3 lugar com o trabalho "Association of polymorphisms in RAD51 and XRCC3 in oral and oropharyngeal squamous cell carcinoma", na categoria Painel de Pesquisa Científica, 43° Congresso Brasileiro de Estomatologia e Patologia Oral.

2017

1 Lugar com o trabalho "Imunoexpressão da proteína HLA-DR em carcinomas de células escamosas de lábio inferior", XIX Reunião Anual da Sociedade Nordeste Norte de Pesquisa Odontológica.

2017

3 lugar com o trabalho "Osteodistrodia renal em paciente com insuficiência renal crônica: um relato de caso", XVI Jornada Universitária de Odontologia do Rio Grande do Norte.

2016

Aprovada no Concurso Público para Professor Substituto da disciplina de Patologia Geral (Edital 01/2016) da UFCG, Universidade Federal de Campina Grande.

2016

Aprovada em 1 lugar no Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Patologia Oral/ UFRN, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

2016

Honra ao Mérito, 2 lugar na Orientação do trabalho "Osteonecrose maxilar associada ao uso de bisfosfonato: importância do diagnóstico e tratamento", VIII Fórum de Iniciação Científica da Base de Pesquisa em Patologia Oral - UFRN.

2015

2 lugar com o trabalho Papiloma bucal na infância - relato de caso, XI Jornada Paraibana de Odontologia - ABO.

2014

Aprovada em 1 lugar no Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Odontologia/ UEPB, .

2012

Aprovada na seleção de monitoria da disciplina Farmacologia e Terapêutica (2012.1 e 2012.2), Universidade Estadual da Paraíba.

2008

Aluna destaque - Melhor desempenho acadêmico, Colégio Objetivo.

2005

Aluna ouro - ensino fundamental, CENSL.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde. , Avenida Senador Salgado Filho, nº 1787, Lagoa Nova, 59056000 - Natal, RN - Brasil, Telefone: (84) 32154132

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2014 - 2016

Universidade Estadual da Paraíba

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluna de Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2012 - 2014

Universidade Estadual da Paraíba

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20

2012 - 2012

Universidade Estadual da Paraíba

Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 12

Outras informações:
Monitora do Componente curricular Farmacologia e Terapêutica

2016 - 2018

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2017 - 2017

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Vínculo: Docência Assistida, Enquadramento Funcional: Patologia Oral

2017 - 2017

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Vínculo: Docência Assistida, Enquadramento Funcional: Patologia Geral

Atividades

  • 08/2016

    Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências da Saúde, .,Linhas de pesquisa

2019 - Atual

Faculdades de Enfermagem Nova Esperança

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Docente do Mestrado em Saúde da Família

2018 - Atual

Faculdades de Enfermagem Nova Esperança

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor

2018 - Atual

Faculdades de Enfermagem Nova Esperança

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE)

Atividades

  • 10/2019

    Pesquisa e desenvolvimento , Faculdades de Medicina Nova Esperança, .,Linhas de pesquisa

  • 04/2018

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Farmacologia aplicada à Odontologia , Patologia Geral (MAD II), Patologia Oral I , Patologia Oral II, Semiologia Odontológica I , Semiologia Odontológica II , Semiologia Odontológica III

  • 04/2018

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Coordenadora do Módulo de Mecanismos de Agressão e Defesa II (Patologia Geral e Imunologia)

  • 04/2018

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Coordenadora do Módulo de Bases Semiológicas da Odontologia

2019 - Atual

Uniesp Centro Universitário

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora