Maurício Laterça Martins

Graduado em Ciências Biológicas pela UNISA Santo Amaro, SP, Iniciou a carreira científica em 1989 no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo com Enfermidades de Anfíbios, possui Mestrado (1994) e Doutorado (2000) em Aqüicultura pelo Centro de Aqüicultura da Unesp (CAUNESP) e Pós-Doutorado junto ao Aquatic Animal Health Research Laboratory, Agricultural Research Service (ARS), United States Department of Agriculture (USDA), Auburn, AL, USA com infecção experimental bacteriana e parasitária em tilápia e catfish sobre sua resposta hemato-imunológica. Pós-Doutorado junto ao Departament of Microbiology, Oregon State University, Corvallis, OR, USA avaliando a infecção de larvas de zebrafish com esporos de microsporídeo (Pseudoloma neurophilia), desenvolvendo técnica de coleta de ovos de nematoides (Pseudocapillaria tomentosa) de zebrafish e alternativas para seu tratamento e a influência do parasitismo sobre o microbioma intestinal de zebrafish. Atualmente é Professor Associado 4 do Departamento de Aqüicultura, Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, integrante do Núcleo de Estudos em Patologia Aqüicola, CCA, UFSC, SC e responsável pelo Laboratório AQUOS-Sanidade de Organismos Aquáticos. Mantém projetos integrados de pesquisa com EMBRAPA e EPAGRI, Universidades Nacionais e Internacionais, piscicultores e empresas. Ictiopatologia, Ictioparasitologia, hematologia, ecologia de parasitos de peixes, estresse e inflamação em peixes, probióticos na aqüicultura, imunoprofilaxia, doenças parasitárias e hemato-imunologia de cefalópodes são as linhas de pesquisa. Publicou mais de 200 artigos científicos, autor de 35 capítulos de livros, orientou 9 Teses de Doutorado, 26 Dissertações de Mestrado, 62 alunos de Curso de Graduação, supervisor de Pós-Doutorado Junior, PNPD, Editor Associado da Latin American Journal of Aquatic Research (LAJAR), Editor Científico Assistente da Brazilian Journal of Veterinary Parasitology (RBPV) e revisor de mais de 40 periódicos. Pesquisador de Produtividade em Pesquisa 1 B CNPq. Site: http://aquos.ufsc.br/contato.html Grupos de pesquisa "Patologia e Sanidade Aquicola" - dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1972907413067000 "Aquicultura Marinha" - http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0696330437293715

Informações coletadas do Lattes em 15/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Aqüicultura

1997 - 2000

CENTRO DE AQUICULTURA DA UNESP
Título: Efeito da suplementação com vitamina C sobre a reação inflamatória em Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 estressados
Orientador: Flávio Ruas de Moraes
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Inflamação; Estresse; Peixe; Piaractus mesopotamicus.Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Produção Animal, Inclusive Serviços Veterinários.

Mestrado em Aqüicultura

1991 - 1994

CENTRO DE AQUICULTURA DA UNESP
Título: Efeitos da suplementação de ácido ascórbico (vitamina C) avaliados através do desempenho e de aspectos anátomo-patológicos em alevinos de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887.,Ano de Obtenção: 1994
Orientador: Newton Castagnolli
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: vitamina C; Deficiência; Piaractus mesopotamicus; Histopatologia.Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Produção Animal, Inclusive Serviços Veterinários.

Graduação em Biologia

1984 - 1988

Organizacao Santamarense de Educacao e Cultura

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2015 - 2016

Pós-Doutorado. , Oregon State University, OSU, Estados Unidos. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Agrárias, Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Treatment. , Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Microbiology.

2010 - 2011

Pós-Doutorado. , USDA-ARS-Aquatic Animal Health Research Unit, USDA-ARS, Estados Unidos. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Agrárias, Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura / Especialidade: Imunologia. , Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura / Especialidade: Infecção experimental.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Resíduos de quimioterápicos em piscicultura.. (Carga horária: 8h). , EMBRAPA Amazonia Ocidental, EMBRAPA, Brasil.

2016 - 2016

Manejo e uso de cefalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2015 - 2015

Collaborative Institutionla Training Initiative. (Carga horária: 40h). , Oregon State University, OSU, Estados Unidos.

2008 - 2008

Extensão universitária em Diagnóstico de doenças bacterianas em peixes. (Carga horária: 9h). , X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, ENBRAPOA, Brasil.

2003 - 2003

Curso de Curta Duração. , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Italiano

, Lê Razoavelmente.

Francês

, Lê Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura/Especialidade: Ictiopatologia e Ictioparasitologia.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura/Especialidade: Estresse Em Organismos Aquáticos.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura/Especialidade: Inflamação Em Peixes.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura/Especialidade: Hematologia.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura/Especialidade: Patologia de Anfíbios.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura/Especialidade: Imunoprofilaxia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MARTINS, M L ; Jesus G.F.A. ; LEHMANN, N. B. ; CARDOSO, L. ; SA, L. S. ; MOSTÉRIO, Cláudia Maris Ferreira ; HIPOLITO, Márcio . Manejo e uso de cefalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.. 2018. (Outro).

MARTINS, M L ; MOURINO, J. L. P. ; JESUS G.F.A. ; TANCREDO, K.R. ; CARDOSO, L. ; LEHMANN, N. B. ; ROUMBEDAKIS K . Manejo e uso de cefalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.. 2017. (Outro).

VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Martins, Maurício Laterça . XIV SEMAQI e I Workshop Sulbrasileiro de Bioflocos.. 2016. (Outro).

MARTINS, M. L. ; JESUS G.F.A. ; MOURINO, J. L. P. . Manejo e uso de cefalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.. 2016. (Outro).

MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; SOARES, J. P. R. ; JESUS G.F.A. . Manejo e uso de peixes e anfíbios em pesquisa.. 2015. (Outro).

Martins, M.L. ; MAGALHÃES, Aimê Rachel ; SANTOS, R. ; ROCHA, A. ; MAIA, C. ; HASHIMOTO, G. . X SEMAQUI. 2012. (Outro).

MARTINS, M. L. . Comissão Científica do 2 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, Búzios, RJ 24 a 28 de maio. 2009. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Manejo e uso de Cefalópodes, Peixes e Anfíbios em Experimentação Animal..Curso de capacitação de Manrjo e uso de cafalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.. 2018. (Outra).

Revolução azul no Brasil: Aquicultura em 30 anos (comemoração aos 30 anos do PPG Aquicultura, UFSC). 2018. (Encontro).

XXXI SEMEV (Semana do Médico Veterinário).Uso de óleos essenciais no controle de parasitos no pescado. 2018. (Seminário).

I Conferência Internacional en Sanidad Acuícola 2017: Recientes Avances en Investigación. Recientes avances en la investigación de parásitos protozoarios y metazoarios en peces amazónicos.. 2017. (Congresso).

Manejo e uso de cefalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.Curso de capacitação de Manrjo e uso de cafalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.. 2017. (Outra).

XV SEMAQUI.Não se aplica. 2017. (Encontro).

AQUACIÊNCIA 2016. Moderador: Franciselose: doença emergente em tilápia do Nilo.. 2016. (Congresso).

Manejo e uso de cefalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa..Curso de capacitação de Manrjo e uso de cafalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.. 2016. (Oficina).

Projeto acantocéfalos na criação de tambaqui (Colossoma macropomum).PA 2 - Ciclo de vida do acantocéfalo Neoechinorhynchus buttnerae (Acantocephala) parasito do tambaqui (Colossoma macropomum).. 2016. (Oficina).

4 Encontro do Dia do Pescador.Profilaxia e principais doenças em tilápia de cultivo.. 2013. (Oficina).

Dia de campo de piscicultura..Sanidade de peixes.. 2013. (Oficina).

International Symposium on Monogenea 7.Trabalhos apresentados.. 2013. (Simpósio).

VI Workshop sobre jundiá.Sanidade e imunologia. 2013. (Oficina).

AQUACIÊNCIA 2112. Estado da arte da sanidade de peixes selvagens e cultivados no Brasil. 2012. (Congresso).

Workshop Fish Fito.Uso de plantas medicinais na piscicutlura. 2012. (Oficina).

XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos). Parasitologia; controle, profilaxia e identificação de parasitos. 2012. (Congresso).

VIII International Symposium of Fish Parasites.Coinfection by Edwardsiella ictaluri and Ichthyophthirius multifiliis affects hematology and survival in channel catfish Ictalurus punctatus. 2011. (Simpósio).

Workshop - Avanços do Projeto AQUABRASIL.Sanidade de espécies aquícolas.. 2011. (Oficina).

Workshop - Avanços do projeto AQUABRASIL - Relatório final.Estado sanitário de organismos aquáticos cultivados. 2011. (Encontro).

2 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. Isolamento e infecção experimental de Vibrio alginolyticus em cavalo-marinho, Hippocampus reidi Ginsburg, 1933 (Osteichthyes: Syngnathidae) no Brasil. 2009. (Congresso).

2 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. O impacto da síndrome da mancha branca em camarão marinho de cultivo: sinais da doença, diagnóstico e controle. 2009. (Congresso).

EMBRAPA-Agropecuária Oeste durante o Workshop: Sanidade de Organismos Aquáticos-AQUABRASIL.Identificação de agentes etiológicos em tilápia, tambaqui e pintado-Plano de ação 04. 2009. (Encontro).

International Symposium 2009: Biology and Ecology of Host-parasite relationships. organizado pela Associação Peruana de Helmintologia e Invertebrados Afins (APHIA). Comunidades de parasitos em tilápia do Nilo no Sul do Brasil. 2009. (Congresso).

International Symposium 2009: Biology and Ecology of Host-parasite relationships. organizado pela Associação Peruana de Helmintologia e Invertebrados Afins (APHIA). Tricodinideos em peixes cultivados brasileiros. 2009. (Congresso).

International Symposium 2009: Biology and Ecology of Host-parasite relationships. organizado pela Associação Peruana de Helmintologia e Invertebrados Afins (APHIA).Ictioparasitologia: histologia, tratamento, patologia, taxonomia e métodos de investigação. 2009. (Oficina).

International Symposium-2009: Biology and Ecology of Host-Parasite Relatioships..Trichodinids in the Brazilian cultivated fish.. 2009. (Simpósio).

Workshop: sanidade de organismos aquáticos-AQUABRASIL.Identificação de agentes etiológicos em tilápia, tambaqui e pintado-Plano de ação 04. 2009. (Oficina).

Workshop: sanidade de organismos aquáticos-AQUABRASIL.Atividades do projeto componente vinculado Macroprograma 1-EMBRAPA-AQUABRASIL. 2009. (Oficina).

AQUABRASIL-Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil.Projeto componente. 2008. (Oficina).

AQUABRASIL - Reunião para Apresentação e Discussão das Atividades: padronização de metodologias.Padronização de técnicas de diagnóstico. 2008. (Encontro).

AQUACIÊNCIA 2008. Principais doenças em peixes e perspectivas de um programa sanitário. 2008. (Congresso).

II Seminário Mineiro de Aquacultura-Travessia das Águas,.Enfermidades de peixes ornamentais. 2008. (Seminário).

X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. Boas práticas de manejo em piscicultura. 2008. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce. Principais enfermidades parasitárias de peixes cultivados e perspectivas de um programa sanitário. 2007. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul. Primcipais enfermidades parasitárias de peixes cultivados e perspectivas de um programa sanitário. 2007. (Congresso).

Manejo Sanitário e Enfermidades em Piscicultura, 13 e 14 de setembro.Manejo Sanitário e Enfermidades em Piscicultura. 2007. (Seminário).

IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. Tricodinídeos de tilápia do Nilo cultivada no Estado de Santa Catarina, Brasil. 2006. (Congresso).

Parasitos de peixes e moluscos.Identificação e patologias causadas por protozoários e metazoários parasitos de peixes de água doce. 2006. (Outra).

Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. Suplementação alimentar com bactérias probióticas aumenta a sobrevivência e diminui a carga bacteriana na larvicultura de camarões marinhos. 2006. (Congresso).

Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. Perspectivas de um programa sanitário na aqüicultura. 2006. (Congresso).

Rede de pesquisa e desenvolvimento de aquicultura - Aquabrasil.Sanidade. 2006. (Oficina).

Seminário Internacional de Sanidade Aqüícola, 17/10/2006 a 20/10/2006. 2006. (Seminário).

VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. Larvas de Porrocaecum (Nematoda: Ascarididae) na bexiga natatória de Piaractus mesopotamicus (Osteichthyes: Characidae) cultivado no Estado de Minas Gerais. 2004. (Congresso).

VII Congresso Ibérico de Parasitologia. Infecções parasitárias em peixes de água doce cultivados. II. Casos diagnosticados pelo Centro de Aqüicultura da Unesp, Jaboticabal, SP, Brasil de 1999 a 2000. 2001. (Congresso).

II ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. Prevalência e histopatologia de Neoechinorhynchus curemai (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae) em Prochilodus lineatus (Prochilodontidae) do Reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. 2000. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Lindomar de Oliveira Alves

MARTINS, M LPILARSKI, F.; HOPPE, E. G. L.. Ectoparasitos de Xiphophorus spp. de piscicultura ornamental: riqueza e relação parasito-hospedeiro.. 2019. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Marina Cristina Calinowski

HAYASHI, L.; ESTRADA, B. C. D.;MARTINS, M. L.. Utilização in vitro e in vivo de macroalgas sobre bactérias probióticas do camarão branco do pacífico.. 2018. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Sandy Lorena Pulecio Santos

SANTOS, S. L. P.; SA, L. R. M.; ROUBICEK, D. A.;MARTINS, M L. Avaliação anatomopatológica de peixes e qualidade da água do reservatório Billings.. 2018. Dissertação (Mestrado em Patologia Experimental e Comparada) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Thays Marçal Nogueira

TAVARES L.E.R.;MARTINS, M. L.. Nova espécie de Henneguya (Myxozoa: Myxobolidae) parasita branquial de Pygocentrus nattereri (Characiformes: Characidae) no Pantanal de mato Grosso do Sul, Brasil.. 2018. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Nicollas Breda Lehmann

MARTINS, M L; ZANIBONI FILHO, Evoy; GUERETZ, JULIANO SANTOS. Diagnóscito patológico em tilápias do rio Cachoeira, Joinville, SC, Brasil.. 2018. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Fernanda Scheuer

CERQUEIRA VR; FREIRE, C. A. O.;VIEIRA, Felipe Do NascimentoMARTINS, M. L.. Efeito da dureza da água em juvenis de tainha Mugil liza criados em água doce.. 2017. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Natália Locks Ferreira

MOURINO, J. L. P.; LIMA, A. L. F.; VINATEA, L. A.;MARTINS, M. L.. Estratégias de fertilização e manipulação microbiana no cultivo superintensivo de camarão marinho em sistema de bioflocos.. 2017. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Jamilly Souza Rocha

VIEIRA, Felipe Do NascimentoMARTINS, M L; LEHMANN, M.;SEIFFERT W. Suplementação dietética da microalga Schizochytrium limacinum na dieta do camarão branco do pacífico.. 2017. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Maria Luiza Ruiz

MOURIÑO, José Luis Pedreira; FERREIRA, E. C.;VIEIRA, Felipe Do NascimentoMARTINS, M. L.. Diferentes concentrações de Lactobacillus plantarum em dietas para tilapia do Nilo.. 2016. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Caio Van Tol Aragão Coacci

ARANA, Luiz Alejandro Vinatea; NUÑER APO;MOURINO, J. L. P.; ESQUIVEL, J.;MARTINS, M. L.. Cloreto de magnésio e cloreto de sódio na prevenção e tratamento de Ichthyophthirius multifiliis em Pseudoplatystoma sp. e Rhamdia quelen.. 2016. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Mariane Pallaoro da Fontoura

HAYASHI, L.;SILVA B.C.; SORIANO, E. M.;MARTINS, M. L.. Avaliação da macroalga Ulva lactuca como co-alimento para camarão branco do Pacífico.. 2015. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Marcela Maia Yamashita

MOURIÑO, José Luis PedreiraMARTINS, M. L.VIEIRA, Felipe Do NascimentoJERÔNIMO, Gabriela Tomas. Suplementação dietária com probiótico em tilápia do Nilo como prevenção à estreptococose.. 2015. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Danielle Ajala Cruz

TAVARES, L.E.R.; CRUZ, D. A.;MARTINS, M. L.; SANTOS C.P.; GRACIOLLI, G.;LUQUE J.L.F.; TAKEMOTO, Ricardo Massato. Metazoários parasitos de peixes: uma metanálise em trabalhos com abordagem temporal e ecologia de comunidades no Pantanal.. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Renata Priscila Santos de Carvalho

MARTINS, M. L.; MARTINS, M. N.;FUJIMOTO, Rodrigo Yudi; MADI, R. R.. Avaliação parasitária e de elementos traço em Sciades proops (Valenciennes, 1840) (Siluriformes, Ariidae) coletado no estuário do rio Japaratuba, SE.. 2014. Dissertação (Mestrado em Saúde e Ambiente) - Universidade Tiradentes.

Aluno: Fernando Sutili

BALDISSEROTO, B.;MARTINS, M. L.; CUNHA, M. A.. O uso do eugenol contra Aeromonas hydrophila e seu efeito sobre parâmetros hematológicos e imunológicos em jundiás (Rhamdia quelen).. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia Farmacêuticas) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Jessica Nunes de Melo

MARTINS, M. L.; NUÑER APO; ZANIBONI FILHO, Evoy;Tavares-Dias. Banhos terapêuticos com dióxido de cloro em jundiá, Rhamdia quelen, infestado com Ichthyophthirius multifiliis: hematologia e histopatologia.. 2014. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Marcello Mendes dos Santos Junior

VIEIRA, Felipe Do NascimentoMARTINS, M. L.; COSTA, S. W.;SEIFFERT, W. Q.. Medidas profiláticas na larvicultura e pré-berçário do camarão branco do Pacífico.. 2014. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Ricardo da Silva Berto

BERTO, R. S.; FRACALOSSI, Débora Machado;MARTINS, M. L.MOURINO, J. L. P.; BARROS, M. M.. Extrato de leveduras no crescimento, utilização dos nutrientes e respostas hemato-imunológicas da tilápia do Nilo.. 2013. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Sthephanie Caroline Medeiros

MAGALHÃES, Aimê Rachel;MARTINS, M. L.; ALBUQUERQUE, M. C. P.;SÜHNEL S.. Bucefalose no cultivo de mexilhões: relação do parasita com os hospedeiros iniciais.. 2013. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: José Dias Neto

PILARSKI, F.; CARNEIRO, Dalton José;MARTINS, M. L.. Uso de homeopatia no ciclo inicial de produção de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus): avaliação do índice de parasitismo, integridade hepática e branquial.. 2013. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Andressa Teles

CERQUEIRA VR; AMMAR, D.;MARTINS, M. L.. Ontogenia do trato digestório de Centropomus parallelus.. 2012. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: FABIANE FÜHR

PEREIRA JR, Joaber; ROMANO L.A.; VELLOSO A.L.;MARTINS, M. L.. Toxicidade e eficácia antiparasitária do Mebendazol em juvenis de tainha Mugil liza.. 2012. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Universidade Federal do Rio Grande.

Aluno: Lidiane Franceschini

SILVA R.J.ONAKA, Eduardo MakotoMARTINS, M. L.. Infecções parasitárias e microbianas na produção do pacu Piaractus mesopotamicus e do híbrido patinga procedentes da região noroeste do estado de São Paulo.. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciencias Biologicas (Zoologia)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: ALDENICE DE NAZARÉ SILVA PEREIRA

LUQUE J.L.F.; SANTOS C.P.; VIEIRA F.M.;MARTINS, M. L.. A comunidade parasitária da trilha, Mullus argentinae: aspectos taxonômicos e seu uso para a discriminação de estoques populacionais.. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Thalita Regina Petrillo

MORAES, Flávio Ruas de; SALVADOR R.;Martins, ML.. Levamisol e dexametasona na inflamação crônica por cropo estranho em pacu (Piaractus mesopotamicus).. 2012. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Aline Cristina Zago

SILVA R.J.ONAKA, Eduardo MakotoMARTINS, M. L.. Amálise parasitológica e microbiológica de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) criadas em tanques-rede no reservatório de Água Vermelha - SP e suas inter-relações com as variáveis limnológicas e fase de criação.. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciencias Biologicas (Zoologia)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Fabíola Santiago Pedrotti

MARTINS, M. L.; FRACALOSSI, Débora Machado;BATISTA, Cleide Rosana Vieira. Microbiota intestinal de jundiá (Rhamdia quelen) e tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) alimentados com diferentes fontes de carboidrato. 2011. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: KELLY REGINA IBARROLA VIEIRA

MARTINS, M. L.; TAVARES L.E.R.. Composição e estrutura das comunidades de metazoários endoparasitas de Hoplias malabaricus nas regiões do Pantanal do Miranda-Adobral, Rio Negro e rio Iguatemi, Mato Grosso do Sul, Brasil. 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Daniel Brito Porto

MARTINS, M. L.; SILVA E SOUZA A.T.; EIRAS J.C.; COHEN, S. C.;BOEGER, W. A.. Metazoários parasitas de Pterygoplichthys (Castelnau, 1855) de lago de várzea do Rio Solimões entre Manaus e Coari, Estado do Amazonas. 2009 - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

Aluno: Patricia Oliveira Maciel

MARTINS, M. L.ONAKA, Eduardo Makoto; RANZANI-PAIVA, Maria José Tavares; HENRIQUE BS; PAVANELLI, Gilberto Cesar. Efeito do praziquantel sobre as variáveis sanguíneas de Colossomamacropomum Curvier, 1818 (Characidae: Serrasalminae) e sua eficiência como anti-helmíntico no controle de parasitas monogenóides (Plathyhelminthes: Monogenoidea). 2009. Dissertação (Mestrado em Bioologia de água doce e pesca interior) - INPA-Programa Integrado de Pós-Graduação em Biologia Tropical e Recursos Na.

Aluno: Neida Lucas Bortoluzzi

MORAES, Flávio Ruas deCRUZ, Claudinei daMARTINS, M. L.. Cicatrização em pacu (Piaractus mesopotamicus) alimentado com ração suplementada com cromo trivalente e parede celular de Saccharomyces cerevisae. 2009. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária (Patologia Animal) [Jaboticabal]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Hirla Costa Silva Fukushima

ZANIBONI FILHO, Evoy;MARTINS, M. L.; BATLOUNI, S.R.. Avaliação do cultivo de Rhamdia quelen triplóides: I. Efeito da triploidia na hematologia de juvenis de jundiá Rhamdia quelen (Siluriforme: Heptapteridae); II.Comparação do desempenho de larvas diplóides e triplóides de jundiá Rhamdia quelen (Quoy e Gaimard 1824) submetidas a diferentes densidades de estocagem. 2009. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Vitor de Almeida Pontinha

MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta;MARTINS, M. L.; BOEHS, Guisla. Diagnóstico da saúde da ostra Crassostrea gigas (Thunberg, 1793) cultivada em Florianópolis, SC.. 2009. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Natália da Costa Marchiori

MARTINS, M. L.; MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta; BUCK S.. Identificação e ciclo de vida de Bucephalus margaritae Ozaki e Ishibashi, 1934 (Digenea: Bucephalidae) do litoral de Santa Catarina, Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura.

Aluno: José Francalino Vital

SILVA E SOUZA A.T.; EIRAS J.C.; THATCHER V.E.;MARTINS, M. L.. Biodiversidade de parasitas de Pygocentrus nattereri (Kner, 1858) (Characiformes: CHaracidae) durante o ciclo hidrológico em um lago de várzea e seu potencial como bioindicadora da qualidade ambiental. 2008. Dissertação (Mestrado em Bioologia de água doce e pesca interior) - INPA-Programa Integrado de Pós-Graduação em Biologia Tropical e Recursos Na.

Aluno: Adolfo Jatobá Medeiros Bezerra

ANDREATTA, Edemar RobertoMARTINS, M. L.; SCHOKEN-ITURRINO R.P.. Utilização de probiótico em sistema de policultivo de tilápias com camarões marinhos. 2008. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: ANA CAROLINA FIGUEIREDO LACERDA

PAVANELLI, Gilberto Cesar; GUIDELLI GM;MARTINS, M. L.. Endoparasitos de raias fluviais Potamotrygon falkneri e Potamotrygon motoro (Chondrichthyes: Potamotrygonidae) da planície de inundação do Alto rio Paraná: taxonomia e aspectos ecológicos. 2007. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Fanny Ayumi Yasumaru

FRACALOSSI, Débora Machado;MARTINS, M. L.; BAGGIO S.R.. Influência do ácido caprílico suplementado na ração de juvenis de jundiá Rhamdia quelen no controle de Ichthyophthirius multifiliis. 2007. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Rafael Da Costa

MARTINS, M. L.; MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta; Scardua PMS. Prevalência de enfermidades e histopatologia de Perna perna (Mollusca) em Florianópolis/SC, Brasil. 2007. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura.

Aluno: Ana Paula Ferrari Hoeinghaus

PAVANELLI, Gilberto Cesar;MARTINS, M. L.; TAKEMOTO, Ricardo Massato. Taxonomia e ecologia de metazoários parasitos de Loricariichthys platymetopon Isbrucker & Nijssen, 1979 (Loricariidae, Siluriformes) da planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil. 2006. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Fabiana Garcia

MORAES, Flávio Ruas deMARTINS, M. L.; PEZZATO, Luiz Edivaldo. Pacus, Piaractus mesopotamicus alimentados com dietas suplementadas com vitamina C e E e submetidos ao desafio por Aeromonas hydrophila. 2005. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Ana Luiza Xavier da Silveira Velloso

PEREIRA JR, JoaberMARTINS, M. L.; COUSIN, João. Therodamas fluviatilis (Ergasilidae) parasita de Paralichthys orbignianus (Paralichthyidae): Sistemática, Distribuição e Histopatologia.. 2004. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Universidade Federal do Rio Grande.

Aluno: Robert Lenoch

BARREIROS, Marco Antonio Bacellar;MARTINS, M. L.; MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta. Avaliação do risco epidemiológico da carcinicultura catarinense usando como modelo a Síndrome de Taura e a Doença da Mancha Branca.. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental) - Universidade do Vale do Itajaí.

Aluno: Jonas Cunha Espíndola

BARREIROS, Marco Antonio Bacellar;MARTINS, M. L.; CONCEIÇÃO, Laura Isabel Weber da. Ocorrência de Listeria sp. em amostras de pescado do litoral de Santa Catarina. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental) - Universidade do Vale do Itajaí.

Aluno: Janessa Sampaio de Abreu

URBINATI, Elisabeth CriscuoloMARTINS, M. L.. Efeitos da vitamina C administrada via alimentação sobre indicadores fisiológicos de estresse após exposição aérea de matrinxã, Brycon cephalus (Teleostei: Characidae).. 2003 - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Marcos Antonio Bello

MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de; FAGLIARI, José Jurandir. Efeito do estresse por superpopulação e da suplementação com vitamina E sobre a formação de gigantócitos em lamínulas de vidro implantadas no tecido subcutâneo de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887.. 2002 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Fabiana Pilasky

MARTINS, M. L.. Estudo da colunariose de quatro espécies de peixes tropicais: isolamento e caracterização de Flavobacterium columnare.. 2002. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Eduardo Makoto Onaka

MORAES, Flávio Ruas de; PAIVA, Maria José Ranzani; OLIVEIRA, Gilson Pereira de;MARTINS, M. L.. Eficácia do mebendazol e do levamisol no controle de parasitos monogenóides e eventuais alterações no hemograma de pacu, Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae).. 2001 - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Josafá Borges de Freitas

MORAES, J. R. E.;MARTINS, M. L.; NAKAGHI, Laura Satiko Okada. Cinética do processo inflamatório e reparação tecidual em pacus Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 alimentados com ração suplementada com diferentes concentrações de vitamina C.. 2001 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Mariana Petric

MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de. Efeito da suplementação alimentar com vitamina C sobre a formação de gigantócitos em lamínulas de vidro implantadas no tecido subcutâneo de pacus Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887.. 2000 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Gabreil Fernandes Alves Jesus

MARTINS, M. L.; FRACALOSSI, Débora Machado; FERREIRA, E. C.; SUGAI, J. K.. Suplementação dietária com butirato de sódio no cultivo de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus.. 2019. Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Vitor de Almeida Pontinha

HAYASHI, L.; ESTRADA, B. C. D.; SIMIONI, C.;MARTINS, M. L.. Influência de macroalgas no estresse ambiental do camarão branco do Pacífico e no crescimento e rendimento gonadal do ouriço-do-mar.. 2018. Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Fabíola Santiago Pedrotti

CERQUEIRA VR; VALENÇA, A. R.; MANZONI, G.;MARTINS, M L. Toxicidade aguda de amônia e nitrito em juvenis de robalo flecha Centropomus undecimalis (Perciformes: Centropomidae).. 2018. Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Jessyka Arruda da Cunha

BALDISSEROTO, B.; DALCOL, I. I.;MARTINS, M L; MOURAO, R. H. V.; LORO, V. L.. Efeito antibacteriano do óleo essencial de Origanum majorana e compostos isolados na forma pura e nanoencapsulada frente à Aeromonas hydrophyla em Rhamdia quelen.. 2018. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Aline Angelina Acosta

SILVA R.J.; MULLER, M. I.;ABDALLAH, V. D.; TAKEMOTO, Ricardo Massato;MARTINS, M. L.. Biodiversidade de helmintos parasitos dos peixes siluriformes dominantes do rio Aguapeí, Castilho, São Paulo, Brasil.. 2017. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Mario Roberto Meira Filho

PEREIRA, JOABER; VIANNA, R. T.; RODRIGUES, R. V.; VALENTE, A.; ROBALDO, R. B.;MARTINS, M. L.. O uso do ácido acético como antiparasitário na aquicultura: efetividade e histopatologia em Mugil liza Valenciennes, 1835.. 2017. Tese (Doutorado em Aqüicultura) - Universidade Federal do Rio Grande.

Aluno: Delano Dias Schleder

ANDREATTA, Edemar Roberto; TERENZI, H. F.;MOURINO, J. L. P.MARTINS, M. L.; LEHMANN, M.; WASIELESKY JUNIOR, W. F. B.. Uso de algas pardas como aditivo alimentar na dieta do camarão branco do Pacífico.. 2017. Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Yvana Cristina Tenorio de Britto

SILVA E SOUZA A.T.; TEIXEIRA, G. M.; GIORDANO, L. G. P.Lucienne Garcia Pretto Giordano; ORSI, M. L.;MARTINS, M. L.. Estudo da comunidade componente de Monogenoidea das brânquias de Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758) em pisciculturas no norte do estado do Paraná.. 2017. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Londrina.

Aluno: Carlos Cesar de Mello Júnior

MOURINO, J. L. P.ANDREATTA, Edemar RobertoVIEIRA, Felipe Do Nascimento; EMERENCIANO, M. G. C.;MARTINS, M. L.; LEHMANN, M.. Identificação e caracterização de microrganismos potencialmente benéficos para o cultivo intensivo do camarão marinho Litopenaues vannamei em sistema de bioflocos.. 2016. Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Fernando Jonas Sutili

MARTINS, M. L.; BALDISSEROTO, B.; VARGAS, A. P. C.; PAVANATO, M. A.; CANSIAN, R. L.. Óleos esseinciais de plantas como alternativas aos fármacos convencionais na produção de peixes.. 2016. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Lincoln Lima Correa

TAVARES L.E.R.;DOMINGUES, Marcus ViniciusTavares-DiasMARTINS, M. L.; ADRIANO, E. A.. Parasitos de Prochilodus lineatus, Hoplias aff. malabaricus e Clarias gariepinus das bacias dos rios Grande e Mogi-Guaçu, Estado de São Paulo, Brasil.. 2014. Tese (Doutorado em Biologia Animal) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Juliana Naldoni

ADRIANO, E. A.;MARTINS, M. L.; RANZANI-PAIVA, Maria José Tavares; MATOS, E.; UETA, Marlene Tiduko. Myxozoa parasitos de Pseudoplatystoma corruscans (pintado), Salminus franciscanus (dourado) e Brycon orthotaenia (matrinxã) oriundos da bacia do rio São Francisco, MG. 2014. Tese (Doutorado em Biologia Animal) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: CAUÊ BONUCCI MOREIRA

MARTINS, M. L.TSUZUKI, Mônica Yumi; ZANIBONI FILHO, Evoy; NUÑER APO; MIRANDA FILHO, K. C.; RODRIGUES, R. V.. Manejo alimentar e ectoparasitos de juvenis de bijupirás Rachycentron canadum criados em tanque-rede.. 2014. Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Geovana Dotta

MARTINS, M. L.; BALDISSEROTO, B.;PILARSKI, F.; MARQUES, M. R.;TSUZUKI, Mônica Yumi. Efeito imunomodulador dos extratos de própoli Aloe barbadensis, suplementados n dieta de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus.. 2013. Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: MARIA ISABEL MULLER

UETA, Marlene Tiduko; TAKEMOTO, Ricardo Massato;LUQUE J.L.F.; VIANNA, R. T.;MARTINS, M. L.. Morfologia e taxonomia molecular de Myxosporea (Myxobolidae) e Monogenea (Dactylogyridae) de brânquias de pacu em pisciculturas de São Paulo, Brasil.. 2012. Tese (Doutorado em Biologia Animal) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Bianca Barassa

CORDEIRO, Nelson; UETA, Marlene Tiduko; ALLEGRETTI S.M.; RANZANI-PAIVA, Maria José Tavares;MARTINS, M. L.. Estudo da susceptibilidade à infecção natural por parasitos Myxozoa (Myxosporea: Myxobolidae) em dourado (Salminus brasiliensis) e piapara (Leporinus obtusidens). 2009. Tese (Doutorado em BIOLOGIA ANIMAL) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Maria Luiza Toschi Maciel

MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta; MANZONI, G.; BOEHS, Guisla; RODRIGUES JBR;MARTINS, M. L.. Estratégias sanitárias para as principais enfermidades de moluscos bivalves cultivados no Estado de Santa Catarina. 2009. Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: ANA LÚCIA SILVA GOMES

BOEGER, W. A.MARTINS, M. L.LUQUE J.L.F.; SILVA E SOUZA A.T.; EIRAS J.C.; THATCHER V.E.. Estrutura e diversidade da fauna de parasitas do pirarucu Arapaima gigas (Schinz, 1822) em uma área de várzea da Amazônia. 2007. Tese (Doutorado em Biologia de Água Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

Aluno: Fabiana Rizzi Bozzo

MORAES, Julieta Rodini Engracia deONAKA, Eduardo Makoto; NAKAGHI, Laura Satico Okada; SCHALCH, S. H. C.; COSTA Francisca Neide;MARTINS, M. L.STÉFANI, Marta Verardino de; RANZANI-PAIVA, Maria José Tavares. Inflamação por Aeromonas hydrophila inativada e tioglicolato em Piaractus mesopotamicus suplementados com vitaminas. 2007. Tese (Doutorado em Aqüicultura) - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Marco Antonio de Andrade Bello

MORAES, Flávio Ruas deMARTINS, M. L.SOUZA, Clóvis Wesley Oliveira de; MONTASSIER, Helio José; NAKAGHI, Laura Satico Okada. Efeito da densidade populacional e da suplementação alimentar com vitamina E sobre a resposta inflamatória crônica granulomatosa em Oreochromis niloticus vacinadas e desafiadas com Mycobacterium marinum. 2006. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Cristiane Fátima Meldau de Campus

MORAES, Flávio Ruas deMARTINS, M. L.NASCIMENTO, Adjair Antonio Do; NAKAGHI, Laura Satico Okada; TAKEMOTO, Ricardo Massato. Fauna parasitária e alterações teciduais de peixes dos rios Aquidauana e Miranda, Pantanal Sul Mato-grossense. 2006. Tese (Doutorado em Aqüicultura) - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Claudinei da Cruz

MACHADO NETO, Joaquim Gonçalves;MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de; PITELLI, Robinson Antonio. Eficácia do inseticida paration metílico e do pesticida natural azadiractina de extrato aquoso de folhas secas de nim no controle do Anacanthorus penilabiatus (Dactylogyridae, Monogenea), toxicidade aguda, presença de resíduos e efeitos na morfologia do pacu (Piaractus mesopotamicus). 2005. Tese (Doutorado em Aqüicultura) - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: EDSON APARECIDO ADRIANO

CORDEIRO, Nelson;MARTINS, M. L.; UETA, Marlene Tiduko; FRANCO, Regina Maura Bueno. Myxozoa em peixes autóctones mantidos em sistemas de criação: taxonomia, relação parasito-hospedeiro e epidemiologia.. 2004. Tese (Doutorado em BIOLOGIA ANIMAL) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Sérgio Ostini

CASTAGNOLLI, Newton; DIAS, Teresa Cristina Ribeiro; CARNEIRO, Dalton José; SCORVO FILHO, João Donato; CYRINO, José Eurico Possobon;MARTINS, M. L.. Aclimação e desempenho de tilápias (Oreochromis niloticus) em sistema de recirculação de água do mar.. 2002 - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Fernando Wendel Franco

MARTINS, M. L.; HEINZMANN, B. M.;PILARSKI, F.; SUTILI, F. J.; BALDISSERA, M. D.. Influência do extrato de Curcuma longa (Motore) sobre parêmetros bioquímicos e moleculares em jundiás (Rhamdia quelen) experimentalmente infectados com Aeromonas hydrophila.. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Adriana Saciotto Marcantonio

MARTINS, M. L.. Caracterização do impacto da aqüicultura e do uso de agrotóxicos.. 2003 - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: CAROLINA ISABEL FLORES QUINTANA

MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de. Estresse e inflamação em peixes. 2001 - Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Lucas Cardoso

CARDOSO, L.MARTINS, M. L.MARCHIORI, N. C.TANCREDO, K.R.. Abundãncia sazonal de Haliotrema spp. (Monogenea: Dactylogyridae) parasito de Pseudupeneus maculatus (Perciformes: Mullidae) do litoral do estado de Pernambuco, Brasil.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Cristina Rios

RIOS, C.;MARTINS, M. L.TSUZUKI, Mônica Yumi; VALENÇA, A. R.. Eugenol e benzocaína como anestésicos para juvenis de Amphiprion clarkii.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: André Santibañez Fernandes

MARTINS, M. L.JERÔNIMO, G.T.; SOARES, J. P. R.. Ectoparasitos de tilápia do Nilo de cultivo comercial em tanque-rede no Estado do Paraná.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Taise Dias

MARTINS, M. L.TANCREDO, K.R.HASHIMOTO, G.. Relação do parasitismo com o fator de condição do surubim híbrido (Pseudoplatystoma corruscans macho x P. reticulatum fêmea) (Siluriformes: Pimelodidae) oriundo de piscicultura.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Maíra Zambonato Dorneles

MARTINS, M. L.TSUZUKI, Mônica YumiHASHIMOTO, G.. Influência de banhos de água doce no controle de monogenéticos de bijupirá Rachycentron canadum mantido em tanque-rede.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: ARTUR FREITAS ARAUJO

MAGALHÃES, Aimê Rachel;MARTINS, M. L.; ALBUQUERQUE M.C.P.. Avaliação de anestésicos para ostra perlífera Pteria hirundo.. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Cristiane Rampinelli Zanella

MARTINS, M. L.; GONÇALVES, E.L.T.;ROUMBEDAKIS KJERÔNIMO, Gabriela Tomas. Fauna parasitária de tilápia do Nilo em sistema de Aquaponia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Julian Tanni Zambrotti Machado

MARTINS, M. L.ROUMBEDAKIS K; BEZ M. O uso da água e a revitalização do setor aquícola no Instituto de Permacultura da Amazônia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Guilherme Bisol

DERNER RB;MARTINS, M. L.; CORREA RG. Cultivo da macroalga Kappaphycus alvarezii em três diferentes concentrações de meio f/2 (Guillard). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: ALDENICE DE NAZARÉ SILVA PEREIRA

MARTINS, M. L.LUQUE J.L.F.MOURIÑO, José Luis PedreiraROUMBEDAKIS K. Metazoários parasitos de Mullus argentinae Hubbs & Marini, 1933 (Actinopterigii: Mullidae) do litoral de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Mayara Buss Nunes

MARTINS, M. L.; PETRUCIO, M.M.; HENNEMANN, M.C.. Avaliação da correlação dos parâmetros físico-químicos de transparência e oxigênio dissolvido na Lagoa do Peri. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Penélope Bastos Teixeira

TEIXEIRA P.B.;MARTINS, M. L.; MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta;SEIFFERT W. Experiências com o polvo comum Octopus vulgaris - desde o cultivo até a comercialização na região da Galícia, Espanha. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura.

Aluno: Michele Cavalheiro Nunes

Nunes, M.C.;MARTINS, M. L.MARCHIORI, N.. Rhadinorhynchus sp. (Acanthocephala: Rhadinorhynchidae) parasito do papa-terra, Menticirrhus americanus (Perciformes: Sciaenidae), em Florianópolis, SC.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura.

Aluno: Adolfo Jatobá Medeiros Bezerra

BEZERRA, Adolfo Jatobá MedeirosMARTINS, M. L.BUGLIONE NETO, Celso C.VIEIRA, Felipe Do NascimentoMOURIÑO, José Luis Pedreira. Isolamento e caracterização de cepas de bactérias ácido-lácticas de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) e sua capacidade de inibição in vitro de Enterococcus sp.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura.

Aluno: Gabriela Tomas Jerônimo

JERÔNIMO, Gabriela TomasMARTINS, M. L.; GREINERT, Juliane Araujo;DOTTA, Geovana. Hematologia de Pimelodus maculatus coletados em dois pontos do rio Itajaí-Açu com diferentes níveis de poluição. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura.

Aluno: Sara Nunes Doneda

DONEDA, S.N.;MARTINS, M. L.DOTTA, GeovanaARANA, Luiz Alejandro Vinatea. Atividades realizadas na piscicultura Girassol, Joinville, SC: cultivo e sanidade. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) .

Aluno: Cristhiane Guertler

PERAZZOLO L.M.; BARRACO, M.;MARTINS, M. L.. Estudo da produção intracelular de ânion superóxido pelos hemócitos das espécies de camarões marinhos, Farfantepenaeus paulensis, Litopenaeus schimitti e Litopenaeus vannamei, pelo método de redução do NBT. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Gisele Mari Speck

MARTINS, M. L.JERÔNIMO, Gabriela TomasMARCHIORI, N.. Fauna parasitária de peixes cultivados em pesque-pague na cidade de Blumenau - SC. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Fernanda Bachmann

GREINERT, Juliane Araujo;MARTINS, M. L.; BERTELLI, Pedro Wilson. Aspectos ecológicos da parasitofauna de Pimelodus maculatus coletados em dois pontos do rio Itajaí-Açu. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Fundação Universidade Regional de Blumenau.

Aluno: Gustavo Foresti Fezer

MARTINS, M. L.MOURIÑO, José Luis PedreiraGARCIA, P.; COSTA Carlos Henrique. Análise hematológica e histológica de Hippocampus reidi vacinado e infectado por Vibrio cholerae. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura.

Aluno: Gustavo Alex Ponath

MARTINS, M. L.MELO, Claudio Manoel Rodrigues de; ALMADA Fábio Kis. Efeito do alho dietário no sistema imunológico não específico do jundiá (Rhamdia quelen) exposto a infestação por Ichthyophthirius multifiliis. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura.

Aluno: Gabriela Virgínia do Amaral

MARTINS, M. L.MELO, Claudio Manoel Rodrigues deDOTTA, Geovana. Características hematológicas de tilápia do Nilo infectada experimentalmente com Enterococcus sp.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Nicole Pistelli Machado

MARTINS, M. L.GHIRALDELLI, LucianaTSUZUKI, Mônica Yumi. Experiência de trabalho no Instituto de Pesca de São Paulo. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Rodrigo Fronza

MARTINS, M. L.MOURIÑO, José Luis Pedreira; GUSTAVO. Observações sobre manejo na Estação Experimental de Ituporanga. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Jose Pedrassoli Salles

MARTINS, M. L.. Cultivo de macroalgas no Chile. 2004 - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: César Stockmann

ZANIBONI FILHO, Evoy;MARTINS, M. L.; PIRES, Alex. Cultivo de salmonídeos na província de Neuquén Argentina, escala comercial e ecológica. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Fernanda Almeida Freitas

FRACALOSSI, Débora Machado;MARTINS, M. L.; BORBA, Maude Regina de. Avaliação de diferentes níveis de vitamina C na dieta sobre a susceptibilidade de alevinos de jundiá, Rhamdia quelen, ao ectoparasito Ichthyophthirius multifiliis. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Fabiana Garcia

MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de. Estudo da fauna parasitária de Xiphophorus sp. em piscicultura de peixes ornamentais do município de Araraquara, São Paulo.. 2002 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Cintia Costa Celeste

MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de. Efeitos do óxido de cálcio sobre algumas variáveis limnológicas e sua eficácia no controle de parasitos monogenéticos de pacus (Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887) e tambaquis (Colossoma macropomujm Cuvier, 1818).. 1998 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Eduardo Makoto Onaka

MARTINS, M. L.; CARNEIRO, Dalton José; DIAS, Teresa Cristina Ribeiro. Eficácia de banhos de albendazol e praziquantel sobre monogenéticos parasitos de pacus (Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887) juvenis. 1998 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Rodrigo Yudi Fujimoto

MARTINS, M. L.NASCIMENTO, Adjair Antonio DoMORAES, Flávio Ruas de. Helmintofauna da corvina de água doce, Plagioscion squamosissimus Nordman, 1932 do reservatório de Volta Grande, MG.. 1998 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Valéria Nogueira de Souza

MARTINS, M. L.CASTAGNOLLI, NewtonMORAES, Flávio Ruas de. Susceptibilidade natural de peixes cultivados a mixosporídeos: aspectos taxonômicus e patológicos.. 1996 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Ségio Henrique Canelllo Schalch

MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de. Causas e conseqüências do estresse na piscicultura. 2002. Outra participação, Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Érico Demari e Silva

MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de. Fatores estressantes na piscicultura. 2002. Outra participação, Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Luiz Ricardo Romero Arauco

MACHADO NETO, Joaquim Gonçalves;MORAES, Flávio Ruas deMARTINS, M. L.. Toxicidade de organismos aquáticos. 2002. Outra participação, Centro de Aqüicultura da Unesp.

Aluno: Eduardo Makoto Onaka

MARTINS, M. L.MORAES, Flávio Ruas de. Principais ictioparasitoses de interesse zootécnico.. 2000. Outra participação, Centro de Aqüicultura da Unesp.

CARVALHO, F.G.; FERNANDES, W.S.;MARTINS, M. L.. Processo seletivo para Biologia no Instituto Federal Catarinense, Araquari, SC, 1 de julho a 21 de outubro. 2009. Instituto Federal Catarinense.

LEHMANN, M.;MARTINS, M. L.; CARVALHO, F.G.. Processo seletivo para Aquicultura no Instituto Federal Catarinense, Araquari, SC, 1 de julho a 14 de outubro. 2009. Instituto Federal Catarinense.

NUÑER APO;MARTINS, M. L.; ROMAGOSA E.. Membro de comissão avaliadora de concurso para Professor Adjunto em "Criação de Espécies Aquáticas Ornamentais", Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC. 2008.

MARTINS, M. L.; BELTRAME, Elpídio;TSUZUKI, Mônica Yumi. Comissão de Avaliação do Estágio Probatório do Prof. Dr. Roberto Bianchini Derner. 2007. Departamento de Aqüicultura.

LENOCH, Robert;ARANA, Luiz Alejandro VinateaMARTINS, M. L.. Membro de banca examinadora em concurso público para provimento de cargo de Professor Classe de Magistério em regime de Dedicação Exclusiva para Colègio Agrícola de Araquari, UFSC, SC.. 2005. Colégio Agrícola de Araquari Ufsc.

TANCREDO, K.R.MARTINS, M. L.ANDRADE, Jaqueline Inês Alves deTSUZUKI, Mônica YumiMARCHIORI, N. C.. Avaliação do efeito da formalina em Cyprinus carpio var. koi com banho de imersão e como antiparasitário contra Dactylogyrus minutus Kulwiec 1927 (Monogenea: Dactylogyridae): teste in vitro.. 2018. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.MOURINO, J. L. P.; BOLÍVAR N.;VIEIRA, Felipe Do Nascimento. Protected forms of sodium buyrate improving growth and health of Nile tilapia fingerlings during the sexual reversion.. 2018. Universidade Federal de Santa Catarina.

MOURINO, J. L. P.MARTINS, M. L.VIEIRA, Felipe Do Nascimento; BOLÍVAR N.. Can the minerals calciuym and sodium chelated to propionic acid influence the health and zootechnical parameters of native silver catfish Rhamdia quelen ?. 2018. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M LBRUM FIGUEREDO, ALINE; STERZELECKI, F. C.;TSUZUKI, Mônica Yumi. Atividade antiparasitária dos óleos essenciais de Lippia spp. e desempenho zootécnico da carpa Koi (Cyprinus carpio) em tanques-rede.. 2018. Universidade Federal de Santa Catarina.

VIEIRA, Felipe Do NascimentoMARTINS, M LMARASCHIN, M.; PIRES, Alex. Interação do uso de óleos essenciais e de probióticos na dieta do camarão-branco-do-pacífico.. 2018. Universidade Federal de Santa Catarina.

FURTADO, W. E.MARTINS, M L. Parasitismo por Lernaea cyprinacea (Crustacea: Copepoda) em jundiá Rhamdia quelen (Siluriformes: Heptapteridae): identificação, infecção experimental, histologia, hematologia e tratamentos alternativos.. 2018. Universidade Federal de Santa Catarina.

GUIMARAES, A. M.;VIEIRA, Felipe Do Nascimento; NUÑER APO; FRACALOSSI, Débora Machado;MARTINS, M L. Farinha de microalgas como ingrediente em dietas para o camarão-branco-do-pacífico.. 2018. Universidade Federal de Santa Catarina.

LOPES, G. R.;MOURINO, J. L. P.; MATTIONI, B.; HAYASHI, L.;MARTINS, M L. Desenvolvimento de probióticos para uso no cultivo de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus).. 2017. Universidade Federal de Santa Catarina.

MOURINO, J. L. P.SILVA B.C.VIEIRA, Felipe Do NascimentoMARTINS, M. L.. Bactérias autóctones com potencial probiótico para jundiá, Rhamdia quelen (Siluriformes, Pimelodidae).. 2017. Universidade Federal de Santa Catarina.

CERQUEIRA VR; ZANIBONI FILHO, Evoy; STERZELECKI, F. C.;MARTINS, M L. Hematology and histopathology of common snook Centropomus undecimalis (Perciformes: Centropomidae) exposed to acute toxicity of ammonia. 2017. Universidade Federal de Santa Catarina.

Martins, Maurício L.SILVA B.C.MOURIÑO, José Luis Pedreira; HAYASHI, L.. Suplementação dietária com butirato de sódio e sua ação sobre a microbiota intestinal, os parâmetros hematoimunológicos, histológicos e enzimáticos de tilápia do Nilo.. 2016. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.; ZANIBONI FILHO, Evoy; HAYASHI, L.;MARCHIORI, N. C.. Dinâmica de especificidade de hospedeiro em parasitos Monogenea.. 2016. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.VIEIRA, Felipe Do NascimentoMOURINO, J. L. P.; LENOCH, Robert. Essential olis of clove basil and ginger in the diet of Nile tilapia (Oreochromis niloticus): growth, innate immune response and survival to infection with Streptococcus agalactiae.. 2016. Universidade Federal de Santa Catarina.

MOURINO, J. L. P.Silva, B. C. da; HAYASHI, L.;MARTINS, M. L.. Suplementação de sal de ácidos orgânicos em cultivo de jundiá Rhamdia quelen (Quoy e Gaimard, 1824).. 2016. Universidade Federal de Santa Catarina.

MOURINO, J. L. P.SILVA B.C.; HAYASHI, L.;MARTINS, M. L.. Bactérias autóctones com potencial probiótico para jundiá Rhamdia quelen (Teleostei, Pimelodidae).. 2016. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.; HAYASHI, L.;MOURINO, J. L. P.MARCHIORI, N.. Atividade antibacteriana dos óleos essenciais de Lippia alba, Lippia origanoides e Lippia sidoides no controle de Aeromonas hidrophila em tambaqui Colossoma macropomum.. 2016. Universidade Federal de Santa Catarina.

BAINY, A. C. D.;MARTINS, M. L.; FREITAS, R. H. A.. Biomarcadores de contaminação em animais aquáticos: experimentos in situ e in vivo.. 2014. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.MARASCHIN M.MOURINO, J. L. P.TSUZUKI, Mônica Yumi. Efeito do extrato hidroalcoólico das sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum (Cuvier, 1818) infectados por patógenos.. 2014. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.VIEIRA, Felipe Do Nascimento; ALBUQUERQUE M.C.P.;TSUZUKI, Mônica YumiROUMBEDAKIS K. Anetésicos, parasitofauna e parâmetros hemato-imunológicos em Octopus spp. (Cephalopoda: Octopodidae).. 2014. Universidade Federal de Santa Catarina.

MATOS, E.;MARTINS, M. L.; RANZANI-PAIVA, Maria José Tavares; UETA, Marlene Tiduko. Myxozoa parasitos de Pseudoplatystoma corruscans (Pintado), Salminus franciscanus (Dourado) E Brycon orthotaenia (Matrinxã) oriundos da Bacia do Rio São Francisco, MG.. 2014. Universidade Estadual de Campinas.

MELO, Claudio Manoel Rodrigues deMARTINS, M. L.; VINATEA, L. A.. Comissão de avaliação do relatório de Progressão Funcional Horizontal Adjunto II para III (Leila Hayashi). 2014. Universidade Federal de Santa Catarina.

VIEIRA, Felipe Do Nascimento; FRACALOSSI, Débora Machado; BARRACO, M.;MARTINS, M. L.. Qualidade de água em aquicultura - Avaliação do uso de sais orgânicos em conjunto com probióticos no desempenho do camarão marinho Litopenaeus vannamei.. 2014. Universidade Federal de Santa Catarina.

TSUZUKI, Mônica Yumi; NUÑER APO; ZANIBONI FILHO, Evoy;MARTINS, M. L.. Avaliação de diferentes modelos alimentares sobre juvenis de bijupirá Rachycentron canadum cultivados em tanques-rede "near-shore".. 2013. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.; MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta; NUÑER APO; BOUZON, Z. L.. Macro e micropatógenos em mexilhões Perna perna (L. 1758) e implicações na mitilicultura catarinense.. 2013. Universidade Federal de Santa Catarina.

ARANA, Luiz Alejandro Vinatea; NUÑER APO; LAPA, K. R.;MARTINS, M. L.. Identificação e caracterização de microrganismos probióticos, biorremedeiadores e biocontroladores presentes nos bioflocos do cultivo superintensivo de L. vannamei.. 2012. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.; NUÑER APO; MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta;MOURIÑO, José Luis Pedreira. Aspectos sanitários do polvo Octopus vulgaris (Cuvier, 1797) (Cephalopoda: Octopodidae) em Santa Catarina, Brasil.. 2012. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.; NUÑER APO;LACERDA, A.C.F.MOURIÑO, José Luis Pedreira. Efeito do extrato hidroalcoolico das sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui Colossoma macropomum (Cuvier, 1818) infectados por patógenos.. 2012. Universidade Federal de Santa Catarina.

NUÑER APO; FRACALOSSI, Débora Machado;Martins, M.L.. Manejo alimentar e densidade de estocagem para engorda do bijupirá Rachycentron canadun cultivado em tanque-rede "nearshore".. 2011. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.CERQUEIRA VRMELO, Claudio Manoel Rodrigues de. Revalidação de diploma estrangeiro de Francisco José Lagreze. 2009. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.. Comissão Científica do 2 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. 2009. Universidade Federal Fluminense.

MARTINS, M. L.. Comissão Científica do International Symposium 2009: Biology and Ecology of Host-parasite relationships. 2009. Asociación Peruana de Helmintologia e Invertebrados Afines.

CERQUEIRA VRMARTINS, M. L.. Comissão de avaliação do relatório de Progressão Funcional Horizontal nível III (Prof. Walter Seiffert). 2008.

MARTINS, M. L.; DERNER RB; PEIXOTO SRM. Comissão para avaliação de projeto de Tese de Doutorado de Rodrigo Schveitzer. 2008.

MARTINS, M. L.TSUZUKI, Mônica Yumi; RODRIGUES JBR. Comissão de avaliação do Plano de Atividades Departamental (PAD 2008.2). 2008.

MARTINS, M. L.LUQUE J.L.F.; TAKEMOTO, Ricardo Massato. Comissão Científica do X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. 2008. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

MARTINS, M. L.. Comissão avaliadora dos trabalhos de Iniciação Científica. 2007. Departamento de Aqüicultura.

MAGALHÃES, Aimê Rachel Magenta;MARTINS, M. L.MELO, Claudio Manoel Rodrigues de. Membro da Comissão Examinadora para contratação de Professor Substituto no Campo de conhecimento Cultivo de Micro e Macroalgas e Aqüicultura Geral no Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC, SC. 2006. Universidade Federal de Santa Catarina.

MARTINS, M. L.. Membro da Comissão Avaliadora no XVI Seminário de Iniciação Científica da UFSC - 2006. 2006. Universidade Federal de Santa Catarina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

FLAVIO RUAS DE MORAES

MORAES, F. R.. Qualificaçào mestrado. 1993. Outra participação, Centro de Aquicultura da Unesp.

Elisabeth Criscuolo Urbinati

URBINATI, E. C.. Efeito da suplementação com vitamina C sobre a reação inflamatória em Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887, estressados. 2000. Tese (Doutorado em Aquicultura) - Centro de Aquicultura da UNESP.

Nilva Kazue Sakomura

SAKOMURA, N. K.. Efeitos da suplementação de ácido ascórbico (vitamina C) avaliados através do desempenho e de aspectos anátomo-patológicos e alevinos de Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887). 1994. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Paula Brando de Medeiros

Suplementação dietária com óleo essencial de Lippia sidoides para Cyprinus carpio Koi como prevenção contra Aeromonas hydrophila; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Thais Rabelo Lisboa

Uso do extrato de macroalga Kappaphyccus alvarezii na resposta imunoestimulante de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus); ; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Elisabeth Aguiar Bertaglia

Eficácia antiparasitária dos óleos essenciais de erva cidreira Lippia alba, orégano Lippia origanoides e alecrim pimenta Lippia sidoides na dieta de carpa Koi (Cyprinus carpio); ; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

William Eduardo Furtado

Atividade antiparasitária de pinho Pinus taeda contra o parasito Lernaea cyprinacea (Crustacea, Copepoda); ; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Patricia Floriano Oreano de Azevedo

Uso de levamisol no cultivo de juvenis de Oreochromis niloticus como potencial alternativa imunoestimulante; ; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Bianca Nathaly Viana Serra

Métodos alternativos para detecção de ovos de Neoechinorhynchus buttnearae e seu controle com óleos essenciais; ; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Lucas Cardoso

Ensaios in vitro e in vivo com protozoários parasitos de peixes; ; Início: 2019; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; (Orientador);

Elenice Brasil

Atividade antiparasitária dos óleos essenciais de erva cidreira Lippia alba, orégano Lippia origanoides e alecrim pimenta Lippia sidoides na dieta de carpa Koi Cyprinus carpio; ; Início: 2015; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; (Orientador);

Manoela Clemente Fernandes

Monogenoides parasitos de tilápia como bioindicadores de qualidade ambiental; ; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Daniele dos Santos Dachery

Sanidade de organismos aquáticos; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; (Orientador);

Thalita Gogola MIlagres

Atividade antiparasitária dos óleos essenciais de erva cidreira Lippia alba, orégano Lippia origanoides e alecrim pimenta Lippia sidoides em tilápia do Nilo; ; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Nichollas Lehmann

Diagnóstico patológico em tilápias do rio Cachoeira, Joinville, SC, Brasil; 2018; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Leyciane Tayana de Souza Silva

Óleo essencial de Mentha piperita como aditivo alimentar à prevenção da estreptococose em tilápia-do-Nilo; ; 2018; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Lilian Dordete Steckert

Aspectos sanitários e patológicos de tilápia do Nilo cultivada no Estado de Santa Catarina: parasitismo, hematologia, histopatologia e elementos traço; ; 2017; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Monyele Acchile Santos

Fauna parasitária e histopatologia de peixes ornamentais cultivados no estado de Santa Catarina, Brasil; ; 2016; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Maitê Coelho Florindo

Diversidade de parasitos de peixes ornamentais dulcícolas cultivados em Santa Catarina; ; 2016; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Karen Roberta Tancredo

Influência da imunização com Icthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824); 2015; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriela Sayuri Hashimoto

Óleos essenciais de Lippia sidoides (alecrim-pimenta) e Mentha piperita (hortelã-pimenta) no controle de parasitos Monogenea e na hematologia de Oreochromis niloticus; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gustavo Nunes

Elementos traco e parasitologia de tilapia do Nilo na regiao sul de Santa Catarina: relato de caso; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Jorge Pedro Rodrigues Soares

Suplementação dietária com óleo essencial de Lippia alba sobre os parâmetros hemato-imunológicos de tilápias do Nilo; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Lilian Dordete Steckert

Estudos sanitários em peixes para consumo humano no estado de Santa Catarina; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Lucas Cardoso

Metazoários branquiais em Pseudupeneus maculatus (Ostheichthyes: Mullidae) capturados no litoral Pernambucano, Brasil; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Lucas Cardoso

Parasitos branquiais de Pseudupeneus maculatus do litoral do Estado de Pernambuco, Brasil; ; 2014; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Jerko Ledic Neto

Hematologia e histopatologia de tilápia do Nilo alimentada com própolis na dieta; ; 2013; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Jully Anne Debortoli

Preferência de monogenéticos por microhabitat branquial em jundiá Rhamdia quelen sob condições de laboratório; ; 2013; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Aline Brum Figueredo

Aspectos sanitários do jundiá (Rhamdia quelen) na região Litoral Centro do Estado de Santa Catarina, Brasil; ; 2013; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

MICAEL BORILE BIANCHI

Perfil hematológico do Sorubim lima (Siluriformes, Pimelodidae) de cativeiro: intervalos de referência, morfologia e citoquímica celular; ; 2013; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriella do Vale Pereira

Suplementação com probiótico na dieta e vacinação de surubins híbridos (Pseudoplatystoma reticulatum x P; corruscans); ; 2013; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Rodrigo Stallbohm

Sanidade de peixes em sistema de recirculação de água; ; 2013; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Katina Roumbedakis

Caracterização hematológica e parasitológica da garoupa verdadeira Mycteroperca marginatus (Lowe, 1834) (Teleostei: Serranidae) selvagem e cultivada; ; 2011; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Eduardo Luis Tavares Gonçalves

Modelos preditivos como ferramentas para estimar a quantidade de protozoários parasitos em peixes; 2011; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Ricardo Lacava Bailone

Parâmetros hematológicos e imunológicos de tilápia do Nilo imunizada com vacina polivalente desafiada com Aeromonas hydrophila; 2010; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Giselle Mari Speck

Parâmetros hematológicos e imunológicos de Rhamdia quelen experimentalmente infectado com Aeromonas hydrophila alimentado com ração suplementada com probiótico; 2010; Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Bruno Corrêa da Silva

Septicemia hemorrágica em surubim híbrido (Pseudoplatystoma sp; ) causada por Aeromonas hydrophila; 2010; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Programa REUNI CAPES; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriela Tomas Jerônimo

Influência da sazonalidade sobre as características hematológicas e incidência de parasitos em tilápia do Nilo cultivada em três regiões do estado de Santa Catarina; 2009; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Carlos Cesar de Mello Júnior

Seleção de reprodutores de Litopenaeus vannamei livres da Síndrome da Mancha Branca (WSSV), da Necrose Infecciosa Hipodermal e Hematopoiética (IHHNV) para produção de pós-larvas livres destes patógenos virais; 2009; Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Geovana Dotta

Resposta inflamatória aguda em tilápia do Nilo com probiótico Lactobacillus plantarum na dieta; 2008; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Luciana Ghiraldelli

Parasitologia e hematologia de peixes cultivados em três regiões do Estado de Santa Catarina, Brasil; 2005; 66 f; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Tatiana Maslowa Pegado de Azevedo

Parasitofauna e características hematológicas de Oreochromis niloticus mantido em sistema de cultivo integrado e intensivo no Vale do rio Tijucas, Santa Catarina; ; 2004; 62 f; Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Jaime Fenerick Jr

Desenvolvimento , alterações hepáticas e parâmetros hematológicos em rã-touro (Rana catesbeiana) submetida a diferentes tipos de rações; ; 2002; 0 f; Dissertação - Centro de Aqüicultura da Unesp,; Coorientador: Maurício Laterça Martins;

Marcos TavaresDias

Estudos parasitológico e hematológico em peixes oriundos de pesqu-pagues do município de Franca, SP; 2000; 0 f; Dissertação - Centro de Aqüicultura da Unesp,; Coorientador: Maurício Laterça Martins;

Sérgio Henrique Canelo Schalch

Estudo parasitológico de peixes oriundos de pesque-pague do município de Guariba, SP; 2000; 0 f; Dissertação - Centro de Aqüicultura da Unesp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Coorientador: Maurício Laterça Martins;

Valéria Nogueira de Souza

Método de infecção experimental e grau de susceptibilidade de piauçus (Leporinus macrocephalus) e tambacus (Piaractus mesopotamicus macho x Colossoma macropomum fêmea) a quatro inóculos com quantidades crescentes de trofozoítos de Ichthyophthirius multifiliis (Protozoa: Ciliophora); 1998; 0 f; Dissertação - Centro de Aqüicultura da Unesp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Coorientador: Maurício Laterça Martins;

Karen Roberta Tancredo

Dinâmica de especificidade de parasitos Monogenea dactilogirídeos em seus hospedeiros e aficácia da formalina contra Dactylogyrus minutus; ; ; 2019; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriel Fernandes Alves Jesus

Suplementação dietética com butirato de sódio no cultivo de tilápia-do-nilo; ; 2019; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Juliano Gueretz

Parasitofauma de Mugil spp; no Rio Parati, Araquari, Santa Catarina; 2018; Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina,; Coorientador: Maurício Laterça Martins;

Aline Brum Figueredo

Suplementação com óleos essenciais de manjericão (Ocimum gratissimum L; ) e gengibre (Zingiber officinale Rosc; ) na dieta de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus L; ); ; 2017; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Katina Roumbedakis

Anestésicos, fauna parasitária e estado de saúde de Octopus maya (Cephalopoda: Octopodidae); ; 2016; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Jaqueline Inês Alves de Andrade

Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos; ; 2015; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Aline Brum Figueredo

Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus; ; 2013; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Natália da Costa Marchiori

Oviposição, eclosão e desenvolvimento de Aphanoblastella mastigatus (Suriano, 1986) (Platyhelminthes: Monogenea), parasito de Rhamdia quelen, e sua relação com a temperatura e salinidade da água; ; 2013; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Geovana Dotta

Análise do efeito imunomodulador dos extratos de própolis e derivados da babosa, suplementados na ração de Oreochromis niloticus; ; 2013; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriela Tomas Jerônimo

Sanidade de peixes criados no Brasil Central: doenças parasitárias e suas interações com o ambiente e hospedeiros; ; 2013; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

KATINA ROUMBEDAKIS RAMOS

Aspectos sanitários dos polvos Octopus vulgaris (Cuvier, 1797) e Octopus insularis (Leite & Haimovici, 2008) (Cephalopoda: Octopodidae) no Brasil; ; 2011; Tese (Doutorado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

José Luiz Pedreira Mouriño

Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (P; fasciatum); 2010; Tese (Doutorado em Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina,; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriela Tomas Jerônimo (2016-2019)

2019; Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Maurício Laterça Martins;

Gabriela Tomas Jerônimo

2015; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Maurício Laterça Martins;

Gabriela Tomas Jerônimo

2014; Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Maurício Laterça Martins;

Marina Nunes Alexandre

Métodos e tempos de armazenamento para análise de parâmetros de hemolinfa de Octopus maya; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Manejo e sustentabilidade de zonas costeiras) - Universidad Nacional Autónoma de Mexico, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Paula Brando de Medeiros

Histopatologia e identificação de parasitos de brânquias de Cyprinus carpio; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

William Eduardo Furtado

Identificação e caracterização de parasitos Lernaeidae em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824) naturalmente parasitados; ; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Willian Eduardo Furtado

Sanidade; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Maria Luiza Ruiz

Sanidade de Organismos Aquáticos; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Fausto de Almeida Marinho

Sanidade de Organismos Aquáticos; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Estadual do Norte do Paraná; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Lilian Dordete Steckert

Sanidade de Organismos Aquáticos; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Instituto Federal Catarinense; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Jennifer Catherine Nascimento Schulze

Ocorrência de parasitismo em brânquias de Sardinella brasiliensis (Steindachner, 1879) de três diferentes origens no litoral de Santa Catarina; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Lucas Cardoso

Abundância sazonal de Haliotrema spp; (Monogenea: Dactylogyridae) em Pseudupeneus maculatus (Perciformes: Mullidae) do litoral do estado de Pernambuco, Brasil; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

André Santibañez Fernandes

Ectoparasitos de tilápia do Nilo de cultivo comercial em tanque-rede no Estado do Paraná; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Dayanne Carla Fernandes

Sanidade de peixes; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Estadual do Norte do Paraná; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Taise Dias

Relação do parasitismo com o fator de condição do surubim híbrido (Pseudoplatystoma corruscans macho x P; reticulatum fêmea) (Siluriformes: Pimelodidae) oriundo de piscicultura; ; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Maíra Zambonato Dorneles

Influência de banhos de água doce no controle de monogenéticos de bijupirá Rachycentron canadum mantido em tanque-rede; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Mirian Silvia Braz

Sanidade de Peixes; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Lavras; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriela Sayuri Oliveira Hashimoto

Nova espécie de Trichodina Ehremberg, 1830 (Ciliophora: Trichodinidae) encontrada em Rhamdia quelen, Santa Catarina, Brasil; ; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Karen Roberta Tancredo

Índices de condição corporal dos robalos flecha Centropomus undecimalis e peva Centropomus parallelus e sua realação com o parasitismo; ; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC PRAE; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Thais Ferreira de Oliveira

Sanidade de peixes; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Estadual de Londrina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Aline Brum Figueredo

Influência de banho de imersão com babosa (Aloe barbadensis Miller) sobre os parâmetros hematológicos e Monogenoidea parasitos de pacu (Piaractus mesopotamicus Holmberg); 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Renan Moresco Pirath

Características hematológicas da garoupa verdadeira Epinelhelus marginatus (Lowe, 1834) de ambiente selvagem e de cultivo no litoral do estado de São Paulo, Ubatuba; ; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Ágata Paseto

Identificação de parasitos de peixes cultivados e selvagens em Mato Grosso do Sul; ; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Julian Tanni Zambrotti Machado

O uso da água e a revitalização do setor aquícola no Instituto de Permacultura da Amazônia; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Cristiane Rampinelli Zanella

Fauna parasitária da tilápia do Nilo em sistema de Aquaponia; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Fernanda Lami

Fauna parasitária de peixes ornamentais comercializados em Santa Catarina, Brasil; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Alexandre Mattos Sandin

Atividades em sanidade de peixes; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

ALDENICE DE NAZARÉ SILVA PEREIRA

Metazoários parasitos de Mullus argentinae Hubbs & Marini 1933 (Actinopterygii: Mullidae) do litoral de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil; ; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Penélope Bastos Teixeira

Experiências com o polvo comum Octopus vulgaris - desde o cultivo até a comercialização na região da Galícia, Espanha; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Suelen Silveira Búrigo

Aplicação de conhecimentos técnico-práticos de aqüicultura em atividades de educação ambiental, São José, SC; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura; Orientador: Maurício Laterça Martins;

José Delfino Huff Martins

Trichodina magna e T; compacta em tilápia do Nilo cultivada no Estado de Santa Catarina; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Vinícius Teixeira dos Reis

Panorama da piscicultura na região metropolitana de Manaus; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Eduardo Luiz Tavares Gonçalves

Fauna parasitária de tilápia do Nilo mantida em diferentes sistemas de piscicultura no Estado de Santa Catarina; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Marcelo Mazzucco Cechinel

Avaliação da fauna parasitária de carpas (Cyprinus carpio) em três sistemas diferentes de piscicultura; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Caetano Passos Lopes

Instalação de um cultivo piloto de ostra nativa na comunidade de Barra Grande, Estado do Piauí; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Aurélia Petry

Comparação entre as características hematológicas de tilápia do Nilo em propriedades de Joinville e Chapecó; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Bruno Corrêa da Silva

Resposta hematológica e imunológica de tilapia do Nilo após aplicação de vacina polivalente por diferentes vias; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Fabíola Santiago Pedrotti

Parâmetros hematol´´ogicos de tilápia nilótica imunizada com vacina polivatente e desafiada contra Aeromonas hydrophila; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Clarissa Fernandes

O que estão fazendo nossos Engenheiros de Aqüicultura ?; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Lais Vieira Laffitte

Análise hematológica em tilápia do Nilo de três regiões do Estado de Santa Catarina, Brasil; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gisele Mari Speck

Fauna parasitária de peixes cultivados em pesque-pague na cidade de Blumenau, SC; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Sara Nunes Doneda

Atividades realizadas na piscicultura Girassol, Joinville, SC: cultivo e sanidade; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gustavo Alex Ponath

Efeito do alho dietário no sistema imunológico não específico do jundiá (Rhamdia quelen) exposto a infestação por Ichthyophthirius multifiliis; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gustavo Foresti Fezer

Análise hematológica e histológica de Hippocampus reidi vacinado e infectado por Vibrio cholerae; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Mariana Perotti Rodrigues

Enfermidades de peixes; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade de São Paulo; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gustavo Capistrano Nunes

Tricodinídeos de peixes; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriela Virgínia do Amaral

Características hematológicas de tilápia do Nilo infectada experimentalmente com Enterococcus sp; ; 2006; 7 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Ana Paula de Medeiros Fraga

Diagnóstico de enfermidades de camarão; 2005; 40 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Rafael Ryosuke Ohi

Diagnóstico de enfermidades de peixes; 2005; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária Campus de Palotina) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Franciane Carreira Alves

Diferenciação no processo de um sistema alagado para um sistema anfigranja de criação intensiva de rãs; 2004; 59 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Fabiana Garcia

Estudo da fauna parasitária e sazonalidade de parasitos em peixes de piscicultura ornamental de Araraquara, São Paulo; Co-orientador; 2001; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Rodrigo Yudi Fujimoto

Helmintofauna da corvina de água doce, Plagioscion squamosissimus Nordman, 1932, do Reservatório de Volta Grande, MG; Co-orientador; 1998; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Eduardo Makoto Onaka

Eficácia de banhos de aalbendazol e praziquantel sobre monogenéticos parasitos de pacus (Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887) juvenis; Co-orientador; 1998; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Cintia Costa Celeste

Efeitos do óxido de cálcio sobre algumas variáveis limnológicas e sua eficácia no controle de parasitos menogenéticos de pacus (Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887) e tambaquis (Colossoma macropomum Cuvier, 1818); Co-orientador; 1998; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Valéria Nogueira de Souza

Susceptibilidade natural de peixes cultivados a mixosporídeos: aspectos taxonômicos e patológicos; Co-orientador; 1996; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Thalita Gogola

Utilização dos óleos essenciais de Mentha pipperita, Lippia sidoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae; ; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Yasmin Sandy Neves Sampaio

Atividades em sanidade de peixes; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Hugo Mendes de Oliveira

Avanços em sanidade de peixes na piscicultura nacional: identificação, distribuição, transmissão e fatores de risco de doenças; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Hugo Mendes de Oliveira

Avanços em sanidade de peixes na piscicultura nacional: identificação, distribuição, transmissão e fatores de risco de doenças; ; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Michele Cristina Vieira

Identificação e caracterização da assembleia de parasitos associados a peixes ornamentais dulcícolas cultivados no sul do Brasil; ; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Hugo Mendes de Oliveira

Avanços em sanidade de peixes na piscicultura nacional: identificação, distribuição, transmissão e fatores de risco de doenças; ; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Douglas Ismael Cadorin

Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos para Oreochomis niloticus; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Osvaldo Santos Makowiecky

Avaliação do efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Jose Gilberto dos Santos Bereta Junior

Histopatologia de peixes como biomarcadores de qualidade ambiental ao longo do Rio Sangradouro, Ilha de Santa Catarina; ; ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Marcello Mendes dos Santos Jr

; Estratégias de vacinação contra septicemia hemorrágica bacteriana em surubins híbridos; ; 2011; Iniciação Científica - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Ana Rosa Sant'Ana de Sá

Diagnóstico parasitológico e hematológia de tilápia do Nilo em Chapecó, SC; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Daniela Bampi

Variação sazonal na parasitofauna de tilápia em três regiões do Estado de Santa Catarina; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriela Tomas Jerônimo

Identificação de parasitos com potencial de patogenicidade na piscicultura catarinense: Diagnóstico, infecção e hematologia; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Fabíola Santiago Pedrotti

Eficácia da suplementação com probiótico e bacterina na sobrevivência de larvas de Litopenaeus vannamei; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Adolfo Jatobá Medeiros Bezerra

Utilização de probióticos na alimentação de tilápia do Nilo infectada experimentalmente com Enterococcus sp; e seus efeitos sobre os parâmetros hematológicos; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Claire Juliana Francisco

Identificação de parasitos com potencial de patogenicidade na piscicultura catarinense; 2005; 50 f; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Rômi Sharon Piazza

Avaliação da fauna parasitária de peixes ornamentais da cidade de Florianópolis, SC; 2005; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Marcela Maia Yamashita

Identificação de parasitos com potencial de patogenicidade na piscicultura catarinense: Diagnóstico, infecção e hematologia; 2005; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Fabíola Santiago Pedrotti

Susceptibilidade de pós-larvas de Litopenaeus vannamei a diferentes espécies de Vibrio isoladas de larvicultura em Santa Catarina; 2005; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Gabriela Tomas Jerônimo

Identificação de parasitos com potencial de patogenicidadena piscicultura catarinense: diagnóstico, infecção e hematologia; 2005; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Departamento de Aqüicultura, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Marcela Maia Yamashita

Identificação de parasitos com potencial de patogenicidade na piscicultura catarinense: Diagnóstico, infecção e hematologia; 2003; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Marcello Pardi de Castro

Efeitos da conjugação de vitamina C e E na ração e de dois tipos de estresse sobre a resposta inflamatória induzida pela carragenina e por lipopolissacarídeo na bexiga natatória de tilápia, Oreochromis niloticus; ; 2002; 0 f; Iniciação Científica - Centro de Aqüicultura da Unesp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Milagros Agustina Cabrera Soregui

Parásitos de tilapia Oreochromis niloticus; ; 2018; Orientação de outra natureza; (Sanidad Acuícola) - Universidad Peruana Cayetano Heredia - UPCH; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Patricia Floriano Oreano de Azevedo

Sanidade; 2017; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade do Sul de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Guilherme Henrique Hool Luiz

Sanidade de Organismos Aquáticos; 2014; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Centro Universitário UNIFEOB; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Jorge Pedro Rodrigues Soares

Patologia de Organismos Aquáticos; 2012; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Brasil; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Pedro Eduardo dos Santos Brandelero

Patologia de Organismos Aquáticos; 2012; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Brasil; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Thiago Benetti

Sanidade de peixes; 2012; Orientação de outra natureza; (Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC PRAE; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Roberta Bridi

Atividades em Sanidade de Organismos Aquáticos; 2011; Orientação de outra natureza; (Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Ágata Paseto

Sanidade de organismos aquáticos; 2009; Orientação de outra natureza; (Engenharia de Aqüicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Edsandra Campos Chagas

Atualizações no conhecimento da identificação de parasitos de peixes; 2003; 0 f; Orientação de outra natureza - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia; Orientador: Maurício Laterça Martins;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Manoela Clemente Fernandes

Atividade antiparasitária de pinho Pinus taeda contra o parasito Lernaea cyprinacea (Crustacea, Copepoda); ; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Engenharia de Aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GAULKE, C. ; MARTINS, M. L. ; WATRAL, V. ; HUMPHREYS, I. R. ; SPAGNOLI, S. T. ; KENT, M. L. ; SHARPTON, T. . A longitudinal assessment of host-microbe-parasite interactions resolves the zebrafish gut microbiome?s link to Pseudocapillaria tomentosa infection and pathology. Microbiome , v. 7, p. 10-16, 2019.

  • JESUS, GABRIEL F.A. ; PEREIRA, SCHEILA A. ; OWATARI, MARCO S. ; SYRACUSE, NICHOLAS ; Silva, Bruno C. ; SILVA, ALLAN ; PIERRI, BRUNO S. ; LEHMANN, NICOLLAS B. ; FIGUEIREDO, HENRIQUE C.P. ; FRACALOSSI, DÉBORA M. ; MOURIÑO, JOSÉ L.P. ; Martins, Mauricio L. . Protected forms of sodium butyrate improve the growth and health of Nile tilapia fingerlings during sexual reversion. AQUACULTURE , v. 499, p. 119-127, 2019.

  • OWATARI, M. S. ; Jesus G.F.A. ; CARDOSO, L. ; FERREIRA, T. H. ; FERRAREZI, J. V. ; DE PÁDUA PEREIRA, ULISSES ; MARTINS, M L ; MOURINO, J. L. P. . Different via to apply the Gamaxine® commercial biopromoter to Nile tilapia evaluating the immune system responses to Streptococcus agalactiae Ib. AQUACULTURE , v. 503, p. 254-266, 2019.

  • STECKERT, LILIAN D. ; FURTADO, WILLIAM E. ; Jerônimo, Gabriela T. ; PEREIRA, SCHEILA A. ; JESUS, GABRIEL F. A. ; Mouriño, José Luiz P. ; Martins, Maurício L. . Trace elements and microbiological parameters in farmed Nile tilapia with emphasis on muscle, water, sediment and feed. JOURNAL OF ENVIRONMENTAL SCIENCE AND HEALTH PART B-PESTICIDES FOOD CONTAMINANTS AND AGRICULTURAL WASTES , v. X, p. 1-10, 2019.

  • PEREIRA, S.A. ; JESUS, G.F.A. ; CARDOSO, L. ; SILVA, B.C. ; FERRAREZI, J.V.S. ; FEREIRA, T.H. ; STERZELECKI, F.C. ; SUGAI, J.K. ; Martins, M.L. ; Mouriño, J.L.P. . The intestinal health of silver catfish Rhamdia quelen can be changed by organic acid salts, independent of the chelating minerals. AQUACULTURE , v. 505, p. 118-126, 2019.

  • TANCREDO, KAREN ROBERTA ; FERRAREZI, JOSÉ VICTOR ; DA COSTA MARCHIORI, NATÁLIA ; Martins, Maurício Laterça . Ecotoxicological assays to determine the median lethal concentration (LC50) of formalin for fish. AQUACULTURE INTERNATIONAL , v. X, p. 1-12, 2019.

  • JESUS, GABRIEL F.A. ; PEREIRA, SCHEILA A. ; OWATARI, MARCO S. ; ADDAM, KENNYA ; Silva, Bruno C. ; STERZELECKI, FABIO C. ; SUGAI, JULIET K. ; CARDOSO, LUCAS ; Jatobá, Adolfo ; MOURIÑO, JOSÉ L.P. ; Martins, Mauricio L. . Use of protected forms of sodium butyrate benefit the development and intestinal health of Nile tilapia during the sexual reversion period. AQUACULTURE , v. 504, p. 326-333, 2019.

  • DIAS, JOEL ARTUR RODRIGUES ; ABE, HIGO ANDRADE ; SOUSA, NATALINO COSTA ; SILVA, RAIMUNDO DARLEY FIGUEREDO ; CORDEIRO, CARLOS ALBERTO MARTINS ; GOMES, GRAZIELLE FERNANDA EVANGELISTA ; READY, JONATHAN STUART ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; Martins, Maurício Laterça ; CARNEIRO, Paulo César Falanghe ; MARIA, ALEXANDRE NÍZIO ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Enterococcus faecium as potential probiotic for ornamental neotropical cichlid fish, Pterophyllum scalare (Schultze, 1823). AQUACULTURE INTERNATIONAL , v. 27, p. 463-474, 2019.

  • SUPHORONSKI, S. A. ; CHIDEROLI, R. T. ; FACIMOTO, C. T. ; MAINARDI, R. M. ; SOUZA, F. P. ; LOPERA-BARRERO, N. M. ; JESUS, G. F. A. ; MARTINS, M. L. ; DI SANTIS, G. W. ; DE OLIVEIRA, A. ; GONÇALVES, G. S. ; DARI, R. ; FROUEL, S. ; PEREIRA, U. P. . Effects of a phytogenic, alone and associated with potassium diformate, on tilapia growth, immunity, gut microbiome and resistance against francisellosis. Scientific Reports , v. 9, p. 1-14, 2019.

  • DE SOUZA SILVA, LEYCIANE TAYANA ; DE PÁDUA PEREIRA, ULISSES ; DE OLIVEIRA, HUGO MENDES ; BRASIL, Elenice Martins ; PEREIRA, SCHEILA ANELISE ; CHAGAS, Edsandra Campos ; JESUS, GABRIEL FERNANDES ALVES ; CARDOSO, LUCAS ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; Martins, Maurício Laterça . Hemato-immunological and zootechnical parameters of Nile tilapia fed essential oil of Mentha piperita after challenge with Streptococcus agalactiae. AQUACULTURE , v. 506, p. 205-211, 2019.

  • BRUM, A. ; CAETANO SINFRONIO, L. ; LEMOS DE MELLO, G. ; LATERÇA MARTINS, M. ; TOMAS JERÔNIMO, G. . Fator de condição e hematologia de tilápias-do-nilo de policultivo com camarão em água salobra. ARCHIVOS DE ZOOTECNIA , v. 68, p. 228-234, 2019.

  • TANCREDO, KAREN R. ; Martins, Maurício L. . Three previous recorded species of Dactylogyrus Diesing, 1850 (Monogenea: Dactylogyridae) infecting cultured Carassius auratus in southern Brazil. JOURNAL OF PARASITIC DISEASES , v. X, p. 1-6, 2019.

  • BRUM, A. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; MOURINO, J. L. P. ; CHAVES, F. C. M. ; CARDOSO, L. ; MARTINS, M. L. . Histological changes in Nile tilapia fed essential oils of clove basil and ginger after challenge with Streptococcus agalactiae. AQUACULTURE , p. 98-107, 2018.

  • STECKERT, LILIAN DORDETE ; CARDOSO, LUCAS ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; PÁDUA, SANTIAGO BENITES DE ; Martins, Maurício Laterça . Investigation of farmed Nile tilapia health through histopathology. AQUACULTURE , v. 486, p. 161-169, 2018.

  • MENESES, J.O. ; COUTO, M.V.S. ; SOUSA, N. C. ; CUNHA, F.S. ; ABE, H.A. ; RAMOS, F. M. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; CHAVES, F. C. M. ; MARTINS, M L ; MARIA, A.N. ; CARNEIRO, P. C. F. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Efficacy of Ocimum gratissimum essential oil against the monogenean Cichlidogyrus tilapiae gill parasite of Nile tilapia.. ARQUIVO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINARIA E ZOOTECNIA , v. 70, p. 497-504, 2018.

  • FUJIMOTO, R Y ; COUTO, M V S ; SOUSA, N C ; DINIZ, D G ; DINIZ, J A P ; MADI, R R ; MARTINS, M L ; EIRAS, J C . Dermocystidium sp. infection in farmed hybrid fish Colossoma macropomum × Piaractus brachypomus in Brazil. JOURNAL OF FISH DISEASES , v. 41, p. 565-568, 2018.

  • GUERETZ, JULIANO SANTOS ; CARDOSO, L. ; MARTINS, M. L. ; SOUZA, ANTONIO PEREIRA DE . Nerocila sp. (Isopoda: Cymothoidae) parasite of Mugil liza (Teleostei: Mugilidae) in São Francisco do Sul, Santa Catarina, Brazil.. Biotemas , v. 31, p. 41-44, 2018.

  • BRUM, ALINE ; PEREIRA, SCHEILA ANELISE ; CARDOSO, LUCAS ; CHAGAS, Edsandra Campos ; CHAVES, FRANCISCO CÉLIO MAIA ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; Martins, Maurício Laterça . Blood biochemical parameters and melanomacrophage centers in Nile tilapia fed essential oils of clove basil and ginger. FISH & SHELLFISH IMMUNOLOGY , v. 74, p. 444-449, 2018.

  • PEDROTTI, FABIOLA ; Martins, Maurício Laterça ; BALOI, MANECAS ; MAGNOTTI, CAIO ; SCHEUER, FERNANDA ; STERZELECKI, FABIO ; CERQUEIRA, VINÍCIUS . Mortality, hematology, and histopathology of common snook Centropomus undecimalis (Perciformes: Centropomidae) exposed to acute toxicity of ammonia. Journal of Applied Aquaculture (Print) , v. 30, p. 1-13, 2018.

  • RODRIGUES-SOARES, J. P. ; JESUS G.F.A. ; GONÇALVES, E.L.T. ; MORAES, K. N. ; CHAGAS, EDSANDRA CAMPO ; CHAVES, F. C. M. ; BELO, M. A. A. ; Jatobá, A. ; MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M L . Induced aerocystitis and hemato-immunological parameters in Nile tilapia fed supplemented diet with essential oil of Lippia alba.. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science , v. 55, p. 1-12, 2018.

  • DOTTA, Geovana ; DE ANDRADE, JAQUELINE INÊS ALVES ; GARCIA, PATRÍCIA ; ALVES JESUS, GABRIEL FERNANDES ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; MATTOS, JACÓ JOAQUIM ; DIAS BAINY, AFONSO CELSO ; Martins, Maurício Laterça . Antioxidant enzymes, hematology and histology of spleen in Nile tilapia fed supplemented diet with natural extracts challenged with Aeromonas hydrophila. FISH & SHELLFISH IMMUNOLOGY , v. 79, p. 175-180, 2018.

  • DE ANDRADE, JAQUELINE INÊS ALVES ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; NUNEZ, CECILIA VERÔNICA ; DOS SANTOS, RAPHAEL BRITO ; ARAÚJO, JANDIARA KELLY OLIVEIRA ; RUIZ, MARIA LUIZA ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; SANTOS, VANESSA NEVES CARVALHO ; Martins, Maurício Laterça . Hematology and biochemistry of Colossoma macropomum co-infected with Aeromonas hydrophila and monogenean Anacanthorus spathulatus after treatment with seed extract of Bixa orellana. AQUACULTURE , v. X, p. 1-11, 2018.

  • OWATARI, M. S. ; JESUS, GABRIEL FERNANDES ALVES ; MELO FILHO, M. E. S. ; LAPA, K. R. ; MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Synthetic fibre as biological support in freshwater recirculating aquaculture systems (RAS).. AQUACULTURAL ENGINEERING , v. 82, p. 56-62, 2018.

  • DIAS, JOEL A R ; ABE, HIGO A ; SOUSA, NATALINO C ; COUTO, MÁRCIA V S ; CORDEIRO, CARLOS A M ; MENESES, JULIANA O ; CUNHA, FERNANDA S ; MOURIÑO, JOSE LUIZ P ; MARTINS, MAURICIO L ; BARBAS, LUÍS A L ; CARNEIRO, PAULO C F ; MARIA, ALEXANDRE N ; FUJIMOTO, RODRIGO Y . Dietary supplementation with autochthonous Bacillus cereus improves growth performance and survival in tambaqui Colossoma macropomum . AQUACULTURE RESEARCH , v. 49, p. 3063-3070, 2018.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; COUTO, MÁRCIA V S ; SOUSA, N. C. ; MADI, R. R. ; EIRAS J.C. ; MARTINS, M. L. . Seasonality of Procamallanus (Spirocamallanus) inopinatus (Nematoda: Camallanidae) Infection in Bryconops melanurus (Characiformes: Iguanodectidae). BOLETIM DO INSTITUTO DE PESCA , v. 44, p. 334, 2018.

  • PEREIRA, S.A. ; OLIVEIRA, H.M. ; JESUS, G.F.A. ; ADDAM, K.G.S. ; SILVA, B.C. ; YAMASHITA, M.M. ; LEHMANN, N.B. ; Martins, M.L. ; Mouriño, J.L.P. . Can the minerals calcium and sodium, chelated to propionic acid, influence the health and zootechnical parameters of native silver catfish Rhamdia quelen ?. AQUACULTURE , v. 496, p. 88-95, 2018.

  • OWATARI, MARCO SHIZUO ; ALVES JESUS, GABRIEL FERNANDES ; BRUM, ALINE ; PEREIRA, SCHEILA ANELISE ; LEHMANN, NICOLLAS BREDA ; DE PÁDUA PEREIRA, ULISSES ; Martins, Maurício Laterça ; PEDREIRA MOURIÑO, JOSÉ LUIZ . Sylimarin as hepatic protector and immunomodulator in Nile tilapia during Streptococcus agalactiae infection. FISH & SHELLFISH IMMUNOLOGY , v. 82, p. 565-572, 2018.

  • VENTURA A.S. ; JERÔNIMO, G.T. ; FERRI, G. H. ; PÁDUA, S.B. ; MARTINS, M L ; ISHIKAWA, M. M. . Erythrocyte parameters and condition factor of Gymnotus spp. (Gymnotiformes: Gymnotidae) under culture conditions. REVISTA BRASILEIRA DE MEDICINA VETERINÁRIA , v. 40, p. 1-6, 2018.

  • CARDOSO, P. H. M. ; BALIAN, S. C. ; SOARES, H. S. ; TANCREDO, K.R. ; MARTINS, M L . Neobenedenia melleni (Monogenea: Capsalidae) in ornamental reef fsh imported to Brazil.. REVISTA BRASILEIRA DE PARASITOLOGIA VETERINARIA , v. x, p. 1, 2018.

  • COSTA, CARINNE MOREIRA DE SOUZA ; LIMA, TALISSA BEATRIZ COSTA ; CRUZ, MATHEUS GOMES DA ; ALMEIDA, DANIELA VOLCAN ; Martins, Maurício Laterça ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas . In vitro culture of Neoechinorhynchus buttnerae (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae): Influence of temperature and culture media. REVISTA BRASILEIRA DE PARASITOLOGIA VETERINARIA , v. 27, p. 562-569, 2018.

  • ROCHA, MARIA JULIETE SOUZA ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; COSTA, OSCAR TADEU FERREIRA DA ; MALTA, JOSÉ CELSO DE OLIVEIRA ; Martins, Maurício Laterça ; MACIEL, PATRICIA OLIVEIRA ; CHAGAS, Edsandra Campos . Changes in hematological and biochemical parameters of tambaqui (Colossoma macropomum ) parasitized by metazoan species. REVISTA BRASILEIRA DE PARASITOLOGIA VETERINARIA , v. 27, p. 488-494, 2018.

  • TANCREDO, KAREN ROBERTA ; MARCHIORI, NATÁLIA DA COSTA ; PEREIRA, SCHEILA ANELISE ; Martins, Maurício Laterça . Toxicity of formalin for fingerlings of Cyprinus carpio var. koi and in vitro efficacy against Dactylogyrus minutus Kulwièc, 1927 (Monogenea: Dactylogyridae). JOURNAL OF PARASITIC DISEASES , v. X, p. 1-8, 2018.

  • CARDOSO, L. ; MARTINS, M. L. ; GOLZIO, J. E. S. A. ; BOMFIM, C. N. C. ; OLIVEIRA, R. ; SANTOS, L. ; SAKAMOTO, A. C. F. L. . Rocinela signata (Isopoda: Aegidae) parasitizing the gills of the spotted goatfish Pseudupeneus maculatus (Actinopterygii: Mullidae) in Northeastern Brazil. ANAIS DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIENCIAS , p. 2075-2080, 2017.

  • BRUM, ALINE ; PEREIRA, SCHEILA ANELISE ; OWATARI, MARCO SHIZUO ; CHAGAS, Edsandra Campos ; CHAVES, FRANCISCO CÉLIO MAIA ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; Martins, Maurício Laterça . Effect of dietary essential oils of clove basil and ginger on Nile tilapia (Oreochromis niloticus) following challenge with Streptococcus agalactiae. Aquaculture (Amsterdam) , v. 468, p. 235-243, 2017.

  • ZAILA, K. E. ; DOAK, T. G. ; ELLERBROCK, H. ; TUNG, C. ; MARTINS, M L ; KOLBIN, D. ; YAO, M. ; CASSIDY-HANLEY, D. M. ; CLARK, T. G. ; CHANG, W. . Diversity and Universality of Endosymbiotic Rickettsia in the Fish Parasite Ichthyophthirius multifiliis. Frontiers in Microbiology (Online) , v. 8, p. 1-9, 2017.

  • LACERDA, A.C.F. ; ROUMBEDAKIS, KATINA ; BERETA JUNIOR, J. G. S. ; NUÑER APO ; PETRUCIO, M.M. ; MARTINS, M L . Fish parasites as indicators of organic pollution in southern Brazil.. JOURNAL OF HELMINTHOLOGY , v. 92, p. 1-10, 2017.

  • MANRIQUE, W. G. ; FIGUEIREDO, M. A. ; BELO, M. A. A. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Chronic granulomatous inflammation in teleost fish Piaractus mesopotamicus: histopathology model study.. Revista MVZ Cordoba , v. 22, p. 5738-5746, 2017.

  • TAVARES-DIAS, MARCOS ; Martins, Maurício Laterça . An overall estimation of losses caused by diseases in the Brazilian fish farms. JOURNAL OF PARASITIC DISEASES , v. Jul, p. x-x, 2017.

  • CARDOSO, LUCAS ; MARTINS, MAURICIO LATERÇA ; LACERDA, ANA CAROLINA FIGUEIREDO ; CADORIN, DOUGLAS ISMAEL ; BONFIM, CAROLINA NUNES COSTA ; OLIVEIRA, RICARDO LUÍS MENDES DE . First record of Hamaticolax scutigerulus (Copepoda: Bomolochidae) in Brazil, ectoparasite of the spotted goatfish Pseudupeneus maculatus (Actinopterygii: Mullidae) . ACTA SCIENTIARUM. BIOLOGICAL SCIENCES (ONLINE) , v. 39, p. 251-258, 2017.

  • CARDOSO, PEDRO HENRIQUE MAGALHÃES ; BALIAN, SIMONE DE CARVALHO ; MATUSHIMA, ELIANA REIKO ; PÁDUA, SANTIAGO BENITES DE ; Martins, Maurício Laterça . First report of scuticociliatosis caused by Uronema sp. in ornamental reef fish imported into Brazil. REVISTA BRASILEIRA DE PARASITOLOGIA VETERINARIA , v. 26, p. 1-5, 2017.

  • MANRIQUE, W. G. ; FIGUEIREDO, M. A. P. ; BELO, M. A. A. ; MARTINS, M. L. ; MOLNAR, K. . Myxobolus sp. and Henneguya sp. (Cnidaria: Myxobolidae) natural co-infection in the kidney of Piaractus mesopotamicus (Characiformes: Serrasalmidae).. PARASITOLOGY RESEARCH , v. 117, p. 1-8, 2017.

  • MARTINS, M. L. ; TAVARESDIAS, M. ; JANIK, A. J. ; KENT, M. L. ; JERÔNIMO, G.T. . Hematology and condition factor of tui chub and fathead minnow parasitized by nematode from Upper Klamath Lake, Oregon, USA. DISEASES OF AQUATIC ORGANISMS , v. 126, p. 257-262, 2017.

  • ROUMBEDAKIS, KATINA ; MASCARÓ, MAITÉ ; Martins, Maurício L. ; GALLARDO, PEDRO ; ROSAS, CARLOS ; PASCUAL, CRISTINA . Health status of post-spawning Octopus maya (Cephalopoda: Octopodidae) females from Yucatan Peninsula, Mexico. HYDROBIOLOGIA , v. x, p. 1-12, 2017.

  • YAMASHITA, M.M. ; PEREIRA, S.A. ; CARDOSO, L. ; DE ARAUJO, A.P. ; ODA, C.E. ; SCHMIDT, É.C. ; BOUZON, Z.L. ; Martins, M.L. ; Mouriño, J.L.P. . Probiotic dietary supplementation in Nile tilapia as prophylaxis against streptococcosis. AQUACULTURE NUTRITION , v. 23, p. 1235-1243, 2017.

  • JESUS, E. C. ; CARDOSO, L. ; FERREIRA, T. H. ; MARTINS, M. L. ; RODRIGUES, M. D. N. . Braga nasuta (Cymothoidae): an ectoparasite of the Giant Amazonian fish Arapaima gigas (Osteoglossidae) fingerlings cultured in the Amazon region in Northern Brazil .. ACTA SCIENTIARUM. BIOLOGICAL SCIENCES (ONLINE) , v. 39, p. 507-511, 2017.

  • COELHO FLORINDO, MAITE ; TOMAS JERONIMO, GABRIELA ; DORDETE STECKERT, LILIAN ; ACCHILE, MONYELE ; TAVARES GONCALVES, EDUARDO ; CARDOSO, LUCAS ; LATERCA MARTINS, MAURICIO . Protozoan parasites of freshwater ornamental fish. Latin American Journal of Aquatic Research , v. 45, p. 948-956, 2017.

  • COELHO FLORINDO, MAITE ; TOMAS JERONIMO, GABRIELA ; DORDETE STECKERT, LILIAN ; ACCHILE, MONYELE ; BRUM FIGUEREDO, ALINE ; TAVARES GONCALVES, EDUARDO ; CARDOSO, LUCAS ; DA COSTA MARCHIORI, NATALIA ; DA COSTA ASSIS, GUILHERME ; LATERCA MARTINS, MAURICIO . Metazoan parasites of freshwater ornamental fishes. Latin American Journal of Aquatic Research , v. 45, p. 992-998, 2017.

  • MARCHIORI, NATALIA DA COSTA ; SILVA, FABIANO MULLER ; Martins, Maurício Laterça ; AMARAL JUNIOR, HILTON ; SILVA, BRUNO CORRÊA DA . Hydrogen peroxide and chlorine dioxide against parasite Ichthyophthirius multifiliis (Protozoa, Ciliophora) in jundiá fingerlings. CIENCIA RURAL , v. 47, p. e20170257-e20170257, 2017.

  • PEREIRA, S. A. ; JERÔNIMO, G.T. ; MARCHIORI, N. C. ; OLIVEIRA, H. M. ; JESUS, GABRIEL FERNANDES ALVES ; SCHMIDT, E. C. ; BOUZON, Z.L. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Tadpoles fed supplemented diet with probiotic bacterium isolated from the intestinal tract of bullfrog Lithobates catesbeianus : Haematology, cell activity and electron microscopy. MICROBIAL PATHOGENESIS , p. 255-263, 2017.

  • GUERETZ, JULIANO SANTOS ; SOMENSI, CLEDER ALEXANDRE ; Martins, Maurício Laterça ; SOUZA, ANTONIO PEREIRA DE . Evaluation of eugenol toxicity in bioassays with test-organisms. CIENCIA RURAL , v. 47, p. e20170194, 2017.

  • SANTOS, MONYELE ACCHILE ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; CARDOSO, LUCAS ; TANCREDO, KAREN ROBERTA ; MEDEIROS, PAULA BRANDO ; FERRAREZI, JOSÉ VICTOR ; GONÇALVES, EDUARDO LUIZ TAVARES ; DA COSTA ASSIS, GUILHERME ; Martins, Maurício Laterça . Parasitic fauna and histopathology of farmed freshwater ornamental fish in Brazil. AQUACULTURE , v. 470, p. 103-109, 2017.

  • CARDOSO, L. ; LACERDA, A. C. F. ; GONÇALVES, E. L. T. ; CADORIN, D. I. ; BONFIM, C. N. C. ; OLIVEIRA, R. L. M. ; MARTINS, M. L. . Gill metazoan parasites of the spotted goatfish Pseudupeneus maculatus (Ostheichthyes: Mullidae) from the Coast of Pernambuco, northeastern Brazil. BRAZILIAN JOURNAL OF BIOLOGY , v. 78, p. 414-420, 2017.

  • MARTINS, M. L. ; MARCHIORI, N. C. ; BITTENCOURT, L. S. ; TAVARES-DIAS, M. . A new species of Tripartiella (Ciliophora: Trichodinidae) from Aequidens tetramerus (Perciformes: Cichlidae) in north Brazil. Brazilian Journal of Biology (Online) , v. 76, p. 435-438, 2016.

  • HASHIMOTO, G. S. O. ; MARINHO NETO, F. ; RUIZ, M. L. ; ACCHILE, M. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; CHAVES, F. C. M. ; MARTINS, M. L. . Essential oils of Lippia sidoides and Mentha piperita against monogenean parasites and their influence on the hematology of Nile tilapia. Aquaculture (Amsterdam) , v. 450, p. 182-186, 2016.

  • PÁDUA, S. B. ; MARTINS, M. L. ; VALLADÃO, G.M.R. ; UTZ, L. ; ZARA, F. J. ; ISHIKAWA, M. M. ; BELO, M. A. A. . Host-parasite relationship during Epistylis sp. (Ciliophora: Epistylididae) infestation in farmed cichlid and pimelodid fish. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online) , v. 51, p. 520-526, 2016.

  • DEBORTOLI, J. A. ; LACERDA, A.C.F. ; LISBOA, T. R. ; MARTINS, M. L. . Preference for microhabitat by Monogenea on the gills of the south american catfish Rhamdia quelen at different stocking densities under laboratory conditions. Helminthologia (Tlacené Vydanie) , v. 53, p. 55-61, 2016.

  • PEREIRA, GABRIELLA DO VALE ; JESUS, GABRIEL FERNANDES ALVES ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; PEREIRA, SCHEILA ANELISE ; USHIZIMA, THIAGO TETSUO ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; Martins, Maurício Laterça . Probiotic supplementation in diet and vaccination of hybrid surubim (Pseudoplatystoma reticulatum♀ x P. corruscans♂). Ciência Rural , v. 46, p. 348-353, 2016.

  • MOURINO, J. L. P. ; PEREIRA, GABRIELLA DO VALE ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Jatobá, A. ; USHIZIMA, T. T. ; SILVA B.C. ; SEIFFERT, W. Q. ; JESUS G.F.A. ; MARTINS, M. L. . Isolation of probiotic bacteria from the hybrid South American catfish Pseudoplatystoma reticulatum×Pseudoplatystoma corruscans (Siluriformes: Pimelodidae): A haematological approach. Aquaculture Reports , v. 3, p. 166-171, 2016.

  • SÜHNEL, SIMONE ; JOHNSON, STEWART C. ; GURNEY-SMITH, HELEN J. ; IVACHUK, CELENE DA S. ; SCHAEFER, ANA L. C. ; THOMSON, CATHERINE A. ; MACIEL, MARIA LUIZA T. ; Martins, Maurício L. ; ARANGUREN, RAQUEL ; FIGUERAS, ANTONIO ; MAGALHÃES, AIMÊ RACHEL M. . A Status Assessment of Perkinsiosis, Bonamiosis, and Mateiliosis in Commercial Marine Bivalves from Southern Brazil. Journal of Shellfish Research , v. 35, p. 143-156, 2016.

  • DE ANDRADE, JAQUELINE INÊS ALVES ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; BRASIL, Elenice Martins ; NUNEZ, CECILIA VERÔNICA ; GONCALVES, EDUARDO LUIZ TAVARES ; RUIZ, MARIA LUIZA ; Martins, Maurício Laterça . Efficacy of seed extract of Bixa orellana against monogenean gill parasites and physiological aspects of Colossoma macropomum after bath treatment. Aquaculture (Amsterdam) , v. 462, p. 40-46, 2016.

  • CHAGAS, Edsandra Campos ; ARAUJO, L. D. ; Martins, Maurício Laterça ; GOMES, L. C. ; MALTA, J. C. O. ; VARELLA, A. B. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas . Mebendazole dietary supplementation controls Monogenoidea (Platyhelminthes: Dactylogyridae) and does not alter the physiology of the freshwater fish Colossoma macropomum (Cuvier, 1818). Aquaculture (Amsterdam) , v. 464, p. 185-189, 2016.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; Pádua, Santiago Benites ; VENTURA A.S. ; GONCALVES, EDUARDO LUIZ TAVARES ; ISHIKAWA, M. M. ; Martins, Maurício Laterça . Parasitological assessment in the hybrid surubim (Pseudoplatystoma reticulatum x P. corruscans), with uncommon occurrence of Monogenea parasites. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , p. 179-186, 2016.

  • JESUS, G.F.A. ; VIEIRA, F.D.N. ; SILVA, B.C. ; JUNIOR, M.M.D.S. ; USHIZIMA, T.T. ; SCHMIDT, E.C. ; BOUZON, Z.L. ; PEREIRA, S.A. ; PEREIRA, G.V. ; Martins, M.L. ; Mouriño, J.L.P. . Probiotic bacteria may prevent haemorrhagic septicaemia by maturing intestinal host defences in Brazilian native surubins. Aquaculture Nutrition (Print) , v. x, p. x-x, 2016.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; SANCHES E.G. ; MARTINS, M. L. ; TSUZUKI, Mônica Yumi . Detecção, controle e prevenção de fotobacteriose em cultivo de bijupirá. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online) , v. 51, p. 465-472, 2016.

  • HASHIMOTO, G. S. O. ; MARCHIORI, N. C. ; PADUA, S. B. ; ISHIKAWA, M. M. ; ESQUIVEL, J. ; MARTINS, M. L. . A new species of Trichodina Ehrenberg, 1830 (Ciliophora: Trichodinidae) from Rhamdia quelen (Siluriformes: Heptapteridae) and Gymnotus sp. (Teleostei: Gymnotidae) in Brazil.. Acta Parasitologica , v. 61, p. 707-712, 2016.

  • NUNES G. ; JERÔNIMO, G.T. ; VICENTE, L. R. M. ; MADI, R. R. ; VALLADÃO G.M.R. ; MARTINS, M. L. . Trace elements and parasitism in Nile tilapia farmed in the Southern Brazil. Boletim do Instituto de Pesca (Online) , v. 42, p. 578-589, 2016.

  • MARTINS, M. L. ; TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. C. ; PEREIRA JR, Joaber ; CASTRO, L. A. ; GARCIA, P. ; ESQUIVEL, J. . Acanthostomum gnerii Szidat, 1954 (Digenea: Cryptogonimidae) from silver catfish Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824).. Neotropical Helminthology , v. 10, p. 189-203, 2016.

  • TANCREDO, K. R. ; GONÇALVES, E. L. T. ; MARTINS, M. L. . Histopathological analyses of native silver catfish Rhamdia quelen (Quoy and Gaimard, 1824) immunized against and challenged with live theronts of Ichthyophthirius multifiliis . Journal of Applied Ichthyology , v. 32, p. 1130-1136, 2016.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; DE PÁDUA, SANTIAGO BENITES ; DE ANDRADE BELO, MARCO ANTONIO ; CHAGAS, EDSANDRA CAMPO ; TABOGA, SEBASTIÃO ROBERTO ; MACIEL, PATRICIA OLIVEIRA ; Martins, Maurício Laterça . Neoechinorhynchus buttnerae (Acanthocephala) infection in farmed Colossoma macropomum: A pathological approach. Aquaculture (Amsterdam) , v. 461, p. X-X, 2016.

  • MARTINS, M L ; WATRAL, V ; RODRIGUES-SOARES, J P ; KENT, M L . A method for collecting eggs of Pseudocapillaria tomentosa (Nematoda: Capillariidae) from zebrafish Danio rerio and efficacy of heat and chlorine for killing the nematode's eggs. JOURNAL OF FISH DISEASES , v. 40, p. 169-170, 2016.

  • PEREIRA, S.A. ; Jerônimo, G.T. ; DA COSTA MARCHIORI, N. ; DE OLIVEIRA, H.M. ; OWATARI, M.S. ; JESUS, G.F.A. ; GARCIA, P. ; DO NASCIMENTO VIEIRA, F. ; Martins, M.L. ; Mouriño, J.L.P. . Autochthonous probiotic Lactobacillus sp. in the diet of bullfrog tadpoles Lithobates catesbeianus improves weight gain, feed conversion and gut microbiota. AQUACULTURE NUTRITION , v. X, p. 1-7, 2016.

  • MANRIQUE, WILSON GÓMEZ ; FIGUEIREDO, MAYRA ARAGUAIA PEREIRA ; DE ANDRADE BELO, MARCO ANTONIO ; Martins, Maurício Laterça ; AZEVEDO, CARLOS . Ultrastructural description of Myxobolus cuneus (Myxosporea) in the skeletal muscle and kidney of tropical farmed fish Piaractus mesopotamicus (Characiformes: Characidae). PARASITOLOGY RESEARCH , v. 115, p. 2505-2510, 2016.

  • DOTTA, Geovana ; LEDIC NETO J. ; GONÇALVES, E.L.T. ; BRUM, A. ; MARASCHIN M. ; MARTINS, M. L. . Acute inflammation and hematological response in Nile tilapia fed supplemented diet with natural extracts of propolis and Aloe barbadensis. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 75, p. 491-496, 2015.

  • ANDRADE-PORTO, S. M. ; CARDENAS, M. Q. ; MARTINS, M. L. ; OLIVEIRA, J.K.Q. ; PEREIRA, J.N. ; ARAUJO, C. S. O. ; MALTA, J. C. O. . First record of Hysterothylacium sp. larvae (Nematoda: Anisakidae) with zoonotic potential in the pirarucu Arapaima gigas (Osteichthyes: Arapaimidae) from South America.. Brazilian Journal of Biology (Online) , v. 75, p. 790-795, 2015.

  • MARCHIORI, N. C. ; GONÇALVES, E.L.T. ; TANCREDO, K.R. ; PEREIRA JR, Joaber ; MARTINS, M. L. . Effect of water temperature and salinity in oviposition, hatching success and infestation of Aphanoblastella mastigatus (Monogenea, Dactylogyridae) on Rhamdia quelen. Brazilian Journal of Biology (Online) , v. 75, p. S245-S252, 2015.

  • LACERDA, A.C.F. ; TAKEMOTO, R.M. ; MARCHIORI, N.C. ; Martins, M.L. ; PAVANELLI, G.C. . New species of Cucullanus (Nematoda: Cucullanidae), an intestinal parasite of the peacock bass Cichla piquiti (Perciformes: Cichlidae) from the Tocantins River, Brazil. Journal of Helminthology , v. 89, p. 9-12, 2015.

  • DOTTA, Geovana ; BRUM, A. ; JERÔNIMO, G.T. ; MARASCHIN, M. ; MARTINS, M. L. . Effect of dietary supplementation with propolis and Aloe barbadensis extracts on hematological parameters and parasitism in Nile tilapia. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 24, p. 66-71, 2015.

  • MARTINS, M. L. ; CARDOSO, L. ; MARCHIORI, N. ; PÁDUA S.B. de . Protozoan infections in farmed fish from Brazil: diagnosis and pathogenesis. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 24, p. 1-20, 2015.

  • DOTTA, Geovana ; ROUMBEDAKIS, KATINA ; SANCHES E.G. ; JERÔNIMO, G.T. ; CERQUEIRA VR ; MARTINS, M. L. . Hematological profile of the red snapper Lutjanus analis captured in Florianópolis, SC, Brazil, and cultured in floating net cages.. Boletim do Instituto de Pesca (Online) , v. 41, p. 183-189, 2015.

  • VALLADÃO, GUSTAVO MORAES RAMOS ; GIANNECCHINI, L. G. ; MARTINS, M. L. ; PÁDUA S.B. de . Trichodina modesta: an exotic ciliate in the Neotropical region parasitizing an unusual host. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 24, p. 162-167, 2015.

  • MANRIQUE, W. G. ; FIGUEIREDO, M. ; BELLO, M. A. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . First report of Myxobolus sp. infection in the skeletal muscle of Neotropical freshwater fish Piaractus mesopotamicus. Parasitology Research (1987. Print) , v. 114, p. 2041-2044, 2015.

  • TANCREDO, KAREN ; GONÇALVES, E.L.T. ; BRUM, A. ; SANTOS, M. A. ; HASHIMOTO, G. ; PEREIRA, S. A. ; MARTINS, M. L. . Hemato-immunological and biochemical parameters of silver catfish Rhamdia quelen immunized with live theronts of Ichthyophthirius multifiliis. Fish & Shellfish Immunology (Print) , p. 689-694, 2015.

  • PÁDUA, S. B. ; Menezes Filho R.N. ; MARTINS, M. L. ; BELLO, M. A. ; ISHIKAWA, M. M. ; NASCIMENTO, C. A. ; SATURNINO, K. ; CARRIJO-MAUAD, J.R. . A survey of epitheliocystis disease in farmed Nile tilapia ( Linnaeus, 1758) in Brazil. Journal of Applied Ichthyology , v. 31, p. 927-930, 2015.

  • PEREIRA, GABRIELLA DO VALE ; SILVA B.C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; SEIFFERT, W.Q. ; USHIZIMA, T. T. ; MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. . Vaccination strategies with oral booster for surubim hybrid (  ×  ) against haemorrhagic septicaemia. Aquaculture Research (Print) , v. 46, p. 1831-1841, 2015.

  • MELLO G.L. ; JERÔNIMO, G.T. ; TANCREDO, K.R. ; BROL, J. ; ALMEIDA, E. J. ; MARTINS, M. L. ; TSUZUKI, Mônica Yumi . Development and health status of Centropomus undecimalis parasitized by Rhabdosynochus rhabdosynochus (Monogenea) under different salinity and temperature conditions.. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 24, p. 350-356, 2015.

  • TANCREDO, KAREN ; MARCHIORI, N. C. ; ROUMBEDAKIS, KATINA ; CERQUEIRA VR ; TAVARES-DIAS, M. ; MARTINS, M. L. . Observations on parasite fauna of Centropomus undecimalis and C. parallelus (Perciformes) bred in southern Brazil, and its possible influence on the welfare of fishes.. Pan-American Journal of Aquatic Sciences , v. 10, p. 116-121, 2015.

  • PÁDUA, SANTIAGO BENITES DE ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MENEZES-FILHO, RONEY NOGUEIRA DE ; TABOGA, SEBASTIÃO ROBERTO ; Martins, Maurício Laterça ; DE ANDRADE BELO, MARCO ANTONIO . Pathological assessment of farmed yellowtail tetra Astyanax altiparanae infested by Acusicola sp. (Ergasilidae). Aquaculture Reports , v. 2, p. 63-66, 2015.

  • BERTO, RICARDO DA SILVA ; PEREIRA, GABRIELLA DO VALE ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; Martins, Maurício Laterça ; FRACALOSSI, Débora Machado . Yeast extract on growth, nutrient utilization and haemato-immunological responses of Nile tilapia. Aquaculture Research (Print) , v. 47, p. n/a-n/a, 2015.

  • MELO, J. N. ; CARNESECA JUNIOR, W. ; MARTINS, M. L. ; MOURINO, J. L. P. . In vitro and in vivo study of chlorine dioxide to treat Ichthyophthirius multifiliis in silver catfish Rhamdia quelen.. Boletim do Instituto de Pesca (Online) , v. 41, p. 987-993, 2015.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; BRUM, ALINE ; PÁDUA, SANTIAGO BENITES DE ; GONÇALVES, EDUARDO LUIZ TAVARES ; CAPECCI, ROBSON SOARES ; Ishikawa, Márcia Mayumi ; Martins, Maurício Laterça . Haematological Parameters of the Hybrid Surubim (Pseudoplatystoma reticulatum x P. corruscans) farmed in Brazil. Brazilian Archives of Biology and Technology (Impresso) , v. 58, p. 254-261, 2015.

  • ROUMBEDAKIS K ; GONÇALVES, E.L.T. ; RAMOS C.O. ; SANCHES E.G. ; PASETO, A. ; PIRATH R. ; MARTINS, M. L. . Influence of ectoparasites on hematological parameters of wild and cultured dusky grouper from Southeastern Brazil.. Boletim do Instituto de Pesca (Online) , v. 41, p. 907-915, 2015.

  • ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. ; GARCIA, P. ; PEREIRA JR, Joaber ; CASTRO, L. A. ; MARTINS, M. L. . Helicometrina nímia Linton, 1910 (Digenea: Opecoelidae) in dusky grouper Epinephelus marginatus (Lowe, 1834) (Teleostei: Serranidae) from southeastern Brazil.. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 74, p. 472-479, 2014.

  • BRUM, A. ; DOTTA, Geovana ; ROUMBEDAKIS K ; GONÇALVES, E.L.T. ; GARCIA, L. P. ; GARCIA, P. ; SCUSSEL, V. M. ; MARTINS, M. L. . Hematological and histopathological changes in silver catfish Rhamdia quelen (Siluriformes) exposed to clomazone herbicide in the Madre River, Santa Catarina State, Southern Brazil.. Journal of Environmental Science and Health. Part B. Pesticides, Food Contaminants, and Agricultural Wastes , v. 49, p. 169-175, 2014.

  • MARTINS, M. L. ; SÁ A.R.S. de ; TANCREDO, K.R. ; GONÇALVES, E.L.T. ; JERÔNIMO, G.T. ; BAMPI D. ; SPECK, G.M. ; SANDIN, A. M. . Microhabitat preference and seasonality of gill monogenean in Nile tilapia reared in Southern Brazil. Neotropical Helminthology , v. 8, p. 47-58, 2014.

  • SÜHNEL S. ; IVACHUK, C. S. ; SCHAEFER, A. L. ; PONTINHA, V. A. ; MARTINS, M. L. ; FIGUERAS, A. ; MEYER, G. R. ; JONES, S. R. ; STEWART, J. C. ; GURNEY-SMITH, H. J. ; MAGALHÃES, Aimê Rachel ; BOWER, S. M. . Detection of a parasitic amoeba (Order Dactylopodida) in the female gonads of oysters in Brazil. Diseases of Aquatic Organisms , v. 109, p. 241-250, 2014.

  • BRUM, A. ; TANCREDO, K.R. ; HASHIMOTO, G. S. O. ; ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Haematological and parasitological assessment of silver catfish Rhamdia quelen farmed in Southern Brazil. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 23, p. 157-163, 2014.

  • JERÔNIMO, G.T. ; PÁDUA, S.B. ; BAMPI D. ; GONÇALVES, E.L.T. ; GARCIA, P. ; ISHIKAWA, M. M. ; MARTINS, M. L. . Haematological and histopathological analysis in South American fish Piaractus mesopotamicus parasitized by monogenean (Dactylogyridae).. Brazilian Journal of Biology (Online) , v. 74, p. 1-7, 2014.

  • DOTTA, Geovana ; ANDRADE, Jaqueline Inês Alves de ; GONÇALVES, EDUARDO L.T. ; BRUM, A. ; MATTOS, J. J. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Leukocyte phagocytosis and lysozyme activity in tilapia in Nile tilapia fed supplemented diet with natural extracts of propolis and Aloe barbadensis. Fish & Shellfish Immunology (Print) , p. 280-284, 2014.

  • LEDIC NETO J. ; DOTTA, Geovana ; GARCIA, P. ; BRUM, A. ; GONÇALVES, E.L.T. ; MARTINS, M. L. . Haematology and melanoma crophage centers of Nile tilapia fed supplemented diet with propolis . Acta Scientiarum. Biological Sciences (Online) , v. 36, p. 263-269, 2014.

  • PÁDUA S.B. de ; JERÔNIMO, G.T. ; ISHIKAWA, M. M. ; BELLO, M. A. ; MARTINS, M. L. ; PELISARI, T. ; KASAI, R. Y. D. ; MAUAD J.R.C. . Parasitological assessment and host-parasite relationship in farmed cachara catfish fingerlings (Pseudoplatystoma reticulatum Eeigenmann & Eigenmann 1889), Mato Grosso do Sul, Brazil.. Neotropical Helminthology , v. 8, p. 37-45, 2014.

  • VALLADÃO, GUSTAVO MORAES RAMOS ; GALLANI, SÍLVIA UMEDA ; DE PÁDUA, SANTIAGO BENITES ; Martins, Maurício Laterça ; PILARSKI, FABIANA . Trichodina heterodentata (Ciliophora) infestation on Prochilodus lineatus larvae: a host-parasite relationship study. Parasitology (Cambridge. Online) , v. 141, p. 662-669, 2014.

  • PÁDUA, S. B. ; MARQUES, D. P. ; SEBASTIAO, F. A. ; PILARSKI, F. ; MARTINS, M. L. ; ISHIKAWA, M. M. . Isolation, characterization and pathology of Citrobacter freundii infection in native Brazilian catfish Pseudoplatystoma.. Brazilian Journal of Veterinary Pathology , v. 7, p. 151-157, 2014.

  • BIANCHI, M. B. ; JERÔNIMO, G.T. ; PADUA, S. B. ; SATAKE F. ; ISHIKAWA, M. M. ; TAVARES-DIAS, M. ; MARTINS, M. L. . The hematological profi le of farmed Sorubim lima: reference intervals, cell morphology and cytochemistry.. Veterinarski Arhiv (Tisak) , v. 84, p. 677-690, 2014.

  • DE SOUZA, ROBERTO A R ; DA ANNUNCIAÇÃO, WESLEY F ; LINS, STEPHANE M ; SANCHES, EDUARDO G ; MARTINS, MAURÍCIO L ; TSUZUKI, MÔNICA Y . Can barber goby Elacatinus figaro control Neobedenia melleni infections on dusky grouper Epinephelus marginatus ?. AQUACULTURE RESEARCH , v. 45, p. 619-628, 2014.

  • PÁDUA S.B. de ; ISHIKAWA, M. Y. ; VENTURA A.S. ; Jerônimo, Gabriela T. ; Martins, ML. ; TAVARES L.E.R. . Brazilian catfish parasitized by Epistylis sp. (Ciliophora, Epistylididae), with description of parasite intensity score. Parasitology Research (1987. Print) , v. 112, p. 443-446, 2013.

  • ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. ; PASETO, A. ; GONÇALVES, E.L.T. ; LUQUE J.L.F. ; CEPEDA, P. B. ; SANCHES E.G. ; Martins, Mauricio L. . Parasite fauna of wild and cultured dusky-grouper Epinephelus marginatus (Lowe, 1834) from Ubatuba, Southeastern Brazil. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 73, p. 871-878, 2013.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GONÇALVES, E.L.T. ; BAMPI D. ; PASETO, A. ; PÁDUA S.B. de ; ISHIKAWA, M. M. ; MARTINS, M. L. . Microhabitat of Monogenea and copepodids of Lernaea cyprinacea on the gills of four fishes freshwater cultured in Brazil.. Neotropical Helminthology , v. 7, p. 65-73, 2013.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ALMEIDA, E. S. ; DINIZ, D. G. ; EIRAS J.C. ; MARTINS, M. L. . First occurrence of Quadrigyrus nickoli (Acanthocephala) in the ornamental fish Hypessobrycon eques.. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 22, p. 110-113, 2013.

  • Pádua, S.B. ; MARTINS, M. L. ; Carrijo-Mauad, J.R. ; ISHIKAWA, M. M. ; Ishikawa, M.M. ; Jerônimo, G.T. ; Dias-Neto, J. ; PILARSKI, F. . First record of Chilodonella hexasticha (Ciliophora: Chilodonellidae) in Brazilian cultured fish: A morphological and pathological assessment. Veterinary Parasitology (Print) , v. 191, p. 154-160, 2013.

  • Silva, B. C. da ; Jatobá, A. ; Vieira ; MOURINO, Jose Luis ; Bolivar, N. ; SEIFFERT, W. Q. ; SEIFFERT, W.Q. ; MARTINS, M. L. . Immunization of Hybrid Surubim (Pseudoplatystoma corruscans x P. fasciatum) Against Motile Aeromonas hydrophila Septicemia. Brazilian Archives of Biology and Technology (Impresso) , v. 56, p. 81-84, 2013.

  • MOREIRA, C. B. ; HASHIMOTO, G. ; ROMBENSO, A. N. ; CANDIOTTO, F. B. ; MARTINS, M. L. ; TSUZUKI, Mônica Yumi . Outbreak of mortality among cage-reared cobia (Rachycentron canadum) associated with parasitism.. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Impresso) , v. 22, p. 588-591, 2013.

  • Tavares-Dias ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Paratrichodina africana (Ciliophora: Trichodinidae) of wild and cultured Nile tilapia in the Northern Brazil.. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 22, p. 248-252, 2013.

  • MARCHIORI, NATALIA ; TANCREDO, KAREN ; ROUMBEDAKIS, KATINA ; GONÇALVES, EDUARDO L.T. ; PEREIRA, JOABER ; Martins, Maurício Laterça . New technique for collecting eggs from monogenean parasites. Experimental Parasitology , v. 134, p. 138-140, 2013.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ANJOS, E. C. S. ; RAMOS, F. M. ; MARTINS, M. L. . Seasonality of nematode larvae in Iguanodectes spilurus (Characidae) an ornamental fish from northeastern Para, Brazil. Acta Amazonica (Impresso) , v. 43, p. 511-516, 2013.

  • MANRIQUE, W. G. ; FIGUEIREDO, M. A. ; CLAUDIANO, G. S. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Extraction and recovery technique for myxozoan parasites from the Piaractus mesopotamicus kidney embedded in paraffin. Biotemas , v. 26, p. 263-266, 2013.

  • VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Jatobá, A. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VIEIRA, A. A. ; SOARES M. ; SILVA B.C. ; SEIFFERT, W.Q. ; MARTINS, M. L. ; VINATEA, L. A. . In vitro selection of bacteria with potential for use as probiotics in marine shrimp aquaculture.. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online) , v. 48, p. 998-1004, 2013.

  • VALLADÃO, G.M.R. ; Pádua, S.B. ; GALLANI, S.U. ; MENEZES-FILHO, R.N. ; Dias-Neto, J. ; Martins, M.L. ; Ishikawa, M.M. ; PILARSKI, F. . Paratrichodina africana (Ciliophora): A pathogenic gill parasite in farmed Nile tilapia. Veterinary Parasitology (Print) , v. 197, p. 705-710, 2013.

  • VENTURA A.S. ; JERÔNIMO, G.T. ; GONÇALVES, E.L.T. ; TAMPOROSKI, B. R. F. ; MARTINS, M. L. ; ISHIKAWA, M. M. . Fauna parasitária dos híbridos siluriformes cachapinta e jundiara nos primeiros estágios de desenvolvimento e jundiara nos primeiros estágios de desenvolvimento.. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online) , v. 48, p. 943-949, 2013.

  • JERÔNIMO, G.T. ; VENTURA A.S. ; PÁDUA, S.B. ; SATAKE F. ; ISHIKAWA, M. M. ; MARTINS, M. L. . Parasitofauna de cachara cultivado em tanque-rede no rio Uruguai.. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online) , v. 48, p. 1163-1166, 2013.

  • VARANDAS, DANIELA NOMURA ; Martins, Maurício Laterça ; MORAES, Flávio Ruas de ; RAMOS, FABRÍCIO MENEZES ; SANTOS, RUDÃ FERNANDES BRANDÃO ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Pesque-solte: pesca repetitiva, variáveis hematológicas e parasitismo no peixe híbrido tambacu. Pesquisa Agropecuária Brasileira (1977. Impressa) , v. 48, p. 1058-1063, 2013.

  • MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Jatobá, Adolfo ; SILVA B.C. ; Jesus G.F.A. ; Seiffert, Walter Q. ; MARTINS, M. L. . Effect of dietary supplementation of inulin and W. cibaria on haemato-immunological parameters of hybrid surubim (Pseudoplatystoma sp). AQUACULTURE NUTRITION , v. 18, p. 73-80, 2012.

  • MARTINS, M. L. ; MARCHIORI, N. ; ROUMBEDAKIS K ; LAMI F. . Trichodina nobilis Chen, 1963 and Trichodina reticulata Hirschmann et Partsch, 1955 from ornamental freshwater fishes in Brazil. Brazilian Journal of Biology (Online) , v. 72, p. 281-286, 2012.

  • SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Jatobá, Adolfo ; Seiffert, Walter Q. ; MARTINS, M. L. . Haemorrhagic septicaemia in the hybrid surubim (Pseudoplatystoma corruscans x Pseudoplatystoma fasciatum) caused by Aeromonas hydrophila.. Aquaculture Research (Print) , v. 43, p. 908-916, 2012.

  • Xu, De-Hai ; Shoemaker, Craig A. ; Martins, Maurício L. ; Pridgeon, Julia W. ; Klesius, Phillip H. . Enhanced susceptibility of channel catfish to the bacterium Edwardsiella ictaluri after parasitism by Ichthyophthirius multifiliis. Veterinary Microbiology (Amsterdam. Print) , v. 158, p. 216-219, 2012.

  • SANTOS, Rosemeire Souza ; MARCHIORI, N. ; SANTAREM, V.A. ; TAKAHASHI, Haroldo K ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Austrodiplostomum compactum (Lutz, 1928) (Digenea, Diplostomidae) in the eyes of fishes from Paraná river, Brazil. Acta Scientiarum. Biological Sciences (Online) , v. 34, p. 225-231, 2012.

  • MIRANDA L.H. ; MARCHIORI, N. ; ALFARO C.R. ; MARTINS, M. L. . First record of Trichodina heterodentata (Ciliophora: Trichodinidae) from Arapaima gigas cultivated in Peru.. Acta Amazonica (Impresso) , v. 42, p. 433-438, 2012.

  • DANESHVAR E. ; ARDESTANI M.Y. ; DORAFSHAN S. ; MARTINS, M. L. . Haematological parameters of Iranian cichlid Iranocichla hormuzensis Coad, 1988 (Perciformes) in Mehran River. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso) , v. 84, p. 943-949, 2012.

  • BELLO, M. A. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; SOARES V.E. ; Martins, ML. ; BRUM, C. D. ; MORAES, Flávio Ruas de . Vitamin C and endogenous cortisol in foreign‑body inflammatory response in pacus. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online) , v. 47, p. 1015-1021, 2012.

  • Shoemaker, Craig A. ; Martins, Maurício L. ; Xu, De-Hai ; Klesius, Phillip H. . Effect of Ichthyophthirius multifiliis parasitism on the survival, hematology and bacterial load in channel catfish previously exposed to Edwardsiella ictaluri. Parasitology Research (1987. Internet) , v. 111, p. 2223-2228, 2012.

  • AZEVEDO, R. K. ; ABDALLAH, V. D. ; SILVA R.J. ; AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; Martins, M.L. ; LUQUE J.L.F. . Expanded description of Lamproglena monodi(Copepoda: Lernaeidae), parasitizing native and introduced fishes in Brazil. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 21, p. 263-269, 2012.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARCHIORI, N. ; PÁDUA S.B. de ; DIAS NETO J. ; PILARSKY, Fabiana ; ISHIKAWA, M. M. ; Martins, M.L. . Trichodina colisae (Ciliophora: Trichodinidae): new parasite records for two freshwater fish species farmed in Brazil. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Online) , v. 21, p. 366-371, 2012.

  • PADUA, S. B. ; MARTINS, M. L. ; CARRASCHI, S. P. ; CRUZ, C. ; ISHIKAWA, M. M. ; Ishikawa, M.M. . Trichodina heterodentata (Ciliophora: Trichodinidae): a new parasite for Piaractus mesopotamicus (Pisces: Characidae). Zootaxa (Auckland. Print) , v. 3422, p. 62-68, 2012.

  • Fukushima, H ; Bailone, RL ; Weiss, LA ; Martins, ML ; Zaniboni-Filho, E . Triploidy in the hematology of jundia juveniles (Siluriformes: Heptapteridae). Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 72, p. 147-151, 2012.

  • DOTTA, Geovana ; MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; PILATI C. ; Jatoba AMB ; MORÁN R.E.B. . Acute inflammatory response in Nile tilapia fed probiotic Lactobacillus plantarum in the diet. Acta Scientiarum. Biological Sciences (Online) , v. 33, p. 239-246, 2011.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; CECHINEL, Marcelo Mazzuco ; GONÇALVES, E.L.T. ; MARTINS, M. L. . Seasonal variation on the ectoparasitic communities of Nile Tilapia cultured in three regions in Southern Brazil. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 71, p. 365-373, 2011.

  • ISHIKAWA, M. Y. ; PÁDUA S.B. de ; SATAKE F. ; MARTINS, M. L. ; TAVARESDIAS, M. . Morphological identification of anaplasmataceae-like in monocytes of hybrid surubim catfish (Pseudoplatystoma reticulatum x P. corruscans): case report. Revista Brasileira de Medicina Veterinária , v. 33, p. 225-228, 2011.

  • SILVA A.M.O. ; TAVARESDIAS, M. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. . Parasite diversity in Oxydoras niger (Osteichthyes: Doradidae) from the basin of Solimões River, State of Amazonas, Brazil, and the relationship between monogenoidean and condition factor. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 71, p. 791-796, 2011.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; LAFFITTE L.V. ; SPECK, G.M. ; MARTINS, M. L. . Seasonal influence on the hematological parameters in cultured Nile tilapia from southern Brazil. Brazilian Journal of Biology (Online) , v. 71, p. 719-725, 2011.

  • MARTINS, M. L. ; SHOEMAKER, C.A. ; XU, D-H ; KLESIUS, P.H. . Effect of parasitism on vaccine efficacy against Streptococcus iniae in Nile tilapia.. Aquaculture (Amsterdam) , v. 314, p. 18-23, 2011.

  • MELLO Jr C.C. ; DELSOL G.Y.L. ; MOTTE E. ; ESCOBAR V.A.C. ; REY P.F. ; MARTINS, M. L. ; ARANA, Luiz Alejandro Vinatea ; MELLO G.L. ; FARIAS A.P. ; ARGUELLO X.A.S. ; MARIDUEÑA J.E.M. . Selection of shrimp breeders free of white spot syndrome and infectious hypodermal and hematopoietic necrosis. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online) , v. 46, p. 531-537, 2011.

  • SANTOS, Rosemeire Souza ; ROUMBEDAKIS K ; MARENGONI, Nilton G ; TAKAHASHI, Haroldo K ; PIMENTA, F. D. A. ; MELO, Claudio Manoel Rodrigues de ; MARTINS, M. L. . Proteocephalid cestode infection in tucunaré Cichla sp. (Osteichthyes: Cichlidae) from Paraná River, São Paulo.. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , v. 63, p. 584-590, 2011.

  • Martins, M.L. ; Xu, D.H. ; SHOEMAKER, C.A. ; KLESIUS, P.H. . Temperature effects on immune response and hematological parameters of channel catfish Ictalurus punctatus vaccinated with live theronts of Ichthyophthirius multifiliis. Fish & Shellfish Immunology (Print) , v. 31, p. 774-780, 2011.

  • TAVARESDIAS, M. ; FERREIRA J.S. ; AFFONSO, Elizabeth Gusmão ; ONO, Eduardo Akifumi ; MARTINS, M. L. . Toxicity and effects of cooper sulfate on parasitic control and hematological response of tambaqui Colossoma macropomum.. Boletim do Instituto de Pesca (Online) , v. 37, p. 355-365, 2011.

  • TAVARESDIAS, M. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. . Haematology of Brazilian fish with parasitic infection. II. Characteristics of four species from fish farm situated in São Paulo State, Brazil.. Journal of Aquaculture in the Tropics , v. 26, p. 1-15, 2011.

  • Martins, M.L. ; Pereira, J. ; de Chambrier, A. ; Mouriño, J.L.P. . Infection levels of proteocephalidean cestodes in Cichla piquiti (Osteichthyes: Cichlidae) of the Volta Grande Reservoir, Minas Gerais, Brazil, relative to host body weight and gender. Journal of Helminthology , v. 85, p. 462-467, 2011.

  • Martins, ML. ; Mouriño, JLP. ; Fezer, GF. ; Buglione Neto, CC. ; GARCIA, P. ; Silva, BC. ; Jatobá, A. ; Vieira, FN. . Isolation and experimental infection with Vibrio alginolyticus in the sea horse, Hippocampus reidi Ginsburg, 1933 (Osteichthyes: Syngnathidae) in Brazil. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 70, p. 205-209, 2010.

  • Martins, ML ; Marchiori, N ; Nunes, G ; Rodrigues, MP . First record of Trichodina heterodentata (Ciliophora: Trichodinidae) from channel catfish, Ictalurus punctatus cultivated in Brazil. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 70, p. 637-644, 2010.

  • MARTINS, M. L. ; Azevedo, Tatiana M.P. ; GHIRALDELLI, Luciana ; BERNARDI, Neuza . Can the parasitic fauna on Nile tilapias be affected by different production systems?. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso) , v. 82, p. 493-500, 2010.

  • BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; Jatoba AMB ; MARTINS, M. L. . Experimental infection with different bacterial strains in larvae and juvenile Litopenaeus vannamei reared in Santa Catarina State, Brazil. Acta Scientiarum. Biological Sciences (Online) , v. 32, p. 291-296, 2010.

  • TAVARESDIAS, M. ; LEMOS, J.R.G. ; MARTINS, M. L. . Parasitic fauna of eight species of ornamental freshwater fish species from the middle Negro River in the Brazilian Amazon Region.. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (Impresso) , v. 19, p. 29-33, 2010.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARTINS, M. L. . First report of Enterogyrus cichlidarum Paperna 1963 (Monogenoidea: Ancyrocephalidae) on Nile tilapia cultured in Brazil.. Neotropical helminthology , v. 4, p. 75-80, 2010.

  • BAILONE, R.L. ; MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; NUNES G. ; SILVA B.C. . Hematology and agglutination titer after polyvalent immunization and subsequent challenge with Aeromonas hydrophila in Nile tilapia (Oreochromis niloticus). Archivos de Medicina Veterinaria (Impresa) , v. 42, p. 221-227, 2010.

  • ISHIKAWA, M. Y. ; PÁDUA S.B. de ; HISANO H. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. . Heparin and Na2EDTA as anticoagulants for hybrid surubim catfish (Pseudoplatystoma reticulatum x P. corruscans): efficacy and hematological changes. Ciência Rural (UFSM. Impresso) , v. 40, p. 1557-1561, 2010.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; CASTRO, Marcello Pardi de ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; VARELLA J.E.A. ; DINIZ D. . Effects of Chromium Supplementation on the Infrapopulations of Anacanthorus penilabiatus (Monogenoidea) and Piscinoodinium pillulare (Dinoflagellida) Parasites of Piaractus mesopotamicus (Characidae). Brazilian Archives of Biology and Technology (Impresso) , v. 53, p. 827-833, 2010.

  • Vieira, FN. ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MOURIÑO, José Luis ; Jatobá, A. ; MARTINS, M. L. ; SCHLEDER D.D. ; ANDREATTA, Edemar Roberto ; BARRACO, M. ; VINATEA L. . Effect of probiotic supplemented diet on marine shrimp survival after challenge with Vibrio harveyi. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia (Online) , v. 62, p. 631-638, 2010.

  • MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; Tavares-Dias ; FENERICK JR, Jaime ; ONAKA, Eduardo Makoto ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MORAES, Flávio Ruas de . Characterization of the acute inflammatory response in the hybrid tambacu (Piaractus mesopotamicus male x Colossoma macropomum female) (Osteichthyes). Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 69, p. 957-962, 2009.

  • MARTINS, M. L. ; PEREIRA JR, Joaber ; CHAMBRIER, Alain de ; YAMASHITA, Marcela Maia . Proteocephalid cestode infection in alien fish, Cichla piquiti (Osteichthyes: Cichlidae) from Volta Grande Reservoir, Minas Gerais, Brazil. Brazilian Journal of Biology , v. 69, p. 631-637, 2009.

  • MARTINS, M. L. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; DOTTA, Geovana ; SPECK, G.M. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto . Leukocyte response and phagocytic activity in Nile tilapia experimentally infected with Enterococcus sp. Fish Physiology and Biochemistry , v. 35, p. 219-222, 2009.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; BACHMANN, Fernanda ; GREINERT, Juliane Araujo ; SCHMITT JR AA ; GHIRALDELLI, Luciana . Haematological parameters of Pimelodus maculatus (Osteichthyes: Pimelodidae) from polluted and non-polluted sites in Itajaí-Açu River, Santa Catarina, Brazil. Acta Scientiarum. Biological Sciences (Online) , v. 31, p. 179-183, 2009.

  • Garcia, F. ; Fujimoto, R.Y. ; Martins, M.L. ; Moraes, F.R. . Protozoan parasites of Xiphophorus spp. (Poeciliidae) and their relation with water characteristics. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , v. 61, p. 156-162, 2009.

  • Garcia, F. ; Moraes, F.R. ; Martins, M.L. . Challenge of pacu (Piaractus mesopotamicus) fed diets supplemented with vitamins C and E by Aeromonas hydrophila under different temperature. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , v. 61, p. 39-46, 2009.

  • MARTINS, M. L. ; SANTOS, Rosemeire Souza ; MARENGONI, Newton G ; TAKAHASHI, Haroldo K ; ONAKA, Eduardo Makoto . Seasonality of Eustrongylides sp. (Nematoda: Dioctophymatidae) larvae in fishes from Paraná River, South-western Brazil. Boletim do Instituto de Pesca (Impresso) (Cessou em 1982) , v. 35, p. 29-37, 2009.

  • PINTO, E. ; GARCIA, A.M. ; FIGUEIREDO, H.C.P. ; RODRIGUES M.P. ; MARTINS, M. L. . Primeiro relato de Tripartiella sp. (Ciliophora: Peritrichida) em Pseudoplatystoma corruscans (Osteichthyes: Pimelodidae) cultivado no Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil, com descrição de nova espécie. Boletim do Instituto de Pesca (Impresso) (Cessou em 1982) , v. 35, p. 91-97, 2009.

  • Silva, Bruno C. ; Martins, Mauricio L. ; Jatobá, Adolfo ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; Vieira, Felipe N. ; Pereira, Gabriella V. ; Jerônimo, Gabriela T. ; Seiffert, Walter Q. ; Mouriño, José Luiz P. . Hematological and immunological responses of Nile tilapia after polyvalent vaccine administration by different routes. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 29, p. 874-880, 2009.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. . On the importance of monogenean helminthes in Brazilian cultured Nile tilapia. Neotropical helminthology , v. 3, p. 53-56, 2009.

  • MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MORAES, Flávio Ruas de ; GHIRALDELLI, Luciana ; ADAMANTE, Washington B . Suplementação com vitamina C e E influencia a resposta inflamatória aguda em Oreochromis niloticus. CIENCIA RURAL , v. 38, p. 213-218, 2008.

  • MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; AMARAL, Gabriela Virginia Do ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; DOTTA, Geovana ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto . Haematological changes in Nile tilapia experimentally infected with Enterococcus sp.. Brazilian Journal of Biology , v. 68, p. 631-637, 2008.

  • MARTINS, M. L. ; GHIRALDELLI, Luciana . Trichodina magna Van As and Basson, 1989 (Ciliophora: Peritrichia) from cultured Nile tilapia in the State of Santa Catarina, Brazil. Brazilian Journal of Biology , v. 68, p. 169-172, 2008.

  • MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VINATEA L. ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; RAMIREZ, Cristina ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; MARTINS, M. L. ; Derner RB ; AGUILAR MA ; BELTRAME, Elpídio . Characterization and experimental infection of Flexibacter maritimus (Wakabayashi et al., 1986) in hatcheries of post-larvae of Litopenaeus vannamei Boone, 1931. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 68, p. 173-177, 2008.

  • VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Jatoba AMB ; RAMIREZ, Cristina ; MARTINS, M. L. ; BARRACO, M. ; VINATEA L. . Time-related action of Lactobacillus plantarum in the bacterial microbiota of shrimp digestive tract and its action as immunostimulant. Pesquisa Agropecuária Brasileira , v. 43, p. 763-769, 2008.

  • MOURIÑO, José Luis Pedreira ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; RAMIREZ, Cristina ; SEIFFERT W ; MARTINS, M. L. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; SCHVEITZER, R. . Uso do hidróxido de cálcio no controle de vibrionáceas em viveiros de cultivo do camarão Litopenaeus vannamei em Santa Catarina. Boletim do Instituto de Pesca , v. 34, p. 161-164, 2008.

  • Jatoba AMB ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; DOTTA, Geovana ; MARTINS, M. L. . Utilização de bactérias ácido-láticas isoladas do trato intestinal de tilápia do Nilo como probiótico. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online) , v. 43, p. 1201-1207, 2008.

  • Tavares-Dias ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. . Hematological assessment in four Brazilian teleost fish with parasitic infections, collected in feefishing from Franca, São Paulo, Brazil. Boletim do Instituto de Pesca , v. 34, p. 189-196, 2008.

  • DINIZ D. ; VARELLA J.E.A. ; GUIMARÃES M.D.F. ; SANTOS A.F.L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MONFORT K.C.F. ; PIRES M.A.B. ; MARTINS, M. L. ; EIRAS J.C. . A note on the occurrence pf praniza larvae of Gnathiidae (Crustacea, Isopoda), on Fishes from Northeast of Pará, Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências , v. 80, p. 657-664, 2008.

  • BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MARTINS, M. L. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BELTRAME, Elpídio ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Evaluation of bacterin and Lactobacillus plantarum front a experimental infection of Vibrio harveyi in pos-larvae of Penaeus vannamei.. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science (Impresso) , v. 45, p. 40-45, 2008.

  • MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Aeromonas caviae durante surto de mortalidade em tilápia do Nilo e suplementação com vitamina C na dieta. BOLETIM DO INSTITUTO DE PESCA , v. 34, p. 585-590, 2008.

  • MARTINS, M. L. ; GHIRALDELLI, Luciana ; GARCIA, Fabiana ; ONAKA, Eduardo Makoto ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Experimental infection in Notodiaptomus sp. (Crustacea: Calanoida) with larvae of Camallanus sp. (Nematoda: Camallanidae). Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , v. 59, p. 382-386, 2007.

  • BACHMANN, Fernanda ; GREINERT, Juliane Araujo ; BERTELLI, Pedro Wilson ; SILVA FILHO, Hercílio Higino da ; LARA, Natália Oliveira Totti de ; GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. . Parasitofauna de Pimelodus maculatus (Osteichthyes: Pimelodidae) do io Itajaí-Açú em Blumenau, SC, Brasil. Acta Scientiarum. Biological Sciences (Impresso) , v. 29, p. 109-114, 2007.

  • GARCIA, Fabiana ; PILARSKY, Fabiana ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. . Hematology of Piaractus mesopotamicus fed diets supplemented with vitamins C and E, challenged by Aeromonas hydrophila. Aquaculture (Amsterdam) , v. 271, p. 39-46, 2007.

  • VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; BELTRAME, Elpídio ; MARTINS, M. L. ; RAMIREZ, Cristina ; ARANA, Luiz Alejandro Vinatea . Lactic-acid bacteria increase the survival of marine shrimp, Litopenaeus vannamei, after infection with Vibrio harveyi. Brazilian Journal of Oceanography , v. 55, p. 251-255, 2007.

  • MARTINS, M. L. ; GARCIA, Fabiana ; PIAZZA, Rômi Sharon ; GHIRALDELLI, Luciana . Camallanus maculatus n. sp. (Nematoda: Camallanidae) in an ornamental fish Xiphophorus maculatus (Osteichthyes: Poeciliidae). Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , v. 59, p. 1224-1230, 2007.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto . Henneguya garavelli n. sp. and myxobolus peculiaris n. sp. (Myxozoa: Myxobolidae) in the gills of Cyphocharax nagelli (Osteichthyes: Curimatidae) from Rio do Peixe Reservoir, São José do Rio Pardo, São Paulo, Brazil.. Veterinary Parasitology , Amsterdan, v. 137, n.3-4, p. 253-261, 2006.

  • AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; MARTINS, M. L. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; FRANCISCO, Claire Juliana . Hematologia de Oreochromis niloticus: comparação entre peixes mantidos em piscicultura consorciada com suínos e pesque-pague no vale do rio Tijucas, Santa Catarina, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 32, n.1, p. 41-49, 2006.

  • MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; BATISTA, Cleide Rosana Vieira ; PEREIRA, Murilo Anderson . Isolamento de Aeromonas hydrophila em girinos de rã-touro na metamorfose. Pesquisa Agropecuária Brasileira , Brasília, aceito abril, v. 41, p. X-XX, 2006.

  • AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; MARTINS, M. L. ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; MORAES, Flávio Ruas de . Haematological and gill responses in parasitized tilapia from Valley of Tijucas River, SC, Brazil. Scientia Agrícola (USP. Impresso) , Piracicaba, aceito em março, v. 63, n.2, p. 115-120, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas . Ectoparasites influence on the haematological parameters of Nile tilapia and carp cultured in the State of Santa Catarina, South Brazil. Journal of Fisheries and Aquatic Science , New York, aceito em abril, v. 1, p. 270-276, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros . Ectoparasites communities from Oreochromis niloticus cultivated in the State of Santa Catarina, Brazil. Journal of Fisheries and Aquatic Science , New York, aceito em março, v. 1, p. 181-190, 2006.

  • PIAZZA, Rômi Sharon ; MARTINS, M. L. ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia . Parasitic diseases of freshwater ornamental fishes commercialized in Florianópolis, Santa Catarina, Brazil. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 32, n.1, p. 51-57, 2006.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ONAKA, Eduardo Makoto ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de . Carrrageenin induced inflammation in Piaractus mesopotamicus (Osteichthyes: Characidae) cultivated in Brazil. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 32, n.1, p. 31-39, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. ; ADAMANTE, Washington de Barros ; YAMASHITA, Marcela Maia . First record of Trichodina compacta Van As and Basson, 1989 (Protozoa: Ciliophora) from cultured Nile tilapia in the State of Santa Catarina, Brazil. International Journal of Zoological Research , New York, aceito em Maio, v. 2, p. 369-375, 2006.

  • FENERICK JR, Jaime ; STÉFANI, Marta Verardino de ; MARTINS, M. L. . Parâmetros hematológicos de rã-touro, Rana catesbeiana, alimentada com diferentes rações comerciais. Boletim do Instituto de Pesca , v. 32, p. 173-181, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; STREIT, Aparício A.r. ; BERESTINAS, Alexander C ; LOUREIRO, Claudio ; FRANCISCO, Claire Juliana . Infecção com trofozoítos de Ichyhyophthirius multifiliis (Ciliophora) em Poecilia vivipara (Poecilidae) como hospedeiro experimental. Ciência Animal Brasileira (UFG) , v. 8, p. X-XX, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas . Hematologia de Oreochromis niloticus (Cichlidae) e Cyprinus carpio (Cyprinidae) mantidos em pisciculturas no Estado de Santa Catarina, Brasil. Acta Scientiarum. Biological Sciences , v. 28, p. 319-325, 2006.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; FENERICK JR, Jaime . Larval Contracaecum sp. (Nematoda: Anisakidae) in Hoplias malabaricus and Hoplerythrinus unitaeniatus (Osteichthyes: Erythrinidae) of economic importance in occidental marshland of Maranhão, Brazil. Veterinary Parasitology , Amsterdan, v. 127, p. 51-59, 2005.

  • SANTOS, Rosemeire Souza ; MARTINS, M. L. ; MARENGONI, Newton G ; FRANCISCO, Claire Juliana ; PIAZZA, Rômi Sharon ; TAKAHASHI, Haroldo K ; ONAKA, Eduardo Makoto . Neoechinorhynchus curemai (Acantocephala: Neoechinorhynchidae) in Prochilodus lineatus (Osteichthyes: Prochilodontidae) from the Paraná River, Brazil. Veterinary Parasitology , Amsterdan, v. 134, n.1-2, p. 111-115, 2005.

  • CRUZ, Claudinei da ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; LUZ, Ronald Kennedy ; PORTELLA, Maria Célia ; MARTINS, M. L. . Toxicidade aguda e histopatologia do fígado de larvas de trairão (Hoplias lacerdae) expostas a solução aquosa de formaldeído a 10%. Pesticidas (UFPR) , Curitiba, v. 15, p. 21-28, 2005.

  • MOURIÑO, José Luis Pedreira ; STÉFANI, Marta Verardino de ; URBANO, Tiago ; MARTINS, M. L. ; FENERICK JR, Jaime ; SCHOCKEN, Rubem Pablo Iturrino . Isolamento e caracterização de possível agente causador de mortalidade em imagos de Rana catesbeiana. ARS Veterinária , Jaboticabal, v. 21, p. 160-163, 2005.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; FENERICK JR, Jaime . Henneguya sp. (Myxozoa: Myxobolidae) in Pimelodus maculatus Lacépède, 1803 (Siluridae) from Volta Grande Reservoir, Minas Gerais, Brazil.. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 30, n.1, p. 1-7, 2004.

  • MARTINS, M. L. ; TAVARESDIAS, M. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ONAKA, Eduardo Makoto ; NOMURA, Daniela Takahashi . Haematological alterations in a natural nematode infection on Brazilian cultivated Leporinus macrocephalus (Osteichthyes: Anostomidae).. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , Belo Horizonte, v. 56, n.5, p. 640-646, 2004.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto . Larvae of Porrocaecum sp. (Nematoda: Ascarididae) in the swim bladder of cultured Piaractus mesopotamicus (Osteichthyes: Characidae) in Brazil. Boletim do Instituto de Pesca , v. 30, n.1, p. 57-61, 2004.

  • MARTINS, M. L. ; PILARSKY, Fabiana ; ONAKA, Eduardo Makoto ; NOMURA, Daniela Takahashi ; FENERICK JR, Jaime ; RIBEIRO, Karina ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; CASTRO, Marcello Pardi de ; MALHEIROS, Euclides Braga . Hematologia e resposta inflamatória aguda em Oreochromis niloticus (Osteichthyes: Cichlidae) submetida aos estímulos único e consecutivo de captura.. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 30, n.1, p. 71-80, 2004.

  • MARTINS, M. L. ; NOMURA, Daniela Takahashi ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; PILARSKY, Fabiana ; RIBEIRO, Karina ; CASTRO, Marcello Pardi de ; CAMPOS, Cristiane Fátima Meldau de . Physiological and haematological response of Oreochromis niloticus (Osteichthyes: Cichlidae) exposed to single and consecutive stress of capture.. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, PR, v. 26, n.4, p. 449-456, 2004.

  • BELMONTJÉGU, Elizabeth ; DOMINGUES, Marcus Vinicius ; MARTINS, M. L. . Notozothecium janauachensis n.sp. (Monogenoidea: Dactylogyridae) from wild and cultured tambaqui, Colossoma macropomum (Teleostei: Characidae: Serrasalminae) in Brazil. Zootaxa (Online) , v. 736, p. 1-8, 2004.

  • MARTINS, M. L. ; YOSHITOSHI, E. R. . A new nematode species Goezia leporini n.sp. from cultured freshwater fish Leporinus macrocephalus (Anostomidae) in Brazil. Revista Brasileira de Biologia , São Carlos, v. 63, n.3, p. 497-506, 2003.

  • MARTINS, M. L. ; SANTOS, Rosemeire Souza ; MARENGONI, Newton G ; TAKAHASHI, Haroldo K ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Infection and susceptibility of three fish species from the Paraná River, Presidente Epitácio, State of São Paulo, Brazil to Contracaecum sp. larvae (Nematoda: Anisakidae).. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, v. 25, n.1, p. 73-78, 2003.

  • MARTINS, M. L. ; FENERICK JR, Jaime ; NOMURA, Daniela Takahashi ; BRAGA, F. M. S. . Prevalence, intensity and seasonality of Ichthyouris voltagrandensis (Nematoda: Pharyngodonidae) in Myles tiete (Osteichthyes: Characidae) from Volta Grande Reservoir, Minas Gerais, Brazil.. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 29, n.1, p. 39-46, 2003.

  • PETRIC, M. C. ; MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MORAES, Flávio Ruas de ; MALHEIROS, Euclides Braga . Suplementação alimentar com vitamina C potencializa a formação de macrófagos policariontes em Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae). Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 29, n.1, p. 69-76, 2003.

  • MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; FREITAS, J. B. ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. . A suplementação alimentar com vitamina C acelera a evolução do processo cicatricial em Piaractus mesopotamicus(Holmberg, 1887). Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 29, n.1, p. 57-67, 2003.

  • ONAKA, Eduardo Makoto ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Eficácia do albendazol e praziquantel no controle de Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Dactylogyridae) parasito do pacu, Piaractus mesopotamicus (Osteichthyes: Characidae). I. Banhos terapêuticos.. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 29, n.2, p. 101-107, 2003.

  • GARCIA, Fabiana ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Parasitismo de Xiphophorus spp. por Urocleidoides sp. e sua relação com os parâmetros hídricos.. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 29, n.2, p. 123-131, 2003.

  • TAVARESDIAS, M. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. ; SANTANA, A. E. . Haematological changes in Oreochromis niloticus Linnaeus, 1758 (Osteichthyes: Cichlidae) with gill ichthyophtiriasis and saprolegniosis.. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 28, n.1, p. 1-9, 2002.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; BRUM, C. D. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; FENERICK JR, Jaime ; BOZZO, Fabiana Rizzi . Alternative treatment for Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Dactylogyridae) infection in cultivated pacu, Piaractus mesopotamicus (Osteichthyes: Characidae) in Brazil and their haematological effects. Parasite (Paris) , Paris, França, v. 9, n.1, p. 175-180, 2002.

  • SANTOS, Rosemeire Souza ; PIMENTA, F. D. A. ; MARTINS, M. L. ; TAKAHASHI, Haroldo K ; MARANGONI, N. G. . Metacercárias de Diplostomum (Austrodiplostomum) compactum Lutz, 1928 (Digenea: Diplostomidae) em peixes do rio Paraná, Brasil. Prevalência, sazonalidade e intensidade de infecção. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, Paraná, Brasil, v. 24, n.2, p. 475-480, 2002.

  • MARTINS, M. L. ; PAIVA, A. M. F. C. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; SCHALCH, S. H. C. ; COLOMBANO, N. C. . Prevalência, sazonalidade e intensidade de infecção por Diplostomum (Austrodiplostomum) compactumLutz, 1928 (Digenea: Diplostomidae) em peixes do Reservatório de Volta Grande, Estado de Minas Gerais, Brasil.. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, Paraná, Brasil, v. 24, n.2, p. 469-474, 2002.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, Flávio Ruas de ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; PAIVA, A. M. F. C. ; GONÇALVES, A. . Recent studies on parasitic infections of freshwater fish in the State of São Paulo, Brazil. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, Paraná, Brasil, v. 24, n.4, p. 981-985, 2002.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; SCHALCH, S. H. C. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; QUINTANA, C. I. F. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MORAES, Flávio Ruas de . Alterações hematológicas e histopatológicas em pácus Piaractus mesopotamicusHolmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae) tratados com sulfato de cobre.. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, v. 24, n.2, p. 547-554, 2002.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; NOMURA, Daniela Takahashi ; FENERICK JR, Jaime . Respostas do híbrido tambacu (Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 macho x Colossoma macropomum Cuvier, 1818 fêmea) a estímulos simples ou consecutivo de captura.. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo, v. 28, n.2, p. 195-204, 2002.

  • NOMURA, Daniela Takahashi ; MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MORAES, Flávio Ruas de . Avaliação da intensidade parasitária por monogenéticos e da resposta fisiológica em tambacus submetidos ao estresse de captura e densidade.. Scientia Agricola , Piracicaba, 2002.

  • GARCIA, Fabiana ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Estudo da ocorrência de protozoários em Xiphophorus sp. de uma piscicultura de peixes ornamentais do município de Araraquara, São Paulo, Brasil.. Scientia Agricola , Piracicaba, 2002.

  • GARCIA, Fabiana ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Estudo da ocorrência de monogenóides em Xiphophorus sp. de uma piscicultura de peixes ornamentais do município de Araraquara, São, Brasil.. Scientia Agricola , Piracicaba, 2002.

  • CARNEIRO, P. C. F. ; URBINATI, Elisabeth Criscuolo ; MARTINS, M. L. . Transport with different benzocaine concentrations and its consequences on hematological parameters and gill parasite population of matrinxã Brycon cephalus (Günther, 1869) (Osteichthyes: Characidae).. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, v. 24, n.2, p. 555-560, 2002.

  • CARNEIRO, P. C. F. ; MARTINS, M. L. ; URBINATI, Elisabeth Criscuolo . Effect of sodium chloride on physiological responses and the gill parasite, Piscinoodinium sp., in matrinxã, Brycon cephalus (Teleostei: Characidae) subjected to transport stress. Journal of Aquaculture in the Tropics , India, v. 17, n.4, p. 337-348, 2002.

  • MARTINS, M. L. ; YOSHITOSHI, E. R. ; UMEKITA, H. . Ichthyouris voltagrandensis n.sp. (Nematoda: Pharyngodonidae) from Myleus tiete Eigenmann & Norris, 1900 (Osteichthyes: Characidae) in the Volta Grande Reservoir, MG, Brazil.. Revista Brasileira de Biologia , São Carlos, SP, v. 61, n.2, p. 305-310, 2001.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; ANDRADE, P. M. ; SCHALCH, S. H. C. ; MORAES, Flávio Ruas de . Piscinoodinium pillulare (Shaperclaus, 1954) Lom, 1981 (Dinoflagellida) infection in cultivated freshwater fish from Northeast region of São Paulo State, Brazil.. Revista Brasileira de Biologia , Brasil, v. 61, n.4, p. 639-644, 2001.

  • SOUZA, V. N. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; KRONKA, S. N. . Metodologia de infecção experimental e grau de susceptibilidade do híbrido tambacu e Leporinus macrocephalus Garavello & Britski (Osteichthyes: Anostomidae) a quatro inóculos de trofozoítos de Ichthyophthirius multifiliis Fouquet (Protozoa: Ciliophora). Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, Brasil, v. 18, n.3, p. 803-811, 2001.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ONAKA, Eduardo Makoto ; QUINTANA, C. I. F. . Prevalence and histopathology of Neoechinorhynchus curemai Noronha, 1973 (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae) in Prochilodus lineatus Valenciennes, 1836 from Volta Grande Reservoir, MG, Brazil. Brazilian Journal of Biology , São Carlos, SP, Brasil, v. 61, n.3, p. 517-522, 2001.

  • STÉFANI, Marta Verardino de ; MARCANTONIO, A. S. ; MARTINS, M. L. . Suplementação com vitamina C e E sobre o desenvolvimento e sobrevivência de girinos de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802). Ciência Rural , Santa Maria, RS, Brasil, v. 31, n.5, p. 869-871, 2001.

  • TAVARESDIAS, M. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. ; KRONKA, S. N. . Fauna parasitária de peixes oriundos de pesque-pagues do município de Franca, São Paulo, Brasil. II. Metazoários. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, Brasil, v. 18, n.Supl.1, p. 81-95, 2001.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Fauna parasitária de peixes oriundos de pesque-pagues do município de Franca, São Paulo, Brasil. I. Protozoários. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, Brasil, v. 18, n.Supl. 1, p. 67-79, 2001.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Mebendazole treatment against Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Dactylogygidae) gill parasite of cultivated Piaractus mesopotamicus (Osteichthyes: Characidae) in Brazil.. Acta Parasitologica Polonica , Warsawa, v. 46, n.4, p. 332-336, 2001.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; TAVARESDIAS, M. ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; MALHEIROS, Euclides Braga . Características hematológicas do híbrido tambacu, seis e 24 horas após injeção de substâncias irritantes na bexiga natatória.. Revista de Ictiología , Argentina, v. 9, n.1-2, p. 25-31, 2001.

  • TAVARESDIAS, M. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. ; KRONKA, S. N. . Fauna parasitária de peixes oriundos de pesque-pagues do município de Franca, São Paulo, Brasil. II. Metazoários. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, v. 18, n.Supl. 1, p. 81-95, 2001.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ANDRADE, P. M. ; TAVARESDIAS, M. . Recent studies on Neoechinorhynchus curemai Noronha, 1973 (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae) in Prochilodus lineatus Valenciennes, 1863 from Volta Grande Reservoir, MG, Brazil.. Revista Brasileira de Biologia , São Carlos, SP, v. 60, n.4, p. 673-682, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MORAES, Flávio Ruas de ; ANDRADE, P. M. ; NASCIMENTO, Adjair Antonio Do ; MALHEIROS, Euclides Braga . Description and prevalence of Thynnascaris sp larvae Dollfus, 1933 (Nematoda: Anisakidae) in Plagioscion squamosissimus Heckel, 1840 from Volta Grande Reservoir, State of Minas Gerais, Brazil.. Revista Brasileira de Biologia , São Carlos, SP, v. 60, n.3, p. 519-526, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; SCHALCH, S. H. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Características hematológicas de Oreochromis niloticus (Osteichthyes Cichlidae) cultivadas intensivamente em pesque pague de Franca, São Paulo, Brasil. ARS Veterinária , Jaboticabal, SP, v. 16, n.2, p. 76-82, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MALHEIROS, E. B. . Falha na resposta do cortisol ao estresse por captura e por carragenina em Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae). Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, PR, v. 22, n.2, p. 545-552, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; KRONKA, S. N. . Relação hepatossomática e esplenossomática em peixes teleósteos de cultivo intensivo. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, Brasil, v. 17, n.1, p. 273-281, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; SCHALCH, S. H. C. ; MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, Flávio Ruas de . Haematological characteristics of Brazilian Teleosts. III. Parameters of the hybrid tambacu (Piaractus mesopotamicus Holmberg x Colossoma macropomum Cuvier) (Osteichthyes: Characidae). Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, Brasil, v. 17, n.4, p. 899-906, 2000.

  • SOUZA, M. L. R. ; MARTINS, M. L. ; SANTOS, J. M. . Microscopia eletrônica de varredura de parasitos branquiais de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 cultivados no Estado de São Paulo. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, Paraná, Brasil, v. 22, n.2, p. 527-531, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MORAES, Flávio Ruas de . Prevalence and seasonality of Diplectanum piscinarius Kritsky and Thatcher, 1984 (Monogenoidea) in the gills of Plagioscion squamosissimus Heckel, 1840 (Sciaenidae) from Volta Grande Reservoir, MG, Brazil. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária , São Paulo, Brasil, v. 9, n.2, p. 105-107, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; SCHALCH, S. H. C. ; ONAKA, Eduardo Makoto . Parasitic infections in cultivated freshwater fishes. A survey of diagnosticated cases from 1993 to 1998. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária , São Paulo, Brasil, v. 9, n.1, p. 23-28, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. . Características hematológicas de teleósteos brasileiros. V. Variáveis do piauçu Leporinus macrocephalus Garavello & Britski, 1988 (Anostomidae).. Naturalia (São José do Rio Preto) , Rio Claro, v. 25, p. 39-52, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; KRONKA, S. N. . Fator de condição e relação hepato e esplenossomática em teleósteos de água doce naturalmente infectados.. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, v. 22, n.2, p. 533-537, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; KRONKA, S. N. . Evaluation of the haematological parameters in Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae) with Argulus sp (Crustacea: Branchiura) infestation and treatment with organophosphate.. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, v. 16, n.2, p. 553-555, 1999.

  • TAVARESDIAS, M. ; SCHALCH, S. H. C. ; MARTINS, M. L. ; SILVA, É. D. E. ; MORAES, Flávio Ruas de ; PERECIN, D. . Hematologia de teleósteos com infecção parasitária. I. Variáveis do Leporinus macrocephalus Garavelo & Britski, 1988 (Anostomidae) e Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Characidae).. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, PR, v. 21, n.2, p. 337-342, 1999.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA, V. N. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MORAES, Flávio Ruas de ; COSTA, A. J. . Comparative evaluation of the susceptibility of cultivated fishes to the natural infection with myxosporean parasites and tissue changes in the host.. Revista Brasileira de Biologia , São Carlos, SP, v. 59, n.2, p. 263-269, 1999.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA, V. N. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MORAES, Flávio Ruas de . Gill infection of Leporinus macrocephalus Garavelo & Britski, 1988 (Osteichthyes: Anosatomidae) by Henneguya leporinicola n.sp. (Myxozoa: Myxobolidae). Description, Histopathology and treatment.. Revista Brasileira de Biologia , São Carlos, SP, v. 59, n.3, p. 527-534, 1999.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; NASCIMENTO, Adjair Antonio Do ; MORAES, Flávio Ruas de . Ocorrência de Diplostomum sp. Nordmann, 1832 (Digenea: Diplostomatidae) em Plagioscion squamosissimus Heckel, 1840 proveniente do reservatório de Volta Grande, MG. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, PR, v. 21, n.2, p. 263-266, 1999.

  • MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MARTINS, M. L. ; HATAKA, A. ; SOUZA, V. N. ; MORAES, Flávio Ruas de . Anatomopathological diagnosis of mycobacteriosis in bullfrogs, Rana catesbeiana Shaw, 1802 from Brazilian commercial frogfarms.. ARS Veterinária , Jaboticabal, SP, v. 15, n.2, p. 110-114, 1999.

  • MARTINS, M. L. . Evaluation of the addition of ascorbic acid to the ration of cultivated Piaractus mesopotamicus (Characidae) on the infrapopulation of Anacanthorus penilabiatus (Monogenea).. Brazilian Journal of Medical and Biological Research , Ribeirão Preto, SP, v. 31, p. 655-658, 1998.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA, V. N. ; MORAES, Flávio Ruas de . Infecção por Myxobolus colossomatis (Myxozoa: Myxobolidae) em alevinos de tambacus oriundos de piscicultura comercial do Estado de São Paulo. Lambaris como possível fonte de infeção.. ARS Veterinária , Jaboticabal, SP, v. 14, n.3, p. 324-330, 1998.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA, V. N. . Henneguya piaractus n.sp. (Myxozoa: Myxobolidae) a gill parasite of Piaractus mesopotamicus Holmberg 1887 (Osteichthyes: Characidae) in Brazil.. Revista Brasileira de Biologia , Rio de Janeiro, v. 57, n.2, p. 239-245, 1997.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA, V. N. ; MORAES, Flávio Ruas de ; COSTA, A. J. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de . Pathology and behavioral effects associated with Henneguya sp. (Myxozoa: Myxobolidae) infections of captive pacu Piaractus mesopotamicus in Brazil.. Journal of the World Aquaculture Society , Estados Unidos, v. 28, n.3, p. 297-300, 1997.

  • SOUZA, M. L. R. ; MARTINS, M. L. ; SANTOS, J. M. . Ultrastructure of Henneguya spp observed in the branchiae of Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887.. Acta Microscópica , v. 6, n.B, p. 634-635, 1997.

  • SOUZA, M. L. R. ; MARTINS, M. L. ; SANTOS, J. M. . Scanning Electronic Microscopy of Trichodina spp in branchiae of the pacu Piaractus mesopotamicus.. Acta Microscópica , v. 6, n.B, p. 516-517, 1997.

  • MARTINS, M. L. ; ROMERO, N. G. . Efectos del parasitismo sobre el tejido branquial en peces cultivados: estudio parasitologico e histopatologico.. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, v. 13, n.2, p. 489-500, 1996.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. . A redescription of Gyrinicola chabaudi Araujo e Artigas, 1982 (Nematoda: Pharyngodonidae) a gastrintestinal parasite of tadpoles.. Revista Brasileira de Biologia , Rio de Janeiro, v. 56, n.1, p. 19-25, 1996.

  • MARTINS, M. L. . Effect of ascorbic acid deficiency on the growth, gill filament lesions and behaviour of pacu fry (Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887).. Brazilian Journal of Medical and Biological Research , Ribeirão Preto, SP, v. 28, p. 563-568, 1995.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA JR, F. L. . Controle de crustáceos parasitos de girinos de Rana catesbeiana Shaw, 1802.. Veterinária e Zootecnia , Botucatu, SP, v. 7, p. 135-140, 1995.

  • MARTINS, M. L. ; CASTAGNOLLI, Newton ; ZUIM, S. M. F. ; URBINATI, Elisabeth Criscuolo . Influência de diferentes níveis de vitamina C na ração sobre parâmetros hematológicos de alevinos de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthye: Characidae).. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, v. 12, n.3, p. 609-618, 1995.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA JR, F. L. . Infestação experimental em girinos de Rana catesbeiana Shaw, 1802 por copepoditos de Lernaea cyprinacea Linnaeus, 1758 (Copepoda: Lernaeidae).. Revista Brasileira de Zoologia , Curitiba, PR, v. 12, n.3, p. 619-625, 1995.

  • BOEGER, W. A. ; HUSAK, W. S. ; MARTINS, M. L. . Neotropical Monogenoidea. XX. Anacanthorus penilabiatus n.sp. (Dactylogyridae: Ancyrocephalinae) from Piaractus mesopotamicus (Osteichthyes: Characidae) cultivated in the State of São Paulo, Brazil.. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz , Rio de Janeiro, v. 90, n.6, p. 699-701, 1995.

  • MARTINS, M. L. ; MACHADO, J. O. . Inoculação experimental de suspensão bacteriana e fúngica em alevinos de carpa (Cyprinus carpio L. 1758).. ARS Veterinária , Jaboticabal, SP, v. 10, n.1, p. 65-69, 1994.

  • SOUZA JR, F. L. ; ARTIGAS, P. T. ; MARTINS, M. L. . Longibucca catesbeianae n.sp. (Nematoda: Cylindrocorporidae), gastrintestinal parasite of the bullfrog Rana catesbeiana Shaw, 1802 in Brazil. Research And Reviews In Parasitology, Espanha, v. 53, n.3/4, p. 97-102, 1993.

  • MARTINS, M. L. ; URBINATI, Elisabeth Criscuolo . Rondonia rondoni Travassos, 1919 (Nematoda: Atractidae) parasite of Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae) in Brazil.. ARS Veterinária , Jaboticabal, SP, v. 9, n.1, p. 75-81, 1993.

  • SOUZA JR, F. L. ; SOUZA, Clóvis Wesley Oliveira de ; MARTINS, M. L. . Gyrinicola chabaudi Araujo e Artigas, 1982 (Nematoda: Pharyngodonidae). Description of male specimens collected from tadpoles. Revista Brasileira de Biologia , Rio de Janeiro, v. 51, n.3, p. 585-588, 1990.

  • SOUZA JR, F. L. ; SOUZA, Clóvis Wesley Oliveira de ; HIPÓLITO, M. ; BALDASSI, L. ; MARTINS, M. L. . Cases of buccal myiasis in the bullfrog (Rana catesbeiana) wqith larvae of Notochaeta sp (Diptera: Sarcophagidae) in São Paulo, Brazil.. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz , Rio de Janeiro, v. 84, p. 517-518, 1989.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; TANCREDO, K.R. ; CARDOSO, L. ; FURTADO, W. E. ; SOUSA, N. C. ; SANTOS, M. A. ; JERÔNIMO, G.T. . Manual de enfermidades parasitárias de peixes ornamentais de água doce.. 1. ed. Florianópolis: Editora UFSC, Sagrada Família Gráfica, 2018. v. 1. 24p .

  • MARTINS, M L ; CARDOSO, L. ; FURTADO, W. E. ; TANCREDO, K.R. ; LEHMANN, N. B. ; FIGUEIREDO A.B. ; STECKERT, L. D. ; ADDAM, K. ; PADUA, S. B. ; FERREIRA, T. H. . Histopathology guide for freshwater fish.. 1. ed. Florianópolis: Editora UFSC, Sagrada Família Gráfica, 2018. v. 1. 62p .

  • MARTINS, M. L. ; MARCHIORI, N. C. ; MOURINO, J. L. P. ; SILVA, E. ; DOTTA, Geovana . Sanidade na ranicultura. 1. ed. Florianópolis: EDUFSC, 2016. v. 1. 109p .

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; Tavares-Dias ; MARTINS, M. L. ; ISHIKAWA, M. Y. . Coleta de parasitos em peixes de piscicultura. Brasilia, DF: EMBRAPA Amapá, 2012. v. 1. 36p .

  • JERÔNIMO, G.T. ; TAVARES-DIAS, MARCOS ; MARTINS, M. L. ; ISHIKAWA, M. M. . Coleta de parasitos em peixes de cultivo. 1. ed. Brasilia: Embrapa Agropecuária Oeste, 2012. v. 1. 33p .

  • MARTINS, M. L. . Doenças Infecciosas e Parasitárias de Peixes. Com chave para Identificação de Patógenos. 2. ed. Jaboticabal: FUNEP, 1998. v. 1. 66p .

  • CHAGAS, Edsandra Campos ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MACIEL, PATRICIA OLIVEIRA ; MARTINS, M. L. ; MOURINO, J. L. P. . Cap. 3 - Endoparasitários na aquicultura.. In: BALDISSEROTTO, B.; GOMES, L.C.; HEINZMANN, B.M.; CUNHA, M.A.. (Org.). Farmacologia aplicada à aquicultura.. 1ed.Santa Maria: Editora UFSM, 2017, v. 1, p. 85-125.

  • MARTINS, M. L. ; MOURINO, J. L. P. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; SILVA, BRUNO CORRÊA DA ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; PÁDUA, SANTIAGO BENITES DE . Cap. 4 - Ectoparasitários na aquicultura.. In: Baldisserotto, B.; Gomes, L.C.; Heinzmann, B.M.; Cunha, M.A.. (Org.). Farmacologia aplicada à aquicultura.. 1ed.Santa Maria: Editora UFSM, 2017, v. 1, p. 127-181.

  • KENT, M. L. ; MARTINS, M. L. . Cap. 5 - Antiparasitários contra microsporídeos e mixosporídeos em peixes... In: Baldisserotto, B.; Gomes, L.C.; Heinzmann, B.M.; Cunha, M.A.. (Org.). Farmacologia aplicada à aquicultura.. 1ed.Santa Maria: Editora UFSM, 2017, v. 1, p. 183-212.

  • MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. ; SILVA B.C. ; PEREIRA G.V. ; TANCREDO, K.R. . Cap. 9 - Vacinas para peixes.. In: Baldisserotto, B.; Gomes, L.C.; Heinzmann, B.M.; Cunha, M.A.. (Org.). Farmacologia aplicada à aquicultura.. 1ed.Santa Maria: Editora UFSM, 2017, v. 1, p. 323-374.

  • MOURINO, J. L. P. ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Cap. 2 - Aspectos nutricionais na ranicultura.. In: Martins, M.L., Marchiori, N.C., Mouriño, J.L.P., Silva, E., Dotta, G.. (Org.). Sanidade na Ranicultura. 1ed.Florianópolis: EDUFSC, 2016, v. 1, p. 17-27.

  • MARTINS, M. L. ; KOERICH, G. ; SAYNOVICH, N. ; MARCHIORI, N. C. ; FIGUEREDO, L. G. U. ; BUTZKE, T. R. ; AMBROSINI, M. F. . Cap. 3 - Manejo sanitário na ranicultura.. In: Martins, M.L., Marchiori, N.C., Mouriño, J.L.P., Silva, E., Dotta, G.. (Org.). Sanidade na ranicultura.. 1ed.Florianópolis: EDUFSC, 2016, v. 1, p. 29-40.

  • MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Cap. 5 - Sobre a relação hospedeiro-patógeno-ambiente.. In: Martins, M.L., Marchiori, N.C., Mouriño, J.L.P., Silva, E., Dotta, G.. (Org.). Sanidade na Ranicultura. 1ed.Florianópolis: EDUFSC, 2016, v. 1, p. 51-56.

  • DOTTA, Geovana ; MARTINS, M. L. . Cap. 6 - Mecanismos de defesa e de resposta imune em anfíbios.. In: Martins, M.L., Marchiori, N.C., Mouriño, J.L.P., Silva, E., Dotta, G.. (Org.). Sanidade na Ranicultura. 1ed.Florianópolis: EDUFSC, 2016, v. 1, p. 57-70.

  • MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. ; JOAQUIM, L. B. ; PERIPOLLI, E. . Cap. 7 - Doenças bacterianas em rãs.. In: Martins, M.L., Marchiori, N.C., Mouriño, J.L.P., Silva, E., Dotta, G.. (Org.). Sanidade na Ranicultura. 1ed.Florianópolis: EDUFSC, 2016, v. 1, p. 71-85.

  • SILVEIRA, B. ; PINHO, L. ; MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. . Cap. 9 - Coleta e processamento de amostras para diagnóstico de enfermidades.. In: Martins, M.L., Marchiori, N.C., Mouriño, J.L.P., Silva, E., Dotta, G.. (Org.). Sanidade na Ranicultura. 1ed.Florianópolis: EDUFSC, 2016, v. 1, p. 101-104.

  • JESUS G.F.A. ; MOURINO, J. L. P. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; SILVA B.C. ; MARTINS, M L ; Jatobá, A. . Cap. 4 - Probióticos na Piscicultura. In: Pereira, G.R.; Pires, H.S.; Ferreira, L.S.B.P.; Kangerski, K.W.. (Org.). Piscicultura continental com enfoque agroecológico.. 1ed.Gaspar: IFSC, 2016, v. 1, p. 62-90.

  • SILVA, E. ; RIBEIRO, D. V. ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Cap. 8 - Doenças parasitárias em rãs.. In: Martins, M.L., Marchiori, N.C., Mouriño, J.L.P., Silva, E., Dotta, G.. (Org.). Sanidade na Ranicultura. 1ed.Florianópolis: EDUFSC, 2016, v. 1, p. 87-99.

  • PEREIRA, S. A. ; MARCHIORI, N. C. ; JERÔNIMO, G.T. ; MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. . Cap. 14 - Sanidade e perspectivas para ranicultura.. In: Tavares-Dias M.; Mariano W.S.. (Org.). Aquicultura no Brasil: novas perspectivas. Vol 1. Aspectos Biológicos, Fisiológicos e Sanitários de Organismos Aquáticos.. 1ed.São Carlos, SP: Pedro & João Eds, 2015, v. 1, p. 263-282.

  • JERÔNIMO, G.T. ; FRANCESCHINI, L. ; ZAGO, A. C. ; SILVA R.J. ; PÁDUA, S. B. ; VENTURA A.S. ; ISHIKAWA, M. M. ; TAVARES-DIAS, M. ; MARTINS, M. L. . Cap. 15 - Parasitos de peixes Characiformes e seus híbridos cultivados no Brasil.. In: Tavares-Dias M.; Mariano W.S.. (Org.). Aquicultura no Brasil: novas perspectivas. Vol 1. Aspectos Biológicos, Fisiológicos e Sanitários de Organismos Aquáticos.. 1ed.São Carlos, SP: Pedro & João Eds, 2015, v. 1, p. 283-304.

  • ROUMBEDAKIS, KATINA ; MARTINS, M. L. . Cap. 17 - Sanidade de polvos: estado atual e perspectivas.. In: Tavares-Dias M.; Mariano W.S.. (Org.). Aquicultura no Brasil: novas perspectivas. Vol 1. Aspectos Biológicos, Fisiológicos e Sanitários de Organismos Aquáticos.. 1ed.São Carlos, SP: Pedro & João Eds, 2015, v. 1, p. 329-353.

  • SILVA B.C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURINO, J. L. P. ; SEIFFERT, W.Q. ; BOLÍVAR N. ; MARTINS, M. L. . Cap. 27 - Ácidos e sais orgânicos na aquicultura: seus efeitos na nutrição e saúde de organismos aquáticos.. In: Tavares-Dias M.; Mariano W.S.. (Org.). Aquicultura no Brasil: novas perspectivas. Vol 2. Produção e Reprodução de Organismos Aquáticos.. 1ed.São Carlos, SP: Pedro & João Eds, 2015, v. 2, p. 579-599.

  • MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Aspectos sanitários para o cultivo do jundiá.. In: Amaral Jr, H., Garcia S., Warmling P.F., Silva B.C., Marchiori N.C.. (Org.). Assim cultivamos o Jundiá Rhamdia quelen no estado de Santa Catarina.. 1ed.Camboriíú: Edição do autor, 2015, v. 1, p. 28-35.

  • CHAGAS, Edsandra Campos ; MAJOLO, C. ; BOIJINK, C. L. ; CHAVES, F. C. M. ; HASHIMOTO, G. S. O. ; FIGUEIREDO A.B. ; MARTINS, M. L. . Patologia e Sanidade em Ambientes Aquáticos, Capítulo 11. In: Madi R.R., Campos C.M., Lizama M.A.P., Takemoto R.M.. (Org.). Uso de óleos essenciais e extratos no tratamento de enfermidades de peixes. 1ed.Maringá: Massoni, 2014, v. 1, p. 269-293.

  • MARTINS, M. L. ; MARCHIORI, N. C. ; GARCIA, P. . Doenças parasitárias do jundiá.. In: Barcelos L.J.G., Fagundes M., Ferreira D.. (Org.). Workshop sobre jundiá: história e perspectivas.. 1ed.Passo Fundo: UPF Editora, 2013, v. 1, p. 184-221.

  • PORTZ, L. ; ANTONUCCI, A. M. ; UEDA, B. H. ; DOTTA, Geovana ; GUIDELLI, G. ; ROUMBEDAKIS K ; MARTINS, M. L. ; CARNIEL, M. K. ; TAVECHIO, W. L. G. . Parasitos de peixes de cultivo e ornamentais.. In: Pavanelli, G.C., Takemoto, R.M., Eiras, J.. (Org.). Parasitologia de peixes de água doce do Brasil.. 1ed.Maringá: EDUEM, 2013, v. 1, p. 85-114.

  • MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Flagellata.. In: Pavanelli, G.C., Takemoto, R.M., Eiras, J.. (Org.). Parasitologia de peixes de água doce do Brasil. 1ed.Maringá: EDUEM, 2013, v. 1, p. 201-215.

  • BACHMANN, Fernanda ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SCHMITT JR ; BERTELLI, Pedro Wilson ; GREINERT, Juliane Araujo ; Martins, M.L. . Parasitofauna e hematologia de Pimelodus maculatus Lacépède, 1803 (Osteichthyes: Pimelodidae) do rio Itajaí-Açu, Blumenau, Brasil. In: Ângela Teresa Silva-Souza, Maria de los Angeles Perez Lizama, Ricardo Massato Takemoto. (Org.). Patologia e Sanidade de Organismos Aquáticos. 1ed.Maringá: ABRAPOA, 2012, v. 1, p. 81-104.

  • MARCHIORI, N. ; Martins, M.L. . Contribuições à taxonomia de Trichodina com revisão da distribuição do gênero. In: Ângela Teresa Silva-Souza, Maria de los Angeles Perez Lizama, Ricardo Massato Takemoto. (Org.). Patologia e Sanidade de Organismos Aquáticos. 1ed.Maringá: ABRAPOA, 2012, v. 1, p. 105-123.

  • MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Jatoba AMB ; SILVA B.C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Martins, M.L. . Probióticos na aquicultura. In: Ângela Teresa Silva-Souza, Maria de los Angeles Perez Lizama, Ricardo Massato Takemoto. (Org.). Patologia e Sanidade de Organismos Aquáticos. 1ed.Maringá: ABRAPOA, 2012, v. 1, p. 381-404.

  • MARTINS, M. L. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; DOTTA, Geovana ; SPECK, G.M. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto . Infeccao experimental por Enterococcus sp. e alterações das variaveis leucocitárias e atividade fagocitica em tilapia do Nilo.. In: Jose Eurico Possebon Cyrino; Wilson Massamitu Furuya; Ricardo Pereira Ribeiro; Joao Donato Scorvo Filho. (Org.). Tópicos especiais em Biologia Aquática e Aquicultura III. 1ed.Piracicaba: Copiadora Luis de Queiroz, 2010, v. 19, p. 193-198.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARCHIORI, N. ; MARTINS, M. L. . Comunidades de Monogenoidea em tilapias do Nilo mantidas em diferentes sistemas de piscicultura no Estado de Santa Catarina. In: Jose Eurico Possebon Cyrino; Wilson Massamitu Furuya; Ricardo Pereira Ribeiro; Joao Donato Scorvo Filho. (Org.). Topicos Especiais em Biologia Aquatica e Aquicultura III. 1ed.Piracicaba: Copiadora Luis de Queiroz, 2010, v. 20, p. 199-206.

  • TAVARESDIAS, M. ; LEMOS, J.R.G. ; MARTINS, M. L. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas . Metazoan and protozoan parasites of freshwater ornamental fish from Brazil. In: Marcos Tavares-Dias. (Org.). Manejo e Sanidade de Peixes em Cultivo. 1ed.Amapá, Macapá: EMBRAPA, 2009, v. 19, p. 469-494.

  • TAVARESDIAS, M. ; ISHIKAWA, M. Y. ; MARTINS, M. L. ; SATAKE F. ; HISANO H. ; PÁDUA S.B. de ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SÁ A.R.S. de . Hematologia: ferramenta para o monitoramento do estado de saúde de peixes em cultivo. In: Saran Netto, A.; Mariano, W.S.;Soria, S.F.P.. (Org.). Tópicos especiais em saúde e criação animal.. 1ed.São Carlos: Pedro e João Editores, 2009, v. 1, p. 43-80.

  • MARTINS, M. L. ; GHIRALDELLI, Luciana ; AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de . Ectoparasitos de tilápias (Oreochromis niloticus) cultivadas no Estado de Santa Catarina, Brasil. In: Ângela Teresa Silva-Souza. (Org.). Sanidade de organismos aquáticos no Brasil. Maringá: Abrapoa, 2006, v. 1, p. 253-270.

  • MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. . Condições predisponentes e principais enfermidades de teleósteos em piscicultura intensiva. In: José Eurico Possebon Cyrino; Elisabeth Criscuolo Urbinati; Débora Machado Fracalossi; Newton Castagnolli;. (Org.). Tópicos Especiais em Piscicultura de Água Doce Tropical Intensiva. 1ed.Piracicaba: TecArt, 2004, v. unico, p. 343-383.

  • MARTINS, M. L. . Cuidados básicos e alternativas no tratamento de enfermidades na aqüicultura brsileira. In: Maria José Tavares Ranzani Paiva; Ricardo Massato Takemoto; Maria de los Angeles Lizama; ;. (Org.). Sanidade de Organismos Aquáticos. 1ed.São Paulo: Varela, 2004, v. único, p. 357-370.

  • MARTINS, M. L. . Manejo Sanitário na Piscicultura. In: Maria José Tavares Ranzani-Paiva; Ricardo Massato Takemoto; Maria de los Angeles Lizama;. (Org.). Sanidade de Organismos Aquáticos. 1ed.São Paulo: Varela, 2004, v. único, p. 323-332.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. ; HIPÓLITO, M. . Anfíbios. In: Flávio Luis de Souza Jr.; Maurício Laterça Martins; Márcio Hipólito. (Org.). Manual para Técnicos em Bioterismo. 3ed.São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2000, v. , p. 1-63.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. ; HIPÓLITO, M. . Anfíbios. In: Rosália Regina de Luca; Sandra Regina Alexandre; Thais Marques; Nivea Lopes de Souza; José Luiz Bernardino Merusse; Silvânia Peris Neves. (Org.). Manual para Técnicos em Bioterismo. 2ed.São Paulo: COBEA, 1996, v. 1, p. 239-259.

  • SOUZA, C. W. ; SOUZA JR, F. L. ; ALBINATI, F. L. ; MAGALHÃES, H. ; REIS, J. H. ; HIPÓLITO, M. ; MARTINS, M. L. ; GUIMARÃES, N. D. ; SILVA, N. R. . Sanidade. In: ; ;. (Org.). Diagnóstico da Ranicultura: problemas propostas de soluções e pesquisas prioritárias. 1ed.Viçosa: Folha de Viçosa, 1994, v. 1, p. 41-47.

  • SILVA B.C. ; JESUS G.F.A. ; MARTINS, M. L. ; MOURINO, J. L. P. . Ácidos orgânicos: uma nova ferramenta nutricional para a aquicultura.. Aquaculture Brasil, Laguna, SC, p. 33 - 39, 31 jul. 2017.

  • CHAGAS, Edsandra Campos ; MACIEL, PATRICIA OLIVEIRA ; Jerônimo, G.T. ; TAVARES-DIAS, M. ; PEREIRA, S. L. A. ; MARTINS, M. L. ; PÁDUA, S.B. . Acantocefalose: doença negligenciada afeta peixes cultivados na Amazônia brasileira.. Panorama da Aquicultura, Rio de Janeiro, p. 22 - 29, 31 dez. 2016.

  • PÁDUA S.B. de ; Menezes Filho R.N. ; MARTINS, M. L. ; NAGATA, M. M. . Supplemental diets in juvenile production of Nile tilapia.. Aquaculture Asia Pacific, Malasia, p. 2 - 7, 20 mar. 2015.

  • PÁDUA S.B. de ; MARTINS, M. L. ; Menezes Filho R.N. ; NAGATA, M. M. . Uso de Aquate Fish TM durante a formação de juvenis de tilápia.. Panorama da Aquicultura, Rio de Janeiro, p. 42 - 46, 31 jan. 2015.

  • MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. . Prevenção e combate de enfermidades.. Revista FAPEU, Florianópolis, SC, p. 51 - 53, 01 dez. 2014.

  • PÁDUA S.B. de ; Menezes Filho R.N. ; DIAS NETO J. ; ISHIKAWA, M. M. ; JERÔNIMO, G.T. ; MARTINS, M. L. ; UTZ, L. R. P. . Epistilíase: uma doença emergente no Brasil.. Panorama da Aquicultura, p. 22 - 31, 28 fev. 2012.

  • PÁDUA S.B. de ; Menezes Filho R.N. ; DIAS NETO J. ; ISHIKAWA, M. Y. ; MAUAD J.R.C. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; PILARSKY, Fabiana . Quilodonelose: uma doença pouco conhecida, porém perigosa.. Panorama da Aquicultura, p. 24 - 29, 01 nov. 2011.

  • PÁDUA S.B. de ; MARTINS, M. L. ; VARANDAS D.N. ; DIAS NETO J. ; ISHIKAWA, M. Y. ; PILARSKY, Fabiana . Tricodinídeos: quem são eles e o que podem causar nos peixes.. Panorama da Aquicultura, Rio de Janeiro, , v. 127, p. 22 - 29, 01 set. 2011.

  • MARTINS, M. L. . UNESP estuda epidemia de peixes na região. Jornal Folha de São Paulo-Folha Nordeste, São Paulo, 23 jul. 1996.

  • MARTINS, M. L. . Chegada do inverno causa doenças em peixes. Revista UNESP Rural, Jaboticabal, , v. 2, 10 jul. 1994.

  • MARTINS, M. L. . Vitamina C. Panorama da Aqüicultura, São Paulo, p. 6 - 6, 23 jun. 1994.

  • MARTINS, M. L. . O inverno e o Ictio. Boletim Informativo do CAUNESP, Jaboticabal, , v. 7.

  • MARTINS, M. L. . Saiba quais são os peixes favoritos dos mixosporídeos. Boletim do Caunesp.

  • MARTINS, M. L. . Prevenção de Doenças na Piscicultura. Informativo Fish. Aquicultura e Lazer, São José do Rio Preto, , v. 1.

  • MARTINS, M. L. . Infecção por Piscinoodinium pillulare (Dinoflagellida) em peixes cultivados no Estado de São Paulo. Boletim Informativo ABRAPOA, Maringá, Paraná, , v. 17, p. 10 - 11.

  • MARTINS, M. L. . Piscinoodinium pillulare. A nova ameaça à saúde dos pesque-pagues. Revista UNESP Rural, Jaboticabal, SP.

  • MARTINS, M. L. . Histopatologia e hematologia de tilápias (Oreochromis niloticus) infectadas por Ichthyophthirius multifiliis e Saprolegnia. Boletim Informativo CAUNESP, Jaboticabal, SP, , v. 17.

  • MARTINS, M. L. . Parasitas: fique longe deles. Revista Brasileira de Agropecuária, São Paulo, , v. 12, p. 76 - 77.

  • Tavares-Dias ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. . Equação da relação peso-comprimento, fator de condição, relação hepato e esplenosomática de 11 teleósteos dulciaqüícolas cultivados no Brasil. In: IV Congresso Iberoamericano Virtual de Acuicultura, 2006. IV Congresso Iberoamericano Virtual de Acuicultura, 2006. v. 2006. p. 413-420.

  • BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; SILVA B.C. ; BELTRAME, Elpídio ; ANDREATTA, Edemar Roberto ; MARTINS, M. L. . Seleção de cepas probióticas para tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). In: FENACAM (Feira Nacional do Camarão), 12 a 15 de junho, 2007, Natal, RN. Apresentação de trabalhos técnicos. Natal, RN: Fenacam, 2007. v. 1. p. 67-69.

  • ADDAM, K. ; MILAGRES, T. G. ; LOPES, G. R. ; LEHMANN, NICOLLAS B. ; PEREIRA, SCHEILA A. ; Jesus G.F.A. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; FERREIRA, T. H. ; MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Utilização de ácidos orgânicos e óleos essenciais em dietas para Oreochromis niloticus sobre os parâmetros imunológicos.. In: Aquaciência 2018, Natal de 17-21 de setembro., 2018, Natal. Anais do Aquaciência 2018. Florianópolis: Aquabio, 2018.

  • BERTAGLIA, E. A. ; BRASIL, Elenice Martins ; CARDOSO, LUCAS ; FURTADO, W. E. ; DA COSTA ASSIS, GUILHERME ; MARTINS, M. L. . Avaliação do potencial de inibição do cestoda Botriocephalus acheilognathi parasito de Cyprinus carpio var. koi com óleos essenciais de Lippia: in vitro.. In: Aquaciência 2018, Natal de 17-21 de setembro., 2018, Natal. Anais do Aquaciência 2018. Florianópolis: Aquabio, 2018.

  • BRASIL, Elenice Martins ; CARDOSO, LUCAS ; BRUM FIGUEREDO, ALINE ; SILVA, L. T. S. ; TANCREDO, K.R. ; BERTAGLIA, E. A. ; DA COSTA ASSIS, GUILHERME ; SANTOS, R. W. ; CHAVES, F. C. M. ; MARTINS, M L . Desempenho zootécnico da carpa colorida koi (Cyprinus carpio) alimentada com óleo essencial de Lippia sidoides, em tanques-rede.. In: Aquaciência 2018, Natal de 17-21 de setembro., 2018, Natal. Anais do Aquaciência. Florianópolis: Aquabio, 2018.

  • BRASIL, Elenice Martins ; CARDOSO, LUCAS ; FIGUEIREDO A.B. ; SANTOS, M. Q. C. ; FURTADO, W. E. ; BERTAGLIA, E. A. ; LEHMANN, NICOLLAS BREDA ; FRANCA, M. F. L. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; MARTINS, M L . Atividade antiparasitária in vitro dos óleos essenciais de três espécies de Lippia contra Monogenea de carpa koi (Cyprinus carpio).. In: Aquaciência 2018, Natal de 17-21 de setembro., 2018, Natal. Anais do Aquaciência 2018.. Natal: Aquabio, 2018.

  • FURTADO, W. E. ; TANCREDO, K.R. ; CARDOSO, LUCAS ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Caracterização morfológica de Lernaea cyprinacea Linnaeus 1758 coletado de jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard 1824) naturalmente infectados.. In: XVI SEMAQUI - Semana de Aquicultura., 2018, Florianopolis. Anais do XVI SEMAQUI - Semana de Aquicultura.. Florianopolis. 3-5 outubro: Semaqui, UFSC, 2018.

  • SILVA, K. A. G. ; Jesus G.F.A. ; LOPES, G. R. ; SYRACUSE, NICHOLAS ; PEREIRA, S. A. ; FERREIRA, T. H. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; OLIVEIRA, H. M. ; MILAGRES, T. G. ; MARTINS, M. L. ; MOURINO, J. L. P. . Análise do pH do trato intestinal de tilápia do Nilo após suplementação de ácidos orgânicos e óleo essencial.. In: XVI SEMAQUI - Semana de Aquicultura., 2018, Florianopolis. Anais do XVI SEMAQUI - Semana de Aquicultura.. Florianopolis, 3-5 outubro: Semaqui, UFSC, 2018.

  • FURTADO, W. E. ; BRUM FIGUEREDO, ALINE ; MARCHIORI, N. ; MARTINS, M. L. . Parâmetros hematológicos de jundiás Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard 1824) intensamente parasitados por Lernaea cyprinacea Linnaeus 1758.. In: XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2018, Rio de Janeiro 29 out a 1 nov. Anais do XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2018.

  • FURTADO, W. E. ; LEHMANN, N.B. ; MEDEIROS, P. B. ; CARDOSO, L. ; MARCHIORI, N. C. ; MASSAGO, H. ; BERTOLDI, F. ; MARTINS, M. L. . Avaliação da concentração letal mediana (CL50 96 h) de nanoemulsão de óleo essencial das acículas de Pinus sp. Em alevinos de jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard 1824).. In: Anais do XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2018, Rio de Janeiro, 29 out a 1 nov. Anais do XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2018.

  • FURTADO, W. E. ; PESATTI, T. ; TANCREDO, K.R. ; CARDOSO, L. ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Caracterização morfológica e molecular de Lernaea cyprinacea Linnaeus 1758 em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard 1824).. In: XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2018, Rio de janeiro, 29 out a 1 nov. Anais dpo XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2018.

  • COSTA, C. ; LIMA, TALISSA BEATRIZ COSTA ; CRUZ, MATHEUS GOMES DA ; ALMEIDA, DANIELA VOLCAN ; MARTINS, M. L. ; JERÔNIMO, G.T. . Viabilidade in vitro de Neoechinorhynchus buttnerae (Acantocephala): influência da temperatura e dos meios de cultura.. In: XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2018, Rio de Janeiro 29 out a 1 nov. Anais do XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2018.

  • SILVA, C. Cleize Sales SilvaS. ; ROCHA, V. M. ; CERQUEIRA, VINÍCIUS ; MARTINS, MAURICIO L . Registro de mortalidade de reprodutores de robalo flecha Centropomus undecimalis em cativeiro por monogenoides.. In: XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2018, Rio de Janeiro 29 out a 1 nov. Anais do XV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. Maringá: ABRAPOA, 2018.

  • LEGARDA, E. C. ; POLI, M. A. ; MARTINS, M. A. ; CARDOSO, L. F. D. ; PEREIRA, S. A. ; JESUS G.F.A. ; MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento . Parâmetros hematológicos de juvenis de tainha Mugil sp. criadas em diferentes sistemas de cultivo.. In: LAQUA 2018., 2018, Bogotá, 23 a 26 nov. Anais do LAQUA 2018.. Bogotá: WAS, 2018.

  • LEGARDA, E. C. ; POLI, M. M. ; MARTINS, M. A. ; CARDOSO, L. F. D. ; PEREIRA, S. A. ; Jesus G.F.A. ; MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento . Parâmetros imunológicos de juvenis de tainha Mugil sp. criadas em diferentes sistemas de cultivo.. In: LAQUA 2018., 2018, Bogotá, 23 a 26 out. Anais do LAQUA 2018. Bogotá: Bogotá 23 a 26 out, 2018.

  • FURTADO, W. E. ; LEHMANN, N. B. ; JESUS G.F.A. ; CARDOSO, L. ; MARTINS, M L . Experimental infection with Pseudocapillaria tomentosa in ornamental fish.. In: LAQUA 2018, 2018, Bogotá, 23 a 26 out. Anais do LAQUA 2018.. Bogotá: WAS, 2018.

  • FURTADO, W. E. ; MARCHIORI, N. C. ; Martins, ML. . Antiparasitic potential of Biogermex against copepodid stages of Lernaea cyprinacea: MIC test. In: LAQUA 2018, 2018, Bogotá, 23 a 26 out. Anais do LAQUA 2018. Bogotá: WAS, 2018.

  • TSUZUKI, Mônica Yumi ; SOUZA, A. P. L. ; FERREIRA, T. H. ; OSORIO, R. ; MARTINS, M L ; MAGALHÃES, Aimê Rachel . Increase in nutriente absorption, growth and survival of larvae and juveniles of longsnout seahorse Hipocampus reidi fed exclusively with Artemia sp. supplemented with porcine pancreatin.. In: LAQUA 2018., 2018, Bogotá, 23 a 26 out. Anais do LAQUA 2018. Bogotá: WAS, 2018.

  • TSUZUKI, Mônica Yumi ; GONCALVES, E. L. T. ; SANCHES E.G. ; SANDERS, J. ; Martins, ML. . Detection of photobacteriosis in cobia Rachycentron canadum cultivated in Southeast coast of Brazil.. In: LAQUA 2018, 2018, Bogotá, 23 a 26 out. Anais do LAQUA 2018. Bogotá: WAS, 2018.

  • SOREGUI, M. A. C. ; JERÔNIMO, G.T. ; SERRANO-MARTINEZ, M. ; MARTINS, M L . First report of Cichlidogyrus and Gyrodactylus (Platyhelminthes: Monogenea) in Oreochromis niloticus reared in Peru.. In: LAQUA 2018,, 2018, Bogotá, 23 a 26 out. Anais do LAQUA 2018.. Bogotá: WAS, 2018.

  • AZEVEDO, P. F. O. ; BLANK, M. ; MARTINS, M L . Avaliação do perfil proteico em tilápia-do-nilo por espectrometria de massas Maldi-Tof após suplementação de cloridrato de levamisol na dieta.. In: LAQUA 2018., 2018, Bogotá, 23 a 26 out. Anais do LAQUA 2018.. Bogotá: WAS, 2018.

  • TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. C. ; PEREIRA, S. A. ; MARTINS, M. L. . Minimum inhibitory concentration (MIC-test) of formalin for Dactylogyrus minutus Kulwièc, 1927 (Monogenea: Dactylogyridae): in vitro test.. In: 8th International Symposium on Monogenea, 2017, Brno, 6-11 August. Annals of 8th International Symposium on Monogenea. Brno: Masaryk University, 2017.

  • TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Morphometric and scanning electron microscopy of Dactylogyrus minutus Kulwièc, 1927 (Monogenea: Dactylogyridae) from the Cyprinus carpio var. koi.. In: 8th International Symposium on Monogenea, 2017, Brno, 6-11 August. Annals of 8th International Symposium on Monogenea. Brno: Masaryk University, 2017.

  • TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. C. ; FURTADO, W. E. ; MARTINS, M. L. . Prevalence of monogenean species in Oreochromis niloticus from southern Brazil.. In: 8th International Symposium on Monogenea, 2017, Brno, 6-11 August. Annals of 8th International Symposium on Monogenea. Brno: Masaryk University, 2017.

  • FURTADO, W. E. ; NUNES, G. C. ; JERÔNIMO, G.T. ; VICENTE, L. R. M. ; MADI, R. R. ; VALLADÃO, GUSTAVO MORAES RAMOS ; MARTINS, M. L. . Trace elements in farmed Nile tilapia.. In: LAQUA 2017, 2017, Mazatlan, Mexico, 7-10/11/2017. Anais do LAQUA17. Mazatlan, 2017.

  • OLIVEIRA, H. M. ; PEREIRA, S. A. ; JESUS G.F.A. ; OWATARI, M. S. ; RODRIGUES-SOARES, J. P. ; MOURINO, J. L. P. ; MARTINS, M. L. . Efeito da suplementação dietética de Lactobacillus sp. no trato intestinal de girinos de Lithobates catesbeianus.. In: XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2016, Florianópolis, 22-25 agosto. Anais do XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2016.

  • FURTADO, W. E. ; STECKERT, L. D. ; MEDEIROS, P. B. ; JERÔNIMO, G.T. ; MARTINS, M. L. . Parasitofauna de tilápia do Nilo cultivada em diferentes sistemas de cultivo.. In: XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2016, Florianópolis, 22-25 agosto. Anais do XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2016.

  • STECKERT, L. D. ; GARCIA, S. ; AMARAL JUNIOR, H. ; MARTINS, M. L. ; Silva, Bruno C. ; MARCHIORI, N. C. . Avaliação da concentração letal mediana (CL50 96 h) do cloreto de sódio em alevinos de jundiá Rhamdia quelen.. In: Aquaciência 2016, 2016, Belo Horizonte, 1-5 agosto. Anais do Aquaciência 2016, 2016.

  • STECKERT, L. D. ; FURTADO, W. E. ; MEDEIROS, P. B. ; JERÔNIMO, G.T. ; MARTINS, M. L. . Ectoparasitos de tilápia do Nilo cultivadas em diferentes regiões do estado de Santa Catarina.. In: Aquaciência 2016, 2016, Belo Horizonte, 1-5 agosto. Anais do Aquaciência 2016, 2016.

  • FURTADO, W. E. ; MAGNOTTI, C. C. F. ; CARVALHO, C. V. A. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; TANCREDO, K.R. ; CERQUEIRA VR ; SILVA, F. M. ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Avaliação comparativa de Acanthocollaritrema umbilicatum (Digenea, Acanthocollaritrematidae) parasito de robalo Centropomum undecimalis em diferentes sistemas de cultivo.. In: Aquaciência 2016, 2016, Belo Horizonte, 1-5 agosto. Anais do Aquaciência 2016, 2016.

  • TANCREDO, K.R. ; MARTINS, M. L. ; CABRAL, K. G. ; SILVA B.C. ; MARCHIORI, N. C. . Ensaio de imobilização in vitro de terontes de Ichthyophthirius multifiliis pelo Kilol@-L.. In: Aquaciência 2016, 2016, Belo Horizonte, 1-5 agosto. Anais do Aquaciência 2016, 2016.

  • TANCREDO, K.R. ; GONCALVES, EDUARDO LUIZ TAVARES ; BRUM, A. ; ACCHILE, M. ; HASHIMOTO, G. S. O. ; PEREIRA, S. A. ; MARTINS, M. L. . Parâmetros hemato-imunológicos do jundiá Rhamdia quelen imunizado com terontes de Ichthyophthirius multifiliis.. In: Aquaciência 2016, 2016, Belo Horizonte, 1-5 agosto. Anais do Aquaciência 2016, 2016.

  • BRUM, A. ; PEREIRA, S. A. ; VIEIRA, M. C. ; ARAUJO, A. P. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; CHAGAS, Edsandra Campos ; MARTINS, M. L. . Sobrevivência à infecção por Streptococcus agfalactiae em tilápia do Nilo suplementada com óleo essencial de gengibre (Zingiber officinale Ros.).. In: XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2016, Florianópolis, 22-25 agosto.. Anais do XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.

  • BRUM, A. ; PEREIRA, S. A. ; OWATARI, M. S. ; ARAUJO, A. P. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Atividade fagocitária em tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus L.) suplementadas com óleos essenciais de manjericão-cravo (Ocimum gratissimum L.) e gengibre (Zingiber officinale Rosc.).. In: XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2016, Florianópolis, 22-25 agosto.. Anais do XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2016.

  • BRUM, A. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; OWATARI, M. S. ; ARAUJO, A. P. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Mortalidade e parâmetros hematológicos em tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) desafiadas com Streptococcus agalactiae por diferentes vias de infecção.. In: XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2016, Florianópolis, 22-25 agosto.. Anais do XIV ENBRAPOA - Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2016.

  • BRUM, A. ; PEREIRA, S. A. ; OWATARI, MARCO SHIZUO ; VIEIRA, M. C. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA ; MARTINS, M. L. . Ganho de peso em juvenis de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus suplementados com óleo essencial de manjericão cravo Ocimum gratissimum.. In: XVI SEMAQUI e I Workshop Sul Brasileiro de Bioflocos., 2016, Florianopolis. Anais do XVI SEMAQUI e I Workshop Sul Brasileiro de Bioflocos.. Florianopolis: Departamento de Aquicultura, 2016. v. 1.

  • MEDEIROS, P. B. ; SANTOS, M. A. ; CARDOSO, L. ; TANCREDO, K.R. ; GONÇALVES, E.L.T. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M L . Parasitofauna de Cyprionus carpio Koi cultivados em Santa Catarina, Brasil.. In: XVI Semaqui e I Workshop Sul brasileiro de Bioflocos., 2016, Florianópolis. Anais do XVI Semaqui e I Workshop Sul brasileiro de Bioflocos.. Florianopolis: UFSC, 2016.

  • GOLZIO, J. E. S. A. ; CARDOSO, L. ; MARTINS, M. L. ; BOMFIM, C. N. C. ; LACERDA, A.C.F. . Primeiro registro de ocorrência do parasito Rocinela signata no peixe Pseudupeneus maculatus, Pernambuco, Brasil.. In: XXI Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2015, Recife, 1-6 de fevereiro. Anais do XXI Encontro Brasileiro de Ictiologia. Recife, 2015.

  • TANCREDO, K.R. ; GONÇALVES, E.L.T. ; MARTINS, M. L. . Histopathological analysis of silver catfish Rhamdia quelen immunized and challenged with Ichthyophthirius multifiliis theronts.. In: 9th International Symposium on Fish Parasites, 2015, Valencia, Aug 31 - Sep 4. Anais do 9th International Symposium on Fish Parasites. Valencia, Spain: Universitat Valencia, 2015. v. 1.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. C. ; VIEIRA, M.C. ; TSUZUKI, Mônica Yumi ; SANCHES E.G. ; MARTINS, M. L. . Infestation of Chaetodon striatus by a monogenean gill parasite (Monogenea: Polyopisthocotylea).. In: 9th International Symposium on Fish Parasites, 2015, Valencia, Aug 31 - Sep 4. Anais do 9th International Symposium on Fish Parasites. Valencia, Spain: Universitat Valencia, 2015. v. 1.

  • JERÔNIMO, G.T. ; PÁDUA, S. B. ; Menezes Filho R.N. ; MARTINS, M. L. ; BELO, M. A. A. ; ISHIKAWA, M. M. . A survey of ectoparasites in farmed Nile tilapia (Oreochromis niloticus L.) in Brazil, with description of parasite intensity score.. In: 9th International Symposium on Fish Parasites, 2015, Valencia, Aug 31 - Sep 4. Anais do 9th International Symposium on Fish Parasites. Valencia, Spain: Universitat Valencia, 2015. v. 1.

  • DOTTA, Geovana ; JERÔNIMO, G.T. ; BRUM, A. ; MARASCHIN, M. ; MARTINS, M. L. . Effect of dietary supplementation with propolis and Aloe barbadensis extracts on parasitism in Nile tilapia.. In: 9th International Symposium on Fish Parasites, 2015, Valencia, Aug 31 - Sep 4. Anais do 9th International Symposium on Fish Parasites. Valencia, Spain: Universitat Valencia, 2015. v. 1.

  • ROUMBEDAKIS K ; ALEXANDRE, M. N. ; PUCH, J. A. ; CAAMAL-MONSREAL, C. ; SANCHEZ, A. ; MASCARO, M. ; MARTINS, M. L. ; ROSAS, C. . Short and long-term effects of anesthesia in Octopus maya (Cephalopoda: Octopodidae): oxygen comsumption, growth rate and hemolymph parameters.. In: Cephalopod International Advisory Council Conference (CIAC 2015). Recent Advances in Cephalopod Science., 2015, Hakodate. Anais do CIAC 2015. Hakodate, 2015. p. 54-54.

  • ROUMBEDAKIS K ; CASANOVA, N. ; MASCARO, M. ; ROSAS, C. ; MARTINS, M. L. ; PASCUAL, C. . Health status of post spawning Octopus maya (Cephalopoda: Octopodidae) females from Yucatán Peninsula, Mexico.. In: Cephalopod International Advisory Council Conference (CIAC 2015). Recent Advances in Cephalopod Science., 2015, Hakodate. Anais do CIAC 2015. Hakodate, 2015. p. 227-227.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; FLORINDO, M. C. ; STECKERT, L. D. ; SANTOS, M. A. ; ASSIS G. ; Jatobá, A. ; MARTINS, M. L. . Assembleia de parasitos em poecilídeos ornamentais cultivados em Santa Catarina.. In: XIII SEMAQUI - Semana de Aquicultura, 2015, Florianópolis, 3-6 novembro. Anais do XIII SEMAQUi. Florianópolis: Departamento de Aquicultura, 2015. v. 1.

  • FLORINDO, M. ; TANCREDO, K.R. ; CARDOSO, L. ; GARCIA, P. ; MARTINS, M. L. . Histopatologia de Rhamdia quelen imunizados e desafiados com terontes de Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876).. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • BRUM, A. ; TANCREDO, K.R. ; HASHIMOTO, G. ; MATTOS, J. J. ; MARTINS, M. L. . Análise dos parãmetros enzimáticos em Rhamdia quelen imunizados e desafiados com terontes de Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876).. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • NUNES, G. C. ; JERÔNIMO, G.T. ; VICENTE, L. R. ; VALLADAO, G. M. ; FRECCIA, A. ; MARTINS, M. L. . Infestação por tricodinídeos em tilápia do Nilo cultivada em diferentes sistemas de manejo na região Sul de Santa Catarina.. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • NUNES, G. C. ; JERÔNIMO, G.T. ; GONÇALVES, E.L.T. ; VICENTE, L. R. ; FRECCIA, A. ; MARTINS, M. L. . Parâmetros hematológicos de tilápia do Nilo cultivada em diferentes sistemas de manejo na região Sul de Santa Catarina.. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • FLORINDO, M. ; SOARES, J. P. R. ; TANCREDO, K.R. ; CARDOSO, L. ; GARCIA, P. ; GONÇALVES, E.L.T. ; MARTINS, M. L. . Histopatologia do baço de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus suplementada com três diferentes doses de óleo essencial de Lippia alba.. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • SOARES, J. P. R. ; GONÇALVES, E.L.T. ; CADORIN, D. I. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; MARTINS, M. L. . Eritrograma de tilápias do Nilo suplementadas com três diferentes doses de óleo essencial de Lippia alba.. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • VENTURA A.S. ; SANTOS, J. S. ; PÁDUA S.B. de ; PEREIRA, E. S. ; ISHIKAWA, M. M. ; MARTINS, M. L. . Biodiversidade de endoparasitas em tuviras Gymnotus sp. provenientes de isqueiros.. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • BRUM, A. ; GONÇALVES, E.L.T. ; CARDOSO, L. ; SCHULZE, J. C. ; MARCHIORI, N. C. ; CERQUEIRA VR ; MARTINS, M. L. . Parâmetros hematológicos de sardinha verdadeira Sardinella brasiliensis (Steindachner, 1978) provenientes de cultivo em tanques-rede no litoral Sul do Brasil.. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • SCHULZE, J. C. ; CARDOSO, L. ; GONÇALVES, E.L.T. ; MARCHIORI, N. C. ; MARTINS, M. L. . Ocorrência de Clavellisa ilishae Pillai, 1962 em brânquias de sardinha verdadeira Sardinella brasiliensis (Steindachner, 1978) no litoral Sul do Brasil.. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • SOARES, J. P. R. ; TANCREDO, K.R. ; BRUM, A. ; MARTINS, M. L. . Hematologia de jundiá Rhamdia quelen imunizados e desafiados com terontes de Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876).. In: XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2014, Aracaju, SE, 15-18 setembro. Anais do XIII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos.. Maringá: ABRAPOA, 2014. v. 1.

  • ROUMBEDAKIS K ; CARDOSO, L. ; HASHIMOTO, G. ; BOMFIM, C. N. C. ; OLIVEIRA, R. L. M. ; SANTOS, L. B. G. ; MARTINS, M. L. . Parasitological indexes of two species of Haliotrema (Monogenea, Dactylogyridae) in Pseudupeneus maculatus from the cost of Pernambuco, Northeast Brazil.. In: International Symposium on Monogenea 7, 2013, Rio de Janeiro, 4 a 9 de agost. Abstracts - International Symposium on Monogenea 7. Curitiba/RJ: UFPR/FIOCRUZ, 2013. v. 1. p. 63.

  • ROUMBEDAKIS K ; LACERDA, A.C.F. ; BERETA JUNIOR, J. G. S. ; NUÑER APO ; MARTINS, M. L. . Temporal variation of Sciadicleithrum sp. (Monogenea, Dactylogyridae) in Geophagus brasiliensis (Perciformes, Cichlidae) from Sangradouro River, Florianópolis, Santa Catarina, Brazil.. In: International Symposium on Monogenea 7, 2013, Rio de Janeiro, 4 a 9 de agost. Abstracts - International Symposium on Monogenea 7. Curitiba/RJ: UFPR/FIOCRUZ, 2013. v. 1. p. 98.

  • MARCHIORI, N. C. ; TANCREDO, K.R. ; PEREIRA JR, Joaber ; CASTRO, L. A. ; MARTINS, M. L. . Early development of Aphanoblastella mastigatus (Suriano, 1986) with special reference to egg and oncomiracidium.. In: International Symposium on Monogenea 7, 2013, Rio de Janeiro, 4 a 9 de agost. Abstracts - International Symposium on Monogenea 7. Curitiba/RJ: UFPR/FIOCRUZ, 2013. v. 1. p. 101.

  • MARCHIORI, N. C. ; TANCREDO, K.R. ; ROUMBEDAKIS K ; GONÇALVES, E.L.T. ; PEREIRA JR, Joaber ; MARTINS, M. L. . New technique for collecting eggs from monogenean parasites.. In: International Symposium on Monogenea 7, 2013, Rio de Janeiro, 4 a 9 de agost. Abstracts - International Symposium on Monogenea 7. Curitiba/RJ: UFPR/FIOCRUZ, 2013. v. 1. p. 105.

  • FIGUEIREDO A.B. ; DOTTA, Geovana ; GONÇALVES, E.L.T. ; ESQUIVEL, J. ; MARTINS, M. L. . Parâmetros hematológicos de jundiás expostos ao herbicida clomazone oriundo de resíduos de rizicultura na bacia do rio DÚna (Santa Catarina, Brasil).. In: VI Workshop sobre jundiá., 2013, Florianópolis, SC, 21-23 agost. Anais do VI Workshop sobre jundiá. Florianópolis, SC: Rede Jundiá, 2013. v. 1.

  • FIGUEIREDO A.B. ; ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. C. ; TANCREDO, K.R. ; HASHIMOTO, G. ; GONÇALVES, E.L.T. ; MARTINS, M. L. . Influência da época do ano sobre o parasitismo por monogenea em jundiás Rhamdia quelen cultivados no município de Paulo Lopes, SC. In: VI Workshop sobre jundiá, 2013, Florianópolis, SC, 21-23 agost. Anais do VI Workshop sobre jundiá. Florianópolis, SC: Rede Jundiá, 2013. v. 1.

  • BRUM, A. ; ROUMBEDAKIS K ; HASHIMOTO, G. ; TANCREDO, K.R. ; SCUSSEL, V. M. ; MARTINS, M. L. . Parasitismo por monogenea em jundiás expostos ao herbicida clomazone no rio da Madre, SC, Brasil.. In: XXIII Congresso Brasileiro de Parasitologia e III Encontro de Parasitologia do Mercosul., 2013, Florianópolis, SC, 22-26 outub. Anais do XXIII Congresso Brasileiro de Parasitologia e III Encontro de Parasitologia do Mercosul.. Jaboticabal, SP: Sociedade Brasileira de Parasitologia, 2013. v. 1.

  • TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. C. ; ROUMBEDAKIS K ; CERQUEIRA VR ; Tavares-Dias ; MARTINS, M. L. . Parasitos de Centropomus undecimalis e Centropomus parallelus (Perciformes) cultivados em Santa Catarina (Brasil) e relação hospedeiro-parasito.. In: XXI Jornadas de Jóvenes Investigadores del Grupo Montevideo., 2013, Corrientes, Ar, 14-16 outubr .. Anales de XXI Jornadas de Jóvenes Investigadores del Grupo Montevideo.. Montevideo, Argentina: Universidad Nacional del Nordeste, 2013.

  • JESUS G.F.A. ; Silva, B. C. da ; SANTOS JUNIOR, M. M. ; PEREIRA G.V. ; Mouriño, José Luiz P. ; USHIZIMA, T. T. ; SCHMIDT, E. C. ; BOUZON, Z. L. ; MARTINS, M. L. ; ROSA, J. R. . Efeito da bactéria probiótica Weissela cibaria na ultraestrutura do trato intestinal de surubins híbridos.. In: IV Congresso Brasileiro de Aquicultura de Espécies Nativas, 2013, Belém, PA, 21-23 novembro. Anais do IV Congresso Brasileiro de Aquicultura de Espécies Nativas. Belém, Pará: EMBRAPA AM Oriental/Aquabio, 2013. v. 1.

  • SANTOS JUNIOR, M. M. ; Jesus G.F.A. ; PEREIRA, GABRIELLA DO VALE ; ROSA, J. R. ; CANDIA, E. W. S. ; MOURIÑO, José Luis ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MARTINS, M. L. . Alterações hematológicas em surubins híbridos expostos a diferentes métodos bióticos de profilaxia.. In: IV Congresso Brasileiro de Aquicultura de Espécies Nativas, 2013, Belém, PA, 21-23 novembro. Anais do IV Congresso Brasileiro de Aquicultura de Espécies Nativas. Belém, Pará: EMBRAPA AM Oriental/Aquabio, 2013. v. 1.

  • CANDIA, E. W. S. ; ROSA, J. R. ; JESUS G.F.A. ; PEREIRA G.V. ; SANTOS JUNIOR, M. M. ; MOURINO, Jose Luis ; USHIZIMA, T. T. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MARTINS, M. L. . Suplementação dietária com probiótico em surubins híbridos.. In: IV Congresso Brasileiro de Aquicultura de Espécies Nativas, 2013, Belém, PA, 21-23 novembro. Anais do IV Congresso Brasileiro de Aquicultura de Espécies Nativas. Belém, Pará: EMBRAPA AM Oriental/Aquabio, 2013. v. 1.

  • JESUS G.F.A. ; SILVA B.C. ; SANTOS JUNIOR, M. M. ; PEREIRA G.V. ; MOURINO, Jose Luis ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; USHIZIMA, T. T. ; SCHMIDT, E. C. ; BOUZON, Z. L. ; MARTINS, M. L. . Alterações morfoestruturais do trato intestinal de surubins alimentados com dieta suplementada com Weisella cibaria.. In: XXI Jornadas de Jóvenes Investigadores del Grupo Montevideo., 2013, Corrientes Argentina 14-16 out. Anais do XXI Jornadas de Jóvenes Investigadores del Grupo Montevideo.. Corrientes, Argentina: Universidad Nacional del Nordeste, 2013. v. 1.

  • HASHIMOTO, G. ; MARCHIORI, N. ; ESQUIVEL, J. ; Martins, ML . Nova espécie de Trichodina ehrenberg, 1830 (Ciliophora: Trichodinidae) encontrada em Rhamdia quelen, Santa Catarina, Brasil .. In: XII ENBRAPOA (Encontro brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 setembro. Anais do XII Enbrapoa. Maringa, 2012.

  • ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. ; HASHIMOTO, G. ; TANCREDO, K.R. ; FIGUEIREDO A.B. ; RAMOS C.O. ; LEDIC NETO J. ; ESQUIVEL, J. ; Martins, ML . Fauna parasitária de jundiás Rhamdia quelen selvagens e cultivados em Paulo Lopes, Santa Catarina, Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 setembro. Anais do XII Enbrapoa. Maringá, 2012.

  • GARCIA, P. ; ROUMBEDAKIS K ; FONTANELLA S. ; ESQUIVEL, J. ; Martins, ML . Histopatologia de brânquias de jundiás Rhamdia quelen selvagens e de cultivo em Paulo Lopes, Santa Catarina, Brasil .. In: XII ENBRAPOA (Encontro brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 setembro. Anais do XII Enbrapoa. Maringá, 2012.

  • GARCIA, P. ; ROUMBEDAKIS K ; FONTANELLA S. ; ESQUIVEL, J. ; Martins, ML . Histopatologia de fígado e baço de jundiás Rhamdia quelen selvagens e de cultivo em Paulo Lopes, Santa Catarina, Brasil. In: XII ENBRAPOA (Encontro brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 setembro. Anais do XII Enbrapoa. Maringá, 2012.

  • GARCIA, P. ; MARCHIORI, N. ; ESQUIVEL, J. ; Martins, ML . Análise histopatológica de brânquia de Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887) (Characidae) parasitado por Anacanthorus penilabiatus (Monogenoidea) e Henneguya SP. no sul do Brasil .. In: XII ENBRAPOA (Encontro brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 setembro. Anais do XII Enbrapoa. Maringá, 2012.

  • FIGUEIREDO A.B. ; ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. ; TANCREDO, K.R. ; HASHIMOTO, G. ; DOTTA, Geovana ; GONÇALVES, E.L.T. ; RAMOS C.O. ; ESQUIVEL, J. ; Martins, ML . Influência de ectoparasitos sobre os parâmetros hematológicos de jundiás Rhamdia quelen selvagens e de cultivo em Paulo Lopes, SC, Brasil .. In: XII ENBRAPOA (Encontro brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 setembro. Anais do XII Enbrapoa. Maringá, 2012.

  • SHOEMAKER, C.A. ; Martins, ML. ; XU, D-H ; KLESIUS, P.H. . Efeito de Ichthyophthirius multifiliis sobre a sobrevivência, hematologia e carga bacteriana em bagre do canal previamente exposto à Edwardsiella ictaluri.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. Anais do XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • DANESHVAR E. ; ARDESTANI M.Y. ; DORAFSHAN S. ; Martins, ML. . Parâmetros hematológicos do ciclídeo iraniano, Iranocichla hormuzensis Coad, 1988 (Perciformes) do rio Mehran. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • XU, D-H ; SHOEMAKER, C.A. ; Martins, ML. ; PRIDGEON J.W. ; KLESIUS, P.H. . Aumento da susceptibilidade do bagre do canal à Edwardsiella ictaluri previamente exposto à Ichthyophthirius multifiliis.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • RAMOS C.O. ; ROUMBEDAKIS K ; GONÇALVES, E.L.T. ; SANCHES E.G. ; PASETO, A. ; PIRATH R. ; Martins, ML. . Influência de ectoparasitos e da sazonalidade sobre as características hematológicas de Epinephelus marginatus (Teleostei: Serranidae) selvagem e cultivada em Ubatuba, SP, Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • RAMOS C.O. ; SANTOS, Rosemeire Souza ; MARCHIORI, N. ; SANTAREM, V.A. ; TAKAHASHI, Haroldo K ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; ALBERTI H. ; Martins, ML. . Austrodiplostomum compactum (Lutz, 1928) (Digenea, Diplostomidae) em olhos de peixes do rio Paraná, Brasil. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • ANDRADE, Jaqueline Inês Alves de ; DOTTA, Geovana ; GONÇALVES, E.L.T. ; FONTANELLA S. ; MARASCHIN M. ; Martins, ML. . Efeito da suplementação com extrato de própolis e babosa na dieta de tilápia do Nilo sobre a atividade da lisozima e antimicrobiano do soro.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • HASHIMOTO, G. ; MARCHIORI, N. ; PÁDUA S.B. de ; M. FILHO, R. ; DIAS NETO J. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; PILARSKY, Fabiana ; Martins, ML. . Primeiro registro de Trichodina centrostrigeata (Ciliophora: Trichodinidae) em peixes dulcícolas cultivados no Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • ANDRADE, Jaqueline Inês Alves de ; DOTTA, Geovana ; MARASCHIN, M. ; FONTANELLA S. ; FIGUEIREDO A.B. ; GONÇALVES, E.L.T. ; Martins, ML. . Efeito da suplementação do extrato de Aloe barbadensis Miller, na dieta de Oreochromis niloticus, sobre os parâmetros hematológicos e infestação parasitária.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • DOTTA, Geovana ; GONÇALVES, E.L.T. ; ANDRADE, Jaqueline Inês Alves de ; Martins, ML. . Métodos de avaliação do efeito imunoestimulante de extratos naturais em peixes.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. ; PASETO, A. ; GONÇALVES, E.L.T. ; LUQUE J.L.F. ; CEPEDA P. ; SANCHES E.G. ; Martins, ML. . Fauna parasitária da garoupa verdadeira Epinephelus marginatus (Teleostei: Serranidae) selvagem e cultivada em Ubatuba, São Paulo, Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. ; PEREIRA JR, Joaber ; CASTRO, L. A. ; GARCIA, P. ; REIS, S. M. ; Martins, ML. . Helicometrina nimia (Digenea: Opecoelidae) em garoupa verdadeira Epinephelus marginatus (Teleostei: Serranidae) de Ubatuba, São Paulo, Brasil. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. ; CARDOSO, L. ; Martins, ML. . Sobre a ocorrência de nematóides em anfíbios do sul do Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. ; BITTENCOURT, L. S. ; Martins, ML. ; Tavares-Dias . Uma nova espécie de Tripartiella (Ciliophora: Trichodinidae) em Aequidens tetramerus da região norte do Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • PEREIRA G.V. ; SILVA B.C. ; FERREIRA, G. S. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; SEIFFERT W ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Martins, ML. . Imunização de surubins híbridos (Pseudoplatystoma corruscans x P. reticulatum) contra septicemia hemorrágica bacteriana. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • LACERDA, A.C.F. ; STALLBOHM, R. ; MARCHIORI, N. ; PIRES, Alex ; Martins, ML. . Primeiro registro do gênero Pandosentis Van Cleave, 1920 (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae) em águas brasileiras.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • TANCREDO, K.R. ; ROUMBEDAKIS K ; RAMOS C.O. ; MARCHIORI, N. ; GARCIA, S. ; CERQUEIRA VR ; Martins, ML. . Acanthocollaritrema umbilicatum (Digenea: Acanthocollaritrematidae) em robalo peva Centropomus parallelus e robalo flecha Centropomus undecimalis (Teleostei: Centropomidae), Barra do Sul, Santa Catarina, Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • DOTTA, Geovana ; GONÇALVES, E.L.T. ; FIGUEIREDO A.B. ; LEDIC NETO J. ; MARASCHIN M. ; Martins, ML. . Migração de leucócito e resposta hematológica em tilápia do Nilo alimentada com ração suplementada com extratos naturais de propólis e Aloe vera.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • PEREIRA G.V. ; SILVA B.C. ; Jesus G.F.A. ; M.S., M. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; SEIFFERT W ; Mouriño, José Luiz P. ; Martins, ML. . Alterações hematológicas em surubins híbridos (Pseudoplatystoma corruscans x P. reticulatum) após imunização contra septicemia hemorrágica bacteriana.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; PÁDUA S.B. de ; VENTURA A.S. ; BAMPI D. ; PASETO, A. ; FONTANELLA S. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; Martins, ML. . Peixes híbridos são de fato mais resistentes às infestações parasitárias? Uma abordagem com peixes redondos.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; BAMPI D. ; GONÇALVES, E.L.T. ; ISHIKAWA, M. Y. ; Martins, ML. . Parasitos branquiais de pacu (Piaractus mesopotamicus) como indicadores de qualidade ambiental e piscicultura em Mato Grosso.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • LEDIC NETO J. ; FIGUEIREDO A.B. ; PEREIRA G.V. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; GONÇALVES, E.L.T. ; Martins, ML. . Mortalidade e hematologia de jundiás, Rhamdia quelen, desafiados com Aeromonas hydrophila.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • FONTANELLA S. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; VENTURA A.S. ; BAMPI D. ; TANCREDO, K.R. ; PASETO, A. ; ISHIKAWA, M. Y. ; Martins, ML. . Microhabitat de parasitos Monogenoidea em brânquias de peixes de água doce cultivados no Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • FONTANELLA S. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GONÇALVES, E.L.T. ; VENTURA A.S. ; PASETO, A. ; PÁDUA S.B. de ; ISHIKAWA, M. Y. ; Martins, ML. . Microhabitat de copepoditos de Lernaea cyprinacea em brânquias de peixes de água doce cultivados no Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • GALLANI, S. U. ; VALLADAO, G. M. ; PÁDUA S.B. de ; DIAS NETO J. ; M. FILHO, R. ; Martins, ML. ; PILARSKY, Fabiana . Paratrichodina africana (Ciliophora: Trichodinidae): parasito patogênico para tilápia criada em tanque rede no Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • BITTENCOURT, L. S. ; Tavares-Dias ; NEVES, L. R. ; MARCHIORI, N. ; Martins, ML. . Parasitos de Oreochromis niloticus, Cichlidae invasor da Bacia do Igarapé Fortaleza, região do estuário amazônico do Estado do Amapá.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • Jatobá, Adolfo ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; TOLEDO, T. M. ; LEGARDA, E. C. ; PEREIRA G.V. ; Jesus G.F.A. ; OLIVEIRA, K. G. ; Martins, ML. ; SEIFFERT W . Concentração de hemócitos em camarões marinhos cultivados em sistema de bioflocos com diferentes níveis protéicos.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • PÁDUA S.B. de ; DIAS NETO J. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARCHIORI, N. ; Martins, ML. ; PILARSKY, Fabiana . Trichodina colisae (Ciliophora: Trichodinidae): um novo parasito para a patinga (Piaractus mesopotamicus x Piaractus brachypomus).. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • STECKERT, L. D. ; LEHMANN, N. B. ; MARCHIORI, N. ; Martins, ML. ; Jatobá, Adolfo . Registro de Monogenea (Dactylogiridae) sp. em acará bandeira Pterophyllum scalare cultivados no sul do Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • FIGUEIREDO A.B. ; LEDIC NETO J. ; FONTANELLA S. ; DOTTA, Geovana ; GONÇALVES, E.L.T. ; GARCIA, P. ; MARASCHIN M. ; Martins, ML. . Influência do banho de imersão com babosa Aloe barbadensis (Miller, 1768) sobre os parâmetros hematológicos de pacu Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887) (Teleostei: Characidae) em processo de cicatrização de lesão cutânea.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • BITTENCOURT, L. S. ; Tavares-Dias ; NEVES, L. R. ; MARCHIORI, N. ; Martins, ML. . Parasitos de brânquias de 16 espécies de Cichlidae da bacia do Igarapé Fortaleza, Macapá, Estado do Amapá, Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande, 2012.

  • VALLADÃO G.M.R. ; GALLANI, S. U. ; ALVES, L. O. ; PÁDUA S.B. de ; Martins, Mauricio L. ; PILARSKY, Fabiana . Infestação massiva por Trichodina heterodentata em pós-larvas de curimbatá (Prochilodus lineatus): aspectos morfológicos e histopatológicos.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande: ABRAPOA, 2012.

  • DOTTA, Geovana ; ROUMBEDAKIS K ; SANCHES E.G. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; CERQUEIRA VR ; Martins, Mauricio L. . Hematologia da cioba Lutjanus analis antes e depois da criação em tanques-rede em Florianópolis, SC, Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande: ABRAPOA, 2012.

  • LEDIC NETO J. ; DOTTA, Geovana ; MARASCHIN M. ; GONÇALVES, E.L.T. ; HASHIMOTO, G. ; TANCREDO, K.R. ; Martins, Mauricio L. . Extrato de própolis suplementado na alimentação de Oreochromis niloticus, efeitos sobre os parâmetros hematológicos e infestação parasitária.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande: ABRAPOA, 2012.

  • LACERDA, A.C.F. ; ROUMBEDAKIS K ; SANTOS, Rosemeire Souza ; TAKAHASHI, Haroldo K ; ALBERTI H. ; Martins, Mauricio L. . Fatores correlacionados à abundância de Austrodiplostomum sp. (Platyhelminthes: Digenea) em três espécies de peixes capturadas em dois afluentes do rio Paraná, São Paulo, Brasil.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande: ABRAPOA, 2012.

  • PÁDUA S.B. de ; Menezes Filho R.N. ; DIAS NETO J. ; Martins, Mauricio L. ; MAUAD J.R.C. ; ISHIKAWA, M. M. ; PILARSKY, Fabiana . Escore relativo de parasitismo: um método alternativo para quantificar a infestação por parasitos microscópicos na tilápia de criação.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande: ABRAPOA, 2012.

  • DIAS NETO J. ; PÁDUA S.B. de ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MAUAD J.R.C. ; ISHIKAWA, M. M. ; Martins, Mauricio L. ; PILARSKY, Fabiana . Chilodonella hexasticha (Ciliophora: Chilodonellidae) em peixes de criação no Brasil: avaliação patológica.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande: ABRAPOA, 2012.

  • STALLBOHM, R. ; LACERDA, A.C.F. ; ROUMBEDAKIS K ; RAMOS C.O. ; NUÑER APO ; Martins, Mauricio L. . Avaliação de Pandosentis sp. (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae) como bioindicador de coliformes na água, em um rio sob forte influência antrópica, na ilha de Santa Catarina.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande: ABRAPOA, 2012.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; PÁDUA S.B. de ; ISHIKAWA, M. M. ; VENTURA A.S. ; Martins, Mauricio L. ; TAVARES, L.E.R. . Bagres brasileiros parasitados por Epistylis sp. (Ciliophora: Epistylidae), com descrição de escore de intensidade parasitária.. In: XII ENBRAPOA (Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos), 2012, Bonito, MS, 2 a 5 de setembro. XII Enbrapoa. Campo Grande: ABRAPOA, 2012.

  • ROUMBEDAKIS K ; GONÇALVES, E.L.T. ; SANCHES E.G. ; MARTINS, M. L. . Influence of seasonality on Neobenedenia melleni (Maccallum, 1927) (Monogenea: Capsalidae) in dusky grouper Epinephelus marginatus (Lowe, 1834) (Teleostei: Serranidae) in Ubatuba, São Paulo, Brazil.. In: World Aquaculture 2011, 2011, Natal, RN, 6 a 10 de junho. Anals of the World Aquaculture 2011, 2011. v. unico.

  • MARTINS, M. L. ; XU, D-H ; SHOEMAKER, C.A. ; KLESIUS, P.H. . Coinfection by Edwardsiella ictaluri and Ichthyophthirius multifiliis affects hematology and survival in channel catfish Ictalurus punctatus. In: VIII International Symposium of Fish Parasites, 2011, Viña del Mar, Chile, 26-30 set. Annals of 8 ISFP. Antofagasta: Universidad de Antofagasta, 2011.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; VENTURA A.S. ; GONÇALVES, E.L.T. ; TAMPOROSKI, B.R.F. ; MARTINS, M. L. ; ISHIKAWA, M. Y. . Parasitc fauna of hybrid Siluridae fishes of different hatchery stages in Brazil.. In: VIII International Symposium of Fish Parasites, 2011, Viña del Mar, Chile, 26-30 set. Annals of 8 ISFP. Antofagasta, Chile: Universidad de Antofagasta, 2011.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARCHIORI, N. ; TAMPOROSKI, B.R.F. ; ISHIKAWA, M. Y. ; MARTINS, M. L. . First report of Trichodina colisae (Ciliophora: Trichodinidae) in pacu (Piaractus mesopotamicus) cultured in Brazil.. In: VIII International Symposium of Fish Parasites, 2011, Viña del Mar, Chile. Annals of 8 ISFP. Antofagasta, Chile: Universidad de Antofagasta, 2011.

  • VALLADÃO G.M.R. ; PÁDUA S.B. de ; DIAS NETO J. ; MARTINS, M. L. ; VARANDAS D.N. ; PILARSKY, Fabiana . Ocorrência de Paratrichodina africana (Ciliophora: Trichodinidae) em tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) criadas em tanques-rede no Sudeste brasileiro.. In: CONBRAVET (Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária), 2011, Florianópolis, 1 a 4 novembro. Anais do Combravet, 2011.

  • VALLADÃO G.M.R. ; SOUZA T.G. ; PÁDUA S.B. de ; MARTINS, M. L. ; VARANDAS D.N. ; PILARSKY, Fabiana . Trichodina compacta (Ciliophora: Trichodinidae) em tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) cultivada no Sudeste brasileiro.. In: CONBRAVET (Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária), 2011, Florianópolis, 1 a 4 novembro. Anais do Combravet, 2011.

  • VALLADÃO G.M.R. ; PÁDUA S.B. de ; MARTINS, M. L. ; PILARSKY, Fabiana . Primeiro registro de Trichodina heterodentata (Ciliophora: Trichodinidae) em piaçu (Leporinus macrocephalus) cultivado no Brasil.. In: CONBRAVET (Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária), 2011, Florianópoli, 1 a 4 novembro.. Anais do Combravet, 2011.

  • TANCREDO, K.R. ; MARCHIORI, N. ; PEREIRA JR, Joaber ; GARCIA, P. ; ESQUIVEL, J. ; MARTINS, M. L. . Acanthostomum gnerii Szidat, 1954 (Digenea: Cryptogonimidae) em Rhamdia quelen no Sul do Brasil.. In: AQUAPESCA BRASIL (Feira Internacional da Pesca e Aquicultura), 2011, Itajaí, 9 a 11 novembro.. Anais do Aquapesca Brasil, 2011.

  • HASHIMOTO, G. ; MARCHIORI, N. ; TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. . Paratrichodina africana Kazubski & El-Tantawy, 1986 (Ciliophora: Trichodinidae) em brânquias de tilápia do Nilo selvagem e cultivada no Norte do Brasil.. In: AQUAPESCA BRASIL (Feira Internacional da Pesca e Aquicultura), 2011, Itajaí, 9 a 11 novembro.. Anais do Aquapesca Brasil., 2011.

  • Endoparasitos ; PASETO, A. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; VENTURA A.S. ; TAVARES, L.E.R. ; PÁDUA S.B. de ; MARTINS, M. L. . Infeçção por endoparasitos em híbrido patinga (Piaractus mesopotamicus x P. brachypomus) cultivados em Mato Grosso do Sul.. In: AQUAPESCA BRASIL (Feira Internacional da Pesca e Aquicultura), 2011, Itajaí, 9 a 11 novembro.. Anais do Aquapesca Brasil, 2011.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GONÇALVES, E.L.T. ; BAMPI D. ; VENTURA A.S. ; ISHIKAWA, M. Y. ; MARTINS, M. L. . Relação hematológica com diferentes intensidades de parasitismo por Anacanthorus penilabiatus (Monogenoidea: Dactylogyridae) em Piaractus mesopotamicus cultivado em piscicultura.. In: III Conferência Latino-Americana Sobre Cultivo de Peixes Nativos e III Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos., 2011, Lavras, MG, 13-15 julho.. Anais, 2011.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; MEDEIROS J. ; MARTINS, M. L. . A novel tool for quantifying protozoan parasites on fish gills.. In: World Aquaculture 2011, 2011, Natal, RN, 6-10 junho. Anais do World Aquaculture 2011, 2011.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; MARTINS, M. L. . Development of a predictive model for quantifying protozoan parasites on Nile tilapia gills based on a dry weight estimation method.. In: World Aquaculture 2011, 2011, Natal, RN, 6-10 junho. Anais do World Aquaculture 2011, 2011.

  • SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; SOARES M. ; RIBEIRO K.R. ; Pereira, Gabriella V. ; BOLÍVAR N. ; MARTINS, M. L. . Hemolytic activity of Aeromonas hydrophila strains isolated from hybrid surubim Pseudoplatystoma sp.. In: World Aquaculture 2011, 2011, Natal, RN, 6-10 junho. Anais do World Aquaculture 2011, 2011.

  • SILVA B.C. ; Jatobá, Adolfo ; JESUS G.F.A. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; SEIFFERT W ; MARTINS, M. L. . Immunization of hybrid surubim Pseudoplatystoma sp. against Aeromonas hydrophila.. In: World Aquaculture 2011, 2011, Natal, RN, 6-10 junho. Anais do World Aquaculture 2011, 2011.

  • ROUMBEDAKIS K ; LAMI F. ; MARCHIORI, N. ; PASETO, A. ; MARTINS, M. L. . Parasitos de peixes ornamentais em Santa Catarina, Brasil.. In: AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010, Pernambuco, RE, 12-15 setembro. Anais do AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010.

  • PASETO, A. ; ROUMBEDAKIS K ; MARCHIORI, N. ; RAMOS C.O. ; SANCHES E.G. ; MARTINS, M. L. . Microhabitat de Monogenoidea nas brânquias de Mycteroperca marginatus (Lowe, 1834) Craig e Hasting, 2007 (Teleostei: Serranidae).. In: AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010, Pernanbuco, RE, 12-15 setembro. Anais do AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010.

  • MARCHIORI, N. ; ROUMBEDAKIS K ; LAMI F. ; MARTINS, M. L. . Trichodina reticulata e Trichodina nobilis em peixes ornamentais de Santa Catarina, Brasil.. In: AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010, Pernambuco, RE, 12-15 setembro. Anais doAQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010.

  • ROUMBEDAKIS K ; PASETO, A. ; RAMOS C.O. ; SANCHES E.G. ; LUQUE J.L.F. ; CEPEDA P.B. ; MARTINS, M. L. . Ectoparasitos monogenóides em indivíduos selvagens e cultivados de garoupa-verdadeira Mycteroperca marginatus (Lowe, 1834) Craig e Hasting, 2007 (Teleostei: Serranidae).. In: AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010, Pernambuco, RE, 12-15 setembro. Anais do AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; MARCHIORI, N. ; DOTTA, Geovana ; ROUMBEDAKIS K ; MARTINS, M. L. . Infestação experimental e distribuição espacial do Monogenoidea Anacanthorus penilabiatus nas brânquias de juvenis de pacu (Piaractus mesopotamicus).. In: AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010, Pernambuco, RE, 12-15 setembro. Anais do AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; BAMPI D. ; VENTURA A.S. ; MARCHIORI, N. ; ISHIKAWA, M. Y. ; MARTINS, M. L. . Microhabitat e variação sazonal de Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Dactylogyridae) em brânquias de juvenis de pacu (Piaractus mesopotamicus) cultivados em sistema semi-intensivo.. In: AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010, Pernambuco, RE, 12-15 setembro. Anais do AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010.

  • MARCHIORI, N. ; MIRANDA L.H. ; ALFARO C.R. ; MARTINS, M. L. . Primeiro registro de Trichodina heterodentata Duncan, 1977 (Ciliophora: Trichodinidae) em pirarucu Arapaima gigas cultivado no Peru.. In: AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010, Pernambuco, RE, 12-15 setembro. Anais do AQUACIÊNCIA 2010 - AQUABIO ? IV Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2010.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GONÇALVES, E.L.T. ; BAMPI D. ; VENTURA A.S. ; ISHIKAWA, M. Y. ; MARTINS, M. L. . Relação hematológica com diferentes intensidades de parasitismo por Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Dactylogyridae) em Piaractus mesopotamicus cultivados em piscicultura.. In: II Conferência Latino-Americana sobre cultivo de peixes nativos e III Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos, 2010, Lavras, MG, 13-15 julho 2011. Anais da II Conferência Latino-Americana sobre cultivo de peixes nativos e III Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos, 2011.

  • SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Jatobá, Adolfo ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; SEIFFERT W ; MARTINS, M. L. . Aeromonas hydrophila subsp. hydrophila como agente causador de mortalidade em fazenda de surubim.. In: XVIII Jornadas de Jovens Investigadores de AUGM - Asociación de Universidades Grupo Montevideo, 2010, Santa Fé, 19-21 outubro. Anais do XVIII Jornadas de Jovens Investigadores de AUGM - Asociación de Universidades Grupo Montevideo, 2010.

  • Pereira, Gabriella V. ; VIEIRA F.M. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; SEIFFERT W ; MARTINS, M. L. . Concentração mínima inibitória de diferentes antibióticos frente a cepas patogênicas de acará-disco e neon arco-íris.. In: XI ENBRAPOA ? Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2010, Campinas , SP, 19-22 julho. Anais do XI ENBRAPOA ? Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2010.

  • SILVA B.C. ; Jatobá, Adolfo ; VIEIRA F.M. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; SEIFFERT W ; MARTINS, M. L. . Efeito da Aeromonas hydrophila subsp. hydrophila nos parâmetros hemato-imunológicos de surubim híbrido.. In: XI ENBRAPOA ? Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2010, Campinas , SP, 19-22 julho. Anais do XI ENBRAPOA ? Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2010.

  • MARTINS, M. L. . Parasites communities from Nile tilapia cultured in South Brazil.. In: International Symposium-2009: Biology and Ecology of Host-Parasite Relationships, 2009, 10 a 11 de Febrero, Lima, Peru. Anais do International Symposium-2009: Biology and Ecology of Host-Parasite Relationships. Lima: APHIA, 2009. v. unico.

  • MARTINS, M. L. . Trichodinids in the Brazilian cultivated fish. In: International Symposium-2009: Biology and Ecology of Host-Parasite Relationships, 2009, 10 a 11 de Febrero, Lima, Peru. Anais do International Symposium-2009: Biology and Ecology of Host-Parasite Relationships. Lima: APHIA, 2009. v. unico.

  • MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; FEZER G. ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; GARCIA, P. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento . Isolamento e infecção experimental de Vibrio alginolyticus em cavalo-marinho, Hippocampus reidi Ginsburg, 1933 (Osteichthyes: Syngnathidae) no Brasil. In: 2 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2009, Búzios, RJ, 24 a 28 de maio. Anais do 2 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Biologia Marinha, 2009. v. 1.

  • SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Jatoba AMB ; PEREIRA G.V. ; MARTINS, M. L. . Desafio experimental com Aeromonas hydrophila subsp hydrophila em pintachara (Pseudo platystoma corruscans x P. fasciatum). In: 25 Congresso Brasileiro de Microbiologia, 8 a 12 novembro, 2009, Porto de Galinhas, PE. Anais do 25 Congresso Brasileiro de Microbiologia. Pernambuco, 2009. v. 1.

  • SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Jatoba AMB ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; JESUS, G.F.A. ; SANTOS, R. ; SOARES, M. ; MARTINS, M. L. . Caracterização e identificação bioquímica de bactérias hemolíticas isoladas de pintachara (Pseudoplatystoma corruscans x P. fasciatum) em surto de mortalidade. In: 25 Congresso Brasileiro de Microbiologia, 8 a 12 novembro, 2009, Porto de Galinhas, PE. Anais do 25 Congresso Brasileiro de Microbiologia. Pernambuco, 2009. v. 1.

  • LEMOS, J.R.G. ; TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. . Parasitos branquiais em Characidae, Paracheirodon axelrodi (Schultz, 1956) e Hyphessobrycon copelandi (Durbin, 1908) da Bacia do médio rio Negro, Estado do Amazonas. In: 59a Reunião Anual da SBPC, 2008, Belém, PA, 8-13 de julho. Anais do 59a Reunião Anual da SBPC, 8 a 13 de julho de 2007, Belém, PA.. SP: SBPC, 2008.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; LAFFITTE L.V. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARTINS, M. L. . Relação entre características hematológicas e parasitismo por Monogenoidea em tilápia do Nilo no Estado de Santa Catarina, Brasil. In: AQUACIÊNCIA 2008, 2008, Maringá, PR, 27 a 30 outubro. Anais do AQUACIÊNCIA 2008, 2008.

  • GONÇALVES, E.L.T. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARCHIORI, N. ; MARTINS, M. L. . Infrapopulação de Cichlidogyrus sp. em tilápia do Nilo no Estado de Santa Catarina, Brasil. In: Aquaciência 2008, 2008, Maringá, PR 27 a 30 outubro. Anais do Aquaciência 2008, 2008.

  • SPECK, G.M. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; HOPPE R. ; MARTINS J.D.H. . Tricodinídeos em tilápia do Nilo mantida em diferentes sistemas de piscicultura no Estado de Santa Catarina, Brasil. In: Aquaciência 2008, 2008, Maringá, PR, 27 a 30 outubro. Anais do Aquaciência 2008, 2008.

  • SPECK, G.M. ; PIVATTO R.A. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. . Avaliação de infestação por Monogenoidea em tilápia do Nilo suplementada com probiótico. In: Aquaciência 2008, 2008, Maringá, PR, 27 a 30 outubro. Anais do Aquaciência 2008, 2008.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; DOTTA, Geovana ; SPECK, G.M. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; BUGLIONE NETO, Celso C. . Resposta leucocitária e atividade fafgocítica em tilápia do Nilo experimentalmente infectada em Enterococcus.. In: Aquaciência 2008, 2008, Maringá, PR, 27 a 30 outubro. Anais do Aquaciência 2008, 2008.

  • LAFFITTE L.V. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARTINS, M. L. . Comparação entre os parâmetros hematológicos de tilápia do Nilo de três regiões do Estado de Santa Catarina, Brasil.. In: Aquaciência 2008, 2008, Maringá, PR, 27 a 30 outubro. Anais do Aquaciência 2008, 2008.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; PONATH G. ; ALMADA Fábio Kis ; GARCIA J.R.E. ; MARTINS, M. L. . Influência da adição de alho dietário sobre a hematologia e infestação por Ichthyophthirius multifiliis em jundiá (Rhamdia quelen).. In: Aquaciência 2008, 2008, Maringá, PR, 27 a 30 outubro. Anais do Aquaciência 2008, 2008.

  • MARTINS, M. L. ; PEREIRA JR, Joaber ; CHAMBRIER, Alain de . Relação entre sexo, peso e parasitismo por proteocefalídeos em Cichla piquiti (Cichlidae) no reservatório de Volta Grande, MG.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • NUNES G. ; RODRIGUES M.P. ; MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Tricodinideos de bagre do canal Ictalurus punctatus, cultivado no Estado de Santa Catarina, Brasil.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • LAFFITTE L.V. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARTINS, M. L. . Sazonalidade nas caracteristicas hematológicas de tilapia do Nilo mantida em piscicultura de Joinville, SC.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • LAFFITTE L.V. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARTINS, M. L. . Sazonalidade nas caracteristicas hematológicas de tilapia do Nilo mantida em cultivo consorciado com suínos em Ituporanga, SC.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • LAFFITTE L.V. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARTINS, M. L. . Sazonalidade nas caracteristicas hematológicas de tilapia do Nilo mantida em cultivo consorciado com suínos em pesque-pague em Blumenau, SC.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • MAZZUCCO M.C. ; GONÇALVES, E.L.T. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARTINS, M. L. . Influencia da sazonalidade na incidência de Piscinoodiium pillulare (Dinoflagellida) em Cyprinus carpio mantida em sistema de consorciação com suínos em Ituporanga, SC.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • BAMPI D. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MAZZUCCO M.C. ; HOPPE R. ; MARTINS, M. L. . Influencia da sazonalidade na incidência de Monogenoidea em tilapia do Nilo mantida em piscicultura em Joinville, SC.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • BAMPI D. ; GONÇALVES, E.L.T. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MAZZUCCO M.C. ; SCHAPPO, C. L. ; MARTINS, M. L. . Influencia da sazonalidade na incidência de tricodinideos em brânquias de Oreochromis niloticus mantida em sistema de consorciação com suínos em Ituporanga, SC.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, R.J., 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • BAMPI D. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; BACHMANN, Fernanda ; MARTINS, M. L. . Efeito da poluição sobre as características morfométricas de eritrócitos de mandi Pimelodus maculatus.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • DOTTA, Geovana ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; AMARAL, Gabriela Virginia Do ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Jatoba AMB ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MORÁN R.E.B. ; PILATI C. ; MARTINS, M. L. . Hematologia e resposta inflamatória aguda em tilápia do Nilo alimentada com ração suplementada com probiótico Lactobacillus plantarum.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • DOTTA, Geovana ; GONÇALVES, E.L.T. ; SPECK, G.M. ; MAZZUCCO M.C. ; MARTINS, M. L. . Influencia da sazonalidade na incidência de Monogenoidea em Cyprinus carpio mantida em pesque pague em Blumenau, SC.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, R.J., 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GREINERT, Juliane Araujo ; SILVA B.C. ; MARTINS, M. L. . Variações hematológicas de mandi Pimelodus maculatus relacionadas com o nível de parasitismo por Monogenoidea.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GREINERT, Juliane Araujo ; SILVA B.C. ; MARTINS, M. L. . Variações hematológicas de mandi Pimelodus maculatus relacionadas com o nível de parasitismo por Trichodina sp.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; DOTTA, Geovana ; SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Jatoba AMB ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MORÁN R.E.B. ; PILATI C. ; MARTINS, M. L. . Resposta leucocitária e atividade fagocítica em tilápia do Nilo alimentada com ração suplementada com probiótico Lactobacillus plantarum.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, de 17 a 20 de novembro de 2008, Búzios, RJ., 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; MARCHIORI, N. ; HOPPE R. ; MARTINS, M. L. . Primeiro relato de Enterogyrus sp. (Monogenoidea: Ancyrocephalidae) no estômago de tilápia do Nilo cultivada no Brasil.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • SPECK, G.M. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; LAFFITTE L.V. ; SCHAPPO, C. L. ; MARTINS, M. L. . Influência da sazonalidade nas características hematológicas de Cyprinus carpio mantida em sistema de consorciação com suínos em Ituporanga, SC. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 A 20 nevembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • SPECK, G.M. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; LAFFITTE L.V. ; SCHAPPO, C. L. ; MARTINS, M. L. . Influência da sazonalidade nas características hematológicas de Cyprinus carpio mantida em sistema de pisicultura em Joinville, SC.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • SPECK, G.M. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; LAFFITTE L.V. ; SCHAPPO, C. L. ; MARTINS, M. L. . Influência da sazonalidade nas características hematológicas de Cyprinus carpio mantida em sistema de consorciação com suínos em Blumenau, SC. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • SILVA B.C. ; Jatoba AMB ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; PEREIRA G.V. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Resposta de Oreochromis niloticus a vacina polivalente administrada intraperitoneal, oral e banho de imersão.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Jatoba AMB ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. ; SILVA B.C. ; VINATEA L. ; SEIFFERT W . Uso de dieta suplementada com probiótico Lactobacillus plantarum na engorda de camarões marinhos em fazenda de Santa Catarina.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, de 17 a 20 de novembro de 2008, Búzios, RJ., 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • Jatoba AMB ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; ASSIS G. ; MARTINS, M. L. . Seleção de probiótico e influência sobre os parâmetros hematológicos de tilápia do Nilo infectada experimentalmente com Enterococcus sp.. In: X ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2008, Búzios, RJ, 17 a 20 novembro. Anais do X ENBRAPOA, 2008.

  • BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; BELTRAME, Elpídio ; MARTINS, M. L. . Bactéria isolada de larvicultura de camarão capaz de inibir vibrios patogênicos para aqüicultura. In: FENACAM (Feira Nacional do Camarão), 12 a 15 de junho, 2007, Natal, RN. Apresentação de trabalhos técnicos. Natal, RN: Fenacam, 2007. v. 1. p. 31-31.

  • BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; SILVA B.C. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; MARTINS, M. L. ; BELTRAME, Elpídio . Isolamento, caracterização e efeito de Vibrio alginolyticus na saúde de camarões cultivados em sistema fechado. In: FENACAM (Feira Nacional do Camarão), 12 a 15 de junho, 2007, Natal, RN. Apresentação de trabalhos técnicos. Natal, RN: Fenacam, 2007. v. 1. p. 30-30.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; BACHMANN, Fernanda ; GREINERT, Juliane Araujo ; SCHMITT JR . Contagem diferencial de leucócitos em mandi Pimelodus maculatus coletados no rio Itajaí-Açu com diferentes níveis de poluição. In: I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, 28 a 31 de agosto, 2007, Dourados-MS. Anais do I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, 28 a 31 de agosto. Dourados: Aquabio/Embrapa, 2007. v. 1.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; BACHMANN, Fernanda ; GREINERT, Juliane Araujo ; SCHMITT JR . Características hematológicas de Pimelodus maculatus coletados no rio Itajaí-Açu com diferentes níveis de poluição. In: I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, 28 a 31 de agosto, 2007, Dourados-MS. Anais do I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, 28 a 31 de agosto. Dourados: Aquabio/Embrapa, 2007. v. 1.

  • SPECK, G.M. ; DONEDA, S.N. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; Nunes, M.C. ; MARTINS, M. L. . Fauna parasitária de Piaractus mesopotamicus cultivados em Joinville, SC. In: I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, 28 a 31 de agosto, 2007, Dourados-MS. Anais do I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, 28 a 31 de agosto. Dourados: Aquabio/Embrapa, 2007. v. 1.

  • CECHINEL, Marcelo Mazzuco ; ALMADA Fábio Kis ; MARTINS, M. L. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARCHIORI, N. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento . Larvas de Contracaecum sp. (Nematoda: Anisakidae) em Hoplias malabaricus (Osteichthyes: Erythrinidae) provenientes de três reservatórios de abastecimento no Estado do Paraná. In: I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, 28 a 31 de agosto, 2007, Dourados-MS. Anais do I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e I Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, 28 a 31 de agosto. Dourados: Aquabio/Embrapa, 2007. v. 1.

  • GONZAGA J.R. ; Tavares-Dias ; MARTINS, M. L. . Parasitos branquiais em Characidae, Paracheirodon axelrodi (Schultz, 1956) e Hyphessobrycon copelandi (Durbin, 1908), da Bacia do médio Rio Negro, Estado do Amazonas. In: 59 Reunião Anual da SBPC, 8 a 13 de julho, 2007, Belém, PA. Anais da 59 Reunião Anual da SBPC. Belém: SBPC, UFPA, 2007. v. 1.

  • VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BUGLIONRE NETO, Celso Carlos ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; BELTRAME, Elpídio ; MARTINS, M. L. ; RAMIREZ, Cristina ; ARANA, Luiz Alejandro Vinatea . Suplementação alimentar com bactérias probióticas aumenta a sobrevivência e diminui a carga bacteriana na larvicultura de camarões marinos. In: Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2006, 15 a 19 de maio, Niterói, RJ. Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2006. v. 2. p. 172-173.

  • PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. ; BELTRAME, Elpídio ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento . Susceptibilidade de larvas de Litopenaeus vannamei a seis diferentes cepas de Vibrio sp. isoladas de larvicultura em Santa Catarina. In: Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2006, 15 a 19 de maio, Niterói, RJ. Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2006. v. 2. p. 172-172.

  • MOURIÑO, José Luis Pedreira ; ANDREATTA, Edemar Roberto ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; RAMIREZ, Cristina ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MARTINS, M. L. ; SCHUEITZER, Rodrigo ; ARANA, Luiz Alejandro Vinatea . Utilização do hidróxido de cálcio no controle de enterobactérias na água de cultivo de camarões marinhos (Litopenaeus vannamei) em Santa Catarina. In: Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2006, 15 a 19 de maio, Niterói, RJ. Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2006. v. 2. p. 173-173.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; DOTTA, Geovana ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Alterações hematológicas em tilápias experimentalmente infectadas por Enterococcus sp.. In: Congresso Aquaciência 2006, 2006, Bento Gonçalves, RS, 2006.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Hematologia de tilápias cultivadas na região de Blumenau, Santa Catarina. In: Congresso Aquaciência 2006, 2006, Bento Gonçalves, RS, 2006.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Hematologia de carpas cultivadas de Ituporanga, Santa Catarina. In: Congresso Aquaciência 2006, 2006, Bento Gonçalves, RS, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; ADAMANTE, Washington de Barros . Tricodinídeos de tilápia do Nilo cultivada no Estado de Santa Catarina, Brasil. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; YAMASHITA, Marcela Maia . Influência de ectoparasitos nos parâmetros hematológicos de tilápia do Nilo e carpa em Santa Catarina. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • MARTINS, M. L. ; GHIRALDELLI, Luciana ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros . Comunidades de ectoparasitos em tilápia do Nilo cultivada no Estado de Santa Catarina. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MORAES, Flávio Ruas de ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; DOTTA, Geovana . Suplementação com vitaminas influencia a resposta inflamatória aguda em tilápia do Nilo. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; SPECK, G.M. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; DOTTA, Geovana ; AMARAL, Gabriela Virginia Do ; PIAZZA, Rômi Sharon ; MARTINS, M. L. . Doenças parasitárias de peixes ornamentais de água doce, comercializados em Florianópolis, SC. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • DOTTA, Geovana ; GHIRALDELLI, Luciana ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Comparação do fator de condição relativo em tilápia do Nilo cultivada em Santa Catarina com diferentes graus de parasitismo. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Hematologia de tilápias cultivadas na região de Ituporanga, Santa Catarina. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Hematologia de tilápias cultivadas na região de Joinville, Santa Catarina. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • AMARAL, Gabriela Virginia Do ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; DOTTA, Geovana ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; GARCIA, P. ; BATISTA, Cleide Rosana V ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Características hematológicas de tilápia do Nilo infectada experimentalmente com Enterococcus sp.. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BELTRAME, Elpídio ; ARANA, Luiz Alejandro Vinatea ; MARTINS, M. L. ; BARRACO, M. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Uso de dieta suplementada com bactérias probióticas no controle de bactérias patogênicas em camarões marinhos (Litopenaesu vannamei). In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MARTINS, M. L. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; SCHVEITZER, R. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; BELTRAME, Elpídio ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Teste de patogenicidade de cepa isolada de hemolinfa de reprodutores de Litopenaeus vannamei. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MONGUILLIOT, J.P. ; MARTINS, M. L. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BELTRAME, Elpídio ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Avaliação de bacterina e bactérias probióticas frente à infecção experimental por Vibrio harveyi em Litopenaeus vannamei. In: IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 23 a 26 de outubro, 2006, Maceió. Anais do IX Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. ; ADAMANTE, Washington de Barros . Tricodinídeos de tilápia do Nilo cultivada no Estado de Santa Catarina. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; YAMASHITA, Marcela Maia . Influência de ectoparasitos nos parâmetros hematológicos de tilápia do Nilo e carpa em Santa Catarina. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • MARTINS, M. L. ; GHIRALDELLI, Luciana ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros . Comunidades de ectoparasitos em tilápia do Nilo cultivada no Estado de Santa Catarina. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; MORAES, Flávio Ruas de ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; DOTTA, Geovana . Suplementação com vitaminas influencia a resposta inflamatória aguda em tilápia do Nilo. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; SPECK, G.M. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; DOTTA, Geovana ; AMARAL, Gabriela Virginia Do ; PIAZZA, Rômi Sharon ; MARTINS, M. L. . Doenças parasitárias de peixes ornamentais de água doce, comercializados em Florianópolis, SC. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. nais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • DOTTA, Geovana ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Comparação do fator de condição relativo em tilápia do Nilo cultivada em Santa Catarina com diferentes graus de parasitismo. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Hematologia de tilápias cultivadas na região de Ituporanga, Santa Catarina. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Hematologia de tilápias cultivadas na região de Joinville, Santa Catarina. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • AMARAL, Gabriela Virginia Do ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; DOTTA, Geovana ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; GARCIA, P. ; BATISTA, Cleide Rosana Vieira ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Características hematológicas de tilápia do Nilo infectada mexperimentalmente com Enterococcus sp.. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BELTRAME, Elpídio ; ARANA, Luiz Alejandro Vinatea ; MARTINS, M. L. ; BARRACO, M. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Uso de dieta suplementada com bactérias probióticas no controle de bactérias patogênicas em camarões marinhos (Litopenaeus vannamei). In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BELTRAME, Elpídio ; ARANA, Luiz Alejandro Vinatea ; MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Uso de bact´´erias probióticas no controle de Vibrio harveyi na larvicultura de camarões marinhos Litopenaeus vannamei. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MARTINS, M. L. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; SCHVEITZER, R. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; BELTRAME, Elpídio ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Teste de patogenicidade de cepa isaolada de hemolinfa de reprodutores de Litopenaeus vannamei. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • BUGLIONE NETO, Celso C. ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; MONGUILLIOT, J.P. ; MARTINS, M. L. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; BELTRAME, Elpídio ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Avaliação de bacterina e bactérias probióticas frente à infecção experimental por Vibrio harveyi em Litopenaeus vannamei. In: IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2006, Maceió. Anais do IX ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. São Paulo: Abrapoa, 2006. v. 1.

  • MARTINS, M. L. ; YAMASHITA, Marcela Maia ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; AMARAL, Gabriela Virginia Do ; DOTTA, Geovana ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; SPECK, G.M. ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; PEREIRA JUNIOR, Gilberto . Ensino e Pesquisa no Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC. In: Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2006, Niterói, 15 a 19 maio. Anais do Primeiro Congresso Brasileiro de Biologia Marinha, 2006. v. 2.

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia ; ADAMANTE, Washington de Barros ; MARTINS, M. L. . Hematologia de carpas cultivadas na região de Ituporanga, Santa Catarina. In: Aquaciência 2006, 2006, Bento Golçalves. Anais do Aquaciência 2006. Jaboticabal: Aquabio, 2006. v. 1.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; CASTRO, Marcello Pardi de ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Respostas fisiológicas de pacus, Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 mantidos em duas densidades de estocagem suplementados com cromo trivalente. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA - Resumos, 2004. v. único. p. 10-10.

  • MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; YAMASHITA, Marcela Maia ; AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; PEREIRA, Murilo Andersos ; BATISTA, Cleide Rosana V . Isolamento do agente patogênico causador da doença da perna vermelha em girinos de Rana catesbeiana em fase de transformação.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA - resumos, 2004. p. 151-151.

  • FRANCISCO, Claire Juliana ; SANTOS, Rosemeire Souza ; MARTINS, M. L. ; MARENGONI, Nilton G ; PIAZZA, Rômi Sharon ; TAKAHASHI, Haroldo K ; ONAKA, Eduardo Makoto . Neoechinorhynchus curemai (Acanthocephala) em Prochilodus lineatus (Prochilodontidae) do rio Paraná, Presidente Epitácio, São Paulo, Brasil.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA - resumos, 2004. p. 19-19.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. ; FRANCISCO, Claire Juliana ; GARCIA, Fabiana ; ONAKA, Eduardo Makoto ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Infecção experimental de Notodiaptomus sp. (Curstacea: Calanoida) por Camallanus maculatus (Nematoda: Camallanidae).. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA - resumos, 2004. p. 22-22.

  • GHIRALDELLI, Luciana ; STREIT, Aparício Ar ; BARISCH, Márcia Lm ; WORMSBECHER, André G ; ADAMANTE, Washington B ; BERESTINAS, Alexander C ; MELLO, Giovanni L de ; FRANCISCO, Claire Juliana ; LOUREIRO, Claudio ; MARTINS, M. L. . Infecção experimental com seis inóculos de trofozoítos de Ichthyophthirius multifiliis (Ciliophora) em Poecilia vivipara (Poeciliidae). In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA, 2004. p. 23-23.

  • YAMASHITA, Marcela Maia ; MARTINS, M. L. ; CHAMBRIER, Alain de ; PEREIRA JR, Joaber ; AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; BOZZO, Fabiana Rizzi . Cestóides proteocefalídeos em Cichla ocellaris (Osteichthyes: Cichlidae) do reservatório de Volta Grande, Minas Gerais, Brasil.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 26-26.

  • AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; YAMASHITA, Marcela Maia ; PIAZZA, Rômi Sharon ; BERNARDY, Neuza ; GHIRALDELLI, Luciana ; MARTINS, M. L. . Fauna parasitológica de Oreochromis niloticus mantido em sistema de cultivo integrado e intensivo na região do Vale do rio Tijucas, SC, Brasil.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 24-24.

  • YAMASHITA, Marcela Maia ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. ; AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de . Aeromonas caviae como agente causador de mortalidade em tilápia, Oreochromis niloticus mantida em tanque-rede no Estado de São Paulo, Brails.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 152-152.

  • AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; YAMASHITA, Marcela Maia ; FRANCISCO, Claire Juliana ; MAI, Monica ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Análise comparativa de variáveis hematológicas em Oreochromis niloticus mantidos em sistema de cultivo integrado e intensivo na região do Vale do rio Tijucas, SC, Brasil.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 185-185.

  • MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MORAES, Flávio Ruas de ; DIAS, Marcos Tavares ; FENERICK JR, Jaime ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Caracterização das células envolvidas na resposta inflamatória aguda no híbrido tambacu, induzida por agentes inflamatórios na bexiga natatória.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 115-115.

  • MARTINS, M. L. ; PILARSKY, Fabiana ; ONAKA, Eduardo Makoto ; NOMURA, Daniela Takahashi ; FENERICK JR, Jaime ; RIBEIRO, Karina ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; CASTRO, Marcello Pardi de ; MALHEIROS, Euclides Braga . Hematologia e resposta inflamatória aguda em Oreochromis niloticus submetida aos estimulos único e consecutivo de estresse de captura.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 114-114.

  • MARTINS, M. L. ; NOMURA, Daniela Takahashi ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; PILARSKY, Fabiana ; RIBEIRO, Karina ; CASTRO, Marcello Pardi de ; CAMPOS, Cristiane Fátima Meldau de . Avaliação temporal das respostas fisiológica e hematológica em Oreochromis niloticus durante os estímulos único e consecutivo de estresse de captura.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 113-113.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; FENERICK JR, Jaime . Larvas de Contracaecum (Nematoda: Anisakidae) em Hoplias malabaricus e Hoplerythrinus unitaeniatus (Osteichthyes: Erythrinidae) de importância econômica no Estado do Maranhão.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 25-25.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto . Larvas de Porrocaecum (Nematoda: Ascarididae) na bexiga natatória de Piaractus mesopotamicus (Osteichthyes: Characidae) cultivado no Estado de São Paulo.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 21-21.

  • MARTINS, M. L. ; PIAZZA, Rômi Sharon ; GARCIA, Fabiana . Camallanus maculatus (Nematoda: Camallanidae) em peixe ornamental, Xiphophorus maculatus (Osteichthyes: Poeciliidae) cultivado no Estado de São Paulo.. In: VIII ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2004, Laguna, 19-22 outubro. VIII ENBRAPOA- resumos, 2004. p. 20-20.

  • NOMURA, Daniela Takahashi ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Avaliação da intensidade parasitária por monogenéticos e da resposta fisiológica em tambacu submetido ao estresse de captura e densidade.. In: XII Simpósio Brasileiro de Aqüicultura, 2002, Goiânia, 24-29 de junho., 2002.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; LUZ, R. ; PORTELLA, Maria Célia ; MARTINS, M. L. . Avaliação da toxicidade aguda e determinação da concentração letal (CL50) de larvas de trairão, Hoplias lacerdae submetidas ao tratamento com formalina10%.. In: XII Simpósio Brasileiro de Aqüicultura, 2002, Goiânia, 2002.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; LUZ, R. K. ; CRUZ, C. ; PORTELLA, Maria Célia ; MARTINS, M. L. . Avaliação da toxicidade aguda e determinação da concentração letaL (CL50) de larvas de trairão Hoplias lacerdae submetidas ao tratamento de formalina 10%.. In: XII Simpósio Brasileiro de Aqüicultura, 2002, Goiânia, 24-29de junho., 2002.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; CRUZ, C. ; FIGUEIREDO, A. M. ; ZANETTI, A. S. ; MARTINS, M. L. . Características histológicas do estômago e do intestino do acará bandeira (Pterophylium scalare).. In: XII Simpósio Brasileiro de Aqüicultura, 2002, Goiânia, 24-29 de junho., 2002.

  • GARCIA, Fabiana ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Estudo de parasitose por monogenóides em peixe espada (Xiphophorus sp.) em uma piscicutlura do município de Araraquara, São Paulo.. In: XII Simpósio Brasileiro de Aqüicultura, 2002, Goiânia,24-29 de junho., 2002.

  • MARTINS, M. L. ; YOSHITOSHI, E. R. . Presença de Goezia leporini (Anisakidae) no estômago de piauçu, Leporinus macrocephalus (Anostomidae) cultivado no Estado de São Paulo, Brasil.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; NOMURA, Daniela Takahashi ; FENERICK JR, Jaime . Resposta do tambacu ao estresse simples e consecutivo de captura. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; TAVARESDIAS, M. ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; MALHEIROS, Euclides Braga . Parâmetros hematológicos do híbrido tambacu, seis e 24 horas após injeção de substâncias irritantes na bexiga natatória.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • SANTOS, Rosemeire Souza ; MARTINS, M. L. ; TAKAHASHI, Haroldo K ; MARENGONI, Newton G ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Ocorrência de larvas de Eustrongylides sp. (Nematoda: Dioctophymatidae) em três espécies de peixe do rio Paraná, Presidente Epitácio, SP, Brasil.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • SANTOS, Rosemeire Souza ; MARTINS, M. L. ; MARENGONI, Newton G ; TAKAHASHI, Haroldo K ; ONAKA, Eduardo Makoto . Ocorrência de larvas de Contracaecum sp. (Nematoda: Anisakidae) em três espécies de peixe do rio Paraná, Presidente Epitácio, SP, Brasil.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, K. C. G. ; FENERICK JR, J. . Eficácia de paration metílico no controle de Lamproglena sp. (Crustacea: Copepoda) e seu efeito sobre a contagem diferencial de leucócitos e trombócitos em tilápia nilótica.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, K. C. G. ; BARBOSA, J. C. . Efeito de diflubenzuron a 25% sobre ectoparasitos e seus efeitos na contagem diferencial de leucócitos e trombócitos em peixes tropicais.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, K. C. G. ; BARBOSA, J. C. . Sensibilidade hematológica da carpa comum (Cyprinus carpio) ao sulfato de cobre monohidratado.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • BELLO, M. A. ; SCHALCH, S. H. C. ; MARTINS, M. L. ; SOARES, V. E. ; MORAES, Flávio Ruas de . Eficácia terapêutica do diflubenzuron am pacus juvenis Piaractus mesopotamicus, naturalmente infectados por Dolops sp.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 2002.

  • ONAKA, Eduardo Makoto ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Efeitos da infestação por Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Anacanthorinae) e do tratamento com mebendazol e levamisol sobre o hemograma de pacu, Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae).. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • ONAKA, Eduardo Makoto ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Eficácia de mebendazol e levamisol no controle de Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Anacanthorinae) parasitando brânquias de juvenis de pacu, Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae).. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • ONAKA, Eduardo Makoto ; FREITAS, J. B. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Influência da vitamina C na cicatrização e reparação tecidual em Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Characidae).. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • BOZZO, Fabiana Rizzi ; FERRAZ, S. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Efeito da inoculação com Aeromonas hidrophyla, tioglicolato e lipopolissacarídeo no eritrograma de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Characidae).. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; NAKAMURA, M. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Avaliação da fauna parasitária de helmintos monogenéticos em juvenis de pacus (Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887) suplementados com cromo na dieta e submetidos a duas densidades de estocagem. 1. Resultados preliminares.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • GARCIA, Fabiana ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Identificação de Urocleidoides sp. (Helmintos monogenóides) em Xiphophorus sp. de uma piscicultura de peixes ornamentais do município de Araraquara, São Paulo, Brasil.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • GARCIA, Fabiana ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Estudo da ocorrência de Trichodina sp. em Xiphophorus sp. de uma piscicultura de peixes ornamentais do município de Araraquara, São Paulo, Brasil.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • GARCIA, Fabiana ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Estudo da ocorrência de Ichthyophthirius multifiliis em Xiphophorus sp. de uma piscicultura de peixes ornamentais do município de Araraquara, São Paulo, Brasil.. In: III Encontro Latino-Americano e VII Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2002, Foz do Iguaçu, 28-31 de outubr, 2002.

  • MARTINS, M. L. ; PAIVA, A. M. F. C. ; GONÇALVES, A. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, Flávio Ruas de ; BOZZO, Fabiana Rizzi . Infecções parasitárias em peixes de água doce cultivados. II. Casos diagnosticados pelo Centro de Aqüicultura da Unesp, Jaboticabal, SP, Brasil. de 1999 a 2000. In: VII Congresso Ibérico de Parasitologia, 2001, Porto, Portugal. Acta Parasitológica Portuguesa. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Parasitologia, 2001. v. 8. p. 311-311.

  • MARTINS, M. L. ; FENERICK JR, Jaime ; BRAGA, F. M. S. . Prevalência e sazonalidade de Ichthyouris voltagrandensis (Nematoda: Pharyngodonidae) em Myleus tiete (Osteit]chthyes: Characidae) do Reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. In: VII Congresso Ibérico de Parasitologia, 2001, Porto, Portugal. Acta Parasitológica Portuguesa. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Parasitologia, 2001. v. 8. p. 149-149.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto . Henneguya garavelli, Myxobolus peculiaris (Myxozoa) e microsporídeos associados à mortalidade de Cyphocharax nagelli (Curimatidae) do Reservatório Rio do Peixe, São José do Rio Pardo, SP, Brasil. In: VII Congresso Ibérico de Parasitologia, 2001, Porto, Portugal. Acta Parasitológica Portuguesa. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Parasitologia, 2001. v. 8. p. 310-310.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; FENERICK JR, Jaime . Prevalência e sazonalidade de Henneguya souzai (Myxozoa: Myxobolidae) nas brânquias de Pimelodus maculatus (Siluridae) do Reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. In: VII Congresso Ibérico de Parasitologia, 2001, Porto, Portugal. Acta Parasitológica Portuguesa. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Parasitologia, 2001. v. 8. p. 199-199.

  • MARTINS, M. L. ; PAIVA, A. M. F. C. ; SCHALCH, S. H. C. ; COLOMBANO, N. C. . Prevalência e sazonalidade de Diplostomum sp. Nordmann, 1832 (Digenea: Diplostomatidae) em peixes do Reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. In: VII Congresso Ibérico de Parasitologia, 2001, Porto, Portugal. Acta Parasitológica Portuguesa. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Parasitologia, 2001. v. 8. p. 200-200.

  • SANTOS, Rosemeire Souza ; PIMENTA, F. D. A. ; TAKAHASHI, Haroldo K ; MARANGONI, N. G. ; MARTINS, M. L. . Prevalência de sazonalidade de Diplostomum sp. Nordmann, 1832 (Digenea: Diplostomatidae) em peixes do Rio Paraná, Brasil. In: VII Congresso Ibérico de Parasitologia, 2001, Porto, Portugal. Acta Parasitológica Portuguesa. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Parasitologia, 2001. v. 8. p. 201-201.

  • MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; FENERICK JR, Jaime . Prevalência e sazonalidade de Henneguya souzai (Myxozoa: MYxobolidae) nas brânquias de Pimelodus maculatus (Siluridae) do Reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. In: VII Congresso Ibérico de Parasitologia, 2001, Porto, Portugal. Acta Parasitológica Portuguesa. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Paraistologia, 2001. v. 8. p. 199-199.

  • SANTOS, Rosemeire Souza ; MARENGONI, Newton G ; PIMENTA, F. D. A. ; TAKAHASHI, Haroldo K ; MARTINS, M. L. . Recentes observações sobre a ocorrência de Diplostomum sp. Nordmann 1832 (Digenea: Diplostomidae) em tucunaré Cichla ocellaris Schneider, 1801 do rio Paraná.. In: XXII Congreso Brasileiro de Engenharia de Pesca, 2001, Foz do Iguaçu, 2001.

  • MARTINS, M. L. ; TAVARESDIAS, M. ; MORAES, Flávio Ruas de . Características hematológicas de teleósteos brasileiros. VI. Variáveis do piauçu Leporinus macrocephalus Garavello & Britski, 1988 (Anostomidae). In: XXI Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 2000, São Pedro, São Paulo, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Relação hepatossomática e esplenossomática em peixes teleósteos de cultivo intensivo. In: XXI Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 2000, São Pedro, São Paulo. Anais do XXI Encontro de Biólogos do CRB-1, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ANDRADE, P. M. ; TAVARESDIAS, M. . Recentes estudos sobre Neoechinorhynchus curemai (Acantocephala: Neoechinorhynchidae) em Prochilodus lineatus (Prochilodontidae) do Reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Oraganismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ONAKA, Eduardo Makoto ; QUINTANA, C. I. F. . Prevalência e histopatologia de Neoechinorhynchus curemai (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae) em Prochilodus lineatus (Prochilodontidae) do Reservatório de Volta Grande, MG, brasil. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis, SC. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; YOSHITOSHI, E. R. ; UMEKITA, H. . Ichthyouris voltagrandensis (Nematoda: Pharyngodonidae) parasito do pacu manteiga, Myleus tiete (Characidae) do Reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2000.

  • SOUZA, V. N. ; KRONKA, S. N. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Metodologia de infecção experimental e do grau de susceptibilidade de tambacu e piauçu a quatro inóculos de trofozoítos de Ichthyophthirius multifiliis Fouquet, 1876. In: II ELAPOA-EWncontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; FENERICK JR, Jaime ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Acompanhamento parasitológico de pesque-pagues dos municípios de Guariba e Barrinha, SP. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Estudo parasitológico em peixes oriundos de pesque-pague do município de Franca, SP, Brasil. I. Protozoários. In: II ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Anais do II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Estudo parasitológico em peixes oriundos de pesque-pagues do município de Franca, SP, Brasil. II. Metazoários. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organimos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; NOMURA, Daniela Takahashi . Hematologia de teleósteos Brasileiros com infecção parasitária.IV. Características do piauçu, Leporinus macrocephalus (Anostomidae) infectado com anisaquídeos. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • FENERICK JR, Jaime ; MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MORAES, Flávio Ruas de ; ONAKA, Eduardo Makoto . Eficácia da adição de extrato de alho na ração no controle de monogenéticos parasitos de pacu Piaractus mesopotamicus. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • BOZZO, Fabiana Rizzi ; BRUM, C. D. ; MARTINS, M. L. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; MORAES, Flávio Ruas de ; ONAKA, Eduardo Makoto . Efeito da adição de alho na ração sobre parâmetros hematológicos em pacus Piaractus mesopotamicus. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; FENERICK JR, Jaime ; MARTINS, M. L. . Controle de crustáceos e monogenéticos parasitos de piauçu Leporinus macrocephalus Garavello & Britski, 1988 com Dimilin. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • PETRIC, M. C. ; MALHEIROS, E. B. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; ONAKA, Eduardo Makoto . Efeito estimulador da vitamina C sobre a formação de gigantócitos em lamínulas de vidro implantadas no tecido subcutâneo de Piaractus mesopotamicus. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • PETRIC, M. C. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MORAES, J. R. E. . Formação de gigantócitos em lamínulas de vidro implantadas no tecido subcutâneo de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Characidae). In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, J. R. E. . Falha na resposta do cortisol em pacus Piaractus mesopotamicus submetidos ao estresse consecutivo de captura injetados com salina ou carragenina. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Avaliação da resposta inflamatória induzida pela carragenina em pacus Piaractus mesopotamicus submetidos ao estresse consecutivo de captura. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patlogistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; KRONKA, S. N. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Hematologia de tele[osteos brasileiros com infecção parasitária. IV. Variáveis de quatro espécies cultivadas em pesque-pagues do município de Franca, SP, Brasil. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • BRUM, C. D. ; MIYAZAKI, Danilo Makoto Yamagushi ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MARTINS, M. L. ; YOSHITOSHI, E. R. ; UMEKITA, H. . Avaliação do nível de amônia e consumo de oxigênio em pacus Piaractus mesopotamicus e carpas Cyprinus carpio de diferentes idades. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • TAVARESDIAS, M. ; KRONKA, S. N. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Fator de condição e relação hepato e esplenossomática em teleósteos de água doce naturalmente parasitados. In: II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; QUINTANA, C. I. F. ; ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, Flávio Ruas de . Prevalência e histopatologia de Neoechinorhynchus curemai (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae) em Prochilodus lineatus (Prochilodontidae) do reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. In: II ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis, 3 a 6 outubro. Anais do II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organsimos Aquáticos. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2000.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; ANDRADE, P. M. ; TAVARESDIAS, M. . Recentes estudos sobre Neoechinorhynchus curemai (Acanthocephala: Neoechinorhynchidae) em Prochilodus lineatus (Prochilodontidae) do reservatório de Volta Grande, MG, Brasil. In: II ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2000, Florianópolis, 3 a 6 outubro. Anais do II ELAPOA-Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos e VI ENBRAPOA-Encontro Brasileiro de Patologistas de Organsimos Aquáticos. Florianópolis: UFSC, 2000.

  • ONAKA, Eduardo Makoto ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. ; CASTAGNOLLI, K. C. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi . Efeito da conjugação de mebendazole, levamizole e diflubenzuron para controle de helmintos monogenóides parasitos de carpa, Cyprinus carpio.. In: XI Seminário Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 1999, Salvador, BA, 24 a 28 outubro, 1999.

  • ONAKA, Eduardo Makoto ; SCHALCH, S. H. C. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Adição de sulfóxido de albendazole e praziquantel na ração de pacu, Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887. Efeitos sobre helmintos monogenóides parasitos de brânquias e em parâmetros hematológicos.. In: XI Seminário Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 1999, Salvador, BA, 24 a 28 outubro, 1999.

  • TAVARESDIAS, M. ; SCHALCH, S. H. C. ; SILVA, É. D. E. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Características hematológicas de Oreochromis niloticus e Tilapia rendalli (Cichlidae) cultivadas intensivamente em pesque-pague de Franca, SP. In: XX Encontro de Biólogos de CRB-1, 1999, São Carlos, São Paulo. Anais do XX Encontro de Biólogos do CRB-1. São Carlos: Universidade Federal de São Carlos, 1999. v. Único.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, J. R. E. ; ANDRADE, P. M. ; SCHALCH, S. H. C. ; MORAES, Flávio Ruas de . Infecção por Piscinoodinium sp (Dinoflagellida) em peixes cultivados na região de Jaboticabal, SP.. In: XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998, Recife, PE, 8 a 13 fevereiro. Resumos- XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998. p. 27-27.

  • FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MARTINS, M. L. ; MORAES, J. R. E. ; MORAES, Flávio Ruas de . Helmintofauna da corvina de água doce, Plagioscion squamosissimus Heckel, 1840. Monogenea e Digenea.. In: XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998, Recife, PE, 8 a 13 fevereiro. Resumos- XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998. p. 27-27.

  • SOUZA, V. N. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, J. R. E. ; MORAES, Flávio Ruas de . Infecção branquial de Leporinus sp por Henneguya sp (Myxozoa: Myxobolidae) . Morfometria, Histopatologia e tratamento.. In: XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998, Recife, PE, 8 a 13 fevereiro. Resumos- XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998. p. 28-28.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; KRONKA, S. N. . Efeitos da argulose e do tratamento com Triclorfon 500 sobre parâmetros hematológicos em Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887) (Osteichthyes: Characidae).. In: XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998, Recife, PE, 8 a 13 fevereiro. Resumos- XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998. p. 22-22.

  • MARTINS, M. L. ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; MORAES, Flávio Ruas de ; ANDRADE, P. M. ; NASCIMENTO, Adjair Antonio Do ; MALHEIROS, E. B. . Helmintofauna da corvina de água doce, Plagioscion squamosissimus Heckel, 1840. Larvas de nematóides.. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 96-96.

  • ONAKA, Eduardo Makoto ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Eficácia antiparasitária de albendazol e praziquantel sobre monogenéticos de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae).. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 50-50.

  • ONAKA, Eduardo Makoto ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de . Parâmetros hematológicos do pacu Piartactus mesopotamicus Holmberg, 1887 submetidos a tratamento com albendazol e praziquantel.. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998.

  • SCHALCH, S. H. C. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; SILVA, E. D. E. . Dados ictiopatológicos em pesque- pague do município de Guariba, SP.. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos., 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 97-97.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; SILVA, E. D. E. ; ONAKA, Eduardo Makoto . Eficácia de mebendazol sobre monogenéticos de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae).. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 60-60.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; SCHALCH, S. H. C. ; MORAES, Flávio Ruas de . Parâmetros hematológicos de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae) submetidos a tratamento com sulfato de cobre.. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 40-40.

  • TAVARESDIAS, M. ; MARTINS, M. L. ; SCHALCH, S. H. C. ; MORAES, Flávio Ruas de . Características hematológicas de teleósteos brasileiros com infestação parasitária. I. Parâmetros do piauçu, Leporinus macrocephalus Garavelo & Britski, 1988 (Osteichthyes: Anostomidae).. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 37-37.

  • SILVA, É. D. E. ; TAVARESDIAS, M. ; SCHALCH, S. H. C. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; PERECIN, D. . Características hematológicas de teleósteos brasileiros com infestação parasitária. II. Parâmetros do Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae).. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 38-38.

  • TAVARESDIAS, M. ; RODRIGUES, C. A. P. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MARTINS, M. L. ; SANTANA, A. E. . Efeitos da ictioftiríase branquial e da saprolegniose sobre parâmetros hematológicos de Oreochromis niloticus (Osteichthyes: Cichlidae).. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 36-36.

  • ANDRADE, P. M. ; CAETANO, F. ; MARTINS, M. L. . Aplicação de uma nova medida de agregação de parasitos, o índice de discrepância em sistemas hospedeiro-parasito.. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organimos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 91-91.

  • ANDRADE, P. M. ; CAETANO, F. ; MARTINS, M. L. . Sazonalidade na prevalência de larvas de Anisakidae (Nematoda) em tucunarés Cichla cf. ocellaris (Perciformes: Cichlidae) numa baía do rio Piquiri.. In: V ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos e I ELAPOA- Encontro Latino-Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, PR, 21 a 24 setembro. Resumos do V ENBRAPOA e I ELAPOA, 1998. p. 89-89.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA, V. N. . Myxobolus sp. (Myxozoa: Myxobolidae) proveniente de tambacus e lambaris de criação comercial.. In: 8 Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 1997, Cuiabá, MT, 23 a 27 março, 1997.

  • MARTINS, M. L. ; ROMERO, N. G. . Estudo integrado parasitologico e histopatologico dos efeitos de parasitos em brânquias de peixes cultivados.. In: XXI Congresso Brasileiro de Zoologia, 1996, Porto Alegre, RS, 5 a 9 fevere. Anais do XXI Congresso Brasileiro de Zoologia, 1996. p. 17-17.

  • SOUZA, V. N. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; HATAKA, A. ; COSTA, A. J. ; MORAES, Flávio Ruas de . Susceptibilidade natural de Piaractus mesopotamicus (pacu), tambacus, Colossoma macropomum (tambaqui) e Cyprinus carpio (carpa) à infestação por mixosporídeos.. In: IV ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos, 1996, Pirassununga, SP, 15 a 17 julh. Anais do IV ENBRAPOA, 1996.

  • ANDRADE, P. M. ; MARTINS, M. L. ; MORAES, J. R. E. ; COSTA, A. J. ; MORAES, Flávio Ruas de . Surtos de alta mortalidade por ictioftiríase branquial em peixes cultivados.. In: IV ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos, 1996, Pirassununga, SP, 15 a 17 julh. Anais do IV ENBRAPOA, 1996.

  • MARTINS, M. L. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MORAES, J. R. E. ; TORRES, H. A. ; HATAKA, A. ; NAKANISHI, L. I. T. . Levantamento de doenças diagnosticadas pelo Centro de Aquicultura da UNESP, Jaboticabal, SP.. In: IX SIMBRAQ- Simpósio Brasileiro de Aquicultura, 1996, Sete Lagoas, MG, 29 a 31 outub. Anais do IX SIMBRAQ, 1996.

  • ANDRADE, P. M. ; TORRES, H. A. ; MARTINS, M. L. ; SOUZA JR, F. L. . Helmintofauna do mandi, Pimelodus maculatus Lacepede, 1803.. In: IX SIMBRAQ- Simpósio Brasileiro de Aquicultura, 1996, Sete Lagoas, MG, 29 a 31 outub. Anais do IX SIMBRAQ, 1996.

  • SOUZA, M. L. R. ; MARTINS, M. L. ; SANTOS, J. M. ; DOURADO, D. M. . Microscopia eletrônica de varredura de alguns parasitos em brânquias de peixes.. In: XV Congresso Panamericano de Ciências Veterinárias, 1996, Campo Grande, MS, 21 a 25 outu. Anais do XV Congresso Panamericano de Ciências Veterinárias, 1996.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA JR, F. L. . Controle de crustáceos parasitos de girinos de Rana catesbeiana Shaw, 1802.. In: First International Meeting on Frog Research and Technology & VIII ENAR- Encontro Nacional de Ranicultura., 1995, Viçosa, MG, 3 a 8 fevereiro. Anais do First International Meeting on Frog Research and Technology & VIII ENAR, 1995.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA JR, F. L. . Contaminação experimental em girinos de Rana catesbeiana Shaw, 1802 por copepoditos de Lernaea cyprinacea Linnaeus, 1758 (Copepoda: Lernaeidae).. In: First International Meeting on Frog Research and Technology & VIII ENAR- Encontro Nacional de Ranicultura., 1995, Viçosa, MG, 3 a 8 fevereiro. Anais do First International Meeting on Frog Research and Technology & VIII ENAR, 1995.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. . Longibucca catesbeianae Souza Jr., Artigas e Martins (Nematoda: Cylindrocorporidae) parasito do estômago de rã-touro, Rana catesbeiana Shaw, 1802: origem e importância.. In: First International Meeting on Frog Research and Technology & VIII ENAR- Encontro Nacional de Ranicultura., 1995, Viçosa, MG, 3 a 8 fevereiro. Anais do First International Meeting on Frog Research and Technology & VIII ENAR, 1995.

  • MARTINS, M. L. ; CASTAGNOLLI, Newton ; ZUIM, S. M. F. ; URBINATI, Elisabeth Criscuolo . Influência de diferentes níveis de vitamina C na ração sobre parâmetros hematológicos de alevinos de Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887.. In: II Semana sobre Histologia de Peixes, 1995, Jaboticabal, SP, 17 a 21 julho. Anais da II Semana sobre Histologia de Peixes, 1995. p. 124-124.

  • MARTINS, M. L. ; SOUZA, V. N. ; MORAES, Flávio Ruas de ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; COSTA, A. J. . Mixosporidiose branquial em Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (pacu). Características comportamentais, anatomopatológicas e patogenicidade.. In: XIV Congresso Brasileiro de Parasitologia, 1995, Goiás, 1 a 4 agosto. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Parasitologia, 1995.

  • CASTAGNOLLI, Newton ; MARTINS, M. L. ; KRONKA, S. N. . Efeito da suplementação de vitamina C na nutrição do pacu, Piaractus mesopotamicus Holberg, 1887.. In: VIII SIMBRAQ- Simpósio Brasileiro de Aquicultura e III ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos., 1994, Piracicaba, SP, 11 a 14 outubr. Anais do VII SIMBRAQ e III ENBRAPOA, 1994.

  • MARTINS, M. L. . Histopatologia da deficiência de ácido ascórbico em alevinos de Piaractus mesopotamicus Holberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae).. In: VIII SIMBRAQ- Simpósio Brasileiro de Aquicultura e III ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1994, Piracicaba, SP, 11 a 14 outubr. Anais do VIII SIMBRAQ e III ENBRAPOA, 1994.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. . Parasitismo de leptodactilídeos silvestres capturados em ranário comercial do Estado de São Paulo por vermes cosmocercídeos (Nematoda: Kathlaniidae).. In: 7 Encontro Nacional de Ranicultura (ENAR), 1992, Rio de Janeiro, 6 a 9 de abril. Anais do 7 Encontro Nacional de Ranicultura, 1992.

  • MARTINS, M. L. ; URBINATI, Elisabeth Criscuolo ; MONTREZOR, L. H. . Rondonia rondoni Travassos, 1919 (Nematoda: Atractidae) parasito de pacu (Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887) (Osteichthyes: Characidae) de tanques de piscicultura da UNESP, Jaboticabal, São Paulo.. In: VII SIMBRAQ- Simpósio Brasileiro de Aquicultura e II ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos, 1992, Peruíbe, SP, 27 a 30 de outubr. Anais do VII SIMBRAQ e II ENBRAPOA, 1992.

  • MARTINS, M. L. ; MACHADO, J. O. . Efeito de injeção em carpas, de células de Saprolegnia e de bactéria isoladas de peixes infestados por Lernaea sp. (Crustacea: Copepoda).. In: VII SIMBRAQ-Simpósio Brasileiro de Aquicultura e II ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquático., 1992, Peruíbe, SP, 27 a 30 de outubr. Anais do VII SIMBRAQ e II ENBRAPOA, 1992.

  • MARTINS, M. L. ; GARCIA, M. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; MORAES, Flávio Ruas de . Hiporreatividade celular na peritonite aguda induzida pela carragenina em rã-touro gigante (Rana catesbeiana Shaw, 1802).. In: VII SIMBRAQ- Simpósio Brasileiro de Aquicultura e II ENBRAPOA- Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos., 1992, Peruíbe, SP, 27 a 30 de outubr. Anais do VII SIMBRAQ e II ENBRAPOA, 1992.

  • MARTINS, M. L. ; HARA, C. M. ; GARCIA, M. ; MORAES, Julieta Rodini Engracia de ; ARDISSON, F. A. ; CAMPOS, M. I. Y. ; MORAES, Flávio Ruas de . Estudo filogenético da peritonite induzida pela carragenina em ratos, aves e rãs.. In: 14 Encontro de Pesquisas Veterinárias, UNESP, 1992, Jaboticabal, SP, 19 e 20 novem. Anais do 14 Encontro de Pesquisas Veterinárias da UNESP, 1992.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. ; SOUZA, C. W. O. . Gyrinicola chabaudi Araujo & Artigas, 1982 (Nematoda: Pharyngodonidae): aspectos morfobiométricos de exemplares adultos coletados em formas imaturas de anfíbios.. In: XII Congresso das Sociedade Brasileira de Parasitologia, 1991, São Paulo, 7 a 10 de agosto. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 1991. v. 33. p. 61-61.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. . Gyrinicola chabaudi Araujo & Artigas, 1982 (Nematoda: Pharyngodonidae): estudo do desenvolvimento pós-embrionário de exemplares coletados em formas imaturas de anfíbios.. In: XII Congresso da Sociedade Brasileira de Parasitologia, 1991, São Paulo, 7 a 10 de agosto. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 1991. v. 33. p. 61-61.

  • SOUZA JR, F. L. ; ARTIGAS, P. T. ; MARTINS, M. L. ; SOUZA, Clóvis Wesley Oliveira de . Longibucca catesbeianae sp.n. (Nematoda: Cylindrocorporidae) parasito do estômago de rã-touro gigante (Rana catesbeiana Shaw, 1802).. In: I Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos (ENBRAPOA), 1990, São Paulo, 15 a 19 de outubro. Anais do I Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos, 1990. p. 34-34.

  • SOUZA, Clóvis Wesley Oliveira de ; MACRUZ, R. ; MARTINS, M. L. ; SOUZA JR, F. L. . Ocorrência de lesões cutâneas na região do crânio de imagos de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802). Histopatologia.. In: I Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos (ANBRAPOA), 1990, São Paulo, 15 a 19 de outubro. Anais do I Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos, 1990. p. 31-31.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. ; SOUZA, Clóvis Wesley Oliveira de ; MACRUZ, R. . Obstrução de uretéres de Hyla albomarginata por Dero sp. (Oligochaeta: Naididae).. In: I Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquáticos (ENBRAPOA), 1990, São Paulo, 15 a 19 de outubro. Anais do I Encontro Brasileiro de Patologia de Organismos Aquaticos, 1990. p. 35-35.

  • J, F. L. S. ; MARTINS, M. L. . Gyrinicola chabaudi Araujo e Artigas, 1982 (Nematoda: Pharyngodonidae). Aspectosdo desenvolvimento pósembrionário de exemplares adultos coletados em formas imaturas de anfíbios.. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo , São Paulo, v. 33, n.8, p. 61, 1991.

  • SOUZA JR, F. L. ; MARTINS, M. L. . Gyrinicola chabaudi Araujo e Artigas, 1982 (Nematoda: Pharyngodonidae). Aspectos morfobiométricos de exemplares adultos coletados em formas imaturas de anfíbios. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo , São Paulo, v. 33, n.8, p. 61, 1991.

  • MARTINS, M. L. . Técnicas de diagnósticos e profilaxia em piscicultura.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARCHIORI, N. ; MARTINS, M. L. ; VENTURA A.S. ; BAMPI D. ; PASETO, A. ; FONTANELLA S. . Parásitos de peces como indicadores de calidad ambiental.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARCHIORI, N. ; MARTINS, M. L. ; PÁDUA S.B. de . Trichodinidae en peces de agua dulce de Brasil.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MARTINS, M. L. . Enfermidades de jundiá Rhamdia quelen (Painel Sanidade e Imunologia). 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MARTINS, M. L. ; MARCHIORI, N. ; LACERDA, A.C.F. ; RAMOS C.O. . Estado da arte da sanidade de peixes selvagens e cultivados no Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MARTINS, M. L. ; XU, D-H ; SHOEMAKER, C.A. ; KLESIUS, P.H. . Coinfection by Edwardsiella ictaluri and Ichthyophthirius multifiliis affects hematology and survival in channel catfish Ictalurus punctatus. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • MARTINS, M. L. ; ISHIKAWA, M. Y. ; HISANO H. ; PEREIRA, A.M.L. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas . Sanidade de espécies aquícolas.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MARTINS, M. L. ; PEREIRA, A.M.L. ; ISHIKAWA, M. Y. ; HISANO H. . Estado Sanitário de Oragnismos Aquáticos Cultivados. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MARTINS, M. L. . Trichodinids in the Brazilian cultivated fish.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MARTINS, M. L. . Parasites communities from Nile tilapia cultured in South Brazil.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MARTINS, M. L. . Atividades do projeto componente vinculado ao Macroprograma 1-EMBRAPA-AQUABRASIL. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MARTINS, M. L. . Identificação de agentes etiológicos em tilápia, tambaqui e pintado-Plano de ação 04. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; FEZER G. ; BUGLIONE NETO, Celso C. ; GARCIA, P. ; SILVA B.C. ; BEZERRA, Adolfo Jatobá Medeiros ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento . Isolamento e infecção experimental de Vibrio alginolyticus em cavalo-marinho, Hippocampus reidi Ginsburg, 1933 (Osteichthyes: Syngnathidae) no Brasil. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MARTINS, M. L. . O impacto da síndrome da mancha branca em camarão marinho de cultivo: sinais da doença, diagnóstico e controle. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MARTINS, M. L. . Tricodinideos em peixes cultivados brasileiros. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MARTINS, M. L. . Ictioparasitologia: histologia, tratamento, patologia, taxonomia e métodos de investigação. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MARTINS, M. L. . Comunidades de parasitos em tilápia do Nilo no Sul do Brasil. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SPECK, G.M. ; Jatoba AMB ; SILVA B.C. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; MARTINS, M. L. . Hematologia de jundiás Rhamdia quelen alimentados com dietas suplementadas com probiótico. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FIGUEIREDO A.B. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; CHAVES, F. C. M. ; MARTINS, MAURICIO LATERÇA . Efeito de oleos essenciais de alfavaca-cravo e gengibre em tilapias-do-Nilo desafiadas com Streptococcus agalactiae.. Manaus: Embrapa Amazonia Ocidental, 2017 (Documentos 137 EMBRAPA).

  • ISHIKAWA, M. M. ; MARQUES, D. K. S. ; SANTOS, J. S. ; VENTURA A.S. ; PÁDUA S.B. de ; SILVA, T. S. C. ; MARTINS, M. L. . Recomendações para redução da mortalidade na estocagem de tuviras em isqueiros.. Dourados, MS: EMBRAPA Agropecuária Oeste, 2014 (Circular Técnica EMBRAPA).

  • ISHIKAWA, M. M. ; PÁDUA S.B. de ; VENTURA A.S. ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; RUSSO, M. R. ; MAUAD J.R.C. ; MARTINS, M. L. . Biologia e estratégias na sanidade de alevinos de bagres carnívoros. Mato Grosso do Sul: EMBRAPA Agropecuária Oeste, 2012 (Documentos 115 EMBRAPA).

  • JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; ISHIKAWA, M. M. ; VENTURA A.S. ; Tavares-Dias . Métodos para coleta de parasitos de peixes.. Macapá, Amapá: EMBRAPA, 2011 (Circular Técnica 39 EMBRAPA).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

MARTINS, M. L. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM). 2010.

MARTINS, M. L. . Auxílio à Reunião Científica. 2008.

MARTINS, M. L. . Apoio à Atividades de Pesquisa. 2008.

SADO RY ; MARTINS, M. L. . Processo 05/51967-2. 2008.

MARTINS, M. L. . Riscos potenciais de poluentes ambientais e quimioterápicos sobre o sistema imunológico e resistência a doenças em peixes neotropicais. 2007.

HOSHIDA, Márcio Aquio ; MARTINS, M. L. . Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, PIBIC/CNPq/UNESP. 2003.

ISHIKAWA, M.M ; PÁDUA, S.B. ; VENTURA A.S. ; JERÔNIMO, G.T. ; RUSSO, M. R. ; MAUAD J.R.C. ; MARTINS, M. L. . Biologia e estratégias na sanidade de alevinos de bagres carnívoros.. 2012.

MARTINS, M. L. . Programa de apoio a Núcleos Emergentes de Pesquisa - PRONEM Edital FAPEPI CNPq 008/2018. 2018.

MARTINS, M. L. . Parecer em Documento EMBRAPA - Comitê local de publicações EMBRAPA Amapá. 2017.

MARTINS, M. L. . PIBIC-CNPq Instituto Federal Catarinense - Editais Propi. 2017.

MARTINS, M. L. . PIBIC-CNPq Instituto Federal Catarinense - Editais Propi. 2017.

MARTINS, M L . Fundação do Amparo a Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE) - BIC - 0181 - 5.06 - 17. 2017.

MARTINS, M. L. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (FAPEMAT). 2017.

MARTINS, M. L. ; SILVA, F. M. S. . Fundação do Amparo a Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE) Idade e crescimento do jaguar (Parachromis managuensis) na bacia do rio Pajeú (Açude do Saco), sertão de Pernambuco.. 2016.

NOSCHESI, A. G. P. ; MARTINS, M. L. . Terapéutica e inocuidad alimentaria del uso racional de florfenicol en el cultivo de esturiones.. 2016.

MARTINS, M. S. A. ; MARTINS, M. L. ; MALTA, J. C. O. . Diversidade da fauna de metazoários parasitos de Pimelodus blochii Valenciennes, 1840 (Siluriformes: Pimelodidae) de um lago de várzea da Amazônia brasileira.. 2016.

MARTINS, M. L. . Agentes patogênicos de tambaquis criados na região de Rio Preto da Eva, Estado do Amazonas.. 2016.

MARTINS, M. L. . Protocolos para emprego de óleos essenciais no controle de monogenoides parasitos de brânquias de peixes.. 2015.

FUGIMURA, M. ; MARTINS, M. L. . Uso do sistema de bioflocos na produção de tambaqui (Colossoma macropomum) no estado do Amazonas.. 2014.

GOMES, E. A. ; MALTA, J. C. O. ; MARTINS, M. L. . Biodiversidade das espécies parasitas de peixes da ordem Characiformes de fiderentes níveis tróficos: detritívoro Prochilodus nigricans Spix & Agassiz, 1829; herbívoro Mylossoma duriventre (Cuvier, 1818) e onívoro Chalceus erythrurus (Cope, 1870) de lagos de várzea da bacia do rio Solimões na Amazônia Central.. 2014.

MARTINS, M. L. . Fundação de Amparo à Pesquisa do estado da Bahia (FAPESB).. 2014.

CORRAL, A. C. T. ; AFFONSO, Elizabeth Gusmão ; MARTINS, M. L. . Uso do óleo dilapiol (Ppiper aduncum) na ração para o controle de endoparasitos de pirarucu (Aarapaima gigas, Sschinz, 1822). 2013.

Martins, ML. . Princípios básicos de sanidade de peixes. 2013.

MARTINS, M. L. ; LOPES, F. F. . Parasitos de peixes como indicadores da qualidade ambiental do rio Cachoeira, BA.. 2013.

MARTINS, M. L. ; TAKEMOTO, Ricardo Massato ; PAVANELLI, Gilberto Cesar ; EIRAS J.C. . Parasitas de peixes de água doce do Brasil.. 2013.

SANTOS C.P. ; BORGES J.N. ; MARTINS, M. L. . Heterophyidae (Trematoda) parasitos de peixes do Rio de Janeiro: perfil genético, imunoenzimático e morfológico.. 2012.

MARTINS, M. L. . Coordenação de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior (CAPES). 2011.

MARTINS, M. L. . Coordenação de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior (CAPES). 2010.

BORDINHON A ; MARTINS, M. L. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM). 2008.

MARTINS, M. L. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). 2007.

MARTINS, M. L. . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). 2007.

MARTINS, M L . Sanidade de peixes na piscicultura nacional: identificação, distribuição, transmissão e fatores de risco de doenças em populações de peixes. 2019. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M L . Avanços em sanidade de peixes na piscicultura nacional: identificação, distribuição, transmissão e fatores de risco de doenças.. 2018. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M L ; SANTOS, M. A. . Subproposta 1: Estudos sanitários na piscicultura ornamental da região Sul do Brasil.. 2017. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M L ; FUJIMOTO, Rodrigo Yudi ; SOUSA, N. C. . Subproposta 1: Estudos sanitários na piscicultura ornamental das regiões Sul, Norte e Nordeste do Brasil.. 2017. (Relatório de pesquisa).

STECKERT, L. D. ; MARTINS, M L . Subproposta 2 ? Estudos sanitários em peixes para consumo humano no estado de Santa Catarina.. 2017. (Relatório de pesquisa).

TANCREDO, K.R. ; MARTINS, M L . Subproposta 3: Dinâmica de especificidade de hospedeiro em parasitos Monogenea.. 2017. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M L . Manejo e uso de cefalópodes, peixes e anfíbios em pesquisa.. 2017. (Relatório de pesquisa).

JESUS, E. C. ; CARDOSO, L. ; FERREIRA, T. H. ; MARTINS, M. L. ; RODRIGUES, M. D. N. . Braga nasuta (Cymothoidae): an ectoparasite of the Giant Amazonian fish Arapaima gigas (Osteoglossidae) fingerlings cultured in the Amazon region in Northern Brazil.. 2017. (Figura de capa Acta Scientiarum Biological Sciences (FI=0,35)).

MARTINS, M. L. ; KENT, M. L. . Estudos com tratamento e controle de infecções por microsporídeos e nematoides em peixes utilizando o zebrafish Danio rerio como modelo.. 2016. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; MARCHIORI, N. C. ; BITTENCOURT, L. S. ; TAVARES-DIAS, M. . A new species of Tripartiella (Ciliophora: Trichodinidae) from Aequidens tetramerus (Perciformes: Cichlidae) in north Brazil.. 2016. (Figura de capa Brazilian Journal of Biology (FI=0.783)).

HASHIMOTO, G. S. O. ; MARCHIORI, N. C. ; PÁDUA, S.B. ; ISHIKAWA, M. M. ; ESQUIVEL, J. ; MARTINS, M. L. . A new species of Trichodina Ehrenberg, 1830 (Ciliophora: Trichodinidae) from Rhamdia quelen (Siluriformes: Heptapteridae) and Gymnotus sp. (Teleostei: Gymnotidae) in Brazil.. 2016. (Figura de capa Acta Parasitologica (FI=0,905)).

MARTINS, M. L. . Avanços em Sanidade de Peixes e Aprimoramento de Técnicas Parasitológicas: Produção de vacina para surubim (Pseudoplatystoma corruscans x P. fasciatum), microhabitat e parasitos de peixes como indicadores de qualidade ambiental.. 2015. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; NUNES, G. C. ; JERÔNIMO, G.T. ; MADI, R. R. ; MARQUES, M. N. ; VALLADÃO G.M.R. ; GONÇALVES, E.L.T. . Relação entre elementos traço e parasitismo em tilápia do nilo mantida em diferentes sistemas de cultivo.. 2015. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; SOARES, J. P. R. ; JESUS G.F.A. ; GONÇALVES, E.L.T. ; MORAES, K. N. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; BELLO, M. A. ; MOURINO, J. L. P. ; Jatobá, A. . Resposta inflamatória aguda e parâmetros hemato-imunológicos de tilápia do Nilo suplementada com Lippia alba na ração.. 2015. (Relatório de pesquisa).

ISHIKAWA, M.M ; MARQUES, D. K. S. ; SANTOS, J. S. ; VENTURA A.S. ; PÁDUA, S.B. ; SILVA, T. S. C. ; MARTINS, M. L. . Recomendações para redução da mortalidade na estocagem de tuviras em isqueiros.. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Circular Técnica EMBRAPA).

MARTINS, M. L. ; TANCREDO, KAREN ; HASHIMOTO, G. ; GONÇALVES, E.L.T. ; BRUM, A. ; CARDOSO, L. ; GARCIA, P. . Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824). 2014. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; ROSA, J. R. . Avanços em Sanidade de Peixes e Aprimoramento de Técnicas Parasitológicas: Produção de vacina para surubim (Pseudoplatystoma corruscans x P. fasciatum), microhabitat e parasitos de peixes como indicadores de qualidade ambiental.. 2014. (Relatório de pesquisa).

CADORIN, D. I. ; MARTINS, M. L. ; HASHIMOTO, G. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; CHAVES, F. C. M. ; BRUM, A. . Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos para Oreochomis niloticus. 2014. (Relatório de pesquisa).

MAKOWIECKY, O. ; MARTINS, M. L. ; BRUM, A. ; CHAGAS, Edsandra Campos ; CHAVES, F. C. M. ; HASHIMOTO, G. . Avaliação do efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de Oreochromis niloticus. 2014. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; AFFONSO, Elizabeth Gusmão ; ARAUJO, C. S. O. . Ictiopatologia (AQ 206). 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

MARTINS, M. L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; Silva, B. C. da ; ROSA, J. R. ; Pereira, Gabriella V. . Prevenção à septicemia hemorrágica em surubins híbridos utilizando vacina e probiótico.. 2013. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; BERETA JUNIOR, J. G. S. ; LACERDA, A.C.F. ; GARCIA, P. ; STALLBOHM, R. . Histopatologia de peixes como biomarcadores de qualidade ambiental ao longo do Rio Sangradouro, Ilha de Santa Catarina.. 2013. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. . Técnicas ém sanidade de peixes - PROCAD/CAPES. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

MARTINS, M. L. . Buenas prácticas de manejo en acuicultura y enfermedades de peces. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

ISHIKAWA, M. M. ; PÁDUA, S. B. ; VENTURA A.S. ; JERÔNIMO, G.T. ; RUSSO, M. R. ; MAUAD J.R.C. ; MARTINS, M. L. . Biologia e estratégias na sanidade de alevinos de bagres carnívoros.. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Documentos 115 EMBRAPA).

MARTINS, M. L. ; MARCHIORI, N. ; ROUMBEDAKIS K ; TANCREDO, K.R. ; GARCIA, P. ; DOTTA, Geovana ; FIGUEIREDO A.B. ; LEDIC NETO J. . Parasitos de peixes e técnicas complementares como indicadores de qualidade ambiental: comparação entre local poluído e não poluído no rio da Madre e viveiros de piscicultura em Santa Catarina.. 2012. (Relatório de pesquisa).

MIRANDA L.H. ; MARCHIORI, N. C. ; ALFARO C.R. ; MARTINS, M. L. . First record of Trichodina heterodentata (Ciliophora: Trichodinidae) from Arapaima gigas cultivated in Peru.. 2012. (Artigo de capa Acta Amazonica 42 (3)(FI=0.3421)).

MARTINS, M. L. ; GONÇALVES, E.L.T. . Modelos preditivos como ferramentas para estimar a quantidade de protozoários parasitos de peixes.. 2011. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; ROUMBEDAKIS K . Variação sazonal nos parâmetros hematológicos e parasitológicos da garoupa verdadeira Epinephelus marginatus (Lowe, 1834) (Teleostei: Serranidae) selvagem e cultivada em Ubatuba, São Paulo, Brasil. 2011. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; MAGALHÃES, Aimê Rachel ; SÜHNEL S. . Diagnóstico de enfermidades e aspectos imunológicos de bivalves de importância comercial.. 2011. (Relatório de pesquisa).

BAMPI D. ; CECHINEL, Marcelo Mazzuco ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; SÁ A.R.S. de ; SPECK, G.M. ; GONÇALVES, E.L.T. ; HOPPE R. ; SCHAPPO, C. L. ; MARTINS, M. L. . Variação sazonal na parasitofauna de tilápia em diferentes regiões do Estado de Santa Catarina. 2010. (Relatório de pesquisa).

SPECK, G.M. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Jatoba AMB ; SILVA B.C. ; ZANIBONI FILHO, Evoy ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. . Parâmetros hematológicos e imunológicos de Rhamdia quelen experimentalmente infectado com Aeromonas hydrophila alimentado com ração suplementada com probiótico. 2010. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; SILVA B.C. . Septicemia hemorrágica em surubim híbrido (Pseudoplatystoma corruscans x P. fasciatum) causada por Aeromonas hydrophila. 2010. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. . Ictioparasitology: histology, treatment, pathology, taxonomy and methods of research.. 2009. .

BAILONE, R.L. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira ; VIEIRA, Felipe Do Nascimento ; Jatoba AMB ; SILVA B.C. ; PEDROTTI, Fabíola Santiago ; MARTINS, M. L. . Efeito de vacina polivalente sobre os parâmetros hematológicos e imunológicos em tilápia do Nilo desafiada com Aeromonas hydrophila. 2009. (Relatório de pesquisa).

ADAMANTE, Washington B ; AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; GHIRALDELLI, Luciana ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; YAMASHITA, Marcela Maia ; PIAZZA, Rômi Sharon ; FRANCISCO, Claire Juliana ; MARTINS, M. L. . Fauna parasitológica de peixes mantidos em sistema de cultivo integrado e intensivo no Estado de Santa Catarina, Brasil. 2008. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. . Manejo sanitário e enfermidades em piscicultura. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

AZEVEDO, Tatiana Maslowa Pegado de ; GHIRALDELLI, Luciana ; YAMASHITA, Marcela Maia ; BOZZO, Fabiana Rizzi ; MORAES, Flávio Ruas de ; ADAMANTE, Washington B ; FRANCISCO, Claire Juliana ; JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. . Identificação de parasitos com potencial de patogenicidade na piscicultura catarinense: diagnóstico, infecção e hematologia. 2007. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, M. L. ; PÁDUA, S.B. . Best macroscopic photograph. 2014. Fotografia.

MARTINS, M. L. ; MARCHIORI, N. . Best non-photograph drawing. 2014. Ilustração.

ISHIKAWA, M. M. ; PÁDUA, S. B. ; VENTURA A.S. ; JERÔNIMO, G.T. ; RUSSO, M. R. ; MAUAD J.R.C. ; MARTINS, M. L. . Biologia e estratégias na sanidade de alevinos de bagres carnívoros.. 2012 (Documentos 115 EMBRAPA) .

JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; MARTINS, M. L. ; ISHIKAWA, M. Y. ; VENTURA A.S. ; Tavares-Dias . Manual para coleta de parasitos de peixes - Circular Técnica EMBRAPA. 2011 (Manual de coleta de amostras) .

Martins, M.L. . Caracterização dos rastros branquiais de Astyanax altiparanae por técnicas histoquímicas e ultramorfológicas (Characidae). 2011 (FAPESP-Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) .

MARTINS, M. L. ; LUQUE J.L.F. ; TAKEMOTO, Ricardo Massato ; MARCHIORI, N. ; MOURIÑO, José Luis Pedreira . Manual de orientações para colheita, acondicionamento e transporte de material biológico para diagnóstico das principais enfermidades de organismos aquáticos. 2009 (Manual de coleta de amostras) .

JERÔNIMO, Gabriela Tomas ; GONÇALVES, E.L.T. ; MARTINS, M. L. . Principais parasitoses em tilápia cultivada em Santa Catarina. 2009 (Manual de coleta de amostras) .

MARTINS, M. L. . Acompanhamento de bolsa de Doutorado. 2008 (FAPESP-Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) .

MARTINS, M. L. . Fontes de ácidos graxos das famílias n-3 e n-6 no desempenho, saúde e composição muscular do tambaqui. 2007 (Revisor de Projeto de Pesquisa) .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Tratamentos alternativos contra patógenos de peixes, Descrição: A proposta está subdividida em 4 etapas de desenvolvimento: Subproposta 1: Eficácia antiparasitária dos óleos essenciais de erva cidreira Lippia alba, orégano Lippia origanoides e alecrim pimenta Lippia sidoides na dieta de carpa Koi (Cyprinus carpio). Dentre as várias espécies do gênero Lippia com importância medicinal, destacam-se a erva-cidreira (Lippia alba), orégano (Lippia origanoides) e alecrim pimenta (Lippia sidoides), todas com atividades farmacológicas atribuídas ao óleo essencial destas plantas, com ação antimicrobiana, antitumoral, antifúngica, antiparasitária, anestésica e antiestresse. O Cestoda Bothriocephalus acheilognathi já foi encontrado na carpa e possui potencial zoonótico, portanto o tratamento com um parasiticida eficaz permitiria segurança sanitária a nível de mercado. A eficácia antiparasitária será avaliada por ensaio in vitro com quatro concentrações distintas de cada óleo em quadruplicata, onde o melhor resultado de cada óleo será utilizado nos testes in vivo para a elaboração das rações experimentais, além da utilização do controle (ração com álcool de cereais). O desenho experimental terá 12 tanques de 1000 Ls com 20 peixes por tanque, onde cada tratamento sera em triplicata. Anteriormente ao ensaio in vivo, 20 peixes serão analisados para obtenção dos índices parasitários basais. Os peixes serão anestesiados e analisados 25 e 50 dias após a alimentação, retirando 5 peixes de cada unidade experimental para avaliação dos índices parasitológicos, parâmetros hematológicos, potencial histopatologia, e verificação do desempenho zootécnico. Subproposta 2: Uso de levamisol no cultivo de juvenis de Oreochromis niloticus como potencial alternativa imunoestimulante. Este estudo objetiva avaliar a resposta imune de juvenis de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus por meio de imuestimulação de proteínas com potencial característica imunomoduladora por meio da inclusão de cloridrato de levamisol na dieta. Subproposta 3: Atividade antiparasitária de pinho Pinus taeda contra o parasito Lernaea cyprinacea (Crustacea: Copepoda). As ?lerneas?, também chamadas ?verme-âncora?, são ectoparasitos crustáceos com distribuição mundial e muito comuns em criações de peixes comerciais, situações onde podem estar associadas à grandes perdas econômicas devido às altas taxas de mortalidade e aspecto indesejável (repugnante) aos peixes. Considerando o elevado e, por vezes, inestimável potencial danoso do uso de drogas terapêuticas na piscicultura, acredita-se que o manejo de doenças em criações de peixes deveria focar em métodos menos agressivos, mais preventivos e duradouros. Entre eles, o pinheiro Pinus taeda merece destaque por apresentar diversos compostos bioativos com propriedades antiparasitárias associadas, ser de fácil acesso no estado de Santa Catarina e ter baixo custo ao produtor. Subproposta 4: Tratamento convencional e alternativo contra monogenoides (Diplectanidae) em robalo flecha Centropomus undecimalis. Os monogenóides acometem praticamente todas as espécies de peixes cultivadas e possuem alta patogenicidade, causando hemorragias cutâneas, hiperplasia dos filamentos branquiais, hipóxia, anorexia e morte. Para o teste in vitro, os parasitos serão retirados de brânquias de 30 peixes e posteriormente será realizado um teste de concentração mínima inibitória de 100% dos parasitos in vitro, utilizando Formalina, Biogermex® e Cloreto de sódio. Filamentos branquiais serão coletados e separados em placas de cultivo de células de 6 poços e cada filamento receberá uma concentração diferente do produto a ser testado. A mortalidade dos parasitos será avaliada a cada 5 min nas concentrações maiores e a cada 10 min nas menores. Para avaliar o efeito dos produtos comerciais in vivo, espécimes de robalos serão distribuídos aleatoriamente em caixas de polietileno de 500 L (n=15/caixa) e serão submetidos a banhos de imersão.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Vinícius Ronzani Cerqueira - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante / Cleize Sales Silva - Integrante / Patricia Floriano Oreano de Azevedo - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2019 - Atual

    Monogenoides parasitos de tilápia do Nilo como bioindicadores de qualidade ambiental em pisciculturas., Descrição: Os ecossistemas aquáticos estão sujeitos a um número crescente de pressões antrópicas nas últimas décadas. Para avaliar e quantificar o efeito de estressores ambientais sobre a saúde dos sistemas e organismos aquáticos, pode-se utilizar parasitos como bioindicadores de qualidade ambiental. Os parasitos são as maiores causas de perdas econômicas em peixes de pisciculturas. O ambiente confinado facilita a invasão por agentes patogênicos devido ao adensamento de animais por unidade de espaço, quando comparada à de ambiente natural, além da limitação imposta aos predadores de peixes doentes e o estresse por flutuações ambientais e práticas de manejo. Dessa forma, o objetivo deste estudo é avaliar o potencial dos parasitos Monogenea como bioindicadores de qualidade ambiental em correlação com fatores exógenos em pisciculturas. Para isso, 720 tilápias foram analisadas para o estudo de parasitos, coletadas em duas pisciculturas instaladas na represa de Capivara região do baixo rio Paranapanema, Paraná. As coletas foram realizadas com puçá nos tanques-rede nos meses de abril ou maio (outono), agosto (inverno) e outubro ou novembro (primavera) de 2010 e fevereiro (verão) de 2011, sendo coletados 20 peixes juvenis, 20 intermediários e 20 adultos em cada mês, em 3 pontos de coleta diferentes, totalizando 240 peixes por piscicultura. A piscicultura denominada EA tem, como particularidade, a maior porcentagem de área do entorno ocupada por água, com 47,8% da área total. Já a Piscicultura denominada RAD tem maior parte da área no entorno ocupada por cultivo alternado de soja e milho, atingindo 47,8%. Os peixes foram transportados com aeração ao Laboratório da Estação de Piscicultura da UEL (LEPUEL) onde foram aferidos o comprimento total, comprimento padrão e peso, colocados em sacos plásticos e congelados para posterior necropsia total. Para a coleta de material biológico, os peixes foram descongelados para a retirada das brânquias e foi realizada a triagem parasitológica, com os espécimes de Monogenea fixados. As amostras com os parasitos fixados serão enviadas ao Laboratório AQUOS - Sanidade de Organismos Aquáticos da UFSC para a montagem das lâminas e identificação das espécies de Monogenea. As variáveis de qualidade de água, índices pluviométricos, índices parasitológicos, ontogenicidade e ocupação do solo serão analisadas e sua correlação estabelecida.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Elenice Martins Brasil - Integrante / Angela Teresa Silva e Souza - Integrante / Lucas Cardoso - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante / Paula Brando de Medeiros - Integrante / Thalita Gogola Milagres - Integrante / Elisabeth Aguiar Bertaglia - Integrante / Maria Clara Miguel Libanori - Integrante / Manoela Clemente Fernandes - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Suplementação dietária com óleo essencial de Lippia sidoides para Cyprinus carpio Koi como prevenção contra Aeromonas hydrophila, Descrição: O sucesso da piscicultura ornamental está ligado a diversos fatores que garantem o porte e a beleza das espécies cultivadas. A condição de cultivos associada ao manejo inadequado pode comprometer o sucesso da atividade, uma vez que, as alterações no meio ao qual estão inseridas podem propiciar o surgimento de doenças de cunho bacteriológico. O objetivo desse estudo é avaliar o potencial imonumodulador do óleo essencial de Lippia sidoides como aditivo alimentar para carpas coloridas Cyprinus carpio alimentados com dietas suplementadas em 0,25%, 0,50%, 0,75%% e 1,00% de óleo essencial. Para o delineamento experimental serão necessários um total 435 peixes. Pré teste de infecção com 5 animais, DL 50 96 h com 70 animais e o ensaio principal com 360 peixes divididos em 24 unidades experimentais com volume útil de 80 L e alimentados por 45 dias. Ao fim do período, cinco espécimes serão coletados de cada tanque para análises hematoimunológicas e histológicas. O restante dos animais será infectado com Aeromonas hydrophila e a taxa de mortalidade acompanhada nos 10 dias seguintes ou até estabilizar a mortalidade. Ao final dos 10 dias novas análises hematoimunólógicas e histológicas serão realizadas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Lucas Cardoso - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Scheila Anelise Pereira - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante / Paula Brando de Medeiros - Integrante / Elisabeth Aguiar Bertaglia - Integrante / Thais Rabelo Lisboa - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2019 - Atual

    Uso do extrato de macroalga Kappaphyccus alvarezii na resposta imunoestimulante de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus), Descrição: Devido ao aumento da produção da aquicultura os cultivos vêm se intensificando, e muitas vezes sem o controle sanitário necessário para manter a sanidade dos animais. Uma alternativa ao uso de químicos pode ser produtos oriundos de fitoterápico, para controlar possíveis enfermidades causadas pelo estresse que os peixes sofrem, por estarem em condições não ótimas requeridas pela espécie. Neste trabalho será testado o uso da macroalga Kappaphycus alvarezii na resposta imunoestimulante de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). Um total de 375 peixes com cerca de 5 a 10 g serão distribuídos em 25 tanques de 80 L de volume útil, 15 peixes por tanque e 5 repetições cada tratamento. Uma amostra de 10 peixes será examinada previamente ao experimento para verificar a higidez dos animais e 70 peixes para teste de DL50 96 h (totalizando 455 peixes). Os peixes serão alimentados com dieta suplementada com 4 concentrações de macroalga a ser determinada por meio do teste in vitro: Concentração 1 de macroalga, concentração 2 de macroalga, concentração 3 de macroalga, concentração 4 macroalga e um controle somente ração comercial. Após 60 dias de alimentação serão realizadas as análises histopatológicas, hemato-imunológicas e de desempenho zootécnico seguido de desafio dos animais com Streptococcus agalactiae, com dose determinada por DL50 em teste com 5 concentrações (109 à 105) e 10 peixes cada dose.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Lucas Cardoso - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante / Paula Brando de Medeiros - Integrante / Lúvia Souza Sá - Integrante / Elisabeth Aguiar Bertaglia - Integrante / Thais Rabelo Lisboa - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2018 - Atual

    A invasão do mexilhão-dourado (Limnoperna fortunei) nos reservatórios das Usinas Hidrelétricas do Alto rio Uruguai: efeitos colaterais e mecanismos de controle biológico., Descrição: Data de início: 29/03/2018 Duração: 42 meses Coordenador: Evoy Zaniboni Filho Resumo: A existência de impactos ambientais e operacionais provocados pela invasão do mexilhão-dourado nos reservatórios de usinas hidrelétricas é uma realidade atual. Os impactos negativos dessa invasão podem ser observados tanto na fauna nativa, na alteração do equilíbrio do ambiente com consequente comprometimento das funções e dos serviços ecossistêmicos, quanto nas unidades geradoras de usinas hidrelétricas, trazendo prejuízos econômicos. Nesse contexto, pesquisadores e empresas privadas do Brasil e do mundo têm buscado medidas de controle e erradicação do mexilhão-dourado. A busca por um controle biológico deste molusco invasor na fauna nativa, mais especificamente na ictiofauna, se destaca como uma solução eficiente e inovadora quando o foco são os reservatórios de hidrelétricas. Esta poderá ser a solução para evitar os possíveis problemas decorrentes do uso de químicos ou de outros métodos de controle, que atualmente vêm sendo utilizados, e que geram impactos ainda desconhecidos ao ambiente. Métodos de controle biológico são amplamente utilizados nos sistemas agrícolas buscando diminuir o uso de químicos, e visam diminuir a população da espécie invasora abaixo do limite de dano econômico. No entanto, seu uso relacionado à geração de energia elétrica no Brasil ainda é inexistente. A identificação de um ou mais potenciais biocontroladores do mexilhão-dourado possibilitará a redefinição de ações de manejo ambientalmente compatíveis buscando contornar a problemática da presença deste invasor nos reservatórios de hidrelétricas da região. Equipe: Nome Função Vínculo Alex Pires de Oliveira Nuñer Pesquisador LAPAD/UFSC David José Caume Auxiliar administrativo LAPAD/UFSC José Luiz Pedreira Mouriño Pesquisador AQUOS/UFSC Josiane Ribolli Pesquisadora LAPAD/UFSC Luciano Augusto Weiss Pesquisador LAPAD/UFSC Marcos Caivano Pedroso de Albuquerque Pesquisador LMM/UFSC Maurício Laterça Martins Pesquisador AQUOS/UFSC Maurício Machado Auxiliar técnico LAPAD/UFSC Mauricio Melo Petrucio Pesquisador LIMNOS/UFSC Nei Kavaguichi Leite Pesquisador LIMNOS/UFSC Nuno de Campos Filho Auxiliar técnico FER/UFSC Otávio Rechsteiner Maghelly Auxiliar técnico FER/UFSC Pedro Iaczinski Auxiliar técnico LAPAD/UFSC Renata Maria Guereschi Pesquisadora FAPEU/LAPAD/UFSC Ronaldo da Silva Auxiliar técnico FAPEU/LAPAD/UFSC Samara Hermes Silva Pesquisadora FAPEU/LAPAD/UFSC Sunshine de Ávila Simas Pesquisador LAPAD/UFSC Vinícius Miller Buratto Pesquisador LAPAD/UFSC Grasiela Fagundes Minatto Cardoso Gerente ENGIE Tractebel Energia Sérgio Luiz de Souza Pesquisador ENGIE Tractebel Energia Financiamento: ENGIE BRASIL ENERGIA S.A. - ENGIE CNPJ: 02.474.103/0001-19 ITÁ ENERGÉTICA ? ITASA CNPJ: 001.355.994/0001-21 ENERGÉTICA BARRA GRANDE - BAESA CNPJ: 04.781.143/0001-39 CAMPOS NOVOS ENERGÉTICA ? ENERCAN CNPJ: 03.356.967/0001-07 FOZ DO CHAPECÓ ENERGIA CNPJ: 04.591.168/0001-70. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Evoy Zaniboni Filho - Coordenador / Alex Pires de Oliveira Nuñer - Integrante / Marcos Caiano Pereira de Albuquerque - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Samara Hermes Silva - Integrante / Kennya Addam - Integrante / David José Caume - Integrante / Josiane Ribolli - Integrante / Luciano Augusto Weiss - Integrante / Maurício Machado - Integrante / Mauricio Melo Petrucio - Integrante / Nei Kavaguichi Leite - Integrante / Nuno de Campos Filho - Integrante / Otávio Rechsteiner Maghelly - Integrante / Pedro Iaczinski - Integrante / Renata Maria Guereschi - Integrante / Ronaldo da Silva - Integrante / Sunshine de Ávila Simas - Integrante / Vinícius Miller Buratto - Integrante / Grasiela Fagundes Minatto Cardoso - Integrante / Sérgio Luiz de Souza - Integrante., Financiador(es): Engie Brasil Energia S/A - Auxílio financeiro.

  • 2018 - Atual

    CAPES/PROCAD Edital 021/2018 PROCAD AMAZÔNIA: Abordagem integrada de diferentes metodologias para avaliação da sanidade de peixes em ecossistemas aquáticos., Descrição: O presente projeto visa promover a consolidação dos programas de Recursos Aquáticos e Pesca (PPGRAP nível 3) e de Biologia Ambiental (PPG-BA nível 4) das regiões Nordeste e Norte, respectivamente; através da cooperação com o programa de Aquicultura (PPG-AQUI nível 6). A cooperação estimulará a interação científico acadêmica e formação de redes que incluam as instituições da região Norte-Maranhão com instituições de excelência de outras regiões do país estabelecendo novas linhas de pesquisa no programa proponente. Dentro desta temática, a presente proposta tem como objetivo a criação de linhas de pesquisa nas áreas de Sanidade de animais aquáticos e Qualidade de água de ecossistemas aquáticos dentro do PPGRAP, dando maior suporte aos estudos relacionados ao Biomonitoramento e Gestão de Recursos Pesqueiros com uma rede de colaboração que se mantenha mesmo após o enceramento da vigência oficial da presente proposta. Desta forma, através de projetos de pesquisa conjuntos, propiciará aos alunos de pós-graduação da região Norte-Maranhão a experiência acadêmico-científica nas regiões Sul; e aos alunos de pós-graduação do Sul a experiência acadêmico-científica na região Norte e Nordeste, enriquecendo sua formação e ampliando suas áreas de pesquisa. Além disso, haverá um incentivo à produção científica docente e discente no programa proponente, através de pesquisas científicas e dissertações/teses desenvolvidas na linha de pesquisa implementada com suporte e expertise das instituições/programas associados.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Gabriel F.A. Jesus - Integrante / MOURIÑO, JOSÉ LUIZ PEDREIRA - Integrante / Leila Hayashi - Integrante / Scheila Anelise Pereira - Integrante / Lúvia Souza Sá - Integrante / Débora Martins Silva Santos - Coordenador / Rauquírio André Albuquerque Marinho da Costa - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    Atividade antiparasitária de pinho Pinus taeda contra o parasito Lernaea cyprinacea (Crustacea, Copepoda), Descrição: As ?lerneas?, também chamadas ?verme-âncora?, são ectoparasitos crustáceos com distribuição mundial e muito comuns em criações de peixes comerciais, situações onde podem estar associadas à grandes perdas econômicas devido às altas taxas de mortalidade e aspecto indesejável (repugnante) aos peixes. Considerando o elevado e, por vezes, inestimável potencial danoso do uso de drogas terapêuticas na piscicultura, acreditase que o manejo de doenças em criações de peixes deveria focar em métodos menos agressivos, mais preventivos e duradouros. Neste cenário, os fitoterápicos emergem como substâncias potencialmente benéficas em piscicultura. Entre eles, o pinheiro Pinus taeda merece destaque por apresentar diversos compostos bioativos com propriedades antiparasitárias associadas, ser de fácil acesso no estado de Santa Catarina e ter baixo custo ao produtor. Esse projeto tem como objetivo avaliar a atividade antiparasitária de P. taeda contra o ectoparasito Lernaea cyprinacea em espécies de peixes comercialmente importantes em Santa Catarina. Para isso, serão utilizados como material biológico alevinos de espécies de jundiá Rhamdia quelen ou carpa Cyprinus carpio, peixes reconhecidamente bastante suscetíveis ao parasito. Pretende-se, ao longo de 24 meses: extrair e caracterizar os compostos biologicamente ativos de P. taeda; determinar a concentração letal mediana (CL50, 96 h) do pinho em alevinos; proceder ao teste de imobilização in vitro para as formas larvais de L. cyprinacea; avaliar a eficácia do banho em água contendo a resina ou acícula (disponibilizadas na forma pura e por meio do seu óleo essencial nanoemulsionado; todos os ensaios serão realizados assincronicamente) do pinheiro P. taeda como agente com ação terapêutica em alevinos de peixes parasitados por L. cyprinacea.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Lucas Cardoso - Integrante / Natalia da Costa Marchiori - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    Diagnóstico ictiopatológico do Rio Cachoeira, Joinville, SC., Descrição: A presente proposta tem como finalidade fortalecer estudos sanitários e patológicos na ictiofauna encontrada no Rio Cachoeira, localizado na cidade de Joinville, Santa Catarina, um ambiente com precariedade no tratamento de efluentes industriais e adjacências. Além da baixa taxa de esgotamento sanitário do município ao longo de seu percurso, o rio recebe contribuição de efluentes de várias fontes poluentes. Porém, desde 2005, o município reforçou investimentos no esgotamento sanitário, onde o Rio Cachoeira começou a apresentar melhores índices de qualidade de água e aumento de fauna, incentivando a pesca local. O estudo procura investigar peixes nos locais com ocorrência de pesca, coincidentemente, estes pontos de coleta são locais com lançamento de efluentes e de maior quantidade de matéria orgânica. A fim de averiguar de maneira sanitária e patológica a ação que um rio afetado por escoamento urbano pode estar proporcionando aos peixes, serão avaliados: índices parasitológicos e análises histopatológicas de órgãos internos. O projeto tem como objetivo contribuir para fortificação de conhecimento local relacionado à ictiofauna do Rio Cachoeira na cidade de Joinville, Santa Catarina.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Nicollas B. Lehmann - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Acantocéfalos na criação de tambaqui (Colossoma macropomum): estratégias para identificação, prevenção e controle., Descrição: Macroprograma 2: a produção e comercialização de organismos aquáticos no Brasil é uma realidade e em parte decorrente do crescimento da criação de espécies nativas como o tambaqui (Colossoma macropomum). Esta espécie, criada em praticamente todo país, apresenta bons resultados em cultivo, alcançando 2,62 kg de peso e produção de 18.530 kg/ha após 10 meses de engorda em tanques escavados com emprego de altas densidades de estocagem. Entretanto, em razão da intensificação dos sistemas produtivos sobressaltam entraves relacionados à ocorrência de doenças parasitárias, principalmente por acantocéfalos, que vêm chamando a atenção dos piscicultores em razão das altas infestações registradas na região Norte do Brasil. No estado do Amazonas o primeiro relato do acantocéfalo Neoechinorhynchus buttnerae no cultivo de tambaqui foi feito em 2001 no município de Itacoatiara, e desde então a área de ocorrência vem aumentando com registro em 2014 de acantocéfalos em pisciculturas que trabalham com engorda de tambaqui, localizadas nos municípios de Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Iranduba, Manacapuru e Presidente Figueiredo. A ocorrência de acantocéfalos em pisciculturas comerciais não se restringe ao estado do Amazonas, há também registros no cultivo de tambaquis no estado de Rondônia e na criação de tambacu (Colossoma macropomum x Piaractus mesopotamicus), tambatinga (Colossoma macropomum x Piaractus brachypomus) e pirarucu (Arapaima gigas) no estado do Amapá. A alta infestação por acantocéfalos é responsável pela oclusão parcial e total do trato intestinal, prejudicando a capacidade de absorção e competindo diretamente com o alimento ingerido. Os peixes têm seu crescimento comprometido pela parasitose e tornam¬se mais susceptíveis aos manejos comuns de uma produção aquícola. Em função desta problemática, o presente projeto pretende desenvolver bases técnico¬científicas para identificação, prevenção e controle da doença parasitária causada pelo acantocéfalo Neoechinorhynchus buttnerae em cultivos de tambaqui (Colossoma macropomum). Para isto, serão avaliados: 1) Ciclo de vida do acantocéfalo Neoechinorhynchus buttnerae: a) caracterização morfológica e potencial de viabilidade do ovo de N. buttnerae; b) caracterização das fases de desenvolvimento larval de N. buttnerae no hospedeiro intermediário e definitivo; c) caracterização de aspectos do ciclo de vida do acantocéfalo do tambaqui em campo; 2) Alterações fisiológicas, histopatológicas e imunes da infecção por acantócefalos em tambaquis, e identificação de antígenos para uso em diagnósticos; 3) Medidas de controle para N. buttnerae: a) eficácia ?in vitro? dos quimioterápicos e óleos essenciais; b) efeito dos quimioterápicos e óleos essenciais no metabolismo energético dos acantocéfalos; c) segurança clínica e toxicológica de quimioterápicos e óleos essenciais em tambaquis; d) eficácia ?in vivo? empregando os melhores resultados obtidos com quimioterápicos e óleos essenciais; 4) Estudo dos resíduos de quimioterápicos e óleos essenciais em tambaquis: a) desenvolvimento de método multirresíduo para determinação de quimioterápicos; b) desenvolvimento de método analítico para determinação de resíduos de óleos essenciais; c) avaliação da disposição dos quimioterápicos e óleos essenciais no plasma de tambaquis, d) depleção dos resíduos de quimioterápicos e óleos essenciais no filé de tambaquis e determinação do período de carência. Essas ações apresentam grande relevância visto que esta parasitose é hoje responsável por um fator silencioso da redução de produtividade e mortalidade de peixes nas criações. Assim, os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de um protocolo de manejo sanitário para a prevenção e controle do acantocéfalo Neoechinorhynchus buttnerae no cultivo de tambaquis, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação da produção.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante., Financiador(es): EMBRAPA Amazonia Ocidental - Auxílio financeiro.

  • 2015 - 2017

    Estudos com tratamento e controle de infecções por microsporídeos e nematoides em peixes utilizando o zebrafish Danio rerio como modelo., Descrição: Este estudo objetivou avaliar a eficácia do tratamento e de medidas de controle contra nematoides e microsporídeos parasitos de zebrafish Danio rerio utilizando testes "in vitro" e "in vivo". Capítulo 1: elaboração de um método de coleta de ovos do nematoide Pseudocapillaria tomentosa a partir das fezes de zebrafish e o tratamento dos ovos coletados ?in vitro? por meio do calor e diferentes concentrações de cloro. O método de coleta de ovos teve sucesso e mostrou-se efetivo no estudo ?in vitro? de formas de tratamento ou monitoramento do parasitismo sem que haja a eutanásia dos animais. Foram realizados diversos ensaios ?in vitro? com exposição dos ovos à 40, 50 e 60oC por 30 min, 40, 50 e 60oC por 1 h e diferentes concentrações de cloro, 100, 250, 500, 1000, 3000 e 6000 ppm por 10 min. Interessantemente, a exposição dos ovos à 40 e 50oC por 30 min e à 100, 250, 500 e 1000 ppm de cloro estimulou o desenvolvimento larval. As temperaturas de 50 e 60oC por 1 h e 3000 ppm de cloro por 10 min inibiram o desenvolvimento dos ovos. Quando foram tratados com 6000 ppm de cloro por 10 min nenhum ovo foi observado após o tratamento, eliminando o parasito. Neste trabalho foi também caracterizado o desenvolvimento pós-embrionário do nematoide no ovo até a eclosão da larva. Capítulo 2: Coleta de esporos do microsporídeo Pseudoloma neurophilia e sua utilização em infecção experimental com larvas de zebrafish. Capítulo 3: Foi avaliada pela primeira vez a influência do parasitismo por Pseudocapillaria tomentosa (Nematoda: Capilariidae) sobre o microbioma intestinal de zebrafish. Peixes sadios foram expostos por co-habitação com peixes infectados e as fezes coletadas em diferentes tempos (6, 11, 18, 25, 32, 39 e 46 dias pós infecção (DPI) por co-habitação) para avaliar se os diferentes níveis de parasitismo influenciam na composição do microbioma intestinal. Após as respectivas amostragens of peixes foram examinados para análise parasitológica intestinal e contagem de larvas de nematoides, fêmeas imaturas, fêmeas grávidas, machos, ovos no interior de fêmeas grávidas e ovos no lúmen intestinal. Seis DPI não houve a presença de nematoides nos peixes, 11 DPI houve presença de larvas e 11 DPI a presença de larvas e fêmeas imaturas. 25 DPI surgiram os primeiros ovos no lúmen e interior de fêmeas, assim como fêmeas grávidas e machos, permanecendo em valores elevados até 39 DPI. 46 DPI o parasitismo declinou. A comunidade microbiana foi significativamente diferente nos peixes analisados 6 e 11 DPI. Os examinados entre 11 e 46 DPI a comunidade foi agregada segundo a análise microbiológica. Foram encontradas 8 classes de microrganismos. Proteobacteria esteve presente em maior quantidade ao longo de todo o período, sendo que Fusobacteria apresentou aumento 11 DPI. 25 DPI até 46 DPI onde observou-se maior abundância de taxa microbiano. Este estudo mostrou que o parasitismo pelo nematoide patogênico influenciou a composição de microorganimsos no intestino de zebrafish. Capítulo 4: Concomitantemente ao desenvolvimento destas etapas foi realizada uma amostragem de peixes (?tui chub? Siphateles bicolor e ?fathead minnows? Pimephales promelas) no lago Klamath, Klamath Falls, Oregon, para análise parasitológica por meio de análise morfológica e molecular. Capítulo 5: Foram também realizadas análises hematológicas e medidas dos eritrócitos desses dois peixes do lago Klamath, os quais foram comparados entre peixes parasitados pelo nematoide Contracaecum multipapillatum junto ao coração para saber sua influência sobre os parâmetros hematológicos e fator de condição. Este é o primeiro relato sobre os parâmetros hematológicos e fator de condição nessas duas espécies de peixes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Jorge Pedro R. Soares - Integrante / Michael L. Kent - Integrante / Virginia Watral - Integrante / Andrew Josef Janik - Integrante / Thomas Sharpton - Integrante / Christopher Gaulke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 3

  • 2015 - Atual

    Atividade antibacteriana e antiparasitária de óleos essenciais de Lippia alba, Lippia origanoides e Lippia sidoides no controle de bactérias patogênicas isoladas de tambaqui, Colossoma macropomum., Descrição: O tambaqui, peixe nativo mais cultivado na região Norte, apresenta ótimas características zootécnicas, além de boa aceitação do mercado nacional e internacional. Apesar do excelente cenário de crescimento na produção desta espécie, existe uma preocupação com o aumento da ocorrência de doenças e são vários os relatos sobre perdas excessivas de plantéis nas pisciculturas. A fitoterapia vem se estabelecendo como uma alternativa viável para a prevenção e para o tratamento de doenças na aquicultura. O gênero Lippia é nativo, de propagação rápida e floresce o ano todo, além disso, é rico em óleo essencial. Dentre as espécies deste gênero destacam-se Lippia alba, Lippia origanoides e Lippia sidoides. Propriedades calmante, anti-inflamatória, analgésica e antimicrobiana têm sido atribuídas ao óleo essencial dessas espécies. Portanto, o objetivo do presente projeto é avaliar a atividade antibacteriana de óleos essenciais de L. alba, L. origanoides e L. sidoides no controle de bactérias patogênicas isoladas de cultivos de tambaqui no estado do Amazonas. As bactérias serão isoladas do cérebro, rim, fígado e lesões externas e identificadas. Em seguida, será realizado o teste susceptibilidade in vitro dos óleos essenciais por microdiluição contra as bactérias patogênicas isoladas e a avaliação de multirresistência a diferentes antibióticos convencionais por meio de testes de disco-difusão.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Elenice Martins Brasil - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam - Integrante / Thalita Gogola Milagres - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2015 - Atual

    Dinâmica de especificidade de hospedeiro em parasitos Monogenea., Descrição: Parasitos Monogenea são considerados economicamente importantes agentes patogênicos em Aquicultura e como um dos grupos mais invasivos devido ao seu ciclo de vida e modo de reprodução, representando uma forte ameaça quando em contato com novos hospedeiros. Este estudo tem o objetivo de investigar, experimentalmente, se espécies de Monogenea parasitos de Trichogaster labiosa são capazes de infectar outras espécies de peixes filogeneticamente próximas ao referido hospedeiro. Para isso, a (s) espécies (s) de Monogenea de T. labiosa serão, primeiramente, identificadas em nível específico. Após, os ovos da referida espécie parasita serão coletados, durante o período de 24 horas, para posterior infestação experimental em diferentes espécies de peixes, sabidamente T. labiosa, T. lalius, T. fasciata, Betta splendens e Poecilia sphenops (n=150 cada). Serão calculadas as taxas de prevalência, intensidade média de infestação e abundância média de parasitos, assim como avaliada a possível preferência por hospedeiro e se a restrição de recursos é capaz de promover a utilização de um novo hospedeiro como recurso. A introdução de espécies exóticas pode apresentar efeitos catastróficos em espécies nativas, afetando adversamente a dinâmica da biodiversidade, reduzindo recursos disponíveis e introduzindo de forma potencial novos parasitos para hospedeiros imunologicamente despreparados.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Natalia Marchiori - Integrante / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Scheila Anelise Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2014 - 2018

    Avanços em sanidade de peixes na piscicultura nacional: identificação, distribuição, transmissão e fatores de risco de doenças., Descrição: O projeto dividido em três Subprojetos com apoio do edital CAPES/EMBRAPA 15-236 com a concessão de 2 bolsas de Mestrado (concluídas) e duas de Doutorado (em andamento) junto ao Programa de Pós-Graduação em Aquicultura, UFSC, SC e Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Pará, PA, conta com a seguinte organização: a Subproposta 1 que trata de estudos sanitários na piscicultura ornamental nas regiões Sul e Norte do Brasil está por sua vez, apresentada como Estudo 1 Sul do Brasil que apresenta um estudo epidemiológico em peixes ornamentais; Estudo 2 Sul do Brasil que apresenta além dos parasitos, as alterações teciduais causadas por eles ou pelo manejo inadequado na criação; e o Estudo 3 Norte do Brasil que realizou atividades de identificação da parasitofauna junto aos produtores de uma das regiões mais produtoras e/ou exploradoras de peixes ornamentais de água doce, bem como aspectos microbiológicos nestes organismos no Estado do Pará, como resultado de parceria em rede com a EMBRAPA Tabuleiros Costeiros. A Subproposta 2 realizou estudos parasitológicos, hematológicos, de bem-estar dos peixes cultivados em 12 propriedades do Estado, bem como informações inéditas sobre a presença de elementos-traço na musculatura, água, sedimento e ração de peixes nas propriedades alvo. A Subproposta 3, talvez a mais desafiadora da proposta, analisa a dinâmica da especificidade de hospedeiro em peixes por parasitos monogenoides. Além da publicação dos resultados na forma de artigos científicos, foram elaborados dois documentos na forma de livro que têm como público alvo produtores, pesquisadores, técnicos e alunos de Graduação e Pós-Graduação, intitulados: Manual de enfermidades parasitárias de peixes ornamentais de água doce (ISBN 978-85-64093-89-8) e Histopathology guide for freshwater fish (ISBN 978-85-45535-19-5).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Rodrigo Yudi Fujimoto - Integrante / Lucas Cardoso - Integrante / TANCREDO, KAREN - Integrante / Maitê Florindo - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / gustavo capistrano nunes - Integrante / Rubens R. Madi - Integrante / Monyele Acchile Santos - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Scheila Anelise Pereira - Integrante / Lilian Dordete Steckert - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante / OWATARI, M.S. - Integrante / LEHMANN, NICOLLAS BREDA - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 20 / Número de orientações: 4

  • 2013 - 2018

    Identificação e caracterização da assembleia de parasitos associados a peixes ornamentais dulcícolas cultivados no sul do Brasil., Descrição: A aquariofilia é bastante apreciada e representa um mercado altamente promissor no mundo. No Brasil, o maior volume de peixes ornamentais dulcícolas comercializados é proveniente de pisciculturas, as quais são geridas principalmente por pequeno e médio produtores. O sucesso dessa atividade, no entanto, pode ser comprometido por doenças infecciosas e parasitárias, culminando em significativos prejuízos econômicos e estresse aos peixes de cultivo. Por isso, informações sobre parasitos ganham relevância diante do esforço para alavancar o crescimento do setor. Este projeto tem como objetivo caracterizar a assembleia de parasitos associados às principais espécies de peixes ornamentais cultivadas no estado de Santa Catarina. Para isso, 13 espécies de peixes ornamentais (Poecilia sphenops, Poecilia latipina, Xiphophorus hellerii, Xiphophorus maculatus, Colisa lalia, Colisa labiosa, Puntius sachsi, Tanichthys albonubes, Carassius auratus, Barbus tetrazona, Hyphessobrycon eques, Archocentrus nigrofasciatus e Aequidens rivulatus) serão analisadas neste estudo. Os animais serão doados e provenientes de diferentes propriedades localizadas no sul do estado de Santa Catarina. Todas as análises serão desenvolvidas no laboratório de Sanidade de Organismos Aquáticos (AQUOS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A partir do exame parasitológico, serão obtidos os principais índices parasitológicos. Os locais de infecção nos peixes parasitados serão analisados por histopatologia. A identificação de parasitos protozoários e metazoários será feita com auxílio de chaves de identificação e bibliografia especializada. Espera-se, com os resultados obtidos, contribuir para o conhecimento de parasitos associados às principais espécies de peixes ornamentais como forma de agregar valor ao produto e de garantir o sucesso nas atividades de seu cultivo. Almeja-se, ainda, a publicação de, pelo menos, dois artigos científicos além da confecção de um manual informativo atualizado sobre os principais agentes etiológicos capazes de causar doenças em peixes ornamentais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Natalia Marchiori - Integrante / Gabriela Hashimoto - Integrante / Lucas Cardoso - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Maitê Florindo - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - 2015

    Resposta inflamatória aguda e hematologia de Tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus) suplementada com Lippia alba na ração.., Descrição: O desequilíbrio na homeostase em peixes cultivados acarreta o surgimento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, criando a necessidade da utilização de quimioterápicos contra estas patologias. Entretanto, muitos quimioterápicos possuem potencial residual, com riscos à saúde humana. O presente estudo avaliou o efeito imunomodulador e hematológico do óleo essencial de Lippia alba sobre à inflamação aguda induzida pela carragenina em tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). Pelo período de 45 dias, 96 peixes foram divididos em quatro tratamentos em triplicata: peixes suplementados com óleo essencial de L. alba (4 mL.kg-1 de ração) e injetados com carragenina; peixes não suplementados com óleo essencial e injetados com carragenina (controle injetado); peixes suplementados com álcool de cereais e injetados com carragenina (controle diluente); peixes não suplementados e não injetados (controle). Não houve diferença nos níveis de cortisol sérico. O número de neutrófilos circulantes foi maior nos animais suplementados com L. alba quando comparado aos demais tratamentos (p<0,05). Peixes injetados com carragenina apresentaram o quadro de aerocistite, caracterizado pela maior infiltração de neutrófilos e monócitos. A suplementação do óleo essencial de L. alba, para a dose, tempo e forma de administração testadas, não apresentou atividade anti-inflamatória. Por outro lado, observou-se influência da suplementação dietária sobre o número total de neutrófilos após o quadro de aerocistite, destacando sua característica imunomoduladora.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Adolfo Jatobá - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Jorge Pedro R. Soares - Integrante / Klayton Natan Moraes - Integrante / Marco Antônio de Andrade Belo - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2013 - 2015

    Sanidade de peixes cultivados na região Sul de Santa Catarina: parasitologia, hematologia e histopatologia., Descrição: Devido aos possíveis riscos à saúde humana, nas últimas décadas, diversos estudos tem sido realizados para avaliar a capacidasde de peixes de concentrarem metais nos órgão internos e músculo. Este trabalho descreve a bioacumulação de elementos traço associada aos índices parasitológicos de 180 tilápias do Nilo analisadas em três propriedades. Para a análise de elemento traço, foi coletado o tecido muscular dos peixes, separados em três grupos por grau de parasitismo em cada propriedade. Cada porção de músculo foi pesada, seca em estufa com temperatura de 60°C durante 48 h, e analisadas pelo método de espectrometria de fluorescência de raios X por dispersão de energia (EDXRF). A análise parasitológica seguiu a metodologia de rotina para coleta, quantificação e identificação de parasitos. Os elementos predominantes foram Fe e C nos animais da propriedade A, Mg na propriedade B e Cl, Zn, As, Se e Na na propriedade C, porém sem diferença significativa. A análise parasitológica mostrou que os peixes da propriedade A apresentaram maior número de tricodinídeos, sendo que maior abundância média de Monogenea foi encontrada nos da propriedade B, ambos maiores no inverno. Os valores de elementos traço estiveram acima do valor padrão certificado. A maior presença dos parasitos no período de inverno sugere queda de imunidade causada pelo frio, associada as altas densidades de estocagem dos peixes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / gustavo capistrano nunes - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2012 - 2014

    Índices parasitológicos de Pseudupeneus maculatus da costa de Pernambuco, Brasil., Descrição: Este projeto tem como objetivo analisar os índices parasitológicos de Pseudupeneus maculatus da costa de Pernambuco, Brasil. O "spotted goatfish" também chamado de "saramunete" Pseudupeneus maculatus é um pequeno Mullidae comumente pescado a profundidades de 50 m junto a fundo arenoso e de corais. Apresenta ampla distribuição geográfica do Oeste do Atlântico ao Pacífico e consiste em espécie comercialmente importante. Os peixes são capturados por pescador local e eutanasiados em gelo. Depois da eutanásia as brânquias dos peixes são fixadas em etanol 70% para observação parasitológica. Taxa de prevalência, abundância média e intensidade média são calculados usando o software Quantitative Parasitology® 3.0.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Katina Roumbedakis - Integrante / Gabriela Hashimoto - Integrante / Ana Carolina Figeuiredo Lacerda - Integrante / Lucas Cardoso - Integrante / Carolina Nunes Costa Bomfim - Integrante / Ricardo Luis Mendes de Oliveira - Integrante / Leilane Bruna Gomes dos Santos - Integrante / Douglas Ismael Cadorin - Integrante., Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazôn. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Geovana Dotta - Integrante / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriela Hashimoto - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Scheila Anelise Pereira - Integrante / Monyele Acchile - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Thalita Gogola Milagres - Integrante / LEHMANN, NICOLLAS BREDA - Integrante., Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 4

  • 2011 - 2016

    Aspectos sanitários dos polvos Octopus vulgaris (Cuvier, 1797) e Octopus insularis (Leite & Haimovici, 2008) (Cephalopoda: Octopodidae) no Brasil, Descrição: Os polvos Octopus vulgaris e Octopus insularis são espécies promissoras para o cultivo em razão do alto valor de mercado e do potencial como espécies alternativas para a aquicultura. Estudos relativos à sanidade destas espécies podem contribuir para o conhecimento de potenciais patógenos e para o monitoramento e prevenção de doenças e condições patológicas. Neste projeto, pretende-se avaliar os aspectos sanitários dos polvos O. vulgaris em Santa Catarina e O. insularis no Ceará, Brasil. Aproximadamente 100 polvos da espécie O. vulgaris serão examinados nos municípios de Penha e Florianópolis, em diferentes épocas, durante um ano. Adicionalmente, 30 polvos da espécie O. insularis serão examinados em Fortaleza, Ceará, em janeiro/2013. Antes do início das análises de hemolinfa e fauna parasita dos polvos, será realizado um experimento com quinze espécimes de O. vulgaris a fim de determinar o anestésico mais adequado: etanol 2%, cloreto de magnésio 1,5-3% ou hipotermia (4ºC). Para avaliação dos aspectos sanitários dos polvos, os animais serão anestesiados e a hemolinfa será retirada do coração branquial com uma seringa contendo anticoagulante para determinação do número de hemócitos. Outra alíquota será coletada sem anticoagulante para verificar o tempo de coagulação. Posteriormente, os animais serão medidos, pesados e necropsiados para análise parasitológica, através da raspagem do muco da superfície corporal e superfície interna do manto e confecção de prensados de fragmentos dos órgãos com solução salina a 0,85% a fresco para observação de possíveis parasitos. Os olhos, muco, brânquias e trato gastrointestinal serão coletados separadamente e fixados em álcool 80% para posterior observação sob estereomicroscópio. Fragmentos do rim, glândula digestiva, coração branquial, brânquias, gônada e uma porção do trato gastrointestinal serão fixados em solução de Davidson marinho sem ácido acético e preservados em álcool 70% para análise histopatológica. Com este estudo pretend. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Penélope Bastos Teixeira - Integrante / Katina Roumbedakis - Integrante / Cassio de Oliveira Ramos - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 2

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Icthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, sendo que uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência de Icthyophthirius multifiliis (Ictio) nos alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao alto grau de toxicidade apresentados. Uma alternativa para o controle do Ictio é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. A presente proposta escolheu os dois métodos justificados pelas seguintes características: a imunização por injeção intraperitoneal é o método mais eficiente, mas, por outro lado, o banho de imersão apresenta maior praticidade para os produtores da região. Em dois ensaios, este estudo tem como objetivo avaliar os dois métodos de imunização com Ictio e sua respectiva influência na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas no jundiá. Para isso, serão utilizados 644 alevinos da piscicultura Panamá, Paulo Lopes, Santa Catarina. Em ambos os ensaios, os principais dados de qualidade de água serão monitorados diariamente. Após a aplicação da vacina via injeção intraperitoneal ou banho de imersão, os peixes serão desafiados com terontes de I. multifiliis vivos e, posteriormente, realizadas as análises histopatológica, estereológica, bioquímica, hematológica e imunológica. Para o banho de imersão será realizado um teste prévio para determinar a concentração adequada de terontes vivos a que os animais serão expostos. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito a imunização com I. multifiliis em peixes nativos. O desenvolvimento de uma vacina eficiente contra esse protozoário vem despertando grande interesse e se constitui em uma das ferramentas mais eficazes pa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Natalia Marchiori - Integrante / Craig A. Shoemaker - Integrante / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum Figueiredo - Integrante / Dehai Xu - Integrante / Scheila Anelise Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 2

  • 2011 - 2014

    Perfil sanguíneo do bagre Sorubim lima Bloch e Schneider, 1801 (Siluriforme: Pimelodidae) com características hematológicas, morfológicas e citoquímicas de células, Descrição: Paralelo ao desenvolvimento da piscicultura, encontram-se desafios relacionados ao cultivo intensivo, uma vez que o confinamento e manejo inadequado produzem estresse nos organismos cultivados. As respostas a tais estímulos são consideradas como alterações do equilíbrio orgânico e colocam em risco a saúde dos indivíduos. Os peixes afetados apresentam aumento nos níveis circulantes de cortisol, tornando-os mais susceptíveis às infecções. Análise hematológica se tornou uma prática constante para compreender a fisiologia dos peixes. Diante desse panorama, o Sorubim lima, bagre migrador e predador dos rios que cortam o centro-oeste brasileiro, que apresenta potencial para cultivo, necessita de atenção quanto à descrição do seu quadro sanguíneo. Além disso, a quantidade e caracterização citoquímica de leucócitos e trombócitos presentes no sangue, possibilitam avaliar a saúde dos animais e podem fornecer informações para a consolidação de uma ferramenta de diagnóstico da vigilância epidemiológica. Este projeto tem como objetivo avaliar o perfil hematológico do S. lima proveniente de piscicultura no Mato Grosso do Sul, e descrever as características morfológicas das células sanguíneas e citoquímica de leucócitos e trombócitos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Marcos Tavares-Dias - Integrante / Patrícia Garcia - Integrante / Santiago Benites de Pádua - Integrante / Micael Borile Bianchi - Integrante., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2013

    Parasitos de peixes como indicadores de qualidade ambiental ao longo do rio Sangradouro, Ilha de Santa Catarina., Descrição: A crescente urbanização ao longo de margens de rios é fonte constante de estressores para a comunidade aquática. Para detectar e monitorar o efeito e magnitude de cada estressor nas comunidades aquáticas, o uso de bioindicadores é extremamente indicado. O objetivo do projeto foi investigar espécies de parasitos de peixes (cará, Geophagus brasiliensis) como potenciais bioindicadores, através do levantamento da fauna parasitária de peixes de um rio cujas margens são alvo de crescente pressão antropogênica e, da posterior correlação das espécies de parasitos com parâmetros físicos, químicos e biológicos da água. As coletas foram realizadas por meio de pesca elétrica em seis pontos do Rio Sangradouro, Florianópolis, em coletas bimestrais, ao longo de 12 meses. Os peixes foram anestesiados, pesados e medidos. Sua necropsia, bem como a identificação e quantificação de seus endo e ectoparasitos foi feita de acordo com metodologia especializada descrita na literatura. Concomitantemente à pesca, parâmetros físicos e químicos da água (temperatura, pH, oxigênio dissolvido, condutividade elétrica e salinidade) foram aferidos em cada ponto e amostras de água foram coletadas e encaminhadas para análise de nutrientes (nitrogênio total,nitrito,amônia, fósforo total,fosfato) e coliformes totais e termotolerantes. Características biométricas dos peixes, características da água, pontos de coleta e espécies de parasito e seus níveis de parasitismo foram variáveis preditoras utilizadas para a construção de modelos lineares generalizados (GLM), utilizando a abundância de parasitos como variável resposta. Dentre os 137 peixes analisados, 114 estavam parasitados por ao menos uma espécie de parasito (83,2%). Foram encontradas duas espécies de ectoparasitos (Sciadiclethrum sp. e Neascus sp.)e três espécies de endoparasitos (Pandosentis sp. n. 1, Pandosentis sp. n. 2 e Homalometron sp.). A espécie de ectoparasito mais prevalente foi o monogenético Sciadicleithrum sp. (55,5 %). Dentre os endoparasitos, Pandosentis n. sp. 1 foi a espécie mais prevalente (29,9 %). Pandosentis sp. n. 1 (Figura 3) e Pandosentis sp. n. 2 são espécies ainda não conhecidas pela ciência e estão em processo de descrição. De acordo com o modelo utilizando o monogenético Sciadicleithrum sp. como variável resposta, a única variável com influência significativa na abundância do parasito foi a estação do ano, sendo os valores mais altos encontrados no outono. Já para os endoparasitos Pandosentis sp. n. 1 e Pandosentis sp. n. 2, as concentrações de oxigênio dissolvido e amônia foram mais importantes para explicar a abundância dos parasitos. Dentre os grupos de parasitos analisados, os acantocéfalos são os mais sensíveis a alterações na qualidade da água e, que a concentração e amônia é o melhor fator indicador de poluição orgânica que se relaciona à abundância do parasito. O presente trabalho constitui o primeiro registro do gênero Pandosentis em águas brasileiras e o primeiro registro do gênero parasitando Geophagus brasiliensis, ampliando a distribuição geográfica e caracterizando um novo hospedeiro gênero.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Alex Pires de Oliveira Nuñer - Integrante / Mauricio Melli Petrucio - Coordenador / Ana Carolina Figeuiredo Lacerda - Integrante., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2013

    Preferência de monogenóideos por micro-habitat branquial em Rhamdia quelen sob condições controladas de laboratório., Descrição: A fauna parasitária de peixes é muito conhecida no Brasil, mas poucos são os estudos sobre preferência por micro-habitat desses parasitos tanto em peixes selvagens como cultivados. Este trabalho tem como objetivos identificar a preferência por micro-habitat de Monogenoidea nos arcos branquiais de jundiá, Rhamdia quelen, em diferentes densidades de estocagem e condições controladas de laboratório. Os peixes serão distribuídos em aquários de 50 L com fluxo constante de água, aeração e alimentação a vontade duas vezes ao dia, nos seguintes grupos experimentais: densidade de 10 peixes/50 L; densidade de 20 peixes/50 L e densidade de 30 peixes /50 L. Serão mantidos a uma temperatura de 28oC com 6 repetições por tratamento. Cinco dias após a instalação do experimento, três repetições serão analisadas e 10 dias após as outras três repetições de cada tratamento. Com isto pretende-se avaliar a evolução na infestação por monogenóideos nos animais em dois momentos. Após o sacrifício por comoção cerebral, as brânquias serão cuidadosamente coletadas, os arcos branquiais separados e numerados da região externa para a interna do opérculo: arcos I, II, III e IV, separados em 3 setores: segmento ventral, mediano e dorsal, e fixadas em formalina 5% para posterior análise e identificação dos parasitos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jully Anne Debortoli - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - Atual

    Avanços em Sanidade de Peixes e Aprimoramento de Técnicas Parasitológicas: Produção de vacina para surubim (Pseudoplatystoma corruscans x P. fasciatum), microhabitat e parasitos de peixes como indicadores de, Descrição: O presente estudo objetivou a identificação de parasitos de peixes com potencial para bioindicadores de qualidade de água na piscicultura, a sazonalidade na sua ocorrência e a resposta hematológica de tilápia do Nilo alimentada com bactéria ácido lática na ração frente a infecção experimental com Enterococcus sp. Simultaneamente, os parâmetros hematológicos e histopatológicos serão avaliados como ferramenta complementar. O estudo consistiu de duas etapas: 1- Parasitos de peixes como bioindicadores de qualidade de água no cultivo: caracterizado pelo exame parasitológico, hematológico e histopatológico de tilápias criadas em três regiões do Estado (Ituporanga, Joinville e Blumenau) com distintas características de manejo. Em cada uma das propriedades das regiões escolhidas os animais foram amostrados nas quatro estações do ano para verificar a sazonalidade na ocorrência de parasitos. Os resultados foram relacionados às características aquáticas e de manejo alimentar de cada uma das propriedades e cada estação. A análise parasitológica revelou a presença de Trichodina magna, T. compacta (Protozoa: Ciliophora) na superfície corporal; Piscinoodinium pillulare (Schäperclaus, 1954) Lom, 1981 (Protozoa: Dinoflagellida), Cichlidogyrus sclerosus, C. halli Price e Kirk, 1967, C. thurstonae Ergens, 1981 e Scutogyrus longicornis Paperna e Thurston, 1969 (Monogenoidea: Dactylogyridae), bem como copepoditos Lernaeidae gen. sp. Cobbold, 1879 (Crustacea: Copepoda) nas brânquias das tilápias examinadas. 2- Utilização de probiótico na alimentação de tilápia do Nilo e sua resistência à infecção por Enterococcus sp. e ao parasitismo: a partir do intestino da própria tilápia do Nilo cultivada no Estado, foi isolada uma cepa de bactéria ácido lática que apresentou halo de inibição de bactérias in vitro, adicionada na ração comercial e ministrada aos peixes em condições de laboratório. Para verificar a eficácia da ração contendo o probiótico os animais foram infectados experimentalmente co. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante / Jatobá, Adolfo - Integrante / Gabriel F.A. Jesus - Integrante / Natalia da Costa Marchiori - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 4

  • 2011 - Atual

    Estudo do sistema de recirculação de água para cultivo de peixes do Laboratório de Biologia e Cultivo de Peixes de Água Doce da Universidade Federal de Santa Catarina, Descrição: O Laboratório de Biologia e Cultivo de Peixes de Água Doce da Universidade Federal de Santa Catarina (LAPAD ? UFSC) possui três sistemas de recirculação de água (SRA) para a realização de suas pesquisas. Para seu dimensionamento foi estimada uma densidade de 16g.L-1 de peixes, contudo nenhuma avaliação foi realizada para confirmar se essa é a capacidade efetiva que o SRA suporta sem trazer prejuízos aos peixes. Desta forma, este estudo visa estudar o SRA. Será realizado um teste de desempenho do SRA, onde uma biomassa de peixes será introduzida na densidade de 7g.L-1 de peixes sendo aumentada para 14 e posteriormente 21g.L-1 a cada duas semanas. Para analisar seu desempenho, os principais parâmetros de qualidade de água vão ser monitorados demonstrando se o SRA comporta a biomassa nele estocada, mantendo a qualidade da água. Para verificar a sanidade dos peixes, serão monitoradas as variações hematológicas dos peixes ao longo do tempo que esses ficarem no sistema. Após o término das seis semanas de experimentos será realizada a avaliação da parasitofauna encontrada nos peixes e a análise histológica dos órgãos. Esses parâmetros sanitários serão comparados com os valores encontrados nos peixes antes de serem introduzidos no SRA. Assim avaliando se estes estão sendo afetados pela mudança de biomassa e pela mudança nos parâmetros da qualidade da água.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Evoy Zaniboni Filho - Integrante / Rodrigo Stallbohm - Integrante.

  • 2011 - Atual

    Parâmetros hematológicos e parasitofauna de jundiá Rhamdia quelen de diferentes locais no rio da Madre, Santa Catarina., Descrição: O cultivo de arroz irrigado na bacia hidrográfica do rio D´Una constitui importante atividade econômica, mas gera também muitos problemas quanto ao uso do solo e dos recursos hídricos. Essa atividade tem provocado na região degradação da qualidade da água por meio da descarga de lodo, nutrientes e metais pesados no esvaziamento dos viveiros da cultura, além de erosão e degradação do solo. Este estudo teve como objetivo avaliar parasitos de peixes e técnicas complementares como indicadores de qualidade ambiental em dois locais distintos do rio da Madre, Paulo Lopez, SC, um que recebe resíduos provenientes da rizicultura, outro que não os recebe e da piscicultura (local referência). Este trabalho foi parte integrante do projeto em rede ?Bases Tecnológicas para o Desenvolvimento Sustentável da Aqüicultura-AQUABRASIL?, e manteve parcerias com o Departamento de Ciência e Agrotecnologia Alimentar, CCA, UFSC, Universidade Federal do Paraná, Fundação Universidade do Rio Grande, EMBRAPA Agropecuária Oeste Dourados (MS), EMBRAPA CPACT, Pelotas (RS), Centro de Ciências Biológicas da UFSC, Departamento de Biologia da UNIFESP, SP e piscicultura Panamá, Paulo Lopes, SC.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Geovana Dotta - Integrante / Patrícia Garcia - Integrante / Katina Roumbedakis - Integrante / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum Figueiredo - Integrante / jerko Ledic Neto - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2010 - 2011

    Influence of temperature on the haematological and immunological parameters in channel catfish (Ictalurus punctatus) and tilapia (Oreochromis niloticus) under conditions of bacterial and parasitic concurrent infection, Descrição: A produção de peixes em cativeiro tem apresentado crescente interesse por parte de pesquisadores e empresários. A tilápia (Oreochromis niloticus) é um dos peixes mais cultivados no Mundo onde sua produção chegou a 250.000 toneladas em 2006 (FAO, 2009). O bagre do canal (Ictalurus punctatus), um dos mais cultivados na América do Norte teve sua produção prejudicada desde 1993 devido a enfermidades. No Brasil, a tilápia é cultivada em grande parte do território nacional e o bagre do canal encontrado principalmente nas regiões Sul e Sudeste., tanto em pisciculturas como pesque-pagues. Doenças bacterianas e parasitárias são responsáveis por significativas perdas econômicas no cultivo destes peixes. Existem evidências da atuação de parasitos como vetores ou desencadeadores de infecções bacterianas secundárias. Animais parasitados por tricodinídeos ou Monogenoidea podem apresentar maiores possibilidades de desenvolver bacterioses. Este estudo tem como objetivo avaliar a influência da temperatura sobre a resposta hematológica e imunológica de tilápia e bagre do canal sob condições de infecção bacteriana e parasitária concomitante. Os animais serão submetidos à duas temperaturas, 25 e 30oC e divididos nos seguintes tratamentos com três repetições cada: controle não inoculado; inoculado com 1x105 unidades formadoras de colônia (UFC)/mL; inoculado com 1x108 UFC/mL. Foi escolhido o banho de imersão na solução contendo a bactéria por se aproximar o máximo possível das condições de cultivo. Sete dias após a exposição, os animais serão anestesiados e seu sangue coletado para contagem de eritrócitos, leucócitos, trombócitos, porcentagem de hematócrito, contagem diferencial de leucócitos, título de anticorpos e contagem de parasitos nas brânquias e corpo. Este estudo propõe também a identificação específica de tricodinídeos destes peixes cultivados no Alabama. Espera-se com este ensaio, além da integração entre pesquisadores do Brasil e Estados Unidos na área de diagnóstico de enfer. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / De-Hai Xu - Integrante / Craig A. Shoemaker - Integrante / Phillip H. Klesius - Integrante., Financiador(es): United States Department of Agriculture - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

  • 2009 - 2015

    Análise do efeito imunoestimulante dos extratos de própolis e derivados da babosa, suplementados na ração de Oreochromis niloticus., Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção de imunoestimulantes, A própolis, substância produzida pela Apis mellifera, é utilizada pelas abelhas na proteção da colméia principalmente contra a proliferação de microorganismos, incluindo fungos e bactérias. Tem demonstrado efetividade frente a diversos agentes patogênicos, principalmente fungos e bactérias. A Aloe vera, planta popularmente denominada babosa, também vem sendo amplamente estudada, por apresentar em seu parênquima de reserva, diversos constituintes químicos responsáveis por suas propriedades cicatrizantes e imunoestimulantes, Neste trabalho, serão realizados cinco experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente a estimulação do sistema imune de exemplares de Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a atividade antimicrobiana frente a bactérias de importância para aqüicultura como Enterococcus durans, Escherichia coli e Aeromonas hydrophila. Após este processo, dietas suplementadas com os extratos em estudo serão administradas a peixes com tamanho médio de 100g, durante 4 semanas, para posterior avaliação dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima, indução de espécies reativas de oxigênio e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrofila. Também será realizado um experimento com a finalidade de medir uma resposta temporal aos estímulos da resposta imune destes animais. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos nat. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Geovana Dotta - Integrante / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / jerko Ledic Neto - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2009 - 2013

    Oviposição, eclosão e desenvolvimento pós-embrionário de Monogenoidea parasito de Rhamdia quelen (Quoy e Gaimard) (Heptapteridae) e a sua relação com a temperatura e condutividade elétrica da água, Descrição: O Estado de Santa Catarina é considerado um dos principais produtores de peixes dulcícolas do Brasil. Por isso, o estudo de parasitos é providência indispensável, já que enfermidades na aqüicultura podem levar à perdas na produção. Este estudo propõe identificar parasitos Monogenoidea e caracterizar a influência da temperatura e condutividade elétrica da água no desenvolvimento das suas formas larvais infestantes em pacu Piaractus mesopotamicus cultivados em Santa Catarina. Este estudo será realizado no Laboratório de Bioensaios AQUOS da UFSC. Os hospedeiros serão coletados na Fazenda Panamá (Paulo Lopes, SC) sob a forma de alevinos de aproximadamente 15 gramas. Para os experimentos referentes à influência da temperatura no desenvolvimento de ovos e larvas de parasitos, 90 peixes serão distribuídos em 9 tanques rede, com 10 peixes em cada por um período de 24 horas. Os tratamentos consistem de 3 grupos experimentais (tanques rede com água mantida às temperaturas de 22, 28 e 34oC), com 3 repetições cada. Ao final deste período, a água será filtrada e o seu conteúdo transferido para uma placa de Petri. O tempo exigido para o amadurecimento dos ovos e sobrevivência das larvas será registrado para cada nível de temperatura. O mesmo procedimento será utilizado para caracterizar a influência da condutividade sob os níveis de 60, 300 e 3000 µS/cm com mais 90 peixes. Para o experimento referente a influência da interação da condutividade e temperatura da água sobre o desenvolvimento e índices parasitológicos de Monogenoidea, outros 162 peixes, após previamente desparasitados, serão distribuídos em 27 tanques rede com 6 peixes em cada e expostos a 6 tratamentos abrangendo níveis de condutividade e temperatura da água diferentes, com 3 repetições por tratamento e contato inicial com 3 larvas/peixe. Os peixes serão analisados em 2 diferentes tempos de amostragem (5 e 15 dias pós-contato inicial com as larvas) e seus índices parasitológicos estabelecidos. O pré-conhecimento da. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante / Antoine Parisele - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2009 - 2012

    Fauna parasitária, hematologia e histopatologia do híbrido de surubim (Pseudoplatystoma sp.) e pacu (Piaractus mesopotamicus) como indicadores de qualidade ambiental em piscicultura do Pantanal Mato-Grossense, MS, Descrição: Nada tem sido feito no Estado do Mato Grosso do Sul em relação ao monitoramento da saúde de peixes cultivados existindo ainda resistência de criadores para o acompanhamento sanitário da criação. Este estudo tem como objetivo avaliar as características hematológicas, histopatológicas e a fauna parasitária de duas espécies de peixes, híbridos de surubim (Pseudoplastystoma sp.) e pacu (Piaractus mesopotamicus) em propriedade no Mato Grosso do Sul. Estes peixes se destacam pela produção intensiva devido ao grande potencial para exploração industrial e problemas sanitários durante a produção. O trabalho será desenvolvido com a colaboração de piscicultura comercial da cidade de Dourados/MS, sendo feitas coletas bimestrais pelo período de um ano. Serão utilizados 20 espécimes de surubim e 20 de pacu (total de 240 peixes) para análise parasitológica, histopatológica e hematológica que será realizada no próprio local e o material armazenado para quantificação no Laboratório de Piscicultura da Embrapa Agropecuária Oeste e no Laboratório de Pesquisas em Sanidade de Organismos Aquáticos do Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC. Este trabalho integra o projeto de Estado sanitário de organismos aquáticos cultivados/Macroprograma 1/Grandes desafios nacionais/Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura/EMBRAPA, sendo que trará dados importantes para comparação com estudos prévios realizados em outros Estados do Brasil e padronização das técnicas de diagnóstico de enfermidades na piscicultura. A divulgação de medidas preventivas, de técnicas de diagnóstico e orientação dos proprietários visa atender a normativa do ministério que nos próximos anos tendem a ser intensificadas na sua fiscalização.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Gisele Mari Speck - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante.

  • 2009 - Atual

    Parasitos de peixes e técnicas complementares como indicadores de qualidade ambiental: comparação entre local poluído e não poluído no rio da Madre e viveiros de piscicultura em Santa Catarina, Descrição: O cultivo de arroz irrigado na bacia hidrográfica do rio D´una constitui importante atividade econômica, mas gera também muitos problemas no tocante ao uso do solo e dos recursos hídricos. Essa atividade tem provocado na região degradação da qualidade da água por meio da descarga de lodo, nutrientes e metais pesados no esvaziamento dos viveiros da cultura, além de erosão e degradação do solo. Este estudo tem como objetivo viabilizar o uso de parasitos de peixes e técnicas complementares como indicadores de qualidade ambiental em dois locais distintos do rio da Madre, Paulo Lopez, SC: um que recebe resíduos provenientes da rizicultura, e outro que não os recebe. Bimestralmente, pelo período de 24 meses, serão examinados 10 a 20 jundiás (Rhamdia quelen) capturados com rede ou tarrafa, bem como espécies endêmicas do local. As características aquáticas, a saber, pH, oxigênio dissolvido, condutividade elétrica, temperatura serão medidas nos pontos de coleta e a pluviosidade será analisada a partir da média dos dois meses referentes à coleta. Após anestesia com óleo de cravo, os peixes serão medidos, pesados e submetidos aos exames hematológico, parasitológico e histopatológico. O sangue será coletado por punção do vaso caudal para confecção de extensões sangüíneas coradas pelo método de May-Grunwald/Giemsa, usadas para contagem diferencial de leucócitos e contagens totais de trombócitos e leucócitos. Uma alíquota será utilizada para a determinação do hematócrito e o restante armazenado em frascos de vidro no gelo para a contagem do número total de eritrócitos em hemocitômetro. A partir da análise parasitológica, serão obtidos os índices parasitológicos como taxa de prevalência, intensidade média e abundância média dos parasitos. Para análise histopatológica, fragmentos dos órgãos internos serão fixados em formalina 10%, os cortes serão de 5 µm e corados com hematoxilina-eosina. Amostras de água serão congeladas para análise residual posterior dos químicos utilizados na. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1

  • 2009 - Atual

    Caracterização hematológica e parasitológica de indivíduos selvagens e cultivados da garoupa verdadeira Mycteroperca marginatus (Lowe, 1834) Craig e Hastings, 2007 (Teleostei: Serranidae), Descrição: Os serranídeos são apontados como uma das principais famílias de peixes marinhos comercialmente cultiváveis, pois, geralmente apresentam rápido crescimento e resistência ao manejo, sendo indicados para sistemas intensivos de criação. Dentre as espécies marinhas potencialmente cultiváveis no Brasil, destaca-se a garoupa verdadeira Mycteroperca marginatus. Entretanto, enfermidades e manejo sanitário são os principais obstáculos para o desenvolvimento e a sustentabilidade do setor aquícola acarretando perdas diretas e indiretas na produção. O objetivo do presente estudo é avaliar as características hematológicas e verificar a presença e a sazonalidade de ectoparasitos em garoupas selvagens e cultivadas em tanques-rede. Será coletado um total de 160 peixes, em quatro coletas, uma por estação do ano, sendo 20 espécimes selvagens e 20 cultivados em cada coleta. Durante as coletas será verificada a temperatura da água, concentração de oxigênio dissolvido, salinidade, transparência nos tanques-rede e pluviometria na região. Em cada peixe será determinada a porcentagem de hematócrito, contagem total de eritrócitos, contagens totais de trombócitos e leucócitos e contagem diferencial de leucócitos. Após a coleta de sangue, os peixes serão sacrificados para raspagem do muco da superfície do corpo e prensado entre lâmina-lamínula de um fragmento das brânquias com gotas de solução fisiológica a 0,85% para observação em microscópio. O restante do material, como olhos, muco, brânquias, intestino e fígado, havendo a presença de parasitos, serão devidamente armazenados para identificação e quantificação no Núcleo de Pesquisas do Instituto de Pesca na cidade de Ubatuba/SP e no Laboratório AQUOS-Sanidade de Organismos Aquáticos do Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC, na cidade de Florianópolis/SC. Será realizada correlação entre as características hematológicas e parasitológicas dos indivíduos selvagens e dos cultivados.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador., Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2011

    Diagnóstico de enfermidades e aspectos imunológicos de bivalves de importância comercial, Descrição: Este projeto tem como objetivo monitorar enfermidades de moluscos em populações de bivalves cultivados e explorados na Ilha de Santa Catarina utilizando técnicas de diagnóstico parasitológico, histopatológico, imunológico, bem como a utilização da microscopia eletrônica de transmissão. Técnicas validadas e recomendadas pela OIE para implantação do Programa Nacional de Sanidade de Animais Aquáticos no Estado e no Brasil. Além disso, pretende estudar o fenômeno da ?mortalidade massiva de verão? na ostra japonesa Crassostrea gigas, espécie de alto valor comercial na Ilha de Santa Catarina. Serão analisadas quatro espécies de bivalves: a ostra japonesa Crassostrea gigas, a ostra do mangue Crassostrea rhizophorae, o mexilhão Perna perna e o berbigão Anomalocardia brasiliana para diagnóstico patológico por microscopia de luz, extração de hemolinfa, histopatologia, preparação de monocamadas de hemócitos, imprints de tecidos, diagnóstico de Perkinsus por incubação em meio de tioglicolato e por PCR, bem como modulação de parâmetros imunológicos e expressão de proteínas de choque térmico e defensina durante a ?mortalidade massiva de verão? em C. gigas adquiridas com a colaboração da Fazenda Marinha Atlântico Sul, parque de cultivo localizado na Costeira do Ribeirão, SC. Além da padronização de métodos de diagnóstico de enfermidades em moluscos, o projeto integra pesquisadores, alunos e fornece à comunidade produtora de moluscos bivalves subsídios para o conhecimento e estratégia de controle de agentes etiológicos no cultivo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Aimê Rachel Magenta Magalhães - Integrante / Marguerita Barraco - Integrante / Patricia Mirella da Silva Scardua - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro / Universidade Federal de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 3

  • 2007 - 2010

    Parasitos de peixes como bioindicadores de qualidade de água na piscicultura e a utilização de probiótico na resistência à infecção e parasitismo., Descrição: O presente estudo objetivou a identificação de parasitos de peixes com potencial para bioindicadores de qualidade de água na piscicultura, a sazonalidade na sua ocorrência e a resposta hematológica de tilápia do Nilo alimentada com bactéria ácido lática na ração frente a infecção experimental com Enterococcus sp. Simultaneamente, os parâmetros hematológicos e histopatológicos serão avaliados como ferramenta complementar. O estudo consistiu de duas etapas: 1- Parasitos de peixes como bioindicadores de qualidade de água no cultivo: caracterizado pelo exame parasitológico, hematológico e histopatológico de tilápias criadas em três regiões do Estado (Ituporanga, Joinville e Blumenau) com distintas características de manejo. Em cada uma das propriedades das regiões escolhidas os animais foram amostrados nas quatro estações do ano para verificar a sazonalidade na ocorrência de parasitos. Os resultados foram relacionados às características aquáticas e de manejo alimentar de cada uma das propriedades e cada estação. A análise parasitológica revelou a presença de Trichodina magna, T. compacta (Protozoa: Ciliophora) na superfície corporal; Piscinoodinium pillulare (Schäperclaus, 1954) Lom, 1981 (Protozoa: Dinoflagellida), Cichlidogyrus sclerosus, C. halli Price e Kirk, 1967, C. thurstonae Ergens, 1981 e Scutogyrus longicornis Paperna e Thurston, 1969 (Monogenoidea: Dactylogyridae), bem como copepoditos Lernaeidae gen. sp. Cobbold, 1879 (Crustacea: Copepoda) nas brânquias das tilápias examinadas. 2- Utilização de probiótico na alimentação de tilápia do Nilo e sua resistência à infecção por Enterococcus sp. e ao parasitismo: a partir do intestino da própria tilápia do Nilo cultivada no Estado, foi isolada uma cepa de bactéria ácido lática que apresentou halo de inibição de bactérias in vitro, adicionada na ração comercial e ministrada aos peixes em condições de laboratório. Para verificar a eficácia da ração contendo o probiótico os animais foram infectados experimentalmente co. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Walter Seiffert - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Jatobá, Adolfo - Integrante / Jerônimo, Gabriela T. - Integrante / Ágata Paseto - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / PEREIRA, GABRIELLA DO VALE - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 6

  • 2007 - 2010

    Identificação de parasitos com potencial de patogenicidade na piscicultura catarinense: diagnóstico, infecção e hematologia, Descrição: O presente estudo objetivou a identificação de parasitos de peixes com potencial para bioindicadores de qualidade de água na piscicultura, a sazonalidade na sua ocorrência e a resposta hematológica de tilápia do Nilo alimentada com bactéria ácido lática na ração frente a infecção experimental com Enterococcus sp. Simultaneamente, os parâmetros hematológicos e histopatológicos serão avaliados como ferramenta complementar. O estudo consistiu de duas etapas: 1- Parasitos de peixes como bioindicadores de qualidade de água no cultivo: caracterizado pelo exame parasitológico, hematológico e histopatológico de tilápias criadas em três regiões do Estado (Ituporanga, Joinville e Blumenau) com distintas características de manejo. Em cada uma das propriedades das regiões escolhidas os animais foram amostrados nas quatro estações do ano para verificar a sazonalidade na ocorrência de parasitos. Os resultados foram relacionados às características aquáticas e de manejo alimentar de cada uma das propriedades e cada estação. A análise parasitológica revelou a presença de Trichodina magna, T. compacta (Protozoa: Ciliophora) na superfície corporal; Piscinoodinium pillulare (Schäperclaus, 1954) Lom, 1981 (Protozoa: Dinoflagellida), Cichlidogyrus sclerosus, C. halli Price e Kirk, 1967, C. thurstonae Ergens, 1981 e Scutogyrus longicornis Paperna e Thurston, 1969 (Monogenoidea: Dactylogyridae), bem como copepoditos Lernaeidae gen. sp. Cobbold, 1879 (Crustacea: Copepoda) nas brânquias das tilápias examinadas. 2- Utilização de probiótico na alimentação de tilápia do Nilo e sua resistência à infecção por Enterococcus sp. e ao parasitismo: a partir do intestino da própria tilápia do Nilo cultivada no Estado, foi isolada uma cepa de bactéria ácido lática que apresentou halo de inibição de bactérias in vitro, adicionada na ração comercial e ministrada aos peixes em condições de laboratório. Para verificar a eficácia da ração contendo o probiótico os animais foram infectados experimentalmente co. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1

  • 2007 - 2009

    Parâmetros hematológicos e imunológicos de Rhamdia quelen experimentalmente infectado com Aeromonas hydrophila alimentado com ração suplementada com probiótico, Descrição: O jundiá (Rhamdia quelen) está entre um dos mais cultivados na região Sul do Brasil, porém problemas com infestações parasitárias e bacterianas muitas vezes dificultam a atividade. Este estudo tem o objetivo de avaliar a eficácia da utilização de probiótico isolado a partir do próprio jundiá contra infecção experimental induzida por Aeromonas hydrophila. Para complementar o estudo serão analisados parâmetros hematológicos e imunológicos após a infecção. Serão distribuídos 108 juvenis de jundiá de 100 a 200 g em 18 caixas de 250 L com 6 peixes cada, determinando os 6 tratamentos com 3 repetições: NiC: animais não injetados alimentados com ração comercial. NiP: animais não injetados alimentados com ração suplementada com probiótico. SalC: animais injetados com 1,0 mL de solução salina estéril a 0,65 % por via intraperitoneal alimentados com ração comercial. SalP: animais injetados com 1,0 mL de salina alimentados com ração suplementada com probiótico. AerC: animais injetados com 1,0 mL de salina contendo 106 UFC de Aeromonas/mL alimentados com ração comercial. AerP: animais injetados com 1,0 mL de salina contendo 106 UFC de Aeromonas/mL alimentados com probiótico. Os peixes serão alimentados com as rações experimentais durante 20 dias. Após a infecção será coletado sangue para contagem total de eritrócitos, leucócitos, trombócitos, glicose, contagem diferencial de leucócitos, atividade aglutinante e antimicrobiana do soro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Celso C. Buglione Neto - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Gisele Mari Speck - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2007 - 2009

    Efeito de vacina polivalente sobre os parâmetros hematológicos e imunológicos em tilápia do Nilo desafiada com Aeromonas hydrophila. O presente projeto está vinculado à proposta de Projeto em Rede aprovada no Macroprograma 1-EMBRAPA-Grandes Desafios, Descrição: O presente projeto está vinculado à proposta de Projeto em Rede aprovada no Macroprograma 1-EMBRAPA-Grandes Desafios Nacionais, intitulado ?Bases tecnológicas para o desenvolvimento da aqüicultura no Brasil-AQUABRASIL? no Projeto Componente 4 ?Sanidade de Organismos Aqüáticos?, consistindo em alternativa imunoprofilática para a piscicultura brasileira de água doce. Este estudo trará novos avanços na área de imunoprofilaxia que até então no Brasil tem sido pouco ou quase nada explorada. Visando a melhoria na saúde de animais cultivados este estudo, dividido em duas etapas, tem os seguintes objetivos: verificar o efeito de diferentes vias de aplicação de vacina polivalente composta de Aeromonas hydrophila, Aeromonas salmonicida e Enterococcus faecalis sobre os parâmetros hematológicos e imunológicos em tilápia do Nilo e, avaliar a eficácia de vacina polivalente (A. hydrophila, Pseudomonas fluorecens, E. faecalis, Escherichia coli, Yersinia enterocolitica e Vibrio sp.) em tilápias experimentalmente desafiadas com Aeromonas hydrophila. A primeira etapa consistirá de: T1: tilápias não vacinadas; T2: tilápias vacinadas via injeção intraperitoneal (i.p.) (0,1 mL da suspensão de vacina contendo 5x109 bactérias inativadas/mL); T3: tilápias alimentadas duas vezes ao dia com ração contendo vacina na proporção de 5x107 bactérias inativadas/mL durante 5 dias; T4: tilápias vacinadas por banho de imersão contendo 1:1 de água estéril e vacina com 5x109 bacterias inativadas/mL, durante 20 min. A segunda etapa será composta de 4 tratamentos: um grupo de animais controle (que receberá injeção intraperitoneal de solução salina estéril a 0,65%); animais injetados (i.p.) com 1 x 103; 1 x 106 e 1 x 109 UFC/peixe, contendo proporções iguais das bactérias inativadas. O desafio será realizado 15 dias após a imunização dos peixes, por injeção intraperitoneal contendo a DL50-96h de A. hydrophila diluída em 0,2 ml de solução salina estéril a 0,65%. No primeiro dia após aclimatação, 24 horas apó. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Celso C. Buglione Neto - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Gisele Mari Speck - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2005 - Atual

    Susceptibilidade de pós-larvas de Litopenaeus vannamei a diferentes espécies de Vibrio isoladas de larvicultura em Santa Catarina, Descrição: Experimentos com patogenicidade com as espécies de Vibrio, na maioria dos casos, utiliza altos valores de inóculos para reproduzir as doenças e para reisolar as bactérias experimentalmente infectadas em camarões (Lightner, 1988). No entanto vibrios patogênicos tem sido detectados em camarões aparentemente saudáveis (Nakai et al., 1997; andenberghe et al., 1998). Doenças causadas por Vibrio são consideradas por alguns pesquisadores como patógenos secundários ocorrendo somente como oportunistas a camarões compromissados imunologicamente (Moriarty, 1998). No Estado de Santa Catarina existem laboratórios de criação do camarão L. vannamei, os quais atendem a toda a produção do estado, caracterizada como a maior do Brasil. Estudos sobre estas bacterioses são raros. Como no Brasil não existem laboratórios especializados para realizar diagnóstico, estudo e orientação na área de enfermidades de organismos aquáticos cultivados, há necessidade de se obter profissionais com preocupação e experiência nesta área para prestar apoio ao setor produtivo sabendo reconhecer os principais agentes patogênicos. Assim, o estudo destes agentes causadores de enfermidades é um campo crescente e de importância na expansão desta cultura, sabendo que os patógenos são comumente encontrados nos ambientes de cultivo e podem causar perdas, tanto com mortalidades ou mesmo redução dos índices zootécnicos. Esyte estudo objetiva identificar as diferentes espécies de Vibrio encontradas na larvicultura de L. vannamei para diagnosticar e prevenir futuras enfermidades e infecções.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Fabíola Santiago Pedrotti - Integrante / Celso C. Buglione Neto - Integrante / Elpídio Beltrame - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Bolsa.

  • 2005 - Atual

    Influência da infecção experimental com Aeromonas e Pseudomonas nos parâmetros hematológicos de tilápia do Nilo, Oreochromis niloticus, Descrição: A criação de tilápias no Brasil tem apresentado nos últimos anos rápido crescimento, especialmente o cultivo intensivo. Com isto, doenças provocadas por agentes bacterianos tem revelado grande importância. Ao lado de parasitos, bactérias têm sido um dos principais agentes causadores de mortalidades e redução na produtividade de tilápias cultivadas. Bactérias podem estar normalmente presentes na água ou no organismo e, sob condições estressantes proliferar. Este trabalho pretende avaliar se Pseudomonas e Enterococcus isoladas a partir de tilápias doentes, atuam sozinhas ou em conjunto na infecção. As características hematológicas são importante ferramentas para verificar o estado de saúde dos animais e conhecimento de seus valores em peixes hígidos e infectados.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Marcela Maia Yamashita - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Fabíola Santiago Pedrotti - Integrante / Gilberto Pereira Junior - Integrante / Adolfo Jatobá Medeiros Bezerra - Integrante / Gabriela Virginia do Amaral - Integrante / Geovana Dotta - Integrante.

  • 2005 - Atual

    Uso de indicadores biológicos para avaliação de efeitos estressores em girinos de rã-touro (Rana catesbeiana), Descrição: A ranicultura caracteriza-se como uma atividade aquícola com grande potencial de desenvolvimento nacional e estudar o sangue, significa monitorar a saúde dos animais reduzindo desta forma as perdas por doenças ou injúrias, seja frente a um determinado tipo de estresse, por sistemas de criação não apropriados, por manejos inadequados ou ainda por alterações físicas e químicas ambientais, aumentando assim seu potencial produtivo. O objetivo deste experimento é avaliar a resposta fisiológica de girinos de rã-touro (Rana catesbeiana), através do uso de indicadores biológicos. O experimento será desenvolvido em duas etapas, uma etapa laboratorial, executada na Unidade Laboratorial de Referência de Patologia de Organismos Aquáticos do Instituto de Pesca/SP, e uma etapa de campo, executada no Ranário Experimental do Pólo Regional de Desenvolvimento da Pesquisa Agropecuária do Vale do Paraíba, em Pindamonahangaba/SP. Os animais utilizados serão girinos de rã-touro a partir do estágio 41 de GOSNER (1960). Serão testados os mecanismos estressores: estresse por densidade, por hipóxia (exposição ao ar), e por diferentes métodos de captura. Os parâmetros hematológicos avaliados e a metodologia seguirão as recomendações internacionais. Serão analisados o número de eritrócitos, o hematócrito, a taxa de hemoglobina, a contagem total e diferencial dos leucócitos e total de trombócitos, bem como, os índices hematimétricos absolutos: Volume Corpuscular Médio, Hemoglobina Corpuscular Média e Concentração de Hemoglobina Corpuscular Média, e ainda, o cortisol, a glicemia. Pretende-se desta forma, através dos resultados obtidos, avaliar os manejos comumente empregados na ranicultura, estabelecendo condições que promovam o mínimo de estresse para estes organismos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Adriana Sacioto Marcantonio - Integrante / Cláudia Maris Ferreira Mostério - Integrante / Maria José Tavares Ranzani-Paiva - Integrante / Márcio Hipolito - Integrante / Patrícia Coelho Teixeira - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1

  • 2004 - 2005

    Avaliação da fauna parasitária de peixes ornamentais da cidade de Florianópolis, Santa Catarina, Descrição: Este trabalho avaliou a fauna parasitária de peixes ornamentais de Florianópolis, SC, Brasil entre junho de 2004 e julho de 2005. Xiphophorus maculatus (n=88), Xiphophorus helleri (n=27), Poecilia shenops (n=20), Trichogaster tricopterus (n=9), Beta splendens (n=8), Barbus puntius conchonius (n=7), Carassius auratus (n=6), Gymnocorymbus ternetzi (n=4), Poecilia reticulata (n=3), Paracheirodon innesi (n=2), Macropodus opercularis (n=2), Cyprinus carpio (n=2), Colisa lalia (n=2), Noemacheitus barbatulus (n=1), Ptprophylum scalare (n=1), Pseudotropheus socolofi (n=1), Helostoma temmincki (n=1) e Microgeophagus ramirezi (n=1) foram analisados. De 185 peixes analisados, 75 (40,5%) estavam parasitados: 15,7% com metacercárias de digenéticos; 15,7% com Monogenoidea; 7,0% com Piscinoodinium pillulare (Dinoflagellida); 4,9% com Trichodina sp. (Ciliophora); 3,8% com Ichthyophthirius multifiliis (Ciliophora); 2,7% com cestóides; 2,7% com Camallanus sp. (Nematoda); 2,2% com Lernaea cyprinacea (Crustacea) e 0,5% com Chilodonella sp. (Ciliophora). As maiores intensidades médias foram de 335 e 205 parasitos respectivamente em X. maculatus e X. helleri infectados por metacercárias nas brânquias.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Luciana Ghiraldelli - Integrante / Rômi Sharon Piazza - Integrante / Marcela Maia Yamashita - Integrante., Financiador(es): Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 1

  • 2004 - Atual

    Atividades de sanidade em moluscos e peixes cultivasdos no Estado de Santa Catarina., Descrição: O trabalho tem o objetivo de continuar atividades de levantamento parasitológico já desenvolvido em São Paulo e Paraná e iniciá-las em Santa Catarina, Grande Florianópolis. A importância é ressaltada pelo total desconhecimento da parasitofauna, época de ocorrência e dados precisos de prevalência e intensidade média de parasitos em peixes cultivados em pisciculturas e pesque-pagues. O projeto será dividido em duas etapas. Na primeira, dez animais de diversas propriedades serão amostrados para quantificação e identificação de parasitos. Como subsídio, no dia de cada coleta, dados de qualidade da água como pH, alcalinidade, oxigênio dissolvido, temperatura, transparência e amônia serão monitorados. Além disso, características hematológicas como números totais de eritrócitos, leucócitos e trombócitos, hematócrito, taxa de glicose e contagem diferencial de leucócitos serão observados a partir de uma alíquota de sangue coletada por punção da veia caudal. Em laboratório, ensaios para verificar patogenicidade e diferentes respostas à infecção também serão realizados. Na segunda etapa serão realizados estudos sobre o ciclo de vida e a infecção de Bucephalus sp. (Digenea: Bucephalidae). Este helminto e causador da "doença laranja" em mexilhões. No Brasil tem sido encontrado em infecções de até 48% em animais de cultivo e em costões. Até o momento somente foi identificado até o nível de gênero. Para completar este estudo será necessária a infecção experimental de peixes para obtenção de metacercárias, já que esporocistos e cercárias são encontradas no molusco. A conseqüência do parasitismo por bucefalídeos e a total destruição do tecido gonadal do molusco enfatizam a importância do problema e dão mérito ao trabalho. Valor: R$ 51.360,00. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Luciana Ghiraldelli - Integrante / Marcela Maia Yamashita - Integrante / José Luis Mouriño - Integrante / Aimê Rachel Magalhães - Integrante.

  • 2004 - Atual

    Efeitos da conjugação de vitamina C e E na ração e de dois tipos de estresse sobre a resposta inflamatória induzida pela carragenina e por lipopolissacarídeo na bexiga natatória de tilápia, Oreochromis niloticus.", Descrição: O trabalho tem por objetivo geral avaliar a resposta inflamatória induzida pela injeção de carragenina e por lipopolissacarídeo na bexiga natatória de tilápias submetidas a dois tipos de estresse, suplementadas ou não com 500 mg de vitamina C e E por kg de ração. Para isto as seguintes informações serão necessárias: Conhecer ao longo do tempo de cada tipo de estímulo estressante aplicado na tilápia, as características hematológicas e determinantes de estresse. Avaliar a resposta inflamatória de tilápias seis horas após a injeção de salina, carragenina ou LPS na bexiga natatória. Avaliar o efeito de cada tipo de estímulo estressante sobre a resposta inflamatória. Verificar se existe relação entre as características hematológicas analisadas e o tipo de estímulo estressante ou substância irritante injetada. Verificar se as substâncias injetadas provocam alterações histológicas na bexiga natatória de tilápias. Comparar a intensidade da resposta inflamatória na tilápia com as obtidas em estudos anteriores em P. mesopotamicus e o híbrido tambacu. 1 Bolsa de Produtividade em Pesquisa e 1 de Iniciação Científica. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (4) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Rodrigo Yudi Fujimoto - Integrante / Euclides Braga Malheiros - Integrante / Eduardo Makoto Onaka - Integrante / Danilo Makoto Yamagushi Miyazaki - Integrante / Jaime Fenerick Jr - Integrante / Fabiana Rizzi Bozzo - Integrante / Daniela Takahashi Nomura - Integrante / Fabiana Pilarsky - Integrante / Karina Ribeiro - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos in vitro com posterior teste in vivo por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 2

  • 2011 - Atual

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre pintado ,Pseudoplatystoma corruscans e cachara ,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos in vitro com posterior teste in vivo por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 2

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre pintado ,Pseudoplatystoma corruscans e cachara ,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante.

  • 2013 - 2017

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriela Hashimoto - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante.

  • 2013 - 2017

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriela Hashimoto - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Aline Brum - Integrante / Thalita Gogola Milagres - Integrante.Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante.Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante.

  • 2013 - 2017

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriela Hashimoto - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Aline Brum - Integrante / Thalita Gogola Milagres - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Utilização de óleos essenciais de Mentha piperita, Lippia origanoides e de sais orgânicos para tilápia do Nilo desafiada com Streptococcus agalactiae., Descrição: Devido à crescente preocupação de consumidores em ingerir alimentos minimamente processados e sem conservantes químicos, torna-se relevante o uso de aditivos naturais em dietas de organismos aquáticos. Os óleos essenciais atendem essa demanda por produtos orgânicos e seguros, sendo obtidos exclusivamente a partir de materiais vegetais, que possuem características antibacterianas, antioxidantes, propriedades antivirais e antifúngicas, substituindo o uso de quimioterápicos no tratamento e profilaxia na piscicultura. Este estudo propõe duas etapas de avaliação. Etapa 1 - Verificar a influência da suplementação dietética com óleo essencial de Mentha piperita sobre o desempenho zootécnico, parâmetros hemato-imunológicos, ocorrência de parasitos em tilápia-do-nilo desafiada com Streptococcus agalactiae. Um total de 255 peixes com peso inicial de 10 g serão divididos em 20 tanques e, após sete dias de aclimatação, serão alimentados com ração suplementada com o óleo essencial nas concentrações de 0; 0,125; 0,5; 0,75 e 1% durante 45 dias, em quadruplicata. Etapa 2 - Avaliação in vitro e in vivo do óleo essencial de Lippia origanoides e de sais orgânicos na saúde de tilápia-do-nilo desafiada com S. agalactiae. Serão utilizados 270 peixes com peso inicial de aproximadamente 5 g. Ao final dos dois ensaios, os animais serão desafiados com S. agalactiae via gavagem e cinco peixes de cada tratamento serão anestesiados e o sangue coletado para análises hemato-imunológicas e as brânquias retiradas para análise parasitológica. Após a infecção, os animais serão monitorados por dez dias para aparecimento de sinais clínicos e/ou mortalidade. Os índices de desempenho zootécnico serão aferidos com base em biometrias semanais no período de experimento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriel Fernandes Alves Jesus - Integrante / Jose Luiz Pedreira Mouriño - Integrante / Francisco Célio Maia Chaves - Integrante / Leyciane Tayana de Souza Silva - Integrante / Kennya Addam Gomes Silva - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante / LEHMANN, NICOLLAS BREDA - Integrante., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2013 - 2017

    Avaliação da eficácia do uso dos óleos essenciais de Lippia sidoides e Mentha piperita no controle de monogenea em banhos terapêuticos e o efeito imunoestimulante de Ocimum gratissimum e Zingiber officinalis suplementados na dieta de Oreochomis niloticus, Descrição: Embora haja relativa evidência dos benefícios no uso de antiparasitários e imunoestimulantes na aquicultura, atualmente existem poucos produtos comerciais sendo utilizados. Este trabalho busca avaliar o uso de substâncias naturais como fontes em potencial para a produção e utilização destes produtos. Lippia sidoides (alecrim pimenta), têm demonstrado eficiência na inibição de bactérias e no combate a nematóides gastrointestinais. Atualmente, há grande interesse no Zingiber officinale (gengibre), estudos têm visado o isolamento e identificação dos princípios ativos, das suas ações farmacológicas e dos seus constituintes. A Mentha piperita (hortelã-pimenta), além de seu uso como composto nutricional vem se destacando no uso medicinal, com efeitos como antiinflamatório, antimicrobiano e analgésico. O uso do extrato Ocimum gratissimum (manjericão), demonstrou eficiência como anestésico em peixes. Neste trabalho, serão realizados três experimentos com a finalidade de avaliar a ação dos extratos destas substâncias, frente à ação antiparasitária e a estimulação do sistema imune de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Primeiramente, será avaliada a eficiência de Lippia sidoides e Mentha piperita para o controle de monogenea, realizando teste de imobilização dos parasitos ?in vitro? com posterior teste ?in vivo? por meio de banhos terapêuticos em tilápias do Nilo parasitadas. Será utilizado um total de 155 juvenis para análise da carga parasitária e análises hematológicas. No segundo e no terceiro experimentos, serão avaliados os extratos de Ocimum gratissimum e Zingiber officinale suplementados na dieta de tilápias, perfazendo um total de 120 juvenis para cada teste, respectivamente para análise dos seguintes parâmetros imunológicos: variáveis hematológicas, atividade fagocitária, presença e prevalência de parasitas, níveis de lisozima e sobrevivência após desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila. Com este estudo espera-se determinar, qual o produto e a dose que efetivamente estimulam o sistema imune de tilápias. Fornecendo subsídios para a substituição do uso de antibióticos e quimioterápicos no tratamento de doenças infecciosas e/ou parasitárias, por produtos naturais na prevenção da manifestação destas enfermidades. Este estudo é resultado de uma parceria com a EMBRAPA Amazônia Ocidental de 29/03/2012 (Macroprograma 2 - Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui Colossoma macropomum, cachara Pseudoplatystoma reticulatum e tilápia Oreochromis niloticus) onde parte das análises imunológicas serão realizadas em conjunto nas estruturas da Embrapa e de onde serão extraídos os óleos essenciais. Além disso, permitirá o intercâmbio de pesquisadores e integração entre Universidade/Instituição de Pesquisa.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Edsandra Campos Chagas - Integrante / Gabriela Hashimoto - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Aline Brum - Integrante / Thalita Gogola Milagres - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 3

  • 2012 - Atual

    Fitoquímicos como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui (Colossoma macropomum), cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) e tilápia (Oreochromis niloticus)., Descrição: A aquicultura brasileira é considerada uma atividade bastante promissora e tem tido grande expansão nos últimos anos, em função do excelente potencial que algumas espécies apresentam para produção intensiva e pela grande aceitação pelo mercado consumidor. Com relação à piscicultura esta é baseada principalmente na criação intensiva de tilápia (Oreochromis niloticus), bem como de peixes nativos como o tambaqui (Colossoma macropomum) e a cachara (Pseudoplatystoma reticulatum). Em decorrência da expansão e intensificação dos sistemas de produção, sobressaltam alguns entraves relacionados ao manejo sanitário dos peixes. Entre os principais podemos destacar a infecção pelas bactérias Aeromonas hydrophila, Flavobacterium columnare e Streptococcus agalactiae, bem como por helmintos monogenóideos e protozoários tricodinídeos, decorrentes na maioria das vezes de práticas de manejo inadequadas que induzem respostas de estresse, com consequências negativas sobre a resposta imune e resistência dos peixes a patógenos. Em decorrência da elevada ocorrência de doenças, o uso de quimioterápicos e antibióticos tem aumentado na aquicultura. Assim, visando reduzir ou evitar a dependência desses produtos químicos que geram impacto negativo nos peixes e ambiente tem-se priorizado nos últimos anos os estudos com plantas medicinais para o manejo dos peixes, imunoestimulação e controle das principais doenças de peixes cultivados. Dessa forma, o presente projeto pretende avaliar o uso de fitoquímicos de espécies medicinais brasileiras ou adaptadas como agentes antiestresse, imunoestimulante, antibacteriano e antiparasitário na criação de tambaqui, cachara e tilápia. Essas ações apresentam grande relevância visto que as plantas medicinais a serem testadas são nativas ou aclimatadas, sendo, portanto facilmente encontradas, são elas: Lippia alba, Lippia sidoides, Ocimum gratissimum, Zingiber officinalis e Mentha x piperita, fazendo parte também da Coleção de Plantas Medicinais da Embrapa Amazônia Ocidental. Os resultados deste estudo serão uma importante ferramenta para subsidiar o desenvolvimento de bioprodutos (redutores de estresse, modulares do sistema imunológico e terapêuticos) para uso na piscicultura, bem como para elaboração de protocolos de boas práticas de manejo sanitário para a criação do tambaqui, cachara e tilápia, o que contribuirá para o fortalecimento e consolidação do pacote de produção dessas espécies que apresentam grande importância econômica nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Portanto, espera-se com os resultados gerados contribuir para redução das perdas econômicas em decorrência de altas taxas de mortalidade na piscicultura pelo estabelecimento de doenças e evitar a dependência da utilização de quimioterápicos e antibióticos comerciais na piscicultura que ocasionam poluição ambiental, acúmulo de resíduos nos peixes e desenvolvimento de cepas bacterianas com resistência. Assim, pretende-se com o conjunto das informações geradas equacionar alguns dos principais problemas sanitários existentes na criação de tambaqui, cachara e tilápia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Integrante / Edsandra Campos Chagas - Coordenador / Gabriela Hashimoto - Integrante / Aline Brum - Integrante / Maria Luiza Ruiz - Integrante / Monyele Acchile - Integrante / William Eduardo Furtado - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2015

    Influência da imunização com Ichthyophthirius multifiliis (Fouquet, 1876) sobre a sobrevivência e respostas imunológica e hematológica em jundiá Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824), Descrição: O jundiá Rhamdia quelen representa importante fonte de renda para os produtores de peixes no sul do Brasil. No entanto, uma das causas mais importantes de perdas econômicas nesta atividade é a ocorrência do protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis em alevinos. Diversos produtos químicos têm sido utilizados no intuito de controlar a parasitose, porém, apresentam constantemente problemas em sua eficácia e/ou no consumo do peixe devido ao seu alto grau de toxicidade. Uma alternativa para o controle de I. multifiliis é a imunização com terontes, que por sua vez, pode ser feita por meio de injeção intraperitoneal com terontes vivos ou por banhos de imersão com terontes inativados. Dessa forma, este estudo teve como objetivo testar dois métodos de imunização com terontes vivos e suas respectivas influências na sobrevivência e respostas imunológicas e hematológicas do jundiá em R. quelen: (1) via injeção e (2) por meio de banho de imersão. No ensaio 1 (injeção), 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: (1) controle, (2) não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, (3) não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, (4) imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe e (5) imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe. A solução tampão fosfato-salino (PBS, pH 7,2) foi injetada nos peixes não imunizados e, nos peixes imunizados foram injetados intraperitonealmente 10.000 terontes vivos. Amostras foram coletadas com 14, 20 e 21 dias após a imunização e 6 dias após o desafio. Os parâmetros hematológicos tais como o número de trombócitos, leucócitos, linfócitos, neutrófilos e monócitos de R. quelen imunizados com I. multifiliis foram significativamente menores 6 dias após o desafio, ao passo que os valores de eritrócito e hemoglobina aumentaram. Nos peixes não imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, 41% dos baços apresentaram aspecto geral normal e a formação de centros de melanomacrófagos, diferentemente dos peixes do grupo controle e dos imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes, que apresentaram aspecto geral normal, com polpa branca e polpa vermelha e alguns melanomacrófagos isolados. Com relação aos níveis de proteínas totais no fígado, com 21 dias após imunização, foi observado maior nível de proteína do que com 14 dias. O baço costuma reagir bem bioquimicamente, no entanto, como o tamanho dos baços não foi suficiente para a análise, não foi possível observar maiores alterações. O fígado dos peixes imunizados e desafiados com 12.000 e 22.000 terontes apresentaram maior atividade da enzima catalase, com 230,33 U/mgprt e 219,00 U/mgprt, respectivamente. A atividade da glutationa redutase apresentou diferença significativa nos fígados dos peixes amostrados com 14 dias após imunização. No ensaio 2 (imersão) 300 jundiás foram avaliados nos seguintes tratamentos: controle, não imunizado e desafiado com 12.000 terontes/peixe, não imunizado e desafiado com 22.000 terontes/peixe, imunizado por imersão e desafiado com 12.000 terontes/peixe e imunizado por imersão e desafiado com 22.000 terontes/peixe. As amostras deste ensaio já foram coletadas e as análises estão sendo finalizadas. Até o presente momento, não há estudos no Brasil no que diz respeito à imunização com I. multifiliis em peixes nativos. Além disso, este é o primeiro estudo que relaciona a atividade de enzimas antioxidantes em órgãos de peixes infectados pelo parasito.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Karen Roberta Tancredo - Integrante / Aline Brum - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Efeito do extrato acetônico de sementes de Bixa orellana em juvenis de tambaqui, Colossoma macropomum infectados por patógenos., Descrição: Doenças parasitárias e bacterianas são comuns em peixes cultivados e responsáveis por altas taxas de mortalidade e perdas econômicas. Antibióticos e quimioterápicos são utilizados para o tratamento dessas doenças em peixes. Porém, sua utilização tem trazido efeitos negativos, tanto para o meio ambiente como para a saúde humana. Por isso, é importante a busca por novos medicamentos, e a utilização de produtos de origem vegetal como fonte de substâncias bioativas é uma alternativa promissora. O urucum, Bixa orellana, destaca-se por apresentar diversas atividades biológicas, como antioxidantes, antimicrobiana, anti-helmíntica e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi avaliar a o efeito do extrato acetônico das sementes do urucum em juvenis de tambaquis, Colossoma macropomum infectados por patógenos. Neste trabalho foram realizados dois ensaios, a de fim de avaliar a eficácia antimicrobiana e antiparasitária sobre Aeromonas hydrophila e Monogenea de tambaqui. Primeiramente, foi avaliada a eficácia in vitro e in vivo do extrato das sementes de urucum contra parasitos branquiais Monogenea e parâmetros sanguíneos de tambaqui. O segundo avaliou os parâmetros sanguíneos de tambaquis tratados com extrato das sementes de urucum após infecção por A. hydrophila e Monogenea. O presente estudo fornece subsídios para a substituição de quimioterápicos e antibióticos por produtos de origem vegetal, no tratamento dessas enfermidades em peixes de uma forma que minimize os impactos causados ao meio ambiente e a saúde humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Jaqueline Inês Alves de Andrade - Integrante / Marcelo Maraschin - Integrante / Jose Luis Pereira Mourino - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / GONÇALVES, EDUARDO L.T. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2009 - 2011

    Inovações em sanidade na piscicultura continental: indicadores de qualidade ambiental e desenvolvimento de probiótico, Descrição: O objetivo primordial da proposta é a integração entre os profissionais envolvidos na execução de um projeto em busca de resultados comuns que trarão subsídios para o sistema de defesa agropecuária no Brasil. Para isto é necessário determinar e identificar parasitos de peixes cultivados no Mato Grosso do Sul, de seus parâmetros hematológicos e histopatológicos como indicadores de qualidade ambiental, bem como o desenvolvimento e o teste da eficiência de bactérias ácido láticas (probiótico) isolado do próprio Pseudoplatystoma e testado por meio de infecção experimental. A proposta está dividida em duas etapas: a primeira será desenvolvida com a colaboração da EMBRAPA/Dourados, MS integrando o Projeto Componente Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados/Macroprograma 1/Grandes Desafios Nacionais/Bases Tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura no Brasil. Bimestralmente, serão capturados com rede ou tarrafa 20 híbridos de surubim e 20 pacus para o exame parasitológico, histopatológico e hematológico que será realizado no próprio local e o material armazenado para quantificação em laboratório. Serão realizadas seis coletas de peixes, totalizando 240 animais. No dia de cada coleta serão aferidas as características aquáticas. A segunda etapa do projeto propõe isolar e identificar bactérias ácido láticas de Pseudoplatystoma corruscans com potencial probiótico, desenvolver meios de cultura alternativos de baixo custo para a produção de bactérias probióticas em larga escala e avaliar o efeito da sua suplementação na dieta sobre os parâmetros zootécnicos e imunológicos dos peixes antes e após infecção experimental com Aeromonas hydrophila. A identificação inicial das cepas selecionadas será feita bioquimicamente com o uso das galerias API 50 CHL mediante a fermentação de carboidratos (BioMérieux). A identificação molecular das cepas será realizada pelo seqüenciamento e análise filogenética de fragmentos de gene RNAr 16S na Universidade Estadual d. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Joaber Pereira Jr - Integrante / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2011

    Suplementação dietária com simbiótico para o híbrido de pintado (Pseudoplatystoma corruscans) e cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), Descrição: O presente projeto objetivou o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico para o híbrido resultante do cruzamento entre ?pintado?,Pseudoplatystoma corruscans e ?cachara?,Pseudoplatystoma fasciatum, bem como avaliação de diferentes estratégias de aplicação destas bactérias associadas à utilização de prebióticos em dietas comerciais, realizado em três etapas. A primeira etapa foi o isolamento e seleção de bactérias com potencial probiótico a partir de híbridos de pintado e cachara sendo efetuados testes in vitro de inibição de patógenos bacterianos conhecidos para aquicultura e in vivo, avaliando a colonização do trato intestinal pela cepa bacteriana e sua relação com a hematologia e microbiologia do trato intestinal. Após esta etapa foi avaliadaa inclusão de diferentes concentrações do prebiótico (Inulina) em dieta comercial em relação a estabilidade e colonização da dieta contendo a cepa probiótica selecionada. Para a avaliação in vivo,os animais foram alimentados com a dieta contendo somente a inulina, dieta com inulina acrescida da bactéria probiótica e uma dieta controle sem suplementação. A última etapa do projeto verificou, após infecção experimental comAeromonashydrophilasubsphydrophila, a aplicação do método que resultou mais eficiente nas etapas anteriores em relação aos índices hemato-imunológicos, microbiológicos e à sobrevivência frente à este patógeno especifico para os híbridos de pintado e cachara. Este produto biotecnológico visa melhorar a sanidade no cultivo do híbrido de pintado e cachara.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Felipe do Nascimento Vieira - Integrante / Adolfo Medeiros Bezerra Jatoba - Integrante / Bruno Corrêa da Silva - Integrante / Gabriela do Vale Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2007 - 2011

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura no Brasil -AQUABRASIL-Estado Sanitário de Organismos Aquáticos Cultivados, Descrição: O crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos tem originado obstáculos que afetam diretamente a produtividade e a qualidade da atividade, estando a área de Sanidade e Biossegurança como um dos principais entraves detectados nos segmentos da cadeia produtiva. Formas alternativas de prevenção e estratégias para fortalecer o sistema imune dos animais aumentam a resistência destes organismos cultivados frente às adversidades ambientais e ao desafio de patógenos ou organismos oportunistas. Essa é a visão responsável e ecologicamente correta almejada para a produção de organismos aquáticos, ou seja, a obtenção de métodos de prevenção e o desenvolvimento de tecnologias visando a redução do uso indiscriminado de antibióticos e quimioterápicos. Essas alternativas no sistema de produção permitirão uma considerável melhora no desempenho e na capacidade de resposta do organismo frente aos fatores estressantes. No entanto, a falta de conhecimento sobre um monitoramento regular dos animais na criação, de orientação de produtores e empresários, profissionais e técnicos, destaca a importância do diagnóstico parasitológico, histopatológico e hematológico ou de hemolinfa em Oreochromis niloticus, Colossoma macropomum, Pseudoplatystoma corruscans e Litopenaeus vannamei. Este trabalho propõe a avaliação do estado sanitário destes organismos aquáticos utilizando os diferentes métodos de diagnóstico e de agentes imunoestimulantes. A difusão de conhecimento entre as diferentes partes envolvidas no processo, bem como a capacitação de pesquisadores e técnicos das instituições participantes. A interação dos projetos componentes facilitará a implantação de estratégias na execução das atividades propostas e na implantação de manejo sanitário adequado para a criação de organismos aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maurício Laterça Martins - Coordenador / José Luis Pedreira Mouriño - Integrante / Gabriela Tomas Jerônimo - Integrante / Natalia Marchiori - Integrante / Marcia Yumi Ishikawa - Integrante / Eduardo Luis Tavares Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 2

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Prêmio de trabalho na sessão pôster (Addam K., Gogola T., Lopes G., Lehmann N., Pereira S., Jesus G., Yamashita M., Ferreira T., Laterça M., Pedreira J.), Aquaciência 2018, Natal de 17-21 de setembro.

2018

Menção honrosa à Tese "Suplementação com óleos essenciais de manjericão (Ocimum gratissimum L.) e gengibre (Zingiber officinale Rosc.) na dieta de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus L.)., Prêmio CAPES de Tese ? Edição 2018, Edital 16/2018..

2018

Menção honrosa Prêmio ABEU livro ?Farmacologia Aplicada à Aquicultura? com quatro capítulos escritos., EDUFSM, Orgs. Baldisserotto B., Gomes L.C., Heinzmann B.M., Cunha M.A..

2014

Prêmio de melhor fotografia macroscópica (Pádua S.B., Martins M.L.), ISAAH-7 (International Symposium of Aquatic Animal Health), Portland, Oregon, USA.

2014

Prêmio de melhor desenho (Marchiori N., Martins M.L.), ISAAH-7 (International Symposium of Aquatic Animal Health), Portland, Oregon, USA.

2013

Alterações morfoestruturais do trato intestinal de surubins alimentados com dieta suplementada com Weisella cibaria. Mejor trabajo en la XXI Kornadas de Jóvenes Investigadores del Grupo Montevideo., Universidad Nacional del Nordeste, Corrientes, Argentina, 14 y 16 octubre 2013.

2012

Prêmio Capes de Tese Portaria 84 de 25 de maio de 2012. Seleção e utilização de bactérias probióticas no controle de doenças bacterianas na carcinicultura marinha. de autoria de Felipe N. Vieira, CAPES.

2011

Mérito Universitário Catarinense para Ágata Paseto aluna de Iniciação Científica., FAPESC - Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina..

2010

Nome de turma de formandos do Curso de Engenharia de Aquicultura, 2010 semestre 1, Departamento de Aquicultura, CCA, UFSC.

2009

Nome de turma de formandos do Curso de Engenharia de Aquicultura, Centro de Ciências Agrárias, UFSC.

2008

Paraninfo, formandos do Curso de Engenharia de Aquicultura, 2008, semestre 2, Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC.

2008

Paraninfo, formandos do Curso de Engenharia de Aquicultura, 2008, semestre 1, Departamento de Aquicultura, CCA, UFSC.

2007

Paraninfo, formandos do Curso de Engenharia de Aquicultura, 2006, semestre 2, Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC, SC.

2006

Paraninfo, formandos do Curso de Engenharia de Aquicultura, 2006, semestre 1, Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC, SC.

2006

Professor homenageado, formandos do Curso de Engenharia de Aquicultura, 2005, semestre 2, Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC, SC.

2005

Professor homenageado, formandos do Curso de Engenharia de Aquicultura, 2004, semestre 2, Departamento de Aqüicultura, CCA, UFSC, SC.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Aqüicultura. , Rod. Admar Gonzaga 1346, Itacorubi, 88040-900 - Florianopolis, SC - Brasil, Telefone: (48) 37219923, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2018 - Atual

    Universidade Estadual do Maranhão

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2015 - 2016

    Oregon State University

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Bolsista de Pós-Doutorado, Carga horária: 40

  • 2011 - Atual

    Aquivet Saúde Aquática, Aquivet

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2019 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro do PIBIC/CNPq/UFSC, Carga horária: 5, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2019 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Subcomissão de Ética no Uso de Animais, Carga horária: 6, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    portaria 1083/2019

  • 2019 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro do Colegiado Curso de Agronomia, Carga horária: 2, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    portaria 043/2019

  • 2018 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE), Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso de Engenharia de Aquicultura, CCA, UFSC.

  • 2017 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro Colegiado do Curso de Eng. Aquicultura, Carga horária: 2

  • 2017 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro Colegiado curso Pós-Graduação Aquicult, Carga horária: 2

  • 2017 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado 4, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2015 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro de Comitê de Ética no Uso de Animais, Carga horária: 6

  • 2008 - Atual

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Líder do Laboratório AQUOS-Sanidade de Org Aq, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2018 - 2019

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro do PIBIC/CNPq/UFSC, Carga horária: 5

  • 2017 - 2017

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro do PIBIC/CNPq/UFSC, Carga horária: 5

  • 2015 - 2017

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado 3, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2016 - 2016

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Membro do PIBIC/CNPq/UFSC, Carga horária: 5

  • 2013 - 2015

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: NEPAq, Aquicultura, CCA, UFSC, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Supervisor do Núcleo de Estudos em Patologia Aquícola (NEPAq).

  • 2011 - 2015

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Supervisor do Núcleo de Estudos em Patologia, Carga horária: 8, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2011 - 2015

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado 2, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2011 - 2015

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Membro de Comitê de Ética no Uso de Animais, Carga horária: 6

  • 2012 - 2012

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro Colegiado do Curso de Eng. Aquicultura, Carga horária: 2

  • 2009 - 2011

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado 1, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2009 - 2011

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro Colegiado do Curso de Agronomia, Carga horária: 2

  • 2003 - 2011

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, II, III, IV, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Professor Adjunto das Disciplinas de Patologia e Sanidade de Organismos Aquáticos Cultiváveis e Ranicultura e diagnóstico de enfermidades de anfíbios no Departamento de Aqüicultura do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina.

  • 2005 - 2010

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Membro de Comitê de Ética UFSC, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto IV, Carga horária: 5, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2006 - 2009

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador Estágios curso Eng. Aquicultura, Carga horária: 5

  • 2007 - 2008

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Membro de Comitê de Ética no Uso de Animais, Carga horária: 5, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Membro do Comitê de Ética no uso de animais (CEUA/UFSC).

  • 2007 - 2007

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro Colegiado do Curso de Eng. Aquicultura, Carga horária: 2

    Atividades

    • 02/2007

      Direção e administração, Departamento de Aqüicultura, .,Cargo ou função, Coordenador de Programa.

    • 02/2007

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Aqüicultura, .,Linhas de pesquisa

    • 09/2003

      Treinamentos ministrados , Departamento de Aqüicultura, Laboratório de Patologia e Sanidade de Organismos Aquáticos.,Treinamentos ministrados, Luciana Ghiraldelli, Engenheira de Aqüicultura, CCA, UFSC até o presente

    • 09/2003

      Treinamentos ministrados , Departamento de Aqüicultura, Laboratório de Patologia e Sanidade de Organismos Aquáticos.,Treinamentos ministrados, José Luiz Mouriño, Zootecnista, Mestre em Aqüicultura pelo Centro de Aqüicultura da UNESP, Jaboticabal, SP até o presente

    • 08/2003

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Aquicultura.,Linhas de pesquisa

    • 08/2003

      Ensino, Engenharia de Aqüicultura, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Patologia e Sanidade de Organismos Aquáticos Cultiváveis, Ranicultura e Diagnóstico de Enfermidades de Anfíbios

    • 08/2003