Antonio Ostrensky Neto

Graduou-se em Oceanologia pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1988), tem mestrado (1991) e doutorado (1997) em Zoologia pela Universidade Federal do Paraná. Atuou como consultor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento junto ao Programa Nacional para o Desenvolvimento da Aqüicultura. Trabalhou como consultor para o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e atualmente desenvolve trabalhos de assessoria técnica para a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). Desde 1997 é professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Paraná. Coordenou os estudos para demarcação dos parques aquícolas marinhos do estado do Paraná e os estudos para demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios da calha do Rio Paranapanema. Tem experiência na área de Recursos Pesqueiros, com ênfase em aquicultura, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas e planejamento estratégico da aquicultura; avaliação de impactos ambientais e recuperação de ambientes aquáticos alterados; desenvolvimento de tecnologia para a produção de formas jovens de organismos aquáticos para fins de repovoamento; projetos de aquicultura de interesse social (vide: www.cultimar.org.br). É um dos fundadores e atual coordenador do Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais (GIA) e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Zoologia e do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, ambos da Universidade Federal do Paraná. Mais informações no site: www.gia.org.br.

Informações coletadas do Lattes em 07/02/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Zoologia

1992 - 1997

Universidade Federal do Paraná
Título: Estudos para viabilização tecnológica dos cultivos de camarões marinhos no litoral do Estado do Paraná, Brasil
Dra Setuko Masunari. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Camaroes Marinhos; Compostos nitrogenados; Produção animal.

Mestrado em Zoologia

1989 - 1991

Universidade Federal do Paraná
Título: Toxicidade da amônia e do nitrito no processo produtivo de pós-larvas do camarão-rosa Penaeus paulensis Pérez-Farfante, 1967 (Crustacea, Decapoda, Penaeidae),Ano de Obtenção: 1991
Orientador: Setuko Masunari
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Amonia; Carcinicultura; Nitrito; Toxicidade; bioensaios.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura / Especialidade: Carcinocultura. Setores de atividade: Produção Animal, Inclusive Serviços Veterinários; Pesca, Aqüicultura e Maricultura.

Graduação em Oceanologia

1985 - 1988

Universidade Federal do Rio Grande

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura/Especialidade: Carcinocultura.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura/Especialidade: Maricultura.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas/Especialidade: Diagóstico Monitoramento e Recuperação Ambiental de Ambientes Aquáticos Impactados.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica/Especialidade: Avaliação de Impactos Ambientais.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Ictiologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

OSTRENSKY, A. ; QUEIROZ, J. . Coordenação da Seção de Qualidade da Água - Aquaciência. 2006. (Congresso).

OSTRENSKY, A. ; CASTILHO, G. G. ; SOUZA, Robson Ventura de . Curso de formação de agentes capacitadores em piscicultura. 2005. (Outro).

OSTRENSKY, A. ; LEMOS, D. L. . Cage & Pen Aquaculture Worshop, evento integrante do simpósio World Aquaculture Society.. 2003. (Congresso).

OSTRENSKY, A. . XI Simpósio Brasileiro de Aqüicultura. 2000. (Congresso).

OSTRENSKY, A. . Curso de Especialização em Agronegócios Direcionado a Jornalistas. 2000. (Outro).

OSTRENSKY, A. . Seminário Brasil-Alemanha de Atualização em Piscicultura. 1999. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Reunion Ordinaria del Comite Tecnico de la Red de Acuicultura de las Americas.Reunion Ordinaria Anual del Comité Técnico. 2013. (Oficina).

Aquapescabrasil - Feira Internacional de Pesca e Aquicultura.Crescimento em Ccativeiro de cinco espécies de siris explotadas na Baía de Todos os Santos. 2010. (Simpósio).

Curso de Atualização em Piscicultura.Mexilhão dourado - impactos, biologia e controle no sistema de cultivo em tanques-rede. 2010. (Seminário).

I Semana Acadêmica de Aquicultura.Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura. 2010. (Simpósio).

I Simpósio Brasileiro de Tecnologia em Aquicultura.Aquicultura e biodiversidade: precaução ou exagero?. 2010. (Simpósio).

Aquafair 2008.A Aqüicultura Brasileira, uma atividade de muito futuro. Mas, por que o futuro tem demorado tanto a chegar.. 2008. (Seminário).

Encontro para a criação do Núcleo de Pesquisas em Aquicultura e Pesca - Núcleo Sul III- Paraná..Histórico da aqüicultura paranaense. 2008. (Encontro).

I Conferência Estadual de Cessão de Águas para Aqüicultura.Alternativas de Desenvolvimento e Sustentabilidade: Integração, Pesca e Aquicultura. 2008. (Outra).

Rede de Inovação e Prospecção Tecnológica para o Agronegócio - Oficinas de Aqüicultura.A Aqüicultura Brasileira, uma Atividade de Muito Futuro - mas porque esse futuro tem demorado tanto a chegar?. 2008. (Oficina).

Lançamento do livro Aquicultura no Brasil: o desafio é crescer.Aquicultura no Brasil: o desafio é crescer. 2007. (Outra).

Aquaciência. aa. 2006. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. Carcinicultura: mitos e verdades científicas sobre a atividade que revolucionou a maricultura brasileira. 2006. (Congresso).

I Fórum Nacional sobre Mortandade do Caranguejo-uçá..A produção em massa de larvas do caranguejo-uçá em laboratório e o repovoamento de áreas afetadas.. 2006. (Simpósio).

Seminario sobre Fortalecimiento Institucional para el Desarrollo Sustentable de la Acuicultura en Brasil. FAO-SEAP.Os Sistemas de Produção de pequena, média e grande escala.. 2006. (Oficina).

Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca. Potencialidades da aqüicultura continental brasileira. 2005. (Congresso).

Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca. Políticas públicas para a aqüicultura. 2005. (Congresso).

Conselho Nacional de Aqüicultura e Pesca.Panorama de Aquicultura no Brasil hoje: perspectivas e entraves. 2005. (Encontro).

Exposição Feira Agropecuária de Ponta Grossa.O uso de tanques-rede na aqüicultura.. 2005. (Outra).

XVI Feira do Verde.Desenvolvimento de projetos de aqüicultura em ambientes poluídos - estudo de caso - Baía de Guaratuba.. 2005. (Simpósio).

1º Seminário de Integração Sanepar/UFPR..Avaliação da eficiência do protocolo de tratamento de água utilizado na ETA Vila C no controle de larvas de Limnoperna fortunei, mexilhão dourado.. 2004. (Seminário).

Encontro Municipal de piscicultores..Manejo de viveiros aliado ao controle ambiental.. 2004. (Encontro).

III Seminário Rio Iguaçu.Efeitos do vazamento de óleo ocorrido na Refinaria Getúlio Vargas, em julho de 2000, sobre os peixes do Rio Iguaçu e Barigui ? situação atual.. 2004. (Simpósio).

Seminário Terras e Águas do Rio Iguaçu.Rio Iguaçu e sua biodiversidade.. 2004. (Encontro).

Conferência Estadual de Aqüicultura e Pesca.Alternativas para o Desenvolvimento da Pesca e da Aqüicultura.. 2003. (Outra).

Simpósio Internacional Paraná ? Hyogo.Aqüicultura e Gerenciamento Costeiro. Como parte da mesa-redonda intitulada: Desenvolvimento Sustentável da Região Costeira.. 2003. (Simpósio).

Aqüicultura Brasil 2002. XII Simpósio Brasileiro de Aqüicultura..A sustentabilidade da aqüicultura brasileira. 2002. (Simpósio).

IV Semana Acadêmica de Medicina Veterinária. Palotina.A Piscicultura paranaense ? realidade e perspetivas.. 2002. (Outra).

1o Workshop tanques-rede para a piscicultura ? ordenamento e produção..O uso de tanques-rede na aqüicultura. 2001. (Outra).

Encontro Internacional da Sociedade NikKei.Aqüicultura e Desenvolvimento Rural Sustentável. 2000. (Encontro).

IV Workshop:.Piscicultura no Estado do Paraná: situação atual e perspectivas. Local e data:. 2000. (Outra).

Pesca Brasil 99.Manejo da qualidade de água em piscicultura intensiva. 1999. (Simpósio).

Seminário Brasil-Alemanha de Atualização em Piscicultura.Manejo de viveiros e poluição ambiental. 1999. (Seminário).

Curso de Extensão Universitária em Piscicultura.Conjunturas da piscicultura no Brasil.. 1998. (Outra).

Seminário de Oceanografia.Cultivos em Zonas Costeiras. 1998. (Seminário).

Simpósio de Oceanografia.Cultivo de Camarões marinhos. 1998. (Simpósio).

Ciclo de Atualização em Piscicultura.Manejo da Qualidade da Água em Viveiros de Piscicultura. 1997. (Oficina).

Ciclo de Atualização em Piscicultura.Técnicas modernas de preparação e manejo de viveiros de cultivo de peixes. 1997. (Encontro).

I Seminário Internacional de Aqüicultura.Sistemas de Cultivo em Aqüicultura. 1997. (Seminário).

Ciclo de Atualização em Piscicultura.Produção e Comercialização Mundial de Peixes Cultivados. 1996. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Daphne Spier Moreira Alves

OSTRENSKY, A.; LANA, P. C.. O papel das taxas de inundação na distribuição de Ucides cordatus (linnaeus, 1763), Mytella guyanensis (Lamarck, 1819) e Crassostrea rhizophorae (Guilding, 1828) espécies bentônicas de interesse comercial em manguezais da Baía de Paranaguá.. 2011. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Daphner Spieder

LANA, P. C.;OSTRENSKY, A.. O papel das taxas de inundação na distribuição de Ucides cordatus (Linnaeus, 1763), Mytella guyanensis (Lamarck, 1819) e Crassostrea rhizophorae (Guilding, 1828), espécies bênticas de interesse comercial em manguezais da Baía de Paranaguá. 2011. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Marcus Vinicius Fier Girotto

OSTRENSKY, A.SILVA, U. A.; MIRANDA FILHO, K. C.. Efeitos da amônia sobre juvenos de Litopenaeus schmitti (Burkenroad, 1936) e de Litopenaeus vannamei: excreção e toxicidade. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Alexandre Guilherme Becker

OSTRENSKY, A.; VIDAL, E. A. G.; MASUNARI, S.. Utilização de organismos-alimento na larvicultura do caranguejo-uçá, Ucides cordatus (linneus, 1763) (Crustacea, Brachyura, Ocipodidae).. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Mariângela Di Benedetto

SANTOS, S.;OSTRENSKY, A.; MASUNARI, S.. Dinâmica populacional de Uca Maracoani (Latreille, 1802-1803) ( Decapoda, Brachyura. Ocupodydae) no Baixo do Mirim, Baía de Guaratuba, Paraná, Brasil.. 2007. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Érico Ferri Maranezzi Oliveira Teodósio

MASUNARI, S.;OSTRENSKY, A.; SANTOS, S.. Distribuição temporal de Aegla schmitti Hobbs III, 1979 (Crustacea, Anomura, Aeglidae) em reservatórios dos mananciais da Serra, Piraquara, estado do Paraná. 2007. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Marcelo Faria Cardoso

OSTRENSKY, A.BOEGER, W. A.PIE, Márcio. Efeitos da sísmica com cabos de fundo sobre peixes recifais.. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Paulo Vicente Costa

OSTRENSKY, A.; MASUNARI, S.;PESTANA, D.. Predação de larvas de caranguejo (infraordem Brachyura) por peixes no rio dos Pinheiros, Guaratuba, Paraná, Brasil. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: GISELA GERALDINE CASTILHO

OSTRENSKY, A.; MASUNARI, S.; MELO, S. G.. Aspectos reprodutivos do caranguejo-uçá, Ucides cordatus (l.) (Crustacea, Brachyura, Ocypodidae), na baía de Antonina, Paraná, Brasil. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Robson Ventura de Souza

OSTRENSKY, A.Pestana, D.; MELO, S. G.. Canibalismo e assentamento de formas jovens de caranguejo-uçá, Ucides cordatus (L.) (Crustacea, Brachyura, Ocypodidae), em condiçőes de laboratório.. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Rafael da Cunha Moraes

ANDREATTA, E. R.;OSTRENSKY, A.; BELTRAME, E.. Influência da densidade e idade no transporte de pós-larvas do camarão marinho Litopenaeus vannamei.. 2004. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: José Waldecir de Carvalho Filho

OSTRENSKY, A.; ARANA, L. A. V.. Avaliação da eficiência do aerador injetor de ar e do aerador de pás giratórias em diferentes salinidades: estudo de caso.. 2004. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Leandro Angelo Pereira

OSTRENSKY, A.; SERAFIM JR., M. A.. Cultivo do camarăo branco do pacífico, Litopenaeus vannamei (BOONE, 1931), em tanques-rede no litoral paranaense: estudo de caso.. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Carlos Eduardo Belz

OSTRENSKY, A.. Cultivo Consorciado da Ostra do Mangue Crassotrea rizophorae com Camarões Marinhos na Baía de Paranaguá, PR.. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Eduardo Luis Cupertino Ballester

WASIELESKY JR, W.;OSTRENSKY, A.; ABREU, P. C. O. V.. Influência do biofilme na sobrevivência e no crescimento de juvenis do camarão-rosa "Farfantepenaeus paulensis" cultivados em sistema de berçário no estuário da Lagoa dos Patos.. 2003. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Universidade Federal do Rio Grande.

Aluno: Luis de Souza Viana

OSTRENSKY, A.BOEGER, W. A.CARNEIRO, P. C. F.. Produção de Tilápias em Tanques-Rede de Pequeno Volume na Região Metropolitana de Curitiba: Estudo de Caso.. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Robert Willian Pilchowski

OSTRENSKY, A.ANDRIGUETTO FILHO, José MiltonBOEGER, W. A.. Avaliação dos Impactos de Derramamento de Óleo sobre a Ictiofauna do Altíssimo, Alto e Médio Rio Iguaçu, Paraná, Brasil. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Ubiratã Assis Teixeira da Silva

OSTRENSKY, A.; MASUNARI, S.. Cultivos Experimentais de Caranguejo-Uçá, Ucides cordatus (Linnaeus, 1763).. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Ana Teresa Bittencourt

Boeger, W. A.OSTRENSKY, A.. Análise Biológica de Tratamentos Contra Parasitoses de Peixes Cultivados. 2000. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Fábio Xavier Wegbecher

ANDREATTA, E. R.;OSTRENSKY, A.. Efeitos do Uso de Diferentes Fertilizantes Químicos Sobre o Crescimento de Diatomáceas Nativas.. 2000. Dissertação (Mestrado em Aqüícultura) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Fabíola E

OSTRENSKY, A.. Alessi. Avaliação dos principais parâmetros zootécnicos envolvidos na produção das espécies de camarões marinhos cultivadas no litoral paranaense: Farfantepenaeus paulensis, Litopenaeus schmitti e Litopenaeus vannamei. 2000. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Luiz Eduardo Guimarães Sá Barreto

HAYASHI, C.; THOMAZ, S. M.;OSTRENSKY, A.. Avaliação de parâmetros abióticos em ambientes utilizados para cultivo de peixes.. 1999. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Plinio Schmidt Furtado

WASIELESKY, W.J.POERSCH, L. H.; KRUMMENAUER, D.; PEIXOTO, S. R. M.;Ostrensky, A.. Relevância da alcalinidade,pH e dióxido de carbono na sobrevivência e crescimento de Litopenaesu vannamei (Boone 1931) em sistema de bioflocos. 2014. Tese (Doutorado em Aqüicultura) - Universidade Federal do Rio Grande.

Aluno: Juliane Rizzi

NOSEDA, M. D.; CORDEIRO, L. M. C.;OSTRENSKY, A.; ASCENCIO, S. D.. Potencial biotecnológico dos polissacarídeos de microalgas marinhas. 2010. Tese (Doutorado em Ciências (Bioquímica)) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: José Francisco de Oliveira Neto

BOEGER, W. A.; FREITAS, P. D.;OSTRENSKY, A.; LANA, P. C.; SOUZA, R. L. R.. Filogeografia e demografia evolutiva de Ucides cordatus (linnaeus, 1763) Decapoda. Brachyura) e Cardisoma guanhumi Latreille, 1825 (Decapoda, Brachyura) na costa do Brasil.. 2009. Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Marcos Luiz Pessatti

OSTRENSKY, A.; FONTANA, J. D.. Caracterização do mecanismo de resistência à multixenobióticos (MXR) no mexilhão Perna perna. 2002. Tese (Doutorado em Ciências (Bioquímica)) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Wilson F

BIANCHINI, A.;OSTRENSKY, A.; CALAZANS, D.; D´Incao, F.; MONTU, M.. B. Wasieleski Jr.. Cultivo de juvenis do camarão-rosa Farfantepenaeus paulensis (Decapoda, Penaeidae) no estuário da Lagoa dos Patos: Efeitos de parâmetros ambientais e manejo de cultivo. 2000. Tese (Doutorado em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande.

Aluno: Gulherme Wolff Bueno

Ostrensky, A; BERNAL, F. E. M.; FERREIRA, M. F. N.. Modelo bioenergético e cálculo do balanço de massa como ferramenta de monitoramento e estimativa de efluentes da aquicultura em águas públicas. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Animais) - Universidade de Brasília.

Aluno: Mariana Seide

OSTRENSKY, A.Belz, C. E.. Proposta de gerenciamento ambiental de parques aquícolas continentais baseado nos impactos da piscicultura em tanque-rede. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em MBA em Gestão Ambiental) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Camila Amorim

OSTRENSKY, A.BELZ, C. E.. Conflitos ambientais portuários e remediação de conflitos ambientais. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em MBA em Gestão Ambiental) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Daryton Roger Lebib

PECE, C. A. Z.; ERTHAL, R.; SANTOS, W. E.;OSTRENSKY, A.. Refúgio Térmico: uma solução de engenharia para a piscicultura. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Industrial Elétrica) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Roberta de Azevedo Zanatta

OSTRENSKY, A.ANDRIGUETTO FILHO, José Milton; OLIVEIRA, E. G.. Métodos alternativos para obtenção de sementes para o cultivo do mexilhão Perna perna (Linnaeus, 1758) e manejo dos bancos naturais. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Reginaldo Fabricio de Lima

OSTRENSKY, A.MOLENTO, C. F. M.ANDRIGUETTO FILHO, José Milton. Métodos de insensibilização de peixes sob a ótica do bem-estar animal. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Giorgi Dal Pont

PONT, G. D.;ANDRIGUETTO FILHO, José MiltonOSTRENSKY, A.. Aplicabilidade do Modelo do Ligante Biótico (BLM) na determinação da toxicidade do cobre na água branca do rio Solimões.. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Eduardo Massoquetti

FRANCO, S.; FISHER, A. V.;OSTRENSKY, A.. Sistema integrado de produçào de frangos. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Karin Cristina Escobar Yamashiro

OSTRENSKY, A.; MAIORCA, A.. Manejo na Produção e Comercialização de Alevinos (Piscicultura Panamá, Santa Catarina). 2008.

Aluno: Otávio Serino Castro

OSTRENSKY, A.; ANDRIGUETTO, J. L.; MAIORKA, A.. Principais Aspectos Inerentes á Estabilidade Física das Rações para Camarões Marinhos. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná.

HENRY, R.; ZANIBONI FILHO, E.;OSTRENSKY, A.; BARCELLOS, L. J. G.; BALDISSEROTO, B.. Banca examinadora do concurso público para a contratação de pesquisador III, área de produção sustentável da aquicultura.. 2012. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

OSTRENSKY, A.. 31o Concurso Público de Provas e Títulos para Provimento de Cargo de Professor de Ensino Superior na Unioeste - Aquicultura, Dinâmica de Populações e Avaliação de Recursos. 2012. Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

OSTRENSKY, A.; FEIDEN, A.; SCHAFFRATH, V. R.. Comissão julgadora para seleçãode professor da Escola Técnica Federal do Paraná na área de engenharia de pesca.. 2008. Escola Técnica da Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 2007. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 2006. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 2005. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 2004. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Membro da comissão julgadora do processo seletivo para contratação de um docente, na Categoria de Professor Doutor, junto ao Departamento de Zootecnia, na área de julgamento e exterior, na Universidade Federal do Paraná.. 2003. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 2003. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 2002. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Membro da comissão julgadora do processo seletivo para contratação de um docente, na Categoria de Professor Doutor, junto ao Departamento de Oceanografia Biológica, na área de aqüicultura, no Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo.. 2001. Instituto Oceanográfico.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 2001. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 2000. Universidade Federal do Paraná.

OSTRENSKY, A.. Banca para seleção de candidatos ao mestrado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Federal do Paraná.. 1999. Universidade Federal do Paraná.

Ostrensky, Antonio; FIGUEIREDO, M. C.. Comissão julgadora da cjhamada MCTI/MAPA/MEC/MPA/CNPq 81/203. 2013. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

OSTRENSKY, A.; FURUYA, W. M.; LUCA, S. J.; ARAUJO, M. E.. Comissão julgadora do Edital MCT/CNPq/CT-Hidro/MPA No. 18. 2010. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Rodney Ramiro Cavichioli

CAVICHIOLI, R. R.. Exame de qualificação de Antonio Ostrensky Neto - Crustacea Decapoda. 1997. Exame de qualificação (Doutorando em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Setuko Masunari

MASUNARI, S.; FONTANA, J. D.; SUZUKI, H.. Toxicidade da amônia e do nitrito no processo produtivo de pós﷓larvas do camarão﷓rosa, Penaeus paulensis Pérez﷓Farfante 1967. 1991. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Setuko Masunari

MASUNARI, S.; FONTANA, J. D.; VERANI, J. R.; BUENO, S. L. S.; FEDALTO, L. M.. Estudos para viabilização tecnológica dos cultivos de camarões marinhos no litoral do Estado do Paraná, Brasil. 1997. Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Raissa Vitoria Vieira Leite

Estudo de organismos aquáticos incrustantes em reservatórios de usinas hidrelétricas: identificação e impactos associados; ; Início: 2017; Dissertação (Mestrado profissional em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; (Orientador);

Rosana do Nascimento Ribeiro

Métodos de coleta, transporte e armazenamentos de amostras para análises de DNA Ambiental; Início: 2019; Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Companhia Paranaense de Energia; (Orientador);

Michelle Maruska Mader

Desenvolvimento de produto químico par controle de incrustações em sistemas hidráulicos; Início: 2019; Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; (Orientador);

Ana Paula da Silva Bertão

Avaliação e monitoramento de espécies aquáticas incrustantes invasoras em reservatórios; Início: 2018; Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; (Orientador);

Camila Prestes dos Santos Tavares

Biologia e desenvolvimento de tecnologias para o cultivo de siri-mole Callinectes ornatus (Crustacea, Decapoda, Portunidae); Início: 2017; Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Diego Junqueira Stevanato

Efeitos de hidrocarbonetos derivados de petróleo sobre a ontogênese de Astyanax altiparanae; Início: 2016; Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; (Orientador);

Gisele Geraldine Castilho-Westphal

Início: 2016; Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior;

Fabrício Salvador Vidal

Uso de métodos químicos como ferramenta de prevenção e controle do mexilhão-dourado Limnoperna fortunei (Dunker, 1987); 2019; Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Vitor Gomes Rossi

Toxicidade aguda para larvas e juvenis de Astyanax altiparanae (Garutti & Britski, 2000) de diferentes métodos químicos utilizados no controle do mexilhão-dourado, Limnoperna fortunei; 2018; Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Camila Prestes dos Santos Tavares

produção de siri-mole: sistemas de cultivo e potenciais métodos para indução da ecdise em Callinectes ornatus; 2017; Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Diogo Barbalho Hungria

Estudos voltados ao aumento da eficiência no processo produtivo de siri-mole; 2017; Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Diego Junqueira Stevanato

Ontogenia larval e pós-larval de Astyanax altiparanae (Garutti & Britski, 2000) em Laboratório; 2016; Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

André Luiz Vicente

Uso de óleos essenciais e de compostos sintéticos como agentes anestésicos para o lambari Astyanax altiparanae (Garutti & Britski, 2000); 2014; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Giorgi Dal Pont

Toxicidade do óleo diesel para o peixe Astyanax altiparanae; 2012; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Aline Horodesky

Avaliação ictiofaunística em ambientes expostos ao acidente com óleo combustível na Serra do Mar, Estado do Paraná; 2012; Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Thayzi de Oliveira Zeni

Avaliação das taxas de filtração de Crassostrea brasiliana (Bivalvia, Ostreidae) em diferentes condições de laboratório; ; 2011; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

ROBERTO MONTANHINI NETO

Influência de variáveis ambientais sobre o desenvolvimento de ostras Crassostrea (SACCO, 1897) na baía de Guaratuba, Brasil; 2011; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Kelly Ferreira Cottens

Efeitos da temperatura, da intensidade luminosa e da densidade de cultivo na larvicultura de Ucides cordatius (Linnaeus, 1763) ( Crustacea, Decapoda, Brachyura) em condições de laboratório; ; 2009; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Alexandre Guilherme Becker

Aspectos da alimentação de larvas de caranguejo-uçá (Ucides cordatus) na fase de zoea; ; 2008; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Marcus Vinicius Fier Girotto

Produção de camarões marinhos para isca-viva utilizada na pesca esportiva; ; 2008; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Helena Farias

Qualidade microbiológica das ostras produzidas e comercilaizadas no litoral do estado do Paraná; ; 2007; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Paulo Vicente Costa

Predação de larvas de caranguejo (infraordem Brachyura) por peixes no rio dos Pinheiros, Guaratuba, Paraná, Brasil; ; 2006; 0 f; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

GISELA GERALDINE CASTILHO

Aspectos reprodutivos do caranguejo-uçá, Ucides cordatus (l; ) (Crustacea, Brachyura, Ocypodidae), na Baía de Antonina, Paraná, Brasil; ; 2006; 0 f; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Marcelo Faria Cardoso

Efeitos da sísmica com cabo de fundo sobre peixes recifais; 2006; 92 f; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Robson Ventura de Souza

Canibalismo e assentamento de formas jovens de caranguejo-uçá, Ucides cordatus (l; ) (Crustacea, Brachyura, Ocypodidae), em condições de laboratório; 2006; 0 f; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Leandro Angelo Pereira

Cultivo do camarão branco do pacífico, Litopenaeus vannamei (Boone, 1931), em tanques-rede no litoral paranaense: estudo de caso; ; 2004; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Robert Willian Pilchowski

Avaliação dos Impactos de Derramamento de Óleo sobre a Ictiofauna do Altíssimo, Alto e Médio Rio Iguaçu, Paraná, Brasil; ; 2003; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Luis de Souza Viana

Produção de Tilápias em Tanques-Rede de Pequeno Volume na Região Metropolitana de Curitiba: Estudo de Casos; 2003; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Ubiratã Assis Silva

Cultivos Experimentais de Caranguejo-Uçá, Ucides cordatus (Linnaeus, 1763); ; 2002; 0 f; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Carlos Eduardo Belz

Avaliação da qualidade da água e crescimento da ostra Crassostrea rizophorae em cultivo consorciado com camarões marinhos, na Baia de Paranaguá, PR, Brasil; ; 2002; 0 f; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Fabíola Elis Alessi

Avaliação dos índices zootécnicos alcançados em cultivos de Litopenaeus vannamei Boone, 1931 no Estado do Paraná; ; 2000; 0 f; Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Nathieli Cozer

A Produção integrada na Carcinicultura Brasileira; 2019; Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Giorgi Dal Pont

Effects of petroleum hydrocarbons to tropical and temperate fish species: a tocixity and multibiomarker aproach for the assessment of environmental contamination; 2018; Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Aline Horodesky

Influência de fatores físicos, químicos e biológicos sobre o desenvolvimento e sobre a qualidade sanitária de ostras (Crassostrea spp; ) cultivadas e comercializadas no Brasil; 2017; Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Thayzi de Oliveira Zeni

O uso da histopatologia por microscopia de luz em estudos com peixes dulcícolas em condições ambientais controladas; 2016; Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Ana Silvia Pedrazzani

Uso de anestésicos durante o manejo e o transporte do peixe-palhaço Amphiprion ocelllaris; 2014; Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

ROBERTO MONTANHINI NETO

Bases para a implantação de parques aquícolas destinados ao cultivo de peixes em gaiolas nos reservatórios artificiais do rio Paranapanema: implicações ambientais e capacidade de suporte; 2014; Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Gisela Geraldine Castilho-Westphal

Ecologia da ostra do mangue Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819) em manguezais da Baía de Guaratuba-PR; 2012; Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Ubiratã Assis Silva

Recuperação populacional de caranguejo-uçá, Ucides cordatus (Linnaeus, 1763), através da liberação de formas imaturas, em áreas antropicamente impactadas; ; 2007; 0 f; Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Antonio Ostrensky Neto;

Débora Pestana

Aspectos bioecológicos do mexilhão dourado limnoperna fortunei (Bivalvia, Mytilidae) (Dunker, 1857); 2006; 0 f; Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Antonio Ostrensky Neto;

Luciana Rodrigues de Souza Bastos

2017; Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Antonio Ostrensky Neto;

Gisela Geraldine Castilho-Westphal

2017; Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Antonio Ostrensky Neto;

Gisela Geraldine Castilho-Westphal

2015; Universidade Federal do Paraná,; Antonio Ostrensky Neto;

Maike Taís Maziero Montanhini

2014; Universidade Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Antonio Ostrensky Neto;

Gisela Geraldine Castilho-Westphal

2014; Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Antonio Ostrensky Neto;

Debora Pestana da Silva

2008; Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Antonio Ostrensky Neto;

Mariana Seide

Proposta de gerenciamento ambiental de parques aquícolas continentais, baseado nos impactos da piscicultura em tanque-rede; 2011; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em MBA em Gestão Ambiental) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Vinícius Moreira

Os princípios do horsemanship; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Marina Lima de Souza

International genetic improvement opportunities at aquaculture and ovine production, two great potential productive chains in Brazil; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Gustavo Adolfo Ascázubi Silva

Nutrição e manejo de robalo (Centropomus parallelus, Centropomus undecimalis) em tanques-rede near-shore; ; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Francesco Perissinotti Magnani

Aspectos técnicos e biológicos envolvidos na produção de antozoários ornamentais; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Rafael Salles Cabreira

A cadeia produtiva da tilapicultura em tanque-rede na bacia hidrográfica do rio Paranapanema (pr/sp): produção, processamento e comercialização; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Sheron Scholze Rosa

Percepções de atores locais sobre usos múltiplos que podem influenciar na demarcação e implantação de parques aquícolas nos reservatórios do rio Paranapanema (PR/SP); 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Ayrton José Jungles Pacheco Junior

Espécies potenciais para cultivo em tanques-rede nos reservatórios do rio Paranapanema; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Roberta de Azevedo Zanatta

Métodos alternativos para obtenção de sementes para o cultivo do mexilhão Perna perna (Linnaeus, 1758) e manejo dos bancos naturais; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Reginaldo Fabricio de Lima

Métodos de insensibilização de peixes sob a ótica do bem-estar animal; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Diego Rafael Wojcik Gomes

Atratividade e atrativos na ração de camarões marinhos; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Otávio Serino Castro

Principais aspectos inerentes à estabilidade física das rações para camarões marinhos; ; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Marcus Vinicius Stolarski

Influência do arraçoamento no ritmo e nos hábitos alimentares do camarão-branco do pacífico, Litopenaeus vannamei Boone, 1931 (Crustacea, Decapoda, Penaeidae), cultivado em tanques-rede; 2004; 62 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Viências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Paulo Vicente Costa

Reprodução de peixes nativos da região oeste do Paraná; ; 2003; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Paulo Vicente Coista

Técnicas de reprodução de peixes tropicais; ; 2002; 38 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

João Eldio Seiger Milder

Aspectos tecnológicos da reprodução e do cultivo de tilápia (Oreochromis niloticus); ; 2001; 55 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Tiago Lea

INFOAq - Centro de Informações Estratégicas da Aquicultura; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Wlademir Polese

Manejo de peixes ornamentais marinhos; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Tiago Leal

Infoaq - Centro de Informações Estratégicas da Aquicultura; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Renan Gustavo Rodrigues da Luz

Genética molecular de ostras Crassostrea gazar; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Vitor Gomes Rossi

Uso de bioflocos no cultivo do lambari-do-rabo-amarelo; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal de Santa Maria; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Leonardo Stefano Fernandes Zamoner

Comportamento do lambari-do-rabo-amarelo em condições laboratoriais controladas; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Francis Mara Vieira Schuster Pinto

INFOAq; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Letras Inglês) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Jeane Carla Turra Euriques

Atlas anatômico de espécie de interesse na aquicultura; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Faculdade Evangélica do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Sarah Larissa Mantovani

Reprodução de lambari-do-rabo-amarelo; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

CAROLINE BORTOLETO

Manejo de peixes A; ocellaris; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Vinicius Sales Rodrigues

Ostreicultura na Baía de Guaratuba - PR; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Thiago Brobio Massanti

Histologia de fígado de Rineloricaria sp; ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Ingrid J

Menegusso de Souza; Desenvolvimento de tecnologias para o cultivo de peixes ornamentais marinhos; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Marilia Cristina Pinto

Anestesia de peixes palhaços através do uso de óleos essenciais; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Camila Luiza Wollinger

Atlas anatômico de espécie de interesse na aquicultura; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Faculdade Evangélica do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Patricia Ramos de Vargas

Reprodução da ictiofauna em ambientes expostos a óleo diesel; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Aline Marzalek Gumiela

Respostas histopatológicas de Corydoras paleatus (Jenyns, 1842) e Astyanax spp; , provenientes da bacia do alto Iguaçu; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Luana Isabel Jaras

Levantamentos ictiofaunísticos e avaliação de impactos ambientais no rio Iguaçu (Paraná); 2012; Iniciação Científica - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Thiago Brobio Massanti

Diagnóstico ictiofaunístico em ambientes aquáticos afetados por derramamento de óleo no estado do Paraná; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Caroline Tomasi Bortoleto

Biologia reprodutiva ed peixes ornamentais marinhos; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Moisés Knaut Tokarski

Caracterização reprodutiva de peixes da Serra do Mar; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Maiko Vinicius Zanella

Metodologia de formação de casais de Gramma brasiliensis em laboratório; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Daniel Henrique Carvalho dos Santos

Qualidade microbiológica de ostras produzidas e comercializadas em Curitiba e litoral do Paraná; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Faculdade Evangélica do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Diogo Neves Melo

Projeto Cultimar; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Priscila Cristiae Brudzinski

A ictiofauna dos rios da Serra do Mar afetados por derramamento de óleo; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Pedro Iosafat Istchuk

Peixes Ornamentais da Serra do Mar - PR; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Diego Rafael Wojcik Gomes

Produção de larvas de caranguejo em laboratório; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Diogo Neves Melo

Técnicas de larvicultura de caranguejo; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Letícia Angélica Pereira

Histologia de caranguejo-uçá; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Rafael Felice Chen

Alimentação de larvas de caranguejo-uçá em laboratório; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Fernando Fronza

Larvicultura do caranguejo-uçá; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Bruno mataveli Nasario

Técnicas de produção de larvas de caranguejo me laboratório; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Aqüicultura) - Escola Agrotecnica Federal de Alegre; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Eliane Hollunder

Técnicas de produção de larvas de caranguejo me laboratório; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Aqüicultura) - Escola Agrotecnica Federal de Alegre; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Karin Cristina Escobar Yamashiro

Histologia do caranguejo-uçá; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Roberta de Azevedo Zanatta

Utilização de microalgas na larvicultura de Ucides cordatus; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Pedro Iosafat Istchuk

Bioensaios com organismos aquáticos; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Otávio Serino Castro

Larvicultura do caranguejo-uçá; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Eduardo Azevedo Massoquetti

Técnicas de larvicultura de caranguejo; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Aline Finco Perinelli

Aspectos histológicos da reprodução do caranguejo-uçá; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Instituto Metodista de Ensino Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Vinicius Soriano Coelho

Aspectos histológicos da reprodução do caranguejo-uçá; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Instituto Metodista de Ensino Superior; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Francisco Franceschi

Avaliação do ciclo Biológico do mexilhão-dourado no lago de Itaipu; ; 2004; 25 f; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Helena Farias

Avaliação dos índices zootécnicos alcançados em cultivos de Litopenaeus vannamei boone, 1931 no estado do paraná; 2001; 70 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Hellencrys Camargo

Estudos comparativos sobre a alimentação de alevinos de tilápia nilótica (Oreochromis niloticus); ; 2001; 15 f; Iniciação Científica; (Graduando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Eder Gomes

Desenvolvimento e avaliação da tilápia nilótica (Oreochromis niloticus) cultivada em tanques-rede com diferentes densidades; 2001; 15 f; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Eder Gomes

Desenvolvimento de técnicas de prevenção e controle para tratamento de enfermidades em peixes cultivados; 2000; 20 f; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Rodrigo Mira Oto

Ecologia bêntica em viveiros de cultivo do camarão-branco Penaeus vannamei, na baía de Paranaguá, Paraná, Brasil; 1999; 20 f; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Márcia Tkacz

Efeitos do uso de folhas de rami (Boehmeria nivea) na alimentação de tilápia nilótica (Oreochromis niloticus); 1999; 30 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Jaime Gris

Programa de melhoramento das técnicas de manejo de viveiros de peixes cultivados na Região Oeste do Estado do Paraná; 1997; 25 f; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Antonio Ostrensky Neto;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Setuko Masunari

Toxicidade da amônia e do nitrito no processo produtivo de pós-larvas do camarão-rosa, Penaeus paulensis Pérez-Farfante, 1960; 1991; Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Setuko Masunari;

Setuko Masunari

Estudos para a viabilização técnica dos cultivos de canarões marinhos no litoral do Estado do Paraná; 1997; Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Setuko Masunari;

Fabrício Salvador Vidal

Métodos químicos utilizados no controle do mexilhão-dourado Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) em sistemas hidráulicos: Eficiência e impactos ambientais associados; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • 2019 COZER, NATHIELI ; HORODESKY, ALINE ; ROSSI, VITOR GOMES ; PONT, GIORGI DAL ; Ostrensky, Antonio . Challenges and potentialities of the integrated production regime implementation in the Brazilian marine shrimp farming: a systematic review. AQUACULTURE INTERNATIONAL , v. EP, p. 1-16, 2019.

  • 2019 HORODESKY, ALINE ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; COZER, N. ; ROSSI, V. G. ; OSTRENSKY, A. . Effects of salinity on the survival and histology of oysters Crassostrea gasar (Adanson, 1757). Bioscience Journal , p. 586-597, 2019.

  • 2019 PONT, GIORGI DAL ; DE SOUZA-BASTOS, LUCIANA RODRIGUES ; GIACOMIN, MARINA ; DOLATTO, RAFAEL GARRET ; BAIKA, LOANA MARA ; GRASSI, MARCO TADEU ; Ostrensky, Antonio ; WOOD, CHRIS M. . Acute exposure to the water-soluble fraction of gasoline (WSFG) affects oxygen consumption, nitrogenous-waste and Mg excretion, and activates anaerobic metabolism in the goldfish Carassius auratus. COMPARATIVE BIOCHEMISTRY AND PHYSIOLOGY C-TOXICOLOGY & PHARMACOLOGY , v. Online, p. 108590, 2019.

  • 2019 COZER, NATHIELI ; PONT, GIORGI DAL ; HORODESKY, ALINE ; Ostrensky, Antonio . Infrastructure, management and energy efficiency in a hypothetical semi-intensive shrimp model farm in Brazil: a systematic review and meta-analysis. Reviews in Aquaculture , v. Online, p. raq.12373-1-18, 2019.

  • 2019 AZRA, MOHAMAD N. ; AAQILLAH'AMR, MOHD AMRAN ; IKHWANUDDIN, MHD ; MA, HONGYU ; WAIHO, KHOR ; Ostrensky, Antonio ; TAVARES, CAMILA PRESTES DOS SANTOS ; ABOL'MUNAFI, AMBOK BOLONG . Effects of climate-induced water temperature changes on the life history of brachyuran crabs. Reviews in Aquaculture , v. online, p. raq.12380, 2019.

  • 2018 Ostrensky, Antonio ; HORODESKY, ALINE ; FAORO, HELISSON ; BALSANELLI, EDUARDO ; SFEIR, MICHELLE ZIBETTI TADRA ; COZER, NATHIELI ; PIE, Marcio Roberto ; DAL PONT, GIORGI ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA GERALDINE . Metagenomic evaluation of the effects of storage conditions on the bacterial microbiota of oysters Crassostrea gasar (Adanson, 1757). JOURNAL OF APPLIED MICROBIOLOGY , v. 07-18, p. jam.14045, 2018.

  • 2018 STEVANATO, DIEGO J. ; Ostrensky, Antonio . Ontogenetic development of tetra Astyanax lacustris (Characiformes: Characidae). Neotropical Ichthyology , v. 16, p. e170073, 2018.

  • 2018 TAVARES, CAMILA PRESTES DOS SANTOS ; SILVA, UBIRATÃ ASSIS TEIXEIRA ; PEREIRA, LEANDRO ANGELO ; Ostrensky, Antonio . Systems and techniques used in the culture of soft-shell swimming crabs. Reviews in Aquaculture , v. 10, p. 913-923, 2018.

  • 2017 Pie, M.R. ; STROHER, P. R. ; AGOSTINIS, A. O. ; BELMONTE-LOPES, R. ; TADRA-SFEIR, MICHELLE Z. ; OSTRENSKY, A. . Development of a real-time PCR assay for the detection of the golden mussel ( Limnoperna fortunei , Mytilidae) in environmental samples. ANAIS DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIENCIAS , v. 89, p. 1041-1045, 2017.

  • 2017 O. AGOSTINIS, ANDRÉ ; DAL PONT, GIORGI ; HORODESKY, ALINE ; Pie, Marcio R. ; Ostrensky, Antonio . Is There Detectable Long-term Depletion of Genetic Variation in Freshwater Fish Species Affected by an Oil Spill?. WATER AIR AND SOIL POLLUTION , v. 228, p. 256, 2017.

  • 2017 Pil, Maria W. ; Baggio, Rafael A. ; TSCHÁ, MARCEL K. ; MARTELETO, FLÁVIO M. ; Orélis-Ribeiro, Raphael ; PATELLA, LUCIANA ; Chammas, Marcelo ; OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. A. . The influence of paleoclimate on the distribution of genetic variability and demography of fishes in a large and highly fragmented neotropical river. HYDROBIOLOGIA , v. xx, p. 1-16, 2017.

  • 2017 HUNGRIA, Diogo B ; TAVARES, C. P. S. ; PEREIRA, L. A. ; Silva, U.A. ; OSTRENSKY, A. . Global status of production and commercialization of soft-shell crabs. AQUACULTURE INTERNATIONAL , v. 1, p. 1-14, 2017.

  • 2017 Orélis-Ribeiro, Raphael ; Vicente, Vânia A. ; Ostrensky, Antonio ; Chammas, Marcelo A. ; BOEGER, Walter A. . Is Marine Dispersion of the Lethargic Crab Disease Possible? Assessing the Tolerance of Exophiala cancerae to a Broad Combination of Salinities, Temperatures, and Exposure Times. MYCOPATHOLOGIA , v. 1, p. 1-8, 2017.

  • 2017 CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; OSTRENSKY, A. . Temporal variation in larval abundance of the mangrove oyster Crassostrea sp. in an estuary of southern Brazil. ARCHIVES OF VETERINARY SCIENCE , v. 22, p. 18-27, 2017.

  • 2016 CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; OSTRENSKY, A. . Use of side-scan sonar for estimations of Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819) stocks in subtidal banks on the south coast of Brazil. Brazilian Journal of Oceanography (Online) , v. 64, p. 49-56, 2016.

  • 2016 OSTRENSKY, A. ; MONTANHINI NETO, R . Desafios para o sucesso da piscicultura em parques aquícolas: o caso do rio Paranapanema. Panorama da Aquicultura , v. 153, p. 24-29, 2016.

  • 2016 DE OLIVEIRA ZENI, THAYZI ; VICENTE, ANDRÉ LUIZ ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA GERALDINE ; HORODESKY, ALINE ; MONTANHINI NETO, Roberto ; Ostrensky, Antonio . Effects of iodized salt on the histopathology of the gills and liver in and. Aquaculture Research (Print) , v. 2109, p. 1-11, 2016.

  • 2016 MONTANHINI NETO, Roberto ; NOCKO, HELDER RAFAEL ; Ostrensky, Antonio . Carrying capacity and potential environmental impact of fish farming in the cascade reservoirs of the Paranapanema River, Brazil. Aquaculture Research (Print) , v. 49, p. 1-17, 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

OSTRENSKY, A. ; PESTANA, D. . Consultoria técnica à COPEL - tema: Monitoramento e controle do mexilhão-dourado. 2016.

Ostrensky, A. ; BORGHETTI, J. R. . Assessoria técnica à Federação das Indústrias do Paraná. 2016.

OSTRENSKY, A. . Creación del programa de maestría profesional en acuicultura dedicado a la atención de las demandas definidas por la Red de Acuicultura de las Américas. 2013.

BORGHETTI, J. R. ; OSTRENSKY, A. . Consultoria em planejamento e gestão da aquicultura em parques aquícolas. 2012.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. A. ; BOEGER, M. R. T. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. . Diagnóstico ictiofaunístico em ambientes afetados por vazamento de óleo na Serra do Mar, no estado do Paraná.. 2011.

Boeger, W. A. ; OSTRENSKY, A. ; CASTILHO, G. G. . Determinando o agente causador da mortandade de peixes marinhos ocorrida na Baía de Guaratuba em 2007.. 2007.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. ; PILCHOWSKI, R. W. . Elaboração de plano de perícia ambiental para avaliação dos impactos do acidente do rio Iguaçu sobre a ictiofauna. 2006.

OSTRENSKY, A. . Análise técnica de quesitos de perícias do acidente ambiental do OSPAR. 2005.

OSTRENSKY, A. . Avaliação técnico-financeira do empreendimento Jambo Indústria Comércio e Exportação Ltda. 2004.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Proposta de caracterização e monitoração ambiental das atividades de instalação do sistema de exploração de óleo e gás na bacia de Camamu-Almada, BA.. 2003.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. A. P. ; SILVA, U. A. ; WEGBECHER, F. X. ; GUIMARÃES, A. T. B. ; CRUZ, S. R. Z. ; BELZ, C. E. ; PILCHOWSKI, R. W. . Avaliação dos Impactos Causados Durante a Aquisição de Dados Sísmicos sobre Organismos Marinhos de Interesse Comercial. 2002.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. ; SILVA, L. F. D. ; PILCHOWSKI, R. W. ; GUIMARÃES, A. T. B. ; ROMÃO, S. Z. . Diagnósticos ictiofaunístico pós-derramamento de óleo nos rios Iguaçu e Barigui, julho de 2000.. 2001.

OSTRENSKY, A. ; BARBIERI JR, R. C. . Projeto de pesquisa e produção de juvenis de caranguejos para repovoamento de áreas afetadas por derramamento de óleo na Baía de Guanabara. 2001.

OSTRENSKY, A. . Programa Ambiental de Emergência. 2001.

OSTRENSKY, A. . Análise comparativa do potencial para o desenvolvimento da aqüicultura no Baixo São Francisco, em relação a outras regiões brasileiras.. 2000.

OSTRENSKY, A. . Assessoria técnica para a empresa Sansuy Ltda na área de cultivos em tanques-rede.. 2000.

OSTRENSKY, A. ; BRUGGER, A. M. ; ARAUJO, G. C. ; LIMA, A. P. ; PROENCA, C. E. M. ; WURMANN, C. ; BARBOSA, F. O. A. ; HAZIN, F. H. V. ; OLIVEIRA, G. M. . Oficina de Trabalho para Determinação da Gestão Operacional do Departamento de Pesca e Aqüicultura, do Ministério da Agricultura e do Abastecimento. 1999.

OSTRENSKY, A. ; OSTRENSKY, A. ; Programa Nacional Para O Desenvolvimento da Aquicultura - Instalação dos Pólos de Aqüicultura do Ano de 1997.. 1998.

OSTRENSKY, A. ; OSTRENSKY, A. ; Uso de Áreas Adjacentes A Manguezais Pela Carcinicultura Marinha.. 1998.

OSTRENSKY, A. ; OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. A. . A Cadeia Produtiva da Piscicultura Na Região do Vale do Ribeira, Sp.. 1998.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. ; OSTRENSKY, A. . A Cadeia Produtiva da Aquicultura No Baixo São Francisco.. 1998.

OSTRENSKY, A. ; OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. A. . A Cadeia Produtiva da Aquicultura Na Regiao Noroeste do Rio Grande do Sul.. 1998.

OSTRENSKY, A. ; OSTRENSKY, A. ; Programa Nacional Para O Desenvolvimento da Aquicultura - Programa de Aquicultura Polarizada.. 1998.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. A. P. . Elaboração de um Currículo Mínimo para o Curso de Técnico em Piscicultura Continental.. 1998.

OSTRENSKY, A. ; OSTRENSKY, A. ; Avaliação da Necessidade de Importação da Espécie Exótica Penaeus Vannamei Para Viabilização Comercial da Carcinicultura Na Região Sul do Brasil.. 1997.

OSTRENSKY, A. ; OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Curso de Piscicultura - Nivel Pos-Medio.. 1998.

OSTRENSKY, A. . Perícia Técnica Judicial - Processo 5005309-31.2011.404.7000 - Carcicinicultura. 2012.

OSTRENSKY, A. ; PESTANA, D. ; BECKER, A. G. ; BOEGER, W. A. . Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná. 2010.

OSTRENSKY, A. ; CHAMMAS, M. A. ; ALMEIDA, J. E. S. ; NOCKO, H. R. . Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe. 2010.

OSTRENSKY, A. ; SILVA, U. A. . Projeto de produção de formas jovens de caranguejo-uçá, Ucides cordatus, em larga escala para repovoamento do litoral paranaense. 2007.

OSTRENSKY, A. ; Boeger, W. A. ; SILVA, U. A. ; CASTILHO, G. G. . Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados. 2007.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. A. ; CHAMMAS, M. A. ; SOUZA, R. V. ; SILVA, U. A. ; PEREIRA, L. Â. . Programa integrado de manejo e de gerenciamento dos estoques de caranguejo-uçá (Ucides cordatus). 2007.

OSTRENSKY, A. ; PESTANA, D. . Levantamento de informações acerca de efeitos do derramamento de óleo sobre a ictiofauna do Rio Iguaçu. 2006.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Considerações sobre o processo de licenciamento para instalação de empreendimentos econômicos em áreas ecologicamente sensíveis. 2006.

BOEGER, Walter Antonio ; PIE, Márcio ; OSTRENSKY, A. ; AZAMBUJA, Luciana Patela ; OLIVEIRA NETO, José Francisco de . Subsídios para a definição de estratégias de conservação, manejo e recuperação dos estoques do caranguejo-uçá dos diferentes estuários do Estado de Sergipe, com base na sua estrutura genética.. 2005.

BOEGER, W. A. P. ; PIE, M. R. ; OSTRENSKY, A. . Mortandade do caranguejo-uçá no litoral nordestino. 2004.

BOEGER, W. A. P. ; OSTRENSKY, A. ; PIE, M. R. ; CARDOSO, M. F. ; CASTILHO, G. G. ; VIANNA, R. T. ; FEHLAUER, K. H. ; SPONHOLZ JUNIOR, N. ; FRANCESCHI, F. . Avaliação dos efeitos da sísmica com cabo de fundo sobre peixes recifais e sobre o zooplâncton marinho. 2004.

OSTRENSKY, A. ; PEREIRA, Leandro Ângelo . Projeto Cultimar - A maricultura como instrumento de melhoria das condições de vida das comunidades tradicionais do litoral paranaense. 2004.

OSTRENSKY, A. ; SILVA, U. A. ; VENTURA, R. . Produção de formas jovens de caranguejo-uçá, Ucides cordatus em larga escala para repovoamento do litoral paranaense. 2004.

OSTRENSKY, A. . Avaliação da eficiência do protocolo de tratamento de água utilizado na ETA Vila C no controle de larvas de Limnoperna fortunei, mexilhão dourado.. 2004.

OSTRENSKY, A. . Avaliação das Possíveis Causas do Insucesso Técnico-Financeiro do Projeto Lusomar S/A Importação Exportação e Aqüicultura. 2003.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Avaliação das Causas de Mortandade de Peixes Ocorrida na Região do Baixo Sul, Ba, em março de 2003. 2003.

OSTRENSKY, A. . Produção de Juvenis de Robalo em Larga Escala. 2003.

OSTRENSKY, A. ; SILVA, U. A. . Projeto Repovoamento de Caranguejo. 2003.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Monitoração da ictiofauna do Altíssimo, Alto e Médio rio Iguaçu após derramamento de óleo. 2003.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Avaliação das alterações pontuais na morfologia do leito marinho durante perfuração de poços de petróleo, no setor norte da Bacia de Camamu/Almada, e seus efeitos sobre a pesca de camarões.. 2003.

BOEGER, W. ; OSTRENSKY, A. . Monitoramento de Limnoperna Fortunei, o Mexilhão Dourado, Através de Marcadores Moleculares. 2003.

OSTRENSKY, A. ; BELZ, C. E. ; BORGHETTI, José Roberto . Projeto de produção melhoramento genético de tilápias e desenvolvimento de rações de alta performance.. 2002.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Relatório de coleta de ictiofauna realizada na usina Petrobrás/Six- município de São Mateus do Sul - PR. 2002.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Relatório sobre imagens reportadas na imprensa televisionada na data de 19 de fevereiro de 2000 por telejornais das redes Recod e Bandeirantes. 2002.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Avaliação dos impactos causados pelo vazamento de óleo durante a operação de transferência do n/t Maracá até o terminal marítimo de São Francisco do Sul, SC, em 24 de maio de 2002.. 2002.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Avaliação comparativa da ictiocenose dos rios impactados pelo rompimento do Poliduto Olapa. 2002.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Avaliação organoléptica de moluscos e crustáceos coletados no litoral paranaense. 2002.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Análise organoléptica de peixes coletados no Rio Iguaçu, entre Guajuvira e Porto Amazonas. 2001.

OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. . Monitoramento biológico na baía de Paranaguá, para identificação de impactos ambientais decorrentes do vazamento de nafta do navio de transporte Norma. 2001.

OSTRENSKY, A. ; Santos, L..F. ; BELZ, C. E. . Programa Integrado de Desenvolvimento da Maricultura Paranaense.. 2000.

OSTRENSKY, A. ; PILCHOWSKI, R. W. . Produção intensiva de tilápias em tanques-rede. 1999.

OSTRENSKY, A. . Organização do Arranjo Produtivo Local da Ostreicultura no Litoral Sul do Paraná - Relatório Final de Atividades. 2011. (Relatório de pesquisa).

OSTRENSKY, A. . Técnicas de apresentação de trabalhos acadêmicos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OSTRENSKY, A. . Fundamentos da qualidade de água na aquicultura. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OSTRENSKY, A. ; CASTILHO, G. G. . Curso de formação de instrutores em piscicultura. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

OSTRENSKY, A. ; BARBIERI JR, R. C. . Vídeo intitulado "Cultivo de Camarões Marinhos". 2003. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Vídeo Técnico).

OSTRENSKY, A. ; SILVA, U. A. . Vídeo Técnico relativo ao Projeto Repovoamento de Caranguejo. 2003. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Vídeo técnico-institucional).

OSTRENSKY, A. . Cartilha de Cultivo de Peixes em Tanques-rede. 2003. (Revisão de Material Técnico).

OSTRENSKY, A. . Fundamentos de Oceanografia. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OSTRENSKY, A. . 1o Curso Básico sobre Piscicultura. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

OSTRENSKY, A. . Curso Básico de Piscicultura.. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

OSTRENSKY, A. . Qualidade de água em Piscicultura. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OSTRENSKY, A. . Cultivo de Camarões Marinhos. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

OSTRENSKY, A. . Metodologia de Estudo de Sistemas Lênticos. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Comparação entre o perfil microbiológico de ostras cultivadas e comercializadas no estado do Paraná e na região Nordeste do Brasil: situação atual e riscos potenciais para a segurança alimentar dos consumidores, Descrição: A denominação de ?alimento seguro? depende não só de como o organismo aquático é cultivado, mas sim, de como toda a cadeia de produção e de distribuição é operada. No caso das ostras, isso inclui também as etapas de depuração, de transporte, de processamento, de armazenamento e de distribuição do produto. Por isso, a adoção de medidas que visam à manutenção da qualidade do alimento até que esse chegue à mesa do consumidor final são indispensáveis. O objetivo deste trabalho será identificar e avaliar a microbiota associada a ostras produzidas e comercializadas em diferentes regiões do Brasil. Os estudos serão realizados no estado do Paraná (região Sul) e nos estados de Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte (região Nordeste). No estado do Paraná, as ostras (in natura e industrializadas) cultivadas e comercializadas em todas as regiões do estado, serão obtidas em mercados municipais e de peixarias. Já as ostras nordestinas serão provenientes de sete cultivos, monitorados ao longo de um ano. Quatro campanhas amostrais deverão ser realizadas nessas fazendas. As amostras serão armazenadas e mantidas em caixas isotérmicas, sob refrigeração (5 a 10°C) até o momento das análises. O intervalo de tempo entre a compra e/ou coleta das ostras e o início do seu processamento não deverá exceder 48 horas. Ao chegar ao laboratório, as ostras passarão pelo processo de abertura e retirada da carne e líquido intervalvar. Em seguida, serão colocadas em sacos plásticos estéreis e maceradas para obtenção de uma amostra homogênea, da qual será retirada uma alíquota e inserida em frascos eppendorf. Após esse procedimento, será realizada a extração e quantificação do DNA total, seguida da amplificação do gene RNAr 16S a partir de uma PCR. O sequenciamento das amostras será realizado na plataforma Illumina MiSeq de nova geração, gerando informações sobre agrupamentos e estabelecimentos de unidades taxonômicas operacionais, assim como, realizará uma comparação com bancos de dados genômicos para estabelecimento de linhagens bacterianas presentes nas ostras amostradas. Os resultados permitirão um panorama bastante amplo sobre os padrões de qualidade. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Aline Horodesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2014 - Atual

    Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura - INFOAQ, Descrição: Objetivo Geral Criar um portal virtual - Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura (INFOAQ) -, utilizando a tecnologia da gestão da informação como ferramenta, buscando promover a comunicação em rede entre os diferentes elos envolvidos na cadeia produtiva da aquicultura e principalmente, fornecendo informações qualificadas em linguagem simples e direta aos aquicultores familiares do estado do Paraná e do país. Objetivos específicos:  Construir e implantar um portal virtual ? Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura, para livre acesso aos interessados na produção de organismos aquáticos.  Pesquisar, estruturar e elaborar conteúdos para o abastecimento constante do INFOAQ.  Possibilitar aos usuários a colaboração direta e produção de conteúdos para o INFOAQ.  Divulgar notícias e informações técnicas, legais e ambientais que contribuam para o fortalecimento da cadeia produtiva da aquicultura familiar com foco no estado do Paraná.  Facilitar o acesso à informação a partir da concentração de materiais referentes à produção de organismos aquáticos, contribuindo para os processos de gestão do empreendimento aquícola e de comercialização da produção.  Servir como um banco de dados que facilite a busca e a troca de informações referente à aquicultura.  Divulgar oportunidades de estágios para acadêmicos, de emprego ofertados pelos setores comerciais e de serviços e de oportunidades junto ao setor produtivo.  Criar meios para promover a comunicação direta entre professores, alunos, empresas, ONG?s, órgãos governamentais, associações, cooperativas, produtores independentes, fornecedores e clientes da área.  Estimular o exercício da cidadania para a execução de ações individuais e coletivas que contribuam com a atividade aquícola e com o desenvolvimento rural no estado do Paraná.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Marcus Vinícius Fier Girotto - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Marcadores moleculares e ecotoxicológicos aplicados a incidentes em ambientes aquáticos continentais, Descrição: A poluição, resultante da liberação de óleo para o ambiente aquático, devido acidentes recentes, tornou-se uma preocupação mundial por consequência de seus efeitos sobre os ecossistemas aquáticos. Em julho de 2000 aproximadamente quatro milhões de litros, ou cerca 25 mil barris de óleo cru, vazaram do oleoduto OSPAR, proveniente da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR) localizada no município de Araucária, Paraná. Mesmo com o uso de contenção, para evitar a dispersão, o óleo alcançou 45 km, a jusante do arroio Saldanha, contaminando o Rio Barigui e o Rio Iguaçu. Alguns meses após o acidente no oleoduto OSPAR, em fevereiro de 2001, ocorreu o rompimento do poliduto OLAPA, liberando derivados leves de petróleo na Serra do Mar Paranaense. Diversos trabalhos têm sido desenvolvidos com o objetivo de avaliar a capacidade adaptativa de populações de peixes que habitam ambientes contaminados por petróleo na bacia do altíssimo Iguaçu e na Serra do Mar. Nesse sentido, pesquisas que associem o uso de biomarcadores, e que ainda forneçam dados consistentes para o diagnóstico de riscos ambientais, frente a novas exposições do ambiente ao petróleo, não foram praticadas. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo principal estabelecer subsídios aos estudos de biomonitoramento ambiental, que permitirão identificar de forma mais precisa a interferência aguda e crônica de incidentes com petróleo, em especial em ambientes aquáticos continentais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Márcio Roberto Pie - Integrante / Giorgi Dal Pont - Integrante / Marco Tadeu Grassi - Integrante / Tamires Marcela Burda - Integrante / Alina Stadnik Komarcheuski - Integrante / Marcelo Pereira de Souza Júnior - Integrante / Patrícia Ramos de Vargas - Integrante / Verena Elizabeth Baccaglini Alarcón De Nakano - Integrante / Diego Junqueira Stevanato - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2013 - Atual

    Desenvolvimento de novas tecnologias para produção de ostras e camarões no litoral paranaense, Projeto certificado pela empresa FAZENDA BORGES LTDA - ME em 15/01/2014., Descrição: A maricultura paranaense é sustentada basicamente pelo cultivo de ostras (ostreicultura) e camarões (carcinicultura). Sendo que a atividade de carcinicultura atualmente sofre uma pressão dos órgãos ambientais, que caracterizam a atividade como altamente poluidora, principalmente devido aos efluentes provenientes dos viveiros, e a utilização de fósforo na ração, causando a eutrofização das áreas adjacentes, porém poucos são os estudos que comprovam tais impactos, e essa caracterização tem dificultado a relação dos empreendedores com os órgãos licenciadores e tem afastado novos investidores. A ostreicultura por sua vez, apesar de não utilizar ração, também apresenta problemas ambientais, já que a atividade é dependente da extração desordenada dos bancos naturais como fonte de formas jovens para o abastecimento dos cultivos. Assim, acredita-se que a obtenção de ostras de forma exploratória e sem o correto gerenciamento seja determinante para o declínio dos estoques naturais. Diante desse cenário é fundamental criar novos sistemas de produção, e a Produção Integrada apresenta-se como uma alternativa viável, essa ferramenta pode ser descrita como um sistema de exploração agrária que produz alimentos de alta qualidade mediante o uso de recursos naturais e de mecanismos reguladores para minimizar o uso de insumos e contaminantes pela integração de práticas de manejo. Baseado nesses princípios a presente proposta irá trabalhar com o cultivo consorciado de camarões com ostras, que apresenta grandes vantagens, uma vez que a ostra tem grande capacidade de absorver nutrientes da água, diminuindo os sólidos em suspensão da água. Apresentando assim um melhor aproveitamento dos nutrientes da água e diminuindo a carga de efluentes. Para que essas ações sejam realizadas com sucesso é fundamental estabelecer e testar as técnicas de cultivo mais adequadas e desenvolver protocolos de produção que atendam a esse sistema, o que vai de encontro com o objetivo do projeto. Para isso, ao longo do projeto pretende-se desenvolver e testar inúmeros protocolos divididos por etapa de produção, onde serão testadas e avaliadas as taxas de captação de sementes por coletores artificiais, sistemas de cultivo de ostras consorciados com camarões, protocolos alimentares e protocolos de povoamento. Também serão monitorados os efluentes da produção, a qualidade sanitária da ostra e os índices zootécnicos dos camarões e ostras, no intuito de avaliar os resultados dos protocolos. Após sua validação, os resultados serão disseminados para produtores, técnicos e pesquisadores a partir da elaboração de manuais, e de ferramentas digitais como o Portal da aquicultura, além de encontros presenciais. Por fim, os resultados do Projeto deverão trazer novas oportunidades para a maricultura, sugerindo um novo sistema de produção, mais sustentável baseado na Produção Integrada. Em 2012 o Grupo Integrado de Aquicultura (GIA), através do Projeto Cultimar de incentivo à maricultura, venceu o Prêmio Finep de Inovação da Região Sul na categoria de Tecnologias Sociais. Agora, com o presente projeto, o desenvolvimento de técnicas e tecnologias produtivas tende a fazer com que os maricultores paranaenses possam progredir ainda mais, gerando alimentos e renda de forma mais sustentável eficiente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Marcus Girotto - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Aline Horodesky - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2013 - Atual

    Biologia e desenvolvimento de tecnologia para o cultivo de siris de interesse comercial no litoral paranaense, Descrição: Uma das alternativas a se considerar, quando se pensa na sustentabilidade da exploração de espécies marinhas, é a substituição gradual do extrativismo pelo cultivo comercial dessas espécies. Nesse contexto, um crustáceo que desponta com grande potencial para a maricultura é o siri. Os crustáceos decápodes da família Portunidae, infraordem Brachyura (popularmente conhecidos como siris) habitam regiões costeiras e são considerados importantes recursos pesqueiros em diversos países. A pesca extrativista é ainda o principal meio de obtenção dessas espécies. Porém, enquanto em outros países, notadamente da Asia, as técnicas de cultivo de espécies nativas estão relativamente bem dominadas, no Brasil praticamente inexistem experiências consolidadas neste sentido. O objetivo geral deste projeto é estudar a biologia reprodutiva e alimentar de espécies de siris de interesse comercial do litoral paranaense e desenvolver tecnologias que permitam a manutenção e a engorda desses animais em condições de cultivo em larga escala. Para se chegar a isso, os objetivos específicos envolvem: 1) Identificar as espécies de siris do litoral paranaense com maior potencial biológico e de interesse econômico; 2) Avaliar a rusticidade (sobrevivência, agressividade, alimentação) dessas espécies em cativeiro; 3) Estudar o ciclo reprodutivo da(s) espécie(s) do litoral paranaense que demonstrar(em) maior potencial para o cultivo; 4) Estudar a alimentação dessas espécies em ambiente natural; 5) Identificar e descrever sinais indicativos da pré-muda nas espécies estudadas; 6) Comparar as taxas de crescimento e as frequências de muda em cativeiro de diferentes espécies de siris comercialmente exploradas, em condições individuais e coletivas. Caso todas essas etapas saiam como previsto, esses resultados serão compilados na forma de um conjunto de tecnologias que terão sido testadas e validadas para cultivo de uma ou mais espécie de siris em larga escala. O projeto abre caminho para o desenvolvimento, por exemplo, da tecnologia de produção de siris-moles (siris em período de muda), que apresentam elevado valor de mercado, tanto no Brasil quanto em outros países. Abre também caminho para se promover a maturação e a reprodução desses animais em cativeiro, que são pré-requisitos indispensáveis para se fechar o ciclo de uma espécie em condições controladas. Os trabalhos de campo serão realizados nas duas principais baías do litoral paranaense (baía de Guaratuba e de Paranaguá) e em dois laboratórios pertencentes ao GIA (Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais). Eles envolvem diretamente uma tese de doutorado (vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Zoologia) e envolverão diretamente acadêmicos dos cursos de Zootecnia e de formação de Tecnólogos em Aquicultura da Universidade Federal do Paraná. A importância deste estudo não se limitará aos aspectos meramente científicos ou acadêmicos da proposta, mas também aos desdobramentos tecnológicos, ambientais, econômicos que o sucesso deste projeto poderá gerar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Ubiratã A. Silva - Integrante / Aline Horodesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2016

    Avaliação, desenvolvimento e aplicação de metodologias para a determinação da capacidade de suporte de cultivos de peixes em reservatórios. Estudo de caso: o reservatório de Chavantes (divisa Paraná/São Paulo), Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Objetivo geral Avaliar metodologias e modelos utilizados para a determinação da capacidade de suporte para o cultivo de peixes em reservatórios e, com base em um estudo de caso (reservatório de Chavantes, divisa Paraná-São Paulo), propor o uso de uma metodologia a ser aplicada no caso dos estudos relacionados à demarcação e instalação dos parques aquícolas brasileiros. Objetivos específicos ? Avaliar diferentes métodos e modelos de capacidade de suporte utilizados no Brasil e no mundo, de modo a escolher um modelo adequado às condições locais. ? A partir dos estudos já realizados pelo GIA para a demarcação dos parques aquícolas do reservatório de Chavantes, realizar o levantamento de dados complementares para a determinação da capacidade de suporte do reservatório de Chavantes. ? Estimar a carga de nutrientes a ser aportada ao reservatório a partir dos empreendimentos aquícolas a serem instalados no reservatório de Chavantes e em outros reservatórios do Paranapanema. ? Simular, através de modelagem matemática, a dispersão das cargas aportadas durante os cultivos. ? Simular, através de modelagem matemática, a influência dos cultivos sobre os parâmetros de qualidade de água do reservatório de Chavantes. ? Determinar a capacidade de suporte do reservatório de Chavantes e de cada um dos parques aquícolas a serem instalados nesse reservatório.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2013

    Estudos para demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do rio Paranapanema., Descrição: Foram realizados os estudos técnicos, ambientais e sociais para a definição das áreas mais adequadas à instalação de parques aquícolas em 8 reservatórios do rio Paranapanema (Jurumirim, Chavantes, salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu e Rosana), na divisa entre Paraná e São Paulo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Ana Sílvia Pedrazzani - Integrante / Giorgi Dal Pont - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Flávia Sampaio - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante / Ayrton José Jungles Pacheco Junior - Integrante / Patrícia Sampaio Monteiro - Integrante / André Neves Mayer - Integrante / Luana Isabel Jaras - Integrante / Natanael de Oliveira dos Santos - Integrante / Dennis Panayoti Saridakis - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Outra.

  • 2010 - 2012

    Levantamentos ictiofaunísticos e avaliação de impactos ambientais no rio Iguaçu (Paraná)., Descrição: Em julho de 2000, um grave acidente envolvendo derramamento de petróleo aconteceu nas dependências da REPAR (Refinaria Presidente Getúlio Vargas) da Petrobras, em Araucária, atingindo o rio Iguaçu. O objetivo do presente projeto é estudar a resposta histopatológicas em peixes das espécies Corydoras paleatus e Astyanax spp., provenientes do local com histórico de derramamento de petróleo. Exemplares de C. paleatus e Astyanax spp. serão capturados na bacia do rio Iguaçu, em diferentes locais afetados e não afetados pelo derramamento de petróleo em 2000. Os animais serão capturados, eutanasiados por secção medular e fixados em Solução de Davidson (ALFAC). Todas as amostras serão transportadas até as dependências do GIA/UFPR, onde serão triados, identificados, submetidos à biometria e seus órgãos coletados e processados segundo método histotécnico de rotina. Lâminas permanentes serão confeccionadas em hematoxilina de Harris e eosina e analisadas em microscópio óptico.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Pereira Boeger - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Projeto de Maricultura de Ostras no Complexo Lagamar-SP/ Baía de Guaratuba ?PR: Desenvolvimento de Bases Tecnológicas, Ecológicas e Mercadológicas para O Cultivo de Ostras Nativas, Descrição: O projeto tem como objetivos: ? Avaliar de captação de sementes na natureza e a utilização de sementes produzidas em laboratório; ? Avaliara eficiência de sistema suspensos e de sistemas fixos no substratopara a produção de moluscos; ? Demonstrar a viabilidade técnica e econômica de novos sistemas de cultivo e capacitar as comunidades locais para a sua utilização; ? Avaliar a variabilidade genética das ostras nativas do Lagamar e da Baía de Guaratuba com vistas a preservar a biodiversidade; ? Conhecer o ciclo reprodutivo e de assentamento larval de ostras em ambientes naturais; ? Desenvolver um programa de controle da qualidade e de marketing para as ostras produzidas no complexo Lagamar ? Baía de Guaratuba.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Pereira Boeger - Integrante / Karin Yamashiro - Integrante / Marcus Vinícius Fier Girotto - Integrante / Ricardo Wendel de Magalhães - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Projeto Águas do Amanhã, Descrição: O Águas do Amanhã é um projeto idealizado pelo Lupaluna Ambiental e pelo Grupo Paranaense de Comunicação - GRPCOM para mobilizar a sociedade em prol da preservação do Rio Iguaçu por meio da comunicação. A intenção é sensibilizar, conscientizar e instigar os paranaenses para uma agenda comum de conservação, tendo como foco a gestão e utilização responsável dos recursos hídricos da região.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / José Roberto Borghetti - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Caracterização e monitoramento dos impactos ambientais causados pela operação das fazendas de cultivo de camarão marinho situadas na região da Grande Aracaju (bacias dos rios Vaza Barris e Sergipe), Descrição: A região Nordeste concentra cerca de 95% da produção nacional de camarões cultivados (atividade conhecida por carcinicultura), atividade que respondeu por exportações da ordem de U$ 150 milhões em 2006, em nível nacional. Mas a carcinicultura, por um lado, se destaca como uma importante fonte de emprego e renda para as populações ribeirinhas e do outro, é acusada de gerar diversos impactos ambientais nos estuários, com destaque para elevada descarga de nutrientes. Portanto, o tema ?carcinicultura? suscita ferrenhas discussões entre aqueles que são favoráveis e os que são contra a atividade, mas ambos os lados carecem de embasamento científico amplo para justificar suas posições. Por isso, o presente projeto pretende avaliar, sob a luz de uma metodologia científica e desprovida de paixões, quais são e em que nível incidem os impactos ambientais provocados pela operação de fazendas de cultivo de camarão, localizadas na região da Grande Aracaju (Bacias dos Rios Vaza Barris e Sergipe). As bacias dos rios vaza Barrios e Sergipe são uma área onde o desenvolvimento da carcinicultura estuarina, apesar de recente (tem aproximadamente dez anos), já conta com mais de 150 empreendimentos de micro e pequeno porte e mais de 500 ha de viveiros, que abastecem quase que integralmente as feiras e mercados da Grande Aracaju. O objetivo principal deste projeto é avaliar os reais impactos positivos e negativos da atividade de carcinicultura sobre os recursos hídricos, decorrentes da operação dos cerca de 150 empreendimentos situados na região metropolitana da Grande Aracaju, nas Bacias Hidrográficas dos Rios Vaza Barris e Sergipe, de forma a embasar a proposição de sistemas produtivos e usos compatíveis com essas áreas. As metas a serem alcançadas são: 1) Caracterizar os impactos ambientais causados pelas carciniculturas das Bacias Hidrográficas em questão; 2) Caracterizar e realizar registros detalhados dos insumos e manejos empregados pelas carciniculturas nas Bacias Hidrográficas em. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Marcelo Acácio Chammas - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2010

    Bases genéticas para a conservação e o manejo sustentável do caranguejo-uçá do estuário do rio São Francisco, Descrição: O projeto pretende conhecer a dinâmica genética dos estoques de caranguejo-uçá do estuário do Rio São Francisco e sua interação genética com os demais estuários dos estados de Sergipe e Alagoas, com o objetivo de subsidiar programas e procedimentos de gerenciamento e manejo da espécie, visando sua conservação e seu uso racional.São seus objetivos específicos: 1.Definição da estrutura genética dos estoques de cada sistema estuarino de Sergipe e Alagoas com caracterização genética das suas subpopulações e metapopulação; 2. Definição do fluxo gênico entre subpopulações e populações (estoques) intra e inter estuários, com o objetivo de definir o padrão de recrutamento e a dependência ou independência de estoques vizinhos com uma avaliação detalhada da contribuição genética das populações do Rio São Francisco. 3. Analisar a influência de características fisiográficas, oceanográficas e geográficas sobre a intensidade (dependência ou interdependência) de fluxo gênico entre estoques com uma avaliação detalhada da fenomenologia associada às populações do Rio São Francisco. 4 Propor critérios não genéticos com poder previsivo que possam ser aplicados na organização de programas de manejo e conservação do caranguejo-uçá no litoral brasileiro com enfoque e especial destaque para região da foz do Rio São Francisco.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Integrante / Walter Antonio Boeger - Coordenador / Márcio Roberto Pie - Integrante / Raphael Orélis Ribeiro - Integrante / José Francisco Olivera Neto - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

  • 2007 - 2009

    Projeto Puçá ? Programa Integrado de Manejo e Gerenciamento do caranguejo-uçá, Descrição: O objetivo geral do projeto é promover o manejo dos estoques de caranguejo-uçá, sua manutenção e integridade através do uso de técnicas de repovoamento de organismos aquáticos, estudos genéticos e do estímulo ao desenvolvimento de módulos de exploração/produção racional destes organismos, como forma de diminuir a pressão extrativa sobre os bancos naturais. São seus objetivos específicos: 1- Seleção de áreas para repovoamento na Baía de Camamu, BA e produção e liberação de formas imaturas de caranguejo-uçá (Ucides cordatus) nas áreas pré-selecionadas; 2- Aplicação de ferramentas genéticas na caracterização e manejo dos bancos naturais de caranguejo-uçá; 3- Capacitação de lideranças comunitárias, produtores e catadores ligados à gestão do ambiente costeiro, através de Unidades Demonstrativas de exploração/produção que serão desenvolvidas no período de vigência do projeto; 4- Aplicação de um Programa de Educação Ambiental e de treinamento e capacitação que relacione as questões sócio-históricas, culturais, éticas nas comunidades trabalhadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Walter Antonio Boeger - Integrante / Robson Ventura de Souza - Integrante / Kelly Ferreira Cottens - Integrante., Financiador(es): Bahia Pesca - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Identificação do agente patogênico responsável pela ocorrência de mortandades massivas do caranguejo-uçá no litoral brasileiro, Descrição: Mortandades extensas de Ucides cordatus, o caranguejo uçá, têm sido reportadas por catadores e pesquisadores de diversas instituições ao longo de toda a costa nordeste do Brasil. Aparentemente, não existem registros de eventos semelhantes no passado. Os animais mortos representam uma parcela bastante significativa das populações afetadas. Dentre outras conseqüências graves, de curto e médio prazo, está a indisponibilidade de um recurso marinho de grande importância para diversas comunidades do litoral brasileiro, os catadores, que dependem de caranguejos para a sua subsistência. Os impactos sócio-econômicos são gravíssimos e exigem uma resposta rápida. Alguns grupos sugerem que as populações sobreviventes podem mesmo não ser suficiente para a perpetuação dos estoques sem intervenção humana. Para que isto seja possível, é necessário inicialmente identificar e compreender a biologia e epidemiologia do agente causador desta epizootia. Os resultados indicaram fortemente que o fungo encontrado em tecidos de caranguejos com sintomas de DCL pertence ao gênero Exophiala (Ascomycota, Pezizomycotina, Chaetothyriales, Herpotrichiellaceae), possivelmente pertencendo à espécie Exophiala psychrophila. Uma colaboração com um dos maiores especialistas mundiais no assunto, Dr Sybren de Hoog deverá resolver a identificação taxonômica desta espécie em breve. Apresentamos o desenvolvimento de um marcador molecular capaz de detectar DNA oriundo do fungo associado à DCL, o qual poderá ser usado para detectar e monitorar a presença desse fungo na natureza e em ambientes artificiais. Por fim, experimento de infecção experimental confirmou a patogenicidade destas espécies de fungo (Exophiala cf psycrophila e Cladophialophora cf devriesii). Também foi analisada a presença do do fungo da DCL em diversos compartimentos ambientais em 4 estuários do estado de Sergipe, utilizando técnicas moleculares, histológicas e de isolamento microbiológico.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Integrante / Walter Antonio Boeger - Coordenador / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Marcio Roberto Pie - Integrante / José Francisco Olivera Neto - Integrante., Financiador(es): Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6

  • 2004 - 2006

    Genética populacional do caranguejo-uçá, Ucides cordatus, Descrição: Para que estratégias de manejo e conservação dos recursos pesqueiros sejam eficientes é imprescindível conhecer a fundo as características biológicas das espécies exploradas. Em particular, é necessário entender como as populações naturais são renovadas ao longo do tempo (recrutamento). Esse entendimento é especialmente importante em espécies de interesse comercial, como o caranguejo-uçá Ucides cordatus. Durante as últimas décadas, a pressão de coleta de caranguejos aumentou consideravelmente, levando a redução significativa nos seus estoques naturais e causando preocupação com respeito à sua conservação. Além de ser um item importante na economia de diversas comunidades humanas litorâneas, os caranguejos desempenham um papel fundamental em ambientes de mangue, como o processamento de matéria orgânica e aeração do solo. Assim, o presente projeto tem como objetivo principal avaliar comparativamente a estrutura genética de estoques de U. cordatus de cerca de cinco sistemas estuarinos/manguezais do Estado de Sergipe. Para isso utilizaremos métodos avançados usando marcadores moleculares (DNA). O resultado deste projeto irá orientar esforços de manejo e conservação, gerar conhecimento sobre a dinâmica de recrutamento dos estoques regionais do caranguejo-uçá, e gerar subsídios para que projetos de gerenciamento dos estoques possam maximizar a manutenção da variabilidade genética nestas populações ordenando e estabelecendo estratégias extrativistas específicas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Integrante / Walter Antonio Boeger - Coordenador / Márcio Roberto Pie - Integrante / Luciana Patela Azambuja - Integrante / Raphael Orélis Ribeiro - Integrante / José Francisco de Oliveira Neto - Integrante / Renan Falleiros - Integrante / Diogo B Hungria - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2009

    Produção de larvas de caranguejo-uçá, Ucides cordatus, em larga escala para repovoamento de ambientes costeiros alterados, Descrição: Através da liberação controlada de grandes quantidades de formas jovens da espécie, geradas por técnicas de larvicultura já existentes, procura-se aumentar o número de indivíduos adultos de U. cordatus em uma área delimitada. A aplicação de técnicas de larvicultura permite a explorar a alta prolificidade dessa espécie, devolvendo ao ambiente alguns milhões de larvas em seu estágio final, quando naturalmente apenas algumas dezenas sobreviveriam. As larvas serão produzidas no LAPOA (Laboratório de pesquisa em organismos aquáticos), em Curitiba. As larvas serão obtidas através de eclosões controladas a partir de fêmeas ovígeras capturadas nos manguezais por pescadores profissionais e mantidas em tanques, no interior do laboratório. As larvas serão cultivadas em tanques impermeáveis, de acordo com as técnicas clássicas de larvicultura, até que atinjam a o estágio de megalopa, que é fase natural de recrutamento. Áreas de reconhecido declínio populacional para o caranguejo-uçá, mas que ainda possuam o seu habitats relativamente preservados, serão selecionadas como área-alvo para o repovoamento. Após as liberações, essas áreas deverão ser monitoradas para a avaliação da eficiência do método.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Robert Willian Pilchowski - Integrante / Walter Antonio Boeger - Integrante / Robson Ventura de Souza - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisele Castilho - Integrante., Financiador(es): Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (PR) - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 27

  • 2001 - 2002

    Monitoramento ictiofaunístico pós-derramamento de óleo nos rios Barigui e Iguaçu, PR, Descrição: O presente trabalho foi realizado em decorrência do acidente ocorrido na Refinaria Getúlio Vargas (REPAR), em Araucária, PR, em julho de 2000. Naquela ocasião, um vazamento de aproximadamente 4 milhões de litros de óleo atingiu o arroio Saldanha e, subseqüentemente, os rios Barigüi e Iguaçu. Barreiras de contenção foram colocadas em todo o trecho afetado e o petróleo foi contido nas proximidades do município de Balsa Nova, cerca de 45 km rio abaixo. Considerando as dimensões do vazamento, a avaliação do impacto sobre ictiocenose dos rios afetados (REPAR) pelo óleo. Cerca de três meses após o acidente, o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais (GIA), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), realizou um estudo preliminar intitulado ?Diagnóstico Ictiofaunístico Pós-derramamento de Óleo nos Rios Iguaçu e Barigüi, Julho de 2000?. Esse referido estudo serviu como base para o planejamento e para a estruturação do presente trabalho. As propostas principais do trabalho ora apresentado foram: a) caracterizar a distribuição e a evolução espacial e temporal dos táxons existentes nos corpos d'água após o derramamento; b) comparar os dados relativos à ictiofauna presente à montante e à jusante do ponto de derramamento; c) investigar possíveis relações entre variáveis abióticas e a distribuição/abundância de peixes nos ambientes monitorados; d) caracterizar o padrão reprodutivo das espécies indicadoras desses ambientes; e) investigar se esse padrão reprodutivo apresenta ou não alterações significativas; e) avaliar os prováveis impactos do acidente sobre tecidos de peixes, bem como sua intensidade de ocorrência; e, por fim, f) monitorar a evolução das patologias diagnosticadas. Todas esses objetivos específicos foram trabalhados com o propósito primário de se avaliar os impactos do acidente em questão sobre a dinâmica das comunidades de peixes e a forma como essas comunidades vêm se recuperando ao longo do tempo. O estudo realizado abrangeu uma distânci. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Robert Willian Pilchowski - Integrante / Ana Teresa Bittencourt Guimarães - Integrante / Fábio Xavier Wegbecher - Integrante / Silvia Romão Zanetti da Cruz - Integrante / Paulo deTarso Chaves - Integrante / Walter Antonio Pereira Boeger - Integrante / Ubiratã A. Silva - Integrante / Luis Fernnado Duboc - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2001 - 2001

    Avaliação Ictiopatológica de Peixes Coletados na Baía de Paranaguá, para Identificação de Impactos Ambientais Decorrentes do Vazamento de Nafta do Navio de Transporte Norma ., Descrição: Na manhã do dia 18/10/2001, o Navio de Transporte Norma desviou-se de sua rota normal e se chocou contra rochas existentes na porção lateral do canal de navegação, no Porto de Paranaguá, o que provocou o seu encalhe. O incidente causou, ainda, o vazamento de parte da carga (nafta), de um dos seus tanques, para as águas da Baía de Paranaguá. Em decorrência deste vazamento, o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais (GIA), da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi imediatamente acionado e passou a realizar um programa de monitoramento biológico em diversos pontos da Baía de Paranaguá. O Objetivo, identificar e monitorar, a nível visual, os possíveis impactos ambientais decorrentes do acidente, sobre a flora e a fauna da região.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Robert Willian Pilchowski - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Marcelo Faria Cardoso - Integrante / Walter Antonio Pereira Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2001 - 2001

    Caracterização Ambiental de Emergência - Acidente ambiental com o Poliduto Olapa, Descrição: O principal objetivo do presente trabalho foi definir o grau de comprometimento das populações de peixes em decorrência do derramamento de óleo no poliduto da Petrobrás, na altura da Serra do Mar, no Estado do Paraná, bem como quantificar a extensão espacial dos possíveis impactos ocorridos ao longo dos cursos d?água contaminados pelo óleo. Além disso, o trabalho visa gerar subsídios técnico-científicos para, caso venha a ser necessário, o estabelecimento de um plano de monitoramento continuado da ictiofauna nos trechos comprovadamente impactados pelo derramamento de óleo. Os objetivos específicos: a) Promover o levantamento de informações pretéritas sobre a ictiofauna das áreas atingidas pelo óleo derramado; b) Identificar uma ou mais espécies que possa(m) melhor caracterizar os possíveis impactos ambientais decorrentes do acidente em questão; c) Avaliar as possíveis alterações nos padrões de distribuição das espécies ao longo dos corpos d'água envolvidos, em função de eventos que se correlacionem ou não com o acidente ocorrido em fevereiro de 2001; d) Fazer um acompanhamento de alterações histopatológicas na(s) espécie(s) utilizada(s) como modelo neste trabalho e) Avaliação macro e microscópica da prevalência de lesões proliferativas de órgãos e tecidos dos peixes nos cursos d?água monitorados; f) Avaliar a forma como a comunidade de peixes do sistema está respondendo ao retorno à normalidade das condições ambientais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Robert Willian Pilchowski - Integrante / Paulo deTarso Chaves - Integrante / Walter Antonio Pereira Boeger - Integrante / Ubiratã A. Silva - Integrante / Luis Fernnado Duboc - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2000 - 2001

    Projeto de produção de juvenis de caranguejos em larga escala para recuperação de área afetada por derramamentode óleo na Refinaria Duque de Caxias, RJ., Descrição: A proposta do projeto foi estruturada com o objetivo de viabilizar a produção em cativeiro de juvenis de Ucides cordatus e o conseqüente repovoamento das áreas de mangue potencialmente afetadas pelo acidente com um oleoduto da Petrobrás. Para que esses objetivos gerais pudessem ser atingidos, haviam várias etapas que precisavam ser seqüencialmente superadas. Dado o ineditismo da proposta, era possível afirmar que cada uma dessas etapas se caracterizava como objetivos parciais a serem alcançados: a) A maturação de caranguejos em cativeiro e/ou o desenvolvimento de técnicas de transporte de fêmeas ovígeras por longos períodos; b) A obtenção de desovas regulares de caranguejos em laboratório; c) A realização de larviculturas em grande escala e com taxas de sobrevivências adequadas aos propósitos básicos do projeto; d) O desenvolvimento de técnicas de transporte de juvenis; e) Repovoamento de juvenis em áreas pré-determinadas na Baía de Guanabara. A adaptação das técnicas conhecidas de larvicultura de crustáceos, como a do camarão marinho, por exemplo, foi o ponto de partida para a viabilização da larvicultura de caranguejos, garantindo não só a produção de larvas, como também o transporte e a liberação das megalopas no ambiente natural. Ressalta-se aqui, que várias alterações das técnicas tradicionais de produção de larvas de camarões foram introduzidas e que após uma completa revisão dos dados obtidos durante toda o projeto, inúmeras outras serão sugeridas, através dos trabalhos científicos que serão publicados e das teses e dissertações que serão defendidas. Como exemplos de pontos a serem melhorados na larvicultura, podem ser citados o formato dos tanques, que, em alguns casos, foi o responsável pela dificuldade em se manter um regime adequado de aeração, que permitisse a contínua ressuspensão das larvas; a própria necessidade de aeração pode ser contestada, visto que em um experimento foi possível manter um número significativo de larvas em um tanqu. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Roberto Carlos barbieri JR - Integrante / Ângelo Francisco dos Santos - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2000 - 2000

    Diagnóstico ictiofaunístico pós-derramento de óleo nos rios Barigui e Iguaçu, Descrição: O presente trabalho foi realizado em função do acidente ocorrido na Refinaria Getúlio Vargas (REPAR), em Araucária, PR, em julho de 2000. Naquela ocasião, um vazamento de óleo atingiu o riacho Saldanha e daí o óleo foi levado até os rios Barigüi e Iguaçu. Barreiras de contenção foram colocadas em todo o trecho afetado e o petróleo foi contido até as proximidades do município de Balsa Nova. Considerando as dimensões do vazamento, era importante avaliar os possíveis impactos desse acidente sobre a ictiofauna presente nos corpos d'água afetados pelo óleo. As propostas principais deste trabalho foram: caracterizar a distribuição espacial dos táxons existentes nos corpos d'água após o derramamento; comparar os dados relativos a ictiofauna presente à montante e à jusante do local de derramamento e, com base na avaliação histopatológica de brânquias e fígados de uma espécie indicadora (Corydoras paleatus), avaliar os prováveis efeitos do óleo sobre a higidez dos peixes. O diagnóstico foi composto por duas fases de campo. A primeira etapa foi realizada entre os dias 9 e 15 de outubro de 2000 e a segunda realizada entre os dias 6 e 12 de novembro. O trabalho envolveu onze bases amostrais, localizadas entre a região do derramamento até a cidade de União da Vitória - PR, numa extensão rodoviária de aproximadamente 250 km. Quatro dessas bases amostrais foram estabelecidas em zonas à montante do acidente (duas no rio Barigüi, uma no rio Iguaçu e uma no regato GLP, um corpo d'água de pequenas dimensões e que apresentava características muito semelhantes ao do regato Saldanha antes do acidente).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Walter Boeger - Integrante / Luis Fernando Duboc da Silva - Integrante / Ana Teresa Bittencourt Guimarães - Integrante / Sílvia Zanetti Romão - Integrante / Robert Willian Pilchowski - Integrante / José Domingos Fontana - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários laboratórios-satélite , voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários laboratórios-satélite , voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários laboratórios-satélite , voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro / Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro / Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro / Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro / Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro / Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante.Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante.Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante.Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante.Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante.Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante.Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante.Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro / Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro / Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    Elaboração de Estudos para Implantação dos Parques Aquícolas nos Reservatórios do Rio Paranapanema, Descrição: O projeto tem como objetivo a identificação, delimitação e zoneamento de áreas aquícolas propícias para o cultivo de espécies aquáticas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, de forma a promover o ordenamento e gerar subsídios para o gerenciamento da aquicultura na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Denis Panayotis Saridakis - Integrante / Ayrton Pacheco - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Orestes Jarentchuck - Integrante / Guilherme Augusto Stefanelo Franz - Integrante / Francismara Pinto - Integrante / Patrícia da Silva Carmo - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diogo Rafael Wojcik - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Estudos para a demarcação dos parques aquícolas dos reservatórios do Paranapanema, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: O Rio Paranapanema nasce na Serra de Agudos Grandes, no sudeste do Estado de São Paulo, a cerca de 100 km da Costa Atlântica e a aproximadamente 900 m de altitude, e tem sua foz no rio Paraná, após percorrer cerca de 930 km. O Paranapanema separa, a partir da foz do rio Itararé, os estados de São Paulo e Paraná. Seu maior uso atualmente é a geração de energia . A bacia hidrográfica do rio Paranapanema está localizada entre as coordenadas 22º - 26º S e 47º - 54º W, estendendo-se pelo sudoeste de São Paulo e norte do Paraná. A área drenada corresponde a 100.800 km2, sendo que 47% localiza-se em território paulista e 53% no Paraná. na calha do Paranapanema existem pelo menos 8 reservatórios de grande importância para a geração de energia do país (Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas II, Canoas I, Capivara, Taquaruçu, Rosana). Nesses reservatórios de mais de 2.000 km2 de área alagada foram realizados estudos para o zoneamento aquícola e demarcação de parques aquícolas. Mais que apenas aplicar foram desenvolvidas e propostas metodologias de estudo ambiental e de métodos para a definição das melhores áreas para a aquicultura.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Larissa Lopes Mellinger - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Gisela Geraldine Castilho Westphal - Integrante / Debora Pestana - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2010

    Promoção do desenvolvimento ordenado da Maricultura em Sergipe, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Neste projeto foram realizados estudos para o zoneamento aquícola na foz dos rios Piaui e São Francisco, no estado de Sergipe. Mas, mais que apenas aplicar métodos e metodologias pré-concebidos, foram desenvolvidas ferramentas metodológicas para a demarcação de parques aquícolas em áreas estuarinas. Isso envolve não apenas o levantamento de áreas mais indicadas para a instalação de parques aquícolas, mas também a definição de espécies e sistemas de cultivo a serem empregados, a classificação do grau de aptidão das áreas, o estabelecimento de planos de gerenciamento e controle dos parques instalados e a proposição de planos de monitoramento ambiental dos parques após a sua instalação.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Helder Rafael Nocko - Integrante / Chammas, Marcelo - Integrante / Jorge Espíto Santo de Almeida - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação.

  • 2008 - 2010

    Planos Locais para o Desenvolvimento da Maricultura - PLDM - Paraná, Projeto certificado pela empresa ENVEX ENGENHARIA E CONSULTORIA S/S LTDA - EPP em 05/05/2013., Descrição: Os estudos relacionados aos Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM) do Paraná são uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e execução do Instituto GIA. Na busca de um aprimoramento no planejamento e no gerenciamento da maricultura brasileira. Instituídos oficialmente através da Instrução Normativa SEAP nº 17 de 22 de setembro de 2005, os PLDM têm por objetivo planejar o desenvolvimento da maricultura utilizando ferramentas de micro-zoneamento numa escala municipal, ou quando for o caso, promover este planejamento para baías, enseadas, lagoas costeiras ou estuários. O planejamento inicia com um levantamento de informações para promover a melhor localização de fazendas marinhas, e envolvem a elaboração de uma detalhada caracterização socioambiental da área de abrangência do local, com aspectos do meio físico e biológico, das áreas marinhas e áreas terrestres adjacentes aonde serão instaladas as fazendas marinhas. Nesta caracterização são identificadas também as diversas formas de ocupação da área de abrangência, considerando os múltiplos usos da área, como a pesca, o turismo, a navegação, o lazer e as demais atividades industriais e tradicionais. Feitos estes levantamentos ambientais e das formas de ocupação e de uso das áreas marinhas e terrestres de entorno, é proposta então a demarcação das faixas de preferência para a maricultura realizada por comunidades tradicionais e a demarcação dos parques aquícolas marinhos, considerando as particularidades e circunstâncias locais. Para cada atividade aquícola é elaborado um Plano de Gerenciamento e um Plano de Monitoramento Ambiental visando a manutenção de sua sustentabilidade à longo prazo. Entende-se por gerenciamento a definição dos organismos que poderão ser cultivados em cada área, em função das características do local selecionado, a definição dos espaçamentos mínimos entre as unidades de cultivo, entre os produtores e entre grupos de produtores, de forma a garantir áreas de dilui. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Marcus Girotto - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Debora Pestana - Integrante / Thayzi de Oliveira Zeni - Integrante / Roberto Montanhini Neto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Cooperação., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Promoção do Desenvolvimento Ordenado da Maricultura no Estado do Paraná: Elaboração de Planos Locais de Desenvolvimento da Maricultura (PLDM?s) para as Baías de Paranaguá e de Guaratuba., Descrição: O presente projeto tem por objetivo realizar estudos ambientais e socioeconômicos e o zoneamento da baía de Guaratuba, do complexo estuarino da baía de Paranaguá e de áreas marinhas do litoral do Paraná para a implantação dos PLDM's paranaenses, de acordo com as Instruções Normativas SEAP/PR nº 17/2005 e nº 11/2008, com o Decreto n° 4895/2003 e com a INI nº 06/2004.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Ubiratã Assis Silva - Integrante / Alexandre Guilherme Becker - Integrante / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Helder Rafael Nocko - Integrante / Eduardo Felga Gobbi - Integrante / José Eduardo Gonçalves - Integrante / Francismara Pinto - Integrante., Financiador(es): Ministério da Pesca e Aquicultura - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Projeto de implantação do núcleo de recuperação de ambientes costeiros alterados, Descrição: Cada vez que ocorre um acidente envolvendo a indústria do petróleo em áreas litorâneas as mesmas dúvidas são levantadas: Quais são os impactos sobre os recursos pesqueiros? Por quanto tempo as atividades pesqueiras deverão ser proibidas? Quanto tempo vai levar para a fauna se recuperar? O que fazer para recuperar as áreas impactadas? Há alternativas de geração de renda a se oferecer às comunidades pesqueiras afetadas pelo acidente? É para resolver os problemas relacionados a essas questões que o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais está implantando o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, um centro que contará com vários ?laboratórios-satélite?, voltados à solução de problemas ambientais. O objetivo deste projeto, portanto, é a re-adequação e aperfeiçoamento da infra-estrutura dos seus laboratórios, para que o GIA possa implantar o Núcleo de Recuperação de Ambientes Costeiros Alterados, transformando-se em um centro internacional de referência nos trabalhos de identificação e quantificação de impactos causados pelo vazamento de óleo e derivados, na recuperação, mitigação e conservação de ecossistemas costeiros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Walter Antonio Boeger - Integrante / Ubiratã Assis Teixeira da Silva - Integrante / Maria Regina Torres Boeger - Integrante., Financiador(es): PETROBRAS - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2013

    Cultimar, Descrição: O Projeto Cultimar se fundamenta na necessidade de criação de novas fontes de renda para comunidades tradicionais da região litorânea, de forma sustentável e que não descaracterize o ambiente natural ou as atividades tradicionais dessas áreas. A proposta é que essas comunidades gerem uma renda alternativa a partir da Maricultura, por meio da implementação de unidades modulares de produção e da implantação de um programa de educação ambiental. No primeiro ano de projeto, o Cultimar foi estruturado para beneficiar as comunidades litorâneas do Paraná. O litoral paranaense foi concebido como um modelo, que deverá ser, posteriormente, replicado para outras regiões do país. A proposta para o segundo ano é consolidar esse trabalho. Para isso, o Cultimar propõe agora o desenvolvimento de diferentes módulos de trabalho, os quais deverão integrar ações técnicas (aumento de produtividade na maricultura e minimização de possíveis impactos), a realização de estudos genéticos (voltados à conservação dos bancos naturais de organismos marinhos), ações econômicas de estruturação das cadeias produtivas, ações de certificação de origem de organismos cultivados, além das ações no campo educacional e cultural. Os módulos funcionarão como modelos de valorização sócio-ambiental, econômico e cultural, os quais deverão ser capazes de replicação em diferentes locais do Brasil. As áreas técnicas do Cultimar deverão ser ampliadas. Novas possibilidades de geração de renda serão trabalhadas, principalmente aquelas relacionadas à comercialização de iscas-vivas (camarões), da produção de mexilhões e de siris. O projeto visa trabalhar, ainda, a implantação do selo de Qualidade Cultimar para três distintas categorias: (1) produtores de ostras; (2) restaurantes e (3) coletores de sementes, dando continuidade às atividades com as ostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Débora Pestana - Integrante / Gisela Geraldine Castilho - Integrante / Leandro Ângelo Pereira - Integrante / Manuela Dreyer Silva - Integrante / Marcus Girotto - Integrante., Financiador(es): Instituto HSBC Solidariedade - Auxílio financeiro / Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2012

Prêmio Finep de Inovação 2012 - Tecnologias Sociais, FINEP.

2007

Destaque no Marketing 2007 (pelo projeto Cultimar), Associação Brasileira de Marketing & Negócios.

2007

6o Marketing Best de Responsabilidade Social (pelo projeto Cultimar), Editora Referência e Madia Marketing School.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Paraná, Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais. , R. dos Funcionários 1540, Juvevê, 80035-040 - Curitiba, PR - Brasil, Telefone: (041) 33505634, Fax: (041) 33505634, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2010 - 2011

    Instituto Gia

    Vínculo: Outro (especifique): Associado, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 4

  • 2009 - 2011

    Grupo Paranaense de Comunicação

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2010 - Atual

    Universidade Federal do Paraná

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Chefe do Departamento de Zootecnia, Carga horária: 8

  • 1996 - Atual

    Universidade Federal do Paraná

    Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 1992 - 1994

    Universidade Federal do Paraná

    Vínculo: Pesquisador RHAE/CNPq, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Bolsista RHAE/CNPq. Projeto: Instalação de um laboratório na área de carcinicultura Marinha no Centro de Estudos do Mar (CEM), localizado em Pontal do Paraná, PR

    Atividades

    • 07/1997

      Ensino, Ciências Veterinárias, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos Avançados de Maricultura, Técnica de Produção de Peixes Tropicais

    • 01/1997

      Pesquisa e desenvolvimento , Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais, .,Linhas de pesquisa

    • 12/1996

      Ensino, Zootecnia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Maricultura, Aqüicultura

    • 12/1996

      Extensão universitária , Setor de Ciências Agrárias, Departamento de Zootecnia.,Atividade de extensão realizada, Projetos de desenvolvimento da Aquicultura (continental e marinha).

    • 12/1996

      Treinamentos ministrados , Setor de Ciências Agrárias, Departamento de Zootecnia.,Treinamentos ministrados, Cursos de treinamento e qualificação em piscicultura

    • 01/2004 - 07/2006

      Outras atividades técnico-científicas , Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais, Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais.,Atividade realizada, Programa de monitoramento e controle do mexilhão dourado (Limnoperna fortunei).

    • 01/1998 - 12/1998

      Serviços técnicos especializados , Setor de Ciências Agrárias, Departamento de Zootecnia.,Serviço realizado, Consultoria técnica para o PNUD.

    • 05/1992 - 07/1994

      Outras atividades técnico-científicas .,Atividade realizada, Implantação de um laboratório destinado à pesquisa na área de carcinicultura marinha.

  • 1998 - 1998

    Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

    Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Trabalho por demanda, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Em 1998, o Ministério da Agricultura e do Abastecimento firmou um convênio com o PNUD, para implementar o Programa Nacional para o Desenvolvimento da Aqüicultura. O trabalho de consultoria realizado foi relativo à implantação dos pólos de desenvolviemnto aqüícola (20 ao todo), espalhados por todo o país.

    Atividades

    • 01/1998 - 01/1999

      Serviços técnicos especializados , PNUD, .,Serviço realizado, Assessoria ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento.

    • 01/1998 - 12/1998

      Serviços técnicos especializados , PNUD, .,Serviço realizado, Estruturtação de 20 pólos aqüícolas espalhados pelo país.

  • 1991 - 1992

    Bioensaios - Análise e Consultoria Ambiental Ltda

    Vínculo: Funcionário de empresa privada, Enquadramento Funcional: Diretor Técnico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 07/1991 - 04/1992

      Serviços técnicos especializados .,Serviço realizado, Bioensaios para avaliação da ecotoxicidade de contaminentes ambientais.

  • 1990 - 1990

    Universidade Federal do Rio Grande

    Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

    Atividades

    • 07/1990 - 12/1990

      Ensino, Oceanologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Limnologia

  • 2008 - 2008

    Food And Agricultural Organization Of The United Nations

    Vínculo: Consultor Técnico, Enquadramento Funcional: Consultor Técnico, Carga horária: 10

    Outras informações:
    Consultor da FAO para elaboração de uma UTF com o Governo do Paraná para elaboração do PROGRAMA DE AQÜICULTURA FAMILIAR DO PARANÁ.

    Atividades

    • 02/2008 - 05/2008

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Food And Agricultural Organization - Agencia Brasil, .,Cargo ou função, Consultor Técnico.

  • 2004 - Atual

    PETROBRAS

    Vínculo: Consultoria, Enquadramento Funcional: Coordenação

  • 1999 - 2006

    Sansuy SA Ind de Plásticos

    Vínculo: Consultor Técnico, Enquadramento Funcional: Consultor, Carga horária: 5

    Outras informações:
    Consultor técnico para a área de produtos voltados à aqüicultura, com destaque para a produção de telas para tanques-rede.