Cristina Dias da Silva

É Antropóloga e Professora Associada de Antropologia no Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG). Possui mestrado (2006) e doutorado (2010) em Antropologia Social pela Universidade de Brasília. Realiza pesquisas sobre políticas de saúde, saúde indígena, corpo e corporalidades, práticas terapêuticas e etnografia das instituições. Membra efetiva da Associação Brasileira de Antropologia desde 2007, integra o Comitê de Antropologia e Saúde da ABA desde 2021. Coordena, com financiamento do CNPq (2022-2025), o projeto de pesquisa Antropologia da saúde: perspectivas na pós pandemia. Coordenou vários projetos de pesquisa no âmbito da UFJF desde 2012. É membra efetiva do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UFJF e integrante da linha de pesquisa Cultura, Produções Simbólicas e Processos Sociais. É líder do grupo de pesquisa do CNPq Laboratório de Pesquisas Antropológicas em Política e Saúde (LAPS/UFJF). Realizou estágio pós doutoral como Professora Visitante do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (2019- 2020). É Editora da Revista Teoria e Cultura.

Informações coletadas do Lattes em 23/12/2023

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em Antropologia

2006 - 2010

Universidade de Brasília, UnB
Título: Cotidiano, Saúde e política. Uma etnografia dos profissionais da saúde indígena
Orientador: Carla Costa Teixeira
, Ano de obtenção: 2010. Coorientador: Roque de Barros Laraia. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: profissionais de saúde; saúde indígena; políticas públicas; antropologia da política; Antropologia da Saúde.Grande área: Ciências Humanas

Mestrado em Antropologia

2004 - 2006

Universidade de Brasília, UnB
Título: Viver em primeira pessoa: uma proposta de humanização como técnica do corpo, Ano de Obtenção: 2006
Luis Roberto Cardoso de Oliveira.Coorientador: Carla Costa Teixeira. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: humanização; profissionais de saúde; corpo; saúde; conflito.

Graduação em Ciências Sociais

1999 - 2003

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: Quando o algoz vira vítima: práticas narrativas de jornais em contextos de violência
Orientador: Márcia Pereira Leite

Pós-doutorado

2019 - 2020

Pós-Doutorado. , INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS - ICS - UNIVERSIDADE DE LISBOA, ICS, Portugal. , Grande área: Ciências Humanas, Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.

Formação complementar

2007 - 2007

Extensão universitária em Água, saúde e saneamento - seminário internacional. , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2007 - 2007

Estágio Docente em Antropologia II. , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Seminário comemorativo dos 50 anos da ABA. , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Políticas atuais de saúde indígena. , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Seminários do DAN. , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2005 - 2005

Estágio Docente em Antropologia 1. , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2004 - 2004

Imagens da modernidade. , Encontro anual da ANPOCS, ANPOCS, Brasil.

2002 - 2002

Desafios e fronteiras do trabalho antropológico. , Reunião Brasileira de Antropologia, RBA, Brasil.

2002 - 2002

Teoria das Ciências Sociais no XXVI. , Encontro anual da ANPOCS, ANPOCS, Brasil.

2002 - 2002

Cinema e Ciências Sociais. , Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Lê Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Lê Bem.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da saúde.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da política.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.

Organização de eventos

DIAS DA SILVA, C. . Grupo de Trabalho Antropologia e políticas de saúde. 2016. (Congresso).

DIAS DA SILVA, C. ; FERNANDES, D. C. ; METRI, C. ; MATHIASI, F. ; COTA, R. . Seminários do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais. 2015. (Outro).

DIAS DA SILVA, C. ; FERNANDES, D. C. ; FERNANDES, V. ; MENDES, G. . Seminários do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais. 2014. (Outro).

BARBOZA FILHO, R. ; MAGALHAES, R. ; ROCHA, M. M. ; DIAS DA SILVA, C. . XIII Simpósio Ibero-Americano de Filosofia Política. 2013. (Congresso).

DIAS DA SILVA, C. ; FERNANDES, D. C. ; PEDROSA, D. ; AZEVEDO, L. F. . Seminários do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais. 2013. (Outro).

DIAS DA SILVA, C. . Seminários Internos do Núcleo Tapuia de Antropologia. 2012. (Outro).

Participação em eventos

9 Congreso Internacional de Antropología AIBR. O papel político da enfermagem: nação e gênero nas homenagens póstumas a Anna Nery. 2023. (Congresso).

V Reunião de Antropologia da Saúde. GT Políticas de Saúde para os povos indígenas: um balanço histórico. 2023. (Congresso).

V Reunião de Antropologia da Saúde. Mesa Redonda Saúde, Ciência e Estado: investigações antropológicas no Brasil e na Argentina. 2023. (Congresso).

V Reunião de Antropologia da Saúde. Itinerários terapêuticos de pessoas com transtornos neurológicos e o uso medicinal de cannabis e seus derivados: um estudo etnográfic. 2023. (Congresso).

Congresso UFBA 75 anos. Antropologia médica e da saúde: conexões e atualizações. 2021. (Congresso).

Seminários Virtuais do PPGCSO.Autoetnografia e a pesquisa sociológica. 2021. (Seminário).

32 Reunião Brasileira de Antropologia. Algumas reflexões sobre a política de saúde indígena no Brasil - da crise permanente à pandemia de COVID 19. 2020. (Congresso).

32 Reunião Brasileira de Antropologia. Mesa redonda As múltiplas relações entre saúde, espaço e poder: de violências históricas a biologias situadas. 2020. (Congresso).

6 Congreso internacional de Antropología AIBR. A escuta participante e a noção de imponderável revisitada. 2020. (Congresso).

Seminários Virtuais do PPGCSO.Profissionais de enfermagem na linha de frente das crises sanitárias. 2020. (Seminário).

VI Congresso da Associação Latino-americana de Antropologia. Sobre improvisos permanentes. 2020. (Congresso).

VI Congresso da Associação Latino-americana de Antropologia. A experiência terapêutica - por uma corporalidade da escrita e do fazer etnográfico. 2020. (Congresso).

VI Reunião Equatorial de Antropologia. Mediação cultural entre profissionais da "ponta": formas de violência e desigualdade no subsistema de saúde indígena brasileiro. 2019. (Congresso).

42 Encontro anual da ANPOCS. Mesa Redonda: Antropologia das práticas de poder: novas e velhas assimetrias no Brasil democrático. 2018. (Congresso).

5ª Jornada de Ciências Sociais UFJF. Sexualidade, gênero e medicalização. 2017. (Congresso).

5 Congresso Associação Latino-americana de Antropologia. Questões de antropologia e participação em um projeto de saúde. 2017. (Congresso).

Gênero em sociedade - ciclo de mesas redondas.Gênero, saúde e corporalidades. 2017. (Encontro).

XII Reunião de Antropologia do Mercosul. Etnografias em antropologia da saúde: escuta participante e a noção de imponderável revisitada. 2017. (Congresso).

30ª Reunião Brasileira de Antropologia. Antropologia e Políticas de Saúde. 2016. (Congresso).

O ensino e a pesquisa em Antropologia na Zona da Mineira..Roda de conversa UFJF - UFV. 2016. (Encontro).

XI Reunião de Antropologia do Mercosul. A construção da autoridade benevolente: política de saúde indígena e biolegitimidade. 2015. (Congresso).

29ª Reunião Brasileira de Antropologia. As políticas de saúde indígena e a noção de Biolegitimidade em Fassin: diálogos possíveis. 2014. (Congresso).

III Jornada de Ciências Sociais.Debatedora do GT 4 - As Ciências Sociais e suas abordagens teóricas: Antropologia, Sociologia e Ciência Política. 2014. (Encontro).

II Jornadas de Ciências Sociais.As Ciências Sociais e Suas abordagens teóricas: Antropologia, Sociologia e Ciência Política. 2013. (Encontro).

Primer Congreso Internacional "Los Pueblos Indígenas de América Latina, siglos XIX, XX y XXI": avances, perspectivas e retos.. Notas etnográficas sobre a desconfiança e a solidão na aldeia: relatos de profissionais de saúde no Alto Tapajós (PA), Brasil.. 2013. (Congresso).

VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde. Concepções e práticas de higiene na saúde indígena: corpo, poder e cultura.. 2013. (Congresso).

10 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Concepções sobre saúde e adoecimento, sistema biomédico e políticas na área da saúde.. 2012. (Congresso).

28ª Reunião Brasileira de Antropologia. Debatedora do Grupo de Trabalho 57 - Por uma antropologia política da saúde. 2012. (Congresso).

I Jornadas das Ciências Sociais.A produção social do outro: Perspectivas etnológicas. 2012. (Simpósio).

XXV Reunião Brasileira de Antropologia. "Viver em primeira pessoa": uma proposta de humanização como técnica corporal. 2006. (Congresso).

VI Reunião de Antropologia do Mercosul. Humanização e técnicas do corpo: análise de um projeto piloto. 2005. (Congresso).

XXIV Reunião Brasileira de Antropologia. 2004. (Congresso).

XXVIII Encontro Anual da ANPOCS.Quando o algoz vira vítima: práticas narrativas de jornais em contextos de violência. 2004. (Encontro).

V Reunião de Antropologia do Mercosul. 2003. (Congresso).

11a. Semana de inciciação Científica.Análise dos discursos sobre violência no caso do seqüestro do 174. 2002. (Outra).

XXVI Encontro Anual da ANPOCS. 2002. (Congresso).

10a. Semana de Iniciação Científica.A troca de presente entre casais: um estudo de caso sobre gênero e dádiva. 2001. (Outra).

Participação em bancas

Aluno: Eliane Brito da Silva Couto

PISANI, M. S.; ARAUJO, M. S.; DIAS DA SILVA, C.. Banho de sangue: a manifestação de um corpo nos espaços urbanos de Teresina. 2023. Dissertação (Mestrado em Antropologia e Arqueologia) - Universidade Federal do Piauí.

Aluno: Jorge Henrique Bezerra de Lima

PEREIRA, D. N.; GONCALVES, R. P. F.; DIAS DA SILVA, C.. Áreas de conhecimento da enfermagem em trabalhos de conclusão de curso: um estudo na UNEB campus XII. 2023. Dissertação (Mestrado em Ensino em Saúde) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Déborah Crysttina Pereira da Silva

DIAS DA SILVA, C.; DUTRA, R. C. A.; NEVES, R. C.. Participação popular na saúde inidígena: notas a partis das Conferências Nacionais e dos Conselheiros Distritais de saúde. 2023. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Luiza Vieira Godinho

DIAS DA SILVA, C.; CERQUEIRA, O. Z.; LACERDA, P.; SANTOS, R. B.. Cuidando de crianças e investigando parentalidades: um estudo antropológico sobre o serviço de acolhimento em Família Acolhedora (SAFA) na cidade de Juiz de Fora. 2022. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Maria Auxiliadora Evangelista da Silva

RODRIGUES, M. V.; CHAVES, L. L.; DIAS DA SILVA, C.. Da exclusão à inclusão: políticas públicas de atendimento educacional especializado para pessoas com deficiência no estado de Roraima. 2021. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Roraima.

Aluno: Marcos Paulo de Castro Mello

HOLLANDA, B. B.; PEREIRA, L. P.; DIAS DA SILVA, C.. O bar, o estádio e as mulheres: uma etnografia do Catanga futebol clube. 2021. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Maiara Sá Magalhães

ARAUJO, M. S.; DIAS DA SILVA, C.; BRITO, C.. Benção do útero: a cura através do sagrado feminino nos círculos de mulheres em Teresina - PI. 2020. Dissertação (Mestrado em Antropologia e Arqueologia) - Universidade Federal do Piauí.

Aluno: Marina Soares Guimarães

CARRARA, S.; LEITE, V.; DIAS DA SILVA, C.; JANNOTI, C.; AZIZE, R.. Protocolando condutas, etiquetando pessoas: As políticas prescritivas da sexualidade em um protocolo clínico do Ministério da Saúde.. 2018. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Gerliani de Oliveira Mendes

DIAS DA SILVA, C.; LOUREIRO, T. N. M.; DUTRA, R. A.. Dádiva na Grota dos Puris: trocas de objetos e outros vínculos. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Vanessa Aparecida da Silva

CAMURÇA, M.; ASSUMPCAO, L. L.; DIAS DA SILVA, C.. A legitimidade das Comunidades Terapêuticas Católicas para dependência química no espaço público brasileiro: o caso da Fazenda da Esperança. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Igor de Souza Rodrigues

FERNANDES, D. C.; DIAS DA SILVA, C.; ARRIBAS, C. G.. A construção social do morador de rua: o controle simbólico da identidade. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Leonardo Francisco de Azevedo

DUTRA, R. A.; DIAS DA SILVA, C.; BARRETO, A.. Deslocamentos estudantis: juventudes, trajetórias e a geopolítica do conhecimento nos intercâmbios estudantis. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Denicy de Nazaré Pereira Chagas

CASTRO, E. A. B.; ROSA, A. S.; DIAS DA SILVA, C.. A vida nas ruas: contribuições para o cuidado de enfermagem. 2015. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Jéssica Lopes Fachinetto

OLIVEIRA, M. B.; LAGE, L.; DIAS DA SILVA, C.. Militância universitária pela diversidade sexual no grupo MUDD*SE de Minas Gerais. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Daniela Maria Alves Pedrosa

DUTRA, R. C. A.; ABDALA, M. C.; GASPAR, M. C. M. P.; ROIM, T. P. B.; DIAS DA SILVA, C.. A partilha do leite: reciprocidade, circuitos alimentares e socialidade em uma comunidade rural de Minas Gerais.. 2023. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Joanna D'arc de Mello Croce

CAMURÇA, M.; TAVARES, F.; BAHIA, J.; LAGES, S.; DIAS DA SILVA, C.. O corpo em ação: processos de transe mediúnico e incorporação na Umbanda. 2020. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - UFJF.

Aluno: Dênis Roberto da Silva Petuco

FRAGA, P. C. P.; MAGALHAES, R. F.; ROSA, P. O.; ALVAREZ, M. C.; DIAS DA SILVA, C.. O Pomo da discórdia? A constituição de um campo de lutas em torno das políticas e das técnicas de cuidado em saúde dirigidas a pessoas que usam álcool e outras drogas no Brasil. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Gabriel Pigozzo Tanus Cherp Martins

DUTRA, R. C. A.; WEIRD, O. V. D.; DIAS DA SILVA, C.. O Mundo dos Surdos: percepção, inclusão e socialidade. 2023. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Flávia Valério Lopes

CANDIDO, M. R.; LUDWIG, Z. M. C.; ARRIBAS, C. G.; DIAS DA SILVA, C.. gênero na ciência importa: Olhar as trajetórias na carreira docente para pensar uma política científica feminista na UFJF. 2023. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Charles Antonio Pereira

SANTOS, R. B.; CARVALHO, M.; DIAS DA SILVA, C.. Anjos que cuidam: DISCURSOS EMOCIONAIS NA EXPERIÊNCIA DO CUIDADO NA DOENÇA DE ALZHEIMER. 2021. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Janaina de Araújo Morais

DIAS DA SILVA, C.; SANTOS, R. B.; FERNANDES, C.. Gênero, corpo e sangue: uma etnografia sobre os processos de medicalização da menstruação e as práticas de resistência e ressignificação. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Joanna Darc de Mello Croce

LAGES, S. R. C.; CAMURÇA, M.; DIAS DA SILVA, C.. O corpo em ação: processos de transe mediúnico e incorporação na Umbanda. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Leonardo Francisco de Azevedo

DUTRA, R. C. A.; DIAS DA SILVA, C.. Trajetórias e dinâmicas da circulação internacional de pesquisadores brasileiros. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Hugo Felipe Quintela

DIAS DA SILVA, C.; SANTOS, R. B.; ARRIBAS, C. G.. Um Eva diferente: as relações de gênero e religiosidade nas experiências de conversão de mulheres transexuais. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Helena Cardoso Ribeiro

DUTRA, R. C. A.; DIAS DA SILVA, C.. Merenda escolar: políticas e práticas alimentares. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Rafaela Malaquias Marcelino

DIAS DA SILVA, C.; SANTOS, R. B.; BEZERRA-PEREZ, C.. A luta e a voz: reflexão sobre a presença de mulheres nas batalhas do slam. 2023. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Andressa Fedoce Pires

DUTRA, R. C. A.; ARRIBAS, C. G.; DIAS DA SILVA, C.. O caminho de dentro e o caminho de fora: uma análise antropológica sobre doulagem e empoderamento feminino. 2023. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: William Knust Reis

DIAS DA SILVA, C.; ZAMPIROLI, O.; SANTOS, R. B.. De criança ?viada? a homem bicha: a trajetória do homossexual afeminado que destoa à masculinidade hegemônica. 2023. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Déborah Crysttina Pereira da Silva

DIAS DA SILVA, C.; NEVES, R. C.; DUTRA, R. A.. Participação popular Indígena e a construção da saúde pública: o direito fundamental nos conselhos distritais. 2022. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Christian Oliveira Bernardo

DIAS DA SILVA, C.; CHAVES, L. L.; SANTOS, R. B.. Empreendedorismo e emoções: Um análise sobre a construção da pessoa a partir de um grupo de novos estoicos. 2021. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Matheus Felipe das Dores

DUTRA, R. A.; DIAS DA SILVA, C.. Mina d'água Três Moinhos: um estudo das relações entre comunidade e a água em Juiz de Fora, MG.. 2021. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Sarah Cardoso Affonso

DUTRA, R. C. A.; CARDOSO, A. C. M.; DIAS DA SILVA, C.. "O quanto baste": Uma revisão sobre a relação ente as mulheres e suas cozinhas.. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Bruna Motta dos Santos

SANTOS, R. B.; DUTRA, R. C. A.; DIAS DA SILVA, C.. O cuidado como técnica do corpo: uma etnografia das práticas em enfermagem. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Luiza Cotta Pimenta

SANTOS, R. B.; DIAS DA SILVA, C.; CERQUEIRA, O. Z.; PINTO, C. F.. Direito e transexualidades: a alteração de nomes, seus papéis e as buscas pelo (re)existir. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Marcos Paulo de Castro Mello

PEREIRA, L. P.; HOLLANDA, B. B.; DIAS DA SILVA, C.. Tempo do futebol: uma etnografia do Catanga F.C.. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Andrey da Silva Brugger

ROCHA, M. M.; DIAS DA SILVA, C.. Fortalecimento da participação e do controle social na gestão do Sistema Único de Saúde: estudo de caso do POLOSUS.. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Jessica Mazzini Mendes

PEREIRA, L. P.; DIAS DA SILVA, C.; SANTOS, R. B.. A construção do intangível: as noções de autenticidade e o papel simbólico da reconstrução pós-desastre na comunidade de Bento Rodrigues - MG. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Ana Clara Alves de Oliveira

DIAS DA SILVA, C.; PEREIRA, L. P.; SANTOS, R. B.. Políticas do véu: discursos e contradiscursos sobre o corpo islâmico. 2016.

Aluno: Ana Idalina Carvalho Nunes

CAMURÇA, M.; DIAS DA SILVA, C.. Religião no cárcere: caminhos e possibilidades. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Gerliani Mendes

DIAS DA SILVA, C.; DUTRA, R. C. A.; OLIVEIRA, M. B.. A dádiva entre os moradores da Grota dos Puris. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Denicy de Nazaré Pereira Chagas

CASTRO, E. A. B.; DIAS DA SILVA, C.; ROSA, A. S.. A vida nas ruas: contribuições para o cuidado de enfermagem. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Jacqueline Dias da Silva

DIAS DA SILVA, C.; DUTRA, R. C. A.; FRAGA, P. C. P.. A reforma psiquiátrica: um estudo de caso em Juiz de Fora. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Igor de Souza Rodrigues

GAIO, A.; DIAS DA SILVA, C.; DUTRA, R. A.. A gênese social do "morador de rua". 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Vanessa Aparecida da Silva

CAMURÇA, M.; DIAS DA SILVA, C.. Igreja católica e estado: dinâmicas assistenciais e ações no espaço público brasileiro. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Jéssica Lopes Fachinetto

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.; FRAGA, P. C. P.. Entre o movimento e a academia: um estudo da militância universitária mineira pela diversidade sexual. 2013 - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Aline Cristina Laier

DUTRA, R. C. A.; DIAS DA SILVA, C.. Ensino "além-mar": trajetórias e travessias de estudantes africanos que migram para cursar o ensino superior em Juiz de Fora.. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Leonardo Francisco de Azevedo

DUTRA, R. A.; DIAS DA SILVA, C.; OLIVEIRA, M. B.. Deslocamentos estudantis: juventudes, redes e trajetórias nos intercâmbios acadêmicos. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Ronaldo Antonio de Souza

PISSOLATO, E. P.; DAL POZ, J.; DIAS DA SILVA, C.. Transformações Maxakali. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Luiz Carlos de Oliveira Lopes

PISSOLATO, E. P.; DAL POZ, J.; DIAS DA SILVA, C.. ?Os produtos que Nhanderu deixou para os eleitos?: uma etnografia da roça e da mata entre os Guarani-Mbya do Estado do Rio de Janeiro.. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Jorge Henrique Bezerra Lima

DIAS DA SILVA, C.; PEREIRA, D. N.; ARAUJO, A.; GONCALVES, R. P. F.. Áreas de conhecimento da Enfermagem em trabalhos de conclusão de curso: um estudo na UNEB,. 2022.

Aluno: João Victor Reis da Silva

DIAS DA SILVA, C.; SANTOS, R. B.. Dos cortiços às favelas: a urbanização juizforana e seus reflexos.. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Ana Beatriz Guedes Ribeiro

DIAS DA SILVA, C.; DUTRA, R. A.. O peso do gênero na sociedade dos consumidores. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Thais Gonçalves de Souza

DIAS DA SILVA, C.; ARRIBAS, C. G.. De ofício à profissão: as doulas no enfrentamento às desigualdades no cenário de assistência gravídico-puerperal brasileiro. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Spencer Fernandes Cazadem Tavares

DIAS DA SILVA, C.; CERQUEIRA, O. Z.. O CORPO FEMININO NOS QUADRINHOS: O CASO EMBLEMÁTICO DA MULHER-GATO.. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Gabriela Bonfim de Melo

DIAS DA SILVA, C.; ARRIBAS, C. G.. MULHERES E FUTEBOL: UM ESTUDO SOBRE A PAIXÃO DE TORCER EM UM AMBIENTE HISTORICAMENTE MASCULINO. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Giovana Isabeli da Cunha Rebelo da Silva

ARRIBAS, C. G.; DIAS DA SILVA, C.. DESCONSTRUINDO O PATRIARCADO POR MEIO DE UMA NARRATIVA INTERSECCIONAL: EXPERIÊNCIAS DE MULHERES EM DIFERENTES CONTEXTOS. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Monique Batista do Nascimento

DIAS DA SILVA, C.; ARRIBAS, C. G.. As instâncias do poder médico: quando a ciência é moldada por circunstâncias sociais. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Rafael Scarlatelli

DIAS DA SILVA, C.; QUINTELA, H.. Uma análise antropológica de tatuagens e pinturas corporais. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - UFJF.

Aluno: Nathália Coimbra de Almeida

DIAS, Cristina.; ZAMPIROLI, O.. Luto em tempos de pandemia : perspectivas sobre o sofrimento em contexto de desamparo durante a Covid19.. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Bruna Damaceno Furtado

SANTOS, R. B.; DIAS DA SILVA, C.. Drag não é só queen! Um olhar antropológico para as performances de drag kings. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Thais Gonçalves de Souza

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.. As dores do parto: uma análise sobre a violência obstétrica em mulheres negras.. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Letícia Gonçalves Oliveira

DIAS DA SILVA, C.; OLIVEIRA, C. P.; MOREIRA, M. C.. Viver é muito perigoso: análise psicossocial das violências e a política de saúde indígena no caso dos Krenak. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Centro Universitário Academia - UniAcademia.

Aluno: Marina Lima Rocha Pereira

SANTOS, R. B.; DIAS DA SILVA, C.. Perspectivas antropológicas sobre a arte e o público.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Luiza Mattheis

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.. A UFJF é um ponto fora da curva? reflexões sobre a participação de mulheres na ciência a partir de estudos de casos no curso de física da UFJF. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Charles Antonio Pereira

OLIVEIRA, M. B.;DIAS, Cristina.. O papel da imprensa feminina na disseminação de modelos hegemônicos de corpo, beleza e condutas femininas. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Danielle de Paula Andrade

DIAS DA SILVA, C.. Mulher, desigualdade de gênero e trabalho. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Janderson Alves Sauma

PEREIRA, L. P.; DIAS DA SILVA, C.. Interdições, classificações e aspectos da vida social: o tabu nos clássicos da antropologia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Luciene da Silva Pereira

JALLES, C.; DIAS DA SILVA, C.. Avanços, limites e obstáculos na implantação da Lei 10.216 da Reforma Psiquiátrica: estudo de caso em uma cidade mineira. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Thomás de Oliveira Mendes

ARRIBAS, C. G.; DIAS DA SILVA, C.. Uma análise sociológica da arte marcial como ferramenta de transformação social, do indivíduo e de seu papel no exercício da cidadania. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Marcos Paulo de Castro Mello

DIAS DA SILVA, C.; PEREIRA, L. P.. A circulação de emoções e os rituais dos torcedores do Tupi Football Club. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Renan Teixeira Marchesini

PERUCCHI, J.; DIAS DA SILVA, C.; DEOTTI, F.. As performances dos corpos (in)teligíveis nos espaços públicos: reflexões acerca da violação dos direitos de pessoas travestis e transexuais.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Daniel de Oliveira Medeiros Ribeiro

DIAS DA SILVA, C.; DUTRA, R. C. A.; SANTOS, R. B.. Ensinando sexualidades hegemônicas: a educação heteronormativa nas escolas.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Camila Souza Silveira

DIAS DA SILVA, C.; JALLES, C.; OLIVEIRA, M. B.. Representatividade política feminina: reflexões iniciais acerca da cota de gênero. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Junior Augusto da Silva

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.. A construção de inteligibilidade dos corpos abjetos: produções simbólicas das identidades transexuais.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Bianca Shefer

FERREIRA, S.; DIAS DA SILVA, C.. Esquenta!: Culturas híbridas e identidade nacional na indústria cultural?. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Lara de Oliveira e Silva

DUTRA, R. C. A.; DIAS DA SILVA, C.. Transmissão cultural e saberes culinários: o caderno de receitas em transformação. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Janderson Alves Sauma

PEREIRA, L. P.; DIAS DA SILVA, C.; SANTOS, R. B.. Interdições, classificações e aspectos da vida social: o tabu em alguns clássicos da antropologia. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Arthur Dias Costa

DIAS DA SILVA, C.. Quando a rua vira um lar: corpo, espaço e liberdade. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Ricardo Augusto Galdino Maciel

FERNANDES, D. C.; DIAS DA SILVA, C.. "Em um Café-concerto": público, música popular e trocas simbólicas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Ana Lívia Castanheira Alvim

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.. Parirás com dor: uma análise da violência obstétrica. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Paula Fernandes dos Reis

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.. O idoso no mercado de trabalho em Juiz de Fora. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Ana Clara Alves de Oliveira

PISSOLATO, E. P.; CAMURÇA, M.; DIAS DA SILVA, C.. Identidade em trânsito: a trajetória de Persépolis.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Bruna Candiá Saad

FERNANDES, D. C.; DIAS DA SILVA, C.; NEUBERT, L. F.. Samba Soul: uma análise sociológica através da trajetória artística de Tim Maia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Ana Paula da Silva de Souza

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.. FEMEN e o sextremismo como manutenção do sujeito do (neo)feminismo. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Luiza Mattheis

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.. Lei Maria da Penha: Uma análise etnográfica de audiências de conciliação no município de Juiz de Fora. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Daniela Alexandre ferreira

DUTRA, R. A.; DIAS DA SILVA, C.. Estética e sociabilidade: o salão de beleza como ponto de encontro. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Sarah Cardoso Affonso

DUTRA, R. A.; DIAS DA SILVA, C.. Comida é cultura: uma breve revisão bibliográfica sobre as relações entre a cozinha e cultura.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Luana Cristina Seixas

PISSOLATO, E. P.; DIAS DA SILVA, C.. Ciências Humanas e Infância: abordagens de algumas áreas.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Aluno: Marina Cápua Nunes

OLIVEIRA, M. B.; DIAS DA SILVA, C.; DUTRA, R. A.. Processo de feminilização e a busca da 'beleza'. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

MENDONCA, M. A.; DIAS DA SILVA, C.; FIRMO, F.; REIS, J.. Concurso público para Professor Adjunto (DE). 2023. Universidade Federal de Viçosa.

DIAS DA SILVA, C.; Lopes, M. A. S.; Pereira, M. L. C.. Concurso Público para Professor Adjunto (DE). 2015. Universidade Federal de Juiz de Fora.

NEUBERT, L. F.; DIAS DA SILVA, C.; BARBOZA FILHO, R.. Processo Seletivo Público Simplificado para Professor Substituto. 2014. Universidade Federal de Juiz de Fora.

DIAS DA SILVA, C.; MAGALHAES, R. F.; NEUBERT, L. F.. Processo Seletivo Público Simplificado para Professor Substituto. 2012. Universidade Federal de Juiz de Fora.

Comissão julgadora das bancas

Raquel Adjafre da Costa Matos

ROMEIRO, C.ADJAFRE, R.; GRUEZO, N.; NEVES, C.. Cirurgia Bariátrica: deficiências nutricionais no pós-operatório. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Instituto Euro-Americano de Educação, Ciência e Tecnologia.

Patricia Birman

BIRMAN, Patrícia; LEITE, Márcia Pereira; SANTOS, Myrian Sepúlveda dos. Quando o algoz vira vítima: um estudo de caso sobre práticas narrativas de jornais em contexto de violência. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

ximena Pamela Claudia Díaz Bermúdez

DIAZ-BERMÚDEZ, X,P.; Laraia Roque de Barros; Teixeira, CC; Oliveira LRC; Garnello ML. Uma etnografia dos profissionais da saúde indígena.. 2010. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade de Brasília(UnB).

ximena Pamela Claudia Díaz Bermúdez

DIAZ-BERMÚDEZ, X,P.; Teixeira, CC; Laraia Roque de Barros. A relação entre profissionais de saúde e grupos indígenas: um estudo entre os Munduruku.. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade de Brasília(UnB).

ANTONIO CARLOS DE SOUZA LIMA

SOUZA LIMA, Antonio Carlos de. ?Cotidiano, Saúde e Política: uma etnografia sobre os profissionais da saúde indígena?. 2010. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília.

Carla Costa Teixeira

TEIXEIRA, C. C.; LARAIA, Roque de Barros; DIAZ-BERMUDEZ, X.P. (Ximena Pamela); SOUZA, M. C. de. A relação entre profissionais de saúde e grupos indígenas: um estudo entre os Munduruku. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade de Brasília.

Myrian Sepúlveda dos Santos

SANTOS, Myrian Sepúlveda dos; LEITE, M.. Quando o algoz vira vítima: um estudo de caso sobre práticas narrativas de jornais em contextos de violência. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Nadia Dias Gruezo

GRUEZO, N. D.. Cirurgia Bariátrica:História,características e aspectos éticos. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - UNIEURO.

Kelly Cristiane da Silva

TEIXEIRA, Carla Costa; OLIVEIRA, Luis Roberto Cardoso de;SILVA, Kelly. Viver em 1a pessoa: uma proposta de humanização como técnica corporal. 2006. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

Orientou

Thais Gonçalves de Souza

Sem título; ; Início: 2023; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Gilson Gomes dos Santos

A padronização dos corpos nas relações homoafetivas masculinas; ; Início: 2023; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; (Orientador);

Andressa Fedoce

O caminho de dentro e o caminho de fora: uma análise antropológica sobre a doulagem e empoderamento feminino; Início: 2022; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; (Orientador);

William Knust

De criança ?viada? a homem bicha: trajetórias do gay afeminado e as masculinidades hegemônicas; Início: 2022; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; (Orientador);

Tayene Caroline Dias

Coronavírus e as ressignificações de luto e trabalho: um estudo antropológico; Início: 2021; Dissertação (Mestrado profissional em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; (Orientador);

Iasmine Carolina Barbosa Ferrari Costa

MULHERES PURÉPECHAS E A PARTICIPAÇÃO NO GOVERNO POR USOS E COSTUMES DE CHERÁN; ; Início: 2021; Dissertação (Mestrado profissional em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Christian Oliveira Bernardo

vida refletida e autocontrole - um estudo sobre os novos estoicos; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - UFJF, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Gabriel Salgado Ribeiro de Sá

Políticas de medicamentos durante a pandemia; Um estudo comparado entre Brasil e Estados Unidos; ; Início: 2021; Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; (Orientador);

Arthur Dias Costa

Para além da bagunça: uma etnografia dos sentidos da indisciplina no cotidiano escolar; 2022; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Deborah Crysttina Silva

Participação popular na saúde inidígena: notas a partis das Conferências Nacionais e dos Conselheiros Distritais de saúde; 2021; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Gabriel Salgado Ribeiro de Sá

Corpo e excelência: uma etnografia sobre práticas de self-enhancement e intensidade no bodybuilding; 2021; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Bruna Motta

Corpos que cuidam: uma etnografia das práticas em enfermagem; 2020; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora,; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Ana Clara Alves de Oliveira

Políticas do véu; 2015; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Gerliani de Oliveira Mendes

A dádiva na Grota: trocas de objetos e outros vínculos; 2013; Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora,; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Janaina de Araújo Morais

Gênero, Corpo e Sangue: uma etnografia sobre a medicalização da menstruação; ; 2021; Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Réia Sílvia Gonçalves Pereira

Guerreiros de Cristo, bailarinos de Jeová: uma etnografia sobre ritualística reteté e política do sobrenatural em um contexto de favela; ; 2021; Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Hugo Felipe Quintela

Uma Eva diferente: experiências e trajetórias evangélicas de mulheres trans; ; 2020; Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora,; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Antonio Hugo Bento

A saúde da população negra em Juiz de Fora e seu atendimento; 2023; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Manoela Machado da Silva

Diversidade cosmética: Uma análise comparativa do discurso de marcas voltadas para o público negro e marcas populares consolidadas; ; 2023; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Rosa Cristina Alberto Bilheiros

Pluralidade no Dancehall: pensando diálogos entre cultura e dança; ; 2023; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

João Marcos Pereira Lacerda

A formação de identidade nas comunidades surdas; 2023; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Janis Salgado Fernandes

"O reiki é uma energia invisível aos olhos, mas que é sentida?: o pluralismo terapêutico em perspectiva; 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Anna Gabriela Jacob

Trajetória do debate antropológico sobre saúde indígena; 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Bruna Pires dos Santos

Revisão dos estudos sobre infância na Antropologia; 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Izabella Azevedo dos Santos

Violência, cotidiano e trabalho de campo em Veena Das; 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Nataly de Souza Rodrigues

Estudos sobre masculinidades na literatura contemporânea: uma análise sobre a obra ''O quarto de Giovanni; ''; 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Nathália Coimbra de Almeida

Luto em tempos de pandemia : perspectivas sobre o sofrimento em contexto de desamparo durante a Covid19; ; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Rafael Scarlatelli

Uma análise antropológica de tatuagens e pinturas corporais; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Nathália Caroline Dias

Sobre fases da vida: a experiência com o câncer de mama e seus significados socialmente compartilhados; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Tayná Cristina de Lana

Ginecologia autônoma: um movimento de autocuidado e resgate de saberes ancestrais; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Maria Carolina Aguiar Gomes

Quando os homens se tornam objetos de políticas de saúde específicas: uma reflexão antropológicas sobre masculinidades; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Rafaela Barbosa Carvalho Matias

Mulheres mágicas do Brasil colônia: corpos perseguidos e dominados; ; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Ana Clara Veiga de Assis

Atenção à pessoa em situação de rua: um recorte antropológico; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Tayene Caroline Dias Cardoso

A vida da morte: relações sociais entre os funerais, a estética e os indivíduos; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Monique Nascimento

Caça às bruxas, a história do presente: uma abordagem sobre o controle do corpo feminino; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Italo Policiano Rossi

O trânsito como espaço público e as questões da mobilidade urbana na cidade de Juiz de fora; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Sebastião Beazussi Junior

Um olhar antropológico sobre as técnicas corporais na osteopatia; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Eunice Oliveira

Revisão bibliográfica sobre a temática relação médico-paciente; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Adão Nogueira

Instruídos e educados: algumas reflexões sobre educação em Bias Fortes; ; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Christian Oliveira Bernardo

A representação política na Antropologia: uma análise do conceito; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Marcos Paulo de Castro Mello

A circulação de emoções e os rituais dos torcedores do Tupi Football Club; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Jacqueline Dias da Silva

A autonomia do usuário dos serviços de saúde mental no contexto da Reforma Psiquiátrica: um estudo de caso; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Ana Clara Alves de Oliveira

Reinventando espaços, produzindo costumes: Um estudo sobre a mesquita islâmica de Juiz de Fora; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Arthur Dias Costa

Quando a rua vira um lar: corpo, espaço e liberdade; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Daniele dos Reis Costa

A trajetória do processo de inclusão de políticas raciais nas universidades públicas; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Daniele de Almeida Pires

A representação do HIV/AIDS para os portadores: uma análise no grupo Casa; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Daniele de Almeida Pires

De como as representações sobre o HIV ganham visibilidade pelo aspecto de sua transmissibilidade; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Adão Nogueira

Trajetórias da educação entre os moradores de Bias Fortes - MG; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Marianna Silva Assis

Lazer e sociabilidade em Juiz de Fora - um estudo dos eventos da chamada terceira idade; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Eunice Oliveira

Atendimento ao público: a relação entre o atendente e o consumidor; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Izabella Azevedo dos Santos

Antropologia da saúde: perspectivas na pós-pandemia; 2023; Iniciação Científica - Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Maria Clara Barbosa Pereira

Antropologia da saúde: perspectivas na pós-pandemia; 2023; Iniciação Científica - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Lorena Alves de Medeiros

Literatura antropológica em saúde coletiva no Brasil e na América Latina; 2023; Iniciação Científica - Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Juliano Dias Guimarães

Assistência Editorial da Revista Teoria e Cultura; 2023; Iniciação Científica - UFJF; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Tayná Cristina de Lana

Literatura antropológica em saúde coletiva no Brasil e na América Latina; 2023; Iniciação Científica - UFJF; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Vitória Kaiser

Antropologia da saúde: perspectivas na pós-pandemia; 2022; Iniciação Científica - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Izabella Azevedo

Análise dos conceitos de corpo, dor e sofrimento nas principais obras de Veena Das; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Thais Gonçalves de Souza

Análise dos conceitos de corpo, dor e sofrimento nas principais obras de Veena Das; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Christian Oliveira Bernardo

Análise do conceito de representação na antropologia da política; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Arthur Dias Costa

Quando a rua vira um lar: corpo, espaço e liberrdade; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Juiz de Fora, PROPESQ; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Ana Clara Alves de Oliveira

Reinventando espaços e reproduzindo costumes: a comunidade islâmica da cidade de Juiz de Fora; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Caroline Mendonça

Da pureza à autenticidade? Intransigências na trajetória da Umbanda; ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Saulo Vinicius de Paula

Política de saúde indígena; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Juiz de Fora; Orientador: Cristina Dias da Silva;

Foi orientado por

Maria Cláudia Pereira Coelho

As Trocas de Presentes entre Casais: um estudo de caso sobre gênero e dádiva; 2001; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Maria Claudia Pereira Coelho;

Marina Kohlsdorf

Cirurgia Bariátrica: história, características e aspectos éticos; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Nutrição) - Instituto Euro-Americano de Educação, Ciência e Tecnologia; Orientador: Marina Kohlsdorf;

Patricia Birman

Quando religião e politica se entrelaçam: casos recentes no Brasil e na França; 2002; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Patricia Birman;

Caroline Olimpio Romeiro de Meneses

Cirurgia Bariátrica: deficiências nutricionais no pós-operatório; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Nutrição) - Centro Universitário UNIEURO; Orientador: Caroline Olimpio Romeiro de Meneses;

Márcia da Silva Pereira Leite

Quando o algoz vira vítima: um estudo de caso sobre práticas narrativas de jornais em contexto de violência; 2004; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Marcia da Silva Pereira Leite;

Carla Costa Teixeira

Cotidiano, saúde e política; Uma etnografia dos profissionais da saúde indígena; 2010; Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília,; Orientador: Carla Costa Teixeira;

Francimar Batista Silva

A inclusão escolar e a prática pedagógica em sala de aula; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós Graduação em Educação Especial) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul; Orientador: Francimar Batista Silva;

Produções bibliográficas

  • TEIXEIRA, C. C. ; DIAS DA SILVA, C. ; CASTILHO, S. . Antropologia das instituições e das práticas de poder: etnografia, política e bases sociais do conhecimento. ANTROPOLÍTICA: REVISTA CONTEMPORÂNEA DE ANTROPOLOGIA , v. 55, p. 14-27, 2023.

  • DIAS DA SILVA, C. . Uma crise permanente: reflexões sobre a política de saúde indígena a partir do caso do Alto Tapajós (PA). REVISTA EQUATORIAL - REVISTA DOS ALUNOS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL , v. 8, p. 1-20, 2021.

  • DIAS DA SILVA, C. . Interculturalidade e atenção diferenciada: apontamentos para um debate sobre a política de saúde indígena brasileira em tempos de crise sanitária. ESPAÇO AMERÍNDIO (UFRGS) , v. 15, p. 146-163, 2021.

  • DIAS DA SILVA, C. . A escuta participante e a noção de imponderável revisitada. Teoria e Cultura , v. 15, p. 11-23, 2020.

  • DIAS DA SILVA, C. ; CARVALHO, M. . Saúde, corpos e saberes (Apresentação Dossiê). Teoria e Cultura , v. 15, p. 08-10-10, 2020.

  • TEIXEIRA, C. C. ; DIAS, Cristina. . Indigenous health in Brazil: reflections on forms of violence. VIBRANT (FLORIANÓPOLIS) , v. 16, p. 1-22, 2019.

  • TEIXEIRA, C. C. ; DIAS DA SILVA, C. . The construction of citizenship and the field of indigenous health: A critical analysis of the relationship between bio-power and bio-identity. VIBRANT (FLORIANÓPOLIS) , v. 12, p. 351-384, 2015.

  • TEIXEIRA, C. C. ; DIAS da SILVA, C. . Antropologia e saúde indígena: mapeando marcos de reflexão e interfaces de ação. DÉJÀ LU , v. 3, p. 35-57, 2015.

  • DIAS DA SILVA, C. ; Teixeira Carla C. . Antropologia e saúde indígena: mapeando marcos de reflexão e interfaces de ação. ANUÁRIO ANTROPOLÓGICO , v. I, p. 35-57, 2013.

  • Teixeira Carla C. ; DIAS DA SILVA, C. . Do desperdício da água ao nojo do outro: corpo, individualidade e as tensões constitutivas das interações em banheiros públicos. Tempus: Actas de Saúde Coletiva , v. 5, p. 217-234, 2011.

  • DIAS DA SILVA, C. . Notas etnográficas sobre a humanização em saúde: corpo e mediação. Revista Anthropológicas , v. 23, p. 145-171, 2011.

  • Teixeira Carla C. ; DIAS, Cristina. . Uma crítica à noção de desperdício: sobre os usos da água nos banheiros públicos.. Série Antropologia (Brasília. Impresso) , v. 428, p. ---, 2009.

  • DIAS da SILVA, C. . A ética em debate: o trabalho de campo e seus novos desafios.. Anuário Antropológico , v. 1, p. 35, 2005.

  • TEIXEIRA, C. C. (Org.) ; DIAS DA SILVA, C. (Org.) ; GARNELO, L. (Org.) . Saúde indígena em tempos de pandemia: movimentos indígenas e ações governamentais no Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: Mórula, 2022. v. 1. 335p .

  • DIAS DA SILVA, C. . Saúde, corpo e gênero. Perspectivas teóricas e etnográficas. 1. ed. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2021. v. 1. 110p .

  • DIAS DA SILVA, C. ; GUIMARAES, S. M. F. . Antropologia e Saúde: diálogos indisciplinados. 1. ed. Juiz de Fora: UFJF Editora, 2017. v. 1. 224p .

  • DIAS DA SILVA, C. . Viver em primeira pessoa: uma etnografia sobre humanização e técnicas do corpo. 1. ed. Curitiba: CRV, 2016. v. 1. 142p .

  • TEIXEIRA, C. C. ; DIAS DA SILVA, C. . Mensagens aos parentes da APIB: as lutas indígenas em meio à pandemia da COVID-19.. In: Carla Costa Teixeira; Cristina Dias da Silva; Luiza Garnelo. (Org.). Saúde indígena em tempos de pandemia: movimentos indígenas e ações governamentais no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Mórula, 2022, v. 1, p. 16-74.

  • TEIXEIRA, C. C. ; DIAS DA SILVA, C. . Saúde indígena no Brasil: reflexões sobre formas de violência. In: Carla Costa Teixeira; Cristina Dias da Silva; Luiza Garnelo. (Org.). Saúde indígena em tempos de pandemia: movimentos indígenas e ações governamentais no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Mórula, 2022, v. 1, p. 256-299.

  • DIAS DA SILVA, C. . O papel político da enfermagem: nação e gênero nas homenagens póstumas a Anna Nery. In: Cristina Dias da Silva. (Org.). Saúde, corpo e gênero. Perspectivas teóricas e etnográficas. 1ed.Juiz de Fora: Editora UFJF, 2021, v. 1, p. 26-36.

  • DIAS DA SILVA, C. . Como terceiros: reflexões entre agentes indígenas de saúde no alto Tapajós (PA).. In: Carla Teixeira, Carlos Guilherme do Valle, Rita de Cássia Neves. (Org.). Saúde, mediações e mediadores. 1ed.Brasília: ABA Publicações, 2017, v. 1, p. 221-248.

  • DIAS,C. . A construção da autoridade benevolente via razão humanitária: política de saúde indígena e biolegitimidade. In: Cristina Dias da Silva; Sílvia Guimarães. (Org.). Antropologia e saúde: diálogos indisciplinados.. 1ed.: , 2017, v. 1, p. 1-224.

  • DIAS DA SILVA, C. . De improvisos e cuidados: a saúde indígena e o campo da enfermagem. In: Carla Teixeira; Luiza Garnelo. (Org.). Saúde indígena em perspectiva: explorando suas matrizes históricas e ideológicas. 1ed.Rio de Janeiro: Fiocruz Editora, 2014, v. , p. 1-.

  • Teixeira Carla C. ; DIAS DA SILVA, C. . Indigenous health policy in Brazil: correlations between symbolic and political violence. In: Needha, Ian et al.. (Org.). Violence in the Health Sector. Proceedings of the Third International Conference on Violence in the Health Sector: linking local initiatives with global learning. 1ed.Amsterdan: Publisher Kavanah., 2012, v. , p. 1-.

  • DIAS DA SILVA, C. . Mediação cultural entre profissionais da 'ponta': formas de violência e desigualdade no subsistema de saúde indígena brasileiro. In: 6ª Reunião Equatorial de Antropologia, 2019, Salvador. 6ª Reunião Equatorial de Antropologia. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2019. v. 1. p. 99-108.

  • DIAS DA SILVA, C. . As políticas de saúde indígena e a noção de Biolegitimidade em Fassin: diálogos possíveis.. In: 29 Reunião Brasileira de Antropologia, 2014. Anais da 29ª RBA, 2014.

  • DIAS da SILVA, C. . A Humanização do atendimento médico no contexto de implementação de um projeto piloto. In: VI Reunión de Antropología del Mercosur, 2005, Montevideo. Identidad, fragmentación y diversidad. Montevideo: FHCE - Universidad de la República, 2005. p. 248-248.

  • DIAS da SILVA, C. . Viver em primeira pessoa: uma proposta de humanização como técnica corporal. In: 25a Reunião Brasileira de Antropologia, 2006, Goiânia. Livro de Resumos dos trabalhos apresentados na 25a Reunião Brasileira de Antropologia., 2006. v. 1.

  • DIAS da SILVA, C. . Quando o algoz vira vítima: práticas narrativas de jornais em contextos de violência. In: XXVIII Encontro Anual da ANPOCS, 2004, Caxambu. XXVIII Encontro da ANPOCS 2004. São Paulo: Lis gráfica e editora LTDA, 2004. v. 1. p. 88-89.

  • DIAS da SILVA, C. . Análise dos discursos sobre violência no caso do seqüestro do 174. In: 11a Semana de Iniciação Científica, 2002, Rio de Janeiro. 11a Semana de Iniciação Científica - Livro de resumos. Rio de Janeiro: Armazém das Letras, 2002. p. 15-681.

  • DIAS da SILVA, C. . As trocas de presentes entre casais: um estudo de caso sobre gênero e dádiva. In: 10a Semana de Iniciação Científica, 2001, Rio de Janeiro. 10a Semana de Iniciação Científica - livro de resumos. Rio de janeiro: Armazém das Letras, 2001. p. 15-738.

  • DIAS DA SILVA, C. . Por uma corporalidade da escrita e do fazer etnográfico: a construção da subjetividade em terapias holísticas. ACENO - REVISTA DE ANTROPOLOGIA DO CENTRO-OESTE , 2023.

  • TEIXEIRA, C. C. ; DIAS DA SILVA, C. ; VALLE, C. G. O. ; LIMA, A. C. S. . Mesa Redonda Antropologia das práticas de poder: novas e velhas assimetrias no Brasil democrático. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS DA SILVA, C. . Etnografia em antropologia da saúde: escuta participante e a noção de imponderável revisitada. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS, Cristina. ; CADILHE, A. ; SANTOS, J. A. . Gênero, saúde e corporalidades. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • DIAS, Cristina. . Simpósio Etnografia das Instituições - Questões de Antropologia e participação em um projeto de saúde. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS DA SILVA, C. ; SANTOS, R. B. . Mesa Redonda - Diálogos interdisciplinares sobre gênero, corpo e emoção. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • LIMA, A. C. S. ; TEIXEIRA, C. C. ; DIAS DA SILVA, C. ; NAVALLO, L. . Mesa Redonda - Antropologia das práticas de poder. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • DIAS DA SILVA, C. . O Trabalho de campo e a etnografia: perspectivas atuais da teoria antropológica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • DIAS DA SILVA, C. . As políticas de saúde indígena e a noção de Biolegitimidade em Fassin: diálogos possíveis. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DIAS DA SILVA, C. . Notas etnográficas sobre a desconfiança e a solidão na aldeia: relatos de profissionais de saúde no Alto Tapajós (PA), Brasil.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS DA SILVA, C. . A política de saúde indígena brasileira: entre o cuidar e a tutela. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS da SILVA, C. . Viver em primeira pessoa: uma proposta de humanização como técnica corporal. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS da SILVA, C. . A humanização do antendimento médico no contexto de implementação de um pojeto piloto. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS da SILVA, C. . Quando o algoz vira vítima: práticas narrativas de jornais em contextos de violência. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS da SILVA, C. . Análise dos discursos sobre violência no caso do sequestro do 174. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DIAS da SILVA, C. . A troca de presentes entre casais: um estudo de caso sobre gênero e dádiva. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • Teixeira Carla C. ; DIAS DA SILVA, C. ; CASTILHO, S. . Dossiê Antropologia das instituições e das práticas de poder: etnografia, política e bases sociais do conhecimento. Niteroi: UFF, 2023 (Organização de (Dossiê) coletânea de artigos).

  • DIAS DA SILVA, C. ; CARVALHO, M. . Dossiê Saúde, corpos e saberes. Juiz de Fora: UFJF, 2020 (Organização de (Dossiê) coletânea de artigos).

  • DIAS DA SILVA, C. ; CARVALHO, M. . Dossiê Saúde corpos e saberes. Juiz de Fora, 2020. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

  • DIAS DA SILVA, C. ; GUIMARAES, S. M. F. . Antropologia e saúde. Diálogos indisciplinados. Juiz de Fora, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

Outras produções

DIAS DA SILVA, C. . Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica da Universidade Federal de Roraima,. 2023.

DIAS DA SILVA, C. . Comissão avaliadora de trabalhos científicos do 9 Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde. 2023.

DIAS DA SILVA, C. . Avaliador pôsteres VI edição do Prêmio Lévi-Strauss. 2016.

DIAS DA SILVA, C. . consultor(a) da Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação da UESC. 2014.

DIAS DA SILVA, C. . Avaliador ad hoc - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica da Universidade Federal de Roraima,. 2023.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Revista Physis (UERJ). 2023.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para revista Ciência e Saúde Coletiva. 2023.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Revista Interethnica. 2023.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Anuário Antropológico. 2023.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). 2022.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Revista eletrônica Pós - Revista Brasiliense de Pós-Graduação em Ciências Sociais. 2022.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para o Anuário Antropológico. 2022.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Interface - Comunicação, saúde, educação.. 2022.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para ILHA. Revista de Antropologia (UFSC). 2022.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Vibrant. Virtual Brazilian Anthropology.. 2022.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para a revista Antropolítica (UFF). 2021.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para a revista Sexualidad, salud y sociedad (UERJ). 2021.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para ILHA. Revista de Antropologia (UFSC). 2020.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Revista Interseções (UERJ). 2019.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Áltera - Revista de Antropologia (UFPB). 2019.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Revista Trabalho, Educação e Saúde (Fiocruz). 2018.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Revista Anuário Antropológico (UNB). 2017.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Cadernos de Saúde Pública (Fiocruz). 2017.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para Cadernos de Saúde Pública (Fiocruz). 2016.

DIAS DA SILVA, C. . Parecer para CSOnline (UFJF). 2013.

DIAS DA SILVA, C. . Mesa de debates. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

DIAS DA SILVA, C. ; Pereira, M. L. C. ; CHAVES, L. L. ; MORAIS, J. A. ; SANTOS, B. M. ; DIAS, A. C. ; BERNARDO, C. ; SA, G. S. R. . LAPS - Laboratório de pesquisas antropológicas em Política e Saúde. 2020; Tema: Laboratório de pesquisas antropológicas em Política e Saúde. (Site).

Teixeira Carla C. ; Bernardes, Ricardo. ; Aquere, André Luiz. ; DIAS da SILVA, C. ; Dalla Costa, Julia ; Palhares, Mara. ; Abdalla, Flávio ; Paschoali, Felipe. ; Borges, Matheus. . Usos e Percepções da água na Universidade de Brasília. 2007. (Relatório de pesquisa).

DIAS DA SILVA, C. . Percursos da saúde indígena no alto rio Tapajós. 2017. Fotografia.

DIAS DA SILVA, C. . Mostra coletiva de fotografia etnográfica 'EE ECHAEY'. 2017. Fotografia.

Projetos de pesquisa

  • 2023 - Atual

    Literatura antropológica em saúde coletiva no Brasil e na América Latina, Descrição: O campo de estudos da antropologia da saúde no Brasil tem se constituído através de várias iniciativas de diálogo com outros campos disciplinares (SEVALHO E CASTIEL, 1998; GRIMBERG, 1998; CANESQUI, 2003), tendo em vista que os trabalhos de campo e respectivas etnografias se constroem no reconhecimento de tais diálogos e embates. Na relação específica com a saúde coletiva há um espaço de trocas e debates formado tanto em um trânsito institucional (Programas de Pós-Graduação em saúde coletiva e em antropologia compartilham especialistas) quanto acadêmico (agendas de pesquisa, abordagens teórico-metodológicas e problemas conceituais). No Brasil, este diálogo entre Antropologia e Saúde coletiva (RUSSO E CARRARA, 2015) tem sido crucial para as análises realizadas sobre temasrelevantes da pesquisa nacional: a produção de conhecimento em saúde, as relações de poderinstitucionalizadas entre profissionais de saúde e pacientes, as práticas alternativas e complementares em saúde, as políticas de saúde voltadas para populações específicas (crianças, mulheres, idosos, povos indígenas, quilombolas). Um dos conceitos mais relevantes para esta literatura antropológica é a própria noção de saúde coletiva, apropriada de formas nem sempre iguais entre os pesquisadores. Por tal razão, nos parece ser este um conceito chave a ser aprofundado para compreender como no Brasil quanto em outros países da América Latina o conceito tem influenciado o debate antropológico sobre o processo saúde-doença. O projeto tem como primeiro objetivo realizar um levantamento e sistematização em bancos de dados sobre saúde coletiva na literatura antropológica, considerando o período entre 1992 e 2022. O segundo objetivo é a problematização do termo, verificando o contexto de sua citação, a forma como é enunciado, em relação a quais problemas de pesquisa o termo é elencado e quais são os sentidos conferidos a ele.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador / Lorena Alves de Medeiros - Integrante / Tayná Cristina de Lana - Integrante.

  • 2022 - Atual

    Antropologia da saúde: perspectivas na pós-pandemia, Descrição: Este projeto de pesquisa é vinculado à linha de pesquisa Cultura, Produções Simbólicas e Processos Sociais, do PPGCSO/UFJF. Tem como objetivo analisar as percepções e perspectivas de certo conjunto de atores sociais considerados centrais às experiências da pandemia de Covid-19 no Brasil, quais sejam, profissionais da saúde, profissionais da educação, assim como vítimas e/ou familiares de vítimas da doença. Para isso, considerar-se-á alguns processos que tomaram lugar nos espaços públicos a respeito da percepção de risco e da relação entre individual e coletivo. O Brasil, como um dos países mais afetados, se tornou epicentro de um debate sobre os limites e possibilidades de cooperação e solidariedade como estratégias de enfrentamento coletivo. Por outro lado, referências sobre a relação entre saúde pública e desigualdade social de longo prazo ensejaram múltiplas críticas à noção abstrata de coletividade. A ideia de uma linha de frente se tornou naturalizada logo após os primeiros dias de pandemia confirmada. Ao longo dos meses, tal noção foi se tornando problemática, na medida em que a linha de frente foi se expandindo na direção de outras categorias profissionais para além do campo da saúde. Nesse sentido, os variados discursos sobre sociedade, indivíduo e coletividade ganharam relevo nos discursos públicos e nas redes sociais. O objetivo desta pesquisa é, através de entrevistas em profundidade com os atores sociais acima citados sujeitos considerados centrais à experiência de gestão do cotidiano da pandemia apresentar distintos modos de compreensão da pandemia, tomada como um evento crítico, isto é, todo aquele evento capaz de reconstruir significados fundamentais da vida de um grupo ou sociedade. A experiência do sofrimento, em um contexto crítico, é tanto de ordem direta como indireta, e se une a múltiplos fatores, para além do evento mórbido em si mesmo: sofremos como indivíduos e como coletividade e, por este processo, reorganizamos formas de pensar e sentir. Assim, propomos realizar um exercício reflexivo de caráter antropológico no qual múltiplos significados da pandemia possam ser considerados, apontando importantes conexões de sentido entre público e privado, entre sujeito e cultura. Como Lutz e White (1986) bem indicaram, as emoções que constituem as narrativas dos sujeitos não apontam apenas para um certo interior inescrutável, mas se articulam aos processos sociais mais abrangentes, pois os sentidos que elas possuem (dor, alegria, raiva, etc.) não podem ser compreendidos à revelia da conexão com os discursos socialmente erigidos em certo tempo/espaço. Tal perspectiva inaugurou novos debates sobre a relação sujeito (indivíduo) e cultura (sociedade), afastando a perspectiva funcionalista da sociedade e abrindo a seara de um debate mais qualificado sobre a experiência subjetiva nas Ciências Sociais, na qual a noção de indivíduo é pensada como uma categoria social por excelência, tendo seus modos de construção desvelados pelas investigações antropológicas e interdisciplinares, desde então.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador / Lilian Leite Chaves - Integrante / Izabella Azevedo - Integrante / Diogo Neves Pereira - Integrante / Vitória Kaizer - Integrante / Tayná Cristina de Lana - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Juiz de Fora - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2020 - 2021

    Análise dos conceitos de corpo, dor e sofrimento nas principais obras de Veena Das, Descrição: O presente projeto de pesquisa é uma investigação sobre os conceitos de corpo, dor e sofrimento presentes nas principais obras da influente pesquisadora e antropóloga indiana Veena Das: Critical events (1995), Life and Words (2006) e Affliction (2014). O objetivo é discutir como tais conceitos se transformam ao longo de suas reflexões, que abarcam um extenso trabalho de campo sobre violências cotidianas e institucionais. Se por um lado, em meados dos anos 90, a preocupação central da autora era compor a relação entre silenciamento e o sofrimento social de grandes eventos críticos, como a partição da Índia, em Life and Words já podemos perceber um diálogo expressivo com a filosofia de Wittgenstein em torno de uma linguagem do possível, isto é, a possibilidade de narrar eventos ordinários e aparentemente menores. No terceiro momento, a obra mais recente Affliction, a pesquisadora propõe uma intersecção entre as duas vertentes, isto é, tratar-se-ia de narrar o cotidiano, no caso, o precário atendimento médico nas regiões periféricas de Nova Délhi, enquanto eventos críticos, produzindo uma narrativa antropológica capaz de alinhavar questões habitualmente percebidas como contrastantes. Vale ressaltar, ainda, que a discussão dos conceitos-chave só pode ser feita mediante o reconhecimento do contexto teórico-metodológico a partir do qual as pesquisas de Veena Das se inserem, a saber: a relação entre o pesquisador e as comunidades que estuda; as ações e os efeitos do tempo no trabalho de campo e; novas formas de escuta e narrativa da dor e do sofrimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador / Izabella Azevedo - Integrante / Thais Gonçalves - Integrante.

  • 2019 - 2020

    Entre políticas do corpo: as medicinas alternativas e seus espaços de poder, Descrição: A pesquisa tem como objetivo reunir dados históricos sobre o campo de formação da enfermagem no Brasil e em Portugal, além de uma pesquisa baseada em observação participante sobre as chamadas "medicinas alternativas". O objetivo é correlacionar as atuais tendências discursivas dos terapeutas alternativos com dados históricos importantes, especialmente aqueles relativos ao período de formação do campo profissional da enfermagem nos dois países considerados, entre meados do século XIX e meados do século XX. A hipótese a ser considerada é de que as chamadas medicinas ou terapias alternativas manejam processos históricos de institucionalização pelo próprio mecanismo sociocultural que permite a existência e desenvolvimento das mesmas. A importância do conceito de margem ou de estar à margem seria essencial para a produção destas experiências, tanto na atualidade como em séculos passados. Assim, resta ainda a hipótese de que o campo de formação da enfermagem foi um empreendimento bem sucedido na medida em que logrou institucionalizar o debate sobre o cuidado, conceito que até meados do século XIX era de uso exclusivo da experiência doméstica. Assim, a permanência e atuação das terapias alternativas e seus modos próprios de institucionalização de suas práticas podem mesmo ser um desdobramento da história de institucionalização dos cuidados.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    Laboratório de pesquisas antropológicas em política e saúde, Descrição: O Laboratório de pesquisas antropológicas em Política e Saúde (LAPS/UFJF), coordenado pela Professora Dr Cristina Dias da Silva, reúne pesquisadores no âmbito da graduação, da pós-graduação e docência. Está vinculado à linha de pesquisa Cultura, Produções simbólicas e Processos sociais do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora. Contamos, ainda, com colaborares docentes de outros Departamentos da UFJF e outras instituições como a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, a Universidade Federal do Piauí e a Universidade Federal de Roraima. O Laboratório tem como objetivo incentivar, orientar e desenvolver pesquisas em antropologia do corpo, antropologia da saúde, antropologia da política. São bem-vindos tanto projetos teóricos atrelados a uma destas subáreas, quanto etnografias em instituições de saúde e técnicas governamentais em saúde, debates sobre as chamadas novas técnicas do corpo, medicinas alternativas e/ou populares e seus respectivos espaços de luta simbólica e política, corpo e corporalidades, práticas de saúde e terapêuticas, políticas de saúde consideradas complementares ou alternativas, políticas de saúde específicas, como a política de saúde indígena, entre outras. Ainda, fazem parte deste laboratório projetos que abordam a produção de saberes, seja através de etnografias de instituições escolares, projetos de manejo ambiental, projetos comunitários de saúde, entre outras iniciativas possíveis no campo das políticas governamentais, públicas e sociais. O Laboratório encontra-se registrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPq.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador / Márcia Leila de Castro Pereira - Integrante / Lilian Leite Chaves - Integrante / Izabella Azevedo - Integrante / Thais Gonçalves - Integrante / Diogo Neves Pereira - Integrante / Débora Chrystinna Silva - Integrante / Christian Oliveira Bernardo - Integrante / Gabriel Salgado Ribeiro de Sá - Integrante / Andressa Fedoce - Integrante / Vitória Kaizer - Integrante / Letícia Gréggio - Integrante / Ana Gabriella Jacob - Integrante / William Knust - Integrante / Gilson Gomes - Integrante / Leandro David Wenceslau - Integrante / Elazir Veiga - Integrante / Lorena Alves de Medeiros - Integrante / Tayná Cristina de Lana - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Juiz de Fora - Bolsa., Número de produções C, T & A: 51 / Número de orientações: 3

  • 2015 - 2019

    Políticas do/no corpo: cultura, cidadania e produção de conhecimento, Descrição: Este projeto busca reunir dois eixos de reflexão na Antropologia, com base em revisão bibliográfica e comparação de temas na produção bibliográfica da última década em duas de suas subáreas. Trabalho com a hipótese de que a antropologia da saúde e a antropologia da política, desenvolvidas como grandes linhas de pesquisa independentes no Brasil, produzem um debate convergente a ser investigado, que reúne elementos de uma teoria antropológica de inspiração francesa, focada em alguns temas caros para ambos os campos de produção intelectual: as políticas do corpo e seus regimes de poder; as inscrições sociais nos corpos por processos civilizadores; as políticas de saúde contemporâneas e as categorias de autoridade que emanam dos contextos de saúde pública e da rede de atores sociais envolvidos na prestação de serviços; estes últimos entendidos como direitos fundamentais dos cidadãos, tais como as políticas do Sistema Único de Saúde. Com anseios a mapear os contextos políticos que produzem ? dentre uma diversidade de etnografias nacionais ? corpos, práticas corporais e táticas disciplinares, o projeto se propõe a pensar as políticas de saúde sob a luz da teoria do biopoder e seus desdobramentos possíveis na produção acadêmica atual brasileira.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador / Caroline Mendonça - Integrante / Arthur Costa Dias - Integrante / Christian Bernardo - Integrante / Bruna Motta - Integrante / Maria Carolina Aguiar Gomes - Integrante / Nathália Caroline Dias - Integrante.

  • 2014 - 2016

    Polo Institucional de Fortalecimento da Gestão Participativa do SUS, Descrição: O Projeto mescla pesquisa e extensão, resultado de uma parceria entre a UFJF, através da Escola de Governo e Cidadania, e o Ministério da Saúde. O objetivo central do projeto é promover o fortalecimento das políticas de gestão participativa no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) mediante a geração de conhecimentos e informações sobre a estrutura da participação social no âmbito do SUS, a capacitação e a mobilização dos agentes públicos e sociais que atuam nas áreas da saúde com ênfase especial sobre as populações em condições de vulnerabilidade e iniquidade. Os objetivos específicos são: (1) Produzir conhecimento e sistematizar informações sobre a estrutura da participação social no âmbito do SUS nos municípios abrangidos pelo projeto. (2) Promover a capacitação de agentes públicos e sociais dos municípios com foco nas populações em condições de vulnerabilidade e iniquidade. (3) Fomentar a mobilização e a articulação social em torno das políticas públicas de participação e controle do SUS. (4) Contribuir para a geração e a disseminação de novas tecnologias e experiências bem sucedidas de participação e controle social.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Integrante / Marta Mendes da Rocha - Coordenador / Leonardo Carneiro - Integrante / Hugo Quintella - Integrante / Célia Arribas - Integrante / Luana Lazzeri Arantes - Integrante / Astrid Sarmento - Integrante / Raquel Gonçalves - Integrante.

  • 2013 - 2015

    Antropologia e saúde: práticas políticas e representações sociais do corpo e da vida, Descrição: O objetivo do projeto é empreender ? com base nas reflexões teóricas que conformam o campo da antropologia da saúde no Brasil (Minayo 2005, Canesqui, 2008; Langdon, Fóller & Maluf, 2011; Leibing, 2012) ? uma linha de investigação em torno das práticas e representações sociais sobre o corpo doente no mundo contemporâneo. Desde Foucault (2000, 2004), boa parte do debate sobre o processo saúde/doença tem sido feito no marco do conceito de Biopoder, entendido como um poder que se exerce sobre a vida. Na esteira dos processos contemporâneos de atribuição de valor ao corpo doente como foco das políticas de direitos humanos, podemos destacar um crescente deslocamento de legitimidade política do corpo saudável (caso dos asilados políticos no mundo) para a do corpo doente para o qual não se consegue obter tratamentos em território nacional (Fassin, 2012 ). A este deslocamento conceitual Fassin dá o nome de biolegitimidade ? a construção de um poder da vida, tendo na existência física um domínio sagrado e naturalizado da vida em sociedade. Este questionamento geral e mais profundo sobre o quadro sinóptico atual da antropologia da saúde atualizam questões teóricas pensada por antropólogos brasileiros desde meados da década de 1980, a exemplo de Dias Duarte (1986). Tratar-se-ia de compreender o corpo como experiência do sujeito, isto é, como expressão de uma ordem de valores (ethos) e como veículo de signos políticos e como expressão de uma hierarquia de poderes visualizada na corrente do processo civilizador (Elias,1990).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador / Jacqueline Dias da Silva - Integrante / Caroline Mendonça - Integrante / Ana Cala Alves de Oliveira - Integrante / Daniele de Almeida Pires - Integrante / Arthur Costa Dias - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Juiz de Fora - Bolsa., Número de produções C, T & A: 5

  • 2012 - 2013

    Concepções e práticas em saúde: uma abordagem antropológica da higiene, do cuidado e da saúde pública em contexto indígena no Brasil, Descrição: Esse projeto tem como objetivo ampliar o escopo das atividades de pesquisa sobre a interface entre o campo da enfermagem e a política de saúde indígena a fim de investigar o cotidiano da assistência nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas no Brasil. O projeto se dedica a refletir sobre as ações em saúde indígena a partir de três aspectos simultâneos: 1) o saneamento como objeto de consumo privilegiado do "agir civilizado" em nossa sociedade; 2) as teorias do cuidado na enfermagem e sua relação com a assistência básica em saúde e 3) as práticas de higiene/saneamento como síntese do engendramento entre autoridade sanitária e poder tutelar na construção da política de saúde indígena brasileira. Preocupa-nos especialmente a forma como a discussão da prevenção em saúde aparece dissociada de uma dimensão de poder, seja porque sublimada pela lógica do risco epidemiológico, pela lógica da desautorização do outro (tutela indígena) ou, ainda, seja porque este tipo de autoridade (higienista) não é interpretada como forma de poder, pois tratar-se-iam de relações de cuidado. Tal interpretação projeta uma oposição entre dicotomia cuidar e administrar (entre relações de cuidado e relações de poder) que se constitui como um idioma próprio às ações dos profissionais na saúde pública e, por conseguinte, na saúde indígena. Por essa razão, consideramos que o estudo da lógica constitutiva das ações no campo da enfermagem (e sua importância ímpar na saúde pública) é também um estudo do processo de formação e transformação das práticas de saúde em contexto indígena e uma via de acesso privilegiada para compreender os conflitos e impasses na produção de uma política de saúde culturalmente diferenciada.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador / Saulo Vinicius de Paula - Integrante., Número de produções C, T & A: 2

  • 2012 - 2013

    Autoridade higienista, cotidiano e poder tutelar: a saúde indígena em perspectiva, Descrição: As ações de saneamento podem ser consideradas fundamentais dentro de uma concepção de saúde que se reatualiza de forma complexa desde a conferência de Alma-Ata, em 1978. O objetivo geral do projeto é refletir sobre o manejo político da diversidade cultural no contexto da saúde indígena brasileira, desde a constituição dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas e da nova Política de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas. O foco de investigação repousa nas relações entre profissionais de saúde e povos indígenas no âmbito de uma política de saúde organização em Distritos Sanitários, mas pautada por um modelo de atenção culturalmente diferenciado. Assim, a pergunta que orienta a construção do problema de pesquisa é saber qual especifidade está sendo atribuída aos povos indígenas na apropriação de um conceito explicitamente contextual sobre a saúde (bem-estar físico, mental e social) e que se capilariza - no caso em tela - através de uma política distrital cujo alcance das ações governamentais aparece conjugada a uma estrutura de relações que elabora o protagonismo indígena na forma de participação, de autodeterminação e/ou de controle social. Tendo em vista os elementos diacríticos da relação entre saúde e política, interessa-nos a inserção política da diversidade cultural tanto por seu alinhamento histórico com a perspectiva naturalista da epidemiologia como também pela problemática ambiguidade com que a autonomia indígena tem sido vivenciada nesse campo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador / Jacqueline Dias da Silva - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Juiz de Fora - Bolsa., Número de produções C, T & A: 2

  • 2008 - 2010

    Por uma Antropologia Politica da Saúde, Descrição: As pesquisas desenvolvidas no âmbito das representações e práticas em saneamento e saúde no último período do projeto "Honra, decoro parlamentar e eleições" foram decisivas para a definição do campo específico da saúde como prioridade. A nova etapa de investigação que proponho neste projeto busca articular duas linhas de pesquisa que, dispersas no projeto anterior, podem agora ganhar maior densidade. Trata-se de dar continuidade às reflexões sobre a diversidade de interações que, de uma perspectiva etnográfica, são consideradas políticas com o duplo objetivo de (i) compreender a singularidade dos universos etnográficos investigados e (ii) explorar os limites e possibilidades das elaborações teóricas sobre a política disponíveis nas ciências sociais. Mas ao mesmo tempo dá-se prioridade à investigação sobre as conexões entre a ordem sócio-cultural e a biológica, a partir das políticas públicas em ação e do tipos específicos de poder que geram. Ao fazê-lo, busca-se esboçar as fronteiras, tempos, atores e procedimentos de um espaço político da saúde (inspirado em Didier Fassin), de modo a compreender o modo pelo qual os poderes bio-médicos e tecnológicos configuram e são configurados por desigualdades sociais, econômicas e políticas e, assim, logram ou não atualizar uma certa inscrição social nos corpos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Integrante / Carla Costa Teixeira - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 2

  • 2006 - 2010

    Cotidiano, saúde e política: uma etnografia das equipes multidisciplinares de saúde indígena, Descrição: Esse projeto de pesquisa, iniciado por ocasião do curso de doutorado, se propõe a refletir sobre as práticas de saúde realizadas pelas Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena. O projeto pretender aprofundar a discussão sobre a política de saúde indígena a partir de investigações sobre a lógica da prática dos profissionais de saúde, tomando como referência as relações de poder engendradas nas configurações culturais de assistência à saúde. A abordagem teórica esmiuça aspectos pertinentes a uma Antropologia da Política e da Saúde, como as noções de poder, hierarquia, cotidiano, corpo e doença.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2006 - 2008

    Usos e Percepções da Água na Universidade de Brasília, Descrição: Este projeto tem como objetivo geral mapear comportamentos e atitudes envolvendo a água no campus, visando a contribuir para a reestruturação da gestão da água em curso na Universidade de Brasília. Contudo, insere-se na abordagem analítica que busca estabelecer vínculos e conexões entre as diversas dimensões da vida cotidiana, bem como entre distintas disciplinas que abordam a água, com destaque para a Antropologia e a Engenharia Civil e Ambiental. Desta perspectiva, a investigação sobre a água, embora esteja sendo realizada sob o ângulo das práticas de utilização da água em diferentes espaços do campus universitário, mantém-se no horizonte abrangente da compreensão deste fenômeno que é, ao mesmo tempo, físico, social, político, econômico e cultural.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Integrante / André Luiz Aquere de Cerqueira e Souza - Integrante / Carla Costa Teixeira - Coordenador / Ricardo Bernardes - Integrante / Julia Dalla Costa - Integrante / Mara Palhares - Integrante / Felipe Paschoali - Integrante / Flávio Abdalla - Integrante / Matheus Borges - Integrante., Financiador(es): Universidade de Brasília - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2002 - 2003

    Mural da Dor: movimentos sociais, religião e política no Rio de Janeiro, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Integrante / Patricia Birman - Coordenador., Número de produções C, T & A: 1

  • 2001 - 2002

    Quando religião e política se entrelaçam: análise de alguns casos recentes no Brasil e na França, Descrição: Principais objetivos do projeto original: 1 Compreender o lugar diferencial do "religioso" nas sociedades brasileira e francesa. 2 Compreender o quadro conceitual e analítico desenvolvido em ambas as sociedades em função das diferenças relativas à noção do religioso. Aprofundar o conhecimento teórico e conceitual sobre o campo religioso na França e no Brasil. 3 Analisar de que formas, na situação atual, quais questões conceituais, políticas e religiosas este entrelaçamento tem produzido em relação a alguns casos específicos em ambas as sociedades. 4 Analisar no Brasil como certos grupos religiosos se fazem presentes no espaço público, notadamente os grupos pentecostais. Na França, buscar compreender como o "religioso minoritário" é posto em questão e se transforma numa questão política relevante. Valorizar os instrumentos analíticos que permitam fazer destes "casos" um meio de desconstrução teórica das categorias nativas de cada uma destas sociedades, recuperando os dados históricos necessários para pensar a constituição destas diferenças.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Integrante / Patricia Birman - Coordenador., Financiador(es): Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

  • 2000 - 2001

    O ato de presentear: Comunicação, Cultura e Interação, Descrição: Teoria da Dádiva, Marcel Mauss. Abordagem interacionista.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Cristina Dias da Silva - Integrante / Maria Claudia Pereira Coelho - Coordenador., Financiador(es): Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

Prêmios

2017

Prêmio Lévi-Strauss (Orientadora), Associação Brasileira de Antropologia.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Juiz de Fora, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Ciências Sociais. , Rua José Lourenço Kelmer, S/N., São Pedro, 36036330 - Juiz de Fora, MG - Brasil, Telefone: (32) 21023101

Experiência profissional

2019 - 2020

INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS - ICS - UNIVERSIDADE DE LISBOA

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante

2012 - Atual

Universidade Federal de Juiz de Fora

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Associada 2, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 12/2021

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Editora UFJF.,Cargo ou função, Membra do Conselho Editorial.

  • 02/2021

    Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Ciências Humanas, Instituto de Ciências Humanas.,Atividade realizada, Editora da Revista Teoria e Cultura - Publicação Semestral do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UFJF.

  • 08/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Ciências Humanas.,Linhas de pesquisa

  • 08/2023 - 12/2023

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Etnografias em saúde: perspectivas sobre corpo, poder e estado

  • 08/2023 - 12/2023

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Projeto de Bacharelado

  • 03/2023 - 07/2023

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Antropológicas Contemporâneas

  • 03/2023 - 07/2023

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Leituras Etnográficas

  • 09/2022 - 01/2023

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Instrumentos para Licenciatura II

  • 09/2022 - 01/2023

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos especiais em Antropologia - Antropologia do corpo e da saúde

  • 04/2022 - 08/2022

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Método etnográfico

  • 04/2022 - 08/2022

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Antropológicas Contemporâneas

  • 10/2021 - 03/2022

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Antropológica

  • 10/2021 - 03/2022

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Leituras etnográficas

  • 05/2021 - 09/2021

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Método Etnográfico

  • 05/2021 - 09/2021

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Leituras históricas e etnográficas em saúde pública na América Latina

  • 12/2020 - 03/2021

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Antropológicas II

  • 12/2020 - 03/2021

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia do corpo e da saúde

  • 09/2020 - 11/2020

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia da Saúde

  • 09/2020 - 11/2020

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estudos Culturais

  • 03/2019 - 07/2019

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estudos Culturais

  • 03/2019 - 07/2019

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos especiais em antropologia contemporânea

  • 08/2018 - 12/2018

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Antropológicas II

  • 08/2018 - 12/2018

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Saúde, corpo e pessoa.

  • 03/2018 - 07/2018

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos em Antropologia Contemporânea

  • 03/2018 - 07/2018

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia do corpo e da saúde

  • 08/2017 - 12/2017

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Antropológicas I

  • 08/2017 - 12/2017

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminários de Pesquisa

  • 10/2014 - 10/2017

    Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas.,Cargo ou função, Vice-Coordenadora do curso de Ciências Sociais.

  • 03/2017 - 07/2017

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Leituras contemporâneas de antropologia: políticas do conhecimento

  • 03/2017 - 07/2017

    Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia brasileira

  • 08/2016 - 01/2017

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estudos Culturais

  • 08/2016 - 12/2016

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos de pesquisa

  • 04/2016 - 08/2016

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia Brasileira

  • 04/2016 - 08/2016

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Temas gerais de Antropologia - O corpo na teoria antropológica e nas etnografias da saúde e da política

  • 08/2015 - 02/2016

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia da política

  • 03/2015 - 07/2015

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Leituras Etnográficas

  • 03/2015 - 07/2015

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologias Contemporâneas

  • 08/2014 - 12/2014

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Conhecimento, corpo e poder

  • 08/2014 - 12/2014

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Antropológica II

  • 03/2014 - 07/2014

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia do corpo e da saúde

  • 03/2014 - 07/2014

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Método Etnográfico

  • 10/2013 - 02/2014

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologias Contemporâneas

  • 10/2013 - 02/2014

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Antropológica I

  • 05/2013 - 10/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Antropológica I

  • 05/2013 - 09/2013

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Leituras Etnográficas

  • 11/2012 - 04/2013

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estudos Culturais

  • 11/2012 - 04/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia VIII - Alteridade e Poder

  • 03/2012 - 10/2012

    Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estudos Culturais

  • 03/2012 - 10/2012

    Ensino, Psicologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia: Indivíduo e cultura

2011 - 2020

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: pesquisadora colaboradora

Outras informações:
Co-líder, junto com a Profa Carla Teixeira do Grupo de Pesquisa Antropologia Política da Saúde no âmbito do CNPq.

2006 - 2010

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: bolsista do CNPq, Enquadramento Funcional: doutorando, Regime: Dedicação exclusiva.

2004 - 2006

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: bolsista do CNPq, Enquadramento Funcional: mestrando, Regime: Dedicação exclusiva.

2001 - 2002

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: aluno de graduação, Enquadramento Funcional: bolsista PiBiC/UERJ, Carga horária: 0

2000 - 2001

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: aluno de graduação, Enquadramento Funcional: bolsista PIBIC/UERJ

2011 - 2011

Centro Universitário Estácio Brasília, Estácio Brasília

Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: professora titular, Carga horária: 12

Atividades

  • 03/2011 - 08/2011

    Ensino, Direito, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia, Bioética e Biodireito

  • 03/2011 - 08/2011

    Ensino, Administração, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estudos Antropológicos