Fernanda Kalianny Martins Sousa

Doutoranda em Ciências Sociais na Universidade Estadual de Campinas, mestra em Antropologia Social e bacharela/licenciada em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Integra como pesquisadora o Núcleo de Estudos sobre Marcadores Sociais da Diferença (NUMAS/USP) e o Núcleo de Estudos de Gênero Pagu (Unicamp). Desenvolve pesquisas sobre gênero, raça, sexualidade e violência. É biógrafa da deputada e sambista Leci Brandão. Atua como educadora na rede básica de ensino, produz materiais didáticos para ensino à distância e para adolescentes. Já atuou como consultora educacional para organizações como Projeto Guri, Plan International e Unicef. E-mail: fernandakmsousa@gmail.com

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Ciências Sociais

2017 - Atual

Universidade Estadual de Campinas
Título: "Existe dos dois lados": gênero, violência e produção de moralidades em narrativas sobre relacionamentos abusivos,
Regina Facchini. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Gênero; Violência; Internet; Feminismos.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: ANTROPOLOGIA E GÊNERO.

Mestrado em Antropologia Social

2014 - 2016

Faculdade de Filosofia Letras e Ciencias Humanas
Título: A filha da Dona Lecy: estudo da trajetória de Leci Brandão,Ano de Obtenção: 2016
Heloísa Buarque de Almeida.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Palavras-chave: Raça; Gênero; Trajetória; Samba; Geração.Grande área: Ciências Humanas

Graduação em Ciências Sociais

2009 - 2013

Universidade de São Paulo
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2005 - 2007

Escola Estadual Ministro Costa Manso

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Corpo-concreto: relações entre cidade, gênero e sexualidade. (Carga horária: 18h). , Centro de pesquisa e formaação SESC São Paulo, SESC, Brasil.

2016 - 2016

Gênero e poder: reconstruindo a comunicação. (Carga horária: 5h). , Prefeitura Municipal de São Paulo, PMSP, Brasil.

2014 - 2014

Programa de Aperfeiçoamento de Ensino. (Carga horária: 64h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2013 - 2013

Extensão universitária em Introdução aos estudos identitários. (Carga horária: 20h). , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, FFLCH, Brasil.

2011 - 2011

Extensão universitária em Paradoxos do desenvolvimento urbano. (Carga horária: 5h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: ANTROPOLOGIA E GÊNERO.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

IV Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional/ VII Encontro Nacional O Insólito como questão na narrativa ficcional/ XVI Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional. Corpos que rastejam: reflexões acerca de monstruosidades, gênero e saberes. 2018. (Congresso).

Jornadas de Antropologia John Monteiro.Reflexões sobre desafios e transformações na antropologia sob a perspectiva de uma antropóloga negra. 2018. (Encontro).

Seminário FESPSP 2018 - Na Encruzilhada da Democracia: Instituições e Informação em Tempo de Mudança?.GT 13: Marcadores sociais da diferença em articulação: gênero, sexualidade, raça, classe, geração e/ou deficiência produzindo desigualdades e negociando diferenças. 2018. (Seminário).

13 Mundo de Mulheres & Fazendo Gênero 11.Produção de moralidades e subjetividade em narrativas sobre relacionamentos abusivos. 2017. (Seminário).

Seminário FESPSP 2017 - As incertezas do trabalho.Narrativas sobre relacionamentos abusivos e mudança de sensibilidades. 2017. (Seminário).

Seminário Internacional Gênero e Território de Fronteira. 2017. (Seminário).

Visibilidade Lésbica: direitos e políticas públicas - Escola da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.O que é ser lésbica em situação de violência doméstica?. 2017. (Outra).

Workshop "Gênero, sexualidade, movimentos sociais e engajamento político".Sexualidade, produção de moralidades e política em narrativas sobre relacionamentos abusivos. 2017. (Outra).

Diálogos Feministas e a transversalidade de gênero nas políticas públicas.Mulheres trans, lésbicas e bissexuais e a política de reconhecimento. 2016. (Outra).

I Jornada de Antropologia do PPGAS/USP.Comentadora do pôster: Oliveira, Felipe Gabriel de Castro Freire ?Ensinar a arte?: um estudo sobre os cursos de mestre sala e porta-bandeira de São Paulo.. 2016. (Outra).

Palestrante no evento "Feminismos: ciclo de debates de lançamento da VII revista Humanidades em Diálogo".Mesa "Abordagens sobre gênero e raça: a mulher negra na luta feminista". 2016. (Outra).

Diálogos da Cidadania - SESC Itaquera.Palestrante no debate sobre o tema "feminismo jovem". 2015. (Outra).

Sexta do mês.Antropologia & Feminismos. 2015. (Outra).

V REA/ XIV ABANNE. A filha da Dona Leci: estudo da trajetória de Leci Brandão. 2015. (Congresso).

XI RAM - Reunión de Antropología del Mercosur. "Entre o jornalismo musical e o transe: gênero, raça e sexualidade nas canções de Leci Brandão. 2015. (Congresso).

II Congreso Iberolatinoamericano de Psicologia Política. BARBOZA, Renato ; IANNI, A. M. Z. ; ALVES, O. S. F. ; CINTRA, J. P. S; SOUSA, F. K. M. Análisis de la producción científica brasileira sobre el tema AIDS en el campo de las Ciencias Sociales y humanas en salud colectiva. 2014. (Congresso).

III Seminário de Antropologia da UFSCAR.Entre as conexões das marcas sociais da diferença: mulher, negra e lésbica. 2014. (Seminário).

Palestrante no CINECLUBE DRE Penha - Diversidade e gênero.Diversidade e gênero. 2014. (Outra).

Palestrante no evento - Onde estão as mulheres negras na universidade?.Onde estão as mulheres negras na universidade?. 2014. (Outra).

21 SIICUSP - Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo.Um sorriso negro -A mulata nas canções de três sambistas negras: Dona Ivone Lara, Leci Brandão e Teresa Cristina. 2013. (Simpósio).

Programa Estadual DST/AIDS-SP: 30 anos de respostas positivas no enfrentamento da epidemia HIV/AIDS. 2013. (Outra).

Seminário Jovens Negras: temas e dilemas. 2013. (Seminário).

6. I ENUMAS, Encontro do Núcleo de Marcadores Sociais da Diferença. 2012. (Encontro).

VIII Semana de Ciências Sociais da USP ?Saber(es) em questão: as relações entre produção de conhecimento, poder e política?. 2012. (Outra).

. Metodologia para Projeto de Pesquisa em Ciências Sociais. 2011. (Outra).

Ciências da Vida Humana na Cidade de São Paulo. 2011. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Marina Oliveira Viana

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins. "Eu não sou uma gracinha": (re)produção das desigualdades de gênero sob o olhar de um coletivo feminsita escolar. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação Lato Sensu em Infância, educação e desenvolvimento social) - Instituto Superior de Educação de São Paulo.

Aluno: Jaqueline Freitas Pereira de Novaes

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins. "O reino das garotas": experiências educativas para atenção às desigualdades de gênero na infância. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação Lato Sensu em Infância, educação e desenvolvimento social) - Instituto Superior de Educação de São Paulo.

Aluno: Roberta Estellita Cavalcanti Pessôa

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins. A menina superman e o menino bailarino: a produção de diferenças de gênero na educação infantil. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação Lato Sensu em Infância, educação e desenvolvimento social) - Instituto Superior de Educação de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Janaina Damaceno Gomes

ALMEIDA, H. B.; MOUTINHO, L.;DAMACENO, Janaína.. 'A filha da Dona Lecy': estudo da trajetória de Leci Brandão. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

Regina Facchini

FACCHINI, R.; TEIXEIRA, J. M.; ALMEIDA, H. B.; FERREIRA, C. B. C.. "Existe dos dois lados": gênero, violência e produção de moralidades em narrativas sobre relações abusivas. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Heloisa Buarque de Almeida

ALMEIDA, H. B.; MOUTINHO, L.; DAMACENO, J.. A filha de dona Lecy: estudo da trajetória de Leci Brandão. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

Heloisa Buarque de Almeida

FERREIRA, C. B.;ALMEIDA, Heloisa B.; FACCHINI, R.; TEIXEIRA, J. M.. ?Existe dos dois lados?: gênero, violência e produção de moralidades em narrativas sobre relações abusivas. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Carolina Branco de Castro Ferreira

Teixeira, Jacqueline Moraes; ALMEIDA, Heloísa Buarque;FERREIRA, Carolina Branco de Castro. "Existe dos dois lados: gênero, violência e produção de moralidades. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Jacqueline Moraes Teixeira

MORAES TEIXEIRA, Jacqueline; ALMEIDA, H. B.; BRANCO, C.. ?Existe dos dois lados?: gênero, violência e produção de moralidades em narrativas sobre relações abusivas. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Laura Moutinho

Almeida, Heloisa;MOUTINHO, Laura; DAMASCENO, J.. A filha da Dona Lecy: estudo da trajetória de Leci Brandão. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social) - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Renato Barboza

Temas Emergentes em Ciências Sociais e Saúde: DST/AIDS e Terceiro Setor; 2014; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - Instituto de Saúde - SES/SP, Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo; Orientador: Renato Barboza;

Regina Facchini

"Existe dos dois lados": gênero, violência e produção de moralidades em narrativas sobre relacionamentos abusivos; Início: 2017; Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Heloisa Buarque de Almeida

A filha da Dona Lecy: estudo da trajetória de Leci Brandão; 2014; Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo,; Orientador: Heloisa Buarque de Almeida;

Heloisa Buarque de Almeida

?Um sorriso negro? - A mulata nas canções de três sambistas negras: Dona Ivone Lara, Leci Brandão e Teresa Cristina; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Heloisa Buarque de Almeida;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . 'Nesse meu Brasil todo mundo bate tambor': uma análise do show de 40 anos da carreira artístico-política de Leci Brandão. REVISTA EQUATORIAL - REVISTA DOS ALUNOS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL , v. 3, p. 18, 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Projeto Minhas Escolhas - Plan International/Unicef. 2020.

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Gênero e Feminismo: Retomada Histórica e Debates Contemporâneos - Projeto Guri. 2018.

PUCCINELLI, Bruno ; RIBEIRO, Bruno ; SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; VEIGA, Cilmara ; FERREIRA, Lucas Bulgarelli ; ZANOLI, Vinicius Pedro Correia ; CALAZANS, Gabriela Junqueira . Relatoria da 'Oficina Gênero e Sexualidade - Associação Brasileira de Antropologia'. 2018.

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Parecer Técnico para a Revista Equatorial da UFRN. 2016.

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Podcast Vozes - #14 - Sobre relacionamentos tóxicos. 2019.

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . As contradições do gênero na sociedade. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Pé na Estrada - As Mulheres no Sertanejo Universitário. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Contra o assédio das mulheres lembram: não é não. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; SILVA, Mayana Hellen Nunes . Semelhanças e dessemelhanças: a importância das questões étnico-raciais e de gênero no ambiente escolar. 2019; Tema: Educação, questões étnico-raciais e gênero. (Blog).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; SILVA, Mayana Hellen Nunes . Gênero e relações étnico-raciais na educação de crianças e adolescentes. 2019; Tema: Educação, gênero e relações étnico-raciais. (Blog).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Humanizemos nossos mortos e nossas dores por Marielle e por nós mesmos. 2018. (Rede social).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Sertanejo e sofrência: o que as mulheres estão cantando?. 2017. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . A vida e a luta de Leci Brandão. 2017. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . ?You, me, her?: as nossas relações estão vivas. 2017. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . ?A filha perdida?: mergulhando no interior de uma personagem que é mãe. 2017. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Joaquim, o filme: cinema e a descoisificação de negros. 2017. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . 13 Reasons Why: a naturalização de diferentes tipos de violência na vida escolar. 2017. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Beijei uma garota. E agora, sou lésbica?. 2017. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Expor-se nas redes sociais ou não?. 2017. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . 'Solidão, que poeira leve': conhecer-se e tornar-se uma boa companhia para si mesma. 2016. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Sexo, preliminares e prazer: quais os segredos por trás do orgasmo?. 2016. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . As relações inter-raciais e os cuidados que precisamos ter para vivê-las. 2016. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . O divã e as viagens internas: não há nada de ruim em ir a uma psicóloga. 2016. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Quando a vida se faz de partidas: Como lidar quando podemos ficar?. 2016. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . A cada milágrimas: o poder reconstitutivo do choro. 2015; Tema: Revista direcionada a adolescentes. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . O estatuto da família e as famílias homoafetivas: por que somos vistos como transgressores?. 2015. (Site).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; SILVA, Mayana Hellen Nunes . Gênero e relações étnico-raciais no âmbito da educação de crianças e adolescentes. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Corpos, fronteiras e processos de subjetivação: diálogos entre o movimento negro e os movimentos feministas. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; VENTUROZA, Isabela. . Racismo e processos de subjetivação: leituras a partir do feminismo interseccional. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; VENTUROZA, I. . Minicurso 'Gênero e violência: alguns percursos analíticos'.. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; VENTUROZA, I. . Feminilidades, masculinidades, raça e violência. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; VENTUROZA, I. . Feminismos, Gênero e Violência: Categorias e Abordagens. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Em qual Brasil você vive?. 2018. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Texto para material didático).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins ; RAMOS, Izabela Nalio . Gênero, sexualidade e diversidade sexual: desafios para a escola contemporânea. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUSA, Fernanda Kalianny Martins . Violência contra as mulheres: dos dados estatísticos às estratégias de enfrentamento. 2015. (Debates Feministas).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    ?Existe dos dois lados?: gênero, violência e produção de moralidades em narrativas sobre relações abusivas, Descrição: Este projeto de pesquisa tem como objetivo investigar a produção da categoria relacionamento abusivo, buscando contextualizá-la em um cenário de mudança de sensibilidade em relação ao que pode ser classificado ou não como violência. Tal cenário está relacionado a três fenômenos: a ampliação do alcance dos discursos dos campos feministas, a popularização da internet e a difusão de uma visão de mundo bastante fundamentada em leituras calcadas na psicologia. Somados, estes fenômenos trazem à tona a emergência de novas classificações e/ou categorias que se estabelecem a partir de uma extensa rede que é atravessada por diferentes atores e atrizes sociais, contextos e espaços políticos. Diante disso, na tentativa de unir fragmentos que compõem esta rede, a presente pesquisa se divide em três frentes: 1) o mapeamento do uso desta categoria na internet, entre os anos 2000 e 2019, usando a busca avançada do Google como ferramenta; 2) a observação participante de eventos ocorridos na cidade de São Paulo que tenham como intuito compartilhar experiências e/ou debater sobre relações abusivas; 3) a etnografia do ?Grupo de acolhimento para mulheres?, hospedado no Facebook, no qual ocorre diariamente partilhas de experiência sobre o tema. Por meio da junção desses diferentes elos, pôde-se concluir que a categoria relações abusivas foi e é produzida a partir do atravessamento de diferentes mundos sensíveis que se conectam e atribuem, de acordo com suas experiências, significados dessemelhantes aos relacionamentos abusivos. Desse modo, mediante as narrativas encontradas foi possível pensar quais atores sociais têm autoridade social para utilizar e modelar a categoria; como se dão os processos de elaboração de moralidades e de releituras de experiências; e, por fim, como ocorrem oscilações e deslocamentos entre os polos vítima X agressor ou abusada(o) X abusivo(a) nos discursos produzidas por homens e mulheres em relações hétero e homoafetivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernanda Kalianny Martins Sousa - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2016 - 2016

    Revelando as desigualdades entre desigualdade e violência, Descrição: Durante 2016, a SOF Sempreviva Organização Feminista realizou um estudo com o objetivo de melhor perceber as conexões entre violência e desigualdade no Brasil, a partir das dimensões de gênero, raça e sexualidade. O estudo nasceu de uma proposta feita pela Christian Aid para refletir sobre os mecanismos que articulam essas duas estruturas marcantes no nosso país. Assim o processo de reflexão teve aporte de outras organizações parceiras como o (Movimento dos atingidos por barragens) MAB, o Serviço Anglicano de Diaconia Desenvolvimento (SADD) e a elaboração contou com a contribuição da Comissão Pró-Índio CPI-SP.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernanda Kalianny Martins Sousa - Integrante / Andrea Butto - Coordenador / Fernanda Sucupira - Integrante / Igor Scaramuzzi - Integrante / Miriam Nobre - Integrante.

  • 2014 - 2016

    "A filha da Dona Lecy": estudo da trajetória de Leci Brandão, Descrição: Esta pesquisa debruçou-se sobre a trajetória de Leci Brandão, mulher, negra, de origem humilde, politicamente de esquerda. Ela percorreu um caminho bastante peculiar se comparada aos seus pares. Leci foi a primeira mulher a entrar na Ala de compositores da Mangueira, rompeu contrato com uma gravadora multinacional por ter tido suas músicas lidas como críticas demais, e, posteriormente, se tornou a segunda mulher negra a ser deputada estadual de São Paulo, hoje no segundo mandato. Sua trajetória foi construída, nesta pesquisa, sob a perspectiva dos marcadores sociais da diferença, como raça, gênero, classe social e geração. Para tanto, foram realizadas entrevistas semiestruturadas que ocorreram no decorrer de três anos e a análise de letras de suas composições, falas políticas e material produzido por seu mandato. Pensando-a em comparação com outras pessoas negras que ascenderam socialmente, percebi que Leci não abriu mão de sua origem social, movendo-se de forma contínua do local de origem para locais mais centrais na sociedade, que são ocupados majoritariamente por pessoas de classes sociais diferentes da sua. Foi habitando, portanto, uma espécie de fronteira que Leci estabeleceu-se como uma exceção ou uma figura ímpar.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fernanda Kalianny Martins Sousa - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

  • 2013 - 2017

    A população idosa e as DST/Aids no Brasil: (in)visibilidades da agenda programática e da pesquisa no campo da Saúde Coletiva., Descrição: Trata-se de um estudo quantitativo, do tipo exploratório, desenvolvido com base na análise documental da produção científica apresentada pelas instituições (secretárias de saúde, serviços de saúde, OSC e Universidades) e publicadas nos anais dos Congressos Brasileiros de saúde coletiva e de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, promovidos pela ABRASCO, e pelo Ministério da Saúde no período entre 1995 e 2012. Objetivo geral: analisar a produção científica brasileira sobre o tema idosos e DST/Aids no campo da Saúde Coletiva no período entre 1995 e 2012, com vistas à subsidiar a implementação de políticas e práticas de saúde no Sistema Único de Saúde. Objetivos específicos: 1- Analisar a produção científica sobre o tema DST/Aids e idosos apresentada nos Congressos Brasileiros de Ciências Sociais e Humanas em Saúde da ABRASCO (1995 2011) e nos Congressos Brasileiros de Prevenção às DST/Aids e Hepatites Virais promovidos pelo Ministério da Saúde (2010 2012), segundo a sua inserção no campo da Saúde Coletiva. 2- Identificar e analisar a distribuição geográfica e institucional dos trabalhos selecionados. 3- Descrever e analisar as metodologias adotadas pelas instituições no desenvolvimento dos relatos de experiência e dos projetos de pesquisa voltados aos idosos. 4- Identificar, classificar e analisar os objetos, as práticas de saúde e as tecnologias adotadas pelas instituições na implementação das ações de prevenção primária e secundária às DST/Aids entre os idosos. 5- Analisar cenários e tendências da produção científica sobre o binômio DST/Aids e idosos veiculados nos congressos selecionados no lócus da ABRASCO e do Ministério da Saúde.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernanda Kalianny Martins Sousa - Integrante / Renato Barboza - Coordenador / Conceição Aparecida Santana Silva - Integrante / Bruna Aparecida Gonçalves - Integrante / João Pedro Sholl Cintra - Integrante.

  • 2012 - 2013

    Um sorriso negro -A mulata nas canções de três sambistas negras: Dona Ivone Lara, Leci Brandão e Teresa Cristina, Descrição: Sob orientação da Profª Drª Heloísa Buarque de Almeida e fomento do CNPq, desenvolvi pesquisa de iniciação científica entre julho de 2012 e agosto de 2013. Tomei como ponto de partida o entendimento que o Brasil enquanto nação passou por um processo histórico, no qual, primeiramente elegeu-se a mestiçagem como raiz de todos os problemas e que, mais tarde, com influências de Gilberto Freyre, a mestiçagem passou a ser vista como algo original e que devia ser valorizado. Busquei, assim, relacionar dois símbolos cruciais no projeto de modernização da sociedade brasileira: o samba e a mulata. Como a mulata ? símbolo da mestiçagem ? foi colocada e se colocou no processo que fez do samba a música brasileira mais popular? Para buscar respostas, analisei as letras de canções, assim como as trajetórias de três sambistas e compositoras negras de diferentes gerações: Dona Ivone Lara, Leci Brandão e Teresa Cristina.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernanda Kalianny Martins Sousa - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2011 - Atual

    A Produção Científica dos Temas Emergentes AIDS e Terceiro Setor no Campo das Ciências Sociais e Saúde na ABRASCO, Descrição: Analisar a produção científica sobre os temas emergentes "Aids" e "Terceiro Setor" dos Congressos Brasileiros de Ciências Sociais e Humanas em Saúde da ABRASCO(1995 2011), segundo sua inserção no campo da Saúde Coletiva.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernanda Kalianny Martins Sousa - Integrante / Renato Barboza - Coordenador / Conceição Aparecida Santana Silva - Integrante / Bruna Aparecida Gonçalves - Integrante / João Pedro Sholl Cintra - Integrante / Áurea Maria Zöllner Ianni - Integrante / Olga Sofia Fabergé Alves - Integrante / Ane Talita da Silva Rocha - Integrante / Sabrina Daniela Lopes Viana - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2020 - Atual

Plan International/Unicef

Vínculo: Consultora Educacional, Enquadramento Funcional: Consultora Educacional

Outras informações:
Consultoria prestada para a Plan International/Unicef. Com a finalidade de produção de material didático que tem como tema a desigualdade de gênero. O material foi direcionado para jovens e adolescentes. Além da produção do material didático, foi feita a coordenação técnica de três produtos que estarão relacionados ao material didático: a produção de uma revista, de um jogo de cartas e a realização de uma animação.

2020 - Atual

Colégio Plenitude

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora horista, Carga horária: 6

Outras informações:
Professora de Ensino Fundamental I na disciplina "Politização, ética e cidadania".

2018 - Atual

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Horista, Carga horária: 4

Outras informações:
Elaboração e docência de cursos de extensão, tais como 'Feminilidades, Masculinidades, Raça e Violência" e "Racismos e processos de subjetivação: leituras a partir do feminismo interseccional". - 32 horas.

2019 - Atual

instituto singularidades

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora de cursos de extensão, Carga horária: 4

Outras informações:
Elaboração e docência do curso de extensão "Gênero e relações étnico-raciais no âmbito da educação de crianças e adolescentes". Duração: 36 horas.

2019 - Atual

UNYLEYA EDITORA E CURSOS S/A, Unyleya

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora horista

Outras informações:
Elaboração de conteúdos e tutoria nas disciplinas: "Interseccionalidades e culturas híbridas", "Políticas decoloniais, pós-coloniais e relações étnico-raciais", "Educação e políticas das diferenças" e "Inteligências interpessoais".

2017 - Atual

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Sob fomento do CNPQ - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

2014 - 2016

Universidade de São Paulo

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Sob fomento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

2015 - 2015

Universidade de São Paulo

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio supervisionado em docência, Carga horária: 6

Outras informações:
Estágio em docência na disciplina Antropologia e gênero, sob supervisão da Profª Dra Heloisa Buarque de Almeida, com Bolsa do Programa de Aperfeiçoamento de Ensino (PAE).

2012 - 2013

Universidade de São Paulo

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Realização de pesquisa de Iniciação Científica sob fomento do CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

2016 - 2016

SOF Sempreviva Organização Feminista

Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora

Outras informações:
Desenvolvi para a SOF, em parceria com a Instituição Christian Aid, um estudo de caso sobre as percepções de LGBTs sobre violência . Identificando que os dados estatísticos oficiais sobre o tema são escassos, fiz um estudo exploratório que contou com a realização de um questionário online, tendo os resultados avaliados no SPSS, e a realização de entrevistas com LGBT de diferentes pertencimentos raciais e sociais.

2014 - 2014

SOF Sempreviva Organização Feminista

Vínculo: Prestação de serviços, Enquadramento Funcional: Comunicadora, Carga horária: 20

Outras informações:
Foi feito levantamento de dados sobre violência contra as mulheres e realização de oficina com vítimas de violência, o que resultou na produção de um texto, intitulado: "Violência contra as mulheres: dos dados estatísticos às estratégias de enfrentamento".

2013 - 2014

Instituto de Saúde, ISaúde

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20

Outras informações:
Atividades desenvolvidas: contribuição na definição e aplicação dos instrumentos de coleta de dados, em sua organização e análise; levantamento bibliográfico sobre temas relacionados à saúde, vulnerabilidade, sexualidade, gênero e saúde de idosos. Além de contribuição na produção de materiais resultantes da pesquisa produzida pela equipe.

2010 - 2011

Instituto de Organização Racional do Trabalho

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 30

Outras informações:
Atividades desenvolvidas no Programa Telecentro da Prefeitura da Cidade de São Paulo. Atividades desenvolvidas: mapeamento social da região do bairro da Bela vista, centro de São Paulo; produção de relatórios sobre as atividades desenvolvidas no bairro; criação e aplicação de oficinas para inclusão digital de crianças e adolescentes da região.

2011 - 2012

Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 30

Outras informações:
Atividades desenvolvidas: catalogação de artigos, produção e tradução de resumos, alimentação de banco de dados.