Ivan Risafi de Pontes

Doutor em filosofia pela Universidade Humboldt de Berlin, mestre em filosofia pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg e graduado em filosofia pela USP. Sua tese de doutorado intitulada ?Satyrs Spiel und Silens Weisheit bei Nietzsche? ? ? O jogo satírico e a sabedoria do Sileno em Nietzsche? foi publicada pela editora Königshausen & Neumann da Alemanha. Realiza estudos nas áreas de filosofia moderna e contemporânea, estética e literatura comparada. É Fellow do Kolleg Friedrich Nietzsche da Klassik Stiftung Weimar. Realizou estágio de pós-doutorado (2017) em filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) sob a supervisão do Prof. Dr. Oswaldo Giacoia Junior, tendo sido bolsista da FAPESP. É membro do GT Nietzsche da ANPOF. Desde 2017, é Professor Adjunto no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Pará (UFPA) e professor permanente do Programa de pós-graduação em Filosofia (PPGFIL) da mesma entidade. É líder do grupo de pesquisa, Friedrich Nietzsche Contemporaneidade política e estética (CNPQ). Atualmente, realiza estágio de pós-doutorado na Universidade de São Paulo (USP) sob a supervisão do Prof. Dr. Márcio Suzuki.

Informações coletadas do Lattes em 18/09/2021

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em Filosofia

2007 - 2012

Humboldt Universität zu Berlin
Título: Nietzsche e a sabedoria do Sileno. Uma análise filosófica e estética do Sátiro como Leitfigur no pensamento de Nietzsche
Orientador: Prof. Dr. Renate Reschke
Coorientador: Prof. Dr. Annemarie Pieper.

Mestrado em Filosofia

1997 - 2004

Albert-Ludwigs-Universität Freiburg
Título: Nietzsches Konzeption der Kunst im Ausgang von der Geburt der Tragödie,Ano de Obtenção: 2004
Orientador: Prof. Dr. Hans-Helmuth Gander
Palavras-chave: Filosofia e Estética.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Comparada. Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Lingüística.

Graduação em Filosofia

1991 - 1996

Universidade de São Paulo

Ensino Médio (2º grau)

1985 - 1989

Colégio Equipe

Pós-doutorado

2020

Pós-Doutorado. , Universidade de São Paulo, USP, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas

2016

Pós-Doutorado. , Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas

Formação complementar

2015 - 2015

Extensão universitária em Estética. (Carga horária: 480h). , Kolleg Friedrich Nietzsche, KFN, Alemanha.

2013 - 2013

Extensão universitária em Latim. (Carga horária: 60h). , Humboldt-Universität Zu Berlin, HUB, Alemanha.

2002 - 2003

Extensão universitária em Filosofia. (Carga horária: 64h). , Universität Basel - Universidade da Basiléia (Suiça), UB, Suiça.

1996 - 1997

Extensão universitária em DSH - Deutsche Sprachprüfung für den Hochschulzuga. (Carga horária: 600h). , Albert-Ludwigs-Universität Freiburg, UNI FREIBURG, Alemanha.

1994 - 1996

Extensão universitária em ZDaf. , Instituto Goethe São Paulo, GOETHE, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Italiano

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Alemão

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Latim

Compreende Razoavelmente, Lê Razoavelmente.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras.

Organização de eventos

BARROS, M. ; PONTES, I. R. . Y.O.U./ Tu és a cor que um dia te perguntei. 2018. (Exposição).

CHAVES, E. P. ; PONTES, I. R. ; BAROOS, R. A. . V Colóquio "Nietzsche e a Filosofia". 2017. (Congresso).

Participação em eventos

Kunst Seminar.Nietzsche and the Dionysiac - UNIVERSITY CAMBRIDGE / ÈCOLE NORMALE SUPERIEUR PARIS. 2021. (Seminário).

Ecopolítica, Necropolítica e Resistências em Tempo de Pandemaia. populismo Digital, GovernamentalidadeAlgorítmica e nacional-Ne(cr)oliberalismo. 2020. (Congresso).

IVAN RISAFI DE PONTES.O poder do Riso em Nietzsche. 2019. (Encontro).

IVAN RISAFI DE PONTES.O poder do Riso em Nietzsche. 2019. (Encontro).

La puissance du rire dans la philosophie de Nietzsche.La puissance du rire dans la philosophie de Nietzsche. 2019. (Seminário).

1° Simpósio Nacional Sociologia Crítica da Cidade e do Poder.Acontecimento Político e direito à cidade. 2018. (Simpósio).

Internationaler Kongress der Nietzsche Gesellschaft in Naumburg. Leben als Bogen zwischen Vergessenheit und Gedächtnis: Versprechen bei Nietzsche und Arendt. 2018. (Congresso).

Café Philo.O Sátiro, ambivalência estética e filosófica. 2017. (Encontro).

Diálogos Filosóficos.Nietzsche e o Poder da Digestão. 2017. (Encontro).

II Simpósio Internacional Filosofia e Literatura. República e Recepção..Nietzsche leitor de Platão: corpo, saúde e política,. 2017. (Simpósio).

II Simpósio Internacional Filosofia e Literatura. República e Recepção..Platão e Diderot: uma introdução ao conflito entre arte e moralidade. 2017. (Simpósio).

II Simpósio Internacional Filosofia e Literatura. República e Recepção..A recepção foucaultiana sobre a democracia e parrhesia na República de Platão. 2017. (Simpósio).

V Colóquio Nietzsche e a Filosofia.Nietzsche e Oswald de Andrade: Uma Aproximação. 2017. (Outra).

VII ENPGF UFPA FILOSOFIA E LITERATURA UMA TRANSA.FILOSOFIA E LITERATURA BRASILEIRA. 2017. (Encontro).

Denken in der Polis. Nietzsche in Brasilien: auch eine Comic-Geschichte. 2016. (Congresso).

Der aufrechte Gang im windschiefen Kapitalismus: Sozialkritik und Ethik in der marxistischen Tradition. Kritik des Computers. Der Kapitalismus und die Digitalisierung des Sozialen. 2016. (Congresso).

Der aufrechte Gang im windschiefen Kapitalismus: Sozialkritik und Ethik in der marxistischen Tradition. Marxistische Entfremdungskritik heute ? und was sind ihre positiven (ethischen) Folien?. 2016. (Congresso).

ANPOF. 2014. (Congresso).

VI Congresso Nietzsche na Unicamp (CRiM): Linguagem, Vivência, Comunicação. 2014. (Congresso).

VI ENCONTRO NIETZSCHE-SCHOPENHAUER Filosofia, política e tecnologias da informação. O conceito de Castidade Relativa em Nietzsche. 2014. (Congresso).

Berliner Nietzsche-colloquium. 2013. (Encontro).

Nietzsche-Lektüretage 2013.Götzen-Dämmerung oder Wie man mit dem Hammer philosophiert. 2013. (Simpósio).

Nietzsche und Wagner. Perspektiven ihrer Auseinandersetzung. "Ich nehme den unangenehmsten Fall, den Fall Wagner." Nietzsches Ambivalenz des Künstlers und seine "relative Keuschheit". 2013. (Congresso).

Nietzsche-Workshop. Forum junger Nietzsche Forschung. 2013. (Congresso).

Participação em bancas

Aluno: marco Antonio Correio Bezerra

CHAVES, E. P.;PONTES, I. R.; CANDIOTTO, C.; BAROOS, R. A.. Soberania e Governamentalidade: Foulcault, leitor de Rousseau. 2019.

Aluno: Elias de Nazaré Moraes

CHAVES, E. P.;PONTES, I. R.; YAZBEK, A. C.; BAROOS, R. A.. A noção de poder no curso A vontade de verdade, de Foucault. 2018. Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Antonio Zunija Meija

SOUZA, J. M. R.; KANGUSSU, I. M. G.;PONTES, I. R.. Hacia una reflexion ontologica del Arte moderno Hondureno: una vision desde la filosofia de Arthur C. Danto. 2018. Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Fabricio Coelho de Souza

PONTES, I. R.. A Dimensão Fenomenológica da Linguaguem como Possibilitadora do Ser-aí Historial. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - UFPA.

Aluno: Goeovanne Barreto da Frota

PONTES, I. R.; BAROOS, R. A.; SOUZA JUNIOR, N. J.. A Liberdade como conceito político em A Condição Humana de Hannah Arendt. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Edilson Miranda Junior

CHAVES, E. P.;PONTES, I. R.; LOPES, R. A.. Reflexões do Jovem Nietzsche sobre a Verdade e Linguagem. 2019.

Aluno: marco Antonio Correio Bezerra

CHAVES, E. P.;PONTES, I. R.. Soberania e Governamentalidade: Foulcault, leitor de Rousseau. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Kellimeire Xavier Graja Campos

BAROOS, R. A.;PONTES, I. R.; SOUZA, L. T.. O Estado governamentalizado: uma análise foucaultiana sobre o discurso contemporâneo dos direitos humanos femininos. 2018.

Aluno: Vitor Hugo de Lima Monteiro

Vaz, Celso; VERBICARO, L. P. S. P.;PONTES, I. R.. Hannah Arendt: a obra e a poesia para a permanência do mundo. 2021.

Aluno: Victor Hugo Amaro Moraes de Lima

CHAVES, E. P.; SOUZA, M. R.;PONTES, I. R.. Aufklaerung e Psicologia da Propaganda Facista na 1° Fase da Teoria Crítica: Psicanálise e Filosofia em Theodor Adorno. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Clere Oliveira Moraes

MOLINARI, J.;PONTES, I. R.. "A Cidade do Sol" de Thomas Campanella. A importãncia da Ciência na sociedade perfeita. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: GLEYCE LOPES GONCALVES

MOLINARI, J.;PONTES, I. R.. A Origem e a Natureza dos Afetos no Capítulo III da Ética de. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: MARIA VANUZA DOS SANTOS GOMES

MOLINARI, J.;PONTES, I. R.. Artemísia Gentileschi, o feminismo na pintura renascentista. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Leila do Socorro Cardoso Correio

MOLINARI, J.;PONTES, I. R.. A relação entre a sociedade e a educação na obra Emília de Jean Jacques Rousseau. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Rosenira das Gracas Freitas Marques

MOLINARI, J.;PONTES, I. R.. A filosofia da dança: um encontro de dança e filosofia de Marie Bardet. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: George Lucas da Silva Santos

CHAVES, E. P.;PONTES, I. R.; Miranda, Heraldo Christo. A crítica e a morte de Homem em Michel Foulcault. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Rodrigo Trindade Nascimento

PONTES, I. R.; SOUZA, L. E. R.. Origem e desenvolvimento científico do círculo de Viena. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Marco Antonio Correa Bezerra

CHAVES, E. P.;PONTES, I. R.. Poder soberano e governamentalidade no curso segurança, território, população de Michel Foucault. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará.

SOUZA, J. M. R.;PONTES, I. R.; MOLINARI, J.. Comissão de seleção para o Mestrado do PPGFIL da UFPA. 2018. Universidade Federal do Pará.

BAROOS, R. A.; CHAVES, E.; BRANCO, G. C.;PONTES, I. R.. Biopolítica em Michel Foucault: da individualização do sujeito à governamentalidade da população e sua contemporaneidade. 2018. Universidade Federal do Pará.

Orientou

Paulo da Conceição Monteiro

Música como linguagem no Nascimento da Tragédia de F; N; ; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Ival DE ANDRADE PICANCO NETO

A recepção de Kafka para o pensamento político de Hannah Arendt; Início: 2020; Dissertação (Mestrado profissional em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Milene Dayana Paes Lobato

A POSSIBILIDADE DE SUPERAÇÃO DO MEDO DA MORTE EM ARTHUR SCHOPENHAUER; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Alexandre Portilho dos Santos

O gênio em A; Schopenhauer e a tragédia em o Nascimento da Tragédia de F; Nietzsche; ; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

KELLIMEIRE XAVIER GRANJA CAMPOS

O Estado governamentalizado: uma análise foucaultiana sobre o discurso contemporâneo dos direitos humanos femininos; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Diarlene da Silva Duarte

OS DESAFIOS DA ARTE CONTEMPORÂNEA: UM ESTUDO ACERCA DA DESPOTENCIALIZAÇÃO DO TRÁGICO EM THEODOR ADORNO; Início: 2019; Dissertação (Mestrado profissional em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Robenare Marques Dos Santos Conceição

A Tragédia Grega no Jazz: Os instintos Apolíneo e Dionisíaco presentes na Improvisação Musical; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Alan Barbosa Guimarães

A Dança na filosofia de Nietzsche: "Eu so poderia crer num deus que pudesse dançar; Início: 2020; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Liana da Cunha Figueiredo

A Grande Saúde de Friedrich NIetzsche; Início: 2020; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Roseane Torres de Madeiro

Nacionalismo e Pluralidade no Pensamenteo Político de H; Arendt; Início: 2020; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Jessica Thainá Ribeiro Viana

Rosa Luxemburg, mulher da ação política em Hannah Arendt; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Mileide Gomes Barros

A Crítica da Cultura na Dialética do Esclarecimento; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Carina Serão

A crítica de Nietzsche às instituições de ensino; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Alan Barbosa Guimarães

A Dança na filosofia de Nietzsche: "Eu so poderia crer num deus que pudesse dançar"; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; (Orientador);

Roseane Torres de Madeiro

Nacionalismo e pluralidade: uma interface entre o pensamento político de Hananh Arendt e a psicanálise de Freud; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Jessica Thainá Ribeiro Viana

?HANNAH ARENDT E O ESPAÇO PÚBLICO COMO POSSIBILIDADE DE SE PENSAR A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DAS MULHERES A PARTIR DA FIGURA DE ROSA LUXEMBURGO; 2020; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Camila Kulkamp

AS MULHERES, O NASCIMENTO E A NATALIDADE EM HANNAH ARENDT; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Ival DE ANDRADE PICANCO NETO

Hannah Arendt entre o passado e o futuro: um conto kafkiano; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

PEDRO NETO FERREIRA SILVA

?Da Crueldade e da Piedade: É melhor ser temido ou amado??; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Jacinilzo Rodrigues Costa

?O homem, Lobo do próprio homem??: Homem mal ou atitude Racional??; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

IZAAC PORTILHO ALVES

O leviatã de Thomas Hobbes e o Estado Absolutista Cristão; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Estela Braga Freitas

O conceito de Liberdade no Estado Absolutista Hobbesiano; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

MARIA CILEIA FRANCO CRUZ

Entre Fortuna e Virtú: O amor ao mundo de Maquiavel; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

ANTONIO MARCOS DOS SANTOS DAMASCENO

O Príncipe de Maquiavel: Luta e Equilíbrio entre Virtú e Fortuna; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Rogerio Lima Lopes

Ação Política e Liberdade em Hannah Arendt; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Alan Barbosa Guimarães

A Dança na filosofia de Nietzsche: "Eu so poderia crer num deus que pudesse dançar"; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Jessica Thainá Ribeiro Viana

O legado político de Nietzsche no pensamento de Hannah Arendt; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Carina Serrão Cunha

Arte e Poesia em Nietzsche: Perspectivismo, Filosofia experimental e Instinto; ; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal do Pará, ufpa; Orientador: Ivan Risafi de Pontes;

Foi orientado por

Márcio Suzuki

2020; Universidade de São Paulo,; Márcio Suzuki;

Oswaldo Giacoia Junior

2017; Universidade Estadual de Campinas,; Oswaldo Giacoia Junior;

Produções bibliográficas

  • PONTES, I. R. . Oswald de Andrade: devorador do sátiro nietzschiano. ESTUDOS NIETZSCHE , v. 11, p. 110, 2020.

  • PONTES, I. R. . Nietzsche e a ambivalência do filósofo e do artista: uma necessidade estética de (des) construção do mundo e da vida. Lampejo , v. 1, p. 68-95, 2015.

  • PONTES, I. R. . Durch das Ohr gewonnene Weisheit: Nietzsches Philosophie des Ohrs. Nietzscheforschung Jahrbuch der Nietzschegesellschaft , v. 1, p. 71-91, 2015.

  • PONTES, I. R. . Satyrs Spiel und Silens Weisheit bei Nietzsche. Eine ästhetische und philosophische Untersuchung. 1°. ed. Würzburg: Königshausen & Neumann, 2014. v. 200. 387p .

  • PONTES, I. R. ; ARALDI, C. L. ; VIESENTEINER, J. L. ; VECCHIA, R. B. D. . O Poder do Riso em Nietzsche. Nietzsche - Coleção do XVIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. 1ed.São paulo: Anpof, 2019, v. , p. 1-273.

  • ATTOLINI, R. ; RESCHKE, R. ; HEIT, H. ; GERHARDT, V. ; GEUSS, R. ; BUSS, M. ; PONTES, I. R. . Die Macht der Verdauung als Wille zur Macht: Nietzsches Einverleibung von Wahrheiten und Irrtümern. In: Sarah Bianchi. (Org.). Auf Nietzsches Balkon III Beiträge aus der Villa Silberblick. 1ed.Weimar: Bauhaus Universitaetsverlag, 2018, v. 3, p. 30-45.

  • PONTES, I. R. . O poder da digestão em Nietzsche: como tornar-se o que se come. In: Correia, Adriano (Org.) II. Frezzatti Jr., Wilson (Org.). (Org.). Nietzsche Coleção XVII Encontro ANPOF. 1ed.São Paulo: , 2017, v. 1, p. 306-320.

  • PONTES, I. R. . "Ich nehme den unangenehmsten Fall, den Fall Wagner" Nietzsches Ambivalenz des Künstlers und dessen 'relative Keuschheit'. In: JuttaGeorg, Renate reschke. (Org.). Nietzsche und Wagner Pespektiven ihrer Auseinandersetyung. 1ed.Berlin/Boston: Walter de Gruyter, 2016, v. 1, p. 129-140.

  • PONTES, I. R. . Vontade do nada e vontade da verdade. Uma reflexão sobre o realismo de Nietzsche.. ESTUDOS NIETZSCHE , 2020.

  • PONTES, I. R. . Oswald de Andrade: devorador do sátiro nietzschiano. ESTUDOS NIETZSCHE , 2020.

  • PONTES, I. R. . La puissance du rire dans la philosophie de Nietzsche. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . Rir e Filosofar - A potência de vida dionisíaca em Nietzsche.. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . A Estética do Riso em Nietzsche: da pilhéria à crueldade. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . Hannah Arendt e o Totalitarismo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . Aspectos Políticos e Estéticos da Filosofia do Riso de Nietzsche. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . O ano em que o sol morreu: diálogos entre filosofia e cinema. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . 2° Forum Junger Nietzscheforschung des Kollegs Friedrich Nietzsche der Klassik Stiftung Weimar - 2° Forum de Jovens Pesquisadiores de Nietzsche. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PONTES, I. R. . Mit Nietzsche in Brasilien (Kolleg Friedrich Nietzsche da Klassik Stiftung Weimar) - Com o Nietzsche no Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PONTES, I. R. . 1° Forum Junger Nietzscheforschung des Kollegs Friedrich Nietzsche der Klassik Stiftung Weimar - 1° Forum de Jovens Pesquisadiores de Nietzsche. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • PONTES, I. R. . Die Rezeption von Nietzsches Philosophie in Brasilien - A Recepção da Filosofia Nietzschiana no Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . Luhmann meets Nietzsche. Orientierung im Nihilismus. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • PONTES, I. R. . A Dança das Tercinas na Divina Comédia de Dante Alighieri. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . 15 Jahre Kolleg Friedrich Nietzsche Ereignis und Spekulation ? Philosophische Momente / 15 anos do Kolleg Friedrich Nietzsche Acontecimento e Especulação - Momentos Filosóficos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . Philosophie und Literatur im medialen Alltag: Wie man wird, was man (nicht) liest. / Filosofia e literatura num cotidoano mediático. Como se tornar, o que (não) se lê.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . Einverleibung von Kritik: Der Leib als Ort der Transformationen von Wahrheit und Irrtümern bei Nietzsche / Incorporação de Crítica: O corpo como lugar de transformação da verdade e da mentira. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . Nietzsche-Workshop em Weimar de 11-13 de Abril (Kolleg Friedrich Nietzsche Weimar). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • PONTES, I. R. . Palestra- ?Ich nehme den unangenehmsten Fall, den Fall Wagner.? Nietzsches Ambivalenz des Künstlers und dessen ?relative Keuschheit? - Congresso anual da Sociedade Nietzsche (Jahrestagung der Nietzsche Gesellschaft e.V.). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PONTES, I. R. . Nietzsche-Lektüretage 2013 (Berliner Nietzsche-Colloquium). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PONTES, I. R. . Vontade do nada e vontade da verdade. Vitória: Estudos Nietzsche, 2020. (Tradução/Artigo).

  • PONTES, I. R. . Ich nehme den unangenehmsten Fall, den Fall Wagner. Nietzsches Ambivalenz des Künstlers und dessen relative Keuschheit. Berlim / Boston: De Gruyter, 2016 (Publicação em anuário).

  • PONTES, I. R. . A recepção da antropofagia na arte brasileira contemporânea. Fortaleza: Revista Lampejo - Revista Eletrônica de Filosofia e Cultura, 2014. (Tradução/Artigo).

Outras produções

JOURDAN, C. ; PONTES, I. R. . I Simpósio Nacional de Sociologia Crítica da Cidade e do Poder. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Grupo de Pesquisa: Friedrich Nietzsche: Contemporaneidade política e estética, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Ivan Risafi de Pontes - Coordenador / Carlotta Santini - Integrante / Ernani Pinheiro Chaves - Integrante / Alberto da Silva Amaral - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Sacerdotes, feiticeiros e artistas: o ideal ascético de Nietzsche em sua contemporaneidade política e estética., Descrição: O presente projeto de pesquisa coloca como centro de suas reflexões a figura do sacerdote no pensamento e filosofia de Friedrich Nietzsche. Nas mais variadas formas do pathos ascético desse personagem conceitual, bem como em seus antípodas ? no artista, no sátiro e no xamã ? encontra-se o foco de suas atenções. Trata-se, portanto, primeiramente, de analisar como na terceira dissertação da Genealogia da Moral esse pathos da moral do sacerdote cristão agrega um amplo espectro da crítica de Friedrich Nietzsche ao cristianismo, ao niilismo de sua época, da mesma forma que à cultura decadente própria da modernidade, às quais o pensamento do filósofo alemão apresenta-se como superação. Num segundo momento, analisar-se-á como Nietzsche encontra na cultura de povos primitivos e nos personagens conceituais do artista, do sátiro e do feiticeiro a medida, a qual o pensador acredita ter sido destruída pelo cristianismo e seu excesso. Nesse sentido, nos remeteremos as reflexões realizadas entre outras na obra Humano Demasiado Humano I, na qual encontra-se a seguinte afirmação: ?Sobre esse excesso doentio do sentimento, sobre a profunda corrupção de mente e coração que lhe é necessária, agem todas as invenções psicológicas do cristianismo: ele quer negar, despedaçar, aturdir, embriagar, e só uma coisa não quer: a medida; por isso é, no sentindo mais profundo, bárbaro, asiático, pouco nobre e nada helênico.? (HH I, 114). À luz dessas reflexões, é necessário analisar como Nietzsche pontua sua crítica ao sacerdote, homem de exceção, por meio de três características fundamentais: primeiro, através da construção de sua psicologia, fundamento de sua ascese como negação da sua vida; segundo pela reconstrução genealógica de sua fisiologia, marco de sua doença e, finalmente, na medida em que a análise da pretensa assexualidade do sacerdote, estatuto do poder de sua ascese, aproxima-lhe da natureza de um santo e do poder próprio de auto-superação de seu ?inimigo interior?, ao qual Nietzsche também no Humano demasiado Humano I dá o nome de necessidade de redenção (Erlösungsbedürfniss). A segunda fase da pesquisa, tem, portanto, como objetivo acentuar um ponto até então negligenciado pela pesquisa Nietzsche quando trata do ideal ascético incorporado na personagem do sacerdote. Remeto-me as relações mágicas dos cultos religiosos primitivos, os quais Nietzsche no aforismo 111 de Humano Demasiado Humano I contrapõe às atividades do sacerdote cristão do seguinte modo: ?Em suma, o culto religioso baseia-se nas ideias de feitiço entre um homem e outro; e o feiticeiro é mais antigo do que o sacerdote. Mas igualmente se baseia em concepções outras, mais nobres [...]?. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Ivan Risafi de Pontes - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    A ESTÉTICA DO RISO EM NIETZSCHE, ASPECTOS FILOSÓFICOS E POLÍTICOS, Descrição: Um dos objetivos da pesquisa é dar continuidade à análise da estética e da política no pensamento do filósofo alemão Friedrich Nietzsche, realizada durante o período de doutoramento na Universiadade Humboldt de Berlim e no âmbito do pós-doutorado realizado no PPG da Faculdade de Filosofia da Unicamp. O foco desse projeto encontra-se, no entanto, na problematização da concepção nietzschiana do riso como expressão de sua estética, para que a partir dela, ou seja, do humor filosófico, sejam analisadas implicações políticas e culturais do riso sério e libertador no pensamento de Nietzsche.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ivan Risafi de Pontes - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    Grupo de pesquisa Filosofia Contemporânea (CNPQ), Descrição: O Grupo de Pesquisa "Filosofia Contemporânea" foi criado em 2000 e se direciona, prioritariamente ao estudos dos pensamentos de Nietzsche, Heidegger e Foucault, estudando também as repercussões desses pensamentos em outros pensadores, tais como Freud, Wittgenstein e as correntes hermenêuticas. É composto atualmente por 03 Professores Doutores e inclui atividades ligadas à Graduação (Bolsistas PIBIC e Orientação de TCC), assim como ao Programa de Mestrado em Filosofia. Essas atividades repercutem tanto na formação de professores do ensino fundamental e médio, pois o curso de graduação comporta a Licenciatura e Bacharelado, assim como na formação de professores de ensino superior e pesquisadores. Mantém fortes vínculos de cooperação e intercâmbio com outros grupos de pesquisa no Brasil e no exterior, em especial com a Alemanha. Possui produção docente contínua e regular e está buscando consolidar a produção discente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ivan Risafi de Pontes - Coordenador / Roberto de Almeida Baroos - Integrante / Ernani Pinheiro Chaves - Integrante.

Prêmios

2015

Fellowship do Kolleg Friedrich Nietzsche, Klassik Stiftung Weimar.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • UFPA, Instituto de Filosofia e Ciências Humans - IFCH. , Rua Augusto Corrêa - até 937 - lado ímpar, Guamá, 66075110 - Belém, PA - Brasil, Telefone: (91) 32017000

Experiência profissional

1996 - 1996

Instituto Goethe São Paulo

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 10

2013 - 2013

Humboldt-Universität zu Berlin

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4

Outras informações:
Professor de português e moderador da cultura brasileira no Seminar für Ländliche Entwicklung da Universidade Humboldt zu Berlin.

2002 - 2005

Albert- Ludwigs-Universität Freiburg

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Hiwi - wissenschaftliche Hilfskraft, Carga horária: 10

Atividades

  • 12/2002 - 10/2005

    Direção e administração, FDM - Zentrum für Datenanalyse und Modelbildung.,Cargo ou função, Hiwi - wissenschaftliche Hilfskraft.

2014 - 2015

Kolleg Friedrich Nietzsche

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

2017 - Atual

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.