Gabriel Ferreira Gurian

Graduado (Licenciatura e Bacharelado) em História (2015) e Mestre em História e Cultura Social (2018) pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP), campus de Franca, onde atualmente é doutorando (ingresso 2018). Membro do Grupo Temático "Escritos sobre os novos mundos: uma história da construção de valores morais em língua portuguesa", financiado pela FAPESP. Foi estagiário no Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Histórica (CEDAPH), alocado no mesmo campus da UNESP, desenvolvendo atividades relacionadas à preservação, catalogação e disponibilização de documentos históricos. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil colonial, atuando principalmente nos seguintes temas: alimentação, drogas e bebidas, práticas cotidianas e presença holandesa no Atlântico sul (1624-1654).

Informações coletadas do Lattes em 01/02/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em História e Cultura Social

2018 - Atual

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Título: Perspectivas lusófonas sobre as ocupações neerlandesas no Atlântico sul (Brasil e Angola, 1624-1661),
Prof. Dr. Jean Marcel Carvalho França. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Mestrado em História e Cultura Social

2016 - 2018

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Título: Bebidas e bebedores no norte do Brasil à época da conquista holandesa, 1624-1654,Ano de Obtenção: 2018
Prof. Dr. Jean Marcel Carvalho França.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação em História

2012 - 2015

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Título: O consumo de haxixe pelos literatos parisienses do Clube dos Haxixins
Orientador: Prof. Dr. Jean Marcel Carvalho França
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Escritura y documentos en la Iberoamérica colonial. (Carga horária: 100h). , Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.

2013 - 2013

Extensão universitária em Trajetórias de Pesquisa. (Carga horária: 30h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Francês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Colônia.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.

    Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Inglês.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FRANCA, J. M. C. ; FRANCA, S. S. L. ; FERREIRA, R. A. ; ARAUJO, K. A. ; PEREIRA, M. S. ; GONCALVES, R. A. ; VIOTTI, A. C. C. ; GURIAN, G. F. . Encontro luso-brasileiro "O Atlântico que nos separa - perspectivas de lá e de cá". 2017. (Outro).

FERREIRA, R. A. ; PINHEIRO, M. S. ; VIOTTI, A. C. C. ; GURIAN, G. F. . XX Semana de História - A Escravidão e os Novos Mundos. 2015. (Congresso).

FENERICK, J. A. ; GURIAN, G. F. . I Encontro de História do Samba da UNESP Franca. 2014. (Outro).

GUIMARAES, V. S. ; VIOTTI, A. C. C. ; GURIAN, G. F. . XIX Semana de História - História, Leitura e Cultura Midiática. 2013. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Céu, terra, mar. 2019. (Congresso).

Plantas e História: conhecimento, usos e circulação. 2019. (Seminário).

Do espírito e do corpo. 2018. (Congresso).

VII Encontro Internacional de História Colonial. 2018. (Encontro).

Encontro luso-brasileiro "O Atlântico que nos separa - perspectivas de lá e de cá". 2017. (Encontro).

1º Seminário Ampliado do Grupo "Escritos Sobre os Novos Mundos" - Caminhos historiográficos contemporâneos.Leituras brasileiras sobre o álcool na colônia. 2016. (Seminário).

XXIII Encontro Estadual de História - ANPUH-SP. 2016. (Encontro).

IX Encontro Raízes Medievais do Brasil Moderno - Escritos e Imagens do Mundo Luso-Brasileiro (Sécs. XIII à XVIII). 2014. (Encontro).

A Importância da Filosofia de Hegel no Pensamento do Século XXI. 2013. (Outra).

Escrever e Ensinar História na Pós-Modernidade. 2013. (Outra).

XIII Ciclo de Estudos Antigos e Medievais e V Ciclo Internacional de Estudos Antigos e Medievais do do Núcleo de Estudos Antigos e Medievais da UNESP Franca/Assis. 2013. (Outra).

XIX Semana de História - História, Leitura e Cultura Midiática. 2013. (Congresso).

Igreja e Estado na história brasileira: Vínculos, afastamentos e reaproximações (1880-1980). 2012. (Outra).

Imagens do Ocidente nos séculos XVI, XVII e XVIII. 2012. (Outra).

IV Encontro Regional do Grupo LEIR/UNESP - Franca: Diálogos Historiográficos: Antiguidade Clássica e Tardia. 2012. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Ricardo Alexandre Ferreira

FERREIRA, R. A.FRANÇA, Jean Marcel Carvalho; RODRIGUES, José Manuel Damião Soares. Bebidas e bebedores no norte do Brasil à época da conquista holandesa, 1624-1654. 2018. Dissertação (Mestrado em História e Cultura) - Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - UNESP - Campus de Franca.

Ricardo Alexandre Ferreira

FERREIRA, R. A.FRANÇA, Jean Marcel Carvalho; MOURA, Denise Soares.. O álcool durante a presença;ca holandesa no Brasil (1624-1654). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em História e Cultura) - Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - UNESP - Campus de Franca.

Denise Aparecida Soares de Moura

MOURA, Denise Aparecida Soares de; França, Jean Marcel; FERREIRA, R. A.. O álcool durante a presença holandesa no Brasil (1624-1654). 2017.

Denise Aparecida Soares de Moura

MOURA, Denise Aparecida Soares de; França, Jean Marcel. Impressões sobre o álcool durante o domínio holandês no Brasil (1630-1654). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Jean Marcel Carvalho França

FRANÇA, Jean Marcel CarvalhoFERREIRA, Ricardo Alexandre; RODRIGUES, J. M. D. S.. Bebidas e bebedores no norte do Brasil à época da conquista holandesa, 1624-1654. 2018. Dissertação (Mestrado em Historia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Jean Marcel Carvalho França

FRANÇA, Jean Marcel CarvalhoFERREIRA, Ricardo Alexandre; MOURA, D. A. S.. O álcool durante a presença holandesa no Brasil (1624-1654). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Jean Marcel Carvalho França

Contornos da fome no Brasil holandês (1630-1654); Início: 2018; Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Jean Marcel Carvalho França

Impressões sobre o álcool durante o domínio holandês no Brasil (1630-1654); 2017; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Jean Marcel Carvalho França;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GURIAN, G. F. . 'Quebrantados, na ociosidade e na intemperança': devassidão, bebedeira e indisciplina entre os holandeses durante sua conquista de Salvador (1624-1625). Brasiliana: Journal for Bazilian Studies , v. 6, p. 229-249, 2017.

  • GURIAN, G. F. . Notas sobre o consumo de haxixe pelos literatos parisienses do Clube dos Haxixins. TEMPORALIDADES , v. 8, p. 285-305, 2016.

  • GURIAN, GABRIEL FERREIRA . Das Distinções Sócio-Espaciais das Toxicomanias Cariocas nas Crônicas de Benjamim Costallat (1922-1929). Epígrafe , v. 2, p. 47-64, 2015.

  • GURIAN, G. F. . Bebidas e bebedores no Brasil Holandês, 1624-1654. 1ª. ed. São Paulo: Editora Unifesp, 2019. 172p .

  • GURIAN, G. F. ; VIOTTI, A. C. C. (Org.) . Tratado sobre medicina que fez o Doutor Zacuto para seu filho levar consigo quando se foi para o Brasil (Coleção Memória Atlântica, Vol. 1). 1ª. ed. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2018. v. 1. 205p .

  • GURIAN, G. F. ; VIOTTI, A. C. C. . Percursos de um médico e de um livro. In: GURIAN, G. F.; VIOTTI, A. C. C.. (Org.). Tratado sobre medicina que fez o Doutor Zacuto para seu filho levar consigo quando se foi para o Brasil (Coleção Memória Atlântica, Vol. 1). 1ªed.São Paulo: Cultura Acadêmica, 2018, v. 1, p. 9-38.

  • GURIAN, G. F. . Zacuto e os ingredientes de além mar. In: GURIAN, G. F.; VIOTTI, A. C. C.. (Org.). Tratado sobre medicina que fez o Doutor Zacuto para seu filho levar consigo quando se foi para o Brasil (Coleção Memória Atlântica, Vol. 1). 1ªed.São Paulo: Cultura Acadêmica, 2018, v. 1, p. 157-178.

  • GURIAN, G. F. . O papel da terra nos primeiros anos da guerra luso-holandesa no norte do Brasil. In: Céu, terra, mar, 2019, Franca. Caderno de resumos - Céu, terra, mar, 2019.

  • GURIAN, G. F. . Um corsário holandês na costa do Brasil no século XVII. In: VII Encontro Internacional de História Colonial, 2018, Natal. Caderno de Resumos do VII Encontro Internacional de História Colonial. Espaços coloniais: domínios, poderes e representações. Mossoró: EDUERN, 2018.

  • GURIAN, G. F. . O álcool nas prescrições e práticas médicas holandesas no Brasil. In: Encontro luso-brasileiro 'O Atlântico que nos separa: perspectivas de lá e de cá', 2017, Franca. O Atlântico que nos separa: perspectivas de lá e de cá - Caderno de Resumos, 2017.

  • GURIAN, G. F. . Prescrições de um médico holandês sobre o beber cotidiano no Brasil do século XVII. In: XXI Semana de História da UNESP, 2017, Franca. XXI Semana de História da UNESP - Caderno de programação e resumos. Franca, 2017.

  • GURIAN, G. F. . Leituras brasileiras sobre o álcool na Colônia. In: 1º Seminário Ampliado do Grupo 'Escritos Sobre os Novos Mundos': Caminhos historiográficos contemporâneos, 2016, Franca. 1º Seminário Ampliado do Grupo "Escritos Sobre os Novos Mundos": Caminhos historiográficos contemporâneos - Caderno de Resumos, dia 2, 2016.

  • GURIAN, G. F. . Leituras e fontes sobre o álcool no Brasil Holandês. In: XXIII Encontro Estadual de História - ANPUH-SP, 2016, Assis. XXIII Encontro Estadual de História - ANPUH-SP - Caderno de Resumos, 2016.

  • GURIAN, G. F. . Embriaguez e letras: o vício elegante do Clube dos Haxixins. In: XX Semana de História da UNESP/Campus de Franca - A Escravidão e os Novos Mundos, 2015, Franca. XX Semana de História "A Escravidão e os Novos Mundos" - Anais Completos, 2015.

  • GURIAN, G. F. . O papel da terra nos primeiros anos da guerra luso-holandesa no norte do Brasil. 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GURIAN, G. F. . Notas a respeito das aplicações médicas de bebidas embriagantes à época da ocupação holandesa das partes setentrionais do Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GURIAN, G. F. . Um corsário holandês na costa do Brasil no século XVII. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GURIAN, G. F. . O álcool nas prescrições e práticas médicas holandesas no Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GURIAN, G. F. . Prescrições de um médico holandês sobre o beber cotidiano no Brasil do século XVII. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GURIAN, G. F. . Leituras brasileiras sobre o álcool na Colônia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GURIAN, G. F. . Leituras e fontes sobre o álcool no Brasil Holandês. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GURIAN, G. F. . Embriaguez e letras: o vício elegante do Clube dos Haxixins. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Perspectivas lusófonas sobre as ocupações neerlandesas no Atlântico sul (Brasil e Angola, 1624-1661), Descrição: Em 1568, deflagrou-se a guerra de independência das Províncias Unidas dos Países Baixos frente a Espanha, um conflito que se estenderia por oitenta anos. Em meio a tais agitações, a monarquia portuguesa enfrentou uma crise sucessória que a sujeitou aos Habsburgo de Madri, clamantes ao trono luso, entre 1580 e 1640, fazendo com que a nação peninsular, junto de suas possessões ultramarinas, fosse dragada ao conflito com os neerlandeses, não tardando para que os embates decorrentes dessa contenda extrapolassem as fronteiras da Europa e alcançassem os territórios coloniais no Atlântico sul. Visando danos ao erário da Espanha, as Províncias Unidas, através de sua Companhia das Índias Ocidentais, lançaram expedições contra o Brasil (1624 e 1630) e contra as feitorias de escravos na África ocidental (1637 e 1641), dentre elas São Paulo de Luanda, em Angola. Nesses locais, a presença neerlandesa teria durações significativas e levaria à coexistência e interação sistemática com os portugueses, de modo que é possível observar na documentação do período o estabelecimento de relações complexas, que extrapolavam a mera inimizade catalisada pelo fator espanhol e pelas dissidências religiosas. Assim, o presente projeto tem como objetivo mapear os relatos dessas relações e lucubrar de que maneira os holandeses foram retratados em língua portuguesa enquanto ocupantes de territórios atlânticos que previamente integravam os domínios lusos. Buscar-se-á observar quais aspectos foram delineados com maior ou menor incidência, quem emitia tais juízos e que imagem se construiu desses invasores, questionando também se houve diferenças substanciais no que se escreveu sobre os batavos antes e depois da restauração monárquica de Portugal, em 1640.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Gabriel Ferreira Gurian - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2016 - 2018

    O álcool durante a presença holandesa no Brasil (1624-1654), Descrição: Nas capitanias setentrionais do Brasil, entre 1624 e 1654, a presença holandesa em função do seu empreendimento de conquista destas terras construiu um particular cenário de contatos e coexistência entre culturas distintas - portugueses, povos indígenas, escravos africanos e holandeses - e que tinham olhares diversos sobre os lugares sociais e papéis das bebidas alcoólicas e da embriaguez. O período é um dos mais bem documentados da história colonial brasileira, integrando as narrativas de um volumoso montante de cartas, relatórios, missivas, provisões, diários e relatos de viagem. Sendo assim, pretende-se na presente pesquisa analisar um corpus documental formado por textos que dão notícias das várias práticas em torno do álcool durante este particular cenário social da colônia, a fim de descrever o panorama etílico do denominado Brasil holandês: costumes e significações do beber, usos e empregos cotidianos do álcool, além dos escopos morais perceptíveis pelos juízos emitidos sobre as bebidas e a embriaguez nas descrições contidas na documentação elencada.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Gabriel Ferreira Gurian - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2015 - 2015

    A embriaguez nos escritos dos literatos do Clube dos Haxixins (Paris, século XIX), Descrição: A Paris do século XIX figura entre os quadros de estudo essenciais na compreensão das práticas inebriantes modernas e na direção que tomaram posteriormente no Ocidente, especialmente no que concerne à sua relação com as artes. O Oitocentos assistiu a uma ampla e gradativa miscibilidade entre substâncias psicotrópicas e práticas literárias; a cidade luz, e mais notadamente o Clube dos Haxixins, tomam parte neste processo por meio do haxixe. A proposta deste trabalho é compreender quais fatores influíram diretamente na ascensão desta substância ao status de vício elegante, tornando-a elemento originador de uma congregação de seletas mentes literárias da capital francesa na década de 1840. Para tal, buscar-se-á analisar, conjuntamente ao cenário metropolitano e industrial que tomou corpo no século XIX, posterior à Revolução Industrial, assim como o panorama político e literário, os escritos que tratam diretamente do haxixe de autorias de Charles Baudelaire e Théophile Gautier, notáveis membros do Clube. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gabriel Ferreira Gurian - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

  • 2015 - Atual

    Escritos sobre os novos mundos: uma história da construção de valores morais em língua portuguesa (Projeto Temático), Descrição: O grupo Escritos sobre os novos mundos surgiu como um dos resultados de um grupo de pesquisa anterior, instalado no Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Histórica (CEDAPH), laboratório vinculado ao Departamento e à Pós-graduação de História da UNESP (Franca). Inicialmente voltado para a constituição de bancos de dados digitais de documentos serializáveis que interessam à história das construções culturais em língua portuguesa, o grupo sentiu necessidade de verticalizar as discussões relativas ao arcabouço teórico que utilizava para interrogar as séries documentais que vinha criando. Para tal, estabeleceu um amplo programa de estudos acerca de duas das principais linhagens teóricas que orientavam as pesquisas dos membros: o pós-estruturalismo de Michel Foucault e Paul Veyne e o pragmatismo de Richard Rorty; e ampliou a sua composição, incorporando pesquisadores que deparavam com problemas semelhantes. O resultado é a proposta que o leitor encontrará a seguir, onde procuramos, por um lado, definir as linhas gerais de um amplo plano de estudos que pretende estabelecer os procedimentos de abordagem de uma história, não fundada e não representacionista, da construção de padrões morais, uma história dos modos de produção da verdade em língua portuguesa; por outro lado, e complementarmente, explicitar os desdobramentos que pretendemos implementar nos novos bancos de dados a serem organizados.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (26) Doutorado: (13) . , Integrantes: Gabriel Ferreira Gurian - Integrante / Jean Marcel Carvalho França - Coordenador / Susani Silveira Lemos França - Integrante / Ricardo Alexandre Ferreira - Integrante / Karina Anhezini de Araújo - Integrante / Milena Pereira da Silveira - Integrante / Maria Cristina Correia L. Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Pró-Reitoria de Pesquisa da UNESP - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional