Alexandre Soares dos Santos

Farmacêutico formado pela Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), Mestre (2000) e Doutor (2003) em Bioquímica pelo Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pós-Doutorado realizado na Escola de Química da UFRJ na área de valoração de resíduos agroindustriais através de abordagens biotecnológicas. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Química da UFVJM no período de dezembro de 2008 a dezembro de 2010. Coordenador Geral do Programa de Pós-Graduação em Biocombustiveis da UFVJM/UFU no período de março de 2013 a outubro de 2016. Atualmente é Coordenador Geral do PPG-Biocombustíveis- UFVJM/UFU e Professor Associado da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha. Ministra a disciplina de Bioquímica para cursos de graduação da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde. É Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Biocombustiveis da UFVJM & UFU. Vem atuando principalmente nos seguintes temas: Enzimologia, Biossurfactantes, Biotransformação, Processos Fermentativos e Bioetanol.

Informações coletadas do Lattes em 17/10/2017

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Bioquímica

2000 - 2003

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Produção de Ramnolipídeos por Pseudomonas aeruginosa.
Denise Maria Guimarães Freire. Coorientador: Nei Pereira Jr. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Biosurfactante; Pseudomonas aeruginosa; Ramnolipídeos; Biorremediação; Otimização de processo.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioquímica dos Microorganismos. Setores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos; Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.

Mestrado em Bioquímica

1998 - 2000

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Copurificação e utilização de duas desidrogenases de Saccharomyces cerevisiae na redução enantioseletiva de beta-cetoésteres pró-quirais.,Ano de Obtenção: 2000
Enrique Guillermo Oestreicher Abarzúa.Coorientador: Reginaldo Ramos de Menezes. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Catálise enzimática; Síntese Assimétrica; Saccharomyces cerevisiae; beta-hidroxiésteres; biotransformação.Grande área: Ciências BiológicasSetores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos; Fabricação de Produtos Farmacêuticos.

Graduação em Farmacia

1994 - 1998

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Curso técnico/profissionalizante em Biotecnologia

1989 - 1993

Escola Técnica Federal de Química do Rio de Janeiro

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2004 - 2005

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Engenharias, Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Química Analítica / Especialidade: Instrumentação Analítica. , Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada / Especialidade: Microbiologia Industrial e de Fermentação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2008 - 2008

Planejamento de experimentos para otimização. (Carga horária: 8h). , Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos, SBCTA, Brasil.

2004 - 2004

Curso de Formação Em Assistência Farmacêutica. (Carga horária: 120h). , Centro de Estudos Farmacêuticos, CEFARMA*, Brasil.

2002 - 2002

Biotecnologías Aplicadas Al Medio Ambiente. (Carga horária: 96h). , Planta Piloto de Procesos Industrialies Microbiologicos, PROIMI, Argentina.

2001 - 2001

Biotecnología En Células Animales. (Carga horária: 132h). , Universidad Nacional Del Litoral, UNL, Argentina.

1999 - 1999

Expressão de Proteínas Heterólogas em Levedura. (Carga horária: 70h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Enzimologia.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Tecnologia Química/Especialidade: Álcool.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Tecnologia Química/Especialidade: Tratamentos e Aproveitamento de Rejeitos.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Ciência e Tecnologia de Alimentos / Subárea: Ciência de Alimentos/Especialidade: Química, Física, Fisico-Química e Bioquímica dos Alim. e das Mat-Primas Alimentares.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada/Especialidade: Microbiologia Industrial e de Fermentação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SANTOS, A. S. ; Pasquini, D. ; Gurgel, L. V. A. ; Reis, M. H. M. . I Workshop do Programa de Pós-Graduação em Biocombustíveis. 2016. (Outro).

Gurgel, L. V. A. ; Santos, A.S. ; Reis, M. H. M. ; Pasquini, D. . II Workshop do Núcleo de Biorrefinaria da Rede de Química do Estado de Minas Gerais. 2016. (Outro).

Fabris, J. D. ; SANTOS, A. S. ; Souza, LT ; Evangelista, AR ; Nelson, DL . Cadeia Produtiva de Biocombustíveis: um projeto UFVJM/UFU-EEJP-PETROBRAS em parceria com a comunidade. 2012. (Outro).

SANTOS, A. S. ; Fabris, J. D. ; Santos, W. T. P. ; Pantoja, L. ; Roa, J. P. B. ; Neto, A. F. ; Fernandes, A. M. . VI Encontro da Rede de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Biocombustíveis de Minas Gerais. 2010. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II Semana da Integração Ensino, Pesquisa e Extenção.Biocombustíveis. 2013. (Simpósio).

5o Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel. Avaliação do potencial das tortas de algodão, girassol e macaúba para produção de bioetanol. 2012. (Congresso).

VII Encontro da Rede de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Biocombustíveis de Minas Gerais.Aproveitamento dos coprodutos da cadeia produtiva do biodiesel para produção de bioetanol. 2012. (Encontro).

4 Encontro da Rede Mineira de Química.Produção de bioetanol a partir de resíduos ou co-produtos agroindustriais. 2010. (Encontro).

4º Congresso Brasileiro da Rede Brasileira de Tecnologia em Biodiesel. Composição centesimal das tortas de tremoço, macaúba, corda de viola, nabo forrageiro, algodão e girassol. 2010. (Congresso).

I Encontro de Inovaçao do Polo de Inovação Tecnológica de Diamantina - SIMI/SDCT/POLO.Microvinificação no LABVIN. 2010. (Encontro).

INOVATEC.USO DE MICROVINIFICAÇÃO E ANÁLISE MULTIVARIADA DE DADOS COMO FERRAMENTAS PARA O DESENVOLVIMENTO E QUALIDADE DE PROCESSOS DE VINIFICAÇÃO. 2010. (Outra).

I Semana de Ciência e Tecnologia: tecnologia e sustentabilidade.Membro da Comissão Científica. 2010. (Outra).

6° Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel. Aproveitamento de farelo de pequi, no contexto do biodiesel, para produção de bioetanol. 2009. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Pesquisa em Pinhão Manso. Avaliação do aproveitamento da torta de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) para produção de bioetanol. 2009. (Congresso).

IX Workshop de Pós-Graduação em Química. 2009. (Oficina).

XVII Simpósio Nacional de Bioprocessos.Aproveitamento do Farelo de Pequi, no Contexto do Biodiesel, para Produção de Bioetanol. 2009. (Simpósio).

Congresso Brasileiro de Agrobioenergia & Simpósio Internacional de Biocombustíveis. Avaliação da torta de macaúba para produção de bioetanol. 2008. (Congresso).

Universidade de Portas Abertas.Bioquímica para que? Bioquímica para quem?. 2008. (Encontro).

XXI Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos. Avaliação do potencial dos frutos do pequizeiro e da macaúba como matérias-primas para o fabrico de ração no contexto do biodiesel. 2008. (Congresso).

1º Workshop Mineiro de Biodiesel: "cenário atual do biodiesel e perspectivas futuras no Vale do Jequitinhonha". 2007. (Simpósio).

IV Seminário das Comissões Próprias de Avaliação - CPAS Mineiras. 2006. (Seminário).

1º Congresso Ibero-Americano sobre Desenvolvimento Sustentável. 2005. (Congresso).

Prêmio Petrobras de Tecnologia 1a Edição.Reconhecimento de mérito pela participação no Prêmio Petrobras de Tecnologia: Aplicação de Biossurfactante de Rhodococcus erythropolis ATCC 4277 na Remoção de Hidrocarbonetos de Borra Oleosa da Indústria do Petróleo.. 2005. (Outra).

10ª Semana de Química do IQ / UFRJ.Participação no curso 'Produção de Enzimas Industriais', apresentando tópico sobre estudo de proteínas como base para planejamento de fármacos. 10a Semana de Química / IQ / UFRJ. 2002. (Encontro).

1ª Reunião de Acompanhamento da Carteira de Projetos Cooperativos PETROBRAS / CTPETRO.Apresentação de resultados do projeto 'Produção de biossurfactante para biorremediação de solos impactados por petróleo` na 1ª Reunião de Acompanhamento da Carteira de Projetos Cooperativos PETROBRAS / CTPETRO. 2000. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Isabela Morato de Souza

SIlva, S Q; Moreira, P. A.;SANTOS, A. S.. Avaliação da produção de bio-hidrogênio e da expressão do gene Glpf durante a fermentação de glicerol por Enterobacter Sp.. 2018. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Aluno: Pedro Henrique de Oliveira Gomes

Fidêncio, P. A.; Fabris, J. D.; Silvério, F. O.;SANTOS, A. S.. Avaliação do uso potencial de torta de buriti (Mauritia flexuosa L.) na obtenção de bioetanol de segunda geração. 2016. Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Kamila Antunes Alves

Laia, M. L.; Matrangolo, C. A. R.;SANTOS, A. S.. Artropodofauna associada à macaúba (Acrocomia aculeata) na região norte-nordeste do estado de Minas Gerais. 2015. Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Gelson Cerqueira de Oliveira Junior

SANTOS, S L B; Hurtado, G. R.;SANTOS, A. S.. Aplicação de catalisadores a base de SiO2-SO3H na síntese de biodiesel: estudo cinético do processo de transesterificação de triacilglicerídeos. 2015. Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Crisley Mara de Azevedo Ferreira

DAMASCENO, C. M. B.;Santos, W. T. P.SANTOS, A. S.. Avaliação da torta de dendê (Elaeis guineensis) para produção de etanol de segunda geração. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Ana Paula de Lima

SANTOS, A. S.; MORAIS, S. A. L.; Neto, W B. Transesterificação do óleo de girassol, análise quimiométrica do processo e caracterização das propriedades físico-químicas do produto. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Química) - Universidade Federal de Uberlândia.

Aluno: Nathália de Andrade Neves

SANTOS, A. S.Pantoja, L.; Guerra, C. C.. Determinação multiparamétrica da qualidade físico-química de vinhos tintos com uso de espectroscopia na região de infravermelho próximo. 2012. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Ricardo Salviano dos Santos

VANZELA, A. P. F. C.; GUIMARAES, V. M.;SANTOS, A. S.. Produção de enzimas celulolíticas e xilanolíticas por fungos filamentosos utilizando resíduos da cadeia do biodiesel como fonte de carbono. 2012. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Isadora Ferreira da Silva

Melo, W. C.PANTOJA, L. A.SANTOS, A. S.. Produção de amilase por Bacillus amyloliquefaciens utilizando torta de macaúba (Acrocomia aculeata) e farinha de pupunha (Bactris gasipaes) como substratos. 2012. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Patrick Gomes de Souza

Pantoja, L.; Marinho, H. A.; Souza, Francisca;SANTOS, A. S.. Obtenção de cervejas tipo lager utilizando farinha de pupunha (Bactris gasipaes Kunth) como adjunto por bioprocessos conduzidos com leveduras livres e imobilizadas em alginato de cálcio. 2010. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia e Recursos Naturais da Amazônia) - Universidade do Estado do Amazonas.

Aluno: Márcia Seixas de Castro

Zanotto, S.;SANTOS, A. S.Pantoja, L.. Aproveitamento da fração amilácea do fruto da pupunheira para produção de bioetanol no contexto da cadeia produtiva do biodiesel. 2010. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia e Recursos Naturais da Amazônia) - Universidade do Estado do Amazonas.

Aluno: Graziela Jardim Pacheco

SANTOS, A. S.; FREIRE, D. M. G.;PEREIRA JR, Nei; CAMMAROTA, Magali Christe. Produção de biossurfactante por Rhodococcus erythropolis e sua aplicação na remoção de óleo de sedimentos arenosos. 2008. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Walber Carvalho Melo

SANTOS, A. S.; CAMMAROTA, Magali Christe; YOKOYAMA, Lídia; SALGADO, Andréa Medeiros; SOUSA, Maria de Fátima Vieira Queiroz. Aplicação de Biossusrfactante de Rhodococcus erythropolis ATCC 4277 na Remoção de Hidrocarbonetos de Borra Oleosa da Indústria de Petróleo. 2005. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: José Augusto Zorel

Alexandre Soares dos Santos; Coelho, M. A. Z.; Baêta, B. E. L.; Moreira, L. M.; SIlva, S Q. Avaliação da fermentação do glicerol por Enterobacter sp para a produção de hidrogênio e etanol. 2019. Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Aluno: Diego Roberto Sousa Lima

Aquino, S F; Gurgel, L. V. A.; SIlva, S Q; Zaiat, M;SANTOS, A. S.. Avaliação de rotas tecnológicas para o aproveitamento energético do bagaço de cana de açúcar. 2018. Tese (Doutorado em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Aluno: Daniel da Silva Viana

SANTOS, A. S.; Oliveira, I T; Veloso, R V S; Azevedo, A M; Neiva, I P. Batata-doce (Ipomoea batatas): seleção e caracterização de clones com potencial para a produção de bioetanol. 2018. Tese (Doutorado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Harriman Aley Morais

Silva, A C S; Oliveira, M C;SANTOS, A. S.; Vieira, E. R.; Silvestre, M P C. Proteínas hidrolisadas de soro de leite com propriedades bioativas associadas à redução de fatores de risco de doença na infância. 2013. Tese (Doutorado em Saúde da Criança e do Adolescente) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Edélvio de Barros Gomes

Pereira Jr., N.; YOKOYAMA, Lídia;SANTOS, A. S.; Soriano, A U; Nascimento, I A; Costa, A C; Camarota, M C. Biotratamento de Resíduo Oleoso da Indústria do Petróleo por Batelada Sequencial e Estudos de Ecotoxicidade. 2008. Tese (Doutorado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Sônia Maria da Silva Carvalho

SANTOS, A. S.PEREIRA JR, Nei; ASTOLFI FILHO, Spartaco; PEREIRA, José Odair; OLIVEIRA, Luiz Antônio de; LOPEZ, Maria Ivone; LEOMIL, Luciana. Desenvolvimento de bioprocesso para produção de etanol em meio melaço-vinhoto empregando leveduras imobilizadas. 2006. Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: José Augusto Zorel

Garcia, C. C. M.; Moreira, L. M.;SANTOS, A. S.. Efeito da concentração de glicerol sobre a cinática de produção de hidrogênio e distribuição de fluxo de carbono por culturas de Enterobacter sp. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Biotecnologia) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Aluno: Elisa Mara Prioli Ciapina

Santa ANNA, L. M.;SANTOS, A. S.. Produção de biossurfactante por Rhodococcus erythropolis e sua aplicação na remoção de metais pesados. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Edélvio de Barros Gomes

SANTOS, A. S.; CAMMAROTA, Magali Christe; ALHADEFF, E. M.. Estudo de biodegradabilidade de resíduo de óleo diesel por batelada sequenciada. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Kênia Francisca Resende Lamounier

Baffi, M. A.;SANTOS, A. S.; Pasquini, D.. Produção de etanol a partir de hidrolisado de bagaço de cana-de-açúcar utilizando Galactomyces geotrichum. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-graduação em Biocombustíveis) - Universidade Federal de Uberlândia.

Aluno: Maísa da Costa Santos

SANTOS, S L B;SANTOS, A. S.; Fabris, J. D.. Síntese öne pot" de ésteres de solketal e 1-acilglicerois usando sílica sulfúrica amorfa, SiO2-SO3H, como catalisador. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Camila Diana Lima

SANTOS, S L B;SANTOS, A. S.PANTOJA, L. A.. Eficiente síntese de esteres benzílicos usando cloreto de nióbio (V) sólido. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Gelson Cerqueira de Oliveira Junior

SANTOS, S L B;SANTOS, A. S.; Nelson, DL. Desenvolvimento e aplicação de catalisadores de SiO2-SO3H na síntese de biodiesel: estrudo cinético do processo de transesterificação de óleos e gorduras residuais sob condições de aquecimento convencional. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Flávia Kênia Pinheiro Alves

SANTOS, A. S.PANTOJA, L. A.; Morais, H A. Produção de xilanases fúngicas utilizando resíduos agroindustriais como fontes de carbono. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Camila Diana Lima

Santos, R. S.SANTOS, A. S.; SANTOS, S L B. Síntese de biodiesel por rota metílica irradiada por microondas domésticas. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Tamires de Almeida Alves

SANTOS, A. S.Santos, R. S.PANTOJA, L. A.VANZELA, A. P. F. C.. Otimização da produção de xilanase por Tricoderma reesei a partir de torta de caroço de algodão. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Tamarah Láuar Rocha

SANTOS, A. S.; Benassi, V M; AMARAL, E A. Avaliação do potencial da casca de eucalipto (Eucalyptus globulus) para produção de etanol de segunda geração. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Érica de Fátima Rodrigues

PANTOJA, L. A.SANTOS, A. S.Santos, R. S.. Desenvolvimento tecnológico de tempero culinário a partir de farinha obtida da polpa de pequi. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Thalita Ferreira Almeida

PANTOJA, L. A.SANTOS, A. S.; Sant'Anna, A G. Elaboração tecnológica de molho de pimenta biquinho. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Dayane Kelly Borges

SANTOS, A. S.Pantoja, L.; Morais, H A. Produção de bebida láctea fermentada se soro de leite de cabra saborizada com araticum (Annona crassiflora Mart.). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Alice Lopes de Macedo

SANTOS, A. S.Pantoja, L.Vanzela, A. P. F. C.. Avaliação da torta de mamona (Ricinus communis) para a produção de bioetanol. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Lidianny Aparecida Godinho

SANTOS, A. S.Pantoja, L.; Santos, F A. Iogurte de fruto do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Ariane Costa Rodrigues

SANTOS, A. S.Pantoja, L.Vanzela, A. P. F. C.. Influência do modo de preparo do mosto sob o perfil do bioprocesso de produção de fermentado alcoólico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg.). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Tiago José da Silva

Vanzela, A. P. F. C.SANTOS, A. S.; Sampaio, F C. Seleção de fungos filamentosos para o aproveitamento de glicerina residual da produção de biodiesel na fermentação cítrica. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Débora Regina da Cunha Rocha

Pantoja, L.PINTO, N. A. V. D.SANTOS, A. S.. Macarrão formulado com ora-pro-nobis (Pereskia aculeata MIller). 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Aluno: Michele Siqueira

SANTOS, A. S.; ZAKON, Abraham; ALMEIDA, V. C.. Estudo das Condições Nutricionais para Melhoria da Produção de Hidromel. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Flávio Marchesini

SANTOS, A. S.; ZAKON, Abraham; ALMEIDA, V. C.. Estudo das Condições Nutricionais para Melhoria da Produção de Hidromel. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Vanzela, A. P. F. C.Pantoja, L.SANTOS, A. S.. Processo seletivo simplificado para prof. temporário. Edital 051/2011 UFVJM. Disciplinas: Engenharia Bioquímica e Biotecnologia de Alimentos. 2011. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Bento, M L; Trovó, A G;SANTOS, A. S.. Concurso público de provas e títulos para Professor da Carreira do Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico para a disciplina Química: Saúde e Ambiente. Edital 032/2011/ESTES/UFU. 2011. Universidade Federal de Uberlândia.

SANTOS, A. S.. Banca de concurso para seleção de professor adjunto na área de Bioquímica. 2010. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Teshima, E.;SANTOS, A. S.; Mancilha, I. M.. Concurso para Professor Doutor para a disciplina Tecnologia de Fermentações na UEFS. 2010. Universidade Estadual de Feira de Santana.

Melo, G. E. B. A.; Santos, A. S.;SANTOS, A. S.. Processo Seletivo Simplificado para Professor Substituto para as Disciplinas de Controle de Qualidade em Laboratório de Análises Clínicas e Toxicológicas, Bioquímica Clínica, Imunologia e Estágio Supervisionado em Laboratórios de Análises Clínicas. 2007. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Vieira, E. R.; Pierucci, A.;SANTOS, A. S.. Processo seletivo para professor substituto para as disciplinas de Bioquímica e Biofísica. 2009. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

SANTOS, A. S.. VIII Jornada Acadêmica de Iniciação Científica e Tecnológica. 2006. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Enrique Guillermo Oestreicher Abarzua

OESTREICHER., E. G.. Copurificação e Utilização de Duas desidrogenases de Saccharomyces cerevisiae na Redução Enantiosseletiva de Beta-Cetoésteres Pró-Quirais. 2000. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Octavio Augusto Ceva Antunes

ANTUNES, O. A. C.. Seminário de Tese de Doutorado. 2003. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Reginaldo Ramos de Menezes

OESTREICHER, E. G.MENEZES, R. R.. Copurificação e utilização de duas desidrogenases de Saccharomyces cerevisiae na redução enantiossseletiva de beta-cetoésteres pró-quirais. 2000. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Reginaldo Ramos de Menezes

MENEZES, R. R.. Produção de ramnolipídios por Pseudomonas aeruginosa. 2003. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

José Godinho da Silva Júnior

SILVA JUNIOR, J. G.. Copurificação e utilização de duas desidrogenases de Saccharomyces cerevisiae na redução enantiosseletiva de b-cetoésteres pró-quirais. 2000. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Fidel Alejandro Aguilar-Aguilar

Produção de biometano e biohidrogênio a partir de coprodutos da cadeia de produção de biocombustíveis; Início: 2015; Tese (Doutorado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Bolsas REUNI de Assistência ao Ensino da UFVJM; (Orientador);

Amanda Rocha Chaves

Microescalonamento e desenvolvimento de metodologia(s) de análise multivariada baseada em espectroscopia na região do infravermelho próximo para determinação de atividade enzimática de hidrolases com aplicação no setor de biocombustíveis; Início: 2015; Tese (Doutorado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; (Orientador);

Thais Santos Pinheiro

Otimização da produção de celulases de Aspergillus tubingensis em biorreator instrumentado; 2019; Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK,; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Marina Lemos Sartori

Produção de biomassa microalgal de Desmodesmus sp; utilizando hidrolisado hemicelulósico proveniente do bagaço de cana-de-açúcar como fonte de carbono visando a obtenção de biocombustíveis de terceira geração; 2019; Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Bolsas REUNI de Assistência ao Ensino da UFVJM; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Gabriela Aguiar Campolina

Elaboração de fermentados alcoólicos de jabuticaba conduzidos com leveduras livres e imobilizadas; 2018; Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ana Cláudia Silveira Alexandre

Estudo do mesocarpo de melancia (Citrullus lanatus) e de seu aproveitamento na elaboração de picles; 2018; Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Jéssica Pereira de Matos

Fermentação alcoólica de hidrolisado ácido obtido da torta de girassol utilizando as linhagens Galactomyces geotrichum UFVJM-R10 e Candida akabanensis UFVJM-R131; 2017; Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Gabriela Maria Pereira Barbosa

Avaliação do potencial de leveduras selvagens para a fermentação alcoólica de D-xilose; 2017; Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Philipe Luan Brito

Fermentação do hidrolisado ácido hemicelulósico da torta de dendê (Elaeis guineensis) tratado com diferentes métodos de destoxificação; 2016; Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK,; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Raquel Valinhas e Valinhas

Isolamento, seleção e identificação de leveduras selvagens com capacidade para conversão de xilose a etanol; 2016; Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Bolsas REUNI de Assistência ao Ensino da UFVJM; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Silvana Saldanha da Silva Pinto

Avaliação das ramas de genótipos de batata-doce (Ipomoea batatas) como biomassa agrícola para a produção de etanol de segunda geração e alimentação animal; 2016; Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK,; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ilva de Fátima Souza

Isolamento e avaliação de microrganismos naturalmente ocorrentes em biomassas lignocelulósicas para a produção de enzimas celulolíticas e xilanolíticas; 2015; Dissertação (Mestrado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK,; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Crisley Mara de Azevedo Ferreira

Avaliação da torta de dendê (Elaeis guineensis) para produção de etanol de segunda geração; 2013; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Alexandre Alves da Silva

Otimização do pré-tratamento ácido de torta de caroço de algodão e bagaço de malte com farinha de pupunha para produção de bioetanol de segunda geração; 2012; Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK,; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Nathália de Andrade Neves

Determinação multiparamétrica da qualidade físico-química de vinhos tintos com uso de espectroscopia na região de infravermelho próximo; 2012; Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Bolsas REUNI de Assistência ao Ensino da UFVJM; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Isadora Ferreira da Silva

Produção de amilases por Bacillus amyloliquefaciens utilizando tortas de macaúba (Acrocomia aculeata) e farinha de pupunha (Bactris gasipaes) como substratos; 2012; Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ricardo Salviano dos Santos

Produção de enzimas celulolíticas e xilanolíticas por fungos filamentosos utilizando resíduos da cadeia do biodiesel como fonte de carbono; 2012; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Hilton Túlio Lima dos Santos

Avaliação da torta de macaúba como insumo para produção de bioetanol; 2011; Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Milton Cosme Ribeiro

Qualidade do óleo de pequi (Caryocar brasiliense Camb; ) e perspectivas para o seu uso na prevenção da hipovitaminose A; 2010; Dissertação (Mestrado em Ciências dos Alimentos) - Universidade Federal de Lavras,; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Márcia Seixas de Castro

Aproveitamento da fração amilácea do fruto da pupunheira para produção de bioetanol no contexto da cadeia produtiva do biodiesel; 2010; Dissertação (Mestrado em Biotecnologia e Recursos Naturais da Amazônia) - Universidade do Estado do Amazonas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Gabriel Jaime Vargas Betancur

Avanços em Biotecnologia de Hemicelulose para Produção de Etanol por Pichia stipitis; ; 2005; 123 f; Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro,; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Daniel José Silva Viana

Batata-doce (Ipomoea batatas): seleção e caracterização de clones com potencial para a produção de bioetanol; 2018; Tese (Doutorado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK,; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Caroline Salezzi Bonfá

Silagens de cana-de-açúcar com coprodutos provenientes da produção de biocombustíveis; 2018; Tese (Doutorado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Cíntia Gonçalves Guimarães

Silagens de Capim-elefante aditivadas com coprodutos do biodiesel; 2018; Tese (Doutorado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Emerson Delano Lopes

Avaliação de clones de Eucalyptus e Corymbia em diferentes espaçamentos visando à produção de bioenergia; 2017; Tese (Doutorado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK,; Coorientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ricardo Salviano dos Santos

Produção de hidrolases holocelulolíticas por fermentação em estado sólido com uso de fungos filamentosos e coprodutos da agroindústria de óleos vegetais como fonte de carbono; 2015; Tese (Doutorado em Biocombustíveis) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK,; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ronnie Von dos Santos Veloso

2018; Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Alexandre Soares dos Santos;

JANAÍNA FERNANDES GONÇALVES

Produção de bioetanol, celulases e amilases a partir da glicerina e resíduos ou coprodutos sólidos derivados da cadeia produtiva do biodiesel; 2011; Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Alexandre Soares dos Santos;

Kelton Rodrigues de Souza

Avaliação do potencial do caldo e do bagaço da casca de eucalipto para produção de bioetanol de primeira e segunda geração PARA PRODUÇÃO DE BIOETANOL DE PRIMEIRA E SEGUNDA GERAÇÃO; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Karen Paola Froes Dias

Avaliação do potencial de 20 clones de batata-doce (Ipomoea batatas) para a produção de bioetanol no Alto Vale do Jequitinhonha-MG; ; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Mayara Caroline Souto de Barcelo

Néctar de abacaxi com Hortelã: elaboração, caracterização química e sensorial; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Matheus Sebe Ferreira

Desenvolvimento e determinação da atividade antioxidante de geleia de beterraba vermelha (beta vulgaris L; ); 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Fabiana Helen dos Santos

Elaboração de bebida fermentada alcoólica de banana com hidrólise enzimática; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Sophia Franciscani Mendes

Isolamento e Caracterização da microbiota de resíduos agroindustriais: torta de macaúba e bagaço de sorgo sacarino; ; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Jéssica Vanessa Silva Almeida

Isolamento, Identificação e Triagem da Microbiota de Oleaginosas para produção de hidrolases: tortas de algodão e dendê; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Natália Barros Barony

Elaboração de fermentado alcoólico de casca de abacaxi (Ananas comusus); 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Flávia Kênia Pinheiro Alves

Produção de xilanases fúngicas utilizando resíduos agroindustriais como fontes de carbono; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Tamarah Láuar Rocha

Avaliação do potencial da casca de eucalipto (Eucalyptus globulus) para produção de etanol de segunda geração; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

André Felipe Ferreira Silva

Avaliação da fração hemicelulósica da torta de dendê para a produção de etanol de segunda geração; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Tamires de Almeida Alves

Otimização da produção de xilanase por Tricoderma reesei a partir de torta de caroço de algodão; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Plínio Ribeiro Rodrigues

Avaliação do potencial do endocarpo de buriti (Mauritia flexuosa L; ) para produção de etanol de segunda geração; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Mateus Felipe Lourêdo Araújo

Composição química da casca e polpa de buriti (Mauritia flexuosa L; ); 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Philipe Luan Brito

Determinação multiparamétrica de variáveis enológicas em uvas viníferas com uso de espectrometria na região do infravermenlho próximo; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Érica de Fátima Rodrigues

Desenvolvimento tecnológico de tempero culinário a partir de farinha obtida da polpa de pequi (Caryocar brasiliense Camb; ); 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Thalita Ferreira Almeida

Elaboração tecnológica de molho de pimenta biquinho; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Dayane Kelly Borges

Produção de bebida láctea fermentada de soro de leite de cabra saborizada com araticum ( Annona crassiflora Mart; ); 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Alice Lopes de Macedo

Avaliação da torta de mamona (Ricinus comunnis L) para a produção de bioetanol; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Lidianny Aparecida Godinho Pego

Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ariane Costa Rodrigues

Influência do modo de preparo do mosto sob o perfil do bioprocesso de produção de fermentado alcoólico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg; ); 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ramon Geraldo Campos Silva

Otimização de pré-tratamento ácido da torta de girassol (Helianthus annus L; ) para produção de etanol de segunda geração; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Rayane Kunert Langbehn

Otimização do processo de pré-tratamento ácido da torta de corda-de-viola (Ipomoea triloba L; ) para produção de bioetanol; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Nathália de Andrade Neves

Avaliação de Processo de Termovinificação das Variedades Merlot e Pinot Noir com Leveduras Imobilizadas; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Agrárias) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Karen Paola Froes Dias

Avaliação do potencial de 20 clones de batata-doce (Ipomoea batatas) para a produção de bioetanol no Alto Vale do Jequitinhonha-MG; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Augusto Abras Gomes Munayer

Produção de hidrolases lignocelulolíticas por fermentação em estado sólido com uso de fungos filamentosos e de resíduos da agroindústria de óleos vegetais; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Rayane Kunert Langbehn

Avaliação do potencial do sorgo sacarino integral para produção de bioetanol; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Tamarah Láuar Rocha

Desenvolvimento de processo de produção de bioetanol de segunda geraçao a partir de casca de eucalipto (Eucalyptus cloeziana); 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Flávia Kênia Pinheiro Alves

Produção de xilanase com microrganismos naturalmente ocorrentes usando resíduos agroindustriais como substrato; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ramon Geraldo Campos Silva

Avaliação de resíduos agroindustriais para a produção de bioetanol: torta de girassol; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Philipe Luan Brito

Diagnóstico da qualidade química dos vinhos produzidos em Minas Gerais; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Rayane Kunert Langbehn

Produção de etanol de segunda geração a partir de bagaço de sorgo sacarino; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Fernanda Amaral Giancott

Desenvolvimento de Metodologia Quimiométrica Baseada em Espetroscopia na Região do Infravermelho Próximo para Determinação de Atividade Antioxidante em Vinhos; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Nutrição) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ricardo Salviano dos Santos

Avaliação do aproveitamento do resíduo da extração de óleo de pinhão-manso para a produção de bioetanol; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ariane Costa Rodrigues

Aproveitamento biotecnológico da jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg; ) para elaboração de vinagre; 2010; Iniciação Científica - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Angeliane Deane Reis

Caracterização física e química de frutos encontrados no bioma cerrado com potencial para elaboração de alimentos de carater biotecnologico; 2010; Iniciação Científica - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Camila Silva Bibiano

Diagnóstico da qualidade química dos vinhos produzidos em Minas Gerais; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Amanda Cristina Araújo Rodrigues

Sacarificação e Fermentação Simultâneas da Torta de Macaúba (Acrocomia aculeata L; ); 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Milton Spencer Gonçalves Neto

Caracterização Química dos Óleos de Pequi, Macaúba e Pinhão Manso; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Nathália de Andrade Neves

Termovinificação de Vitis vinifera, variedades Merlot, Cabernet Sauvignon e Pinot Noir, cultivadas em Diamantina; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Agrárias) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Alice Lopes Macedo

Avaliação do aproveitamento de resíduos da extração de óleo de oleaginosas do cerrado mineiro (no contexto do biodiesel) para a produção de bioetanol: mamona; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Giselda Moreira Prado

Torta de mamona (Ricinus communis): problemas e soluções; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Alice Lopes Macedo

Avaliação do aproveitamento de resíduos da extração de óleo de oleaginosas do cerrado mineiro (no contexto do biodiesel) para a produção de bioetanol: pequi; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Camila Cristina Pereira de Souza

Torta de mamona (Ricinus communis): problemas e soluções; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Juliana Teixeira Nascimento

Sacarificação de torta de mamona (Ricinus communis) por rotas ácida e enzimática para a bioconversão em etanol; ; 2005; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Patrícia Claudio Nolasco

Avaliação da Produção de Xilanases por Pichia pastoris GS 115 em Biorreator Conduzido sob Batelada Alimentada; 2005; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Priscila Mesquita de Sousa

Avaliação analítica da produção de fatores de virulência durante o processo de biossíntese de ramnolipídeos por Pseudomonas aeruginosa; ; 2002; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Farmacia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Priscila Mesquita de Sousa

Uso do biosenso Chromobacterium violaceum CV026 para dosagem e acompanhamento da síntese de homoserina lactonas em cultura de Pseudomonas aeruginosa; 2001; Iniciação Científica; (Graduando em Farmacia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ana Paula Wasilewska Sampaio

Avaliação de fontes de carbono e nitrogênio para a produção de biossurfactante por Pseudomonas aeruginosa; 2000; Iniciação Científica; (Graduando em Farmacia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Jussara Joaquim Bezerra Assis

Programa de Incentivo à Formação Científica de Alunos do Continente Africano: Produção de álcool de mandioca (Manihot esculenta); 2013; Orientação de outra natureza; (Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Eufrasia Liria Miguel Bartolomeu

Programa de Incentifo à Formação Científica de Estudantes Africanos: produção de etanol a partir de mandioca (Manihot esculenta); 2013; Orientação de outra natureza; (Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Hércio Walter Emílio

Programa de Incentivo à Formação de Alunos Africanos: produção de etanol de mandioca (Manihot esculenta); 2013; Orientação de outra natureza; (Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Emília da Conceição Antônio Katombela

Programa de Incentivo à Formação de Alunos Africanos: produção de álcool de mandioca (Manihot esculenta); 2013; Orientação de outra natureza; (Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Eugênio Sanga Sebastião

Programa de Incentivo à Formação de Alunos Africanos: produção de álcool de mandioca (Manihot esculenta); ; 2013; Orientação de outra natureza; (Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Kiesse Pedro André Alberto

Programa de Incentivo à Formação de Alunos Africanos: produção de álcool de mandioca (Manihot esculenta); ; 2013; Orientação de outra natureza; (Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ahmed Bonito Napoleão

Programa de Incentivo à Formação de Alunos Africanos: produção de álcool de mandioca (Manihot esculenta); ; 2013; Orientação de outra natureza; (Química) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Maraisa Kassila Oliveira Fernandes

Controle de Qualidade em Vinificação de Vinhos Tintos; 2011; Orientação de outra natureza; (Bacharelado em Ciência e Tecnologia de Laticínio) - Universidade Federal de Viçosa, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Maria Emília Rodrigues Valente

Desenvolvimento de rotinas laboratoriais em química enológica; 2011; Orientação de outra natureza - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Diego Dias Carneiro

Controle de qualidade em processos de vinificação; 2010; Orientação de outra natureza - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Ricardo Salviano dos Santos

Microvinificação de vinhos tintos e brancos tranquilos e fermentados alcoólicos de frutas; 2010; Orientação de outra natureza - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Daiane dos Santos Borges

Monitoria na disciplina de Bioquímica; 2009; Orientação de outra natureza; (Enfermagem) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK; Orientador: Alexandre Soares dos Santos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Enrique Guillermo Oestreicher Abarzua

Copurificação e Utilização de Duas Desidrogenases de Saccharomyces cerevisiae na Redução Enantiosseletiva de Beta-Cetoésteres Pró-Quirais; 2000; Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Enrique Guillermo Oestreicher Abarzua;

Reginaldo Ramos de Menezes

Copurificação e utilização de duas desidrogenases de Saccharomyces cerevisiae na redução enantiossseletiva de beta-cetoésteres pró-quirais; 2000; Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Reginaldo Ramos de Menezes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • 2019 ALMEIDA, LUCIANA GOMES FONSECA DE ; PARRELLA, RAFAEL AUGUSTO DA COSTA ; SIMEONE, MARIA LÚCIA FERREIRA ; RIBEIRO, PEDRO CÉSAR DE OLIVEIRA ; DOS SANTOS, ALEXANDRE SOARES ; DA COSTA, ALEXANDRE SYLVIO VIEIRA ; GUIMARÃES, AMANDA GONÇALVES ; SCHAFFERT, ROBERT EUGENE . Composition and growth of sorghum biomass genotypes for ethanol production. BIOMASS & BIOENERGY , v. 122, p. 343-348, 2019.

  • 2019 Teixeira, D A ; SANTOS, A. S. ; PANTOJA, L. A. ; Brito, P L ; Costa, A S V . Production of Second Generation Ethanol from Water Hyacinth: A Review. REVISTA VIRTUAL DE QUÍMICA , v. 11, p. 127-143, 2019.

  • 2019 Aguilar-Aguilar, F A ; Longoria, A. ; Juantorena-Ugas, A. ; SANTOS, A. S. ; PANTOJA, L. A. ; Sebastian, P. J. . Optimization of Hydrogen Yield from the Anaerobic Digestion of Crude Glycerol and Swine Manure. Catalysts , v. 9, p. 316-333, 2019.

  • 2019 Almeida, L G F ; Parrela, R. A. C. ; Simeone, M. L. F. ; Ribeiro, P. C. O. ; Barbosa, G. M. P. ; Brito, P L ; Costa, A. S. V. ; SANTOS, A. S. . Characterization of cell wall polysaccharides and cellulosic ethanol potential in genotypes of sorghum biomass. INTERNATIONAL JOURNAL OF DEVELOPMENT RESEARCH , v. 9, p. 26810-26820, 2019.

  • 2018 MATOS, J. P. ; SOUZA, K. R. ; SANTOS, A. S. ; PANTOJA, L. A. . FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA DE HIDROLISADO HEMICELULÓSICO DE TORTA DE GIRASSOL POR Galactomyces geotrichum UFVJM-R10 E Candida akabanensis UFVJM-R131. QUIMICA NOVA , v. 41, p. 23-29, 2018.

  • 2018 Valinhas, R V ; PANTOJA, L. ; Maia, A C F ; Miguel, M G C P ; VANZELA, A. P. F. C. ; Nelson, DL ; SANTOS, A. S. . Xylose fermentation to ethanol by new Galactomyces geotrichum and Candida akabanensis strains. PeerJ , v. 6, p. e4673, 2018.

  • 2018 RODRIGUES, P. R. ; ARAUJO, M. F. L. ; Rocha, T L ; Veloso, R V S ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Evaluation of buriti endocarp as lignocellulosic substrate for second generation ethanol production. PEERJ PREPRINTS , v. 1, p. 6:e26777v1, 2018.

  • 2018 Almeida, K E C ; Souza, T T C ; Costa, A L ; SANTOS, A. S. ; Laia, M. L. . Near-infrared spectroscopy for the evaluation and prediction of injuries associated with the attack of Thaumastocoris peregrinus (Carpintero & Dellapé) in Eucalyptus camaldulensis (Dehnh). Scientia Forestalis , v. 46, p. 9-16, 2018.

  • 2018 BONFA, C. S. ; Guimarães, C G ; Evangelista, A R ; SANTOS, A. S. ; PANTOJA, L. A. ; Castro, G H F . Evaluation of sugarcane silages added with macaúba cake. ACTA SCIENTIARUM. ANIMAL SCIENCES , v. 40, p. 1-6, 2018.

  • 2018 Monção, F S ; Sartori, M L ; Veloso, R V S ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Microalgae and Biofuels: Integration of Productive Chains. REVISTA VIRTUAL DE QUÍMICA , v. 10, p. 999-1017, 2018.

  • 2018 GUIMARÃES, CÍNTIA GONÇALVES ; BONFÁ, CAROLINE SALEZZI ; EVANGELISTA, ANTÔNIO RICARDO ; SANTOS, ALEXANDRE SOARES DOS ; PANTOJA, LÍLIAN DE ARAÚJO ; CASTRO, GUSTAVO HENRIQUE DE FRIAS . Fermentation characteristics of elephant grass silages with macaúba cake . ACTA SCIENTIARUM. ANIMAL SCIENCES , v. 40, p. 42523, 2018.

  • 2018 RODRIGUES, PLÍNIO R. ; ARAÚJO, MATEUS F.L. ; ROCHA, TAMARAH L. ; VELOSO, RONNIE VON S. ; PANTOJA, LÍLIAN A. ; Santos, Alexandre S. . Evaluation of buriti endocarp as lignocellulosic substrate for second generation ethanol production. PeerJ , v. 6, p. e5275, 2018.

  • 2017 Lopes, E D ; SANTOS, A. S. ; Laia, M. L. . INFLUÊNCIA DO ESPAÇAMENTO DE PLANTIO NA PRODUÇÃO ENERGÉTICA DE CLONES DE Corymbia e Eucalyptus. Floresta (Online) (Curitiba) , v. 47, p. 95-104, 2017.

  • 2017 BRITO, PHILIPE LUAN ; DE AZEVEDO FERREIRA, CRISLEY MARA ; SILVA, ANDRÉ FELIPE FERREIRA ; PANTOJA, LÍLIAN DE ARAÚJO ; NELSON, DAVID LEE ; DOS SANTOS, ALEXANDRE SOARES . Hydrolysis, Detoxification and Alcoholic Fermentation of Hemicellulose Fraction from Palm Press Fiber. Waste and Biomass Valorization , v. 1, p. 1-12, 2017.

  • 2017 CRUZ, M.C.M. ; MOREIRA, R.A. ; FAGUNDES, M.C.P. ; Santos, A.S. ; OLIVEIRA, J. ; Souza, J.R.S. . Qualidade de amora-preta produzidaem diferentes épocas em condições de clima temperado úmido. REVISTA BRASILEIRA DE CIENCIAS AGRARIAS , v. 12, p. 142-147, 2017.

  • 2017 Aguilar-Aguilar, F A ; Nelson, DL ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Study of Anaerobic Co-digestion of Crude Glycerol and Swine Manure for the Production of Biogas. REVISTA VIRTUAL DE QUÍMICA , v. 9, p. 2383-2403, 2017.

  • 2017 Viana, D J S ; Pinto, S S S ; Dias, K P F ; Nelson, DL ; PANTOJA, L. A. ; PINTO, N. A. V. D. ; Andrade Junior, V C ; SANTOS, A. S. . Evaluation of productivity of sweet potato genotypes for first and second generation bioethanol production. AFRICAN JOURNAL OF BIOTECHNOLOGY , v. 16, p. 2289-2298, 2017.

  • 2017 Santos, R. S. ; Macedo, A. L. ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Composition, enzymatic saccharification and fermentability of jatropha cake for bioethanol production. AMBIÊNCIA , v. 13, p. 271-283, 2017.

  • 2016 SOARES DOS SANTOS, ALEXANDRE ; PEREIRA JR, Nei ; FREIRE, DENISE M.G. . Strategies for improved rhamnolipid production by PA1. PEERJ , v. 4, p. e2078, 2016.

  • 2016 RODRIGUES, ÉRICA DE FÁTIMA ; PANTOJA, LÍLIAN DE ARAÚJO ; SOARES, MARIANA BATISTA ; NELSON, DAVID LEE ; SANTOS, ALEXANDRE SOARES DOS . Development of bouillon cubes from souari nut pulp: formulation and physicochemical and sensorial evaluations. Brazilian Journal of Food Technology (Online) , v. 19, p. e2015054, 2016.

  • 2016 SILVA, ISADORA FERREIRA ; LANGBEHN, RAYANE KUNERT ; SILVA, RAMON GERALDO CAMPOS ; PANTOJA, LÍLIAN DE ARAÚJO ; VANZELA, ANA PAULA FIGUEIREDO CONTE ; SANTOS, ALEXANDRE SOARES DOS . α-Amylase production by Bacillus amyloliquefaciens utilizing macauba cake ( Acrocomia aculeata ) and peach palm flour ( Bactris gasipaes - kunth) as substrates. Biocatalysis and Biotransformation (Print) , v. 34, p. 1-7, 2016.

  • 2015 Santos, R. S. ; Pimenta, J L ; Coura, A P ; Macedo, A. L. ; VANZELA, A. P. F. C. ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Avaliação de coprodutos sólidos da cadeia do biodiesel como fonte de carbono para produção de enzimas holocelulolíticas sintetizadas por Aspergillus tubingensis AN1257. Revista SODEBRAS , v. 10, p. 11-16, 2015.

  • 2015 SANTOS, A. S. ; PEREIRA JR, Nei ; FREIRE, D. M. G. . Strategies for improved rhamnolipid production by Pseudomonas aeruginosa PA1. PEERJ PREPRINTS , v. 1, p. 3:e1798, 2015.

  • 2014 MOREIRA, R. A. ; CRUZ, M. C. M. ; FAGUNDES, M. C. P. ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Carboidratos foliares durante a floração e os estádios iniciais de crescimento de frutilhos em tangerineira 'Ponkan'. Pesquisa Agropecuária Brasileira (1977. Impressa) , v. 49, p. 34-39, 2014.

  • 2014 Santos, R. S. ; Macedo, A. L. ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Bioethanol from Jatropha Seed Cakes Produced by Acid Hydrolysis Followed by Fermentation with Baker?s Yeast. International Journal of Applied Science and Technology , v. 4, p. 111-117, 2014.

  • 2013 MOREIRA, R. A. ; RAMOS, J. D. ; CRUZ, M. C. M. ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Carbohydrate levels in the leaves and production consistency of the Ponkan tangerine when thinned out with Ethephon. Revista Ciência Agronômica (UFC. Online) , v. 44, p. 571-577, 2013.

  • 2013 MOREIRA, R. A. ; RAMOS, J. D. ; CRUZ, M. C. M. ; PANTOJA, L. A. ; SANTOS, A. S. . Leaf carbohydrates in ?Ponkan? mandarin fruit quality under chemical. Acta Scientiarum. Agronomy (Impresso) , v. 35, p. 349-356, 2013.

  • 2013 ANDRADE NEVES, NATHÁLIA ; ARAÚJO PANTOJA, LÍLIAN ; SANTOS, ALEXANDRE SOARES . Thermovinification of grapes from the Cabernet Sauvignon and Pinot Noir varieties using immobilized yeasts. European Food Research & Technology (Print) , v. 238, p. 79-84, 2013.

  • 2012 Ribeiro, M. C. ; Vilas Boas, E.V.B. ; Riul, T. R. ; Pantoja, L. ; Marinho, H. A. ; Santos, A.S. . Influence of the extraction method and storage time on the physicochemical properties and carotenoid levels of pequi (Caryocar brasiliense Camb.) oil. Ciência e Tecnologia de Alimentos (Impresso) , v. 32, p. 386-392, 2012.

  • 2012 FARIA, E. O. ; LOPES, A. C. V. ; SOUTO, D. E. P. ; Leite, F. F. R. ; LUZ, R. C. S. ; DAMOS, F. S. ; SANTOS, A. S. ; FRANCO, D. L. ; Santos, W. T. P. . Simultaneous determination of caffeine and acetylsalicylic acid in pharmaceutical formulations using boron-doped diamond Film electrode by differential pulse voltammetry. Electroanalysis (New York, N.Y.) , v. 24, p. 1-6, 2012.

  • 2012 Rocha, R L ; Miranda, J. L. ; Lima, N L ; Ferreira, F O ; Marinho, S A ; SANTOS, A. S. ; Verli, F D . Effect of topical propolis and dexamethasone on the healing of oral surgical wounds. Wound Healing Southern Africa , v. 5, p. 25-30, 2012.

  • 2012 LOPES JÚNIOR, ANTÔNIO CARLOS V. ; LUZ, RITA DE CÁSSIA SILVA ; DAMOS, FLÁVIO S. ; Santos, Alexandre S. dos ; FRANCO, DIEGO L. ; SANTOS, WALLANS T. PIO DOS . Determination of sildenafil citrate (Viagra®) in various pharmaceutical formulations by flow injection analysis with multiple pulse amperometric detection. Journal of the Brazilian Chemical Society (Impresso) , v. 23, p. 1800-1806, 2012.

  • 2012 RICARDO, LOPES-ROCHA . Effects of propolis on lingual mucosa response of hamsters submitted to experimental carcinogenesis. Zhongxiyi Jiehe Xuebao / Journal of Chinese Integrative Medicine (English) , v. 10, p. 1443-1450, 2012.

  • 2011 Macedo, A. L. ; Santos, R. S. ; Pantoja, L. ; Santos, A.S. . Pequi cake composition, hydrolysis and fermentation to bioethanol. Brazilian Journal of Chemical Engineering (Impresso) , v. 28, p. 9-15, 2011.

  • 2009 Pantoja, L. ; PINTO, N. A. V. D. ; Lopes, C.O. ; Gandra, R. ; Santos, A.S. . Caracterização física e físico-química de frutos de duas variedades de tamarilho oriundas do Norte de Minas Gerais. Revista Brasileira de Fruticultura (Impresso) , v. 31, p. 916-919, 2009.

  • 2009 Macedo, A. L. ; Santos, R. S. ; Pantoja, L. ; PINTO, N. A. V. D. ; Santos, A.S. . Avaliação do Aproveitamento do Resíduo Sólido da Extração de Óleo de Mamona (Ricinus communis L.) para Produção de Bioetanol. Revista de Estudos Universitárias (Sorocaba) , v. 35, p. 75-85, 2009.

  • 2009 Rocha, D. R. C. ; PEREIRA JÚNIOR, G. A. ; Vieira, G. ; Pantoja, L. ; Santos, A.S. ; PINTO, N. A. V. D. . Macarrão adicionado de ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata MIller) desidratado. Alimentos e Nutrição (UNESP. Marilia) , v. 19, p. 459-465, 2009.

  • 2008 Melo, W. C. ; SANTOS, A. S. ; Santa ANNA, L. M. ; PEREIRA JR, Nei . Acid and Enzymatic Hydrolysis of the Residue from Castor Bean (Ricinus communis L.) Oil Extraction for Ethanol Production: Detoxification and Biodiesel Process Integration. Journal of the Brazilian Chemical Society (Impresso) , v. 19, p. 418-425, 2008.

  • 2008 Melo, W. C. ; Silva, D. B. ; Santa Anna, Lidia M. M. ; Santos, A.S. ; PEREIRA JR, Nei . Produção de etanol a partir de torta de mamona (Ricinus communis L.) e avaliação da letalidade da torta hidrolisada para camundongo. Química Nova , v. 31, p. 1104-1106, 2008.

  • 2006 FERREIRA, Verônica ; Nolasco, Patricia C. ; Castro, Aline M. ; Silva, Juliana N. C. ; Santos, Alexandre S. ; DAMASO, Mônica Caramez Triches ; PEREIRA JR, Nei . Evaluation of Cell Recycle on Thermomyces lanuginosus Xylanase A Production by Pichia pastoris GS 115. Applied Biochemistry and Biotechnology , United States of America, v. 129, n.1-3, p. 226-233, 2006.

  • 2006 Ciapina, Elisa M. P. ; Melo, Walber C. ; Santa Anna, Lidia M. M. ; Santos, Alexandre S. ; Freire, Denise M. G. ; Pereira, Jr, Nei . Biosurfactant Production by Rhodococcus erythropolis Grown on Glycerol As Sole Carbon Source. Applied Biochemistry and Biotechnology , United States of America, v. 131, n.1-3, p. 880-886, 2006.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SANTOS, A. S. . Avaliação adhoc de proposta de pesquisa apresentada à FAPDF, em resposta a um edital de demanda espontânea.. 2007.

SANTOS, A. S. . Revisão de manuscritos submetidos ao ENPROMER 2005. 2005.

MENEZES, R. R. ; ELEUTHERIO, E. C. A. ; SANTOS, A. S. . Inovação tecnológica da dosagem da atividade da enzima glicose-6-fosfat0 desidrogenase em condições de estresse oxidativo usando a interface espectrofotômetro-computador, automatizando a captação de dados.. 1999.

VIANA, M. ; Santos, A.S. . Programa de Entrevistas: 'Painel Livre'. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Santos, A.S. . site do Progrma de Pós-graduação em Bicombustíveis UFVJM-UFU. 2013. (Site).

Fabris, J. D. ; Hernándes-Terrones, M G ; Santos, A.S. . Química de Biocombustíveis. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Pantoja, L. ; Santos, A.S. . Elaboração de bebidas alcoólicas fermentadas a partir de frutos tropicais. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Santos, A.S. ; Pantoja, L. ; PINTO, N. A. V. D. . Relatório final de atividades e resultados. 2009. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, A. S. . Bioquímica Fundamental. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Página da Web).

SANTOS, A. S. ; PEREIRA JR, Nei . Cromatografia Gasosa: Acompanhamento de Bioprocessos e Caracterização de Bioprodutos. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SANTOS, A. S. . Cromatografia Líquida de Alta Performance. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2018

    Produção, Caracterização e Uso de Celulases de Aspergillus tubingensis para a Produção de Etanol de 2ª Geração, Descrição: O Brasil tornou-se reconhecido mundialmente por suas políticas, ações e realizações na área de energia renovável. Nesse cenário destacou-se na produção de energia hidroelétrica e na fabricação de etanol de cana-de-açúcar. Na década passada perdeu a dianteira na produção de etanol para os Estados Unidos, que usa o milho como matéria-prima. No final do século passado foi iniciada outra corrida, onde a meta tornou-se produzir etanol de segunda geração, o etanol de biomassa lignocelulósica. O gargalo fundamental para produção de etanol lignocelulócico é a produção em escala, e a baixo custo, de enzimas celulolíticas, utilizadas em uma das etapas de produção do álcool. O projeto de que trata essa proposta parte de experiência prévia de seleção de microrganismo e de resíduo agroindustrial para a produção de enzimas do complexo celulolítico. Foi demonstrado como promissor o uso combinado de uma linhagem de Aspergillus tubingensis e da torta de caroço de algodão para a produção de celulases. Portanto, como desdobramento natural desse trabalho de pesquisa, pretende-se agora avaliar parâmetros de processo em reator instrumentado para basear possível escalonamento da produção. Em um contexto mais amplo vislumbra-se a integração das indústrias produtoras de biocombustíveis (etanol e biodiesel), onde o conceito de biorrefinaria permearia tais pólos com intercâmbio de produtos e coprodutos, com vantagens comerciais para ambos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Ricardo Salviano dos Santos - Integrante / Ilva de Fátima Souza - Integrante / Lílian de Araújo Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 3

  • 2012 - 2014

    Produção de Celulases Fúngicas por Fermentação em Estado Sólido com Resíduos da Cadeia Produtiva do Biodiesel, Descrição: Este projeto tem por objetivo geral contribuir com o novo paradigma de desenvolvimento industrial sustentável, criando bases para a utilização das biomassas derivadas de processos agroindustriais, em particular da indústria do biodiesel, minimizando o impacto ambiental decorrente de sua geração e agregando valor aos resíduos produzidos. O objetivo principal deste projeto é desenvolver tecnologias para a produção de CELULASES a partir de tortas/farelos derivados do processamento de oleaginosas utilizadas pela cadeia produtiva do biodiesel.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ricardo Salviano dos Santos - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2014

    Avaliação da atividade antioxidante em vinhos e vinagres de jabuticaba (Myrciaria cauliflora berg.), Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 8

  • 2010 - 2012

    Estabilidade química de geléia de beterraba (Beta vulgaris), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é um tubérculo com importantes propriedades nutricionais e antioxidantes. Seu uso na culinária ainda é restrito ao consumo in natura ou cozida. Segundo Bianchi e Antunes (1999) os danos induzidos pelos radicais livres podem afetar muitas moléculas biológicas, incluindo os lipídeos, as proteínas, os carboidratos e as vitaminas presentes nos alimentos. Evidências têm sido acumuladas indicando que uma dieta rica em antioxidantes reduz os riscos das principais doenças humanas. Sendo assim, neste trabalho têm-se por objetivo avaliar a estabilidade química de geléias de beterraba. As geléias serão elaboradas a partir de polpa crua e cozida. A cada 30 dias, por um período de até 180 dias, as geléias serão avaliadas quanto ao pH, acidez total, sólidos solúveis totais, compostos fenólicos, betaxantinas e betacianinas. Espera-se obter como resultado, informações sobre a qualidade nutricional e teor de antioxidantes de geléias de beterraba e assim contribuir para inserção de mais um produto alimentício saudável no mercado. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Fabiula Fernandes de Souza - Integrante / Paulo César de Resende Andrade - Integrante., Número de produções C, T & A: 2

  • 2010 - 2012

    Avaliação do potencial antioxidante em vinhos de jabuticaba (Myrciária cauliflora Berg.), Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Anna Karolina Cruz Duarte - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Caracterização física e química de frutos encontrados no bioma cerrado com potencial para elaboração de alimentos de carater biotecnologico, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ricardo Salviano dos Santos - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Angeliane Deane Reis - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Produção de bioetanol, celulases e amilases a partir da glicerina e resíduos ou co-produtos sólidos derivados da cadeia produtiva do biodiesel, Descrição: Este projeto tem por objetivo geral contribuir com o novo paradigma de desenvolvimento industrial sustentável, criando bases para a utilização das biomassas derivadas de processos agroindustriais, em particular da indústria do biodiesel, minimizando o impacto ambiental decorrente de sua geração e agregando valor aos resíduos produzidos. O objetivo principal deste projeto é, portanto, desenvolver tecnologias para a produção de bioetanol e enzimas a partir de resíduos/coprodutos do processamento de oleaginosas utilizadas pela cadeia produtiva do biodiesel.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Nei Pereira Jr - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5

  • 2007 - 2010

    Avaliação do aproveitamento de resíduos da extração de óleo de oleaginosas do cerrado mineiro (no contexto do biodiesel) para a produção de bioetanol, Descrição: Este projeto inclui etapas de caracterização dos resíduos amiláceos derivados da industria do biodiesel, ou potenciais alvos desta industria. Está focalizado em vegetais típicos do cerrado, como o pequi, a macaúba e o buriti. No desemvolvimento de processo para a produção do bioetanol serão estudados os eventos de sacarificação e fermantação buscando a otimização de rendimentos. Pretende-se buscar a integração entre os polos da indústria de biocombustíveis (bioetanol e biodiesel) gerando informações que comtribuam para a agregação de valor aos processos, diminuindo a produção de rejeitos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 25 / Número de orientações: 6

  • 2007 - 2009

    Avaliação da influência dos métodos de conservação pós-colheita por uso de biofilme e cloreto de cálcio nas características sensoriais do morango, Descrição: Na região do alto vale do Jequitinhonha, em municípios circunvizinhos a Diamantina, o cultivo do morango tem tido sucesso e contribuído para o aumento da renda do pequeno agricultor familiar. No entanto, sabe-se que o morango apresenta um alto grau de perecibilidade e, consequentemente, apresenta um prazo curto para a comercialização. O desenvolvimento e implementação de tecnologia adequada de incremento da vida pós-colheita permitirá a expansão dessa cultura agrícola. Diante disso, o presente trabalho objetiva avaliar a influência da utilização de biofilmes de fécula de mandioca e uso de cloreto de cálcio, como agentes conservantes, na qualidade sensorial de morangos cultivados no Alto Vale do Jequitinhonha (cv. Ozo Grande). Os tratamentos aplicados serão combinados com diferentes temperaturas de estocagem (ambiente, -1ºC e 4ºC) e a embalagem dos frutos feita com filme PVC. Os frutos submetidos aos tratamentos pós-colheita serão monitorados a cada três dias durante um período de 15 dias, quanto as suas características microbiológicas e sensoriais (aceitabilidade e perfil de características).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2007 - Atual

    Avaliação do Potencial de Frutos Encontrados no Cerrado para Elaboração de Bebidas Alcoólicas Fermentadas com Leveduras Imobilizadas, Descrição: O desenvolvimento de novos produtos é uma prática imprescindível para a sobrevivência da maioria das empresas. Esse desafio também é aplicado ao crescimento da agroindústria e da indústria de alimentos. Sendo assim, há necessidade de pesquisas que possibilitem novas formas de uso de matérias-primas para expansão e diversificação do mercado de alimentos. Estudos relacionados à aplicação ou aproveitamento de frutos cultivados na região do cerrado mineiro ainda são incipientes, principalmente no que diz respeito à elaboração de bebidas alcoólicas fermentadas. Com o objetivo de explorar as culturas existentes na região do Vale do Jequitinhonha, criando uma alternativa para o aproveitamento desses frutos, serão estudados vários frutos com ênfase no desenvolvimento de bebidas alcoólicas fermentadas e fermento-destiladas. A seleção de frutos com potencial para elaboração de bebidas fermentadas atenderá a características de fermentabilidade, aspectos físicos e físico-químicos. Os frutos que apresentarem as melhores características serão selecionados para elaboração de bebidas fermentadas e fermento-destilada.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lilian Pantoja de Oliveira - Coordenador / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.

  • 2006 - 2008

    Produção de Biossurfactante do Tipo Trealose-lipídeo para Aplicação no Tratamento de Borras Oleosas, Descrição: Trealose-lipídeos são surfactantes biodegradáveis produzidos por bactérias não patogênicas do gênero Rhodococcus. Esses biossurfactantes, como os outros de sua classe, apresentam-se como um produto de potencial aplicação nos setores de reparo ambiental e setores da indústria de petróleo. Em função de suas propriedades surfactantes, os trealose-lipídeos poderão ser usados na recuperação melhorada de petróleo, solubilização de borras em tanques de armazenamento, prevenção ou remoção de depósitos parafínicos em colunas de produção de poços de petróleo, transporte de óleo pesado e, em processos ou produtos das industriais de química fina e farmacêutica. Nossos objetivos e metas são: 1- A seleção de cepas não patogênicas do gênero Rhodococcus, produtoras de trealose-lipídeos; 2- A otimização de um meio de cultivo para incrementar a produção de trealose-lipídeos por Rhodococcus sp: 3- O estudo e seleção do modo de condução do processo em biorreator de bancada: 4- A caracterização estrutural das espécies de trealose-lipídeos produzidas. 5- A determinação das propriedades surfactantes do produto obtido. 6- A aplicação do meio contendo trealose-lipídeos para a lavagem ex situ de solo impactado com borra oleosa oriunda do processamento de petróleo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lidia Maria Santa Anna - Integrante / Nei Pereira Jr - Coordenador / Denise Maria Guimarães Freire - Integrante., Financiador(es): Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguêz de Mello - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2000 - 2003

    Produção de biosurfactantes para biorremediação de solos impactados com petróleo, Descrição: Produção de biosurfactantes do tipo raminolipideos por Pseudomonas sp para biorremediação de solos impactados com petróleo. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lidia Maria Santa Anna - Integrante / Nei Pereira Jr - Integrante / Denise Maria Guimarães Freire - Coordenador / Geraldo Lpippel Sant´Anna Jr - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa / Agência Nacional do Petróleo - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3

  • 1996 - Atual

    Obtenção de Blocos Quirais de Construção Mediante Uso de Desidrogenases, Descrição: O objetivo do presente projeto é a síntese de blocos quirais de construção para obtenção de moléculas com atividade biológica, tais como, feromônios, antibióticos, agentes beta-bloqueadores etc. As enzimas utilizadas são desidrogenases nicotinamídicas tais como: álcool desidrogenases de várias fontes, L-lactato desidrogenase, L-alanina desidrogenase, beta-ceto-ester óxido redutase etc.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Reginaldo Ramos de Menezes - Integrante / Gerson Ferreira Pinto - Integrante / ENRIQUE GUILLERMO OESTREICHER ABARZUA - Coordenador / LUCIA MOREIRA CAMPOS PAIVA - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ministério da Educação - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 8

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante.Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Aproveitamento Biotecnológico de jabuticaba (Myrciaria cauliflora Berg) para elaboração de Vinagre, Descrição: O vinagre é um produto que possui propriedades nutricionais oriundas da fruta e da própria fermentação alcoólica, utilizado na alimentação como condimento, para atribuir sabor e aroma aos alimentos, como conservante de alguns alimentos e como amaciantes de carnes e legumes. De acordo com a legislação brasileira fermentado acético é o produto com acidez volátil mínima de quatro gramas por cem mililitros, expressa em ácido acético, obtido da fermentação acética do fermentado alcoólico de mosto de fruta, de cereal, de outros vegetais, de mel, da mistura de vegetais ou da mistura hidroalcoólica, adicionado opcionalmente: de vegetal, de partes de vegetal, de extrato vegetal aromático, de suco, de aroma natural, de condimento, ou da mistura de um ou mais produtos definidos. No contexto do vale do Jequitinhonha, Com a perspectiva de agregar valor a jabuticaba, fruto muito perecível,com alta produtividade geralmente utilizado para consumo in natura , este trabalho tem por objetivo elaborar vinagre de jabuticaba a partir de bebidas com teor alcoólico mínimo de 10 %, oriundas de diferentes formas de preparo do mosto de jabuticaba. A fermentação acética será realizada, em fermentador com capacidade para 5 L, utilizando vinagre forte não pasteurizado como inoculo. O processo fermentativo será monitora quanto ao pH, acidez, etanol, Yp/s, Qp e Ef. O produto será caracterizado quimicamente de acordo com o estabelecido na legislação e submetido a avaliação sensorial.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Ariane C. Rodrigues - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Implantação de Laboratório de Microvinivicação e Qualidade de Bebidas Fermentadas (LabVin), Descrição: Este projeto permitirá a implantação de estrutura laboratorial para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação técnica e acadêmica na área de vitivinicultura na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. O LabVin surge em atendimento às demandas do estado de Minas Gerais relacionadas à cadeia produtiva de uvas, vinhos e derivados. Objetivos específicos: i ? Construção de laboratório de pesquisa e controle de qualidade de processos e produtos da vitivinificação; ii ? Implantação de linhas de pesquisa em vitivinificação, em metodologia analítica enológica e qualidade de uvas, vinhos e outras bebidas fermentadas; iii ? Agregação de serviços de apoio a projetos vinícolas, análises certificadas de qualidade de uvas e vinhos e cursos especializados.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 9

  • 2010 - 2012

    Iogurte de frutos do cerrado: elaboração, caracterização química e sensorial, Descrição: Nos últimos 20 anos, a fabricação e o consumo de iogurte no Brasil cresceu de maneira considerável, sendo observado um aumento de 702% no consumo desde a década de 70. O iogurte, considerado um alimento funcional por conter fermentos probióticos, pode controlar e modular várias funções orgânicas, contribuindo para a manutenção da saúde. A utilização de leite de cabra na produção de iogurte é uma forma de atribuir maior uso terapêutico e medicinal ao produto em virtude das características diferenciais que este leite possui. Com base no descrito acima, o presente trabalho tem por objetivo elaborar e caracterizar iogurte de leite de cabra desnatado e integral, sabor de frutos do cerrado, com destaque para o pequi e cajá-manga. Estes frutos possuem excelente sabor e aroma, além de elevado valor nutricional. O desenvolvimento deste trabalho representa melhoria qualidade terapêutica e sensorial de iogurtes, bem como aproveitamento agroindustrial de frutos do cerrado com agregação de valor ao produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Coordenador / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Elaboração de bebida láctea através de culturas probióticas a partir de frutos do cerrado mineiro, Descrição: O mercado nacional aliado a busca dos consumidores por produtos inovadores e de qualidade, é perceptível que a produção de bebidas lácteas vem crescendo de maneira significativa no Brasil. As bebidas lácteas estão entre os alimentos probióticos, ou seja, que possuem microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro. O Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebidas Lácteas do Ministério da Agricultura (DAS/SIPOA) nº234 de dezembro de 1999, especifica que bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, fermentada ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea representa pelos menos 51% (m/m) do total dos ingredientes do produto.O Brasil é um grande produtor de leite, porém o desperdício do soro de leite, é muito grande, sendo este um produto de retém cerca de 55% dos nutrientes do leite. Dessa forma a utilização deste para a produção de bebidas lácteas, torna-se uma forma de agregar valor a esse subproduto tão nutritivo. Além disso, a adição de frutos ao produto contribui não só para minimizar as perdas pós-colheita, bem como para agregar valor aos frutos como pequi e araticum. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo a obtenção de bebida láctea utilizando frutos do cerrado e soro de leite, buscando produzir uma bebida altamente nutritiva e com sabor apreciável, trazendo inovações para o mercado alimentício brasileiro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Lidianny Aparecida Godinho Pêgo - Integrante / Daiane Kelly Borges - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2010 - Atual

    Elaboração de néctar misto de beterraba com laranja e avaliação de sua atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento, Descrição: A beterraba comum ou beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é uma raiz tuberosa de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Considerando que comumente a beterraba é consumida, cozida ou crua, na forma de saladas, o preparo de néctares base de beterraba constitui-se em uma alternativa viável para aumentar a variedade das formas de consumo. A laranja constitui-se em um fruto com consideravel teor de vitamina c e antioxidantes que tem grande aceitação por parte da população. O objetivo do projeto é a elaboração de néctares misto de beterraba com laranja, bem como, a avaliacao da permanencia da atividade antioxidante ao longo do tempo de armazenamento. A partir do suco de beterraba crua e cozida serão elaboradas as formulações dos néctares. Os néctares elaborados serão armazenados em garrafas plásticas sob refrigeração na ausência de luz. Serão analisados os atributos de pH, acidez total, acidez volátil, sólidos solúveis totais, açúcares totais, compostos fenólicos, flavonóides, antocianinas, betacianinas e betaxantinas em três diferentes épocas. A primeira avaliação acontecerá imediatamente após a obtenção dos néctares, a segunda, após 45 dias de armazenamento e a terceira após 90 dias de armazenamento. Espera-se obter nectares com boa qualidade química e alta atividade antioxidante.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lílian Pantoja - Integrante / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Samara Cristina Amorim - Integrante / Thalita Ferreira Almeida - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Elaboração e Caracterização Química de Geléia de beterraba (Beta vulgaris L.), Descrição: A beterraba vermelha (Beta vulgaris L.) é de grande importância para o consumo humano por tratar-se de alimento de alto valor nutritivo e com propriedades antioxidantes. Alimentos como a beterraba, embora importantes para a manutenção de uma dieta equilibrada, são geralmente rechaçados por crianças e jovens. Na prática culinária o uso da beterraba acontece, principalmente, na forma in natura, ou após cozimento, em saladas e sucos. Neste trabalho é proposto o uso da beterraba na forma de geléia como uma alternativa para aumentar o seu consumo. As geléias serão preparadas a partir de quatro formulações utilizando o suco de beterraba crua ou cozida, com diferentes concentrações de glicose e sacarose, adicionando 1,5% de pectina. Os sucos e as geléias oriundos de beterraba crua e cozida serão caracterizados quanto ao pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, flavonóides totais, compostos fenólicos totais, betacianinas e betaxantinas. Espera-se obter como resultado, geléias de beterraba com alta qualidade química, alto teor de antioxidantes, bom aspecto e dentro dos padrões de qualidade estabelecidos na legislação de geléia de frutas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Lílian Pantoja - Coordenador / Nathália de Andrade Neves - Integrante / Fernanda Amaral Giancott - Integrante / Ana Paula Figueiredo Conte Vanzela - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Aproveitamento Agroindustrial de Morangos Oriundos do Alto Vale do Jequitinhonha no Contexto da Agricultura Familiar, Descrição: Tal projeto tem por objetivo a elaboração de produtos a base de morangos classificados como não comercial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Lílian Pantoja - Integrante / Gilmar Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Avaliação da Qualidade Química e Nutricional de Néctar de Atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.), Descrição: A atemóia (Annona cherimola Mill. x Annona squamosa L.) é uma fruta hibrida pertencente à família Anonaceae, obtida através do cruzamento da pinha (Annona squomosa L. ) com a cherimólia (Annona cherimola Mill). Seu fruto apresenta sabor adocicado e aroma acentuado, tem bom rendimento em polpa e excelentes características tecnológicas para elaboração de produtos como néctar. Entretanto, prevalece seu consumo in natura, sendo necessários mais estudos científicos sobre diferentes formas de aproveitamento dessa cultura. Neste projeto objetiva-se a elaboração de néctar a partir da atemóia. Considerando não haver formulação estabelecida serão testadas diferentes formulações variando-se a concentração de polpa e açúcar a fim de obter a formulação ideal. O néctar oriundo da melhor formulação será caracterizado quanto a composição química (pH, acidez, sólidos solúveis totais, relação brix/acidez), nutricional (vitamina C, proteína, lipídios e energia) e sensorial (perfil de características e aceitabilidade).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Alexandre Soares dos Santos - Coordenador / Lilian Pantoja de Oliveira - Integrante / Nísia Andrade Villela Dessimoni Pinto - Integrante / Patrícia Campos - Integrante / Fernanda Azevedo - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - Remuneração., Número de produções C, T & A: 1

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2013

Prêmio Henrique Dumont - 3o Lugar - Modalidade Ciências Exatas - Trabalho: "Produção de hidrolases lignocelulolíticas por fermentação submersa com o uso de resíduos da agroindústria de óleos vegetais, Agência Regional de Gestão de Conhecimento e Inovação- INOVALES e CITEC/UFVJM.

2013

Prêmio Henrique Dumont - 1o Lugar - Modalidade Ciências Agrárias - Trabalho: "Desenvolvimento de geléia de beterraba vermelha", Agência Regional de Gestão de Conhecimento e Inovação- INOVALES e CITEC/UFVJM.

2013

Prêmio Henrique Dumont - 2o Lugar - Modalidade Ciências Agrárias - Trabalho: "Desenvolvimento de mistura pronta para bolo a base de farinha de pequi", Agência Regional de Gestão de Conhecimento e Inovação- INOVALES e CITEC/UFVJM.

2010

8º Prêmio Destaque do Ano na Iniciação Científica - 1º lugar: Ricardo Salviano dos Santos, da UFVJM, tendo como orientador o professor Alexandre Soares dos Santos, CNPq.

2008

Prêmio Especial 8º Congresso Nacional de Iniciação Científica (1º lugar geral). Aluno: Alice Lopes de Macedo. Orientador: Alexandre Soares dos Santos, SEMESP.

2002

Membro Associado da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq), SBBq.

1997

Menção honrosa, representando o Instituto de Química, ao trabalho apresentado na XIX Jornada Interna de Iniciação Científica - novembro de 1997: Purificação e utilização de Duas Desidrogenases de Levedura na Síntese de b-hidroxiésteres Quirais, UFRJ.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde. , Rodovia MGT 367 - Km 583, nº 5000, Alto da Jacuba, 39100000 - Diamantina, MG - Brasil, Telefone: (38) 35321200, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2006 - Atual

    Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 05/2018

      Direção e administração, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus Mucuri, .,Cargo ou função, Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Biocombustíveis.

    • 03/2013

      Ensino, Biocombustíveis, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Bioetanol: Biomassas, Processos Químicos e Bioquímicos

    • 03/2011

      Ensino, Programa de Pós-Graduação em Química, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos Cromatográficos de Análises

    • 08/2007

      Ensino, Nutrição, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica

    • 03/2007

      Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica

    • 09/2006

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Ciências Básicas, Ciências da Saúde.,Linhas de pesquisa

    • 12/2015 - 03/2018

      Ensino, Ciência e Tecnologia de Alimentos, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Cromatografia aplicada à análise de alimentos

    • 01/2013 - 11/2016

      Direção e administração, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus Mucuri, .,Cargo ou função, Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Biocombustíveis.

    • 08/2011 - 12/2011

      Ensino, Química, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Biocatálise e Biotransformação

    • 03/2011 - 07/2011

      Ensino, Química, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos Cromatográficos de Análise

    • 03/2011 - 07/2011

      Ensino, Química, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos Especiais em Química Orgânica

    • 08/2010 - 12/2010

      Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica

    • 03/2007 - 12/2010

      Ensino, Educação Física, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica

    • 12/2008 - 11/2010

      Direção e administração, Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas, .,Cargo ou função, Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Química.

    • 03/2010 - 07/2010

      Ensino, Programa de Pós-Graduação em Química, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Biocatálise e Biotransformação

    • 08/2009 - 11/2009

      Ensino, Programa de Pós-Graduação em Química, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, BIOCOMBUSTÍVEIS: TECNOLOGIAS APLICADAS A BIOMASSAS VEGETAIS.

    • 03/2007 - 07/2007

      Ensino, Farmácia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica

  • 2004 - 2011

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2

    Atividades

    • 06/2004 - 03/2007

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Tecnologia, Escola de Química.,Linhas de pesquisa