Maria Laura Barros da Rocha

Psicóloga, graduada pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Atualmente é mestranda na linha "Processos Psicossociais" do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Participante do Grupo de Pesquisa "Epistemologia e Ciência Psicológica", desde 2015. Tem interesse em pesquisas com os seguintes temas: Infância, Juventude, Brincar, Iconografia, Cinema, Arte, Literatura, Gênero e Intersexualidade.

Informações coletadas do Lattes em 31/01/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Psicologia

2019 - Atual

Universidade Federal de Alagoas
Título: Intersexualidade na Literatura: análise psicossocial de personagens intersexo em obras literárias,Orientador:
Adélia Augusta Souto de Oliveira.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Intersexualidade; Gênero; Literatura; Psicologia.

Graduação em Psicologia

2013 - 2018

Universidade Federal de Alagoas
Título: CONCEPÇÕES DE AUTOCONCEITO: METASSÍNTESE DE ARTIGOS DA ÁREA DE PSICOLOGIA
Orientador: Adélia Augusta Souto de Oliveira

Ensino Médio (2º grau)

2010 - 2012

Colégio José Correia Vianna

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Tecnologias de Cuidado Integral em Saúde (Curso Online - UNASUS). (Carga horária: 45h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2019 - 2019

?Transtornos Mentais Graves e Persistentes - TMGP (Curso Online - UNASUS). (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2019 - 2019

Política Nacional de Saúde Integral LGBT. (Carga horária: 45h). , Ambiente Virtual de Aprendizagem do Sistema Único de Saúde, AVASUS, Brasil.

2018 - 2018

Introdução ao Acolhimento. (Carga horária: 16h). , Ambiente Virtual de Aprendizagem do Sistema Único de Saúde, AVASUS, Brasil.

2018 - 2018

Clínica Ampliada e Apoio Matricial. (Carga horária: 30h). , Ambiente Virtual de Aprendizagem do Sistema Único de Saúde, AVASUS, Brasil.

2018 - 2018

Guia de Saúde Mental. (Carga horária: 4h). , Ambiente Virtual de Aprendizagem do Sistema Único de Saúde, AVASUS, Brasil.

2018 - 2018

Uso Nocivo de Substâncias - Álcool (Curso Online - UNASUS). (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.

2018 - 2018

Importância do Brincar para o Desenvolvimento Infantil. (Carga horária: 15h). , Ambiente Virtual de Aprendizagem do Sistema Único de Saúde, AVASUS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II Fórum Internacional Novas Abordagens de Saúde Mental Infantojuvenil.O BRINCAR COMO PROMOTOR DE SAÚDE MENTAL: REFLEXÕES A PARTIR DA TEORIA WINNICOTTIANA. 2019. (Outra).

VIII CONINTER - Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades. 2019. (Congresso).

IV JORNADA ACADÊMICA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROFESSOR ALBERTO ANTUNES. 2018. (Outra).

IV Simpósio Luso-Brasileiro de Estudos da Criança. 2018. (Simpósio).

III Jornada Acadêmica do HUPAA. 2017. (Outra).

Projeto Outubro Rosa. 2017. (Outra).

Treinamento Básico de Humanização em Saúde. 2017. (Outra).

XXVII ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFAL.A Fotografia na Psicologia. 2017. (Encontro).

Reunião Inicial do PIBIC e PIBITI 2016-2017. 2016. (Outra).

XII Psicologia em Tela. 2016. (Outra).

XXVI ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFAL.Iconografia como método de investigação psicológica. 2016. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Adelia Augusta Souto de Oliveira

Intersexualidade na literatura: uma análise psicossocial de personagens intersexo em obras literárias; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Alagoas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Adelia Augusta Souto de Oliveira

Mapeamento de pesquisadores e grupos de pesquisa brasileiros da infância; ; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - UFAL/PIBIC, Universidade Federal de Alagoas/Propep; Orientador: Adélia Augusta Souto de Oliveira;

Adelia Augusta Souto de Oliveira

Mapeamento de pesquisadores e grupos de pesquisa brasileiros da infância; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - Universidade Federal de Alagoas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Adélia Augusta Souto de Oliveira;

Adelia Augusta Souto de Oliveira

A fotografia na Psicologia: análise psicossocial do método de pesquisa em teses; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - UFAL/PIBIC, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Adélia Augusta Souto de Oliveira;

Adelia Augusta Souto de Oliveira

Produção e análise psicossocial de inventário de imagens (desenhos, fotografias e vídeos): criação e imaginação de crianças e jovens em comunidades litorâneas; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - Universidade Federal de Alagoas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Adélia Augusta Souto de Oliveira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; SOUZA, R. M. . Estratégias e dispositivos multiprofissionais na formação em saúde potencialidade e desafios no contexto de um programa de Residência Multiprofissional. GEP News , v. 2, p. 204-211, 2019.

  • ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. ; SOARES, V. F. O. . Brinquedo de menina e de menino: reflexões críticas a partir de experiências em uma brinquedoteca hospitalar.. GEP news , v. 2, p. 231-237, 2019.

  • BARBOZA, A. M. M. ; ROCHA, M. L. B. . Cuidados Paliativos na Psicologia: revisão de literatura em periódicos científicos. GEP News , v. 2, p. 311-319, 2019.

  • SOARES, V. F. O. ; CRUZ, K. R. ; ROCHA, M. L. B. ; MOREIRA, S. L. B. ; BUENO, L. D. ; COSTA, C. M. L. . Extensão Universitária em Ludoterapia: passos para o SUS Humanizado que Desejamos. GEP News , v. 2, p. 43-49, 2018.

  • BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Brinquedoteca e Reconstrução Sócio-Histórica de Espaços Potencializadores nos Hospitais: Um Relato de Experiência. GEP News , v. 2, p. 170-176, 2018.

  • MOREIRA, S. L. B. ; FIGUEIRA, G.A. ; ROCHA, M. L. B. ; FREIRE, M.C.O. ; PAULA, A. P. R. L. ; CRUZ, K. R. ; SOARES, V. F. O. ; BUENO, L. D. ; SOARES, L. O. ; NASCIMENTO, J.B. ; FIRMO, E. S. . Ações de Acolhimento: uma experiência Interdisciplinar na Clínica Pediátrica de um Hospital Universitário. GEP News , v. 1, p. 19-25, 2017.

  • ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. ; MENEZES, S. K. O. . A Infância no Diretório de Grupos de Pesquisa CNPq: contribuições metodológicas para uma análise Sócio-histórica dos grupos na área da Psicologia. In: Luiza Pereira Monteiro; Glacy Queiros de Roure.. (Org.). POR UMA LUTA EM DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS: IDADES E DIVERSIDADES. 1ed.Goiânia: Editora Vieira, 2019, v. 2, p. 413-424.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. . Estudos da Infância que utilizam fotografia como recurso metodológico: metassíntese de dissertações brasileiras em Psicologia. In: Luiza Pereira Monteiro; Glacy de Queiros de Roure. (Org.). POR UMA LUTA EM DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS: IDADES E DIVERSIDADES. 1ed.Goiânia: Editora Vieira, 2019, v. 2, p. 483-491.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. . Criação icônica: objetivação da imaginação e expressãode interconexões culturais.. In: ROSIANE XYPAS; ELAINE M. COSTA-FERNANDEZ; CANDY MARQUES- LAURENDON. (Org.). COMUNICAÇÃO E INTERCULTURALIDADE: EDUCAÇÃO, NOVAS TECNOLOGIAS E LINGUAGENS. 1ed.Recife: Editora UFPE, 2018, v. , p. 285-298.

  • MENEZES, S. K. O. ; OLIVEIRA, A. A. S. ; MORAES, V. G. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. . A Adolescência nos grupos de pesquisa em Psicologia no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. In: Carla Fernanda de Lima; Cyntia Mendes de Oliveira; Algeless Milka Pereira Meireles da Silva; Flavia Danielli Martins Lima; Flávia Marcelly de Sousa Mendes da Silva. (Org.). Identidade, contemporaneidade e práticas psicológicas no contexto brasileiro. 1ed.Teresina: Edufpi, 2018, v. 1, p. 530-536.

  • MORAES, V. G. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; MENEZES, S. K. O. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Infância nos Grupos de Pesquisa em Psicologia no Diretório de Grupos do CNPq. In: Carla Fernanda de Lima; Cyntia Mendes de Oliveira; Algeless Milka Pereira Meireles da Silva; Flavia Danielli Martins Lima; Flávia Marcelly de Sousa Mendes da Silva. (Org.). Identidade, contemporaneidade e práticas psicológicas no contexto brasileiro. 1ed.Teresina: Edufpi, 2018, v. 1, p. 467-473.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; MIURA, P.O. ; CANUTO, L. T. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. . Iconography in psychosocial research with children : creation and imagination in childhood. In: Guillermo Arias Beatón; Laura Marisa C. Calejon; Maria Febles Elejalde. (Org.). Enfoque histórico-cultural: Problemas de las prácticas profesionales. 1ed.São Paulo: Terracota, 2017, v. 2, p. 83-89.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; BASTOS, J. A. ; CANUTO, L. T. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. . A produção de conceitos e métodos na pesquisa psicológica: contribuição da metassíntese ao conhecimento científico. In: Adélia Augusta Souto de Oliveira. (Org.). Psicologia Sócio-Histórica e o contexto de desigualdade social: Teoria, Método e Pesquisas. 1ed.Maceió: EDUFAL, 2017, v. 1, p. 71-86.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; SARMENTO, M. ; ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. . Metassíntese de áreas de conhecimentos que investigam Infância(s) no Brasil. In: 8º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa, 2019, Lisboa. Atas - Investigação Qualitativa em Educação/Investigación Cualitativa en Educación, 2019. v. 1. p. 315-324.

  • FALCAO, C. A. ; ROCHA, M. L. B. ; BARBOZA, A. M. M. ; BUENO, L. D. . Assexualidade em seriados televisivos: uma análise sócio-histórica. In: Desfazendo gênero, 2019, Recife. Anais IV Desfazendo Gênero, 2019. v. 1.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; MIURA, P.O. ; CANUTO, L. T. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. . Iconography in psychosocial research with children: creation and imagination in childhood. In: VII Convención Intercontinental de Psicología HOMINIS, 2016, Cuba. VII CONVENCIÓN INTERCONTINENTAL DE PSICOLOGÍA HOMINIS 2016, 2016. p. 2012-2029.

  • BUENO, L. D. ; FERNANDES, A. L. M. ; ROCHA, M. L. B. ; SOARES, V. F. O. ; MOREIRA, S. L. B. . O brincar no cuidado: a ludicidade como estratégia de promoção da saúde. In: III CONGRESSO ALAGOANO INTERDISCIPLINAR DE LUDOTERAPIA ? CAILU, 2017, Maceió. Anais do III Congresso Alagoano de Ludoterapia: por trás do nariz vermelho. Maceió: UNCISAL, 2017. v. 3. p. 81-84.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; ROCHA, M. L. B. . As pesquisas sobre Infância(s) no Brasil: um estudo descritivo-interpretativo. In: 3rd international conference on childhood and adolescence, 2019, Porto. Livro de Atas Conference Proceedings, 2019. p. 544-546.

  • ROCHA, M. L. B. ; BARBOZA, A. M. M. ; BRANCO, L. L. . O brincar como promotor de saúde mental: reflexões a partir da teoria winnicottiana. In: II FÓRUM INTERNACIONAL NOVAS ABORDAGENS EM SAÚDE MENTAL INFANTO-JUVENIL, 2019, Florianópolis. ANAIS DO II FÓRUM INTERNACIONAL NOVAS ABORDAGENS EM SAÚDE MENTAL INFANTOJUVENIL, 2019. p. 84.

  • BARBOZA, A. M. M. ; OLIVEIRA, A. A. S. ; MIURA, P.O. ; BUARQUE, C. N. L. ; FALCAO, C. A. ; FERNANDES, A. L. M. ; ROCHA, M. L. B. . Contribuições da Metassíntese para sistematização e análise qualitativa da produção científica em Psicologia. In: II Seminário Internacional da União Latino Americano de Entidades de Psicologia, 2019, Recife. Anais do II Seminário Internacional da União Latino Americano de Entidades de Psicologia, 2019.

  • ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. ; MENEZES, S. K. O. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Imaginação e criação na abordagem Sócio-histórica da Saúde Mental. In: III Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental, 2019, Recife. III Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental. Recife: IMHCN, 2019. p. 55.

  • BARBOZA, A. M. M. ; FALCAO, C. A. ; ROCHA, M. L. B. . O DSM e a produção de sentidos acerca das sexualidades e das identidades de gênero. In: III Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental, 2019, Recife. III Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental. Recife: IMHCN, 2019. p. 75-76.

  • MENEZES, S. K. O. ; MORAES, V. G. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Adolescência nos grupos de pesquisa em Psicologia no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. In: XI CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO, 2018, Aracajú. ANAIS DO XI CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO, 2018. v. 1. p. 283-284.

  • MORAES, V. G. ; MENEZES, S. K. O. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Infância nos grupos de pesquisa em Psicologia no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. In: XI CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO, 2018, Aracajú. ANAIS DO XI CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO, 2017. v. 1. p. 286-286.

  • ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. ; MENEZES, S. K. O. . A Infância no Diretório de Grupos de Pesquisa CNPq: contribuições metodológicas para uma análise Sócio-Histórica dos grupos na área da Psicologia. In: IV Simpósio Luso-Brasileiro de Estudos da Criança, 2018, Goiânia. Anais IV Simpósio Luso-Brasileiro de Estudos da Criança e I Encontro das Crianças. Goiânia: Mundial Gráfica, 2018. p. 67-67.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; ROCHA, M. L. B. . Estudos da Infância que utilizam fotografia como recurso metodológico: metassíntese de dissertações brasileiras em Psicologia. In: IV Simpósio Luso-Brasileiro de Estudos da Criança, 2018, Goiânia. Anais do IV Simpósio Luso-Brasileiro de Estudos da Criança e I Encontro das Crianças. Goiânia: Mundial Gráfica, 2018. p. 78-78.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; CANUTO, L. T. ; ROCHA, M. L. B. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; BUENO, L. D. . Infância como produção sócio-histórica. In: II Colóquio de Psicologia Sócio-Histórica e o contexto de desigualdade brasileiro, 2017, Goiânia. Anais do II Colóquio de Psicologia Sócio-Histórica e o contexto de desigualdade brasileiro, 2017.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; BUENO, L. D. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; ROCHA, M. L. B. . Criação icônica: objetivação da imaginação e expressão de interconexões culturais. In: olóquio Internacional Association Internationale pour la recherche Interculturelle, 2016, Olinda. Anais do Colóquio Internacional Association Internationale pour la recherche Interculturelle, 2016.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; BUENO, L. D. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; ROCHA, M. L. B. . Jovens de comunidades litorâneas no nordeste brasileiro: imagens que revelam pertencimento e territorialidade. In: VI Simpósio Internacional sobre juventude brasileira-os jovens e seus outros, 2015, Rio de Janeiro. VI Simpósio Internacional sobre a Juventude Brasileira. Rio de Janeiro: NIPIAC, 2015. p. 80-80.

  • BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Vivências de juventudes em espaços urbanos: grafite e pichação como expressões de subjetividade. FRAGMENTOS DE CULTURA , 2020.

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; ROCHA, M. L. B. . As pesquisas sobre Infância(s) no Brasil: um estudo descritivo-interpretativo. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . A intersexualidade em periódicos científicos de psicologia. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • ROCHA, M. L. B. ; BARBOZA, A. M. M. ; BUENO, L. D. ; OLIVEIRA, A. A. S. ; MIURA, P.O. . Relações entre brincar e gênero: metassíntese de artigos científicos. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • BARBOZA, A. M. M. ; ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. ; FERNANDES, A. L. M. ; OLIVEIRA, B. C. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Configurações sócio-históricas da psicologia social no diretório de grupos do CNPq. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • BARBOZA, A. M. M. ; OLIVEIRA, A. A. S. ; FERNANDES, A. L. M. ; BUARQUE, C. N. L. ; FALCAO, C. A. ; ROCHA, M. L. B. ; MIURA, P.O. . Contribuições da Metassíntese para sistematização e análise qualitativa da produção científica em Psicologia. 2019. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; SARMENTO, M. ; ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. . Metassíntese de áreas de conhecimentos que investigam Infância(s) no Brasil. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • BARBOZA, A. M. M. ; ROCHA, M. L. B. ; FALCAO, C. A. . O DSM e a produção de sentidos acerca das Sexualidades e das Identidades de Gênero. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. ; MENEZES, S. K. O. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Imaginação e Criação na Abordagem Sócio-histórica da Saúde Mental. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • BARBOZA, A. M. M. ; ROCHA, M. L. B. ; BRANCO, L. L. ; LEITAO, H. A. L. . O Brincar como promotor de Saúde Mental: reflexões a partir da Teoria Winnicottiana. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • BARBOZA, A. M. M. ; ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. ; OLIVEIRA, A. A. S. ; MIURA, P.O. . Brincadeira de menino e de menina: as relações de gênero em questão. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROCHA, M. L. B. ; FALCAO, C. A. ; BARBOZA, A. M. M. . Narrativas invisíveis: reflexões acerca da representação da assexualidade em séries. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FALCAO, C. A. ; ROCHA, M. L. B. ; BARBOZA, A. M. M. ; BUARQUE, C. N. L. . Desvio sexual x identidade: reflexões acerca de experiências não-heteronormativas no DSM. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FALCAO, C. A. ; ROCHA, M. L. B. ; BARBOZA, A. M. M. ; BUENO, L. D. . Assexualidade em seriados televisivos: uma análise Sócio-histórica. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROCHA, M. L. B. ; BARBOZA, A. M. M. ; FALCAO, C. A. ; BUARQUE, C. N. L. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Assexualidade(s): Metassíntese de Teses e Dissertações brasileiras. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • ROCHA, M. L. B. ; BARBOZA, A. M. M. ; BRANCO, L. L. . O Brincar como promotor de Saúde Mental: reflexões a partir da Teoria Winnicottiana. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. . Estudos da Infância que utilizam fotografia como recurso metodológico: metassíntese de dissertações brasileiras em Psicologia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. ; MENEZES, S. K. O. . A Infância no Diretório de Grupos de Pesquisa CNPq: contribuições metodológicas para uma análise Sócio-Histórica dos grupos na área de Psicologia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; ROCHA, M. L. B. ; MENEZES, S. K. O. . A Infância e Adolescência nos grupos de Pesquisa do CNPq. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; SOUZA, R. M. . Estratégias e dispositivos multiprofissionais na formação em saúde potencialidade e desafios no contexto de um programa de Residência Multiprofissional. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • BARBOZA, A. M. M. ; ROCHA, M. L. B. . Cuidados Paliativos na Psicologia: revisão de literatura em periódicos científicos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • ROCHA, M. L. B. ; BUENO, L. D. ; SOARES, V. F. O. . Brinquedo de menina e de menino: reflexões críticas a partir de experiências em uma brinquedoteca hospitalar. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Brinquedoteca e reconstrução sócio-histórica de espaços potencializadores nos hospitais: um relato de experiência. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOARES, V. F. O. ; MOREIRA, S. L. B. ; CRUZ, K. R. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. . Extensão universitária em ludoterapia: passos para o SUS humanizado que desejamos.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENEZES, S. K. O. ; MORAES, V. G. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Adolescência nos grupos de pesquisa em Psicologia no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MORAES, V. G. ; MENEZES, S. K. O. ; BUENO, L. D. ; ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Infância nos grupos de pesquisa em Psicologia no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . A Fotografia na Psicologia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MOREIRA, S. L. B. ; FIGUEIRA, G.A. ; ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, M. C. ; PAULA, A. P. R. L. ; BUENO, L. D. ; SOARES, L. O. ; NASCIMENTO, J.B. . Ações de Acolhimento: uma experiência Interdisciplinar na Clínica Pediátrica de um Hospital Universitário. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • BUENO, L. D. ; FERNANDES, A. L. M. ; ROCHA, M. L. B. ; SOARES, V. F. O. ; MOREIRA, S. L. B. . O BRINCAR NO CUIDADO: A LUDICIDADE COMO ESTRATÉGIA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; BUENO, L. D. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; ROCHA, M. L. B. . Criação icônica: objetivação da imaginação e expressão de interconexões culturais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Iconografia como método de investigação psicológica. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • OLIVEIRA, A. A. S. ; BUENO, L. D. ; SANTOS JUNIOR, P. S. ; ROCHA, M. L. B. . Jovens de comunidades litorâneas no Nordeste brasileiro: imagens que revelam pertencimento e territorialidade. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

ROCHA, M. L. B. ; FALCAO, C. A. . Gênero e Sexualidade na Ficção: (Re)significação e Resistência.. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

ROCHA, M. L. B. . Avaliadora de trabalhos na modalidade pôster no II SEMINÁRIO INSTITUCIONAL DE MONITORIA DA UFAL. 2019. (Avaliação de trabalho).

ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Mapeamento de pesquisadores e grupos de pesquisa brasileiros da infância. 2018. (Relatório de pesquisa).

ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . A Fotografia na Psicologia: análise Psicossocial do método de Pesquisa em Teses. 2017. (Relatório de pesquisa).

ROCHA, M. L. B. ; OLIVEIRA, A. A. S. . Iconografia como método de investigação psicológica. 2016. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2018

    Mapeamento e ampliação da rede interamericana de pesquisadores e grupos de pesquisa da infância e/ou adolescência/juventude que utilizam fotografia como instrumento na produção de conhecimento psicossocial., Descrição: Trata-se de projeto de pesquisa sobre produção conceitual de infância e/ou adolescência/juventude e metodológica do uso da fotografia como instrumento de investigação psicossocial. Considera-se como fruto de uma construção histórica e social que direciona grandemente as proposições de políticas sociais, as relações sociais e familiares e os modos de ser e viver a infância e a juventude. Nesse sentido, os conceitos e métodos são ferramentas de produção da realidade e a Ciência se encarrega de respalda-los. Por outro lado, com a migração das fotografias às telas dos computadores e a profusão de imagens como produtoras do real, a fotografia se mostra como caminho eficiente nos diversos campos das ciências, como a psicologia e na atuação junto às crianças e jovens. Portanto, torna-se relevante a realização de mapeamento e contribuição na formação de rede interamericana de pesquisadores e grupos de pesquisa da infância e/ou juventude que utilizam fotografia como instrumento na produção de conhecimento psicossocial. Método prevê a síntese interpretativa dos dados considerados como um todo. Toma-se como pressuposto teórico/metodológico a Psicologia sócio-histórica de Vigotski. Nesse sentido, objetiva-se realizar o mapeamento dos grupos de pesquisa brasileiros, identificar os links de acesso aos pesquisadores e grupos de pesquisa de hispano-americanos e interamericanos, que estudam a infância e/ou juventude que utilizam a fotografia como instrumento na produção de conhecimento psicossocial, contribuindo com a formação dessa rede de pesquisadores. Identificar e explorar os bancos de dados que permitem o acesso aos grupos de pesquisa, a exemplo do disponível pelo CNPq; sistematizar os dados dessa produção acadêmica; descrever o panorama histórico-geográfico dos grupos; elaborar índices estatísticos; identificar os aspectos teóricos e metodológicos que subsidiam a produção dos pesquisadores. Para tanto, desenvolve-se a metassíntese, por meio da realização de cinco fases, para o tratamento dos dados e análise de conteúdo: exploração, cruzamento, refinamento, descrição e interpretação. A etapa de exploração (definição do corpus inicial da pesquisa) priorizará grupos de pesquisa e seus pesquisadores publicados na Plataforma Lattes e identificação de plataformas de outros países. As plataformas serão acessadas nas páginas individualizadas, no modo online. Utilizar-se-á os descritores infancia, infancias, infantil, infantis, adolescente, adolescente, adolescencia, adolescências, jovens, jovem, juventude, juventudes, fotografia, fotografias em todos os anos disponíveis em cada banco de dados. Os dados da produção serão sistematizados de acordo com o descritor da busca, título, nome do(s) pesquisador(es), ano de criação, linhas de pesquisa. A etapa de refinamento prevê a identificação da presença de pesquisas sobre infância e/ou adolescência/juventude e fotografia e refinamento da qualidade da amostra por meio da análise dos títulos e pesquisas cadastradas. A etapa de descrição realizará uma breve descrição dos dados dos grupos e pesquisadores (ano de início, procedência institucional e geográfica, vinculação a programas de Pós-Graduação) e uma sistematização da distribuição histórica de criação dos grupos ano a ano. A etapa de interpretação será realizada a leitura aprofundada das propostas das linhas de pesquisa de vinculação dos pesquisadores. Por fim, serão evidenciadas as relações estabelecidas entre conteúdos categorizados e senso geral obtido na organização das categorias e unidades de análise.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Laura Barros da Rocha - Integrante / Adélia Augusta Souto de Oliveira - Coordenador / Luciano Domingues Bueno - Integrante / Suzy Kamylla de Oliveira Menezes - Integrante / Martha Barbosa Pereira - Integrante.

  • 2016 - 2017

    A FOTOGRAFIA NA PSICOLOGIA, Descrição: A fotografia caracteriza-se como uma forma de apropriação e compreensão do real, reveladora dos sentidos humanos, ideias, emoções e crenças; além disso, é fruto de um recorte temporal e espacial do real. O objetivo desta proposta é analisar o uso da fotografia como método na pesquisa e na intervenção psicológicas. Especificamente, busca produzir banco de dissertações e de teses que utilizam a fotografia como instrumento de pesquisa e de intervenção nos Programas de Pós-Graduação em Psicologia no Brasil; identificar as estratégias de uso da fotografia como instrumento de pesquisa e de intervenção em dissertações e teses produzidas no contexto da Pós-graduação em Psicologia no Brasil e, por fim, descrever os aspectos teóricos e metodológicos que subsidiam o conhecimento produzido no contexto da Pós-graduação em Psicologia no Brasil nas dissertações e teses que utilizam a fotografia como instrumento de pesquisa e de intervenção. Para tanto, adota-se a perspectiva qualitativa de pesquisa bibliográfica do tipo descritiva. Definiram-se cinco fases para o desenvolvimento deste estudo: Exploração, Refinamento, Cruzamento. Armazenamento e Descrição. A fase de Exploração caracteriza-se pelo aprimoramento da definição dos descritores (fotografia, pesquisa, intervenção, psicologia, teses, dissertação) e dos dois bancos de dados (CAPES/teses e dissertações de 2011 e 2012 e BDTD/ Banco Digital de Teses e Dissertações que integram as dissertações e teses defendidas em instituições brasileiras, e por brasileiros no exterior, que utilizam o sistema). Consolidam-se os descritores e definem-se os filtros dos próprios bancos de dados para garantir a precisão na apreensão do material. Realiza-se a composição da amostra e o primeiro marco quantitativo. A fase de Refinamento caracteriza-se pela identificação mediante leitura do título, do resumo e das palavras-chave de todas as teses e dissertações localizadas. A execução desses três procedimentos terá como objetivo verificar se cada material coletado, na fase de Exploração, possui relação com a utilização da fotografia como método de investigação e de intervenção no campo da Psicologia. Realiza-se o segundo marco quantitativo para apontar a possível redução da amostra. A fase de Cruzamento caracteriza-se pela comparação entre todas as teses e dissertações que passaram pela fase de Refinamento, com o intuito de averiguar a duplicidade de material coletado, em razão da captura pelos descritores utilizados: intradescritor (variações sintáticas), interdescritor (duplicidade de documento) e final (duplicidade entre bancos). Realiza-se o terceiro marco quantitativo (caso haja exclusão por duplicidade sinalizar e novamente apontar a redução da amostra) e quarto (sinalizar quantos documentos foram alcançados na pesquisa exploratória e quantos podem acabar ficando fora da amostra por não serem encontrados online e na íntegra). A fase de Armazenamento caracteriza-se pela criação de endereços eletrônicos, upload de documentos, de estruturação e organização dos dados, de base de alocação e disponibilização de acesso instantâneo dos documentos por meio de hiperlinks. Para a análise descritiva, devem ser descritas, minuciosamente, toda amostra quanto ao tipo de trabalho desenvolvido no contexto acadêmico, sendo tese ou dissertação: descrição cronológica, referente à frequência ano a ano da produção dos documentos - série histórica; quanto à área ou subárea do conhecimento a qual cada documento se vincula; quanto à disposição geográfica da produção por unidade da federação, e ainda, quanto à procedência institucional de cada tese e dissertação produzida. Identificam-se, ainda, as estratégias de uso da fotografia como instrumento de pesquisa e de intervenção em dissertações e teses produzidas no contexto da Pós-graduação em Psicologia no Brasil. Por último, por meio de leitura dos capítulos teóricos e metodológicos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Laura Barros da Rocha - Integrante / Adélia Augusta Souto de Oliveira - Coordenador / Luciano Domingues Bueno - Integrante.

  • 2015 - 2016

    Produção e análise psicossocial de inventário de imagens (desenhos, fotografias e vídeos): criação e imaginação de crianças e jovens em comunidades litorâneas, Descrição: O presente projeto realiza um estudo em dois níveis: de aprofundamento conceitual através dos conceitos de criação e imaginação vigotskianos e de desenvolvimento do método iconográfico como métodos de investigação e de intervenção psicológicas, por meio de uma análise descritivo-interpretativa de desenhos, fotografias e vídeos. Esse conhecimento permite a reflexão sobre o alcance e repercussão das formas de conhecimento e se constitui em importante reflexão para crítica interna e externa às ciências. A metassíntese realizada sobre a produção acadêmica com o uso de imagens na pesquisa psicológica permitiu afirmar a importância do registro de imagem enquanto instrumento de auxílio à pesquisa: constitui-se como disparador de memória dos participantes, recurso de registro de imagens dos participantes e, por fim, como instrumento metodológico na produção de conhecimento da Psicologia. O acervo produzido permitiu catalogar total de 248 imagens, sendo elas 127 fotos, 74 desenhos e 47 vídeos, que foram alocadas em um banco de imagens, codificadas e classificadas de acordo com categorias desenvolvidas durante a execução do projeto, imagens essas desenvolvidas em investigações e intervenções do grupo de pesquisa.Tanto o quantitativo de imagens obtido durante inventário, quanto às categorias de classificação qualitativas, desenvolvidas para alocação das mesmas em um banco de imagens virtual, viabilizou na totalidade a confecção de uma ferramenta investigativa. O inventário das produções de imagens (desenhos, fotografias e vídeos) de crianças e jovens de comunidades litorâneas foram identificados nos relatórios de pesquisa e de extensão do grupo de pesquisa, desde 1998. Esse procedimento de investigação e de intervenção permitiu afirmar que as imagens apresentam-se como potencial material para investigação e intervenção no campo psicossocial por trazer em suas composições elementos da subjetividade individual decorrentes de sua interação com a dimensão social. Por sua vez, por meio de processos de criação, alcançam o domínio coletivo atingindo outras subjetividades. Nessa direção, pretende-se ampliar o escopo da pesquisa, no âmbito teórico e metodológico. O primeiro dará continuidade e aprofundará a análise de conteúdo temática das imagens a partir dos conceitos de criação e imaginação propostos por Vigotski. Para tanto, serão descritas as temáticas (conteúdo/elementos visuais) das imagens catalogadas anteriormente. A seguir, serão escolhidas imagens emblemáticas de categorias temáticas psicossociais a fim de permitir a articulação conceitual e a elaboração de sínteses analíticas. O segundo dará continuidade e desenvolverá o método iconográfico como métodos de investigação psicológica. Serão identificadas imagens no acervo inventariado, os tipos de procedimentos envolvidos em sua produção, e posteriormente serão realizados tratamentos comparativos através de cruzamento de itens catalogados e descritos, produzindo diferentes formas de análise do material (quantitativa e qualitativamente), bem como comparativos longitudinais das informações. Espera-se como resultado o delineamento de um aparato teórico e metodológico sobre a iconografia como método de investigação e de intervenção com crianças e jovens, bem como avançar nas proposições conceituais acerca da criação e imaginação. Por fim, disponibilizar o banco de imagens virtual, para estudos no nível de mestrado, junto ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Laura Barros da Rocha - Integrante / Adélia Augusta Souto de Oliveira - Coordenador / Luciano Domingues Bueno - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2019 - Atual

    Universidade Federal de Alagoas

    Vínculo: Estágio Docência, Enquadramento Funcional: Estagiária

    Outras informações:
    Disciplina: Psicologia do Desenvolvimento 1

  • 2019 - Atual

    Universidade Federal de Alagoas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista CAPES, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2017 - 2018

    Universidade Federal de Alagoas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    MAPEAMENTO E AMPLIAÇÃO DA REDE INTERAMERICANA DE PESQUISADORES E GRUPOS DE PESQUISA DA INFÂNCIA E/OU ADOLESCÊNCIA/JUVENTUDE QUE UTILIZAM FOTOGRAFIA COMO INSTRUMENTO NA PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO PSICOSSOCIAL. Trata-se de projeto de pesquisa sobre produção conceitual de infância e/ou adolescência/juventude e metodológica do uso da fotografia como instrumento de investigação psicossocial. Considera-se como fruto de uma construção histórica e social que direciona grandemente as proposições de políticas sociais, as relações sociais e familiares e os modos de ser e viver a infância e a juventude. Nesse sentido, os conceitos e métodos são ferramentas de produção da realidade e a Ciência se encarrega de respalda-los. Por outro lado, com a migração das fotografias às telas dos computadores e a profusão de imagens como produtoras do real, a fotografia se mostra como caminho eficiente nos diversos campos das ciências, como a psicologia e na atuação junto às crianças e jovens. Portanto, torna-se relevante a realização de mapeamento e contribuição na formação de rede interamericana de pesquisadores e grupos de pesquisa da infância e/ou juventude que utilizam fotografia como instrumento na produção de conhecimento psicossocial. Método prevê a síntese interpretativa dos dados considerados como um todo. Toma-se como pressuposto teórico/metodológico a Psicologia sócio-histórica de Vigotski. Nesse sentido, objetiva-se realizar o mapeamento dos grupos de pesquisa brasileiros, identificar os links de acesso aos pesquisadores e grupos de pesquisa de hispano-americanos e interamericanos, que estudam a infância e/ou juventude que utilizam a fotografia como instrumento na produção de conhecimento psicossocial, contribuindo com a formação dessa rede de pesquisadores. INTEGRANTES: Maria Laura Barros da Rocha - Integrante/ Luciano Domingues Bueno - Integrante /Suzy Kamylla de Oliveira Menezes - Integrante /Martha Barbosa Pereira - Integrante / Adélia Augusta Souto de Oliveira - Coordenador.

  • 2016 - 2017

    Universidade Federal de Alagoas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    A FOTOGRAFIA NA PSICOLOGIA. A fotografia caracteriza-se como uma forma de apropriação e compreensão do real, reveladora dos sentidos humanos, ideias, emoções e crenças; além disso, é fruto de um recorte temporal e espacial do real. O objetivo desta proposta é analisar o uso da fotografia como método na pesquisa e na intervenção psicológicas. Especificamente, busca produzir banco de dissertações e de teses que utilizam a fotografia como instrumento de pesquisa e de intervenção nos Programas de Pós-Graduação em Psicologia no Brasil; identificar as estratégias de uso da fotografia como instrumento de pesquisa e de intervenção em dissertações e teses produzidas no contexto da Pós-graduação em Psicologia no Brasil e, por fim, descrever os aspectos teóricos e metodológicos que subsidiam o conhecimento produzido no contexto da Pós-graduação em Psicologia no Brasil nas dissertações e teses que utilizam a fotografia como instrumento de pesquisa e de intervenção. Para tanto, adota-se a perspectiva qualitativa de pesquisa bibliográfica do tipo descritiva. Definiram-se cinco fases para o desenvolvimento deste estudo: Exploração, Refinamento, Cruzamento. Armazenamento e Descrição. A fase de Exploração caracteriza-se pelo aprimoramento da definição dos descritores (fotografia, pesquisa, intervenção, psicologia, teses, dissertação) e dos dois bancos de dados (CAPES/teses e dissertações de 2011 e 2012 e BDTD/ Banco Digital de Teses e Dissertações que integram as dissertações e teses defendidas em instituições brasileiras, e por brasileiros no exterior, que utilizam o sistema). Integrantes: Maria Laura Barros da Rocha - Integrante /Luciano Domingues Bueno - Integrante/ Adélia Augusta Souto de Oliveira - Coordenador.

  • 2015 - 2016

    Universidade Federal de Alagoas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    PRODUÇÃO E ANÁLISE PSICOSSOCIAL DE INVENTÁRIO DE IMAGENS (DESENHOS, FOTOGRAFIAS E VÍDEOS): CRIAÇÃO E IMAGINAÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS EM COMUNIDADES LITORÂNEAS. O presente projeto realiza um estudo em dois níveis: de aprofundamento conceitual através dos conceitos de criação e imaginação vigotskianos e de desenvolvimento do método iconográfico como métodos de investigação e de intervenção psicológicas, por meio de uma análise descritivo-interpretativa de desenhos, fotografias e vídeos. Esse conhecimento permite a reflexão sobre o alcance e repercussão das formas de conhecimento e se constitui em importante reflexão para crítica interna e externa às ciências. A metassíntese realizada sobre a produção acadêmica com o uso de imagens na pesquisa psicológica permitiu afirmar a importância do registro de imagem enquanto instrumento de auxílio à pesquisa: constitui-se como disparador de memória dos participantes, recurso de registro de imagens dos participantes e, por fim, como instrumento metodológico na produção de conhecimento da Psicologia. O acervo produzido permitiu catalogar total de 248 imagens, sendo elas 127 fotos, 74 desenhos e 47 vídeos, que foram alocadas em um banco de imagens, codificadas e classificadas de acordo com categorias desenvolvidas durante a execução do projeto, imagens essas desenvolvidas em investigações e intervenções do grupo de pesquisa.Tanto o quantitativo de imagens obtido durante inventário, quanto às categorias de classificação qualitativas, desenvolvidas para alocação das mesmas em um banco de imagens virtual, viabilizou na totalidade a confecção de uma ferramenta investigativa. O inventário das produções de imagens (desenhos, fotografias e vídeos) de crianças e jovens de comunidades litorâneas foram identificados nos relatórios de pesquisa e de extensão do grupo de pesquisa, desde 1998. Integrantes: Maria Laura Barros da Rocha - Integrante/ Luciano Domingues Bueno - Integrante /Adélia Augusta Souto de Oliveira - Coordenador.

  • 2017 - 2018

    Hospital Universitário Professor Alberto Antunes

    Vínculo: Estágio Obrigatório, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 16

    Outras informações:
    Estagiária de Psicologia no Serviço de Genética Clínica (SGC) e no Setor de Psiquiatria .