Márcia Rejane Strapasson

Doutora em Ciências da Saúde: Ginecologia e Obstetrícia, UFRGS (2018). Mestre em Enfermagem pela UFRGS (2014). Especialista em Enfermagem Obstétrica pela UNISINOS (2010). MBA em Gestão de Negócios de Saúde pela UNISINOS (2013). Graduação em ENFERMAGEM pelo Centro Universitário Univates (2007). Enfermeira gestora da Materno Infantil do Hospital Universitário Mãe de Deus Canoas de 2011 a 2015. Docente no Curso de graduação em enfermagem da UNISINOS e curso de pós graduação em Enfermagem Obstétrica. Coordenadora do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Enfermagem Obstétrica Unisinos. Membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do Curso de Enfermagem da UNISINOS. Tem experiência na área de Enfermagem e interesse na pesquisa nos seguintes temas: Saúde da mulher e neonatal, área obstétrica- pré-natal, trabalho de parto, parto e puerpério, aleitamento materno. Gestação de risco com enfase na Hipertensão Gestacional.

Informações coletadas do Lattes em 31/01/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências da Saúde: Ginecologia e Obstetrícia

2015 - 2018

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: ASSOCIAÇÃO ENTRE ALEITAMENTO MATERNO E HIPERTENSÃO ARTERIAL NA GESTAÇÃO
Dr. José Geraldo Lopes Ramos. Palavras-chave: Aleitamento Materno; Desmame precoce; Hipertensão; Pré-eclampsia; Depressão pós-parto.Grande área: Ciências da Saúde

Mestrado em Enfermagem

2012 - 2014

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: O Ensino de Graduação em Enfermagem Neonatal para alunos de Escola Pública nas décads de 50 e 60,Ano de Obtenção: 2014
Ana Lucia de Lourenzi Bonilha.Palavras-chave: História.; Recém-nascido; Ensino..Grande área: Ciências da SaúdeGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem / Subárea: Enfermagem em Saúde da Mulher. Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem / Subárea: Enfermagem em Saúde da Mulher / Especialidade: Enfermagem Neonatal.

Especialização em MBA em Gestão de Negócios de Saúde

2011 - 2013

Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Título: Gerenciamento de Recursos Materiais
Orientador: Fernanda de Menezes Guimarães

Especialização em Enfermagem Obstétrica

2009 - 2010

Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Título: Puerpério Imediato: Desvendando o significado do silêncio da maternidade.
Orientador: Maria Noemia Birkc Nedel

Graduação em ENFERMAGEM- BACHARELADO

2004 - 2007

Universidade do Vale do Taquari - Univates
Título: Liderança Transformacional na Enfermagem
Orientador: Cássia Regina Gother Medeiros

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2010 -

INGLÊS. (Carga horária: 120h). , BRITISH AND AMERICAN, BA, Brasil.

2019 - 2019

Extensão universitária em 19ª Semana de Enfermagem UNISINOS SL. (Carga horária: 4h). , Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.

2018 - 2018

Extensão universitária em Apresentação do Modelo EAD (100% e 20%). (Carga horária: 3h). , Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.

2016 - 2016

Extensão universitária em Semana Pedagógica 2016/2. (Carga horária: 12h). , Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.

2015 - 2015

Extensão universitária em Capacitação para Professores e Tutores 2015/1. (Carga horária: 10h). , Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.

2014 - 2014

Extensão universitária em Capacitação para Professores e Tutores 2014/1. (Carga horária: 3h). , Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.

2014 - 2014

Curso de Aprimoramento para enfermeiras Obstétrica. (Carga horária: 132h). , Ministério da Saúde, MS, Brasil.

2013 - 2013

Extensão universitária em Capacitação para Professores e Tutores 2013/2. (Carga horária: 5h). , Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.

2012 - 2012

Método Mãe Canguru. (Carga horária: 100h). , Hospital Universitário Ulbra/ Mãe de Deus, HU/ ULBRA/ HMD, Brasil.

2011 - 2011

Ações de Desenvolvimento. (Carga horária: 12h). , Universidade Corporativa Mãe de Deus, UC, Brasil.

2011 - 2011

Enfermagem Obstétrica. (Carga horária: 80h). , Associação Brasileira de Educação a Distância- Portal Educação, ABED, Brasil.

2011 - 2011

Planejamento Pessoal 2011. (Carga horária: 40h). , Associação Brasileira de Educação a Distância- Portal Educação, ABED, Brasil.

2011 - 2011

Segurança dos Pacientes Trabalhadores em Exposiçõe. (Carga horária: 4h). , Hospital de Clínicas de Porto Alegre, HCPA, Brasil.

2011 - 2011

Terapia Intensiva e Centro Cirúrgico. , Clínica Privata Villalba- Bologna/ Itália, CPV, Itália.

2010 - 2011

Programa de Atualização em Neonatologia. (Carga horária: 80h). , Artmed/Panamericana Editora, ARTMED, Brasil.

2010 - 2010

Caderneta da Saúde da Criança e Decl. Nascido Vivo. (Carga horária: 2h). , SECRETARIA MUNICIPAL DA SAUDE, SMS, Brasil.

2010 - 2010

Ações de Desenvolvimento. (Carga horária: 35h). , Universidade Corporativa Hospital Mãe de Deus, UC-HMD, Brasil.

2010 - 2010

Enfermagem do Trabalho. (Carga horária: 100h). , Associação Brasileira de Educação a Distância- Portal Educação, ABED, Brasil.

2010 - 2010

VIII Curso Manejo Clínico em Aleitamento Materno. (Carga horária: 20h). , Hospital Fêmina- Amigo da Criança, GHC, Brasil.

2009 - 2010

Programa de Atualização en Enf. Materna e Neonatal. (Carga horária: 190h). , Artmed/Panamericana Editora, ARTMED, Brasil.

2009 - 2009

Ações de Desenvolvimento. (Carga horária: 53h). , Universidade Corporativa Mãe de Deus, UC, Brasil.

2009 - 2009

XXVI Curso de Capacitação de Doulas. (Carga horária: 40h). , Associação Nacional de Doulas, ANDO, Brasil.

2008 - 2008

Extensão universitária em Humanização do Nascimento. (Carga horária: 3h). , Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES, UNIVATES, Brasil.

2007 - 2008

Inglês. (Carga horária: 70h). , WIZARD, WIZARD, Brasil.

2007 - 2007

Extensão universitária em Gestão em Enfermagem: Experiência e Vivência. (Carga horária: 2h). , Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES, UNIVATES, Brasil.

2007 - 2007

Bomba de Infusão. (Carga horária: 2h). , Hospital Bruno Born, HBB, Brasil.

2007 - 2007

Gerenciamento dos Serviços de Enfermagem do Coren-. (Carga horária: 8h). , Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC, Brasil.

2007 - 2007

Troca de Decúbito. (Carga horária: 1h). , Hospital Bruno Born, HBB, Brasil.

2007 - 2007

Estágio Voluntário na Unidade Materno/ Infantil. (Carga horária: 84h). , Hospital Mãe de Deus, HMD, Brasil.

2007 - 2007

Parada Cardiorespiratória. (Carga horária: 2h). , Hospital Bruno Born, HBBB, Brasil.

2007 - 2007

Estágio Voluntário em Enfermagem Centro Cirúrgico. (Carga horária: 129h). , Hospital de Clínicas de Porto Alegre, HCPA, Brasil.

2006 - 2007

Estágio Voluntário em Clínica Médica. (Carga horária: 140h). , Hospital Beneficente Padre Catelli, HBPC, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Inglês Nível Básico I. (Carga horária: 50h). , Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES, UNIVATES, Brasil.

2006 - 2006

Detecção em Hanseníase. (Carga horária: 8h). , 16ª COORDENADORIA REGIONAL DE SAÚDE, CRS, Brasil.

2006 - 2006

Aprender a Empreender. (Carga horária: 24h). , Nestle Brasil - Matriz, NESTLE, Brasil.

2006 - 2006

Estágio Voluntário em Psiquiatria e ClÍnica Médica. (Carga horária: 108h). , Hospital Bruno Born, HBBB, Brasil.

2006 - 2006

Humanização. (Carga horária: 4h). , Comitê Regional da Qualidade, CRQ, Brasil.

2005 - 2005

Extensão universitária em Enfermagem Cirúrgica. (Carga horária: 20h). , Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES, UNIVATES, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Italiano

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem / Subárea: Enfermagem em Saúde da Mulher.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

STRAPASSON, M. R. . Enfermagem Unisinos.:Um Recorte Histórico- Cultural de 60 anos na Saúde do Rio Grande do Sul e osDesafios Contemporâneos. 2017. (Outro).

STRAPASSON, M. R. . Curso de Casais Gestantes. 2011. (Outro).

STRAPASSON, M. R. . Envelhecendo com qualidade de vida. 2010. (Outro).

STRAPASSON, M. R. . Cuidando do Cuidador. 2010. (Outro).

STRAPASSON, M. R. . Curso Reanimação Cardiorespiratória e Primeiros Socorros. 2008. (Outro).

STRAPASSON, M. R. . Grupo de Humanização do Hospital Beneficente Padre Catelli. 2008. (Outro).

STRAPASSON, M. R. . Semana da Enfermagem. 2008. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

17 Semana de Enfermagem da Unisinos.Grupos de Gestante em uma ESF: um relato de experiência. 2017. (Outra).

17 Semana de Enfermagem da Unisinos.Perfil de Exames Citopatológicos Coletados em Estratégia de Saúde da Família. 2017. (Outra).

17 Semana de Enfermagem da Unisinos.Mamografias Resultados BI-RADS 4 ou Superior em Mulheres Atendidas em Estratégia de Saúde da Família. 2017. (Outra).

Enfermagem Unisinos: Um Recorte Histórico-Cultural de 60 Anos na Saúde do Rio Grande do Sul e Desafios Cs Contemporaneos.Parto Humanizado. 2017. (Oficina).

II Seminário de Saúde Integrada- Escola de Saúde Unisinos. Os desafios para a saúde humana no Século XXI. 2017. (Outra).

Pré-Natal para Enfermeiros na Atenção Primária de São Leopoldo.Consulta de Enfermagem no pré-natal. 2017. (Outra).

Semana Pedagógica Unisinos 2017/2: transversalidade de Saberes no Contexto Universitário. 2017. (Outra).

I Simpósio Internacional de Assistência ao Parto: Ciência, Cuidado e Tecnologia. 2014. (Simpósio).

IV Simpósio Gestão em Serviços de Enfermagem: os desafios do Enfermeiro na Acreditação Hospitalar. 2013. (Simpósio).

Seminário Redes Assistenciais: o presente e o futuro do SUS. 2013. (Seminário).

XX Mostra UNISINOS de iniciação Científica 2013. 2013. (Outra).

64º Congresso Brasileiro de Enfermagem e 3º Colóquio Latini-Americano de História da Enfermagem. 2012. (Congresso).

Fórum da Saúde da Mulher. 2012. (Outra).

Grupo de Trabalho Humanização do nascimento.Grupo de Trabalho Humanização do nascimento COREN/RS. 2012. (Outra).

III Encontro Internacional de Neonatologia. 2012. (Encontro).

IV Fórum de Discussões de Enfermagem Ostétrica no Rio Grande do Sul: O parto na Atualidade Mul. 2012. (Outra).

1° Curso da Liga de Ginecologia e Obstetrícia.1° Curso da Liga de Ginecologia e Obstetrícia. 2011. (Encontro).

2º Curso da Liga de Ginecologia e Obstetrícia do HCPA.2º Curso da Liga de Ginecologia e Obstetrícia do HCPA. 2011. (Outra).

II Encontro Científico de Neonatologia do HCPA. 2011. (Encontro).

III Seminário Estadual da Semana Mundial de Amamentação.III Seminário Estadual da Semana Mundial de Amamentação. 2011. (Seminário).

IV Fórum de Discussões das Práticas de Enfermagem Ginecológica, Obstétrica e Neonatal.Banho do Recém-nascido. 2011. (Outra).

VIII Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal e I Congresso Internacional de Enfermagem Obstétrica e Neonatal. Curso de Casais Gestantes: a participação do pai na gestação e Amamentação na Sala de Parto: caracterização das produções dos cursos de pós-graduação na última década. 2011. (Congresso).

I Jornada de Esterelização, Centro Cirúrgico e Controle de Infecção do Hospital São Vicente de Paulo.Jornada de Esterelização, Centro Cirúrgico e Controle de Infecção do Hospital São Vicente de Paulo. 2008. (Seminário).

I Jornada de Nutrição do HBLB sobre Dietoterapia Associada a Patologias Crônicas/ Graves e Proteção nas Doenças Contagiosas.I Jornada de Nutrição do HBLB sobre Dietoterapia Associada a Patologias Crônicas/ Graves e Proteção nas Doenças Contagiosas. 2008. (Seminário).

III Semana Interdisciplinar da Saúde.III Semana Interdisciplinar da Saúde. 2007. (Outra).

I Simpósio de Valorização da Enfermagem.I Simpósio de Valorização da Enfermagem. 2007. (Simpósio).

I Simpósio sobre os Cuidados Multiprofissionais em Oncologia.I Simpósio sobre os Cuidados Multiprofissionais em Oncologia. 2007. (Simpósio).

VII Sul Encontro de Controle de Infecção. VII Sul Encontro de Controle de Infecção. 2007. (Congresso).

II Semana Interdisciplinar da Saúde.. 2006. (Outra).

IX Encontro Nacional de Aleitamento Materno enam?. IX Encontro Nacional de Aleitamento Materno enam?. 2006. (Congresso).

Seminário Regional Valorização da Enfermagem.Seminário Regional Valorização da Enfermagem. 2006. (Seminário).

II Encontro de Enfermagem e Controle de Infecção Hospitalar. 2005. (Encontro).

II Encontro de Enfermeiros Responsáveis Técnicos.II Encontro de Enfermeiros Responsáveis Técnicos. 2005. (Encontro).

II SEMINÁRIO UNIVERSIDADE E DIVERSIDADE CULTURAL: movimentos sociais e saberes acadêmicos.II SEMINÁRIOO UNIVERSIDADE E DIVERSIDADE CULTURAL: movimentos sociais e saberes acadêmicos. 2005. (Seminário).

I Simpósio Multidisciplinar de Obesidade e X Encontro Médico do Alto Taquari.I Simpósio Multidisciplinar de Obesidade e X Encontro Médico do Alto Taquari,. 2005. (Simpósio).

PROMOVIDA- Promovendo Vida e Saúde no CEAT/2005. 2005. (Oficina).

VIII Mostra de Ensino, Extensão e Pesquisa da UNIVATES- VIII MEEP e do IV Salão de Iniciação Científica da UNIVATES- IV SIC.VIII Mostra de Ensino, Extensão e Pesquisa da UNIVATES- VIII MEEP e do IV Salão de Iniciação Científica da UNIVATES- IV SIC. 2005. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Kelen Stanislawski

STANISLAWSKI, K.; RABELO, L.;STRAPASSON, M. R.. FATORES DE RISCO PARA LACERAÇÕES NO PARTO NORMAL: Uma revisão integrativa. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Caroline Oliveira Landevoigt

LANDEVOIGT, C. O.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. CONSTRUÇÃO DE MATERNIDADE E PATERNIDADE NO BRASIL: uma revisão narrativa de literatura. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Elisandra Lumertz de Souza Matos

MATOS, E. L. S.; BORGES, R.;STRAPASSON, M. R.. INTERNAÇÃO OBSTÉTRICA: PERCEPÇÕES DO CONTEXTO ASSISTENCIAL NA PERSPECTIVA DO ACOMPANHANTE EM UM HOSPITAL PRIVADO DE PORTO ALEGRE/RS. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Gabriele Cristine Schonardie Gonçalves

GONCALVES, G. C. S.; ZOCCHE, D. A. A.;STRAPASSON, M. R.. ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER NO PRÉ-NATAL, O PAPEL DO ENFERMEIRO: Uma Revisão Integrativa. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Jéssica de Azevedo Ferreira

FERREIRA, J. A.; ZOCCHE, D. A. A.;STRAPASSON, M. R.. PERDA VOLÊMICA E CUIDADOS DE ENFERMAGEM: uma revisão de literatura. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Letícia de Araújo Cardoso

CARDOSO, L. A.; RABELO, L.;STRAPASSON, M. R.. RELAÇÃO DO MANEJO ATIVO, HEMORRAGIA PÓS-PARTO E MORTALIDADE MATERNA: uma revisão integrativa. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: ONDINA CARNEIRO MONTEIRO DUMONCEL KONRATH ARAUJO

ARAUJO, O. C. M. D. K.; ZOCCHE, D. A. A.;STRAPASSON, M. R.. ELABORACÃO DE UM FLUXOGRAMA DE ATENDIMENTO À MULHERES EM PUERPÉRIO NA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICIPIO DE VIAMÃO. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Priscilla Graziele Cancio

CANCIO, P. G.; SCHNEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. CAUSAS DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR DE CRIANÇAS DE ZERO A CINCO ANOS NO BRASIL: uma revisão integrativa de literatura. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Tanise Monassa D'Ávila Villa

VILLA, T. M. D.; SOARES, J. S. F.;STRAPASSON, M. R.. CARTILHA EDUCATIVA ILUSTRADA: orientações para gestantes e acompanhantes sobre os benefícios do contato pele a pele precoce.. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Alessandra Pacheco Linck

LINCK, A. P.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. Atenção ao pré-natal de alto risco no Brasil: uma revisão integrativa da literatura. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Juliane Donato

DONATO, J.; ZOCCHE, D. A. A.;STRAPASSON, M. R.. Impacto da gestação na adolescência: um estudo de revisão integrativa. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Leticia Reisderfer

REISDERFER, L.; BORGES, R.;STRAPASSON, M. R.. A produção científica brasileira da enfermagem a respeito da hipertensão no período gestacional. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Nanucha Teixeira da Silva

SILVA, N. T.; BORGES, R. F.;STRAPASSON, M. R.. Associação entre episiotomia e dispareunia: uma revisão sistemática. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Mariana Mattia Correa

CORREA, M. M.;STRAPASSON, M. R.; CECHIM, P. L. R.. Estratégias utilizadas pela equipe de enfermagem para redução da transmissão vertical do HIV: uma revisão integrativa. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Giovanna De Carli Lopes

LOPES, G. C.;STRAPASSON, M. R.; BORGES, R.. O uso da Aromaterapia no trabalho de parto e parto: uma revisão integrativa. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Michelle Lima Rosa

ROSA, M. L.;STRAPASSON, M. R.; BORGES, R. F.. Laceração perineal e Enfermagem Obstétrica: um estudo de revisão integrativa. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Verenice Raquel Krause

KRAUSE, V. R.; SCHNEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. PARTO NATURAL: ADEQUAÇÃO DA AMBIÊNCIA NA SALA DE PARTO PARA A QUALIFICAÇÃO E HUMANIZAÇÃO DA ATENÇÃO OBSTÉTRICA E DO NASCIMENTO NA ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Fernanda Paim Casanova Dantas

DANTAS, F. P. C.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. ATUAÇÃO DOS ENFERMEIROS AO BINÔMIO MÃE-BEBÊ NA CONSULTA PÓS ? PARTO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: uma revisão integrativa de literatura. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Marta Teixeira Sabocinski

SABOCINSKI, M. T.; BORGES, R. F.;STRAPASSON, M. R.. Parto domiciliar assistido por enfermeiras obstétricas: um estudo de revisão integrativa. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Joseane Vanessa dos Santos da Silva

STRAPASSON, M. R.; SCHINEIDER, V.. ATUAÇÃO DAS ENFERMEIRAS OBSTÉTRICAS NO CENÁRIO DA OBSTETRÍCIA BRASILEIRA- Uma revisão integrativa. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Lívia Lemos Desbesel

DESBESEL, L. L.; FIGUEIRO, R. B.;STRAPASSON, M. R.. A educação em saúde como ferramenta para a humanização da assistência ao nasciemento: uma revisão integrativa. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Franciele Toledo

TOLEDO, F.;STRAPASSON, M. R.; PORCIUNCULLA, M.. Vivências de mulheres acerca do exame preventivo de câncer de colo do útero: uma revisão bibliográfica.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Giana Ribeiro Ferraz

FERRAZ, G. R.; BORGES, R. F.;STRAPASSON, M. R.. ACOLHIMENTO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EM OBSTETRICIA : UM ESTUDO DE REVISAO INTEGRATIVA. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: VANESSA DE LORETO

LORETO, V.; PIEROTTO, A. A. S.;STRAPASSON, M. R.; LEAL, S.. Vivencias maternas com filhos prematuros em uma unidade de terapia intensiva neonatal. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: LETICIA BORBA LIMA

LIMA, L. B.; BURILLE, A.;STRAPASSON, M. R.; GOMES, S.. Adesão ao tratamento para sífilis pelos parceiros das gestantes diagnosticadas no pré-natal. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Angela Cristina Santos Carniel

CARNIEL, 1. C. S.; SOARES, J. S. F.; LEAL, S. M. C.;STRAPASSON, M. R.. Notificação Compulsória De Violência Contra A Mulher Na Atenção Básica Sob A Ótica Dos Profissionais De Saúde.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Patrícia De Oliveira

OLIVEIRA, P.; PORCIUNCULLA, M.;STRAPASSON, M. R.. Percepção De Puérperas Sobre A Escolha Da Via De Parto Em Um Hospital Da Serra Gaúcha.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Deise Graziele Campos

CAMPOS, D. G.; PORCIUNCULLA, M.;STRAPASSON, M. R.. GESTAÇÃO, HIV E A IMPOSSIBILIDADE DE AMAMENTAR.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Tatiane Leiria

LEIRIA, T.; LEAL, S.;STRAPASSON, M. R.. Mulheres atendidas na casa Lilás: situação de vulnerabilidade social e violência. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Karine Guimarães

GUIMARAES, K.; PORCIUNCULLA, M.;STRAPASSON, M. R.. Métodos não farmacológicos para alívio da dor durante o trabalho de parto: uma revisão. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Ana Paula Fernandes Pacheco Budel

RABELO, L.; BUDEL, A. P. F. P.;STRAPASSON, M. R.. Métodos não farmacológicos utilizados para o alívio da dor no trabalho de parto humanizado: uma revisao integrativa. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Daniela Brocardo Pedroso

PEDROSO, D. B.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. A promoção do aleitamento materno na atenção básica de saúde: a contribuição de agentes comunitários de saúde.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Valeria Lindner Silva

SILVA, V. L.; CHAVES, S. E.;STRAPASSON, M. R.. Amamentação em mulheres com HIV. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Fernanda Soares

BONILHA, A. L. L.STRAPASSON, M. R.; SILVA, E. F.. Saúde das Mulheres Negras no Brasil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Letícia Azevedo Marques

STRAPASSON, M. R.; SCHNEIDER, V.. A sistematização da assistência de enfermagem como estratégia de qualificação na consulta de pré-natal. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Michele Soares

STRAPASSON, M. R.; CECHIM, P. L.. Assistência de enfermagem no cuidado ás gestantes com pré-eclampsia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Graciela Soares Cabrera

STRAPASSON, M. R.; RABELO, L.. Dificuldades de Enfermeiras Obstétricas na realização do parto normal hospitalar: uma revisão bibliográfica. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Aluno: Laís Costa

STRAPASSON, M. R.; BERRA, M.; SILVA, E. F.. O significado da consulta de enfermagem em puericultura na percepção de enfermeiros. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em enfermagem) - Faculdade Nossa Senhora de Fátima.

Aluno: Quelen Moreno Meneses Brandalise

STRAPASSON, M. R.; UGARTE, M.; SILVA, E. F.. Dificuldades da implantação do método mãe-canguru: percepção da equipe multiprofissional. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em enfermagem) - Faculdade Nossa Senhora de Fátima.

Aluno: Dinifer Concatto Trevisan

STRAPASSON, M. R.; BERRA, M.; SILVA, E. F.. Atenção à mulher em situação de abortamento induzido: percepção da equipe de enfermagem. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em enfermagem) - Faculdade Nossa Senhora de Fátima.

SCHUSTER, R. V.; PIEROTTO, A. A. S.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente- Cuidados à gestante com sífilis . 2018. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

OLIVEIRA, L. L.; PIEROTTO, A. A. S.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente- Processo de enfermagem no ciclo gravídico puerperal . 2018. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

PRATES, C. S.; PIEROTTO, A. A. S.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente-Cuidados de enfermagem no processo de parturição . 2018. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

NEUTZLING, A. L.; PIEROTTO, A. A. S.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente- Consulta de enfermagem no pré-natal. 2018.

MAI, S.; PIEROTTO, A. A. S.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente-  Consulta de enfermagem na puericultura. 2018. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

ALVES, E. A. T. D.; PIEROTTO, A. A. S.; SCHINEIDER, V.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente- Cuidados a mulher/gestante com sífilis na atenção básica. 2018. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

CESAR, A. M.; LINDEN, A.; SCHNEIDER, V.; PACHECO, S.;STRAPASSON, M. R.. Processo Seletivo Docente:Consulta de Enfermagemn do Binômio Mãe Bebê. 2015. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

LIMA, A. C. S.; LINDEN, A.; SCHINEIDER, V.; PACHECO, S.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente- Consulta de Enfermagemn do Binômio Mãe Bebê. 2015. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

NUNES, C. R.; LINDEN, A.; SCHINEIDER, V.; PACHECO, S.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente- Consulta de Enfermagem Pré -Natal. 2015. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

SCHENATO, M.; LINDEN, A.; SCHINEIDER, V.; PACHECO, S.;STRAPASSON, M. R.. Processo seletivo Docente- Consulta de Enfermagem Pré -Natal. 2015. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Eva Neri Rubim Pedro

BONILHA, Ana Lucia de Lourenzi;PEDRO, Eva Neri Rubim; GONÇALVES, Annelise de Carvalho; COSTANERO, Regina Gema Santini. O ensino de graduação em enfermagem neonatal para alunos de escola pública nas décadas de 50 e 60. 2014. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Edimárlei Gonsales Valério

VALÉRIO, Edimárlei Gonsales. Associações ebtre aleitamento materno e hipertensão gestacional. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Ginecologia e Obstetrícia) - FACULDADE DE MEDICINA DA UFRGS.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Janaina Lima Mesquita

VIAS DE PARTO E PLANO DE PARTO: Percepção das gestantes; Início: 2019; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Samara Silva Marques

morte fetal: revisão integrativa; Início: 2019; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Cristine Silva Kopereck

Violência Institucionalizada no parto: revisão integrativa; Início: 2019; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Ana Paula Brasiliano Marques

A importancia da presença do acompanhante durante o processo de parturição: uma revisão integrativa; Início: 2019; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Cristiane Pedó

Desfechos maternos e neonatais de mulheres com analgesia no trabalho de parto; Início: 2019; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Pricilla Porto Quadro

Tarto domiciliar planejado: revisão integrativa; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Cristine Silva Kopereck

Violência Institucionalizada no parto: revisão integrativa; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Elisângela Ribeiro da Silva

Aleitamento materno e paternidade: Uma relação em construção; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Bianca Ferreira Onofre Lara

MANEJO ASSISTENCIAL PARA PROTEÇÃO PERINEAL UTILIZADO NA ATENÇÃO AO PARTO NORMAL: uma revisão integrativa; Início: 2016; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Soraia Santos Lautert

Desmame precoce: desafios do enfermeiro no aleitamento materno; Início: 2016; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Fernanda Lezina Caetano

A prática rotineira da epsiotomia no Brasil: revisão integrativa da literatura; Início: 2014; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Enfermagem Obstétrica) - Sociedade Educacional Três de Maio; (Orientador);

Luciana Dalberto

A inserção da enfermeira obstetriz no Centro de Parto Natural: revisão integrativa; Início: 2014; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Enfermagem Obstétrica) - Sociedade Educacional Três de Maio; (Orientador);

Caroline Lima Caxambu

O perfil de mulheres com gravidez ectópica atendidas em um hospital público de Porto Alegre; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Leidiana Ferreira

DESFECHOS MATERNOS E NEONATAIS EM PARTOS COM USO DE ANALGESIA FARMACOLÓGICA; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Andrine Moraes de Souza

ASSISTÊNCIA AO PRÉ NATAL DE BAIXO RISCO PELA ENFERMEIRA OBSTÉTRICA; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Angela Stocco

ASSOCIAÇÕES ENTRE PRÁTICAS ALIMENTARES E INTERNAÇÃO POR INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS EM LACTENTES ATÉ 6° MÊS DE VIDA; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Sibele Oliveira

ASSISTÊNCIA HUMANIZADA AO RECÉM- NASCIDO NA SALA DE PARTO: Uma Revisão Integrativa; Início: 2018; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Luciene Fenandes Casarin da Rocha

USO DE SULFATO DE MAGNÉSIO PARA NEUROPROTEÇÃO FETAL: revisão integrativa; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Rochelle de Carli Silva

Prevalência de desmame precoce em um município da região metropolitana de Porto Alegre; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Janine Abreu Silveira Franceschi

SUPORTE CONTÍNUO E ESPECIALIZADO INTRAPARTO: CONHECENDO AS DOULAS DO RIO GRANDE DO SUL; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Fernanda Schirmann

ESTRATÉGIAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DO MODELO ADEQUADO DE ASSISTÊNCIA AO PARTO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

FERNANDA MARIA PAULETTO

CONSULTA PUERPERAL: uma revisão integrativa da literatura; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Denise Raquel de Souza Rodrigues

Gestação na adolescencia: uma revisão integrativa; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Carolina de Castilhos Teixeira

Práticas Integrativas e Complementares no Trabalho de Parto e Parto: Uma Revisão Integrativa; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Jéssica Pulino Peralta

PROTEÇÃO PERINEAL NO PERÍODO EXPULSIVO DO TRABALHO DE PARTO: FAZER OU NÃO FAZER?; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Juliana Correia de Holanda Cavalcanti

A ENFERMAGEM OBSTÉTRICA PARA ALÉM DOS MUROS HOSPITALARES: A SAÚDE DA FAMÍLIA COMO CAMPO DE ATUAÇÃO; 2017; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Bruna Ascari

Adesão ao Tratamento para Sífilis Congênita:revisão integrativa da literatura; 2017; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Camila Fátima Alves

Descolamento prematuro de placenta: revisão integrativa da literatura; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Rafaella Souza de Andrade

Trabalho de parto prematuro: revisão integrativa da literatura; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Regiane Maia Camargo

HIV no pré-natal: revisão integrativa da literatura; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Cristiane Athanasio Kolbe

Acolhimento com classificação de risco obstétrico: revisão integrativa da literatura; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Cláudia Ribeiro da Cunha Franco

Violência sexual contra a mulher e Gênero: revisão integrativa da literatura; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Marta Helena Julhão da Rosa

A prática do contato pele a pele na sala de parto: revisão integrativa da literatura; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Caroline Rodrigues Pedroso

Inserção do acompanhante no processo de parturição: revisão integrativa da literatura; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Marina Mendes Coelho

Posição da mulher no trabalho de parto e parto: revisão integrativa da literatura; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Claudia Galhardi Schimitt

Hidroterapia como método não farmacológico de alívio da dor: revisão integrativa; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Cecília Drebes Pedron

Panorama da produção científica da assistência de Enfermagem Obstétrica Brasileira durante o trabalho de parto; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Débora Fernandes Coelho

Relações entre acompanhamento Pré-Natal e Sífilis Congênita: revisão integrativa; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Letícia Becker Vieira

A Violência Obstétrica e suas manifestações no cotidiano dos serviços de saúde: revisão integrativa; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Valeria Lindner Silva

Representatividade da Enfermeira Obstétrica: assistência à mulher durante o processo de parturição em um hospital público de Porto Alegre/RS; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Gabriela Valiati

Práticas assistenciais em Reanimação Neonatal na sala de parto de um Hospital da região Nordeste do Rio Grande do Sul; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Isabela Mendes Fachin

COLESTASE INTRA-HEPATICA DA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO INTEGRATIVA; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Alana Silveira Marques

Trauma mamilar: revisão integrativa; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Gabriela Carpin Pagano

ASSISTÊNCIA AO PARTO VAGINAL PELA ENFERMEIRA OBSTÉTRICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Bárbara Zamo Kleinert

Práticas de intervenção implementadas no processo de parturição: revisão integrativa; 2015; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Mariana Bello Porciuncula

Sífilis na Gestação: revisão integrativa da literatura; 2014; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Bruna Silva dos Santos

ASSOCIAÇÕES ENTRE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA NA GESTAÇÃO E VIA DE PARTO; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

FLÁVIA GONÇALVES PEREZ

A CONSULTA DE PRÉ-NATAL REALIZADA PELO ENFERMEIRO NA PERCEPÇÃO DA PUÉRPERA; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Elisete Charão de Lima

A prática da episiotomia pela Enfermeira Obstétrica: revisão integrativa; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Camila Inácio de Souza

Motivos que levaram mulheres a escolher o parto domiciliar planejado; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Helena Silva Nunes

A MATERNIDADE NA CONCEPÇÃO DE MULHERES QUE CONVIVEM COM O VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Quesia Machado Bueno De Oliveira

O USO DO PARTOGRAMA NO PRIMEIRO PERÍODO DO TRABALHO DE PARTO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Jéssica Porto Faria de Paula

A PRÁTICA DE OFERTA DE LÍQUIDOS ÀS MULHERES DURANTE O TRABALHO DE PARTO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Especialização Enfermagem Obstétrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Roberta Tavares

A VIOLÊNCIA NO PROCESSO DE PARTURIÇÃO NA PERCEPÇÃO DA ENFERMAGEM OBSTÉTRICA; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Paula Bicca Acosta

A ASSISTÊNCIA AO PARTO PELA ENFERMEIRA OBSTÉTRICA NA PERCEPÇÃO DA PARTURIENTE; ; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Danielle Lehugeur

Manejo não farmacológico de alívio da dor em partos assistidos por enfermeira obstétrica; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Natasha Alexandra da Silva Assis

ASSOCIAÇÕES ENTRE VIA DE PARTO E ALEITAMENTO MATERNO PRECOCE; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Maria Carolina Siqueira Nunes

DEPRESSÃO PUERPERAL:Prevalência de risco para Depressão Pós-Parto em um Hospital Privado; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Débora Dornelles Pozenatto

VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA NO PROCESSO DE PARTURIÇÃO: Revisão Integrativa; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Jenifer Miguel Renosto

Fatores que influenciam a decisão pelo parto vaginal em um Hospital Privado de Porto Alegre/RS; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Taís Koller Kologeski

A prática do contato pele a pele do recém-nascido com sua mãe na perspectiva da equipe multiprofissional; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Gabriela Vieira Mantelli

MÉTODO MÃE CANGURU: Contribuições da Enfermagem em um Hospital Privado; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Jose Leonardo Schneider

Clampeamento Tardio do Cordão Umbilical: revisão integrativa da literatura; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Juliana da Silva Alves

Prevalência de Câncer de Mama em Mulheres atendidas em Estratégia de Saúde da Família; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Carolline Fredes Dias

Perfil de exames citopalógicos coletados em Estratégia de Saúde da Família; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Bruna Cazarai

Mulheres soropositivas para o HIV e a impossibilidade de amamentar: revisão integrativa da literatura; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Noeli D

Raymundo Herbert; Prevalência de episiotomia em partos assistidos por Enfermeira Obstétrica; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Greice Kelli Coelho de Souza

Prevalência de Gastrosquise em um Hospital Público de Porto Alegre/RS; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Jaqueline Monteiro de Jesus

Motivos que influenciam a escolha da mulher pelo parto cesáreo em um hospital privado de Porto Alegre; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Vanessa da Silva

Sentimentos maternos frente à hospitalização do recém-nascido em uma UTI neonatal: revisão integrativa da literatura; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Letícia Modrzejewski Geiger

A percepção leiga e profissional sobre o uso de Métodos não farmacológicos de alívio da dor no processo de parturição: revisão integrativa; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Márcia Rejane Strapasson;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria Noemia Birck Nedel

Puerpério imediato: desvendando o silêncio do significado da Maternidade; 2010; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em enfermagem obstétyrica) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Maria Noemia Birck Nedel;

Natasha Alexandra da Silva Assis

ASSOCIAÇÕES ENTRE VIA DE PARTO E ALEITAMENTO MATERNO PRECOCE; Início: 2016; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; (Orientador);

Ana Lúcia de Lourenzi Bonilha

O ensino de graduação em enfermagem neonatal para alunos de escola pública na década de 50 e 60; 2012; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem,; Orientador: Ana Lucia de Lourenzi Bonilha;

Fernanda de Menezes Guimarães

Análise da Gestão de Recursos Tecnológicos na UTI Neonatal de um hospital Universitário; 2013; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA GESTÃO EM SERVIÇOS DE SAÚDE) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos; Orientador: Fernanda de Menezes Guimarães;

Cássia Regina Gotler Medeiros

Liderança Transformacional na Enfermagem; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Centro Universitário Univates; Orientador: Cássia Regina Gotler Medeiros;

José Geraldo Lopes Ramos

Associação entre aleitamento materno e hipertensão arterial na gestação; 2015; Tese (Doutorado em Ciências da Saúde: Ginecologia e Obstetrícia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul,; Orientador: José Geraldo Lopes Ramos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • DIAS, C. F. ; Micheletti, VCD ; FRONZA, E. ; ALVES, J. S. ; ATTADEMO, C. V. ; STRAPASSON, M. R. . Perfil de Exames Citopatológicos Coletados em Estratégia de Saúde da Família. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental (Online) , v. 11, p. 192-198, 2019.

  • STRAPASSON, MÁRCIA REJANE ; FERREIRA, CHARLES FRANCISCO ; RAMOS, JOSÉ GERALDO LOPES . Feeding practices in the first 6 months after delivery: effects of gestational hypertension. Pregnancy Hypertension-An International Journal of Womens Cardiovascular Health , v. 13, p. 254-259, 2018.

  • ALVES, J. S. ; STRAPASSON, M. R. ; FRONZA, E. ; RAMOS, J. G. L. ; DIAS, C. F. . Mamografias com resultado BI-RADS 4 ou superior, em mulheres atendidas por uma Estratégia Saúde da Família. ANRIGS , v. 62, p. 198-205, 2018.

  • STRAPASSON, MÁRCIA R. ; FERREIRA, CHARLES F. ; RAMOS, JOSÉ G.L. . Associations between postpartum depression and hypertensive disorders of pregnancy. INTERNATIONAL JOURNAL OF GYNECOLOGY & OBSTETRICS , v. 13, p. 1-7, 2018.

  • KOLOGESKI, T. K. ; STRAPASSON, M. R. ; SCHNEIDER, V. ; RENOSTO, J. M. . CONTATO PELE A PELE DO RECÉM-NASCIDO COM SUA MÃE NA PERSPECTIVA DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL. Revista de Enfermagem UFPE on line , v. 1, p. 94-101-101, 2017.

  • SOUZA, G. K. C. ; STRAPASSON, M. R. ; FRONZA, E. ; RAMOS, J. G. L. . Profile of newborns with gastroschisis diagnosisin a public hospital at Porto Alegre/R. CLINICAL AND BIOMEDICAL RESEARCH , v. 37, p. 25-32, 2017.

  • MANTELLI, GABRIELA VIEIRA ; STRAPASSON, MÁRCIA REJANE ; PIEROTTO, ALINE APARECIDA ; RENOSTO, JENIFER MIGUEL ; SILVA, JULIANA FERNANDES . Método canguru: percepções da equipe de enfermagem em terapia intensiva neonatal. Revista de Enfermagem da UFSM , v. 7, p. 51-10, 2017.

  • STRAPASSON, MÁRCIA REJANE ; LIMA, BEATRIZ SANTANA DE SOUZA ; FERREIRA, GIMERSON ERICK ; OLIVEIRA, GUSTAVO COSTA DE ; BONILHA, ANA LÚCIA DE LOURENZI ; PAZ, POTIGUARA DE OLIVEIRA . Percepção do pai acerca da paternidade no alojamento conjunto. Revista de Enfermagem da UFSM , v. 7, p. 80-6, 2017.

  • LEHUGEUR, D. ; STRAPASSON, MÁRCIA REJANE ; FRONZA, E. . MANEJO NÃO FARMACOLÓGICO DE ALÍVIO DA DOR EM PARTOS ASSISTIDOS POR ENFERMEIRA OBSTÉTRICA. Revista de Enfermagem UFPE on line , v. 11, p. 4929-4937, 2017.

  • LINDER, V. ; CHAVES, S. E. ; STRAPASSON, M. R. . Percepções de mulheres vivendo com o Vírus da Imunodeficiência Humana acerca da impossibilidade de amamentar. Enfermagem em Foco , v. 7, p. 8-11, 2016.

  • JESUS, J. M. ; STRAPASSON, M. R. ; SCHNEIDER, V. ; RECKTENWALDT, M. . MOTIVOS QUE INFLUENCIAM NA ESCOLHA DA MULHER PELO PARTO CESÁREO EM UM HOSPITAL. Revista Sul-Brasileira de Enfermagem , v. 5, p. 32-37, 2016.

  • SILVA, E. F. ; TREVISAN, D. C. ; LORENZINI, E. ; FISCHER, A. C. S. ; STRAPASSON, M. R. ; BONILHA, A. L. L. . Atenção à mulher em processo de abortamento induzido: a percepção de profissionais de enfermagem. Revista de Enfermagem da UFSM , v. 5, p. 454-464, 2015.

  • COSTA, LAÍS ; SILVA, EVELINE FRANCO ; LORENZINI, ELISIANE ; STRAPASSON, MÁRCIA REJANE ; PRUSS, ANA CARLA DOS SANTOS FISCHER ; BONILHA, ANA LUCIA DE LOURENZI . Significado da consulta de enfermagem em puericultura: percepção de enfermeiras de estratégia saúde da família doi: 10.4025/cienccuidsaude.v11i4.19414. Ciência, Cuidado e Saúde (Online) , v. 11, p. 792-798, 2013.

  • STRAPASSON, M. R. ; NEDEL, M. N. B. . A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO PROCESSO DE NASCIMENTO: REVISÃO INTEGRATIVA. Revista de Enfermagem UFPE on line , v. 07, p. 6663-6670, 2013.

  • OLIVEIRA, G. C. ; GONÇALVES, A.C ; FERREIRA, G. E. ; LIMA, B. S. S. ; ROCHA, L. S. ; STRAPASSON, M. R. . TRANSMISSÃO DO CITOMEGALOVÍRUS PELO LEITE MATERNO: REVISÃO INTEGRATIVA. Revista de Enfermagem UFPE on line , v. 07, p. 6505-6514, 2013.

  • STRAPASSON, M. R. ; COSTA, C. S. . THE KANGAROO MOTHER METHOD IN THE CARE TO THE LOW WEIGHT NEWBORN INFANT: INTEGRATIVE LITERATURE REVIEW. Revista de Enfermagem UFPE on line , v. 6, p. 2535-2541, 2012.

  • Oliveira, Nery ; STRAPASSON, M. R. . Liderança em Enfermagem- Revisão integrativa da Literatura. Revista Sul Brasileira de Enfermagem , v. 2, p. 12-16, 2012.

  • OLIVEIRA, Nery ; STRAPASSON, M. R. ; ARREGINO, D. S. ; COSTA, C. S. ; ZORTEA, S. R. ; CORREA, D. . Gestão da dor no Pós-Operatório Imediato: relato de experiência. Revista Sul Brasileira de Enfermagem , v. 11, p. 14-17, 2012.

  • SILVA, E. F. ; STRAPASSON, M. R. ; FISCHER, A. C. S. . Metódos não farmacológicos de alívio da dor durante trabalho de parto e parto. Revista de Enfermagem da UFSM , v. 1, p. 261-271, 2011.

  • STRAPASSON, M. R. ; BONILHA, A. L. L. . Early weaning: characterization of productions in post-graduation courses from 2000 through 2010. Revista de Enfermagem UFPE on line , v. 5, p. 2282-2289, 2011.

  • STRAPASSON, M. R. ; FISCHER, A. C. S. ; BONILHA, A. L. L. . Amamentação na primeira hora de vida em um hospital privado de Porto Alegre/RS - Relato de Experiência. Revista de Enfermagem da UFSM , v. 1, p. 489-496, 2011.

  • STRAPASSON, M. R. ; NEDEL, M. N. B. . Puerpério imediato: desvendando o significado da maternidade. Revista Brasileira de Enfermagem (Impresso) , v. 31, p. 521-528, 2010.

  • STRAPASSON, M. R. ; Medeiros, Cássia R. G. . Liderança Transformacional na Enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem , v. 62, p. 228-233, 2009.

  • TELES, J. M. ; STRAPASSON, MÁRCIA REJANE ; BONILHA, A. L. L. . O ensino sobre o recém-nascido na enfermagem de 1950 a 1980: Em Escola Pública de Graduação em Enfermagem. 13. ed. Novad Edições Acadêmicas, 2017. v. 1. 116p .

  • STRAPASSON, M. R. ; FISCHER, A. C. S. ; BONILHA, A. L. L. ; SILVA, E. F. ; TELES, J. M. . Amamentação na sala de parto: caracterização das produções dos cursos de pós-graduação na última década. In: VII Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal - I Congresso Internacional de Enfermagem Obstétrica e Neonatal.. In: Fortalecendo alianças estratégicas pela cidadania e saúde das mulheres e dos recém nascidos: anais do VII COBEON / ICIEON., 2011, Belo Horizonte. Fortalecendo alianças estratégicas pela cidadania e saúde das mulheres e dos recém nascidos: anais do VII COBEON / ICIEON., 2011. p. 2958.-2961.

  • STRAPASSON, M. R. ; FISCHER, A. C. S. ; BONILHA, A. L. L. ; SILVA, E. F. ; TELES, J. M. . Curso de casais gestantes: a participação do pai na gestação.. In: VII Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal - I Congresso Internacional de Enfermagem Obstétrica e Neonatal., 2011, Belo Horizonte. Fortalecendo alianças estratégicas pela cidadania e saúde das mulheres e dos recém nascidos: anais do VII COBEON / ICIEON, 2011. p. 3254-3258.

  • SILVA, E. F. ; STRAPASSON, M. R. ; FISCHER, A. C. S. ; TELES, J. M. ; BONILHA, A. L. L. . Violência à parturiente.. In: VII Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal - I Congresso Internacional de Enfermagem Obstétrica e Neonatal, 2011, Belo Horizonte. Fortalecendo alianças estratégicas pela cidadania e saúde das mulheres e dos recém nascidos: anais do VII COBEON / ICIEON., 2011. p. 2237-2239.

  • RAMOS, J. G. L. ; STRAPASSON, M. R. ; FERREIRA, C. F. . Breastfeeding practices en the first 6 months after delivery: Effects of arterial Hypertension. In: World Congress of the International Society for the Study of Hypertension in Pregnancy ond the International Society of Obstetric Medicine/Macdonald Obstetric Medicine Society Amsterdam, the Netherlands, 2018, Amsterdam. Practices in the first 6 months after delivery: Effects of arterial hypertension, 2018. v. 13. p. 50-150.

  • RAMOS, J. G. L. ; STRAPASSON, M. R. ; FERREIRA, C. F. . Associations between postpartum depression an hypertensive disorders of pregnancy. In: World Congress of the International Society for the Study of Hypertension in Pregnancy ond the International Society of Obstetric Medicine/Macdonald Obstetric Medicine Society Amsterdam, the Netherlands, 2018, Amsterdam. Associations between postpartum depression an hypertensive disorders of pregnancy, 2018. v. 13. p. 50-150.

  • DIAS, C. F. ; STRAPASSON, M. R. . PERFIL DE EXAMES CITOPATOLÓGICOS COLETADOS EM ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA. In: Anais da 17a Semana de Enfermagem da Unisinos, 2017, São Leopoldo. PERFIL DE EXAMES CITOPATOLÓGICOS COLETADOS EM ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA., 2017. v. 1. p. 21-21.

  • BAIRROS, S. C. F. ; PRAXEDES, L. M. ; MAGNUS, M. B. ; FERRAREZI, S. ; MARQUES, S. L. L. ; STRAPASSON, M. R. . GRUPO DE GESTANTES EM UMA ESF: um relato de experiência. In: Anais da 17a Semana de Enfermagem da Unisinos, 2017, São Leopoldo. GRUPO DE GESTANTES EM UMA ESF: um relato de experiência, 2017. v. a. p. 57.

  • ALVES, J. S. ; STRAPASSON, M. R. . MAMOGRAFIAS RESULTADO BI-RADS 4 OU SUPERIOR EM MULHERES ATENDIDAS EM ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA. In: Anais da 17a Semana de Enfermagem da Unisinos, 2017, São Leopoldo. Anais da 17a Semana de Enfermagem da Unisinos, 2017. v. 1. p. 1-64.

  • FISCHER, A. C. S. ; BONILHA, A. L. L. ; STRAPASSON, M. R. ; TELES, J. M. . A primeira década de ensino do parto na Escola Enfermagem da UFRGS: os anos 50. In: 17º SENPE SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ENFERMAGEM, 2013, NATAL/RN. A PRIMEIRA DÉCADA DE ENSINO DO PARTO NA ESCOLA ENFERMAGEM DA UFRGS: OS ANOS 50, 2013. p. 1045-1047.

  • TELES, J. M. ; PRUSS, A. C. F. ; STRAPASSON, M. R. ; SHUCK, S. O. P. ; BONILHA, A. L. L. . O ENSINO DA PARTURIAÇÃO NA CRIAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM DA UFRGS. In: ECOS da 9th Normal Labour and Birth Research Conference -Normal é Natural, da Pesquisa à Ação, 2014, Rio de Janeiro. O ENSINO DA PARTURIAÇÃO NA CRIAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM DA UFRGS, 2014.

  • BONILHA, A. L. L. ; PRUSS, A. C. F. ; STRAPASSON, M. R. ; TELES, J. M. ; SHUCK, S. O. P. . O ENSINO SOBRE O RECÉM-NASCIDO NA IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM DA UFRGS. In: ECOS da 9th Normal Labour and Birth Research Conference ? Normal é Natural, da Pesquisa à Ação, 2014, Rio de Janeiro. O ENSINO SOBRE O RECÉM-NASCIDO NA IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM DA UFRGS, 2014.

  • FISCHER, A. C. S. ; SILVA, E. F. ; STRAPASSON, M. R. . Cuidados de enfermagem ao recém-nascido prematuro exposto a drogas de abuso durante o período gestacional: um estudo de caso. In: 31ª Semana Científica do HCPA 40 anos produzindo conhecimento, 2011, Porto Alegre. Revista HCPA. Porto Alegre: Editoração eletrônica, 2011. v. 31. p. 1-277.

  • SILVA, E. F. ; FISCHER, A. C. S. ; STRAPASSON, M. R. . Alívio da dor no trabalho de parto: terapias não farmacológicas. In: 31ª Semana Científica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, 2011, Porto Alegre. Revista HCPA- 31ª Semana Científica do HCPA. Porto Alegre: Editoração Eletrônica, 2011. v. 31. p. 56-56.

  • STRAPASSON, M. R. ; ARESI, E . Purpério Imediato: desvendando o silêncio do significado da maternidade.. In: 31ª Semana Científica do HCPA- 40 anos produzindo conhecimento, 2011, Porto Alegre. Revista HCPA- 31ª Semana Científica do HCPA. Porto Alegre: Editoração Eletrônica, 2011. v. 31. p. 53-53.

  • ARESI, E ; STRAPASSON, M. R. . O cuidado de enfermagem na percepção dos estomizados. In: 31ª Semana Científica do HCPA- 40 anos produzindo conhecimento, 2011, Porto Alegre. Revista HCPA- 31ª Semana Científica do HCPA. Porto Alegre: Editoração Eletrônica, 2011. v. 31. p. 69-69.

  • TELES, J. M. ; BONILHA, A. L. L. ; FISCHER, A. C. S. ; SILVA, E. F. ; STRAPASSON, M. R. . Drogas de Abuso na Gestação. In: VII Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal e I Congresso Internacional de Enfermagem Obstétrica Neonatal, 2011, Belo Horizonte. Fortalecendo redes e alianças estratégicas pela cidadania e saúde das mulheres e dos recém-nascidos. Minas Gerais, 2011. p. 3287-3287.

  • STRAPASSON, M. R. ; Camila Alves . Triptofano Aminoácido Essencial. In: VIII MEEP Mostra de Ensino, Extensão e Pesquisa, 2005, Lajeado/RS. VIII MEEP Mostra de Ensino, Extensão e Pesquisa. Lajeado/RS: Vera Theves Sulzbach, 2005. v. 1. p. 9-189.

  • SILVA, V. L. ; CHAVES, S. E. ; STRAPASSON, M. R. . Amamentação em mulheres com HIV. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MANTELLI, G. V. ; PIEROTTO, A. A. S. ; SPENGLER, L. M. ; STRAPASSON, M. R. ; KOLOGESKI, T. K. ; SCHNEIDER, V. . Método Mãe Canguru: percepções da enfermagem em um hospital privado. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • KOLOGESKI, T. K. ; STRAPASSON, M. R. ; SCHINEIDER, V. ; MANTELLI, G. V. ; SPENGLER, L. M. . A prática do contato pele a pele na sala de parto e a percepção da equipe multiprofissional. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PIEROTTO, A. A. S. ; SPENGLER, L. M. ; SCHNEIDER, V. ; STRAPASSON, M. R. . Ser Enfermeiro na missão HAITI 2014: relato de experiência. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • TELES, J. M. ; PRUSS, A. C. F. ; STRAPASSON, M. R. ; SILVA, E. F. ; BONILHA, A. L. L. . Curso de Casais Gestantes: um relato de experiência. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • TELES, J. M. ; FISCHER, A. C. S. ; STRAPASSON, M. R. ; SILVA, E. F. ; BONILHA, A. L. L. . Violência contra mulheres em trabalho de parto e parto. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • TELES, J. M. ; FISCHER, A. C. S. ; STRAPASSON, M. R. ; SILVA, E. F. ; BONILHA, A. L. L. . Drogas de abuso e alcool na gestação: consequências ao binômio mãe-bebê. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • STRAPASSON, M. R. ; FISCHER, A. C. S. ; TELES, J. M. ; SILVA, E. F. ; BONILHA, A. L. L. . Curso de Casais Gestantes: a Participação do Pai na Gestação. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • STRAPASSON, M. R. ; FISCHER, A. C. S. ; TELES, J. M. ; SILVA, E. F. ; BONILHA, A. L. L. . Amamentação em Sala de Parto: caracterização das produções dos cursos de pós-graduação na última década.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SILVA, E. F. ; STRAPASSON, M. R. ; FISCHER, A. C. S. ; TELES, J. M. ; BONILHA, A. L. L. . Violência à Parturiente. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • STRAPASSON, M. R. . O Banho Humanizado no Recém-Nascido. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • STRAPASSON, M. R. ; ARESI, E . Puerpério Imediato: desvendando o silêncio do significado da maternidade. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • ARESI, E ; STRAPASSON, M. R. . O Cuidado de Enfermagem na Percepção dos Ostomizados. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • TELES, J. M. ; BONILHA, A. L. L. ; FISCHER, A. C. S. ; SILVA, E. F. ; STRAPASSON, M. R. . Drogas de Abuso na Gestação. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FISCHER, A. C. S. ; SILVA, E. F. ; STRAPASSON, M. R. . Cuidados de Enfermagem ao recém-nascido prematuro exposto a drogas de abuso durante o período gestacional: um estudo de caso. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SILVA, E. F. ; FISCHER, A. C. S. ; STRAPASSON, M. R. . Alívio da dor no trabalho de parto: terapias não farmacológicas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • STRAPASSON, M. R. . Enfermagem frente aos Aspectos Fisiológicos e Psicológicos do Puerpério.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • STRAPASSON, M. R. . Motivação e Saúde. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • STRAPASSON, M. R. . A Percepção do Enfermeiro sobre a Gestão em Enfermagem. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • STRAPASSON, M. R. . Transtorno Bipolar: um estudo de caso. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • STRAPASSON, M. R. . Saúde e Auto-motivação. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • STRAPASSON, M. R. ; Camila Alves . A importância da Alimentação Balanceada. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • STRAPASSON, M. R. ; Camila Alves . Triptofano Aminoácido Essencial. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • STRAPASSON, M. R. . Envelhecendo com qualidade de vida. Porto Alegre: Província Cristo Rei, 2010 (ÊXODO: JULHO A DEZEMBRO).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

STRAPASSON, M. R. . Check List Salas de Cirurgia. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material Instrucional).

STRAPASSON, M. R. . Orientações de Alta/Cirúrgia Geral. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material Instrucional).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    ASSOCIAÇÕES ENTRE PRÁTICAS ALIMENTARES E INTERNAÇÃO POR INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS EM LACTENTES ATÉ 6° MÊS DE VIDA, Descrição: O estudo tem como objetivo identificar as associações entre práticas alimentares e infecções respiratórias em lactentes até o sexto mês de vida internados na unidade pediátrica. Trata-se de uma pesquisa transversal, descritiva, com abordagem quantitativa retrospectiva. A pesquisa será realizada na Fundação de Saúde Pública São Camilo de Esteio-RS, expecificamente na unidade de internação pediatrica. Analisar-se-ão os prontuários de lactentes menores de seis meses de idade, internados na unidade pediátrica com diagnóstico de infecção respiratória, no período de primeiro de janeiro de 2010 a primeiro de janeiro de 2019. Serão incluídos lactentes menores de 06 meses de idade com diagnóstico de infecção respiratória e que nasceram a termos (Idade Gestacional (IG) ≥ 37semanas). Serão excluídos os prontuários de lactentes com diagnóstico de má-formação, com fenda palatina e ou lábio leporino, prematuros (nascidos com menos de 37 semanas de idade gestacional), com alguma contraindicação absoluta para amamentação ou aqueles cujas mães apresentam HIV positivo além dos prontuários que não forem localizados no período da coleta dos dados. Para todos os cálculos de tamanho da amostra, o programa WinPEPI (Programs for Epidemiologists for Windows) versão 11.63 foi utilizado. Estimou-se o tamanho amostral necessário para todas as variáveis estudadas. Considerando a proporção de aproximadamente 6% nas taxas de internações por pneumonias em relação ao total de internações hospitalares (Sistema de informações hospitalares, DATASUS, 2008; Mota et al., 2013), o intervalo de confiança de 99%, uma diferença aceitável de 5% e 10% de possíveis perdas, o tamanho amostral necessário será de 321 crianças com menos de 6 meses de vida internadas por infecção respiratória.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Angela Stocco - Integrante.

  • 2019 - Atual

    VIAS DE PARTO E PLANO DE PARTO: Percepção das gestantes, Descrição: O estudo tem como objetivo analisar as informações fornecidas às gestantes durante a assistência ao pré-natal relativo às vias de parto e plano de parto. Trata-se de um estudo qualitativo de natureza exploratória descritiva que será realizado com gestantes do município de Palmares do Sul ? RS. Participarão do estudo 15 gestantes que realizam assistência ao pré-natal nos serviços de saúde em estudo, que se encontrem no terceiro trimestre de gestação, maiores de 18 anos, e que aceitem participar da pesquisa. Serão excluídas as gestantes que apresentarem limitações cognitivas e de compreensão para responder a entrevista, aquelas com diagnóstico de gestação de alto risco atendidas na referência do município, e as que não realizam acompanhamento ao pré-natal.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Janaina Lima Mesquita - Integrante.

  • 2019 - Atual

    O perfil de mulheres com gravidez ectópica atendidas em um hospital público de Porto Alegre, Descrição: O estudo busca descrever o perfil de mulheres com gravidez ectópica atendidas em um hospital público de Porto Alegre. Trata-se de uma pesquisa transversal, descritiva, com abordagem quantitativa retrospectiva, que será realizada em um hospital público de Porto Alegre/RS. Analisar-se-ão os prontuários de mulheres com diagnóstico de GE no período de primeiro de janeiro de 2015 a primeiro de janeiro de 2019. Serão excluídos os prontuários que não forem localizados no período da coleta dos dados. Após aprovação do projeto pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) e da instituição coparticipante, iniciar-se-á a coleta de dados nos prontuários. A identificação do prontuário acontecerá através do serviço de epidemiologia da instituição em estudo, por meio da consulta eletrônica através do CID 10 000.9 (gravidez ectópica não especificada). Posteriormente a identificação dos prontuários pelo CID, que serão acessados através do Serviço de Arquivo Médico e Estatística (SAME). Para a análise dos dados será utilizada a estatística descritiva, a partir da frequência relativa e absoluta para as variáveis categóricas e médias, assim como desvio-padrão para as variáveis quantitativas. Para avaliar a associação entre as variáveis categóricas, o teste qui-quadrado de Pearson será aplicado. Em caso de significância estatística, o teste dos resíduos ajustados será utilizado. Para auxiliar a análise será utilizado o software SPSS versão 21.0 com nível de significância de 5% (p≤0,05).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Caroline Lima Caxambu - Integrante.

  • 2019 - Atual

    ASSISTÊNCIA AO PRÉ NATAL DE BAIXO RISCO PELA ENFERMEIRA OBSTÉTRICA, Descrição: O estudo tem como objetivo conhecer a percepção de mulheres que realizaram a assistência ao pré-natal com Enfermeira Obstétrica de um curso de especialização do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa. O estudo será realizado Obstétrico (a) com puérperas que realizaram pré-natal de risco habitual assistidas por Enfermeiras Obstétricas em processo de formação de um curso de especialização do Rio Grande do Sul em uma Unidade Básica de Saúde do Município de Sapucaia do Sul. As enfermeiras Obstétricas em formação são acompanhadas por um Enfermeiro supervisor durante todas as consultas de pré-natal. Participarão do estudo, puérperas que realizaram pré-natal de risco habitual assistidas por Enfermeiras Obstétricas de um curso de Especialização em Enfermagem Obstétrica residentes no Estado do Rio Grande do Sul no período de março de 2019 a novembro de 2019. Será utilizado este recorte temporal uma vez que este compreende o período de atividades práticas do curso de especialização na UBS em estudo. Para o estudo será estabelecido como critério de inclusão aquelas que iniciaram a assistência ao pré-natal com Enfermeira Obstétrica no primeiro e segundo trimestre de gestação, maiores de 18 anos e que aceitarem participar do estudo. Serão excluídas as puérperas que iniciaram o atendimento de pré-natal no terceiro trimestre de gestação e que foram atendidas apenas por enfermeiras generalistas da Unidade Básica de Saúde. O estudo será realizado com 15 puérperas que tiveram o pré-natal assistido por Enfermeiras Obstétricas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Andrine Moraes de Souza - Integrante.

  • 2019 - Atual

    DESFECHOS MATERNOS E NEONATAIS EM PARTOS COM USO DE ANALGESIA FARMACOLÓGICA, Descrição: Tem como objetivo descrever os desfechos maternos e neonatais em partos com uso de analgesia farmacológica. Trata-se de uma pesquisa transversal, descritiva, com abordagem quantitativa retrospectiva. O estudo será realizado em uma maternidade de um hospital público de grande porte do município de Porto Alegre. Serão analisados os prontuários de parturientes de risco habitual internadas no Centro Obstétrico da instituição estudada, em trabalho de parto que realizaram analgesia farmacológica e prontuários do recém-nascido. Serão incluídas primíparas e multíparas de risco habitual, parto de gestação única, a termo, com apresentação cefálica e feto vivo, em trabalho de parto que realizaram analgesia farmacológica, que tiveram parto vaginal ou cesárea e os prontuários dos neonatos, no período de primeiro de janeiro de 2016 a primeiro de janeiro de 2019. Serão excluídos os prontuários de parturientes de gestação de alto risco, com cesariana eletiva, prematuros (idade gestacional inferior a 37 semanas), gestações múltiplas, apresentações anômalas, feto morto, aquelas de risco habitual que não realizaram analgesia farmacológica durante o trabalho de parto, assim como os prontuários dos seus recém-nascidos e aqueles prontuários que não forem localizados no período da coleta de dados. Para todos os cálculos de tamanho da amostra, o programa WinPEPI (Programs for Epidemiologists for Windows) versão 11.63 foi utilizado. Considerando a variação entre 33,9% ? 34,1% nas taxas de uso de analgesia farmacológica (LEAL; GAMA, 2014; Felisbino-Mendes et al., 2017), o intervalo de confiança de 99%, uma diferença aceitável de 5% e 15% de possíveis perdas, o tamanho amostral necessário será de 799 mulheres que realizaram procedimentos farmacológicos para alívio da dor durante o trabalho de parto.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Leidiana Ferreira - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Prevalência de desmame precoce em um município da região metropolitana de Porto Alegre, Descrição: Este projeto tem como objetivo identificar a prevalência de desmame precoce de crianças de ESF no município de Viamão. A investigação dos fatores determinantes para o DP, mostra-se pertinente por poder subsidiar que os gestores municipais implementem novas estratégias de promoção, apoio e proteção ao AM, baseadas nas demandas do município. Acredita-se que este estudo possa contribuir na qualificação da assistência à saúde da criança, na redução da morbimortalidade infantil e no desenvolvimento e crescimento saudáveis.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Rochelle de Carli Silva - Integrante.

  • 2018 - Atual

    SUPORTE CONTÍNUO E ESPECIALIZADO INTRAPARTO: CONHECENDO AS DOULAS DO RIO GRANDE DO SUL., Descrição: Este projeto tem como objetivo conhecer a percepção das Doulas quanto às suas atividades junto às gestantes no cenário de trabalho de parto e parto no Rio Grande do Sul.No estado do Rio Grande do Sul, assim como em diversos estados do país, as Doulas não tem seu trabalho legalizado e, por isso, sua atuação torna-se limitada na atenção obstétrica. Portanto, este trabalho de relevância social e científica, busca fomentar a inserção do trabalho das Doulas no processo de parturição, resgatando o conceito de humanização e do parto fisiológico e empoderado junto à comunidade. Justificando-se na necessidade de elucidar as nuances que permeiam a inserção desta profissional no processo parturitivo, assim como a necessidade de dar maior visibilidade a participação da Doula neste cenário.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / JANINE ABREU SILVEIRA FRANCESCHI - Integrante.

  • 2018 - Atual

    ASSOCIAÇÕES ENTRE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA NA GESTAÇÃO E VIA DE PARTO, Descrição: O estudo tem como objetivo identificar as associações entre hipertensão arterial sistêmica na gestação e via de parto. Trata-se de uma pesquisa transversal, descritiva, com abordagem quantitativa retrospectiva. O estudo será realizado em uma maternidade de um hospital público de referência situado em Porto Alegre/RS. Serão analisados os prontuários de parturientes com diagnóstico de hipertensão arterial na gestação e seus recém-nascidos, assistidos na maternidade em estudo no período de primeiro de janeiro de 2015 a primeiro de janeiro de 2018, que realizaram parto vaginal ou cesariana. Serão incluídos prontuários de parturientes com diagnóstico de hipertensão arterial na gestação e seus neonatos que nasceram na instituição estudada, por via vaginal ou cirúrgica. Serão excluídos os prontuários de parturientes normotensas e seus recém-nascidos, aquelas com diagnóstico de malformação fetal, feto morto, gestações inferiores a 20 semanas e os prontuários que não forem localizados no período da coleta dos dados.Para todos os cálculos de tamanho da amostra, o programa WinPEPI (Programs for Epidemiologists for Windows) versão 11.63 foi utilizado, baseados nas frequências de mulheres com algum diagnóstico de Hipertensão Gestacional atendidas em Pré-Natais no Brasil entre 1991?1995, de Gaio et al. (2001): considerando as frequências de Pré-Eclâmpsia/Eclâmpsia (2,3%), de Hipertensão Crônica (4,0%), de Pré-Eclâmpsia/Eclâmpsia sobreposta (0,5%) e de Hipertensão Transitória (0,7%), o intervalo de confiança 95%, para a detecção de uma diferença de 5%, e uma estimativa de perda de 10%, o tamanho amostral final necessário será de 448 mulheres com diagnóstico de Hipertensão Gestacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / BRUNA SILVA DOS SANTOS - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Aleitamento materno e paternidade: Uma relação em construção, Descrição: Trata-se de um estudo de natureza qualitativa com caráter exploratório-descritivo com 15 pais com filho de até 2 anos de idade, em aleitamento materno, maiores de 18 anos de idade, e que participem das consultas de puericultura e aceitem participar do estudo após assinatura do termo de consentimento. O estudo tem por objetivo conhecer como se da a construção paterna quanto a sua participação na prática da amamentação exclusiva. Este estudo poderá contribuir nos processos de inserção paterna na prática da amamentação e nutrição de lactentes, assim como na promoção e proteção do aleitamento materno.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / ELISANGELA RIBEIRO DA SILVA - Integrante.

  • 2017 - 2018

    Motivos que levaram mulheres a escolher o parto domiciliar planejado assistido por Enfermeira Obstétrica, Descrição: Este projeto tem como objetivo conhecer os motivos que levaram mulheres a escolher o parto domiciliar planejado assistido por Enfermeira Obstétrica. O Estado do Rio Grande do Sul-RS não possui resolução específica relativa à atuação do enfermeiro no parto domiciliar planejado, salienta-se que apesar de não haver resolução regional a Eo encontra-se respaldada pela COFEN nº 7.498 de 25 de junho de 1986. Havendo poucos registros relativos à temática escassa informação sobre o parto domiciliar, tanto para os profissionais da saúde quanto para a população feminina em geral. Apesar de todos os programas e políticas que buscam resgatar a fisiologia do parto e a autonomia da mulher, além de recomendações que o local de parto deva ser aquele que a mulher se sentir segura (BRASIL, 2017), o parto domiciliar ainda é pouco incentivado ou difundido. Para tal, existe a necessidade de se conhecer os motivos que levam algumas mulheres a escolherem o parto domiciliar para parir buscando resgatar este modelo de parto e nascimento quando seguro e planejado. Acredita-se que este estudo possa contribuir com novos subsídios para esta alternativa de local de parto. Espera-se que o estudo possa contribuir na qualificação da atenção à mulher que escolhe o parto domiciliar planejado assistido por EO e seus pressupostos de humanização, segurança, autonomia e protagonismo da mulher.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / CAMILA INÁCIO DE SOUZA - Integrante.

  • 2017 - Atual

    A MATERNIDADE NA CONCEPÇÃO DE MULHERES QUE CONVIVEM COM O VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA, Descrição: Tem como objetivo conhecer a concepção de maternidade para mulheres que convivem com o vírus da imunodeficiência humana. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com caráter exploratório-descritivo, realizado em um hospital público de Porto Alegre/RS. Participarão do estudo 15 puérperas portadoras de HIV, que conheciam sua sorologia e que se encontravam no período de puerpério imediato internadas no alojamento conjunto da maternidade estudada no período julho a setembro de 2017. Tem como critério de inclusão: ser soropositiva para o HIV, conhecer sua sorologia, estar no período do puerpério imediato, ter mais de 18 anos, estar internada no alojamento conjunto no período de coleta, encontrarem-se após as primeiras 12 horas de puerpério e aceitar participar do estudo. Como critérios de exclusão, não farão parte do estudo as mulheres que apresentarem comorbidades psiquiátricas, feto morto, não aceitarem participar e aquelas que não atenderem aos critérios de inclusão. Após aprovação do projeto pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) e da instituição em estudo, os participantes serão convidados a participar da pesquisa. Para a coleta de dados será utilizado uma entrevista semiestruturada, sobre a vivência da maternidade frente à convivência com o vírus do HIV; o significado da maternidade; experiência frente à impossibilidade de amamentar seu filho; principais dificuldades e expectativas encontradas na construção da maternidade. As participantes receberão nomes fictícios mantendo-se o sigilo e anonimato. A análise dos dados se dará através da análise de conteúdo, conforme Minayo (2014). Serão respeitados os aspectos éticos conforme Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012, do Conselho Nacional de Saúde (BRASIL, 2012). O tema escolhido justifica-se pela importância da temática abordada uma vez que a prevalência do HIV na gestação vem aumentando. O enfrentamento social pela mulher que convive com o vírus do HIV, a forma como constitui para si a maternidade, considerando as barreiras a ela impostas, referentes à condição clínica e sorológica instigam a presente pesquisa. Espera-se que o estudo possa contribuir no conhecimento relativo à diferentes abordagens de cuidado frente às gestantes e parturientes que convivem com o vírus da imunodeficiência humana na perspectiva da constituição da maternidade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Helena Silva Nunes - Integrante.

  • 2017 - Atual

    A VIOLÊNCIA NO PROCESSO DE PARTURIÇÃO NA PERCEPÇÃO DA ENFERMAGEM OBSTÉTRICA, Descrição: Tem como objetivo conhecer a percepção da enfermagem obstétrica frente a violência no processo de parturição.Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa, realizado com 15 enfermeiras obstétricas. Participarão do estudo enfermeiras obstétricas residentes no Estado do Rio Grande do Sul e que tenham experiência na assistência ao parto e nascimento. Para o estudo será estabelecido como critério de inclusão ser especialista em enfermagem obstétrica, aceitar participar do estudo após assinatura do termo de consentimento e estar em atividade laboral na área obstétrica. Como critério de exclusão não participarão do estudo aquelas que não atenderem aos critérios de inclusão; as que iniciaram sua atividade laboral na assistência ao parto e nascimento nos últimos 6 meses. A coleta de dados se dará conforme a técnica de ?bola de neve? e ocorrerá por meio de entrevista semi-estruturada com quatro questões norteadoras que contemplarão a definição de violência obstétrica; identificação de situações de violência obstétrica na profissão; tipos de violência mais evidenciados e as ações realizadas frente a situações de violência no processo de parto e nascimento. As informações serão analisadas através da análise de conteúdo, conforme Minayo (2014). Será respeitado as questões éticas conforme a Resolução 466/12 (BRASIL, 2013). Todas as participantes do estudo assinarão um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). A relevância deste estudo encontra-se na importancia da discussão e mobilização dos profissionais e serviços de saúde para o enfrentamento da violência obstétrica uma vez que constitui um problema de saúde pública e fere os direitos das mulheres. Acredita-se que este estudo possa contribuir na construção de subsídios para identificação, problematização e enfrentamento da violência no processo de parturição.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Roberta Tavares - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Representatividade da Enfermeira Obstétrica: Assistência á mulher em trabalho de parto em um hospital público de Porto Alegre/RS, Descrição: Este estudo busca analisar a representatividade da enfermeira obstétrica na assistência à mulher durante o trabalho de parto e parto em um hospital de natureza pública de Porto Alegre/RS.Trata-se de uma pesquisa qualitativa com caráter exploratório-descritivo. Participarão da pesquisa as enfermeiras obstétricas que trabalham no centro obstétrico em estudo. A coleta de dados se dará de forma aleatória e ocorrerá por meio de entrevista semi-estruturada. e A análise dos dados seguirá a análise temática de conteúdo conforme Minayo (2014). A coleta de dados será feita após a aprovação do projeto pelo Comitê de ética e Pesquisa (CEP) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos e do CEP da instituição co-participante. Participará do estudo 10 enfermeiras obstétricas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Valeria Lindner Silva - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Práticas assistenciais em Reanimação Neonatal na sala de parto de um Hospital da região Nordeste do Rio Grande do Sul, Descrição: Trata-se de um estudo quantitativo transversal observacional descritivo prospectivo que tem como objetivo geral: descrever as práticas assistenciais de reanimação neonatal realizadas na sala de parto de um Hospital da Região Nordeste do Rio Grande do Sul. Como objetivos específicos:identificar a incidência de casos de reanimação neonatal na sala de parto de um Hospital da região Nordeste do Estado; correlacionar as práticas utilizadas pela equipe multiprofissional na assistência de reanimação neonatal na sala de parto com o protocolo estabelecido pela Sociedade Brasileira de Pediatria.A população compreende os recém-nascidos atendidos na sala de parto e que forem evoluir para a necessidade de reanimação neonatal. Como o estudo é de caráter observacional também será incluído como população a equipe multiprofissional que compõe a equipe de assistência imediata ao recém-nascido, incluindo médicos pediatras e neonatologistas e equipe de enfermagem, no qual realizam os atendimentos imediatos nos diferentes turnos de trabalho. O período de coleta abrangerá junho de 2016 a outubro de 2016. Os critérios de inclusão em relação aos recém-nascidos será ter nascido no serviço estudado no período previsto, gestações acima de 20 semanas de gravidez, gestações de alto risco e risco habitual incluindo partos vaginais e cirúrgicos, públicos e privados. O cálculo do tamanho da amostra foi realizado com a utilização do programa WinPEPI (Programs for Epidemiologists for Windows), versão 11.43. Para um nível de confiança de 95%, uma população estimada de 1.845 nascimentos no último ano e uma margem de erro de 3%, obteve-se um total mínimo de 319 observações de atendimento ao recém-nascido.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Gabriela Valiati - Integrante.

  • 2016 - Atual

    DEPRESSÃO PUERPERAL:Prevalência de risco para Depressão Pós-Parto em um Hospital Privado, Descrição: Este estudo busca identificar a Prevalência de risco para DPP em puérperas, através da Escala de Depressão Pós-Parto de Edimburgo, em um Hospital Privado de Porto Alegre/RS. Tenciona-se elaborar uma pesquisa transversal, descritiva, com abordagem quantitativa-prospectiva. A coleta das informações será realizada por meio do prontuário de paciente e aplicação da Escala autoavaliativa de risco para depressão pós-parto de Edimburgo. O período da coleta se dará de 01 de dezembro de 2016 a 30 de março de 2017, após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) e do CEP da instituição coparticipante. Os prontuários serão localizados a partir do número de paciente, por meio da consulta eletrônica. Posteriormente, os mesmos serão acessados na própria unidade de internação do alojamento conjunto. Serão excluídas da população estudada as puérperas menores de 18 anos de idade, com diagnóstico de malformação fetal ou feto morto, com diagnóstico de doença psiquiátrica ou diagnóstico prévio de depressão, as puérperas que não aceitarem participar da pesquisa e os prontuários que não forem localizados no período da coleta dos dados. Para um nível de confiança de 95%, uma população estimada de 220 nascimentos/mês e uma margem de erro de 5%, obteve-se um total mínimo de 229 puérperas e seus prontuários. Para a análise dos dados, empregar-se-á a estatística descritiva, a partir da frequência relativa e absoluta para as variáveis − categóricas e médias − e desvio-padrão para as variáveis quantitativas. Para avaliar a associação entre as variáveis categóricas, o teste qui-quadrado de Pearson. Já para auxiliar a análise, utilizar-se-á o software SPSS versão 21.0, com nível de significância de 5%p≤0,05). A pesquisa estará de acordo com as exigências do Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde, conforme a Resolução 466/2012 (BRASIL, 2012).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Maria Carolina Siqueira Nunes - Integrante.

  • 2016 - Atual

    ASSOCIAÇÕES ENTRE VIA DE PARTO E ALEITAMENTO MATERNO PRECOCE, Descrição: Este estudo tem como objetivo geral identificar as associações entre as vias de parto e o aleitamento materno precoce em um hospital público de grande porte no município de Porto Alegre/RS. Trata-se de uma pesquisa transversal, descritiva, com abordagem quantitativa retrospectiva. Serão analisados os prontuários de puérperas e seus recém-nascidos cujos partos foram realizados pela via vaginal ou cirúrgica, assistidos na maternidade em estudo, no período de primeiro de janeiro de 2015 a primeiro de janeiro de 2017. Destes, serão incluídos os prontuários das puérperas e dos neonatos cujos recém-nascidos e suas mães apresentavam indicação para a amamentação durante a internação hospitalar. Serão excluídos os prontuários de puérperas e seus recém-nascidos com diagnóstico de HIV+ ou com outra contraindicação absoluta para a amamentação, aquelas com diagnóstico de malformação fetal, feto morto, doença psiquiátrica, os prontuários que não forem localizados no período da coleta dos dados e aqueles que foram transferidos de outras instituições de saúde no período do estudo. Os prontuários serão acessados através do Serviço de Arquivo Médico e Estatística (SAME). A coleta de dados será feita após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) e do CEP da instituição coparticipante. Para atender ao objetivo do estudo, serão consultados 242 prontuários de puérperas e seus recém-nascidos, sendo 121 em cada via de parto. Para a análise, será utilizada a estatística descritiva, a partir da frequência relativa e absoluta para as variáveis categóricas e médias e desvio-padrão para as variáveis quantitativas. Para auxiliar a análise, será utilizado o programa WinPEPI (Programs for Epidemiologists for Windows), versão 11.43 como ferramenta. Ademais, serão considerados os aspectos éticos pertinentes à pesquisa com seres humanos, conforme preconiza a Resolução n. 466/12. (BRASIL, 2012).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Natasha Alexandra da Silva Assis - Integrante.

  • 2015 - Atual

    PERFIL DE EXAMES CITOPATOLÓGICOS COLETADOS EM ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA, Descrição: Este estudo tem como objetivo descrever o perfil dos exames citopatológicos coletados em um serviço de Estratégia da Saúde da Família na região metropolitana de Porto Alegre-RS.Será realizada uma pesquisa quantitativa de delineamento transversal descritivo retrospectivo. A pesquisa será realizada em um serviço de ESF na região metropolitana de Porto Alegre-RS, situado na cidade de Sapucaia do Sul.A amostra desta pesquisa será composta por prontuários e laudos de exames de mulheres que realizaram o exame de CCU em um serviço de ESF na região metropolitana de Porto Alegre-RS. O período de coleta abrangerá de janeiro de 2014 a janeiro de 2016. O critério de inclusão será ter realizado o exame de CCU no serviço estudado no período previsto, independentemente da idade. Serão excluídos os prontuários de mulheres que não realizaram a coleta de exame citopatológico no período do estudo e os prontuários e os laudos que não forem localizados no período da coleta dos dados.O cálculo do tamanho da amostra foi realizado com a utilização do programa WinPEPI (Programs for Epidemiologists for Windows), versão 11.43. Para um nível de confiança de 95%, uma população estimada de 424 exames ao ano e uma margem de erro de 5%, obteve-se um total mínimo de 265 prontuários com exames realizados.Os resultados dos exames citológicos serão classificados de acordo com a Nomenclatura Brasileira para Laudos Cervicais e Condutas Preconizadas: Recomendações para Profissionais de Saúde. (BRASIL, 2006). A análise dos dados será realizada utilizando-se o auxílio de um estatístico. Como ferramenta de apoio, será utilizado um formulário (APÊNDICE A) para registro de informações, as quais serão inseridas em banco de dados no programa informático Excel. A análise dos dados será realizada com o auxílio do programa SPSS versão 21.0. As variáveis quantitativas serão descritas por média e desvio-padrão, e as variáveis categóricas por frequências absolutas e relativas. Para avaliar a associação entre as variáveis categóricas, o teste chi-quadrado de Pearson será utilizado. Em caso de significância estatística, o teste dos resíduos ajustados será aplicado. O nível de significância adotado será de 5% (p ≤ 0,05).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Carolline Fredes Dias - Integrante.

  • 2015 - Atual

    PREVALÊNCIA DE GASTROSQUISE EM UM HOSPITAL PÚBLICO DE PORTO ALEGRE., Descrição: O objetivo geral deste estudo se concentra em identificar a prevalência de gastrosquise em um hospital público de grande porte de Porto Alegre/RS. Tenciona-se elaborar uma pesquisa transversal, descritiva, com abordagem quantitativa retrospectiva. Serão analisados os prontuários de parturientes e de neonatos com diagnóstico de gastrosquise atendidos no centro obstétrico em estudo no período de primeiro de janeiro de 2006 a primeiro de janeiro de 2016. Serão incluídos todos os prontuários das parturientes e dos recém-nascidos que nasceram na instituição estudada, com diagnóstico de gastrosquise e outras malformações associadas, aqueles que foram a óbito ainda na sala de parto e aqueles que foram transferidos de outras instituições de saúde no período examinado. Serão excluídos os prontuários de parturientes e de recém-nascidos com qualquer outra malformação que não seja a gastrosquise, e os prontuários que não forem localizados no período da coleta dos dados. O acesso ao número de prontuário se dará através do serviço de epidemiologia da instituição, por meio de consulta eletrônica. Posteriormente, os prontuários serão acessados através do Serviço de Arquivo Médico e Estatística (SAME). A coleta de dados será feita após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) e do CEP da instituição coparticipante. Para atender ao objetivo do estudo, serão consultados 4.778 prontuários. Para a análise, será utilizada a estatística descritiva, a partir da frequência relativa e absoluta para as variáveis categóricas e médias e desvio-padrão para as variáveis quantitativas. Para auxiliar a análise, será utilizado o software SPSS versão 21.0 como ferramenta. Ademais, serão considerados os aspectos éticos pertinentes à pesquisa com seres humanos, conforme preconiza a Resolução n. 466/12. (BRASIL, 2012). Espera-se que o estudo possa contribuir para a qualificação da assistência ao neonato com gastrosquise, visando diminuir as taxas de morbimortalidade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Greice Kelli Coelho de Souza - Integrante.

  • 2015 - Atual

    PREVALÊNCIA DE CÂNCER DE MAMA EM MULHERES ATENDIDAS EM ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA, Descrição: Este estudo tem como objetivo identificar a prevalência de CA de mama em uma estratégia de saúde da família.Trata-se de um estudo transversal descritivo retrospectivo com abordagem quantitativa.A pesquisa será desenvolvida em uma estratégia de saúde da família do município de Sapucaia do Sul.amostra desta pesquisa será composta por prontuários de mulheres com diagnóstico de CA de mama, atendidas em uma estratégia de saúde da família do município de Sapucaia do Sul. Serão utilizados prontuários com registro de diagnóstico de janeiro de 2005 à janeiro de 2015. Tem como critério de inclusão ter realizado diagnóstico de CA de mama no serviço de saúde público ou privado com mais de 18 anos de idade no período definido para o estudo. Serão excluídos os prontuários de mulheres com diagnóstico de CA de mama com idade inferior a 18 anos, aquelas diagnosticadas em ano anterior 2005 e as que os prontuários não forem localizados no período da coleta dos dados.Conforme dados do INCA (2014), no Rio Grande do Sul, a incidência estimada de CA de mama foi de 87,72 casos para cada 100 mil mulheres. Informações da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul, mostram que em 2013 ocorreram 1.172 óbitos por CA de mama para cada 100 mil mulheres no Rio Grande do Sul. Deste total, 11 casos foram registrados no município de Sapucaia do Sul. Estima-se uma média de 6 casos ao ano de CA de mama em mulheres na ESF em estudo, totalizando cerca de 60 casos de CA de mama dentro do recorte temporal pesquisado. A totalidade de casos encontrados durante a coleta de dados será incluída no estudo. Considerando os dados acima, um nível de confiança de 95%, uma média aproximada de 1100 exames de mamografia por ano e uma margem de erro de 0,05%, obteve-se um total mínimo de 10.373 exames. Estimando-se que cada mulher pode ter realizado em média três exames ou mais, o total de prontuários analisadas será 3457. Os dados serão prospectados em prontuários de pacientes com o perfil compatível ao pesquisado, a partir dos números de prontuário e endereço protocolados pelos enfermeiros do serviço referente às mulheres que tiveram diagnóstico de CA de mama no período de janeiro de 2005 a janeiro de 2015. Os dados serão coletados através de um formulário padronizado. A análise dos dados será realizada utilizando-se a estatística descritiva, baseada em frequências absoluta e relativa para as variáveis categóricas e média e desvio padrão para as variáveis quantitativas. A associação entre as variáveis categóricas será avaliada pelo teste qui-quadrado de Pearson. Em caso de significância estatística, o teste dos resíduos ajustados será aplicado. Para análise dos dados será utilizado o programa SPSS versão 21.0 com nível de significância de 5% (p≤0,05).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Juliana da Silva Alves - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Fatores que influenciam na decisão pelo parto vaginal em um hospital privado de Porto Alegre, Descrição: Este estudo tem como objetivo geral, identificar os principais fatores que influenciam na decisão pelo parto vaginal em um serviço privado. Trata-se de um estudo de caráter descritivo,exploratório qualitativo. participarão do estudo 15 puérperas pós-parto vaginal, internadas na Unidade de Alojamento Conjunto da maternidade deste hospital. A coleta das informações ocorrerá por meio de uma entrevista semiestruturada, com seis questões norteadoras sobre os motivos da escolha pelo parto vaginal; o significado do parto vaginal como opção de via de parto; orientações recebidas no pré-natal que contribuíram nesta escolha; sua percepção quanto à realização do parto vaginal e se a experiência realizada possibilita indicar o parto vaginal como uma opção de via de parto. A análise dos dados ocorrerá conforme Minayo (2008). Serão observados as questões éticas conforme Resolução 466/2012. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Jenifer Miguel Renosto - Integrante.

  • 2014 - 2015

    A prática do contato pele a pele do recém-nascido com sua mãe na perspectiva da equipe muldisciplinar, Descrição: Este estudo tem como objetivo conhecer a percepção dos profissionais da equipe multidisciplinar em relação ao contato pele a pele precoce do binômio mãe/bebê no momento do nascimento. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa, de caráter exploratório e descritivo que será realizado no centro obstétrico de um hospital público de Porto Alegre. A coleta de dados será realizada através de entrevista semi-estruturada, com quinze profissionais da equipe multidisciplinar (médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem) que trabalham no centro obstétrico há mais de um ano. Para a análise dos dados utilizar-se-á Minayo (2012). O estudo respeitará os aspectos éticos da legislação sobre pesquisa com seres humanos conforme a Resolução nº. 466/2012. A produção cientifica gerada por meio deste estudo será divulgada em eventos científicos e em periódicos da área da saúde.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Thais KOLLER KOLOGESKI - Integrante.

  • 2014 - 2015

    MÉTODO MÃE CANGURU: contribuições da enfermagem em um hospital privado, Descrição: Tem como objetivo primário: conhecer a percepção da equipe de enfermagem de um hospital privado acerca da prática do método canguru na UTI neonatal. Trata-se de um estudo qualitativo descritivo. Participarão do estudo 15 profissionais da equipe de enfermagem( enfermeiros e técnicos de enfermagem )da instituição pesquisada, que atuam na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Para a coleta de dados será utilizado um instrumento de pesquisa com 5 questões norteadoras sobre a percepção da equipe de enfermagem quanto a prática do Método Canguru na UTI Neonatal: significado desta prática para a enfermagem; possíveis dificuldades encontradas na implementação deste método; benefícios do método canguru para o RN e sua mãe/família; ações de enfermagem que incentivam a prática do método canguru durante a internação do recém-nascido na UTI neonatal e possíveis considerações sobre o Método Canguru. A análise dos dados se dará conforme Gomes (2012). Será observado as questões éticas conforme a legislação sobre pesquisa com seres humanos, expressa na Resolução nº.466.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Gabriela Vieira Mantelli - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Associação entre aleitamento materno e hipertensão arterial na gestação, Descrição: Hipótese Primária Há correlação entre hipertensão arterial na gestação e desmame precoce. 1.3 Hipótese Secundária Há correlação entre hipertensão arterial na gestação e depressão puerperal. Há correlação entre depressão pós-parto e desmame precoce 1.4 Objetivos 1.4.1 Objetivo Geral Identificar as associações da hipertensão arterial na gestação à interrupção do aleitamento materno exclusivo (AME) nos primeiros 6 meses de vida. 1.4.2 Objetivos Específicos Pesquisar a incidência de AME nos primeiros 6 mesês de vida dos recém-nascidos de um hospital universitário da grande Porto Alegre. Identificar as principais causas do desmame precoce associadas a hipertensão arterial sistêmica na gestação (HAS crônica, pré-eclampsia leve, pré-eclampsia grave, eclampsia e normotensas). 1.5 Objetivo Secundário 1.5.1 Geral Estudar as associações da hipertensão arterial na gestação à depressão puerperal. 1.5.2 Objetivos específicos Pesquisar a frequência de depressão puerperal em puerperas com diagnóstico de hipertensão arterial na gestação. Investigar associações entre depressão puerperal e desmame precoce. Estudo de Coorte prospectivo. A população selecionada serão puérperas (e seus recém-nascidos) com diagnóstico de hipertensão arterial gestacional, pré-eclampsia leve, pré-eclampsia severa, eclampsia e seus controles (puérperas normotensas). O tamanho da amostra foi calculado em 160 pacientes, 40 gestantes com pré-eclampsia e 120 gestantes sem pré-eclampsia, calculado pelo EPI-INFO 6.0. Será observado questões éticas conforme Resolução 466/2012... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / José Geraldo Lopes Ramos - Integrante / Sérgio H Martins Costa - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Motivos que influenciam a escolha da mulher pelo parto cesáreo em um hospital privado de Porto Alegre, Descrição: Objetivo: analisar os principais fatores que influenciam a mulher na escolha pelo parto cirúrgico. Método: Trata-se de uma pesquisa de caráter exploratório e descritivo, com abordagem qualitativa. Participarão do estudo 15 puérperas pós-parto cesáreo, internadas na Unidade de Alojamento Conjunto da maternidade de um hospital privado de Porto Alegre/RS. Para a coleta dos dados será utilizado uma entrevista semiestruturada, contendo um roteiro com quatro questões norteadoras sobre os motivos da escolha pelo parto cesáreo, o significado da cesariana como opção de via de parto, orientações recebidas no pré-natal que contribuiram nesta escolha e sua percepção quanto a realização do parto cirúrgico. Para a análise dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo do tipo temática conforme Minayo. Foram observadas questões éticas, conforme Resolução Ministerial 466/2012.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Jaqueline Monteiro de Jesus - Integrante.

  • 2011 - 2012

    Alojamento Conjunto: desvendando o silêncio do significado da paternidade, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador., Financiador(es): Hospital Mãe de Deus - Outra.

  • 2011 - 2012

    O Ensino de Graduação em Enfermagem na Gestação, Parto e Nascimento para alunos de Escola Pública das Décadas de 1950 a 1980, Descrição: Tem como objetivo conhecer o ensino de graduação para alunos de enfermagem, de escola pública durante as décadas de 1950 a 1980, relativa ao atendimento das mulheres, no ciclo gravídico puerperal, e ao seu filho recém- nascido.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Integrante / Ana Carla dos Santos Fischer - Integrante / Jéssica Machado Teles - Integrante / Anne Marie Weissheimer - Integrante / Ana Lúcia de Lourenzi Bonilha - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Práticas de Atendimento Implementadas no Processo de Parturição, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Integrante / Claudia Junqueira Armellini - Integrante / Helga Golveia - Coordenador / Annelise de Carvalho Gonçalves - Integrante / Virginia Leismann Moretto - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Cooperação.

  • 2011 - Atual

    A ASSISTÊNCIA AO PARTO PELA ENFERMEIRA OBSTÉTRICA NA PERCEPÇÃO DA PARTURIENTE, Descrição: Tem como objetivo identificar a percepção da parturiente no trabalho de parto e parto assistido pela Enfermeira Obstétrica. Trata-se de um estudo qualitativo, com caráter exploratório e descritivo. Participarão da pesquisa puérperas, primíparas e multíparas admitidas no Alojamento Conjunto da maternidade em estudo juntamente com seu recém-nascido, que realizaram parto vaginal assistido por enfermeira obstétrica, no período de agosto de 2017 a setembro de 2017. Tem como critério de inclusão ter realizado parto natural ou normal assistido pela enfermeira obstétrica no período definido para o estudo, encontrarem-se após as primeiras 12 horas de puerpério, ter mais de 18 anos de idade, demonstrar condições físicas e psicológicas para responder às perguntas. Serão excluídas as mulheres que tiveram seus partos assistidos por médicos, feto morto, recém-nascido internado na Unidade de Tratamento Intensivo neonatal (UTIN); aquelas que inicialmente foram atendidas pela enfermeira e que devido à distócia apresentada ao longo do trabalho de parto passaram a serem atendidas pelo médico no período expulsivo; e aquelas que não atendiam aos critérios de inclusão e que não aceitarem participar do estudo.A inserção da enfermeira obstétrica no cenário da parturição, especialmente no Rio Grande do Sul é recente e, por isso, entende-se necessário conhecer como a parturiente percebe a assistência ao parto pela enfermeira obstétrica, uma vez que existem poucos estudos que evidenciam esses achados e seus indicadores de qualidade. Espera-se que o estudo possa contribuir para maior visibilidade da assistência no processo de parturição pela Enfermagem Obstétrica, bem como na implementação de práticas de cuidado humanizado e maior qualificação dos processos de atenção ao cuidado obstétrico.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Paula Bicca Acosta - Integrante.

  • 2009 - 2010

    Puerpério Imediato: desvendando o significado da maternidade, Descrição: Atividades de Participação em Projeto, Centro de Ciências da Saúde, Área de Conhecimento e Aplicação de Enfermagem.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Maria Noemia Birck Nedel - Integrante., Financiador(es): Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Outra., Número de produções C, T & A: 1

  • 2006 - 2007

    Liderança Transformacional na Enfermagem, Descrição: Atividades de Participação em Projeto, Centro de Ciências da Saúde, Área de Conhecimento e Aplicação de Enfermagem.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Cássia Regina Gotler Medeiros - Integrante., Financiador(es): Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES - Outra., Número de produções C, T & A: 1

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Análise da Gestão com Recursos Tecnologicos em UTI neonatal de um Hospital Universitário, Descrição: objetivo analisar a gestão de tecnologias duras na UTI neonatal de um Hospital Universitário, visando otimizar os processos de cuidado com o recém-nascido, garantindo cuidado de excelência e atendendo aos objetivos estratégicos da Organização com vistas na Acreditação Hospitalar.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Márcia Rejane Strapasson - Coordenador / Fernanda de Menezes Guimarães - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Professora Homenageada Curso Bacharelado Enfermagem UNISINOS, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS).

2014

Professora homenageada no Curso de Bacharelado em Enfermagem Unisinos, Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS.

2013

Homenagem 5 anos de empresa, Hospital Mãe de Deus -AESC.

2012

Proficiência em Inglês, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Centro de Ciências da Saúde. , Avenida Unisinos, São João Batista, 93022000 - São Leopoldo, RS - Brasil, Telefone: (051) 35911122

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2018 - Atual

    Universidade do Vale do Rio dos Sinos

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar, Carga horária: 40

    Atividades

    • 06/2015

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Saúde da Mulher e do Recém_Nascido, Teorias Fundamentais de Enfermagem Presencial e EAD

    • 06/2015

      Ensino, Especialização Enfermagem Obstétrica, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Enfermagem Obstétrica Fundamental, Enfermagem Obstétrica ? Intercorrências Patológicas na Gestação, Parto e Puerpério, Prática em Enfermagem do Pré-Natal, Revisão Puerperal, avaliação do RN e exames preventivos

  • 2014 - Atual

    UFRGS- Faculdade de Medicina

    Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Estudante, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Estudar os fatores de risco para gestação de alto risco. Estudar os aspectos clínicos e bioquímicos da hipertensão na gravidez. Estuda a morbidade materna grave ( near miss) e mortalidade materna. Estuda os estados hipertensivos da gestação, a pré-eclâmpsia, a eclampsia, a síndrome HELLP, o fígado gorduroso da gestação.

    Atividades

    • 11/2014

      Pesquisa e desenvolvimento , UFRGS- Faculdade de Medicina, .,Linhas de pesquisa

  • 2013 - 2013

    Centro Universitário Ritter dos Reis, UniRITTER

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Docênte de graduação, Carga horária: 7

    Atividades

    • 03/2013

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, HISTÓRIA DA ENFERMAGEM E PRÁTICAS CONTEMPORÂNEAS , SAÚDE COLETIVA

  • 2013 - Atual

    Universidade de Passo Fundo

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docênte

    Atividades

    • 04/2013 - 05/2013

      Ensino, Pós graduação em Enfermagem Materno Infantil, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Assistência de enfermagem no Pré-Natal

  • 2013 - Atual

    Sociedade Educacional Três de Maio

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docênte

    Atividades

    • 04/2013 - 04/2013

      Ensino, Sociendade Educacional Três de Maio SETREM, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Bioética em Saúde da Mulher

  • 2012 - 2013

    Escola Lafayette

    Vínculo: Professor Horista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10

  • 2012 - 2015

    AESC Hospital Universitário ULBRA/ Mãe de Deus

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Chefia de Enfermagem àrea Materno Infantil, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2012 - 2012

    AESC Hospital Universitário ULBRA/ Mãe de Deus

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Enfermeira Obstétrica, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Assumiu a Chefia de Enfermagem da àrea Materno Infantil

    Atividades

    • 06/2012

      Conselhos, Comissões e Consultoria, AESC, .,Cargo ou função, Coordenadora do Comitê de Mortalidade Materna e Neonatal.

    • 05/2012

      Outras atividades técnico-científicas , AESC, AESC.,Atividade realizada, Coordenação do Programa Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC).

    • 05/2012

      Outras atividades técnico-científicas , AESC, AESC.,Atividade realizada, Coordenação do Atendimento á Mulher e Criança vítimas de violência física e sexual.

    • 02/2012

      Outras atividades técnico-científicas , AESC, AESC.,Atividade realizada, Chefia de enfermagem da área Materno Infantil.

    • 02/2012

      Outras atividades técnico-científicas , AESC, AESC.,Atividade realizada, Coordenação do Projeto Humanização do Parto e Nascimento.

    • 02/2012

      Outras atividades técnico-científicas , AESC, AESC.,Atividade realizada, Coordenação da Rede Cegonha , Planejamento e Criação de Centro de Parto Norma (CPN).

    • 02/2012 - 12/2012

      Outras atividades técnico-científicas , AESC, AESC.,Atividade realizada, Membro do Projeto Método Mãe Canguru.

  • 2012 - 2015

    Hospital Universitário ULBRA/ Mãe de Deus

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Chefia de Enfermagem da área Materno Infantil, Carga horária: 40

  • 2011 - 2014

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Membro do Grupo de Estudos Mãe-bebê

  • 2011 - 2012

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Atividades teórico-práticas de enfermagem; Consulta de enfermagem pré-natal e Consulta de enfermagem ginecológica.

    Atividades

    • 07/2010

      Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Enfermagem, .,Linhas de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Universidade do Vale do Rio dos Sinos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenadora Pós Graduação Enf. Obstétrica, Carga horária: 5

  • 2015 - Atual

    Universidade do Vale do Rio dos Sinos

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Nível I, Carga horária: 39

  • 2013 - Atual

    Universidade do Vale do Rio dos Sinos

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Nível I, Carga horária: 7

  • 2013 - Atual

    Universidade do Vale do Rio dos Sinos

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Nível I, Carga horária: 39

  • 2009 - 2010

    Universidade do Vale do Rio dos Sinos

    Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Aluno de especialização

    Atividades

    • 08/2013

      Ensino, Bacharelado em Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Enfermagem na Saúde da Mulher e do Recém-nascido, Prática saúde da mulher e do recém-nascido em centro obstétrico e neonatalogia, Teorias Fundamentais de enfermagem, Prárica saúde da mulher e do recém-nascido em saúde coletiva ( pré-natal, exames preventivos mama e colo de utero) e puericultura.

    • 06/2013

      Ensino, Enfermagem Obstétrica, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Intercorrências Patológicas , Obstetricia Fundamental, Prática em pré-natal

  • 2010 - 2012

    Hospital Mãe de Deus

    Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Enfermeira Obstétrica, Carga horária: 40

  • 2008 - 2012

    Hospital Mãe de Deus

    Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Enfermeira Obstétrica, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Transferida para o Hospital Universitário da Ulbra

  • 2008 - 2009

    Hospital Mãe de Deus

    Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Enfermeira Trainee, Carga horária: 36

    Outras informações:
    Enfermeira Trainee setor Materno Infantil, Centro Obstétrico, Maternidade e UTI Neonatal

    Atividades

    • 01/2010

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Membro da Comissão de Protocolos Operacionais Técnico da Materno Infantil, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Protocolos Operacionais Técnicos da Materno Infantil.

    • 03/2010 - 01/2012

      Outras atividades técnico-científicas , Coordenadora do Curso de Casais Gestantes ( CCG) do Hospital Mãe de Deus, Coordenadora do Curso de Casais Gestantes ( CCG) do Hospital Mãe de Deus.,Atividade realizada, Coordenadora do Curso de Casais Gestantes ( CCG) do Hospital Mãe de Deus.

    • 01/2009 - 01/2012

      Outras atividades técnico-científicas , Membro do Grupo Mama Nenê do Hospital Mãe de Deus, Membro do Grupo Mama Nenê do Hospital Mãe de Deus.,Atividade realizada, Membro do Grupo Mama Nenê da Materno Infantil do Hospital Mãe de Deus.

    • 05/2010 - 09/2011

      Outras atividades técnico-científicas , Supervisora de estágio curricular do Hospital Mãe de Deus/ UNISINOS, Supervisora de estágio curricular do Hospital Mãe de Deus/ UNISINOS.,Atividade realizada, Supervisora de estágio Curricular do Hospital Mãe de Deus em parceria com a UNISINOS..

    • 01/2010 - 12/2010

      Outras atividades técnico-científicas , Membro do Grupo de Quedas do Hospital Mãe de Deus, Membro do Grupo de Quedas do Hospital Mãe de Deus.,Atividade realizada, Membro do Grupo de Quedas do Hospital Mãe de Deus.

  • 2007 - 2008

    Hospital Beneficente Padre Catelli

    Vínculo: Sócia, Enquadramento Funcional: Enfermeira Responsável Técnica, Carga horária: 40

    Atividades

    • 03/2008 - 11/2008

      Outras atividades técnico-científicas , Supervisão de estágio Curricular, Supervisão de estágio Curricular.,Atividade realizada, Supervisora de Estágio Curricular pelo Hospital Beneficente Padre Catelli em parceria com a UNIVATES.

    • 07/2007 - 11/2008

      Serviços técnicos especializados , Enfermeira Responsável Técnica, .,Serviço realizado, Enfermeira Responsável Técnica do Hospital Beneficente Padre Catelli.

    • 07/2007 - 11/2008

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Membro da Comissão de Controle de Infecção hospitalar, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar.

    • 01/2006 - 11/2008

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Membro da Comissão de Coordenação do Grupo de Humanização, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Coordenação do Grupo de Humanização.

  • 2006 - 2007

    Universidade do Vale do Taquari - Univates

    Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Aluno de graduação

  • 2004 - 2006

    Fármacia Padre Catelli

    Vínculo: Sócia, Enquadramento Funcional: Auxiliar de Farmácia, Carga horária: 40