Natália Santos de Santana

Doutoranda em Genética e Biologia Molecular, mestre em Botânica e licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Santa Cruz. Possui experiência em Botânica aplicada, com ênfase na área de taxonomia de espécies arbóreas do Sul da Bahia, foi bolsista de apóio técnico no Herbário UESC e monitora das disciplinas na graduação de Biologia das disciplinas: Sistemática de Fanerógamas sob orientação do Drº André Márcio Araújo Amorim e Morfologia Vegetal sob orientação da Drª Alba Lucilvânia na Universidade Estadual de Santa Cruz, lecionou na Educação básica em escolas públicas e particulares. Atuou como docente do curso de Biologia EAD, no Instituto Federal de Alagoas (IFAL) - Campus Maceió, lecionando as disciplinas de: Biologia Celular e Molecular, Genética Geral, Etnobiologia, Projetos Integradores IV. Atualmente é colaboradora e orienta no Programa de Pós Graduação em Ensino Interdisciplinar na educação em Saúde e Meio Ambiente no Instituto Federal do Espírito Santo (EISMA-IFES), atuando principalmente nos seguintes temas: Botânica, Etnobiologia, educação no campo e em comunidades tradicionais, educação ambiental, genética da conservação e de populações e Sistemática Vegetal.

Informações coletadas do Lattes em 02/12/2018

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Genética e Biologia Molecular

2017 - Atual

Universidade Estadual de Santa Cruz.
Título: Comparações de diversidade e estrutura genética de árvores em usos da terra distintos no sul da Bahia, Brasil.,
Fernanda Amato Gaiotto. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Fluxo gênico; Assentamentos; Vinhático.

Mestrado em BOTÂNICA

2015 - 2017

Universidade Estadual de Santa Cruz
Título: Diversidade e uso da flora em áreas com sistema agroflorestal cacau-cabruca no Sul da Bahia, Brasil.,Ano de Obtenção: 2017
Jomar Gomes Jardim.Coorientador: Marcelo Schramm Mielke. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Graduação em Ciências Biológicas

2011 - 2014

Universidade Estadual de Santa Cruz
Título: Etnobotânica no currículo de Biologia: Reflexões acerca do ensino em turmas de EJA de escolas estaduais no município de Itabuna-BA, Brasil.
Orientador: Emerson Antônio Rocha Melo de Lucena
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Biossegurança. (Carga horária: 80h). , EDUCAMUNDO, EDC, Brasil.

2017 - 2017

Curso de formação inicial para professor de educação a distância. (Carga horária: 40h). , Instituto Federal de Alagoas - Matriz, IFAL, Brasil.

2016 - 2016

Evento de Alinhamento para Aplicação de Exames e Avaliações. (Carga horária: 20h). , Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, INEP/MEC, Brasil.

2014 - 2014

Minicurso: Jogos e Ludicidade para Educação Ambien. (Carga horária: 10h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Botânica Aplicada.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ciências Ambientais.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia de Fanerógamos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Simpósio de Pesquisas e Experiências em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural,.Saberes dos assentamentos: Usos e diversidade da flora no sul da Bahia. 2017. (Simpósio).

I encontro de Jogos didáticos da UESC. 2014. (Simpósio).

II Congresso Nacional Movimentos Sociais e Educação. 2014. (Congresso).

Biossegurança e Saúde. 2013. (Seminário).

Curso de Plantas Medicinais. 2013. (Seminário).

I SEMINÁRIO DE VALORAÇÃO ECONÔMICA DO SUL DA BAHIA. 2013. (Seminário).

Sustentabilidade, um valor para nova geração: Orientações para o Professor do ensino fundamental. 2013. (Congresso).

Curso fundamentos de Microbiologia-ABED-2h. 2012. (Outra).

Curso melhoramento animal-ABED-2h. 2012. (Outra).

Educação ambiental e outros conceitos-ABED-4h. 2012. (Seminário).

Curso de Dissecação de Peles e Vísceras em Roedores, Aves e Peixes - Carga Horária 24h- Universidade Estadual de Santa Cruz-2011. 2011. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Alexandre Schiavetti

GOMESJARDIM, J.; PIOTTO, D.;SCHIAVETTI, A.. Diversidade e uso da flora em assentamentos comcultivo cacau-cabruca no Sul da Bahia, Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em BOTÂNICA) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

Daniela Custódio Talora

Mielke, M.S.; SCHILING, A. C.;TALORA, D. C.. DIVERSIDADE E USO DA FLORA EM ÁREAS DE ASSENTAMENTOS COM CULTIVO CACAU-CABRUCA NO SUL DA BAHIA, BRASIL. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em BOTÂNICA) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

Daniel Piotto

Piotto, Daniel. Diversidade e uso da flora em assentamentos com cultivo cacau-cabruca no sul da Bahia, Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em BOTÂNICA) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

Jomar Gomes Jardim

JARDIM, J. G.; PIOTTO, D.; SCHIAVETTI, A.. Diversidade e uso da flora em assentamentos com cultivo cacau-cabruca no sul da Bahia, Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em BOTÂNICA) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Rayane Bosi Pignaton

Trilha da Reciclagem; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Ensino Interdisciplinar em saúde e meio ambiente) - Instituto Federal do Espirito Santo; (Orientador);

Maria Jéssika de Oliveira Delpupo

Perspectivas Ecológicas em ambientes não formais na grande Vitória, ES; ; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Ensino Interdisciplinar em saúde e meio ambiente) - Instituto Federal do Espirito Santo; (Orientador);

Scarlat Marculano Carminate

Educação ambiental como proposta para minimizar os Impactos ambientais nos rios frente ao crescimento populacional; ; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Ensino Interdisciplinar em saúde e meio ambiente) - Instituto Federal do Espirito Santo; (Orientador);

Odirléa de Souza Lucas Ferreira

Como contribuir para a redução dos efeitos da poluição do ar; ; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Ensino Interdisciplinar em saúde e meio ambiente) - Instituto Federal do Espirito Santo; (Orientador);

Luciano Guedes

Práticas Sustentáveis na Elaboração de Material Didático e as Possibilidades de Inclusão; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Ensino Interdisciplinar em saúde e meio ambiente) - Instituto Federal do Espirito Santo; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Lucimar Pereira de França

Ação antimicrobiana de biocompostos isolados de Himatanthus drasticus e Brosimum gaudichaudii em Staphulococcus aureus e Escherichia coli; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Santa Cruz; Orientador: Lucimar Pereira de França;

Fernanda Amato Gaiotto

Comparações de diversidade e estrutura genética de árvores em usos da terra distintos no sul da Bahia, Brasil; Início: 2017; Tese (Doutorado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Jomar Gomes Jardim

Diversidade e uso da flora em assentamentos com cultivo de cacau-cabruca no sul da Bahia, Brasil; 2017; Dissertação (Mestrado em BOTÂNICA) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Jomar Gomes Jardim;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SANTANA, N. S. ; Silva, Z.M . Análise do tema ?características dos seres vivos? em livro didático no ensino médio. Intersaberes (Facinter) , v. 11, p. 586-586, 2016.

  • SANTANA, N. S. ; DIAS, V. B. . USO DE JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS: EXPERIMENTANDO NOVAS METODOLOGIAS NO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO.. In: III Simpósio Baiano das Licenciaturas, 2013, Cruz das Almas. INTERFACE DO ESTÁGIO CURRICULAR DOS CURSOS DE LICENCIATURA COM A EDUCAÇÃO BÁSICA, 2013.

  • SANTANA, N. S. ; Jardim, J.G ; Mielke, M.S . 'HISTÓRIA E AGRICULTURA NO SUL DA BAHIA: DO CACAU-CABRUCA AOS ASSENTAMENTOS'.. Ciência Agrícola , 2018.

  • SANTANA, N. S. . Análise da diversidade de bactérias componentes da porção microbiota do hologenoma do cacaueiro. Revista Ciência & Desenvolvimento , 2017.

  • SANTANA, N. S. . 'PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DAS CRIANÇAS ATENDIDAS COM DENGUE NO MUNICÍPIO DE ITABUNA NO ANO DE 2014.'.. Revista Saúde Integrada , 2016.

  • SANTANA, N. S. . Análise da Diversidade de Bactérias Componentes da Porção Microbiota do Hologenoma do Cacaueiro. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • SANTANA, N. S. ; DIAS, V. B. . Uso de Jogos Didáticos No Ensino de Ciências Naturais: Experimentando Novas metodologias no Estágio Curricular Supervisionado. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTANA, N. S. ; Oliveira, E.T . Caracterização Anatômica e Histoquímica de Commelinaceae ocorrentes em um fragmento da Mata Atlântica (Ilhéus-BA).. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Práticas Sustentáveis na Elaboração de Material Didático e as Possibilidades de Inclusão, Descrição: Nas escolas públicas um dos problemas a ser apontado é a questão da infraestrutura das instituições. Desta forma, o trabalho será caracterizado por um projeto para desenvolvimento de recursos para práticas e desenvolvimento das aulas através de materiais de baixo custo e/ou fácil acesso aos alunos. A confecção de materiais além de contribuir com a fixação de conteúdos, pode atuar como ferramenta inclusiva para alunos com necessidades especiais, além de acervo para laboratório das escolas. Sabe-se que por lei, o alunado com necessidades educacionais especiais tem direito a se matricular no ensino regular, entretanto, ao fazer isso, pode encontrar obstáculos de diversas ordens, sendo que uma delas é a falta de materiais adaptados. Sendo assim, alguns autores mencionam algumas situações de desenvolvimento de materiais e a percepção dos alunos no desenvolvimento do material e a compreensão/desenvolvimento dos conteúdos pelo uso do material.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Natália Santos de Santana - Coordenador / Luciano Guedes - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Perspectivas Ecológicas em ambientes não formais na grande Vitória, ES., Descrição: Este trabalho tem por objetivo identificar e conhecer as práticas educacionais de um grupo, coletivo ou movimento auto organizado que desenvolva ações de Educação Ambiental na região da Grande Vitória. Há uma demanda por parte destes movimentos ambientalistas auto organizados da Grande Vitória de se conheceram, um mapa dos grupo e coletivos que trabalham com práticas e ações de EA, que possibilite unir forças. Busco neste trabalho dar uma pequena contribuição para esse Mapa. O trabalho se justifica dentro da perspectiva de que a ciência Moderna se estabeleceu rejeitando tudo o que era pré moderno, promovendo uma amnésia socioambiental. Precisamos relembrar! Precisamos resgatar a memória biocultural da humanidade. Atualmente, 80% da população capixaba está na cidade, indivíduos que a pouco tempo estavam ligados intimamente com a terra e que ainda guardam uma memória ancestral, resgatam e produzem saberes e ações locais da EA. A metodologia empregada é a de revisão bibliográfica e trabalho de campo. Marcos Reigota, que trabalha com as teorias do Cotidiano, vem a ser a principal fundamentação teórica em práticas educacionais, sendo seus escritos do livro Trajetória e narrativas através da Educação Ambiental uma grande inspiração para este trabalho (2003).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Natália Santos de Santana - Coordenador / Maria Jessika de Oliveira Delpupo - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Educação ambiental como proposta para minimizar os Impactos ambientais nos rios frente ao crescimento populacional, Descrição: Nota-se uma relação desiquilibrada entre o meio ambiente e a população, devido ao avançado crescimento demográfico, o desperdício dos recursos naturais e a progressiva e/ou agressiva degradação ambiental que demandam ações preventivas urgentes. A proposta se justifica pela importância dos recursos hídricos em disponibilidade e a necessidade de preservação dos mesmos, uma vez que são essenciais para a vida. Cabe ao projeto que será desenvolvido em uma unidade de ensino do interior provocar uma melhor interação entre a população local e o meio ambiente, buscando melhores formas de relação com a natureza, desenvolvendo a visão crítica que permite colaborar com a preservação ambiental, buscando um estilo de vida sustentável para a população. Baseando ? se neste estudo, os alunos podem desenvolver ações de prevenção contra os danos causados pelo homem e uma possível educação ambiental na região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Natália Santos de Santana - Coordenador / Scarlat Marculano Carminate - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Comparações de diversidade e estrutura genética de árvores em usos da terra distintos no sul da Bahia, Brasil., Descrição: O sul da Bahia é um território caracterizado pela presença de sistemas agrícolas tradicionais onde os agricultores realizam tarefas de manejo e manutenção dessas áreas, principalmente assentamentos de reforma agrária (Alacorn, 2013). Nessas localidades, as plantas são utilizadas com diferentes finalidades, principalmente para a geração de renda. O sistema de cultivo com maior destaque é denominado cacau-cabruca, sendo classificado como agrossivilcultural pelo decreto 15.180 de 2014,fundamentando-se na associação de árvores nativas com produtivas no bioma Mata Atlântica. Esses sistemas são uma oportunidade para aliar o desenvolvimento agrícola de localidades à conservação da biodiversidade em áreas antropizadas (Greenberger, 2008). Entretanto, nessas áreas a utilização de sementes com baixa diversidade genética, a redução do número de espécies da flora plantadas em cabruca bem como as técnicas empregadas no manejo de espécies vêm contribuindo para a perda de material genético e introdução de variedades híbridas (Sambuichi, 2012).A falta de variabilidade genética pode trazer consequências para a sobrevivência de espécies de plantas (Bhagwat, 2008). Em cabruca, esse quadro pode prejudicar a continuidade do sistema, contribuindo para o desaparecimento de espécies nativas importantes na economia e na manutenção da biodiversidade como a Plathymenia foliolosa (Vinhático) e Paubrasilia echinata (Pau-Brasil).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

  • 2015 - 2017

    Diversidade e uso da flora em assentamentos com cultivo cacau cabruca no sul da Bahia, Brasil, Descrição: A cabruca se caracteriza por ser um sistema agrossivilcultural que consistem em práticas de uso da terra onde cultivos são implantados e manejados, sendo que no território do sul da Bahia o mesmo se destaca por sua representatividade extensiva; entretanto ainda há uma forte pressão para a conversão desse sistema em algumas monoculturas o que vem gerando motivações para o desenvolvimento de estudos que agreguem valor à cabruca. Após a crise da lavoura cacaueira, houve a implantação de assentamentos que atuam no cultivo de frutíferas e plantas nativas em àreas de cabruca. Nesse contexto, essas pessoas carregam um conhecimento sobre usos de plantas nessas localidades. Esse trabalho visou verificar os usos e a diversidade de espécies da flora com plantio cacau-cabruca em assentamentos nos municípios de Ilhéus-BA e Arataca-BA. Os dados coletados a partir de questionários semi-estruturados, lista livre e coleta de material botânico para identificação em herbário. Essa dissertação foi dividida em 2 capítulos, no primeiro foi caracterizado o contexto histórico do cacau na Bahia, desde a sua chegada, o contexto da crise da lavoura cacaueira e a consecutiva implantação dos assentamentos de reforma agrária e agricultura familiar. No segundo capítulo foram apresentados os dados das espécies citadas pelos assentados e seus devidos usos, e análise do contexto socioeconômico relacionada ao sexo, nível de escolaridade e idade, em relação às espécies citadas. Foram analisados os valores de uso, índice de Sorensen e construção da rede de interações.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2014 - 2014

    Etnobotânica no currículo de Biologia: Reflexões acerca do ensino em turmas da EJA de escolas estaduais no município de Itabuna-BA, Brasil., Descrição: A educação de Jovens e Adultos exerce funções imprescindíveis no meio em que ela atua, e o currículo exerce o papel de auxiliador para a efetivação de tal função. Os alunos da EJA carregam uma grande diversidade de origens, são marcados pela riqueza da cultura Brasileira, para estes discentes o retorno à escola é um grande desafio. A associação de conteúdos de Etnobotânica nas aulas de Biologia proporciona uma reflexão sobre os saberes prévios já trazidos por esses alunos em suas vivências diárias e a relação com o conhecimento científico. A Etnobotânica é o estudo da inter-relação direta entre pessoas de culturas viventes e as plantas do seu meio. O objetivo deste trabalho foi analisar o conteúdo de Etnobotânica no currículo de Biologia da EJA de escolas estaduais do município de Itabuna-BA. A pesquisa realizada teve um caráter qualitativo sendo que o procedimento metodológico adotado foi a análise documental, onde a temática foi observada na matriz curricular da EJA do estado da Bahia e a abordagem que a Educação de Jovens e adultos exerce no contexto do senso comum, cultura e o ensino de Biologia nos Projetos políticos pedagógicos de todas as escolas estaduais do município de Itabuna que abordam o eixo VII da EJA. No decorrer do trabalho constatou-se que a temática Etnobotânica não é abordada nas matrizes curriculares e que nos Projetos Políticos Pedagógicos das escolas que foram analisados não abordavam a Educação de Jovens e Adultos, este fator se reflete em vários aspectos da organização escolar, o que muitas vezes ocasiona uma ausência no atendimento as necessidades de todo e qualquer aluno, no contexto deste trabalho a EJA.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2013 - 2013

    Análise da diversidade de bactérias componentes da porção microbiota do hologenoma do cacaueiro., Descrição: A influência da microbiota associada às plantas vem ganhando importância nos cenários agronômicos e biológicos. Sendo assim, os micro-organismos endofíticos, que habitam o interior das plantas, sendo encontrados em órgãos e tecidos vegetais sem causar doenças e sem produzir estruturas externas visíveis exercem papel fundamental no potencial adaptativo das plantas. Nesta circunstância, o presente projeto estudou a diversidade da comunidade bacteriana endofítica associada à folhas de cacaueiros provenientes de pomares clonais mantidos em duas áreas distintas (rodeado por floresta madura ou por área antropizada), utilizando técnicas de análises de cultivo e biologia molecular. Possuindo o DNA genômico de 38 isolados bacterianos que foram obtidos a partir de folhas saudáveis de cacueiros, foram feitas corridas de eletroforese em gel de agarose a 0,8% para quantificações de amostras de DNA, utilizando como comparativo os marcadores de tamanhos molecular, Lamda (Invitrogen ®) padrões de 10, 30 e 50 ng. Posteriormente, foram realizados 12 protocolos para amplificação da região 16S rRNA em PCR's que tiveram como fatores de alteração o número de ciclos e a quantidade de DNA específico de cada isolado. Após as amplificações os produtos foram analisados em eletroforeses em gel de agarose a 1,5%. O protocolo mais apropriado foi o com 30 ciclos. Desta forma observamos que a quantidade de ciclos foi determinante para o sucesso da reação, independente das variações das concentrações de DNA. Sugere-se, testar a qualidade do DNA antes de começar qualquer trabalho com biologia molecular, pois o mesmo pode ter sido degradado durante o armazenamento . O número de ciclos interferiu na amplificação da região 16S rRNA, escolhida para análise porque, sequências de genes de rRNA 16S contêm regiões hipervariáveis, que podem proporcionar as espécies específicas sequências de assinatura útil para a identificação de bactérias.. Pequenas alterações para menos no número de ciclos no processo da PCR podem fazer com que o produto não seja detectado. Concluímos que existe uma grande dificuldade na adaptação dos protocolos para PCR existentes na literatura para a realidade laboratorial, que o ajuste dos protocolos é um processo moroso e que o DNA pode desnaturar facilmente, devendo ser testado antes de iniciar um novo trabalho com técnicas de biologia molecular.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Natália Santos de Santana - Coordenador / Monita Fiori de Abreu-Tarazi - Integrante / Roberto Tarazi - Integrante.

  • 2012 - 2012

    Poríferos, corais e plantas medicinais: bioprospecção, ação antitumoral e atividades educativas, Descrição: Dentre os tumores incidentes na população brasileira, destacam-se miomas, melanomas e leucemias uterinos. Durante as últimas duas décadas, progressos têm sido feitos na patogênese da doença a partir de perspectivas clínicas, genéticas, epidemiológicas e moleculares. O mioma surge a partir de células musculares lisas do miométrio uterino, com uma taxa de incidência elevada, 70% em mulheres na idade reprodutiva. O melanoma maligno é responsável por 2/3 de todas as mortes relacionadas ao câncer de pele. A incidência da leucemia linfóide aguda é maior em crianças de 2 a 5 anos, diminuindo entre jovens e volta a crescer após 60 anos. Diferente das mudanças genéticas no câncer há alterações epigenéticas, como a metilação do DNA, reversíveis e neste contexto as pesquisas têm voltado o interesse para a utilização de biocompostos que inibam estas alterações. Neste contexto, os estudos moleculares da ação de compostos antitumorais buscam os inibidores da enzima DNA metiltransferase, inibidores da proliferação celular e indutores da apoptose. Principalmente pela baixa toxicidade apresentada por eles. O Brasil é um país de grandes dimensões, constituído por regiões famosas por sua biodiversidade distribuída em diferentes ecossistemas, tanto marinha quanto terrestre. O ecossistema marinho é um importante reservatório de produtos naturais bioativos com aplicações médicas. Alguns metabólitos secundários presentes no muco dos corais são grandes aliados da indústria farmacêutica, pois têm demonstrado importantes efeitos terapêuticos para várias patologias humanas. Estudamos corais como o Mussismilia braziliensis encontrado. apenas no litoral baiano, e, poríferos e plantas medicinais nativas e adaptadas que possam apresentar biocompostos com atividade antitumoral. Nossos estudos funcionais dos biocompostos obtidos são avaliados em células de mioma humano e linhagens leucêmicas e de melanoma. Os estudos obtidos permitirão a divulgação de conhecimento como: preservação e educação.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2017

Melhor trabalho - categoria III - I Simpósio de Pesquisa e Experiências em Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, Rede Baiana Agricultura familiar.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Estadual de Santa Cruz, Departamento de Ciências Biológicas. , Universidade Estadual de Santa Cruz, Salobrinho, 45662900 - Ilhéus, BA - Brasil, Telefone: (73) 36805192

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - 2013

    Colégio da Polícia Militar

    Vínculo: Professor Ensino Médio, Enquadramento Funcional: Professor Biologia, Carga horária: 20

  • 2013 - 2013

    Colégio Estadual General Osório

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Biologia Ensino Médio e EJA, Carga horária: 20

  • 2014 - 2014

    COLÉGIO SESQUICENTENÁRIO

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Biologia Médio, Carga horária: 20

  • 2014 - 2014

    Colégio Guedes Educandário

    Vínculo: Professor Ensino Médio, Enquadramento Funcional: Professor Biologia Médio, Carga horária: 20

  • 2016 - 2016

    Universidade para todos

    Vínculo: Professor Pré-Vestibular, Enquadramento Funcional: Professor Pré-Vestibular, Carga horária: 4

  • 2013 - 2017

    Faculdade Montenegro

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Superior, Carga horária: 20

  • 2017 - 2017

    Instituto Federal de Alagoas - Matriz

    Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor do curso de Biologia, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Docente. Disciplinas do curso de Biologia EAD. Biologia celular e molecular Atualidades na Biologia Genética geral e evolução Etnobiologia Biologia da Conservação Genética Molecular Projetos Integradores I, II, III e IV

  • 2017 - 2017

    Instituto Federal de Alagoas - Matriz

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 20

  • 2017 - Atual

    Universidade Estadual de Santa Cruz

    Vínculo: Doutorado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2018 - Atual

    Instituto Federal do Espírito Santo

    Vínculo: Orientador, Enquadramento Funcional: Orientador de Pós Graduação

  • 2016 - 2017

    Curso Pré-Vestibular Aprovado

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Biologia, Carga horária: 20