Marcos Roberto Dobler Stroschein

Engenheiro Agrônomo, formado pela Universidade Federal de Santa Maria (2004). Mestre em Ciência do Solo pela Universidade Federal de Santa Maria (2007). Doutor em Ciência do Solo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2011). Atualmente é docente efetivo e Diretor Geral do Campus Urupema do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina. Tem experiência na área de seleção de microrganismos de interesse agrícola, atuando principalmente nos seguintes temas: fixação biológica de nitrogênio, promoção de crescimento de plantas, caracterização fenotípica e genética de microrganismos, biotecnologia de microrganismos, ecologia microbiana e desenvolvimento de insumos biológicos para agroecologia e agroindústrias.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciência do Solo

2007 - 2011

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Seleção de rizóbio e efeito do teor de nitrogênio em Medicago sativa
Enilson Luiz Saccol de Sá. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Exploração Florestal; Produção Vegetal; Outro.

Mestrado em Ciência do Solo

2005 - 2007

Universidade Federal de Santa Maria
Título: CARACTERIZAÇÃO DE BACTÉRIA FIXADORA DE NITROGÊNIO EM LUPINUS ALBESCENS SIMBIÓTICAS FIXADORAS DE NITROGÊNIO EM TREMOÇO (Lupinus albescens H. et Arn.).,Ano de Obtenção: 2007
Prof PhD. Flávio Luiz Foletto Eltz.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: tremoço; Lupinus albensis; rizóbio; Bradyrhizobium.Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Outro.

Graduação em Agronomia

2000 - 2004

Universidade Federal de Santa Maria

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Como é feita a diferenciação e identificação de diferentes espécies de bact. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2014 - 2015

Extensão universitária em CURSO IGLU BRASIL PARA DIRIGENTES UNIVERSITÁRIOS. (Carga horária: 180h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2012 - 2012

Curso de elaboração e avaliação de preojetos. (Carga horária: 48h). , Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.

2009 - 2009

Introdução à análise multivariada. (Carga horária: 35h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2006 - 2006

Uso do pacote estatístico SOC para análise de expe. (Carga horária: 9h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2005 - 2005

Gênomica Funcional e Estrutural. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2003 - 2003

Agrotóxicos no Manejo Integrado. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2002 - 2002

Práticas no Manejo do Plantio Direto. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2001 - 2001

Aspectos de Manejo de Plantas Invasoras, Insetos. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Microbiologia e Bioquímica do Solo.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Biologia e Fisiologia dos Microorganismos/Especialidade: Bacteriologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Biologia e Fisiologia dos Microorganismos/Especialidade: Micologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada/Especialidade: Microbiologia Industrial e de Fermentação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MURARA, A. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Seminário Internacional de Enologia e Turismo. 2015. (Congresso).

AMARAL, F. M. ; NOLL, V. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC. 2013. (Congresso).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . 36° Exposição Feira Agropecuária de Santa Maria. 2003. (Exposição).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . 33ª Exposição Feira Agropecuária de Santa Maria. 2000. (Exposição).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

6º Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC. 2017. (Seminário).

5º Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação. 2016. (Seminário).

I Congresso Brasileiro de Microbiologia Agropecurária, Agrícola e Ambiental. Prospecção de Bactérias Promotoras de Crescimento. 2016. (Congresso).

4º Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC. 2014. (Seminário).

Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC.. 2013. (Seminário).

ASPECTOS LEGAIS NA COLETA E ACESSO AO PATRIMÔNIO GENÉTICO E CONHECIMENTO TRADICIONAL ASSOCIADO. 2012. (Seminário).

Rede de Laboratórios para a recomendação, Padronização e Difusão de Tecnologia de Inoculantes Microbiológicos de Interesse Agrícola.Seleção de Rizóbios para Cornichão. 2010. (Seminário).

27ª Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo, 11ª Reunião Brasileira Sobre Micorrizas, 11o Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo e 6ª Reunião Brasileira de Biologia do Solo.. Caracterização de estirpes de rizóbio isoladas de tremoço nativo do Rio Grande do Sul. 2006. (Congresso).

Agrotóxicos no Manejo Integrado. 2004. (Seminário).

FERTBIO; XXVI Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo; X Reunião Brasileira Sobre Micorrizas; VIII Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo; V Reunião Brasileira de Biologia do Solo. Fixação biológica de nitrogênio por estirpes de Bacillus spp. isolados de raízes de plantas de arroz. 2004. (Congresso).

XIX Jornada Acadêmica Integrada.. Ação de bactérias diazotróficas na elongação da radícula e do epicótilo de arroz. 2004. (Congresso).

XVIII Semana Acadêmica da Universidade Federal de Santa Maria.Coloração diferencial de endosporo e grânulos de POLI -  - HIDROXI - BUTIRATO (PHB) em células bacterianas. 2003. (Seminário).

Agribusnes: o sucesso passa por este caminho. 2002. (Congresso).

Salão de Iniciação Cientifica da UFRGS. Genitores potenciais para hibridações identificados por divergência genética em feijão de cor. 2002. (Congresso).

Semana Academica da Agronomia.Avaliação de genótipos de feijoeiro de diferentes grupos comerciais em Santa Maria, RS. 2001. (Seminário).

XVI Jornada Acadêmica Integrada UFSM. Genitores potenciais identificados por divergência genética de feijão preto. 2001. (Congresso).

XXXIV Reunião técnica anual do feijão. Avaliação de genótipos de feijão proto do ensaio de VCU (Valor de Cultivo e Uso) em Santa Maria, RS. 2001. (Congresso).

Expofeira. 2000. (Outra).

XVI Jornada Acadêmica Integrada UFSM. Avaliação de genótipos de feijoeiro de diferentes grupos comerciais em Santa Maria, RS. 2000. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Marithsa Maiara Marchetti

SANTOS, J. C. P.; COSTA, M. D.;STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler; OLIVEIRA FILHO, L. C. I.. Bactérias nodulantes em leguminosas arbóreas ocorrentes na floresta ombrofila mista da Embrapa/Caçador - SC. 2015. Dissertação (Mestrado em Manejo do Solo) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Aluno: Juliane Mascarenhas Pereira

AMANTE, E. R.; ZEVEREZE, E. R.;STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler; RIBEIRO, D. H. B.; FRANCISCO, A.; PIERI, R. M.. Características funcionais, antimicrobianas e aplicação das águas sobrenadantes da fermentação do amido de mandioca.. 2016. Tese (Doutorado em Ciências dos Alimentos) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Silmar Primieri

SANTOS, J. C. P.; COSTA, M. D.; SA, E. L. S.;STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler; ANTUNES, P. M.; PASSOS, J. F. M.. Seleção e bioprospecção de microrganismos no crescimento de Bracatinga (Mimosa scabrella). 2015. Tese (Doutorado em Manejo do Solo) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Aluno: Jaime Fogaça

MEDEIROS, R. M. V.; VALDUGA, V.; WIZNIEWSKY, C. R. F.;STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler. A Viticultura no Estado de Santa Catarina: a implantação de políticas publicas voltadas a criação dos cursos para profissionais em Viticultura - Um estudo sobre a escola Manoel Cruz em São Joaquim e no Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Urupema. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Silmar Premieri

SANTOS, J. C. P.;STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler; Klauberg Filho, O.. DIVERSIDADE MORFOLÓGICA E EFICIÊNCIA SIMBIÓTICA DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE NÓDULOS DE BRACATINGA (Mimosa scabrella BENTH.) NO ESTADO DE SANTA CATARINA.. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Manejo do Solo) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Aluno: Rafael Goulart Machado

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler; OSÓRIO FILHO, B. D.;VARGAS, Luciano Kayser. Seleção de Rizóbios Simbiontes de Adesmia (Adesmia latifolia) e Serradela (Ornithopus sativus) e inoculação em sistemas de sucessão de cutluras. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em CIENCIA DO SOLO - UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Ana Luiza Arruda

ANESE, R. O.; BORTOLI, J. R. G.;STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler. MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DO PORTA-ENXERTO DE MACIEIRA G.202. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Manejo de Pomares de Macieira e Pereira.) - Instituto Federal de Santa Catarina.

Aluno: Manoeli Lupatini

STROSCHEIN, Marcos Roberto DoblerANTONIOLLI, Zaida Ines. Diversidade de bactérias diazotróficas no solo e produção de inoculantes misto para cultura de canola no Rio Grande do Sul. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria.

MARCON, J. L. R.; FERRAREZE, J. P.;STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler. Banca Produção Vegetal - Concurso Público do IFSC 2019 ? Edital 16/2019.. 2019. Instituto Federal de Santa Catarina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Flávio Luiz Foletto Eltz

ELTZ, F. L. F.ANTONIOLLI, Z. I.VARGAS, Luciano Kayser. Caracterização de bactéria fixadora de nitrogênio em Lupinus albescens. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria.

Luciano Kayser Vargas

VARGAS, L. K.; ANTONIOLLI, Z. I.; LUIZ, F.. Caracterização de bactéria fixadora de nitrogênio capaz de nodular tremoço nativo do Rio Grande do Sul. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria.

Flávio Anastácio de Oliveira Camargo

CAMARGO, F.A.O.; SA, Enilson Luis Saccol de. Seleção de rizóbio e efeito do teor de nitrogênio em Medicago sativa. 2011. Tese (Doutorado em Ciência do Solo) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

ZAIDA INES ANTONIOLLI

ELTZ, Flavio Luiz FolettoANTONIOLLI, Z. I.; VARGAS, Luciano Kayser; LOVATO, Thomé. Caracterização de bactéria fixadora de nitrogênio em Lupinus albescens. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria.

ZAIDA INES ANTONIOLLI

SÁ, Enilson Luiz Saccol de; CAMARGO, Flávio Anastácio de Oliveira;ANTONIOLLI, Z. I.. Seleção de rizóbios e efeito do nitrogênio na simbiose com alfafa. 2011. Tese (Doutorado em CIENCIA DO SOLO - UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Ana Luiza Arruda

MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DO PORTA-ENXERTO DE MACIEIRA G; 202; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Manejo de Pomares de Macieira e Pereira; ) - Instituto Federal de Santa Catarina; Orientador: Marcos Roberto Dobler Stroschein;

Sâmia Kizzy Kurtz

Caracterização e valorização do resíduo vinícola de Urupema; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Curso Superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia) - Instituto Federal de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina; Orientador: Marcos Roberto Dobler Stroschein;

Yuri Medeiros da Silva

Prospecção de Leveduras de Interesse Biotecnológico; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Curso Superior em Tecnologia dos Alimentos) - Instituto Federal de Santa Catarina; Orientador: Marcos Roberto Dobler Stroschein;

Jaqueline dos Santos

Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia; ; 2015; Iniciação Científica - Instituto Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcos Roberto Dobler Stroschein;

Elaine Mota

Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico em Biotecnologia) - Instituto Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcos Roberto Dobler Stroschein;

Cleizi Giseli Karvat

Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia; ; 2014; Iniciação Científica - Instituto Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcos Roberto Dobler Stroschein;

Evanise Chibilski

Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras; ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico em Biotecnologia) - Instituto Federal de Santa Catarina; Orientador: Marcos Roberto Dobler Stroschein;

Sabrina Maria Dutra Coelho

Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro; ; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico em Biotecnologia) - Instituto Federal de Santa Catarina, Instituto Federal de Santa Catarina; Orientador: Marcos Roberto Dobler Stroschein;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Flávio Luiz Foletto Eltz

Caracterização de bactéria fixadora de nitrogênio em Lupinus albecens; 2007; Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Flávio Luiz Foletto Eltz;

Enilson Luiz Saccol de Sa

Seleção de rizóbios para alfafa e cornichão; 2011; Tese (Doutorado em Ciência do Solo) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Enilson Luiz Saccol de Sá;

ZAIDA INES ANTONIOLLI

Avaliação de rizobio em população de tremoço nativo; 2005; 0 f; Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Zaida Ines Antoniolli;

NERINÉIA DALFOLLO RIBEIRO

Adaptabilidade e estabilidade fenotípica de cultivares de feijoeiro registradas para cultivo no Rio Grande do Sul (Ano 1); 2001; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Nerinéia Dalfollo Ribeiro;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • PREMIERI, S. ; COSTA, M. D. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; STOCCO, P. ; SANTOS, J. C. P. ; ANTUNES, P. M. . Variability in symbiotic effectiveness of N2 fixing bacteria in Mimosa scabrella. Applied Soil Ecology (Print) , v. 102, p. 19-25, 2016.

  • MACHADO, R.G. ; SA, E. L. S. ; HAHN, L. ; OLDRA, S. ; PASSOS, J. F. M. ; OSORIO FILHO, B. D. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SILVA, W. R. . Rhizobia Symbionts of Legume Forages Native to South Brazil as Promoters of Cultivated Grass Growing. International Journal of Agriculture & Biology (Online) , v. 18, p. 1011-1016, 2016.

  • Granada, C.E. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; VARGAS, Luciano Kayser ; BRUXEL, M. ; SÁ, E. L. S. ; PASSAGLIA, L. M. P . Genetic diversity and symbiotic compatibility among rhizobial strains and Desmodium incanum and Lotus spp. plants. Genetics and Molecular Biology (Impresso) , v. 37, p. 396-405, 2014.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SÁ, E. L. S. ; MACHADO, R.G. ; CABRAL, T. L. ; BRUXEL, M. ; Giongo, A. ; FONTOURA, R. C. . Caracterização e influência de rizóbios isolados de alfafa na germinação e desenvolvimento inicial de plântulas de arroz. Ciência Rural (UFSM. Impresso) , v. 41, p. 1738-1743, 2011.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; WALLAU, MARCELO OSÓRIO ; SÁ, ENILSON LUIZ SACCOL DE ; BINZ, ANDRÉIA ; DALL?AGNOL, MIGUEL . Seleção a campo de rizóbios nativos para cornichão. CIENCIA RURAL , v. 41, p. 1769-1772, 2011.

  • Rieff, G.G. ; MACHADO, R.G. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SÁ, E. L. S. . Diversidade de famílias de ácaros e colêmbolos edáficos em cultivo de eucalipto e áreas nativas.. Revista Brasileira de Agrociencia (UFPEL) , v. 16, p. 57-61, 2010.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; ELTZ, Flavio Luiz Folleto ; ANTONIOLLI, Zaida Ines ; LUPATINI, M. ; VARGAS, Luciano Kayser ; Giongo, A. ; PONTELLI, M. P. . Symbiotic efficiency and genetic characteristics of Bradyrhizobium sp. strain UFSM LA 1.3 isolated from Lupinus albescens (H. et Arn). Scientia Agricola (USP. Impresso) , v. 67, p. 702-706, 2010.

  • Giongo, A. ; BENEDUZI, A. ; SILVEIRA, Adriana Ambrosini da ; VARGAS, Luciano Kayser ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; ELTZ, Flavio Luiz Folleto ; ZANETTINI M. H. B. ; PASSAGLIA, L. M. P . Isolation and characterization of two plant growth-promoting bacteria from the rhizoplane of a legume (Lupinus albescens) in sandy soil. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso) , v. 34, p. 361-369, 2010.

  • RIBEIRO, N. D. ; HOFMAN JUNIOR, Leo ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; POSSEBOM, S. B. . Genotype x environment interaction in common bean yield and yield components. Crop Breeding and Applied Biotechnology (Online) , v. 3, n.1, p. 27-34, 2003.

  • RIBEIRO, N. D. ; POSSEBOM, S. B. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Dissimilaridade genética entre linhagens avançadas de feijoeiro. Revista Brasileira de Agrociencia (UFPEL) , Pelotas, v. 9, n.1, p. 25-29, 2001.

  • PASSOS, J. F. M. ; COSTA, M. D. ; PRIMIERI, S. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . BIOPROSPECÇÃO DE RIZOBACTÉRIAS POTENCIAIS NA PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO EM AVEIAS. In: IV Simpósio Internacional Ciência, Saúde e Território, 2017, Lages. Anais do IV Simpósio Internacional Ciência, Saúde e Território. Lages: Uniplac, 2017. v. 4. p. 883-890.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; PASSOS, J. F. M. ; PREMIERI, S. ; COSTA, M. D. . PROSPECÇÃO DE BACTÉRIAS PROMOTORAS DE CRESCIMENTO. In: I Congresso Brasileiro de Microbiologia Agropecurária, Agrícola e Ambiental, 2016, Jaboticabal. I Congresso Brasileiro de Microbiologia Agropecurária, Agrícola e Ambiental. Jaboticabal: Fatecjab, 2016. v. 1. p. 1-7.

  • PREMIERI, S. ; SANTOS, J. C. P. ; BRANCO, B. S. ; COSTA, M. D. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; STOCCO, P. . Caracterização fenotípica de isolados bacterianos de nódulos de bracatinga (Mimosa scabrella Benth) na região do planalto serrano de Santa Catarina, Brasil.. In: III Congreso Nacional de Biología y Ecología de Suelos, 2013, Cuarto. III Congreso Nacional de Biología y Ecología de Suelos, 2013. v. 1. p. 1-4.

  • CABRAL, T. L. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; BRUXEL, M. ; MACHADO, R.G. ; SÁ, E. L. S. . Germinação de sementes de arroz inoculadas com rizóbios de alfafa.. In: XXXIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2011, Uberlândia. XXXIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2011.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SÁ, E. L. S. ; DALL'AGNOL, Miguel ; Frizzo, M. L. S ; OSÓRIO FILHO, B. D. ; Giongo, A. ; TONON, Brenda Cristye ; FONTOURA, R. C. . SELEÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE RIZÓBIOS PARA CORNICHÃO. In: Rede de Laboratórios para a recomendação, Padronização e Difusão de Tecnologia de Inoculantes Microbiológicos de Interesse Agrícola, 2010, Curitiba. Rede de Laboratórios para a recomendação, Padronização e Difusão de Tecnologia de Inoculantes Microbiológicos de Interesse Agrícola, 2010.

  • BRUXEL, M. ; CABRAL, T. L. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SILVA, N. ; DAMASCENO, R. G. ; SÁ, E. L. S. . Diversidade genética de estirpes de rizóbios autorizadas para a comercialização em inoculantes no Brasil.. In: IV Simpósio de Microbiologia Aplicada e I Encontro Latino-Americano de Microbiologia Aplicada, 2010, Porto Alegre. IV Simpósio de Microbiologia Aplicada e I Encontro Latino-Americano de Microbiologia Aplicada, 2010.

  • MACHADO, R.G. ; SANTOS, N. S. ; N A, N. ; LIMA, R. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SÁ, E. L. S. . Promoção de crescimento de capim Tanzânia por inoculação com rizóbios.. In: VIII Reunião Sulbrasileira de Ciência do Solo, 2010, Santa Maria. VIII Reunião Sulbrasileira de Ciência do Solo, 2010.

  • SANTOS, N. ; FONTOURA, R. C. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; BRUXEL, M. ; CABRAL, T. L. ; MACHADO, R.G. . Diversidade genética e eficiência simbiótica de rizóbios autóctones simbiontes em alfafa.. In: VIII Reunião Sulbrasileira de Ciência do Solo, 2010, Santa Maria. VIII Reunião Sulbrasileira de Ciência do Solo, 2010.

  • Giongo, A. ; BENEDUZI, A. ; AMBROSINI, A. ; VARGAS, Luciano Kayser ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; ELTZ, Flavio Luiz Folleto ; ZANETTINI M. H. B. . Plant growth promoting bacteria isolated from the rhizoplane of Lupinus albescens H. et Arn. In: XXXI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2007, Granado. XXXI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2007.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; HÜBNER, Andre Paulo ; ANTONIOLLI, Zaida Ines ; PUJOL, Stefen ; BAUMGARD, Janete ; SILVA, Tânia Maria Bayer . FIXAÇÃO BIOLÓGICA DE NITROGÊNIO POR ESTIRPES DE BACILLUS SPP. ISOLADOS DE RAÍZES DE PLANTAS DE ARROZ. In: FERTBIO; XXVI Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo; X Reunião Brasileira Sobre Micorrizas; VIII Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo; V Reunião Brasileira de Biologia do Solo, 2004, Lages, SC. FERTBIO; XXVI Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo; X Reunião Brasileira Sobre Micorrizas; VIII Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo; V Reunião Brasileira de Biologia do Solo, 2004.

  • RECHE, A. M. P. ; MATOS, A. C. B. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; PRIMIERI, S. . DIVERSIDADE GENETICA DE FUNGOS ENDOFITICOS DE GOIABA SERRANA (ACCA SELLOWIANA). In: Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFSC, 2018, Florianópolis. Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFSC. Florianópolis: IFSC, 2018. v. 1. p. 1-3.

  • ANTUNES, J. O. ; RECHE, A. M. P. ; MATOS, A. C. B. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; PREMIERI, S. . FUNGOS ENDOFITICOS DE UVAIA TEM POTENCIAL COMO AGENTES DE BIOCONTROLE CONTRA FITOPATOGENOS. In: Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFSC, 2018, Florianópolis. Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFSC. Florianópolis: IFSC, 2018. v. 1. p. 1-3.

  • MOTA, E. A. ; PASSOS, J. F. M. ; PREMIERI, S. ; MACHADO, B. D. ; PIGOZZI, L. ; SCHWEITZER, D. ; COSTA, M. D. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Obtenção de bactérias produtoras de ácido indol-3-acético. In: 4° Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC, 2014, Gaspar. Anais do 4° Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC, 2014. v. 2. p. 1-4.

  • PREMIERI, S. ; CHIBILSKI, E. ; COSTA, M. D. ; KOMATSU, R. A. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SCHWEITZER, D. ; SANTOS, J. C. P. . Eficiência simbiótica de rizobactérias isoladas de nódulos de bracatinga (Mimosa scabrella Benth.) no estado de Santa Catarina.. In: 4° Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC, 2014, Gaspar. Anais do 4° Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC. Florianópolis: Editora do IFSC., 2014. v. 2. p. 1-4.

  • KOMATSU, R. A. ; MAZO, J. Z. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; PREMIERI, S. ; ANDRADE, E. D. R. ; ARRUDA, J. ; COSTA, M. D. . Biometria de frutos de uvalheira de populações nativas e cultivadas no Planalto Serrano Catarinense.. In: 4º Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC, 2014, Gaspar. 4º Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC. Florianópolis: IFSC, 2014. v. 2. p. 1-4.

  • BRANCO, B. S. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; COSTA, M. D. ; DALAGNOL, G. ; PREMIERI, S. ; AQUINO, R. S. . Isolamento e caracterização de bactérias promotoras de crescimento em morangueiro. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013. v. 1. p. 1-4.

  • PREMIERI, S. ; BRANCO, B. S. ; COSTA, M. D. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SANTOS, J. C. P. . Diversidade morfológica de rizobactérias em nódulos de bracatinga (Mimosa scabrella) no estado de Santa Catarina.(. In: Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC., 2013, Lages, SC.. SEPEI2013, 2013. v. 1. p. 1-4.

  • PREMIERI, S. ; CARVALHO, M. A. L. ; DALAGNOL, G. ; COSTA, M. D. ; JAEGER, J. ; MAZO, J. Z. ; KOMATSU, R. A. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Protocolo de extração de DNA para Uvaia (Eugenia pyriformis).. In: III Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC., 2013, Lages. III Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC.. Florianópolis: Editora do IFSC., 2013. v. 1. p. 1-4.

  • Wallau, M. O. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; DALL'AGNOL, Miguel ; SÂO JOSE, J. F. B. ; Granada, C.E. ; SÁ, E. L. S. . SELEÇÃO DE RIZÓBIOS A CAMPO DE LOTUS CORNICULATUS CV. SÃO GABRIEL. In: XX Salão de Iniciação Científica e XVII Feira de Iniciação Científica da UFRGS, 2008, Porto Alegre. XX Salão de Iniciação Científica e XVII Feira de Iniciação Científica da UFRGS, 2008.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; Wallau, M. O. ; DALL'AGNOL, Miguel ; SÂO JOSE, J. F. B. ; Granada, C.E. ; SILVEIRA, Marcio da Silva . SELEÇÃO A CAMPO DE RIZÓBIOS DE Lotus corniculatus cv. SÃO GABRIEL. In: FertBio 2008 - Desafios para o uso do solo com eficiência e qualidade ambiental, 2008, Londrina. FERTBIO, 2008.

  • BINZ, Andreia ; OSÓRIO FILHO, B. D. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; Giongo, A. ; TONON, Brenda Cristye ; Rieff, G.G. ; SÁ, E. L. S. . PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO EM ARROZ IRRIGADO (ORYZA SATIVA) PELA INOCULAÇÃO COM RIZÓBIOS ISOLADOS DE SOLOS DO RIO GRANDE DO SUL. In: XIX Salão de Iniciação Científica, 2007, Porto Alegre. XIX Salão de Iniciação Científica e XVI Feira de Iniciação Científica da UFRGS, 2007, Porto Alegre. XIX Salão de Iniciação Científica, 2007, Porto Alegre. XIX Salão de Iniciação Científica e XVI Feira de Iniciação Científica da UFRGS, 2007.

  • Rieff, G.G. ; BINZ, Andreia ; TONON, Brenda Cristye ; OSÓRIO FILHO, B. D. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SÁ, E. L. S. . TOLERÂNCIA DE ISOLADOS DE RIZÒBIOS PARA LOTUS SUBBIFLORUS E LOTUS GLABER A ACIDEZ E À ALUMINIO.. In: XIX Salão de Iniciação Científica, 2007, Porto Alegre. XIX SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA XVI FEIRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA,II Salão UFRGS Jovem., 2007, Porto Alegre. XIX Salão de Iniciação Científica, 2007, Porto Alegre. XIX SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA XVI FEIRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA,II Salão UFRGS Jovem., 2007.

  • HÜBNER, Andre Paulo ; ANTONIOLLI, Zaida Ines ; PUJOL, Stefen ; BAUMGARD, Janete ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SILVA, Tânia Maria Bayer . IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE BACILLUS SPP. FIXADORES DE NITROGÊNIO ASSOCIADOS A RAÍZES DE PLANTAS DE ARROZ IRRIGADO. In: FERTBIO; XXVI Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo; X Reunião Brasileira Sobre Micorrizas; VIII Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo; V Reunião Brasileira de Biologia do Solo, 2004, Lages, SC. FERTBIO; XXVI Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo; X Reunião Brasileira Sobre Micorrizas; VIII Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo; V Reunião Brasileira de Biologia do Solo, 2004.

  • BAUMGARD, Janete ; HÜBNER, Andre Paulo ; ANTONIOLLI, Zaida Ines ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; PUJOL, Stefen ; SILVA, Tânia Maria Bayer . NOVA ESPÉCIE DE BACTÉRIA DIAZOTRÓFICA ISOLADA DA ENDORIZOSFERA DO ARROZ. In: XVIII Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2003, Santa Maria. XVIII Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2003.

  • PREMIERI, S. ; PASSOS, J. F. M. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; COSTA, M. D. . BIOPROSPECTING OF PLANT GROWTH PROMOTING BACTERIA IN OATS.. In: 28° Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015, Florianópolis. Anais do 28° Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015. v. 1. p. 1-7.

  • PASSOS, J. F. M. ; PREMIERI, S. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; COSTA, M. D. . GENETIC DIVERSITY OF BACTERIA IN ROOT NODULES OF BRACATINGA (Mimosa scabrella). In: 28° Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015, Florianopolis. Anais do 28° Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015. v. 28. p. 1-1.

  • Brito, José Nilson ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; KOMATSU, R. A. . Diagnósticos dos principais problemas da cultura da maçã em Urupema.. In: IV JORNADA DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA DA REGIÃO SUL, 2011, Blumenal. ANAIS IV JORNADA DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA DA REGIÃO SUL, 2011. v. 1. p. 1-4.

  • ROVEDDER, Ana Paula Moreira ; VARGAS, Luciano Kayser ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; ELTZ, Flavio Luiz Folleto ; BAUMGARDT, Janete ; ROCHA, Marta Rodrigues da . Potencial para ciclagem de nitrogênio do Lupinus albescens em Neossolo Quartzarênico degradado: acúmulo na parte aérea e caracterização da estirpe bacteriana.. In: XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2005, Recife. XXX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2005.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; HÜBNER, Andre Paulo ; ANTONIOLLI, Zaida Ines ; BAUMGARD, Janete ; PUJOL, Stefen ; SILVA, Tânia Maria Bayer . TESTE DO ACÚMULO DE POLI-b-HIDROXI-BUTIRATO (PbHB) COM CONTRASTE DE ENDÓSPOROS. In: XVIII Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2003, Santa Maria. XVIII Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2003.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. ; POSSEBOM, S. B. ; SILVA, Sandra Moura e . Interação de Genótipos x épocas de cultivo de feijoeiro no Rio Grande do Sul. In: XVII Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2002, Santa Maria. XVII Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2002.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. ; STORK, L. . Genitores potenciais identificados por divergência genética em feijão preto. In: XVI Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2001, Santa Maria, 2002.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SILVA, S. M. E. ; RIBEIRO, N. D. ; SLUSZZ, T. ; COSTA, R. D. ; POSSEBOM, S. B. . Avaliação de genótipos de feijão preto do ensaio de VCU (Valor Cultivo e Uso) em Santa Maria, RS. In: XVI Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2001, Santa Maria, 2002.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; HOFFMAN JÚNIOR, L. ; RIBEIRO, N. D. ; POSSEBOM, S. B. . Avaliação de genótipos de feijão preto e de cor um duas épocas de semeadura. In: XVI Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2001, Santa Maria, 2002.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. . Genitores potenciais para hibridação por divergência genética em feijão de cor. In: Salão de iniciação científica da UFRGS, 2001, Porto Alegre, 2002.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. ; COSTA, R. D. ; POSSEBOM, S. B. . Avaliação de genótipos de feijão preto do ensaio de VCU (Valor Cultivo e Uso) em Santa Maria. In: XXXIV Reunião técnica anual do feijão, 2001, Erechim, 2001.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; HOFFMAN JÚNIOR, L. ; RIBEIRO, N. D. ; POSSEBOM, S. B. . Avaliação de genótipos de feijão preto em duas épocas de semeadura. In: XXXIV Reunião técnica anual do feijão, 2001, Erechim, 2001.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; COSTA, R. D. ; RIBEIRO, N. D. ; MELLO, R. M. ; SLUSZZ, T. . Similaridade genética entre linhagens avançadas de feijão preto. In: XXXIV Reunião técnica anual do feijão, 2001, Erechim, 2001.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. ; COSTA, R. D. ; MELLO, R. M. ; STORK, L. . Avaliação de genótipos de feijão de diferentes grupos comerciais em Santa Maria. In: XV Jornada Acadêmica Integrada UFSM, 2000, Santa Maria, 2000.

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Caracterização de estirpes de rizóbio isoladas de tremoço nativo do Rio Grande do Sul. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; ANTONIOLLI, Zaida Ines ; HÜBNER, Andre Paulo ; PUJOL, Stefen . Ação de bactérias diazotróficas na elongação da radícula e do epicótilo de arroz. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; HÜBNER, Andre Paulo ; ANTONIOLLI, Zaida Ines ; PUJOL, Stefen ; BAUMGARD, Janete ; SILVA, Tânia Maria Bayer . Fixação biológica de nitrogênio por estirpes de Bacillus spp. isolados de raízes de plantas de arroz. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. ; STORK, L. . Genitores potenciais identificados por divergência genética em feijão preto. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. . Genitores potenciais para hibridações por divergência genética em feijão de cor. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. ; COSTA, R. D. ; POSSEBOM, S. B. . Avaliação de genótipos de feijão proto do ensaio de VCU (Valor de Cultivo e Uso) em Santa Maria, RS. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; RIBEIRO, N. D. ; MELLO, R. M. ; COSTA, R. D. ; STORK, L. . Avaliação de genótipos de feijoeiro de diferentes grupos comerciais em Santa Maria. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; MACHADO, B. D. ; MOTA, E. A. ; PASSOS, J. F. M. ; PREMIERI, S. ; CHIBILSKI, E. ; COSTA, M. D. . Obtenção de bactérias produtoras de ácido indol-3-acético.. 2011.

KOMATSU, R. A. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . FRUTEIRAS NATIVAS NO MUNICÍPIO DE URUPEMA. 2012.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Consultor Ad Hoc da Fundação de Amparo a Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina. 2011.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Consultor Ad Hoc do Programa Institucional de Iniciação Ciêntífica.. 2011.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Monitoramento Ambiental de Microbacias Hidrográficas. Subprojeto: Caracterização física, química e biológica dos solos na Microbacia de Cândido Brum, Arvorezinha, RS. Ano II.. 2005.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Monitoramento Ambiental de Microbacias Hidrográficas Subprojeto: Caracterização física, química e biológica dos solos na Microbacia do Rio Inhanduva, Maximiliano de Almeida, RS. Ano II.. 2005.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Relatório Marco Zero: Solos da Microbacia Água da Faca, Município de Piratinga, SP. Projeto: LAND MANEFEMENT III ? GERENCIAMENTO DAS TERRAS III.. 2004.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Relatório Marco Zero: Solos da Microbacia Córrego das Três Barras, Município de Marinópolis, SP. Projeto: LAND MANEFEMENT III ? GERENCIAMENTO DAS TERRAS III.. 2004.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Relatório Marco Zero: Solos da Microbacia Rio da Onça, Município de Monte Alto, SP. Projeto: LAND MANEFEMENT III ? GERENCIAMENTO DAS TERRAS III.. 2004.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Relatório Marco Zero: Solos da Microbacia Ribeirão Bandeirantes ? Rebojo, Município de Tarabai, SP. Projeto: LAND MANEFEMENT III ? GERENCIAMENTO DAS TERRAS III.. 2004.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Monitoramento Ambiental de Microbacias Hidrográficas. Subprojeto 4: Caracterização física, química e biológica dos solos na Microbacia do Arroio Lino, Nova Boemia, Agudo: Ano II.. 2003.

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; BRANCO NETO, W. C. . ADR E IFSC discutem parceria para ofertar cursos técnicos. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; PANCERI, C. P. . Câmpus Urupema do IFSC engarrafa primeira safra produzida no curso de Viticultura e Enologia. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; CONTO, L. C. . Cerveja de Pinhão. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Câmpus Garopaba e Urupema realizam atividade de integração intercâmpus. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Obras de ampliação do IFSC de Urupema serão entregues no dia 05 de agosto. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Aniversário de Urupema. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . IFSC promove atividades no Festival do Papagaio-Charão. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

CONTO, L. C. ; DEBONI, T. M. ; JESUS, J. ; PETERS, L. S. ; RAULINO, G. ; SARTORI, G. V. ; AQUINO, A. C. M. S. ; SANCHES, M. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . PPC do curso de Engenharia de Alimentos em parceria com o câmpus Lages. 2018. (Grupo de Trabalho).

CONTO, L. C. ; AQUINO, A. C. M. S. ; ZERGER, E. ; RAULINO, G. ; SARTORI, G. V. ; JESUS, J. ; PETERS, L. S. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; SANCHES, M. F. ; VIEIRA, P. R. ; REIS, R. F. ; DEBONI, T. M. . Reestruturação do PPC do Curso Superior de Tecnologia em Alimentos. 2018. (Grupo de Trabalho).

ANESE, R. O. ; COSTA, A. R. ; BEM, B. P. ; CORVALAO, E. D. ; BORTOLI, J. R. G. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Grupo de Trabalho Elaboração de PPC de Especialização em Fruticultura de Clima Temperado. 2018. (Grupo de Trabalho).

PANCERI, C. P. ; DULLIUS, M. V. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; ANESE, R. O. ; VIEIRA, P. R. ; CONTO, L. C. ; ALVARENGA, T. H. P. ; SILVA, A. M. ; COSTA, A. ; PETERS, L. S. ; JESUS, J. ; RAULINO, G. ; SANCHES, M. F. ; ESPINDOLA, C. K. . Grupo de Trabalho para reestruturação do PPC do Curso Superior de Tecnlogia em Viticultura e Enologia.. 2018. (Grupo de Trabalho).

DURIGON, A. ; SILVEIRA, F. N. ; KOMATSU, R. A. ; BRANCO NETO, W. C. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MANEJO DE POMARES DE MACIEIRA E PEREIRA. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia.. 2016. (Relatório de pesquisa).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Produtor de Bebidas Alcoólicas. 2015. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Manejo de Pomares de Macieira e Pereira. 2014. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Manejo de Fruteiras de Clima Temperado. 2014. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Técnico em Fruticultura. 2013. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Bioquímica Geral - Curso Técnico em Química. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Ensino).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Microbiologia Geral - Curso Técnico em Química. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Ensino).

NOLL, V. ; AMARAL, F. M. ; STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; BESEN, F. ; LIMA, A. L. S. ; JOHANN, M. D. ; ROCHA, R. T. . 3° Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC. 2013. (Editoração/Anais).

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; KOMATSU, R. A. . Produção Integrada de Frutas. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; KOMATSU, R. A. ; BRANCO NETO, W. C. . Agricultura Orgânica. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler ; PREMIERI, S. ; BRANCO NETO, W. C. . Condutor Ambiental para a Regional de São Joaquim. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Agricultura Orgânica. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Agricultura Orgânica. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Produção Integrada de Frutas. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Processamento de Frutas. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . PROEJA FIC Produção e Processamento de Frutas. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Condutor Ambiental para a Regional de São Joaquim. 2011. .

STROSCHEIN, Marcos Roberto Dobler . Condutor Ambiental para a Regional de São Joaquim. 2011. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2008 - 2010

    Seleção de rizóbios simbiontes em cornichão ou alfafa eficientes em presença de teores elevados de nitrogênio., Descrição: O estudo da simbiose entre leguminosas forrageiras e bactérias fixadoras de nitrogênio atmosférico é de grande importância para o desenvolvimento de tecnologias que aumentem a produtividade, com o mínimo risco de degradação do solo e do ambiente. O emprego de espécies de leguminosas forrageiras representa uma excelente fonte de proteína para os animais, na rotação com outras espécies e em sistemas de semeadura direta. O Brasil apresenta condições edafoclimáticas que permitem a produção de bovinos em quase todo seu território. Apesar disso, a baixa produtividade encontrada pastagens de inverno é responsável pela baixa produtividade dos rebanhos, sendo responsável pela redução na capacidade do suporte dos pastos, queda acentuada na produção leiteira e redução do peso dos animais de corte (Euclides & Euclides Filho, 2001; Hodgson & Da Silva, 2002). O nitrogênio é um dos principais limitantes da produtividade pecuária, sendo uma das alternativas para aumentar a produtividade das espécies forrageiras durante o inverno. No entanto, o custo do nitrogênio é considerado o maior na produção de forragens, podendo chegar de 50 a 60% do custo total da produção (Soares et al., 2001). Também devem ser considerados os riscos ambientais. A adubação nitrogenada pode causar contaminações no lençol freático, na forma de nitrato, quando este insumo não for corretamente aproveitado pela cultura consorciada ou sucessora. Nos últimos anos é crescente o interesse na seleção de rizóbios isolados de espécies forrageiras de clima temperado. No entanto, poucos estudos tem sido realizados sobre os efeitos do nitrogênio sobre a simbiose, sendo esta uma característica importante a ser pesquisada. Desta maneira, além de um pequeno número de estirpes recomendadas para o cultivo destas espécies forrageiras, as condições de limitantes a simbiose são pouco conhecidas, sendo necessária à seleção de novas estirpes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Número de produções C, T & A: 2

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Integrante / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Integrante / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Fabricação de cerveja ?gluten free? partir de malte de pinhão (Araucaria angustifolia), Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Isolamento de fungos endofíticos de Goiaba Serrana (Acca sellowiana) e determinação do potencial biotecnológico., Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador / Paulo Henrique Matayoshi Calixto - Integrante / Cristiane de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Integrante / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Isolamento de fungos endofíticos de Goiaba Serrana (Acca sellowiana) e determinação do potencial biotecnológico., Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador / Paulo Henrique Matayoshi Calixto - Integrante / Cristiane de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Fabricação de cerveja ?gluten free? partir de malte de pinhão (Araucaria angustifolia), Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2017 - Atual

    Caracterização e valorização do resíduo vinícola de Urupema, Descrição: A produção mundial de uva tem aumentado ao longo dos anos e atualmente supera 80 milhões de toneladas/ano, sendo uma grande parcela deste volume destinada a produção de vinhos. A atividade da indústria vinícola também gera milhões de toneladas de resíduos todo ano. A maior parte do resíduo dessa indústria é o bagaço obtido após a prensagem das uvas, que envolve talos, cascas, polpa e sementes da fruta. Se por um lado, a destinação desses resíduos merece atenção com relação ao seu potencial impacto ambiental, por outro lado o resíduo da indústria vinícola é rico em compostos de interesse, o que abre uma gama de possibilidades para que esse resíduo retorne na forma de subprodutos com valor agregado. O bagaço da uva é uma grande fonte de compostos fenólicos, etanol, tartaratos, malatos, ácido cítrico, óleo da semente, hidrocolóides e fibra alimentar. Os compostos fenólicos do vinho que abrangem as antocianinas, proantocianidinas, catequinas monoméricas e ácidos fenólicos, tem uma alta atividade antioxidade, sendo seu consumo associado a diversos efeitos benéficos a saúde, principalmente a doenças cardiovasculares. Hoje, um dos principais destinos dado a esse material é o uso agrícola. No entanto, mesmo para essa aplicação, o uso da matéria-prima não tratada pode causar danos ao solo e as culturas devido as altas concentrações de polifenóis, que podem ser fitotóxicos, além da poluição das águas subterrâneas. Nesse contexto, a vermicompostagem tem surgido como uma biotecnologia inovadora e de baixo custo para a conversão de resíduos agroindustriais com altos teores de celulose, hemicelulose e lignina, bem como na conversação de compostos fenólicos em ácidos húmicos. É um processo oxidativo no qual as minhocas interagem com os microrganismos, acelerando a estabilização da matéria orgânica e modificando propriedades físicas e bioquímicas do resíduo agroidustrial. Na região serrana de Santa Catarina é crescente o cultivo da uva para obtenção de vinhos finos de altitude, brancos e tintos. Cresce também o número de vinícolas na região, como é o caso da Vinícola Urupema Ltda., que iniciou suas atividades no ano de 2016. O resíduo dessa indústria atualmente é utilizado diretamente na agricultura, sem nenhum processo prévio de extração de compostos de interesse. A extração de compostos fenólicos e antocianinas levaria a obtenção de um novo resíduo, um material lignocelulósico que em virtude de sua elevada relação C/N, irá apresentar uma baixa taxa de decomposição caso este material seja depositado diretamente no solo. Assim se estabeleceu a demanda por esse projeto, que tem como objetivo geral valorizar os resíduos vinícolas produzidos na obtenção de vinhos brancos e tintos pela vinícola Urupema Ltda., extraindo compostos fenólicos e antocianinas, bem como tratando o resíduo resultante com vermicompostagem para obtenção de um biofertilizante. No futuro, os resultados gerados neste projeto também poderão ser expandidos para outras empresas vinícolas da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / João Gustavo Provesi - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Coordenador / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Isolamento de fungos endofíticos de Goiaba Serrana (Acca sellowiana) e determinação do potencial biotecnológico., Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador / Paulo Henrique Matayoshi Calixto - Integrante / Cristiane de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Fabricação de cerveja ?gluten free? partir de malte de pinhão (Araucaria angustifolia), Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2017 - Atual

    Caracterização e valorização do resíduo vinícola de Urupema, Descrição: A produção mundial de uva tem aumentado ao longo dos anos e atualmente supera 80 milhões de toneladas/ano, sendo uma grande parcela deste volume destinada a produção de vinhos. A atividade da indústria vinícola também gera milhões de toneladas de resíduos todo ano. A maior parte do resíduo dessa indústria é o bagaço obtido após a prensagem das uvas, que envolve talos, cascas, polpa e sementes da fruta. Se por um lado, a destinação desses resíduos merece atenção com relação ao seu potencial impacto ambiental, por outro lado o resíduo da indústria vinícola é rico em compostos de interesse, o que abre uma gama de possibilidades para que esse resíduo retorne na forma de subprodutos com valor agregado. O bagaço da uva é uma grande fonte de compostos fenólicos, etanol, tartaratos, malatos, ácido cítrico, óleo da semente, hidrocolóides e fibra alimentar. Os compostos fenólicos do vinho que abrangem as antocianinas, proantocianidinas, catequinas monoméricas e ácidos fenólicos, tem uma alta atividade antioxidade, sendo seu consumo associado a diversos efeitos benéficos a saúde, principalmente a doenças cardiovasculares. Hoje, um dos principais destinos dado a esse material é o uso agrícola. No entanto, mesmo para essa aplicação, o uso da matéria-prima não tratada pode causar danos ao solo e as culturas devido as altas concentrações de polifenóis, que podem ser fitotóxicos, além da poluição das águas subterrâneas. Nesse contexto, a vermicompostagem tem surgido como uma biotecnologia inovadora e de baixo custo para a conversão de resíduos agroindustriais com altos teores de celulose, hemicelulose e lignina, bem como na conversação de compostos fenólicos em ácidos húmicos. É um processo oxidativo no qual as minhocas interagem com os microrganismos, acelerando a estabilização da matéria orgânica e modificando propriedades físicas e bioquímicas do resíduo agroidustrial. Na região serrana de Santa Catarina é crescente o cultivo da uva para obtenção de vinhos finos de altitude, brancos e tintos. Cresce também o número de vinícolas na região, como é o caso da Vinícola Urupema Ltda., que iniciou suas atividades no ano de 2016. O resíduo dessa indústria atualmente é utilizado diretamente na agricultura, sem nenhum processo prévio de extração de compostos de interesse. A extração de compostos fenólicos e antocianinas levaria a obtenção de um novo resíduo, um material lignocelulósico que em virtude de sua elevada relação C/N, irá apresentar uma baixa taxa de decomposição caso este material seja depositado diretamente no solo. Assim se estabeleceu a demanda por esse projeto, que tem como objetivo geral valorizar os resíduos vinícolas produzidos na obtenção de vinhos brancos e tintos pela vinícola Urupema Ltda., extraindo compostos fenólicos e antocianinas, bem como tratando o resíduo resultante com vermicompostagem para obtenção de um biofertilizante. No futuro, os resultados gerados neste projeto também poderão ser expandidos para outras empresas vinícolas da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / João Gustavo Provesi - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Coordenador / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Fabricação de cerveja ?gluten free? partir de malte de pinhão (Araucaria angustifolia), Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Isolamento de fungos endofíticos de Goiaba Serrana (Acca sellowiana) e determinação do potencial biotecnológico., Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador / Paulo Henrique Matayoshi Calixto - Integrante / Cristiane de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2017 - Atual

    Caracterização e valorização do resíduo vinícola de Urupema, Descrição: A produção mundial de uva tem aumentado ao longo dos anos e atualmente supera 80 milhões de toneladas/ano, sendo uma grande parcela deste volume destinada a produção de vinhos. A atividade da indústria vinícola também gera milhões de toneladas de resíduos todo ano. A maior parte do resíduo dessa indústria é o bagaço obtido após a prensagem das uvas, que envolve talos, cascas, polpa e sementes da fruta. Se por um lado, a destinação desses resíduos merece atenção com relação ao seu potencial impacto ambiental, por outro lado o resíduo da indústria vinícola é rico em compostos de interesse, o que abre uma gama de possibilidades para que esse resíduo retorne na forma de subprodutos com valor agregado. O bagaço da uva é uma grande fonte de compostos fenólicos, etanol, tartaratos, malatos, ácido cítrico, óleo da semente, hidrocolóides e fibra alimentar. Os compostos fenólicos do vinho que abrangem as antocianinas, proantocianidinas, catequinas monoméricas e ácidos fenólicos, tem uma alta atividade antioxidade, sendo seu consumo associado a diversos efeitos benéficos a saúde, principalmente a doenças cardiovasculares. Hoje, um dos principais destinos dado a esse material é o uso agrícola. No entanto, mesmo para essa aplicação, o uso da matéria-prima não tratada pode causar danos ao solo e as culturas devido as altas concentrações de polifenóis, que podem ser fitotóxicos, além da poluição das águas subterrâneas. Nesse contexto, a vermicompostagem tem surgido como uma biotecnologia inovadora e de baixo custo para a conversão de resíduos agroindustriais com altos teores de celulose, hemicelulose e lignina, bem como na conversação de compostos fenólicos em ácidos húmicos. É um processo oxidativo no qual as minhocas interagem com os microrganismos, acelerando a estabilização da matéria orgânica e modificando propriedades físicas e bioquímicas do resíduo agroidustrial. Na região serrana de Santa Catarina é crescente o cultivo da uva para obtenção de vinhos finos de altitude, brancos e tintos. Cresce também o número de vinícolas na região, como é o caso da Vinícola Urupema Ltda., que iniciou suas atividades no ano de 2016. O resíduo dessa indústria atualmente é utilizado diretamente na agricultura, sem nenhum processo prévio de extração de compostos de interesse. A extração de compostos fenólicos e antocianinas levaria a obtenção de um novo resíduo, um material lignocelulósico que em virtude de sua elevada relação C/N, irá apresentar uma baixa taxa de decomposição caso este material seja depositado diretamente no solo. Assim se estabeleceu a demanda por esse projeto, que tem como objetivo geral valorizar os resíduos vinícolas produzidos na obtenção de vinhos brancos e tintos pela vinícola Urupema Ltda., extraindo compostos fenólicos e antocianinas, bem como tratando o resíduo resultante com vermicompostagem para obtenção de um biofertilizante. No futuro, os resultados gerados neste projeto também poderão ser expandidos para outras empresas vinícolas da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / João Gustavo Provesi - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Coordenador / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Isolamento de fungos endofíticos de Goiaba Serrana (Acca sellowiana) e determinação do potencial biotecnológico., Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador / Paulo Henrique Matayoshi Calixto - Integrante / Cristiane de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Fabricação de cerveja ?gluten free? partir de malte de pinhão (Araucaria angustifolia), Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2017 - Atual

    Caracterização e valorização do resíduo vinícola de Urupema, Descrição: A produção mundial de uva tem aumentado ao longo dos anos e atualmente supera 80 milhões de toneladas/ano, sendo uma grande parcela deste volume destinada a produção de vinhos. A atividade da indústria vinícola também gera milhões de toneladas de resíduos todo ano. A maior parte do resíduo dessa indústria é o bagaço obtido após a prensagem das uvas, que envolve talos, cascas, polpa e sementes da fruta. Se por um lado, a destinação desses resíduos merece atenção com relação ao seu potencial impacto ambiental, por outro lado o resíduo da indústria vinícola é rico em compostos de interesse, o que abre uma gama de possibilidades para que esse resíduo retorne na forma de subprodutos com valor agregado. O bagaço da uva é uma grande fonte de compostos fenólicos, etanol, tartaratos, malatos, ácido cítrico, óleo da semente, hidrocolóides e fibra alimentar. Os compostos fenólicos do vinho que abrangem as antocianinas, proantocianidinas, catequinas monoméricas e ácidos fenólicos, tem uma alta atividade antioxidade, sendo seu consumo associado a diversos efeitos benéficos a saúde, principalmente a doenças cardiovasculares. Hoje, um dos principais destinos dado a esse material é o uso agrícola. No entanto, mesmo para essa aplicação, o uso da matéria-prima não tratada pode causar danos ao solo e as culturas devido as altas concentrações de polifenóis, que podem ser fitotóxicos, além da poluição das águas subterrâneas. Nesse contexto, a vermicompostagem tem surgido como uma biotecnologia inovadora e de baixo custo para a conversão de resíduos agroindustriais com altos teores de celulose, hemicelulose e lignina, bem como na conversação de compostos fenólicos em ácidos húmicos. É um processo oxidativo no qual as minhocas interagem com os microrganismos, acelerando a estabilização da matéria orgânica e modificando propriedades físicas e bioquímicas do resíduo agroidustrial. Na região serrana de Santa Catarina é crescente o cultivo da uva para obtenção de vinhos finos de altitude, brancos e tintos. Cresce também o número de vinícolas na região, como é o caso da Vinícola Urupema Ltda., que iniciou suas atividades no ano de 2016. O resíduo dessa indústria atualmente é utilizado diretamente na agricultura, sem nenhum processo prévio de extração de compostos de interesse. A extração de compostos fenólicos e antocianinas levaria a obtenção de um novo resíduo, um material lignocelulósico que em virtude de sua elevada relação C/N, irá apresentar uma baixa taxa de decomposição caso este material seja depositado diretamente no solo. Assim se estabeleceu a demanda por esse projeto, que tem como objetivo geral valorizar os resíduos vinícolas produzidos na obtenção de vinhos brancos e tintos pela vinícola Urupema Ltda., extraindo compostos fenólicos e antocianinas, bem como tratando o resíduo resultante com vermicompostagem para obtenção de um biofertilizante. No futuro, os resultados gerados neste projeto também poderão ser expandidos para outras empresas vinícolas da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / João Gustavo Provesi - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Coordenador / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Isolamento de fungos endofíticos de Goiaba Serrana (Acca sellowiana) e determinação do potencial biotecnológico., Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador / Paulo Henrique Matayoshi Calixto - Integrante / Cristiane de Oliveira - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Fabricação de cerveja ?gluten free? partir de malte de pinhão (Araucaria angustifolia), Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador.Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador.Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2017 - Atual

    Caracterização e valorização do resíduo vinícola de Urupema, Descrição: A produção mundial de uva tem aumentado ao longo dos anos e atualmente supera 80 milhões de toneladas/ano, sendo uma grande parcela deste volume destinada a produção de vinhos. A atividade da indústria vinícola também gera milhões de toneladas de resíduos todo ano. A maior parte do resíduo dessa indústria é o bagaço obtido após a prensagem das uvas, que envolve talos, cascas, polpa e sementes da fruta. Se por um lado, a destinação desses resíduos merece atenção com relação ao seu potencial impacto ambiental, por outro lado o resíduo da indústria vinícola é rico em compostos de interesse, o que abre uma gama de possibilidades para que esse resíduo retorne na forma de subprodutos com valor agregado. O bagaço da uva é uma grande fonte de compostos fenólicos, etanol, tartaratos, malatos, ácido cítrico, óleo da semente, hidrocolóides e fibra alimentar. Os compostos fenólicos do vinho que abrangem as antocianinas, proantocianidinas, catequinas monoméricas e ácidos fenólicos, tem uma alta atividade antioxidade, sendo seu consumo associado a diversos efeitos benéficos a saúde, principalmente a doenças cardiovasculares. Hoje, um dos principais destinos dado a esse material é o uso agrícola. No entanto, mesmo para essa aplicação, o uso da matéria-prima não tratada pode causar danos ao solo e as culturas devido as altas concentrações de polifenóis, que podem ser fitotóxicos, além da poluição das águas subterrâneas. Nesse contexto, a vermicompostagem tem surgido como uma biotecnologia inovadora e de baixo custo para a conversão de resíduos agroindustriais com altos teores de celulose, hemicelulose e lignina, bem como na conversação de compostos fenólicos em ácidos húmicos. É um processo oxidativo no qual as minhocas interagem com os microrganismos, acelerando a estabilização da matéria orgânica e modificando propriedades físicas e bioquímicas do resíduo agroidustrial. Na região serrana de Santa Catarina é crescente o cultivo da uva para obtenção de vinhos finos de altitude, brancos e tintos. Cresce também o número de vinícolas na região, como é o caso da Vinícola Urupema Ltda., que iniciou suas atividades no ano de 2016. O resíduo dessa indústria atualmente é utilizado diretamente na agricultura, sem nenhum processo prévio de extração de compostos de interesse. A extração de compostos fenólicos e antocianinas levaria a obtenção de um novo resíduo, um material lignocelulósico que em virtude de sua elevada relação C/N, irá apresentar uma baixa taxa de decomposição caso este material seja depositado diretamente no solo. Assim se estabeleceu a demanda por esse projeto, que tem como objetivo geral valorizar os resíduos vinícolas produzidos na obtenção de vinhos brancos e tintos pela vinícola Urupema Ltda., extraindo compostos fenólicos e antocianinas, bem como tratando o resíduo resultante com vermicompostagem para obtenção de um biofertilizante. No futuro, os resultados gerados neste projeto também poderão ser expandidos para outras empresas vinícolas da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / João Gustavo Provesi - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Coordenador / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Fabricação de cerveja ?gluten free? partir de malte de pinhão (Araucaria angustifolia), Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Isolamento de fungos endofíticos de Goiaba Serrana (Acca sellowiana) e determinação do potencial biotecnológico., Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador / Paulo Henrique Matayoshi Calixto - Integrante / Cristiane de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2017 - Atual

    Caracterização e valorização do resíduo vinícola de Urupema, Descrição: A produção mundial de uva tem aumentado ao longo dos anos e atualmente supera 80 milhões de toneladas/ano, sendo uma grande parcela deste volume destinada a produção de vinhos. A atividade da indústria vinícola também gera milhões de toneladas de resíduos todo ano. A maior parte do resíduo dessa indústria é o bagaço obtido após a prensagem das uvas, que envolve talos, cascas, polpa e sementes da fruta. Se por um lado, a destinação desses resíduos merece atenção com relação ao seu potencial impacto ambiental, por outro lado o resíduo da indústria vinícola é rico em compostos de interesse, o que abre uma gama de possibilidades para que esse resíduo retorne na forma de subprodutos com valor agregado. O bagaço da uva é uma grande fonte de compostos fenólicos, etanol, tartaratos, malatos, ácido cítrico, óleo da semente, hidrocolóides e fibra alimentar. Os compostos fenólicos do vinho que abrangem as antocianinas, proantocianidinas, catequinas monoméricas e ácidos fenólicos, tem uma alta atividade antioxidade, sendo seu consumo associado a diversos efeitos benéficos a saúde, principalmente a doenças cardiovasculares. Hoje, um dos principais destinos dado a esse material é o uso agrícola. No entanto, mesmo para essa aplicação, o uso da matéria-prima não tratada pode causar danos ao solo e as culturas devido as altas concentrações de polifenóis, que podem ser fitotóxicos, além da poluição das águas subterrâneas. Nesse contexto, a vermicompostagem tem surgido como uma biotecnologia inovadora e de baixo custo para a conversão de resíduos agroindustriais com altos teores de celulose, hemicelulose e lignina, bem como na conversação de compostos fenólicos em ácidos húmicos. É um processo oxidativo no qual as minhocas interagem com os microrganismos, acelerando a estabilização da matéria orgânica e modificando propriedades físicas e bioquímicas do resíduo agroidustrial. Na região serrana de Santa Catarina é crescente o cultivo da uva para obtenção de vinhos finos de altitude, brancos e tintos. Cresce também o número de vinícolas na região, como é o caso da Vinícola Urupema Ltda., que iniciou suas atividades no ano de 2016. O resíduo dessa indústria atualmente é utilizado diretamente na agricultura, sem nenhum processo prévio de extração de compostos de interesse. A extração de compostos fenólicos e antocianinas levaria a obtenção de um novo resíduo, um material lignocelulósico que em virtude de sua elevada relação C/N, irá apresentar uma baixa taxa de decomposição caso este material seja depositado diretamente no solo. Assim se estabeleceu a demanda por esse projeto, que tem como objetivo geral valorizar os resíduos vinícolas produzidos na obtenção de vinhos brancos e tintos pela vinícola Urupema Ltda., extraindo compostos fenólicos e antocianinas, bem como tratando o resíduo resultante com vermicompostagem para obtenção de um biofertilizante. No futuro, os resultados gerados neste projeto também poderão ser expandidos para outras empresas vinícolas da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / João Gustavo Provesi - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    MANUTENÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE ? NEEAPlaC, Descrição: O presente projeto visa manter e consolidar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense (NEAAPlaC), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, um espaço interdisciplinar e interinstitucional que agregará docentes, pesquisadores, estudantes, agricultores, colaboradores e visitantes e terá como finalidade integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense. Para atingir seus objetivos nesta nova etapa, o NEAAPlaC atuará em quatro linhas de pesquisa cientifica, sendo elas: 1- avaliação do estabelecimento e manutenção dos quintais agroflorestais (instalados pelo projeto anterior, colocar quantos quintais) e implantação manutenção, avaliação de variedades crioulas (grãos e frutas naturalizadas ? transferência de tecnologias para as pousadas e agricultores. Esta linha visa a avaliação e manutenção de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos, em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino, diversificados com espécies nativas e exóticas, além é claro de milho e feijão adaptadas na região há muitos anos, pretenderá servir de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto; 2- a criação de um aplicativos a ser denominado de APPPraga ? Aplicativo para Auxílio no Manejo Agroecológico de Pragas (MEP); 3- Biotecnologia agroecológica e 4- Sistemas Agroflorestais. O NEAAPlaC ofertará cursos de qualificação profissional e formação inicial e continuada (FIC) para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense, nas áreas de Agriculotra Orgânica e Hotelaria, visando construir e socializar conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e Agrobiodiversidade. Também serão disponibilizados fichas agroecológicas durante os cursos de Qualificação Profissional e durante as visitas e dias de campo aos agriculotores. Serão realizados dias de campo de unidades de demonstração para promover a vinda de agricultores ao Instituto durante a Campanha Anual para a Promoção do Produto Orgânico. A região do Planalto Catarinense que o projeto terá atuação, será a compreendida pela AMURES- Associação dos Municípios da Região Serrana, que atualmente compreende 18 municípios, ou seja, o foco principal deste projeto será fomentar as atividades propostas nestes municípios. Este foco nesta região do Planalto Catarinense é fundamentado por ser uma das regiões de menor IDH do estado de Santa Catarina, os estabelecimentos agrícolas estão menos integrados aos sistemas modernos e demandadores de insumo, portanto à margem do circuito vigentes de produção e de escala, o que os coloca entre os de menor renda e menos adaptados a ampliação da produção por intensificação. A melhoria dos aspectos produtivos agrícolas com focos sustentáveis, vem de encontro com a melhoria de qualidade de vida dessas populações, trazendo benefícios amplos a toda a sociedade da região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (5) Graduação: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Silmar Primieri - Integrante / Fernando Domingo Zinger - Coordenador / Simone Mara Dulz - Integrante / Carla Eloize Carducci - Integrante / João Claudio Zanatta - Integrante / Tiago Celso Baldissera - Integrante / Tássio Dresch Rech - Integrante / Júlia Carina Niemeyer - Integrante / Karine Louise dos Santos - Integrante / Michael Ramos Nunes - Integrante / Alexandre Zammar - Integrante / Renato Simões Moreira - Integrante / Thiago Meneghel Rodrigues - Integrante / Pedro Boff - Integrante / Fábio Junior Nunes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Fabricação de cerveja ?gluten free? partir de malte de pinhão (Araucaria angustifolia), Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Isolamento de fungos endofíticos de Goiaba Serrana (Acca sellowiana) e determinação do potencial biotecnológico., Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador / Paulo Henrique Matayoshi Calixto - Integrante / Cristiane de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2016

    Bioprospecção de rizóbios promotores de crescimento em aveia., Projeto certificado pela empresa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina em 02/06/2016., Descrição: A exploração pecuária no Planalto Sul Catarinense fundamenta-se no uso de espécies nativas como principais fontes de alimento volumoso para o rebanho de bovinos e ovinos, porém no decorrer das estações mais frias do ano, as pastagens naturais encontram sérias dificuldades de estabelecimento. A oferta de forragem durante este período é insuficiente para suprir a demanda de alimentos volumosos pelos animais, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos. Assim sendo, pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade (LASCANO, 2002). Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas (MACHADO et al., 2011). Os rizóbios são bactérias associadas a raízes de leguminosas e realizam o processo de fixação biológica de nitrogênio. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores têm constatado que os rizóbios também são capazes de promover o crescimento de plantas não-leguminosas, por meio de outros mecanismos, entre os quais se destaca a produção de hormônios (STROSCHEIN et al., 2011). A síntese de auxinas, particularmente o ácido indol-acético (AIA), promove o crescimento das raízes e o aumento do número de pelos radiculares, melhorando a absorção de água e nutrientes do solo, e consequentemente, melhorando o desenvolvimento da planta (VARGAS, L. K. et al., 2009). A bioprospecção de rizóbios eficientes na fixação biológica de nitrogênio e que possa promover o crescimento de gramíneas em sistemas de cultivo de forragens destinadas a alimentação bovina representa uma importante inovação biotecnológica, de baixo custo e menor impacto ambiental. Existem no ambiente rizóbios exploráveis quanto à capacidade de promover crescimento vegetal, porém são necessários estudos sobre a infectividade e a compatibilidade de rizóbios e espécies vegetais de interesse. Desta forma, os estudos de seleção de rizóbios compatíveis com espécies exploráveis em sistemas de sucessão ou consorciação com leguminosas são de grande importância. Surgem como possíveis alternativas para melhorar a sustentabilidade econômica e ecológica de cultivos agrícolas, à medida em que forem eficientes a ponto de possibilitar uma redução na necessidade de fertilizantes químicos sem prejuízos no rendimento das culturas. EDITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Silmar Premieri - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / João Frederico Mangrich dos Passos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3

  • 2014 - 2016

    Otimização do processo de fabricação de barra de cereais formulada pinhão (Araucaria angustifólia), Descrição: O presente trabalho tem como objetivo geral o desenvolvimento de barras de cereais contendo pinhão (semente da Araucaria angustifolia) em sua formulação. Para tanto será aplicado um delineamento composto central rotacional, com 4 pontos centrais e 4 axiais, visando também a otimização das variáveis de processo teor de sólidos solúveis do xarope (x1) e concentração de pinhão (x2). Serão realizadas as caracterizações físico-químicas e sensoriais das amostras, incluindo a intenção de compra do produto. O presente projeto conta com o apoio econômico da Fundação CERTI e da microempresa JGB Ingredientes Alimentícios LTDA para a execução das atividades previstas. DITAL: Chamada MEC/SETEC/CNPq N º 94/2013 - Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Leilane Costa de Conto - Coordenador / MARCIO SCHMIELE - Integrante / Ana Paula de Lima Veeck - Integrante / Rafael Kanke - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Biotecnologia aplicada na produção de Bracatinga (Mimosa scabrella), Descrição: Este projeto é a continuidade de dois anos de trabalhos sobre a diversidade de bactérias fixadoras de nitrogênio (BFN) em bracatinga e de alguns testes em câmara de crescimento. Agora, buscamos entender a importância de bactérias endofíticas, juntamente com BFN, no desenvolvimento das mudas, bem como a influência de diferentes progênies com BFN isoladas de diferentes regiões. O projeto ainda prevê dois experimentos à campo (curto e longo prazo), onde verificaremos a capacidade de isolados de BFN na fixação de nitrogênio para a planta. Além de parâmetros comuns nestes experimentos (massa seca da parte aérea; nitrogênio total, número e massa seca de nódulos), avaliaremos a arquitetura da raiz, com dados de volume, comprimento, classes de espessura e número de pontas das raízes. avaliar a eficiência simbiótica de mudas de bracatinga sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio e bactérias endofíticas isoladas de nódulos dessa espécie; - Avaliar a eficiência simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio em diferentes progênies de Mimosa scabrella; - Avaliar o desempenho agronômico de Mimosa scabrella à campo sob inoculação de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas previamente em experimentos de câmara de crescimento e casa de vegetação;.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Julio Cesar Pires Santos - Integrante / Murilo Dalla Costa - Integrante / Silmar Primieri - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Populações nativas de uvaia (Eugenia pyriformis) e seu potencial para a produção e processamento., Descrição: A uvaia (Eugenia pyriformis Camb.) é uma frutífera nativa pertencente à família Myrtaceae (ANDERSEN e ANDERSEN, 1989) que vem despertando interesse de seu cultivo em sistemas agroflorestais, em virtude de poder ser usada tanto para beneficiamento quanto para o consumo in natura e o seu cultivo pode ser realizado em altitudes superiores a 800 metros. No entanto, poucos trabalhos têm sido realizados para caracterizar a fenologia da floração e frutificação da uvaia na região serrana de Santa Catarina. A uvalheira apresenta variabilidade no período de floração e frutificação, estando relacionado com as regiões de ocorrência, como observado por Donadio et al. (2002), em Jaboticabal, SP, onde a uvaia floresce de agosto a setembro, enquanto no Sul do país é mais tardia, podendo se estender até fevereiro e, no Pantanal, até novembro. Além das características fenológicas associadas à produção de uvaia, ainda se conhece pouco sobre suas características pós-colheita. Um dos problemas encontrados nesta espécie é o alto teor de água, que se situa entre 80-95% e com o armazenamento destes frutos ocorre à redução dos teores de água, resultando em enrugamento dos tecidos, amaciamento da polpa e perda de peso durante o armazenamento (SCALON et al., 2004). Uma alternativa é avaliar plantas que possuam frutos com maior tolerância ao armazenamento, utilizando a técnica de atmosfera controlada e relacionar com a diversidade genética existente entre as plantas nativas encontradas nas matas da serra catarinense visando encontrar materiais potenciais para serem incluídos em sistemas agroflorestais e programas de melhoramento vegetal. EDITAL 13/2012 PROGRAMA DE APOIO AO FORTALECIMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IF-SC.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Integrante / Roberto Akitoshi Komatsu - Integrante / Jaciara Zarpellon Mazo - Coordenador / Janaina Jaeger - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2014

    Seleção de rizóbios promotores de crescimento em gramíneas forrageiras, Descrição: As pastagens cultivadas com gramíneas são amplamente usadas no Sul do país, sobretudo para suprir o déficit alimentar dos rebanhos durante o outono e o inverno, porém com rendimentos muito abaixo do seu potencial, devido à deficiência de manejo adequado e adubação que resultam em um menor crescimento vegetal e, consequentemente, menor produtividade. Uma alternativa que vêm sendo estudada para aumentar a eficiência do uso de fertilizantes em espécies forrageiras se dá pelo emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas. Nos últimos anos, vêm sendo observado que rizóbios tem a capacidade de produção de fitohormônios, principalmente o ácido indol- acético (AIA) e podem promover o crescimento em gramíneas. Desta maneira, este projeto visa selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de espécies de gramíneas forrageiras. Os objetivos específicos são: (a) quantificar a produção de ácido indol-acético por rizóbios isolados de diferentes espécies de leguminosas; (b) identificar, entre os rizóbios isolados, aqueles capazes de promover incrementos na germinação de sementes de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.); (c) selecionar rizóbios eficientes na promoção de crescimento de plantas de azevém (Lolium multiflorum Lam), cevadilha (Bromus auleticus Trinius) e aveia preta (Avena strigosa Schreb.). EDITAL Nº 12/2013/PROPPI - EDITAL UNIVERSAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador / Murilo Dalla Costa - Integrante / Gilberto Dalagnol - Integrante / Rosane Schenkel de Aquino - Integrante / Silmar Primieri - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2012

    Desenvolvimento de inoculante biológico microbiano promotor de crescimento para cultura do morangueiro., Descrição: O morango (Fragaria x ananassa Duch. ex Rozier) produzido no Brasil é em grande parte proveniente de cultivos em sistemas convencionais com grande aporte de insumos agrícolas, reduzindo assim a sustentabilidade deste sistema de produção (DAROLT, 2003). Uma das alternativas que vem sendo apontadas para a diminuição do uso de agrotóxicos e fertilizantes na agricultura é o emprego de inoculantes biológicos que promovem o crescimento de plantas, melhorando a resistência a doenças, promovendo o controle biológico de patógenos e reduzindo o uso de fertilizantes (VARGAS et a., 2009). Estes inoculantes biológicos possuem micro-organismos que são denominadas promotoras de crescimento vegetal, e estão naturalmente presentes na rizosfera das plantas, sendo capazes de contribuir para o aumento da produtividade de algumas culturas agrícolas devido à colonização das raízes e pela biossíntese de fito-hormônios (BISWAS et al., 2000). Esta nova tecnologia pode ser empregada em diferentes áreas da agricultura, sendo que é uma das alternativas para a redução de insumos no cultivo do morango, tornando esta prática agrícola mais sustentável (BERG et al., 2009). Diversos micro-organismos vêm sendo relatados como promotores de crescimento em plantas, sendo que Azospirillum e Bacillus são os gêneros de bactérias mais encontrados em morango (BERG et al., 2009). Um dos principais mecanismos que promovem o crescimento de plantas por estas bactérias é a biossíntese de ácido indol-acético (AIA) por estes micro-organismos (BERG et al., 2009). O ácido indol-acético, fitohormônio pertencente ao grupo das auxinas, atua na elongação das células vegetais, na formação das raízes laterais e pêlos radiculares, bem como na germinação das sementes (SCHLINDWEIN et al., 2008). Além da produção de AIA, a seleção de micro-organismos que realizam o controle biológico de patógenos no morango é uma das alternativas para a redução do uso de agrotóxicos. EDITAL: Edital Bolsa Pesquisador ? Nº23/PRPPGI/2011 - CHAMADA 2011 ? 2012: BOLSAS DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) . , Integrantes: Marcos Roberto Dobler Stroschein - Coordenador., Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2003

Melhor Extande da Expofeira, Universidade Federal de Santa Maria.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Instituto Federal de Santa Catarina, Campus Urupema. , Rua Senadinho, s/n, Centro, 88625000 - Urupema, SC - Brasil, Telefone: (49) 32363100, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2010 - Atual

    Instituto Federal de Santa Catarina

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Docente, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 02/2016

      Direção e administração, Instituto Federal de Santa Catarina - Câmpus Urupema, .,Cargo ou função, Diretor Geral do Campus Urupema.

    • 02/2016

      Ensino, Curso Superior em Tecnologia dos Alimentos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia dos Alimentos, Microbiologia Geral

    • 02/2016

      Ensino, Curso Superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia Enológica

    • 07/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , Campus Urupema, .,Linhas de pesquisa

    • 02/2014 - 02/2016

      Direção e administração, Campus Urupema, .,Cargo ou função, Diretor Geral do Câmpus Urupema.

    • 06/2012 - 02/2014

      Direção e administração, Reitoria, .,Cargo ou função, Coordenador de Pesquisa do IF-SC.

    • 01/2012 - 05/2012

      Direção e administração, Campus Urupema, .,Cargo ou função, Coordenador de Pesquisa.

  • 2008 - 2010

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Doutorado Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 40